Page 1

.


Opinião

Mês de agosto, mês produtivo O mês de agosto marcou um importante evento para o Sincor-ES e para o mercado de seguros capixaba, o I Workshop de Segurança Pública e o Mercado de Seguros. Foi um evento importante por pelo menos dois bons motivos: o primeiro é que ele fortalece as parcerias já existentes entre o sindicato e as instituições; o segundo motivo é que destaca o papel do Sincor-ES no que diz respeito à preocupação com os problemas que atingem o Espírito Santo. Nesse caso específico, o problema é a segurança pública. Os acertos para a realização do evento começaram bem antes, com diversos contatos feitos pelo sindicato com órgãos de segurança pública do Espírito Santo e entidades representativas do mercado de seguros. O que nos motivou foram os episódios violentos ocorridos no mês de fevereiro por ocasião do aquartelamento da Polícia Militar. Quem vive nesse estado se lembra perfeitamente dos dias de caos vividos naquela semana em que, sem policiais nas ruas, houve saques ao comércio, roubo ao patrimônio privado, ataques nas ruas. A situação de violência vivida no Espírito Santo foi contida, mas os problemas relativos à segurança pública estão longe de terem sido resolvidas. O estado figura entre os mais violentos, quando se trata de mortes por homicídio, e também ostenta números nada bons relativos a roubo e furto de veículos. Durante a crise aguda do mês de fevereiro, o número de carros roubados aumentou assustadoramente, assim como os danos ao patrimônio, provocados por arrastões e quebradeiras no comércio. Não é preciso dizer que tudo isso teve repercussões no mercado de seguros. Corretores têm se queixado dos aumentos no prêmio dos seguros comercializados no Espírito Santo em relação a outros estados. Os clientes reclamam, os corretores ficam assustados. Afinal, perder clientes não é uma conta que ninguém queira fazer. Os acontecimentos do mês de fevereiro nos levaram a pensar mais fortemente sobre a questão da segurança pública e o modo como ela atinge a vida dos capixabas e, especialmente, a atividade profissional do Espírito Santo. Foi também uma oportunidade de pensar em alguma forma de contribuir para que se mude essa situação. O modo encontrado por nós foi agir como articulador de propostas e de ações que visem discutir a segurança pública de forma a encontrar soluções que possam ser apresentadas ao poder público. O I Workshop do Mercado de Seguros é uma dessas ações que decidimos empreender nesse sentido. O encontro reuniu, no dia 17 de agosto, autoridades públicas e representações do mercado de seguros. Foi um trabalho produtivo onde todos puderam conhecer o trabalho que vem sendo feito no Estado em prol da segurança pública e apontar demandas específicas que afetam sobremaneira os profissionais da corretagem de seguros. O resultado é um indicativo de parceria que irá se fortalecer a partir de agora e que, esperamos, renda frutos que irão beneficiar todos os capixabas. Com isso, o Sincor-ES se consolida não apenas como um sindicato forte, mas como uma instituição preocupada com o bem-estar de toda a sociedade.

José Rômulo da Silva Presidente do Sincor-ES

2

www.sincor-es.com.br

.

facebook.com/sincores

.

twitter.com/sincores

EXPEDIENTE

SEDE PRÓPRIA Endereço:- Rua Frederico Lagassa, Nº 30 Conj. 509/512 - Edf. Scheila - Bairro Gurigica, Vitória, Espírito Santo Site: www.sincor-es.com.br E-mail: sincor-es@sincor-es.com.br Diretoria Presidente: José Rômulo da Silva 1º Vice-Presid.: José Alexandre Cid Pinto 2º Vice-Presid.: Leovigildo José Bello 1º Secretário: Renato Silva de Bittencourt 2º Secretário: Antonio Nelson B. Fortunato 1º Tesoureiro: Antonio José Alvarenga Imperial 2º Tesoureiro: Leonardo Souza Bergamini Diretor Social: Luiz Amaury Gontijo Dir. Informática: Jaime Balbino de Oliveira Dir.Rel.c/Merc.: Neudon de Almeida Valadão Suplentes Ana Júlia Merotto e Luiz Cláudio Firme Pina Conselho Fiscal Maria Angélica Batista, Nicolau Marino Calabrez e Rene Neves Farias Delegados Representantes junto a Fenacor-Efetivos José Rômulo da Silva e José Alexandre C.Pinto Delegados Representantes junto a Fenacor-Suplentes Deusdete Mantovanelli e Santa de Luziê Laiber Oliveira Jornalista Marcilene Forechi Diagramação Ivo Tadeu Basilio Impressão GM Gráfica e Editora Ltda Telefones para Contato SINCOR-ES Geral....................................... 2125-6666 ................................................ 2125-6667 Deptº Adm./Financ.................. 2125-6669 Cadastro Corretor................... 2125-6676 Atend. D.P.V.A.T..................... 2125-6674 Fax......................................... 2125-6672 Revista Sincor-ES.................. 2125-6671 Clube Vida em Grupo ............ 2125-6670 Empresas Coligadas CREDICORES....................... 3315-5027 ............................................... 3315-5028 FUNENSEG-ES..................... 2125-6673 ............................................... 2125-6683 ASSESSORIA JURÍDICA...... 2125-6675 (MOSCON E ASSOCIADOS ADVOCACIA)


Sumário

Índice 04 - Notícias 09 - Sala de visitas 10 - Feijoada Club Gourmet Sincor-ES 12 - 1º Workshop de Segurança Pública 14 - Qualificação 15 - Mercado 20 - Polícia Rodoviária Federal 21 - Entrelinhas 22 - Social 23 - Artigo jurídico

BILHETE DO PRESIDENTE

“Você tem” Quando alguém o busca com frio, é porque você tem o cobertor. Se a tristeza empurra alguém para perto de você, é porque você tem o sorriso. Se alguém chega com lágrimas, é porque você tem o lenço. Se a dor impulsiona alguém em sua direção, é porque você tem o curativo. Quando alguém se acerca com fome, é porque você tem o alimento. E se o desânimo lhe aproxima um ser, é porque você tem o estímulo necessário. Quando alguém chega em desespero, é porque você tem a serenidade. Se alguém foge do tumulto e lhe busca a presença, é porque você tem a tranquilidade. Quando alguém o procura com medo, é porque você tem a segurança. Quando vem ao seu encontro um coração aflito, é porque você tem a calma. E se alguém o busca com palavras, é porque você tem a capacidade de ouvir. Quando lhe chega uma alma em conflitos, é porque você tem a temperança. Se alguém se aproxima com ódio, é porque você tem o amor. Se alguém lhe confidencia segredos, é porque você possui a discrição. Se a mágoa lhe traz alguém, é porque você tem o perdão. Se lhe apresentam a fantasia, é por-

que você tem a realidade. Quando lhe trazem versos, é porque você tem a melodia. Quando lhe estendem as mãos sangrando, é porque você tem o remédio. Quando alguém lhe chega com a indecisão, é porque você conhece o rumo certo. Quando alguém lhe chega com carências, é porque você tem a ternura. E se alguém o busca com dúvidas, é porque você tem a fé. Quando alguém se aproxima com passos vacilantes, é porque você tem a firmeza. Se alguém se apresenta com a vontade paralisada, é porque você tem o dinamismo. Quando alguém chega com a mente confusa, é porque você tem a lucidez. E se alguém se aproxima com os braços abertos, é porque você tem o abraço. E, por fim, quando alguém lhe apresenta um frasco vazio, é porque você tem o perfume. Por todas essas razões, nunca deixe alguém que o busca partir sem uma resposta, pois ninguém chega até você por acaso.

Ainda que você pense que nada possui para oferecer, isso não é verdade. Se alguém lhe apresenta uma necessidade qualquer, mesmo que velada, é porque você tem algo para oferecer. De tudo o que Deus criou e que existe no mundo, o mais importante está dentro de você. São as suas virtudes de esperança, otimismo, coragem, confiança e amor. Essas qualidades devem brilhar para fazer a sua vida diferente. Do desabrochar dessas virtudes latentes em seu íntimo, depende a felicidade de muitos. Deixe-as fluir de dentro de você como um pássaro livre e perceberá que essa força divina espargirá paz ao seu redor, alcançando a todos aqueles que cruzam o seu caminho.

Revista Sincor-ES

.

