Issuu on Google+

www.sinditest.org.br

facebook.com/sinditest

twitter.com/sinditestpr

imprensa@sinditest.org.br

ECIA

SP OE

JORNAL DO

à EDIÇ

NO L-A

12

E 20

D BRO

M

SETE

20

JORNAL DO Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Terceiro Grau Público de Curitiba, Região Metropolitana e Litoral do Estado do Paraná

SINDITEST.pr Gestão Mudando o Rumo dos Ventos

s e r o t au ceição Alves / Arielto Con Roseli Isidoro á) mano (Paran Gessimiel Ger ari Polezi m Setim / Rose Mário Tadeu a Norton Noham

x

réus

sias s Venzel Mes Souza / Marco de is ér N o Antoni ro C. de Matos elmar Theodo C / ri ie rb Ba o da Silva Paulo Robert Regina Nunes inho / Rosana br So . C Souza de o de João Eugêni tonio Aleixo . Nitsche / An M fo ol aes Ad o Paul Oliveira Mor uza / Jacir de So de s ve Al José ta de Oliveira Marilene Batis

Conflito judicial causa prejuízo de R$ 107 mil para a categoria Ação de indenização de autoria de Roseli Isidoro e ex-diretores contra a gestão de Antônio Néris do biênio 2000-2001 custará ao SINDITEST e à categoria um prejuízo de, pelo menos, R$ 107.147,68! Leia o jornal e entenda como acusados e acusadores estão todos de mãos dadas e contra os trabalhadores e o sindicato.


2

JORNAL DO

SINDITEST.pr

edição especial - ano 20 - setembro de 2012

entenda o caso da Ação de indenização Na véspera do feriado de 7 de setembro, a diretoria do sindicato foi obrigada a veicular no Jornal do Sinditest um “direito de resposta” conseguido por Roseli Isidoro e alguns diretores de sua gestão contra a direção comandada por Antonio Néris. Se o sindicato não divulgasse o direito de resposta, pagaria multa de R$ 500,00 por dia. Mas isso não é nada perto da “condenação” que o sindicato acaba de sofrer na “justiça”. O Sinditest será obrigado a desembolsar mais de 107 mil reais por conta de um jornal publicado pela gestão de Antônio Néris, em janeiro de 2000, que continha acusações contra a gestão anterior, presidida por Roseli Isidoro.

Nem nós, a direção atual do sindicato, nem a categoria temos qualquer coisa a ver com isso, mas teremos que pagar a conta dessa briga! O dinheiro da indenização vai sair da contribuição dos servidores para o sindicato. Roseli Isidoro atualmente é assessora do Deputado Federal Ângelo Vanhoni (PT) e chegou a ser eleita vereadora com os votos da nossa categoria. Ela deveria se envergonhar por acionar o sindicato através da justiça burguesa. Por mais graves que fossem as acusações a ela dirigidas por Antônio Néris, a questão pertencia ao campo da política, da luta sindical. Ao solicitar a intervenção do judiciário, ao fazer com que um órgão do Estado interviesse num conflito político entre trabalhadores, conseguiu apenas dinheiro para si mesma e

para seus aliados (a título de indenização), e também conseguiu produzir um grave prejuízo financeiro para os trabalhadores, que não têm nada a ver com esta história.

Roseli Isidoro e sua irmã Rosemari Polezi (a “Méri”, da Funpar), Mário Tadeu Setim, Gessimiel Germano (o “Paraná”), Arielto Conceição Alves e Norton Nohama (atual assessor político da reitoria) deverão receber, cada um, nada menos do que R$ 13.747,73!

todos juntos e misturados

Todos os pelegos juntos, contra o sindicato! Curiosamente, hoje, os réus e as supostas vítimas, os acusados e os acusadores, estão todos de mãos dadas,

atuando politicamente sob as asas e a benção do Reitor Zaki Akel. Roseli Isidoro

e “Paraná”, juntamente com Norton Nohama, Rosemari e Setim, Antônio Néris e seu

Acusados e os acusadores, estão todos de mãos dadas, atuand


JORNAL DO

SINDITEST.pr

e d i ç ã o e s p e ci a l - a n o 2 0 - m a i o d e 2 0 1 2

motivos da ação Você concorda com isso? É justo que ex-sindicalistas recebam dinheiro do sindicato e da categoria por conta de divergências ou conflitos que deveriam ser resolvidos entre eles mesmos? Além do valor da indenização para cada um há ainda os chamados “honorários de sucumbência”, custas processuais, entre outros, que somam, até o momento, o valor de R$ 107.147,68.

companheiro Wilson Messias, todos eles trabalham em conjunto pela reeleição do atual reitor! E estão certamente

Mas, afinal, o que motivou a ação? Após consultar o processo, seis grossos volumes com mais de mil e duzentas páginas, cheias de intervenções e discussões intermináveis entre advogados, juízes, procuradores, desembargadores… finalmente descobrimos o que motivou a briga. De nossa parte, poderíamos dizer que as afirmações dirigidas pela gestão Antônio Néris contra a gestão Roseli Isidoro são claramente despolitizadas. Não criticam a gestão pela sua política, e sim por supostas irregularidades ou falhas administrativas. De qualquer maneira, a nosso ver, não justificariam jamais a medida encontrada pelo grupo da Roseli.

