Page 1

Hoje, 4, é Dia do Operador Saiba mais sobre os seus direitos no local de trabalho

Democratizar a Anatel

Agência prorroga até setembro a consulta pública sobre novo regimento interno e diz que entre as suas metas está a de expandir o diálogo com os usuários de Telecom. Ainda que tardia, a consulta é uma resposta ao já estabelecido cenário da convergência tecnológica. As melhorias sugeridas para o novo regimento interno proposto pelo órgão foram apresentadas por Marcelo Bechara, conselheiro da Anatel, na reunião do Conselho Consultivo realizada dia 29/06, em Brasília. Bechara apresentou nova premissa para a alteração da estrutura organizacional da Anatel - a divisão das competências da Agência seria feita por processos e não mais por serviços (telefonia fixa, móvel, banda larga, TV por assinatura). Atualmente, há um desperdício de tempo fazendo com exista na Agência um acúmulo de cerca de 24 mil processos em análise. Entre os principais temas colocados pela Anatel na Consulta Pública estão itens como o zelo pela transparência das ações do órgão, com sorteios públicos e adequação à Lei de Acesso à Informação (12.527/2011), e celeridade nas deliberações. O Instituto Telecom, um dos representantes da sociedade civil no Conselho Consultivo, defende que a Anatel faça uma profunda análise das informações oriundas das operadoras e, para tal, é preciso que a criação da Superintendência de Gestão da Informação seja prioritária. O Instituto voltou a cobrar o funcionamento efetivo das CBCs (Comissões Brasileiras de Comunicações), que têm como objetivo influenciar na formulação das políticas e propostas brasileiras com foco no cenário internacional das telecomunicações. O Instituto Telecom também reivindicou que sejam promovidas mais audiências públicas para debater o tema com a sociedade.

camila palmares

Empregados num setor que se inclui entre os que mais crescem no país, os teleatendentes/operadores de telemarketing têm algumas conquistas a comemorar, mas ainda enfrentam muitos problemas com empresas, dentre elas a recusa de cumprir tudo o que estabelece o Anexo II da NR-17.

E

m março deste ano, o documento completou cinco anos e continua a ter muitos de seus itens descumpridos. O Anexo II foi criado para normatizar as relações de trabalho nos call centers, que até 2007 eram uma espécie de terra sem lei. Para garantir que os avanços trazidos pelo Anexo II não se percam, é importante que os novos teleatendentes saibam exatamente quais são os seus direitos. Confira o que determina os principais itens do Anexo II: Mobiliário - as empresas tiveram cinco anos para se adaptar às novas regras. O mobiliário deve permitir ao operador mudar de postura sempre que sentir necessidade, ter ajustes de fácil acionamento e espaços que proporcionem conforto. O monitor e o teclado devem estar apoiados em superfícies com regulagem independente, as bancadas devem ter pontas arredondadas, apoio para os pés, os assentos devem ter pés com rodízios que impeçam deslocamentos involuntários, braços e encostos ajustáveis. Equipamentos - microfones e head sets devem ser individuais, permitir alternância entre o uso das orelhas ao longo da jornada e substituídos sempre que apresentarem defeito. Ambiente de trabalho – devem ter isolamento acústico do ruído

externo, os níveis de ruído não podem ultrapassar os 65 decibéis, a temperatura deve ficar entre 20 e 23 graus. Organização do trabalho - deve ser feita de forma a não haver atividades aos domingos e feriados; as escalas de fim de semana devem ser comunicadas com antecedência; o contingente de operadores deve ser suficiente para garantir que todos possam usufruir das duas pausas de 10 minutos e dos intervalos entre uma jornada e outra; as pausas devem ocorrer após os 60 primeiros e antes dos 60 últimos minutos da jornada diária; os trabalhadores devem ter acesso a seus registros de pausas; é proibida a utilização de métodos que

causem assédio moral como exigência de uso de acessórios e estimulo abusivo à competição; mecanismos de monitoramento de produtividade, como mensagens nos monitores, sinais luminosos ou sonoros, não podem ser utilizados para aceleração do trabalho; o trabalhador pode ir ao banheiro a

hora que quiser. Se a empresa na qual você trabalha estiver descumprindo qualquer um desses itens, denuncie. Ligue para a Central de Atendimento do Sinttel-Rio, telefone 2204.9300. Faça valer no seu direito! Transforme todos os dias no Dia do Operador.

