Page 1

.


OPINIÃO

Crise e oportunidades: faça escolhas em 2017 Não sou dado a unanimidades. Acredito que devemos ter espaço na sociedade para as divergências, para os diferentes. Penso dessa forma tanto na vida publica, no cargo que exerço como presidente do Sincor-ES, como na vida privada, onde percebo a diferença entre os filhos criados sob o mesmo teto e tão diferentes entre si. Essa introdução, no entanto, não tem objetivo de tratar especificamente desse assunto ou de questões familiares. Falo sobre isso para me referir ao ano de 2016 e de como ele pode ser considerado uma unanimidade se levarmos em conta que foi um ano difícil para todos os brasileiros. Obviamente, que para alguns ele foi trágico, de perdas irreparáveis, de dor. Mas, de um modo geral, acredito que foi um ano de angústias, de incertezas, de percepção de que somos todos muito vulneráveis diante de forças que nos escapam e sobre a qual não temos controle. Falo muito especificamente sobre a crise institucional que se abateu sobre o país, protagonizada por escândalos de corrupção e desmandos com a coisa pública que não começaram em 2016 e nem se podem ser atribuídos a uma única pessoa ou grupo ligado a esse ou outro partido. Nós, brasileiros comuns, que pagam seus impostos, que trabalham todos os dias, não temos a dimensão do que ocorre nos gabinetes refrigerados, nos jantares milionários, nos acordos que nos retiram direitos e nos descaramentos com que se usa dinheiro público em benefício próprio. O ano de 2016 foi um ano difícil para todos os segmentos profissionais. Para os corretores de seguros, foi um ano de muita insegurança também. Afinal, crises oferecem oportunidades, mas também faz com que as pessoas sejam obrigadas a fazer escolhas e a cortar custos. Infelizmente, no nosso país, uma democracia muito jovem que tem se mostrado imatura na solução de seus problemas – recorrendo a artimanhas e abuso de autoridade em detrimento do cumprimento rigoroso dos preceitos constitucionais – o seguro é uma instituição que ainda não podemos dizer encontrar-se totalmente incorporada culturalmente na vida dos cidadãos. Vivemos uma fase de crescimento e de excelentes perspectivas nos últimos anos. O acesso de milhares de pessoas a bens de consumo que antes eram restritos às classes mais abastadas fez com que o mercado de seguros também fosse impulsionado. Afinal, se há mais consumo de bens duráveis, de imóveis, de produtos educacionais, de construção, a indústria do seguro é obrigada a acompanhar. A crise, palavra desgastada e usada para justificar qualquer coisa, implode a expectativa de estabilidade. Coloca sob tensão os mercados, deixa as famílias endividadas. Podemos esperar dias melhores em 2017? Eu sou um otimista, do tipo que acredita não ser possível sustentar uma situação como a que vivemos por muito tempo. Mas, não tenho dúvidas que o próximo ano será desafiador e difícil para todos, em especial para os corretores de seguros. Muitos com quem temos contato já têm se mostrado apreensivos, com a retração do mercado, a diminuição dos empregos... Especialistas acreditam que haverá mais espaço para investir em nichos como seguro de vida, previdência e saúde. O problema é que especialistas não estão na frente da batalha, matando um leão por dia, como a maioria dos mais de 72 mil corretores de seguros em atividade no país. E os especialistas não levam em consideração também os desafios que a profissão enfrenta diante das próprias instituições fiscalizadoras e organizadoras do mercado. Em relação a estas instituições, eu não poderia terminar esse ano, e o último editorial da última edição da Revista Sincor-ES de 2016, sem mencionar as dificuldades que temos enfrentado com a Superintendência de Seguros Privados (Susep). É bem verdade que a chegada de Joaquim Mendanha deu a todos nós uma outra perspectiva de diálogo com a autarquia. Estamos confiantes na capacidade, no empenho e no compromisso do novo superintendente com o mercado e, especialmente, com os corretores de seguros, um dos pilares que sustenta esse mercado. Esperamos que a Susep passe a agir de fato como fiscalizadora do mercado e tome medidas que inibam a ação de empresas e associações que comercializam seguros de forma irregular. Nosso temor é que com o prolongamento da crise, abra-se mais espaço para aventureiros e aproveitadores. No que depender do Sincor-ES, 2017 será um ano de muito trabalho. Espero que seja um ano em que nossos associados e o mercado de seguros se unam para vencer desafios e fortalecer o mercado de seguros. Pode ser que demore um pouco, mas a crise vai passar e, quando isso acontecer, temos que estar preparados e fortalecidos para aproveitar as oportunidades. E oportunidades existem para quem está preparado e no lugar certo. Escolhemos o lugar certo para 2017. E, com certeza, as oportunidades estarão pelo caminho. Um feliz ano novo para todos os nossos leitores.

2

www.sincor-es.com.br

.

José Romulo da Silva Presidente do Sincor-ES facebook.com/sincores

.

twitter.com/sincores

EXPEDIENTE

SEDE PRÓPRIA Endereço:- Rua Frederico Lagassa, Nº 30 Conj. 509/512 - Edf. Scheila - Bairro Gurigica, Vitória, Espírito Santo Site: www.sincor-es.com.br E-mail: sincor-es@sincor-es.com.br Diretoria Presidente: José Romulo da Silva 1º Vice-Presid.: José Alexandre Cid Pinto 2º Vice-Presid.: Leovigildo José Bello 1º Secretário: Renato Silva de Bittencourt 2º Secretário: Antonio Nelson B. Fortunato 1º Tesoureiro: Antonio José Alvarenga Imperial 2º Tesoureiro: Leonardo Souza Bergamini Diretor Social: Luiz Amaury Gontijo Dir. Marketing: Paulo Henrique Rocha Latado Dir. Informática: Jaime Balbino de Oliveira Dir.Rel.c/Merc.: Neudon de Almeida Valadão Suplentes Ana Julia Merotto e Luiz Cláudio Firme Pina Conselho Fiscal Maria Angélica Batista, Luiz Carlos da Silva Porto e Rene Neves Farias Suplente Nicolau Marino Calabrez Delegados Representantes junto a Fenacor-Efetivos José Romulo da Silva e José Alexandre C.Pinto Delegados Representantes junto a Fenacor-Suplentes Deusdete Mantovanelli e Santa de Luziê Laiber Oliveira Jornalista Marcilene Forechi Diagramação Ivo Tadeu Basilio Impressão GM Gráfica e Editora Ltda

Telefones para Contato SINCOR-ES Geral....................................... 2125-6666 ................................................ 2125-6667 Deptº Adm./Financ.................. 2125-6669 Cadastro Corretor................... 2125-6676 Atend. D.P.V.A.T..................... 2125-6674 Fax......................................... 2125-6672 Revista Sincor-ES.................. 2125-6671 Clube Vida em Grupo ............ 2125-6670 Empresas Coligadas CREDICORES....................... 3315-5027 ............................................... 3315-5028 FUNENSEG-ES..................... 2125-6673 ............................................... 2125-6683 ASSESSORIA JURÍDICA...... 2125-6675 (MOSCON E ASSOCIADOS ADVOCACIA)


SUMÁRIO

04

Notícias

09

Sala de Visitas

11

Festa de Encerramento das Atividades de 2016

15

Mercado

20

Entrelinhas

22 23

Social Artigo

BILHETE DO PRESIDENTE

“Por que coisas ruins acontecem a pessoas boas?” Em algum momento da vida, quase todos fa-

para refletir sobre isto, pois é importante entender

poderíamos nos aproximar mais de Deus ou nos

zem a velha pergunta: Por que coisas ruins acon-

exatamente aquilo que está nos incomodando

afastar Dele – as escolhas estavam inteiramente

tecem a pessoas boas? Recentemente recebi

para podermos seguir em frente.

em nossas mãos.

uma cópia de um incrível e surpreendente livro,

Se a dor estiver de alguma forma conecta-

Então, para ser brutalmente honesto, peço

repleto de sabedoria, do Rabino Shaul Rosenblatt.

daà nossa definição de ruim – seja emocional,

a vocês que se perguntem: para que estamos

Quais as credenciais do Rabino Rosenblatt

física ou uma dor espiritual – então a questão do

neste mundo? Pelo conforto? Para evitar a dor?

