Page 1

revista

Sindicato Nacional dos Cegonheiros

TREZE ANOS NO CAMINHO DA INFORMAÇÃO

Ano 13 - edição no 162 - outubro/2015 - Publicação mensal

Foton no Brasil em 2016

Fuja da multa. Coloque o novo adesivo RNTRC

Sindicato acompanha renovação da frota


Palavra do Presidente Presidente: José Ronaldo Marques da Silva Vice-Presidente: Jaime Ferreira dos Santos Secretário Geral: Douglas Santos Silva Secretário de Finanças: Reginaldo Fabretti Diretor Regional: Márcio Galdino da Silva Primeiro Secretário: José Murialdo Generoso Júnior Primeiro Tesoureiro: Josimar Lincon de Freitas Diretores Executivos Efetivos Gilmar Donizette da Silva Benvindo Gonçalves José Laércio da Silva Antenor Garibaldi Clemente Francisco de Assunção Diretores Executivos Suplentes Edimar Moreira de Oliveira Ednilson Azevedo Bitencourt Jurandy Pereira de Albuquerque Luiz Eugenio Baldin Golgatto Antonio Bertin Jardel de Castro Luiz Bianchi Giglio João Soares de Jesus Aroldo Neves de Lima Ronaldo Montagnini Jacinto Tassiano de Sousa e Silva César Wellington Pereira da Rocha Conselho Fiscal Efetivo Adilson Roberto Bento Hamilton Mendes José Vicente Bonetti Conselho Fiscal Suplente Fábio Renato dos Santos João Formiga de Souza Daiana Freitas de Oliveira Jornalista Responsável José Nogueira do Nascimento Mtb 15.211 Editoração de Arte e Produção Gráfica Milton Tonello Editor José Nogueira do Nascimento Publicidade Ítalo Rocha Nogueira Redação Analuiza Tamura e José Nogueira Revisão Maria Isabel Corcete Fotografia Ítalo Rocha Nogueira Impressão Gráfica Gráfica e Editora Referência Tiragem 6.000 exemplares

Endereço Rua Servidão Particular, 114 - Bairro Batistini CEP - 09842-095 - São Bernardo do Campo - SP Fone: (11) 4396-2085 www.sindicatodoscegonheiros.com.br revistacegonheiro@sindicatodoscegonheiros.com.br conexaocomunicacao@uol.com.br Revista Mensal dirigida aos Cegonheiros. As opiniões dos artigos assinados e dos entrevistados são de seus autores e não necessariamente as mesmas da Revista Cegonheiro. A elaboração de mátérias redacionais não tem nenhuma vinculação com a venda de espaços publicitários. Os anúncios são de responsabilidade das empresas anunciantes. Ano 13 - edição nº 162 - outubro de 2015 Sindicato Nacional dos Cegonheiros

Revista Cegonheiro

2

Caros Leitores O Sindicato Nacional dos Cegonheiros é uma das entidades que está participando das discussões sobre o programa de renovação da frota de veículos no Brasil. Estamos, ao lado de entidades como Anfavea (Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores), da CNT (Confederação Nacional dos Transportes) da CNI (Confederação Nacional da Indústria), da NTC (Associação Nacional do Transporte de Cargas e Logística) e do Sintrauto (Sindicato dos Cegonheiros de Minas Gerais), elaborando uma proposta para tirar os veículos antigos das ruas e, com isso, não só dar um alento para a indústria automobilística que vê seus níveis de venda e produção caírem, mas também adotar medidas que aumentem a segurança no trânsito e garantem menores taxas de emissões de poluentes. Nossa participação reforça a importância da entidade perante a sociedade. Quero também chamar a atenção de nossos associados para a mudança de endereço do setor de Licença e ANTT. A partir do dia 26 de outubro, os profissionais passarão a atender no prédio administrativo do pátio de apoio do sindicato (onde também está funcionando a redação da Revista Cegonheiro). Vejam também as matérias que falam sobre a Semana do Trânsito, da Transzero; e sobre a premiação aos profissionais da Tegma que mais se destacaram no programa de Redução de Avarias da Tegma, no segundo trimestre deste ano. Boa leitura!

Índice

José Ronaldo Marques da Silva

Sindical ............................................................................................... 4 Indústria .............................................................................................. 6 Mercado ............................................................................................. 8 Estradas ........................................................................................... 10 Rodovias ........................................................................................... 12 Lançamento ...................................................................................... 14 Segurança ................................................................................. 16 e 17 Montadora ................................................................................. 18 e 19 Conscientização .......................................................................... 20 e 21 Renovação da Frota .................................................................... 22 e 23 Homenagem ..................................................................................... 24 Legislação ......................................................................................... 25 Investimento ..................................................................................... 26 Serviço ............................................................................................. 28 Finanças ........................................................................................... 29 Manutenção ...................................................................................... 30 Licença ............................................................................................. 31 Restrições ......................................................................................... 32 Classificados ..................................................................................... 34


Sindical

Casa nova

Rafa, Thayná, Renata e Fátima atendem aos associados do sindicato

Desde o dia 26 de outubro, a equipe do setor de Licença e ANTT, do Sindicato Nacional dos Cegonheiros, está atendendo no pátio de apoio da entidade (onde já está funcionando a redação da Revista Cegonheiro). O endereço é rua da Servidão, 114 – bairro Batistini, em São Bernardo do Campo (SP). Comandada pelo diretor Cesar Wellington Pereira da Rocha (Tomatão), os profissionais do setor são Aparecida de Fátima Borges Reis, Renata de Sousa, Thayna Souto e Rafael Teixeira Filho. Eles atendem de segunda a sexta-feira, das 8 às 17h30.

SINDICATO NACIONAL DOS CEGONHEIROS

Regionais: São José dos Pinhais - Paraná Rua Tubarão, 112 - Bairro: Borda do Campo Cep: 83075-060 – São José dos Pinhais/PR Fone: (41) 3385.8245 E-mail: sindceg@gmail.com Diretor: João Soares de Jesus

Porto Real – Rio de Janeiro

Sede Central: São Bernardo do Campo São Paulo Rua Luiz Barbalho, 07/11 Bairro: Demarchi Cep: 09820-030 São Bernardo do Campo/SP Fone: (11) 4346.5500 E-mail: diretoria@sindicatodoscegonheiros.com.br Presidente: José Ronaldo Marques da Silva

Revista Cegonheiro

4

Rua Hilário Ettore, s/n – Bairro: Ettore Cep: 27570-000 – Porto Real/RJ Fone: (24) 3353.4170 E-mail: portoreal@sindicatodoscegonheiros. com.br Diretor: José Laércio da Silva

Serra – Espírito Santo Rua Talma Rodrigues Ribeiro, nº 96 Edif. Metropolitano – Sala 04 Cep: 29168-080 – Serra /ES Fone: (27) 3066-2011 E-mail: serra-es@sindicatodoscegonheiros. com.br Diretor: Jurandy P. de Albuquerque Jr.

Gravataí - Rio Grande do Sul Av. Eli Correa, 6.651 - RS 030 Bairro: Passo da Cavera Cep: 94010-972 – Gravataí /RS Fone: (51) 3431.7889 E-mail: gravataí@sindicatodoscegonheiros. com.br Diretor: Antenor Garibaldi

São José dos Campos – São Paulo Rua Ernesto Júlio Nazaret, 201 Vila Tesouro Cep: 12221-770 – São José dos Campos/SP Fone: (12) 3906.0807 E-mail: sjcampos@sindicatodoscegonheiros. com.br Diretor: Ednilson Azevedo Bitencourt

Piracicaba – São Paulo Rod SP 304, Km 147 – Sala 02 – Distrito de Tupi Cep – 13422-230 – Piracicaba/SP Fone: (19) 3438-7738 E-mail:piracicaba@sindicatodoscegonheiros.com.br Diretor: Clemente Francisco de Assunção

Sindicatos parceiros: Sintrauto – Goiás Rua Mandaguari, 36 - Bairro: JK Cep: 75709-010 - Catalão/GO Fone: (64) 3411.2907 Presidente: Juarez Rodrigues da Silva

Sintraveba - Bahia Rua Gurupi, 23 – Bairro Goiana Cep: 42808-200 - Camaçari /BA Fone: (71) 3622.6700 Presidente: Carlito Alves www.sindicatodoscegonheiros.com.br


Respeite a sinalização de trânsito.

uma empresa que carrega

Tradição & Confiança

por onde passa.

VENDAS: AGORA COM ESCRITÓRIO JUNTO 54 9924.9004 - ADAÍLTON 54 3206.7700 - FÁBRICA WWW.TRESEIXOS.COM.BR À COOPERCEG


Indústria

foto: Divulgação

Foton confirma produção de caminhões em 2016

Foton 10 -16DT deverá sair da linha de produção em 2016 com mais de 65% de nacionalização

A Foton Caminhões responsável pela importação e distribuição dos caminhões da marca chinesa no País, divulgou em comunicado que os testes de rodagem com os protótipos do Foton 10 -16DT entraram em sua fase final. O modelo, o primeiro a ser produzido no Brasil, deverá sair da linha de produção no próximo ano, com mais de 65% de conteúdo nacional – índice que atende aos requisitos do programa Inovar Auto e ao percentual mínimo exigido pelo BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) para financiamentos via Finame. Trinta e quatro fornecedores de peças já estão confirmados. Entre eles: Cummins (motores), ZF (transmissão), Knorr (conjunto de freios), Sachs (embreagens), Maxion (chassis e rodas), Dana (eixos e cardan), Voss (conexões), Pirelli (pneus), Monroe (amortecedores), Bepo (tanque de combustível), Rassini (feixes de molas ), Heliar (baterias) e ThyssenKrupp (barras estabilizadoras). Revista Cegonheiro

6

Testes Os protótipos estão circulando em todo o território nacional e são avaliados sob diferentes condições de temperatura e terreno (desde estradas de terra batida até asfalto em condições boas e ruins), pelos profissionais da engenharia da montadora. O gerente de engenharia e desenvolvimento, Leandro Lucki Gedanken, afirma que essa é a fase mais importante para a validação do modelo como capaz de realizar operações em grandes centros urbanos. No comunicado, Gedanken afirma que “os veículos já rodaram em diversas condições (urbana e rodoviária), além de trechos off roads, com todas as configurações de cargas – vazio, meia carga e carregado”. Em relação ao modelo chinês, as principais alterações técnicas foram feitas na suspensão, para adequar o caminhão aos tipos de pista e terreno e aos perfis de cargas. Segundo o executivo, o desempenho dos primeiros caminhões nacionais ficou acima das expectativas. “A nova suspensão realmente demonstrou ser muito mais adequada às condições encontradas no Brasil. O consumo de combustível ficou dentro do especificado pela fabricante do

motor Cummins. O motor também foi validado e homologado pela fornecedora, garantindo a redução de emissão de poluentes”. O caminhão O Foton de 10 toneladas é indicado para aplicações em grandes centros urbanos, pois alia agilidade no trânsito com a alta capacidade de carga. O modelo pode receber terceiro eixo e transformar-se num caminhão de 13 toneladas. Equipado com motor Cummins de 3.8 I, desenvolve 156 cavalos de potência e torque de 500 Nm. A transmissão é a ZF 6 S 500 de seis marchas, com Overdrive, que permite ao motor trabalhar numa rotação menor e, com isso, aumentar a vida útil do propulsor, além de economizar combustível. De série, conta com ar-condicionado, vidros e travas elétricas, MP3, volante regulável, acelerador manual eletrônico, sensor sonoro de ré, defletor de ar, cabine basculante, freios ABS, barras estabilizadoras dianteira e traseira (que dá maior estabilidade nas curvas), direção e embreagem hidráulicas.