Um jantar para dois Para comemorar o Dia do Operador, o Sinttel-Rio, em parceria com o Restaurante Apolônio, sorteia um jantar completo. O sorteado e um acompanhante terão direito a entrada, prato principal, bebida e sobremesa. Para participar da promoção basta seguir o perfil do Sinttel-Rio no Twitter (@SinttelRio) e retuitar a seguinte frase: "4 de julho é dia do Operador de Telemarketing e o @SinttelRio presenteia você!"

Vidax regulariza salários e greve é suspensa Campanha de

Diante da disposição dos trabalhadores, que em assembleia na semana passada aprovaram a deflagração de uma greve a partir das 6 horas de segunda-feira, dia 2, a Vidax recuou e atendeu às cobranças encaminhadas pelo Sinttel-Rio. Há seis meses os trabalhadores da Vidax vêm sofrendo com os constantes atrasos no pagamento dos salários. Até sexta-feira passada, dia 29 de junho, uma parcela dos operadores não havia recebido os salários de maio e outra não tinha recebido nem os salários de abril. O VR e o VT, que desde o início de junho passaram a ser pagos semanal mente, não haviam sido depositados. E quem saiu de férias a partir de fevereiro, não recebeu o 1/3 garantido por lei. Amina Bawa

Com tantas irregularidades, os trabalhadores decidiram cruzar os braços. Não era a primeira vez. Em abril, eles já tinham decidido iniciar uma greve. Mas a empresa se apavorou e concordou em assinar um Termo com o Sinttel-Rio se comprometendo a resolver a situação. A greve foi suspensa, a Vidax regularizou parte dos problemas e só. Até a semana passada, a empresa ainda não havia enviado a listagem dos trabalhadores demitidos ou que pediram demissão e não receberam as verbas rescisórias. E também “se esqueceu” de enviar o cronograma de pagamento. Foi a gota d´água na insatisfação crescente dos trabalhadores. Avisada da greve, mais uma vez a Vidax correu para resolver as pendências. No domingo, dia 1º/07, em reunião realizada na sede da empresa, na Gamboa, o presidente Marcelo Martins apresentou aos diretores do Sinttel-Rio e à Comissão de Empregados os comprovantes do pagamento dos salários, férias, Vale

Transporte e Vale Refeição que estavam atrasados. Ainda na reunião, o presidente da Vidax firmou compromisso de implantar um novo plano de saúde, no caso o Plano Assim, até o dia 5/7, quinta-feira. Marcelo Martins também entregou a listagem com o nome de todos os empregados que foram demitidos ou que pediram demissão desde janeiro/2012, e o cronograma para pagamento das verbas rescisórias dos mesmos. A empresa se comprometeu ainda a reunir-se semanalmente no período de um mês, com os dirigentes do Sinttel-Rio e a Comissão de Empregados. De posse do documento e dos comprovantes mostrando a quitação de salários, férias, VR e VT, os dirigentes do Sinttel-Rio e os membros da comissão decidiram suspender a greve marcada para começar dia 2. Mas decidiram, também, manter o estado de greve caso a Vidax não cumpra todos os compromissos constantes da Carta Compromisso.

