Page 1

REVISTA EDIÇÃO Nº 109 JUL | AGO | SET 2018

S I N D I C AT O D O S C O R R E T O R E S D E S E G U R O S D O E S TA D O D E G O I Á S

Um mercado MÊS DO CORRETOR DE SEGUROS conectado com o futuro Um profissional a serviço da segurança da sociedade Com inovações tecnológicas, trabalho dos corretores de seguros avança para consultoria, com relevante participação na oferta de produtos que garantam mais segurança para as pessoas e seu patrimônio.

Sincor-GO | 1


Um Sorriso é capaz de mudar tudo Ofereça o Seguro Odontológico Porto Seguro como uma solução para os funcionários da empresa do seu cliente.

Cobertura mínima: - Cirurgia (incluindo extração do dente do siso) - Consultas e diagnósticos - Dentística - Endodontia (tratamento de canal) - Odontopediatria - Periodontia (tratamento gengival) - Prevenção para saúde bucal - Prótese - Radiologia - Urgência e emergência

Consulte seu gerente comercial para mais informações 2 | Sincor-GO


Sincor-GO | 3

Informações reduzidas de caráter promocional. * Consulte condições de contratação. CNPJ 04.540.010/0001-70


O SEU CLIENTE RESOLVEU

4 | Sincor-GO


Rápidas do Mercado ALLIANZ TEM NOVO MODELO DE ATENDIMENTO A equipe comercial da Filial Goiânia da Allianz Seguros apresentou para um grupo de corretores de seguros, durante café da manhã, novidades no modelo de atendimento da empresa, no dia 5 de julho. Durante o evento, o gerente da filial, André Luis Cunha, destacou os benefícios desse modelo de valorização do corretor e seu papel fundamental no mercado de seguros. O SINCOR-GO foi representado pelo vicepresidente de Marketing e Relações com o Mercado, Roney Almeida Macedo.

HDI INVESTE EM NOVA FILIAL EM GOIÂNIA A Filial Goiânia da HDI Seguros e do Bate-Pronto estão em novo endereço desde julho. Com estrutura mais moderna e comodidade para os segurados, a empresa investiu em uma filial nova na Avenida T9, quadra 263, lote 3, nº 3671, Jardim América, em Goiânia. Na Bate-Pronto, cliente encontra toda a infraestrutura para atendimento personalizado em vistorias e encaminhamento imediato para oficina autorizada.

TOKIO MARINE APRESENTA NOVIDADES PARA CORRETORES EM GOIÂNIA Evento no dia 19 de julho reuniu executivos da Tokio Marine Seguradora S.A / Sucursal Goiânia com representantes do mercado. Cerca de 80 pessoas participaram de bate-papo com jantar, na Churrascaria Favo de Mel, em Goiânia, com a presença do Diretor Comercial (Norte, Nordeste, Minas e Centro Oeste), José Luis Schneedorf Ferreira da Silva, que comentou os investimentos da companhia em sistemas para facilitar as operações dos corretores, produtos com enfoque no Vida Individual e Seguro Empresarial. Ele aproveitou a ocasião para agradecer a parceria dos corretores de Goiás. Também participaram o superintendente Regional CentroOeste, Jean Carlo Deuner Brunetto, o gerente da Sucursal, José Vadson de Oliveira, e a equipe da Sucursal. Sincor-GO | 5


.notas

Desde 1º de julho deste ano, o atendimento do Seguro DPVAT, antes realizado pelos sindicatos, passou a ser integralmente de responsabilidade da Seguradora Líder do Consórcio do Seguro DPVAT S/A. Decisão foi tomada pelos delegados representantes dos sindicatos filiados à Fenacor, reunidos em Assembleia Geral Extraordinária da federação, no dia 30 de maio de 2018. Desde então, a empresa passou a procurar diretamente os corretores de seguros, para cadastrá-los mediante celebração de contrato de parceria. O SINCOR-GO alerta que esta prática poderá acarretar, nessa forma individualizada e isolada de atendimento, pelo corretor de seguros, não somente a descaracterização de sua atividade laboral principal, mas consequências danosas.

No dia 12 de outubro, sexta-feira, circulou o segundo caderno de marketing do SINCOR-GO no jornal O Popular. A publicação é uma homenagem especial ao corretor de seguro. Nesta data, comemora-se o Dia do Corretor de Seguros.

Com a proximidade do final do ano, já começam a ser organizadas as confraternizações anuais da entidade e das regionais. Estão confirmadas as seguintes datas nas regionais: Anápolis (9 de novembro), Catalão (10 de novembro) e Itumbiara e Rio Verde (23 de novembro). Em Goiânia, a grande confraternização dos corretores será no dia 8 de dezembro, com a organização do SINCOR-GO.

6 | Sincor-GO

Corretor: ética e responsabilidade a serviço da sociedade

O

utubro é um mês especial para nós corretores de seguros. Para além da comemoração de uma data, é momento de dar visibilidade a este profissional e à importância do seu trabalho para a sociedade, nas mais diversas áreas. Goiás é hoje um estado de referência neste segmento, com excelentes corretores que, mais do que vender seguros, identificam as necessidades de seus clientes e buscam oferecer um produto de qualidade, confiança, conforme suas necessidades. O Brasil vive dias difíceis, que impactam todos nós. Mas isto não pode ser desculpa para que não realizemos, com afinco e primor, o nosso trabalho, para que não busquemos sempre o melhor para nossa categoria e para a comunidade. A ética e a transparência sempre serão perseguidas por nós, dia após dia, com todo nosso empenho e dedicação. A venda de um seguro, de qualquer natureza, não se trata de uma simples transação comercial. Ela implica numa relação de confiança, que honramos ao disponibilizar nossas expertises, para encontrar soluções personalizadas para os que em nós confiam contribuir para sua segurança. No dia 12 de outubro, quando comemoramos o Dia do Corretor de Seguros, sabemos que muitas incertezas ainda estarão pairando sobre nós, mas nada que possa abalar nossa convicção na importância da contribuição de nossa sociedade. Nesta edição da revista SINCOR GO, trazemos importantes reflexões e informações para nossa categoria: os preparativos de mais uma edição do Prêmio Sincor Goiás de Jornalismo, mercado de resseguros, entrevista, artigo e histórias de corretores goianos, dentre os mais de 2 mil, entre pessoas físicas e jurídicas. Que possamos celebrar a data com olhar para um futuro de conquistas. Parabéns a todos os corretores de Goiás!

Henderson de Paula Rodrigues, PRESIDENTE EM EXERCÍCIO


Índice Página 26 No mês dedicado ao Corretor de Seguros, a revista SINCOR-GO traz uma matéria especial sobre o mercado em Goiás, que conta com mais de 2 mil corretores e movimenta cerca de R$ 4,9 bilhões por ano.

Página 31 Até novembro, jornalismo goiano será premiado pelo SINCOR-GO. Página 36 Seguro de vida e de propriedades são os primeiros passos para quem começa a entender a importância da cultura de seguro. Brasileiros têm o desafio de valorizar as conquistas que tiveram nas últimas décadas. Página 26 Importante instrumento para manutenção da liquidez do mercado segurador, o resseguro divide com as companhias os riscos assumidos por elas. Conecte-se

O SINCOR-GO está presente nas mídias sociais. Acompanhe.

Página 10 Sérgio Mendonça, novo diretor comercial da Porto Seguro, fala sobre as estratégias para o crescimento do mercado em Goiás, em entrevista para o SINCOR-GO.

instagram.com/sincorgoias

issuu.com/sincorgo

youtube.com/sincorgoias

flickr.com/sincorgoias

twitter.com/sincorgo

facebook.com/sincor.go Sincor-GO | 7


Artigo

Inteligência Emocional O que é essa tal Inteligência Emocional? Conhecê-la me ajudará em quê? Que tipo de benefício ela pode me proporcionar? Raquel Nuevo

