Page 1

REDE

Sinttel lança campanha de compra coletiva de carros com desconto CUT denuncia golpes na OIT

Na 106ª Conferência da Organização Internacional do Trabalho - OIT - realizada em Genebra, Suíça, de 6 a 16 de junho, a CUT denunciou diversas e graves irregularidades cometidas pelo Brasil no último ano. Por meio de um contundente discurso no plenário, o secretário de Relações Internacionais da CUT, Antonio Lisboa, acusou o governo atual de omissão diante de crimes contra o meio ambiente, contra os trabalhadores e projetos sociais. Entre as graves denúncias listadas e divulgadas por Lisboa, estão o crime ambiental em Mariana, Minas Gerais; assassinatos de trabalhadores rurais ignorados pelo governo golpista de Temer; violência contra os indígenas, igualmente ignoradas; e ataques aos direitos sociais e trabalhistas como o congelamento dos gastos por 20 anos, a terceirização geral e irrestrita; e as reformas/desmontes da aposentadoria e da CLT. Na ocasião, Lisboa denunciou a situação alarmante dos moradores de Mariana e dos municípios vizinhos que até hoje sofrem as conseqüências do desastre ambiental. "Não só isso, causou dezenas de mortes, destruiu casas, escolas e plantações - UM GOLPE contra o meio-ambiente e as comunidades ribeirinhas". Em relação ao mundo do trabalho, o secretário não poupou críticas severas ao atual governo. "A Reforma Trabalhista propõe ainda ampliação da jornada para até 60h por semana e o trabalho intermitente. Prioriza a negociação direta entre trabalhador e empregador, e, pior, sem a presença do sindicato. Caso aprovada, a reforma retrocede em 100 anos as relações de trabalho no Brasil. Este é o maior GOLPE contra a classe trabalhadora brasileira!"

REAJA AGORA OU

SOCORRO ANDRADE

O Sinttel-Rio deu início a uma campanha na rede para compra coletiva de carros para agregação, de modo que os trabalhadores sejam beneficiados com financiamentos de longo prazo e descontos maiores no preço dos carros e do kit gás, por exemplo. Um boletim com todas as informações e uma ficha de adesão no verso já está sendo distribuído aos trabalhadores nos locais de trabalho. Os interessados devem preenchê-lo e devolvê-lo ao dirigente sindical.

H

á muito tempo, o Sindicato vem lutando por melhores condições para compra de carro pelos trabalhadores para agregação junto à empresa, oque permite uma renda a mais pelo aluguel do veículo. Finalmente, no último acordo, conquistamos o benefício para os empregados da Serede que agora terão condições de comprar carros financiados em 60 meses, sem entrada e com desconto. Como isso será possível? Mediante parceria realizada pela empresa com fabricantes de automóveis e concessionárias. Por enquanto, a parceria da Serede é só com a Renault, que garante descontos de 5% a 18% na compra de seus carros. Por conta disso e pensando em beneficiar da mesma forma os demais trabalhadores da rede, o Sinttel lança uma campanha de compra coletiva de carro. O objetivo é juntar um grupo grande de sindicalizados que queiram adquirir um carro zero para assim conseguir junto à concessionária Renault descontos maiores no valor do carro e do kit gás, além de financiamento mais longo. Como já sabemos, uma andorinha só não faz verão, então vamos nos unir, usar a nossa capacidade de mobilização e organização e reunir o maior número de interessados para propormos a compra em grupo (centenas de veículos de uma só vez), isso interessa aos fabricantes e as concessionárias, mas o importante é conquistarmos vantagens em descontos para cada um dos trabalhadores participantes. Para tanto, a diretoria do Sinttel-Rio está visitando os locais de trabalho para informar e esclarecer todos sobre esta campanha. Alcançando-se pelo menos 100 adesões será agendada reunião com representantes do fabricante para negociar possíveis vantagens adicionais que, posteriormente, o Sindicato informará aqui no Jornal ou no Portal do Sinttel (www.sinttelrio.org.br). SÓ PARA SINDICALIZADOS

Essa campanha é somente para sindicalizados. Estas vantagens extras, se alcançadas, serão garantidas para aqueles que fizerem a adesão. O Sindicato ressalta que é importante também destacar que a compra deve ser feita diretamente pelo associado sem a intermediação

