Issuu on Google+

Vivo e Embratel vão demitir 1700 Sexta, 16, é dia de Festa das Mulheres Depois do Seminário realizado semana passada, como parte dos eventos pelo Dia Internacional da Mulher, o Sindicato promove na sexta-feira a já tradicional Festa das Mulheres para a qual, apesar do nome, os homens também estão convidados. Quem quiser participar ainda pode fazer sua inscrição até hoje, dia 14, pelo telefone 2204.9300. Os convites são exclusivos para sindicalizados. Se você não é sindicalizado e quer participar, basta se associar ao Sinttel-Rio. A festa começa a partir das 18 horas com o tema “Mulheres vão à Luta por Igualdade no Trabalho e no Movimento Sindical”. No dia da festa, os inscritos devem trazer um quilo de alimento não-perecível (menos sal). Todo o material arrecadado será doado para a Associação dos Veteranos Telefônicos (Avete). A Associação passa por grandes dificuldades financeiras depois de ter sofrido dois assaltos. O som da festa estará a cargo do grupo Negras Mulheres, só de samba de raiz. A Comissão Organizadora da festa é formada pelas diretoras Virginia Berriel, Beth Alves, Edna Sacramento e Lucia Rodrigues. PESQUISA SOBRE AS MULHERES

No seminário realizado sexta-feira passada, dia 9, o Departamento de Formação do Sinttel-Rio apresentou os resultados da pesquisa As Mulheres e o Mundo do Trabalho nas Telecomunicações, que ouviu mais de 1.700 mulheres das operadoras e empresas de call center. O seminário contou com a presença da diretoria colegiada do Sindicato e provocou muito debate entre as mulheres e os homens presentes. Após o seminário foi realizado o relançamento da revista Interativa, que já está disponível no nosso Portal www.sinttelrio.org.br. Para ler a revista basta clicar no link abaixo do Jornal do Sinttel.

O corte na Vivo, resultado da fusão com a Telefonica, vai atingir 1500 trabalhadores do Rio e de São Paulo. Já a Embratel, alegando redução nas despesas de custeio, informou que demitirá 200 trabalhadores em todo o país, 40 deles no Rio. Ao mesmo tempo em que cortam pessoal, as empresas remetem para suas matrizes no exterior mais de R$ 4 bilhões de lucros, só em 2011. Ou seja: ganham aqui, mas gastam lá fora.

SOCORRO ANDRADE

Desde que a Vivo e Telefônica anunciaram a sua incorporação, o Sindicato e a Federação (Fenattel) tentaram impedir que o processo culminasse em demissões. Infelizmente, após inúmeras e exaustivas reuniões, no final de 2011 a empresa informou às entidades sindicais que faria uma reestruturação na sua estrutura administrativa e operacional para reorganizar setores, departamentos e sobreposição de cargos. O primeiro corte anunciado - de acordo com o diretor do Sinttel Celso Giovannini, que participou das negociações -, era de 3.500 trabalhadores. Diante da recusa das entidades sindicais em aceitar qualquer demissão, a empresa aceitou rever esses números até que se chegou ao limite máximo de 1.500. Ainda assim, as entidades lutaram para que a empresa apresentasse um Pacote de Benefícios para os que vierem a ser desligados. O pacote - um Plano de Demissão Incentivada -, inclui: Meio salário base por ano trabalhado; Indenização de, no mínimo, 1 salário base e, no máximo, 10 salários base independentemente do tempo de contrato de trabalho; Manutenção do plano de saúde por 6 meses; Serviço de apoio à transição de carreira; Doação do aparelho celular funcional; Não desconto dos valores do VA/VR no mês de desligamento. O prazo para inscrição no plano de demissão acaba hoje, quarta-feira. A inscrição deve ser feita por escrito, em formulário próprio, obtido junto ao gestor imediato e protocolado em duas vias. O diretor Celso Giovannini destaca que o Sindicato é contra o desemprego e as demissões. “Mas diante da posição da empresa, de reorganizar os setores e demitir pessoal, não restou outra alternativa a não ser negociar esse pacote de benefícios que reduzisse o impacto do desligamento na vida do trabalhador.”

.. . . ..