Mercado

foto: Divulgação

Queda sem fim

Produção de veículos foi 42% menor na comparação com o mesmo período de 2014

A indústria automobilística brasileira continua em marcha lenta. Diante da estagnação do mercado, a Anfavea (Associação Nacional de Fabricantes de Veículos Automotores) revisou - pela terceira vez - suas projeções para produção e vendas para 2015. Agora a expectativa é de que a venda total de automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus novos, atinja 2,54 milhões de unidades – volume 27,4% menor que as 3,498 milhões comercializadas em 2014. Até então, a entidade previa queda de 20,6% nos emplacamentos. A produção deverá somar 2,418 milhões de unidades, o que representa queda de 23,2%, na comparação com as 3,146 milhões produzidas em 2014. Antes, estimava-se um recuo de 17,8% na fabricação de veículos. De acordo com o presidente da Anfavea, Luiz Moan, a base de cálculo utilizada nas projeções foi a média de venda diária de veículos realizada entre os meses de julho e setembro. Ao contrário das previsões de vendas e produção, as exportações tiveram seus números revisados para cima e deverão alcançar dois dígitos: a estimativa agora é de alta de 12,2%. Produção e vendas recuam No nono mês do ano, as fábricas produziram 174.240 veículos (automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus). Esse volume é 42,1% menor, na comparação com o mesmo mês do ano passado (300.806 unidades) e 19,5% menor, em relação Revista Cegonheiro

8

a agosto (216.565). No acumulado do ano, saíram da linha de montagem 1.904.836 veículos – recuo de 20,1%, na comparação com o mesmo período de 2014. As vendas também continuam em queda livre. Em setembro, foram licenciados 200.077 automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus – queda de 3,5%, em relação a agosto (207.250 unidades) e de 32,5%, na comparação com o mesmo mês do ano passado (296.295 unidades). Nos nove primeiros meses deste ano, foram negociadas 1.953.893 - menos 22,7%, em relação ao mesmo período de 2014. Se separarmos esses números por segmento, veremos que a queda no mercado de automóveis e comerciais leves, é de 31,8%, na comparação com setembro de 2014. Mas, a situação é crítica no mercado de caminhões e ônibus. Em setembro, foram vendidos 5,9 mil caminhões e 1,3 mil ônibus – o primeiro teve recuo de 47,1%, na comparação com setembro de 2014 e o outro, 40,8%. Exportações As exportações somaram 33.502 unidades (queda de 3,2%, em relação a agosto, e aumento de 28,7%, na comparação com setembro de 2014. Nos primeiros nove meses do ano, foram embarcados 293.407 veículos, alta de 20,1% na comparação com o mesmo período do ano passado (261.307 unidades). Em valores, as exportações somaram até agora US$ 834 milhões - queda de 9,7% na

comparação com os nove primeiros meses de 2014. Estoques O estoque total de veículos nos pátios das concessionárias e das montadoras caiu de 357,8 mil unidades, em agosto, para 346,9 mil unidades, em setembro – suficiente para 52 dias de vendas. O ideal, segundo especialistas do setor, é um estoque equivalente a 30 dias de vendas. A maior parte está concentrada nas concessionárias, onde há 214,2 mil veículos encalhados (o equivalente a 32 dias de vendas). Nas fábricas, o estoque de veículos é de 132,7 mil veículos (20 dias). Empregos De acordo com a Anfavea, 33 mil trabalhadores já integram o PPE (Programa de Proteção ao Emprego), após acordos fechados entre as montadoras e os sindicatos dos metalúrgicos. Até agora, a Mercedes-Benz, a Volkswagen e a Ford acertaram a participação no programa com o sindicato do ABC. A Volkswagen também fechou esse acordo nas fábricas de Taubaté e de São Carlos. O PPE permite às empresas reduzir em até 30% a jornada de trabalho e os custos com salários, em troca da garantia de manutenção dos empregos. A General Motors e a MAN Latin America também devem aderir ao programa. Além do PPE, outros 7,2 mil operários estão afastados da produção em esquema de lay off (suspensão temporária dos contratos de trabalho).


Rodovias

Maior fluidez ao tráfego

50% do PIB Com 402 quilômetros de ex-

fotos: CCR Nova Dutra/Clóvis Ferreira

Para tentar reduzir os congestionamentos na chegada à capital paulista, foi aberto ao tráfego um novo trecho de 4,4 quilômetros de extensão de pista marginal na via Dutra, na região de Guarulhos (SP). A pista, que vai do km 211,6 ao km 216, interliga a região de Bonsucesso, em Guarulhos, (onde está localizado o posto Sakamoto) com o trecho da marginal já existente na região do bairro de Cumbica. Com 14,80 metros de largura, o trecho possui três faixas de rolamento, acostamento, faixas de aceleração, acessos a bairros e empresas, além de trechos de pistas locais. Os motoristas podem usar dois acessos da pista expressa da rodovia para a marginal: um fica no km 211 e o outro no km 215 + 500 metros. Segundo a concessionária CCR Nova Dutra, que administra a via, diariamente cerca de 180 mil veículos trafegam nos dois sentidos da rodovia. O trecho de pistas marginais agora totaliza 41 quilômetros de extensão – 20 quilômetros no sentido São Paulo e os 21 quilômetros restantes em direção ao Rio de Janeiro.

Novo trecho tem 4,4 quilômetros de extensão e três faixas de rolamento

tensão, a via Dutra liga as duas regiões mais importantes do país: Rio de Janeiro e São Paulo. A rodovia abrange uma região altamente desenvolvida, que responde por cerca de 50% do PIB

Ministro dos Transportes, Antonio Carlos Silva (terno cinza claro), e diversas autoridades participaram da inauguração

Revista Cegonheiro

10

brasileiro. A ampliação da capacidade de tráfego é um dos mais importantes compromissos do programa de concessão da rodovia, que foi iniciado em março de 1996. Segundo a CCR Nova Dutra até agora já foram implantados 56,7 km de pistas marginais para garantir não só mais fluidez ao trânsito, mas principalmente segurança para os usuários da via. Elas foram instaladas em trechos que apresentam grande volume de tráfego: 25,9 km de pistas marginais construídos na Baixada Fluminense; 17,6 km, em Guarulhos (SP); e 13,20 km, na região de São José dos Campos (SP), no Vale do Paraíba.


Rodovias

Prosseguem obras do Rodoanel de Teresina Foto: Divulgação

Imagem aérea de como irá ficar a obra após a conclusão, prevista para 2016

Apontada como o maior empreendimento de mobilidade urbana no estado do Piauí, o Rodoanel de Teresina deverá ser concluído em julho de 2016. Segundo a Secretaria de Transportes, cerca de 80,8% da obra, que

interliga as BRs 316 e 343, está concluída. A estrutura terá 28,57 quilômetros de extensão, uma ponte sobre o rio Poti (com 240 metros de extensão e 20 metros de largura), um viaduto ferroviário (com 105 metros de

comprimento) e dois viadutos (com 40 metros de comprimento cada um). Estima-se que o rodoanel reduzirá em 15 quilômetros a distância entre as saídas Norte e Sul da capital piauiense. Além disso, o objetivo é tirar cerca de cinco mil veículos pesados das ruas do centro de Teresina e, com isso, garantir mais fluidez ao trânsito urbano, diminuindo o tempo de deslocamento, os congestionamentos e, principalmente, evitando acidentes. Orçada em R$ 97.100.864,55, a obra tinha sido embargada, em maio de 2014, por uma decisão judicial, em razão de um questionamento sobre o valor das indenizações a serem pagas aos moradores de um assentamento do Incra (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária). Os trabalhos só foram retomados em junho deste ano.

TOME NOTA Circulação restrita Desde o dia 2 de outubro, os caminhões com comprimento superior a 14 metros não podem trafegar pela rodovia Oswaldo Cruz (SP-125), durante os finais de semana (das 13 horas da sexta-feira às 13 horas da segunda-feira). A restrição vale para o trecho entre o km 4 e o km 78, entre as cidades de Taubaté e Ubatuba. Segundo o DER-SP (Departamento de Estradas de Rodagem – São Paulo), a medida visa garantir mais segurança aos usuários e melhorar a fluidez da via, que tem muitas curvas fechadas e trânsito intenso em direção às praias do litoral norte.

Revista Cegonheiro

12

Radares de velocidade Dois novos radares de velocidade estão funcionando, desde o dia 5 de outubro, na Grande São Paulo: um, instalado na SP-270 e o outro, na SP-274. Para alertar os motoristas foram colocadas placas indicando o limite de velocidade e a fiscalização eletrônica no trecho. O primeiro funciona no Km 12,55/ Oeste, no município de São Paulo, com limite de velocidade de 90/80 km/h, enquanto o outro, no km 46,1/Leste-Oeste, na cidade de Itapevi, e a velocidade permitida é de 40 km/h.

Primeiro chassi As primeiras unidades de chassi para micro-ônibus produzidos na fábrica da Agrale na cidade de São Mateus (ES) saíram da linha de montagem no dia 1º de outubro. O ônibus W9 Urbano será fornecido para a Volare, que também tem unidade fabril no município capixaba. A fábrica está instalada num pavilhão arrendado no bairro São Benedito – onde será construído o novo complexo industrial. Com cerca de 400 mil metros quadrados de área, o complexo abrigará uma pista para teste e desenvolvimento de veículos e centros de treinamento e de distribuição de peças. O investimento total será de aproximadamente R$ 400 milhões.