AGOSTO 2017

3


Notícias

Credicores realiza assembleia geral

A Cooperativa de Crédito dos Corretores de Seguros (Credicores), realizou, no dia 31 de julho, Assembleia Geral Extraordinária, conforme prevê o Estatuto Social da institução, com a seguinte pauta: 1) possibilidade de incorporação da Credicores pela Cooperativa de Crédito de Livre Admissão Sul-Serrana do Espírito Santo (Sicoob Sul-Serrano); 2) Indicação de três

cooperados para compor a Comissão Mista que irá elaborar os estudos necessários à efetivação da incorporação. O presidente da Credicores, Luiz Claudio Firme Pina, deu inicio à votação dos assuntos de pauta, após a leitura do edital de convocação publicado em jornal de grande circulação no Estado. A maioria dos presentes na assembleia votou

Comemoração na Casa Lar Como ocorre todo mês, o Sincor-ES e CVG-ES comemorarem o aniversário dos meninos residentes na Casa Lar Walter Barcellos, em Vila Velha. Durante vários anos, o formato da comemoração limitava-se a bolo, doces, salgados e presentes, acompanhados do “parabéns a você”, na própria instituição. Neste mês de agosto, para sair da rotina, a comemoração foi realizada no

Boliche Vila Parque. Os meninos experimentaram duas horas de diversão e alegria, na pista exclusiva reservada para os infantes. “Foi uma experiência nova para eles e podem imaginar a felicidade”, disse José Romulo. Representando o Sincor-ES e o CVG-ES, estiveram os corretores de seguros Luiz Amaury Gontijo e Joaquim Cunha, acompanhados de suas esposas.

favorável à incorporação e escolheram como membros da Comissão Mista, José Alexandre Cid Pinto, Paulo Henrique Rocha Latado e Willian da Silva Araújo.

Assessoria jurídica em novo endereço Com o objetivo de prestar um melhor e mais confortável atendimento aos corretores de seguros associados ao Sincor-ES e seus clientes, a Moscon Advogados, escritório especializado em Direito do Seguro e Acidentes de Trânsito, passa a funcionar em seu novo endereço: Avenida Nossa Senhora dos Navegantes, nº 451, sala 1.014, na Enseada do Suá. O sócio do escritório Elias Moscon continuará prestando atendimento na sede do Sincor-ES, sempre às sextas-feiras. Os interessados devem fazer a solicitação de horário pelos telefones 2125-6666 / 2125-6667 ou 2125-6676 ou via e-mail (dagmar@sincor-es,com. br). Ellias Moscon é responsável pela Assessoria Jurídica do Sincor-ES.

O novo endereço Av. Nossa Sra. dos Navegantes, 451, sala 1014 - Edf. Petro Taower Enseada do Suá, Vitória – E.S. Ponto de referência – em frente ao Horto Mercado e a Cruz do Papa. e-mail: eliasmoscon@moscon.adv.br Telefones: 3232-4800 (escritório)

4

www.sincor-es.com.br

.

facebook.com/sincores

.

twitter.com/sincores


Notícias

DPVAT: indicadores de janeiro a julho O Sincor-ES apresenta nesta edição da Revista Sincor-ES os números de atendimentos e processos do Seguro DPVAT pagos por meio da intermediação do sindicato, em atendimento gratuito prestado às vítimas de acidentes e seus beneficiários. O atendimento prestado contempla o atendimento inicial, o encaminhamento de documentação, o acompanhamento do processo até o pagamento final da indenização.

CONFIRA O NUMERO DE PROCESSOS E VALORES INDENIZADOS Meses de referência

Valores pagos creditados-R$

Processos liquidados

Observações

Janeiro

495.091,51

101

Centauro ON

Fevereiro

448.729,94

100

Centauro ON

Março

504.779,03

95

Centauro/Líder

Abril

436.085,79

112

Centauro/Líder

Maio

582.639,92

112

Centauro/Líder

Junho

492.989,92

98

Centauro/Líder

Julho

494.211,51

91

Líder

TOTAL

3.454.527,62

709

Ações de combate às fraudes O Sincor-ES tem uma preocupação em contribuir no combate às fraudes no Seguro DPVAT, principalmente compartilhando informações com a sociedade e levando casos suspeitos que tem conhecimento aos órgãos competentes. Em 2016, foram descobertas 9,5 mil tentativas de fraudes contra o Seguro DPVAT, evitando a perda de R$ 120,2 milhões. Esse valor faz parte dos recursos destinados às vítimas de acidentes de trânsito e às campanhas educativas elaboradas pelo Denatran. O resultado foi alcançado graças às atividades da Seguradora Líder-DPVAT, que faz a gestão do Seguro no combate às fraudes. Para realizar esse trabalho, a Seguradora oferece um canal de denúncias, disponível pelo telefone 0800 022 1205, assim como um espaço no site. Por meio desse re-

curso, muitas tentativas de fraudar as indenizações do Seguro DPVAT são impedidas, garantindo o auxílio para quem realmente tem direito: as vítimas de acidentes de trânsito. Outra iniciativa para diminuir as fraudes é o fortalecimento da parceria com os Sincors para ampliação dos postos de atendimento. Com isso, as vítimas de acidentes de trânsito têm mais opções na hora de dar entrada no Seguro DPVAT, já que não precisam de intermédiario para receber o auxílio. Além disso, o atendimento nos sindicatos de corretores é gratuito e o beneficiário recebe o valor integral da indenização a que tem direito, diretamente em sua conta bancária.

Indenização De janeiro a junho deste ano, a Seguradora Líder-DPVAT pagou, em média, a cada 24 horas, 107 indenizações aos familiares de pessoas mortas em acidentes de trânsito nas ruas e estradas brasileiras. Isso significa 4,5 registros a cada hora ou ainda uma indenização paga a cada 15 minutos. Em comparação ao primeiro semestre do ano passado, houve um surpreendente crescimento de 27,5% do número de indenizações por morte pagas pela Seguradora Líder-DPVAT.

Revisão As concessionárias do Espírito Santo deverão apresentar ao consumidor um orçamento especificando, de forma clara, os itens que os fabricantes definem nos manuais dos veículos como indispensáveis de serem submetidos a cada revisão. A nova Lei foi sancionada pelo governador Paulo Hartung e passou a valer em todo o Estado. Na hipótese de a concessionária entender que outros itens devam ser verificados na revisão, essa ação será apresentada em orçamento distinto, de forma a deixar claro ao consumidor, que são itens diferentes dos recomendados pelo fabricante, dando ao cliente a opção de autorizar um dos dois orçamentos apresentados, que deverão conter informações como o preço da mão de obra, dos materiais, produtos ou equipamentos utilizados ou a serem trocados, detalhando quais os itens que estão no prazo de garantia, incluindo ainda, datas de inicio e término do serviço.

Descontão Contribuintes de Vitória com idade superior a 60 anos ou que forem aposentados por invalidez poderão solicitar desconto de 75% no Pagamento do IPTU e da Taxa de coleta de resíduos sólidos (TCRS) referentes ao exercício de 2018. A lei determina que o pedido de desconto deverá ser feito a cada ano, até o dia 30 de novembro.

Revista Sincor-ES

.

AGOSTO 2017

5


Notícias

Recadastramento de corretores termina em 30 de setembro A menos de um mês para o término do prazo para o recadastramento de corretores de seguros pessoa física, que encerra no dia 30 de setembro, menos de 20% dos cerca de 70 mil corretores de seguros registrados na Susep iniciaram o processo. A advertência foi feita pela Susep junto ao seu órgão auxiliar, o Instituto Brasileiro de Autorregulação do Mercado de Corretagem de Seguros, de Resseguros, de Capitalização e de Previdência Complementar Aberta (Ibracor). O não-recadastramento no prazo estipulado implica a suspensão do registro conforme o disposto na Circular Susep 552, de 17 de maio de 2017. O último recadastramento de corre-

tores de seguros realizado pela Susep foi em 2008 e, de acordo com o titular da autarquia, Joaquim Mendanha de Ataídes, o órgão supervisor precisar manter a sua base de dados organizada e segura. “O corretor de seguros é responsável por 85% da distribuição de vendas do setor e a atualização das suas informações cadastrais é fundamental”, ponderou. Outro ponto importante envolve os corretores de seguros que são os responsáveis técnicos em sociedades corretoras. Caso o corretor pessoa física não realize o processo de recadastramento no prazo ele ficará impedido de atuar como corretor de seguros.