A

inteligência Emocional é um conceito da Psicologia que descreve a capacidade de reconhecer e avaliar os seus próprios sentimentos e os dos outros, assim como a capacidade de lidar com eles. Pelo ponto de vista da filosofia Ikigai (palavra japonesa que significa “objeto de prazer para viver” ou “força motriz para viver”), é a competência responsável por boa parte do sucesso e da capacidade de liderança de um ser humano. Então, conhecer sua capacidade de Inteligência Emocional significa ter a capacidade de “usar” todas as suas experiências a favor da sua vida, para obter melhores resultados. Quando compreendemos em qual nível de IE estamos, de acordo com nossa maturidade, ganhamos poder de ação e escolhas mais conscientes. Vivemos em um mundo tecnológico, aonde o acesso às informações vem e vão em fração de segundos, gerando muitas vezes ansiedade e estresse. O que era 8 | Sincor-GO

certo ontem pode ser incerto hoje, e por aí vai. Para que possamos driblar essas idas e vindas, o autoconhecimento vem como uma chave mestra auxiliando-nos nas melhores escolhas e na maneira de gerir os conflitos tanto internos (Intrapessoal, você com você, seus medos, erros e acertos) quanto externos (Interpessoais, você com o mundo, pessoas, sociedade). Além


do autoconhecimento e autoconsciência, existem outros pontos fundamentais para se obter o equilíbrio da IE veja o quadro: CONTROLE EMOCIONAL: Nós não controlamos nossas emoções, pois elas são instintivas. Medo, raiva, alegria, dentre outras. Porém, controlamos como iremos agir diante delas e, dessa forma, o que “controlamos” são os nossos sentimentos, como descrevemos nossas emoções. AUTOMOTIVAÇÃO: Devemos controlar nossas próprias expectativas diante dos nossos objetivos e sonhos, mantendo um processo interno que proporcione automotivação. EMPATIA: Essa habilidade consiste em reconhecer as emoções manifestadas pelas outras pessoas. Trata-se de aprender a se “colocar no lugar do outro”. Às vezes, algumas pessoas estão muito fechadas no seu próprio ponto de vista, preocupadas apenas em sempre “ter razão”. HABILIDADES INTERPESSOAIS: Consiste basicamente em ter a capacidade de gerir e lidar com pessoas, exercendo uma influência positiva (tanto em um nível pessoal, quanto profissional).

demos onde estão as lacunas, as deficiências. Elas são nossas aliadas por nos proporcionar um norte, um caminho por onde começar a vasculhar para, então, a partir da tomada de consciência, chegar à estratégia seguida da ação. Quer obter algum tipo de resultado diferente em sua vida? Comece fazendo diferente! No mínimo, você terá uma nova experiência e uma certeza de que terá que procurar um outro caminho. Certamente o antigo não servirá mais. Então, se a vida está te incomodando em algum sentido, agradeça! Isso mostra que você foi capaz de perceber algo a ser trabalhado, algo pelo qual faz sentido estar vivo. Lembre-se, existem muitos “vivos” que estão “mortos”, respiram, mas não percebem conscientemente os motivos para isso. Vida boa é vida que se vive!

Terapeuta e analista comportamental, Raquel Nuevo é empresária e responsável pela unidade Você em Goiás. Formada em Eneagrama e em competências interpessoais, ela trabalha como master coach e palestrante. É diretora de desenvolvimento da Associação Brasileira de Recursos Humanos em Goiás.

Não conseguimos obter resultados diferentes em nossas vidas se não compreenSincor-GO | 9


Entrevista

Perfil

10 | Sincor-GO

Foto: Acervo Pessoal

Com experiência profissional de mais de 32 anos no mercado segurador, com forte atuação nas áreas de gestão, Sergio Mendonça é reconhecido pelo trabalho com estratégias comerciais. Pósgraduado em Marketing, já trabalhou como diretor comercial da Porto Seguro no RJ e no ES. Assumiu este ano a Diretoria Comercial dos Estados do Sul, Centro-Oeste e Minas Gerais.


Crescimento em Goiás Novo diretor planeja crescimento para a Porto Seguro em Goiás

Qual seu maior desafio com o novo cargo que assumiu na Porto Seguro? Sem dúvida, apoiar nossas equipes locais e ajudar os corretores a se desenvolverem em um momento muito importante que vivemos com a chegada de tanta tecnologia, e as inúmeras oportunidades de vendas no amplo portfólio de produtos da Porto Seguro. Nossa ambição é elevar a influência e relevância dos corretores de seguros junto à sociedade goiana, atuando como consultores de seus clientes, o que vai muito além da venda de seguros de automóvel. Quais serão as metas assumidas para a região que está sob o seu comando? As metas dizem respeito a ampliar ainda mais a penetração de nossos três produtos de automóvel no mercado goiano, respeitando o que o consumidor deseja, seja a marca com amplas coberturas e serviços de assistência como o Porto Seguro Auto, ou a que oferece o essencial como o Itaú, ou mesmo a que oferece mais economia, como a Azul Seguros. Além disso, apoiaremos iniciativas que façam crescer o mix de produtos da carteira dos corretores, embarcando nossos parceiros também nas soluções financeiras de Previdência e Vida Individual, Consórcio, Financiamento e Cartão de Crédito. Com uma ampla solução de produtos familiares, empresariais e financeiros o corretor se torna de fato um consultor. A Porto Seguro vive o desafio de manter a liderança no mercado brasileiro, onde é a quarta maior seguradora do País, sendo a 17ª marca mais valiosa do Brasil. O que Goiás

representa para a marca? O estado tem uma importância muito grande para a produção já realizada, nosso posicionamento e market share, bem como nos nossos objetivos futuros de crescimento e resultado das nossas carteiras de produtos de seguro e não seguro. Como serão os investimentos nas áreas de seguro pessoal e de saúde, dois pontos importantes para o crescimento da marca? Nas áreas de seguro pessoal e odontológico, temos investido permanentemente na presença de consultores exclusivos, na capacitação dos funcionários e corretores especialistas, campanhas dedicadas ao Vida, Previdência e Odontológico, além de melhorias contínuas nestes produtos, tanto nos processos que impactam e influenciam as vendas quanto no pós-venda. Uma das inovações que a Porto anunciou será o uso de plataformas digitais. Como você vê a venda digital? E qual será o papel do corretor nela? A evolução tecnológica e digital já é realidade inevitável e sem volta em toda e qualquer área. Não entendemos este movimento como uma ameaça aos corretores e ao mercado, mas sim como uma oportunidade de evolução e inovação. O desafio está na mudança de comportamento que a tecnologia traz. O corretor não pode ficar de fora na utilização de tecnologias que facilitem sua vida e a comunicação com seus clientes, e agilizem a oferta de produtos. Por isso, estamos focando em desenvolver e embarcar o corretor nesta oportunidade, fortalecendo ainda mais o papel e a presença destes profissionais no mercado de Sincor-GO | 11


Entrevista

seguros, atuando tanto na comunicação e posicionamento junto aos clientes e mercado, quanto na comercialização dos nossos produtos. A Sucursal Goiás está devidamente preparada para prestar esta orientação e ainda disponibilizar ferramentas e recursos como o PromoDigital, CRM GO e o On Corretor para todos os corretores cadastrados na região. Como você pretende se relacionar com o estado, as corretoras e o Sincor? O corretor de seguros sempre foi e continuará sendo nosso canal de distribuição e, portanto, este sempre será alvo de nossa total atenção, dedicação e respeito, tendo a ética e a transparência como princípios básicos nesta relação. Pretendemos continuar muito próximos e atuantes junto ao estado de Goiás, sociedade local, seus corretores, Sincor, Escola Nacional de Seguros, Sindiseg e toda e qualquer entidade que represente o mercado de seguros, sua manutenção e desenvolvimento na região. Desde minha primeira visita a Goiás fui muito bem recebido pela Diretoria do Sincor, de fato me senti em casa. Como foi esse encontro na entidade?

“O corretor não pode ficar de fora na utilização de tecnologias que facilitem sua vida e a comunicação com seus clientes, e que agilizem a oferta de produtos.”

12 | Sincor-GO

Minha visita ao Sincor-GO foi extremamente profissional e, do ponto de vista pessoal, muito agradável. Pude conhecer a moderna e ampla estrutura construída pelo Sindicato e seu moderno modelo de gestão. Fiquei muito bem impressionado com o nível de desenvolvimento de todos e como estão atualizados sobre todas as tendências e oportunidades de mercado. Agradeço de coração ao Sincor-GO por ter aberto seu auditório e aos inúmeros corretores presentes na ocasião. Pude compartilhar com a audiência algumas experiência de sucesso vivenciadas e desenvolvidas por corretores de seguros que estão conseguindo se destacar no atual cenário brasileiro. Foi um dia para deixar gravado na memória e no meu currículo profissional.


SEGURO DOTAL MISTO. O RESGATÁVEL DA CENTAURO-ON. EXCELENTE PARA O SEU CLIENTE. MELHOR AINDA PARA VOCÊ. O Seguro Dotal Misto da Centauro-ON tem a conveniência de um seguro de vida tradicional e de uma poupança programada. Além disso, oferece a possibilidade de receber o resgate do seguro em vida para planejar como ele será utilizado. Uma nova oportunidade de venda para você e a vantagem em oferecer um produto que vai além do que o seu cliente espera. Um seguro excelente para o seu cliente é um grande negócio para você. www.centauro-on.com.br 4007-2716 (para capitais) ou (41) 3021-4484 suportecorretor@centauro-on.com.br

PROCESSOS SUSEP N°. 15414.900239/2017-43 | 15414.900567/2017-40 | 15414.901102/2014-63. O registro deste plano na SUSEP não implica, por parte da Autarquia, incentivo ou recomendação à sua comercialização.