Lançamento

MAN apresenta linha 2016 Fotos: Malagrine Estúdio

Volkswagen Constellation 25.420 é indicado para transportar veículos zero quilômetro

A MAN Latin America apresentou à imprensa especializada os novos lançamentos na sua linha de veículos comerciais 2016. As principais novidades são a série Prime (que comemora os dez anos de lançamento dos caminhões Volkswagen Constellation); o MAN TGX 29.480, com potência de 480 cv e torque de 2.400 Nm; e o retorno do Titan Tractor. Com mais de 180 mil unidades vendidas, os caminhões Constellation VW 24.280 e VW 25.420 da série Prime ganharam cabine leito teto alto, com acabamento interno diferenciado em tecidos e tons especiais, cor dourada exclusiva, transmissão automatizada V-Tronic e sistema de rastreamento. Serão produzidas apenas 600 unidades do modelo, que tem início de vendas previsto para o último trimestre deste ano. Recém-lançado no mercado brasileiro, o MAN TGX 29.480 é o caminhão mais potente da MAN Latin America. Também vem com transmissão automatizada de série, o MAN Revista Cegonheiro

14

TipMatic, de 16 marchas. O motor MAN D26 de seis cilindros e 12,4 litros desenvolve torque de 2.400 Nm numa ampla faixa de rotações, o que proporciona maior capacidade de sustentação da velocidade em rampa e diminui a necessidade de troca de marchas. De volta ao mercado, o Titan Tractor agora conta com a cabine do

MAN Latin America já apresentou a sua linha 2016 de veículos comerciais

Constellation, motor Cummins de 330 cavalos e transmissão manual ZF 16 AS 1585 TD – opcionalmente pode ser equipado com a caixa de transmissão V-Tronic ZF 16AS 2230, de 16 velocidades. Segundo a

montadora, será produzido apenas na configuração 4x2. Câmbio automatizado A MAN Latin America é, no Brasil, a montadora que conta com a maior linha de veículos pesados com câmbio automatizado. No total são 17 modelos – equipados com o V-Tronic ou TipMatic. Essa configuração garante maior conforto e segurança ao motorista e melhor custo-benefício ao frotista. Afinal, os componentes do trem de força são preservados, aumentando a vida útil de itens como motor, transmissão e embreagem. Outro diferencial está no consumo de combustível que pode ser reduzido e também padronizado para toda a frota, com a troca de marchas sempre no tempo certo, sem falhas do motorista. Para casos de profissionais mais experientes, há ainda a opção de converter o acionamento para manual e controlar a seleção de marchas. Isso é feito por meio de movimentos leves na alavanca, para frente e para trás.


Acidentes de Trânsito nas Rodovias Federais Brasileiras: caracterização, tendências e custos para a sociedade

Segurança

11

Trânsito mata

GRÁFICO 2 Tipo versus gravidade dos acidentes nas rodovias federais (2014) (Em %) Colisão frontal

33,7

4,1

Atropelamento de pessoa

Foto: Chrystyam de Lima

14,6

2,5 11,3

Saída de pista

14,9

9,4 10,6

Colisão transversal

8,4

Colisão traseira

29,2

6,7

Colisão lateral

16,5

4,2 4,4

Capotamento

2,8

Colisão com objeto fixo

5,4

2,7 3,4

Queda de motocicleta/bicicleta/veículo 0

5

10

15

20

Mortos

25

30

35

40

Acidentes

Fonte: PRF/MJ, Núcleo de Estatística, Sistema de informações gerenciais. Elaboração dos autores.

Focando os dois principais tipos de acidente que geram mais óbitos, pode-se traçar Mais de simples, 56 mil acidentes envolvendo um perfil dessas ocorrências: 89,71% das colisões frontais ocorreram em pistas veículos de carga nas rodovias federais foram registrados de no ano passado ocasionando 93,91% dos mortos nesse tipo de acidente; e 71,73% dos atropelamentos pessoas ocorreram em trechos urbanos, ocasionando 58,47% dos mortos. O período No ano passado, foram registrados uma malha rodoviária de aproximada- realizado em 2004, houve aumento de de plenade noite concentrou por esse tipo de acidente. 56.408 acidentes trânsito envol-63,12% mentedas 71 mortes mil quilômetros. O período 50,3% no número de acidentes, 50% vendo veículos de carga, nas rodovias avaliado foi de 1º de janeiro a 31 de de feridos e 34,5% de mortes. No ense 3.537 analisapesa principal causadedo2014. acidente registrada pela PRF (gráfico 3), veri- em consideração federais. NessesQuando acidentes, dezembro tanto, se levarmos soas morreram no local. Os dados faDe acordo com esse levantamenque, nesse mesmo fica-se que a falta de atenção se destaca nos acidentes em geral, com 32,6% dos casos, e noperíodo, a frota de zem parte caso do relatório “Acidentes de to, 20,3%. nos mais de 169 incompatível mil acidentes veículos cresceu 121%, os índices por dos acidentes com mortes, Velocidade (13,1%), ultrapassagem Trânsito nas Rodovias Federais Braocorridos nas estradas federais (enfrota caíram: a taxa indevida (7,8%) e ingestão de álcool (6,5%) também são causas muito frequentes nos de óbitos por grusileiras: caracterização, tendências e volvendo todos os tipos de veículos), po de mil veículos diminuiu 40%, encom morte, o que mostra a necessidade de intensificar as campanhas educativas custos paraacidentes a sociedade”, elaborado cerca de oito mil pessoas perderam quanto a de feridos, 30%. Outro dado focadas no comportamento defensivo e na obediência às regras de trânsito por dos e divulgado pelo Ipea (Instituto de a vida e aproximadamente 100 mil animador parte da pesquisa revela que, evitarem acidentes trânsito. casototal, da falta de atenção, é importante Pesquisas motoristas Econômicapara e seAplicada), ficaramdeferidas – No desse poudesde 2010, quando a PRF passou a no dia 23 conscientizar de setembro. os O motoristas estudo foi acerca co mais de 25%como dos feridos operar nos trechos mais críticos, os dos perigos, uso do tiveram celular e manuseio de equipabaseado em dados da PRF (Polícia lesões graves. números de acidentes e feridos vêm mentos de áudio e vídeo durante a direção. Rodoviária Federal), que fiscaliza Desde o primeiro levantamento, caindo. Porém, ainda é preciso fazer GRÁFICO 3 Causa associada aos acidentes em geral e acidentes com morte registrada pelo agente da PRF nas rodovias federais (2014) (Em %) Velocidade incompatível

10,5

Ultrapassagem indevida

13,1

7,8

2,5

Outras Não guardar distância de segurança

11,6

Ingestão de álcool

4,4

6,5 20,3

Falta de atenção Desobediência à sinalização 1,2 1,5 1,9

Defeito na via Defeito mecânico em veículo

5,6 4,8 4,1

1,3 2,2

Animais na pista 0,0

5,0

10,0

15,0

20,0

Acidentes com morte

Revista Cegonheiro

16

32,6

3,8 2,8

Dormindo

Fonte: PRF. Elaboração dos autores.

37,1

23,0

1,4

25,0

30,0

Acidentes

35,0

40,0


muito mais para cumprir a meta estabelecida pela OMS (Organização Mundial de Saúde) de reduzir em 50% o número de mortes em acidentes de trânsito, até 2020. Tipos de acidentes O estado de Minas Gerais foi o que apresentou o maior número de acidentes e mortos (21.858 acidentes e 1.162 mortos), seguido por Santa Catarina (18.178 acidentes e 537 mortos) e Paraná (17.157 acidentes e 777 mortos). O estudo aponta que a principal causa de acidentes é a falta de atenção, com 32,6% dos casos. Na

sequência, surgem velocidade incompatível (13,1%), ultrapassagem indevida (7,8%) e ingestão de álcool (6,5%). Os tipos de acidentes que mais geram óbitos são a colisão frontal e os atropelamentos. De acordo com o levantamento, 89,71% das colisões frontais ocorreram em pistas simples e resultaram em 93,91% dos mortos; e 71,73% dos atropelamentos de pessoas aconteceram em trechos urbanos e provocaram 57,47% das mortes.

vítimas e familiares, os acidentes geram um custo altíssimo para a sociedade. No ano passado, o Brasil perdeu R$ 12,3 bilhões, sendo que 64,7% desse valor está associado ao custo com as vítimas, como cuidados com a saúde e perda de produção por causa de lesões ou morte. Os 34,7% restantes, correspondem aos gastos com os veículos, por danos materiais e perda de cargas, além dos procedimentos de remoção dos veículos acidentados. Em média, cada acidente custa R$ Custo 72.705,31 – esse valor, no entanto, Acidentes Brasileiras: altode Trânsito nas Rodovias sobeFederais para R$ 646.762,94 quando há caracterização, tendências e custos para a sociedade Além dos traumas causados às uma vítima fatal.

13

GRÁFICO 5 Indicadores: feridos graves por morte, número de acidentes para cada acidente com morte ou ferido grave e mortes a cada cem acidentes por modalidade de transporte (2014) 3,2

Total

4,5

4,9

2,4

Ônibus

7,2 1,9

Caminhão

7,8

6,3 4,6

2,9

Motocicleta

7,3 3,3

Automóvel

8,1

4,2 0,0

2,0

Feridos graves/mortes

7,9

4,0

6,0

8,0

Acidentes/acidentes com morte ou ferimentos graves

10,0

Mortes/acidentes x 100

Fonte: PRF. Elaboração dos autores.

