Issuu on Google+

BOLETIM INFORMATIVO

Nº 37 SINDICATO DO COMÉRCIO VAREJISTA DE MATERIAL ÓPTICO, FOTOGRÁFICO E CINEMATOGRÁFICO NO ESTADO DE SÃO PAULO

Editorial “Temos que nos acostumar ao novo momento pelo qual passa o mundo inteiro” Abram Szajman Parafraseando o ilustre presidente da Fecomercio/SP, repetimos que a situação do planeta é caótica. E, mais uma vêz, “temos que nos acostumar”. Não basta aceitar ovina e tacitamente. Esse “acostumar”, significa a necessária capacidade de readaptação, para superar as dificuldades, quase sempre, à primeira vista, intransponíveis. É preciso discernir, ousar, lutar. Não que sejamos teimosos, mas persistentes. Perseverantes no trabalho, otimistas, não sonhadores. À frente de um ramo complexo, como o nosso, não devemos elaborar sobre hipóteses. Podemos ser até idealistas, porém pragmáticos. Constantes têm sido nossas preocupações em proporcionar melhores condições de aprendizado e aperfeiçoamento aos profissionais iniciantes. Nem medimos esforços para fazer emergir das esferas legislativas, Leis que protejam as Ópticas legalmente estabelecidas, da concorrência desleal, dos sonegadores e da pirataria. Agora, nos empenhamos no TAC – o Termo de Ajuste de Conduta que embase o Manual de Boas Práticas na Óptica. É o crescimento de nosso profissionalismo com tecnologia, conhecimento científico, urbanidade e amparo legal. Como não nos cansamos de afirmar nossa total confiança, vem de um trabalho ininterrupto voltado para as mesmas metas que abrangem a Óptica, os Ópticos e o desenvolvimento comercial de nosso setor, dia a dia mais amplo. Unindo as forças de todos os Sindiópticas de Norte ao Sul do Brasil, pleiteamos junto a CNC – Confederação Nacional do Comércio, o reconhecimento de uma Câmara Setorial do Comércio de Produtos Ópticos, o que muito nos ajudará em futuras reivindicações. Claro que tudo isso é trabalho, requerendo tempo, dedicação, investimentos. São viagens, encontros, confabulações, exigindo acima de tudo, uma vontade férrea de vencer obstáculos, que esses não faltam jamais. Atualmente devido ao crescimento desta casa e o considerável número de filiações, temos visto quão importante é a participação de muitos membros agrupados por equipes em forma de Conselhos. Assim organizando as equipes de trabalho conforme interesses e preferências nosso Sindióptica-Foto-Cine/SP, poderá fluir com maior desenvoltura atingindo mais rapidamente suas propostas. É por isso que concitamos os colegas. Sua presença é imprescindível. Vamos nos unir e construir juntos o progresso de nossa Classe. Muito Obrigado Akira Kido


ANIVERSARIANTES ABRIL 01 – ANA PAULA ROSALES TEIXEIRA 03 – CARLOS JOSE DE O. SOARES 04 – JOSE MARIA DE FARIA 05 – ANTONIO K. HAYASHI 05 – ARY MARCELLO MOTONO 06 – RUBENS GOMES CAMACHO 06 – BENEDITO REGINALDO MANFREDINI 08 – CARMEN SILVA G. V. DOMINGUES 08 – DIONISIO FERNANDES LUCAREZI 13 – APARECIDA RUGANI SILVA 15 – CELSO MINORU IDERIHA 16 – MARIA RITA DE ABREU ROSSI 17 – ROSANGELA DE FATIMA MURER IZEPOM 21 – ARIA BERNADETE OLIVEIRA RAMOS 29 – EDILSON KEN ITI ARAHAWA 30 – MARCO AURELIO P. DOMINGUES

MAIO 01 – FRANCISCO CAMARGO FERREIRA ZIBORDI 02 –JOSE LUIZ DA SILVA 09 – JUDITH GARCIA GROEGEL 11 – LEA MILENA GARCIA MOURA 12 – EDUARDO RECHE FEITOSA 17 – ODILA SENI GANDALINI 27 – SONIA BERNADETE SOARES 30 – VITOR CANDIDO DA SILVA