DEMISSÕES NA EMBRATEL

Já na empresa, as demissões começaram a acontecer na semana passada.

Embratel: Campanha Salarial 2011

Imediatamente o Sinttel-Rio procurou marcar uma reunião com o RH da Embratel para tentar reverter o processo. Na reunião realizada dia 12, segundafeira, o RH do Rio informou que a empresa tem que reduzir despesas de custeio. Cada área tem uma meta de corte a ser alcançada. O Sindicato lembrou que a Embratel apresentou lucro em 2011 e não atravessa problemas financeiros. Os resultados empresariais considerados para a PPR alcançaram 96.6% dos objetivos. Não há qualquer necessidade de demissões. Além disso, várias áreas já fizeram essa redução de custeio sem necessidade de qualquer dispensa. Se o corte de custeio chega à demissão, isto precisa ser reavaliado para que os trabalhadores não sejam penalizados. Em função disso, o Sinttel-Rio pediu a reversão das demissões já ocorridas, principalmente dos que não tem condi-

ções de se aposentar agora. O Sindicato enviou carta ao presidente da Embratel, José Formoso, solicitando essa reversão. O RH ficou de avaliar o pedido. O Sinttel quer ainda discutir desde já o possível processo de integração das empresas do grupo América Móvil no Brasil (Embratel/Claro/NET), para evitar que ele possa resultar em demissões. LUCROS RECORDES

O fato é que as empresas de telecomunicações no Brasil não tem motivos para cortar pessoal. Como mostrou o Instituto Telecom em seu boletim online distribuído ontem, dia 13, de 2010 para 2011 o setor de telecomunicações dobrou a remessa de lucros para suas matrizes. Passou do oitavo lugar para o terceiro lugar em remessa de lucros ao exterior, perdendo apenas para os setores automobilístico e serviços financeiros.

No boletim, o Instituto Telecom diz: “Estratégico para o desenvolvimento e inclusão social do país, responsável por cerca de 6% do PIB (Produto Interno Bruto) brasileiro, o setor de telecom comemora o crescimento do lucro que vai engordar o caixa das empresas lá fora”. Para o Instituto, “o Brasil virou um bom pote de ouro para as empresas de telecom, que fazem um ótimo negócio investindo apenas 15% da sua receita no Brasil. Volume tão pequeno que o próprio governo e Ministério das Comunicações estão cobrando um maior nível de investimento”. O Instituto propõe, e o Sinttel-Rio faz coro, que o Ministério das Comunicações, da Fazenda, da Indústria e Comércio se posicionem sobre essa remessa de lucros, chamem as empresas e cobrem delas um maior compromisso com o desenvolvimento do país, a manutenção e o aumento da mão de obra empregada.

CAMILA PALMARES

CALL CENTER

Sindicato rejeita proposta de novo

Relançamento da revista Interativa

O Sinttel-Rio já formalizou esta decisão para o Sinterj e está cobrando uma nova rodada de negociação até o dia 20, já que esta é a data limite para fechamento da folha. Se isso não acontecer, ao Sinttel-Rio não restará outra saída senão convocar a categoria para a greve. Mobilização é o que não falta. As paralisações realizadas na semana passada foram um sucesso, com adesão maciça dos trabalhadores na Contax Mackenzie e Atento Bolsa de Valores. Os atos e paralisações vão prosseguir ao longo da semana. A data base da categoria é 1º de janeiro e até agora, por absoluta responsabilidade das empresas, não se chegou a nenhum

acordo porque elas só fazem propostas inaceitáveis. O Sindicato quer a unificação de salários e benefícios dos trabalhadores de call center em todo país, mas as empresas insistem em fazer propostas diferentes para o Rio, São Paulo e Nordeste. A constante negativa do Sindicato, e a crescente mobilização e pressão dos trabalhadores, estão obrigando as empresas a recuarem. Só que o recuo ainda está muito aquém do que o Sinttel e a categoria desejam. Nas negociações realizadas no dia 28 de fevereiro, no Rio, as empresas só aceitavam pagar o salário mínimo em abril/12. Na reunião de São Paulo, dia 29, as mes-