para escrever sobre este tópico? Aos 27 anos de

por que coisas ruins acontecem a pessoas boas

Para viver setenta ou oitenta anos de vida com

idade, Elana, sua esposa e mãe de seus 4 filhos,

é claramente irrespondível, uma vez que a dor

o mínimo de desafios possível? Se esta é a nossa

descobriu que tinha câncer. Após 3 anos lutando

ocorre a todos os seres humanos durante a maior

meta, então certamente muitas coisas ruins

pela vida, Elana devolveu sua alma ao Criador e

parte de suas vidas, sem distinguir se são bons ou

acontecerão ao longo do caminho – porque

Shaul, viívo, ficou para cuidar das crianças.

ruins. Se a dor, por si só, é intrinsecamente ruim,

este é um mundo de dor, e a dor é contrária a

então Deus nitidamente criou um mundo que

tudo que vivemos. Se, entretanto, acreditarmos,

está repleto de ruindade.

como eu acredito, que estamos aqui para nos

O livro narra seus esforços para entender e, no final das contas, conseguirem crescer a partir

No entanto, não há nada, absolutamente

elevarmos em santidade, para crescermos e

Como início para isto – e para a maioria das

nada, que aconteça conosco neste mundo

tentarmos chegar a uma alta perfeição, então

questões da vida – precisamos primeiramente

que seja bom ou ruim. Tudo é completamente

tudo o que nos acontece são oportunidades de

definir os termos sobre os quais falaremos. Isto é

neutro. Porém, todas as coisas que acontecem

ouro. E quanto mais desafiadora, maior é a opor-

ainda mais importante aqui, pois ao tratarmos

têm o potencial de nos elevar a um nível maior

tunidade. A Mishná (a Bíblia) nos ensina que De

sobre o porquê de coisas ruins acontecerem

de bondade – ou nos arrastar para bem longe

acordo com a dor será a recompensa (Pirkei Avót

neste mundo, precisamos começar definindo

de Deus. Tudo tem o potencial para ser bom e

5:23). Não está escrito conforme o esforço, mas

o que é ruim.

tudo tem o potencial para ser ruim. Coisas ruins

conforme a dor. O nível de dor define o nível de

Acredito que muito da nossa dificuldade

não acontecem a pessoas boas e nem coisas

potencial para a elevação espiritual. É lógico, não

em lidar com as coisas desagradáveis que nos

boas,também. Coisas acontecem que são ou

procuramos por dores, mas quando ela chegar

acontecem provêem de uma definição de ruim

mais ou menos dolorosas, mas não são inerente-

devemos abraçá-la como uma oportunidade de

que é totalmente inconsistente com o judaismo.

mente boas ou ruins. Nós, seres humanos, somos

lutarmos por nosso aperfeiçoamento, crescimen-

Talvez para a maioria das pessoas a definição

os unicos árbitros a decidir se aquilo que ocorre

to espiritual e de caráter.

de ruim seja dor. A dor e o ruim são praticamente

em nossas vidas será, no final, bom ou ruim. A

sinônimos. Seja a dor que alguém sofre ao morrer

escolha está inteiramente em nossas mãos.

de toda a situação. Eis alguns excertos do livro:

Como regra, será que a dor e as dificuldades na vida tornam mais fácil ou mais difícil a eleva-

de uma terrível doença, a dor de alguém como

Elana e eu tomamos uma decisão quando

ção espiritual? Se formos honestos, teremos de

Elana, sabendo que nunca dançaria no casa-

soubemos que ela estava doente. Não tivemos a

reconhecer que os desafios nos ajudam a chegar

mento de seus filhos, ou a dor de crianças morren-

chance de escolher se ela teria câncer ou não,

à grandeza. A grandeza, habitualmente, não é

do de fome na África ou no Gueto de Varsóvia.

mas tínhamos agora a chance de escolher como

encontrada entre aqueles que passam seus dias

É a dor envolvida nestas situações que as tornam

reagir ao câncer. Sabíamos que poderíamos

deitados na praia ou velejando pelo mundo

ruins. Se ninguém no Holocausto sofresse nenhum

desesperar, que poderíamos nos esconder do

em iates de milhões de dólares. A grandeza é

tipo de dor – se fossem gentilmente colocados

mundo e aceitar o nosso destino, ou poderíamos

muito mais frequentemente encontrada entre

para dormir sem ter a menor idéia do que lhes

decidir ser felizes com todas as coisas boas que

os que encaram as adversidades da vida e as

estava acontecendo – também seria algo horrí-

tínhamos. Decidimos aproveitar bem o tempo de

superam. Aqueles que atingem seu verdadeiro

vel, mas talvez não nos incomodasse da maneira

convívio entre nós e com as nossas crianças, des-

potencial são os que lutam em situações difíceis e

que nos incomoda. Tomemos alguns momentos

frutando a vida em geral. Sabíamos também que

constroem o seu caráter neste processo.

Revista Sincor-ES

.

DEZEMBRO 2016

3


NOTÍCIAS

Sincor-ES realiza assembleia O Sincor-ES realizou Assembleia Geral Ordinária (AGO), no dia 11 de novembro, em sua sede, em Vitória. A convocação foi feita de acordo com o que determina o Estatuto Social da instituição e divulgada no jornal A Gazeta, no Diário Oficial do ES e no Sincor on Line. Confira o que foi deliberado na AGO. Previsão Orçamentária para 2017 – Foi decidido que ficará a critério da Presidência do Sincor-ES destinar os recursos que serão alocados em 2017, de acordo com as necessidades e prioridades. Imposto Sindical – Conforme estabelece a CLT, o Imposto Sindical é devido por todo trabalhador, independente de associação sindical, e isso se aplica aos corretores de seguros. O valor do imposto será calculado tomando-se por base a tabela fornecida pela CNC e encaminhada pela Fenacor a todos os sindicatos de corretores. A AGO também autorizou a Presidência do Sincor-ES a ingressar com medida judicial para cobrar valores não pagos pelos profissionais da categoria, asso-

ciados ou não ao sindicato. Contribuição Confederativa – A AGO fixou os valores de R$ 200,00 para pagamento em duas parcelas, sendo a primeira com vencimento em 20/04/2017 e a segunda com vencimento em 20/09/2017, ou seja. O valor não sofreu reajuste em relação ao ano de 2016. Contribuição Associativa – Valor devido apenas pelos associados ao Sincor-ES. Os valores das mensalidades ficaram assim definidos: corretores de seguros pessoa jurídica: R$ 80; corretores de seguros pessoa física (todos os ramos): R$ 50; corretores pessoa física (vida e previdência): R$ 40. Sem alterações em relação a 2016.

Novos convênios para associados

O Sincor-ES firmou dois novos convênios para beneficiar seus associados tanto pessoa física quanto pessoa jurídica. Foi firmado convênio odontológico para atendimento particular em clínica geral (endodontia, periodontia,

4

www.sincor-es.com.br

.

facebook.com/sincores

.

dentística, prótese, cirurgia oral menor e odontopediatria) e Ortodontia. A nova conveniada é a dentista Lais Souza Mendes, que atende em seu consultório, na Praia do Canto, somente às sextas-feiras das 8 às 18 horas. As marcações de consulta devem ser feitas por e-mail (smendeslais@gmail.com) ou pelo telefone 9-9575-5300. O outro convênio foi firmado com a VIX Prime Benefícios, um programa em que o usuário associado tem acesso a serviços como clínicas e farmácias com descontos que podem chegar a 70%. Os associados terão acesso a um aplicativo de celular que permitirá pesquisar a rede credenciada que conta com diversas unidades em nosso Estado. O programa conta ainda com Seguro de Vida e Auxílio Funeral e podem ser incluídas até quatro pessoas sem aumento de custos. Mais informações poderão ser obtidas com Dagmar, no Sincor-ES, pelos telefones 2125-6666 ou 2125-6667.

twitter.com/sincores

Ação ordinária

O Sincor-ES ingressou em juízo contra a Nobre Seguradora e contra a Susep, visando a proteção de seus associados corretores de seguros. A Ação Ordinária foi ajuizada junto à Justiça Federal, em Vitória (ES). A medida do Sincor-ES se dá após o processo de liquidação extrajudicial da seguradora que provocou, segundo o presidente José Romulo da Silva, prejuízos a corretores de seguros que mantinham negócios com a companhia. José Romulo diz ainda que a ação marca o início da contagem da prescrição para os substituídos que pretenderem executar a sentença genérica. Com a medida, o presidente diz que os corretores não precisam mover ações individuais. A ação inicial em sua íntegra encontra-se à disposição dos interessados, bastando que procurem o sindicato.