Sincor-GO | 13


Espaço do Corretor

Confiança e disponibilidade Foto: luciana lombardi

O trabalho de bancário trouxe proximidade com o mercado financeiro. Foi assim que o corretor de seguros Jairo Cirilo Amaral, 40, decidiu dar uma guinada em sua vida e deixou a Caixa Econômica Federal, em 2001, aos 23 anos, para iniciar uma carreira que em breve completará 20 anos. Ele começou na Monte Líbano Corretora e, logo na sequência, se tornou corretor formado e registrado junto à Superintendência de Seguros Privados (Susep). “Eu percebi as oportunidades e investi. Todo começo é difícil, mas o maior obstáculo mesmo foi levantar uma carteira de clientes.” A dedicação e as muitas horas de trabalho renderam, porque Jairo tem até hoje clientes do começo da carreira. Hoje ele é proprietário da Arte Nobre Corretora de Seguros. A empresa foi aberta em 2006, com serviços em todos os ramos e foco em responsabilidade civil. Hoje, ele coordena uma equipe de sete pessoas. A experiência em gestão foi acumulada com uma sociedade criada em 2004 com um colega de curso. Depois ele partiu para uma experiência solo. Na bagagem, a experiência com o relacionamento com os clientes. Sua marca registrada é a disponibilidade e o diálogo aberto com cada um deles. “Acredito que relacionamento é o grande diferencial com quem trabalha com vendas. Tento passar confiança e disponibilidade para a minha carteira e sempre dou atenção”, explica. Como corretor, ele buscou sempre inovar. “O mercado, no geral, sempre foi inovador. Um dos desafios hoje é a informatização, os processos de comercialização estão muito diferentes”, conta Jairo. Para ele, o SINCOR tem este papel de fortalecer e atualizar

14 | Sincor-GO

Jairo é diretor executivo do sincor-go

“Acredito que relacionamento é o grande diferencial de quem trabalha com vendas.” Jairo Cirilo Amaral

a categoria. “Tem um trabalho magnífico em prol dos corretores”. Atualmente ele é Diretor Executivo da entidade, onde contribui com a prestação de serviços à categoria.


FAÇA MBA A DISTÂNCIA NA ENS! MBA EXECUTIVO EM NEGÓCIOS DE SEGUROS Escolha entre quatro ênfases ou selecione disciplinas de acordo com seus objetivos.

CONCLUA EM

1 ANO

MBA GESTÃO DE SEGUROS E RESSEGURO INÍCIO

IMEDIATO

Inscrições Abertas!

!

Tenha flexibilidade e autonomia nos estudos no primeiro MBA do mercado de seguros.

ENS.EDU.BR/MBAS

Condições especiais para empresas conveniadas. Dúvidas e informações: Rio de Janeiro - (21) 3380-1524 / 1531 São Paulo - (11) 2739-1029 / 1059 posgraduacao@ens.edu.br

Sincor-GO | 15


Espaço do Corretor

Uma vida dedicada ao mercado de seguros Foto: Luciana Lombardi

gurador goiano está em crescimento. “Fazemos parte de um estado pujante, de um povo empreendedor em que o seguro faz um papel importantíssimo na melhora de distribuição de renda, na medida em que garante e indeniza os riscos provenientes de acidentes, colisões, perdas, casos fortuitos e vários outros tipos de eventos incertos”, assinala. Para manter-se e diferenciar-se no mercado de seguros, Raimundo aposta no atendimento personalizado, na idoneidade e na transparência. “É isso que torna cada vez mais sólida essa relação entre nós da Corrente Corretora e o segurado”. Para o corretor, apesar do avanço no mercado de seguros goiano, ainda se requer do corretor de seguros um trabalho mais árduo em ramos como o odontológico, previdência privada, responsabilidade civil, saúde e outros. “As seguradoras têm procurado atender a demanda de mercado, criando produtos modernos voltados para a necessidade do consumidor”.

Raimundo preside o Comitê de Ética do SINCOR-GO

Raimundo Dionísio Ribeiro tinha apenas 19 anos quando começou a atuar no mercado de seguros. Hoje, aos 54 anos, casado com Cinthia Ribeiro e pai de três filhos, ele foi pioneiro na família no setor. Graduado em Administração de Empresas e em Direito, não tem dúvidas da escolha feita ainda na juventude, depois de ter experimentado atuar no ramo imobiliário. Seu primeiro emprego como corretor foi na Itaú Seguros, onde ficou por 7 anos e que considera ter sido um local de grande aprendizado. Hoje, mais de três décadas depois, Raimundo divide o trabalho na Corrente Corretora, onde é sócio desde o ano 2000, com um dos filhos e prepara o outro para ingressar no ramo. Segundo avalia, o mercado se16 | Sincor-GO

Desde que ser formou Corretor de Seguros em 1989, Raimundo tem tido atuação efetiva no SINCOR-GO, integrando seus quadros e apoiando o sindicato. Desde então, já exerceu função de diretor suplente, membro suplente e efetivo do Comitê de Ética, que atualmente preside. “O Comitê de Ética tem como sua missão e competência orientar a conduta ética dos corretores de seguros, fiscalizar e fazer cumprir o Código de Ética e, acima de tudo, zelar pelo bom nome do SINCOR-GO”, assinala.

“Fazemos parte de um estado pujante, de um povo empreendedor em que o seguro faz um papel importantíssimo na melhora de distribuição de renda.” RAIMUNDO DIONÍSIO RIBEIRO


Sincor-GO | 17


Espaço do Corretor

Trabalho em família Foto: Acervo pessoal

Vinte e nove anos depois, o administrador de Empresas Sebastião da Silva Lima Junior, mais conhecido como Junior Lima, não tem dúvidas da escolha que fez, quando deixou o trabalho na Caixa Econômica Federal, onde era concursado, para ingressar no ramo de seguros. O então bancário se agarrou à metade da família que o apoiou para seguir seus planos e começar a trabalhar na Dom Bosco Corretora de Seguros e depois na Seguradora Aliança da Bahia, ambas em Brasília. Hoje, ao lado da mulher Milene Guiotti Lima, ele enfrenta os desafios de um mercado que se transforma a cada dia na empresa do casal, a Amil Administradora e Corretora de Seguros, criada em agosto de 1995. Junior Lima recorda o tempo em que seguro era visto como algo que não se podia atrasar o pagamento, mas que dava muito trabalho quando precisava dele. Hoje, em Pires do Rio, onde está radicado, ele diz que muita coisa mudou. “O mercado está mais disciplinado e as pessoas já entenderam que fazer seguro é estar seguro”, diz.

Junior Lima: O SINCOR-GO é a nossa casa

O casal Sebastião e Milene já atuou em cidades vizinhas a Pires do Rio, mantendo escritórios em Vianópolis, Catalão e Piracanjuba, quando eram corretores nas agências do Bradesco. Hoje o atendimento é feito diretamente do escritório de Pires do Rio, que atende clientes de toda a região, além de Brasília, Goiânia, Londrina, Curitiba, Assai, Manaus e outras.

cientização maior do brasileiro quanto à necessidade de proteger sua vida e sua família. “O nosso mercado, nossa população é muito heterogênea. Sentíamos a necessidade de produtos que atendessem aos diferentes públicos. Então foram criados seguros populares, com coberturas acessórias menores, mas não deixando de serem atrativas”, explica.

Para o corretor, hoje ele e a esposa colhem os frutos de um trabalho honesto e transparente, que prima pela qualidade e atendimento que vai além da técnica, sendo verdadeiros consultores. “Trabalhamos aqui na Amil como se fosse uma casa para que cada segurado se sinta bem à vontade”, frisa.

“Sinto-me realizado como profissional e como membro da sociedade piresina. Eu e minha esposa atuamos na operação e administração da empresa e contamos com excelentes funcionários, Thiago Henrique e Marina Scamarel, pelos quais temos o maior respeito e admiração”, afirma. E acrescenta: “estamos com o SINCOR-GO desde nossa fundação, que tem sido nosso apoio, nosso porto seguro e a instituição que valoriza, honra e dignifica os corretores de seguros do Estado. O SINCOR-GO é nossa casa”.

