Page 1

MARCHA DOS POVOS FOTOS CAMILA PALMARES

REDE EXTERNA

Escala abusiva e sem folga Os problemas na rede externa são muitos e por mais que o Sindicato cobre soluções, as empresas não se empenham para resolvê-los. Não bastasse o corpo mole das empresas, os gestores tratam de piorar o que já está ruim. Conforme denúncias ao Sindicato, a nova ordem na área do Maracanã é de dois cabistas trabalharem 12 dias consecutivos, das 8 às 20 horas, sem direito à folga compensatória do domingo trabalhado. Um absurdo. Tudo isso graças a uma escala de trabalho que ressuscita a escravidão e que até agora não se sabe quem inventou. Para José Adolar, diretor do Sindicato, essa jornada é ilegal e não existe acordo específico para isso. Ele exige o fim desse abuso. PLANTÃO DE DOMINGO - Os trabalhadores também estão denunciando que nos plantões de domingo só são apontadas as horas pela última nota atendida, o que está errado e vem trazendo enormes prejuízos nos salários do pessoal. Outra denúncia é de que os Irlas são obrigados a fazer duas THTs (instalações de telefone) por dia, caso contrário, são ameaçados com transferência para a melhoria, setor onde eles perdem vários benefícios. PPR: TELEMONT E SEREDE – A Serede pagou o restante da PPR no último dia 15 e a Telemont pagará no próximo dia 29. O valor da PPR é de 40% do salário nominal até o limite de R$ 600,00. Quem tiver alguma dúvida ou reclamação deve entrar em contato com o Sinttel pelo telefone 22049300 e falar com o diretor José Adolar. As duas empresas informam que pagaram em 15/06 a diferença do vale refeição (R$ 321,00) aos técnicos do Velox migrados da Nokia Siemens.

Hoje, dia 20, representantes dos movimentos sociais do mundo inteiro ocuparão a Av. Rio Branco na Marcha dos Povos em defesa do planeta e da humanidade. O Sinttel-Rio convoca todos os trabalhadores a estarem lá, vestindo vermelho. Concentração às 14h, na Candelária. Ontem, dia 19, no Seminário “Sustentabilidade e trabalho decente em tempos de crise”, organizado pela CUT, o professor Ignacy Sachs, autor de mais de 20 livros sobre desenvolvimento e meio ambiente, defendeu um novo modelo de desenvolvimento que leve em conta o ecossistema de cada local, gerando empregos e preservando o meio ambiente. Na palestra de ontem, ao falar sobre sua tese de um novo modelo de desenvolvimento, ele defendeu a criação de uma rede de cooperação cientifica e tecnológica utilizando como parâmetro o bioma semiárido, de modo a auxiliar os países a utilizar melhor os seus recursos naturais. Usou o exemplo do estado do Mato Grosso onde, apesar da diversidade de rios, tem na pecuária a

As mulheres tomam conta das ruas no dia 18 principal atividade econômica. Bem humorado, Ignacy Sachs brincou: “do ponto de vista da criação de novos modelos de desenvolvimento sustentável, a pecuária não é a melhor receita. É melhor trocar a costela de boi pela costela de tambaqui”. VALORIZAR A SOLIDARIEDADE

O presidente da CUT, Arthur Henrique, destacou que não dá para construir um modelo de desenvolvimento sustentável seguindo as regras do FMI, do Banco Mundial, dos neoliberais. Ele

Debate na tenda da CUT com Ignacy Sachs

afirmou que os trabalhadores querem trabalho decente e desenvolvimento sustentável e alertou: “não podemos cair no erro de que trata-se apenas de uma transição da economia marrom para a economia verde. Para alterar o modelo de desenvolvimento não basta dizer que um outro mundo é possível. Temos que dizer que um outro mundo é necessário. O modelo de produção capitalista faliu, o modelo de produção e consumo neoliberal faliu. O mercado que ia resolver todos os problemas só está servindo para salvar bancos e empresas e colocar milhões de pessoas na miséria.” Para Arthur Henrique, é preciso valorizar o público sobre o privado, a solidariedade e não a competitividade. “Os milhares que vieram a Rio+20 não vieram pedir, vieram exigir”, afirmou. Ele destacou ainda que os trabalhadores querem um modelo baseado no respeito aos seres humanos, um sistema de proteção social com a ratificação da Convenção 102 (que fixa normas mínimas de seguridade social e consolida posição de assegurar direitos previdenciários no Brasil) e a ratificação da Convenção 151, que estabelece o princípio da negociação coletiva entre trabalhadores públicos e os governos das três esferas - municipal, estadual e federal.

