Page 1

CAMPANHA DAS OPERADORAS

Proposta da Claro é rejeitada Continua o impasse na negociação com a GVT Reunida com a Comissão Nacional da Fenattel ontem, dia 29, a GVT manteve a mesma enrolação de sempre. Não fez nenhuma proposta para pagamento de ganho real e também não avançou nos demais itens. A comissão insiste que é preciso mais e rejeitou a proposta. Uma nova reunião foi agendada para o dia 8, quando se espera que a empresa recue em sua postura inflexível e faça uma proposta com base no que os Sindicatos estão reivindicando. Veja a contraproposta deixada pela comissão na mesa de negociação: Reajuste de salários e benefícios pelo INPC + 5% de aumento real sem proporcionalidade VA/VR – no valor de $ 25,00 para jornada de 8h e R$ 22,00 para jornada de 6h, para todos os estados Cesta básica - reajustar o valor de R$ 250,00 e mantê-la para os atuais beneficiários Aluguel de carro- reajustar pelo INPC + 5% e estender para outros cargos Piso salarial - R$ 1000,00 para jornada de 8h e R$ 800,00 para jornada de 6h (respeitar o piso regional e ou convenções coletivas estaduais) KM - R$ 1,00 Banco de horas - ficará fora do ACT e deverá ser negociado por cada estado PIV - apresentar a política atual para que possamos discutir e negociar melhorias Licença maternidade/adoção - 180 dias.

. . . .. . .

NEXTEL É DE CHORAR

Na Nextel a negociação também foi ontem, até o fechamento desta edição a reunião não havia terminado, mas a proposta inicial da empresa foi de chorar. Curta e grossa, ela propôs um reajuste pelo INPC e nada mais. Com relação a PPR não apresentou números e disse que distribuirá valores entre 20% a 40% do salário.

Camila Palmares

Sinttel fez ato ontem, dia 29 na porta da empresa em Botafogo para cobrar avanços e convocar a categoria para a luta. Uma nova rodada de negociação foi agenda para os dias 5 e 6 em São Paulo. A segunda rodada de negociação com a Claro ocorrida em São Paulo nos dias 23 e 24 foi um fiasco. Os representantes da empresa vieram com a mesma choradeira de sempre e no final apresentaram uma proposta de reajuste que está longe do que queremos não deixando outra saída para a Comissão de Negociação da Fenattel senão rejeitá-la. Nos dois dias de negociação a Comissão tentou fazer a empresa mudar de ideia, rever a sua proposta e melhorá-la de forma a atender os maiores anseios da categoria, mas foi inútil. Eles insistem em repor apenas a inflação do período para os salários de até R$ 7 mil. Um absurdo! QUEREMOS GANHO REAL

Chega de reposição, queremos ganho real. Essa é a palavra de ordem do Sinttel para os trabalhadores. A Claro está entre as mais sólidas e lucrativas empresas do setor de telefonia móvel no Brasil e integra o império de telecomunicações liderado pelo grupo mexicano Telmex que se fundiu

ao América Móvil. Já os trabalhadores não podem dizer o mesmo. Apesar de dar o suor e sangue para fazer crescer os seus lucros seus salários são achatados ano após ano com reajustes que mal cobrem a inflação. Veja a proposta da empresa Reajuste salarial - 5,69 % (INPC de outubro) para os salários de até R$ 7 mil. Acima desse valor será pága uma parcela fixa de R$ 399,00 Piso salarial - para os trabalhadores que já tenham passado do período de experiência, o reajuste será de 5,69% quem ainda estiver em experiência ficará sem reajuste Benefícios - vale refeição, creche e PNE também serão corrigidos em 5,69% A contraproposta dos Sindicatos

. . .

