JORNAL DO SINDIMETRÔ/RS #156

Page 1

e

S

onexas do R

eC

o ri

d

SINDIMETRÔ-RS 1986 - 2021

Empre sa s

a Tr

orte Met ro nsp vi á

Nº 156

anos

de luta

em es

PORTO ALEGRE, 13 DE JULHO DE 2021

35

r do

SiNDiMETRÔ/RS

to dos Trab ica al h a

JORNAL DO

nd Si

VACINA NO BRAÇO É VITÓRIA METROVIÁRIA! Todos os metroviários receberam a primeira dose da vacina contra Covid-19. A imunização foi concluída no dia 18 de junho. A luta do Sindimetrô estendeu-se também aos trabalhadores terceirizados, para que estes também fossem vacinados e o objetivo foi alcançado. O sindicato já solicitou que os oito novos funcionários que ingressaram agora também recebam o imunizante. A LUTA POR VACINAS

Desde fevereiro, quando o Sindimetrô tocou no assunto pela primeira vez com a direção da empresa, a vacinação entrou na pauta definitiva do sindicato. Mas não da empresa, infelizmente. Levou meses até que a Trensurb tomasse alguma atitude em relação à imunização da categoria. O sindicato solicitou que a Trensurb negociasse, institucionalmente, com as prefeituras, a inclusão dos metroviários em suas listas de prioridades.

De acordo com a vice-presidente da entidade, houve diversas reuniões para que a empresa negociasse com as prefeituras dos seis municípios atendidos pelo trem, a cedência de doses: “A categoria foi à luta. Não suportou a morte de quatro colegas e o avanço da contaminação entre os metroviários e as metroviárias”, disse Keity Goularte. O presidente do Sindimetrô/RS destaca que as mobilizações por “vacina já” foram definidoras. Em 24 de março, houve um ato na estação Mercado, com liberação de catracas por 30 minutos e, em 20 de abril, uma paralisação da operação por 60 minutos: “Para os trabalhadores, as conquistas não vêm de graça. Sempre precisou de muita luta. Aí está o resultado”, definiu Luís Henrique Chagas.


JORNAL DO

TODOS CONTRA

2

SiNDiMETRÔ/RS

O CORONAVÍRUS E A PRIVATIZAÇÃO

ESCOLHA DOS NOVOS REPRESENTANTES SINDICAIS OCORRERÁ EM SETEMBRO A comissão eleitoral que conduzirá o processo de escolha dos novos representantes sindicais esteve reunida no dia 09 de julho. Responsável por planejar, preparar e executar o pleito, a comissão definiu o seguinte calendário, obedecendo os prazos legais. Devido à pandemia e a impossibilidade de aglomerações, a eleição para os novos representantes sindicais do Sindimetrô tiveram de ser adiadas. O mandato dos atuais representantes venceu em abril e, por decisão da categoria, foi prorrogado por mais 180 dias no aguardo uma retração do nível da pandemia

e a preparação de um novo pleito. Metroviários e metroviárias poderão se candidatar se tiverem ao menos seis meses de filiação sindical e, no mínimo, três meses de suas mensalidades em dia. As inscrições deverão ser feitas de forma presencial na sede do Sindimetrô RS. Dúvidas e informações podem ser sanadas com os integrantes da comissão eleitoral: a presidente Carmem (Aeromóvel), Bischoff (Seope), Gil (Aeromóvel), Lima (Sesin), Maurão (Setra) e Valéria (Seope).

CONFIRA O CALENDÁRIO ELEITORAL PERÍODO

ACONTECIMENTOS

26/07 a 06/08

Inscrições dos candidatos

09/08 a 13/08

Análise das inscrições e impugnações de candidatos

16/08 a 20/08

Defesa de candidatos impugnados

23/08

Homologação das inscrições

24/08 a 29/08

Campanha eleitoral

30/08 a 03/09

Período de votação

03/09

Apuração dos votos às 17h


TODOS CONTRA

O CORONAVÍRUS E A PRIVATIZAÇÃO

3

JORNAL DO

SiNDiMETRÔ/RS

ACORDOS COLETIVOS ESTÃO EM FASE FINAL DE NEGOCIAÇÃO Prorrogados pelo terceiro mês consecutivo, os acordos coletivos dos metroviários (de Trabalho e de Escalas) estão com as negociações avançadas entre Sindimetrô, Trensurb e a comissão de negociação formada por membros da base. O acordo de escalas foi renovado integralmente. O ACT teve todas as cláusulas sociais aprovadas. Ficando em aberto as econômicas e o prazo de vigência dos novos acordos.

