Page 1

Revista

.


Opinião

Revista Sincor-ES atinge a marca de 262 edições A revista Sincor-ES, única ligada a um sindicato de corretores de seguros a editar mensalmente uma publicação voltada para a categoria, chega à sua 262ª edição. Trata-se de um feito em um país que não valoriza a leitura e o conhecimento. Nesses anos todos, o nosso compromisso sempre foi o de levar informação e ser mais um canal de comunicação entre os associados e o sindicato. Quando começamos a editar a publicação, em julho de 1992, ela ainda não tinha esse formato e se parecia mais com um jornal. Nesses 27 anos, foram muitas mudanças, que incluíram nova marca, planejamento gráfico, projeto editorial. Ao longo dos anos, a Revista Sincor-ES cresceu e conquistou credibilidade, se tornando uma referência no Espírito Santo quando o assunto é mercado de seguros. De 1992 a 2019, muita coisa mudou no Brasil e no mundo. O mercado de seguros, principalmente, no Espírito Santo foi ganhando importância, apesar de ainda vivermos na expectativa de que ele desenvolva todo o seu potencial. A nossa revista tem se preocupado em mostrar as mudanças do estado, a destacar as empresas do mercado de seguros que chegam, o nível de capacitação e comprometimento dos corretores de seguros. Hoje, face à nova Legislação Trabalhista, o Sincor-ES enfrenta novos desafios e se reinventa, assim como a nossa revista. Enfrentamos nos últimos anos vários problemas resultantes da diminuição de nossas receitas. Isso não nos desmotiva, ao contrário, nos deixa mais confiantes de que novos tempos virão e que essa crise pela qual passa o nosso país irá se transformar em uma lembrança. Pelas páginas da nossa Revista Sincor-ES passaram várias personalidades do mercado de seguros, eventos da categoria, como o Congresso Brasileiro dos Corretores de Seguros e o Conec, projetos de qualificação desenvolvidos no Espírito Santo para atender aos corretores de seguros, parcerias com as seguradoras. A Revista Sincor-ES é usada por nós, todos os anos, como material de referência para produzirmos nosso relatório de prestação de contas anual. Afinal, além de ser um produto jornalístico, trata-se de uma publicação que conta a história do sindicato. Há 15 anos, a Revista é produzida pela jornalista Marcilene Forechi e pelo diretor do Sincor-ES Ivo Tadeu Basílio. Afinados com os interesses do Sincor-ES no que diz respeito ao seu compromisso com o mercado de seguros e os corretores de seguros, os dois profissionais são responsáveis por deixar a publicação cada vez mais profissional. Nesse tempo todo, temos a agradecer às parceiras seguradoras que nos permitem colocar todos os meses a publicação nas mãos dos leitores. Como todos que leem a publicação já devem ter percebido, os rodapés são preenchidos com os anúncios dessas parceiras. Por fim, gostaria de destacar que o espaço sempre esteve aberto aos corretores de seguros, seja com o envio de matérias ou o registro de suas participações nos eventos e atividades profissionais promovidos por elas, pelo Sincor-ES ou pelas seguradoras. Eu peço a todos que continuem nos acompanhando nesse trabalho e prestigiando a Revista Sincor-ES.

José Rômulo da Silva Presidente do Sincor-ES

2

www.sincor-es.com.br

.

facebook.com/sincores

.

twitter.com/sincores

EXPEDIENTE

SEDE PRÓPRIA Endereço:- Rua Frederico Lagassa, Nº 30 Conj. 509/512 - Edf. Scheila - Bairro Gurigica, Vitória, Espírito Santo Site: www.sincor-es.com.br E-mail: sincor-es@sincor-es.com.br Diretoria Presidente: José Rômulo da Silva 1º Vice-Presid.: José Alexandre Cid Pinto 2º Vice-Presid.: Nicolau Marino Calabrez 1º Secretário: Renato Silva de Bittencourt 2º Secretário: Deusdete Mantovanelli 1º Tesoureiro: Antonio José Alvarenga Imperial 2º Tesoureiro: Leonardo Souza Bergamini Diretor Social: Luiz Amaury Gontijo Dir. Mark. e Eventos: Antonio Nelson B. Fortunato Dir. Informática: Jaime Balbino de Oliveira Dir.Rel.c/Merc.: Neudon de Almeida Valadão Suplentes Ana Júlia Merotto, Luiz Cláudio Firme Pina e Guilherme Moraes Rueda Conselho Fiscal Maria Angélica Batista e Rene Neves Farias Suplentes de Conselho Fiscal Santa de Luziê Laiber de Oliveira, Dagmar Alves Mauricio Machado e Luiz Ferdinando Zanette Delegados Representantes junto a Fenacor-Efetivos José Rômulo da Silva e José Alexandre C.Pinto Delegados Representantes junto a Fenacor-Suplentes Nicolau Marino Calabrez e Antonio José Alvarenga Imperial Jornalista Marcilene Forechi Diagramação Ivo Tadeu Basilio Impressão GM Gráfica e Editora Ltda

Telefones para Contato

Geral....................................... 2125-6666 ................................................ 2125-6667 Deptº Adm./Financ.................. 2125-6669 Cadastro Corretor................... 2125-6676 Revista Sincor-ES.................. 2125-6671

Empresas Coligadas

ASSESSORIA JURÍDICA...... 3232-4800 (MOSCON E ASSOCIADOS ADVOCACIA)


Sumário

Índice 04 - Notícias 09 - Sala de Visitas 10 - Em defesa da categoria 12 - Qualificação 13 - Mercado 18 - Social 19 - Artigo

Bilhete

do Presidente

“Abraços grátis” Na praça movimentada de um grande centro urbano, por onde circulam milhares de pessoas diariamente, uma pessoa solitária estende um cartaz que diz: Abraços grátis. Possivelmente tenhamos visto alguns vídeos que circulam pela internet, mostrando cenas muito interessantes e emocionantes envolvendo os heróis dos Free hugs, os Abraços grátis. Segundo o site Free Hugs Movement, o registro mais antigo desse tipo de manifestação coletiva aconteceu em 1986, quando o reverendo Kevin Zaborney criou em sua igreja o Dia Nacional do Abraço, celebrado todo ano, em vinte e um de janeiro. Posteriormente, a esse movimento aderiram outras instituições como ONGs, hospitais, escolas dos Estados Unidos, Canadá, Inglaterra, Austrália, Alemanha e Rússia. Em 2001, Jason Hunter deu início ao movimento Abraços grátis, após a morte de sua mãe. Um dia, que começou em completa tristeza, terminou em grande alegria porque eu percebi que minha mãe tinha feito exatamente o que Deus solicitou dela. – Disse ele, no site da sua campanha. Ela adorava abraçar as pessoas, independente da raça ou sexo, e fazer com que soubessem o quanto eram importantes.