Recesso

O Sincor-ES entrará em recesso no período que vai de 9 a 29 de janeiro de 2017, pois os funcionários da instituição estarão em férias coletivas. Durante o recesso, o presidente do sindicato, José Romulo da Silva, e a Assessoria Jurídica estarão no sindicato em horário especial, das 9h às 11h30 e das 13h às 15h30, para atender às demandas dos associados. Também haverá plantão para atendimento às vítimas de acidentes e beneficiários do Seguro DPVAT.

Corretores

De acordo com levantamento realizado pela Fenacor, mais de 104 mil Corretores de Seguros estão cadastrados no Site da Federação para operar no mercado. Do total, 38 mil atuam como Pessoa Jurídica e 63 mil como Pessoa Física. A região Sudeste é a que conta com mais profissionais, com número superior a 66 mil. Já a Região Norte é a que possui menos, com pouco mais de 2 mil. O estado de São Paulo dispara na frente com o maior número de Corretores, sendo mais de 43 mil Corretores cadastrados.


NOTÍCIAS

Seguro DPVAT: Indenizações em 2016 passam de 5 Milhões Entre janeiro e novembro de 2016 foram pagos 1.506 processos do Seguro DPVAT, pré-regulados pelo Sincor-ES, totalizando R$ 5.935.929,94 em indenizações, cujos valores foram creditados diretamente nas contas dos favorecidos. Em 2015, o total de pagamentos feitos foi de R$ 445.371,10. Os atendimentos são feitos gratuitamente no Sincor-ES e não há qualquer custo para os beneficiários ou para as vítimas dos acidentes que têm direito às indenizações. Confira no quadro os dados dos processos encaminhados por meio do sindicato.

Atendimento do Seguro DPVAT MESES/ANO 2016

Nº PROCESSOS PAGOS

POR MORTE-R$

POR INVALIDEZ-R$

POR DAMS-R$

TOTAL DAS INDENIZAÇÕES

JANEIRO

116

185.625,00 (16)

339.718,61 (73)

21.469,26 (27)

546.812,87

FEVEREIRO

114

290.250,00 (27)

213.069,97 (54)

23.602,45 (33)

526.922,42

MARÇO

108

194.544,64 (22)

194.576,85 (55)

24.428,23 (31)

413.549,72

ABRIL

63

126.677,31 (11)

114.405,73 (30)

16.854,80 (22)

257.937,84

MAIO

123

175.177,28 (22)

274.142,43 (66)

18.095,54 (35)

467.415,50

JUNHO

142

292.245,59 (26)

341.874,70 (74)

24.036,41 (42)

658.156,70

JULHO

178

319.488,52 (33)

386.751,34 (99)

23.462,46 (46)

729.702,32

AGOSTO

217

343.801,77 (32)

469.968,61 (128)

39.369,83 (57)

853.140,21

SETEMBRO

162

334.216,57 (32)

334.207,21 (92)

27.470.13 (38)

695.893,91

OUTUBRO

147

310.305,49 (27)

291.570,62 (82)

30.023,34 (38)

631.899,45

NOVEMBRO

136

393.256,56 (34)

257.086,38 (72)

17.269,03 (30)

667.611,97

TOTAL

1.506

2.460.476,01

3.217.372,30

258.081,48

5.935.929,94

Capitalização

Entre os meses de janeiro e setembro, o segmento de capitalização distribuiu mais de R$ 860 milhões em sorteios, registrando um crescimento de 13,9% em relação a igual período do ano passado. O montante equivale ao pagamento de R$ 4,5 milhões em prêmios por dia útil no período. As informações são da Federação Nacional de Capitalização (FenaCap). Esse dinheiro ajuda muitos brasileiros a antecipar e realizar seus sonhos por meio dos sorteios.

Liberação

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) reafirmou que os reajustes contratuais dos Planos de Saúde Individual e familiar em razão da mudança de faixa etária são válidos. Porém, os percentuais devem ter previsão contratual, respeitar as normas do governo, e não devem onerar excessivamente o consumidor ou discriminar o idoso. Nesse último tópico, os juízes irão julgar os casos de forma individual.

Sincor-ES participa de ação da PRF “Diga não ao Câncer Infanto-Juvenil” foi o tema do evento realizado no dia 23 de novembro, pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), em sua sede, numa parceria com a Associação Capixaba contra o Câncer Infantil (ACACCI). O Sincor-ES participou da ação disponibilizando bandanas e alimentos recolhidos entre os participantes da última palestra realizada em parceria com o CVG-ES e Escola Nacional de Seguros. O Sincor-ES foi representado pelos funcionários Ivo Tadeu Basílio e Ronaldo Fagundes, responsáveis pelo setor de atendimento às vítimas de acidentes e beneficiários do Seguro DPVAT. Durante o evento foram distribuídos folhetos com orientações sobre o Seguro DPVAT e o atendimento gratuito prestado pelo sindicato. A ação da PRF tem por objetivo contribuir para a melhoria da qualidade de

vida das crianças e jovens com câncer. Trata-se de uma campanha nacional, realizada por todas a regionais da Polícia Rodoviária Federal. No Espírito Santo, o lançamento foi no dia 11 de novembro, no posto rodoviário

da BR101, no município da Serra. Na ocasião, foram feitas abordagens educativas com esclarecimentos sobre importância do diagnóstico precoce da doença e início imediato de tratamento.

Revista Sincor-ES

.

DEZEMBRO 2016

5


NOTÍCIAS

Aniversário na Casa Lar Foi no dia 25 de novembro a comemoração dos aniversáriantes do mês na Casa Lar Walter Barcelos, em Vila Velha. Naquele mês, sopraram as velinhas os meninos Jô, Douglas e Rodrigo. Como ocorre todo mês, eles receberam presentes e uma bela festa com direito a bolo, guloseimas e diversão com cama elástica

e a presença de uma recreadora. As comemorações de aniversário na Casa Lar se tornaram tradição e são realizadas mensalmente pelo Sincor-ES e o CVG-ES. Neste dia, estiveram presentes os diretores Luiz Amaury Gontijo e Antonio Nelson Fortunato, e o presidente do CVG-ES, Antonio Santa Catarina.

Caminhada pela vida A Caminhada pela Vida foi realizada no dia 22 de novembro, em Vitória, em memória das vítimas de acidentes de trânsito. O evento foi organizado pelo Departamento Estadual de Trânsito (Detran-ES) e contou com apoio do Sincor-ES, representado pelo funcionário Ronaldo Fagundes, um dos responsáveis pelo atendimento às vítimas de acidentes de trânsito e beneficiários do Seguro DPVAT.

Comandos da PM fazem visita ao sindicato O Sincor-ES, que tem entre seus parceiros a Polícia Militar do Estado do Espírito Santo (PMES), recebeu em novembro visita de alguns comandos da corporação, conforme o presidente José Romulo da Silva destaca. Todos os que visitaram o sindicato representam parcerias mantidas para divulgação e apoio às ações de atendimento do Seguro DPVAT. Confira. Coronel Lamaison Luiz da Silva Silveira – comandante de Polícia Ostensiva Metropolitana, visitou o Sincor-ES no dia 19 de novembro, com solicitação de apoio para a realização I Olimpíada Militar do

6

www.sincor-es.com.br

.

facebook.com/sincores

.

Comando Ostensivo Especializado. O coronel estava acompanhado do tenente-coronel Juffo, amigo pessoal do presidente José Romulo. Major Geovanio Silva Ribeiro – Comandante da 8ª Companhia Independente da PMES. O presidente José Romulo da Silva ofereceu brindes para os Destaques Operacionais dos seis municípios

twitter.com/sincores

comandados por ele, totalizando 24 militares contemplados, no 2 de dezembro, Santa Tereza, região serrana do Estado. Subtenente José Luiz do Batalhão da Polícia de Trânsito da PMES, que solicitou ao sindicato apoio para a compra do material de pintura para o batalhão.


NOTÍCIAS

Sincor-ES e CVG-ES: Homenagem às parceiras Um evento conjunto realizado pelo Sincor-ES e pelo CVG-ES, no dia 1º de dezembro, premiou as seguradoras parceiras do sindicato e as mantenedoras do Clube. entregou aos representantes das empresas homenagens pelos bons serviços prestados ao mercado de seguros capixaba e pela parceria.