O corretor afirma ainda que apesar do segmento automóvel ainda corresponder a 70% dos seguros comercializados, há uma procura crescente pela busca do produto em outros segmentos, a partir de uma cons18 | Sincor-GO

“O mercado está mais disciplinado e as pessoas já entenderam que fazer seguro é estar seguro.” SEBASTIÃO DA SILVA LIMA JUNIOR


Espaço do Corretor

A sala de aula perdeu! Foto: acervo pessoal

Vilma Clévia Pereira da Silva, 39 anos, tinha certeza que seria profissional da Educação. Cursou Letras e planejou a carreira dentro da sala de aula, mas em 2009, recebeu um convite para trabalhar com seguros em uma revendedora de veículos. Não teve receio do desafio e acabou se apaixonando pela profissão de corretora. O curso para profissionalização veio em 2015, quando se formou na Escola Nacional de Seguros e conquistou o registro na Susep. No ano seguinte, associou-se ao SINCOR-GO e, desde então, percebe a diferença na sua carreira. “Considero o sindicato de grande importância para nós corretores. Nos mantém informados das diversas situações do mercado, nos oportunizam eventos que enriquecem ainda mais como profissionais”, afirma ela, que participou da 2ª etapa do Café e Seguro, o que considerou um marco para sua carreira. Também foi em 2016 que ela tomou coragem e, junto com outra corretora, deu início à própria empresa. Em 2018, lançou a Abacor Corretora, que atende a região de Itumbiara. “O que me levou a trabalhar como corretora foi que me identifiquei grandemente com a profissão, o mercado é bem amplo e logo percebi a oportunidade de crescimento profissional”, conta sobre o início da sua atuação. Vilma acredita que os desafios são romper os limites impostos pelo mercado e pela realidade. “Em toda minha trajetória o desafio mais difícil foi romper com os limites de cada nova decisão e chegar até minha própria corretora, foram anos de luta e muita persistência.” No caminho, usou da sua transparência para conquistar seus clientes e é reconhecida pelo atendimento qualificado e imediato. “O meu maior sonho profissional é ser conhecida como uma corretora de referência na região.”

Vilma: paixão pela profissão a fez desistir da sala de aula

“O que me levou a trabalhar como corretora foi que me identifiquei grandemente com a profissão. O mercado é bem amplo e logo percebi a oportunidade de crescimento profissional.” Vilma Clévia Pereira da Silva

Sincor-GO | 19


Espaço do Corretor

Integridade acima de tudo Foto: Acervo pessoal

Aos 60 anos, Jorge Antônio da Silva encontrou no mercado de seguros a oportunidade de uma vida melhor. Casado com Olga Maria Mota da Silva, ele viveu em Santa Cruz de Goiás até os 16 anos, quando partiu para Rio Verde. Depois de 10 anos trabalhando em um bar no Centro da cidade, ele comentou com um amigo sobre a necessidade de um emprego mais sólido. Queria melhorar a condição de vida e ter segurança. Foi quando o amigo lhe falou que a empresa Bradescor estava à procura de um assistente de produção. Sem fazer ideia de qual seria o trabalho, apenas que venderia seguros, e do medo inicial, aceitou o desafio. “Ingressei na venda de seguros como assistente de produção substituto. Sempre que um assistente tirava férias, eu ficava em seu lugar”, conta. Um tempo depois, foi para Turvelândia, onde surgiu uma vaga, e depois foi transferido para Quirinópolis. Menos de seis meses depois, conta, estava de volta a Rio Verde. Jorge lembra que nesta época o trabalho do assistente compreendia desde a venda até a vistoria e transmissão do seguro. Em 1989, quando o curso de Corretor de Seguros foi criado em Rio Verde, ele não teve dúvidas de que era o caminho. Assim como outros colegas assistentes, formou-se e juntos, com a extinção da Bradescor, fundaram uma corretora de seguros. Passado algum tempo, cada um seguiu o seu caminho. O de Jorge, em 1990, foi trilhado com mais dois colegas. Eles fundaram a Rio Verde Corretora de Seguros Ltda, atual Riovercor Corretora de Seguros, com mais de 25 anos de atuação no mercado. Para ele, o diferencial da empresa é a venda de um produto que atenda a necessidade do consumidor. “A Bradescor foi uma grande escola para nós, de respeito e ética ao cliente”, frisa. Jorge acrescenta que antes de oferecer ou vender um produto, é preciso que ele mesmo acredite e goste dele. “O cliente

20 | Sincor-GO

Jorge: preocupamos em vender um produto que atenda a necessidade do cliente

precisa saber o que ele está comprando”, diz. Jorge tem segurança no seu trabalho, por isso não teme que um ou outro cliente repasse sua proposta para concorrentes na tentativa de obter vantagens. Atualmente, a Riovercor, além dos produtos já consolidados como seguros para autos, de equipamentos e de vida, a empresa agora quer incrementar sua carteira de seguros saúde e rural. Ele credita à atuação do SINCOR-GO uma melhora significativa do mercado de seguros. “Depois que nosso sindicato ficou mais forte, atuante, os corretores ficaram mais respeitados e os próprios colegas ampliaram o respeito entre si”, ressalta.

“Depois que nosso sindicato ficou mais forte, atuante, os corretores ficaram mais respeitados e os próprios colegas ampliaram o respeito entre si.” JORGE ANTÔNIO DA SILVA


7

categorias de reportagem

Prêmios: mais de

R$ 300 mil

Corretores de seguros e outros profissionais do setor podem inscrever textos de sua autoria na categoria especial “FENACOR 50 anos” do Prêmio Nacional de Jornalismo em Seguros. Mas, atenção: para concorrer, esses trabalhos precisam ser publicados em sites, jornais ou revistas, até 30 de outubro de 2018. Alguns sites e portais, inclusive, já anunciaram que vão disponibilizar espaços para a publicação desses trabalhos, como o www.cqcs.com.br, www.ccsrj.com.br e www.revistaapolice.com.br. E outros mais irão confirmar nos próximos dias. Fique atento! O texto deve versar sobre a contribuição do corretor e da FENACOR para o desenvolvimento do mercado. Os três primeiros colocados receberão R$ 30 mil, R$ 10 mil e R$ 5 mil.

Inscrições no hotsite: www.fenacor.org.br/premiodejornalismo

Apoio institucional

Patrocínio especial

Apoio especial

Sincor-GO | 21 Assessoria de imprensa


Autorregulação do Mercado de Corretagem de Seguros

claro Reafirme seu compromisso com a ética e as boas práticas do Mercado. Tenha seu selo de qualidade. Associe-se ao IBRACOR.

Rua Senador Dantas, 74 - 10º andar - Parte - Centro. Rio de Janeiro - RJ - Cep: 20031-205 22 | Sincor-GO Tel: (21) 3509-7070. www.ibracor.org.br


Sincor-GO | 23


Prêmio Bandeirante

Reconhecimento para atuações exemplares Prêmio Bandeirante chega à 19ª edição e consagra as melhores companhias de seguro

A

té 31 de outubro, serão escolhidas as melhores companhias seguradoras por ramos de atuação de Goiás. Elas participam da 19ª edição do Prêmio Bandeirante, promovida e organizada pelo SINCOR-GO, em uma iniciativa que valoriza o trabalho das marcas no Estado. É o Oscar do seguro goiano. Os melhores serão escolhidos por corretores de seguros de Goiás, associados ou não à entidade. Desde o dia 1º agosto, uma plataforma digital foi aberta para receber os votos em 14 categorias. O objetivo é destacar o trabalho das empresas mais atuantes e efetivas e incentivar o desenvolvimento do mercado. O processo passou por mudanças, desde a última edição, passando os corretores a avaliar especificamente as companhias com expertise nos seguros de pessoas, residencial, empresarial, condomínios, RD 24 | Sincor-GO

e agrícola, engenharia e garantia, responsabilidade civil, transporte, aeronáutico e náutico, ampliando e reconhecendo a diversidade de cada ramo. O processo, que, no ano passado, entregou 41 troféus, permitiu uma avaliação mais detalhada por ramo e categoria, considerando particularidades e categorias. Segundo o presidente em exercício do SINCOR-GO, Henderson de Paula Rodrigues, é importante o voto de cada corretor ou corretora para tornar a premiação um retrato do setor. “Cada voto mostra uma leitura e uma perspectiva importante para as companhias”. Além dos ramos de seguros, as seguradoras serão avaliadas ainda quanto aos investimentos realizados em inovação e empreendedorismo e em oferta de treinamentos voltados aos integrantes do setor.


