Põe na Mesa - Edição 22

Page 1

Revista do Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Refeições Coletivas da Região Norte/Oeste do Estado de São Paulo • Ano 12 • Edição 22 • Setembro de 2013

Conquistas marcam a história do Sinterc

Página 4

Entrevista

Campanha

Benefícios

Waldir Avanzo conta sua história de lutas à frente do Sinterc

2 Show de Prêmios sorteia 100 itens, incluindo 1 moto 0km

Sinterc acerta com Thermas dos Laranjais e Drogaria Total

Página 8

Página 10

Páginas 16 e 21

o

Confira o novo benefício Página 21


+ de 200

Lojas

em + de 120

Cidades


Palavra do Presidente

A união e a força do povo Em meio às crescentes mobilizações, iniciadas pelos estudantes em São Paulo, e agora reforçadas por uma grande camada da população brasileira que grita por melhores condições de vida e respeito à constituição federal, nós sindicalistas, representantes de milhares de trabalhadores, viemos reforçar esse grito que há muito tempo estava entalado na garganta do povo brasileiro e que começa a ser ouvido. Por medo de represálias dos eleitores nas urnas, políticos e governantes já estão se mexendo. O primeiro passo foi evitar reajustes nos preços dos transportes públicos, serviços que são oferecidos de forma precária à população de todo o Brasil. Em alguns casos, houve até redução dos valores ao invés de aumento. Agora, após muitas manifestações, a classe política, ge-

ralmente omissa e que não demonstra vontade de promover mudanças, colocou na pauta discussões e propostas de melhorias para saúde, educação, transporte, etc. A Força Sindical, entidade cujo Sinterc é filiado, lutou pelos interesses de seus trabalhadores em defesa da democracia e dos direitos dos trabalhadores. Através das manifestações que participou, exigiu que o governo e o Congresso Nacional colocasse em prática as reivindicações da classe trabalhadora por um Brasil melhor, com desenvolvimento, distribuição de renda, cidadania e justiça social. Por meio da união e da força do povo, o Brasil poderá mudar as desigualdades sociais. Juntos somos fortes!

Waldir Aparecido Avanzo Presidente do Sinterc

Sumário

Nesta edição: Sinterc: 20 anos de lutas

4

Líderes homenageiam Sinterc

6

Entrevista: Waldir Avanzo

8

2o Show de Prêmios

10

Espaço Mulher

12

Logo Ali

14

Convênio: Thermas dos Laranjais 16 Doutor Responde

18

Receita do Chef

20

Trabalho de Base

22

PLR

26

Eventos e reuniões

27

FGTS

30

Edição no 22 • Setembro de 2013 A revista Põe na Mesa é uma publicação do Sinterc − Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Refeições Coletivas da Região Norte e Oeste do Estado de São Paulo. Sede: Rua Cussy Júnior, 11-63, Centro, Bauru-SP, CEP 17015-022. Telefone/FAX: (14) 3234-9763. Diretor Presidente: Waldir Aparecido Avanzo. Suporte Administrativo: Francisco Viana. Suporte Jurídico: Dr. Sérgio Ribeiro. Jornalista responsável: Priscila Nóbrega − MTB 61545-SP. Projeto Gráfico, diagramação e arte: Bruno Gonçalves − www.brunogoncalves.com.br. Impressão e pré-impressão (CTP): Grafilar − www.grafilar.com.br − Telefone: (14) 38125700. Tiragem: 5.000 exemplares. Todas as matérias, textos e imagens publicadas nesta revista são de estrita responsabilidade da diretoria do Sinterc.

Setembro de 2013

3


História

Sinterc: 20 anos de lutas O Sinterc está há 20 anos lutando por melhorias nas condições de trabalho, salário e qualidade de vida dos trabalhadores

O

Sinterc–Sindicato dos Trabalhadores nas Empresas de Refeições Coletivas, Cozinhas Industriais, Restaurantes Industriais, Merenda Escolar Terceirizada, Cestas Básicas, e Comissarias da Região Norte e Oeste do Estado de São Paulo –, foi fundado em 13 de novembro de 1993 por Waldir Aparecido Avanzo.

As dificuldades

O Sinterc surgiu da coragem de um jovem cheio de vontade de organizar uma categoria que antes estava largada, a mercê da vontade dos patrões. Com muita dificuldade, sem dinheiro, usando seu velho fusquinha, visitou boa parte das cidades da região Norte/Oeste do Estado, indo nas unidades operacionais de várias empresas, conversando com os trabalhadores e questionando sobre a fundação de um sindicato para representar legitimamente os trabalhadores da categoria.

Um sonho dividido

Nas suas visitas descobriu que o anseio e a necessidade eram maiores do que imaginava. Aos trancos e barrancos conseguiu publicar um edital marcando a assembleia para a possível fundação da entidade, que aconteceu na rua Monsenhor Claro, nº 6 -19, Centro, às 12h do dia 13/10/1993. Tamanha foi a alegria em ver tantos trabalhadores juntos e em prol do mesmo sonho. Foi motivo de celebração, e naquele dia foi fundado o Sinterc.

A base de atuação

Sua base territorial foi definida em torno dos grandes centros como: Bauru, Ribeirão Preto, São José do Rio Preto, Araçatuba, Marília, Presidente Prudente, Botucatu, Jaú e as demais cidades que compunham as regiões.

Da sede provisória até a sede própria

O endereço da assembleia de fun-

4

Antigas sedes do Sinterc (fotos acima) e a atual sede própria

dação serviu de sede para o sindicato até meados de 1997, mudando para a rua Monsenhor Claro, na quadra 11, e em 2000, mudou-se novamente, pois o espaço foi ficando pequeno, seguindo para a rua Saint Martin, 12-36 e no início de 2005, com o projeto de oferecer ao cidadão qualificação profissional e serviço odontológico de baixo custo, mudou-se a sede para a avenida Rodrigues Alves, 12-36, Centro, permanecendo até 2008. Até que o

sonho se tornou realidade e o Sinterc fez a aquisição de sua sede própria na rua Cussy Júnior, 11-63, Centro. Hoje, a sede conta com amplo espaço e conforto para melhor atendimento dos trabalhadores e seus dependentes. Oferecendo serviços diversos como: Assistência Jurídica, Homologação de Rescisão de Contrato de Trabalho, Qualificação Profissional, Assistência Odontológica, Tele-centro, Biblioteca, entre outros. Setembro de 2013


O presidente do Sinterc, Waldir Avanzo, recebe a carta sindical de Luiz Antônio de Medeiros, Superintendente do Trabalho e Emprego de São Paulo

Registro sindical

O 1º registro sindical do Sinterc foi concedido pelo Ministério do Trabalho e Emprego em 22/10/1996. Em 29/09/2012, foi feita uma assembleia de alteração estatutária do Sinterc, visando a ampliação da sua base territorial e representatividade para melhor atender os trabalhadores do setor, tendo em vista a emancipação de novos municípios e os demais que ainda não constavam na antiga carta sindical. Em 15/02/2013, o sindicato foi agraciado pelo Ministério do Trabalho e Emprego com a sua nova carta sindical, que além de regularizar a base de abrangência do sindicato, também incluiu a representatividade de novos segmentos do setor. Na sede do Ministério do Trabalho e Emprego em São Paulo, no dia 18/06/2013 o presidente do Sinterc Waldir Avanzo recebeu das mãos do Senhor Luiz Antonio de Medeiros, superintendente daquele órgão, a nova Carta Sindical.

participou dos sorteios de 45 prêmios: 5 motos Honda 125, 5 geladeiras, 5 fogões, 5 computadores, 5 TVs de 28”, 5 micro-ondas, 5 micro systems, 5 máquinas fotográficas digitais e 5 celulares. Com resultado satisfatório, tanto para o sindicato quanto para os associados, o 1º Show de Prêmios foi sucesso absoluto. Aos 20 anos, o Sinterc trás o 2º SHOW DE PRÊMIOS para festejar, em grande estilo, junto com os trabalhadores do setor, onde sorteará 100 prêmios sendo: 1 moto Honda CG 125, 9 TVs de 32”, 9 geladeiras, 9 fogões, 9 micro-ondas, 9 fornos elétricos, 9 tanquinhos, 9 micro systems, 9 bicicletas, 9 smartphones, 9 tablets e 9 notebooks. O sorteio acontecerá dia 23/10/2013 na sede do Sinterc em Bauru.

Sinterc transformou o informativo Põe na Mesa no formato revista, lançou novo site e está atuando nas redes sociais

Investimentos maciços na comunicação

Colônia de Férias Riacho Doce

Lazer e diversão

1º Show de Prêmios

O Sinterc inova suas ações

No ano de 2008, ao completar seus 15 anos de fundação, o Sinterc lançou uma grande campanha de sindicalização e atualização de cadastro com o nome de Show de Prêmios. No ato da sindicalização ou atualização do cadastro o associado recebia um cupom onde Setembro de 2013

Em 2007, o Sinterc fez aquisição de três lotes ás margem do Rio Paraná para construir a sua tão sonhada colônia de férias. No dia 07/09/2009, em uma solenidade, o presidente Waldir Avanzo entrega a Colônia de Férias Riacho Doce aos associados e familiares que estavam presentes na ocasião, com a presença de diversos companheiros de outras entidades convidados. Espaço e conforto, aliado a várias opções de diversão e lazer com: 18 suítes com ar condicionado e TV, piscina, sala de jogos, bar, lanchonete, restaurante, infraestrutura completa para o turismo da pesca e muito mais.

Ao longo dos anos, o Sinterc teve como canal de comunicação o Jornal Informativo Põe na Mesa com edições trimestrais, onde abordava temas relacionados aos acontecimentos do sindicato. Como forma de inovação e melhorias nos canais de relaciomento com os trabalhadores, o Sinterc fez investimentos na construção de um novo site, transformou o jornal informativo em uma revista trimestral com leitura dinâmica e simples, abordando diversos temas como: Saúde, Esporte, Lazer, Meio Ambiente, Culinária, Cultura e Mundo Sindical. A inserção do Sinterc nas redes sociais foi uma grande estratégia de aproximação com os trabalhadores da nossa categoria profissional. A intenção é continuar trabalhando com foco prioritário nos canais abertos de comunicação com os trabalhadores, proporcionando condições e oportunidade de expressarem suas opiniões e sugestões na melhoria dos serviços prestados pelo sindicato.

Infraestrutura em prol da categoria

O Sinterc conta com uma infraestrutura preparada para melhor atender os trabalhadores e seus familiares, investindo no conforto e comodidade nos seus espaços de atendimento.