De acordo com o presidente José Romulo da Silva, as seguradoras foram homenageadas por serem parceiras do sindicato e mantenedoras do CVG-ES. Já as empresas corretoras de seguros, além de sócias do sindicato, são também mantenedoras do CVG-ES. No caso da Dekra, trata-se de uma parceira do Sincor-ES, e a empresa Belo

Dente é uma das mantenedoras do CVG-ES. O encontro foi realizado nas dependências do Auto Center Bradesco Seguros, em Vitória, tendo início às 18h com recepção aos convidados. Após a entrega das homenagens, que começou às 18h30, foi oferecido um churrasco de confraternização aos convidados.

Parabéns às parceiras homenageadas Seguradoras

Outras parceiras

Mongeral Aegon / Banestes Seguros / Bradesco Seguros /

Empresas corretoras de seguros

Icatú Seguros / Seguros Unimed / Tokio Marine Seguradora /

Brasil Insurance-Life Vitória / União Vitória Seguros

Sompo Seguros / Capemisa Seguradora / MetLife Seguradora

/ Ilha Azul / Multipllus / Fourtenn / MDI Corretora

/ Sul América Seguros / Allianz Seguros / Porto Seguro Segura-

/ Perspectiva Corretora / Recordista Corretora /

dora / Mapfre Seguradora / Alfa Seguradora.

Correta Vitória / Onda Azul

Belo Dente Odontoplano / Dekra.

Avaliação e planejamento para 2017 O CVG-ES realizou sua última reunião de diretoria do ano, no dia 1º de dezembro, na sede da mantenedora Mongeral Aegon. A reunião foi comandada pelo presidente do CVG-ES, Antonio Santa Catarina, e recepcionada pelo executivo da seguradora Rodrigo Fernandes. O formato de reuniões itinerantes foi colocado em prática pela instituição neste ano, como forma de promover mais integração e também prestigiar as mantenedoras, que ficam responsáveis por oferecer o café da manhã. Nesta última reunião do ano, foi apresentado um relatório das atividades realizadas em 2016 e feitas avaliação pelos dire-

tores presentes. Além disso, os diretores discutiram propostas de atividades para 2017. Uma dessas propostas é a mudança no formato dos cursos técnicos promovidos pelo CVG-

-ES em parceria com o SINCOR-ES. Outra discussão foi a possibilidade de rever a programação do Natal na Casa Lar Walter Barcellos, organizada todo ano também pelo Club e pelo sindicato.

Revista Sincor-ES

.

DEZEMBRO 2016

7


NOTÍCIAS

Corretores da Região Sul do ES fazem reunião de confraternização O delegado regional do Sincor-ES na Região Sul, Luiz Ferdinando Zanette, no dia 02 de dezembro participou de almoço de confraternização com os corretores de seguros que atuam na região sul do Espírito Santo. Este foi o primeiro almoço de final de ano realizado pelos corretores de seguros

naquela região. O presidente do Sincor-ES, José Romulo da Silva, espera que esta prática se torne comum e passe a fazer parte do calendário de eventos anuais. “Um dos objetivos das delegacias regionais é justamente proporcionar integração entre os profissionais da região onde atuam”, afirma.

Participação

O mercado de Seguros no Brasil vem apresentando crescimento significativo a cada ano, assim como uma maior participação no Produto Interno Bruto Nacional. No ano passado, o mercado representou 6,2% do PIB de acordo com levantamento da CNseg. A arrecadação do setor no ano passado alcançou R$ 365 bilhões, crescimento de 11,6% na comparação com 2014. Excluindo VGBL e PGBL, a evolução foi de 9,2%, com arrecadação de R$ 269 bilhões. Já os pagamentos em indenizações, sorteios e resgates, somaram R$ 234,5 bilhões com avanço de 13,1% na comparação entre 2015 e 2014.

Reajuste

Última reunião de diretoria do ano A diretoria do Sincor-ES se reuniu no dia 13 e dezembro para sua última reunião do ano de 2016. Não houve assuntos deliberativos na pauta, apenas informes. Alguns assuntos foram burocráticos e se referiram a questões administrativas. Enquadram-se nessa categoria as informações prestadas sobre remuneração do Seguro DPVAT, férias coletivas, reunião de diretoria de janeiro e organização das atividades festivas para o ano de 2017. Confira os assuntos que mereceram destaque na reunião: Ação contra a Nobre Seguradora – Ação que visa ao pagamento de indenização por parte da seguradora, no valor de R$ 10 mil para cada um dos representados. A ação é por danos morais. Youse Seguradora/Susep/Caixa Seguradora – A Fenacor ajuizou ação com pedido urgente de liminar contra a YOUSE SEGURADORA. O pedido é para que a seguradora pare de ofertar, comercializar e anunciar qualquer modalidade contratual de seguros em todo o território Nacional. O pedido também

8

www.sincor-es.com.br

.

facebook.com/sincores

.

tem por objetivo impedir a renovação de contratos em vigor e solicitar à Susep que suspenda a tramitação do processo administrativo relativo à autorização de constituição para a Youse Seguradora até que sejam analisadas todas as questões trazidas na inicial. Calendário de Cursos, Palestras e Eventos 2017 – Como em anos anteriores, foram envidados comunicados às seguradoras parceiras e aos corretores de seguros informando as sugestões de palestras, cursos e eventos para o próximo ano e solicitando a participação no sentido de indicar quais os de maior interesse para a categoria. O presidente informou que poucos responderam à solicitação. Congresso Nacional dos Corretores de Seguros – Foram colocadas à disposição dos diretores, conforme determinado pela RD de novembro, todas as 10 reservas cujo bloqueio foi solicitado. O voucher foi encaminhado aos que solicitaram as reservas e serão providenciadas as inscrições. As passagens aéreas ficarão a cargo de cada um dos inscritos.

twitter.com/sincores

As mensalidades do Plano de Saúde SAMP será reajustadas em 16,90% neste mês de dezembro. A data de reajuste anual refere-se à assinatura do contrato entre a operadora SAMP e a Vital Administradora de Benefícios, responsável pela conta do Sincor-ES. Através do histórico de utilização do plano em 2016 e das premissas contratuais, as negociações foram encerradas e o reajuste será aplicada à mensalidade de dezembro. O índice informado considera a inflação do setor de saúde nos últimos 12 meses e a frequência de utilização do produto/ contrato. Os usuários do contrato com a Unimed Sul Capixaba terão que arcar com reajuste de 12%.

Acordo

A operação de seguro de grandes riscos da Bradesco Seguros agora será do grupo Suíço Swiss RE, que terá acesso exclusivo aos clientes da seguradora com a finalidade de explorar a comercialização. Com o fechamento da transação, a Bradesco ficará com 40% da participação acionária, enquanto a Swiss RE reterá 60% de participação. Os contratos incluem acesso exclusivo da Resseguradora à rede de distribuição da Bradesco Seguros que é composta por mais de 40 mil corretores de seguros cadastrados. A transação está sujeita a apuração das autoridades competentes.


SALA DE VISITAS

Boas conversas em visita

Nova seguradora no ES

Os executivos da Bradesco Seguros Luiz Carlos Ferreira Gomes (superintendente Regional) e Ricardo Luis Costa (superintendente- ES) visitaram o Sincor-ES para uma conversa produtiva com o presidente José Romulo da Silva. Ricardo Luis Costa, que também é diretor do CVG-ES, aproveitou a oportunidade para registrar a confirmação do Espaço do Auto Center Bradesco para a confraternização de final de ano, no dia 1º de dezembro.

O presidente José Romulo recebeu a visita de executivos da Sura Seguradora que passou a ter representação no Espírito Santo. O superintendente da seguradora, Marco Aurélio Barutti e o gerente de Contas Aloysio Santos estavam acompanhados na visita dos diretores do Sincor-ES Paulo Henrique Latado e Renato Bittencourt. A visita foi no dia 6 de dezembro. Na oportunidade, a conversa girou em torno das oportunidades de negócios para os corretores de seguros.

Sindicomerciários

O presidente do Sincor-ES recebeu a visita de Jackson Andrade Silva, presidente do Sindicomerciários, que na oportunidade estava acompanhado do corretor de seguros Casemiro Alves Ramos Junior. A visita, do dia 12 de dezembro, serviu para estreitar os laços de amizade entre as entidades, bem como para tratar da contratação do Seguro de Vida para empregados do comércio através da estipulação do PASI com coberturas garantidas pela Seguradora MetLife Vida e Previdência, em resposta a correpondência encaminhada pelo Sincor-ES.

