Issuu on Google+

8

IMPRESSO

COUROMODA 2007

Grande momento para Pólo de Birigüi

Imprensa Couromoda

Fábrica temática vai produzir calçados de Birigüi na Feira

A Couromoda 2006 recebeu mais de 63 mil visitas. Em 2007, Birigüi será a grande atração da feira

O Pólo Calçadista de Birigüi se prepara para um dos mais importantes eventos do setor calçadista do país, a Couromoda. A edição 2007 da feira será um grande momento para o Pólo, marcado por uma grande participação de empresas da Capital Brasileira do Calçado Infantil e pela parceria na realização do projeto da Fábrica Modelo do IBTEC. Ao todo, 30 empresas de Birigüi apresentarão na feira as novidades de suas coleções Outono-Inverno 2007. A 34ª Couromoda contará com a presença de Adélia Moreno, Bical, Brink, Finobel, Kidy, Kiuty, Klin, Mario Prata, Ortopasso, Pampili, Pé com Pé, Sonho de Criança e Tiptoe em estandes individuais. O Pólo também terá um estande

coletivo com a participação de micros e pequenas empresas participantes do APL (Arranjo Produtivo Local). As empresas Anita, Be a Kid, Bolsart, Biri, Broonk’s, Danzer, Flib, Giz De Cera, Hobby, Lulobalo, Meli, Mania de Moça, Pinókio, Pitcho’s, Roodok, Tapiti e Tatipé participam no estande coletivo com subsídio de 50%, sendo 40% do Sebrae, através do APL, e 10% da Prefeitura Municipal de Birigüi. A primeira participação coletiva de Birigüi em feiras aconteceu na Francal 2006, quando 13 empresas expuseram seus produtos num espaço de 132 metros quadrados. Na avaliação dos participantes, o estande coletivo aumentou a visibilidade do Pólo no evento e chamou

a atenção dos visitantes da feira. Na Couromoda 2007 o estande coletivo de Birigüi terá 17 empresas acomodadas em um espaço de 290 metros quadrados. O aumento de empresas foi equivalente a 30% em relação à primeira participação coletiva. A expectativa do Sinbi é que a cada evento o número de empresas aumente. Além da participação dos fabricantes, Birigüi marca presença na Couromoda com a parceria na realização do Projeto Fábrica Modelo do IBTEC. A Fábrica Modelo vai produzir calçados infantis do Pólo de Birigüi em um espaço totalmente diferenciado, decorado com inspiração no filme a Fantástica Fábrica de Chocolates. A proposta do projeto é valorizar os produtos de Birigüi e aumentar a visibilidade do Pólo como Capital Brasileira do Calçado Infantil. Serão produzidos em 744 metros tênis, sandálias, botinha e calçados para recém-nascidos, que serão doados para instituições de caridade. O projeto é fruto de uma parceria entre o IBTEC, o Pólo de Birigüi e a Couromoda. O grupo está confiante no sucesso do projeto e espera causar grande impacto nos visitantes da Couromoda 2007 com a abordagem lúdica e a presença de personagens caracterizados com o tema do estande. Uma equipe formada por empresas do Pólo e o Sinbi trabalha organizando a participação de Birigüi do projeto. Neste mês de novembro, o grupo elabora estratégias de marketing para serem desenvolvidas na feira e define as embalagens e material promocional. O Sinbi também faz a prospecção de fornecedores de matérias-primas e componentes para serem parceiros na Fábrica. As empresas do segmento que se interessarem em fazer parte deste grande projeto podem entrar em contato com o Sindicato. A organização da Fábrica Modelo acredita que ao todo 90 empresas de máquinas, equipamentos e componentes serão parceiros no evento.

Acesse www.sindicato.org.br e compartilhe conhecimento e negócios.

Informativo do Sindicato das Indústrias do Calçado e Vestuário de Birigüi

Semana do Sapateiro reúne mais de 5 mil pessoas As palestras, os eventos culturais e a confraternização entre empresários realizados durante a Semana do Sapateiro do Sinbi foram um sucesso de público com presença de mais de 5 mil pessoas. Os eventos marcaram a comemoração do Dia do Sapateiro (25 de outubro) e serviram para dar novo ânimo aos empresários para o próximo ano. Para encerrar a Semana, Birigüi recebeu a Orquestra Sinfônica de Poços de Caldas em concerto gratuito na Praça do Povo. Página 5.