Como votar? Até 31 de outubro, às 18 horas. • O formulário eletrônico para a votação está disponível no site do SINCOR-GO por meio do endereço premiobandeirante.sincorgo. com.br, em formulário eletrônico próprio. • Cada corretor, associado ou não, pessoa física e jurídica, escolherá dentre as seguradoras indicadas em cada categoria. • A senha de acesso para iniciar a votação deve ser solicitada pelo corretor, associado ou não, pessoa física e jurídica, quando do acesso à plataforma, bastando indicar, em campo próprio no hotsite do Prêmio Bandeirante, o número do celular para o qual deverá ser enviada a senha, via SMS (torpedo).

Categorias que serão premiadas • Cia. Seguradora que atua no ramo Seguro Auto e que possui centro de autoatendimento • Cia. Seguradora que atua no ramo Seguro Auto e que não possui o centro de autoatendimento • Cia. Seguradora que atua nos ramos Seguros Pessoas especificamente • Cia. Seguradora que atua nos ramos Seguros Pessoas e que trabalham com outros ramos (Auto e/ou RE) • Cia. Seguradora que atua no ramo Seguro Residencial • Cia. Seguradora que atua no ramo Seguro Empresarial • Cia. Seguradora que atua no ramo Seguro Condomínio • Cia. Seguradora que atua nos ramos Seguros RD e Agrícola • Cia. Seguradora que atua nos ramos Seguros Engenharia e Garantia • Cia. Seguradora que atua no ramo Seguro Responsabilidade Civil • Cia. Seguradora que atua no ramo Seguro Transporte • Cia. Seguradora que atua no ramo Seguro Aeronáutico e Náutico • Cia. Seguradora mais inovadora e empreendedora • Cia. Seguradora que mais realizou treinamentos no mercado de seguros

Seguro Penhor Rural Equipamentos. Bons negócios para produtores e corretores. O Seguro Penhor Rural Equipamentos dá garantias para o produtor trabalhar com tranquilidade e evitar danos e é uma ótima oportunidade para o corretor fazer boas vendas.

DIFERENCIAIS ESSOR Fácil operacionalização; cotação simplificada através do Portal ESSOR; vigência anual ou plurianual (até 5 anos), conforme o prazo de financiamento; condições especiais para frotas (acima de 5 equipamentos). O registro deste plano na SUSEP não implica, por parte da Autarquia, incentivo ou recomendação a sua comercialização. Processo SUSEP 15414.900777/2017-38 (Responsabilidade Civil - secundário) e Processo SUSEP 15414.900574/2017-41 (Penhor Rural - principal).

essor.com.br

Sincor-GO | 25


Capa

OUTUBRO, MÊS DO CORRETOR DE SEGUROS Em Goiás, mais de 2 mil profissionais trabalham para dar mais segurança a sociedade

E

m Goiás, somos mais de 2 mil corretores, entre pessoas físicas e jurídicas. Em um ano, a movimentação do mercado passou de R$ 4,9 bilhões no Estado, o que coloca o setor em oitavo lugar em movimentação em prêmios e sinistros diretos. Mais que números, esses dados revelam a pujança dos seguros em Goiás e a confiança depositada na categoria, o que aumenta sua responsabilidade com a sociedade. Criado em 1970, na Argentina, o Dia do Corretor de Seguros é um momento para comemorar os avanços do setor e da categoria, reconhecida no Brasil desde 1964, mas também de reafirmar nosso compromisso com o desenvolvimento e a segurança da sociedade, ao ofertar produtos diversificados, que atendam as necessidades do consumidor, garantindo segurança jurídica para as contratações de seguros. O mercado de seguros passa por uma crescente expansão em consonância com as mudanças ocorridas no mundo, adequando-se às inovações tecnológicas, tendências mercadológicas e demandas

do mercado consumidor. Presidente em exercício do SINCOR-GO, Henderson de Paula Rodrigues frisa que, além de dar continuidade a ações que se provaram eficientes em gestões anteriores, o SINCOR procura continuamente novas estratégias para unir e fortalecer a categoria em todo o Estado, que é extenso. Entre as ações mais recentes, ele cita o Goiás Mais Seguro, ciclo de debates realizado no primeiro semestre, que visitou nove cidades, contemplando todas as regiões de Goiás. No ano passado, o sindicato realizou a segunda edição do Café e Seguros, projeto de aperfeiçoamento profissional, que abrangeu quatro diretorias territoriais, além de Goiânia. “Nosso maior orgulho, porém, foi mesmo sediar o 20 º Congresso Brasileiro dos Corretores de Seguros, o maior evento da categoria, repetindo o feito de 1997. Além de grandes eventos como o tradicional Prêmio Bandeirante, e outras iniciativas como o 5º Circuito Vida Segura e o 4º Prêmio Sincor de Jornalismo, focamos também no cotidiano”, acrescenta.


Corretor movimenta o mercado Responsável pelo controle e fiscalização dos mercados de seguro, previdência privada aberta, capitalização e resseguro, a Susep (Superintendência de Seguros Privados) tem como missão “desenvolver os mercados supervisionados, assegurando sua estabilidade e os direitos do consumidor”. A atividade dos corretores de seguros é responsável por 85% de todos os negócios fechados pelo mercado, o que confirma a importância deste segmento profissional para o mercado de seguros no Brasil. Superintendente da autarquia, Joaquim Mendanha de Ataídes ressalta que o trabalho dos corretores, quando bem realizado, é motivo de orgulho e contribui diretamente para o desenvolvimento sustentável do setor. Segundo acrescenta, temas como inovação e insurtechs estão na pauta de discussões do setor e é objetivo da Susep se debruçar sobre eles e isto vem sendo feito com a criação de uma comissão especial, com participação da diretoria, que trata do tema e debate as melhores práticas

nacionais e internacionais para o setor de seguros, bem como discutir eventuais avanços na regulação. Uma das conquistas já alcançadas, cita, foi a aprovação, pelo Conselho Nacional de Seguros Privados, em dezembro do ano passado, do voto da Susep em relação a operações de seguros e previdência por meios remotos com a edição da Resolução CNSP 359, que é considerado um marco para o setor. Joaquim Mendanha destaca que “inovações são muito bem-vindas, principalmente, quando elas vêm com o intuito de melhorar a relação entre todos os agentes do mercado - consumidores, empresas e corretores -, mas elas precisam caminhar alinhadas às diretrizes do setor de seguros que é um mercado regulado”.

SINCOR-GO 973 corretores pessoa física *Ativas

1.049 corretores pessoa jurídica

R$ 4,9 bilhões movimentados em um ano * Exceto Saúde e Odonto

• Assessoria jurídica • Assessoria contábil • Convênios em diversas áreas • Ampla estrutura de lazer • Cursos e palestras de formação e aprimoramento profissional, em parceria com a Escola Nacional de Seguros


Mais informação, mais exigência

Robert Bittar, presidente em exercício da fenacor

Com um volume de informações cada vez maior a sua disposição, o perfil do consumidor sofreu grandes transformações nos últimos anos. De uma relação passiva de consumo, o cliente hoje exige um profissional cada vez mais qualificado e atento às mudanças nas demandas do mercado e às inovações acarretadas pelo avanço tecnológico. Presidente em Exercício da Federação Nacional dos Corretores de Seguros Privados e de Resseguros, de Capitalização, de Previdência Privada, das Empresas Corretoras de Seguros e de Resseguros (Fenacor), Robert Bittar destaca que “o corretor de seguros tem, acima de tudo, uma relevante missão social, que exige dele constante atualização profissional, pois cabe a ele indicar, como consultor, a melhor opção de cobertura para cada necessidade do segurado”. Hoje, afirma, o cliente quer respostas rápidas, simples e eficazes para os seus questionamentos. Eles fazem pesquisas na internet, comparam preços, se informam com outras pessoas nas redes sociais, acrescenta. Mas, no momento de fechar o contratante de seguro, sentem necessidade do aconselhamento de um profissional qualificado, diz o presidente da Federação, lembrando que continua havendo um imenso mercado para o corretor de seguros, desde que ele esteja devidamente preparado para atuar nesse novo contexto. 28 | Sincor-GO

“O corretor de seguros tem, acima de tudo, uma relevante missão social, que exige dele constante atualização profissional, pois cabe a ele indicar, como consultor, a melhor opção de cobertura para cada necessidade do segurado” Robert Bittar

Segundo avalia, o mercado amadureceu, há uma variedade maior de produtos disponíveis para o consumidor, os profissionais estão melhor preparados. “O que continua ocorrendo é a baixa penetração do seguro, principalmente nas camadas mais pobres da população. É um problema que, de certa forma, nos abre inúmeras janelas de oportunidades, pois há um imenso potencial a ser explorado em diferentes carteiras”, diz. Para ele, o desafio maior dos corretores é a adaptação aos novos tempos. “Mas, não há o que temer com as constantes inovações tecnológicas. Pelo contrário, devemos aproveitar as novas ferramentas para conquistar novos mercados. Não há quem substitua a capacidade profissional do corretor de seguros de orientar adequadamente o consumidor”, afirma.

