Issuu on Google+

Rede faz assembleia dia 6 Às 17h, em Hanibal Porto - Irajá 25 anos da greve da Vicom Era o dia 22 de outubro de 1987. Numa reação inesperada pelo governo Sarney e pelo ministro das Comunicações, Antonio Carlos Magalhães, os trabalhadores da Embratel paralisaram a empresa, ocuparam a Presidente Vargas e promoveram um dos mais importantes protestos contra a quebra do monopólio estatal das telecomunicações. Embora a Embratel fosse a estatal responsável pelo serviço de transmissão de dados via satélite, o ministro Antonio Carlos Magalhães, conhecido como Toninho Malvadeza, havia autorizado a assinatura de um contrato ilegal entre a empresa e um consórcio formado pela Globo, o Bradesco e a Victori Comunicações (Vicom), para explorar o serviço. Quando tomaram conhecimento do contrato, os trabalhadores iniciaram uma série de manifestações em todo o país que culminou com a greve no Rio, nos dias 22 e 23 de outubro. Foi uma luta de Davi contra Golias. Antonio Carlos Magalhães era o homem de confiança de Roberto Marinho e estava no Ministério justamente para fazer valer os interesses dos grupos de comunicação. Mas, naquele outubro de 1987 os trabalhadores mostraram sua força e o poderoso Toninho Malvadeza teve que recuar. O contrato foi sustado e, mais tarde, anulado.

Na quinta rodada de negociações, finalmente as empresas prestadores de serviços de telecom apresentaram uma proposta para avaliação dos trabalhadores em assembleia. Na reunião, ocorrida dia 25, após mais de três horas de discussão chegou-se a proposta abaixo: Piso de OSC Em 1º de set/12 – R$ 780,00 Em 1º de Jan/13 – R$ 840,00 Piso Geral Em 1º de set/12 – R$ 775,00 Em 1º de jan/13 – R$ 835,00 Piso para Cabista Em 1º de set/12 – R$ 900,00 Piso para Consultor Em 1º set/12 R$ 1.100,00 Piso Para Técnico Em 1º set/12 – R$ 1.100,00 Em 1º jan/13 R$ 1.357,00 Reajuste para os salários acima dos pisos – 5,5% (INPC do período foi de 5,39%) Vale Refeição – será de R$ 11,50 a partir de 1º de Nov/12 e de R$ 12,00 a partir de jan/13 Carro agregado – manutenção da tabela de aluguel de carro agregado. As empresas Serede e Telemont se comprometeram também a: 1) buscar financiamento de carros a baixo custo para os seus empregados 2) apresentar em 90 dias propostas

. . . . . . . .

para melhorias do Plano de Saúde 3) Também dentro de 90 dias apresentar ao Sindicato proposta de programa de remuneração variável Os pisos alcançados representam, no caso do piso geral e de OSC, 14% de reajuste, bem acima da inflação medida pelo INPC que foi de 5,39%. Ou seja, obteve-se assim um ganho real de 8,5% para a maioria dos trabalhadores da rede do Rio de Janeiro.

No entanto, ficaram questões pendentes que o Sindicato ainda busca soluções junto às empresas. É importante que os trabalhadores acompanhem os informes da campanha salarial da Rede aqui no Jornal do Sinttel e no Portal www.sinttelrio.org.br. Nos atos que estão sendo realizados pela direção do Sindicato nos locais de trabalho também são repassadas informações atualizadas.

Trabalhador morre eletrocutado Terceirizado da Golden, Neimar da Silva Ferreira, 44 anos, prestava serviço para a Oi quando se tornou mais uma vítima fatal do descaso das empresas. Atingido por uma descarga elétrica quando trabalhava num poste na Rua Carolina Machado, em Madureira, no dia 29, Neimar morreu eletrocutado. Dois outros trabalhadores que estavam com ele, também ficaram feridos. Apesar da gravidade do caso, até hoje nem a Oi nem a Golden deram qualquer informação sobre o que de fato ocorreu. Tudo o que se sabe foi divulgado pelos

jornais. Por isso, o Departamento de Saúde do Sinttel-Rio já encaminhou ofício para o Nusat/Cerest (Centro de Referência do Trabalhador), denunciando o fato e solicitando uma rigorosa apuração das condições de trabalho dos contratados pelas empresas terceirizadas para prestar serviço na Rede da Oi. A diretora de Saúde do Sindicato, Edna Maria do Sacramento, lembrou que há uma série de irregularidades na rede aérea, inclusive o desrespeito às regras de espaçamento necessário entre os cabos de energia elétrica e os cabos de telefonia.

