Page 1

revista

Sindicato Nacional

TREZE ANOS NO CAMINHO DA INFORMAÇÃO

SEGURANÇA NAS ESTRADAS

“Seja você a mudança”

Ano 13 - edição no 161 - setembro/2015 - Publicação mensal

LEI DOS CAMINHONEIROS

Veja a localização dos pontos de paradas


Palavra do Presidente Presidente: José Ronaldo Marques da Silva Vice-Presidente: Jaime Ferreira dos Santos Secretário Geral: Douglas Santos Silva Secretário de Finanças: Reginaldo Fabretti Diretor Regional: Márcio Galdino da Silva Primeiro Secretário: José Murialdo Generoso Júnior Primeiro Tesoureiro: Josimar Lincon de Freitas Diretores Executivos Efetivos Gilmar Donizette da Silva Benvindo Gonçalves José Laércio da Silva Antenor Garibaldi Clemente Francisco de Assunção Diretores Executivos Suplentes Edimar Moreira de Oliveira Ednilson Azevedo Bitencourt Jurandy Pereira de Albuquerque Luiz Eugenio Baldin Golgatto Antonio Bertin Jardel de Castro Luiz Bianchi Giglio João Soares de Jesus Aroldo Neves de Lima Ronaldo Montagnini Jacinto Tassiano de Sousa e Silva César Wellington Pereira da Rocha Conselho Fiscal Efetivo Adilson Roberto Bento Hamilton Mendes José Vicente Bonetti Conselho Fiscal Suplente Fábio Renato dos Santos João Formiga de Souza Daiana Freitas de Oliveira Jornalista Responsável José Nogueira do Nascimento Mtb 15.211 Editoração de Arte e Produção Gráfica Milton Tonello Editor José Nogueira do Nascimento Publicidade Ítalo Rocha Nogueira Redação Analuiza Tamura e José Nogueira Revisão Maria Isabel Corcete Fotografia Capa: Arquivo PRF (Polícia Rodoviária Federal) Ítalo Rocha Nogueira Impressão Gráfica Gráfica e Editora Referência Tiragem 6.000 exemplares

Endereço Rua Servidão Particular, 114 - Bairro Batistini CEP - 09842-095 - São Bernardo do Campo - SP Fone: (11) 4347-8468 - 4396-2085 www.sindicatodoscegonheiros.com.br revistacegonheiro@sindicatodoscegonheiros.com.br conexaocomunicacao@uol.com.br Revista Mensal dirigida aos Cegonheiros. As opiniões dos artigos assinados e dos entrevistados são de seus autores e não necessariamente as mesmas da Revista Cegonheiro. A elaboração de mátérias redacionais não tem nenhuma vinculação com a venda de espaços publicitários. Os anúncios são de responsabilidade das empresas anunciantes. Ano 13 - edição nº 161 - setembro de 2015 Sindicato Nacional dos Cegonheiros

Revista Cegonheiro

4

Caros Leitores Em setembro comemoramos a Semana Nacional do Trânsito, evento que tem por objetivo chamar a atenção da população para os altos índices de óbitos e feridos nas ruas e rodovias brasileiras. É preciso que cada um de nós adote um comportamento mais responsável e mude atitudes no trânsito. Se cada um fizer a sua parte, respeitando os outros motoristas, motociclistas e pedestres, teremos um convívio muito melhor. Infelizmente, segundo dados da PRF (Polícia Rodoviária Federal), 42% dos óbitos em acidentes de trânsito envolvem veículos pesados. Por isso, peço a cada um de vocês que sempre dirija com cautela, respeite a sinalização e circule dentro do limite de velocidade permitido na via. São cuidados simples, porém, evitarão grandes transtornos. A edição deste mês traz matéria especial sobre nutrição. Nossa rotina, muitas vezes, não permite que nos alimentemos adequadamente – o que traz sérias complicações para a nossa saúde. A Revista Cegonheiro entrevistou a nutricionista assistente do Núcleo Técnico do Conselho Regional de Nutricionistas, Carina Tomida Shaletich, que deu uma série de dicas para garantirmos uma alimentação balanceada e mais saudável. Vejam também a lista divulgada pela ANTT com os pontos de parada e descanso nas rodovias. Boa leitura!