Trabalhadores ganham bônus extra com agregação de carro

do Sinttel em data que será agendada quando a negociação for concluída. CARROS USADOS

Lembramos que também será oferecida a compra de carros usados, seminovos da Unidas. No entanto, a campanha do Sindicato também permitirá essa possibilidade. A intenção do Sindicato é realizar a primeira compra coletiva até o final deste mês. Os trabalhadores que necessitarem de mais informações, que queiram tirar alguma dúvida ou buscar outros esclarecimentos podem ligar para o Sindicato (2204-9300) ou comparecer a nossa sede no Rio de Janeiro (Rua Morais e Silva, 94 - Maracanã) ou em Niterói (Rua Visconde de Uruguai, 277 – Centro) e falar com um dos diretores. Quem, por algum motivo, não preencheu o formu-

lário de adesão no local de trabalho e está interessado, pode solicitar por telefone o envio do mesmo por e-mail e após preenchido e assinado remeter ao Sindicato, indo diretamente a um de nosso endereços ou enviando por correio. VANTAGENS DA AGREGAÇÃO

Na negociação salarial com a Serede este ano, o Sinttel-Rio obteve uma grande conquista para os trabalhadores com carro agregado. Um bônus extra no valor de R$ 390,00 mensais. O pagamento integral do bônus está condicionado a algumas condições (veja box), mas quem atender a essas e receber o valor total terá um acréscimo de cerca de 40% no valor máximo atual do carro zero, que é de R$ 1.000,00. Esse bônus também representa mais de 30% sobre o piso salarial.

Condições para obter o bônus de até R$ 390,00

4Disponibilidade do veículo – durante o cumprimento da jornada de trabalho trabalhador/locador; 4Frota Legal - apresentar documentação e o IPVA quitado 100% do seu carro agregado no ano vigente; 4GNV - possuir instalado, ou vir a instalar, o kit gás e apresentação anual do Certificado de Segurança Veicular (CSV); 4Cor Padrão – branco ou prata e manter o carro segurado em com empresa conveniada à Serede (Seguradora Itaú, Porto Seguro e Azul).

PLENÁRIA

MORRA Frente pelas Diretas e não às Reformas TRABALHANDO Mesmo com todas as provas de corrupção, tráfico de influências e o imenso desgaste - sua rejeição chega a mais de 90% - o presidente golpista pretende dar continuidade às massacrantes reformas da previdência e trabalhista.O que antes parecia certo, a sua queda, quando toda a imprensa, antigos aliados e a opinião pública se posicionaram contra o presidente golpista, agora a sua permanência parece favorecê-los, já que sentiram a pressão das ruas por Diretas Já e querem, a todo

custo, aprovar as reformas que tiram direitos dos trabalhadores e acabam com a aposentadoria. A política de Temer é clara desde que o golpista tomou o poder: beneficiar os próprios aliados, a maioria deles envolvidos em escândalos de corrupção e retirar os direitos trabalhistas para que se aumente o lucro de bancos e investidores. Pela pressão sentida pelos aliados do golpista e para defender nossos direitos da quadrilha que tomou o poder, temos que

permanecer nas ruas, pressionando por Diretas Já. O povo brasileiro tem o direito de escolher por qual governo e programa queremos ser representados. PLENÁRIA

Na segunda que vem, dia 19, será realizada a primeira plenária do comitê estadual da Frente Ampla Nacional pelas Diretas, a partir das 18 horas, na sede da OAB-RJ (Av. Marechal Câmara, 150 - Centro). Na ocasião, serão debatidas ações para luta

estadual por direitos e por eleições diretas. A grave crise institucional e política pela qual o Brasil passa está diretamente ligada à falta de legitimidade do governo atual, que paralisou os avanços sociais e econômicos da última década. Para sair desta crise, é fundamental a participação do povo nas ruas e nas urnas. A continuidade deste governo é a continuidade da crise, já que colocam por terra os direitos e representam a manutenção da situação caótica em que se encontra o país.