Em 2014 houve cerca de 2,3 mil mortes em acidentes com envolvimento de pelo menos uma motocicleta, sendo que 44% dessas mortes ocorreram no Nordeste brasileiro. Isso é uma proporção muito maior de acidentes com envolvimento Oitava causa de morte Foto: Ralff Santos do que a proporção de motocicleta naquela região. Isso é preocupante em função de as maiores taxas de cresApesar das diversas campanhas de conscientização cimento da frota de motocicleta ocorrerem justamente nos estados do Nordeste (Ipea e alertando os motoristas sobre a necessidade de dirigir preventivamente, os aciANTP 2013), o que indica que o problema ainda se agravar. dentespode de trânsito são a oitava principal causa de mortes. De acordo com o último relatório do Sistema de Informações sobre mortali-

GRÁFICO 6 dade, divulgado pelo Ministério da Saúde em 2013, os acidentes Acidentes e mortes nas rodovias federais envolvimento motocicletas (2014) decom trânsito foram ade oitava causa de mortes no Brasil, com quase 42 (Em %) mil óbitos. 6A – Acidentes com moto – por região

Acidentes de trânsito foram a oitava causa de mortes

As doenças cerebrovasculares, incluindo o AVC (acidente vascular 27 cerebral), lideram esse ranking com 100 mil óbitos, seguido por infarto (85,9 mil), pneumonia (68,3 mil), diabetes (58 mil), homicídios (50 mil), doenças hipertensivas (46,8 mil) e bronquite (43,5 mil). 8

27

17

Revista Cegonheiro


Montadora

Nem compacta, nem média fotos: Divulgação

Renault Oroch tem preços a partir de R$ 62.290; modelo posiciona-se entre as picapes compactas e médias

A Renault inaugurou um novo segmento de picapes no Brasil, com o lançamento da Duster Oroch. Com início de vendas previsto para novembro e preços a partir de R$ 62.290, o modelo posiciona-se entre as picapes compactas e médias e, segundo a montadora francesa, reúne as melhores características de ambas. Fabricada na unidade de São José dos Pinhais (PR) e desenvolvida pelos profissionais da RTA (Renault Technology Americas), a Duster Oroch será vendida em três versões de acabamento e duas opções de motores. O motor 2.0 16V gera 148 cv a 5.750 rpm, quando abastecido com etanol; e 143 cv a 5.750 rpm, quando abastecido com gasolina. O torque é de 20,9 kgfm a 4.000 rpm, quando abastecido com etanol; e 20,2 kgfm a 4.000 rpm, com gasolina. Já o motor 1.6 Revista Cegonheiro

18

16V desenvolve 115 cv a 5.750 rpm, com etanol; e 110 cv a 5.750 rpm, com gasolina. Em torque, são 15,9 kgfm a 2.500 rpm, quando abastecido com etanol; e 15,1 kgfm a 2.500 rpm, com gasolina. O câmbio pode ser manual de cinco ou seis marchas, variando de acordo com a motorização, e com relações específicas. É equipado, em todas as

Caçamba comporta 683 litros e tem oito anéis de fixação para auxiliar no transporte de carga

versões, com suspensão traseira multilink. O entre-eixos é maior em relação ao Duster, o que garante melhor dirigibilidade tanto com a caçamba carregada quanto vazia. Com quatro portas e cinco lugares, todos viajam confortavelmente na Duster Oroch. De acordo com números divulgados pela montadora, quem se acomoda nos assentos dianteiros tem 856 mm de espaço para cabeça – mais do que em qualquer picape compacta. No banco traseiro são 877 mm de espaço para cabeças. O espaço para joelhos é de 150 mm, também maior entre as picapes compactas e não muito distante das médias. Para garantir, ao motorista, o prazer de dirigir, a Duster Oroch conta com ajustes de altura do banco e da coluna de direção, volante ergonômico com


Motorista tem todos os comandos ao alcance de sua mão

ótima empunhadura, teclas do piloto automático (controlador e limitador de velocidade) e controle do rádio fixo na coluna de direção. A caçamba comporta 683 litros (tem 1.175 mm de largura e 1.350 mm de profundidade). Para ajudar no transporte de carga há oito anéis de fixação (cada um suporta 50 quilos), que podem ser rebatidos quando não estão em uso. A proteção de plástico já vem de série e a tampa da caçamba suporta até 80 quilos. Para deixar a caçamba livre, o estepe fica embaixo da parte traseira do veículo.

Ocupantes do banco traseiro viajam confortavelmente

Fiat divulga segunda foto do Toro

Concorrente à altura Nem bem estreou no mercado, a Duster Oroch já sabe que vai encarar um concorrente de peso. A Fiat anunciou que no início do próximo ano lançará o Fiat Toro. Segundo um curto comunicado divulgado para a imprensa, o modelo, que fará parte de um novo segmento - o SUP (Sport Utility Pick-up ) – reúne “todas as características de robustez e força de uma picape, contando, ao mesmo tempo, com todo o conforto e dirigibilidade de um SUV”. A imprensa especializada divulgou matérias afirmando que o Fiat Toro será produzido na fábrica de Goiana (PE). Atualmente lá é fabricado o Jeep Renegade. 19

Revista Cegonheiro


Conscientização

Transzero promove

Os profissionais homenageados pela Transzero por sua contribuição à empresa

Pelo quinto ano consecutivo, a Transzero promoveu sua Semana do Trânsito, entre os dias 21 e 25 de setembro. “Considero este evento um dos mais importantes do ano. Queremos conscientizar o carreteiro de que ele tem papel fundamental na prevenção de acidentes. É preciso tomar cuidados básicos, como descansar adequadamente, não ingerir drogas e cumprir a carga horária. Por isso, sempre homenageamos aqueles motoristas que se destacaram ao longo do ano. Queremos que ele saiba que a empresa valoriza e reconhece seu trabalho e seu esforço”, afirmou o diretor comercial e operacional da empresa, Roberto Caboclo. A diretora de Finanças, Rose Figueiredo, abriu as atividades e destacou que, diante das dificuldades enfrentadas pelo setor devido à queda nas vendas de veículos, o momento agora requer ainda mais união. “Em momentos como este é que Revista Cegonheiro

20

temos a chance de criamos oportunidades, para nos destacar e sobreviver. Deem sugestões, avaliem o que pode ser feito para melhorarmos nosso trabalho. Juntos sairemos mais fortalecidos”, disse. Durante os cinco dias foram dadas várias palestras que abordaram temas como

Participantes puderam realizar alguns exames clínicos

trabalho em equipe, saúde, problemas provocados pelo álcool e pelas drogas, e direção preventiva. Para descontrair, os participantes assistiram a um stand-up “Eu tô de olho”, que destacou a importância de seguir as regras de trânsito.

A união faz a força O instrutor do Sest/Senat, Manoel Belasco, falou sobre a importância do trabalho em equipe para atingir os objetivos estabelecidos pela empresa. Introduziu o tema, promovendo uma dinâmica: chamou seis pessoas da plateia e lançou um desafio ao grupo: caminhar sem tropeçar – mas com os pés presos um ao outro. No início, foi um desastre: os seis se arrastaram e quase não saíram do lugar. Foi, então, que o instrutor falou sobre a necessidade do planejamento. “Sempre precisamos um do outro. Juntos vamos estabelecer um plano: quem vai dar o primeiro passo com o pé direito e o com o lado esquerdo. Depois é preciso criar um sincronia. Feito isso, vocês conseguirão caminhar”, explicou. Com este exemplo simples, o instrutor mostrou que é necessário que cada um respeite o limite do outro. “O mesmo acontece no


Semana do Trânsito

Dinâmica destacou a importância do trabalho em equipe

trânsito e no relacionamento interpessoal”, concluiu. Homenagens O encerramento da Semana do Trânsito foi marcado pelas homenagens. Foram premiados os profissionais que se destacaram no programa “Cegonheiros que respeitam a vida” e os que têm mais tempo de casa. Todos receberam uma placa de prata. O motorista Fábio Freitas de Souza, da filial Camaçari, recebeu o prêmio pela primeira vez. “Espero que seja o primeiro de muitos. Trabalho na empresa há seis anos e hoje sinto-me realizado profissionalmente”, comemorou. Quem também fez sua estreia entre os premiados foi Donizete José da Silva, motorista da frota 3455. “Trabalho com muita atenção, para evitar avarias. Este prêmio significa o reconhecimento à minha dedicação”, falou.

Além de Fábio e Donizete, também foram contemplados: Brigido Gutenberg Lopes, Aneri José Trevisan, Cicero Pinto da Silva, Eloir Ferreira de Farias, João Batista Rodrigues, João Gonçalvez, José Carlos de Melo, José Ednaldo Ferreira, José Milton da Silva,

Tio Lino foi muito aplaudido. Na foto, com o filho Liniberg e o diretor Caboclo

José Roberto de Souza, Luís Carlos de Melo, Marcelo Pires Santos, Mauro César do Carmo, Ro-

Durante cinco dias, participantes assistiram a palestras

Douglas Feitosa, da frota 1198, deposita a sua sugestão

berto Carlos de Lucena e Roberto Marcos Camargo. Velha guarda Assim como valoriza quem colabora com a empresa na conquista de melhores resultados, a Transzero homenageia os profissionais que se dedicaram e ajudaram a escrever a história da empresa. O primeiro homenageado foi Lino Severiano de Araújo, conhecido como capitão Lino ou tio Lino. Aos 95 anos, ele é uma das pessoas mais respeitadas do setor. Ao ser chamado para receber o prêmio, o capitão Lino arrancou aplausos dos colegas. Outros homenageados foram: Ademir Lourençon, Reginaldo do Nascimento Souza e Valdeci Neves da Silva.

Caboclo, Debora e Ronaldo

21

Revista Cegonheiro


Renovação da frota

Sindicato participa renovação

Boizinho e Jaime estão participando de uma série de reuniões em Brasília

As reuniões acontecem em Brasília, na sede da NTC

Revista Cegonheiro

22

O presidente do Sindicato Nacional dos Cegonheiros, José Ronaldo Marques da Silva, o Boizinho, e o vice-presidente, Jaime Ferreira dos Santos, estão participando de uma série de reuniões para discutir as bases do programa de renovação da frota de veículos no Brasil. A troca de veículos é defendida por muitos especialistas do setor que veem essa iniciativa não só como uma forma de elevar as vendas de veículos zero quilômetro, mas também de garantir mais segurança no trânsito

Representantes de diversas entidades discutem as bases do programa de renovação de frota de veículos

e melhorar as condições ambientais. Boizinho e Jaime participam das reuniões ao lado de representantes de diversas entidades como a Anfavea (Associação Nacional dos Fabri-

Medioli, Jaime, Moan e Boizinho após uma rodada de reuniões


de reuniões sobre da frota

Participantes das reuniões sobre o programa de renovação da frota

cantes de Veículos Automotores), da CNI (Confederação Nacional da Indústria), da NTC (Associação Nacional do Transporte de Cargas e Logística) e do Sintrauto – MG. As empresas são representadas por Vittorio Medioli. As reuniões acontecem na sede da NTC, em Brasília.O secretário geral, Douglas Santos Silva, e o diretor regional, Márcio Galdino da Silva, também participaram de uma rodada de discussões.

