Page 1

I

PACIENTE

SINDSAÚDE-RN Sindicato dos Trabalhadores em Saúde do RN www.sindsaudern.org.br

21

agosto e setembro de 2012

Informativo bimestral do Sindsaúde RN destinado aos usuários do SUS

Pediatria do RN está em perigo: população precisa lutar Leitos estão sendo fechados e serviços deixam de ser oferecidos. Soluções encontradas pelo poder público não resolvem o problema e crianças ficam sem assistência. pediatria do Rio seria fechado no dia 15 de anos e os carros que levam as Após denúncias feitas Grande do Norte setembro. Unidades como a crianças para outros hospitais por sindicatos e população foi vem sofrendo vários UPA de Pajuçara já para fazer os exames que o governo do estado ataques nos últimos anos. suspenderam o atendimento. complementares enfrentam resolveu convocar novos Leitos foram fechados em Isso porque essas unidades são problemas de falta de médicos, medida que não foi quase todos os hospitais. O atendidas pela cooperativa de combustível. suficiente. Desde o dia 1º de Hospital Maria Alice pediatras que está há quatro setembro o setor só está Fernandes só recebe internação meses sem receber da funcionando durante o dia. Na Hospital Santa Catarina com encaminhamento de prefeitura. Do outro lado da cidade os escala da noite não há outros hospitais; o Deoclécio usuários do Hospital Santa atendimento externo ficando Marques, em Parnamirim, Sandra Celeste Catarina ficaram preocupados apenas um pediatra Fa l t a m p r o f i s s i o n a i s , perde leitos; o Walfredo só por todo o mês de agosto com a responsável pela assistência aos principalmente técnicos de atende casos de trauma. ameaça de fechamento do pacientes internados. enfermagem e de laboratórios. Sobravam como opções para as setor de pediatria do hospital. No Santa Catarina são O elevador está quebrado, o crianças de Natal e Grande O problema: falta de realizados cerca de 400 raio-x não funciona há dois Natal o Pronto Socorro pediatras. atendimentos por dia. Infantil Sandra Celeste e o Hospital Santa Catarina, agora, nem isso. No final de julho de 2012 as mães se uniram ao Sindsaúde devido a superlotação do PSI Sandra Celeste. O que elas não imaginavam é que o serviço Atos públicos denunciaram o descaso com as crianças do RN, mas situação é cada vez pior

A

Impacientes do mês Foram tantas as histórias de angústia das mães que não sabem a quem recorrer para salvar seus filhos que foi difícil escolher. Elas se uniram para lutar e conseguiram uma vitória parcial no HSC até o momento.

2

Eleição municipal é u m m o m e n t o importante para discutir o destino da cidade, mas é bom avaliar os candidatos.

3 4 Reformas se arrastam pelos hospitais do Rio Grande do Norte. D e c r e t o d e calamidade liberou verbas mais rápido.

Luiz Gonzaga, o rei do baião, tornou imortal a cultura nordestina. Esse ano ele completaria 100 anos.


Página 2 Agosto e Setembro de 2012

I PACIENTE

Eleições municipais são muito importantes para o bem estar da população Voto deve ser consciente, não tem preço, mas tem muitas consequências. A Administração da cidade é feita com o seu dinheiro

E

stamos vivendo o clima das campanhas eleitorais nos municípios de todo o Brasil. Uma eleição em que será definido quem irá administrar a cidade pelos próximos quatro anos e quem serão os fiscalizadores dessa administração. Um voto dessa importância não tem preço. Quando uma pessoa vende seu voto no dia da eleição, seja por uma prótese dentária, um milheiro de tijolos, ou até por R$ 50, essa pessoa está

colocando em risco a vida de todos que vão viver naquele município pelos próximos anos.

exercer nossa cidadania e ainda é sim possível encontrar boas pessoas para nos representar.

Isso porque o dinheiro gasto com esse tipo de corrupção vem dos financiadores das campanhas, ou seja, empresários que ‘‘doam’’ dinheiro para que os candidatos sejam eleitos. Mas depois da eleição essas pessoas cobram o dinheiro de volta. E o que deveria estar sendo usado para melhorar as condições de vida da população é usado com privatizações e corrupção.