REDE

Os riscos da contaminação por chumbo O Departamento de Saúde do Sinttel lança a partir de amanhã, dia 15, uma campanha de prevenção à contaminação por agentes químicos, especialmente o chumbo que está presente nas caixas subterrâneas e baterias. A campanha envolve os trabalhadores de rede de todas as empresas de telecomunicações e tem como objetivo inicial mapear as caixas e baterias existentes no estado. Para isso, é necessário que os trabalhadores enviem e-mail para saúde@sinttelrio.org.br de amanhã até o dia 30, com o endereço, a localização dessas caixas e baterias e, se possível, informem quantas existem. Os nomes dos trabalhadores serão guardados sob sigilo, portanto, não precisam temer represália das empresas.

C

SOCORRO ANDRADE

om esses dados, a diretora de Saúde, Edna Sacramento, acompanhada de profissionais de saúde da Fiocruz, fará inspeção dessas caixas e baterias para medir o nível de toxicidade destes ambientes. Na ocasião, será também inspecionado o fornecimento e uso dos equipamentos de segurança. Concluído o trabalho, se verificado excesso de exposição, o Sindicato tomará as medidas necessárias que garantam a prevenção da contaminação. Segundo Edna, estudos dão conta de que as doenças do trabalho causadas pelo chumbo são conhecidas há séculos, entretanto, até agora, muito pouco se fez para substituir este metal tão perigoso ou para proteger adequadamente os trabalhadores da rede que lidam com ele no dia a dia.

BATERIAS

As baterias produzem calor e desprendem o que gera vapores de ácido e de chumbo. As pessoas encarregadas de sua manutenção estão expostas a esses agentes químicos e podem ser contaminadas. Trabalhadores que permanecem em ambientes fechados onde estiverem instaladas estas baterias também podem se intoxicar. Veja abaixo os sintomas da intoxicação por chumbo: . anemia . impotência sexual . problemas renais (retenção de urina), estomacais (gastrite) e intestinais (cólicas e prisão de ventre) . dores nas juntas e nos ossos . afeta o sistema nervoso causando irritação, insônia, descontrole emocional, esquecimento, falta de atenção, tremores, paralisia parcial . falta de apetite, palidez, dor de cabeça, pressão alta, surdez . Casos graves - dor de cabeça insuportável, paralisia, convulsões, delírio, podendo levar à morte

LUVA DE CHUMBO

Os trabalhadores ficam expostos à nuvem e poeira de chumbo (fumo como é chamada) em maior ou menor grau, mas em ambos os casos o dano à saúde é muito grave. Quando soldam a luva em volta da emenda dentro das caixas subterrâneas, por exemplo, a exposição é mais intensa e a situação é muito mais grave. Nas caixas subterrâneas há pouca ventilação e a concentração de chumbo no ar fica mais alta. Também quando se faz esforços, carregando peso, ou quando se mantém em posição forçada, é preciso mais oxigênio. Em ambiente contaminado por chumbo, a quantidade absorvida pelo organismo será maior. Muitas vezes as caixas subterrâneas são contaminadas por esgoto, urina e TELEATENDIMENTO

Tivit não negocia pendências de assembleia Os trabalhadores da Tivit, lotados nos sites do shopping Nova América e Rua Senador Pompeu, em assembleia realizada no final de maio aprovaram a proposta da empresa e condicionaram essa decisão ao retorno da empresa à mesa de negociação para rever o valor do Vale Refeição/Alimentação, o piso salarial dos trabalhadores do Staff (monitores e instrutores de back office), porém, a empresa se negou categoricamente a retomar a negociação dessas pendências, o que é inaceitável. O Sindicato insiste na retomada e exige bom senso da empresa. O clima de insatisfação entre esses trabalhadores é grande e não é pra menos. O pessoal do shopping, por exemplo, com o reajuste de 4% do VR/VA, teve um acréscimo de R$ 0,18 ao valor do benefício, que passou para R$ 7,52, com esse valor só é possível comprar uma água mineral no shopping. Já o pessoal do Staff teve seus salários reajustados em 4%, passando a receber

praticamente o mesmo que os operadores que tiveram reajuste de 8% (recebem o piso regional). Essas duas situações têm que ser revistas e negociadas pela empresa. A empresa também se nega a discutir o não envio ao banco de horas das horas trabalhadas no feriado, como querem os trabalhadores. Hoje a empresa manda essas horas trabalhadas em feriado para o banco e o trabalhador só as recebe se elas não forem compensadas no prazo de 60 dias. Isso é imoral.

