Issuu on Google+

Cresce a mobilização na Contax CAMILA PALMARES

A adesão em massa dos trabalhadores do site Passeio, na manhã de sexta-feira, dia 23, ao ato promovido pelo Sinttel-Rio na porta da empresa é mais uma prova de que os operadores não abrem mão de uma proposta digna de Acordo.

Embratel: sem resposta sobre as demissões O Sindicato continua aguardando uma resposta da empresa à carta enviada ao presidente José Formoso há duas semanas. Na carta, o Sinttel-Rio e a Fenattel solicitam uma reunião para discutir dois pontos: a reversão das demissões já ocorridas e o possível processo de integração das empresas do grupo América Móvil no Brasil (Embratel/Claro/NET), para evitar que ele possa resultar em demissões, a exemplo do que está ocorrendo na Vivo, após a fusão com a Telefônica. Em reunião realizada há duas semanas com o RH da Embratel, a empresa alegou redução nas despesas de custeio para justificar cerca de 200 demissões que já começaram a ocorrer em todo o país. Deste total, 40 seriam no Rio. AÇÃO CONTRA TELOS O Departamento Jurídico do Sinttel-Rio continua atendendo os participantes da Telos/Embratel prejudicados pelo reajuste negativo da Telos e que pretendem ingressar com ações individuais na Justiça. O plantão, de 9 às 12 horas, na sede da Asastel (Av. Presidente Vargas, 290/9º andar), será realizado ainda nos dias 28 e 30/03. Os documentos necessários para a entrada da ação são: cópias da identidade, CPF, comprovante de residência, Carteira de Trabalho (folha da qualificação, da foto e do contrato de trabalho mantido com a Embratel) e o demonstrativo de pagamento de benefícios de dezembro de 2010 (30/12/2010).

A mobilização dos operadores surpreendeu a empresa. Gerentes e supervisores desciam para pressionar os trabalhadores a entrar, mas os operadores permaneciam firmes na disposição de demonstrar toda a sua insatisfação com a proposta apresentada pelas empresas. E como a pressão não deu certo, o que fez a Contax? Mais uma vez chamou a polícia para reprimir os trabalhadores. Do alto do prédio, alguém atirou um pedaço de carpete que, por sorte, caiu de raspão sobre uma operadora. Como se não bastasse isso, os seguranças passaram a agir com truculência e agrediram a diretora do Sinttel, Beth Alves, que decidiu registrar um Boletim de Ocorrência na 5ª DP, na rua Gomes Freire. Além da empresa não apresentar uma proposta digna e de reprimir a manifestação dos trabalhadores, os coordenadores e gerentes do Corporativo Oi estão fazendo pior: partiram para a retaliação, anunciando punições para quem participou do ato. O Sindicato não aceita punições e lembra que os trabalhadores têm o

direito de se manifestar livremente. A última proposta apresentada pela Contax foi rejeitada na mesa de negociação pelo Sinttel-Rio, uma vez que ainda está aquém do que os trabalhadores reivindicam. O Sindicato continua cobrando melhoria na proposta e vai dizer isso na nova reunião que deve ocorrer ainda esta semana. CARTA A DILMA

Na visita que a presidenta Dilma Rousseff fez ao Rio na semana passada, a

agenda incluiu a inauguração de um novo site da Atento, em Madureira. O coordenador-geral do Sinttel-Rio, Luis Antonio Silva, e o diretor Ricardo Pereira, que é funcionário da Atento, aproveitaram a inauguração para entregar à presidenta uma carta relatando as condições de trabalho dos operadores. Na carta, assinada pelo Sinttel-Rio e a Fenattel, as entidades destacam a necessidade de regulamentar a atividade do operador de telemarketing como sucessor das telefonistas e dos operadores de mesas telefônicas.