O Sinttel-Rio ressalta que desde o dia 27 de setembro está em vigor a Norma Regulamentadora (NR) 35 do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), que estabelece medidas de prevenção de acidentes e de proteção a pessoas que trabalham em locais com altura superior a 2 metros onde há risco de queda. Pela norma, toda empresa com trabalhadores nessa situação, caso do pessoal da Rede Externa, deve elaborar planos de análise e gestão para organização e adoção de técnicas que evitem acidentes em altura ou minimizem as consequências.


A história emocionante do rei do baião DIVULGAÇÃO

Pense num dinheiro bem emprega-

Marli Ventura ROSA LEAL

do. É aquele que você vai gastar para assistir ao filme “Gonzaga: de pai para filho”, que conta a história de Luiz Gonzaga, o Rei do Baião, e seu filho Gonzaguinha, autor de sucessos memoráveis como “Explode coração” e “O que é, o que é?”. O filme - em cartaz em vários cinemas no Rio, Baixada, São Gonçalo emociona pela história que é mais comum do que se imagina, de desencontros entre pai e filho separados por quase toda a vida. Emociona também pela espetacular trilha sonora. Afinal, gerações de brasileiros cresceram ouvindo as músicas de Gonzagão, como Asa Branca, quase um hino do Nordeste brasileiro, gravada por dezenas de cantores e eleita pela Academia Brasileira de Letras como a segunda canção brasileira mais marcante do século XX, empatada com Carinhoso, de Pixinguinha. E se Gonzagão conquistou fãs desde a década de 1940, Gonzaguinha foi uma das mais importantes vozes da geração universitária do final dos anos 1970 que foi às ruas contra a ditadura e pela redemocratização do país. E que apesar

de escrever canções de protesto, conquistou milhões de brasileiros e brasileiras com músicas de um romantismo avassalador, como Grito de Alerta.

Neste final de semana, coloque na sua agenda, num programa família. E leve uma caixa de lenços, porque vai ser difícil não se emocionar muito com a história.

Livro de tirinhas do Sinttel é um sucesso CAMILLA PALMARES

Bersot (sentado) e a equipe da Imprensa do Sinttel

Muita arte no mês da Consciência Negra “Negro, Cidade e Estética” é o nome do evento que as ONGs Observatório de Favelas, Redes de Desenvolvimento da Maré e Retalhos Cariocas realizam nos dias 9 e 10 de novembro no Galpão Bela Maré (Rua Bitencourt Sampaio, 169, Maré – entre as passarelas 9 e 10 da Avenida Brasil). O encontro reunirá moda, música, cultura e debates com personalidades e pensadores sobre temas como as consequências do racismo para a produção criativa negra. A abertura será no dia 9, sexta-feira, às 17h, com várias atividades dentre elas debate, desfile e exposição fotográfica. Já dia 10, sábado, o evento começará às 12 horas e terá roda de samba, roda de conversa, contação de histórias para as crianças e apresentação de jongo. O Dia Nacional da Consciência Negra é celebrado em 20 de Novembro, data da morte de Zumbi dos Palmares, o líder negro que combateu a escravidão no século XVIII, e é dedicado à reflexão sobre a inserção do negro na sociedade brasileira.

A diretoria colegiada, aposentados, ex-diretores e ex-funcionários e colaboradores do Sinttel-Rio fizeram fila para garantir um exemplar autografado do livro “Duas décadas de humor –tirinhas em quadrinhos publicadas no Jornal do Sinttel de 1989 a 2011”, lançado na quinta-feira passada, dia 25. De autoria do programador visual e ilustrador do Sindicato, Alexandre Bersot, o livro reúne tirinhas que marcaram época e contam um pouco das lutas dos trabalhadores em telecomunicações/teleatendentes e da história do Brasil nas duas últimas décadas sob uma ótica bem humorada. O livro não será vendido. Quem quiser um exemplar deve entrar em contato com o Departamento de Imprensa, de segunda a quinta, de 10 às 17h.