5


Depoimentos

Líderes reconhecem trabalho do Sinterc Representantes do movimento sindical e do MTE prestam depoimentos parabenizando o Sinterc por seu 20º aniversário de fundação, sua história de lutas e conquistas

É louvável a atuação do Sinterc em seus 20 anos de história. Este sindicato promoveu melhorias significativas para a categoria que representa e sempre batalha com muita dedicação, buscando evitar as mazelas que afligem os trabalhadores, que são os responsáveis por gerar as riquezas, mas que, infelizmente, não recebem o devido reconhecimento

Luiz Antônio de Medeiros, Superintendente do Ministério do Trabalho e Emprego SP

Parabéns ao Sinterc Norte/Oeste do estado de São Paulo e aos companheiros Waldir e Francisco, além de todos que fazem parte dessa história de sucesso. Assim se escreve mais um capítulo da história do trabalhador brasileiro e a Fenterc tem orgulho de fazer parte dessa história

Ataíde Morais, Presidente da Federação Nacional dos Trabalhadores de Refeições Coletivas

6

Quero aqui expressar meu respeito, reconhecimento e admiração pelo trabalho que o Sinterc vem realizado em prol dos trabalhadores do setor de refeições coletivas nesses 20 anos de existência. O trabalho competente do presidente Waldir Avanzo tem feito com que o sindicato vá alem de sua missão de proteger os direitos dos trabalhadores, promovendo lazer e entretenimento para seus associados e familiares

Danilo Pereira da Silva, Presidente da Força Sindical SP

Aos companheiros do Sinterc, nosso mais profundo reconhecimento pela grandeza do trabalho consolidado ao longo desses 20 anos de existência. É um orgulho para nós, da categoria de Refeições Coletivas, estarmos ao lado de uma entidade tão competente e sempre empenhada na defesa do trabalhador

João Moisés, Presidente do Sinterc DF/GO

As condições adversas muitas vezes não são observadas por quem está de fora do ambiente sindical. São batalhas intensas com empresas que insistem em oferecer ao trabalhador a menor das fatias. Graças a sindicatos como o Sinterc, essa batalha tem sido favorável aos trabalhadores, sempre com muito esforço e dedicação Ataíde Júnior, Presidente do Sindifast-SP

Setembro de 2013


Que o sucesso das últimas duas décadas se perpetue para que, através do trabalho sério e compromisso com a categoria, possa, na prática, se traduzir em melhores condições de trabalho e vida para todos os trabalhadores! Parabéns aos companheiros do Sinterc

João Ricardo, presidente do SindiRefeições-RJ e presidente da Confederação dos Trabalhadores de Refeições Coletivas

O SindiRefeições Guarulhos parabeniza o Sinterc pelos seus 20 anos de lutas e conquistas em prol dos trabalhadores no setor de refeições. Parabéns companheiro Waldir Avanzo e sua diretoria

A diretoria do Sinderc-SP parabeniza o Sinterc pelos seus 20 anos de fundação e pelo excelente trabalho junto a seus associados. O mesmo desejam as coirmãs Fener e Aberc Diretoria do Sinderc-SP

Luis Paulo Rocha, presidente do Seerco - Osasco

Genivaldo Barbosa, Presidente do Seerc ABC

Francisco Andrade, Presidente do Sechorbs - Bauru e região Setembro de 2013

Parabéns a toda a diretoria do Sinterc e aos trabalhadores por esses 20 anos de lutas e glórias. Com trabalho e criatividade alcançaremos tudo que almejarmos

Edson Dias Bicalho, Presidente do Sindicato dos Químicos de Bauru e Região

Parabenizo o Sinterc e sua direção, pois lutam pelos trabalhadores. Nós, do Sechorbs, apoiamos dirigentes sindicais comprometidos com os trabalhadores, que é o caso do Sinterc

Parabenizo toda a equipe do Sinterc por estes 20 anos de dedicação e trabalho intenso com o objetivo de conquistar melhorias para a vida dos trabalhadores

Luiz Gonzaga da Silva Nascimento, presidente do Sintercoj - Jundiaí-SP

O Sinterc, nos seus 20 anos, obteve muitas conquistas para os trabalhadores e lutou por cidadania de toda a sociedade. É uma trajetória que nos orgulha

Parabéns aos companheiros e companheiras do Sinterc, por esses 20 anos de lutas e determinação. E que as nossas lutas não sejam em vão

Getulio, diretor presidente do SindiRefeições - Guarulhos

Quero me congratular com o Sinterc pelos 20 anos, e, em especial o companheiro Waldir, que se destaca pela articulação com os demais sindicatos, inclusive o patronal

Maria de Lourdes, diretora presidente do Sintenutri-SP

Desejo ao Sinterc força para continuar defendendo os direitos dos trabalhadores por muitos e muitos anos

Vera Lúcia Salvagio, presidente do Sindicato dos Trabalhadores da Saúde de Bauru e região

7


Entrevista

O homem à frente do Sinterc Waldir Avanzo, presidente e fundador do Sinterc, conta suas lutas, o começo da história do sindicato e as metas da entidade para o futuro

U

m homem batalhador. Talvez esta seja a descrição resumida mais apropriada para Waldir Avanzo, presidente do Sinterc, que há 20 anos dedica-se integralmente para trabalhar em busca de mais benefícios e melhores condições de trabalho para os trabalhadores assistidos pelo Sinterc.

Põe na Mesa - Antes de trabalhar no Sindicato, trabalhou em quais lugares? E como surgiu o interesse em trabalhar no Sinterc? Waldir Avanzo - Fui bancário durante vários anos e desde aquela época já comprava briga dos meus companheiros de trabalho, sem nunca pensar em fazer parte de algum sindicato. Quando sai do banco, fui convidado a trabalhar no sindicato de refeições coletivas de São Paulo, na área administrativa e financeira. Foi então que tomei gosto pela categoria de refeições e comecei a realizar o trabalho de organização da categoria de Refeições Coletivas na região norte/ oeste do estado, onde estou até hoje. Põe na Mesa - Quais foram seus maiores desafios quando assumiu a presidência do Sindicato? Waldir Avanzo - Administrar com dinheiro é fácil. Difícil foi começar do zero, sem nenhum centavo no bolso, só com a cara, a coragem e muita disposi8

Administrar com dinheiro é fácil. Difícil foi começar do zero, sem nenhum centavo no bolso, só com a cara, a coragem e muita disposição para trabalhar

ção para trabalhar. Entre as dificuldades que passei, posso citar a regularização da documentação do Sindicato e o registro no Ministério do Trabalho e Emprego.

Põe na Mesa - Quais suas funções como presidente? Waldir Avanzo - Concentro-me nas questões coletivas, políticas e sociais, mas não descuido da área administrativa e financeira, que é a parte que movimenta todo o resto da entidade.

minha vida para cuidar dos trabalhadores da nossa categoria e buscar, a cada dia, melhores condições de vida para eles e seus familiares. Para definir o que o Sinterc representa em minha vida, usaria uma só palavra: vitória.

Põe na Mesa - Quais foram as principais conquistas durante esses anos? Waldir Avanzo - A primeira e maior delas, foi o reconhecimento do Ministério do Trabalho e Emprego e, em seguida, o enquadramento das empresas do setor.

Põe na Mesa - Quais foram as principais lutas realizadas pelo Sinterc? Waldir Avanzo - Lutas e desafios são constantes na rotina de um sindicato, mas podemos citar as negociações salariais de 2010 que foram parar no Tribunal Regional do Trabalho em Campinas e que, após o Sindicato decretar estado de greve e fazermos muitas mobilizações nas portas das empresas, chegamos a um acordo de reajuste salarial razoável, garantindo a manutenção de todas as cláusulas sociais da Convenção Coletiva de Trabalho.

Põe na Mesa - O que o Sinterc representa em sua vida? Waldir Avanzo - Dediquei boa parte da

Põe na Mesa - Como é composta a diretoria do Sinterc? Waldir Avanzo - Nossa diretoria é comSetembro de 2013


posta por 12 dirigentes, sendo que três membros exercem funções administrativas no Sindicato.

Põe na Mesa - Quais os critérios para se tornar associado? Waldir Avanzo - Conforme o estatuto social da entidade, todos os trabalhadores (as) do setor de refeições coletivas podem se associar ao sindicato. Basta enviar a ficha de sócio preenchida com todos os dados do titular e de seus dependentes e, a partir daí, pode usufruir dos benefícios disponíveis aos associados e familiares. As fichas estão disponíveis na sede e subsedes do Sindicato e também no site: www.sinterc.org.br. Põe na Mesa - Quais seus principais projetos? Waldir Avanzo - Nossa sede própria era um sonho e hoje é realidade, temos o projeto de ampliação da nossa sede, com uma cozinha escola e anfiteatro para realização de eventos. Põe na Mesa - Qual é o momento do sindicato hoje? Waldir Avanzo - Acreditamos no trabalho com metas e desafios. Nossa meta atual é associar o máximo de trabalhadores da categoria, criar uma contribuição única para os associados que dê sustentação às atividades do Sindicato e manutenção do seu patrimônio. Põe na Mesa - Quais são os critérios adotados pelo Sinterc quando a categoria decide entrar em greve? Waldir Avanzo - Primeiro, o Sinterc tenta exaustivamente a negociação e, em caso de impasse, convoca mesa redonda no Ministério do Trabalho e Emprego local. Frustradas essas tentativas, o Sindicato protocola o estado de greve por tempo indeterminado e obedece os prazos previstos em Lei. Põe na Mesa - Quais as principais reivindicações da categoria? Waldir Avanzo - Redução da jornada de trabalho e melhores salários.

Põe na Mesa - O que os associados representam para o Sindicato? Waldir Avanzo - A força de qualquer entidade de classe são os seus associados. Põe na Mesa - Os associados podem contar com o Sindicato em quais aspectos? Waldir Avanzo - O sindicato atende todos os dias diversos trabalhadores do nosso setor e também de outros setores, que muitas vezes, nos procuram para tirar dúvidas sobre seus direitos trabalhistas e orientações diversas. O departamento jurídico do Sindicato oferece atendimento na sede e sub-sedes e, aos associados, são disponibilizados diversos benefícios como: colônia de férias, assistência odontológica Uniodonto, convênios com óticas, farmácias, lojas, clubes e etc. Põe na Mesa - O Sinterc está completando 20 anos. Comente sobre essa data especial. Waldir Avanzo - O Sinterc completa 20 anos de muitas lutas e dedicação aos trabalhadores da categoria que encontra-se pulverizada por 402 cidades no estado de São Paulo. Firme e forte em seus propósitos, parabeniza cada trabalhador que ajudou a construir essa história. Parabéns companheiros. Põe na Mesa - O que os associados ganham com esse aniversário? Waldir Avanzo - Ao completar 15 anos o Sinterc lançou, de forma inédita, o 1º Show de prêmios, que foi um sucesso total. Agora, aos 20 anos, estamos promovendo o 2º Show de Prêmios, que sorteará 100 prêmios aos seus associados, promovendo uma grande campanha de associação, fortalecendo ainda mais as lutas por melhores condições de vida dos trabalhadores e familiares. Põe na Mesa - Quais são as intenções do Sinterc em ter uma revista? Waldir Avanzo - O objetivo principal é melhorar os canais de relacionamento entre a entidade e os trabalhadores. Além disso, oferecemos uma boa op-

ção de leitura, diversificando assuntos de interesse geral que contribua na vida dos leitores.