Ao escolher o seu candidato analise o passado, conheça sua história, suas propostas, saiba se ele será um representante da sua classe social, do seu bairro e dos seus interesses. Pesquise também suas origens. A qual partido pertence, quem o apóia e qual o interesse na eleição.

Nem todo político é igual Com tantos escândalos envolvendo o desvio de dinheiro público as pessoas começam a achar que não vale mais a pena participar. Mas isso é um grande erro. Muitas pessoas morreram para que hoje tivéssemos o direito de

Funções do prefeito

• Fazer os serviços públicos funcionarem corretamente; • Garantir a realização das obras necessárias para a população; • Administrar o dinheiro do município.

Publicação do Sindicato dos Trabalhadores em Saúde do RN (Sindsaúde)

Secretaria de Comunicação

Veja mais: www.sindsaudern.org.rn

Funções do vereador

O poder no Brasil é dividido em três áreas (por ser uma República): Executivo, Legislativo e Judiciário. Nas cidades, o prefeito é o chefe do Executivo. Seu mandato dura quatro anos e seus deveres são:

EXPEDIENTE

Uma boa oportunidade de conhecer as propostas da área da saúde, por exemplo, foi o debate realizado entre os candidatos a prefeito de Natal realizado pelos sindicatos da área da saúde no dia 11 de setembro no Sindsaúde. Eles apresentaram propostas e receberam dos trabalhadores um conjunto de regras que são de interesse de usuários e servidores para a melhoria da saúde pública.

Mas o prefeito não trabalha nem decide nada sozinho. Ele depende do Poder Legislativo, formado pelos vereadores, que também têm mandato de quatro anos. Os vereadores formam a Câmara Municipal e suas principais atribuições são: • Fiscalizar a ação do prefeito, garantindo que os recursos sejam aplicados de acordo com o que estabelece a lei; • Apresentar e aprovar leis que melhorem a cidade e a qualidade de vida de seus moradores; • Atender às reivindicações de cada comunidade que os elegeu como seus representantes; - Incentivar e organizar a participação da população.

Jornalista Responsável e Diagramação:

Sede Própria:

Amâncio

sindsaudern@sindsaudern.org.br/4006-2950

Ana Paula Costa DRT 1235 JP/RN Ilustração:

Av. Rio Branco, 874, Centro - Natal/RN Telefone: 4006-2950


Página 3 Agosto/Setembro de 2012

I PACIENTE

Reformas atrasam mas começam a sair

do papel nos hospitais do RN Decreto de calamidade adiantou os recursos que serão usados em várias reformas. Por todo o estado, usuários e profissionais esperam

Em Mossoró, obras no Rafael Fernandes foram paradas em fevereiro, no Santa Catarina há quatro anos em reforma novas obras.

Único ponto positivo do decreto de calamidade pública do governo do estado, liberação de recursos para obras em vários hospitais ainda enfrentam a burocracia. Mas muitas obras já começam a sair do papel. Giselda Trigueiro A UTI do Hospital Giselda Trigueiro está funcionando no Hospital Ruy Pereira, enquanto que o almoxarifado foi transferido para o Hospital João Machado. São por esses setores que foram inciadas as obras do Giselda. O andamento está a contento e os funcionários esperam que logo todos os setores voltem a funcionar no mesmo prédio facilitando a vida da população.

Rafael Fernandes Em Mossoró, depois de ter as obras suspensas, a reforma do Hospital Rafael Fernandes foi retomada na primeira semana de agosto. A previsão de entrega é de cinco meses e devido ao ritmo dos trabalhos os servidores acreditam que os prazos devem ser cumpridos. Apenas o laboratório foi transferido e o governo estuda a transferência de pacientes para agilizar o processo. Por enquanto parte dos serviços têm sido mantidos.