Oi começa a negociar amanhã, dia 31 Tem início amanhã, dia 31, aqui no Rio as negociações na Oi com vista a renovação do Acordo Coletivo2013/14. Conforme já noticiamos anteriormente, nestes 15 anos pós-privatização, os trabalhadores da Oi só perdem. São sempre chamados a sacrificar salários, benefícios, folgas etc, mas na hora de negociar benefícios, plano de cargos, salários etc, a empresa vem sempre com a mesma conversa fiada de que está em dificuldade, para no fim repor apenas a inflação e olhe lá. Chega desse blá, blá, blá. Este ano as negociações ocorrerão em meio a um processo de mudança de gestão e de reorganizações societárias com vistas a mais uma fusão, desta vez com a Portugal Telecom. A Oi não consultou os trabalhadores, a Fenattel ou o Sinttel-Rio

para se fundir com a Brasil Telecom. Agora esta em processo de fusão com a Portugal Telecom e de novo os trabalhadores e suas entidades são excluídos. Ao mesmo tempo são chamados a fazer sacrifícios e a apertar o cinto. Convenhamos! A propósito das fusões, elas têm por fim a concentração cada vez maior de capital e lucro por parte da Oi (maior empresa de telefonia do país). Lucro que o trabalhador não vê a cor! Chega de arrocho salarial, demissões e sacrifício injustificável. O Sindicato chama a categoria a se mobilizar desde já para cobrar: Reajuste de salários e benefícios, para todos, independente da faixa salarial, pelo INPC mais 10% de ganho real Antecipação do placar 2013

. .

. .. .. .

Ganho real de 5% para salários e benefícios Fim do banco de horas Benefícios iguais para todos os estados tais como; VR, auxílio estacionamento e auxílio educação Auxílio creche também para os homens Implantação de ponto eletrônico, conforme determina a legislação Mudança da data base para setembro Fim da discriminação - hoje, por exemplo, a empresa oferece um VR no valor de R$ 22,00 para os trabalhadores do Rio e de R$ 24,00 para o pessoal de São Paulo. Por que a diferença se o custo de vida é basicamente o mesmo nos dois estados? O mesmo ocorre em relação a estacionamento.

Vivo volta a negociar dia 7 As negociações da Vivo foram interrompidas em virtude do processo de reestruturação e demissão em massa da empresa e será retomada no dia 7, quando esta deverá apresentar uma proposta à contraproposta da Comissão de Negociação da Fenattel que entre outras coisas cobra reajuste de 6,07% para todos mais ganho real de 2%. EMBRATEL, TIM e CTBC - Até o fechamento desta edição não tínhamos informação sobre as negociações que aconteceram ontem, dia 29, com a Embratel, Tim CTBC/Algar.


Vinicius de Moraes: 100 anos do poeta da paixão

Reprodução

“Que não seja imortal, posto que é chama. Mas que seja infinito enquanto dure”

SAPE: Museu do Exército vira parque de diversões

Soneto da Felicidade

Conhecido como “poetinha”, entre os amigos da bossa-nova, ou “poeta da paixão” pela sua eterna busca pelo amor, Vinicíus de Moraes foi um dos maiores poetas e músico brasileiro de todos os tempos. Se estivesse vivo, teria completado 100 anos no último dia 19 de outubro. Vinicius foi um dos fundadores do movimento revolucionário da música popular brasileira conhecido por “Bossa Nova”, inaugurado na década de 50, com a composição da música “Chega de Saudade”, em parceria com João Gilberto e Tom Jobim. Ao lado deste último compôs um dos principais sucessos de sua carreira como “Garota de Ipanema”, além de “Eu Sei Que Vou Te Amar”, entre outros. Antes de se aventurar para sempre no mundo da música e da literatura ele se formou em Direito em 1933 e logo após algumas atuações como jornalista, cronista e crítico de cinema, ingressou na diplomacia em 1943. O poeta também trabalhou ao lado de nomes como Baden Powell - com quem criou os “Afro Sambas” -, Edu Lobo, Carlos Lyra e, mais próximo ao fim da vida, Toquinho, quando já havia sido demitido pela ditadura militar do cargo de diplomata

do Itamaraty, onde trabalhou de 1943 a 1969, representando o Brasil em diversos postos pelo mundo. Autor de frases célebres como “As feias que me perdoem, mas beleza é fundamental” o apaixonado Vinicius casou-se nove vezes e teve cinco filhos. Com uma vida intensa e desregrada, Vinicius passou a ter complicações de saúde e morreu aos 66 anos de idade no dia 9 de julho de 1980, no Rio de Janeiro. Neste centenário, vivo ou morto, não há nada que a sua paixão não supere. Ela se eterniza todos os dias, pulsa na voz de seus pupilos, na vitrola de um apartamento perdido, ou no palpitar de um coração apaixonado.