A importância da representatividade Robert Bittar destaca a importância da participação dos corretores nas entidades que os representam e lembra que o papel institucional da Fenacor é representar os Sincors e defender os interesses dos corretores de seguros. “A Federação tem cumprido essa missão com êxito, atuando em conjunto e plena sinergia com os sindicatos e outras entidades, como a Escola Nacional de Seguros e a CNseg, na defesa do mercado e, consequentemente, do consumidor. Foi assim, por exemplo, no caso do projeto de lei de autoria do deputado Lucas Vergilio, que regulamenta e coloca limites regulatórios expressivos na atuação das cooperativas e associações que comercializam a chamada proteção veicular, hoje, a margem da lei”. O papel dos sindicatos, ressalta, é indispensável, sendo protagonistas, junto com a Fenacor, de todo o processo de atuação institucional que visa criar um cenário mais favorável para o corretor e, consequentemente, na defesa de um mercado de seguros sólido, eficaz e ágil no atendimento ao consumidor. O presidente da Fenacor é otimista e afirma que o mercado de seguros continuará crescendo.


Capa

A união é nosso legado Presidente em exercício do SINCOR-GO, Henderson de Paula Rodrigues fala sobre as mudanças vivenciadas pela profissão e pelo mercado, os desafios impostos pelas novas tecnologias e a participação de Goiás no setor de seguros no Brasil. Para ele, a maior contribuição de Goiás para o mercado de seguros nacional é a união entre os agentes do setor. Vivenciamos, nos últimos anos, mudanças significativas no perfil de várias profissões em função de transformações também ocorridas no mercado e nas relações de consumo. No caso do corretor de seguros, quais as principais competências exigidas hoje? A qualificação profissional não é mais uma escolha, é uma necessidade. É preciso buscar aprimoramento em faculdades, cursos de pós-graduação, congressos, debates, palestras e não só na área fim. Do profissional de seguros de hoje cobra-se também conhecimentos em relações humanas, economia geral e também aperfeiçoamento para utilizar as ferramentas tecnológicas do mundo digital, tanto para a gestão do negócio como o contato com o cliente, na prospecção ou já no atendimento. Esse novo cliente é muito bem informado sobre o produto ou serviço que quer adquirir. Neste processo, o corretor precisa estar à frente dele e daí voltamos à necessidade do aperfeiçoamento profissional constante. No entanto, o básico, que é a fidelidade ao cliente, em todas as fases, ainda é o principal. No caso de Goiás, como o senhor o avalia em relação ao restante do país e como entende que ele é visto pelos colegas de outros estados? Nossa luta contra o mercado marginal é um dos exemplos mais recentes sobre a expressividade do corretor de seguros de Goiás no Brasil. Temos atuado incisivamente contra a marginalização desse segmento no Congresso Nacional, apoiando projetos e medidas que valorizem o corretor de seguros devidamente habilitado e a regulariza-

ção do mercado. Num passado recente, lutamos para a aprovação de projetos relevantes para a micro e pequena empresa, a grande maioria dos corretores de seguros, como o retorno da categoria ao regime Supersimples. O fato de termos hoje um parlamentar de Goiás representando o segmento em âmbito federal e ainda liderando entidades importantes como a Susep e a Fenacor, contribui para que a projeção do corretor de seguros Sincor-GO | 29


Em Goiás de Goiás seja tão marcante, apesar de não ocuparmos uma posição equivalente em números de mercado. Como o senhor definiria o mercado de seguros hoje? Quais as principais mudanças / inovações verificadas na última década? Na última década participamos de uma economia que passou de um boom para um período de crise que atingiu vários setores. Felizmente, o mercado de seguros foi um dos únicos a crescer neste cenário. Vimos também o crescimento exponencial das redes sociais e de aplicativos como Whatsapp interferindo no cotidiano de todos, inclusive no modo de vender e administrar seguros. A disrupção ensejada pela tecnologia levou ainda a fenômenos como as corretoras on-line. Por vários fatores, entre eles as modernidades digitais, acompanhamos a rápida mudança do cliente: da total dependência do corretor ele tornou-se um sujeito com muita bagagem de informação sobre o tema e muito mais exigente que antes. Por outro lado, assistimos a retrocessos, como as iniciativas do mercado marginal e a

proteção veicular, que temos debelado com sucesso. Ameaças como essas e a queda do PIB, no entanto, acordaram aqueles agentes do mercado de seguros que estavam acomodados. Estamos mais unidos e cientes de nosso papel na luta por políticas públicas que conduzam ao desenvolvimento do setor e da sociedade brasileira como um todo. Qual a contribuição de Goiás para o mercado de seguros no Brasil? Sem dúvida, nosso maior legado é esse exemplo de união entre os agentes do setor. A compreensão de que corretores de seguros e seguradoras devem assumir, juntos, seu papel na economia, a preservação do patrimônio de famílias e empresas e a devolução de bilhões de reais por ano à sociedade brasileira por meio de indenizações. A valorização do corretor de seguros como o principal elo dessa cadeia, a organização da categoria como um ente que busca sua representatividade no meio legislativo, executivo e outras esferas da sociedade, é uma de nossas maiores contribuições para o mercado de seguros no Brasil.

Quer fazer mais negócios? Conheça o novo Portal do Corretor MetLife. O nosso Portal do Corretor está mais simples, rápido e fácil de usar. Tudo isso para você focar no que realmente importa: gerar ainda mais negócios. Acesse agora e confira as novidades: www.metlife.com.br/para-corretores

Busca por associados

Consulta de faturas emitidas e clientes inadimplentes

30 | Sincor-GO

Envio de 2ª via da fatura

Atualização de dados cadastrais de forma simples e rápida


Prêmio de Jornalismo

Cultura do seguro incentivada em prêmio de jornalismo

4º Prêmio

Com inscrições abertas, o Prêmio SINCOR Goiás de Jornalismo entra na sua última etapa. Com reportagens inscritas até o dia 15 de outubro, o concurso realiza a avaliação dos trabalhos de acordo com as categorias: mídia impressa, telejornalismo, radiojornalismo, webjornalismo e mídia especializada. Os vencedores serão conhecidos em novembro.

de Jornalismo

Serão premiados os 15 melhores trabalhos. Os trabalhos com o tema Seguro: protegendo sua vida e seu patrimônio devem ter sido veiculados de 11 de novembro de 2017 a 15 de outubro de 2018, mesma data em que se encerra o período de inscrição.

SINCOR-GO

PLANOS PERSONALIZADOS PARA SEUS CLIENTES COM OS MELHORES PREÇOS DO MERCADO. VENDER SEGURO DE VIDA DEIXOU DE SER UM BICHO DE SETE CABEÇAS. Na CAPEMISA você é mais que um Corretor, é um parceiro com grande poder de negociação. Existem muitas estratégias para aumentar os ganhos e juntos construímos a melhor.

LIBERDADE DE PERSONALIZAR PLANOS. SEGUROS DE VIDA COM BENEFÍCIOS DE USO EM VIDA. CAMPANHA DE VENDAS SOU+VOCÊ CAPEMISA. ESTAMOS COM VOCÊ EM TODO O PAÍS. CAPEMISA Seguradora de Vida e Previdência S/A CNPJ: 08.602.745/0001-32. www.capemisa.com.br /capemisa.seguradora /capemisa_seguradora

Sincor-GO | 31


Mercado de Resseguros

O seguro do seguro Operação dá liquidez ao mercado segurador ao dividir riscos com as companhias seguradoras Foto: acervo pessoal

Quando um corretor de seguros fecha um contrato com seu cliente, dá-se início a uma cadeia de proteção que não se encerra no pagamento do valor da apólice. Para que o mercado sobreviva e suas engrenagens possam funcionar sem prejuízo ou riscos a nenhuma das partes, entra em ação a figura do ressegurador. É ele que divide, com a companhia seguradora, os riscos assumidos por ela. É ele também que tem a importante tarefa de contribuir para dar liquidez ao mercado segurador, evitando a concentração de riscos nas mãos das companhias seguradoras. Simplificando, é o seguro do seguro. Para o corretor de seguros Hailton Costa Neves, “os resseguradores são fundamentais para o mercado segurador por uma série de motivos, porém, sem sombra de dúvidas, a mais importante delas é proporcionar liquidez para o mercado, pois são agentes que garantem que as seguradoras irão honrar seus processos de indenização, mesmo quando temos eventos (sinistros) de grande porte”. Há mais de 25 anos no mercado, com atuação em todo o país, Hailton já participou de importantes operações, envolvendo grandes riscos, em que a dificuldade em encontrar um ressegurador colocava em perigo o fechamento do negócio. Ele assinala que todas as operações de seguros realizadas no mercado segurador brasileiro são, obrigatoriamente, resseguradas. “É importante afirmar que existem vários planos de resseguros e, de acordo com a companhia seguradora, há um plano adequado para cada uma delas”, frisa. Este recurso, acrescenta, é utilizado como “mecanismo de pulverização de risco no mundo inteiro”. Conforme explica, resseguradoras são empresas que atuam, devidamente autorizadas e legalizadas, no mercado segurador com a finalidade exclusiva de captar riscos assumidos pelas companhias 32 | Sincor-GO