Ano IV • Nº 39 • Novembro 2006 • www.sindicato.org.br

Tendências regionais inspiram a moda no Inverno 2007 Traços da cultura regional brasileira inspiram a criação dos calçados da coleção Outono-Inverno 2007 e são a grande novidade do caderno de Tendências em Calçados e Artefatos do Senai. Dia 6 de novembro empresários de Birigüi conheceram as tendências regionais e globais no workshop de lançamento do material. Página 4.

A tranqüilidade das chapadas goianas e a fé da Bahia inspiram as criações Orquestra Sinfônica de Poços de Caldas encerrou a Semana do Sapateiro

Grupo de empresários franceses visita fábricas de Birigüi Seis empresários franceses visitarão o Pólo de Birigüi durante o lançamento da Couromoda 2007 no Pólo. O grupo vem ao Brasil para conhecer a produção de calçados do país e estudar a possibilidade de importar produtos brasileiros. Os empresários franceses também visitarão Novo Hamburgo, Ribeirão Preto e Franca. Página 3.

Diagnóstico empresarial mapeia necessidades do APL de Birigüi. Página 7.

Couromoda 2007 será grande momento para Birigüi O Pólo de Birigüi se prepara para a Couromoda 2007, importante evento do setor calçadista brasileiro. Esta edição da feira será um grande momento para Birigüi, quando o Pólo participará com 30 empresas expositoras, sendo 17 no estande coletivo do Pólo e 13 em estandes individuais, e também será parceira no Projeto Fábrica Modelo, que produzirá calçados infantis do Pólo. Página 8.

Oficina conscientiza empresários sobre impactos da sustentabilidade. Página 3.


2

EDITORIAL

exportação

E x p e d i e n t e

Reunião define formato de showroom na América Latina

A hora e a vez do design e da marca Diretoria 2003/2007 José Roberto Colli Presidente Carlos Alberto Mestriner 1º Vice-presidente Jacir Inácio Migliorini 1º Secretário José Luis Fernandes 2º Secretário Antônio Liranço 1º Tesoureiro Luiz Antônio Michilin 2º Tesoureiro Antônio Ramos de Assumpção Diretor de Patrimônio Ubiraci Chaves de Oliveira Diretor Social Sérgio Gracia Diretor Social

Dia 22 de novembro a Francal Feiras, a Abicalçados e o Sinbi realizam uma reunião no Sinbi para apresentar o novo projeto do Showroom de Calçados Brasileiros na América Latina para os empresários do Pólo. O showroom acontece desde 1999 e já foi realizado em países como Chile, Venezuela, Colômbia e Peru. Em algumas dessas localidades ocorreram problemas para a realização do projeto e a organização deixou de realizar nesses lugares. Um dos exemplos é a suspensãodo evento na Argentina por causa das cotas e tarifas impostas ao calçado brasileiro. Agora a Abicalçados e a Francal

Nestes tempos de Real valorizado, mercado globalizado e concorrência mundial o que mais se tem debatido e discutido é a importância do design e da marca. Coincidentemente estes assuntos também foram os mais abordados durante o 11º Seminário do Calçado, promovido pela Abicalçados neste mês de novembro em São Paulo. Fica cada vez mais claro que nossas empresas têm que buscar uma identidade própria através de um design diferenciado que expresse esta identidade; e também fazer investimentos na marca própria para que ela seja conhecida e desejada. Por falar em marca com identidade própria, nos lembramos de Birigüi. Durante a Couromoda 2007 participaremos de uma ação muito importante na feira, para

Membros do Conselho Fiscal: Wilson José da Silva Antônio Carlos Candelária Denílson Eckstein

valorizar a marca “Birigüi – Capital Brasileira do Calçado Infantil”. Seremos parceiros no projeto Fábrica Modelo desenvolvido todos os anos pelo IBTEC - Instituto Brasileiro de Tecnologia do Couro, Calçado e Artefatos – durante a Couromoda e a Francal. Com decoração inspirada no filme “A Fantástica Fábrica de Chocolates”, vamos demonstrar de maneira lúdica e divertida, num estande de 744 metros quadrados, como são fabricados nossos produtos e toda a preocupação que temos com a saúde e conforto dos pezinhos da criançada. O principal objetivo é agregar valor para o nosso Pólo e mostrar para o Brasil e o mundo a força e a importância de nossas empresas, criando uma identidade própria e que seja valorizada por nossos clientes.