Por que o sindicato tem que pagar a conta? É importante esclarecer que os diretores da gestão Antônio Néris também respondem solidariamente pela dívida, mas há um dispositivo legal que permite ao credor (o grupo de Roseli Isidoro) forçar um dos “devedores” a pagar pelos demais. Assim, apesar de as declarações serem responsabilidade de diretoria de 12 anos atrás, todo nós vamos pagar essa conta. Toda a categoria será obrigada a dar dinheiro de suas mensalidades para o Paraná, para a Roseli Isidoro, Méri, Norton, Setim e companhia.

felizes por terem conseguido prejudicar a atual gestão do sindicato.

do politicamente sob as asas e a benção do Reitor Zaki Akel.

3


4

JORNAL DO edição especial - ano 20 - setembro de 2012

Um desafio à candidata Roseli Isidoro (PT) e a seu grupo Por fim, queremos deixar registrado aqui um desafio para o grupo da candidata Roseli Isidoro. Se vocês realmente pensam na categoria e não apenas em vocês mesmos, adotem as seguintes medidas: 1. Recusem-se a receber o dinheiro da indenização. A categoria não tem nada a ver com isso e não deve ser penalizada! 2. Retirem do processo o pedido que fizeram ao juiz para que o sindicato pague a conta sozinho! A responsabilidade pelas declarações é do grupo do Antônio Néris! 3. Solicitem ao juiz para que não efetue a penhora dos ativos financeiros do sindicato! O sindicato não pode ficar com as contas congeladas e muito menos correr o risco de perder parte de seu patrimônio!

SINDITEST.pr

O PT mostra a sua verdadeira face! Quando observamos posições como esta de uma candidata a vereadora pelo PT vemos que o partido não está mais ao lado dos trabalhadores. Agora se alinha com os banqueiros, multinacionais e empreiteiras, e contra a greve dos servidores públicos federais… Ao lado de Maluf em São Paulo e do ex-tucano Gustavo Fruet em Curitiba… Sempre ao lado dos capitalistas, contra os trabalhadores. Somos obrigados a cumprir a ordem expedida pelo Estado contra o sindicato. Mas não nos curvaremos jamais ao as-

sédio desses pelegos, desses agentes provocadores, renegados que abandonaram a luta em troca de cargos nos gabinetes e mandatos no parlamento. A luta continuará, com mais dificuldade, mas seguiremos lutando. Esperamos que a categoria registre bem o significado desses acontecimentos e saiba identificar sempre, daqui em diante, aqueles que defendem apenas seus próprios interesses em nome da classe trabalhadora.

Os defensores da EBSERH e do governo

A ministra e as representantes do governo em nossa categoria

Da esquerda para a direita: Setim, Rosemari e Gessimiel Germano (Paraná) em torno da ministra Gleisi Hoffmann

Nesta outra foto, as irmãs Roseli Isidoro e Rosemari Polezi aparecem juntamente com a ministra Gleisi Hoffmann

A Diretoria

expediente O Jornal do SINDITEST-PR é uma publicação do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Terceiro Grau Público de Curitiba, Região Metropolitana e Litoral do Estado do Paraná. Avenida Agostinho Leão Junior, 177 – Alto da Glória – Curitiba – Paraná. Telefone: (41) 3362-7373 – Fax: (41) 3363-6162 – www.sinditest.org.br – imprensa@sinditest.org. br. Projeto Gráfico e Diagramação: Excelência Comunicação. Fotografias retiradas da internet. Fone: (41) 8802-4450 – Tiragem: 6000 mil exemplares. É permitida a reprodução com a citação da fonte.

Os três amigos na campanha de 2010

Vale lembrar que as fotos acima foram amplamente divulgadas no Facebook, e foram tiradas na Convenção Municipal do PT que definiu o apoio desse partido à candidatura do ex-tucano Gustavo Fruet, o sujeito que aparece na foto ao lado com seus amigos do peito.


Jornal Sinditest-PR - Especial