COLÔNIAS DE FÉRIAS

Pacotes para os feriadões de novembro Se você está pensando em juntar a família e aproveitar os feriadões de 2 e 15 de novembro no campo ou na praia ligue para o Sinttel, saiba tudo sobre os diversos pacotes para o período e faça a sua reserva. Os telefones são 2568-0572/2204-9300 ramal 203. Quem for a Barra de João terá, além da praia e do passeio de barco pelo rio, toda a programação do “Festival Primavera & Verão 2012” promovido pela prefeitura de Rio das Ostras com inúmeras atrações e shows gratuitos para jovens, adultos e crianças. A programação começa dia 02 e se estende até dia 18, pegando os dois feriados. Entre as atrações estão Rosa de Saron (02/11), Roupa Nova (03/11), Tiaguinho (04/11), Calcinha Preta (14/11), Babado Novo (15/11), Jota Quest (16/11), Ana Carolina (17/11), Péricles (18/11). As apresentações serão no espaço da Vila Olímpica Chico Leite, no Village, a partir das 22h. Além dessas atividades ainda há vagas para o Festival de Queijos e Vinhos na colônia Graham Bell, em Miguel Pereira, e para o Natal e Ano Novo nas Colônias. Aproveite.

Quem chega à recepção do Sinttel-Rio, invariavelmente se depara com o sorriso de Marli Ventura. Sempre bem-humorada, ela atende os que vêm ao Sindicato em busca de informações da mesma forma que atendia aos assinantes nos seus 25 anos como telefonista, primeiro da CTB e, depois, da Telerj. Marli chegou à categoria depois que desistiu de estudar e fez um concurso para trabalhar como telefonista. Não era uma atividade fácil, mas Marli tirava de letra. As dificuldades do trabalho eram superadas pelo companheirismo que existia e que fazia da Telerj “uma família”, lembra ela. Esse companheirismo se mantém até hoje nas festas de confraternização das antigas telefonistas, nas quais Marli é presença certa. Aposentada em 1996, ela só conseguiu ficar dois anos fora da categoria. Em 1998, ano da privatização do Sistema Telebrás, foi convidada pela então diretora do Departamento Jurídico, Marilene Soares, para dar uma ajuda de 15 dias. Nunca mais parou de trabalhar, sempre com a eficiência e o bom-humor que a caracterizam e que fizeram dela a Telefonista do Ano de 1985, eleita pelas companheiras. E se alguém acha que um título desses corresponde a um atestado de peleguice, se engana. Marli participava ativamente das manifestações e greves convocadas pelo Sinttel-Rio. Além de aderir à paralisação, ela ainda participava dos piquetes na porta do prédio de Mackenzie, onde ficava a central de telefonia. E mesmo como piqueteira nunca brigou com os colegas. Tentava convencêlos com argumentos. Ao comparar os dois períodos – antes e depois da privatização – Marli destaca o fato de que boa parte da categoria hoje só procura o Sindicato quando sai da empresa ou está em vias de ser demitido. Para ela, a participação na atividade sindical fortalece não só a entidade, mas cada trabalhador.


Oi instala orelhões no meio do mato SOCORRO ANDRADE

A Anatel investiga a instalação dos 16 orelhões da Oi em meio a um matagal, na cidade de Passa Sete, no Rio Grande do Sul. Ao que parece, os orelhões no meio do mato foi a saída encontrada pela operadora para cumprir exigências da Agência, que a obrigou a multiplicar a quantidade de orelhões. Se identificadas irregularidades, a Oi poderá ser multada em até R$ 50 milhões, punição máxima aplicada pela Agência. Não há previsão para o término das investigações. Em nota, a Oi confirmou que as instalações visam atender às exigências da Anatel, mas não explicou por que foram instalados em local de difícil acesso e por

que nenhum deles faz ligações gratuitas. O benefício deveria ter começado a valer em outubro como punição pela precariedade do serviço oferecido. Os orelhões foram instalados há cerca de um mês, de acordo com o jornal Zero Hora, e deixou os moradores indignados. A principal insatisfação é um aglomera-

do de nove aparelhos dispostos em três ilhas colocadas num terreno que fica atrás da Prefeitura. Se quiser fazer ligações, o cidadão tem de percorrer 200 metros em meio ao capim. Antes, a cidade contava com apenas quatro orelhões e a Anatel exige pelo menos quatro a cada mil habitantes (Passa Sete tem 5,1 mil).

