{' '} {' '}
Limited time offer
SAVE % on your upgrade.

Page 1

Filiado à

A TRIBUNA DA CONSTRUÇÃO CIVIL

O JORNAL DE QUEM CONSTRÓI O PAÍS Edição 308 - Novembro 2019

sintraconsp.org.br | contato@sintraconsp.org.br FOTO: REPRODUÇÃO

POR QUE O SINDICATO LUTA PELA IMPLANTAÇÃO DO VALE-ALIMENTAÇÃO?

VEJA NAS PÁGINAS SEGUINTES OUTROS TRABALHOS DO SINTRACON-SP DURANTE O MÊS DE OUTUBRO!


A TRIBUNA DA CONSTRUÇÃO CIVIL

APÓS PARALISAÇÃO DE OPERÁRIOS, SINDICATO ADIANTA PAGAMENTO ATRASADO DE TRABALHADORES FOTO: SINTRACON-SP

Na sexta-feira, 1° de novembro, o Sintracon-SP compareceu no canteiro da Construtora CONX, localizado na Avenida Celso Garcia, 1459, para resolver uma denúncia de atraso de pagamento de uma das empreiteiras da obra, a Eztec. Entenda A empreiteira Eztec, após perceber que não conseguiria cobrir seus gastos da obra, se retirou do canteiro da Construtora CONX e deixou seus funcionários com uma mão na frente e outra atrás. Seus trabalhadores não receberam seus salários, prêmios e as verbas rescisórias. De acordo com a diretoria do sindicato, alguns, inclusive, não recebem há dois meses e não tem sequer o dinheiro da condução para ir trabalhar. Resolução do caso No dia 1° de novembro, o diretor Ra-

malho Júnior, acompanhado de sua equipe, os assessores do Departamento de Base Thaís e Luiz Carlos, compareceu na obra para – junto com os trabalhadores de outras empreiteiras do canteiro – cobrar da majoritária a resolução do caso. Felizmente, graças a mobilização do sindicato e dos sócios da obra, os funcionários da Eztec vão receber seus pagamentos com antecedência. O que seria pago no dia 16 de dezembro, agora vai ser pago no dia 25 de novembro. Mais uma vitória dos trabalhadores! “Gostaria de parabenizar os sócios da obra que, mesmo recebendo seus salários em dia, resolveram se solidarizar com os funcionários da Eztec. Graças nossa mobilização, agora eles receberão seus pagamentos antecipados e terão dinheiro para colocar o alimento na mesa”, conclui Ramalho Júnior.

Expediente: Jornalista Responsável: Arnaldo Jubelini Jr. - MTB: 12.597 – Textos: César Rota - MTB 89.551 – Fotos: Claudinei Bitman – Diagramação e Design: Beatriz Salazar – Esse material foi produzido para o Sintracon-SP. Todos os direitos reservados – Sintracon-SP - Rua Conde de Sarzedas, 286 - Centro - São Paulo - SP - Telefone: (11) 3388-4800– www.sintraconsp.org.br.


A TRIBUNA DA CONSTRUÇÃO CIVIL

POR QUE O SINDICATO LUTA PELA IMPLANTAÇÃO DO VALE-ALIMENTAÇÃO? Desde 2018, o Sintracon-SP se empenha integralmente para melhorar a qualidade das refeições servidas nos canteiros de obras de São Paulo. O trabalho duro começou devido ao grande índice de reclamações oriundas de trabalhadores que estavam insatisfeitos com os marmitex que eram oferecidos pelos patrões. As ocorrências variavam entre alimentos estragados e falta de substâncias suficientes para a execução dos serviços pesados da categoria. Diversos trabalhadores pegavam infecções por causa dos marmitex e outros sofriam com tonturas devido a falta de proteínas,

carboidratos e gorduras. Para evitar acidentes nos canteiros de obras, Ramalho da Construção, presidente do Sintracon-SP, na ocasião, ordenou aos diretores e assessores do Departamento de Base da entidade, para que todos trabalhassem severamente para extinguir os marmitex das obras. Tal atitude foi tomada e em poucos meses milhares de trabalhadores foram beneficiados por esta ação. Em junho de 2019, durante as negociações da nova convenção coletiva, uma das pautas mais importantes do Ramalho da Construção era justamente proibir o serviço de marmitex das obras, pois, FOTO: REPRODUÇÃO