PREVENÇÃO

A melhor forma de prevenção seria a pesquisa de matérias e substâncias que não produzissem doenças nos trabalhadores. Entretanto, a pesquisa de novas tecnologias é sempre orientada para produtividade e o lucro e não para eliminação real das fontes de doença.

Cipa na Tivit

De 26 de junho a 11 de julho, estarão abertas as inscrições para a Comissão Interna de Prevenção de Acidentes CIPA - da Tivit, cuja votação estará concentrada nos dias 11 e 12 de julho. A posse dos novos membos acontecerá no dia 11 de agosto e a estabilidade é de um ano durante o seu mandato e mais um ano após o final do mesmo. A Comissão Interna de Prevenção de Acidentes CIPA - é regulamentada pela Norma Regulamentadora número 5 do Ministério do Trabalho e Emprego. A CIPA é um importante instrumento de vigilância e segurança da saúde do trabalhador.

REUNIÃO COM O RH

- No dia 07 de junho, como estava prevista, aconteceu a reunião e a empresa garantiu que fará o pagamento do reajuste salarial na quinzena.

AC e BS aprovam acordo

Numa assembleia realizada dia 9, os trabalhadores da AC e BS, que prestam serviço de teleatendimento para o Banco do Brasil, aprovaram o Acordo Coletivo 2017/2018.

Convênio Netshoes O Sinttel estabeleceu novo convênio, desta vez com a Netshoes. Os trabalhadores sindicalizados têm desconto de 15% nas compras. Para ter acesso ao mesmo, é necessário acessar o hotsite - http://netshoesparcerias.com.br/ sinttel/ - e inserir o CPF para obter o desconto nos produtos.

EDIÇÃO Socorro Andrade Reg. 460 DRT/PB - socorroandradde@gmail.com

DIAGRAMAÇÃO L&B Comunicação Ltda IMPRESSÃO Gráfica do SINTTEL-Rio: Jorge Motta Reg. 17.924 DRT /RJ (prod. gráfica)

REDAÇÃO Socorro Andrade e Simone Kabarite - Reg. 0035866/RJ

Valdir Tedesco (impressor)

ILUSTRAÇÃO Alexandre Bersot http://www.behance.net/alexandrebersot

TIRAGEM 12 mil exemplares

CIRCULAÇÃO Semanal

Rua Morais e Silva, 94 - Maracanã - RJ - CEP 20271-030 - Tel.: 2204-9300 E-mail Geral sinttelrio@sinttelrio.org.br - Site http://www.sinttelrio.org.br E-mail Jurídico juridico@sinttelrio.org.br - E-mail Imprensa imprensa@sinttelrio.org.br

bersot

humor DIRETORA DE IMPRENSA Keila Machado keilamachado@sinttelrio.org.br

fezes de rato e insetos. A possibilidade de contaminação biológica enfraquece o corpo e permite que o chumbo ataque mais agressivamente o organismo.

Campanha do agasalho A Campanha do Agasalho 2017, promovida pela Cruz Vermelha Brasileira - Rio de Janeiro, já começou. Até 1º de setembro é possível doar agasalhos e cobertores para a população carente que sofre com as baixas temperaturas. Dentre as instituições que receberão os donativos arrecadados, estão asilos, hospitais, creches, além de famílias em situação de vulnerabilidade que são acompanhadas pela Cruz Vermelha Brasileira, a exemplo dos refugiados que são assistidos pela instituição. A campanha é um sucesso há anos. Só no ano passado foram arrecadadas mais

de 12 toneladas de doações e nesta edição a expectativa é que o número seja ainda maior. Locais de coleta: Sede da Cruz Vermelha Brasileira - Praça Cruz Vermelha, 10 - Centro. Horários: de segunda à sexta-feira: das 9 às 18h e sábado: das 9 às 12h. Sinttel - O Departamento de saúde do Sinttel-Rio também está realizando campanha de arrecadação de agasalhos e cobertores para crianças. As doações serão distribuídas para crianças carentes de Oswaldo Cruz e podem ser entregues no local (Rua Moraes e Silva, 96, Maracanã), de 10 às 17h.