Que mundo maravilhoso poderíamos ter se fôssemos conhecidos como pessoas que têm um sorriso e uma palavra amável para todos. Jason quis dar continuidade à missão de sua mãe e saiu pelas ruas da praia, ao sul de Miami, com o cartaz escrito Abraços grátis. Cada pessoa reage de forma diversa. Há os que rejeitam. Mas os que cedem ao convite simpático, saem com um sorriso no rosto. Há muito mais ali do que o simples ato de abraçar um estranho. Há a doação daquele que se coloca à disposição dos outros para um pequeno gesto de carinho. Imaginamos que nem todos trazem

boas vibrações, energias positivas, em seus abraços, pois cada um vem de uma realidade diferente e, muitas vezes, essa realidade é dura e triste. Porém, acabam levando um pequeno mimo, um pequeno consolo, uma breve mensagem que diz: Eu me importo com você. Há também o processo psicológico de se romper com a barreira do afastamento físico, pois muitos de nós trazemos bloqueios nas expressões mais simples de carinho e não aprendemos sequer a dar um abraço. Por isso, podemos ver os mais diferentes tipos de abraços possíveis: de lado, de longe, com medo, quase sem tocar o outro. É uma verdadeira sessão de psicoterapia, descomprometida, ao ar livre, de onde todos saem melhor. A frase encontrada no cabeçalho do site oficial do movimento resume tudo: Às vezes, um abraço é tudo o que precisamos. Talvez, muitos de nós não nos sintamos à vontade para abraçar estranhos. Mas, cabe uma reflexão: Será que estamos abraçando os nossos suficientemente? Os mais próximos, os nossos amores? Será que por vermos nossos pais, filhos, esposos e amigos, constantemente, não estamos deixando de lado os abraços? Respondamos, por fim, a esta pergunta: Quantos abraços já demos hoje?

MIAMI, O DESTINO DOS SONHOS, ESPERA POR VOCÊ. A nossa Campanha de Vendas já começou. Aproveite que você tem o ano todo para mostrar o seu talento.

icatu.com.br | Filial Vitória: (27) 3314 6620 | Central de Relacionamento: 0800 285 3002 | Ouvidoria: 0800 286 0047, de 2ª a 6ª, das 8h às 18h, exceto feriados. Revista

.

JUNHO/2019

3


Notícias

Cai número de roubo de cargas no Espírito Santo O primeiro semestre deste ano registrou apenas duas ocorrências de roubo de carga no Espírito Santo. O número é bem inferior ao registrado em 2018, quando ocorreram 28 roubos no primeiro semestre. Em 2017, em igual período, foram registradas 39 ocorrências. Alguns fatores têm sido apontados para essa redução. Eficiência da polícia – Várias quadrilhas especializadas foram desarticuladas pela Delegacia de Roubo a Cargas, sendo que muitos assaltantes e receptadores das mercadorias foram presos. Cooperação com a sociedade – A Polícia Civil e o Sindicato dos Transportadores de Cargas (Transcares) firmaram

uma parceria e trocaram informações essenciais para o combate ao crime, o que repercutiu positivamente para a queda no número de ocorrências. Gerenciamento – A Polícia Militar do Estado do Espírito Santo vai gastar R$ 176 mil na compra de um sistema de vídeo wall, com nove monitores de 55 polegadas ultrafino. A nova tecnologia vai permitir à Diretoria de Inteligência (DINT) e à Diretoria de Tecnologia da Informação e Comunicação (DTIC) da corporação fazer o gerenciamento de crises, ocorridos em greves, distúrbios, bloqueios, paralisações, passeatas e eleições, entre outras.

Proibição A nova Lei Geral de Proteção de Dados entra em vigor em agosto de 2020 e, com ela, a relação entre clientes, empresas e informações pessoais sofrerá mudanças, com multas pesadas para quem violar as regras. As empresas só poderão pedir um dado pessoal de alguém com o consentimento explícito da pessoa e a informação só poderá ser usada com a finalidade específica para a qual tenha sido solicitada.

Ciclovias O uso de bicicletas para o lazer ou trabalho é cada vez mais comum. O sistema de compartilhamento tornou essa prática ainda mais corriqueira. Por isso, a informação divulgada pelas prefeituras da Grande Vitória de construção de mais 63 quilômetros de ciclovias nos próximos anos deve ser aplaudida. São obras que não apenas dão nova dinâmica e mobilidade urbana, como aumentam a segurança dos ciclistas, uma vez que sem lugar adequado para trafegar, acabam correndo riscos e muitas vezes sofrendo acidentes graves.

Boleto

Menos burocracia com transporte de cargas O Espírito Santo vai ser o primeiro estado a testar o Documento Eletrônico de Transporte (DT-e), um projeto do Governo Federal. A ideia é unificar cerca de 20 documentos que, hoje, são exigidos nas operações de transporte de cargas no país. O setor de rochas ornamentais capixaba é um dos voluntários nesta fase do projeto-piloto. Segundo o Sindirochas, cerca de

4

www.sincor-es.com.br

.

facebook.com/sincores

.

40 veículos já receberam os dispositivos (tags) para monitoramento. De acordo com a ANTT, haverá uma integração de bancos de dados dos sistemas governamentais de controle de transporte de cargas, veículos e motoristas. A expectativa é que a utilização dessa ferramenta diminua o tempo das viagens, aumente a segurança e facilite a logística de transporte no país.

twitter.com/sincores

Apesar do golpe não ser novidade, muitas pessoas ainda se tornam vítimas do falso boleto, em sua maioria, encaminhados via internet. Pelo menos mil pessoas, mensalmente no Espírito Santo, pagam contas falsas, conforme estimativa da Associação dos Representantes de Bancos (Arbes). Normalmente, os golpistas encaminham um boleto via e-mail, com características muito semelhantes aos originais, com mudança apenas no código de barras. Por isso, é importante prestar atenção redobrada ao efetuar esse tipo de pagamento.


Notícias

Reunião mensal do CVG-ES O CVG-ES realizou sua reunião mensal no dia 4 de julho, com a presença da maioria de seus diretores. A reunião ocorreu na Confeitaria Monte Líbano, no bairro Santa Lúcia, onde os diretores saborearam um delicioso café da manhã, oferecido pelo diretor Edgar Loss, da Dekra Vistorias. Os trabalhos transcorreram em clima descontraído, com ampla participação

dos diretores, que ofereceram valiosas sugestões para a programação de eventos futuros a serem realizados pelo CVG-ES em parceria com o Sincor-ES. Na pauta da reunião, fora discutidos os seguintes assuntos: Estágio atual dos preparativos para a 3ª Jornada Capixaba do Seguro de Vida – O presidente Antônio Santa Catarina falou

sobre os preparativos, como a escolha do local e do palestrante. O evento é realizado em conjunto com o Sincor-ES. O projeto será apresentado, em breve, na reunião conjunta entre as duas entidades mais as seguradoras parceiras, que irão patrocinar o evento. Aniversário do CVG-RJ – O presidente fez um resumo do evento comemorativo aos 53 anos do CVG-RJ, solenidade em que representou o CVG-ES. Proposta comercial da Formatta – Foi apresentada a proposta comercial da Formatta para a realização de um workshop com 32 horas de treinamento e alta performance, com foco no ramo vida individual. A proposta despertou interesse entre os diretores presentes e será divulgada em breve. Torneio de Futebol – O diretor Amauri Gontijo relatou o estágio atual dos preparativos para a realização do Torneio de Futebol, tradicional evento de congraçamento do mercado segurador capixaba, agendado para 19 de outubro, em homenagem ao Dia do Corretor de Seguros.

1º Encontro anual da Mongeral e Fenacor Fo realizado no dia 31 de maio, o 1º Encontro Anual Mongeral e Fenacor. Na impossibilidade de comparecimento do presidente do Sincor-ES, o sindicato foi representado por seus Vice-Presidentes e 1º e 2º Delegados representantes junto à Fenacor, José Alexandre Cid Pinto e Nicolau Marino Calabrez. Os dois estavam acompanhados de suas respectivas esposas, Regina e Bianca. O roteiro do 1º encontro teve um tour pelas instalações da Mongeral e posterior hospedagem no hotel Vila Galé, seguida de almoço e viagem à cidade de Teresópolis, onde os convidados foram hospedados no Hotel Le Canton. No sábado, dia 1º de junho, após café da manhã, aconteceu uma reunião no Centro de Convenções Davos para os participantes do encontro. A tarde

foi livre para que os convidados pudessem fazer um tour pela cidade de Teresópolis.