Mortalidade feminina cai 12% nos últimos 10 anos É o que revela o Estudo Saúde do Brasil do Ministério da Saúde, edição 2011. No período de 2000 a 2010 a taxa de mortalidade caiu de 4,24 óbitos por mil mulheres para 3,72. Para o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, a redução mostra que o país tem qualificado a assistência à mulher, mas também demonstra que temos de continuar priorizando o combate às causas dos óbitos das mulheres. Todas as regiões do país tiveram suas taxas reduzidas. A maior redução foi na região Sul, de 14,6%, seguida da região Sudeste com 14,3%. O Centro-Oeste apresentou redução de 9,6%, enquanto as regiões Nordeste e Norte apresentaram redução de 9,1% e 6,8%, respectivamente. PRINCIPAIS CAUSAS - Entre as principais causas de mortalidade feminina estão doenças do aparelho circulatório, como Acidente Vascular Cerebral (AVC) e o infarto, que aparecem em primeiro lugar representando 34,2%. No entanto, as doenças cerebrovasculares e as isquêmicas do coração apresentaram redução no período de 2000 a 2010. A taxa das doenças cerebrovasculares em mulheres, como o AVC, caiu de 43,87%

em 2000, para 34,99% em 2010. As doenças isquêmicas do coração, como o infarto, também tiveram a taxa reduzida de 34,85 para 30,04. “A melhoria na assistência à saúde, o aumento da expectativa de vida aliado à ampliação do acesso à informação, assim como a redução do tabagismo contribuíram para termos um impacto positivo nas mortes de jovens,” disse Deborah Malta, diretora de Análise de Situação em Saúde, do Ministério da Saúde. Essas doenças têm como fatores de risco a falta de exercícios físicos e uma dieta rica em gordura saturada, que tem como consequência o aumento dos níveis de colesterol e hipertensão. Para ampliar e qualificar a assistência às vitimas de

infarto e AVC, o Ministério da Saúde está investindo nas linhas de cuidado dessas doenças. Entre as novidades para o infarto está a inclusão dos medicamentos tenecteplase, alteplase e clopidogrel - para continuidade do tratamento, além do troponina que é o teste rápido para diagnóstico do infarto. Já para o AVC, a novidade também está na incorporação do trombolítico alteplase, além da ampliação de serviços habilitados para assistência às vítimas da doença. CÂNCER EM SEGUNDO - As neoplasias representaram a segunda maior proporção de óbitos em mulheres em 2010, no total de 18,3%. Dentro das neoplasias, o câncer de mama tem o maior índice (2,8%), depois o câncer de pulmão (1,8%) e câncer do colo do útero (1,1%). Como forma de prevenção do câncer de mama e do colo de útero, o Ministério da Saúde tem investido no Plano Nacional de Prevenção, Diagnóstico e Tratamento do Câncer de Colo do Útero e de Mama, lançado no ano passado. Entre as ações está a incorporação do Trastuzumabe, um dos mais eficientes medicamentos de combate ao câncer de mama e a expansão dos serviços de radioterapia no país.

Consumidores reclamam da conta alta do celular Cobranças indevidas, valores abusivos e até mesmo dúvidas sobre a conta do celular motivaram mais de 43 mil atendimentos em Procons do país, segundo dados do Sistema Nacional de Informações de Defesa do Consumidor (Sindec). Isso representa cerca da metade de todos os atendimentos em relação à telefonia móvel feitos no primeiro semestre deste ano. Apesar de exigir paciência dos consumidores, essas queixas devem ser feitas pois influenciam diretamente nas metas de qualidade exigidas pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). Em julho passado, a Agência suspendeu a venda de chips da TIM, Oi e Claro durante 11 dias e isso só foi possível devido às reclamações. Os consumidores também podem e devem denunciar os péssimos serviços das operadoras de telefonia fixa e móvel diretamente à Anatel pelo telefone 1331. Mas, para isso, precisam antes tentar resolver o problema com a operadora, obter um número de protocolo e com esse número ligar para o 1331. COM QUEM RECLAMAR

Seja usuário de um plano pré ou pós-pago, o consumidor tem direito a acessar o detalhamento da conta e, se verificar algum problema, reclamar com a operadora. Além de anotar os protocolos de atendimento, o consumidor deve ficar atento ao prazo da resposta à contestação da conta, pelo telefone ou site da empresa, que é de cinco dias úteis. De acordo com Procon, o consumidor deve ter acesso à cópia das gravações feitas durante o atendimento telefônico em até 72 horas, conforme determina a Lei do Serviço de Atendimento ao Consumidor (SAC). O Procon ainda adverte sobre o seguinte: Ao receber uma ligação da operadora sobre ofertas, fique atento sobre detalhes de como o serviço será cobrado antes de contratá-lo Ao receber uma conta errada conteste junto à operadora e não esqueça de anotar os protocolos de atendimento Ao receber um boleto com valor corrigido o consumidor não é obrigado a quitá-lo para só depois ser ressarcido

. . .