saúde auditiva

Em parceria com o Centro de Estudos em Saúde do Trabalhador, da Fiocruz, o Sinttel-Rio iniciou no dia 1º de julho a Campanha de Preservação da Saúde Auditiva dos Operadores e Telefonistas. Durante todo o mês de julho o Sindicato encaminhará operadores e telefonistas às instituições parceiras para a realização de exames audiométricos. Os interessados devem ligar para o Departamento de Saúde do Sindicato, telefone 2204 9326, para obter todas as informações e agendar os exames. A diretora de Saúde do Sinttel, Edna Maria do Sacramento, ressalta que a campanha visa prevenir problemas e esclarecer sobre os riscos a que esses profissionais estão expostos. "O longo tempo de exposição pode acarretar lesões e sequelas silenciosas, só percebidas pelo trabalhador quando na evidência de perda social ou demissão", observa Edna. Ela acrescenta que, na maioria das vezes, o trabalhador só toma coragem para cobrar os seus direitos ao perder o emprego.


EMPREGO EM RISCO

Mesmo com incentivo, contratações caem 74%

camila palmares

As empresas cobraram incentivos fiscais por parte do governo, alegando que isso era indispensável para a geração de novos postos de trabalho. Receberam os incentivos e não estão cumprindo com o que prometiam. Ao invés disso, muitos setores registraram queda de até 74,49% na abertura de novos postos de trabalho nos primeiros cinco meses do ano, na comparação com o mesmo período de 2011. A falta de contrapartida geração de emprego por parte das empresas foi noticiada pela imprensa, na segundafeira, 2. E de acordo com o noticiário, o setor de call center, cujas duas maiores empresas do ramo (Contax e Atento) são subsidiárias de duas gigantes das telecomunicações, Oi e Vivo, está entre os que menos contratou e ainda vem demitindo. O setor de call center também figura na lista dos que mais precarizam, pagando os piores salários e benefícios. O Sinttel-Rio que vive uma queda de braço com as empresas para acabar com a precarização recebe diariamente inúmeras denúncias dos trabalhadores, a maioria de desrespeito ao Anexo II da NR-17. Outros três setores (couro e calçados, tecnologia da informação e confecções) que desde o final do ano passado vêm usufruindo da desoneração na folha de pagamentos, também estão contratando menos. Os fabricantes de automóveis, que

no final de 2011 ganharam barreiras tarifárias contra os importados e ainda tiveram o IPI novamente reduzido desde maio, geraram apenas 1.197 novos postos de trabalho este ano contra 4.692 em 2011.

400 operadores da Light são demitidos Apesar de ser a principal concessionária de energia elétrica do Rio de Janeiro, a Light vai na contramão do crescimento econôm ico do est a do. A empresa vai transferir seu setor de teleatendimento para Minas Gerais, deixando no desemprego 400 operadores que prestavam serviço contratados pela Algar Telecomunicações. Além de cortar

400 postos de trabalho, a Light ainda substitui uma prestadora de serviço que oferecia condições dignas de trabalho por uma que pagará pisos menores. Em contato com a Algar, o SinttelRio foi informado que a empresa pagará todas as verbas rescisórias aos desligados, inclusive a parcela da PPR 2012 correspondente ao primeiro semestre deste ano.

Criativa não paga reajuste. Detran se finge de morto Hora extra A Criativa até hoje não pagou o atendimento por dois dias. Ano passado, 6 horas permanece no mesmo valor na Provider reajuste salarial de seus empregados a empresa só pagou na última hora para de R$ 8,50. e vem desrespeitando flagrantemente evitar uma nova paralisação. Agora, a Convenção Coletiva de Trabalho (CCT/2012), em vigor desde 1º de janeiro, data base da categoria. Mesmo diante de notificação do Sinttel-Rio no dia 28 de abril, na qual a entidade exige o cumprimento imediato da CCT e pagamento de respectivos reajustes salariais e de benefícios, a empresa nada fez. O reajuste salarial é de 6,08%. É bom lembrar que a Criativa presta serviços de call center para o Detran-Rio há mais de cinco anos e mesmo diante de inúmeras denúncias do Sindicato, o órgão se omite e não toma qualquer atitude contra a prestadora. Há dois anos os trabalhadores do call center do Detran/Criativa só receberam o reajuste depois de parar o