Conheça a Seguros Unimed:

O retorno aos estados de origem aconteceu no dia 2 de junho.

Especialista em cuidar da saúde física e financeira das pessoas

Revista

.

JUNHO/2019

5


Notícias

Empresa capixaba acusada de aplicar golpes em aposentados Uma empresa localizada na Enseada do Suá, em Vitória, é acusada de aplicar golpes em aposentados no Espírito Santo e de ter envolvimento com uma quadrilha apontada como responsável por fraudes em outros cinco estados. A denúncia foi feita pelo Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ), que realizou, no dia 27 de junho, a Operação Honora, em parceria com Grupos de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaecos) dos estados do Rio de Janeiro, São Paulo, Espírito Santo e Bahia, além da Polícia Civil do Rio de Janeiro. A empresa acusada é a Associação Nacional de Seguridade e Previdência (ANSP), cujo nome fantasia é Centro de Apoio ao Aposentado e ao Trabalhador (CENAAT). O MP-RJ aponta que a instituição foi constituída com o único objetivo de lesar o patrimônio de terceiros, especialmente aposentados e pensionistas.

A instituição se aproximava das vítimas com a promessa de revisão judicial de benefícios junto à Previdência Social, além do pagamento de atrasados. A reportagem do Jornal A Tribuna, apresentou, junto com a reportagem, algumas dicas para que outras pessoas evitem cair nos golpes. 1. Ao receber uma oferta desse tipo, ou qualquer proposta em que os benefícios sejam quase inacreditáveis, procure um órgão oficial, como o INSS, o Ministério Público, a OAB ou um advogado de confiança. 2. Antes de fornecer qualquer dado, pesquise o histórico da empresa que está oferecendo o serviço. Procure casos pare-

Projeto de lei propõe mudanças para os corretores de seguros O Projeto de Lei 2.441/19, que trata da regulamentação da profissão de corretor de seguros, foi devolvido ao relator, deputado Lucas Vergilio (SD-GO), para reexame da matéria, na Comissão de Finanças e Tributação. Antes disso, a proposta foi novamente retirada de pauta na semana passada. A matéria, já aprovada no Senado, voltou à Câmara em razão das mudanças aprovadas pelos senadores. O deputado Lucas Vergilio (SD-GO) apresentou, então, parecer contrário à proposta, em razão das excessivas mudanças feitas no texto original. O projeto estabelece que o título de habilitação, concedido pela Susep, deverá ser requerido por meio de entidade autorreguladora, indicando o ramo de seguro ao qual o novo corretor pretende se dedicar. Para tanto, será preciso ter cadastro em entidade autorreguladora

6

www.sincor-es.com.br

.

facebook.com/sincores

.

de seguros e resseguros, conforme parâmetros estabelecidos pela Susep. Esse cadastro, no entanto, “não pode ter como condicionante a associação à entidade autorreguladora” e deve ser disponibilizado à Susep. Caberá ao CNSP estabelecer as condições mínimas para manutenção, atualização e cancelamento do cadastramento de corretores. Os profissionais que já exercem a profissão deverão apresentar atestado fornecido pelo sindicato de classe ou pela Susep. Esse atestado será concedido em conformidade com as informações e os documentos colhidos pela diretoria do sindicato e dele deverão constar os dados de identidade do pretendente, bem como os dados relativos ao tempo de exercício nos diversos ramos de seguro e às empresas a que tiver servido. Fonte: Seguro Total, em 3/07/2019

twitter.com/sincores

cidos, verifique a existência de indícios de fraudes. 3. Desconfie e questione como essas empresas conseguiram seus nomes, endereços e informações pessoais, inclusive relacionadas à sua aposentadoria. Fonte: Jornal A Tribuna, em 28 de junho

Mundial Sub-17

O Espírito Santo entra na rota de grandes eventos esportivos realizados no país e vai sediar dois grupos da Copa do Mundo Sub-17 de futebol, promovida pela Fifa, entre outubro e novembro deste ano. No sorteio, realizado em 11 de julho, ficou definido que o Estádio Kleber Andrade receberá jogos de quatro seleções favoritas ao título: Argentina (campeã sul-americana), Holanda (campeã Europeia), Espanha e México.

Infecções Mais de 1 milhão de pessoas entre 15 e 49 anos contraem infecções sexualmente transmissíveis (DSTs) curáveis, todos os dias, de acordo com dados divulgados pela Organização Mundial da Saúde. Se essas doenças não forem tratadas, podem se tornar crônicas, acarretar problemas neurológicos e cardiovasculares, e até causar morte.


Notícias

Cursos em parceria com o Senac Segmento O Sincor-ES volta a registrar que mantém convênio com o Senac, com o objetivo de dar oportunidade aos seus associados de aprimorarem seus conhecimentos, por meio dos diversos cursos oferecidos pela instituição. Com o lema “O futuro é ser humano”, o Sincor-ES recebeu o catálogo de cursos disponibilizados pelo Senac para os meses de julho, agosto e setembro deste ano. Os

interessados poderão fazer contato com o setor financeiro, através do e-mail financeiro@sincor-es.com.br . Nesse contato deverão ser solicitadas informações e o comprovante de sua associação, o que vai permitir usufruir dos descontos e condições especiais. As matrículas podem ser feitas diretamente em uma das unidades do Senac ou por meio do site es.senac.br.

Corretores animados para o segundo semestre de 2019 Os corretores de seguros começaram o ano confiantes, com 86% apostando em um cenário melhor ou muito melhor no decorrer de 2019. Os dados são da pesquisa Índice de Confiança do Setor de Seguros, feita pela Fenacor, que mostrou pelo quarto mês consecutivo o otimismo do setor. de otimismo em alta, aponta o indicador calculado pela Fenacor.

O ânimo reflete a perspectiva para as vendas do segmento de seguros, saúde suplementar, previdência privada e capitalização. A CNseg estima que a arrecadação avance entre 6,3% e 8,4% neste ano em comparação com 2018. A recuperação da economia e as reformas em andamento, como da previdência, devem dar impulso aos resultados. O presidente do Sincor-ES, José Romulo da Silva, acredita que os corretores de seguros devem embarcar nessa onda de bons números e aproveitar as oportunidades. O alerta é que os corretores fiquem atentos ao processo de vendas para conseguirem replicar nos seus próprios resultados o otimismo que ronda o setor.

odontológico

O setor de planos odontológicos, até novembro do ano passado, superou a expectativa e atingiu a marca de 24,2 milhões de beneficiários. Inicialmente, o Departamento de Economia do Sindicato Nacional das Empresas de Odontologia de Grupo (Sinog) projetou que seriam 23,7 milhões de contratos, até dezembro de 2018. Além disso, o levantamento mostrou que, de dezembro de 2017 a novembro do ano passado, 1,5 milhão de pessoas contrataram um plano odontológico. No período analisado, o tipo de contratação que mais cresceu foi o plano coletivo por adesão (25%), seguido do individual familiar (6%) e o coletivo empresarial (4,3%). No cenário corporativo, em que a contratação desse serviço ainda é mais predominante, observa-se que o plano odontológico pode contribuir para a retenção de talentos nas empresas, diminuir o índice de faltas e até colaborar para o aumento da produtividade. Estima-se que até 2020, o mercado de planos odontológicos deve alcançar a marca de 26 milhões de beneficiários.