Membros Suplentes do Conselho Fiscal: Valdir Lino Pulzato Anésio Sorato Sérgio Chagas Delegados na Federação: 1- Carlos Alberto Mestriner 2- Samir Nakad Suplente Delegado na Federação: José Luis Fernandes Rua Roberto Clark, 460 – Centro 16200-043 Birigüi – SP Fone: (18) 3649-8000 Fax: (18) 3649-8022 E-mail: sindicato@sindicato.org.br Projeto gráfico Pontual Propaganda Fone: (18) 3624-3366 Reportagens: Karen Silva Jornalista responsável Paulo Mantello – MTb 24.441 Impressão e fotolitos Efral – Editora Folha da Região Fone: (18) 3636-7777

resolveram retomar o trabalho adaptando o projeto às necessidades da indústria brasileira. “Nós vamos formatar o showroom de acordo com o que os empresários passarem para nós, para termos condições de fazer um trabalho focado no que a indústria brasileira quer”, afirmou a gerente do projeto na Francal Feiras, Malu Fiorese. A Abicalçados e a Francal percorrem pólos como o de Igrejinha, Franca, Jaú, Birigüi e cidades do Nordeste do país para ouvir os empresários e definir em quais países o showroom deve acontecer e quais as melhores datas. Nos encontros, a organização do

evento vai apresentar novas opções de países para realizar o showroom. Segundo Malu, o projeto é vantajoso porque é uma oportunidade de mostrar os produtos brasileiros lá fora e as chances de realizar negócios também são maiores. “As estações são as mesmas nesses países e, conseqüentemente, as coleções também e as empresas não têm necessidade de fazer tantas adaptações nos produtos para exportar e isso tudo facilita”, disse. Participarão da reunião em Birigüi o presidente da Francal Feiras, Abdala Jamil Abdala; a gerente do projeto, Malu Fiorese; e o representante da Abicalçados, Ivânio Batista.

Empresas do APL de Birigüi agendam diagnóstico empresarial

Wagner Aécio Polli Diretor-Administrativo

José Roberto Colli Presidente do Sinbi

7

O consultor Paulo Roberto Menani explicou para os empresários como funciona o diagnóstico

O diagnóstico empresarial individual, que integra o Plano de Ações do APL (Arranjo Produtivo Local) de Birigüi, aconteceu nas 34 empresas participantes do projeto no período de 25 de outubro a 14 de novembro. Esta é a primeira ação do APL realizada após a formalização do convênio. O diagnóstico foi realizado pelo consultor de empresas, Paulo Roberto Menani, que

foi escolhido após várias análises realizadas pelo Comitê Gestor do APL. Segundo Menani, o diagnóstico é uma fotografia inicial das empresas participantes do APL que norteia o trabalho e dá base para medir os resultados para o grupo e também para cada empresa individualmente. “Fizemos um mapeamento inicial, chamado t0, e daqui a um ano faremos outra análise (t1) para verificar os resultados do projeto. No fim dos 24 meses do convênio faremos uma última comparação (t2)”, disse. Informações sobre áreas como gestão empresarial, produção, gestão de pessoas e marketing e vendas englobam o diagnóstico. O consultor aplicou um questionário em cada uma das empresas do APL. Após a coleta de dados, vem a etapa de tabulação dos resultados individuais. Estas informações são sigilosas e cada empresário terá um código para

identificar sua empresa e permitir o acesso aos dados levantados. O consultor deve entregar o relatório geral do diagnóstico até dia 30 de novembro e no dia 4 de dezembro o Sinbi realiza a devolutiva coletiva para apresentar os resultados gerais para todos os participantes do APL . Nesta data haverá uma confraternização entre os integrantes do APL. Após essa data as empresas receberão os resultados individuais. Os empresários participantes do APL estão muito otimistas com o projeto e com o diagnóstico e esperam uma mudança radical no pólo. “Minha expectativa é muito grande para esse projeto, acredito que muitos dos nossos problemas serão solucionados com o APL”, ressaltou José Cláudio Marcussi da Unic Calçados. “O APL vai fazer uma revolução no Pólo de Birigüi. Vi os resultados que o APL de Ibitinga já alcançou e estou muito confiante”, disse Anésia Graciano da Silva da Track Calçados.