Assembleia da Atento discute proposta A empresa, única entre as grandes a não pagar o salário mínimo, apresentou ao Sindicato a seguinte proposta: Piso Salarial 180 horas – R$ 622,00 retroativo a jan/12 passando a R$ 630,00 em jul/12. A diferença relativa aos meses de janeiro/ fevereiro/março, no valor de R$ 216,00 será paga na forma de abono 150 horas - Reajuste de 6,08% retroativo janeiro/12 em forma de abono e limitado a um mínimo de R$180,00 220 horas – reajuste de 6,08% retroativo a jan/12 em forma de abono no valor de 18,24% do salário de dez/11. O valor do abono será limitado a um mínimo de R$216,00 e ao máximo de R$ 432,00 VA e VR - 6.08% 180 horas – a partir de jul/12 o valor diário será de R$ 4,70 e chegará a R$ 5,00 em dez/12

.

.

Jornadas abaixo de 180 horas proporcionais. 7h12 – a partir de jul/12 o valor diário será de R$ 6,36 220h – a partir de jul/12 o valor diário será de R$ 11,90 As demais jornadas receberão de acordo com as horas trabalhadas Auxílio creche/filho especial – R$ 144,52 para os filhos até 48 meses de idade mediante apresentação de recibo simples . Assistência médica – 60 dias após a assinatura da Convenção a empresa rediscutirá a melhoria do plano de saúde

.

PLR/2011

A proposta da Atento é de 25% do salário de dez/11, sem medição. O valor mínimo para 150 horas é R$150,00 e para 180 horas é de R$ 180,00 mediante

os seguintes critérios: a) ter trabalhado 90 dias na empresa em 2011 b) estar ativo em 31/12/11 c) O valor será proporcional aos meses trabalhados, exemplo: quem trabalhou seis meses (180 dividido por 12 = R$ 15,00 x 6 = R$ 90,00) Caso a proposta seja aprovada o pagamento do abono e da PLR ocorrerá até o dia 13/04/12.

Horário e local das assembleias Dia 28 – Teleporto CDN/ Madureira, das 10 às 17h Dia 29 – Bolsa de Valores/Searj/ BNH/Campo Grande, das 10 às 17h


No Dia do Teatro, vá ao teatro Ontem, dia 27, foi comemorado o Dia Mundial do Teatro, data criada em 1961 na inauguração do Teatro das Nações, em Paris. Se você é daqueles que se amarra em teatro ou nunca teve a oportunidade de assistir a uma peça, nós indicamos dois espetáculos. No Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) está em cartaz desde o dia 16 a peça “JT – Um conto de fadas punk”, de Luciana Pessanha, direção de Susana Ribeiro e direção geral de Paulo José. O espetáculo conta a história de JT Leroy, um jovem escritor consagrado como um grande fenômeno da literatura mundial, admirado por personalidades como Madonna e Bono Vox, mas que, na verdade, nunca existiu. No elenco estão Débora Duboc, Natália Lage, Nina Morena, Hossen Minussi e Roberto Souza. A peça fica em cartaz até o dia 27 de maio e é apresen-

Para lembrar Carlitos Se você gosta de fotogra-

fia e cinema não perca a oportunidade de conhecer a obra de um dos artistas que revolucionaram a indústria cinematográfica no início do século XX. Desde o dia 7 de março o Centro Municipal de Arte Hélio Oiticica apresenta a exposição “Chaplin e sua imagem”. A mostra contém mais de duzentas imagens cedidas por seus herdeiros ao curador Sam Stourdzé. Artista múltiplo que dirigia, atuava, escrevia, produzia e financiava seus próprios filmes, Chaplin é Carlitos, o personagem oprimido e engraçado, protagonista de “Tempos Modernos”, “O Grande Ditador” ou “Luzes da Cidade”, dentre outros. A exposição divide-se em quatro temas principais: “A Criação de Carlitos”, “Chaplin como Cineasta”, “Da Fama ao Exílio” e “Fala Chaplin, Morre Carlitos”. O Centro Cultural Hélio Oiticica fica na Rua Luis de Camões, 68, no Centro do Rio. A entrada é gratuita. A exposição funciona de terça a sexta, das 11h às 18h. Sábado, domingo e feriado, das 11h às 17h e vai até o dia 29 de abril. Vale a pena conferir!