HOMENAGEM AO POETINHA

O Teatro Sesi comemora os 100 anos do poeta com um evento gratuito que conta com uma programação repleta de shows, exposições e debates sobre a vida e a obra do artista. A exposição “Vinicius100 anos” fica em cartaz até o dia 7 de dezembro e reúne em torno de 200 itens, de obras e curiosidades sobre o poeta. O Teatro Sesi fica na Av. Graça Aranha, 1, Centro. Funciona de segunda a sexta, das 10h às 20h, e aos sábado, das 16h às 20h. Mais informações pelo telefone 2563-2506 ou através do e-mail cultura. arte@firjan.org.br.

Festival Curta Cinema começa amanhã, dia 31 O Curta Cinema, Festival Internacional de Curtas do Rio de Janeiro está em sua 23ª edição e começa nessa quinta-feira, dia 31. O evento tem como objetivo promover o formato curtametragem, buscando aprimorar o intercâmbio entre a produção brasileira e a internacional. Divulgação

Filme-documentário “Recém-chegados”, de Mariana Duarte O Festival leva ao público uma ampla seleção dos mais significativos curtasmetragens nacionais e estrangeiros, a cada ano são exibidos aproximadamente 300 filmes dos mais variados gêneros. Além das mostras competitivas, o Festival desenvolve atividades voltadas tanto para os profissionais da área quanto para a formação do público, como: palestras, workshops, oficinas e debates. O vencedor da competição nacional receberá o grande prêmio do Festival e terá seu curta qualificado para concorrer a uma indicação ao Oscar.

DEBATE

Este ano o Curta Cinema promove o debate “Cinema em conflito – o papel do vídeo nos movimentos sociais”. A mesa irá abordar o papel do vídeo enquanto instrumento de amplo potencial, como registro e denúncia da realidade. Além de refletir também, a participação civil na construção de suas próprias coberturas em meio às manifestações que acontecem em todo o país e a abordagem tendenciosa da grande mídia. O debate será mediado pela professora da UFRJ e coordenadora do MediaLab,

Fernanda Bruno e terá a participação da cineasta e diretora do filme-documentário “Recém-chegados”, Mariana Duarte, que também participa da mostra competitiva, Rafucko, videomaker e humorista, Clara Medeiros, do coletivo Rio na Rua, Diogo Cunha, do coletivo de Mídia Independente e Patrick Granja, jornalista do Jornal A Nova Democracia. Participe! Dia 06/11, às 17h, no Centro Cultural da Justiça Federal (CCJF), localizado na Av. Rio Branco, 241. A entrada é franca. Para mais informações sobre o festival acesse o site do Festival: www.curtacinema.com.br .

No dia 19 de outubro o Museu Militar Conde de Linhares, em São Cristóvão, se transformou num verdadeiro parque de diversões para receber as crianças atendidas pela Sociedade dos Amigos da Pediatria do Gaffrée Guinle (SAPE) num total de 114. A festa comemorava o Dia das Crianças. A alegria no rostinho de cada criança foi gratificante para todos que participaram do evento. Além de todas as brincadeiras, das guloseimas (pipoca, cachorro quente, etc), havia pula-pula, tobogã, futebol, passeios de motocicleta e rock. Também foi o dia de distribuir brinquedos para todos, o que, aliás, não podia faltar de jeito nenhum numa festa de crianças. Entre as sete tendas montadas especialmente para a ocasião, uma das mais concorridas foi a de massagens relaxantes. Oficinas de leitura e de desenho completaram as atividades educativas. Para o presidente da Sape, Orlando Pereira, “a festa é um momento de confraternização no qual conseguimos elevar a autoestima das famílias”. Ele ressalta que a entidade faz um trabalho focado em filhos de mães soropositivas. Entre os artistas que participaram estão Érika Martins, ex-vocalista da Penélope, Fred, ex -Raimundos, o baixista Kiko Ramos e o guitarrista Alê de Morais. O Sinttel agradece a todos os trabalhadores em Telecomunicações que contribuíram para a festa.

Natal e Ano Novo nas colônias: ainda há vagas Quem perdeu o prazo para se inscrever para passar as festas de final do ano nas Colônias de Férias do Sindicato terá mais uma oportunidade. Portanto, não perca tempo, ligue agora mesmo para 25680572 e faça sua reserva. Há duas opções de pacotes: uma para o Natal, ou para o Ano Novo e outra para os dois eventos. O preço das duas opções está disponível no Portal do Sinttel (www.sinttelrio.org.br) e o pagamento pode ser feito através de cheque, cartão de crédito, ou débito.