RECLAME

NOTA DE FALECIMENTO Registramos com muita tristeza o falecimento de JOÃO JOSÉ DOS SANTOS, pai do nosso companheiro Carlos Amaral, diretor administrativo do Sinttel-Rio. Bancário de profissão, João José deixa uma lacuna nos movimentos sociais e sindicais. Na sua militância sindical chegou à direção do Sindicato dos Bancários do Rio de Janeiro. Em seu mandato apoiou a primeira chapa de oposição no Sinttel-Rio, chapa esta constituída de muitos dos atuais dirigentes da entidade. João José tinha 82 anos e teve morte súbita. Passou mal na noite de anteontem, 29, e veio a falecer horas depois. Além de Carlos Amaral deixa viúva e outros filhos e netos. O seu velório aconteceu durante o dia de ontem, 30, e a cremação será hoje pela manhã, numa cerimônia restrita à família. Toda a diretoria do Sindicato e os funcionários da entidade se solidarizam com a família.

Diante de qualquer dessas situações o consumidor deve reclamar tanto na Anatel como no Procon da sua cidade. É possível entrar com uma ação, em geral em Juizados de Pequenas Causas nos estados, para tentar resolver o problema. De acordo com o Artigo 42 do Código de Defesa do Consumidor, o valor cobrado errado e pago pelo cliente deve ser devolvido em dobro.


CAMPANHA SALARIAL DAS OPERADORAS

Semanas decisivas para as negociações ROSA LEAL

Amanhã, dia 1º, a Comissão de Negociação da Fenattel volta a sentar com a GVT. No dia 6, haverá nova reunião com a Oi. No dia 8, será a vez da Embratel negociar. Na Oi, a reunião realizada no dia 23 serviu apenas para definir o calendário de negociações. Os representantes da empresa apresentaram os números da Oi, fizeram a choradeira de sempre, mas confirmaram que o Placar este ano será superior a três salários. A empresa quer que na reunião do dia 6 tudo fique definido. Caso contrário haverá mais uma reunião no dia 22. A Oi tem pressa em fechar o acordo e os trabalhadores também. Se ela fizer uma proposta que atenda aos anseios e aspirações da categoria não temos porque adiar. Mas o Sindicato lembra que quer reajuste linear para todos os trabalhadores, IPNC integral mais ganho real, além de melhoria significativa e ampliação dos benefícios.

parcela fixa de R$ 800,00 para os que ganham acima desse valor. O congelamento da cesta básica foi mantido. A proposta foi novamente rejeitada pela comissão que apresentou a seguinte contraproposta:

PROPOSTA DA GVT

A proposta da empresa na reunião do dia 25, em Curitiba, não poderia ser pior. A GVT ofereceu 6% para reajuste de salários e benefícios e manteve o pagamento só em janeiro/13. Também propôs um abono de 25% do salário para quem ganha até R$ 3.200,00 e uma

O QUE QUEREMOS

. Reajuste de salários e benefícios a partir de 1º de setembro, data base da categoria, pelo INPC integral mais 2% de ganho real Negociação da PAD/2013 Estender a cesta básica a toda ca-

..

. . ..

tegoria Mudança do atual plano de saúde para um que atenda a categoria em todos os estados onde a GVT atua 100% de subsídio nos produtos da empresa (TV, telefone, internet) para os trabalhadores Apresentação de laudo pericial Agendamento de reuniões da Comissão de Negociação com as empresas que prestam serviços à GVT. A empresa disse que vai avaliar a nossa contraproposta e marcou nova reunião para o dia 1º.

Lucro da Embratel ultrapassa os R$ 100 milhões O resultado do terceiro trimes-

tre deste ano, embora reflita também a incorporação da NET, demonstra que a empresa reverteu o prejuízo de R$ 22 milhões registrado no mesmo período do ano passado e tem condições de sobra para atender a principal reivindicação da categoria: ganho real de salário. De acordo com o balanço divulgado pela empresa, a receita líquida aumentou 56,3% na comparação ano a ano. Chegou a R$ 4,8 bilhões, principalmente devido ao crescimento de 448%, ou R$ 1,4 bilhão, no faturamento com TV por assinatura. O ser-

viço de comunicação de dados teve alta de 46,5%, passando para R$ 382 milhões. A receita com os outros serviços subiram 30%. O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) foi de R$ 1,28 bilhão, alta de 65,1% em relação ao terceiro trimestre de 2011. Esses dados são inquestionáveis e servirão de base para a Comissão Nacional de Negociação que volta a se reunir com a empresa no dia 8 de novembro. Na próxima semana o Sindicato estará nos locais de trabalho, mobilizando e informando a categoria.