Marilene Soares

tada às quartas e domingos, sempre às 19h. O ingresso custa R$ 6,00. O CCBB fica na Rua 1º de Março, esquina com a Candelária. A outra dica é a comédia “Senhora Solidão”, sobre uma mulher que recebe três solitários em casa e, juntos, relembram o passado e tentam visualizar como seria um futuro ideal se nunca tivessem

passado por suas experiências dramáticas e ridículas. O espetáculo estreia no dia 30 de março, no teatro do Centro Cultural da Justiça Federa (Av. Rio Branco, 241 - Metrô Cinelândia, saída Pedro Lessa), com sessões às sextas, sábados e domingos, às 19h. O ingresso custa R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia). A peça fica em cartaz até o dia 06 de maio.

Azul da cor do mar

Raul Seixas ou quer conhecer a trajetória desse artista genial que morreu em 1989, aos 44 anos, não pode deixar de assistir ao documentário “Raul Seixas – início, meio e fim”. Parceiro de Paulo Coelho em músicas que marcaram a geração do final dos anos 70 e início dos anos 80, Raul deixou uma obra que ainda hoje encanta os jovens, em especial àqueles que continuam apostando e defendendo uma “sociedade alternativa”, título de outra de suas músicas geniais, com letras tão inteligentes que conseguiam driblar até a censura da época. O documentário, dirigido por Walter Carvalho, apresenta cenas antológicas de shows de Raul, a ascensão, os sucessos, o declínio provocado pelo alcoolismo, e a permanência de suas músicas. Até pra quem não é fã vale a pena assistir como retrato de uma geração.

Este é o nome da exposição permanente do Espaço Cultural da Marinha, na av. Alfredo Agache s/n, bem ao lado da Maternidade da Praça XV. A exposição é um ótimo programa de final nde semana com a família. Lá você pode visitar o Submarino-Museu Riachuelo, o NavioMuseu Bauru,o Helicóptero-Museu SH3 e a Nau dos Descobrimentos. A exposição permanece em funcionamento até 31 de julho e a entrada é gratuita. O horário de visitação é de meio dia às 5 da tarde.

Homenagem ao Maluco Beleza Quem não conhece os versos da música “Enquanto você se esforça pra ser/ um sujeito normal/ e fazer tudo igual...”? Se você é fã do maluco beleza

Feriadão de Tiradentes na Colônia Graham Bell Para quem está pensando em curtir o feriadão de Tiradentes fora do Rio e sem gastar muito, uma opção é a colônia de Férias Graham Bell, do Sinttel-Rio, em Miguel Pereira. Ainda há vagas. Faça sua reserva hoje mesmo pelos telefones 2568 0572 e 2204 9300 ramal 203. A Colônia Graham Bell fica em área privilegiada, dentro da reserva de Mata Atlântica. Conta com ótimas acomodações, similares a de hotéis fazendas e pousadas da região. O preço dos pacotes pode ser conferido no Portal do Sinttel www.sinttelrio.org.br. Os pacotes incluem alimentação (pensão completa) e pode ser parcelado. Crianças até 3 anos não pagam. O período de estadia é de 20 de abril, após o jantar, até o dia 23, depois do almoço.

Responda a nova enquete no Portal Basta acessar o nosso Portal www.sinttelrio.org.br e responder a pergunta você já denunciou ao Ministério Público sobre: Consumidor, Meio Ambiente, Patrimônio Público ou Trabalho? Aproveite para ler o Jornal do Sinttel on line, opinar e comentar sobre as notícias divulgadas. Você ainda pode curtir, comentar e compartilhar o que achar interessante com os seus amigos nas redes sociais. E o mais importante: poderá seguir o Sinttel-Rio, o seu Sindicato, no Twitter, Facebook, Orkut, etc.