O Sindimetrô e a comissão sugeriram um prazo de dois anos, com reajuste inflacionário em maio de 2022. Mas, alegando a Lei de Diretrizes Orçamentárias, a Trensurb diz que o percentual não pode ser incidido sobre outras cláusulas econômicas que não a salarial. Também será levada à SEST a proposta de um abono de R$ 2.000,00, no mês de julho de 2022, para tentar amenizar essas perdas.

ESCRITÓRIO DETALHA PLANO JURÍDICO NA BATALHA CONTRA AS PRIVATIZAÇÕES O escritório Garcez, contratado pelos sindicatos dos metroviários de cinco estados, apresentou ao conselho diretivo do Sindimetrô/RS as ações já realizadas e as ideias de futuras iniciativas na busca de brechas em várias áreas, na tentativa de barrar a sanha privatista do governo Bolsonaro. Numa explanação de cerca de 25 minutos, representantes do escritório destacaram a busca por apoio parlamentar (federais, estaduais e municipais) nos respectivos estados (e a categoria será de

suma importância nesta busca) e as estratégias jurídicas e administrativas para impedir a venda da Trensurb e da CBTU. Segundo o diretor jurídico do Sindimetrô/ RS já foi impetrado um mandado de segurança com pedido de liminar, para que o BNDES apresente o resultado dos estudos realizados: “Mesmo diante de tantas trapalhadas, o governo Bolsonaro segue com seu propósito privatista e nós usaremos todas as ferramentas disponíveis para barrá-la”, disse Ronas Filho.


JORNAL DO

TODOS CONTRA

4

SiNDiMETRÔ/RS

O CORONAVÍRUS E A PRIVATIZAÇÃO

CONSELHO FISCAL APROVA AS CONTAS DO SINDICATO

NOVOS METROVIÁRIOS FORAM RECEBIDOS NO SINDIMETRÔ As metroviárias e os metroviários chamados no último concurso, foram recebidos no dia 08 de julho na sede do sindicato.

No dia 09 de julho, o Conselho Fiscal do Sindimetrô reuniu-se na sede da entidade para analisar as contas do sindicato. O período analisado foi o de janeiro a abril de 2021.

Os agentes de estação almoçaram no sindicato e depois tiveram uma rápida reunião com alguns dirigentes, onde foram atualizados sobre o trabalho contra a privatização da Trensurb.

Todos os conselheiros foram convocados e os quatro integrantes presentes (Back, Gonzaga, Giovane Rodrigues e Abreu) aprovaram as contas apresentadas pelo diretor financeiro, sem ressalvas.

O presidente da entidade informou aos novos colegas que já solicitou à empresa imunizantes para que eles sejam vacinados contra Covid-19: “É importante que todos comecem suas funções já protegidos, pois o ambiente é de alto contágio”, disse Luís Henrique Chagas.

O conselho e o Sindimetrô acordaram que uma assembleia de apreciação, pela categoria, das contas de 2020 e a apresentação do Plano Orçamentário Trienal será agendada tão logo as negociações do ACT se encerrem. E, claro, com a diminuição da crise pandêmica que vivemos. Consulte os balancetes em: www.sindimetrors.org/transparencia

NOTAS CAMPANHA DE ARRECADAÇÃO DE ALIMENTOS: No final de junho os diretores do Sindimetrô lançaram uma campanha para arrecadar alimentos para doar à comunidade do entorno do sindicato. Ainda em julho, a categoria será convocada a colaborar. Participe! ATOS FORA BOLSONARO: Desde o dia 29 de maio tem se intensificado os movimentos em busca do impeachment de Bolsonaro. O povo não aguenta mais tamanha incompetência e negacionismo e o Sindimetrô está junto nesta corrente. Atos ocorreram também em 19 de junho, 03 e 13 de julho e está programado mais um para o dia 24, próximo. WHATSAPP: O Sindimetrô vai reativar o número de celular como mais uma opção de contato da base com o sindicato. Mandem seus contatos para (51) 99361.7637 para atualizarmos a agenda. Nele os metroviários podem esclarecer dúvidas, solicitar e enviar demandas e buscar outras informações. Atendimento das 08hs às 17hs, de segunda à sexta. SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS @sindimetrors

/sindimetro

sindimetrors.org

EXPEDIENTE

@SindimetroRS

Jornal do Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transportes Metroviários e Conexas do RS Rua Monsenhor Felipe Diehl, 48 - Humaitá, Porto Alegre/RS Presidente: Luís Henrique Chagas Diretoria de Comunicação: Lucas Viegas e Kauê Santos Jornalista Responsável: Civa Silveira (Mtb 9426) Diagramação: Nádia Alibio Contatos: 51 33744200 imprensasindimetrors@gmail.com