Issuu on Google+

REDE - CCT 2013/2014

Trabalhador conquista o piso estadual pelo 4º ano consecutivo!

Luto na educação

O Sinttel-Rio repudia a violência dos governos Cabral e Paes contra os professores municipais e estaduais ocorrida no último sábado, dia 28/09, quando a ocupação da câmara municipal pelos profissionais da educação foi brutalmente reprimida pela Polícia Militar. O movimento exercia o seu direito de protesto contra a proposta de plano de carreira apresentada pelo prefeito Eduardo Paes e pedia a reabertura das negociações. A barbárie foi agravada pela completa ilegalidade da ação, que ocorreu às 18h, no final de semana, sem amparo legal. A PM espancou covardemente os manifestantes. Parlamentares e quem mais ousasse atravessar o caminho também foram reprimidos. As ruas ao redor da Câmara de Vereadores foram totalmente obstruídas. Mas, a selvageria da polícia militar comandada pelo executivo não parou por aí. No final da tarde de ontem, o povo mais uma vez foi violentado. A primeira votação do projeto de lei 442/2013 , que determina o novo Plano de Cargos e Salários da categoria foi aprovado com 35 votos favoráveis contra 12 contrários. A segunda votação ainda não havia terminado até o fechamento desta edição. Mas, fora da Câmara o cenário era o mesmo de todos os dias. Uma verdadeira guerra para impedir a população de acompanhar de perto os seus representantes. O movimento sindical e civil lutou muito para que o país conquistasse a democracia. Os professores resistem e seguem sua luta ensinando política e cidadania. Cabral e Paes seguem com seus governos autoritários lembrando os tempos da ditadura. Chega de violência!Contra a ditadura de Cabral e Paes!Repressão nunca mais! CONTAX

Repúdio às 1700 demissões!

Dia 16/09 o Sinttel-Rio encaminhou para a Contax uma carta de repudio à empresa em virtude das 1700 demissões e dos cortes e redução das passagens.O Sindicato cobrou uma reunião e até hoje a empresa não respondeu. O Sinttel-Rio em nenhum momento foi ouvido sobre a decisão de demissão tomada pela empresa. Nós repudiamos esta atitude desonesta e queremos uma resposta imediata! Pela defesa e a manutenção dos empregos diretos e indiretos dos trabalhadores! Chega de arbitrariedade!

CAMILA PALMARES

Mais uma vez a mobilização do Sinttel-Rio junto com os trabalhadores da rede comprovou o velho ditado: "a união faz a força". Foram seis rodadas de muita luta e negociação entre o Sindicato e as prestadoras de serviços de telecomunicações/rede (Telemont, Serede, Procisa, RM, entre outras), que resultaram em avanços significativos e ganhos reais para o trabalhador. O ano de 2013 já se tornou um grande marco na história da categoria. Conquistamos pelo 4º ano consecutivo o piso salarial estadual, uma das principais bandeiras e reivindicações dos sindicatos e trabalhadores de todo o país. Não podemos esquecer que esta negociação só foi possível por toda a mobilização feita desde a greve da Telemont e da Serede pela PPR (Programa de Participação nos Resultados) 2012 e a garantia da PPR 2013. Ao todo foram nove assembleias realizadas pelo Sindicato nos diversos municípios e prédios da empresa entre os dias 25/09 e 1º de outubro. Os trabalhadores aprovaram a Convenção por 662 votos a favor, num total de 780 votos. Um dos avanços mais significativos foi o piso salarial dos ligadores que passou a ser equivalente ao do Osc. Além dos ganhos reais no Vale Refeição, também receberam 100% do INPC nos demais salários acima do piso estabelecido pela CCT ( cabistas, técnicos, entre outros). Confira a íntegra do CCT aprovado: 1) Reajuste dos salários em 100% do INPC; 2) Piso geral da categoria de R$ 885,00 em 1º de setembro de 2013 e R$ 919,00 em janeiro/2014; 3) Piso de OSC e dos Ligadores de R$ 890,00 em 1º de setembro de 2013 e R$ 924,00 em janeiro de 2014; 4) Piso de Cabista de R$ 954,00 em 1º de setembro de 2013 e R$ 1.000,00 em janeiro de 2014; 5) Piso de Consultor Técnico de R$ 1.170,00 em 1º de setembro;