6

Coluna

O Sindicato Seminário Abicalçados A Abicalçados realizou nos dias 16 e 17 de novembro o 11º Seminário Nacional da Indústria de Calçados em São Paulo. O evento reuniu empresários do setor calçadista de todo o país, que participaram de uma programação de palestras sobre políticas de promoção comercial, o impacto da produção asiática no mercado mundial de calçados, design e inovação a serviço da moda nos calçados, valorização da marca, fundamentos para políticas industriais para o setor e perspectivas do setor sob o novo governo. Empresários de Birigüi também participaram do evento. Sesi Música O Sesi de Birigüi apresentou o concerto do grupo Quarteto Barroco & Blue no dia 24 de novembro. O evento fez parte do Sesi Música 2006, circuito de música erudita promovido pelo Sesi. O repertório do grupo combina obras populares com eruditas, no estilo conhecido como crossover. Os músicos

apresentaram obras de compositores como Johann Sebastian Bach e Astor Piazzolla. A apresentação aconteceu às 20h no Teatro do Sesi. Gestão de pequenas e médias empresas A CPFL Energia realizou evento para disseminar informações sobre excelência em gestão de pequenas e médias empresas, dia 21 de novembro. O encontro foi uma oportunidade para os empresários de Birigüi adquirirem conhecimento para melhorar a qualidade da gestão de suas empresas e sua competitividade. O evento acontece no Hotel Riviera em Araçatuba das 9h às 18h.

Financiamento para 13º salário O Departamento da Micro, Pequena e Média Indústria (DEMPI) da Fiesp conseguiu junto à Caixa Econômica Federal, Banco do Brasil, Banco Nossa Caixa e Bradesco condições de taxas de juros especiais para capital de giro destinado ao pagamento do 13º salário. Empresas associadas aos sindicatos filiados à Fiesp, integrantes dos Conselhos Consultivos dos Departamentos de Ação Regional da Fiesp (DEPAR) e participantes dos projetos Fiesp de Incubadoras e APL podem ser beneficiadas pelos convênios bancários. Os interessados devem entrar em contato com o DEMPI pelo telefone (11) 3549-4499 ou Quarteto Barroco & Blue se apresentou no Teatro podem entrar no site www. do Sesi dia 24 de novembro fiesp.com.br/credito.

A origem dos sindicatos remonta desde a época de Cristo. Há indícios de que a sua origem seria os colégios romanos, que foram mantidos até o ano 56 d.C. Verdadeira colaboração para o surgimento deles deu o empresário britânico Robert Owen na segunda década do século XIX, incentivando o entendimento entre trabalhadores e empresários. O êxito de tais negociações fortaleceu as entidades sindicais. Dentre as muitas definições de sindicato, a que melhor se amolda à dos dias atuais é a que diz ser o sindicato uma associação constituída em caráter permanente por pessoas físicas ou jurídicas para estudo e defesa de seus interesses afins e prestação assistencial a todo o grupo, além de outras atividades complementares que o favoreçam. A natureza jurídica do sindicato, segundo maioria da doutrina nacional, é de direito privado, pois é criado para beneficiar um grupo de pessoas (trabalhadores ou empresários) com o objetivo de defender seus interesses. Em geral, o sindicato tem natureza de pessoa jurídica de direito público em países onde imperam os regimes totalitários, em que há controle do Estado sobre as associações sindicais, pois são criadas pelo Estado e defendem os interesses do Estado. A partir da Constituição Federal de 1988, passou a vigorar o princípio da liberdade da administração do sindicato, sendo vedado ao Poder Público a interferência na organização sindical. Prevalece no Brasil o princípio legal do sindicato único por base territorial e categoria. Neste sentido, a base sindical mínima deve corresponder a um município, podendo englobar outros municípios, ao que se chama de sindicatos de base territorial múltipla. Todavia, um sindicato não pode estender sua base para um município que possua entidade sindical representativa da mesma categoria já instalada. Hoje, as categorias se apóiam pelo sindicalismo de negociação, se fazendo representar cada qual pelo seu sindicato. Por isso é de grande importância ser representado por sindicato atuante e vigoroso. Dra. Cláudia E. F. Ferreira - Assessoria Jurídica do Sinbi

3

impacto

Jurídica

Banco Real realiza Oficina de Sustentabilidade no Sinbi cientizar os participantes sobre o que é sustentabilidade e qual o impacto dela na vida das pessoas e das organizações. Segundo Marcelo Torres, sustentabilidade envolve as esferas econômicas, sociais e ambientais. É fruto de uma mentalidade desenvolvida pelas empresas de não se preocupar só com os resultados financeiros Oficina foi realizada através de metodologia especial que ela mesma pode aldesenvolvida pelo banco cançar, mas também se No último dia 8 de novembro, o preocupar em contribuir Banco Real promoveu na sede do Sinbi com a sociedade e o meio ambiente. a Oficina de Sustentabilidade, que foi Durante a oficina os participanministrada pelo consultor de desenvol- tes viram como transformar os riscos de vimento sustentável do banco, Marcelo ter sua imagem prejudicada diante dos Torres. A oficina é um programa com diversos públicos com que se relaciona atividades interativas que visam à cons- em oportunidades de promover a suscientização dos participantes sobre a tentabilidade. “As empresas hoje devem sustentabilidade. cuidar do seu lucro, das pessoas que O objetivo do evento foi cons- se relacionam com ela e do planeta no

