Page 1

Mulheres da CUT

Uma Luta em Construção!

Projeto de Organização das Secretarias de Mulheres das Entidades Filiadas Cutistas

FORTALEZA - CEARÁ 2014


Expediente

Cartilha do Projeto de organização das Secretarias de Mulheres Coordenação: Coletivo Estadual: - SEMT-CUT/CE Produção do Projeto: Carmem Silva Ferreira Santiago Secretária da Mulher Trabalhadora Gestão 2009- 2012 Presidente: Francisco Jerônimo do Nascimento Elaboração do Projeto Manoel Messias Moreira Co-produção: Maria Ozaneide de Paulo Secretaria da Mulher Trabalhadora Gestão 2012 - 2015 Presidenta: Joana Dar’c Barbosa Almeira Projeto Gráfico Maherle maerle@gmail.com Ilustrações: Tmax Propaganda Quantidade 2 mil exemplares Impressão Gráfica Cordeiro de Morais 10 Edição, Novembro de 2014

Rua Solón Pinheiro, 915 | Bairro José Bonifácio | Fone: (085) 3464-7377 | CEP 60050-041 | Fortaleza | Ceará www.cutceara.org.br | e-mail: cutceara@cutceara.org.br


SUMÁRIO Apresentação................................................................................................. 4 Projeto de Organização das Secretarias de Mulheres das Entidades Filiadas Cutistas................................................................ 5 Justificativa..................................................................................................... 6 Objetivo Geral................................................................................................ 6 Objetivos Específicos................................................................................... 7 Metodologia................................................................................................... 7 Temas a serem discutidos.......................................................................... 8 Ações a serem desenvolvidas na execução do projeto...................... 9

PROPOSTAS DE METODOLOGIA DE EVENTOS.................................11 Seminário Temático...................................................................................12 Rodas de Conversas..................................................................................13 Tribuna Livre...............................................................................................14 Como Preparar um Plano de Ação com o Coletivo do Sindicato....................................................................15


APRESENTAÇÃO A CUT\CE através da secretaria Estadual da Mulher Trabalhadora oferece aos sindicatos filiados a “CARTILHA: Mulheres da CUT uma Luta em construção!” na perspectiva de fortalecer a organização das mulheres no espaço local, bem como, em âmbito estadual e nacional. As mulheres trabalhadoras da CUT fazem muita história. A organização das mulheres no movimento sindical se acentuou no interior da Central discutindo e propondo ao conjunto das políticas forma de lutas que buscam romper com a discriminação de gênero e almeja alcançar a igualdade de oportunidade entre homens e mulheres. O primeiro passo foi a criação da Comissão Nacional da Mulher Trabalhadora em 1986 que deu-se a partir da necessidade de introduzir na Central, a luta da mulher trabalhadora para enfrentar a realidade da discriminação à que são submetidas no cotidiano do trabalho, do sindicato e na realidade como um todo. A política de gênero desenvolvida pela CUT através da SEMT - Secretaria Estadual da Mulher Trabalhadora em parceria com a SNMT - Secretaria Nacional da Mulher Trabalhadora, tem como principal objetivo organizar as mulheres no âmbito do sindicato, sensibilizando trabalhadores/as, dirigentes mulheres e homens, assessores/as das entidades sindicais, para a superação das desigualdades entre mulheres e homens no mundo do trabalho e na sociedade em geral. Neste sentido a Cartilha ora em questão visa cumprir esse objetivo com a proposta de um Projeto de Organização das Secretarias de Mulheres das Entidade Filiadas para fortalecer a organização e articular os temas gerais da política da Central , tanto nas políticas públicas quanto nas relações de trabalho e sindical, reafirmando entre suas prioridades temas como a violência contra a mulher, o combate ao racismo, a luta pela paridade e tantas outras bandeira de lutas que sempre marcaram a ação sindical para a redução da desigualdade e contra a opressão às mulheres nos espaços que elas se encontram.. Desejamos a tod@s boa leitura e bom proveito! Maria Ozaneide de Paulo Secretária da Mulher Trabalhadora da CUT


Projeto de Organização das Secretarias de Mulheres das Entidades Filiadas Cutistas

Projeto de Organização das Secretarias de Mulheres das Entidades Filiadas Cutistas

PÚBLICO: Mulheres que compõe o quadro de entidades filiadas; PERÍODO: Cada sindicato determinará de acordo com o mandato da diretoria; AGENTE MOBILIZADOR: Secretarias de Mulheres/Gênero ou afins de cada entidade filiada.