Código de Defesa do Consumidor Lei 8.078/90 As empresas que fornecem serviços e produtos no mercado de consumo devem observar as Regras de Proteção ao Consumidor, estabelecidas pelo Código de Defesa do Consumidor (CDC). O CDC foi instituído pela Lei nº 8.078, em 11 de setembro de 1990, com o objetivo de regular a relação de consumo em todo o território brasileiro, na busca do reequilíbrio na relação entre consumidor e fornecedor,seja reforçando a posição do primeiro, seja limitando certas práticas abusivas impostas pelo segundo. É importante que você saiba que o CDC somente se aplica às operações comerciais em que estiver presente a relação de consumo, isto é, nos casos em que uma pessoa (física ou jurídica) adquire produtos ou serviços como destinatário final. Melhor dizendo, é necessário que em uma negociação estejam presentes o fornecedor e o consumidor, e que o produto ou serviço adquirido satisfaça as necessidades próprias do consumidor, na condição de destinatário final.

Portanto, operações não caracterizadas como relação de consumo não estão sob a proteção do CDC, como ocorre, por exemplo, nas compras de mercadorias para serem revendidas por sua empresa. Observe que nestas operações, as mercadorias adquiridas se destinam à revenda e não ao consumo de sua empresa. Tais negociações se regulam pelo Código Civil brasileiro e legislações comerciais específicas, e não pelo CDC. A fim de cumprir as metas definidas pelo CDC, você deverá conhecer bem algumas regras que sua empresa deverá atender, tais como: forma adequada de oferta e exposição dos produtos destinados à venda, fornecimento de orçamento prévio dos serviços a serem prestados, cláusulas contratuais consideradas abusivas, responsabilidade dos defeitos ou vícios dos produtos e serviços, os prazos mínimos de garantia, cautelas ao fazer cobranças de dívidas. Portanto, fique atento ao CDC. Ele estabelece uma série de direitos e obrigações ao fornecedor e ao consumidor.

JUNHO 03 – LUIS CARLOS BOGNI 04 – ODAYR ALVES DA SILVA 08 – ARY LAVIERI 13 – ANA ROSA FERREIRA DE LIMA COSTA 18 – CARLOS ALBERTO RIBEIRO DA SILVA 18 – KELLY BAFI 22 – CLOVIS CHERUBIM 24 – JOÃO CARLOS GUANDELINO 24 – DENIS DE AGUIAR PAPASSONI 25 – ANDRE LUIZ DA SILVEIRA ARANTES 25 – ANTONIO CARLOS BERTONCINI 26 – REGINA KAUCAB NUNES SIQUEIRA CANDISANI 28 – MILTON ALMEIDA SANTOS

2

A ANVISA Informa: Antes de permitir a vistoria de seus estabelecimentos, os responsáveis devem exigir a apresentação da credencial de autoridade sanitária; Nenhuma quantia deve ser paga às autoridades sanitárias quando da realização de vistoria.. As irregularidades eventualmente encontradas nos estabelecimentos vistoriados são discriminadas em documento oficial denominado “AUTO DE INFRAÇÃO”, do qual constam: série e número, o brasão do Município de São Paulo, a identificação da Prefeitura do Município de São Paulo e da Secretaria

Municipal da Saúde, que é lavrado em três vias e assinado pela autoridade sanitária e pelo responsável do estabelecimento vistoriado. Deverá ser contatada a Policia Militar caso falsas autoridades sanitárias tentem realizar vistoria em qualquer estabelecimento da cidade; Além da Policia Militar os responsáveis pelos estabelecimentos deverão contatar a Coordenação de Vigilância em Saúde pelos telefones:3350.66.66, 3350.6624 ou 3350.6628 ou pelo Serviço de Atendimento ao Cidadão 156.


Previdência complementar = aposentadoria segura O Plano Fecomercio – Renda Complementar visa proporcionar a seus participantes uma aposentadoria mais digna. • Como se caracteriza o Plano de Benefícios Fecomercio – Renda complementar? - É um plano onde o valor do beneficio tem como base o saldo acumulado do participante em sua conta individual, correspondendo às contribuições realizadas em seu nome e mais à rentabilidade auferida pelos investimentos. Quanto mais tempo a pessoa contribuir e quanto maior o volume das contribuições, maior será o va-

lor do benefício por ocasião da aposentadoria. Observado o valor mensal mínimo de 40 reais, a pessoa define o valor que melhor se encaixar na sua faixa de remuneração. A previdência complementar melhora o nível de remuneração, atrai e retém profissionais qualificados e motivados. Para maiores informações sobre o Plano Fecomercio – Renda Complementar entre no site www.sindiopticasp.com.br ou pelo Tel.: (11) 3259.3648