Interativa nº 2 está no ar No compasso da Rio+20, a revista do Sinttel fala dos riscos da escassez de água, da economia verde e as

consequências para os trabalhadores. Fala também de cultura, com o próximo Anima Mundi, o festival de cinema animação que será realizado em julho, no CCBB; e do talento da violinista Gabriela Queiroz. E ouve os especialistas para saber como a busca pela beleza pode prejudicar a saúde. Acesse www.sinttelrio.org.br e leia Interativa, a revista dos trabalhadores em telecomunicações do Rio de Janeiro.


Embratel responde, mas não resolve

Anistiados: mais de 400 ainda de fora

maior das condições de trabalho. Dias atrás, os empregados do prédio da Camerino sofreram de novo com temperaturas entre 27 e 29 oC, devido a problemas de manutenção do ar condicionado. Em algumas áreas do 4º andar o problema permaneceu por dias e só foi resolvido depois que uma correia danificada foi “descoberta” pelos próprios empregados, que precisaram solicitar a troca à equipe de manutenção. Lâmpadas queimadas continuam sem reposição há semanas porque “não há verba” . Tem havido freqüente redução do número de empregados de asseio e conservação, com conseqüências óbvias para a limpeza de banheiros e ambientes de trabalho. Na sede, os banheiros continuam fechados do mesmo jeito. Dessa forma, não

A Comissão de Anistiados está orientando os companheiros a avisarem todos os demitidos pelo Plano Collor, entre junho/90 a março/92 e que se enquadram na Lei 8878/94, a comparecerem à reunião de anistiados no dia 4 de julho, para que tenham sua situação avaliada e possam entrar com processo pedindo a reintegração. Segundo Acácio Filho, membro da Comissão de Anistiados, há cerca de 400 trabalhadores que podem ter direito a anistia, mas não entraram com o processo ou tiveram o recurso indeferido. “Muitos desses companheiros se encontram hoje em dificuldades, vivendo em precárias condições e pode ter a grande chance de recuperar a dignidade” disse.

O Sindicato se reuniu com a Embratel semanas atrás para discutir as condições de trabalho na empresa, motivo de reclamações dos empregados e de denúncias no Jornal do Sinttel. Em resposta, a empresa informou que o fechamento de banheiros na sede e na Camerino se devia à necessidade de manutenção na parte hidráulica e elétrica, que seria feita em todos os banheiros em sistema de rodízio. Em relação às reclamações sobre o ar condicionado, disse que está sendo feito o monitoramento das temperaturas dos ambientes de trabalho visando economia de energia, mas que pretende manter as condições temperaturas adequadas ao trabalho. Atribuiu alguns problemas de manutenção e de limpeza à mudança recente da firma encarregada e disse que a dedetização da Camerino, onde as baratinhas francesas circulam sem cerimônia, é feita com regularidade. As explicações não satisfizeram aos diretores do sindicato. A realidade continua muito diferente. Os cortes nas despesas para a manutenção dos prédios ficam evidentes na degradação cada vez

há como ver melhora em nada. O Sindicato fez na reunião uma série de cobranças à empresa. Não estamos contra a manutenção de banheiros, mas queremos um prazo para início e fim das obras, escrito claramente nas portas quando houver o tal rodízio de manutenção, sem enrolação. As temperaturas dos ambientes precisam estar dentro dos padrões legais e deve ser feita nova rodada de dedetização nos prédios. Os problemas precisam ser acompanhados pelas Cipas dos prédios, que devem cobrar e monitorar as medidas que a empresa precisa tomar para resolver os problemas. É necessário sair do discurso (que já está desmoralizado) para a prática. Se não, só fazendo barulho na porta da empresa e chamando a Saúde Pública.