Põe na Mesa - As redes sociais, como o Facebook, ajudam a divulgar os trabalhos do Sindicato? Waldir Avanzo - Acompanhar a evolução dos meios de comunicação possíveis e de fácil acesso para todos, faz parte das estratégias de um Sindicato atualizado, que se preocupa em levar informações em tempo real aos trabalhadores da categoria profissional. O Sinterc faz sucesso nas redes sociais. Põe na Mesa - Quais empresas são parceiras do Sinterc? Waldir Avanzo - Adotamos como regra básica não ter nenhuma empresa do setor de refeições coletivas como parceira. Buscamos parcerias com as empresas contratadas que fornecem benefícios para os nossos associados, como a Uniodonto (plano odontológico) e a Drogaria Total (rede de farmácias). Põe na Mesa - Quando os sindicalistas tiverem algum problema, podem contar com o Sindicato? Waldir Avanzo - Entre os sindicatos, existe a prática de ajudar os companheiros nas lutas do dia a dia. Sempre que solicitado, fazemos esforço para ajudar a outros Sindicatos da categoria de refeições coletivas de outras regiões e também de outras categorias que nos procuram. Põe na Mesa - Deixe uma mensagem ao leitor. Waldir Avanzo - Caro leitor, é com muita honra e satisfação que dedico o trabalho de 20 anos a frente do Sinterc, com muitas lutas, conquistas e também tropeços nas pedras encontradas no nosso caminho. A satisfação de organizar, lá atrás, uma categoria é a mesma hoje de poder dizer que estamos cada vez mais fortes e unidos nos nossos propósitos e que, sem a participação de cada trabalhador, não teríamos chegado aqui. Agradeço a confiança depositada e parabéns a todos.

Dediquei boa parte da minha vida para cuidar dos trabalhadores da nossa categoria e buscar, a cada dia, melhores condições de vida para eles e seus familiares. Para definir o que o Sinterc representa em minha vida, usaria uma só palavra: vitória

Setembro de 2013

9


20 anos

Sinterc realiza o 2 Show de Prêmios Campanha em comemoração ao vigésimo aniversário do sindicato vai presentear os trabalhadores da categoria profissional atendida pelo Sinterc

P

ara comemorar o aniversário de 20 anos de fundação, o Sinterc lança a campanha 2º Show de Prêmios. A ação tem o objetivo de ampliar a adesão de novos sócios do sindicato e atualizar o cadastro dos associados ativos. Todos os trabalhadores da categoria, inscritos na campanha 2º Show de Prêmios e com o cadastro ativo no Sinterc na data do sorteio, concorrerão à 100 prêmios, sendo o principal uma moto Honda CG 125 0 Km. Confira detalhes da campanha 2º Show de Prêmios, veja o regulamento completo, a lista de prêmios e saiba como adquirir a Ficha de Cadastro de Sócio do Sinterc, instrumento que efetiva o cadastro sindical dos trabalhadores da categoria e que servirá de inscrição para participar desta campanha.

10

ve promo

Prêmios 1 Moto Honda CG 125 9 TVs de 32 polegadas 9 Geladeiras 9 Fogões 9 Microondas 9 Fornos elétrico

Como participar

A campanha Sinterc 20 anos - 2º Show de Prêmios é aberta a todos os trabalhadores da categoria profissional de Refeições Coletivas, lotados na base territorial do Sinterc, exceto a seus diretores. Os participantes terão que preencher uma ficha de atualização e cadastro de sócio do Sinterc, de preferência em letra de forma, legível, sendo que todos os dados são de preenchimento obrigatório. As fichas e cupons serão distribuídas na Revista Põe na Mesa, edição 22 (agosto de 2013), na sede e sub-sedes do Sinterc, pelos divulgadores da campanha que visitarão as unidades e, também, estarão disponíveis em arquivo PDF no site www.sinterc.org.br. As fichas e cupons preenchidos, deverão ser entregues na sede e sub-sedes do Sinterc, aos divulgadores da campanha que estarão visitando as unidades ou encaminhadas pelos correios para um dos endereços do Sinterc.

Importante A campanha inicia-se em 01/08/2013 e encerra-se em 13/11/2013. Os cupons entregues após o prazo final (13/11/2013), não terão validade e não participarão do sorteio. O sorteio será realizado no dia 23/11/2013, na sede do Sinterc em Bauru - SP, com entrada franca aos participantes. Para mais informações sobre a campanha Sinterc 20 anos - 2º Show de Prêmios, acesse o site www.sinterc.org.br e veja na integra o regulamento.

Cartaz de divulgação do 2º Show de Prêmios Sinterc - Show de Premios 2013 - Cartaz - 30x45.indd 1

9 Tanquinhos 9 Microsystems 9 Bicicletas 9 Smartphones 9 Tablets 9 Notebooks

Apoio

www.uniodonto.com.br www.brunogoncalves.com.br

A campanha Sinterc 20 anos - 2º Show de Prêmios é aberta a todos os trabalhadores da categoria profissional de Refeições Coletivas, lotados na base territorial do Sinterc, exceto a seus diretores. Os participantes terão que preencher uma ficha de atualização e cadastro de sócio do Sinterc, de preferência em letra de forma, legível, sendo que todos os dados são de preenchimento obrigatório. As fichas e cupons serão distribuídos na Revista Põe na Mesa, edição número 22 (setembro de 2013), na sede e sub-sedes do Sinterc e pelos divulgadores da campanha que visitarão as unidades. Os trabalhadores da categoria também poderão adquirir o arquivo PDF da Ficha de Sócio para impressão no link: http:// www.sinterc.org.br/arquivos/sinterc-show-de-premios-2013-ficha-socio.pdf As fichas e cupons preenchidos, deverão ser entregues na sede e sub-sedes do Sinterc, aos divulgadores da campa-

s prêmio cê vo par a ar! Festej

Imagens meramente ilustrativas.

Como participar

10 0

29/7/2013 12:32:17

Setembro de 2013


Regulamento da Campanha “Sinterc 20 anos - 2º Show de Prêmios” 1. O Sinterc em 2013 completa 20 anos de sua fundação e promove a 2ª grande campanha prósindicalização e recadastramento de seus associados, cada trabalhador (a), que preencher devidamente a ficha de atualização e cadastro de sócio do Sinterc, terá direito a um cupom e concorrerá ao sorteio de 100 prêmios, sendo: 9 TVs de 32 polegadas; 9 Geladeiras; 9 Fogões de 4 bocas; 9 Tanquinhos de lavar roupas; 9 Microondas; 9 Fornos elétricos; 9 Micros system; 9 Bicicletas aro 20; 9 Celulares (Smart fone); 9 Tablets de 7 polegadas; 9 Notebooks; 1 Moto Honda CG 125. 2. Poderão participar da campanha Sinterc 20 anos, 2º Show de Prêmios! Os trabalhadores (as) integrantes da categoria profissional de Refeições Coletivas, Cozinhas Industriais, Restaurantes Industriais, Merenda Escolar Terceirizada, Cestas Básicas e Comissarias da Região Norte/Oeste do Estado de São Paulo. (Exceto os diretores do Sinterc) 3. Os participantes terão que preencher uma ficha de atualização e cadastro de sócio do Sinterc, de preferência em letra de forma, legível, sendo que todos os dados são de preenchimento obrigatório. 4. A falta de dados não preenchidos, acarretará na perda do prêmio caso o participante seja sorteado. 5. A ficha terá duas partes, uma maior (parte superior), e outra menor (parte inferior), na parte superior da ficha ficarão todos os dados do associado que após a atualização de dados em sistema, será arquivada pelo Sinterc e a parte inferior é o cupom que dará direito aos associados a concorrerem ao sorteio dos prêmios. Os cupons

nha que estarão visitando as unidades ou encaminhadas pelos correios para um dos endereços do Sinterc.

Importante

• A campanha inicia-se em 01/08/2013 e encerra-se em 13/11/2013. • Os cupons entregues após o prazo Setembro de 2013

6. 7. 8.

9.

10.

11.

ficarão expostos em uma urna na sede do Sinterc em Bauru-SP. Os cupons deverão ser preenchidos exclusivamente com os dados do sócio titular. Os prêmios não são acumulativos, devendo ser sorteado um prêmio por ganhador(a). O sorteio será realizado no dia 23/11/2013 na sede do Sinterc, sito à Rua Cussy Júnior, 11-63, Centro, Bauru – SP, às 14H, será realizado de forma manual, ou seja, entre os cupons depositados na urna serão sorteados 100 (cem) nomes. OBS: Entrada franca aos participantes. A distribuição dos cupons da campanha Sinterc 20 anos, 2º Show de Prêmios! Terá inicio em 01/08/2013 e término em 13/11/2013 e poderão ser retirados, na sede e nas sub-sedes do Sinterc, serão encartados na Revista Põe na Mesa edição 22 (agosto 2013), e distribuídas a todos os trabalhadores da categoria profissional associados ou não, de forma gratuita e por nossos divulgadores que visitarão as empresas e unidades operacionais em toda a região que abrange a base territorial do Sindicato. OBS: Os endereços de distribuição de cupons e de retirada dos prêmios estão disponíveis no site: www. Sinterc.org.br A ficha de atualização e o cupom do sorteio estarão disponíveis em arquivo PDF no site do Sinterc, basta imprimir e encaminhar a para um dos endereços do Sinterc. Os cupons que forem preenchidos após a data de termino da campanha (13/11/2013), não terão validade e não participarão do sorteio.

final (13/11/2013), não terão validade e não participarão do sorteio. • O sorteio será realizado no dia 23/11/2013, na sede do Sinterc em Bauru -SP, com entrada franca aos participantes. • Para mais informações sobre a campanha Sinterc 20 anos - 2º Show de Prêmios leia na integra o regulamento.