Índice

José Ronaldo Marques da Silva

Agenda .............................................................................................. 5 Legislação .......................................................................................... 6 Lei dos Caminhoneiros ......................................................................... 8 Mercado .......................................................................................... 10 Estradas .......................................................................................... 12 Poda de Árvore.................................................................................. 14 Infraestrutura ................................................................................... 16 Segurança ................................................................................ 18 e 19 Saúde ....................................................................................... 20 e 21 Gente ....................................................................................... 22 e 23 Lançamento ..................................................................................... 24 Salão ........................................................................................ 26 e 27 Ação Social ...................................................................................... 28 Serviço ............................................................................................ 29 Fiscalização ...................................................................................... 30 Licença ............................................................................................ 31 Restrições ........................................................................................ 32 Classificados .................................................................................... 34


Agenda

Reunião em Brasília No dia 9 de setembro, Boizinho recebeu a visita do associado Dimas Lopes do Carmo, da cidade de Marimbondo (AL). Ele estava acompanhado da esposa Graça e da filha Alaide – o filho Dimas Filho não pode viajar junto com a família.

Jaime, Boizinho, Angerami, Marquezelli e sua equipe

O presidente do Sindicato Nacional dos Cegonheiros, José Ronaldo Marques da Silva, o Boizinho, e o vice-presidente, Jaime Ferreira dos Santos, estiveram em Brasília (DF), em agosto. Na ocasião, reuniram-se com o diretor do Denatran (Departamento Nacional de Trânsito), Alberto Angerami, e o deputado federal Nelson Marquezelli e sua equipe, para discutir assuntos relativos ao transporte de cargas.

SINDICATO NACIONAL DOS CEGONHEIROS

Regionais: São José dos Pinhais - Paraná Rua Tubarão, 112 - Bairro: Borda do Campo Cep: 83075-060 – São José dos Pinhais/PR Fone: (41) 3385.8245 E-mail: sindceg@gmail.com Diretor: João Soares de Jesus

Porto Real – Rio de Janeiro

Sede Central: São Bernardo do Campo São Paulo Rua Luiz Barbalho, 07/11 Bairro: Demarchi Cep: 09820-030 São Bernardo do Campo/SP Fone: (11) 4346.5500 E-mail: diretoria@sindicatodoscegonheiros.com.br Presidente: José Ronaldo Marques da Silva

Rua Hilário Ettore, s/n – Bairro: Ettore Cep: 27570-000 – Porto Real/RJ Fone: (24) 3353.4170 E-mail: portoreal@sindicatodoscegonheiros. com.br Diretor: José Laércio da Silva

Serra – Espírito Santo Rua Talma Rodrigues Ribeiro, nº 96 Edif. Metropolitano – Sala 04 Cep: 29168-080 – Serra /ES Fone: (27) 3066-2011 E-mail: serra-es@sindicatodoscegonheiros. com.br Diretor: Jurandy P. de Albuquerque Jr.

Gravataí - Rio Grande do Sul Av. Eli Correa, 6.651 - RS 030 Bairro: Passo da Cavera Cep: 94010-972 – Gravataí /RS Fone: (51) 3431.7889 E-mail: gravataí@sindicatodoscegonheiros. com.br Diretor: Antenor Garibaldi

Boizinho recebe a visita de Dimas, Graça e Alaide

São José dos Campos – São Paulo Rua Ernesto Júlio Nazaret, 201 Vila Tesouro Cep: 12221-770 – São José dos Campos/SP Fone: (12) 3906.0807 E-mail: sjcampos@sindicatodoscegonheiros. com.br Diretor: Ednilson Azevedo Bitencourt

Piracicaba – São Paulo Rod SP 304, Km 147 – Sala 02 – Distrito de Tupi Cep – 13422-230 – Piracicaba/SP Fone: (19) 3438-7738 E-mail:piracicaba@sindicatodoscegonheiros.com.br Diretor: Clemente Francisco de Assunção

Sindicatos parceiros: Sintrauto – Goiás Rua Mandaguari, 36 - Bairro: JK Cep: 75709-010 - Catalão/GO Fone: (64) 3411.2907 Presidente: Juarez Rodrigues da Silva

Sintraveba - Bahia Rua Gurupi, 23 – Bairro Goiana Cep: 42808-200 - Camaçari /BA Fone: (71) 3622.6700 Presidente: Carlito Alves www.sindicatodoscegonheiros.com.br


Legislação

Boizinho assina livros contábeis

Jaime e Cíntia observam Boizinho assinando o livro contábil

Foi realizada no dia 15 de setembro, na sede do Sindicato Nacional dos Cegonheiros, em São Bernardo do Campo, a cerimônia de assinatura dos livros contábeis da entidade. Assinada pelo presidente, José Ronaldo Marques da Silva, o Boizinho, e pela contadora, Cíntia de Vasconcelos Silva, a documentação agora será encaminhada e registrada no cartório da cidade.