provavelmente aconteça a mesma coisa. Isso é inaceitável. Para Virginia Berriel, diretora de negociações coletivas do Sinttel-Rio, a Criativa age como uma empresa "sem comando e sem gestão". Além de não pagar o reajuste ela não apresentou sua proposta para pagamento da PPR/2011. O clima entre os empregados é de total revolta e indignação. O pessoal com jornada de 8 horas não recebeu o reajuste do vale refeição, que em janeiro passou para R$ 10,60 e em 1º julho foi para R$ 11,00. Também não foi pago o auxílio creche que em 1º de março deveria ter passado a R$ 119,00 e em 1º de julho R$ 123,00 para filhos até 24 meses. O vale refeição da jornada

NÃO PAGA FÉRIAS

Os empregados que saíram de férias no mês de junho até hoje não receberam o abono de 30%. No dia 20 de junho, pela terceira vez consecutiva, a Criativa suspendeu o plano de saúde embora continue descontando nos contracheques o valor de R$ 60,00 por empregado. Quem tem dependente paga mais. A empresa também desconta o INSS e não repassa ao órgão previdenciário. Há meses a Criativa não procura o Sindicato para homologar rescisões de trabalhadores que pediram demissão ou foram demitidos. Diante de todos esses abusos, no dia 2 o Sindicato notificou novamente a empresa a cumprir a CCT e pagar o que deve aos empregados.

Campeonato de Futebol encerra 1ª Fase JOGOS 1 2 3 4 5 6 7 8

ESQUADRÃO MAUÁ BO ANATEL MILLENIUM FC CELEBRIDADE FACE CRAQUES LOKOMOTIV ANARQUIA OS AVANÇADOS

EQUIPES VELOZES E FURIOSOS MADUREIRA FC TVC FC SENADOR POMPEU MISTURADOS RENEGADOS DETRAN FC BARCELONA DE VALORES

X

humor bersot

A 2ª Fase acontece no dia 7 de julho, na Vila Olímpica do Salgueiro. Nessa primeira fase, os artilheiros foram Renato da Silva, do BO Anatel, com 9 gols; Glaucio Luiz, do Esquadrão Mauá, com 7 gols, e Felipe Figueiredo, dos Misturados, com 5 gols. Confira na tabela os times classificados e os horários dos jogos.

Se você contribuiu para a Sistel, Fundação 14 e Fundação Atlântico no período de 1987 a 1991, e ao sair da empresa (inclusive por justa causa), cessou a filiação/contribuição e sacou o fundo de reserva de 30/10/1998 até os dias atuais, você pode aderir à ação que o Sinttel-Rio está movendo , exigindo a correção dos expurgos inflacionários. Se o seu nome consta da lista de substituídos, mas não está enquadrado na hipótese acima descrita, ou se você tem dúvida se é ou não um elegível para subscrever a ação coletiva, oriente-se junto ao Departamento Jurídico do Sinttel-Rio. Para agilizar, traga os seguintes documentos: Identidade, CPF, comprovante de residência, demonstrativo de pagamento de benefícios e comprovante de desligamento do fundo.

PERGUNTAS FREQUENTES

AUTOPEÇAS CORTA 5,5 MIL POSTOS

A situação mais grave é do setor de autopeças. Apesar de favorecido indiretamente pelos incentivos dados às montadoras, demitiu 5,5 mil trabalhadores nos cinco primeiros meses do ano, contra mais de 12 mil contratações no mesmo período de 2011. No que isso nos afeta? À medida que detém o crescimento da economia, que segundo estimativa anunciada pelo ministro Guido Mantega, caiu para 2,5% este ano. Se as empresas mesmo com os incentivos fiscais cortam postos de trabalho, consequentemente cai o consumo e vem o efeito cascata sobre os demais setores.