Automóveis

Levantamento feito pela Confederação Nacional das Empresas de Seguros Gerais, Previdência Privada e Vida, Saúde Suplementar e Capitalização (CNseg) mostra que menos de 30% da frota de automóveis existentes no país possui seguro. São mais de 30 milhões de veículos circulando pelas ruas sem cobertura, numa frota total de 43,5 milhões de veículos, segundo dados do Sindicato Nacional da Indústria de Componentes para Veículos Automotores (Sindipeças).

Seguro de Vida e

Acidentes em Grupo para atender as

exigências sindicais 4000-1989

- comercial@pasi.com.br - www.pasi.com.br -

/seguroPASI Revista

.

JUNHO/2019

7


Notícias

CVR-RJ comemora 53 anos de existência O CVG-RJ completou 53 anos de existência no dia 28 de junho. O presidente do CVG-ES, Antonio Santa Catarina, prestigiou o evento na condição, também, de representante do presidente do Sincor-ES, José Romulo da Silva. Além dele, estiveram presentes Patrícia Jacobuci (CVG-BA) e Andréia Araujo (CVG-RS). O ponto alto da comemoração foi a palestra proferida pelo presidente da FenaPrevi, Jorge Nasser, que falou sobre a “Reforma da previdência o os impactos no mercado segurador”. Ele fez uma retrospectiva histórica da previdência social

no Brasil e apontou as causas do atual desequilíbrio. Na sequência, Nasser apresentou a proposta FIPE, alicerçada em quatro pilares: 1) renda básica do idoso acima de 65 anos; 2) sistema de repartição; 3) capitalização compulsória; 4) previdência privada. Ele terminou sua apresentação ressaltando a importância do corretor de seguros dentro do processo de distribuição de seguros. Segundo ele, apesar do avanço digital dos processos, o relacionamento com os clientes continua sendo analógico e realizado por esse profissional.

Correntistas A Bradesco Seguros lançou um novo produto de automóvel pensado para correntistas Bradesco. Entre os principais atrativos, estão descontos na contratação, parcelamento em até 10 vezes sem juros, além de outras vantagens como o desconto na franquia para serviços realizados nas oficinas indicadas pelo Bradesco Auto Center.

Aplicativo A Bradesco Auto RE lançou aplicativo que facilita o aluguel de carro na Localiza Hert a seus mais de 1,4 milhões de segurados. De amplitude nacional, o serviço dá desconto na melhor tarifa do dia. Em caso de roubo/furto ou danos, o cliente ainda tem direito a carro reserva.

Certificação A Porto Seguro Vida e Previdência e o Ibmec lançaram, em Belo Horizonte, o primeiro Programa de Especialistas em Planejamento Financeiro, desenvolvido para corretores de seguros. A iniciativa visa tornar os profissionais ainda mais preparados para oferecer a solução financeira e de proteção de renda adequada à necessidade de seus clientes.

Seguro de pessoas é o futuro do mercado de seguros Durante almoço do CVG-SP, realizado no dia 22 de maio, o presidente da FenaPrevi, Jorge Nasser, ressaltou o potencial do seguro de pessoas e a importância dessa proteção para o futuro da sociedade. Segundo ele, a participação dos prêmios de seguro de vida no PIB brasileiro é de apenas 0,58%, enquanto no Reino Unido, por exemplo, é de 9%. O presidente acredita ser preciso entender que o rombo da previdência, que chega a R$ 308 bilhões em 2019,

8

www.sincor-es.com.br

.

facebook.com/sincores

.

ainda consumirá, neste ano, três vezes mais recursos que segurança, educação e saúde. “É um modelo que precisa ser reformado, o que mostra um potencial das coberturas para pessoas”, afirmou. Jorge Nasser disse que, além do déficit de R$ 309 bilhões, há mais motivos para a reforma, que são a longevidade dos brasileiros e o aumento da expectativa de vida. “Em 2060, o país contará com mais de 73 milhões de pessoas com 60 anos ou mais. Já a expectativa de vida, que era de 45 anos em 1960, aumentou para 76 anos em

twitter.com/sincores

2016 e chegará a 82 anos, em 2019”. Sobre a tecnologia, Nasser enfatizou que os profissionais do mercado de seguros devem entender as mudanças como oportunidades. “A partir do momento que entendemos que o digital resolve problemas de processos, serviços e conveniência, saberemos que temos que ocupar o espaço de relacionamento e consultoria. Então não devemos lutar contra as inovações tecnológicas”. Fonte: com informações da Revista Cobertura.


Sala de visitas

Novo executivo de contas

Ideias e experiências

O presidente do Sincor-ES, José Romulo da Silva, recebeu, no dia 8 de julho, a visita do gerente Comercial da Capemisa Seguradora, Nelson Morais. A visita do executivo serviu para apresentar o novo executivo de contas da seguradora, Millher Milli Ferreira, bem como para tratar de assuntos do mercado de seguros local.

O presidente do Sincor-ES, José Romulo da Silva, recebeu a visita do gerente da Porto Seguro Seguradora, Gabriel Baioco. Na oportunidade, ele estava acompanhado da diretora do sindicato Maria Angélica Batista. A visita teve o caráter de cortesia e serviu para ratificar a parceria existente entre o Sincor-ES e a seguradora. Foi um momento em que houve troca de ideias e de experiências sobre o mercado de seguros capixaba.

Corretores podem se associar ao Sesc Fazer parte do quadro de associados do Sincor-ES é uma decisão que cabe ao corretor de seguros. Além de fazer parte de um sindicato sólido, com uma gestão profissional e bastante atuante no cenário segurador, os associados desfrutam dos benefícios oferecidos por meio de convênios e parcerias. Uma das principais parcerias do Sincor-ES, é a firmada com o Serviço Social do Comércio (Sesc). Esse convênio beneficia, também, executivos de seguradoras parceiras, seus familiares e funcionários. Os corretores de seguros que quiserem se associar devem solicitar a confirmação de sua condição de associado ao Sincor-ES ao Setor Financeiro, através do e-mail financeiro@sincor-es.com.br . A carteira de identidade do Sesc custa R$ 7,00 e poderá ser solicitada em qualquer dependência da instituição junto com a informação fornecida pelo Sincor-ES. O convênio é isento de mensalidades.

As unidades do Sesc-ES – Centro Social de Turismo e Lazer de Domingos Martins – Centro de Atividades de Vitória – Ginásio de Esportes de Vitória – Centro de Turismo Social e Lazer de Praia Formosa – Centro Esportivo de Vila Velha – Centro de Atividades de Linhares – Centro de Atividades de Vila Velha – Centro de Turismo e Lazer de Guarapari – Centro de Atividades de Colatina – Centro de Atividades de Cachoeiro do Itapemirim – Centro de Atividades de Aracruz – Centro Cultural Sesc-Glória – Centro de Esportes e Lazer de Cariacica – Centro de Atividades de São Mateus Revista

.

JUNHO/2019

9


Em defesa da categoria

Deputado entrega denúncia à Procuradoria Geral da República

A Procuradora da República, Raquel Dodge, recebeu, das mãos do vice-presidente de Relações Institucionais da Fenacor, Deputado Lucas Vergílio, no dia 17 de junho, ofício solicitando a adoção urgente de medidas enérgicas contra a atuação irregular das associações veiculares e cooperativas de proteção veicular. O documento aponta os mesmos riscos que o parlamentar já havia apresentado há dois meses ao Ministro da Justiça Sérgio

10

www.sincor-es.com.br

.

facebook.com/sincores

.