Fiscalização A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) recebe a partir de hoje (15/08) contribuições de toda a sociedade para a Consulta Pública nº 65, que propõe um novo sistema de fiscalização para os planos de saúde. O objetivo é tornar as atividades fiscalizatórias mais eficientes, aprimorando a regulação do setor e promovendo melhoria no atendimento aos beneficiários. Além de mudanças nos fluxos dos processos fiscalizatórios, a proposta traz novidades como o tratamento diferenciado pela faixa de desempenho das operadoras, medido através de indicadores sobre o atendimento ao beneficiário, e o cumprimento da regulação.

Sincor-ES auxilia no recastramento Os corretores de seguros que tiverem alguma dificuldade em realizar seu recadastramento obrigatório podem procurar o Setor de Cadastro do Sincor-ES, que foi colocado à disposição. O presidente José Romulo da Silva destaca que isso vale para todos os corretores atuantes no Espírito Santo, independente de serem associados à instituição.

Para o presidente, a atitude do sindicato está em consonância com a importância do recadastramento para o mercado e para a atuação dos profissionais. “Nós acreditamos que muitos podem não ter feito ainda o recadastramento por falta de tempo ou por dificuldades de outra natureza. Por isso, o Sincor-ES disponibilizou o Setor de Cadastro, por meio de sua funcionária

Passo a passo Ao dar entrada com o pedido de recadastramento no portal da Susep (http://www.susep.gov.br/), o corretor precisa estar atento a todos os passos do processo: preencher seus dados nos campos indicados, salvar o cadastro e verificar o recebimento de dois e-mails da Susep. O primeiro e-mail informará o número do seu pedido e o segundo e-mail trará um link, no qual o solicitante deverá clicar para realizar a confirmação do seu pedido e poder continuar com o processo. A Susep esclarece que os corretores que finalizarem o pedido de recadastramento dentro do prazo e o mesmo permanecer em análise por parte da autarquia, não serão prejudicados e os seus registros continuarão ativos até a conclusão da análise. Em caso de dúvidas, o site do Ibracor (http://ibracor.org.br/) possui um passo a passo detalhado sobre o recadastramento e há linhas diretas para os corretores nos telefones (21) 3233-4146, da Susep, (21) 3509-7070, do Ibracor e (27) 2125-6676 do Sincor-ES.

6

www.sincor-es.com.br

.

facebook.com/sincores

.

twitter.com/sincores

Dagmar, para dar o auxílio necessário”, afirmou. Ele alerta, no entanto, que é necessário apresentar a comprovação de quitação com o imposto sindical para receber o atendimento. O atendimento aos interessados poderá ser feito pessoalmente, via internet ou por telefone, das 8h ao meio-dia e das 13h às 17h.

Os atendimentos Pessoalmente: Sede do sindicato Internet:

dagmar@sincor-es.com.br

Telefones: 2125-6666 2125-6667 2125-6676


Notícias

Sincor-ES participa de fórum de prevenção ao roubo de carga O presidente do Sincor-ES, José Romulo da Silva, na companhia do Advogado Elias Moscon e do Diretor do Sincor-ES, Nicolau Marino Calabrez, participaram do “III Fórum de prevenção e combate ao roubo de cargas no Transporte Rodoviário de Cargas (TRC), no dia 22 de agosto. O evento ocorreu no Clube dos Oficiais da Polícia Militar do Espírito Santo. Tendo sido convidado pelo Sindicato das Empresas de Transportes de Cargas e Logística do Estado do Espírito Santo (Transcares). O evento teve uma programação voltada para o cenário do roubo de cargas no país, em especial para o cenário de combate à prática no estado do Rio de Janeiro, para medidas institucionais de enfrentamento. Também foi abordado o Programa de Segurança de Operações de Transporte de Cargas e de Prevenção ao Delito da CNT. Além disso, foram feitas apresentações do cenário local por representantes da Polícia Civil, Polícia Militar, Departamento de Polícia Federal-ES, Polícia Rodoviária Federal-ES e Transcares.

Incapacidade O DIT, uma cobertura incluída no Seguro de Vida Individual que protege o profissional autônomo contra a perda temporária de renda, vem ganhando importância nos últimos meses. Se um médico ou dentista, por exemplo, sofrer um acidente que não lhe permita exercer sua atividade profissional por um período, certamente, isso afetará suas finanças. Com a proteção do DIT, o profissional receberá um valor em dinheiro correspondente aos dias em que tiver que se afastar de seu trabalho, o que lhe garantirá a segurança financeira pelo período. A cobertura do DIT garante o pagamento de até 365 diárias, compatíveis com a renda do profissional. Para receber a indenização, basta apresentar laudo médico que justifique o afastamento e um comprovante de renda. O processo é simples. No geral, os profissionais autônomos, que ficarem sem renda caso necessitem parar de trabalhar por um período, são os que mais necessitam contratar esta cobertura.

Revista Sincor-ES

.

AGOSTO 2017

7


Notícias

Missa pelas vítimas de acidentes de trânsito no Convento da Penha No Dia Estadual em Memória das Vítimas de Acidentes de Trânsito, celebrado no domingo, dia 6 de agosto, foi realizada uma missa em memória das pessoas que morreram vítimas de acidentes. Cerca de 3 mil pessoas estiveram reunidas no Convento da Penha, em Vila Velha, desde as 9 horas, para participar da celebração. Elas receberam rosas do Guardião do Convento, Frei Paulo Roberto, simbolizando a fragilidade da vida, sua beleza e a necessidade de

cuidados. A missa é celebrada sempre no mês de agosto e tem como seu principal idealizador o corregedor-geral do Estado do Espírito Santo, delegado e conselheiro do Conselho Estadual de Trânsito, Fabiano Contarato. O Sincor-ES foi um dos co-patrocinadores do evento, viabilizando a presença de parentes de vítimas que vieram do interior do estado. O funcionário Ronaldo Fagundes representou o sindicato no evento.

Liquidação O processo de liquidação extrajudicial da Nobre Seguradora, iniciado em dezembro de 2016, avança. O liquidante convocou os credores da massa liquidanda para apresentarem suas declarações de crédito para futuro pagamento das dívidas. Mas, é preciso andar rápido. Isso porque termina dia 1º de setembro o prazo para a entrega dessas declarações diretamente na sede da seguradora, em São Paulo. As declarações deverão ser feitas de acordo com o modelo disponível no site da Nobre (www.nobre.com.br) ou por meio de formulário obtido na sede da companhia. Mais informações pelo telefone (11) 5069-1177 ou diretamente na sede da liquidanda.

Carteira digital

Solenidade da Polícia Militar

Foi no dia 20 de julho a solenidade de entrega do Manual de Intervenções em Distúrbios para Equipes da Força Tática da Polícia Militar do Espírito Santo e que teve o apoio do Sincor-ES para sua produção. O Manual de Intervenções em Distúrbios para Equipes da Força Tática foi desenvolvido para orientar todos os procedimentos operacionais a serem adotados pelas equipes da PMES, uniformizando a atuação em intervenções

8

www.sincor-es.com.br

.

facebook.com/sincores

.

contra distúrbios e perturbação da ordem que extrapolem a capacidade de resposta do policiamento ostensivo geral. O evento ocorreu na área do Instituto Superior de Ciências Policiais e Segurança Pública (ISP), antigo Centro de Formação e Aperfeiçoamento da PMES, no Bairro Santana, em Cariacica. O comandante-geral da Polícia Militar, coronel Nylton Rodrigues, prestou homenagem especial ao presidente do Sincor-ES, José Romulo da Silva. “Esse manual é a elevação da nossa responsabilidade, um pacto que guia os princípios, defendendo o certo sem medo de errar”, destacou o coronel. Após a solenidade, todos os militares presentes receberam uma edição ilustrada do Manual.

twitter.com/sincores

A Carteira Nacional de Habilitação Eletrônica (CNH-e) foi aprovada pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran). Ela será uma versão do documento com o mesmo valor jurídico da CNH impressa e estará disponível a partir de fevereiro de 2018. O documento impresso continuará a ser expedido normalmente. A versão eletrônica poderá ser acessada via aplicativo em smartphones. Os motoristas apresentarão a carteira eletrônica por meio da leitura do QRCode, um código de barras com as informações e que poderá ser escaneado.