A elaboração dos livros contábeis é uma exigência do Código Civil e está prevista no estatuto do Sindicato. Antes da publicação do documento, os associados participaram de uma assembleia no dia 12 de agosto, no restaurante São Judas. Na ocasião, o secretário de Finanças, Reginaldo Fabretti, o Gica, apresentou o balanço da entidade. A prestação de contas foi aprovada por unanimidade.

Participaram da solenidade de assinatura dos livros contábeis: Jaime Ferreira dos Santos (vice-presidente), Hamilton Mendes e José Bonetti (representantes do Conselho Fiscal Efetivo), José Murialdo Generoso Júnior (primeiro secretário) e Luiz Bianchi Giglio, o Likinha (diretor executivo suplente).

Bonetti, Hamilton (em pé), Jaime, Boizinho e Cíntia (sentados)

Em assembleia, Gica apresentou o balanço do sindicato

Prestação de contas foi aprovada por unanimidade

Revista Cegonheiro

6


Respeite a sinalização de trânsito.

uma empresa que carrega

Tradição & Confiança

por onde passa.

VENDAS: AGORA COM ESCRITÓRIO JUNTO 54 9924.9004 - ADAÍLTON 54 3206.7700 - FÁBRICA WWW.TRESEIXOS.COM.BR À COOPERCEG


Lei dos Caminhoneiros

Veja a lista dos pontos de parada Uma das principais exigências das leis nº 12.619 e 13.103 (respectivamente, de abril de 2012 e março de 2015), mais conhecidas como “Lei dos Caminhoneiros”, é a instalação dos pontos de parada e descanso nas rodovias. Afinal, para que o motorista profissional cumpra sua jornada de trabalho e tempo de direção, é fundamental existirem locais seguros, que ofereçam condições sanitárias e de conforto adequadas para seu descanso. Esses locais foram avaliados pelos técnicos do Ministério dos Transportes, juntamente com suas entidades vinculadas como a ANTT (Agência nacional de Transportes Terrestres) e o Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura

de Transportes). As condições de segurança, sanitárias e de conforto foram estabelecidas pela portaria do Ministério do Trabalho e Emprego nº 944, de julho de 2015. Na avaliação dos gestores do Ministério dos Transportes, a implantação dos pontos de parada e descanso traz benefícios não só para os profissionais, como também para os estabelecimentos e a sociedade. Entre esses benefícios, destacam-se: diminuição de acidentes por falhas humanas devido ao cansaço; redução de roubos e furtos; desestímulo às práticas de prostituição e uso de drogas; e estímulo à modernização dos estabelecimentos. Confira a localização dos pontos de parada e descanso:

Relação dos trechos com Pontos de Parada e Descanso (PPD) adequados ou em processo de adequação.

Relação dos trechos com Pontos de Parada e Descanso (PPD) adequados ou em processo de adequação. CONCESSIONÁRIA