Luiz Moan (presidente da Anfavea) fala a necessidade de renovar a frota

Márcio, Douglas, Moan, Boizinho e Jaime

Saiba mais sobre a renovação da frota Foto: Werner Kiefer

A necessidade de renovar a frota de veículos brasileira é defendida pela Anfavea desde 2013. O vice-presidente da entidade, Marco Saltini, participou do workshop “Os desafios da legislação automotiva 2016”, promovido pela Automotive Business, em São Paulo, no dia 14 de setembro, e destacou que é necessário criar um programa eficiente para retirar das ruas cerca de 230 mil caminhões com mais de 30 anos de idade – a maioria está nas mãos de autônomos. Ainda segundo Saltini, uma das propostas encaminhadas ao governo seria a de conceder um crédito de R$ 30 mil para cada proprietário que entregar seu caminhão, o qual seria, depois, sucateado. Algumas iniciativas – ainda bastante tímidas – já foram adotadas por alguns governos estaduais. Em São Paulo, por exemplo, existe o programa Renova-SP que financia caminhões zero quilômetro sem juros para os motoristas que trabalham no porto de Santos. 23

Revista Cegonheiro


Homenagem

Tegma homenageia motoristas De um lado, um colecionador de prêmios. Do outro, um estreante. Assim foi a cerimônia de entrega de prêmios aos motoristas que mais se destacaram no programa Redução de Avarias, da Tegma, realizada no dia 8 de outubro, no restaurante São Judas Tadeu Demarchi, em São Bernardo do Campo (SP). O motorista Hélio Carlos Pereira, da frota 51016, já faturou seis prêmios. E insiste em destacar que a conquista é resultado do empenho de todo um grupo. “Sempre que sou homenageado, faço questão de lembrar que o prêmio é resultado do trabalho em equipe. Tive a colaboração do amarrador, do subidor e do pessoal do es-

Alexandro, Reginaldo, Hélio e Elias se destacaram no segundo trimestre deste ano

a atenção nas tarefas. Todos nós estamos sujeitos a acidentes, mas se estivermos atentos é mais fácil evitá-los”, ensina. Também foram homenageados nessa data: Marcelo Barbosa da Silva (frota 11937), Felipe Natanael Ricardo (frota 21437), Herivelton de Sousa Farias (frota 52796), João Maria Maia (frota 54836), Elias Adriano Hernandez (frota 56827), Reginaldo Rangel de Paula (frota 56839), Michel Alan Dias (frota 58535) e Ademar Rezende Junior (frota 90977). A premiação contou com as presenças do gerente de relacionamento da Tegma, Enésio Montalvão; e do presidente do Sindicato Nacional dos Cegonheiros, José Ronaldo Marques da Silva, o Boizinho. Legenda: Nilson, Jander, Alexandro, Enésio e Hélio

critório. Tenho orgulho de fazer parte dessa equipe e, por isso, procuro desenvolver um bom trabalho”, afirma. Seu colega, Alexandro Rodrigues, da frota 82036, não escondia a emoção de ser um dos homenageados. Cegonheiro há pouco mais de um ano, ele afirma que gosta muito de seu trabalho. “Isso já é meio caminho andado. Além disso, procuro me aperfeiçoar cada vez mais e redobrar Revista Cegonheiro

24

Todos os convidados que participaram do almoço de premiação


Legislação

6 – DESENHO TÉCNICO

Novo adesivo RNTRC

Confira as especificações técnicas do novo adesivo

De acordo com a resolução nº 4.799/2015, publicada no Diário Oficial da União do dia 30 de julho, a aquisição do adesivo para identificação visual dos veículos automotores e implementos rodoviários é de responsabilidade do transportador. O documento deve ser fixado nas laterais externas da cabine de cada veículo automotor e de cada reboque ou semirreboque, em ambos os lados, e em locais visíveis. Essa resolução ainda exige a instalação de um dispositivo eletrônico (TAG) no parabrisa do veículo. Segundo a assessoria de imprensa da ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres), o TAG permitirá o compartilhamento de dados do veículo com outros órgãos. A rede de coleta de dados também será integrada e permitirá a utilização de qualquer ponto com câmera OCR (por exemplo, as de trânsito) ou com antena RF-ID (como as das receitas estaduais). Isso garantirá uma ampla coleta de dados das passagens dos veículos tageados. O pedido de inscrição e manutenção do RNTRC deve ser feito pelo transportador ou seu re-

Osvaldo Nascimento Costa é atendido por Rafael Teixeira Filho, o Rafa

presentante legal. É efetuado por meio de formulário eletrônico preenchido por agente da ANTT ou entidade que atua em cooperação com a agência, omo é o caso do posto do Sindicato Nacional dos Cegonheiros. Ao renovar sua RNTRC, o solicitante não paga pelos seguintes serviços: registro do transportador, impressão do certificado e do extrato da frota do transportador, e inclusão ou exclusão de veículos da frota. Mas deve arcar com serviços extras como impressão ou confecção de adesivos, cópias, autenticações ou vias adicionais.

Novo prazo A ANTT prorrogou, mais uma vez, o prazo de validade dos certificados da RNTRC. Os registros, que venceriam entre os dias 28 de setembro e 30 de outubro, agora valem até o dia 31 de outubro deste ano. De acordo com o órgão, a medida visa “garantir a continuidade do exercício da atividade de transporte rodoviário de cargas por conta e de terceiros e mediante remuneração, não demandando nenhuma ação por parte dos transportadores”. Multa O transportador que circular sem a identificação do RNTRC no veículo ou com a identificação fora das especificações estabelecidas, recebe uma multa de R$ 550. Já para aquele que trafega com o RNTRC vencido, o valor pode chegar a R$ 5 mil. Se flagrado, o infrator tem prazo de 30 dias para regularizar sua situação e os seus dados cadastrais. Se isso não for feito, é multado em R$ 500 e terá a RNTRC suspensa até a regularização. Para saber mais sobre a norma da RNTRC, acesse o site http://www.antt.gov.br/index.php/content/ view/41053/Resolucao_n_4799.html 25

Revista Cegonheiro


Investimento

Volvo inaugura centro de distribuição de peças Foto: Divulgação

Centro tem capacidade para armazenar cerca de 83 mil itens

Com 33 mil metros quadrados de área e capacidade para armazenar cerca de 83 mil itens, a Volvo acaba de inaugurar o centro de distribuição de peças. Localizado na cidade de São José dos Pinhais (PR), o centro está instalado num ponto estratégico: fácil acesso às duas principais rodovias que cortam o estado paranaense, e proximidade com o aeroporto, com o porto de Paranaguá e com a sede de várias transportadoras. Essa localização permite à montadora garantir a regra número um da logística: oferecer mais eficiência aos processos de recebimento e distribuição de peças, aumentando, com isso, a agilidade dos serviços de entrega de pós-vendas para os clientes da marca. Segundo o vice-presidente de Assuntos Corporativos do Grupo Volvo América Latina, Carlos Morassutti, o novo centro de distribuição de peças faz parte dos investimentos anunciados pela empresa para ampliar sua capacidade de atuação e aperfeiçoar cada vez mais o atendimento aos clientes na América Latina. “Precisamos de uma estrutura suporte para atender à demanda, com qualidade e agilidade”, diz. O depósito conta com 20 docas de carga e descarga, além de um pátio adicional para armazenamento de veículos. De lá, as peças partem para mais de 200 pontos de atendimento da marca no continente. A operação do centro de distribuição funciona 24 hoRevista Cegonheiro

26

ras por dia, sete dias por semana, com equipes de plantão para atender aos chamados emergenciais. De acordo com a montadora, a infraestrutura foi planejada para tornar os processos mais eficientes. As

instalações são modernas e funcionais, com processos automatizados e espaços ergonômicos. Além disso, para garantir maior eficiência energética, o projeto foi elaborado para aproveitar a luz natural.

Morassutti afirma que novo centro permitirá atender à demanda, com qualidade e agilidade


Serviço

Contra o relógio fotos: Divulgação

Profissionais altamente capacitados executam serviços no veículo

Se a troca de óleo não for feita m 50 minutos, cliente não paga um único centavo

Se você tem um caminhão Volvo e precisa trocar o óleo, vá até a concessionária Auto Sueco São Paulo. Se o serviço não for executado em 50 minutos, você não paga um único centavo pelo atendimento. A promoção “Troca de óleo em 50 minutos ou você não paga nada” vai até o final deste ano. Criado em 2014, esse serviço já atendeu a 4.282 caminhões e ônibus, até julho deste ano – mais que o dobro de agendamentos realizados no mesmo período do ano passado (2.101 veículos). Segundo o diretor de pós-vendas, Augusto Ramos, “a Auto Sueco São Revista Cegonheiro

28

Paulo conta com mão de obra especializada o que propicia muita rapidez e qualidade nesse atendimento”. Afirma ainda que “a promoção traz resultados positivos e atende uma quantidade significativa de veículos”. A campanha “Troca de Óleo em 50 Minutos ou Você Não Paga” acontece em todas as concessionárias da Auto Sueco São Paulo. E também num dos seis boxes Pit Stop instalados na nova matriz da concessionária, localizada na Estrada Turística do Jaraguá, 209, saída 14 da Rodovia Anhanguera sentido interior. Em todas as unidades, produtos de

Promoção atrai clientes para a concessionária

alto padrão são empregados no serviço, para evitar que o motorista tenha surpresas e problemas inesperados com seu veículo. Além da troca de óleo, o cliente pode optar por uma revisão mais completa e avaliar inúmeros itens mecânicos. Serviço Matriz Auto Sueco São Paulo Endereço: Estrada Turística do Jaraguá, 209 – Vila Jaraguá – São Paulo – SP Horário de funcionamento: de segunda a sexta, das 7h30 às 18 horas; e sábados, das 8h00 às 17h00


Finanças

Prestações menores e zero de entrada Foto: Divulgação

Inicialmente linha de crédito será oferecida para clientes que adquirirem os caminhões da linha TGX

Para driblar a queda nas vendas de caminhões, a MAN Latin America lançou, em parceria com o Banco Volkswagen, um projeto piloto que oferece prestações financeiras até 30% menores que as do Finame e sem a exigência de um valor de entrada. Essa modalidade de crédito, denominada leasing operacional, é voltada para os clientes que adquirirem os caminhões da linha TGX (28.440, 29.440 e 29.480) e está disponível em todas as concessionárias da marca. Segundo o presidente e CEO MAN Latin America, Roberto Cortes, essa linha de crédito também deverá ser estendida para outros modelos. A escolha da linha TGX deve-

-se ao fato de que os modelos ainda não podem ser vendidos 100% pelo Finame. De acordo com o executivo, até o final deste ano, o pesado deverá atingir o grau mínimo de nacionalização exigido pelo BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social). Hoje, o índice de financiamento é de 80%. No final do contrato, que pode variar de 36 a 60 meses, o cliente pode optar entre pagar o valor residual e ficar com o veículo ou devolvê-lo e contratar um novo leasing. Vantagens O leasing operacional traz vantagens tributárias. Como o veículo ficará no nome da instituição financeira

– e não no da empresa – a mensalidade é considerada, pelo cliente, uma despesa de aluguel, e o caminhão não fará parte dos seus ativos. Além disso, as companhias que operam com regime de lucro real, sobre o qual incide o imposto de renda, poderão utilizar o valor integral da parcela para deduzir a base do PIS/COFINS. Na mensalidade estão incluídas a manutenção completa (corretiva e preventiva), a telemetria (rastreamento e controle sobre a frota) e os custos com documentação (emplacamento e IPVA). Não há um pacote fechado com esses benefícios: o cliente pode customizar seu pacote de manutenção e de telemetria, adequando-o às necessidades de sua operação. 29