seu dia-a-dia. Não é só ganhar dinheiro durante o dia e à noite ajudar uma instituição de caridade, mas é fazer isso o tempo todo”, afirmou Marcelo. A oficina foi realizada com base na metodologia desenvolvida pelo Banco Real em seus eventos para promover a educação de adultos. Marcelo explicou que o banco vem aplicando essa fórmula de trabalho em seus eventos porque entende que os adultos têm formas diferentes de aprender. “Eles chegam com as suas vivências, preferências e leituras do mundo e não podemos simplesmente apresentar slides pra eles. Queremos estimular a troca de experiências e informações”, disse. Também como parte da metodologia, os participantes se sentaram em círculo para facilitar e democratizar da troca de informações e o aprendizado. A Oficina de Sustentabilidade aconteceu das 16h às 20h no Sinbi. Este foi mais um evento realizado em parceria entre o Sindicato e o Banco Real.

Empresários franceses visitam Birigüi durante evento da Couromoda Um grupo de seis empresários franceses visitarão o Pólo de Birigüi nos dias 30 de novembro e 1º de dezembro, data em que a Couromoda realiza no Pólo evento para divulgação da edição 2007 da feira. O Sindicato dos Produtores e Importadores de Calçados da França programou junto com a Couromoda a viagem desses empresários por diversos pólos calçadistas brasileiros para conhecerem as indústrias de calçados do país e examinar a possibilidade de realização de negócios entre os dois países. O objetivo da viagem é apresentar

a produção brasileira para que os empresários distribuidores de calçados franceses selecionem produtos para serem exportados para a França; e convidar os empresários brasileiros para participarem do Salão MIDEC, o salão de calçados de Paris, e prospectar clientes na França. A programação das visitas acompanha a agenda de eventos de apresentação da Couromoda 2007. O grupo de empresários franceses sai de Paris dia 25 de novembro e até o dia 28 fica em Novo Hamburgo. Dia 28 chega a Ribeirão Preto e no dia seguinte visita

Franca. Dia 30 chega a Birigüi, onde fica até dia 2, quando segue para São Paulo para tomar o vôo para Paris. Entre os empresários estão produtores e distribuidores de calçados masculinos e femininos de alto padrão e design arrojado; infantis de couro e sintético; e sandálias de uso doméstico. Além dos empresários integram o grupo o diretor do Sindicato dos Produtores e Importadores de Calçados da França e presidente do Salão MIDEC, François Browne da Kilmaine, e o representante do MIDEC no Brasil, Georges Chaix.


4

Traços da cultura regional inspiram criações no Inverno 2007 Empresários calçadistas de Birigüi participaram dia 6 de novembro do workshop de lançamento do caderno de Tendências em Calçados e Artefatos Outono-Inverno 2007, desenvolvido pelo Senai e Sebrae-SP. No evento, o técnico de produtos do Senai Birigüi, Liberato Marcuz Júnior, apresentou as novidades para a nova estação. Liberato destacou que o diferencial deste Caderno de tendências é o foco nas peculiaridades da cultura regional brasileira. Estas marcas culturais estão inseridas na Iconografia Glocal do material, que aproxima realidades locais dos conceitos globais da moda para a estação. Para a elaboração do material, equipes do Senai de vários estados pesquisaram marcas da cultura local para serem traduzidas nos calçados. Do Rio Grande do Sul vem o Híbrido Design que estimula o consumo consciente de matérias-primas naturais brasileiras, como sobras de lã, fibras naturais, algodão, palha e papel, sugerindo assim o design ecológico. Também apresenta a mescla equilibrada entre técnicas artesanais e industriais para garantir que ambas conservem as suas características. Personalidades conhecidas nas cidades do Paraná e a mistura fina das várias influências étnicas presentes em Santa Catarina também calçarão os pés no inverno. Artesanato e inscrições dos índios americanos gravadas em pedras na região catarinense inspiram as criações e se transformam em apliques e coberturas dos calçados; tecidos e rendas vindos dos Açores e os bordados coloridos da Alemanha também