Ação coletiva contra a Sistel

HORARIO 13:00 13:00 14:00 14:00 15:00 15:00 16:00 16:00

Os trabalhadores do contrato de leitura das estações de Campo Grande, Bangu, Santa Cruz, Méier, Ilha, Madureira, Baixada, ameaçaram entrar em greve dia 28 devido ao descaso da Provider que há meses não paga as horas extras trabalhada nos domingos e feriados nem dá o vale transporte e vale refeição referente a esses dias. Os empregados ressaltam que a escala de trabalho prova que eles vêm trabalhando constantemente aos domingos e feriados e que foram informados que estas horas vão para o banco de horas. A empresa está errada, pois a CCT não prevê banco de horas e não foi assinado nenhum instrumento que preveja a utilização do mesmo pela Provider. Portanto, o trabalho aos domingos e feriados deve ser devidamente remunerado como extra. O Sinttel vai solicitar uma reunião com o setor de Recursos Humanos nacional da empresa para tratar dessas denúncias, das demais reivindicações dos trabalhadores e negociar a PPR 2012. PISO SALARIAL - Em 1º de set/11 (antiga data base), foi concedido reajuste de 6,5%. Em 1º de janeiro os trabalhadores tiveram mais um reajuste de 2,75% em virtude da mudança da data base para 1º de janeiro, com a adesão à CCT assinada pelo Sinttel e Sinterj. A empresa tem até agosto para negociar com o Sindicato os parâmetros para pagamento da PPR 2012, a ser paga até mar/13.

Muita gente tem ligado para pedir esclarecimentos. Para ajudar, o Departamento Jurídico listou as dúvidas mais frequentes: 1)Desliguei-me do plano, mas não saquei meu fundo de reserva e, atualmente, recebo a complementação. Estou contemplado (a) pela ação? Resposta: Não, não está. A ação só contempla os desligados do plano que não estejam recebendo a complementação/ suplementação. 2) Sou viúvo(a) e a minha (meu) esposa(o) se desligou e, à época, sacou seu fundo de reserva. Estou contemplado (a) pela ação? Resposta: Sim, está. Todos os herdeiros habilitados junto a Previdência Social, ou com inventário judicial ou extrajudicial em curso ou findo, poderão receber os frutos da ação. 3)Desliguei-me do plano e, à época, a quantia resgatada foi utilizada para quitação de um empréstimo obtido junto aos Fundos de Pensão. Estou contemplado (a) pela ação? Resposta: Sim, está. O saque do seu fundo de reserva ocorreu e é isso o que importa.

Reunião trimestral na Embratel

Uma das propostas aprovadas na Campanha Salarial do ano passado, a reunião trimestral para acompanhamento do Acordo Coletivo 2011/2012 será realizada hoje, dia 4, aqui no Rio, entre a empresa e a Comissão Nacional de Negociação. Serão discutidos temas como mudança no sistema de controle de frequência, pagamento de horas extras e outros itens de interesse dos empregados como o processo de fusão Claro e Embratel,o impacto da redução de custo nas condições de trabalho, e empréstimo consignado. Enquanto isso, continua a chover reclamações dos empregados sobre as precárias condições de trabalho nos prédios Sede e Camerino. Até agora a Embratel não conseguiu dar solução a nenhum dos problemas denunciados. Este ponto também vai entrar na pauta da Comissão Nacional na reunião de hoje.

Proposta da Seres é aprovada Assembleia realizada na tarde de ontem, dia 3, aprovou a proposta apresentada pela empresa para assinatura do Termo Aditivo à Convenção Coletiva de Trabalho 2012. Pela proposta aprovada, os trabalhadores da Seres terão 6,8% de reajuste sobre salários e benefícios, retroativos a janeiro/2012. As diferenças e o novo valor virão na folha de julho, que será paga em agosto. Já o auxílio creche passou para R$ 123,00 extensivo aos filhos com até seis anos de idade.

no1.322

Jornal do Sinttel-Rio Edição nº1322  

Dia do Operador

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you