Moro, ocasião em que estava acompanhado do presidente da Fenacor, Armando Vergílio dos Santos Junior. Na ocasião foi sugerido ao ministro Moro, a criação de uma Comissão Especial visando “investigar e analisar essa ação criminosa e os impactos negativos e perniciosos para a sociedade e para a economia nacional”. Nos dois encontros, Lucas Vergílio alertou sobre a séria ameaça que ronda a sociedade brasileira, principalmente as camadas

twitter.com/sincores

da população com menor poder aquisitivo, diante da facilidade praticada e encontrada pelas referidas associações, que continuam atuando totalmente à margem da Lei. O deputado relembrou à Procuradora-Geral da República que algumas das associações foram, inclusive, flagradas em negociações com milicianos e traficantes do Rio de Janeiro para que veículos roubados ou furtados fossem devolvidos mediante pagamento de “resgate”. Esses acordos tiveram como consequência imediata o aumento no número de roubos e furtos de veículos em algumas das regiões mais pobres daquele estado, ao estimular o roubo de carros pelo crime organizado visando posterior negociações com as faladas associações veiculares. Vale destacar, ainda, que o deputado Lucas Vergílio, em diversos pronunciamentos no plenário da Câmara Federal, vem alertando e advertindo para o grave problema social causado pelo referido segmento, inclusive pelos danos causados à poupança e ao patrimônio da população. Por fim, Lucas Vergílio elogiou e agradeceu o engajamento das lideranças do mercado de seguros, principalmente os sindicatos de corretores e das empresas corretoras de seguros, na defesa da sociedade contra as denominadas associações veiculares que operam ilegalmente em nosso país. Em sua fala, o deputado disse esperar um maior engajamento das companhias seguradoras para que se possa ter mais chance no êxito na missão e no compromisso de defender a sociedade. O presidente da Fenacor tem estado ao lado do deputado em todas as audiências realizadas na capital Federal. Na mais recente, estiveram reunidos com o ministro Paulo Guedes, que prometeu acionar a Receita Federal para investigar a atuação das associações veiculares. O ministro foi alertado que esse segmento que atua à margem da lei tem crescido muito e ocupado lugar importante na economia nacional, sem, no entanto, recolher os tributos devidos ou mesmo constituir reservas visando garantir o cumprimento das obrigações contraídas junto aos consumidores.


Em defesa da categoria

Estatuto do Sincor autoriza contribuição assistencial O Sincor-ES realizou no dia 11 de julho, em sua sede, Assembleia Geral Extraordinária (AGE), cuja convocação foi feita por meio de edital e publicada no Diário Oficial do Estado e no Jornal A Gazeta. Além disso, foi fixada cópia do edital na sede do sindicato. O objetivo da AGE foi promover a discussão e votação da alteração do Capítulo VI do seu estatuto, que trata do patrimônio do Sincor-ES. As mudanças foram aprovadas por unanimidade pelos presentes, corretores pessoa física e empresas corretoras de seguros. Após aprovação, o capítulo passou a ter a seguinte redação:

Em Vitória, 23,7% dos motoristas afirmam usar o celular enquanto dirigem, segundo informa o Ministério da Saúde. Por isso, são fundamentais as campanhas de conscientização e alerta sobre os perigos do celular ao volante. Estudos comprovam que olhar o WhatsApp a 80 quilômetros por hora significa percorrer 105 metros de olhos fechados.

Artigo 50 – Constituem Rendas do Sindicato

§ 1º – Na partilha da Contribuição Confederativa deste artigo, serão destinados 5% em favor da CNC, 20% em favor da Federação e 75% em favor do Sindicato; § 2º – A receita advinda da Contribuição Assistencial, a partilha terá a seguinte destinação:

O presidente Jair Bolsonaro afirmou que irá privatizar os Correios. A declaração foi feita em café da manhã com jornalistas no Palácio do Planalto. Segundo o presidente, a ideia de vender a estatal já está aprovada. Ele quer apresentar ao público os prejuízos financeiros e os desvios do fundo de pensão Postais, alvo de operações da Polícia Federal.

Celular

Capítulo VI – Do Patrimônio do Sincor-ES

I) As contribuições daqueles que participarem da categoria representada (associados e não associados), as contribuições confederativa e assistencial ou outra estabelecida por lei ou pelo estatuto; II) As contribuições dos associados; III) As doações e legados; IV) Os bens e valores adquiridos e as rendas por eles produzidas; V) Aluguéis, imóveis e juros de títulos e depósitos; VI) As multas e outras rendas eventuais;

Privatização

a) 10% para a CNC; b) 20% para a Federação; c) 70% para o sindicato; O Artigo 4º diz que são deveres do sindicato: VII- Estabelecer anuidades e contribuições com base no Art. 8º, Inciso IV da Constituição Federal, para toda a categoria (associados e não associados), de acordo com as decisões tomadas em Assembleia Geral; O Art. 3º, que trata do Estatuto Social do Sincor-ES, diz que são prerrogativas do Sindicato: IV- Fixar e arrecadar as contribuições devidas para todos que participem da categoria representada, nos termos da legislação vigente e de acordo com as decisões tomadas em assembleias.

Cadastro

A aprovação do cadastro positivo automático, que torna obrigatória a inclusão de consumidores em bancos de dados sobre pagamentos, pode abrir uma brecha para que o brasileiro limpe seu nome. Segundo empresas que administram estas informações, somente serão coletados os dados gerados quando o texto for aprovado pelo Senado e encaminhado para sanção do presidente, sair do papel.

Defeito

Cerca de 2 milhões de airbags instalados em carros brasileiros podem estar com defeito. Eles foram produzidos pela japonesa Takata e estão em veículos da BMW, Mitsubishi, Nissan, Subaru e Fiat Chrysler. Estima-se que 50 milhões de veículos foram equipadas com infladores que podem se romper ao serem acionados. Dos 3,5 milhões de carros identificados com airbags defeituosos no país, 55 resultaram em chamadas de recall.

Revista

.

JUNHO/2019

11


Qualificação

A importância dos seguros massificados O Sincor-ES realizou no dia 17 de julho mais um evento dentro da sua agenda de eventos de capacitação para corretores de seguros associados. A palestra “Seguros massificados” foi ministrada por Henrique Gamble, gerente de seguros massificados da Sul América Seguros. O evento ocorreu no Auditório Pedro de Paula Pinto, na sede do Sincor-ES, e reuniu corretores de seguros e funcionários de empresas corretoras de

seguros associadas. Gamble enfatizou a importância da carteira de massificados no mercado de seguros, destacando a possibilidade que os corretores têm de ampliar seus conhecimentos e diversificar suas carteiras. A SulAmérica Seguros é uma das parceiras do Sincor-ES em todas as suas atividades, sejam elas técnicas ou recreativas. A sucursal da seguradora em Vitória está sob o comado de Pietro Masello.

Venda cruzada O tema “venda cruzada” foi abordado, recentemente, em palestra promovida pelo Sincor-ES, como parte da programação de cursos e palestras oferecidas pelo sindicato em parceria com o CVG-ES. A palestra foi proferida pelo executivo da Bradesco Seguros Leonardo Pereira Freitas. Ele falou sobre a importância do cross-selling na venda de seguros, oportunidade em que situou a dimensão do mercado de seguros por segmento.