6) Piso de Técnico de R$ 1.438,00 em 1º de setembro de 2013 e R$ 1.470,00 em janeiro de 2014; 7) Vale Refeição no valor de R$ 13,00 por dia trabalhado a partir de 1º de setembro de 2013 e de R$ 13,50 em 1º de dezembro de 2013; 8) PNE (auxílio aos dependentes de necessidades especiais) de R$ 200,00 em 1º de setembro de 2013; 9) O aluguel para carro agregado com menos de três anos de fabri­cação será de R$ 800,00 por mês. As demais faixas serão reajustadas pelo INPC. O aluguel de motocicletas será de R$ 340,00 por mês. 10) Esta CCT terá vigência de 1º de setembro de 2013 até 31 de julho de 2014; 11) As partes se comprometem em adotar a data base para esta CCT de 1º de junho em 2015 e, finalmente, 1º de abril de 2016.

Líder de atrasos O Sinttel-Rio esteve ontem, dia 01, na Líder, em Campinhos, cobrando atrasos de pagamentos, horas extras e produção.O responsável pelo RH da empresa informou que tomará as devidas providências. Caso em uma semana a empresa não resolva esta situação, os trabalhadores se mobilizarão e farão greve em resposta ao desrespeito da empresa.

CAMPANHA DAS OPERADORAS

Começa nova rodada de negociação da Vivo e amanhã é dia da assembleia da Oi, no Sinttel Oi PPR 2013

Está agendada para a próxima quinta-feira, dia 03/10, às 18h, assembleia do Placar da Oi, na sede do Sinttel-Rio, (R. Morais e Silva, 94, Maracanã). Os principais pontos da proposta do Placar são: -Não existirá mais nenhuma cláusula contendo qualquer tipo de gatilho. - A premiação será igual em todas as regionais e para todos os trabalhadores. - Quem tiver ao menos um mês de empresa, fará jus proporcionalmente ao tempo de serviço (trabalhador com um mês receberá 1/12 do prêmio; com três meses, 3/12; com nove meses, 9/12; e assim por diante); . Quem tiver faltado ao trabalho por licença maternidade, licença por acidente de trabalho e licença médica constante no

CAMILA PALMARES

programa de doenças crônicas não sofrerá quaisquer descontos na premiação; -Passa a fazer parte do acordo que, em caso de qualquer ocorrência econômica grave e não prevista que impacte negativamente no resultado do Placar, será feita uma nova reunião entre a Fenattel e a Oi.

GVT fará reunião dia 07/10

VIVO Nova rodada de negociação

Desde ontem, 01/10 até o dia de hoje está acontecendo uma nova rodada de negociações entre a Comissão de Negociação e a empresa.Uma das reivindicações mais cobradas pelos Sindicatos é o ganho real, que inicialmente, seria de 5% sobre os salários já reajustados. Outra questão que ficou de fora e ainda precisa ser debatida é a desigualdade de

salários e benefícios imposta aos empregados das lojas e de funções administrativas. CLARO

A empresa pagou o adian-

tamento de 50% da PPR no último dia 30. Uma nova reunião está agendada para o próximo dia 09/10, em São Paulo, para negociar o ACT 2013/15.