Testemunha ocular da história. Este jargão de um famoso programa de rádio, o Repórter Esso, pode ser usado para definir Marilene Soares, uma ex-telefonista do 102 com muita história pra contar dos 21 anos em que exerceu a função, no prédio da Telerj da Rua Alexandre Mackenzie. Também dá pra dizer que ela vem de uma família de telefônicos – até hoje dois de seus irmãos trabalham na rede externa. Casada, mãe de dois filhos, Marilene entrou na Telerj em 1978. Na época, a empresa funcionava em quatro turnos (manhã, tarde, noite e madrugada), com uma escala de plantão que fazia com que todas as telefonistas passassem pelos três turnos – o da madrugada era o único com pessoal fixo. Era um trabalho cansativo e insalubre – o apelido do fone de ouvido (“miguelão”) já dá uma ideia do que significava enfrentar uma jornada de seis horas na pré-história da tecnologia. Não bastasse isso, era grande a pressão sob o trabalho e as telefonistas eram proibidas até de chegar à janela. A partir dos anos 80, com a vitória da Chapa Trovão Azul, as telefonistas iniciam um processo de mobilização pela melhoria das condições de trabalho, denunciando as doenças provocadas pelo trabalho. Daí para as paralisações e a greve foi só uma questão de tempo. Marilene conta que os piqueteiros apelavam para a criatividade no convencimento aos fura-greves. Num ano, um piqueteiro levou uma caixa cheia de baratas e soltou na porta do prédio de Alexandre Mackenzie. Foi um deus nos acuda. A militância levou Marilene à direção do Sinttel-Rio, onde foi diretora do Departamento Jurídico e do Departamento de Aposentados. No início dos anos 2000, depois da sua aposentadoria, Marilene resolveu dedicar mais tempo à família e se afastou da militância. Mas não perdeu o contato com o Sindicato, nem com os antigos companheiros.


OVOS DE PÁSCOA

Fabricantes induzem consumidor ao erro SOCORRO ANDRADE

Independente de religião, todos estaremos nos próximos dias às voltas com a compra dos tradicionais ovos de Páscoa para presentear filhos, netos, amigos, namorados, cônjuges, etc. Para que ninguém seja lesado e pague mais por menos chocolate, aqui vão algumas informações publicadas na Revista do Instituto de Defesa do Consumidor (Idec) deste mês de março. Você sabe o que significa o número impresso nas embalagens de ovos de Páscoa? A resposta é: nada. Pelo menos na prática. O Idec fez um levantamento com ovos ao leite das três principais marcas de chocolate do mercado (Garoto, Lacta e Nestlé) e constatou que a numeração não segue padrão: produtos com o mesmo número têm quantidades de chocolate diferentes, de acordo com a marca, e em alguns casos, até quando são do mesmo fabricante. A maior variação, uma diferença de 25%, foi verificada nos chocolates de número 20, cujo menor peso entre os pesquisados é 300g (Batom, da Garoto) e o maior, 375g (Especialidades, da Nestlé). Os ovos de número 15 também

apresentam pesos significativamente diversos; enquanto o Classic, da Nestlé, tem 240g, o Ao Leite, da Lacta, tem apenas 196g, o que significa uma diferença de 22,45% menos chocolate. A situação se inverte quando se comparam os produtos de número 12: o Classic é o menor, com 100g, e o Ao Leite o maior, com 120g (20% mais chocolate). Já os ovos 21 apresentam diferença bem menor: apenas 4,27%. O da Nestlé pesa 500g, o da Lacta 480g é 20g mais leve. Para o Idec, a diferença de peso de ovos com o mesmo número confunde o consumidor. “Essa enorme variação pode induzir o consumidor a erro, pois a numera-

ção parece indicar que os ovos são iguais, quando não são”, destaca Karina Alfano, gerente de relacionamento do Instituto. Os que ainda vão comprar ovos de Páscoa devem ficar atentos e conferir o peso de cada ovo e o preço, verificar o custo benefício entre um e outro. Por exemplo, se o ovo de número 21 da Nestlé estiver mais barato que o de mesmo tamanho da Lacta, vale a pena comprar o primeiro, que tem 20g a mais de chocolate. Para fugir das armadilhas dos fabricantes de chocolate, além de escolher bem e pesquisar preços,você pode comprar ovos artesanais ou fazer seus próprios ovos.