Projeto quer estender Lei Maria da Penha para crimes virtuais Reprodução

Violação de intimidade na rede também pode ser considerada violência doméstica. O projeto prevê que qualquer divulgação de imagens, informações, dados pessoais, vídeos ou áudios obtidos no âmbito de relações domésticas, sem o expresso consentimento da mulher, passe a ser entendido como violação da intimidade. Uma proposta em tramitação no Congresso quer levar a Lei Maria da Penha para o mundo virtual. O projeto, de autoria do deputado João Arruda, do PMDB do Paraná já se encontra em tramitação no Congresso. Essa violação de intimidade, pela proposta, passaria a ser considerada violência doméstica. Segundo o procurador da Justiça de São Paulo, Paulo Marco Ferreira Lima, a mudança é bem vinda, mas no caso da internet a punição deveria ser maior. O procurador lembra ainda que depois de divulgado na internet, é muito difícil conter a propagação

de qualquer imagem ou informação. Por isso, é bom tomar muito cuidado com o que se permite gravar ou fotografar. VIDA DEVASTADA

A recente história de uma estudante de 19 anos, de Goiânia, é um exemplo deste tipo de crime. Na quarta-feira (23) foi a primeira vez que ela saiu de casa depois de um mês. Ela deu uma entrevista exclusiva à repórter Giovana Dourado, da TV Anhanguera, para contar o inferno que está vivendo há dois meses. Um vídeo da garota em uma relação íntima

com o ex-namorado acabou na internet, com o nome completo, o endereço do trabalho e o número do celular dela. Pelo menos, 500 mil pessoas já acessaram o vídeo. Resultado: ela parou de estudar, de trabalhar, não sai mais de casa e nem atende o telefone. “Moralmente e virtualmente, o que eu consegui ler e o que eu consegui receber é humilhante”, relata. Segundo a jovem, o vídeo foi postado pelo ex-namorado, um rapaz de 22 anos, casado, que se irritou quando ela rompeu o relacionamento de três anos. O projeto visa, justamente, punir este tipo de crime.

MAIS MÉDICOS

Com mais dois mil médicos, atendidos são 13 milhões Divulgação

Programa que mobilizou protestos e mostrou reações preconceituosas da classe médica continua a mostrar seu efeito: neste último sábado, 2.167 profissionais estrangeiros da segunda etapa do Mais Médicos (incluídos os cubanos) desembarcaram em todos os estados. Com o grupo, que junta aos 1.499 médicos que já estão atuando em regiões carentes do país, número de brasileiros atendidos sobe de 5 para 13 milhões.Os profissionais começam a trabalhar no dia 4 de novembro em 783 municípios. O programa que despertou reações preconceituosas e manifestações contrárias por parte da classe médica em todo o País mostra que continua a surtir efeito imediato na Saúde do País. Segundo o ministério da Saúde, todos os profissionais que chegam hoje às capitais foram avaliados durante três semanas por

Grupo Clarin perde ação contra Lei de Meios Com seis votos a favor e um contra, todos os artigos fundamentais para a reconfiguração do espectro radioelétrico foram considerados constitucionais pela Suprema Corte argentina. Até então os recursos apresentados pelo Clarín impediam a aplicação da lei em sua totalidade. O jornal questionava na Justiça a constitucionalidade do artigo 41, que regula as transferências de licenças, do 48, em seu segundo parágrafo, que determina que não se pode alegar “direitos adquiridos” para manter licenças que excedam o limite estipulado pelo artigo 45, e do artigo 161, que estipula o prazo para adequação dos grupos de comunicação à Lei de Serviços de Comunicação Audiovisual (LSCA). Impulsionada pelo governo, a lei foi aprovada em 2009, mas desde essa época esteve suspensa após recursos apresentados pelo Clarín. O juiz concedeu uma medida cautelar que impedia a implantação da lei até que a questão de mérito fosse devidamente decidida. Com a decisão desta terça, o Clarín precisará se desfazer de vários de seus negócios. O grupo tem, por exemplo, 237 licenças de TV por assinatura, quando o limite máximo estabelecido pela nova lei é de 24, e presta serviços desse tipo de TV a 58% da população, quando o máximo permitido de abrangência populacional é de 35%. LEI DE MEIOS