Comissões Em nota de esclarecimento, divulgada no dia 10 de agosto, o Ibracor voltou a advertir que o corretor de seguros que não fizer o recadastramento pode ter sua habilitação suspensa, o que impede as seguradoras de pagar as comissões dos negócios fechados após a suspensão. Segundo a autorreguladora, os corretores de seguros que não gerarem seu pedido de recadastramento até o final do último dia do prazo, 30 de setembro de 2017, terão seus registros suspensos, como estabelece o art. 7º da Circular 552/17 da Susep.


Sala de Visitas

Visita da Bradesco Seguros

Conversa sobre evento

O presidente do Sincor-ES recebeu, no dia 9 de agosto, a visita da superintendente comercial do Canal Banco da Bradesco Seguros, Rosimar Dornelas da Silva, que estava acompanhada da responsável pelo treinamento da Seguradora, Marlene Cassani. Mesmo não tendo relacionamento direto com os corretores do mercado, Rose aceitou o convite do diretor Social, Luiz Amaury Gontijo, para conhecer as instalações do sindicato. Naquele dia, também estavam presentes o diretor Financeiro do Sincor-ES, Antonio José Alvarenga Imperial e a Conselheira Fiscal do Sincor-ES, Maria Angélica Baptista.

No dia 25 de julho, José Romulo da Silva, recebeu a visita do superintendente Executivo RJ/MG/ES da Bradesco Seguros, Luiz Carlos Ferreira Gomes. Na ocasião, ele estava acompanhado do superintendente da seguradora para o Espírito Santo, Marcelo Correa Miranda. O presidente do CVG-ES, Antonio Santa Catarina, também esteve presente durante a visita. O tema da conversa girou em torno do mercado de seguros capixaba e do 1º Workshop sobre Segurança Pública.

Mitsui apresenta novo gerente

Mapfre apresenta diretoria

O presidente do Sincor-ES recebeu, no dia 8 de agosto, a visita de Flavio Zoppello e de Luciana Bacellar Peixoto, respectivamente, diretor Comercial e gerente da Filial Rio de Janeiro. O encontro teve como finalidade estreitar o relacionamento com o sindicato e apresentar formalmente o novo gerente da seguradora para o Espírito Santo: o já conhecido Celso Luis Mattos Magalhães. Até que se instale formalmente a sucursal capixaba, ele irá atuar como home office.

No dia 27 de julho, estiveram visitando a sede do SincorES, o diretor nacional da Mapfre Seguros, Jonson Marques de Souza, o diretor Territorial, Marcos Antonio Ferreira, e o gerente da Sucursal Vitória, Elson Azevedo Junior. Eles reafirmaram a parceria da seguradora com o sindicato, deixando claras suas intenções de continuar investindo e valorizando o corretor de seguros e estreitar os laços de amizade e parceria.

Revista Sincor-ES

.

AGOSTO 2017

9


Feijoada Club Gourmet Sincor-ES

Feijoada Club Gourmet em sua 9ª edição Com início ao meio-dia, a 9ª edição da Feijoada Club Gourmet Sincor-ES, reuniu cerca de 300 convidados no Cerimonial Oásis, em Santa Lúcia, no dia 20 de agosto. O evento, que já integra o calendário permanente do sindicato e do mercado de seguros capixaba, é também uma home-

10

www.sincor-es.com.br

.

facebook.com/sincores

.

nagem aos pais. O encontro foi regado a música ao vivo, feijoada de primeira com acompanhamentos, chope, caipirinha e diversão para as crianças. Como ocorreu em anos anteriores, nesta edição da Feijoada as seguradoras parceiras participaram adquirindo camisas-

twitter.com/sincores

-convite e as distribuindo entre corretores de seguros. O presidente do Sincor-ES, José Romulo da Silva, diz que a distribuição dos convites obedece a um acordo: 50% devem ser destinados a corretores de seguros associados ao Sincor-ES e os 50% restantes aos funcionários da seguradora.


Feijoada Club Gourmet Sincor-ES

Revista Sincor-ES

.

AGOSTO 2017

11


Workshop de Segurança Pública

Segurança e mercado de seguros são temas de workshop

Autoridades policiais, representantes do mercado de seguros, diretores do Sincor-ES e profissionais de diversas áreas, se reuniram em Vitória, no dia 17 de agosto, para o 1º Workshop de Segurança Pública e o Mercado de Seguros Capixaba. O evento, que reuniu cerca de 100 convidados no Hotel Ilha do Boi, foi realizado pelo Sincor-ES e patrocinado pelo Sindiseg RJ/ES. O objetivo do Workshop foi promover uma análise criteriosa da situação da segurança pública no Espírito Santo, de forma a permitir atuações

1

12

www.sincor-es.com.br

.

facebook.com/sincores

conjuntas para solucionar os problemas. A ideia de realizar o evento partiu do presidente do Sincor-ES, José Romulo da Silva, que contou, desde o início com o apoio do diretor executivo do Sindiseg RJ/ES, Ronaldo Vilela. José Romulo destaca que sentiu necessidade de discutir o assunto após o aquartelamento da Polícia Militar, no mês de fevereiro, quando os capixabas experimentaram uma semana de aumento no número de roubos de veículos e ataques ao comércio. “Nós estamos vivendo, meses depois,

2

.

twitter.com/sincores

3

o resultado disso, com o aumento de preços nos valores do seguro automóvel pelas companhias de seguros”, afirma. Para José Romulo, discutir a questão da segurança pública no Espírito Santo é algo que deve ser feito pela sociedade em articulação com o governo do estado, pois os impactos ocorrem na vida pessoal e na vida profissional. “Os corretores de seguros estão diante de uma situação de ter que explicar para os clientes os motivos de aumentos tão significativos no valor do seguro auto-

4

5


Workshop de Segurança Pública

móvel”, diz. O evento, na opinião do presidente, preenche uma lacuna sendo uma forma do Sincor-ES colaborar para o aperfeiçoamento da atividade de seguro no Espírito Santo e também em melhorias para toda a sociedade. Nessa linha, o Sincor-ES já realizou e apoiou vários eventos: palestras com seguradoras e diretoria do sindicato, ações de combate aos ferros-velhos ilegais, patrocínio na edição de manuais para a Polícia Militar, colaboração com a premiação Desta-

6

7

que Operacional, entre outros. A mesa de abertura do evento contou com as seguintes presenças: presidente do Sincor-ES, José Romulo da Silva; diretor executivo do Sindiseg RJ/ ES, Ronaldo Vilela; coronel Alexandre O. Ramalho (comandante do CPOM/ PMES); coronel Francisco José S. Gomes (comandante do CPOE/PMES); Delegado de Polícia titular da Delegacia de Roubos e Furtos de Veículos, Tarcísio Otoni; Superintendente da Polícia Rodoviária Federal, Inspetor Wylis Lyra e da diretora

8

técnica do Detran-ES, Edina de Almeida Poleto. O evento teve inicio às 9 horas sendo precedido de café da manhã. Ao término foi oferecido almoço aos convidados. Entre os participantes estiveram: comandantes de todos os batalhões e companhias independentes da PMES que operam na Região Metropolitana de Vitória, empresários do setor de transportes, diretores do Sincor-ES, executivos locais das seguradoras parceiras e respectivos diretores regionais.

Foto 01: coronel Alexandre O. Ramalho (comandante do CPOM/PMES); Foto 02: coronel Francisco José S. Gomes (comandante do CPOE/PMES); Foto 03: capitão Hércules Maciel (representando o comandante do BPTran; Foto 04: Delegado de Polícia titular da Delegacia de Roubos e Furtos de Veículos, Tarcísio Otoni; Foto 05: Superintendente da Polícia Rodoviária Federal, Inspetor Wylis Lyra; Foto 06: Inspetor Rodrigo Espíndula Bonfim da Polícia Rodoviária Federal; Foto 07: diretor executivo do Sindiseg RJ/ES, Ronaldo Vilela; Foto 08: presidente do Sincor-ES, José Romulo da Silva.

Revista Sincor-ES

.