IR: bancos cobram caro para antecipar restituição O consumidor que desejar antecipar a restituição do Imposto de Renda nos diversos bancos do país estará sujeito a taxas que variam de 2,42% a 4,9% ao mês. Essa modalidade de crédito, que está valendo desde o dia 1º de março, permite que o consumidor realize empréstimos de até 100% do valor a ser restituído. A aquisição dessa linha de crédito deve ser vista com muita cautela pelo consumidor. Se puder, fuja dela. Apesar da taxa ser inferior às cobradas pelos cartões de crédito e cheques especiais, ela pode chegar a valores bastante elevados no decorrer do ano e não ser vantajosa quando comparada à oportunidade de poupança ou investimento do valor a ser restituído. Não é vantagem para quem preci-

É importante ressaltar que não pode ser cobrada do contribuinte que solicitar a antecipação da restituição do IR nenhum tipo de tarifa além da taxa de juros e do IOF. Para não ser enganado, o consumidor deve solicitar o detalhamento do custo efetivo total do empréstimo. FAÇA SUA DECLARAÇÃO NO SINTTEL

sa de dinheiro para adquirir um bem e pode esperar para comprá-lo à vista por um preço mais em conta, por exemplo.

Junte a documentação e vá ao Sindicato, de segunda a sexta-feira, no horário das 9 às 17h e procure por Beth Cattoi, no setor de atividades sindicais. Quem preferir pode ligar antes para 2204 9305 e obter mais informações com a própria Beth. O prazo para entrega das declarações é 30 de abril. Não deixe para última hora, especialmente se você tem direito à restituição.