Hailton costa neves, corretor de seguros

“Os resseguradores são fundamentais para o mercado segurador por uma série de motivos, porém, sem sombra de dúvidas, a mais importante delas é proporcionar liquidez para o mercado.” Hailton costa neves,

seguradoras. Eles estão divididos em ressegurados locais, admitidos e eventuais (veja quadro), totalizando 133 em todo o país, legalmente regulamentados pelo Conselho Nacional de Seguros Privados (CNSP) e supervisionados pela Superintendência de Seguros Privados (Susep), órgão responsável pela normatização e fiscalização do mercado de seguros e resseguros no Brasil. Ele frisa que “há quem diga que o resseguro é um seguro de segundo grau”. Conforme explica, o que ocorre é a transferência de um determinado risco do cliente (segurado) para uma companhia seguradora (seguro) que, por sua vez, repassa este risco a um ressegurador, diminuindo assim o risco e sua carteira de negócios.


Mercado de Resseguros

133 é o número de resseguradores no Brasil O que é um ressegurador? Local: Tem a sua sede no Brasil e é constituído como forma de sociedade anônima, sendo regulamentado pelo CNSP e supervisionado pela Susep. Admitido: É o ressegurador estrangeiro com mais de cinco anos de operação no mercado internacional e que tem autorização para vender resseguros no mercado brasileiro. Ele precisa estar registrado na Susep e ter escritório de representação no Brasil. Além disso, tem que atender a uma série de pré-requisitos, conforme estabelecido pelo CNSP. Eventual: É o ressegurador estrangeiro com autorização para operação no país de origem há mais de cinco anos e que pode fazer operações de resseguros no Brasil. Este tipo de ressegurador não precisa de escritório de representação no Brasil, mas deve estar registrado na Susep. Tipos e quantidade no Brasil

Locais: 16 Admitidos: 40 Eventuais: 77 Total no Brasil:133

Como funciona o resseguro O cliente aciona um corretor para fazer um seguro.

1

O corretor procura uma companhia seguradora que aceite o risco do cliente.

2

Identificada a seguradora adequada, o negócio é fechado.

3

A seguradora transfere parte do risco assumido para um ressegurador.

4

Em caso de risco, a seguradora indeniza o cliente.

5

Neste caso, o ressegurador indeniza a seguradora.

6

Dividindo os riscos CEO da JLT Resseguros, empresa referência no segmento de resseguros no Brasil, Rodrigo Protasio explica que resseguro “é uma operação financeira que visa proteger as seguradoras dos grandes sinistros ou de eventos fora da estatística normal, como catástrofes, por exemplo. De forma coloquial, costuma-se comentar que o resseguro é o seguro da seguradora”. Grandes riscos, como no segmento de petróleo, geração de energia, grandes obras de construção, garantias judiciais, risco cibernético (grande aumento de demanda) são nichos de atuação do resseguro. Segundo assinala, ao dividir os riscos de uma seguradora entre várias resseguradoras, ele é minimizado e ainda cria condições para o mercado de seguros brasileiro crescer, inclusive internacionalmente. Protasio explica que o mercado de resseguro é internacional e cita como exemplo Sincor-GO | 33


o IRB, que é brasileiro, mas atua em todo o mundo. “Por conta disso, dificilmente terá um operador que atue só em Goiás. A ideia do resseguro é não concentrar risco, mas, sim, pulverizar”, acrescenta. Ele lembra ainda o fato de sermos um estado agrícola, o que faz com que o resseguro tenha uma atuação importante na área agrícola. O CEO da JLT avalia a importância de se continuar discutindo as oportunidades de avanços visando o crescimento do mercado, entre elas a ampliação para a previdência e fundos de pensão, a exemplo do que já ocorre em outros países. Uma Comissão Especial da Superintendência de Seguros Privados (Susep) está estudando melhorias nas regras da atividade, com intuito de promover o desenvolvimento do setor. Protasio assinala que a Susep tem estado aberta para discutir melhorias que podem ajudar novas seguradoras a surgir no mercado, que não para de crescer. O mercado de seguros corporativos movimenta mais de R$ 60 bilhões por ano no Brasil. Deste total, mais de R$ 11 bilhões anuais em prêmios são de resseguros e a JLT admi-

34 | Sincor-GO

“É uma operação financeira que visa proteger as seguradoras dos grandes sinistros ou de eventos fora da estatística normal, como catástrofes, por exemplo. De forma coloquial, costuma-se comentar que o resseguro é o seguro da seguradora”. Rodrigo Protasio

nistra cerca de 10% deste market share. Em vigor desde janeiro, a Resolução 353, do Conselho Nacional de Seguros Privados, trouxe mudanças para o setor. Na avaliação de Rodrigo Protasio, a alteração provocou uma evolução ao contribuir na questão da concorrência no mercado local, possibilitando maiores graus de alavancagem, ao mesmo tempo em que permite que empresas estrangerias negociem entre si. Conforme pondera, o maior entrave para o crescimento do setor é a carga tributária, mais elevada do que em outros países.


Ag. Sede: Rua C – 139, nº 1.087, Qd. 337 Lt.02, Jardim América, Goiânia-GO - CEP: 74.275-070 Fone: (62) 3275-0200 e-mail: credseguro@sicoobcredseguro.com.br Ag. Anápolis: Rua Manoel D'Abadia, nº 335, Centro, Anápolis-GO. - CEP: 75.020-030 Fone: (62) 3321-3256 e-mail: pacanapolis@sicoobcredseguro.com.br Ag. Castelo Branco: Av. Castelo Branco, nº 754, Setor Oeste, Goiânia-GO - CEP: 74.140-150 Fone: (62) 3997-7500 e-mail: pacastelobranco@sicoobcredseguro.com.br

Credseguro

Cooperativa de Crédito

Serviço de Atendimento ao Consorciado: capitais e regiões metropolitanas: 4007-1905 | Demais localidades: 0800 607 3636 | Ouvidoria: 0800 722 6555 Sincor-GO Atendimento: seg. a sex. - das 9h às 18h | Deficientes auditivos ou de fala: 0800 940 0458

| 35


Diagnóstico Integração

Cultura do seguro Iniciativas políticas e comerciais são importantes para incentivar a população a aderir aos seguros

D

iante da Reforma da Previdência, muitos brasileiros se deram conta que as garantias para um futuro como aposentado podem se tornar apenas promessas ou lembranças de uma época distante, quando o sistema ainda funcionava. Com a previdência à beira de um colapso, só em 2017 fechou com déficit crônico de R$ 268,8 bilhões, muitos concluíram que o futuro já começou e depende das escolhas de cada um. Seguros de vida e previdência privada se tornaram opção para quem quer o sossego nos dias que virão, seja para si mesmo ou para a família. Mesmo assim um estudo da Universidade Oxford, divulgado no último ano, afirma que o Brasil tem o menor número de pessoas com seguros de vida. No país, apenas 19% dos brasileiros possuem algum benefício. A média global é de 32% de segurados. A notícia boa é que, entre os brasileiros sem seguro de vida, 56% consideram adquirir o mesmo, uma mudança 36 | Sincor-GO

augusto matos, presidente do sindseg

importante para o mercado de seguros. Segundo o presidente da FenaPrevi, Edson Franco, pouco mais de 10% da população brasileira possui alguma cobertura de seguro. Para ele, há uma necessidade urgente de incutir nos brasileiros a cultura de poupar e criar reservas financeiras para o futuro. “Hoje


temos uma população subprotegida tanto do ponto de vista de seguros de proteção à renda quanto dos produtos de acumulação”, diz. Seguro de vida e de propriedades são os primeiros passos para quem começa a entender a importância da cultura de seguros e as vantagens de um comportamento preventivo. Para Franco, o desafio é oferecer uma diversificação de produtos, que atendam os diferentes formatos de vida do brasileiro. “Comparado com os países mais desenvolvidos, enfrentamos uma subproteção de nossa população no que diz respeito aos riscos inerentes, mas devemos enxergar a situação como um processo de amadurecimento. Assim como aconteceu em outros países do mundo, estamos em pleno desenvolvimento da cultura do seguro”, afirma o presidente do Sindseg MG/GO/MT/ DF, Augusto Matos. Segundo ele, a população brasileira que antes vivia uma carência de bens agora deverá pensar na proteção deles. A proteção aos patrimônios familiares ou empresariais torna o seguro um diferencial para as sociedades em todo o mundo. Mas o que ainda falta para o consumidor buscar no seguro o que ele deixa na mão do governo?