RODOVIA

TRECHO

NOVADUTRA

BR-116/RJ/SP

Rio de Janeiro/RJ - São Paulo/SP

CONCER

BR-040/MG/RJ

Rio de Janeiro/RJ - Juiz de Fora/MG

CRT

BR-116/RJ

Rio de Janeiro/RJ - Teresópolis/RJ – Além Paraíba/MG

CONCEPA

BR-290/RS

Osório - Porto Alegre

ECOSUL

BR-116/293/392/RS

Polo de Pelotas

TRANSBRASILIANA

BR-153/SP

Divisa MG/SP - Divisa SP/PR

PLANALTO SUL

BR-116/PR/SC

Curitiba - Divisa SC/RS

FERNÃO DIAS

BR-381/MG/SP

Belo Horizonte - São Paulo

RÉGIS BITTENCOURT

BR-116/SP/PR

São Paulo/SP - Curitiba/PR

LITORAL SUL

BR-116/376/PR - BR-101/SC

Curitiba/PR - Florianópolis/SC

RODOVIA DO AÇO

BR-393/RJ

Divisa MG/RJ - Entr.BR-116

VIABAHIA

BR-116/324/BA e BA526/528

Divisa MG/BA - Salvador-Base Naval de Aratu

ECO101

BR-101/ES/BA

Entroncamento BA-698 (Acesso a Mucuri) até Divisa ES/RJ

MGO

BR-050/MG/GO

Entroncamento com a BR-040 (Cristalina/GO) - Divisa MG/SP

CONCEBRA

BR-060/153/262/DF/GO/MG

BR-060 e BR-153 DF até à divisa MG/SP e BR-262, da BR-153/MG à BR-381/MG

CRO

BR-163/070/MT

Divisa MT/MS até entroncamento com a rodovia MT 220

MS Via

BR-163/MS

Início na divisa com o estado do MT e término na divisa com o PR

VIA 040

BR-040/DF/GO/MG

Brasília/DF - Juiz de Fora/MG

GALVÃO

BR-060/153/262/DF/GO/MG

Anápolis/GO (BR-060) até Aliança do Tocantins/TO (TO-070)

Obs.: O levantamento das informações referentes ao trecho da BR-101/RJ – Divisa RJ/ES – Ponte Presidente Costa e Silva, administrado pela Autopista Fluminense S.A., encontraem andamento. Oportunamente, esta página será atualizada em relação a essa informação. Também não é contemplada a Ponte Rio-Niterói, dado tratar-se de obra de arte especial, em perímetro urbano e com pequena extensão.

Fonte: ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres)

Revista Cegonheiro

8


Mercado

Vendas despencam foto: Divulgação

Em agosto, as fábricas produziram 216.465 veículos - menos 18,2% na comparação com o mesmo período de 2014

A falta de confiança do consumidor, aliada a outros fatores como os juros altos e as restrições ao crédito, derrubaram mais uma vez as vendas de veículos. Em agosto, foram licenciados 207.250 veículos, queda de 23,9% em relação ao mesmo período do ano passado – quando foram emplacadas 272.492 unidades. Na comparação com o mês anterior, que teve 207.250 unidades comercializadas, o recuo foi um pouco menor, de 8,9%. Segundo a Anfavea (Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores), no acumulado do ano, a retração é de 21,4%. De janeiro a agosto deste ano foram licenciadas 1.753.816 unidades, ante os 2.230.180 veículos negociados em 2014. No segmento de caminhões e ônibus, o cenário continua desanimador. No oitavo mês deste ano, foram licenciadas 5.814 unidades - queda de 46,2% em relação ao mesmo mês de 2014 (10.807) e de 10,% na comparação com o mês anterior (6.497 unidades). No acumulado do ano, as vendas de veículos pesados somaram 49.606 unidades, ante os 87.836 comercializados em 2014, o que representa Revista Cegonheiro

10

uma redução de 43,5% no volume de negócios. Produção Em agosto, as fábricas produziram 216.465 automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus - menos 3,5% em relação a julho (224.252) e 18,2% na comparação com o mesmo período do ano passado (264.626 veículos). Desde o inicio do ano até agosto, saíram da linha de montagem 1.730.708 unidades, volume 16,9% inferior ao registrado no mesmo período de 2014, quando foram fabricados 2.083.393 veículos. A produção menor, no entanto, não refletiu em redução nos estoques. Atualmente, os pátios das fábricas e das concessionárias contam 345,6 mil veículos – contra as 345,6 mil unidades acumuladas em julho. Esse total corresponde a 52 dias de vendas. De acordo com especialistas do setor, o ideal seria um estoque correspondente a 30 dias de vendas. A maior parte dos veículos está concentrada nas concessionárias que acumulam 207,9 mil unidades encalhadas. Em entrevista à imprensa, o presi-

dente da Anfavea, Luiz Moan, afirmou que “continuamos vivendo um momento bastante difícil de mercado, especialmente em relação a caminhões, com queda de 40% (nas vendas)”. Ao falar sobre projeções, ele disse que a associação também espera queda na produção de veículos no Brasil, em setembro e outubro. Exportações O comércio exterior continua a ser a tábua de salvação da indústria automobilística. As exportações atingiram 34.591 unidades (carros, comerciais leves, caminhões e ônibus), o que representa uma alta de 9,2% em relação a agosto do ano passado (31.668 veículos); e 21,9% na comparação com julho (28.383 unidades). De janeiro a agosto, foram embarcadas 259.983 unidades, volume 10,5% superior ao registro no mesmo período de 2014, quando foram exportados 235.283 veículos. O aumento de vendas para países como o México, África do Sul, Chile e Peru vem compensando a queda nas exportações para a Argentina, principal destino dos carros fabricados no Brasil.