AGOSTO 2017

13


Qualificação

Sincor-ES e CVG-ES reiniciam ciclo de palestras 2017 O Sincor-ES, em parceria com o CVG-ES, reiniciou o Ciclo de Palestras 2017 com Joice Jacentink Dias, coordenadora de Treinamento e Desenvolvimento da Mongeral Aegon. A palestra, com o tema “Desenvolver uma carreira sustentável nos dias atuais”, ocorreu no dia 9 de agosto, no auditório Pedro de Paula Pinto, na sede do Sincor-ES, precedida de café da manhã. Joice Dias levou os participantes a refletirem sobre suas carreiras frente aos desafios do mundo contemporâneo, mar-

cado principalmente pela velocidade. Segundo ela, são cinco os pilares de uma carreira sustentável: competência, postura profissional, resiliência, equilíbrio, rede de contatos e autoreflexividade (olho na performance). “A vida não é estabilidade; é saber andar em equilíbrio”, disse. A palestrante ainda destacou aspectos ligados ao mundo digital e à necessidade de investimento de tempo na carreira. “A realização que você obtém é diretamente proporcional ao esforço que investe”, afirmou. Para ela, é importante

saber que um profissional sustentável e eficiente gera retornos quantitativos e, principalmente, qualitativos para a empresa e a própria vida profissional. Joice Dias é pós-graduada em Gestão de Pessoas com Ênfase em Psicologia Organizacional pela Unesco. Já atuou em empresas nos estados de Minas Gerais, Espírito Santo e Rio de Janeiro. As palestras realizadas pelo Sincor-ES e o CVG-ES são gratuitas para associados e funcionários de empresas corretoras de seguros associadas e de seguradoras parceiras.

CVG-ES discute qualificação No dia 3 de agosto, o CVG-ES realizou sua reunião mensal de diretoria, nas dependências da Seguros Unimed. Os diretores foram recebidos pelo executivo da seguradora Jorge Alex Barbosa Costa. A reunião contou com presença de todos os diretores, que discutiram a pauta previamente encaminhada a cada um dos membros. Foram tratados assuntos diversos, como ações filantrópicas, o torneio de futebol envolvendo seguradoras, corretores de seguros e prestadores de serviços e a formação de um núcleo de treinamento destinado à comercialização de Seguro de Pessoas. Foi formada uma comissão composta por executivos das seguradoras mantenedoras e parceiras do Sincor-ES

14

www.sincor-es.com.br

.

facebook.com/sincores

.

que operam no segmento, juntamente com corretores de seguros, tendo como finalidade formatar um eficaz programa de treinamento, incluindo vendas assistidas, de forma a desmitificar as possíveis dificuldades encontradas pelos corretores. A ideia da comissão é permitir a for-

twitter.com/sincores

mação de profissionais efetivamente capacitados. A primeira reunião do grupo será realizada no dia 29 de agosto, nas dependências da Mongeral Aegon. Na reunião de diretoria do CVG-ES de setembro, a comissão deverá apresentar um relatório conclusivo.


Mercado

Mapfre apresenta diretoria nacional Com a presença de grande número de corretores de seguros, a Mapfre Seguradora realizou um evento para apresentar o seu diretor nacional Jonson Marques de Souza, e o diretor Territorial, Marcos Antonio Ferreira. O encontro ocorreu no Hotel Bourbon, no dia 27 de julho, sendo antecedido de café da manhã para os convidados. No Espírito Santo, a companhia é gerenciada por

Elson Azevedo Junior. Na oportunidade, além da apresentação dos diretores, os convidados puderam conhecer as novidades que a Mapfre tem a oferecer. O Sincor-ES foi representado pelo diretor Nicolau Marino Calabrez, uma vez que o presidente José Romulo da Silva tinha compromisso agendado com a Polícia Militar para entrega do Manual da Força Tática daquela Instituição.

Crescimento

No dia 31 de julho, a Associação das Empresas de Assessoria e Consultoria de Seguros do Estado do Rio de Janeiro (Aconseg-RJ) fez uma homenagem à longa parceria estabelecida com a SulAmérica. A seguradora foi representada por seu vice-presidente comercial, Matias Ávila. Ele ressaltou que o resultado na produção em Saúde superou as expectativas da companhia através das assessorias de seguros de todo o país, com crescimento de 54% no primeiro trimestre deste ano, enquanto o avanço desse segmento na seguradora ao total foi de 22%. Além do homenageado, a diretora comercial do Rio de Janeiro e do Espírito Santo da SulAmérica, Solange Zaquem, também prestigiou o encontro junto com sua equipe.

Pagamentos

Primeira rodada de campeões Com a presença de corretores de seguros e da equipe SulAmérica Seguros, foi realizada a 1° rodada do PRA CAMPEÕES, no dia 16 de agosto, no Restaurante Papagutti, localizado na Praia do Suá. A seguradora é comandada no Espírito Santo por Pietro Masello. Estiveram presentes ao evento a Diretora Regional da Seguradora, Solange Zaquem e o presidente do Sincor-ES, José Romulo da Silva.

As seguradoras gastaram 17,95% a mais com pagamento de sinistros e indenizações do Seguro Auto, na comparação com o acumulado do ano de 2016. Em média, é gasto mais de R$ 1 milhão por dia. De janeiro a maio de 2017, as seguradoras com negócios no Espírito Santo gastaram R$ 160,703,009 com pagamento de sinistros diretos, indenizações, sorteios e resgates. Já em igual período do ano que passado, foram gastos R$ 136.249.536 pelas empresas. O aumento está relacionado com a escalada de insegurança no Espírito Santo, durante o aquartelamento da Polícia Militar ocorrida em fevereiro de 2017.

Documento O Conselho Nacional de Trânsito (Contran), em sua 158ª Reunião Ordinária, no dia 21 de junho, entendeu que a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) pode ser utilizada como documento de identificação em todo o território nacional, ainda que em momento posterior à data da validade, uma vez que esta data refere-se apenas ao prazo de vigência do exame de aptidão física e mental.

Revista Sincor-ES

.

AGOSTO 2017

15


Mercado

Sincor-ES realiza reunião de trabalho com o diretor-geral do Detran-ES cipasse do 1º Workshop sobre Segurança Pública e o Mercado de Seguros Capixaba. Também participaram da reunião, Fabiana Del Caro Pedrini e Georgia Fafá, respectivamente, diretora Administrativa, Financeira e de RH e assessora de Marketing. Os presentes ouviram do presidente do Sincor-ES detalhes sobre o trabalho gratuito prestado Da direita para esquerda, Ronaldo Fagundes, funcionáem sua sede às vítimas rio do Sincor-ES, Fabiana Del Caro, diretora administrade acidentes de trânsito tiva financeira e de RH do Detran-ES, José Romulo da e seus beneficiários, que Silva, presidente do Sincor-ES e Romeu Scheibe Neto, têm direito a pedir indenidiretor geral do Detran-ES. zação do Seguro DPVAT. Também foi tratado na O presidente do Sincor-ES se reuniu reunião da solicitação feita ao Sincor-ES com o diretor-geral do Detran-ES, Romeu de colaborar com a produção de material Scheibe Neto, no dia 9 de agosto. José informativo do Detran-ES. O sindicato fará a Romulo da Silva confirmou o convite feito impressão do material e o Detran irá cuidar anteriormente ao diretor para que parti- da distribuição junto as Ciretrans do estado.

16

www.sincor-es.com.br

.

facebook.com/sincores

.

twitter.com/sincores

Sustentabilidade

A SulAmérica esteve presente no 1º Congresso de Sustentabilidade Corporativa, realizado nos dias 16 e 17 de agosto, no Hotel Pergamon, na capital paulista. O superintendente de Sustentabilidade da seguradora, Tomás Carmona, foi um dos integrantes do painel Cultura de Negócios Sustentáveis, que abordou as oportunidades e os desafios de integrar a sustentabilidade aos modelos de negócios das organizações.

Resultado

A Porto Seguro encerrou o segundo trimestre e primeiro semestre do ano com crescimento nos prêmios de seguros. O foco da companhia na recomposição das margens proporcionou uma melhora na operação de seguros, resultando em um menor índice combinado. Além disso, os negócios financeiros e serviços obtiveram aumento da rentabilidade. Porém, o resultado financeiro foi menor, explicado principalmente pela queda na taxa de juros e nos índices de inflação.