Saque do FGTS De acordo com legislação vigente, disponível no site da Caixa Econômica Federal, o saque pode ser feito nas seguintes situações: • Demissão sem justa causa. • Término do contrato por prazo determinado. • Aposentadoria. • Suspensão do trabalho avulso. • Falecimento do trabalhador. • Necessidade pessoal, urgente e grave, decorrente de desastre natural causado por chuvas ou inundações que tenham atingido a área de residência do trabalhador, quando a situação de emergência ou o estado de calamidade pública forem assim reconhecidos por meio de portaria do governo federal. • Ter o titular da conta vinculada idade igual ou superior a 70 anos. • Quando o trabalhador ou seu dependente for portador do vírus HIV. • Quando o trabalhador ou seu dependente for acometido de câncer. • Quando o trabalhador ou seu dependente estiver em estágio terminal, em

razão de doença grave. • Permanência da conta sem depósito por 03 anos ininterruptos, para os contratos rescindidos, até 13/07/1990 e para os demais, a permanência do trabalho por igual período fora do regime do FGTS. • Aquisição da casa própria. • Pagamento de parte do valor das prestações de Financiamento do Sistema Financeiro de Habitação (SFH). • Amortização ou liquidação de saldo devedor de financiamento do SFH. • Aplicação em fundo Mútuo de Participação (FMP) vinculado ao FGTS, quando da venda de empresas públicas. • Rescisão do contrato por extinção total ou parcial da empresa. • Decretação de nulidade do contrato de trabalho nas hipóteses previstas no art. 37/2, da Constituição Federal, quando mantido o direito ao salário, ocorrida após 28/07/2001. • Rescisão do contrato por falecimento do empregador individual.

Horas Extras A duração da jornada de trabalho é de 08 horas e/ou 44 horas por semana.

As horas extras não podem exceder a 2 horas por dia. O somatório das Horas Extras entra na base de cálculo para o descanso remunerado. Aos gerentes, chefes, cargos de confiança não é necessário o pagamento de Hora Extra.

CONSELHO EDITORIAL Akira Kido Maracy M. Ferraz Produção: Cyan Artes Gráficas Agradecimentos deste Sindióptica/SP a todos que nos escreveram mensagens elogiosas de apoio e incentivo, que são verdadeiros estímulos para nossa dedicação à classe. Estejam sempre conosco. Precisamos de vocês.

3


A força do Sindicato é formada pela união de seus associados. Só a união faz a força. Associe-se ao

LIGUE: 3256-6011 3259-3648 / 3259-5826 visite nosso site www.sindioptica-sp.com.br CONTRIBUIÇÕES: Sindical- base legal art.578 e seguintes da CLT. Assistencial- base legal art.8º, inciso IV da CF/88

Nunca se esqueça de que os óculos de sol servem para proteger a vista. Por isso, devem ter lentes de excelente qualidade. Para não errar, prefira modelos de grifes já bem estabelecidas no mercado. Jamais use lentes amarelas e vermelhas de dia, porque elas não filtram os raios de sol UVA e UVB, que são nocivos.

Comunicado Importante Um grupo de médicos especialistas, ligados à SOBLEC, foi convidado a participar do evento da Johnson&Johnson em Moscou na Rússia. Eles declinaram deste convite devido às atuações desta empresa, na área de lentes de contato, no Brasil. Enquanto esta empresa insistir nesse tipo de política praticada em nosso país aconselhamos aos colegas não aceitarem tais convites. DIRETORIA SOBLEC 4

I Seminário de Óptica Senac Jabaquara O Sindióptica/SP está retomando seus empreendimentos em apresentações de Seminários, Palestras e Estudos. O próximo Encontro será nos dias 15 e 16 de agosto/2007. PALESTRAS DAS 19:00 AS 22:OO HORAS 15/08 Cláudia Cunha - Espectro Consultoria Moda e Estética como Argumento de Venda 15/08 Antonio F. Lopez Fernandez - Froillens Soluções e Resultados conseguidos com Lentes de Contacto 15/08 Luis Aberto Perez Alves - Assessoria em Lentes de Contact Perguntas e Respostas 16/08 Alex Dias - Docente do Senac Saúde Visão Sub-Normal 16/08 Gilberto dos Santos Campos - HS Lentes O Vendedor de Sucesso LOCAL: SENAC-JABAQUARA ENDEREÇO: AV. DO CAFÉ, 298 PARA INSCRIÇÕES E MAIORES INFORMAÇÕES SINDIÓPTICA/SP PELOS FONES: (11) 3259-3648 – 3259-5826 E 3256-6011 ou pelo e-mail sindioptica@sindioptica-sp.com.br

Funcionamento do comércio aos feriados As Empresas interessadas em abrirem as suas portas em dias estipulados como feriados municipais, estaduais ou federais, devem encaminhar ao SINDIÓPTICA-FOTO-CINE/SP um requerimento da sua intenção de funcionamento com as disposições da CCT. Esse procedimento é estabelecido pelo acordo firmado entre o Sindióptica-FotoCine/SP e o Sindicato dos Empregados do Comércio de São Paulo, em aditamento à Convenção Coletiva 2006/ 2007.