5


Projeto de Organização das Secretarias de Mulheres das Entidades Filiadas Cutistas

Justificativa A implementação de ações para estruturação da Secretaria de Mulheres da CUT Ceará, envolvendo debate de diversos problemas sociais, a justiça de gênero, direitos e lutas das mulheres, igualdade racial, direitos trabalhistas e outros, voltado as mulheres que integram as Entidades Filiadas. Socializar de forma democrática a realidade das mulheres e constuir uma rede de solidariedade entre a base dos sindicatos como forma de fortalecer a luta feminista e de garantir melhores condições de vida no mundo do trabalho para as mulheres.

Objetivo Geral Promover um espaço de formação cultural - critica através de seminários, rodas de conversas com temáticas de abordagens nas questões feministas: urbana, agrária, direito, violência, juventude, sexualidade entre outros.

6


Projeto de Organização das Secretarias de Mulheres das Entidades Filiadas Cutistas

Objetivos Específicos Exibir conteúdo relacionado as temáticas sociais, cultural, políticas para a percepção dos direitos humanos, justiça social, sustentabilidade, ética e outros; Possibilitar a reflexão critica dos conteúdos das temáticas abordadas; Estimular o interesse do público alvo através de discussões capazes de despertar novos conceitos e atitudes .

Metodologia Ficará a cargo de cada entidade a elaboração do próprio projeto de execução de acordo com sua realidade e suas potencialidades.

7


Projeto de Organização das Secretarias de Mulheres das Entidades Filiadas Cutistas

Temas a serem discutidos Gênero e Mulher; Gênero, Família e Geração; Gênero, Classe Social e Raça; Gênero e Trabalho; Gênero e Violência; Sexo, Amor e Igualdade de Gênero; Participação nos Espaços de Poder; Feminismo, História e Lutas das Mulheres; Paridade; Igualdade de Oportunidade; Calendário de Lutas Feministas.

8


Projeto de Organização das Secretarias de Mulheres das Entidades Filiadas Cutistas

Ações a serem desenvolvidas na execução do projeto Seminário de sensibilização e discussão de prioridades para a agenda das entidades; Constituição de um grupo de mulheres responsáveis para encaminhar a política pensada no ponto acima de preferência uma coordenação que tenha mulheres nas executivas para aprovar os orçamentos e garantir o evento; Realizar levantamento de sua base feminina, criar uma pesquisa para saber quantas são, cor, situação civil, se já sofreu violência doméstica, como concilia trabalho e casa, enfim, desenhar um perfil de sua base para a partir daí, cruzar dados e traçar políticas de enfrentamento; Fazer convênios com órgãos (universidades, centros de referências, coordenadorias, ong’s, militantes independentes que dominem o tema...) Que discuta a questão feminina e realizar rodas de conversas sobre os mais variados temas das lutas feministas; Criar consórcios entre os sindicatos e realizar cursos específicos para preparar as mulheres militantes e/ou liberadas nos sindicatos para ajudar nas composições de direções, pois somente preparadas em argumentos e políticas que iremos poder alcançar a paridade em nossos sindicatos;

9


Projeto de Organização das Secretarias de Mulheres das Entidades Filiadas Cutistas

Articular e criar documentos de formação para a base defendendo as questões feministas como cartilhas, boletins, folders. Debatendo os mais variados temas como creches, paridade, assédio moral, mulheres no mercado de trabalho, disputa nos espaços de poder e demais temas; Constituir um grupo de mulheres que tenham disponibilidade para participar das agendas estaduais do calendário feministas (dia 08 de março, legalização do aborto, 25 de novembro,...) Fazer um painel de fotos das entidades filiadas com foco nas atividades das mulheres para que a base compreenda e reconheça que neste sindicato as mulheres fazem história; Realizar campanhas educativas na base sensibilizando para aderir a causa das mulheres como defesa da lei Maria da Penha, o enfrentamento à violência doméstica, a lesbofobia, a homofobia, ao racismo, a violência sexista; Solicitar e exigir nas composições de mesas e demais espaços a presença das mulheres, assim como o direito a fala sempre no sentido de que a classe trabalhadora tem dois sexos e que queremos nosso lugar garantido.