Mercado

Mais uma da Confraria das Quintas As reuniões semanais da Confraria das Quintas irá sortear brindes para os participantes. A ideia foi apresentada por Nicolau Marino Calabrez, durante o encontro do dia 27 de julho. Nesse mesmo dia, Nicolau ofereceu para sorteio um canivete, brinde da Perspectiva Corretora de Seguros, empresa da qual é sócio. A ganhadora foi Marlene Cassani, da Bradesco Seguros. A ideia é que o sorteado ou sorteada traga um brinde para o encontro seguinte. A Confraria das Quintas é um grupo informal de pessoas ligadas ao mercado de seguros – corretores ou não – que se reúnem toda quinta-feira, há mais de 20 anos, para um almoço descontraído no Shopping Vitória. O presidente José Romulo da Silva, um dos fundadores do projeto, diz não abrir mão da informalidade e da

naturalidade. “Esse é um momento em que nos reunimos com amigos, para almoçar sem compromisso. A ideia do sorteio está de acordo com a proposta de descontração”, afirma. Para participar, não é preciso convite ou reserva. Basta ir à Praça de Alimentação do Shopping Vitória, toda quinta-feira a partir do meio-dia, para encontrar o grupo por ali. Alguns são fiéis, como o presidente José Romulo, por exemplo; outros são ocasionais. O almoço segue esse mandamento: cada um escolhe o que quer comer e paga por isso. A única regra, diz José Romulo, é a do café: “O café é pedido após o almoço e é pago por um dos presentes em sistema de rodízio. Quando há um estreante na Confraria, ele é o responsável por pagar o café”, afirma.

Vencedor

Pela sexta vez consecutiva, o Grupo Bradesco Seguros é líder do Anuário Época Negócios 360º, na categoria “Seguros”. A liderança no ranking das 50 maiores do setor foi conquistada devido ao destaque nas seis dimensões avaliadas: Desempenho Financeiro, Governança Corporativa, Visão de Futuro, Práticas de RH e Responsabilidade Socioambiental. O evento, promovido pela revista Época Negócios e publicado pela Editora Globo, ocorreu nessa terça-feira, 8 de agosto, em São Paulo.

Seguro em alta Nos três primeiros meses de 2017, o mercado de seguros cresceu 13,9% em comparação a igual período de 2016. Entre 2015 e 2016, o aumento foi de 3,6%, o que confirma a expansão consistente do setor desde o segundo semestre do ano precedente. O ramo de Pessoas comanda a expansão: os planos de acumulação reverteram às dúvidas originadas de um primeiro trimestre sofrível em 2016, agora com 31,7% do VGBL e 14,9% do PGBL. O seguro de Vida Individual mantém taxas trimestrais acima de 20%.

NovaExpress em novas instalações

Atendendo ao convite de Fabio Vianna, sócio-diretor da NovaExpress Oficina Automotiva, o presidente do Sincor-ES, José Romulo da Silva, participou do evento de reinauguração das instalações da empresa, em Vitória. Diretores do sindicato, corretores de seguros e executivos de seguradoras participaram do coquetel de apresentação do espaço. A oficina é reconhecida pelos profissionais da área pela excelência de seu atendimento e pela eficiência na prestação de serviços.

Foto 1: o presidente do Sincor-ES, José Romulo da Silva, o sócio-diretor da NovaExpress, Fabio Vianna, e os sócios da Perspectiva Administradora e Corretora de Seguros, Romulo D’ Lá Guardia e Silva e Roberto Bastos.

Foto 2: a gerente da Porto Seguro Seguradora, Adriana Benezath, Roberto Bastos, o corretor de seguros Adi Faccini, o anfitrião Fabio Vianna e o diretor do sindicato Rene Neves Farias.

Revista Sincor-ES

.

AGOSTO 2017

17


Mercado

Seguradoras fazem arraiá tores e funcionários no seu tradicional “Arraiá Bradesco Seguros”, que foi apelidado de “Festa Agostina”. O encontro festivo ocorreu nas dependências do PAC, localizado na Avenida Vitória, no bairro Horto. Para o presidente José Romulo da Silva, os eventos realizados pelas seguradoras parceiras oferecem ótimos momentos de descontração e oportunidade de confraternização para a categoria.

01

De olho nas tradições das festas juninas no país, duas filiais de seguradoras no Espírito Santo promoveram seus arraiás para funcionários e corretores de seguros parceiros. No dia 20 de junho, a SulAmérica Seguros (foto 01), realizou o seu primeiro “Arraiá Solidário”, que contou com a participação de 70 convidados. Durante a festa, além das comidas e bebidas típicas, o evento serviu para arrecadar roupas e alimentos que serão destinados à Casa Lar Walter Barcellos, em Vila Velha. As doações foram entregues pelo gerente da sucursal do Espírito Santo, Pietro Masello, aos presidentes do Sincor-ES, José Romulo da Silva, e do CVG-ES, Antonio Santa Catarina, para que sejam destinadas à instituição. Já no dia 2 de agosto, foi a vez da Bradesco Seguros (foto 02) reunir corre-

02

Ainda dá tempo de participar! Falta pouco para o 20º Congresso Brasileiro dos Corretores de Seguros, que será realizado de 12 a 14 de outubro, em Goiânia, com o tema “O setor de seguros na era digital”. Paralelamente, será realizado o 4º Congresso Brasileiro de Saúde Suplementar e a 19ª Exposeg. Juntos, os três eventos devem reunir mais de 5 mil pessoas. O evento conta com mais de trinta palestrantes distribuídos em conferências, mesas-redondas e simpósios. Além disso, nos três dias haverá uma programação de shows: Leonardo, no dia 12; show Baile do Bem, no dia 13; e Titãs,

18

www.sincor-es.com.br

.

facebook.com/sincores

.

no dia 14, encerrando o congresso. As inscrições estão abertas e os associados dos sindicatos filiados à Fenacor terão condições especiais. Acesse o hotsite do evento e saiba mais (http://www2. fenacor.org.br/congresso/20/index. php#ocongresso).

twitter.com/sincores

Oportunidades

Mesmo em tempos de crise econômica, as oportunidades de novos negócios para os corretores de seguros são abundantes. Acredita-se que apenas 30% da frota de veículos seja segurada no Brasil e que apenas cerca de 20% da população possua seguro de vida. De acordo com dados da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo, o Brasil possui mais de 16 milhões de empresas ativas e estima-se que, dessas, menos de 20% contem com um seguro destinado ao seu setor de atuação. Quando o assunto são os bares e restaurantes, o número é ainda menor: o percentual de empresas seguradas é de, apenas, 10%. O que poucos sabem é que a cobertura básica é de contratação obrigatória para os estabelecimentos e cobre os danos materiais em caso de incêndio, raio, explosão, implosão e fumaça. “A existência de coifa, fritadeira, botijão de gás e outros utensílios de cozinha em operação aumentam o risco de incêndio nesse tipo de negócio. Por isso, é primordial ter o seguro adequado para garantir a continuidade das atividades da empresa em casos de incidentes”, explica Marcelo Santana, gerente de Ramos Elementares da Porto Seguro. De olho nesse cenário, a Porto Seguro desenvolveu um seguro específico para bares e restaurantes, adaptadas ao negócio do cliente, que dispõe de coberturas que garantem o patrimônio e danos provocados a terceiros, como acidentes ocorridos com funcionários durante o período de trabalho ou acidente de clientes dentro da instituição. O produto oferece serviços emergenciais, como cobertura provisória de telhados, portas, janelas, divisórias e vitrines, limpeza, segurança e vigilância. Os planos mais completos dispõem de serviços, como: chaveiro, substituição de telhas, eletricista, desentupimento, reparos hidráulicos, na telefonia, etc. Fonte: CQCS, por Ivan Netto, em 02/08/2017.


Mercado

HDI oferece feijoada a corretores A HDI Seguros promoveu, no mês de julho, sua primeira Feijoada para os corretores de seguros participantes da Campanha de Incremento de sua Carteira de Seguro Residencial. Segundo o gerente da seguradora, Rodrigo Rolim Rocon, o evento foi coroado de sucesso, mostrando o potencial do mercado na contratação desta modalidade de cobertura. O evento descontraído foi realizado nas dependências da Filial HDI-Vitória, local onde compareceram 110 corretores de seguros capixabas. Os profissionais que atingiram as metas propostas na campanha receberam abadás, que foi o ingresso para o evento. O destaque da campanha ficou por conta do corretor Aloysio Monjardim Calazans Junior, que recebeu premiação extra por ser o grande campeão de vendas da campanha “HDI em Casa”. A Feijoada foi servida pelo Cerimonial Steffens, ficando a música por conta do cantor sertanejo Gilvan do Grupo de Pagode Sensatez. O presidente do Sincor-ES, José Romulo da Silva, compareceu à abertura do evento, oportunidade em que cumprimentou o gerente da seguradora, Rodrigo Rocon, pela iniciativa e sucesso do encontro.