EDITAL DE CONVOCAÇÃO ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA DOS TRABALHADORES EM EMPRESAS DE TELECOMUNICAÇÕES POR SATÉLITE, DIA 29/03/2012 O SINTTEL-RJ – SINDICATO DOS TRABALHADORES EM EMPRESAS DE TELECOMUNICAÇÕES, TRANSMISSÃO DE DADOS E CORREIO ELETRÔNICO, TELEFONIA MÓVEL CELULAR, SERVIÇOS TRONCALIZADOS DE COMUNICAÇÃO, RADIOCHAMADA, TELEMARKETING, PROJETO, CONSTRUÇÃO, INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO DE EQUIPAMENTOS E MEIOS FÍSICOS DE TRANSMISSÃO DE SINAL, SIMILARES E OPERADORES DE MESAS TELEFÔNICAS NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO – convoca, na forma de seu Estatuto, todos os trabalhadores em empresas de telecomunicações por satélite, para comparecerem à Assembleia Geral Extraordinária que será realizada no dia 29 de março de 2012, às 8h em primeira convocação, e às 8h30, em segunda e última convocação, na sede do Sinttel-RJ (Rua Morais e Silva, 94 – Maracanã – Rio de Janeiro - RJ), para deliberar e decidir a seguinte pauta: a) Aprovação, com modificações ou não, da Pauta de Reivindicações previamente elaborada pela Diretoria do Sinttel-RJ, para a negociação da Convenção Coletiva de Trabalho 2012/2013 com o sindicato da categoria econômica dos trabalhadores em empresas de telecomunicações por satélite (SINDISAT); b) Outorga de poderes à diretoria do Sinttel-RJ para negociar e celebrar a Convenção Coletiva de Trabalho 2012/2013 com o SINDISAT; c) Autorizar a direção do Sinttel-RJ, em caso de impasse com o SINDISAT, instaurar dissídio coletivo, decretar greve total ou parcial da categoria e/ou tomar quaisquer outras medidas cabíveis nesta situação; d) Transformar a Assembleia Geral Extraordinária em Assembleia Permanente; e) Discutir e decidir sobre a contribuição assistencial prevista no inciso IV do art. 8º da CF e alínea “e” do art. 513 da CLT. Rio de Janeiro, 28 de março de 2012. Luis Antônio Souza da Silva - Coordenador Geral – Sinttel-RJ EDITAL DE CONVOCAÇÃO ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA DOS TRABALHADORES EM TELECOMUNICAÇÕES EMPREGADOS DE EMPRESAS DE ASSEIO E CONSERVAÇÃO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO, DIA 04/04/2012 O SINTTEL-RJ – SINDICATO DOS TRABALHADORES EM EMPRESAS DE TELECOMUNICAÇÕES, TRANSMISSÃO DE DADOS E CORREIO ELETRÔNICO, TELEFONIA MÓVEL CELULAR, SERVIÇOS TRONCALIZADOS DE COMUNICAÇÃO, RADIOCHAMADA, TELEMARKETING, PROJETO, CONSTRUÇÃO, INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO DE EQUIPAMENTOS E MEIOS FÍSICOS DE TRANSMISSÃO DE SINAL, SIMILARES E OPERADORES DE MESAS TELEFÔNICAS NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO – convoca, na forma de seu Estatuto, todos os trabalhadores em telecomunicações empregados de empresas de asseio e conservação do Estado do Rio de Janeiro para comparecerem à Assembleia Geral Extraordinária que será realizada no dia 04 de abril de 2012, em dois turnos: pela manhã, às 8h, em primeira convocação e às 8h30, em segunda convocação e à tarde, 17h, em primeira convocação e às 17h30 em segunda e última, na sede do Sinttel-RJ (Rua Morais e Silva, 94 – Maracanã – Rio de Janeiro/RJ), para deliberar e decidir a seguinte pauta: a) Aprovação, com modificações ou não, da Pauta de Reivindicações previamente elaborada pela diretoria do Sinttel-RJ, para a negociação da Convenção Coletiva de Trabalho 2012/2013 com o sindicato da categoria econômica de asseio e conservação do Estado do Rio de Janeiro (SEAC-RJ); b) Outorga de poderes à diretoria do Sinttel-RJ para negociar e celebrar a Convenção Coletiva de Trabalho 2012/2013 com o SEAC-RJ; c) Autorizar a direção do Sinttel-RJ, em casso de impasse com o SEAC/RJ, instaurar dissídio coletivo, decretar greve total ou parcial da categoria e/ou tomar quaisquer outras medidas cabíveis ao assunto; d) Transformar a Assembleia Geral Extraordinária em Assembleia Permanente; e) Discutir e decidir sobre a contribuição assistencial prevista no inciso IV do art. 8º da CF e alínea “e” do art. 513 da CLT. Rio de Janeiro, 28 de março de 2012 Luis Antônio Souza da Silva - Coordenador Geral – Sinttel-RJ EDITAL DE CONVOCAÇÃO ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA DOS TRABALHADORES EM TELECOMUNICAÇÕES EMPREGADOS DE EMPRESAS FLUMINENSE DE ASSEIO E CONSERVAÇÃO, DIA 04/04/2012 O SINTTEL-RJ – SINDICATO DOS TRABALHADORES EM EMPRESAS DE TELECOMUNICAÇÕES, TRANSMISSÃO DE DADOS E CORREIO ELETRÔNICO, TELEFONIA MÓVEL CELULAR, SERVIÇOS TRONCALIZADOS DE COMUNICAÇÃO, RADIOCHAMADA, TELEMARKETING, PROJETO, CONSTRUÇÃO, INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO DE EQUIPAMENTOS E MEIOS FÍSICOS DE TRANSMISSÃO DE SINAL, SIMILARES E OPERADORES DE MESAS TELEFÔNICAS NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO – convoca, na forma de seu Estatuto, todos os trabalhadores em telecomunicações empregados de empresas de asseio e conservação dos municípios de Belford Roxo, Duque de Caxias, Magé, Nilópolis, Nova Iguaçu, Petrópolis, São João de Meriti e Teresópolis para comparecerem à Assembleia Geral Extraordinária que será realizada no dia 04 de abril de 2012, em dois turnos: pela manhã, às 8h, em primeira convocação e às 8h30, em segunda convocação e à tarde, 17h, em primeira convocação e às 17h30 em segunda e última, na sede do Sinttel-RJ (Rua Morais e Silva, 94 – Maracanã – Rio de Janeiro - RJ), para deliberar e decidir a seguinte pauta: a) Aprovação, com modificações ou não, da Pauta de Reivindicações previamente elaborada pela diretoria do Sinttel-RJ, para a negociação da Convenção Coletiva de Trabalho 2012/2013 com o sindicato fluminense da categoria econômica de asseio e conservação (SINFAC-RJ); b) Outorga de poderes à diretoria do Sinttel-RJ para negociar e celebrar a Convenção Coletiva de Trabalho 2012/2013 SINFAC-RJ; c) Autorizar a direção do SinttelRJ, em caso de impasse com o SINFAC-RJ, instaurar dissídio coletivo, decretar greve total ou parcial da categoria e/ou tomar quaisquer outras medidas cabíveis ao assunto; d) Transformar a Assembleia Geral Extraordinária em Assembleia Permanente; e) Discutir e decidir sobre a contribuição assistencial prevista no inciso IV do art. 8º da CF e alínea “e” do art. 513 da CLT. Rio de Janeiro, 28 de março de 2012 Luis Antônio Souza da Silva - Coordenador Geral – Sinttel-RJ EDITAL DE CONVOCAÇÃO ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA DOS TRABALHADORES NOKIA SIEMENS NETWORKS DO BRASIL SISTEMAS DE COMUNICAÇÕES LTDA, DIA 05/04/2012 O SINTTEL-RJ – SINDICATO DOS TRABALHADORES EM EMPRESAS DE TELECOMUNICAÇÕES, TRANSMISSÃO DE DADOS E CORREIO ELETRÔNICO, TELEFONIA MÓVEL CELULAR, SERVIÇOS TRONCALIZADOS DE COMUNICAÇÃO, RADIOCHAMADA, TELEMARKETING, PROJETO, CONSTRUÇÃO, INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO DE EQUIPAMENTOS E MEIOS FÍSICOS DE TRANSMISSÃO DE SINAL, SIMILARES E OPERADORES DE MESAS TELEFÔNICAS NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO – convoca, na forma de seus Estatuto, todos os trabalhadores da Nokia Siemens Networks do Brasil Sistemas de Comunicações LTDA, para Assembleia Geral Extraordinária que será realizada no dia 05 de abril de 2012, em primeira convocação, às 18h e em segunda e última convocação, às 18h30, na Sede do Sinttel-RJ (Rua Morais e Silva, 94 – Maracanã – Rio de Janeiro - RJ), para deliberarem sobre a seguinte pauta: a) Aprovação, com modificação ou não, da Pauta de Reivindicação previamente elaborada pela diretoria do Sinttel-RJ, para a negociação do Acordo Coletivo de Trabalho 2012/ 2013; b) Outorga de poderes à diretoria do Sinttel-RJ para negociar e celebrar o Acordo Coletivo de Trabalho 2012/2013; c) Autorizar a direção do Sinttel-RJ, em caso de impasse com a empresa, instaurar dissídio coletivo, decretar greve total ou parcial da categoria e/ ou tomar quaisquer outras medidas cabíveis nesta situação; d) Transformar a Assembleia Geral Extraordinária em Assembleia Permanente; e) Discutir e decidir sobre a contribuição assistencial prevista no inciso IV do art. 8º da CF e alínea “e” do art. 513 da CLT. Rio de Janeiro, 28 de março de 2012. Luis Antônio Souza da Silva - Coordenador Geral – Sinttel-RJ