10


PROPOSTAS DE METODOLOGIA DE EVENTOS


Projeto de Organização das Secretarias de Mulheres das Entidades Filiadas Cutistas

Seminário Temático Escolher o tema que se quer debater; Fazer levantamento de palestrantes; Definir o tempo, o público,o melhor dia para a base,qual o atrativo da atividade; Escolher ambiente agradável e garantir qualidade no local; Preparar convites para o público e convidados; Fazer o orçamento de gastos para apresentar na executiva do sindicato, incluindo material, alimentação, passagens etc.; Convidar toda a executiva e fazer questão da presença na atividade; Preparar uma lembrancinha nas primeiras atividades como forma de chamar para as outras,pois é difícil começar,para quem já tem o hábito de realizar grandes eventos é fortalecer o que já existe; Não esquecer de divulgar o que está fazendo e registrar tudo, inclusive com relatórios;

12


Projeto de Organização das Secretarias de Mulheres das Entidades Filiadas Cutistas

Rodas de Conversas Definir o tema do que se quer debater; Convidar um/a facilitador/a para ajudar no debate; Coloca as pessoas em círculos de preferência e começa com uma mística (dinâmica, pode ser uma massagem, uma música ...); Começa com uma pergunta direcionada ao tema e instiga as pessoas a responder para assim criar uma conversa informal onde todas terão a oportunidade de falar e facilita o debate a partir do grupo,construindo junto,criando elos; A roda de conversa unifica mais e tira a figura do palestrante, colocando as mulheres no mesmo nível,assim fortalece-se o grupo e conseqüentemente o sindicato; Encerrar a roda com todas de pé, de mãos dadas fazendo uma avaliação do que aprendeu, do que ficou, pode ser com palavras, frases ou deixa a vontade.

13


Projeto de Organização das Secretarias de Mulheres das Entidades Filiadas Cutistas

Tribuna Livre

Definir o tema;

Definir a carga-horária, data, metodologia, mística, palestrantes/facilitador, material, público; Encontrar parceiros para fortalecer o encontro; Definir orçamento de gastos do evento; Garantir o público.

Liberdade se constrói

Pa rid Liberdade + Autonomia se constrói com Igualdade:

Pa rida de Já ! 14


Projeto de Organização das Secretarias de Mulheres das Entidades Filiadas Cutistas

Como preparar um Plano de Ação com o Coletivo do Sindicato O que?

Nossas prioridades transformadas em metas

Quem?

Instituições responsáveis pela formulação, gestão e monitoramento do Plano local

Como? Quando? Onde?

Ações a serem desenvolvidas e respectivo cronograma

Com quê?

Recursos para favorecer a participação das mulheres nos espaços de poder e decisão. Orçar o que pode ser previsto com recursos do município ou pode ser procurado em outras fontes de recursos

Com quem?

Grupos e Instituições que podem somar-se a este mutirão por políticas públicas que favoreçam o empoderamento das mulheres

15


Coordenação do Coletivo Estadual da Mulher Trabalhadora da CUT – Ceará Titulares: Maria Verônica dos Santos – SINTBEM Wedis de Fátima Gomes Feitosa – SINDIVALORES Wanessa Rodrigues da Silva Dantas – SINTEL Terezinha de Jesus dos Santos – APEOC Rita de Cássia Ferreira da Silva – Sindicato dos Bancários Virginia Lane de Sousa – SINDMETAL Ana Célia Rodrigues – SINDPD Rosangela Ferreira Moura Lucena – FETRAECE Sheila Maria Gonçalves da Silva – FETAMCE Maria do Livramento de Sousa – SINASCE Luciana de Paula da Fonseca – SINDELETRO Lilian Araújo Pinto – Sindicato dos Sapateiros

Suplentes: Maria Osmarina Modesto Sousa – MOVA-SE Francisca Helenice Pereira – Sindicatos dos Comerciários de Fortaleza Josefa Costa Barroso – APEOC Léa Patrícia Albuquerque – Sindicato dos Bancários Maria Helena Silva Ribeiro – SINDMETAL Dagmar Gonçalves Martins – SINDPD Francisca Franci de Oliveira – Regional da FETRAECE Cariri Mary Silva de Sousa – SUPREMA Vera Dark Miranda – SINASCE Joelbia Maria Bezerra Chaves – SINDELETRO Maria Helena de Santana – Sindicato dos Sapateiros

Diretoria Executiva Estadual Gestão 2012/2015 Presidência Joana D’arc Barbosa Almeida Vice-presidência Francisco Wil e Silva Pereira Secretaria Geral Helder Nogueira Secretaria de Administração e Finanças Carmem Santiago Secretaria de Comunicação Ataíde Oliveira Secretaria da Mulher Trabalhadora Maria Ozaneide de Paula Secretaria de Formação Lúcia Maria Silveira de Queiroz Secretaria de Juventude Ari Ferreira do Nascimento Secretaria de Organização Política e Sindical Glaydson Antônio Rodrigues Mota Secretaria de Políticas Sociais Maria José Soares de Lima Secretaria de Relações de Trabalho Francisco Gome Sobrinho Secretaria de Saúde do Trabalhador Telma Maria de Castro Dantas Secretaria de Meio Ambiente Roberto Luque de Souza Secretaria pela Igualdade Racial Antônio Ricardo Lima

Cartilha mulheres cut 2014  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you