Atenção: essa documentação deve ser encaminhada com uma antecedência de 7 (sete) dias para cada feriado. A empresa interessada no funcionamento aos domingos e feriados, que possua ou não empregados, deverá dirigir requerimento pessoalmente em 2 vias, ao Sindióptica-Foto-Cine/SP solicitando a expedição de CERTIFICADO. Maiores informações acesse nosso site www.sindioptica-sp.com.br ou ligue para (11) 3256.6011

Contrato de experiência – rege essa modalidade de contratação o prazo de 90 dias (corridos) e não de três meses. Um dia além dos 90 estipulados na Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) e o contrato de experiência se transforma em contrato por prazo indeterminado gerando vínculos e direitos trabalhistas.


Distorções de lente Quando fotografamos um prédio é comum que ocorra uma falha na lente da câmera, conhecido como distorção de lente. As distorções de lente alteram as linhas retas para fora ou para dentro e ocasionam vinhetas, desvios cromáticos e perspectivas. Não são todas as lentes que causam esses defeitos. Tudo depende do comprimento focal ou do

“f-stop” selecionado. Vamos entender isso um pouco melhor. A distorção para fora faz com que as linhas retas fiquem arqueadas na direção dos extremos da imagem. Na distorção para dentro, ao contrário, as linhas ficam arqueadas para dentro. O desvio cromático cria uma borda colorida nas arestas da imagem, pois a lente não consegue focali-

zar diferentes cores de um mesmo ponto. Normalmente, aparece uma linha em vermelho ou ciano dispersa nos contornos da imagem. Por fim, a distorção de vinheta deixa as áreas extremas da imagem mais escuras do que o centro. Altair Hoppe Autor de Livros para Fotógrafos

Consultoria VOCÊ PODE TER CERTEZA DE QUE SEUS CLIENTES SÃO MAL SERVIDOS SE: 1 – Seus funcionários estão desmotivados, insatisfeitos ou tiveram um dia ruim 2 – Os funcionários não são treinados ou não têm autoridade suficiente para resolver os problemas dos clientes ou fornecer um serviço de qualidade 3 – O chefe os trata mal ou de alguma forma os desvaloriza 4 – Você e os outros gerentes passam a idéia de que os clientes são “umas pestes”. 5 – Você toma decisões e estabelece sistemas sem considerar o impacto sobre os clientes.

“Não se pode ensinar tudo a alguém, pode-se apenas ajudá-lo a encontrar por si mesmo.” Galileu Galilei

Todos felizes, mas a empresa não vende Os clientes reclamam da qualidade dos produtos e dos serviços e estão indo, um a um, para a concorrência. Os vendedores não vendem e as poucas vendas que fazem são com descontos e prazos que comprometem o caixa. O fluxo de caixa é negativo. Isso sem falar da inadimplência que está em níveis insuportáveis. A empresa está no vermelho, com prejuízo e corre o risco de quebrar. Todos muito felizes, mas a empresa não tem resultados. Os únicos infelizes são os acionistas, os donos, os que lá colocaram o seu capital e seu esforço inicial. É óbvio que a harmonia é desejável, mas ela não pode ser maior do que os resultados, que o retorno aos acionistas, os donos, que a qualidade dos produtos e serviços, que a satisfação dos clientes. E claro que é sempre desejável que a empresa ofereça elevadas condições de trabalho, mas os colaboradores devem compreender que , na empresa, a harmonia, a alegria e a amizade não podem ser um fim em si mesmas. Ela deve ser um meio para conquistar, manter clientes e obter resultados.