12. A entrega dos prêmios será feita na sede e nas sub-sedes do Sinterc em horário comercial, ou seja, das 8h às 12h e das 13h às 17h, com data programada sendo: 10/12/2013 na sub-sede Presidente Prudente; 11/12/2013 na sub-sede Araçatuba; 12/12/2013 na sub-sede São José do Rio Preto; 13/12/2013 na sub-sede Ribeirão Preto e 16/12/2013 na Sede de Bauru. 13. Todas as despesas de transporte ficarão por conta do GANHADOR (a) que na entrega do prêmio deverá ter em mãos: RG e Carteira Profissional assinada justificando o seu vínculo empregatício. 14. Os ganhadores que não comprovarem o vínculo empregatício perderão o direito ao prêmio, que ficará disponível para novas campanhas do Sinterc. 15. As despesas com documentação e transferência da Moto ficarão por conta do GANHADOR. 16. Todos os prêmios serão entregues com nota fiscal, manual do usuário e termo de garantia. 17. Os ganhadores (as) terão seus nomes e imagens divulgadas pelo Sinterc, na Revista Põe na Mesa, no site do Sindicato (www.Sinterc. org.br), na Fan Page no Facebook, no Twitter ou em outros meios de comunicação que o Sinterc julgar pertinente. 18. O participante ao preencher e assinar a ficha de atualização e o cupom, afirma ter lido e concorda integralmente com o regulamento da campanha. 19. A campanha Sinterc 20 anos, 2º Show de Prêmios! Tem seu regulamento registrado em cartório e será auditada pela empresa Ômega Auditoria e Consultoria S/C Ltda.

Prêmios

Os prêmios que serão sorteados no 2º Show de Prêmios são: 1 moto Honda CG 125, 9 TVs de 32 polegadas, 9 geladeiras, 9 fogões, 9 microondas, 9 fornos elétricos, 9 tanquinhos, 9 microsystems, 9 bicicletas, 9 smartphones, 9 tablets e 9 notebooks.

11


Cuidados para uma

vida melhor

ESPAÇO MULHER

Alimentação equilibrada, praticar exercícios físicos, realizar exames periódicos e seguir as recomendações médicas é a fórmula para alcançar uma vida longa e saudável

É

comprovado, através de inúmeras pesquisas, que as mulheres vivem mais tempo do que os homens, isso porque se preocupam em cuidar da própria saúde, frequentando o médico periodicamente. Aqui no Brasil, de acordo com dados do IBGE, elas vivem cerca de sete anos a mais do que eles. Porém, essa vantagem depende também de uma boa manutenção do organismo: manter uma alimentação equilibrada, praticar exercícios físicos semanalmente, além de seguir corretamente as recomendações médicas com realização de exames. O objetivo dessa trindade é prevenir doenças antes mesmo que elas apareçam e garantir boa qualidade de vida ao longo dos anos com o organismo saudável. De acordo com médicos especialistas da saúde da mulher, é necessário que os exames clínicos sejam realizados a partir da primeira menstruação, ou do início da vida sexual. Já que algumas doenças podem aparecer nesse período, como a infecção pelo vírus HPV, que está rela-

cionado à incidência do câncer de colo de útero, e sobre o câncer de mama. Portanto, quanto mais cedo eles foram detectados, maior a chance de obter a cura. Mas como cada pessoa tem um organismo diferente, é necessário que outros exames sejam feitos ao menos uma vez por ano, como hemograma, glicemia, colesterol, triglicérides, ácido úrico e urina. E ainda é fundamental que o médico faça uma avaliação completa antes de pedir estes exames para observar se existe algum problema que possa ser detectado nos resultados. Existem alguns exames rotineiros que devem permanecer durante toda a vida da mulher como: colesterol total e suas frações, glicemia, creatina, triglicerídeos, hemograma, TGO e TGP (avaliação da função hepática), e exame de urina.

Alguns casos especiais Para quem ainda não realiza o check-up, aí vai um aviso de especialistas: nunca é tarde para começar, quanto mais cedo, melhor, porque maiores são as chances de manter a saúde em dia. Para quem não tem casos na família de doenças hereditárias, é comum realizá-lo ao menos a cada seis meses ou um ano, dependendo da idade. Já quem tem casos na família de câncer, problema cardiovascular ou outra anormalidade, é aconselhável que vá ao médico com mais frequência para realizar consultas preventivas. Só não pode deixar que a ida ao médico não se torne doença, por ela ser necessária, não significa que você esteja com algum problema. Basta ir às consultas, conversar abertamente com seu ginecologista, tirando todas as suas dúvidas e ao mesmo tempo, prevenindo que algum mal chegue até você sem que você saiba. Só tome cuidado para não achar sintomas onde não existe.

12

Setembro de 2013


Para cada fase, exames específicos A mulher precisa ir ao ginecologista a partir do momento em que a primeira menstruação chegar. A mãe tem que saber disso e levar sua filha ao médico sem vergonha e sem preconceitos.

Da menarca até os 30 anos

Exame das mamas: é essencial para a detecção de nódulos mamários e prevenir o câncer de mama. Exames de sangue: são importantes para avaliação clínica. Verificam doenças como diabetes, hipertensão, problemas cardíacos e da tireoide. A partir do momento em que a primeira relação sexual acontecer é necessário realizar outros exames: Papanicolau: é um exame importante que verifica infecções e alterações nas células do colo do útero, parte mais baixa do útero, que o liga à vagina, além de herpes, infecções por fungos e verrugas no órgão genital feminino. O exame deve ser feito anualmente. Ultrassom transvaginal: é um exame que muitas mulheres não gostam, porque incomoda, mas através dele, é possível detectar doenças ginecológicas como cistos no ovário, miomas e tumores, além de prevenir ou detectar câncer de endométrio e ovário.

A partir dos 30 anos

Nessa faixa etária, além de frequentar o ginecologista regularmente, a mulher deve ter cuidado especial com o sistema reprodutivo, pois aumentam as incidências de câncer de mama e de colo do útero. Os exames feitos na faixa dos 20 anos continuam.

A partir dos 40 anos

Nessa fase se inicia a preocupação com a menopausa e com a osteoporose. Além dos exames indicados para os 20 anos, é preciso fazer: Densitometria óssea: é um exame que detecta a osteoporose. Precisa ser repetido anualmente se já houver algum grau de perda de massa óssea e a cada dois anos para aquelas com exame normal. Exame proctológico: nesta idade se observa uma maior incidência de câncer de intestino, daí a necessidade de realização deste exame, especialmente em quem tem histórico familiar da doença. Ecografia pélvica e transvaginal: é um exame extremamente necessário para avaliar os ovários e verifica a presença de cistos, endometriose, pólipos ou miomas. Setembro de 2013

Testes de perfil hormonal: são indicados para mulheres que com irregularidade menstrual que antecede à menopausa.

A partir dos 50 anos

A mulher precisa cuidar ainda mais da saúde após os 50 anos. Além dos exames anteriormente citados, é preciso checar a presença de diabetes, hipertensão arterial e osteoporose. O controle do peso passa a ser uma questão médica para evitar complicações. Como prevenção, é preciso realizar: Exame de fundo de olho: é necessário para avaliar o grau de comprometimento das artérias e lesões provocadas pelo diabetes e pela hipertensão arterial. Colonoscopia: detecta precocemente ou prevene o desenvolvimento do câncer de intestino. Densitometria óssea: nessa faixa de idade é bom procurar um reumatologista para acompanhar a osteoporose. O exame precisa ser realizado com mais frequência. Exames de sangue: são importantes para verificar o colesterol completo e a glicemia a fim de detectar o surgimento do diabetes.

Exames para melhor idade

Hemograma: o exame de coleta do sangue pode detectar anemia. Ureia e creatinina: imprescindíveis checar as funções renais e possíveis alterações, como insuficiência renal. TSH (hormônio estimulante da tireoide): indicado para detectar alterações na produção de hormônios da tireoide. Glicemia de jejum: este detecta o diabetes, deficiência de produção ou ação da insulina, que causa o aumento anormal de glicose no sangue. Colonoscopia: o exame pode detectar precocemente o câncer nos intestinos (grosso e delgado). Mamografia: o exame de avaliação das mamas é feito por raio-x. Teste ergométrico (ou de esforço): o exame mede a capacidade cardíaca e verifica a existência de doenças cardiovasculares, como aterosclerose e hipertensão, por meio de exercícios físicos na esteira ou na bicicleta ergométrica. Oftalmológico: o oftalmologista deve ser visitado a cada seis meses.

13


Turismo e Folclore são pontos fortes de Olímpia Eventos culturais e parque aquático Thermas dos Laranjais são referências nacionais

Capital nacional do folclore

Entre suas particularidades, é referência em cultura popular e ostenta o título de “Capital do Folclore”, tendo no Museu do Folclore, um dos mais completos acervos sobre o assunto, recebendo visitas de estudiosos, pesquisadores e alunos. O “Festival Nacional de Folclore” é realizado anualmente e está prestes a

14

Divulgação

O

interior paulista é rico em cidades turísticas e em desenvolv imento. Olímpia é uma delas e é considerada um dos pólos turísticos LOGO ALI mais importantes do Estado de São Paulo. Localizada na região do Aquífero Guarani, em uma região privilegiada no noroeste paulista, a cidade está a 430 km da capital. Sua história teve início em meados do século passado. Entre os aventureiros da exploração e conquista das terras virgens e incultas, estava o mineiro Antônio Joaquim Miguel dos Santos, que perpetrou o devassamento pioneiro da terra que hoje é conhecida como Olímpia. O primeiro nome que a cidade teve foi Sertão dos Olhos D’água, devido ao grande número de nascentes que sempre existiu no município. Sua visão era de um corte do Rio Turvo, pelo Rio da Cachoeirinha e por ampla rede de pequenos tributários. Hoje, sua economia é baseada na agroindústria e comércio, mas o Turismo se destaca, ganhando impulso com a expansão do Clube Termas dos Laranjais, um dos mais importantes parques aquáticos do Brasil, que recebe diariamente milhares de turistas, atraídos por suas águas termais e uma grande variedade de atrativos que disponibiliza. Existem sessenta córregos no município e parte deles, paga seus tributos ao Córrego dos Olhos D’água que corta a cidade de Olímpia e corre plácido entre suas margens, ornadas por amena vegetação.

Museu de História e Folclore “Maria Olímpia”

completar 40 anos. O festival é realizado na praça de atividades folclóricas “Professor José Sant’anna”, o único recinto do gênero. Todos os anos, a cidade recebe cerca de 200 mil pessoas de várias partes do Brasil. O Festival Nacional de Folclore de Olímpia é um espetáculo ímpar, que reúne grupos de todos os Estados brasileiros, sendo considerado um dos maiores encontros da cultura brasileira, onde é possível observar e reverenciar suas origens e costumes. A grade de apresentações privilegia o folclore brasileiro. Além de danças e folguedos folclóricos, a programação ainda reserva cursos, palestras e seminários sobre folclore; gincana e oficina de brinquedos tradicionais infantis; exposições de peças artesanais; campeonato de truco e de malha; festival da seresta; culinária brasileira; espetáculo pirotécnico; feiras, eventos e desfiles de grupos folclóricos e parafolclóricos. A intenção do folclore é difundir esta cultura e contribuir para sua preservação; fortalecer a consciência e unidade nacional; estimular e cultivar a atividade de grupos folclóricos de vários pontos do País e proporcionar

oportunidades para o estudo e a apreciação de fatos folclóricos.