3


A TRIBUNA DA CONSTRUÇÃO CIVIL

POR QUE O SINDICATO LUTA PELA IMPLANTAÇÃO DO VALE-ALIMENTAÇÃO? FOTO: CLAUDINEI BITMAN

é melhor para a saúde e para o bolso do trabalhador. “Além de garantirmos a qualidade da comida e da saúde, pois ela será levada de casa, ajudamos também as famílias dos trabalhadores. Se pararmos para pensar, o vale-alimentação serve também como complemento de renda. Ou seja, em vez de o cara gastar o dinheiro de seu salário no mercado, ele passa a gastar de seu ticket. Aí, com o dinheiro do salário, ele pode pagar as outras contas ou até mesmo se divertir com sua família”, explica Ramalho da Construção.

segundo ele, os patrões se preocupavam mais em economizar do que em alimentar seus funcionários. E, infelizmente, esta atitude colocava a vida dos trabalhadores em risco. Após muito tempo de negociação em junho, uma vitória. De acordo com a nova convenção coletiva, que foi recomendada pelo Tribunal Regional do Trabalho – 2° Região, em canteiros com menos de 120 operários, as empresas estavam proibidas de servir marmitex. A partir daí, elas precisaram, imediatamente, optar pelo vale-alimentação (R$ 315,00 por mês) ou pelo vale-refeição (R$ 22,22 por dia). A vitória foi muito importante, mas o sindicato não parou por aí. O objetivo, após este feito, mudou e agora a meta é implantar o vale-alimentação em todos os canteiros de obras. Segundo o presidente do sindicato, a medida

Triunfo Segundo Atevaldo Leitão, diretor do Sintracon-SP, quase metade dos trabalhadores de São Paulo já recebem o vale: “Dos cerca de 250 mil trabalhadores que temos em nossa base territorial, uns 100 mil já tem garantido o ticket”. 4


A TRIBUNA DA CONSTRUÇÃO CIVIL

687 TRABALHADORES SE ASSOCIAM AO SINDICATO EM OUTUBRO FOTO: SINTRACON-SP

O trabalho dos diretores do Sintracon-SP, somado com o empenho dos assessores do Departamento de Base da entidade, está sendo primordial para que o trabalhador entenda a necessidade de se tornar sócio e manter a categoria fortalecida e unida. Através do Programa de Sindicalização, 687 operários se sindicalizaram e 164 reativaram seus cadastros com o sindicato. O número, se comparado com os meses anteriores, não para de subir. Para o presidente do Sintracon-SP, Ramalho da Construção, isso é resultado do trabalho que o sindicato realiza nas obras, além da transparência e confiança na relação entre os trabalhadores e a entidade.

“Neste mês resolvemos inúmeros problemas nos canteiros. Apoiamos os trabalhadores desde água do chuveiro gelada até atraso de meses no pagamento do salário. Realmente, nosso trabalho está sendo bem feito. Os sócios estão vendo isso com muita transparência e estão confiando 100% na gente”, comenta Ramalho. Benefícios dos Associados Além de manter a categoria organizada e unida, o trabalhador, quando se torna sócio do sindicato, tem direito a uma ampla rede de benefícios em instituições de ensino, saúde e lazer. Confira os benefícios em nosso site: www. sintraconsp.org.br/beneficios 5


A TRIBUNA DA CONSTRUÇÃO CIVIL

VALE-ALIMENTAÇÃO GARANTIDO EM TODAS AS OBRAS DA CONSTRUTORA MPD FOTO: SINTRACON-SP

melhorar a qualidade das comidas nos canteiros de obras. “Geralmente os trabalhadores me ligam para reclamar da qualidade das refeições que as empresas oferecem. Alguns registram alimentos quase estragados, outros reclamam sobre quantidade, falta de mistura... Por isso estamos fazendo todo este trabalho de reformulação do mecanismo de alimentação nos canteiros”, comenta o presidente. “Conseguimos mais uma conquista importante para os trabalhadores. Muitos sócios nos reclamavam que quando mudavam de obra perdiam o direito ao vale-alimentação. Agora, pelo menos os trabalhadores da MPD, não terão mais este problema. Nosso objetivo é também expandir essa negociação para outras empresas”, conclui Atevaldo Leitão, diretor responsável pela negociação.