Santa Catarina Uma das obras mais antigas nos hospitais do RN é a do Santa Catarina. Completando quatro anos em outubro de 2011. Antes mesmo de ser entregue ela ir´´a ganhar um aditivo. Novos setores entraram no processo de reforma que deve ser iniciado ainda no primeiro semestre de setembro. Além dos locais de atendimento, copa e nutrição ganharão obras para melhoria. Parte da obra que deveria ter sido entregue no início de 2012 terá que ser refeita devido a infiltrações nas paredes e tetos, constatadas antes mesmo das dependências serem liberadas para uso.

Secretaria de Saúde Quem já precisou marcar exames e cirurgias na Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap) sabe que as condições são precárias a começar pelos elevadores. Após conquistarem a compra do prédio por parte do governo, os servidores agora lutam pela reforma. Uma comissão foi formada para acompanhar as obras que ainda não começaram devido a ausência de um laudo do Corpo de Bombeiros.


Página 4 Agosto/Setembro de 2012

I PACIENTE

Luiz Gonzaga - 100 anos de história Defensor da cultura nordestina e divulgador dos nossos ritmos para todo o Brasil, Gonzagão cantou a cultura popular e imortalizou a alma do cantador

Asa Branca - Luiz Gonzaga

Q

uando "oiei" a Guarda contigo meu coração terra ardendo

L

uiz Gonzaga nasceu em Exu, Pernambuco, em 13 de dezembro de 1912. Foi um compositor popular. Aprendeu a ter gosto pela música ouvindo as apresentações de músicos nordestinos em feiras e em festas religiosas. Quando migrou para o sul, fez de tudo um pouco, inclusive tocar em bares de beira de cais. Mas foi exatamente aí que ouviu um cabra lhe dizer para começar a tocar aquelas músicas boas do distante nordeste. Pensando nisso compôs dois chamegos: "Pés de Serra" e "Vira e Mexe". Sabendo que o rádio era o melhor vínculo de divulgação musical daquela época (corria o ano de 1941) resolveu participar do concurso de calouros de Ary Barroso onde solou sua música “ Vira e Mexe” e ganhou o primeiro prêmio. Isso abriu caminho para que pudesse vir a ser contratado pela emissora Nacional. No decorrer destes vários anos, Luiz Gonzaga foi simbolizando o que melhor se tem da música nordestina. Ele

foi o primeiro músico assumir a nordestinidade representada pela a sanfona e pelo chapéu de couro. Cantou as dores e os amores de um povo que ainda não tinha voz. Nos seus vários anos de carreira nunca perdeu o prestígio, apesar de ter se distanciado do palco várias vezes. Os modismos e os novos ritmos desviaram a atenção do público, mas o velho Lua nunca teve seu brilho diminuído. Quando morreu em 1989 tinha uma carreira consolidada e reconhecida. Ganhou o prêmio Shell de Música Popular em 87 e tocou em Paris em 85. Seu som agreste atravessou barreiras e foi reconhecido e apreciado pelo povo e pela mídia. Mesmo tocando sanfona, instrumento tão pouco ilustre. Mesmo se vestindo como nodestino típico (como alguns o descreviam: roupas de bandido de Lampião). Era a representação da alma de um povo... Fonte: www.mpbnet.com.br

Qual a fogueira de São João Eu perguntei a Deus do céu, ai Por que tamanha judiação

"Intonce" eu disse, adeus Rosinha Guarda contigo meu coração

Que braseiro, que fornaia Nem um pé de "prantação» Por farta d'água perdi meu gado Morreu de sede meu alazão

Espero a chuva cair de novo Pra mim vortar pro meu sertão

Inté mesmo a asa branca Bateu asas do sertão "Intonce" eu disse, adeus Rosinha

Eu te asseguro não chore não, viu Que eu vortarei, viu Meu coração

Hoje longe, muitas légua Numa triste solidão Eu perguntei a Deus do Espero a chuva cair de novo céu, ai P o r q u e t a m a n h a Pra mim vortar pro meu sertão judiação

Quando o verde dos teus "óio» Se "espaiar" na prantação Por farta d'água perdi Eu te asseguro não chore não, viu meu gado Morreu de sede meu Que eu vortarei, viu Meu coração alazão

HUMOR


Jornal Impaciente - Setembro  

Jornal Impaciente - Setembro

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you