Padroeiro, Gentílico e Cognomes

O padroeiro de Olímpia é São João Batista. A escolha foi graças ao fato de os doadores das terras serem devotos de São João, que também é patrono da fecundidade agrícola. Gentílico: Olimpiense. Para o torcedor do Olímpia Futebol Clube aplica-se o adjetivo olimpiano. Cognomes: Noiva Sertaneja, Cidade Menina-Moça e Capital Nacional do Folclore.

Serviço Centro de Atendimento ao Turista – CAT

Localização: Praça Rui Barbosa Informações: (17) 9633-8197

Centro de Informações ao Turista – CIT Localização: Trailer Itinerante Informações: (17) 9785-3774

Setembro de 2013


Camila Reale/Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Olímpia

Atrações turísticas Thermas dos Laranjais

Apresentação durante o Festival Nacional de Folclore de Olímpia de 2013 Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Olímpia

Divulgação

Pesque e Pague do Japonês

Igreja Nossa Senhora Aparecida Divulgação

Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Olímpia

Praça de Atividades Folcloricas Professor José Sant’anna, no Recinto do Folclore

Um dos mais completos acervos sobre Folclore. Com acervo de cerca de 3 mil peças e que conta com uma locomotiva (maria-fumaça), que de 1940 a 1950 fez o elo entre Olímpia e a região. É visitado por estudiosos, pesquisadores e alunos. Contato: (17) 3281-1929

Palco do maior Festival do Folclore do país, realizado desde o ano de 1964. Contato: (17) 3281-6786 Site: www.folcloreolimpia.com.br Igreja Matriz de São João Batista

Orquidário Chácara Aguapey Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Olímpia

Setembro de 2013

Museu de História e Folclore “Maria Olímpia”

Praça de Atividades Folclóricas Prof. José Sant’anna

Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Olímpia

Artesanato local

Thermas dos Laranjais é considerado a principal atração turística de lazer e um dos maiores parques aquáticos do estado. Contato: (17) 3279-3500 Site: www.termas.com.br

Centro de Atendimento ao Turista (CAT)

Além de conhecer várias espécies de orquídeas, é possível observar o processo de produção e cultivo. Contato: (17) 3281-7672

Gruta do Índio

A Gruta do Índio está localizada na Fazenda Floresta, onde é possível caminhar por trilhas que percorrem uma linda mata centenária Contato: (17) 3281-9963

15


Sinterc acerta convênio com

Thermas dos Laranjais Parque de Olímpia é um dos maiores complexos de águas quentes naturais do Brasil

Como utilizar o convênio

Todos os trabalhadores associados ao Sinterc e seus dependentes – desde que acompanhados do associado – têm direito a descontos especiais oferecidos pela parceria de convênio entre o Sinterc e o parque Thermas dos Laranjais. Para aproveitar os benefícios oferecidos pelo convênio, os trabalhadores devem seguir as orientações:

16

Divulgação

O

Sinterc conquistou mais um benefício para os trabalhadores associados ao sindicato e celebrou convênio com o Thermas dos Laran- LOGO ALI jais, um dos maiores complexos de águas quentes naturais do Brasil. Com o acordo, todos os associados terão direito a descontos para frequentar o parque. Com cerca de 300 mil m², o Thermas dos Laranjais está localizado ao norte do Estado de São Paulo, na cidade de Olímpia. Com localização privilegiada, encanta por sua beleza paisagística, com uma imensa área ao ar livre, conta com beleza natural exuberante e com uma estrutura totalmente adaptada para proporcionar diversão, relaxamento, segurança e comodidade. O Thermas dos Laranjais oferece uma completa infraestrutura de lazer e serviços, oferecendo diversas opções de entretenimento para todas as idades que incluem um grande número de atrações para todas as idades. São toboáguas, hidrobalanços, escorregadores, corredeiras, tudo com a maior segurança. As piscinas do Thermas são abastecidas por fonte de água mineral naturalmente aquecida por rochas submersas a mais de mil metros. Além das atrações aquáticas, o Thermas dos Laranjais oferece diversas opções de lazer, como pistas para caminhada, quadras poliesportivas, quadras de tênis, saunas, lojas de conveniência e vários bares, lanchonetes e restaurantes.

Vista aérea parcial do Parque Thermas dos Laranjais: momentos de lazer e diversão

1) Para receber os descontos, o associado do Sinterc deve fazer o agendamento com pelo menos três dias úteis de antecedência. Para agendar a visita é necessário fazer contato com o departamento de Serviço de Atendimento ao Visitante (SAV) – falar com Donizetti ou Denise – pelo telefone (17) 3281-8015 ou e-mail comercial.mkt@termas.com.br. 2) Para receber os descontos do convênio, os trabalhadores associados ao Sinterc devem apresentar, obrigatoriamente, seu carteira social do Sinterc na portaria do parque Thermas dos Laranjais. 3) Acompanhantes que não são dependentes do trabalhador associado ao Sinterc não tem direito aos descontos do convênio e devem comprar seus ingressos na bilheteria do parque com o preço normal para turistas. 4) No dia agendado para a visita, os ingressos precisam ser retirados até as 10h (da manhã) na entrada do parque, na portaria de Convênios indicada com a placa “Projeto SAV”. 5) Caso o trabalhador associado ao Sinterc visite o parque Thermas dos Laranjais sem ter solicitado o agendamento prévio, não terá direito aos descontos do convênio e deverá comprar os ingressos na bilheteria com o preço normal de turista praticado na tabela do dia.

Observações

a) Ingresso Inteira: para visitantes com idade entre 13 e 59 anos. b) Ingresso ½ entrada: para visitantes com idade, igual ou superior a 60 anos, entre 07 e 12 anos ou estudantes com carteirinha atualizada e professores da rede publica estadual ou municipal com o último holerite e RG. c) Crianças até 6 anos acompanhadas do pai, mãe ou responsável não pagam ingressos e deverão apresentar documentos que comprovem a idade. d) Feriados prolongados são previamente determinados pelo Thermas dos Laranjais. Exemplo: Carnaval, Páscoa, Proclamação da República e Réveillon.

Tabela de preços

Para conferir a tabela de preços atualizada com os descontos para os trabalhadores associados ao Sinterc, acesse o endereço www.sinterc.org.br.

Serviço

O clube Thermas dos Laranjais está localizado na avenida do Folclore, nº 1543, Jardim Santa Ifigênia, na Cidade de Olímpia-SP. Para mais informações sobre os serviços do parque, acesse o site www.termas.com.br ou faça contato pelo telefone (17) 3281-8015. Setembro de 2013


MA IS

S I N UM B E N TE EFÍCIO rC

O Thermas dos Laranjais é um dos maiores parques aquáticos termais do Brasil, instalado numa área de mais de 260 mil m². Recebendo anualmente mais de um milhão e cem mil visitantes, é hoje o parque aquático mais visitado do Brasil. Localizado na cidade de Olímpia, região noroeste do estado de São Paulo, fica a 400 km da capital e apenas a 30 minutos do aeroporto de São José do Rio Preto. O complexo turístico Thermas dos Laranjais possui uma completa estrutura de lazer, sendo um dos maiores do país, composto por mais de 50 atrações: toboaguas, tirolesa, bublle-up (bolha gigante: adulto e infantil), rio lento, pista de surf, parque aquático infantil e baby, piscinas de ondas, quadra poliesportivas, quadras de tênis, quadras de areia, além de praças de alimentação com restaurantes e lanchonetes.

Avenida do Folclore, nº 1543, Jardim Santa Ifigênia, Olímpia-SP www.termas.com.br Fone: (17) 3281-8015


DOUTOR RESPONDE

Para esclarecer dúvidas dos trabalhadores, a revista Põe na Mesa criou a coluna Doutor Responde. Aqui, o leitor pode enviar suas perguntas sobre trabalho, economia doméstica, saúde, família e educação. Profissionais de cada área responderão as questões. Se você tem alguma dúvida, envie sua pergunta para o e-mail poenamesa@sinterc.org.br. Participe!

Saiba o que é o adicional de periculosidade A Lei 12.740/2012, sancionada recentemente, alterou a legislação trabalhista quanto ao adicional de periculosidade. Além de incluir como uma nova atividade perigosa aquela empreendida por profissionais de segurança patrimonial e vigilância, trouxe uma nova base de cálculo do adicional para os empregados expostos aos riscos de energia elétrica. É importante estar atento às sutilezas desta alteração, a qual redefine e consolida a regulação da matéria em um único diploma legal. Agora, o artigo 193 da CLT passa a regular todos os tipos de periculosidade para as atividades que impliquem risco acentuado em virtude de exposição permanente do trabalhador a inflamáveis, explosivos ou energia elétrica, bem como expostos a roubos ou outras espécies de violência física nas atividades profissionais de segurança pessoal ou patrimonial. A primeira alteração é que a Lei 7.369/1985 foi revogada expressamente e, com isso, o Decreto 93.412/1986 que a regulamentava, passando a CLT a disciplinar a periculosidade diante do risco de energia elétrica. Assim, a Norma Regulamentadora (NR) 16 do Ministério do Trabalho também deve ser alterada para, agora, prever as hipóteses e as áreas de risco nas atividades em contato com energia elétrica, inclusive para contemplar posição do Tribunal Superior do Trabalho (TST) contida na Orientação Jurisprudencial (OJ) 347, que estendia à periculosidade aos cabistas de empresas de telefonia que também se expunham aos riscos tais quais os eletricitários. Em outras palavras, a periculosidade é para situações de risco e não somente para certas categorias. A revogação da Lei 7.369/1985 implica uma importante alteração na base de cálculo do adicional de periculosidade dos que tem contato com energia elétrica. Esta tese está sedimentada hoje na Súmula 191 do TST, pois a CLT no paráagrafo 1º do artigo 193 estabelece como base de cálculo o salário “sem os