Teatro a R$10 e R$5 O genial dramaturgo Nelson Rodrigues ganha novas montagens de duas de suas mais famosas peças de teatro. O projeto 2 X Nelson leva aos palcos do Teatro Ziembisnki, na Tijuca, as peças A Falecida e A Serpente, sob a direção de Renato Carrera. Por apenas R$10 (R$5 meia entrada) cada, o público poderá conferir as peças, que são apresentadas em horários intercalados. São mais de 30 atores em cena, que se revezam entre os personagens criados pelo dramaturgo, morto em 1980. A Falecida conta a história da personagem Zulmira que

tem obsessão pela morte e que planeja, como estratégia de vingança, um enterro de luxo. Até o dia 2 de julho, o espetáculo é apresentado aos sábados, às 19 horas, aos domingos, às 18h e sexta (apenas no dia 16 jun) também às 18h. Já A Serpente, fala de sexo, amor e traição, com humor ácido e diálogos sempre inteligentes e surpreendentes, marcas de Nelson Rodrigues. A Serpente é apresentada às 19h, sexta e domingo às 20h. O teatro Ziembisnki fica na Rua Urbâno Duarte, 30 - Tijuca, em frente à estação São Fco Xavier, tel: 3234-2003.

Sejamos Emília

Nos dois últimos anos cresceu no Brasil o discurso de que as reformas trabalhista e previdenciária são essenciais para o crescimento do país. Discurso falacioso, mas, de tanto ser repetido, há quem acredite que seja verdadeiro. No julgamento da chapa Dilma-Temer, pelo Tribunal Superior Eleitoral, o hoje execrado ministro Gilmar Mendes se valeu de uma história de Monteiro Lobato para dizer que o TSE "não deve ser o espaço de solução para crise política do país (…) não sejamos Américos Pisca Pisca". Personagem da fábula "Reformador do mundo", Américo propunha várias mudanças nas imperfeições da natureza, mas termina se resignando e convencido a "deixar as coisas como estão." Ao citar Monteiro Lobato, mesmo não querendo, o ministro Gilmar Mendes trouxe para o debate o contraponto ao planejamento das nossas elites dominantes. Dizia Lobato: "a nossa ordem social é um enorme canteiro em que as classes privilegiadas são as flores e a imensa massa da maioria é apenas o esterco que engorda essas flores. Esterco doloroso e gemebundo. Nasci na classe privilegiada e nela vivi até hoje, mas o que vi da miséria silenciosa nos campos e nas cidades me força a repudiar uma ordem social que está contente com isso e arma-se até com armas celestes contra qualquer mudança." Gilmar é um legítimo representante de uma classe dominante oportunista, que se utiliza de qualquer subterfúgio para alcançar seus interesses. Os setores da elite capitalista que o atacam hoje são os mesmos que sempre o apoiaram em decisões anti-democráticas e contra os interesses da maioria da população. Os mesmos setores elitistas que têm como um dos principais representantes a área das (tele)comunicações. A Globo, capitaneando uma mídia comprometida com o capital financeiro, e as operadoras de telecomunicações, que enquanto se discute o destino do país, alicerçam, junto com a Anatel, o caminho da entrega de recursos públicos (bens reversíveis, capacidade satelital, desonerações tributárias, troca de multas por termos de ajustamentos de conduta favoráveis à Oi e a Vivo). Tudo com a desculpa esfarrapada de que esse será o melhor caminho para que os investimentos aumentem. Universalizar a banda larga nunca esteve e não está entre os interesses da agência e das operadoras. Na verdade deveríamos terminar a história do "Reformador do mundo" com a postura de outro personagem de Lobato, a boneca Emília. Esta rechaça a resignação de Américo Pisca Pisca e afirma que começaria reformando a própria fábula. Nós, brasileiros, não vivemos numa fábula, ao contrário. Mas está mais do que na hora de rechaçar os acordos de uma elite que só pensa nos seus próprios interesses em detrimento da maioria da sociedade. Democratizar o nosso país passa por eleições diretas, pela universalização da banda larga. Não aceitemos o fim da história como contado pela elite. Resistamos! Sejamos todos Emília! Visite o Portal

www.institutotelecom.com.br

1.569

Jornal Sinttel-Rio nº 1569  

Sinttel lança campanha de compra coletiva de carros com desconto

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you