Revista Cegonheiro


Manutenção

Ao lado do cliente

Rede de concessionárias Scania conta com 122 unidades distribuídas em pontos estratégicos do país

A Scania está ampliando sua rede de concessionárias a fim de aprimorar cada vez mais o atendimento e a prestação de serviços aos clientes da marca. Somente neste ano, foram inauguradas oito novas revendas – totalizando 122 unidades. Segundo a montadora sueca, de 2012 a 2015, o investimento na rede foi da ordem de R$ 130 milhões. Até 2018 serão aportados mais R$ 50 milhões. O diretor de Serviços da Scania no Brasil, Fábio Souza, afirma que, nos últimos anos, a montadora investiu na expansão da rede, na padronização de sistemas, na reestruturação de algumas concessionárias e na mudança de endereço de outras unidades para melhor atendimento aos clientes. “Devemos ter as unidades o mais perto possível das rodovias, para facilitar e agilizar a operação do cliente”, afirma. Outro fator fundamental para manter e, principalmente, atrair novos clientes, é investir na qualificação dos profissionais. Em 2015, haverá aumento de 10% no treinamento das equipes em comparação com o ano passado. “Estamos em constante atualização de treinamento de pessoal, ferramental e dispoRevista Cegonheiro

30

nibilidade de peças e serviços. Um cliente bem atendido é fidelizado e volta a procurar a Casa Scania. Uma de nossas missões é aumentar a disponibilidade, produtividade e rentabilidade dos produtos de nossos clientes de caminhões, ônibus e motores industriais, marítimos e para grupos geradores de energia”, diz o executivo. Dentro desse conceito de atendimento, a rede Scania ampliou a oferta de um atendimento especial, os chamados Serviços Dedicados, na estrutura do cliente. Já são 20 pontos espalhados pelo país, dos quais oito inaugurados em 2015, em São Paulo, Minas, Paraná, Bahia

Fábio Souza afirma que cliente bem atendido é fidelizado e volta para a concessionária

e Espírito Santo. Nesse formato, a concessionária monta um local para realizar o trabalho de forma mais ágil e rentável. No segmento

de ônibus, por exemplo, existe um núcleo dentro da garagem da Auto Viação 1001, e no de caminhões, há estrutura semelhante na filial da Tombini, de Jundiaí (SP). Equipe de vendas Para atender o cliente que deseja adquirir um veículo da marca, a força de vendas é dividida por segmentos: semipesados, pesados, ônibus e caminhões fora de estrada. “O vendedor Scania é, na verdade, um consultor do cliente”, explica Souza. “Profissionais especializados garantem um atendimento mais personalizado e qualificado. O cliente tem a certeza de que a Scania escolheu o veículo certo para sua aplicação, ou seja, ofereceu uma solução que garante rentabilidade e economia de combustível, aliada a um pacote de serviços adequado”, completa. Outra vantagem da rede Scania é que todas as concessionárias são 100% afiliadas. Isso quer dizer que todas operam dentro dos padrões globais da marca e em constante aperfeiçoamento de tecnologias, mão de obra e estratégias comerciais e de serviços.


LICENÇAS Autorização para o tráfego de veículos com carga especial

O Sindicato Nacional dos Cegonheiros tem a disposição dos seus associados e motoristas, o Departamento de Licenças, específico para dar entrada na documentação para a retiradade Licenças Estaduais e Federal de acordo com as normas exigidas pelo DER – Departamento de Estradas de Rodagem e do DNIT – Departamento Nacional de Infra-Estrutura de Transportes.

ONDE TIRAR AS LICENÇAS São Bernardo do Campo-SP Pátio de estacionamento - Rua: Servidão Particular, 114 - Bairro Batistini Licenças Federal e Estaduais

(11) 4347-8468

Camaçari / Bahia Rua: Gurupi, 23 – Bairro Goiana Licenças do Estado da Bahia

(71) 3622-6500

Gravataí / Rio Grande do Sul Av. Eli Correa, 6.651 – RS 030 – Bairro Passo da Cavera Licenças do Estado do R.G. do Sul

(51) 3431-4848

São José dos Pinhais / Paraná Rua: Tubarão, 112 – sala 02 – Bairro: Borda do Campo Licenças dos Estados de Santa Catarina, Minas Gerais, Tocantins, Paraná, R.G. do Sul, Goiás e São Paulo

(41) 3385-8245

São José dos Campos / São Paulo Rua: Ernesto Júlio Nazaret,201 Vila Tesouro Licenças Federal e Estaduais

(12) 3906-0807

Tocantins (Licença Estadual)

Rio de Janeiro (Licença Estadual)

-Documento Cavalo Mecânico e Carreta -Contrato Social e CNPJ (pessoa jurídica) -CPF e RG (Pessoa Física) -Licença Federal 4,95m -Todos documentos autenticados

- Documento Cavalo Mecânico e Carreta - RG e CPF (proprietário da empresa) - Contrato Social - Requerimentos (no Sindicato)

Minas Gerais (Licença Estadual)

São Paulo (Licença Estadual e Federal) -Documento Cavalo Mecânico e Carreta

Santa Catarina (Licença Estadual)

-Documento Cavalo Mecânico e Carreta -Procuração (retirar no Sindicato) -Contrato Social (pessoa jurídica) -CPF e RG (pessoa física)

R. Grande do Sul (Licença Estadual) -Documento Cavalo Mecânico e Carreta

-Documento Cavalo Mecânico e Carreta

Bahia (Licença Estadual) Goiás (Licença Estadual)

-Documento do Cavalo Mecânico e Carreta

Pernambuco (licença estadual)

-Documento Cavalo Mecânico e Carreta -Licença Federal 4,95m

Paraná (Licença Estadual e Federal) -Documento Cavalo Mecânico e Carreta

ATENÇÃO MOTORISTAS

Licenciamento São Paulo 2015 Final de Placa

1e2 3, 4 e 5 6, 7, e 8 9e0

CAMINHÕES Mês do Licenciamento

Setembro Outubro Novembro Dezembro

- Cópia legível do documento do cavalo e carretas (todas as carretas que for acoplar na licença) - Cópia legível da licença federal (Dnit) - Contrato social da empresa (xerox autenticada) - CNH do proprietário ou de um dos sócios da empresa (xerox autenticada) - comprovante de endereço – pessoa física (xerox autenticada)

CARRETAS AUTOMÓVEIS MOTOS Final de Placa Mês de Licenciamento

1 2 3 4 5e6 7 8 9 0

Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro

31

Revista Cegonheiro


Restrições de Tráfego

para carretas cegonhas em

2015

Com o intuito de promover a fluidez de trânsito em grandes feriados e datas festivas, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) edita anualmente um calendário nacional de restrição a veículos de grande porte, limitando em determinados dias e horários o trânsito de Combinações de Veículos de Carga e demais veículos portadores de Autorização Especial de Trânsito (AET). Tais restrições são válidas apenas em rodovias federais de pista simples. Confira abaixo os dias e horários das restrições.