18

acréscimos resultantes de gratificações, prêmios ou participações nos lucros da empresa”, ou seja, sobre o salário-base, ao passo que a Lei 7.369/1985 previa em seu artigo 1º a base de cálculo sobre “o salário que perceber”, ou seja, sobre todas as verbas de natureza salarial. Dessa forma, todas as atividades perigosas serão reguladas pela CLT. A base de cálculo do adicional para todas as atividades, inclusive a dos que se expõem ao risco de energia elétrica, será o salário -base, diminuindo por via de consequência o valor do adicional de periculosidade para os novos empregados, já que a nova lei não pode atingir situações pretéritas já consolidadas. Isso, com certeza, provocará uma alteração na jurisprudência do TST e rotatividade da mão-de-obra nas empresas que buscarão uma base de cálculo menor e menos custos. Outra novidade é a inclusão da periculosidade para as atividades ligadas ao setor de vigilância e segurança patrimonial, disposta no item II do artigo 193 da CLT, previsão que já ocorria de fato nos acordos e convenções coletivas da categoria dos vigilantes, evidenciando o fenômeno de passagem de normas negociadas para a lei. Deve ser observado, no entanto, o que prescreve o parágrafo 3º

do referido dispositivo que prevê a compensação com adicionais semelhantes já garantidos em norma coletiva. A NR 16, que irá regulamentar o novo artigo 193 da CLT, também deverá prever os contornos do que sejam “atividades profissionais de segurança pessoal ou patrimonial”, evitando banalizar o enquadramento de tais atividades, pois já existe previsão nesse sentido na Portaria 387/2006 do Departamento de Polícia Federal, disciplinando toda a atividade de segurança privada. No balanço, a nova lei redefiniu as atividades e operações perigosas, consolidando todas elas na CLT, mais importando situações de risco do que certas categorias, fruto do intenso debate nas casas legislativas do Congresso Nacional e da experiência da negociação coletiva eficaz, revelando a evolução no trato da preservação da saúde e segurança no trabalho e da promoção de um meio ambiente do trabalho mais sadio. Eduardo Pragmácio Filho é advogado e sócio do escritório Furtado, Pragmácio Filho & Advogados Associados, e professor da Faculdade Farias Brito, de Fortaleza. Mestre em Direito do Trabalho pela PUC-SP. Fonte: revista Consultor Jurídico Setembro de 2013


DOUTOR RESPONDE

Para esclarecer dúvidas dos trabalhadores, a revista Põe na Mesa criou a coluna Doutor Responde. Aqui, o leitor pode enviar suas perguntas sobre trabalho, economia doméstica, saúde, família e educação. Profissionais de cada área responderão as questões. Se você tem alguma dúvida, envie sua pergunta para o e-mail poenamesa@sinterc.org.br. Participe!

Insalubridade em questão O adicional de insalubridade foi criado no Brasil no ano de 1936, pela Lei 185 de 14 de janeiro e tinha por princípio ajudar os trabalhadores na compra de comida. Na época, acreditava-se que pessoas bem alimentadas eram mais resistentes às doenças. Essa premissa já havia sido rejeitada na Inglaterra e Estados Unidos nos anos de 1760 e 1830 por ser absolutamente falsa. Nas terras brasileiras a ideia prosperou através de sucessivos dispositivos legais. Temos, portanto, uma história de 75 anos de pagamento do adicional de insalubridade, ganhando inclusive destaque na atual Constituição Federal de 1988. Resumindo, há uma cultura de compra da saúde do trabalhador, no seu sentido mais torpe. Quem paga e quem recebe o adicional de insalubridade de certa forma assume um contrato trabalhista de compra e venda da saúde na medida em que o empresário, comprador, admite que ele não tem controle dos riscos ambientais existentes nos locais de trabalho e se torna responsável pelas doenças ocupacionais. O vendedor (trabalhador) concorda em ficar doente ao longo do tempo, tendo como recompensa uma migalha a mais no seu salário. Isso é tão verdade que o Artigo 194 da CLT afirma que “o direito do empregado ao adicional de insalubridade cessará com a eliminação do risco à saúde ou integridade física, nos termos desta Seção e das normas expedidas pelo Ministério do Trabalho”. A Portaria 3214, do Ministério do Trabalho, através da Norma Regulamentadora (NR) 9, exige que medidas de controle sejam adotadas para garantir a salubridade dos locais de trabalho. Parece claro que a lei não exigiria do empregador algo que não fosse viável tecnicamente. Diante disso fica a seguinte pergunta: temos consciência da infâmia de pagar o adicional de insalubridade se temos normas prevencioSetembro de 2013

nistas, se há uma legislação que obriga a contratação de profissionais especializados para tratar desse assunto? Por que ainda há interesse em monetarizar a saúde dos trabalhadores? Uma boa resposta, mas certamente incompleta, é a de que essa prática agrada aos maus empresários quando comparam somente os custos diretos para implantação de medidas de controle efetivas com o pagamento dos adicionais de insalubridade, baseados no salário mínimo. Adotar um sistema de ventilação, enclausurar uma máquina, substituir um processo custam mais no início, mas trazem muito mais vantagens ao longo do tempo. Os trabalhadores também buscam benefícios com o adicional de insalubridade, pois são amparados em uma lei de 1960 que concede aposentadoria especial aos que estão expostos às condições insalubres. Seguramente, essa é a grande cortina de fumaça que impede os empregados de enxergarem as conseqüências dessa suposta vantagem salarial. Em São Paulo, há pouco tempo, um homem foi preso porque colocou um dos seus rins à venda, em frente ao Hospital das Clínicas. O conceito não muda quando se trata do adicional de insalubridade. Tecnicamente, um trabalhador que se expõe aos riscos ambientais por 25 anos (tempo para aposentadoria especial) dificilmente gozará seu afastamento do trabalho em boas condições de saúde. Se alguém se aposenta dessa forma e apresenta boa forma física e mental deve ser motivo de investigação pelo Ministério do Trabalho e Emprego, pois há fortes indícios de que recebeu um benefício indevidamente. A legislação brasileira é bem clara nesse assunto quando reeditou, em 1994, a NR 9 da Portaria 3214, e passou a exigir controle das condições insalubres. Depois de quase 20 anos, não deveria existir locais considerados insalubres no Brasil e, portanto, nenhum trabalhador deveria receber tal adicional.

O engano da insalubridade tem elevado as contas do INSS, segurador e responsável pelo pagamento das aposentadorias especiais. Não é à toa que as Instruções Normativas que disciplinam a concessão desse “benefício” ficaram rígidas nos últimos anos, a ponto das empresas mudarem os critérios de avaliação dos riscos ambientais, área tradicionalmente regulamentada pelo Ministério do Trabalho e Emprego. Estatísticas do INSS revelam que, em média, entre 2005 e 2009, foram registradas cerca de 24.700 ocorrências relacionadas com doenças ocupacionais e mais de 120 mil trabalhadores foram afastados dos locais de trabalho, com a saúde comprometida. Considerando que esses números refletem apenas o universo de trabalhadores formais, pode se imaginar que a população realmente atingida por doenças ocupacionais é bem maior, entre três e quatro vezes o número oficial. Está em curso no Congresso Nacional um projeto de lei que majora os adicionais de insalubridade, alterando a base de cálculo para o salário base do trabalhador ou da categoria. Isso deve causar grande impacto na folha de pagamentos das empresas. Por outro lado, algumas decisões judiciais recentes têm tratado dessa questão da monetarização da saúde, exigindo medidas de controle dos riscos ambientais ao invés do pagamento do adicional de insalubridade. Concluindo, três quartos de século foram dedicados ao pagamento do famigerado adicional de insalubridade, ou melhor dizendo, na compra da saúde do trabalhador. Para aqueles que defendem a prevenção, de um modo geral, o adicional de insalubridade é um atestado de incompetência profissional e um grande constrangimento institucional. Marcos Domingos da Silva é tecnologista sênior da Fundacentro e Mestre em higiene ocupacional. Fonte: Blog do Trabalho

19


RECEITA DO CHEF

Com o objetivo de valorizar os trabalhadores da categoria, o Sinterc abriu espaço na revista Põe na Mesa para divulgar as receitas dos profissionais. Para participar, envie sua receita com fotos e texto digitado para o e-mail poenamesa@sinterc.org.br. A cada edição, algumas receitas serão publicadas na revista e todas serão disponibilizadas no site do Sinterc. O endereço é www.sinterc.org.br. Participe!

Carne de panela especial Ingredientes

1 kg de miolo de acém 2 folhas de louro 2 colheres de sopa de vinagre 1 cebola picadinha 4 dentes de alho 5 colheres de sopa de shoyu Cominho a gosto Pimenta branca a gosto Sal a gosto Noz-moscada a gosto Cheiro verde 1 colher de sopa de óleo

Modo de preparo

Misturar todos os temperos, exceto o cheiro verde, em um recipiente, acrescentar a carne deixar marinar por 30 minutos Aquecer a panela de pressão, acrescentar o óleo, a carne com o molho do tempero (não adicionar água) Tampe a panela e quando começar a panela pegar pressão baixe o fogo e marcar 1 hora, se precisar deixar mais um pouco A carne fica douradinha Acrescente o cheiro verde

Pudim de leite em pó Ingredientes

3 ovos inteiros 16 colheres (sopa) de leite em pó 10 colheres (sopa) de açúcar 4 xícara de água.

Calda

2 xícaras de açúcar 1 xícara de água

Modo de preparo

Misture em uma panela o açúcar e água e leve ao fogo sem tornar a mexer até que a calda chegue no ponto de caramelo Desligue e unte uma forma com a calda Bata os outros os ingredientes no liquidificador e coloque a mistura na forma com a calda, levando ao forno até dourar

20

Setembro de 2013


Benefícios

Sinterc firma parceria com Drogaria Total Associados do sindicato ganharão descontos de até 70% em suas compras

Cartão Fidelidade

O Sinterc firmou parceria com a rede Drogaria Total. O convênio oferece descontos que variam entre 15% e 70% nas compras no balcão, para medicamentos, BENEFÍCIOS produtos de higiene pessoal e perfumaria. Por se tratar de uma cooperativa, a rede Drogaria Total consegue melhores preços, pois tem grande poder de compra junto aos laboratórios de medicamentos, e repassa os descontos para o consumidor final. Os associados do Sinterc receberão o Cartão Fidelidade e o jornal promocional da Drogaria Total encartados na revista Põe na Mesa. Para mais informações sobre este novo benefício, entre em contato com o Sinterc: ligue para o telefone (14) 3234-9763 ou envie um e-mail para adm@sinterc.org.br Para consultar a rede Drogaria Total e encontrar uma loja perto de você, acesse o site: www.sinterc.org.br/drogariatotal.