Seguro de vida “Seguro de Vida – Modelo de abordagem” será o tema da palestra que os corretores de seguros poderão assistir no mês de agosto, no Auditório Pedro de Paula Pinto, na sede do Sincor-ES. O evento será no dia 14 de agosto. Realizado em parceria com a Mapfre Seguradora, a palestra será antecedida de café da manhã e ministrada por Wagner Torres, gerente executivo de riscos de pessoas da Mapfre Seguros. Os interessados em participar, devem se inscrever pelo e-mail cadastro@ sincor-es.com.br.

12

www.sincor-es.com.br

.

facebook.com/sincores

.

twitter.com/sincores


Mercado

Azul Seguradora reforça comunicação Desde março, o prêmio do seguro do Azul Auto Leve pode ser consultado na plataforma de cotação da Porto Seguro, o PPWeb. Liberada somente para corretores, essa ferramenta otimiza o processo de cotação de novos negócios e agiliza a proposta que será enviada ao cliente.

Em 2018, o Portal do Corretor foi atualizado para facilitar a gestão da carteira de clientes e, agora, em 2019, foi incluída a Azul Seguro Leve na plataforma de cotação. Esses processos simplificam muito o dia a dia dos corretores, agilizando o contato com os clientes.

E nosso arraiá teve bom mais uma vez!!! A HDI Filial Colatina, representada pela gerente da filial Vanessa Del Piero, realizou a tradicional Festa Julina HDI em Linhares no dia 13/07. É o 3º ano que a Filial promove este evento onde conta com a participação dos corretores da Região norte do Estado, atendido pelo executivo de contas Alexandre Gatte. “ A festa foi linda, com a leveza e simplicidade que é a nossa cara, e mais uma vez encantando nossos parceiros, o motivo principal de nosso evento”, destacou Vanessa. Estavam presentes 82 corretores vestidos à caráter e em sintonia com

a proposta da festa. A gerente lembrou que “É Nesses momentos de pura descontração que temos a chance de fortalecer ainda mais nossa parceria, fundamental para a continuação dessa construção de uma relação duradoura, que é o que prezamos”. Assim como os anos anteriores, a HDI Colatina tem intercalado as regiões onde acontecem os eventos para atender todos os corretores da filial. Ano passado a Festa Julina foi realizada em Colatina, região atendida pelo executivo de contas Alexandre da Silveira.

Crimes de trânsito podem levar 58 mil à condenação As tragédias nas estradas capixabas aumentam as ações na Justiça à espera de solução. Já são mais de 58 mil motoristas com processos em tramitação e que podem ser condenados por crimes de trânsito no Espírito Santo. O levantamento, feito pelo Tribunal de Justiça do ES, refere-se a processos ativos relacionados a crimes de trânsito, como lesão corporal, homicídio culposo, embriaguez ao volante e omissão de socorro. O número de ações é superior se comparado à quantidade de julgamentos a cada ano. Em 2018, foram 5.074 processos julgados; já em 2017, esse número chegou a 6.054. A coordenadora Penal da Defensoria Pública do Estado, Samyla Soares, observou que, além das ações que tramitam no âmbito criminal, há as que correm na esfera civil – para eventual reparação do dano sofrido pela vítima, cujos prazos para julgamento, também em algumas hipóteses, são morosos.

Revista

.

JUNHO/2019

13


Mercado

Encontro de líderes do mercado de seguros O Encontro de Líderes do Mercado de Seguros, realizado no dia 3 de julho, reuniu as lideranças da Federação Nacional dos Corretores de Seguros (Fenacor) e dos sindicatos de corretores de seguros de todo o país, além da Diretoria da Bradesco Seguros. O evento foi organizado pela seguradora com o objetivo de debater oportunidades do setor. Promovido pela Diretoria de Organização de Vendas da Bradesco Seguros, a ideia foi reunir parceiros de negócios na matriz de Alphaville, com o intuito de compartilhar ideias, esclarecer dúvidas, estreitar relacionamentos e debater as oportunidades do mercado de seguros. O Diretor de Vendas da seguradora, Leonardo Freitas, durante a abertura do evento,

agradeceu a participação dos líderes dos sindicatos de corretores de seguros e destacou a força da distribuição dos produtos e serviços pela categoria. O presidente da companhia, Vinicius Albernaz, falou sobre a responsabilidade dos corretores, sindicatos e do Grupo Bradesco Seguros, de levar proteção a milhões de brasileiros. Além disso, ele ressaltou os investimentos contínuos em novas tecnologias para facilitar e melhorar a experiência dos corretores e clientes com a marca. “Os clientes estão mais exigentes e mais conectados e o corretor, nesse cenário, precisa acompanhar as tecnologias e as novas tendências, por meio de uma consultoria personalizada”, afirmou Albernaz. Participaram, também, do evento: o

diretor-presidente da Bradesco Vida e Previdência e Bradesco Capitalização, Jorge Nasser; o Diretor-geral da Bradesco Auto/ RE, Ney Dias; e o Diretor da Bradesco Saúde, Flávio Bitter. Entre outros temas, os participantes discutiram: a retomada econômica do mercado, o novo papel do corretor, a reforma da previdência e a nova regra de portabilidade da ANS. O presidente do Sincor-ES, José Romulo, da Silva, considerou o evento muito produtivo. Segundo ele, há uma visão otimista sobre as novas tendências do mercado segurador e as oportunidades de negócio que podem ser aproveitadas nos próximos anos. “Os corretores de seguros precisam estar preparados para as mudanças em curso e as que ainda virão muito em breve”, afirmou.

Palestra programada sobre previdência No dia 5 de julho, o Sincor-ES, em parceria com o CVG-ES, encaminhou comunicado aos corretores de seguros (associados e não associados), informando sobre sua participação, dias 3 e 4 de julho, do Encontro de Líderes do Mercado de Seguros, promovido pela Fenacor em parceria com a Bradesco Seguros. No comunicado, o presidente José Romulo da Silva convidou o presidente da FenaPrevi, Jorge Nasser, para participar de palestra sobre previdência privada, voltada aos profissionais representados pelo Sincor-ES. José Romulo considera o momento muito oportuno, visto que o projeto se encaminha para aprovação no Congresso Nacional. O convite foi aceito por Jorge Nasser e depende agora de ajustes nas agendas. Foi solicitado aos interessados em ampliar seus conhecimentos sobre previdência privada que respondessem ao comunicado enviado pelo Sincor-ES no endereço cadastro@sincor-es.com.br

14

www.sincor-es.com.br

.

facebook.com/sincores

.

twitter.com/sincores


Mercado

Números positivos e mais ânimo no mercado Apesar do cenário econômico brasileiro estar desfavorável, com dados abaixo da expectativa, o mercado de seguros conseguiu registrar números positivos nos primeiros cinco meses do ano. A última edição da Carta de Conjuntura do Setor de Seguros, produzida pelo Sindicato das Empresas de Seguros e Resseguros (SindsegSP) e pelo Sindicato de Empresários e Profissionais Autônomos da Corretagem e da Distribuição de Seguros do Estado de São Paulo (Sincor-SP), confirma o avanço. Segundo o estudo, as empresas do setor registraram um crescimento de 23% na lucratividade entre janeiro e maio, pas-

sando de R$ 7,4 bilhões em 2018 para R$ 9 bilhões neste ano. O setor de resseguros também teve resultados positivos nos cinco primeiros meses do ano, quando registrou lucro de R$ 500 milhões, representando um avanço de 45%. “São números animadores, que mostram uma evolução consistente do mercado segurador. Mas, diante de um cenário econômico ainda incerto no País, com uma contínua diminuição nas expectativas de aumento do PIB, manter esse patamar de crescimento no próximo semestre pode ser mais desafiador”, aponta o relatório. Fonte: SEGURO TOTAL, em 12/07/2019