DIRETOR DE IMPRENSA Marcello Miranda marcellomiranda@sinttelrio.org.br EDIÇÃO Socorro Andrade Reg. 460 DRT/PB socorroandrade@sinttelrio.org.br

DIAGRAMAÇÃO L&B Comunicação Ltda ESTAGIÁRIA Camila Palmares IMPRESSÃO

ASSESSORIA DE IMPRENSA Rosa Leal Reg. 740 DRT/DF rmleal@globo.com REDAÇÃO Socorro Andrade e Rosa Leal

Valdir Tedesco Impressor CIRCULAÇÃO Semanal

ILUSTRAÇÃO Alexandre Bersot www.alexandrebersot.com.br

TIRAGEM 12 mil exemplares

R. Morais e Silva, 94 - Maracanã - RJ - CEP 20271-030 - Tel.: 2204-9300 - Fax Geral 2567-1589 E-mail Geral sinttelrio@sinttelrio.org.br - Site http://www.sinttelrio.org.br E-mail Jurídico juridico@sinttelrio.org.br - E-mail Imprensa imprensa@sinttelrio.org.br

bersot

humor

Assembleia da Brasil Center é adiada Para garantir que um número representativo de empregados responda à pesquisa que subsidiará a Pauta de Reivindicações a ser encaminhada à empresa, o Sindicato decidiu transferir a data da assembleia para a próxima semana, dia 7 de novembro. Estão mantidos os mesmos locais e horários: às 12h, no prédio sede; e às 13h em Mackenzie. Durante esta semana o Sinttel-Rio percorrerá os prédios distribuindo e recolhendo os formulários da pesquisa. Participe!

Assembleia da Nextel no dia 6 Para assegurar a participação de todos os trabalhadores, a assembleia será realizada em três horários: às 10h no Teleporto; às 13 e 15h, na subsede do Sindicato na Rua dos Andradas, 96/15º andar – Centro. A categoria vai avaliar e discutir a proposta apresentada pela empresa para o Acordo 2012/13. A data base da categoria é 1º de outubro e o que foi negociado, se aprovado, será pago retroativamente a essa data, exceto a PPR/12 que será paga em fev/13 e o abono a ser pago no dia 30 de novembro. É importante que todos participem da assembleia. A proposta tem avanços importantes como ganho real de 2% e a extensão da creche aos trabalhadores (pais). Veja os principais itens da proposta Reajuste Salarial – 100% do INPC (5,58%) mais 2% de ganho real a partir de 1ª de outubro de 2012 Piso salarial: jornada de 6h passa para R$ 851,69; jornada de 8h passa para R$ 1.015,37 Abono de 30% do salário reajustado, a ser pago em 30/11/2012 Vale Refeição passa para R$ 13,50 (jornada de 6 horas) e R$ R$ 23,50 (jornada de 8 horas) Auxílio creche – passa para R$ 260,00 extensivo aos pais Auxílio para filhos com necessidades especiais no mesmo valor do auxílio creche, R$ 260,00 PPR- pagamento de uma parcela individual conforme avaliação de desempenho em valor a ainda a ser confirmado, a ser paga em fevereiro de 2013.

. . . . . . .

Sem avanços na Algar/CTBC Em reunião no dia 23 a empresa tentou impor a mesma proposta já rejeitada pela Comissão, que foi de novo rechaçada. A Algar tentou maquiar oferecendo um reajuste de 3,99% para os benefícios (tíquete-refeição, auxílio creche/babá, auxílio excepcional) e piso salarial. A comissão fez uma contraproposta e espera que a empresa mude de postura e faça uma proposta decente. Veja a nossa contraproposta: Aumento real de 2,5% Tíquete-refeição – de R$ 23,68 para R$ 28,42 com a redução da co-participação do empregado de 10% para 5% Vale alimentação no valor de R$ 306,00

.. .

no1.339


Jornal do Sinttel-Rio Edição nº 1339