Page 1

Informativo dos Trabalhadores nas Indústrias de Alimentação do ES - 30 de maio de 2014 - Distribuição: Garoto

Os trabalhadores da Choco-

A categoria já definiu suas

A queda na receita operacio-

lates Garoto se empenharam dia

prioridades: 10% de reajuste sa-

nal líquida, o aumento das despe-

após dia e cumpriram suas metas.

larial, R$ 560 de ticket e PLR de

sas administrativas e a elevação

Mesmo com quadro reduzido e

R$4.100 + 1 salário.

nas despesas financeiras demons-

sobrecarga para quem fica, a ca-

Especialista analisa resultados

tram que a empresa não obteve

tegoria tem batido os recordes de produção exigidos pela Garoto. Os resultados financeiros da empresa não foram positivos, mas eles não são culpa dos trabalhadores. A categoria fez a parte dela, e não é responsável pelas crises de mercado. Somos parte do Grupo Nestlé. Ele tem que investir no trabalhador e proteger a Garoto. A categoria também merece receber investimentos financeiros. Afinal, a própria empresa diz os trabalhadores são o seu maior patrimônio. Por isso estamos lançando a campanha

Proteger Faz Bem. Categoria define reivindicações O Sindialimentação inicia a campanha 2014/2015 por melhores salários e por uma Participação nos Lucros e Resultados (PLR) digna.

O Sindialimentação está preparado para as negociações. E, para isso, se reuniu com a supervisora Técnica do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (DIEESE) Sandra Bortolon. A especialista fez uma análise do cenário econômico e comentou os resultados do balan-

bons resultados. Os dados do balanço apontam um prejuízo de R$5.164 milhões. Para reverter esse cenário, a economista sugere a ampliação dos investimentos, o que tem sido reivindicação constante do Sindicato ao longo dos últimos anos nas negociações com a empresa.

ço anual da Garoto. Segundo a especialista, os números indicam que a Garoto registrou perdas dentro do acirrado mercado de chocolates, “devido ao o aumento do número de concorreentes nos últimos anos e o crescimento do mercado das empresas com produção semi-artesanal”, explica Sandra.

Reunião com supervisora técnica do Dieese preparou diretoria para proteger direitos dos trabalhadores.


Programa de saúde tipo exportação

Editorial A luta é uma só

O programa de saúde do trabalhador VidaViva, desenvol-

A p ó s muitas

lutas,

trabalhadores

da

Alimentos

Leão e

Bebidas aprovaram o acordo coletivo 2013/2014. Foi uma dura negociação com a direção da fábrica de Linhares, que alegava não haver como melhorar a proposta. Enquanto isso, a base sofria com o piso salarial de R$730, um salário mínimo. Nós fomos até o limite, até a aprovação de uma paralisação. Na iminência da greve, a empresa solicitou uma reunião de emergência às sete da manhã do dia 27. Os representantes vieram de São Paulo à sede do Sindicato e concordaram com o piso reivindicado pela categoria. Um grande salto numa fábrica comandada por uma multinacional que fez de tudo para ser indiferente à causa dos trabalhadores. Saímos vencedores porque a categoria mostrou que com resistência e união podemos ir mais longe. Por que estou falando sobre isto? Porque nossa luta por avanços no acordo coletivo e PLR vai recomeçar agora. Nas próximas semanas, estaremos de novo brigando por uma causa pela qual nós acreditamos que sempre vale lutar, até o fim. Acreditamos na garra dos tra-

Sindicato realiza assembleia sobre turno de revezamento

vido com a participação do Sin-

O Sindialimentação reali-

dialimentação, está auxiliando

zará nesta terça-feira, 3, às 13h,

na melhoria das condições de

14h20 e 15h30, a assembleia

trabalho em outros países. Este

com os trabalhadores contem-

mês, nosso Sindicato foi convi-

plados nos dois últimos grupos

dado a colaborar com a forma-

do processo de intervalo do tur-

ção de trabalhadores que im-

no de revezamento. A lista está

plantarão em diversas fábricas

disponível na sede do Sindicato.

na Colômbia. A diretora Mara

Essa é uma vitória impor-

Lira representou o Sindicato e

tante, porque se trata de um

a Confederação Nacional dos

processo difícil, no qual temos

Trabalhadores da Alimentação

utilizado de todos os meios para

(CONTAC), coordenando a ati-

que mais trabalhadores sejam

vidade.

contemplados. Por isso, onde

Na Garoto, o programa já

temos chance, estamos recor-

foi implantado na Cozinha Nova

rendo nos processos até a última

e no Crocante, e agora a em-

instância, em Brasília.

presa está aplicando a melho-

Sindialmentação representa categoria em Plenária da CUT

rias sugeridas pelos próprios trabalhadores. O VidaViva também está sendo implementado em empresas de Moçambique, Turquia e Alemanha, países que também integram a rede em nível internacional. Junto com outras entidades

sindicais

contribuímos

para

brasileiras, fortalecer

a luta da classe trabalhadora onde quer que ela esteja. Os custos da atividade foram integralmente arcados pelo Sindicato

dos

Trabalhadores

Metalúrgicos do Canadá (Steel Workers) e pela Confederação Nacional dos Trabalhadores Metalúrgicos do Brasil (CNM).

O nosso Sindicato marcou presença na 16ª Plenária da Central Única dos Trabalhadores do Espírito Santo (CUT-ES), de 16 a 18 de maio, em Nova Almeida. O encontro foi ocasião para conhecer e analisar os contextos político e econômico atuais. O evento também promoveu o debate sobre os pontos estratégicos que serão levados pela direção estadual para o Congresso Nacional da CUT. O objetivo é reforçar o protagonismo da Central na proposição de políticas públicas que beneficiem todos os trabalhadores.

balhadores da Chocolates Garoto. Com firmeza e união sairemos ven-

INFORMATIVO DOS TRABALHADORES NAS INDÚSTRIAS DE ALIMENTAÇÃO DO ES

cedores. Essa luta é uma só.

Linda Morais

Coordenadora Geral do Sindialimentação

Estrada Jerônimo Monteiro, 1732 - Vila Velha - ES 3339-5027 | comunica.sindi@terra.com.br

SECRETÁRIO DE COMUNICAÇÃO Elifas Medeiros

COORDENADORA GERAL Linda Morais

JORNALISTA RESPONSÁVEL Sylvia Ruth

Atitude Garoto 30 05 14  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you