Restrição de Trânsito em todas as Unidades da Federação OPERAÇÃO

DIA DA RESTRIÇÃO

HORÁRIO DA RESTRIÇÃO

13/02/2015 (sexta-feira) 16:00DA àsRESTRIÇÃO 24:00 DIA DA RESTRIÇÃO HORÁRIO 14/02/2015 (sábado) 06:00 às 12:00 OPERAÇÃO DIA DA RESTRIÇÃO HORÁRIO CARNAVAL 13/02/2015 (sexta-feira) 16:00DA àsRESTRIÇÃO 24:00 17/02/2015 (terça-feira) 16:00 às 24:00 OPERAÇÃO DIA DA RESTRIÇÃO HORÁRIO DA RESTRIÇÃO 14/02/2015 (sábado) 06:00 às 12:00 18/02/2015 06:00 13/02/2015(quarta-feira) (sexta-feira) 16:00às às12:00 24:00 CARNAVAL 17/02/2015 (terça-feira) 16:00 às 24:00 02/04/2015 (quinta-feira) 16:00 às 24:00 14/02/2015 (sábado) 06:00 às 12:00 13/02/2015(quarta-feira) (sexta-feira) 16:00 às às 12:00 24:00 CARNAVAL 18/02/2015 06:00 SEMANA SANTA 03/04/2015 (sexta-feira) 06:00 às 12:00 17/02/2015 (terça-feira) 16:00 às 24:00 14/02/2015 (sábado) 06:00 às às 24:00 12:00 02/04/2015 16:00 05/04/2015(quinta-feira) (domingo) 16:00 CARNAVAL 18/02/2015 (quarta-feira) 06:00às às24:00 12:00 17/02/2015 (terça-feira) 16:00 às 24:00 SEMANA SANTA 03/04/2015(quinta-feira) (sexta-feira) 06:00 às 12:00 30/04/2015 16:00 02/04/2015 (quinta-feira) 16:00às às24:00 24:00 DIA DO TRABALHO 18/02/2015 (quarta-feira) 06:00 às 12:00 05/04/2015(sexta-feira) (domingo) 16:00 às 24:00 01/05/2015 06:00 às 12:00 SEMANA SANTA 03/04/2015 (sexta-feira) 06:00 às 12:00 02/04/2015 (quinta-feira) (quinta-feira) 16:00 às às 24:00 24:00 30/04/2015 16:00 03/05/2015 (domingo) 16:00 às 24:00 05/04/2015 (domingo) 16:00 às 24:00 DIA DO TRABALHO SEMANA SANTA 03/04/2015 (sexta-feira) (sexta-feira) 06:00 às às 12:00 12:00 01/05/2015 06:00 06:00 às 12:00 04/06/2015 (quinta-feira) 30/04/2015 (quinta-feira) 16:00 às 24:00 05/04/2015 (domingo) (domingo) 16:00 às às 24:00 24:00 CORPUS CHRISTI DIA DO TRABALHO 03/05/2015 16:00 07/06/2015 (domingo) 16:00 às 24:00 01/05/2015 (sexta-feira) 06:00 às 12:00 30/04/2015 (quinta-feira) (quinta-feira) 16:00 às às 12:00 24:00 06:00 04/06/2015 04/09/2015 16:00 DIA DO TRABALHO 03/05/2015(sexta-feira) (domingo) 16:00às às24:00 24:00 CORPUS CHRISTI 01/05/2015 (sexta-feira) 06:00 às 12:00 07/06/2015 (domingo) 16:00 às 24:00 INDEPENDÊNCIA 05/09/2015 (sábado) 06:00 às 12:00 06:00 às 12:00 04/06/2015 (quinta-feira) 03/05/2015(sexta-feira) (domingo) 16:00 às às 24:00 24:00 CORPUS CHRISTI 04/09/2015 16:00 07/09/2015 (segunda-feira) 16:00 às 24:00 07/06/2015 (domingo) 16:00 às 24:00 06:00 às às 12:00 04/06/2015 (quinta-feira) INDEPENDÊNCIA 05/09/2015 (sábado) 06:00 12:00 30/10/2015 (sexta-feira) 16:00 às 24:00 CORPUS CHRISTI 04/09/2015 (sexta-feira) 16:00 às 24:00 07/06/2015 (domingo) 16:00 às às 24:00 24:00 07/09/2015 (segunda-feira) 16:00 FINADOS 31/10/2015 (sábado) 06:00 às 12:00 INDEPENDÊNCIA 05/09/2015 (sábado) 06:00 às 12:00 04/09/2015 (sexta-feira) (sexta-feira) 16:00 às às 24:00 24:00 30/10/2015 16:00 02/11/2015 (segunda-feira) 16:00 07/09/2015 (segunda-feira) 16:00às às24:00 24:00 INDEPENDÊNCIA 05/09/2015 (sábado) 06:00 às 12:00 FINADOS 31/10/2015 (sábado) 06:00 às 12:00 24/12/2015 (quinta-feira) 14:00 30/10/2015 (sexta-feira) 16:00às às22:00 24:00 07/09/2015 (segunda-feira) 16:00 às 24:00 02/11/2015 (segunda-feira) 16:00 às 24:00 FINAL DE ANO 31/12/2015 (quinta-feira) 14:00 às 22:00 FINADOS 31/10/2015 (sábado) 06:00 às 12:00 30/10/2015(quinta-feira) (sexta-feira) 16:00 às às 22:00 24:00 24/12/2015 14:00 03/01/2016 (domingo) 14:00 às 24:00 02/11/2015 (segunda-feira) 16:00 às 24:00 FINADOS 31/10/2015 (sábado) 06:00 às às 22:00 12:00 FINAL DE ANO 31/12/2015 (quinta-feira) 14:00 24/12/2015 (quinta-feira) 14:00 às 22:00 02/11/2015 (segunda-feira) 16:00 às às 24:00 24:00 03/01/2016 (domingo) 14:00 FINAL DE ANO 31/12/2015 (quinta-feira) 14:00 às às 22:00 22:00 24/12/2015 (quinta-feira) 14:00 Restrição de Trânsito na BR-101, entre os Municípios de Rio Bonito e Itaboraí, km 269 a 308 03/01/2016 (domingo) 14:00 às 24:00 FINAL DE ANO 31/12/2015 (quinta-feira) 14:00 às 22:00 do Rio de Janeiro e na BR-493, nos municípios de Magé e Itaboraí, km 0 26 13/02/2015 (sexta-feira) 06:00 àsao 19:00 03/01/2016 14:00 às às 19:00 24:00 14/02/2015(domingo) (sábado) 06:00 CARNAVAL 13/02/2015 (sexta-feira) 06:00 às 19:00 18/02/2015 (quarta-feira) 12:00 às 22:00 14/02/2015(sexta-feira) (sábado) 06:00 às 19:00 22/02/2015 (domingo) 12:00 13/02/2015 06:00às às22:00 19:00 CARNAVAL 18/02/2015 (quarta-feira) 12:00 às 22:00 14/02/2015 (sábado) 06:00 às 19:00 13/02/2015 (sexta-feira) 06:00 às às 22:00 19:00 CARNAVAL 22/02/2015(quarta-feira) (domingo) 12:00 18/02/2015 12:00 às 22:00 14/02/2015 (sábado) 06:00 às 19:00 CARNAVAL 22/02/2015 (domingo) 12:00 às 22:00 18/02/2015 (quarta-feira) 12:00entre às 22:00 22:00 Restrição de Trânsito na BR-135 no Estado do Maranhão, do km 00 ao 100, os municí14/02/2015 (sábado) 12:00 às CARNAVAL 22/02/2015 (domingo) 12:00 às 22:00 pios de São Luís/MA(quarta-feira) e Itapecuru-Mirim/MA 18/02/2015 12:00 às 22:00 14/02/2015 (sábado) 12:00 às 22:00 CARNAVAL 18/02/2015 (quarta-feira) 12:00 14/02/2015 (sábado) 12:00 às às 22:00 22:00 CARNAVAL 18/02/2015 (quarta-feira) 12:00 às 22:00 14/02/2015 (sábado) 12:00 às às 20:00 22:00 19/06/2015 (sexta-feira) 12:00 CARNAVAL 18/02/2015 12:00 às às 20:00 22:00 FESTEJOS JUNINOS 23/06/2015(quarta-feira) (terça-feira 12:00 19/06/2015 (sexta-feira) 12:00 às 20:00 Restrição apenas nos Estados 26/06/2015 da Bahia, Paraíba, Pernambuco e Rio12:00 Grande do Norte (sexta-feira) às 20:00 FESTEJOS JUNINOS 23/06/2015 (sexta-feira) (terça-feira 12:00 19/06/2015 12:00 às às 20:00 20:00 26/06/2015 12:00 FESTEJOS JUNINOS 23/06/2015(sexta-feira) (terça-feira 12:00 às às 20:00 20:00 19/06/2015 (sexta-feira) 12:00 às 20:00 26/06/2015 (sexta-feira) 12:00 às 20:00 FESTEJOS JUNINOS 23/06/2015 (terça-feira 12:00 às 20:00 OPERAÇÃO

26/06/2015 (sexta-feira)

12:00 às 20:00

OBSERVAÇÃO: É NECESSÁRIO OBSERVAR AS MUDANÇAS NAS RESTRIÇÕES DOS FERIADOS REGIONAIS DE CADA ESTADO


33

Revista Cegonheiro


Classificados Axor 1933, branco, 2005. Só rodou na cegonha. Tratar com Ademir (Índio), da Tegma: (11) 98437-1050 e 97273-2933 Três Eixos – 2003 – Tratar com Sergio (11) 7864-6955, ID 80*62169. Aceita troca

Mercedes-Benz 2035, branco, 2008. Tratar com Junior/Bruno (11) 98245-6690, 99389-0869 e 118*4328

Três Eixos, Robocop original, anos 2001, 2003 e 2006. Tratar com Joel - TG (54) 3027-7966 site web: htpp://zip.net/ bwmdGF

VW Constelation 19320, 2006/2006, branco, pneus novos, ótimo estado, revisões em dia. Tratar com Mário: (11) 7871-1282 e 7730-8474

Dambroz 94, aberta e elétrica, verde. Valor a combinar. Tratar com Vilson-Melancia (11) 4412-0159 e 99958-5510

Iveco Stralis, 2008/2009, modelo Power cegonheiro, vermelho Tratar com Geraldo, da Transzero: (11) 98349-6033, 5514-2461

Dambroz 1989,preta, carreta reformada, estado de nova, impecável. Tratar com Mário (11) 7871-1282 / 7730-8474 Carreta Robocop Dambroz 2003, reformada em 2010. Padrão Tegma. Preço: R$ 35 mil. Tratar com Wadson (11) 97661-3377-TIM e (79) 98769353-Vivo

MB Axor 2040, 2008/2008, único dono. Preço: R$ 190 mil. Tratar com Cajaíba (TG): (11) 99430-3098 e ID 55*100*30421 Mercedes-Benz 1634, 06, branco. Tratar com Umberto Nóbile (TS): (11) 99441-8547

Vendo ou troco S10, ano modelo 1998, 4.3, V6, completa, cabine dupla, prata, com kit gás. Ótimo estado de conservação. Tratar com Nelson (11) 98442-0969 Fox Trend 1.6, 2012/2013, prata, com 10 mil quilômetros rodados e todos opcionais- exceto ar-condicionado. Único dono e ótimo estado. Preço: R$ 31,5 mil. Tratar com Alan Oliveira (11) 98660-5851. F-350, ano 2006/2006, com 51 mil quilômetros rodados, vermelha. Preço: R$ 62 mil. Silverado, ano 1998/1998, branca, diesel, modelo DLX, 4.2. Preço: 35 mil. Tratar com Paulo Romano (11) 98177-1414

MB 608 Dguincho, 1980. Preço: R$ 30 mil. Tratar com Gilberto (TN): (11) 999134-8945, 7833-2201 e ID 84*23068

Terreno em Caçapava, com 248m², no bairro Vitória Vale. Preço R$ 85 mil. Outro terreno também em Caçapava, no Vitória Vale 7X25. Preço: R$ 55 mil. Tratar com Latino (Tegma): (11) 986326532 e (11) 4066-4510

Carreta Engerauto, ano 2000, verde, alongada, com pneus e cintas. Preço: R$ 40 mil. Tratar com Nilton (11) 986445354 e 99263-2336

Iveco Stralis, 2009,modelo Power cegonheiro, turbina e unidades novas, vermelho e pneus novos. Preço: R$ 210 mil. Tratar com Delmiro (TNorte): (11) 99935-7917

Apartamento no centro de Diadema, três dormitórios, 65m², churrasqueira, duas piscinas, de festa, sala de ginástica. Valor: R$ 260 mil.Tratar com Eduardo – Cazu (11) 96710-9965

Carreta Nego 2008, verde e com pneus. Tratar com Hong (13)99112-2716

Axor 2035, branco, 2007/2008. Tratar com Silvana ou Félix (11) 97028-9782, 98436-3376, 11*6514 ou 7734-5921

Sítio com cinco alqueires na rodovia Castelo Branco, no Km 162, em Porangaba. Tratar com Buriti (11)99943-8656 e 6949-5995

Carreta Engerauto 1998, padrão Brazul amarela, alongada e preparada para “cara chata”, boa de carga (sete pickups e três médios), com oito pneus semi-usados. Tratar com Hamilton (11) 98114-0119

Carreta Dambroz, Robocop, 2008, amarela, com pneus e cintas. Único dono. Tratar com Pitol (11) 98411-2223 ou Luiz (11) 99220-2963 Carreta Dambroz, Robocop, 2004/2004, verde TNorte, reformada. Preço: R$ 55 mil. Tratar com Sérgio (21) 98017-8789 ou Nextel 919*3927. Alugo ou vendo uma carreta Engerauto 1996, toda Robocop, verde Transzero com pneus e cintas. Para venda R$ 35 mil. Tratar com Roberto (11) 991921817 Vendo duas carretas Três Eixos. A primeira é convencional aberta, com pneus, cintas, ano 2002, verde. Preço: R$ 40 mil. A outra também é convencional aberta e foi reformada na Rodoceg. Vem com pneus, cintas, ano 1995, verde. Preço: R$ 40 mil. Tratar com Márcio (51) 7811-3363