Prof° Luiz Marins

Receita faz apreensão de 300 mil óculos no Porto do Rio A Alfândega da Receita Federal do Brasil no Porto do Rio de Janeiro apreendeu contêiner com 307.844 óculos de sol e de correção, avaliados em R$ 4 milhões. Os objetos foram declarados como bolsas. A carga foi embarcada no Porto de Nigbo (China) por empresa sediada em Corumbá (MS). Ao analisar as mercadorias, os servidores da Receita constataram que o conteúdo da carga era diferente e 100 vezes menor que o declarado. Os responsáveis pela importação irregular serão denunciados ao Ministério Público Federal. Coordenação de Imprensa da RFB

5


Programação Óptica Senac

XI Seminário de Contatologia

CURSOS DE APERFEIÇOAMENTO Visão Subnormal Carga horária: 16 horas 4/8 e 11/8 – sábado - Horário: 8h30 às 17h30 Técnicas de Negociação no Varejo Óptico Carga horária: 16 horas 6 a 15/8 - de 2ª, 4ª e 6ª - Horário: 19 horas às 22h15

Técnicas de Vendas Módulo II Vendas Técnicas em Óptica Carga horária: 16 horas 27/8 a 31/8 – de 2ª a 6ª - Horário: 19 horas às 22h15

Akira Kido Presidente do Sindióptica/ SP e Conselheiro do Senac participou do XI Seminário de Contatologia “Estratégias de Gestão e Tecnologias” realizado de 21 a 23 de maio de 2007 na Unidade Tiradentes do Senac, São Paulo. A proposta deste evento, que teve como empresas patrocinadoras a Alcon e a Baush & Lomb, foi de refletir sobre a responsabilidade do óptico como profissional de saúde, pensar sobre a prática da gestão no segmento da contatologia, bem como trazer as soluções que os especialistas encontram para as situações do dia a dia enfrentadas pelos contatólogos.

Técnico em Óptica – Período Matutino Carga horária: 1200 horas Matrículas abertas: 13/8 - 2ª a 6ª - Horário: 8h30 às 12h30

Reunião dos Presidentes

Vitrinismo Aplicado à Loja de Óptica Carga horária: 21 horas 11/8 a 25/8 - sábado - Horário: 8h30 às 17h30 Técnicas de Vendas Módulo I Conhecimentos Básicos em Óptica Carga horária: 16 horas 25/8 e 1/9 - sábado - Horário: 8h30 às 17h30

Técnico em Óptica – Período Noturno Carga horária: 1200 horas Início – 13/8 – de 2ª a 6ª - Horário: 19horas às 23 horas Inscrições abertas – Processo Seletivo dia 23/07/2007 às 19h30 Informações e inscrições Senac Tiradentes - Av. Tiradentes, 822 Luz São Paulo - SP (próximo ao metro Tiradentes) Tel: (11)33296200 - Fax: (11)33296262 e-mail:tiradentes@sp.senac.br www.sp.senac.br/tiradentes

Simples Nacional – unifica Impostos das ME e EPP. Porém não as isenta das Contribuições Sindicais e Assistenciais. Quem não pode entrar no Simples Empresas do sistema financeiro, do atacado de bebidas e cigarros, de loteamento e de incorporação imobiliária, de prestação de serviços de comunicação, técnico ou intelectual, entre outras, estão proibidas. Quem pode entrar no Simples Academias de atividades físicas e desportivas, agências de viagem e de turismo, casas lotéricas, construtoras e escritórios de contabilidade são algumas das atividades autorizadas a ingressar no programa. 6

Dias 19 e 20 deste mês – Julho/ 2007, estivemos nesta Sede, reunindo os Presidentes dos Sindiópticas do Brasil. Nem todos puderam vir devido ao caos nos aeroportos. Mas Akira Kido Presidente do SINDIÓPTICA/SP e Diretores desta casa Srs.Luis Alberto Peres Alves, Sr. Isaac Varger, Sr. Candido L.S.Machado e o Sr. Marco Aurélio P.Domingues, tiveram a satisfação de receber o Sr. Leandro Luiz Fleury Rosa e Sr. Edgard R.de Sousa/ GO, Sr. Hamilton C. J. Guimarães/DF, Sr. Silvino J.R.de Sousa/ RJ, Sr. André Roncatto, Sr. Roberto Tenedini e Sra. Liege Marranghello/ RS, Dr. José de Anchieta e Dr. Reginaldo Ezarchi, representantes do Siniop que trouxeram suas propostas brilhantes para dar novos rumos à nossa Classe. Foram horas de trabalho intensivo com resultados muito profícuos que deverão continuar em outros encontros em busca de soluções que redimam nossos questionamentos.


BIS nº 37 l SINDIÓPTICA-SP