universidades federais. Eles foram testados em Língua Portuguesa e nos protocolos de atenção básica do SUS. Do total de participantes, 1.947 foram aprovados, 14 terão mais duas semanas de avaliação e outros 220 realizarão a prova neste sábado. DISTRIBUIÇÃO REGIONAL - A região Nordeste é a mais atendida com os

médicos desta etapa do programa, com 928 profissionais. Em seguida estão o Sudeste (517), o Norte (358), o Sul (244) e o Centro-Oeste (120). Com relação à quantidade de municípios beneficiados, o ranking fica: Nordeste (432), Norte (141), Sudeste (100), Centro-Oeste (36) e Sul (74). (Com informações do Ministério da Saúde).

A Lei dos Meios foi impulsionada pelo governo e aprovada pelo Congresso argentino em substituição à outra, sancionada em 1980, durante o último regime militar. A lei fixa para os meios de comunicação privados de difusão nacional um máximo de 35% do mercado de televisão aberta e 35% de assinantes de televisão a cabo, 10 licenças de rádio, 24 de televisão paga e apenas uma de televisão por satélite.


TELEATENDIMENTO

Negociação nacional começa amanhã, dia 31 Vamos dar um basta na discriminação! A luta agora é pela unificação salarial em todo país. Chega de atitudes como a da Contax que concentra 60% dos atendentes no Nordeste porque lá paga uma miséria ao trabalhador. Finalmente vamos dar início à campanha nacional de teleatendimento. Amanhã acontecerá a 1ª reunião da Comissão Nacional de Negociação com o Sindicato Patronal, em São Paulo, para debater a Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) que vai vigorar a partir deste ano de 2014. A principal reivindicação do Sindicato é a unificação dos salários e benefícios. O objetivo do Sinttel-Rio, Fenattel e demais sindicatos é combater a discriminação em relação aos companheiros do nordeste que seguem ganhando salários menores do que os de seus colegas de trabalho do resto do Brasil. Para se ter uma ideia do tamanho da exploração que estas empresas de teleatendimento submetem o país e seus trabalhadores, a Contax teve a cara dura de reduzir drasticamente a sua mão de obra no Rio de Janeiro e em São Paulo com cerca de 30 mil trabalhadores em cada um destes estados para apenas 10 mil em ambos. Obviamente, a empresa transferiu as 40 mil vagas de emprego para o nordeste, onde ela segue agindo como um verdadeiro coronel

pagando o que quer e bem entende. Em matéria publicada no jornal Valor Econômico do dia 14/10, o diretor financeiro da Contax, Marco Schroeder, afirmou que até o final do ano, 60% da mão de obra da empresa estará na região nordeste. Uma das justificativas de Schroeder para essa debandada para a região é que lá ele não enfrenta a mesma rotatividade de mão de obra observada no Sudeste. História para boi dormir. Essa mudança de call center para o Nordeste e outras regiões do país não é privilégio da Contax, outras empresas lamentavelmente rezam pela mesma cartilha. A Atento, por exemplo, segunda maior empresa do ramo no Brasil, também já levou parte de seu atendimento para outros estados. O mais grave nisso é que as empresas têm a

cara de pau de chantagear a Comissão de Negociação, alegando que se não aceitarem a sua proposta, vão mudar para o Nordeste. Só a unificação de salários benefícios pode pôr fim a isso. Não vamos permitir essa exploração. Mobilização já! Para alcançar vitória na negociação da CCT precisamos que todos estejam em luta em seus locais de trabalho! Confira a nossa pauta de reivindicação que será entregue amanhã: -Reajuste salarial: INPC integral mais 5% em cima do ganho real; -Piso salarial: R$ 1000,00; -Vale Refeição p/jornada de 6h:R$10,00; -Vale refeição p/jornada de 8h:R$20,00; -Auxílio Creche no percentual de 60% do salário base até sete anos; -PPR de pelo menos 50% do salário base.