Tim oferece migalhas e arrocho salarial para o trabalhador É difícil acreditar, mas na terceira rodada de negociação entre a Fenattel, o Sinttel-Rio e demais sindicatos, a proposta da Tim não chegou nem ao valor do INPC do período de setembro de 2012 a agosto de 2013. O mesmo aconteceu com o reajuste proposto para o vale

refeição. A proposta mais uma vez foi recusada em mesa. A cara de pau da empresa é tanta que ela vem se utilizando de possíveis rumores da união entre ela e a operadora Vivo como justificativa de arrocho salarial. Fato este, sabemos, bastante danoso para o mercado brasileiro e que

em nada justifica as migalhas que vem oferecendo para os seus trabalhadores.A Tim é de longe uma das que mais cresce no Brasil. Ela não só acaba de dobrar o valor de seu patrocínio para os times de futebol, como a sua receita líquida alcançou R$ 4,9 bilhões e aumentou 8,7% no 2º trimestre

de 2013, em comparação com o 2º trimestre de 2012 (fonte:Dieese/ Agosto de 2013). Aumento real já! Estamos tentando negociar, mas se a empresa continuar a enrolação, faremos protestos e se preciso for, paralisação em frente à porta da empresa! Vamos à luta!

Dentro das exigências da Comissão Nacional da Fenattel para o novo ACT está a necessidade do programa PIV (Programa de Remuneração Variável) entrar na cláusula do comissionamento. A GVT além de não pagar um centavo do PIV aos trabalhadores do Rio de Janeiro, nos outros estados muda todo mês os parâmetros e metas para recebimento do mesmo. Além disso, outros pontos igualmente relevantes ainda não apresentaram avanços como o caso da licença maternidade de 180 dias. Como a empresa se manteve irredutível com relação aos índices da PPR, a Comissão recusou a proposta em mesa. Diante do impasse inicial, uma nova reunião para tratar do ACT ficou agendada para o dia 07/10, em Curitiba.


Campanha mundial de combate ao trabalho precário No próximo dia 7, a CUT realizará atos em todo o Brasil para marcar o Dia Internacional de Combate ao Trabalho Precário. Para dirigentes sindicais, a principal luta no combate à precarização do trabalhador hoje é contra o PL 4.330. As entidades que integram a coordenação do Macrossetor da Indústria da CUT vão organizar uma série de ações para marcar o Dia Internacional de Combate ao Trabalho Precário, nesta segunda-feira, 7/10. A data foi instituída pela IndustriALL Global Union (entidade internacional criada em 2012 que representa metalúrgicos, químicos e têxteis) com o objetivo de tornar este dia um símbolo da luta sindical em defesa de condições dignas de trabalho. A coordenação do Macrossetor da Indústria da CUT decidiu aderir à campanha mundial. São cerca de 2,5 milhões de trabalhadores oriundos de cinco categorias distintas: confederação nacional dos metalúrgicos (CNM/CUT), dos químicos (CNQ), da construção civil (Conticom), do vestuário (CNTV) e da alimentação (Contac), que irão promover em cada estado manifestações e atividades relativas ao tema em suas bases. Os atos nacionais do dia 07/10 acontecem num momento crucial em que os setores privados pressionam o Congresso Nacional por todos os lados. Para se ter uma ideia, o Sinstal - Sindicato

Marco regulatório para as telecomunicações!

Nacional das Empresas Prestadoras de Serviços em Telecomunicações - chegou a pagar pela publicação de um artigo, na edição de 27/09, no jornal Valor Econômico. Com o título "Setores retrógrados resistem a avanços na área trabalhista", assinado pela presidente do Sinstal, Vivien Mello Suruagy, o texto considerava um "verdadeiro avanço” a precarização do trabalhador através da aprovação do PL 4.330 (responsável por regulamentar a terceirização).Além de chamar de atrasados os movimentos

sindicais e civis que lutam contra o PL e pela garantia de direitos trabalhistas. PL: 17 DEPUTADOS DO RIO JÁ DECLARARAM VOTO CONTRA

Ainda restam outros 29 parlamentares que não declararam voto. A pressão dos sindicatos sobre os deputados federais do estado do Rio de Janeiro, através do envio de e-mails está surtindo efeito. Além das bancadas do PT, PCdoB, PSOL e PSB, que vão votar em bloco,

ATENTO

Trabalhadores aprovam PLR 2013 CAMILA PALMARES

O Sindicato lutou e muito para melhorar a proposta de PLR 2013 da Atento, mas infelizmente por uma diferença de 410 votos ela ficou aquém do exigido pelo Sinttel-Rio. A proposta foi aprovada pelos trabalhadores dos seis sites da empresa nas assembleias realizadas nos dias 26 e 27/09. Em um total de 1929 votos, 1167 pessoas marcaram sim como resposta. Confira a PLR aprovada:

. .