VIDAX

Tensão chega ao limite e operadores param GEANE SENRA

Quando fechávamos esta edição, no final da tarde de ontem, 27, fomos surpreendidos pela greve dos operadores da Vidax. A empresa tem cerca de 2 mil empregados e presta serviços de call center para a Claro. São vários os motivos da paralisação: atraso no pagamento dos salários e na entrega do vale transporte; descontos indevidos, punições exageradas, o não recolhimento do FGTS; pressão constante dos supervisores, inclusive com assédio moral; falta de condições de trabalho, entre várias outras irregularidades. O clima de tensão na Vidax vem sendo denunciado pelo Sindicato há mais de um mês. Há cerca de 20 dias, numa reunião no Sinttel, os dirigentes da empresa garantiram resolver todos os problemas denunciados pelos trabalhadores e negaram que o FGTS não vinha sendo recolhido. Após ler o Jornal do Sinttel, trabalhadores voltaram à Caixa Econômica Federal e funcionários do banco asseguraram que a Vidax realmente não vem depositando o FGTS. Novas denúncias voltaram a congestionar a central telefônica e os e-mials do Sinttel, que voltou à empresa dia 23, onde fez um ato. Na ocasião, a categoria já mostrava disposição de parar. A Vidax não fez nada e o resultado foi a paralisação.