PPR da Vivo

Gabinete dentário para crianças e idosos carentes O Comitê da Ação da Cidadania dos Empregados da Embratel há quase 20 anos ajuda inúmeras creches e asilos de idosos em situação de penúria. Além de distribuir centenas de cestas básicas, material escolar e até material de construção, o Comitê mantém um gabinete dentário móvel que, depois de tantos anos, não tem mais condições de prestar atendimento. Por isso, o Comitê lançou a campanha “Um gabinete dentário para o Comitê da Ação da Cidadania”. Você pode contribuir comprando a camisa da campanha que já está à venda pelo telefone 2121-8550. Quem comprar uma paga R$ 12,00. Quem adquirir mais de uma, paga R$ 10,00 a unidade. Colabore. Faça esse gesto de solidariedade a centenas de crianças e idosos carentes. AMINA BAWA

Missa e festa para as telefonistas

Campeonato Trovão Azul começa dia 23 A partir das 11h, na Vila Olímpica do Salgueiro, começa o 8º Campeonato de Futebol Soçaite do Sinttel-Rio - Troféu Trovão Azul, uma justa homenagem a um dos mais significativos símbolos da história de luta do Sindicato, o nosso caminhão de som. EQUIPES - Com 42 times inscritos, o campeonato do Sinttel se consolida como

o maior campeonato sindical no Brasil. A exemplo de outros anos, deve reunir mais de 500 trabalhadores de diversas empresas principalmente dos setores de rede e atendimento, bem como seus familiares. O time a ser batido este ano é o campeão do ano passado, “Velozes e Furiosos”, formados por trabalhadores da Contax Mauá.

DIRETOR DE IMPRENSA Marcello Miranda marcellomiranda@sinttelrio.org.br EDIÇÃO Socorro Andrade Reg. 460 DRT/PB socorroandrade@sinttelrio.org.br

DIAGRAMAÇÃO L&B Comunicação Ltda ESTAGIÁRIA Camila Palmares IMPRESSÃO

ASSESSORIA DE IMPRENSA Rosa Leal Reg. 740 DRT/DF rmleal@globo.com REDAÇÃO Socorro Andrade e Rosa Leal

Valdir Tedesco Impressor CIRCULAÇÃO Semanal

ILUSTRAÇÃO Alexandre Bersot www.alexandrebersot.com.br

TIRAGEM 12 mil exemplares

R. Morais e Silva, 94 - Maracanã - RJ - CEP 20271-030 - Tel.: 2204-9300 - Fax Geral 2567-1589 E-mail Geral sinttelrio@sinttelrio.org.br - Site http://www.sinttelrio.org.br E-mail Jurídico juridico@sinttelrio.org.br - E-mail Imprensa imprensa@sinttelrio.org.br

bersot

humor

O Dia das Telefonistas é 29 de junho, e como faz todos os anos, o Sinttel mandará celebrar, na Igreja de Santa Rita (Largo de Santa Rita – s/n - Centro), às 12h15, missa em ação de graças por estas profissionais. No mesmo dia, a partir das 17h, será realizado o Forrozão das Telefonistas, na sede do Sinttel (Rua Morais e Silva, 94 – Maracanã). DIA DO OPERADOR - Já as comemorações alusivas ao Dia do Operador de Telemarketing, 4 de julho, acontecerão no final de julho, depois do Congresso Nacional da CUT e do campeonato de futebol. Mas o dia dos operadores será comemorado em grande estilo, como sempre. Aguardem!

Amanhã, dia 21, será realizada a segunda rodada de negociação com a empresa, para pagamento da PPR 2012. Na primeira reunião, a Vivo não tinha os indicadores financeiros e foi aprovado apenas o calendário de reuniões que, por sinal, a empresa não cumpriu. Esperamos que na reunião de amanhã haja uma proposta.

Festival de Queijos e Vinhos Quer aproveitar o inverno para um contato direto com a natureza e ainda saborear deliciosos queijos e vinhos ao som de música ao vivo e muita animação? É só fazer a sua reserva para o Festival de Queijos e Vinhos que acontecerá na colônia de férias Graham Bell, em Miguel Pereira, de 03 a 05 de agosto. Anote a programação: 6ª feira, dia 3 - Sopa de Boas Vindas no Bar; sábado, dia 4 - Café da Manhã, Almoço,”Chá das 5" e, fechando o dia com chave de ouro a Festa”Queijos & Vinhos”, com música ao vivo, brincadeiras e premiação; domingo, dia 5 - Café da Manhã e Almoço Para mais informações e reservas (de 2ª a 6ª feira, de 9 às 18h), ligue 2568-0572 e 2204-9300 R.203 ou mande e-mail para coloniasinttel@gmail.com. O valor dos pacotes está no nosso portal – www.sinttelrio.org.br.

no1.3+20

Jornal do Sinttel-Rio Edição nº1320  

MARCHA DOS POVOS

Advertisement