Na manhã do dia 21 de outubro, os diretores do Sintracon-SP, acompanhados dos assessores do Departamento de Base da entidade, compareceram em um dos canteiros da construtora MPD, localizado na Rua Dante Carraro, n° 2 -Pinheiros, para fazer uma reunião com os administradores da empresa. Após o encontro, devido ao empenho da diretoria e do bom senso da construtora MPD, foi acordado, por ambas as partes, que o vale-alimentação será disponibilizado a todos os trabalhadores que prestam serviços à empresa, independentemente do canteiro de obra. A medida aconteceu, pois, de acordo com o presidente do Sintracon-SP, Ramalho da Construção, há diversas ocorrências negativas referente as refeições servidas pela maioria das empresas em São Paulo e o objetivo do sindicato é 6


A TRIBUNA DA CONSTRUÇÃO CIVIL

TRABALHADORES DA KALLAS ENGENHARIA CRUZAM OS BRAÇOS POR SALÁRIOS E FGTS EM ATRASO FOTO: SINTRACON-SP

Após diversas tentativas de negociação para solucionar as irregularidades realizadas pela Kallas Engenharia, o Sintracon-SP, na manhã da sexta-feira (25), paralisou, por tempo indeterminado, todos os canteiros de obras da empresa localizados na cidade de São Paulo. O motivo da greve foi por conta dos atrasos em salários, vale-alimentação e FGTS. Para o presidente do Sintracon-SP, Ramalho da Construção, a paralisação só aconteceu devido ao descaso da empresa. Segundo ele, do começo ao fim da negociação, a Kallas não acatou as reivindicações feitas pelos trabalhadores e pelo sindicato. “A nossa última opção é realizar as paralisações nos canteiros de obras. Assim como os empresários e trabalhado-

res, não gostamos de greve. Infelizmente, neste caso tivemos que promover uma, pois a empresa, desde o início das negociações, não demonstrou interesse em resolver os atrasos nos salários, benefícios e FGTS”, comentou Ramalho, no dia da paralisação. “Com tudo atrasado, de onde o trabalhador vai tirar dinheiro para sustentar sua família? Quem trabalha de graça é escravo e a escravatura, felizmente, foi abolida em nosso país em maio de 1888”, concluiu. Resultado Após as paralisações e mobilizações do sindicato com os trabalhadores, a Kallas mudou seu comportamento e solucionou todas as irregularidades. 7


A TRIBUNA DA CONSTRUÇÃO CIVIL

A PARTIR DE AGORA SUA CARTEIRA DE TRABALHO SERÁ DIGITAL! FOTO: REPRODUÇÃO

Prezado trabalhador, o governo federal criou a carteira de trabalho digital e a obrigatoriedade do uso do documento digital faz parte da Lei 13.874/2019 (Lei da Declaração de Direitos da Liberdade Econômica ou Lei da Liberdade Econômica) que foi sancionada pelo Presidente Jair Bolsonaro no dia 20/09/2019. A partir de agora a Carteira de Trabalho (CTPS) física não será mais necessária e o documento será identificado apenas pelo número do CPF, não mais com número específico do documento (número + série + UF). Para acessar a sua Carteira de Trabalho Digital, baixe o aplicativo na sua loja virtual do celular (Apple Store ou na Play Store do Android) ou acesse o site https://servicos.mte.gov.br. Após o download, faça o cadastro seguindo o passo-a-passo do sistema de inscrição. Caso não consiga realizar o cadastro ou tenha qualquer dificuldade, entre em contato com nosso departamento de base. Ligue: 11 3388-4800 (ramal 4274). Mas, atenção:

etc) serão feitas através da CTPS Di• Nunca jogue fora a sua carteira de gital e você poderá acessar quando trabalho física, pois ela poderá ser quiser através do aplicativo ou site; utilizada para comprovar tempo de serviço e algumas empresas (as • Para as novas admissões, a empreque não utilizam o e-Social), por ensa terá o prazo de 5 dias para fazer quanto, ainda permanecerão com a anotação da CTPS Digital (assinar a CTPS física. Portanto, guarde-a a carteira) e não mais de 48h como em local seguro e adequado para era na CTPS física; não estragar; • A CTPS não será aceita como identificação civil, ou seja, ande sempre • Todas as anotações referentes ao com seu RG ou CNH válida. contrato de trabalho (férias, salário, 8


A TRIBUNA DA CONSTRUÇÃO CIVIL

NOVEMBRO AZUL 2019 O PRECONCEITO EM FAZER O EXAME PODE CUSTAR A SUA VIDA Por ser o segundo câncer mais diagnosticado entre os homens no Brasil, o câncer de próstata é lembrado todos os anos, em novembro, através de diversas ações de conscientização que são realizadas no mundo. Leia com atenção, companheiro!