Descubra um mundo de oportunidades para a sua carreira. O mercado está em suas mãos! Faça o CURSO PARA HABILITAÇÃO DE CORRETORES DE SEGUROS (*) Para matrículas até 31/1/2017

TORNE-SE CORRETOR DE SEGUROS! INSCRIÇÕES ABERTAS! INÍCIO DAS AULAS: 6 de março de 2017

sercorretor.com.br Mais informações: Sincor-ES Av. Leitão da Silva, 1387 / 5º Andar/509-512 Gurigica, Vitória - ES Telefone: (27) 2125-6673 E-mail: unidadesregionais@funenseg.org.br

A Escola Nacional de Seguros é a única instituição no Brasil que oferece o Curso para Habilitação de Corretores de Seguros. Faça o curso, receba o certificado e aproveite as inúmeras oportunidades de atuação e negócios de um mercado em plena expansão!

Revista Sincor-ES

.

DEZEMBRO 2016

9


10

www.sincor-es.com.br

.

facebook.com/sincores

.

twitter.com/sincores


FESTA DE ENCERRAMENTO DAS ATIVIDADES 2016

Mercado de seguros capixaba celebra conquistas de 2016 e dá boas-vindas ao ano que se aproxima O mercado de seguros capixaba celebrou as conquistas de 2016 na tradicional festa de encerramento das atividades, realizada no dia 16 de dezembro, no Cerimonial Le Buffet, em Jardim Camburi. Os 600 convidados começaram a chegar por volta das 21 horas e o evento, animado pela banda Black Sete, durou até as 2 horas da madrugada. O presidente do Sincor-ES, José Romulo da Silva, foi o anfitrião da festa e recebeu os convidados na entrada do cerimonial. Realizado todo ano pelo Sincor-ES, o evento é co-patrocinado por seguradoras parceiras nas atividades que ocorrem durante todo o ano, voltadas para os corretores de seguros. “Este é um momento em que festejamos o encerramento de um ano de trabalho e parcerias e também damos boas-vindas ao ano que se aproxima”, afirmou o presidente. Foram 500 pessoas a participar da festa, entre corretores de seguros associados e seus acompanhantes, diretores do Sincor-ES e do CVG-ES, executivos de seguradoras, funcionários do Sincor-ES e personalidades do mercado de seguros e de instituições importantes no Estado. “Nossos convidados são muito especiais e a chuva torrencial que caiu na sexta-feira não foi suficiente para desmotivar a presença”, destacou o presidente José Romulo. Os convites para a festa foram distribuídos antecipadamente pelo Sincor-ES. Os corretores associados fizeram jus a um convite, retirado na sede do sindicato, e puderam adquirir mais um. Já as seguradoras, com a cota de patrocínio, receberam seis convites que foram distribuídos por elas a seus funcionários. Entre os convidados, José Romulo destaca as seguintes presenças: Ana Carolina (Carol), vice-presidente da Centauro-ON Seguradora, Paulo Loureiro, diretor da Allianz Seguradora para os estados do Rio de Janeiro e Espírito Santo, Marcello Hollanda, presidente do CVG-RJ e Fernando Rodrigues de Azevedo, diretor Operacional da Banestes Seguros.

Revista Sincor-ES

.

DEZEMBRO 2016

11


FESTA DE ENCERRAMENTO DAS ATIVIDADES 2016

12

www.sincor-es.com.br

.

facebook.com/sincores

.

twitter.com/sincores


FESTA DE ENCERRAMENTO DAS ATIVIDADES 2016

Revista Sincor-ES

.

DEZEMBRO 2016

13


FESTA DE ENCERRAMENTO DAS ATIVIDADES 2016

Gerente da Porto Seguro se despede do ES

O Sincor-ES fez uma homenagem ao gerente da filial Vitória da Porto Seguro Seguradora, Marcos Antonio Silva, durante a festa de final de ano, com a entrega de uma placa. O motivo foi a promoção do executivo que deixa Vitória, após 21 anos, para se fixar em São Paulo, onde irá assumir a Diretoria para as regiões Norte/Nordeste. José Romulo da Silva destaca a importância do executivo na parceria com a seguradora. “Marcos Antonio, como

14

www.sincor-es.com.br

.

facebook.com/sincores

.

twitter.com/sincores

representante da Porto Seguro no Espírito Santo, sempre foi um parceiro muito importante. Além de ser um executivo de primeira linha, comprometido com o mercado e com os corretores de seguros. Tenho certeza que fará um excelente trabalho onde quer que esteja”, afirmou. A sucursal Vitória da Porto ficará a cargo de Adriana Benezath, que deixa a sucursal Goiania (GO) e retorna à companhia no Estado, onde trabalhou por vários anos.


MERCADO

Fenacor entrega prêmio a jornalistas

A Fenacor promoveu, no dia 30 de novembro, a solenidade de entrega do “Prêmio Nacional de Jornalismo em Seguros”. No total, foram 18 agraciados em seis categorias: “Mídia Impressa”, “Televisão”, “Rádio”, “Webjornalismo”, “Mídia Especializada” e “Categoria Especial Corretores de Seguros”. Segundo o presidente da Fenacor, Armando Vergilio, esta edição do prêmio foi um sucesso total, pois, em apenas quatro meses – as inscrições foram abertas apenas em junho e terminaram em outubro – foram quase 500 trabalhos inscritos. Ele anunciou que a segunda edi-

ção do prêmio “já começou”. “Poderão ser inscritas, a partir de março de 2017, as matérias publicadas desde o dia 1º de novembro deste ano”. A primeira edição do “Prêmio Nacional de Jornalismo em Seguros” foi organizada pela Fenacor, com o apoio da Escola Nacional de Seguros e da CNSeg. No total, 491 reportagens foram inscritas por jornalistas de todas as regiões do Brasil. Desse total, 51,3% foram geradas em veículos da região sudeste; 20,4%, do nordeste; 18,1%, do sul; 9,6%, do centro-oeste; e 0,6%, do norte.

Premiação

O Grupo Bradesco Seguros venceu o Prêmio Época Reclame Aqui, na categoria “Seguro”. A eleição se deu por meio de votação popular realizada pela internet, que contou com a adesão de milhares de pessoas em todo o território nacional. O Prêmio Época Reclame Aqui – concedido pela Revista Época e pelo site “Reclame Aqui” – foi criado com a finalidade de incentivar as empresas a buscar excelência no atendimento.

Registros

A Comissão de Desenvolvimento Econômico, Indústria, Comércio e Serviços aprovou proposta que proíbe, em todo o território nacional, o registro de corretoras de seguros com nome empresarial idêntico ou semelhante a outro já existente no mercado. A proibição vale também para corretoras que incluam ou reproduzam siglas ou denominações de órgãos públicos, da administração direta ou indireta, bem como organismos internacionais.

Revista Sincor-ES

.

DEZEMBRO 2016

15


MERCADO

Banestes Seguros apresenta novo modelo de proposta on line Agilizar a emissão de propostas, facilitar o relacionamento dos corretores de seguros com a Banestes Seguros, dar maior segurança aos dados e diminuir a burocracia. Estas são algumas das vantagens da nova forma de contratação do Seguro Auto, que começou a vigorar no dia 1º de dezembro, e que elimina a necessidade de apresentação da proposta assinada pelo segurado na seguradora. O anúncio da mudança foi feito durante café da manhã com os corretores no Hotel Senac Ilha do Boi. Inicialmente, o diretor de Operações da Banestes Seguros, Fernando Rodrigues Azevedo,

apresentou números relativos à empresa, destacando os prêmios recebidos neste ano e a importância da parceria da Banestes Seguros com os corretores capixabas. A gerente Comercial Mariett Alves Pícalo Quiuqui fez a apresentação da nova forma de contratação e explicou como o sistema irá funcionar, começando pela necessidade de adesão do corretor responsável técnico pela corretora. Ao migrar para a nova forma, a empresa corretora fica liberada da apresentação da proposta, mas ainda tem de mantê-la, como exigido pela legislação.

Logenvidade Foi realizado nos dias 23 e 24 de novembro, no Hotel Sofitel, na cidade do Rio de Janeiro, o 2º Fórum da Saúde Suplementar, que teve como tema “Escolhas necessárias para o futuro”. O evento deu continuidade a sua primeira edição que ocorreu no ano de 2015, quando foi estabelecida uma agenda para a transformação do setor no Brasil. Foram apresentadas propostas visando a obtenção de mais equilíbrio e sustentabilidade para todos os entes da cadeia. As propostas foram distribuídas em três linhas de ação: Informação como Agente de Mudança; Organização de Assistência e Remuneração; Preservando o Acesso à Diversidade de Produtos.