mas empresas admitiram pagar R$ 622,00 em jan/12 e R$ 630,00 em jul/12. A PROPOSTA - Na última negociação realizada, dia 8, a proposta apresentada pelas empresas e novamente rejeitada pelo Sinttel-Rio foi a seguinte: Piso - R$ 622,00 retroativo a janeiro/2012. Reajuste para R$ 630,00 em julho/2012 Reajuste salarial - 6,08% retroativo a janeiro/2012 Tíquete refeição - Para jornada de 180 horas valor de R$ 4,00 (retroativo a janeiro/2012) e de R$ 4,20 em julho. Para jornada de 220 horas, valor máximo de R$ 10,60. Para tíquetes acima disso, congelamento do valor.

. . .


Operadores param teleatendimento do BNDES FOTOS CAMILA PALMARES

Cansados de esperar pelo pagamento do salário, tíquete refeição e vale transporte, os 98 operadores contratados pela Força Soluções para o serviço de teleatendimento no BNDES cruzaram os braços ontem, terça-feira, durante todo o dia. O atraso no pagamento de salários e benefícios não é novo. Desde o ano passado, quando a ArtLimp era a responsável pelo serviço, os trabalhadores vem sofrendo com esses atrasos. O Sindicato denunciou a empresa em todos os órgãos de fiscalização e cobrou uma posição do BNDES, como empresa contratante. Depois de muita luta e pressão, o BNDES

rompeu o contrato com a ArtLimp, que foi substituída em outubro de 2011 pela Força Soluções e absorveu os trabalhadores. Mas, o que fez a nova empresa? Copiou direitinho as mesmas irregularidades da ArtLimp e ainda fez mais: quando o contrato com a ArtLimp acabou, o valor do tíquete refeição era de R$ 9,50. Sem qualquer explicação e ignorando o

Acordo Coletivo assinado, a Força reduziu o valor do tíquete para R$ 8,50. Desde então o Sindicato vem lutando para que a empresa respeite o Acordo e pague o salário e benefícios em dia. TÍQUETE REDUZIDO

Ontem, dia 13, os operadores resolveram dar um basta. Cruzaram os braços e decidiram que não trabalhariam até que a dívida fosse paga. O Sindicato esteve durante todo o dia com o carro de som em frente ao prédio do BNDES, na Av. Chile, denunciando as irregularidades e cobrando uma reunião com o BNDES e a empresa. No início da tarde, representantes da Força Soluções apresentaram a

Criativa não paga vale transporte Pela enésima vez os trabalhadores da Criativa voltam a procurar o Sindicato para denunciar os desmandos da empresa. As denúncias são as mesmas que já levaram a categoria a cruzar os braços duas vezes: não pagamento do vale transporte, descontos indevidos no vale refeição, não recolhimento do INSS e do FGTS e imposição aos trabalhadores do turno da tarde para que façam horas extras. Tal qual a Força Soluções, que presta serviços para o BNDES, a Criativa presta servi-

ços para um órgão público, o Detran, e comete os mesmos abusos e desrespeito com os trabalhadores sem que o seu contratante tome qualquer providência. Para o Sindicato é inaceitável que um órgão do governo estadual ou federal mantenha contrato com empresas que reincidem nos mesmos erros e desrespeitam direitos trabalhistas. O Sinttel-Rio espera que não seja preciso uma nova greve para que a Criativa pague o que deve aos trabalhadores.

Ações individuais contra reajuste negativo da Telos Ações individuais contra reajuste negativo da Telos Os participantes da audiência realizada dia 6, na Asastel (Associação dos Assistidos da Telos/Embratel) indicaram que todos os prejudicados pelo reajuste negativo da Telos devem entrar com ações individuais, orientadas pelo Departamento Jurídico do Sinttel-Rio. Para atender aos interessados, o Jurídico dará plantão nos dias 21, 23, 28 e 30/03, de 9 às 12 horas, na Asastel (Av. Presidente Var-

DG de Ramos: a caldeira do inferno Pela segunda vez neste verão denunciamos a grave situação dos trabalhadores da Oi DG de Ramos (Rua Uranos 1119). O pessoal está trabalhando em condições absurdas, num ambiente totalmente insalubre, para dizer o mínimo. Sem ar condicionado e sem ventilação, o DG é uma verdadeira caldeira do inferno. Na quarta feira, 7, o calor era absolutamente insuportável, muitos trabalhadores em vias de passar mal, outros molhados de suor e o pior é