marcam presença. As crenças e as cerimônias da fé baiana influenciam as cores, roupas e calçados. O elo entre o presente e o passado intervem na criação paulista através das restaurações de monumentos e construções históricas da cidade. Os modelos fazem referência aos monumentos históricos e têm detalhes que lembram as construções antigas. O luxo, a fantasia e as marcas do estilo Art Déco (arquitetura) presentes no Cassino Eldorado, famoso cabaré de Campina Grande-PB da década de 30, influenciam as criações paraibanas, enquanto as belezas naturais da fauna e da flora do Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros em Goiás trazem as idéias para os estilistas goianos. A grande quantidade de cristais e a tranqüilidade da região inspiram estampas de animais, bordados, pedrarias e cores naturais nos calçados. As cantigas de roda do folclore brasileiro inspiram as criações infantis, contrastando com a presença do computador, da televisão e da tecnologia na vida das crianças nos dias atuais.

São Paulo traz a influência dos monumentos históricos

5

semana do sapateiro

Moda Outono/Inverno 2007

As belezas naturais de Goiás se transformam em pedrarias e cores nos calçados

Materiais naturais são a grande tendência tirada do Rio Grande do Sul As cores e as crenças da Bahia estarão presentes nos calçados

Fotos: Caderno de Tendências do SENAI

Eventos reunem mais de 5 mil pessoas A Semana do Sapateiro do Sinbi foi um grande sucesso. Os eventos realizados para comemorar o Dia do Sapateiro (25 de outubro) reuniram um público de mais de 5 mil pessoas nas palestras, eventos culturais e confraternização realizados. O Sinbi agradece a todos os que prestigiaram o evento e parabeniza a equipe que trabalhou para que ele fosse um sucesso. O professor da FGV, João Batista Brandão, falou na palestra que o momento atual é de ameaça, mas é justamente a adversidade que traz novas 20 de outubro – Visão oportunidade Futuro des. Ele sugeriu também que Birigüi pense em ser um “grande centro de calçado”, produzindo tecnologia, design e marca. Marcondes Tavares apresentou as tendências para a moda Outono-Inverno 2007 e reuniu 460 pessoas no Sinbi. O consultor de moda falou sobre a 24 de outubro – Painel i m p o r t â n c i a de Moda Marcondes da informação Tavares na criação de moda e de sempre reinventar os produtos. Ele elogiou a realização da Semana do Sapateiro. A importância da marca e a forma como ela deve ser percebida foi o tema da palestra do especialista em marca, Ro25 de Outubro – Qual é gério Campos. a personalidade da sua Ele falou que marca? a marca deve ter personalidade e se relacionar com as pessoas.

Para as empresas de Birigüi investirem em suas marcas, Rogério sugeriu que busquem muita informação e que comecem com pequenas ações. O professor de marketing infantil da ESPM, J o ã o Matta, a p r e sentou as caracterís26 de outubro – Marketing ticas da Infantil criança hoje e sugeriu estratégias como segmentar a comunicação por idade e criar personagens para representar a marca para a criança como alternativas que geram bons resultados. A orquestra Antunes Câmara fez apresentação especial para os empresários do Pólo de Birigüi no Teatro 27 de outubro – Orquestra do Sesi. Antunes Câmara A orquestra tem 16 componentes e é fruto de um projeto do maestro Ênio Antunes, que reuniu alunos de violino, viola e violoncelo para prepará-los para o mercado de trabalho.

Mais de 3 mil pessoas assistiram à apresentação gratuita da Orquestra Sinfônica de Poços de Caldas, na Praça do Povo. O repertório foi do popular ao erudito, pas28 de outubro – Orquestra Sinfônica de sando inclusive por grandes Poços de Caldas temas musicais do cinema. A apresentação foi realizada pela Pró-Cultura Marketing Cultural e Eventos, com patrocínio da AES Tietê. Cerca de 300 empresários e familiares tiveram um domingo de confraternização no Quality Resort Araçatuba. Desfrutaram de café-da-manhã, tiveram

acesso às piscinas, ao rio Tietê e a atividades recreativas, inclusive com monitores para 29 de outubro a c o m p a n h a r – Confraternização a s c r i a n ç a s . no Quality Resort Também par- Araçatuba ticiparam de um delicioso almoço no restaurante do resort. Uma ótima maneira de enfrentar este final de ano difícil e começar com tudo o próximo ano.


Sinbinforma - Ano IV - nº 39 - Novembro de 2006