PLR 2013

O período de medição do absenteísmo será de 01 de out /2013 a 31 de dez/2013 A PLR/2013 será no valor de 44% do salário nominal vigente no mês de dez/2013 a ser pago até o dia 30 de abril de 2014. CRITÉRIO DA EMPRESA: Os trabalhadores

que pedirem demissão não terão direito à PLR 2013. Confira abaixo os número da votação: Dia 25/09

Local: SEARJ – SIM (18) / Não (90) / Brancos (-) Local: CDN – SIM (120) / Não (09) / Brancos (-)

Fernanda Paula de Mateus, teleatendente da Oi Dia 26/09

Local: Campo Grande - SIM (60) / Não (173) / Brancos (01) Local: Madureira – SIM (343) / Não (232) / Brancos (01) Local: Teleporto – SIM (433) / Não (116) / Brancos (03) Local: Bolsa de Valores – SIM (193) / Não (137) / Brancos (-) Total: SIM (1167) / Não (757) / Brancos (05)

S.A 8000 SÓ SE FOR DE MORTE!

Até hoje ninguém explicou como a Atento conseguiu o S.A 8000, (certificado internacional de responsabilidade social)sem nem ao menos prestar um atendimento de saúde digno para os seus trabalhadores. Não bastasse a empresa se negar a abrir o CAT (Comunicado de Acidente de Trabalho)de diversos trabalhadores do

DIRETOR DE IMPRENSA Marcello Miranda marcellomiranda@sinttelrio.org.br EDIÇÃO Socorro Andrade Reg. 460 DRT/PB socorroandradde@gmail.com REDAÇÃO Socorro Andrade Luana Laux ILUSTRAÇÃO Alexandre Bersot http://www.behance.net/alexandrebersot

DIAGRAMAÇÃO L&B Comunicação Ltda ESTAGIÁRIA Camila Palmares IMPRESSÃO Gráfica do SINTTEL-Rio: Jorge Motta Reg 17.924 DRT /RJ (prod. gráfica) Valdir Tedesco (impressor) CIRCULAÇÃO Semanal TIRAGEM 12 mil exemplares

Rua Morais e Silva, 94 - Maracanã - RJ - CEP 20271-030 - Tel.: 2204-9300 E-mail Geral sinttelrio@sinttelrio.org.br - Site http://www.sinttelrio.org.br E-mail Jurídico juridico@sinttelrio.org.br - E-mail Imprensa imprensa@sinttelrio.org.br

bersot

humor

site de Madureira, ela ainda por cima está se recusando a aceitar atestados médicos de trabalhadores que se encontram sem a menor condição de exercer suas funções. A teleatendente Fernanda Paulo de Mateus, 33, por exemplo, chegou a ter 17 atestados e um laudo assinado por uma psiquiatra rejeitados pela empresa.É um absurdo esse tipo de procedimento de uma empresa que acaba de receber o certificado internacional de responsabilidade social, a SA 8000! Afinal, a norma básica para a aquisição deste é a garantia de saúde do seu trabalhador. O Sinttel-Rio está recebendo diversas denúncias de trabalhadores que se acidentaram durante o trabalho e até agora estão “a deus dará”. O Sindicato pediu providência imediata ao Sesmet da empresa. Atenção! Todos aqueles que tiveram o seu direito ao CAT negado devem fazer a denúncia com urgência para o Sinttel-Rio. Qualquer informação ou esclarecimento sobre a proposta entre em contato com o diretor Ricardo Pereira (ricardopereira@sinttelrio.org.br) ou pelo telefone 2204-9300.

mais oito parlamentares fluminenses já se declararam contra o PL 4330 da terceirização. Ao todo, dos 46 deputados do estado, 17 informaram que estão com os trabalhadores. O painel com as fotos e nomes dos parlamentares fluminenses está todos os dias no centro da capital e tem chamado atenção da população. É importante que todos os trabalhadores da rede e do call center entrem no site da Câmara dos deputados (www.camara.leg.br) e envie um email pedindo o veto ao PL 4330.