Plano odontológico Uniodonto é renovado O Sinterc renovou o convênio com a assistência odontológica Uniodonto. Desde 2010, este benefício já atende todos os associados ao sindicato e seus dependentes cadastrados. Por meio deste convênio, o Sinterc tem o objetivo de contribuir com qualidade de vida e a saúde bucal dos trabalhadores associados. A cobertura do plano VIP Nacional foi mantida. Devido a renovação do contrato de prestação de serviços com a Uniodonto, como previsto

Setembro de 2013

Uniodonto no link www.sinterc. org.br/beneficios/uniodonto.

Fiscalização

no contrato anterior, o valor por dependente será reajustado, passando para R$ 12,00 (doze reais) por vida a partir do dia 1º de setembro de 2013. O associado titular do Sinterc continua a usufruir de todos os serviços inteiramente grátis. Consulte toda a rede credenciada da

Os usuários da Uniodonto podem contribuir com a fiscalização da qualidade dos serviços executados pelos profissionaios credenciados. Ao notar qualquer tipo de ocorrência de abuso, o usuário deve informar imediatamente ao Sinterc pelo telefone (14) 3234-9763 ou pelo e-mail adm@sinterc.org.br.

21


TRABALHO DE BASE

O papel do sindicato é defender os direitos dos trabalhadores, lutar por melhores condições de trabalho e garantir remuneração justa. Nesta coluna, confira a atuação do Sinterc em diversas frentes, como visitas aos trabalhadores e trabalhadoras nas unidades operacionais, negociações com as empresas, mobilizações e paralisações de trabalhadores, com o objetivo de proteger os insteresses da categoria.

Sinterc visita unidades operacionais na sua base Sertãozinho

No dia 25 de junho, o Sinterc realizou reunião com as trabalhadoras da empresa Convida, que presta serviços na Merenda Escolar de Sertãozinho. Na oportunidade, os representantes do Sinterc apresentaram os resultados das negociações da Convenção Coletiva de Trabalho 2013/2014, como reajuste de 17,84%, auxílio creche, recesso remunerado e assistência médica para 2014. Também ouviu as reinvidicações das trabalhadoras, esclareceu dúvidas e reafirmou a luta pela regularização da função de cozinheira escolar na próxima CCT.

Representante do Sinterc durante reunião com trabalhadoras da Convida, na merenda escolar de Sertãozinho

Assis

Reunião com trabalhadores da Nutriassis

22

Em 10 de junho, o Sinterc compareceu ao Hospital e Maternidade Assis para reunião com os trabalhadores da empresa Nutriassis. Os representantes do Sinterc, nesta ocasião, ouviram os trabalhadores, esclareceram suas dúvidas, e anotaram suas reinvidicações, como PLR, insalubridade e periculosidade. O Sinterc se comprometeu a convocar a direção da empresa para discussão sobre os questionamentos. Setembro de 2013


Reunião entre representes do sinterc e equipe da ERJ, da merenda escolar de Araçatuba

Araçatuba

A equipe do Sinterc esteve em Araçatuba no dia 19 de maio para reunião com as colaboradoras da empresa ERJ, que presta serviços na merenda escolar do município. No momento, os representantes do Sinterc puderam apresentar os ganhos obtidos na Convenção Coletiva de Trabalho 2013/2014, como reajuste de 17,84%, auxílio creche, recesso remunerado e assistência médica para 2014. Também reafirma sua luta pela regularização da função de cozinheira escolar.

Pontes Gestal

O Sinterc foi à cidade de Pontes Gestal no dia 16 de maio para conversar com os(as) trabalhadores(as) da GRSA, unidade Usina Guariroba. Em reunião, os representantes do sindicato puderam apresentar os resultados das negociações 2013/2014, ouvir e pontuar reinvidicações, comprometendo-se a levá-las à direção da empresa.

Representante do Sinterc conversa com equipe da GRSA, na Usina Guariroba

Ouroeste

Representante do Sinterc visita trabalhadoras da GRSA na Usina Guariroba Setembro de 2013

No dia 16 de maio, o Sinterc visitou as trabalhadoras da cozinha industrial da GRSA na unidade Usina Ouroeste. Na ocasião, os representantes do Sinterc tiveram a oportunidade de apresentar os resultados das negociações deste ano, ouvir alguns questionamentos e reinvidicações, assim como esclarecer dúvidas e reconhecer a satisfação das trabalhadoras com relação às conquistas do Sinterc.

23


Vamos cair na água Natação é um dos esportes mais completos e faz bem para a saúde do corpo e da mente

P

raticar exercícios físicos é de suma importância para manter a qualidade de vida e a natação é um dos mais completos que existe. Você conse- ESPORTES gue desenvolver seu físico e mente simultaneamente, melhorando seu condicionamento através da estimulação dos sistemas cardiovascular e respiratório, além de propiciar uma simetria de movimentos entre braços e pernas. Por estes motivos, profissionais da área de atividades físicas a consideram um exercício muito completo, pois movimenta todos os músculos do corpo e exige muito do coração e pulmão que terão que trabalhar duro para suprir o oxigênio. O que faz desse esporte um ótimo treinamento para o sistema cardiovascular.

Natação para todas as idades

A natação é famosa também porque bebês a partir de seis meses, gestantes e idosos podem praticá-la sem correr riscos de machucar seu corpo de alguma forma, porque ela reduz o impacto do corpo com a água. Geralmente, existem diversos tipos de programas dirigidos a diferentes idades, considerando as condições físicas e o grau de habilidade motora de cada um. Ela é uma ótima opção para deixar o sedentarismo de lado e ainda ajuda

24

a perder peso. Mas se praticá-la de forma lenta e sem nenhum esforço, seus músculos entrarão em uma nova rotina, mas não conseguirão diminuir as calorias. O que realmente vai ajudar a queimar gorduras, podendo chegar até 600 calorias por hora é o treino adequado para suas características físicas, colaborando com a defi-

nição da silhueta. A vantagem de emagrecer através da natação é que ela traz muitos benefícios, assim pode-se perder peso de uma forma saudável e em pouco tempo. Além de não causar nenhum tipo de lesão como os esportes normais, uma vez que não causa impacto com o chão, como a caminhada e a corrida. Setembro de 2013


Entre seus benefícios...

Os benefícios são vários, mas é bom salientar alguns mais importantes para a saúde, como a diminuição dos riscos de incidência de doenças cardiovasculares. De modo que as braçadas tornam o coração mais forte, favorecendo a formação de músculo, ao mesmo tempo em que elimina a gordura em torno deste órgão vital, adquirindo a capacidade de bombear mais sangue para todo o corpo, estimulando a circulação sanguínea. As articulações também são beneficiadas, uma vez que os músculos aumentam de tamanho, resguardam com eficácia tendões e ligamentos, promovendo sua lubrificação, aliviando as dores que resultam em artrose. Os músculos da parede torácica são fortalecidos, permitindo a elasticidade dos pulmões e os tornam capazes de absorver maior quantidade de oxigênio, melhorando o processo respiratório.

A mente também sente

Quando diz respeito à saúde da mente, a natação é essencial, porque ocasiona o aumento da autoestima, aperfeiçoa a coordenação motora e ativa a memória, na medida em que garante uma excelente oxigenação cerebral. No enSetembro de 2013

tanto, o nadador se sente mais relaxado e confiante ao completar os exercícios dados pelo professor. Outro aspecto interessante é o retardamento das consequências do envelhecimento, tanto se tratando do físico, quanto do psicológico. De acordo com pesquisas, uma pessoa com mais de quarenta anos que faz exercício regularmente tem maior aptidão física do que outra de vinte anos que não pratica qualquer desporto. A água, por sua vez, tem características relaxantes sendo desprovida de efeitos agressivos e é um dos grandes aliados no combate ao stress, pois exige grande concentração para conciliar respiração e movimentos, que leva o aluno a uma sublimação das tensões e a um distanciamento dos problemas do dia a dia.

Alguns cuidados têm que ser tomados

Segundo profissionais da área, são poucas as contraindicações, e não há grandes riscos para quem pratica natação, mas é necessário tomar alguns cuidados, como controlar a frequência dos batimentos cardíacos, e as dores no corpo. Se as aulas não forem equilibradas, o aluno pode forçar demais uma só

Benefícios

o risco de episódios ΔΔReduz cardiovasculares o sistema respiratório. ΔΔMelhora Reduz a frequência ΔΔEstimula a circulaçãocardíaca sanguínea ΔΔFortalece as articulações ΔΔAlivia dores causadas pela artrose ΔΔEleva a autoestima ΔΔRetarda os efeitos do ΔΔenvelhecimento a flexibilidade ΔΔMelhora Melhora ΔΔEstimula oa humor perda de peso ΔΔ parte do corpo e causar algum tipo de dor que poderia ser evitada.

Principais músculos trabalhados

Quem nada os quatro estilos: crawl, costas, peito e borboleta, trabalha todos os grupamentos musculares.

Vestimenta e equipamentos

As mulheres devem usar maiô e os homens sunga, e ambos devem utilizar óculos para natação, por ser fundamental para proteger os olhos do cloro.

25


PLR

Participação nos lucros é direito dos trabalhadores Entenda o que é a PLR e conheça seus direitos

M

ais e mais trabalhadores ao aproximar-se do final do ano, começam a fazer planos e projetos contando com a participação nos lucros e resultados, a famosa PLR. Mais que um benefício, a PLR é um diferencial bastante atrativo, que ajuda a solucionar alguns problemas nas empresas e aumenta a satisfação dos empregados, porém, poucas pessoas entendem como funciona. A PLR tem origens remotas, provém de antes da Revolução Industrial. No Brasil, trata-se de estatuto recente, que apenas teve seu aspecto atual moldada pela Constituição Federal de 1988, tendo sido regulamentado por normatividade infra-constitucional apenas no ano 2000. Anteriormente, a edição desses marcos regulatórios (CF/1988 e Lei 10.101/2.000). Ela funciona como um bônus, que é ofertado pelo empregador e negociado com uma comissão de trabalhadores da empresa de acordo com o resultado (LUCRO) da empresa que este trabalha. Mais que um direito social, a Participação nos Lucros e Resultados é um importante instrumento para propiciar o aumento da produtividade empresarial e a satisfação dos trabalhadores. A PLR também pode ser usada para resolver pequenos problemas da relação capital x trabalho como: Absenteísmo, tour-nover (alta rotatividade), acidentes de trabalho por falta de uso de EPI’s, afastamentos e alta incidência de atestados médicos. Trata-se de pagamento de natureza não salarial, condicionado à celebração de acordo, entre patrões e empregados com a participação do sindicato de classe, prevendo regras claras acerca de sua implementação. As metas e condições para garantir o pagamento da PLR, podem ser acertadas em acordo coletivo e mudam de empresa para empresa, conforme as necessidades de cada uma e a vontade das partes envolvidas.