Os principais sintomas na fase avançada da doença:

Saiba um pouco mais sobre o câncer de próstata: A próstata é uma glândula do sistema reprodutor masculino. Ela se localiza abaixo da bexiga e sua principal função, juntamente com as vesículas seminais, é produzir o esperma. O câncer aparece quando as células da próstata começam a se multiplicar de forma desordenada. É um tipo de câncer que pode demorar a se manifestar, portanto, o órgão deve ser examinado constantemente para o câncer ser descoberto no primeiro estágio e a chance de cura ser maior. Recomendações: • A doença não tem sintomas no estágio inicial. Portanto, não se baseie nos sintomas, vá ao urologista e faça os exames; • Analise o seu histórico familiar (pai, irmão e tio), a doença pode ser herdada geneticamente; • Pratique atividades físicas, o sedentarismo é um dos fatores de risco da doença; • É recomendado iniciar os exames preventivos a partir dos 40. 9

Dores ao urinar

Fluxo urinário fraco ou interrompido

Vontade de urinar com frequência

Presença de sangue na urina e/ou sêmen

Disfunção erétil

Dor óssea


A TRIBUNA DA CONSTRUÇÃO CIVIL

PALAVRA DO PRESIDENTE

BRASIL ESTAGNADO, DESEMPREGO CONTINUA! FOTO: CLAUDINEI BITMAN

O neoliberalismo que impera no Brasil continua inventando moda. E, moda atrás de moda, não tira a economia do profundo abismo em que o País se encontra. Os tecnocratas a serviço de Bolsonaro continuaram a perversa saga de Michel Temer. Tiraram tudo quanto é direito do trabalhador. Estão mexendo na Previdência, a ponto do sujeito, para se aposentar, ter que mostrar seu Atestado de Óbito. Mas, nada muda. Ou melhor, muda, sim. No fundo do poço, o que decidiram os burocratas de Brasília? Cavar o poço ainda mais. Os fatos aí estão. A taxa de desemprego no Brasil ficou em 11,8% no trimestre encerrado em setembro, atingindo 12,5 milhões de pessoas, segundo dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A taxa é a mesma registrada nos três primeiros meses terminados em agosto. Na comparação com o mesmo período de 2018, a taxa de desemprego sofreu

leve redução, de 0,1 ponto percentual. Já o número de desempregados recuou em 100 mil na comparação com o mês anterior: em agosto, eram 12,6 milhões de trabalhadores brasileiros desempregados. Os dados mostram que o desemprego segue persistente, e as vagas criadas são precárias. Comparado com o mesmo trimestre de 2018, houve aumento de 1,5 milhão de pessoas na população ocupada, que atingiu o recorde de 93,8 milhões – mas essa alta segue sendo puxada pela informalidade, que alcançou 41,4% no mês passado, e vem crescendo nos últimos anos. Trabalho sem carteira e por conta própria seguem em patamar recorde. Posto na balança, o neoliberalismo não pesou. Posto na peneira, não passou. Segue a vida, triste vida. Ramalho da Construção Presidente do Sindicato dos Trabalhadores da Construção Civil de São Paulo

10


A TRIBUNA DA CONSTRUÇÃO CIVIL

GALERIA FOTOS: SINTRACON-SP

11


RELATÓRIO MENSAL DO DEPARTAMENTO DE BASE PRODUTIVIDADE

MAIO

Total de dias trabalhados

24 dias

Visitas em Canteiros e Obra

189

Greves

03*

Assembleias

73

Atendimentos na Base

140

Reuniões com Empresas

17

*1 parcial e 2 totais

Clique aqui e veja a nossa Cartilha do Sócio, com a rede de benefícios para quem é associado do Sintracon-SP! EDIÇÃO 02

| OUTUBR O

2019

CARTILHA REDE DE B

DO SÓCIO

ENEFÍCIO

S SINTRAC ON-SP

Sintracon-SP Rua Conde de Sarzedas, 286 - Centro - São Paulo - SP ado à 3388-4800 CEP: 01512-000 - Telefone:Fili(11)

sintraconsp.org.br | contato@sintraconsp.org.br www.sintr facebook.c

aconsp.org

om/sintra

.

cons

Filiado à

Profile for TV Sintracon-SP Sindicato dos Trabalhadores

A TRIBUNA - NOVEMBRO | 2019  

A TRIBUNA - NOVEMBRO | 2019  

Advertisement