É hora de prestar contas ao Leão do Imposto de Renda e a maioria das pessoas odeia fazer a declaração. Por isso o Sindicato, a exemplo de outros anos, está prestando esse serviço. Se você está interessado é só juntar a documentação e vir ao Sindicato de segunda a sexta-feira, no horário das 9 às 17h e procurar por Beth Cattoi, no Setor de Atividades Sindicais. Quem preferir pode ligar antes para 2204 9305 e obter mais informações com a própria Beth. O prazo para entrega das declarações é 30 de abril, mas não é bom deixar para última hora.

EDIÇÃO Socorro Andrade Reg. 460 DRT/PB socorroandrade@sinttelrio.org.br ASSESSORIA DE IMPRENSA Rosa Leal Reg. 740 DRT/DF rmleal@globo.com REDAÇÃO Socorro Andrade e Rosa Leal ILUSTRAÇÃO Alexandre Bersot www.alexandrebersot.com.br

ESTAGIÁRIA Camila Palmares IMPRESSÃO Gráfica do SINTTEL-Rio: Jorge Motta Reg 17.924 DRT /RJ (prod. gráfica) Valdir Tedesco (impressor) CIRCULAÇÃO Semanal TIRAGEM 12 mil exemplares

R. Morais e Silva, 94 - Maracanã - RJ - CEP 20271-030 - Tel.: 2204-9300 - Fax Geral 2567-1589 E-mail Geral sinttelrio@sinttelrio.org.br - Site http://www.sinttelrio.org.br E-mail Jurídico juridico@sinttelrio.org.br - E-mail Imprensa imprensa@sinttelrio.org.br

bersot

humor DIAGRAMAÇÃO L&B Comunicação Ltda

gas, 290/9º andar). Em 01/12/2011, o Conselho Deliberativo da Telos, fundo de pensão dos empregados da Embratel, decidiu reajustar os benefícios de seus planos previdenciários vigentes em dezembro de 2009 pelo IGP-DI acumulado de dez/2009 a nov/2011, incluindo o IGP-DI negativo referente ao período dez/2009-nov/2010 (-1,755 %). Com isso, houve redução na renda mensal vitalícia de seus aposentados e pensionistas, em frontal violação ao Inciso IV, do

Faça sua declaração de Imposto de Renda no Sinttel

que nenhuma providência foi tomada pelos responsáveis. O máximo que se ouviu da parte destes foi promessas. O Sindicato volta a cobrar providências imediatas por parte da Oi para por fim a esse tormento. É inaceitável que numa cidade onde os termômetros chegam aos 40 graus no verão, haja pessoas trabalhando em ambiente fechado, como os DGs, sem ar condicionado, especialmente numa empresa como a Oi, uma gigante das telecomunicações no Brasil.

DIRETOR DE IMPRENSA Marcello Miranda marcellomiranda@sinttelrio.org.br

proposta de pagar a dívida até segunda-feira, dia 19. O Sindicato exigiu, então, que esse compromisso fosse formalizado por escrito. O grupo subiu para o prédio do BNDES e até às 16 horas não havia retornado. Uma total e absoluta falta de respeito com os trabalhadores. Em função disso, o Sindicato realizou uma assembleia no local e os trabalhadores decidiram manter a paralisação por todo o dia hoje, quarta-feira, com nova assembleia às 8 da manhã em frente ao BNDES. Se quiser que os operadores retornem, a Força Soluções vai ter que pagar não só os atrasados como reajustar o tíquete para o valor correto, que é de R$ 9,50.

Art. 194, da Constituição Federal de 1988. Os representantes dos empregados são minoria no Conselho e foram voto vencido nesta questão. Os documentos necessários para a entrada da ação são: cópias da identidade, CPF, comprovante de residência, Carteira de Trabalho (folha da qualificação, da foto e do contrato de trabalho mantido com a Embratel) e o demonstrativo de pagamento de benefícios de dezembro de 2010 (30/12/2010).