Banestes Seguros se destaca no prêmio “Finanças Mais” A Banestes Seguros foi destaque no prêmio “Finanças Mais”, do jornal O Estado de São Paulo, ranking que tem como objetivo reconhecer as melhores empresas e instituições líderes do setor financeiro no Brasil por meio de indicadores como desempenho, crescimento e liderança de mercado. A seguradora ocupa a quinta posição de melhor seguradora no segmento Seguros Gerais. A apuração dos dados do “Estadão Finanças Mais” foi feita pela empresa de auditoria Austin Ratings e teve como base informações qualitativas e quanti-

tativas das companhias para “demonstrar a melhor e mais equilibrada instituição financeira” em cada um dos 17 segmentos analisados. Para construção do ranking, a Austin Ratings verificou porte e crescimento das participantes, avaliando contas de maior relevância no balanço patrimonial das instituições em 2016. No segmento seguridade, foram analisadas provisões técnicas, patrimônio líquido, prêmios emitidos e crescimento das previsões técnicas em 2016. A análise incluiu também os quesitos liderança no mercado e desempenho,

com indicadores como solidez, qualidade dos ativos, rentabilidade e custos. A classificação final das empresas é resultado da atribuição de pesos a cada um dos itens. O diretor-presidente da Banestes Seguros, Otacílio Pedrinha de Azevedo, celebrou o resultado do “Finanças Mais”. Segundo ele, a premiação “é a mais clara demonstração da solidez da Banestes Seguros, com índices excelentes de margem operacional, liquidez geral e índice combinado ampliado e rentabilidade do patrimônio líquido”.

Revista Sincor-ES

.

AGOSTO 2017

19


Polícia Rodoviária Federal

PRF identifica as principais causas de colisões no estado

Uma série de fatores contribui para os acidentes de trânsito e todos devem se atentar e colaborar para uma direção segura e tranquila nas estradas e rodovias. Em dezembro de 2016, a PRF Brasil apresentou um ranking com os 100 trechos mais críticos do país e o estado do Espírito Santo esteve presente com 07 trechos, dentre eles o 1º e o 9º lugar dessa lista, sendo do km 260 ao 270 (altura do bairro Nova Carapina/Serra) e do 290 ao 300 (na Rodovia do Contorno, em Cariacica), ambos da BR 101. Diante da preocupação em estudar as causas e apresentar as possíveis soluções, a PRF elaborou uma perícia e apresentou aos órgãos responsáveis para que juntos buscasse realizar as melhorias necessárias. A concessionária ECO 101 apresentou na metade do mês de agosto o estudo e as mudanças iniciais que serão feitas

20

www.sincor-es.com.br

.

facebook.com/sincores

.

nesses dois trechos, como: a instalação de 03 novos semáforos, 03 novos controladores de velocidade, instalação de 50 placas verticais, 20 faixas revitalizadas e o fechamento de 12 acessos entre as pistas. Outro assunto de destaque nos últimos dias é quanto a duplicação das rodovias. Nos anos de 2013 a 2016, houve redução no número de mortes na BR 101, e um fator que contribuiu foi à melhoria na sinalização e em trechos da rodovia. A duplicação, em seus tempos atuais, permitiria melhor deslocamento e, consequentemente, maior segurança aos que trafegam na rodovia, pois poderia contribuir significantemente para a redução do número de acidentes e mortes nas rodovias. No entanto, duplicar não seria a única solução. Os trechos enumerados como críticos na BR 101, já são duplicados e mesmo assim, são os que mais ocorrem

twitter.com/sincores

acidentes graves com mortos. Mas então, o que está acontecendo? Condições da pista influenciam para um tráfego seguro, mas não são o fator principal, o principal causador de acidentes, continua sendo a imprudência do condutor. Ultrapassagens indevidas, causador dos acidentes mais graves, velocidade incompatível com a via, falta de atenção do condutor ao volante e desobediência a sinalização são os destaques das infrações que resultaram em maior número de acidentes com óbitos nas estradas. Vale salientar, que a ingestão de álcool mais direção, são circunstâncias que não combinam e o motorista continua acreditando na impunidade, cometendo o grave erro de beber e conduzir o veículo, colocando não só a vida dele em risco, mas também a de outros usuários da via. Outro quesito importante é a necessidade de o veículo estar sempre em bom estado de conservação, como por exemplo pneus em boas condições de uso, além de realizar revisões periódicas de partes mecânicas e itens de segurança, para prevenir eventuais problemas e acidentes. A PRF vem trabalhando com educação no trânsito, em escolas e ações que permitem atingir a todas as idades e disseminar conhecimento e responsabilidade no transito. O trânsito mais seguro é dever e obrigação de todos. O usuário que desejar contribuir/ colaborar com informações adicionais, que auxiliem o trabalho da instituição, pode entrar em contato telefônico pelo número 191.


Entrelinhas

Inveja no trabalho: você sabe lidar com ela? Marcilene Forechi *

A coleção Plenos Pecados, da editora Objetiva, apresenta sete livros de sete autores consagrados (cinco brasileiros, um chileno e um argentino) em que cada um deles trata de um dos pecados capitais. A gula, por exemplo, ficou a cargo de Luis Fernando Veríssimo, a preguiça, com João Gilberto Noll e a inveja foi entregue a Zuenir Ventura. Confesso que meu pecado predileto é a preguiça e o que mais me causa pavor é a inveja. Sim, porque a inveja é inconfessável e está associada à dissimulação, ao disfarce, à farsa. Zuenir Ventura é taxativo: “A inveja é inconfessável, mas ninguém se livra dela, por mais que se disfarce”. Mas, se não podemos nos livrar do pecado mais antigo da humanidade, como fazer para reconhecê-lo e para se livrar dele? Como já disse, sendo a inveja inconfessável é preciso conhecer um pouco melhor comportamentos e atitudes que possam identificar um invejoso. Uma vez que está associada à dissimulação, a inveja pode ser confundida com admiração, mas existem os casos do invejoso patológico, aquele que deseja não apenas ter o que outro tem, mas deseja que o outro não tenha, ou, ainda, deseja ser o que o outro é. No ambiente corporativo, a inveja costuma estar associada à fofoca, ao boato, às inconfidências. O invejoso busca apoio no grupo e, ao conquistar a confiança, prepara o terreno para disseminar suas verdades sobre o outro. O ardil e o simulacro fazem parte da estratégia. Nada sobre o outro é dito diretamente, pois as meias palavras a as insinuações são parte da estratégia. As críticas são feitas na forma de perguntas; sugestões para melhorar a performance são modos de desqualificar diante dos outros; a individualização da diferença torna-se um modus operandi. Conviver com uma pessoa invejosa do tipo patológico nas empresas não é fácil, ainda que o sentimento seja direcionado apenas a um membro do grupo. A inveja é contagiosa em sua energia, pode acreditar. Se o invejoso é

igualmente competente, as condições para que o invejado sucumba estão colocadas. Ao conquistar reconhecimento entre os pares, o invejoso usa isso para imprimir um ritmo mais intenso à sua estratégia de desqualificação. Tive conhecimento de um caso que culminou com a demissão do invejado e, alguns meses depois, do invejoso. Aldair era extremamente qualificado para ocupar o cargo para o qual foi contratado. Durante a entrevista, demonstrou segurança e simpatia, parecendo ser uma pessoa adequada para exercer as atividades em determinado setor, junto com Carlos, um funcionário mais antigo e com quem dividiria a responsabilidade pela equipe. Os problemas começaram quando Aldair passou a ter atitudes em relação ao colega, não diretamente com ele, mas com os demais, com a chefia imediata e, principalmente, com os subordinados. Essas atitudes incluíam “indiretas no Facebook”, evasivas sobre o trabalho realizado por Carlos, de modo a “dar a entender” que faria melhor no lugar dele, demonstrações de extremo afeto e preocupação com a equipe, saídas para happy hour, em que Carlos não era convidado. Além disso, decisões passaram a ser tomadas em relação ao trabalho sem que Carlos fosse informado ou consultado. Desnecessário dizer que o clima na organização foi contaminado. Como ninguém é unanimidade, nem Carlos nem Aldair o foram. Mas, o invejoso, aparentemente, levou a melhor por ter conseguido, simplesmente, levar o colega a um estado tal de esgotamento e estresse que o impediu de continuar desempenhando suas atividades como de costume e de tomar as rédeas da situação. Carlos foi demitido e Aldair assumiu seu lugar na coordenação da equipe e do setor. Um invejoso patológico é capaz de adoecer pessoas e, por consequência, adoecer os ambientes nos quais ele transita. Saber lidar com pessoas que têm atitudes como as descritas, exige