Nova lei de licitações em debate Em dezembro de 2018, foi aprovado, pela Câmara dos Deputados, o Projeto de Lei 1.292/95, que recebeu 239 destaques, que cria a nova lei de licitações, com modalidades de contratação e exigência do seguro garantia para obras de grande porte. Entre as mudanças previstas na nova lei, estão a extinção de algumas modalidades, como a tomada de preços, convite e o regime diferenciado de contratações públicas (RDC). Permanecem as modalidades de concorrência pública e leilão. Com o projeto, passa a ser maior a responsabilidade por parte das seguradoras, já que o objetivo é a garantia de conclusão da obra em caso de dificuldades enfrentadas pelas empresas contratadas. Nas obras de grande porte (acima de R$ 200 milhões) a matriz de risco é documento obrigatório e a cláusula de retomada prevê que a seguradora poderá assumir a obra no lugar do tomador inadimplente. No caso do descumprimento do contrato, a seguradora deverá conclui-lo mediante subcontratação total ou parcial e se não foi feita a conclusão ela estará

sujeita a multa de até 15% do valor do contrato. A nova lei também determina que a seguradora fica obrigada a indenizar prejuízos decorrentes de uma nova contratação, limitado ao valor total da apólice. O impacto dessas mudanças será sentido por todos os atores envolvidos. Os tomadores terão que solicitar as apólices com muito mais antecedência com um volume maior de informações. Por assumirem mais reponsabilidades, principalmente em obras de grandes vultos, as seguradoras terão que ter mais acuidade na análise de riscos e um maior monitoramento e acompanhamento do que for emitido. Na outra ponta, os corretores terão que trabalhar junto às empresas com mais antecedência, também provendo mais informações para que as seguradoras tenham condições de subscrever o risco. Eles terão que ser mais eficientes no cancelamento e baixa das apólices. Além disso, muda a forma como os corretores devem mostrar o papel das seguradoras para com seus clientes.

Reclamações já passaram de mil na OAB Implantado pela OAB há apenas dois meses o “SOS Morosidade” já recebeu 1.075 denúncias, das quais 61,7% se enquadram nos critérios de indícios de morosidade estabelecidos pela Ordem. A maioria das reclamações é proveniente de ações que tramitam no TJES, totalizando 409 denúncias referentes a processos morosos. Em segundo lugar, encontra-se o TRT da 17ª região, com 27 reclamações de morosidade. Além da morosidade, os números, segundo a Ouvidoria da OAB, demonstram a insatisfação dos cidadãos quanto ao formato de andamento dos processos. O SOS considera morosos os processos parados por mais de seis meses – sem qualquer andamento – ou sem sentença por mais de dois anos, a partir da data de ajuizamento. Nesses casos, a Ouvidoria da OAB comunica ao reclamante sobre o andamento de sua demanda e envia notificação à Carta Judicial correspondente, alertando para o atraso. A OAB diz que seu objetivo é colaborar com a Justiça, informando e alertando sobre a lentidão exagerada em alguns casos.

Comida

A comida é o maior problema de saúde no mundo, alerta Vandana Shiva, ativista indiana. Ela afirma que 75% das doenças e problemas do planeta e dos problemas de saúde da humanidade procedem de uma agricultura globalizada e industrial. Por isso, crescem os movimentos de valorização da comida de verdade, tipo “descasque mais, desembale menos”, com o objetivo de conscientizar para os perigos dos produtos alimentícios ultra processados, além da importância de disseminação dos produtos orgânicos, que são cultivados sem agrotóxicos.

Revista 6119_CAMPANHA_LYOTO_Anuncio Revista_SincorES_180x40.indd 1

.

JUNHO/2019 02/05/18 17:53

15


Mercado

Susep quer ficar próxima do setor

A Superintendente da Susep, Solange Vieira, reforçou, em evento realizado em São Paulo, no mês de maio, que a

autarquia tem o objetivo de se aproximar do setor e auxiliar nas mudanças necessárias, além de manter uma postura independente voltada para o bem-estar dos consumidores. Ela ponderou que, durante muito tempo, a Susep atuou muito fortemente como executora de normas e como agente de fiscalização, sendo que é necessário, também, propor mudanças para o setor. “Por isso, pensamos em estruturar a Susep não por processos, mas por assuntos. Estamos pensando em criar diretorias que cuidem de previdência, de produtos massificados”, exemplificou a superintendente.

Porto Seguro amplia cobertura de seguros de vida Pesquisa feita pela Universidade de Oxford, na Inglaterra, em 2018, mostrou que, em alguns países, 32% da população têm conscientização sobre os benefícios do seguro de vida. Já no Brasil, esses números não passam de 19%. Outra pesquisa, promovida pelo Instituto Ilumeo para a Porto Seguro Vida e Previdência, constatou que 72% dos entrevistados têm a percepção de que o seguro de vida somente beneficia dependentes. A motivação para contratar um seguro mudava, no entanto, quando os entrevistados eram informados sobre as coberturas que podem ser utilizadas durante a vida, como por exemplo, as diárias pagas por afastamento decorrente de um acidente ou diagnóstico de uma doença. Nessa situação, quase 90% dos entrevistados concordaram com a importância desse tipo de proteção. A partir desse cenário, a melhor perspectiva é encarar a questão como uma oportunidade de negócio. Pensando

16

www.sincor-es.com.br

.

facebook.com/sincores

.

assim, a Porto Seguro ampliou suas coberturas para uso em vida. Agora são 17 doenças graves e procedimentos amparados pelo seguro, como câncer, paralisia de membros, esclerose múltipla, Alzheimer, Parkinson, dentre outros. Além disso, há cobertura para 11 tipos de transplante, o que torna o produto Vida Individual um seguro ainda mais completo. É comum clientes se referirem à cobertura de doenças graves como um alívio em momento difícil. No caso do DIT (Diárias por Incapacidade Temporária), em que o cliente/segurado consegue repor sua perda financeira em caso de afastamento do trabalho por doença ou acidente, foram acrescentadas 39 novas profissões a essa cobertura, incluindo o microempreendedor individual (MEI). Agora são 250 profissões aceitas no total.

twitter.com/sincores

Sobre a proposta de junção em uma única autarquia para a Susep e a Previc, Solange Vieira destaca que essa mudança trará ganhos e, com isso, a Susep também passará por algumas restruturações. A proposta para fusão é discutida atualmente no Ministério da Economia. Uma iniciativa destacada por ela foi a questão da apólice eletrônica e o método de regulação “sandbox”, que deve proporcionar inovação ao setor. De acordo com a superintendente, o sandbox possibilita que pequenas empresas sejam desenvolvidas com regras da legislação mais flexíveis.

Expectativa A realidade demográfica do Brasil está mudando e junto com ela surge a necessidade de se preparar para o envelhecimento da população. Até o ano de 2050, a previsão é que o número de idosos chegue a 30% da população. A recomendação é que os jovens de hoje busquem mais qualidade de vida e que os governos implementem políticas públicas de saúde capazes de atender às demandas da população na prevenção de doenças.