Premiação

Morre ex-governador e presidente da Banestes Seguros Élcio Alvares O ex-governador, deputado estadual e presidente da Banestes Seguros Élcio Alvares, faleceu no dia 09 de dezembro de 2016, em Vitória-ES. Ele estava hospitalizado desde o dia 24 de agosto. Ele tinha 84 anos e sofria de problemas de pressão arterial, que tiveram origem no mal funcionamento dos rins. Élcio Alvares encontrava-se em uma unidade semi-intensiva no Hospital Unimed. Ele passava por sessões de hemodiálise, mas o quadro de saúde se agravou nos últimos dias. Além de deputado estadual (seu ùltimo cargo eletivo), Élcio foi deputado federal, ministro dos governos Itamar Franco e Fernando Henrique Cardoso e governador biônico do estado do Espírito Santo entre 1965 e 1979, período

16

www.sincor-es.com.br

.

facebook.com/sincores

.

da ditadura militar. Atualmente, exercia o cargo de presidente da Banestes Seguros. O velório de Élcio Alvares foi realizado no dia 10 de dezembro, na Assembleia Legislativa, e o sepultamento ocorreu no Cemitério Jardim da Paz, no município da Serra.

twitter.com/sincores

A Tokio Marine, foi eleita a Seguradora de Vida do Ano na 12ª edição do Troféu Pinhão de Ouro. O prêmio é reflexo dos investimentos da companhia em sua expansão comercial, com contratações e abertura de escritórios, além da qualidade de seus produtos, serviços e do excelente relacionamento que mantém com os Parceiros de Negócios e Clientes do estado do Paraná. A meta da companhia é figurar entre as dez maiores seguradoras no ramo de pessoas no país.

Presidência O advogado e consultor Gumercindo Rocha Filho foi eleito presidente do Instituto Brasileiro de Autorregulação do Mercado de Corretagem de Seguros de Resseguros de Capitalização e de Previdência Complementar Aberta (Ibracor). A escolha ocorreu no dia 2 de dezembro, em Assembleia Geral Extraordinária (AGE). A advogada Juliana Ribeiro Barreto Paes foi indicada pelo Conselho Diretor para assumir a Diretoria Administrativo-Financeira. Também foram eleitos Camila Lemgruber Salgado Vogas e Marcílio Otávio Nascimento Filho para a suplência do Conselho Diretor.


MERCADO

Segunda rodada dos Campeões A sucursal Vitória da SulAmérica Seguros promoveu, no dia 9 de dezembro, a 2ª rodada do PRA Super Campeões, promoção exclusiva para corretores de seguros que mantêm negócios com a seguradora. O evento ocorreu no Restaurante do Hotel Confort Suites, na Praia do Canto, em Vitória-Capital. Naquela oportunidade, os convidados puderam concorrer a diversos prêmios. O convite foi expedido pelo gerente da Filial Vitória, Tony Crepaldi, e atendido pelo presidente do Sincor-ES, que participou do almoço de confraternização. SulAmérica se destaca em Vitória Vitória, capital do Espírito Santo, apresenta boas oportunidades para o mercado

de seguros mesmo em um cenário nacional desfavorável. Na região, a SulAmérica Seguros registrou crescimento em segmentos importantes. A carteira de Seguro Auto, por exemplo, cresceu 6%. Já as carteiras de Vida e Acidentes Pessoais cresceram 13% nos primeiros nove meses do ano. A capital capixaba colaborou para o resultado geral da companhia, que obteve alta de 6,4% nas receitas até setembro, segundo dados divulgados pela própria seguradora. “Vitória é uma região estratégica para a SulAmérica, pois constitui um mercado em desenvolvimento com crescente demanda por proteção de pessoas e bens”, afirmou a diretora da Regional Rio de Janeiro e Espírito Santo da seguradora, Solange Zaquem.

Sustentabilidade

A Sompo Seguros conquistou pelo segundo ano consecutivo o selo Frota Neutra de Carbono. A companhia recebeu o certificado pelo Instituto Brasileiro de Defesa da Natureza (IBDN) em reconhecimento pelo esforço em minimizar os efeitos dos poluentes emitidos por sua frota de veículos. Como parte da iniciativa, a Sompo Seguros mobilizou dezenas de colaboradores que aceitaram o convite de participar junto com seus familiares do plantio de mais de mil mudas de árvore na Floresta Sompo Seguros, localizada no Parque Ecológico do Tietê. As novas mudas se juntam a outras mil árvores plantadas no ano passado com o mesmo propósito.

Perspectivas

O 2º Fórum de Saúde Suplementar, realizado no Hotel Sofitel, em Copacabana, no Rio de Janeiro, nos dias 23 e 24 de novembro, discutiu o atual momento do setor e as perspectivas futuras. Com o tema “As escolhas necessárias para o futuro”, os participantes apresentaram propostas e reflexões de decisões que devem ser feitas por todos, tendo em vista a continuidade do setor.

Garfinkel participa de evento em Vitória A capital do Estado do Espírito Santo sediou, no dia 21 de novembro, o 4º Fórum Liberdade e Democracia, realizado no Centro de Convenções de Vitória. Dentre os vários palestrantes, foi destacada a presença do jornalista Claudio Manoel e do presidente do Conselho da Porto Seguro Seguradora, Jayme Brasil Garfinkel. A convite do Gerente da Porto Seguro Seguradora no Espírito Santo, Marcos Antonio da Silva, o Presidente do Sincor-ES, e Corretores de Seguros em petit-comitê, puderam participar de jantar de boas vindas nas dependências do Restaurante Lareira Portuguesa, tendo como principal convidado o também anfitrião Jayme Brasil Garfinkel, que com sua simplicidade pode falar um pouco de sua vida profissional, bem como ouvir dos presentes um pouco de suas trajetória no mundo dos seguros.

Novas instalações

Revista Sincor-ES

.

DEZEMBRO 2016

17


MERCADO

Documentário com histórias reais alerta para os perigos no trânsito Em 20 de novembro foi comemorado o Dia Mundial em Memória das Vítimas de Trânsito e a Seguradora Líder DPVAT, que administra o Seguro DPVAT, lançou uma campanha assinada pela Master Comunicação. A iniciativa conta por meio de minidocumentários com histórias reais de pessoas que passaram por algum tipo de acidente. Os vídeos estão disponíveis no blog Viver Seguro no Trânsito. A mensagem central é: “Se você tem medo da guerra (ou de desastres naturais) por que não tem medo do trânsito?”. O diretor de Relações Institucionais da Seguradora Líder DPVAT, Carlos Guerra, acredita que a campanha vai sensibilizar as pessoas. “Além de contar histórias reais, ela joga luz para um problema que nós alerta-

mos todos os dias através de estatísticas e que mata mais do que epidemias, guerras e desastres. O que queremos com isso é convidar a sociedade a repensar seus hábitos no trânsito enquanto motorista, passageiro ou pedestre”, afirmou. O primeiro documentário é protagonizado pelo ex-soldado americano Daniel Lopez, que trabalhou para Forças Armadas dos Estados Unidos da América e passou pelas guerras da Bósnia, Afeganistão e Iraque. O soldado voltou ileso três vezes e sofreu um acidente de carro, em sua terra natal, perdendo uma das pernas. Hoje, Daniel usa uma prótese. A segunda história apresentada é a de Sergio Okumoto, brasileiro que vivia no Japão. Ele vivia naquele país em 2011

quando ocorreu um terremoto e um tsunami e sobreviveu sem qualquer tipo de sequela. De volta ao Brasil, ele foi vítima de um acidente de caminhão, que o deixou com uma das suas pernas encurtadas e, hoje, se locomove com o auxílio de uma muleta. O diretor de atendimento da Máster Comunicação Patrik Schulze diz que é muito comum a comparação entre a quantidade de vítimas das guerras e catástrofes naturais em comparação com as vítimas de acidentes de trânsito. “O que mais impressiona é que o trânsito, em todos os comparativos, sempre é o mais letal. Para provar isto, fomos atrás de fatos: histórias reais de pessoas que passaram por grandes adversidades, mas foram abaladas pelo trânsito”, afirma. Fonte: CQCS, em 21/11/2016.