Dia do Trabalhador da Rede

O Dia Estadual do Trabalhador da Rede, comemorado na última sexta-feira, 27/09, foi criado por iniciativa do Sinttel -Rio e do deputado estadual Gilberto Palmares como uma forma de homenagear a história desses trabalhadores que enfrentam muitos desafios no dia a dia do seu trabalho. Parabéns a todos os trabalhadores pela mobilização na garantia da PPR/12 e pela luta de todos os dias! ALGAR

Inscrições para CIPA começam dia 07/10 A Cipa (Comissão Interna de Prevenção de Acidentes) tem como objetivo relatar as condições de risco nos ambientes de trabalho e solicitar medidas para reduzir e eliminar os mesmos. É importante que os trabalhadores participem, do contrário, a empresa inscreverá aqueles que lhe interessam. A eleição acontecerá no dia 25/10 e o período de inscrições começa dia 07 e vai até 21/10, na Rua Joaquim Palhares,Nº 40, 2º Andar, Cidade Nova.

No dia 23 de outubro, Assembleias Legislativas de vários estados encaminharão ao Ministério das Comunicações, à Anatel e ao Congresso Nacional o relatório final das 18 CPIs da Telefonia atualmente em atividade no país. Esse relatório pretende ser a base de uma proposta unificada para a criação de um novo marco regulatório das telecomunicações. No Espírito Santo já existe uma proposta a ser encaminhada ao Congresso Nacional que altera a Lei Geral de Telecomunicações, (Lei 9.472/97) e a Lei do Fust. Outras propostas sobre a telefonia celular apresentadas nos diversos seminários realizados nos estados incluem: obrigar as operadoras de telefonia móvel a compartilhar a infraestrutura com o objetivo de permitir uma maximização de seu uso; redução a zero das alíquotas de PIS e Cofins para serviços de telefonia móvel na modalidade pré-paga; validade de dois anos para os créditos do pré-pago; fim da assinatura básica com a obrigatoriedade de oferta de, pelo menos, um plano básico na telefonia fixa sem esta cobrança. Participante da Campanha Banda Larga é um Direito Seu, o Instituto Telecom, representado por seu vice -presidente e especialista em telecom, Marcello Miranda, esteve presente em seminário organizado pela Assembleia Legislativa do Espírito Santo para debater a telefonia do país. Miranda apresentou a proposta para universalização da banda larga e enfatizou que o debate não é apenas uma discussão sobre infraestrutura e, sim, sobre a relação desta com o desenvolvimento do país - estudos demonstram que a cada 10% de penetração da banda larga há um crescimento de 1,3% do Produto Interno Bruto. De acordo com o especialista, “no Brasil, continuamos com uma banda larga concentrada no sul e sudeste, cara e com a grande maioria das conexões abaixo de 2 Mbps, o que não seria considerada como banda larga nem na Europa, nem nos EUA”. A base da proposta da Campanha é de que este é um serviço essencial e estratégico, a ser prestado em regime público, com metas de universalização, qualidade e tarifas módicas. (Leia mais em: www.institutotelecom.com.br)

Almoço na Avete O Sinttel-Rio convida todos para o almoço dançante da Avete na próxima quarta, dia 09/10, a partir das 12h30. O evento terá música, bingo e bolo para os aniversariantes do mês. O cardápio desta edição está maravilhoso! Os pratos são pernil, frango grelhado, além de saladas diversas e sobremesas! Para não ficar de fora, faça já a sua reserva com Patricia, através do telefone 2204-9326. O valor do convite é R$ 15,00 para sócios e R$ 17,00 para não sócios. Chame seus amigos e divirta-se!

1.384


Jornal do Sinttel-Rio nº 1384