Pagamentos Os brasileiros estão mais confiantes para pagamentos on line. É o que mostra uma pesquisa feita pela Minsait, empresa especializada em consultoria de transformação digital. Segundo os dados, 56,9º dos brasileiros têm intenção de utilizar algum tipo de aplicativo, como a carteira virtual ou o Apple Pay, para realizar pagamentos em 2019. Atualmente, 27,2% dos consumidores brasileiros declaram usar aplicativos como meio de pagamento em estabelecimentos comerciais e 19,3% afirmam usar soluções on line para pagamento peer-to-peer.


Mercado

Justiça favorável ao corretor de seguros

Um segurado acionou a Justiça depois de se envolver em um sinistro e constatar que sua apólice havia vencido e não tinha sido renovada. O segurado alegou que não recebeu nenhum aviso por parte da empresa corretora de seguros. Os desembargadores da 19ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro julgaram que não há responsabilidade da empresa

corretora de seguros nesse caso. O diretor do Sincor-DF, Dorival Alves de Sousa, ao comentar o caso para o CQCS, afirmou que não há cláusula no contrato de seguro que estabeleça a responsabilidade do corretor em avisar sobre o vencimento da apólice. O presidente do Sincor-ES, José Romulo da Silva, tem o mesmo entendimento. Para José Romulo, o aviso ao cliente do vencimento de sua apólice é uma decisão do corretor, mas não há qualquer compromisso dele nesse sentido. O presidente destaca, no entanto, que manter um canal de relacionamento com os clientes após a venda do seguro é desejável para a saúde da carteira, seja qual for o segmento.

Desembolso O único item que apresenta uma projeção de queda no IPCMaps entre o ano passado e este ano é o de despesas com saúde, formado quase que exclusivamente com os gastos para pagamento de planos de saúde. Enquanto neste ano os gastos dos capixabas com planos de saúde devem ficar em R$ 2,32 bilhões, no ano passado as cifras alcançaram R$ 2,36 bilhões, o que indica a redução do número de clientes. De acordo com a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), de janeiro de 2018 a janeiro deste ano, o número de beneficiários se manteve praticamente estável, passando de 1.091.817 para 1.101.976.

Avanço Indicador aponta relevância do Brasil O Serviço de Estudos da Mapfre apresentou um novo indicador para medir o potencial do mercado de seguros no mundo. O GIP-Mapfre é a primeira métrica internacional que apresenta os países com mais oportunidades para a indústria em médio e longo prazo. O levantamento analisou 96 mercados seguradores, desenvolvidos e emergentes. Tanto no segmento “vida” quanto

em “seguros gerais”, o GIP-Mapfre é predominantemente dominado pela China e pela Índia, entre os mercados emergentes, e pelos Estados Unidos e Japão, entre as nações desenvolvidas. Esses quatro países, ao lado de um grupo formado pelo Brasil, Indonésia e Rússia, lideram o ranking de países mais relevantes para o setor ao longo do período 1997-2017.

De pequenos produtos ao grande empresariado. Todos os níveis da cadeia de produção do campo buscam formas de fazer mais com menos. Um novo sistema implantado pela empresa de Linhares comandada por Elidio Torezani é capaz de economizar até 50% da água usada na irrigação de plantações, por meio de uma medida que automatizou parte do processo. No início do mês de março, foi feita a primeira instalação do equipamento na América Latina, em propriedade de Guaratinga na Bahia, pela firma capixaba. A tecnologia controla e mede o volume do bem hídrico usado em tempo real.

Mais mulheres na previdência privada A participação das mulheres nos planos de previdência privada superou a dos homens em 2018. A constatação é de um estudo realizado pela Bradesco Seguros, que analisou o perfil dos seus 2,7 milhões de clientes no segmento de previdência.

A participação de investidoras nos planos de previdência cresceu 6,74% entre janeiro do ano passado e janeiro de 2019, totalizando 1,1 milhão de clientes. Já os homens aumentaram a presença em 4,67% na mesma comparação, somando 1,5 milhão de investidores.

Ampliação A Tokio Marine Seguradora ampliou a oferta de seguros disponíveis no Cotador Tokio Vida. A partir de agora, os produtos “Acidentes Pessoais Coletivo” e “Acidentes Pessoais Escolar” estão disponíveis para cotação pela plataforma, que reúne, em um só sistema, diversos produtos da carteira de Vida. Com a inclusão dos produtos no Cotador, os corretores poderão obter, de forma ainda mais ágil, a cotação de diversos produtos Vida.

Revista

.

JUNHO/2019

17


Social Por Boris Narjack

Aniversário de Sofia

A felicidade se chama Izabella

Na foto, a bela Sofia, vestida como Alice, ao lado do avô coruja Antonio Santa Catarina, presidente do CVG-ES, e da avó Maida Santa Catarina. A aniversariante completou 9 anos no mês de julho e recebe os parabéns da família Sincor-ES.

Izabella, ao lado da mãe, uma capixabinha canela-verde veio ao mundo para deixar mais feliz a vida do amigo e colega, Yuri Eurico Travassos Cordeiro, principal executivo da Mongeral Aegon no Espírito Santo. Desejamos ao casal, felicidades e muita saúde para a filhota.

Laura chega para causar Com três quilos e quatrocentos gramas, Laura nasceu no dia 6 de julho. Ela é filha do corretor de seguros associado Ramiro e neta dos também corretores de seguros associados ao Sincor-ES Antonio José Alvarenga Imperial e Marisa Machado Imperial. Que o criador derrame suas bênçãos sobre Laura, seus pais, avós e demais familiares.

Encontro no aeroporto Temos o prazer de registrar o encontro dos ilustres turistas retornando de viagem. Pietro Masello, gerente da SulAmérica Seguros, e Maria Angélica Batista, diretora do Sincor-ES e CVG-ES.

Amizade ilustre O presidente do Sincor-ES, José Romulo da Silva, teve a honra de registrar o encontro com Leonardo Pereira Freitas, diretor-executivo do Canal Mercado da Organização de Vendas do Grupo Bradesco. A ocasião do encontro ocorreu durante o Encontro de Líderes do Mercado de Seguros, realizado no dia 3 de julho, em São Paulo.

18

www.sincor-es.com.br

.

facebook.com/sincores

.

twitter.com/sincores


Artigo

Palestra da Comissão Especial do Direito Securitário da OAB-ES reúne profissionais “Seguro de Responsabilidade Civil para Advogado. Quando contratar e acionar?”. Esse foi o tema da palestra proferida pelo advogado e corretor de seguros Edgard Souza e pelo securitário Daniel Lamboy. O encontro, realizado no dia 13 de junho, no auditório da

OAB/ES, reuniu estudantes, advogados, Sincor-ES, corretores de seguros e securitários. A palestra conduzida pelos profissionais apresentou uma exposição clara e objetiva do tema, sendo capaz de sanar muitas dúvidas do público presente.

O evento foi promovido pela Comissão de Direito Securitário da OAB/ES que tem o Sincor-ES como um parceiro na divulgação. O presidente do Sincor-ES foi representado pelo diretor, Luiz Amaury Gontijo. Antes da palestra, foi oferecido coffe-break aos participantes.

Revista

.

JUNHO/2019

19


20

www.sincor-es.com.br

.

facebook.com/sincores

.

twitter.com/sincores

Profile for SINCOR-ES

Revista SINCOR-ES nº262 Julho 2019  

Deputado entrega denúncia à Procuradora Geral da República.

Revista SINCOR-ES nº262 Julho 2019  

Deputado entrega denúncia à Procuradora Geral da República.

Profile for sincor-es
Advertisement