Inquérito apura interrupção de canalização de rio Atendendo a uma denúncia feita pelo Sinttel-Rio em favor dos moradores das imediações do Rio das Pedras, em Osvaldo Cruz, o Ministério Público do Estado instaurou Inquérito Civil na 3ª Procuradoria de Justiça de Tutela Coletiva do Meio Ambiente da Capital para apurar a interrupção da canalização do Rio Fontinha, no trecho da Rua Picuí, bem como eventuais impactos para as comunidades ribeirinhas da localidade. Ao fazer isso a direção do Sinttel mais uma vez age como um Sindicato cidadão, que atua e interfere em favor dos trabalhadores tanto no que tange a luta por condições de trabalho e melhores salários quanto na vida da sociedade em geral. O dilema dos moradores dessa região (Rua Picuí, Travessa Antônio Avelino, Vila Nova, Rua Divinópolis e Travessa Rio das Pedras), entre eles alguns trabalhadores do setor de telecomunicações, é conhecido do Sindicato que por vezes faz campanha de doação de roupas, alimentos, etc, para suprir a necessidades das pessoas que inverno após inverno perdem suas casas, móveis e roupas a cada transbordamento do Rio e inundação das casas. Depois de muita luta, a comunidade conseguiu incluir a área no projeto urbanístico da Prefeitura e a canalização foi feita, mas sem qualquer explicação para a população local foi suspensa deixando boa parte dos moradores à mercê da sorte e sujeito à inundações. A diretoria do Sinttel comemora a abertura de inquérito pelo Ministério Público e junto com a comunidade aguarda ansioso o resultado dessa investigação.

Marco Civil: liberdade de expressão e neutralidade na rede Ontem, terça-feira, dia 29 de outubro, a data que deveria ser o dia D para a internet no Brasil, acabou mais uma vez adiada. A justificativa do presidente da Câmara dos Deputados, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), para o adiamento da votação do projeto que cria o Marco Civil da Internet foi de que o mesmo só pode voltar ao plenário quando houver um acordo entre os líderes partidários. Defesa da privacidade de todos que utilizam a internet, neutralidade e inimputabilidade da rede são os três pilares do projeto de lei 2.126/2011, que tem o apoio dos movimentos sociais. A proposição de um marco civil para internet

surgiu de uma iniciativa da Secretaria de Assuntos Legislativos do Ministério da Justiça que, em parceria com a Fundação Getúlio Vargas, criou um processo aberto e colaborativo para a formulação do projeto cuja base foi a Resolução 2009 do CGI.br. Durante quase quatro anos foram realizados inúmeros debates e consultas públicas que resultaram no projeto a ser votado. Na sexta passada, 25/10, o Conselho Consultivo da Anatel discutiu o projeto. O Sinditelebrasil, argumentou que a proposta inibe investimentos, impacta negativamente em projetos de massificação da Internet para atendimento das populações mais carentes e privilegia poucos usuários

DIRETOR DE IMPRENSA Marcello Miranda marcellomiranda@sinttelrio.org.br EDIÇÃO Socorro Andrade Reg. 460 DRT/PB socorroandradde@gmail.com

DIAGRAMAÇÃO L&B Comunicação Ltda ESTAGIÁRIA Camila Palmares IMPRESSÃO

REDAÇÃO Socorro Andrade e Luana Laux ILUSTRAÇÃO Alexandre Bersot www.alexandrebersot.com.br

CIRCULAÇÃO Semanal TIRAGEM 12 mil exemplares

Rua Morais e Silva, 94 - Maracanã - RJ - CEP 20271-030 - Tel.: 2204-9300

E-mail Geral sinttelrio@sinttelrio.org.br - Portal http://www.sinttelrio.org.br E-mail Jurídico juridico@sinttelrio.org.br - E-mail Imprensa imprensa@sinttelrio.org.br

bersot

humor

em detrimento de muitos, além de não garantir a privacidade dos usuários pelos provedores de aplicação da Internet. A resposta do CGI.br foi que: a “preservação da privacidade diz respeito à manutenção do controle do próprio indivíduo sobre as informações que lhe dizem respeito, seja para manter o “direito de estar só”, protegendo seu espaço privado e a vida íntima, para evitar a utilização não consentida de dados por terceiros.”A neutralidade da rede é tão importante que a Organização das Nações Unidas (ONU) incluiu o uso da internet como um direito humano. Ou seja, reconhece “os amplos benefícios que o uso livre e aberto produz”.

1.388

Jornal do Sinttel-Rio nº 1388  

CAMPANHA DAS OPERADORAS Proposta da Claro é rejeitada Sinttel fez ato ontem, dia 29 na porta da empresa em Botafogo para cobrar avanços e co...

Advertisement