26

Motivos para implantar o PLR

a colaboradores a ΔΔIncentiva comprometer-se cada vez mais

com os objetivos da empresa. Valoriza o desempenho das equipes. Melhoria na qualidade e segurança no ambiente de trabalho. Gerar melhores resultados

ΔΔ ΔΔ ΔΔ

organizacionais através de parceria entre empresa e funcionário. Ampliação da criatividade dos funcionários. É isento de tributação (FGTS,INSS e IR).

ΔΔ ΔΔ

Confira aqui o andamento dos acordo de PLR 2013 Acordos assinados ∫∫ AEX ∫∫ Bandolin ∫∫ Bom Degusty ∫∫ Bruno Bandolin ∫∫ Eldorado ∫∫ ERJ ∫∫ Essencial

∫∫ Genivalda ∫∫ GRSA ∫∫ Hughes Trecenti ∫∫ Mm Services ∫∫ Nutri Saude ∫∫ Nutri Hospitalar ∫∫ Nutricol

∫∫ Nutrisaude ∫∫ Rodolfo Franciscato ∫∫ Sapore S.A ∫∫ Sodexo/Puras ∫∫ Verde Mar ∫∫ Vida Mais

∫∫ Mr Alimentação ∫∫ Nutri Alimentação

∫∫ Nutriassis

Em andamento ∫∫ Alimenco ∫∫ Apetit

Observação Se a empresa em que você trabalha não consta nesta relação, reúna sua equipe de trabalho e cobre explicações para o proprietário ou gerente de unidade. PLR é lei e consta na CCT do sindicato. O Sinterc está ingressando ações na Justiça do Trabalho, pedindo o cumprimento da lei 10.101/2000 e cláusula 15ª da convenção coletiva de trabalho. Setembro de 2013


7º Congresso Nacional da Força Sindical reuniu aproximadamente 4 mil delegados

Congresso define os rumos da central para os próximos 4 anos

Foi realizado em Praia Grande (SP), entre os dias 23 e 26 de julho, o 7º Congresso Nacional da central sindical Força Sindical. EVENTOS E Estiveram pre- REUNIÕES sentes aproximadamente 4 mil delegados, cujo objetivo foi debater a reforma do estatuto e as diretrizes para a Central, e ao final do encontro escolher os dirigentes da Força Sindical para os próximos quatro anos. O Sinterc participou do evento com seu presidente, Waldir Avanzo, e outros representantes. Foram dias de trabalhos intensos e algumas vezes “tensos”, mas na manhã de sexta-feira foi aprovado um documentos com a maioria dos pontos retirados em consenso e algumas diretrizes e mudanças estatutárias aprovados por votos da maioria. O atual presidente, Paulinho, foi reconduzido ao cargo de presidente nacional da Força Sindical. Fonte: Força Sindical e Sinterc O presidente do Sinterc, Waldir Avanzo, durante o 7º Congresso Nacional da Força Sindical Setembro de 2013

7º Congresso Nacional da Força Sindical reuniu aproximadamente 4 mil delegados

27


Em Bauru, Força Sindical realiza reunião com sindicatos filiados No dia 13 de junho, foi realizada reunião na sede do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias Químicas e Farmacêuticas de EVENTOS E Bauru e Região com REUNIÕES o secretário-geral da Força Sindical do estado de São Paulo, Peninha. Na oportunidade, estiveram presentes representantes de sindicatos filiados da região de Bauru, que debateram sobre a organização da Força Sindical regional com a intenção de estreitar as relações entre as entidades e estimular a participação conjunta dos sindicatos

Participantes da reunião em Bauru organizada pela Força Sindical

Waldir Avanzo (Sinterc), Peninha (Força Sindical) e Edson (Sindicato dos Químicos)

em ações individuais. O objetivo é aproximar os sindicatos do interior com a central sindical e

maior participação nos debates da Força Sindical estadual, buscando aporte nas ações sindicais do interior do estado.

Força Sindical faz plenária estadual em Piracicaba A terceira plenária da força sindical SP realizada na cidade de Piracicaba, na sede campestre do Sindicato dos Metalúrgicos - no último dia 9 de maio, foi a maior até agora com quase 350 dirigentes sindicais credenciados. Foram aproximadamente 110 entidades sindicais participantes, vindas de mais de 50 cidades de diversas regiões do Estado de São Paulo. Segundo o presidente da força sindical SP Danilo Pereira da Silva a força de São Paulo é a maior central estadual do país com mais de 600 sindicatos filiados, portanto, realizar as plenárias embora não seja estatutário, torna-se um dever político e democrático da diretoria, para que o máximo de sindicatos filiados participe do processo. Vários dirigentes da executiva da nacional deram suas contribuições para o processo de discussão dos temas abordados. O Secretário Juruna disse que a representatividade é palavra de ordem, e sindicalização deve ser sempre uma metas dos sindicatos.

28

Plenária da Força Sindical SP realizada na cidade de Piracicaba

Waldir Avanzo, presidente do Sinterc, e Danilo Pereira, presidente da Força Sindical SP

O secretário-geral da Força Sindical SP, Peninha, e Waldir Avanzo, presidente do Sinterc Setembro de 2013


Waldir, presidente do Sinterc, recebe carta sindical de Medeiros O presidente do Sinterc, Waldir Avan­ zo, foi a São Paulo no dia 11 de junho para se reunir com o Superintendente Regional do Trabalho e EmEVENTOS E prego de São Paulo, REUNIÕES Luiz Antônio de Medeiros. O encontrou ocorreu na sede do Ministério do Trabalho e Emprego. Waldir Avanzo aproveitou a ocasião para receber a carta sindical do Sinterc de Medeiros. “A carta sindical é o documento que legitima as atividades do Sinterc. Além disso, resguarda todos os direitos do sindicato quanto à representação dos trabalhadores da categoria e sua base territorial de atuação, que engloba 402 cidades do interior do Estado de São Paulo”, afirma Waldir Avanzo, presidente do Sinterc. No encontro, outros assuntos também foram debatidos, como a redução da jornada de trabalho, fator previdenciário e nova lei do aviso prévio e sua aplicação.

O presidente do Sinterc, Waldir Avanzo, recebe a carta sindical das mãos de Luiz Antônio de Medeiros, Superintendente do Ministério do Trabalho e Emprego de São Paulo

In Memorian

Edmar Souza Rodrigues

29/01/1974

24/02/2013

Bento Batista dos Santos

16/07/1951

29/04/2013

O Sinterc presta aqui sua homenagem aos companheiros, Edmar Souza Rodrigues, presidente do SEERC ABC, e Bento Batista dos Santos, dirigente do Sindicato dos Trabalhadores de Refeições Coletivas da Bahia e diretor da FENTERC (Federação Nacional dos Trabalhadores em Refeições Coletivas e diretor da Força Sindical Bahia), pelo trabalho exercido no setor de refeições coletivas em pról de melhorias nas condições de trabalho e na qualidade de vida dos trabalhores da categoria e seus familiares. Setembro de 2013

29


FGTS

Meteram a mão no seu Fundo de Garantia Saiba como recuperar a defasagem do FGTS desde 1999

N

os próximos meses, ocorrerá uma luta que irá gerar uma corrida à Justiça,já que a Força Sindical, em representação aos seus filiados, ajuizou uma ação na Justiça Federal de Brasília solicitando a revisão dos valores depositados. Considerando que a Lei 8.036/1990 determina que Fundo de Garantia deve ser corrigido com atualização monetária e juros de 3% ao mês, esta correção monetária deveria ter sido feita por um índice oficial de inflação, como por exemplo, o INPC. Por mais esse motivo é que os trabalhadores devem correr atrás de seus direitos. Só nos últimos dois anos, os trabalhadores tiveram aproximadamente 11% de perda. Pelos cálculos, um trabalhador que tinha R$ 1.000 na conta do FGTS no ano de1999, tem hoje R$1.340,47. Os cálculos corretos indicam que a mesma conta deveria ter R$ 2.586,44, ou seja, uma diferença de R$1.245,97. A ação da Força Sindical defende que as contas do FGTS devem ser remuneradas por um índice de correção mone-

tária que mantenha o poder de compra dos salários. Como vem ocorrendo, há uma nítida expropriação do patrimônio do trabalhador, na medida em que se nega a ele a devida atualização monetária.

Quem tem direito a revisão?

Vale ressaltar que todo trabalhador que teve qualquer valor na conta do Fundo de Garantia entre 1999 e agora tem o direito a uma revisão do seu saldo. Para pedir a revisão, o trabalhador deve procurar o sindicato da sua categoria e levar cópia do RG, do comprovante de endereço, da carteira de trabalho onde consta o PIS/Pasep, do extrato do FGTS e, no caso do aposentados, carta de concessão do benefício.

O Sinterc

Os trabalhadores representados pelo Sinterc – Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Refeições Coletivas da região Norte e Oeste do estado de São Paulo – terão todo o apoio necessário para entrar nessa ação judicial a favor da revisão do fundo de garantia.

Documentos necessários para ingressar na ação de revisão do FGTS Termo de adesão assinado; Cédula de identidade (RG); Comprovante de endereço; Carteira de trabalho, onde conste o numero do PIS/PASEP ou cartão do PIS Extratos do FGTS

Atenção Trabalhadores de Refeições Coletivas Faça contato com o seu sindicato para mais informações Sede Bauru: Rua Cussy Jú­nior, nº 11-​63, Cen­tro, Bauru, São Paulo, CEP 17015-​022. Te­le­fone (14) 3234-​9763. E-​mail: adm@​sinterc.​org.​br Sub-sede Araçatuba: Rua Con­se­ lheiro Os­car Ro­dri­gues Al­ves, 55, Sala 6, 1º An­dar, Edi­fí­cio Si­ran, Cen­tro, CEP: 16010-​330. Te­le­fone: (18) 3621-​5810. E-​ mail: aracatuba@​sinterc.​org.​br Sub-sede São José do Rio Preto: Rua 15 de No­vem­bro, 3057, 1º An­dar, Sala 106, Con­junto Na­gib Ga­briel, Cen­tro, CEP: 15015-​300. Te­le­fone: (17) 3232-​3240. E-​mail: riopreto@​ sinterc.​org.​br Sub-sede Ribeirão Preto: Rua Vis­ conde de Inhauma, 468, Sala 56, Cen­ tro, CEP: 14010-​100. Te­le­fone: (16) 3625-​ 5255. E-​mail: ribeirao@​sinterc.​org.​br Sub-sede Presidente Prudente: Rua Djama Du­tra, 177, Sala 6, Cen­tro, CEP 19015-​040. Te­le­fone: (18) 3223-​2541. E-​ mail: prudente@​sinterc.​org.​br

30

Setembro de 2013