Feriadão de Tiradentes na Colônia Graham Bell Se você está pensando em curtir o feriadão de Tiradentes fora do Rio e sem gastar muito, uma opção é a colônia de Férias Graham Bell, do SinttelRio, em Miguel Pereira. As inscrições começam dia 15 pelos telefones 2568 0572 e 2204 9300 ramal 203. A Colônia Graham Bell fica em área privilegiada, dentro da reserva de Mata Atlântica. Conta com ótimas acomodações, similares a de hotéis fazendas e pousadas da região, com quartos e suítes. Além do clima e das belezas naturais, a colônia tem uma excelente infraestrutura com piscina, quadra de esportes, lago para pescaria, etc. O pre��o dos pacotes disponíveis pode ser conferido no Portal do Sinttel www.sinttelrio.org.br. O valor dos pacotes inclui alimentação (pensão completa) e pode ser parcelado. Crianças até 3 anos não pagam. O período de estadia é de 20 de abril após o jantar, até o dia 23 depois do almoço. Da programação consta: dia 21, festa com música ao vivo, bingo (uma cartela), bufê com bebidas free. Dia 22, churrasco. Mais informações pelo telefone 2568 0572.

Promoção “Companheira ainda mais bonita” Em comemoração ao Dia Internacional da Mulher, o Sinttel-Rio retorna com a promoção “Companheira ainda mais bonita” em homenagem a você, companheira. Concorra a um lindo kit de maquiagem com seis produtos da Yes Cosmetics. Para participar poste em nosso mural, no Facebook, uma palavra que para você traduza o que é ser mulher. Preencha a frase com apenas uma palavra “Ser mulher é ...”. Quando informar a palavra será gerada uma senha. Esta senha será sorteada na festa em comemoração ao Dia Internacional da Mulher, na sede do Sindicato, dia 16 de março. Participe e venha comemorar com a gente!

EDITAL DE CONVOCAÇÃO ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA DOS TRABALHADORES DA PAGGO ADMINISTRADORA DE CRÉDITO LTDA, DIA 14/03/2012 O SINTTEL-RIO – SINDICATO DOS TRABALHADORES EM EMPRESAS DE TELECOMUNICAÇÕES, TRANSMISSÃO DE DADOS E CORREIO ELETRÔNICO, TELEFONIA MÓVEL CELULAR, SERVIÇOS TRONCALIZADOS DE COMUNICAÇÃO, RADIOCHAMADA, TELEMARKETING, PROJETO, CONSTRUÇÃO, INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO DE EQUIPAMENTOS E MEIOS FÍSICOS DE TRANSMISSÃO DE SINAL, SIMILARES E OPERADORES DE MESAS TELEFÔNICAS NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO – convoca, na forma de seu Estatuto, os trabalhadores da PAGGO ADMINISTRADORA DE CRÉDITO LTDA, para comparecerem à Assembleia Geral Extraordinária que será realizada no dia 14 de março de 2012, às 18h em primeira convocação, e às 18h30, em segunda e última convocação, na sede do Sinttel-RJ (Rua Morais e Silva, 94 – Maracanã – Rio de Janeiro), para deliberarem sobre a seguinte pauta: a) Aprovação, com modificação ou não, da Pauta de Reivindicação previamente elaborada pela Diretoria do Sinttel-RJ, para a negociação do Acordo Coletiva de Trabalho 2012/2013; b) Outorga de poderes à Diretoria do Sinttel-RJ para negociar e celebrar o Acordo Coletivo de Trabalho 2012/2013; c) Autorizar a Direção do Sinttel-RJ, em caso de impasse nas negociações com a empresa, instaurar dissídio coletivo, decretar greve total ou parcial da categoria e/ou tomar quaisquer outras medidas cabíveis nesta situação; d) Transformar a Assembleia Geral Extraordinária em Assembleia Permanente; e) Discutir e decidir sobre a contribuição assistencial prevista no inciso IV do art. 8º da CF e alínea “e” do art. 513 da CLT. Rio de Janeiro, 14 de março de 2012 Luis Antônio Souza da Silva Coordenador Geral – Sinttel-Rio

no1.305


Jornal do Sinttel-Rio nº 1.305