Volvo FH, 2005, segundo dono, motor e câmbio novos, pneus meia vida, prata. Caminhão de cegonheiro. Tratar com Buriti (11) 7830-4211 e (11) 999438656 Scania T113 Topline, ano 1997, com seis pneus Michelin novos, rodas de alumínio, conversor de bateria e televisão. Segundo dono. Impecável! Tratar com Márcio (51) 7811.3363 Vendo um caminhão Scania G420, ano/modelo 2010/2010, prata, e outro Mercedes-Benz 2040, premium, ano/ modelo 2010/2011, prata. Tratar com Zé Itabaiana (11) 99426-7886 Vendo caminhão Axor 2035, ano 2008. Único dono e em ótimo estado. Tratar com Ronaldo Jacinto (Brazul) (11) 97626-7257

Carreta Três Eixos, 2001, modelo 2002, boa de carga, com pneus e cintas, verde Transzero. Preço R$ 40 mil. Tratar com Cristiano do Pereba (12) 99163-2988

Vendo dois caminhões Volvo. Um é o FH 400, ano 2007, e outro FH 440, ano 2008. Preço abaixo da tabela. Tratar com Edelson (Alongado) - (12) 99133-7071, 99167-4175 e 90*15897

Vendo carreta Dambroz 2000, Robocop, preta, padrão Tegma. Preço: R$ 40 mil. Tratar com Alexandre (11) 99151-8785

Volkswagen 9.160, guincho plataforma, com 94 mil quilômetros rodados. Tratar com Berg (Tegma) (11) 97673-4035

Vendo carreta Rossini, ano 2006, preto, padrão Tegma. Preço: R$ 30 mil. Tratar com Petrúcio (11) 4455-2264 e 987461187

Scania 420, Toco, 2010, prata e em bom estado de conservação. Ótima oportunidade. Tratar com Barbarelli (11) 98549-1571

Carreta Três Eixos, completa, para transportar 11 carros. Impecável. Preço: R$ 20.000. Tratar com José Borracheiro, da Brazul (11) 4941-4865

Scania 124, ano 2009, 420 4X2, vermelho, pneus em bom estado, todo revisado com kit trocado na concessionária. Único dono. Com 300.000 km só rodou na cegonha. Preço: R$ 170 mil. Tratar com Toninho, da Autoport Sumaré: (19) 99222-4326

Vendo conjunto 2011, cavalo Scania P-340 e carreta amarela Tecnoceg. Falar com Polaco (Brazul) (11) 99987-3112 e ID 84*109789 Carreta Engerauto, 1996, com pneus e em bom estado. Preço: R$ 20 mil. Tratar com Luiz (11) 94763-0786 Vendo ou troco por veículo Carreta Dambroz, 2008, verde, com pneus e cintas. Todas as revisões foram feitas. Preço: R$ 40 mil. Tratar com Robson TZ (11) 7865-8643 e ID 82*15730 Carreta Três Eixos, 2005/2006, Robocop. Tratar com Pitol ou Luiz 984112223 ou Luiz (11) 99220-2963 Carreta Dambroz convencional, 2010/2010, preta, com cintas. Preço: R$ 45 mil. Tratar com Berg (11) 976734035

Volvo FH, 2005, prata. Tratar com Sergio: (11) 7864-6955 e ID – 80*62169. Aceita troca

Revista Cegonheiro

34

Scania 380, ano 2010, vermelha, com pneus Michelin novos. Ótimo estado. Preço: R$ 170 mil. Tratar com Léo (11) 98429-2230 e Tonim (11) 98361-6717 Conjunto caminhão Mercedes-Benz 2035, ano 2011, e carreta Bercamp, ano 2010. Presta serviço na Tegma TVK Sul. Tratar com Edgley (41) 9882-3333 Actros 2012, chumbo, com baixa quilometragem. Tratar com Márcio Galdino (11) 95651-4656

Uno 2009, azul metálico, duas portas, completo, flex. Tratar com Marcelo – BZ Taubaté (12) 99239-2287 e 99178-2857 Saveiro Trend 2009, prata, com cerca de 40 mil quilômetros rodados. O veículo é equipado com direção hidráulica, alarme, rodas de magnésio, trava e vidros elétricos. Preço: R$ 23 mil. Tratar com Francisco (11) 99454-9337 e 2861-0196

Sobrado no bairro Terra Nova II, com três dormitórios amplos e uma suíte com varanda. Todo reformado e tudo em porcelanato. Possui jardim de inverno na sala, cozinha embutida, rack sob medida, copa e coifa. Valor: R$ 400 mil. Tratar com Nildo (11) 7364-4324 e 4396-9008 Cobertura duplex(nova) no centro de São Bernardo do Campo.Tratar com Jorge - BZ (11) 6734-4797 Vendo ou troco chácara em Boituva por uma casa em São Bernardo do Campo ou Santo André. A chácara fica a quatro quilômetros da cidade, possui pomar e quarto para hóspede. Tratar com Nilton (Transauto) (11) 4127-9324 e 987847600 Um sobrado com três casas em São Bernardo do Campo (rua Salim Mahfoud – Terra Nova II). Tratar com Edinaldo (11) 98731-4599 e 98924-3642 Alugo dois galpões com 750 metros quadrados (cada um). Os imóveis estão instalados no bairro Batistini, em São Bernardo do Campo (SP). Valor: R$ 11 mil (cada um). Tratar com Leandro Golgatto (11) 99685-9385 Vendo, alugo ou troco apartamento no Edifício Rei Salomão (avenida Castelo Branco, 8442 – em frente ao quiosque 44), na Viação, Praia Grande. O imóvel é todo mobiliado e possui dois quartos, sala, cozinha e banheiro. O prédio conta com piscina, churrasqueira, salão de festas e de jogos. Tratar com Geraldo CTV Tegma (11) 98763-8517, 986708877, 96426-6970 (TIM) e 54*134019 (Nextel) Sobrado no Demarchi com três dormitórios (sendo uma suíte com closet, sacada e hidromassagem), sala de estar, sala com lareira e sacada, sala de vídeo, sala de jantar, cozinha ampla e planejada, lavabo, dois banheiros, área de serviço fechada, jardim de inverno, corredor lateral, quintal amplo, salão de festas e garagem para dois carros. Tratar com Rodrigo (11) 7773-3171, 968*27731 e 95343-4807 Vendo terreno no bairro Demarchi, com 10 x 19,7 metros, próximo ao restaurante São Judas. Tratar: Ramos de Oliveira – (11) 97320-1551

Vendo ou alugo sobrado no bairro Demarchi. O imóvel possui quatro dormitórios (uma suíte), sala ampla, cozinha, sala de jantar e garagem para três carros. Tratar: Ramos de Oliveira – (11) 97320-1551 Vendo dois sobrados totalmente acabados ou troco por cavalo ou carreta. Localizados no Jardim Eldorado, em Diadema, a 200 metros da Faculdade Federal, os sobrados têm acabamento de primeira e vaga para três carros. Cada imóvel tem dois dormitórios, sala, cozinha, banheiro e área de serviço. Preço: R$ 400 mil. Tratar com Wilson (11) 96861-6113 e (11) 95362-0534 Vendo uma chácara no Riacho Grande, na estrada Rio Acima, com área de 1.050 metros quadrados e 420 metros de área construída. A casa tem quatro dormitórios (uma suíte), sala de estar, sala de jantar, cozinha, banheiro, lavanderia, quarto para empregada com banheiro, canil, pomar com várias árvores frutíferas e garagem com vaga para dez carros. Aceito troca por cavalo ou carreta. Preço: R$ 400 mil. Tratar com Wilson (11) 96861-6113 e (11) 95362-0534. Vendo apartamento com 150 metros quadrados, três suítes, três vagas de garagem, adega, lazer completo no Condomínio Vila Verde, no Jardim do Mar, em São Bernardo do Campo. Tratar com Raimundinho (11) 99484-3476 ou Janete (11) 7867-8047. Vendo apartamento no Jardim Imperador (Praia Grande) com 60 metros quadrados, a 100 metros da praia. O imóvel tem um quarto, uma sala com dois ambientes, cozinha, banheiro e lavanderia e conta ainda com uma vaga na garagem. Aceito troca por caminhão. Tratar com Cazu (11) 7876-8111 e 935*1178 Alugo sobrado localizado no bairro Terra Nova I. Com 250 metros quadrados de área construída, o imóvel tem três dormitórios (sendo uma suíte), duas salas, três banheiros, cozinha, duas varandas, cinco vagas na garagem (cobertas) e salão de festas. Preço: R$ 4 mil. Tratar com Paulo ou Lúcia (11) 99480-8508 e 4347-6001 ID 653*141 Vendo dois apartamentos na Vila Guilhermina, Praia Grande (SP). Ambos estão localizados no mesmo prédio, têm 85 metros quadrados, possuem dois dormitórios (sendo uma suíte), sala, cozinha, banheiro, área de serviço e terraço gourmet. Condômino com piscina. Tratar com Marcos (11) 98559-5938 e 9*53677 Vendo apartamento no bairro Demarchi, em São Bernardo do Campo. O imóvel tem dois dormitórios, sala, cozinha planejada, banheiro e lavanderia. Condomínio com quadra, área de lazer e salão de festas. Tratar com Andreia ou Dunga (11) 98128-0731 e 6064-6666 Vendo apartamento na Praia Grande, no bairro Aviação, com vista para o mar. O imóvel possui dois quartos (sendo uma suíte), um banheiro social, sala com copa e sacada, cozinha e lavanderia. O prédio conta com piscina e garagem coberta. Monitoramento 24 horas. Tratar com Alessandra (11) 4824-3586 e 996226444 Vendo três casas com garagem para quatro carros no bairro Terra Nova II. Tratar com Ednaldo (11) 98731-4599 e 95408-3712 Vendo apartamento de 120 metros quadrados, no Residencial Bulgária, no bairro de Baeta Neves. O imóvel fica no 8º andar, tem três suítes, dois closets, sala de estar ampla conjugada com sala de jantar, lavabo, cozinha, área de serviços, área gourmet com churrasqueira, três vagas na garagem, um depósito. O prédio conta com uma piscina interna aquecida e outra externa, sala de ginástica e salões de festas. Tratar com Hamilton Mendes pelo e-mail hamilton_mendes@yahoo.com.br

ANUNCIE

4396-2085

(11)

e-mail: revistacegonheiro@sindicatodoscegonheiros.com.br


Profile for Sinaceg

Revista Cegonheiro - Edição 162  

Revista Cegonheiro - Edição 162  

Profile for sinaceg
Advertisement