observação e ação rápida, o que não foi verificado no caso em questão. Talvez, o uso da palavra “inveja” ainda seja um tabu no mundo corporativo e muitos prefiram usar a expressão “competitividade”. Mas, é preciso que as empresas e seus líderes deixem claro o que isso significa e que desenvolvam mecanismos para impedir abusos. Você deve estar se perguntando, qual a diferença entre inveja e admiração? Bom, passo a palavra a Zuenir Ventura: “A inveja é um sentimento tão ruim e desagradável que, às vezes, você sublima esse sentimento e, de certa forma, o torna admiração. Quando você confessa: ‘Admiro a sua juventude’. Na verdade, eu estou fazendo uma declaração de admiração, não de inveja, porque a inveja é inconfessável, ela quer, no fundo, inconscientemente, que você se arrebente, que você vire velho de uma hora para outra”.

*Jornalista, mestre em Educação e Doutoranda em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Produz conteúdo e presta consultoria na elaboração de projetos de comunicação, educação corporativa e relacionamentos profissionais. Ministra cursos e palestras voltados para o aperfeiçoamento pessoal e profissional, redação criativa, mídias sociais e comunicação organizacional. E-mail: marcileneforechi@terra.com.br

Revista Sincor-ES

.

AGOSTO 2017

21


Social

Inelta é destaque mais um vez A Inelta Administradora e Corretora de Seguros, empresa associada ao Sincor-ES, foi, mais uma vez, eleita a melhor corretora de seguros na cidade de Guaçuí. A empresa tem como sócio administrador o corretor de se-

Aventura no Alasca

www.sincor-es.com.br

.

facebook.com/sincores

Sucesso no YouTube Em julho, a Bradesco Seguros superou 70 milhões de visualizações no YouTube e mais que dobrou o número de inscritos no canal. A seguradora coleciona mais de 200 vídeos, entre campanhas publicitárias, depoimentos de executivos e vídeos sobre produtos exclusivos no canal. Com a recente inclusão da campanha “A vida é cheia de previstos”, os acessos aumentaram ainda mais. Desde 18 de junho, quando foi disponibilizado no canal o filme “Previstos” – que apresenta a nova assinatura “Bradesco Seguros. Com Você. Sempre.” – já foram mais 10 milhões de acessos.

Reunião com corretores A convite do gerente da representação capixaba da Mongeral Aegon e também diretor do CVG-ES, Rodrigo Fernandes, o diretor Social do Sincor-ES, Luiz Amaury Gontijo, participou de reunião da seguradora com corretores de seguros, no dia 4 de agosto, na sede da representação. Naquela oportunidade, Gontijo

Com co-patrocínio do Sincor-ES, o sargento da Polícia Militar do Espírito Santo, Denilson Freitas, que atua como tripulante operacional do Núcleo de Operações e Transporte aéreo (Notaer) da Casa Militar, acompanhado do capitão Marcelo Hollanda, participou do “Alaskaman Extre Triathlon”, realizado no Alasca (EUA). Foram mais de 17 horas de prova. Esta não foi a primeira competição concluída pelo militar, que tem quase 30 anos de serviços prestados à PMES. Denilson já completou duas vezes o Ultraman Brasil e competições de triatlo extremo na Escócia e Noruega.

22

guros Iran Cardoso Soares, cuja área de atuação é a Região Sul do Espírito Santo. A Inelta foi escolhida por meio de pesquisa realizada pela Millenium entre os moradores da região. Na foto, Iran e sua equipe.

Por Boris Narjack

.

twitter.com/sincores

pôde distribuir para os presentes exemplares da Revista Sincor-ES e formulários para associação. Ele ainda respondeu às questões apresentadas pelos profissionais a respeito das atividades do Sincor-ES e dos benefícios oferecidos aos associados. Ao final do bate-papo, os corretores foram convidados a visitar a sede do sindicato.


Artigo jurídico

“A Boa-fé no Contrato de Seguro”

“A expressão boa-fé integra o vocabulário comum. É usada até mesmo pelas pessoas sem cultura. Quando se diz que fulano está de boa-fé, todos entendem perfeitamente a frase. Em sentido amplo, significa honestidade, lealdade, probidade. Expressa intenção pura, isenta de dolo ou engano.” (ALVIM, Pedro, O seguro e o Novo Código Civil, 2007, p.43). No mundo negocial, a relação das partes, devem ser pautadas no respeito ao princípio da boa-fé, que em sede de disposições gerais, o código civil no artigo 422, determina que os contratantes são obrigados a guardar, assim na conclusão do contrato, com em sua execução, os princípios de probidade e boa-fé. Em razão da função social, o legislador deu maior relevo ao principio da boa-fé no contrato de seguro, que através do artigo 765 do Código Civil determina que o “segurado e o segurador são obrigados a guardar na conclusão e na execução do contrato, a mais estrita boa-fé e veracidade, tanto a respeito do objeto como

das circunstancia e declarações a ele concernentes”. A boa-fé no contrato de seguro é tão importante que para muitos autores, ela é a “alma do seguro”, sendo que sua ausência é suficiente para retirar a eficácia do contrato de seguro, tornando-o impraticável. Via de mão dupla, a boa-fé é exigível tanto do segurado como do segurador, obrigando as partes a atuarem com a máxima honestidade desde a fase pré-contratual (proposta) até a fase da execução do contrato. O segurado, por ter conhecimento efetivo do risco que se pretende segurar, tem a obrigação na fase pré-contratual de descrever, com clareza, precisão e verdade, a natureza do risco a ser segurado, devendo durante o contrato adotar as medidas necessárias com objetivo de evitar ou agravar o sinistro, comunicando imediatamente a seguradora possível alteração do risco, bem como a ocorrência do evento.

* Por Elias Moscon A seguradora por sua vez, tem por obrigação agir dentro do principio máxima da boa-fé no que concerne no dever de informar com exatidão e clareza o contrato que o segurado pretende aderir, evitando o uso de termos, formulas ou qualquer outro mecanismo que possa dificultar a interpretação do contrato ou que tenha como objetivo a interpretação tendenciosa; não sendo diferente na fase de regulação do sinistro. A validade do contrato tem relação direta com a boa-fé dos contratantes, sendo que a aceitação do risco e a taxa do prêmio dependem justamente das declarações preliminares do segurado, que tem o dever intrínseco de respondê-lo com boa-fé e veracidade, cabendo a seguradora utilizar uma declaração que seja mais completa possível, sem utilizar quesitos capciosos, sob pena inclusive de caracterizar a quebra do principio da boa-fé. Não podemos esquecer que a boa-fé se estende ao corretor de seguros, pois ele, detentor dos conhecimentos técnicos do seguro, tem o dever de esclarecer ao segurado quanto a importância da boa-fé na declaração espontânea a ser preenchida por ele, bem como, tem o dever de prestar as informações sobre o contrato, independente de solicitação do segurado. Sendo a boa-fé a base sobre a qual se constrói a relação jurídica, e principalmente nos contratos de seguros, podemos afirmar que a sua ausência, pode anular o contrato de seguros. Assim, para validade do contrato, necessário é que as partes agem com boa-fé, prestando informações completa e transparente, não podendo jamais haver a intenção de prejudicar o outro financeiramente.

Artigo selecionado por Elias Moscon, Assessor Jurídico SINCOR-ES, Professor da Escola Nacional de Seguros (Unidade-Vitória/ES) e advogado especialista em direito do seguro sócio do escritório Moscon Advogados, e-mail: eliasmoscon@moscon.adv.br; site: www.moscon.adv.br.

Revista Sincor-ES

.

AGOSTO 2017

23


24

www.sincor-es.com.br

.

facebook.com/sincores

.

twitter.com/sincores

Revista SINCOR-ES nº 239 Agosto 2017  

1º Workshop sobre Seg. Pública e 9ª Feijoada Club Gourmet Sincor-ES