Novas edições de livros técnicos Passaram a fazer parte do acervo da Biblioteca do Seguro do Sincor-ES novos títulos que estão disponíveis para corretores de seguros associados, executivos e funcionários de seguradoras e o público em geral. Os novos títulos são os seguintes: Ensaios sobre Modelagem Dinâmica em Seguro de Vida e Previdência Privada: Longevidade, Cancelamento e Opções Embutidas; Matemática Atuarial para Administradores; Mulheres no Mercado de Seguros no Brasil; e Subscrição de Riscos e Precificação de Seguros. Os livros encontram-se à disposição, podendo ser emprestados a partir da assinatura de cautela e por prazo determinado.

18

www.sincor-es.com.br

.

facebook.com/sincores

.

twitter.com/sincores


MERCADO

Identidade do corretor: Susep e Ibracor assinam convênio O superintendente da Susep, Joaquim Mendanha, e o presidente do Instituto Brasileiro de Autorregulação do Mercado de Corretagem de Seguros de Resseguros de Capitalização e de Previdência Complementar Aberta (Ibracor), Gumercindo Rocha Filho, assinaram, no dia 2 de dezembro, um convênio que prevê a execução de dois planos de trabalho: o recadastramento dos corretores de seguros e a distribuição das identidades profissionais e autorizações para funcionamento de empresas corretoras de seguros. Embora, oficialmente, não tenha sido anunciada a data do início do novo recadastramento, a expectativa é que ele ocorra a partir do início de 2017. O presidente do Sincor-ES, José Romulo da Silva, comemorou a decisão da Susep, que pode significar o início de uma nova fase para

os corretores de seguros em sua relação com a autarquia. “O recadastramento e a emissão das identidades profissionais são demandas da categoria que estavam sendo ignoradas, até então, pela Susep”, afirma. O recadastramento terá como objetivo atualizar os dados gerais sobre os profissionais que estão efetivamente em atividade em todo o território nacional e deverá também ser um dos pilares para a distribuição das identidades dos corretores de seguros (pessoas físicas) e das autorizações para o funcionamento de corretoras de seguros (Pessoas Jurídicas). José Romulo destaca que a ação da Susep vai permitir melhor fiscalização do mercado de seguros e, consequentemente, melhores condições de atuação para os profissionais. Fonte: CQCS, em 05/12/2016.

Porto lança Seguro Auto Popular A Azul Seguros, empresa do Grupo Porto Seguro, é a primeira a oferecer o Seguro Auto Popular, lançado neste mês de dezembro para o estado de São Paulo, capital e região metropolitana. Esta modalidade possibilita a diminuição no custo da apólice em até 30% e deverá atrair a população que não possui seguro de automóvel por conta do orçamento pessoal mais apertado. De acordo com a Confederação Nacional das Empresas de Seguros Gerais (CNseg), em torno de 70% dos veículos que circulam no Brasil estão

descobertos. “Com o Azul Seguro Auto Popular, o Corretor ganha um produto com valor mais atraente sem perder na qualidade no momento do reparo e nos serviços oferecidos, pode garantir novos negócios e aumentar a sua carteira de clientes”, afirma Luiz Pomarole, diretor geral de Auto da Porto Seguro. Segundo Felipe Milagres, diretor da Azul Seguro, o uso das peças de desmontagem e das peças novas não originais pelas seguradoras deve ser comunicado aos segurados. “A comunicação será clara, com informações suficientes e destacadas acerca da procedência e da adequação da peça no reparo do automóvel”, finaliza. A inovação vai possibilitar que o seguro fique mais acessível e seja customizado para as pessoas que ainda não possuem proteção para os seus veículos.

Características

O Azul Seguro Auto Popular é destinado aos automóveis com importância segurada de até R$ 60 mil e data de fabricação a partir de cinco anos ou mais. O produto, que pode ser parcelado em até 10 vezes iguais, oferece cobertura básica para colisão, roubo, furto, indenização de 80% a 90% da tabela Fipe, assistência 24 horas e guincho em até 100 quilômetros. Há também coberturas de Responsabilidade Civil Facultativa (RCF), com indenização de R$ 25 mil; e opcional de Danos Morais e Estéticos Facultativo, com indenização de R$ 5 mil ou R$ 10 mil.

Desmontagem

A redução no valor do seguro popular foi possível após a Susep ter autorizado o uso, pelas seguradoras, de peças de desmontagem em consertos de veículos, oriundas de empresas de desmontagem credenciadas. O serviço poderá ser realizado em oficinas referenciadas ou de livre escolha, com peças fornecidas pela Renova Ecopeças, empresa da Porto Seguro que possui experiência de três anos no segmento de desmontagem de veículos e que garante a procedência e a qualidade. No caso de reparos de freios, suspensão, amortecedores e pneus, itens de segurança, serão utilizadas peças novas.

Chapecoenses

Em nota divulgada no dia 30 de novembro, a Porto Seguro Vida e Previdência comunicou que a apólice de seguro de vida contratada para os jogadores e membros da comissão técnica pela Associação Chapecoense de Futebol incluiu o pagamento de indenização no valor de 14 vezes o salário mensal de cada segurado limitado a R$ 1.750 milhões, além das providências necessárias para sepultamento. A seguradora destacou ainda que, como já tinha os recursos mobilizados para embalsamento e logística em território colombiano para seus segurados, decidiu estender a preparação para todas as vítimas.

Revista Sincor-ES

.

DEZEMBRO 2016

19


ENTRELINHAS

Das importâncias, urgências e competências Por Marcilene Forechi* Descobri que gosto de cozinhar já faz algum tempo. Misturo temperos, descubro ingredientes novos, invento receitas. O resultado arranca elogios e gera disputas pela última porção ou fatia. Alguns experimentos não dão muito certo e, geralmente, isso acontece quando me lanço a fazer sobremesas. Depois de várias tentativas e muitas claras desperdiçadas, desisti de fazer marshimallow. Tenho sido eficiente com pudim de leite condensado, bolo de formigueiro, gelatinas e creme de baunilha e chocolate. É preciso admitir a incompetência e seguir adiante. No meu caso, isso diz respeito não apenas ao preparo da comida. Descobri uma incompetência para lidar com o controle remoto, com as planilhas de Excel e com o serviço de bordo da Gol. Há outras, obviamente, mas o que importa aqui não é fazer um inventário das minhas incompetências, que são muitas. O que quero dizer é que quando admito a incompetência para algo eu me obrigo a tomar decisões: delegar a outra pessoa o que não me sinto apta a fazer bem-feito ou simplesmente buscar a competência para tal. E isso vale tanto para a vida pessoal quanto para a profissional.

No caso do controle remoto, aprendi a usar por uma questão óbvia: quando se divide a TV com outra pessoa, se o controle sair da sua mão, você não poderá escolher o canal. A planilha do Excel é um daqueles casos em que simplesmente eu decidi que não tenho competência ou interesse em aprender. Já o serviço de bordo da Gol... Bom, esse eu tento ignorar se esta for a minha única opção para voar. À bordo, trato de dormir tão logo aperto o cinto de segurança. Isso garante não ser obrigada a me indignar com o colega de poltrona que paga 22 reais por um refrigerante e um pacote pequeno de batata frita. Eu passei a avaliar o quanto algo é importante para mim na hora de escolher em quais competências investir. O que é mais importante? Uma boa noite de sono ou perder algumas horas lendo o manual de instruções do controle remoto ou do equipamento eletrônico novo que comprei? Preparar um almoço para a família me soa mais importante do que quebrar a cabeça tentando fazer uma planilha no Excel e que, no final das contas, eu posso pedir a alguém que faça por mim. E se tudo for importante? Bom, ai eu vou

dizer que você tem um problema que não diz respeito apenas a saber o que é importante. O problema nesse caso é identificar, dentro do que você considera importante aquilo que é necessário e aquilo que é urgente. Dentro disso tudo, eu considero que o mais difícil é avaliar o que é de fato necessário. Descobri que anotar as coisas que tenho que fazer ao longo do dia e da semana me levam a ter uma dimensão melhor do que é importante, do que é urgente e do que, simplesmente, não preciso fazer. Descobri também que nas listas que fazia não costumava incluir coisas que não são urgentes e consideradas importantes. Essas coisas dizem respeito àquilo que me traz paz de espírito, que me fortalecem e que me fazer avaliar melhor. Quer um exemplo? Fazer um café e, em vez de sentar em frente ao computador com a xícara na mão, sentar na varanda e simplesmente não fazer ou pensar em nada por alguns minutos.