Uma série de irregularidades, entre elas o atraso no salário, levou os trabalhadores a paralisar suas atividades

PPR /2011 será paga na sexta O pagamento será feito para todos os trabalhadores da Vidax no Rio, no valor de R$ 275,00. Serão utilizados basicamente dois critérios para distribuição: o absenteísmo, com 70% de peso; e monitoria, com 30% de peso. Portanto, só receberá os R$ 275,00 quem conseguir os 70% do absenteísmo mais os 30% da monitoria. Conforme os critérios estabelecidos em Acordo, receberá a PPR quem tiver até quatro faltas injustificadas no período de 01/01 a 31/12/2011 e obtiver notas de 6 a 8 da Monitoria, neste mesmo período. O valor da PPR vai decrescendo à medida que aumenta o número de faltas injustificadas. Com cinco faltas sem justificativa, o trabalhador perde o direito à PPR.

. . . .

CRITÉRIOS DE ABSENTEÍSMO

Receberá 100% do absenteísmo – valor de R$ 192,50 -, o operador que tiver até 2 faltas injustificadas Quem tiver até 3 faltas injustificadas receberá 80% desse valor Quem tiver até 4 faltas injustificadas receberá 60% Quem tiver mais de 5 faltas injustificadas não

receberá os 70% da PPR relativos ao absenteísmo.

. . . . . .

CRITÉRIOS DE MONITORIA

O valor correspondente aos 30% de monitoria é de R$ 82,50. O operador que tiver nota menor que 6.0 não terá PPR de monitoria. Quem tiver nota de 6.0 a 6.99 receberá 60% dos R$ 82,50 Quem tiver nota de 7.0 a 7.99 receberá 80% desse valor Quem tiver nota acima de 8.00 receberá 100% do valor, ou seja, R$ 82,50 O valor da PPR será proporcional a 1/12 por mês trabalhado no período de 01/11 a 31/12/11. Os trabalhadores afastados por acidente de trabalho, auxílio doença e as gestantes em gozo de licença maternidade receberão a PPR. Mas os afastados por auxílio doença receberão o pagamento proporcional ao período laboral. Não receberão a PPR estagiários, aprendizes, trabalhadores avulsos, autônomos e temporários, prestadores de serviços (terceirizados), demitidos por justa causa, aqueles com menos de 90 dias e trabalhadores inseridos no grupo salarial “15”

.

DIRETOR DE IMPRENSA Marcello Miranda marcellomiranda@sinttelrio.org.br EDIÇÃO Socorro Andrade Reg. 460 DRT/PB socorroandrade@sinttelrio.org.br

DIAGRAMAÇÃO L&B Comunicação Ltda ESTAGIÁRIA Camila Palmares IMPRESSÃO

ASSESSORIA DE IMPRENSA Rosa Leal Reg. 740 DRT/DF rmleal@globo.com REDAÇÃO Socorro Andrade e Rosa Leal

Valdir Tedesco Impressor CIRCULAÇÃO Semanal

ILUSTRAÇÃO Alexandre Bersot www.alexandrebersot.com.br

TIRAGEM 12 mil exemplares

R. Morais e Silva, 94 - Maracanã - RJ - CEP 20271-030 - Tel.: 2204-9300 - Fax Geral 2567-1589 E-mail Geral sinttelrio@sinttelrio.org.br - Site http://www.sinttelrio.org.br E-mail Jurídico juridico@sinttelrio.org.br - E-mail Imprensa imprensa@sinttelrio.org.br

bersot

humor

PPR/2011

Claro não divulga resultado mas paga dia 30 Embora o Sindicato tenha cobrado diversas vezes a divulgação dos resultados e percentuais a serem distribuídos aos empregados, a empresa informou que faria isso através da intranet para todo o país. A Claro garantiu que os resultados da matriz e da regional Rio de Janeiro foram bons. O Sindicato lembra à categoria que do valor a ser pago será deduzida a parcela antecipada pela empresa em setembro do ano passado. A não divulgação dos resultados até o momento foi criticada pelo Sindicato, que cobrou da empresa que isso não aconteça mais. “Esperamos que em 2013 os resultados sejam disponibilizados com, no mínimo, 15 dias de antecedência”, protesta Virgínia Berriel, diretora de negociações coletivas do SinttelRio. A falta de informação levou os trabalhadores a congestionarem e-mails e linhas telefônicas do Sindicato.

no1.307


Jornal do Sinttel-Rio nº1307