O mercado que move R$ 240 bilhões por ano também cria um fluxo de retorno. “Por meio dos seguros realizados pelos órgãos competentes são devolvidos à sociedade brasileira bilhões de reais por ano em forma de indenização. O impacto social e econômico do seguro é muito grande”, afirma o presidente licenciado do SINCOR Goiás, Lucas Vergilio. Hoje o mercado de seguros alcança 6% do PIB brasileiro, mas nos países mais desenvolvidos este valor chega a dois dígitos. A entidade atualmente é responsável por vários projetos de incentivo à cultura do seguro, como o Prêmio de Jornalismo para publicações voltadas à essa temática, Café e Seguros e Goiás Mais Seguro. “O objetivo é tornar todos os corretores grandes defensores do setor e divulgar nossos investimentos e melhorias para a população, seja usuária ou não”, afirma o presidente em exercício, Henderson de Paula.

“Hoje temos uma população subprotegida tanto do ponto de vista de seguros de proteção à renda quanto dos produtos de acumulação.” Edson Franco, presidente da FunaPrevi

Sincor-GO | 37


Diagnóstico Integração

38 | Sincor-GO


Oportunidades e desafios Marcio coriolano, presidente do cnseg

O setor segurador brasileiro tem pela frente o o desafio de traduzir para o público a necessidade dos produtos oferecidos, seja de um seguro para automóvel ao seguro de vida. O convencimento é a principal ferramenta a ser utilizada para mudar a cultura e, nesse sentido, o corretor de seguros tem papel determinante. A tecnologia pode ser empregada, mas não será suficiente para prescindir a figura do corretor, porque é a sua competência que tornará possível a adesão de novos consumidores. Presidente da Confederação das Seguradoras (CNseg), Marcio Coriolano lembra que apesar do Brasil ser hoje a nona economia do mundo, quando o assunto é seguros, o país ocupa a 46ª posição em consumo per capita no ranking mundial do setor segurador. Posição que o deixa atrás, inclusive, de países da América Latina como o Uruguai e o Chile. “Essa posição no ranking mundial demonstra que existe espaço para o progresso do setor, o que pode ser alcançado mediante incentivos para a formulação de novos produtos inclusivos e ampliação do papel do setor de seguros nas políticas macro e micro econômicas do Governo Federal”, diz. Coriolano frisa que o cenário representa oportunidade de crescimento, mas também grandes desafios para o setor, considerando os indicadores oficiais do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). “Os dados ressaltam que os brasileiros estão vivendo mais e que a participação daqueles com 60 anos ou mais deve chegar a 19% em 2030 e a cerca de 30% em 2050, uma mudança dramática no perfil da pirâmide demográfica”, afirma. O presidente da CNseg diz ainda que existe um grande mercado a ser explorado e que será fruto de um trabalho

“Existe espaço para o progresso do setor, o que pode ser alcançado mediante incentivos” árduo de educação em relação aos produtos de seguro, saúde suplementar (seguros e planos de saúde), capitalização e previdência privada e de regras claras e simplificadas para produtos e serviços ofertados em mercado altamente regulado, como forma de estimular a busca por proteção securitária por parte das empresas, famílias e indivíduos. Para fazer frente a este desafio, CNseg e suas quatro Federações associadas (FenSeg, FenaSaúde, FenaPrevi e FenaCap) idealizaram o Programa de Educação em Seguros composto por ações dirigidas a consumidores, poderes Executivo, Legislativo e Judiciário, imprensa e entidades de defesa do consumidor e que tem como objetivo levar conhecimento estruturado e informações qualificadas sobre os seguros à sociedade em geral e fornecer informações a todos para ajudar na tomada de decisões, em relação à proteção de sua saúde e patrimônio, e à formação de pecúlios e renda.

Sincor-GO | 39


.Expediente

Sincor - GO Rua C-145, 1.036, Qd 337, Lts 21/22, Jd. América, Goiânia-GO | CEP 74255-500

Diretoria Executiva Lucas Vergilio presidente licenciado Henderson de Paula Rodrigues presidente em exercício Carmen Lucy Silva vice-presidente Financeira em exercício

Conselho Fiscal Efetivo Amaury Gonçalves da Cunha (presidente) José Sousa Rios Marcos Carneiro Martins Arruda Conselho Fiscal Suplente Gilson Antonio de Souza Inamar de Cássia Borges Samuel Azevedo Barros Sobrinho Delegados representantes junto à Fenacor

Deivid Pereira vice-presidente técnico

1º delegado Lucas de Castro Santos (licenciado)

Roney Almeida Macedo vice-presidente de Marketing e de Relações com o Mercado

2º delegado Henderson de Paula Rodrigues

Vera Lúcia Campos Fornari vice-presidente Social e de Benefícios Vinícius de Araújo Porto vice-presidente Institucional e de Relações com o Corretor de Seguros Wagner Paulo de Oliveira vice-presidente Administrativo Diretoria Admilson Alves de Castro Ana Maria Martins de Oliveira Andrade Demerson Gonçalves de Melo Evanira Barbosa de Macedo Jairo Cirilo Amaral Juliana Pena de Paula Rios de Pina Liamar Geralda Martins Ferreira Lucas Paulo Garcia Bittencourt Marinho de Souza Oliveira Júnior Osmar dos Reis de Sousa Silvio Roberto de Sousa Rodrigues Thiago Perilo de Azevedo Silva Wallacy Luiz Silva Oliveira Diretoria Auxiliar Edmo Edmundo Pinheiro Neto Fausto Rodrigues de Godoy Isabella Petini de Oliveira Ludmilla de Mesquita Correira Ribeiro Luiz Olmando de Melo Mariana de Jesus Fonseca Paulo César Fernandes Rosa Renner Araújo Fidelis Ricardo Magalhães Ferreira Ronaldo de Amorim Chaveiro Sérgio José de Melo

40 | Sincor-GO

1º suplente Hailton Costa Neves 2º suplente Ozório Manuel da Silva Conselheiros efetivos do Comitê de Ética Raimundo Dionísio Ribeiro (presidente) Antônio Oliveira Durães Cláudio Miguel de Paula Daniel Souza dos Santos Julio César Coelho Guilherme José Veríssimo da Silva Conselheiros suplentes do Comitê de Ética Erasmo Pereira da Silva Isaias Fernandes de Paula Edson Costa Souza Reinaldo de Oliveira Batista Filho Anderson Pires Costa Cardoso Antônio Carlos Starling Cavalcanti Diretores Territoriais Anápolis: Leonardo de Miranda Almeida Diretor territorial auxiliar: Ronaldo Luiz de Miranda Itumbiara: Antônio Aparecido de Almeida Diretor territorial auxiliar: Raimundo Nonato dos Santos Rio Verde: Francisco Rodrigues Pereira Neto Diretor territorial auxiliar: Giuliano Carlos Fernandes da Silva Catalão: Mário de Pádua Castro Revista Sincor Projeto editorial e gráfico, redação e edição Ampli Comunicação Jornalista responsável: Deire Assis (GO 01197 JP) Impressão: Gráfica Art 3 Tiragem: 3 mil exemplares


JUNTOS, SOMOS ESSENCIAIS Trabalhamos lado a lado para aproximar o seguro das pessoas. Esse compromisso nos motiva a superar cada desafio .

sindsegmd.com.br facebook.com/SindsegMG

“Você sempre evolui quando tem bons parceiros. E nós temos. Junto com os corretores de seguros atuamos para fortalecer continuamente o nosso mercado”. Augusto Frederico Costa Rosa de Matos Presidente do SindSeg MG/GO/MT/DF

sindsegmd@sindsegmd.com.br instagram.com/sindseg_mg.go.mt.df

linkedin.com/company/sindseg-mg-go-mt-df Sincor-GO | 41


42 | Sincor-GO

Revista Sincor - edição 109  

Publicação editorial do Sincor Goiás referente aos meses de agosto, setembro e outubro, tendo como tema central o mês do corretor de seguros...

Revista Sincor - edição 109  

Publicação editorial do Sincor Goiás referente aos meses de agosto, setembro e outubro, tendo como tema central o mês do corretor de seguros...

Advertisement