* Jornalista, mestre em educação e doutoranda em Educação na UFRGS. Produz conteúdo e presta consultoria na elaboração e desenvolvimento de projetos de comunicação e educação corporativa. Atua como facilitadora em cursos e treinamentos em comunicação organizacional, relacionamentos interpessoais, redação empresarial e mídias sociais. marcileneforechi@terra.com.br

20

www.sincor-es.com.br

.

facebook.com/sincores

.

twitter.com/sincores


Processo Susep: 15414.001197/2004-41. O registro deste plano na Susep não implica, por parte da autarquia, incentivo ou recomendação à sua comercialização.

Entre depois de bater.

HDI Bate-pronto. O centro de atendimento que libera em minutos o conserto do veículo. Com a HDI, o segurado economiza até tempo. É de bate-pronto. Consulte seu corretor.

www.hdi.com.br

Revista Sincor-ES

.

DEZEMBRO 2016

21


SOCIAL

Por Boris Narjack

Medalha de Mérito Segurador Armando Vergílio, presidente da Fenacor, recebeu a Medalha do Mérito Segurador 2016, homenagem prestada pelo Sindseg MG/GO/ MT/DF. A solenidade ocorreu no dia 9 de dezembro. Além de Vergílio, foram condecorados os presidentes da CNSeg, Márcio Coriolano, e do Pasi, Alaor Silva.

Premiação para destaques operacionais do BPRv O Presidente do Sincor-ES, fez entrega ao Sargento Soares, de brindes (01 telefone celular + um aparelho MP4)- para premiação aos Destaques Operacionais da 1ª Cia do BPRV.

Paella de despedida e agradecimento

No dia 19 de dezembro, Marcos Antonio da Silva (ex gerente da Sucursal ES da Porto Seguro), foi homenageado por sua equipe e pelos corretores de seguros parceiros. Na ocasião, Marcos Antonio agradeceu a todos pelo empenho durante sua atuação e apresentou a nova gerente da sucursal, Adriana Benezath. Ele foi promovido a diretor da seguradora para Região Norte e Nordeste e está de malas prontas para São Paulo.

22

www.sincor-es.com.br

.

facebook.com/sincores

.

twitter.com/sincores


ARTIGO

ARTIGO JURÍDICO

* Por Antonio Penteado Mendonça

Responsabilidade legal do corretor de seguros A lei determina que o corretor de seguros é responsável pelos prejuízoa que cause no exercício da profissão. A disposição encontra guarida no Decreto-Lei 73/66, na Lei dos Corretores de Seguros, no Código Civil e no Código de Desefa do Consumidor. Quer dizer, a matéria é pacífica: o corretor de seguros é responsável pelos prejuízos que causar no exercício da profissão. Isso posto, cumpre analisar qual a extensão desta responsabilidade. Se o corretor de seguros é ilimitadamente responsável pelos prejuizos que alguém venha a sofrer em função do contrato de seguros ou se há limites que balizam não só a possibilidade da responsabilização do corretor de seguros, mas também a abrangência desta resposabilidade. Para se enternder o quadro, é necessário a análise da conceituação legal do corretor de seguros. Quem ele é diante da lei. Esta definição está na Lei dos Corretores de Seguros e no Decreto -Lei 73/66 e reza: “O corretor de seguros, pessa física ou jurídica, é o intermediário legalmente autorizado a angariar e promover contratos de seguros entre Sociedades Seguradoras e pessoas físicas ou jurídicas de direito privado” (Decreto-Lei 73/66 - Art. 122). Mas a lei vai além. Para o exercício da atividade, o corretor de seguros dever ser legalmente habilitado e registrado. A habilitação e o registro são feitos perante a Susep (Superintendência de Seguros Privados), nos moldes daas disposições baixadas pelo CNSP (Conselho Nacional de Seguros Privados). Como se vê, não basta alguém desejar atuar como corretor de seguros. É fundamental o preenchimento de determinados requisitos legais, sem os quais estará havendo uma infração que descaracteriza a autação do profissional não registrado na Susep. Acontecendo a descaracterização, ou seja, não sendo a pessoa em tela um corretor de seguros habilitado, não há que se falar na aplicação de previsões legias atinentes, caso ela cause danos fingindo ser um corretor de seguros. Assim, nestes casos, devem ser aplicados outros dispositivos legais destinados a ressarcir os prejuízos causados e punir o falso corretor por prática indevida da profissão. Já no que tange ao corretor de seguros regularmente habi-

litado, é a lei quem dispõe que ele é o profissional autorizado a angariar e promover contratos de seguros entre as seguradora e os segurados. Ele é um intermediário, o que leva a conclusão que os prejuízos profissionais que ele pode causar, tanto ao segurado, como à seguradora, devem ser necessariamente decorrentes de sua atuação dentre deste limite. O corretor de seguros não pode ser responsabilizado por falhas da seguradora ou do segurado. Não cabe a ele o preenchimento de questionários de riscos ou, se o fizer, não cabe a ele garantir as informações dadas pelo segurado. Caso o faça está correndo o risco de ser responsabilizado pela seguradora, se estas informações se mostrarem incorretas e causam a ela algum tipo de prejuízo. Da mesma forma, o corretor não poder ser responsabilizado pelas falhas da seguradora. O corretor não pode responder pela não emissão de apólice ou pela negativa dos sinistros, nem pelos valor indenizados. Todas estas ações são privativas e de exlusiva responsabilidade da seguradora, não cabendo ao corretor interferir, exceto na defesa do segurado, mas sem poder obrigar a seguradora a cumprir o contrato. A responsabilidade do corretor é adstrita ao exopo da corretagem do seguro. Ele pode ser responsabilizado caso informe incorretamente o segurado ou a seguradora sobre fato importante para a contratação do seguro. Em caso de prejuízo, tanto um como outro pode exigir a reparação correspondente. Da mesma forma, ele pode responder por prejuízos resultantes do envio incorreto da documentação e da proposta do seguro para a seguradora. Como pode ser responsabilizado pelas informações incorretas que passar para o segurado sobre o seguro em contratação. Entre elas, os riscos excluídos, os bens não cobertos e as perdas de direito. Para que fique caracterízada a culpa é necessário que haja prova insofismável. Não basta o segurado elgar que sofreu um aprejuízo por falha profissional do corretor para fazer juas ao ressarcimento. É fundamental provar que houve a falha e o valor do prejuízo reclamado. Vale salientar que a responsabilidade objetiva, no caso, é de dificil aplicação. Artigo prublicado na “Tribuna do Direito”

Artigo publicado na Revista Segurador Brasil nº 128 Antonio Penteado Mendonça é sócio de Penteado Mendonça e Char Advocacia, secretário-geral da Academia Paulista de Letras, comentarista da Rádio Estadão e da Band News TV

Revista Sincor-ES

.

DEZEMBRO 2016

23


DOENÇAS GRAVES

CONTE COM UMA COBERTURA DIFERENCIADA PARA CUIDAR DA SAÚDE DE SEUS CLIENTES Ter um plano de saúde é importante. Melhor ainda é contar com um capital adicional em caso de diagnósticos imprevistos. Com o seguro Doenças Graves, você aumenta a proteção financeira de seus clientes. Torne-se parceiro da Mongeral Aegon e passe a contar com o Vida Toda Doenças Graves, além de outras ótimas opções de planos em seu portfólio. Mongeral Aegon Vitória Tel.: (27) 3322-0478

facebook.com.br/MongeralAegon

mongeralaegon.com.br

24

@mongeralaegon

Plano garantido por Mongeral Aegon Seguros e Previdência S.A., CNPJ 33.608.308/0001-73. O registro desse plano na SUSEP não implica, por parte da Autarquia, incentivo ou recomendação à sua comercialização. O segurado poderá consultar a situação cadastral de seu corretor de seguros no site www.susep.gov.br, por meio do número de seu registro na SUSEP, nome completo, CNPJ ou CPF. Processo SUSEP: Doenças Graves - 15414.003037/2012-47. www.sincor-es.com.br

.

facebook.com/sincores

.

twitter.com/sincores

Revista Sincor-ES nº 231 Dezembro 2016  

SINCOR-ES encerra as atividades de 2016 em grande estilo

Revista Sincor-ES nº 231 Dezembro 2016  

SINCOR-ES encerra as atividades de 2016 em grande estilo

Advertisement