Estradas

Alteração no tráfego da BR-277 foto: Divulgação

Alteração é necessária por causa das obras de duplicação e deverá durar cerca de 90 dias

Desde o dia 31 de agosto, os motoristas que circulam pela BR-277, na região de Matelândia (PR), estão passando por dois desvios. A alteração é necessária por causa das obras de duplicação de 5,3 quilômetros da via e deverá durar cerca de 90 dias. A primeira modificação foi feita no quilômetro 656 da BR-277, sentido Foz do Iguaçu/Cascavel, na região da área industrial do município. Agora, os motoristas devem se deslocar até o quilômetro 655, próximo ao ponto de acesso, para entrar na via marginal onde estão localizadas as empresas e residências. Nesse local está sendo Revista Cegonheiro

12

construída uma das trincheiras dessa obra de duplicação. A outra alteração é o bloqueio do acostamento ao lado da pista sentido Cascavel/Foz do Iguaçu, próximo ao Castelletto - interditado também para a continuação dos trabalhos de implantação da nova pista. Por isso, a terceira faixa do lado oposto, sentido Foz/Cascavel agora funciona como acostamento e o tráfego nos dois sentidos da rodovia flui em pista simples, com uma faixa sentido Cascavel e outra no sentido Foz do Iguaçu. Para alertar e garantir mais segurança aos motoristas quanto a esses

desvios, a sinalização vertical e a horizontal foram reforçadas. Além da duplicação da pista, ainda está prevista a construção de uma travessia para veículos e pedestres (km 657) e uma passarela (km 658), no município de Matelândia. No total, serão investidos R$ 41,6 milhões. Iniciadas em novembro do ano passado, as obras são resultado da negociação entre a concessionária Ecocataratas, o governo do estado do Paraná e o DER-PR (Departamento de Estradas e Rodagens do Paraná). A previsão é de que sejam concluídas em dois anos.


Poda de árvores

Parceria bem-sucedida

Clemente, Silvano e Adalberto reuniram-se com Cláudio Sorocaba I

Trafegar por algumas das principais avenidas e ruas de Sorocaba (cidade do interior de São Paulo) exigia atenção redobrada dos motoristas dos caminhões cegonha. Exigia, pois agora que as árvores foram podadas, é possível dirigir com muito mais tranquilidade e segurança. E isso se deve à colaboração e esforço do presidente da Câmara de Vereadores da cidade, Gervino Cláudio Gonçalves, mais conhecido como Cláudio Sorocaba I. “Recebi o frotista Silvano Vieira da Silva que me falou sobre a dificuldade que os caminhões tinham para circular em algumas avenidas e ruas da cidade em virtude dos galhos de árvores invadindo a pista. Assim que recebi o pedido de poda desses galhos, entrei em contato com o secretário do Meio Ambiente e expus as necessidades desse importante segmento. A solicitação foi prontamente atendida e uma equipe da prefeitura fez a poda”, afirma Cláudio Sorocaba I. O trabalho foi realizado nas avenidas Carlos Reinaldo Mendes, rua Humberto Berlinck, rua Doutor Nicolau Alonso Filho, avenida Dom Aguirre, rua Porphyrio Loureiro e rua Doutor Dino Pannunzio. Por isso, para agradecer ao presidente da Câmara, o seu empenho, uma comitiva do Sindicato Nacional dos Revista Cegonheiro

14

Cegonheiros, formada pelo diretor da regional de Piracicaba, Clemente Francisco de Assunção; pelo frotista Silvano Vieira da Silva; e pelo munícipe Adalberto Silva, foi até o gabinete de Cláudio Sorocaba I, no dia 10 de agosto. “Queremos, em nome do Sindicato Nacional dos Cegonheiros, agradecer sua atenção em atender nosso pedido. Afinal, temos preocupação não só com a preservação da carga, mas também com a segurança das pessoas”, disse Clemente. “Fico feliz e orgulhoso em poder ajudar. Meu gabinete está sempre de portas abertas para atender aos pedidos da população. Este é o meu trabalho: estar cada vez mais próximo da comunidade e atendê-la na medida do possível”, afirmou o presidente da Câmara. Polo automotivo Desde a instalação da fábrica da Toyota, em 2012, a cidade de Sorocaba transformou-se num dos mais importantes polos automotivos do estado de São Paulo. Nessa unidade é produzido o Etios, nas versões hatch e sedã, que, segundo dados da Fenabrave, teve quase 22 mil unidades emplacadas até o dia 10 de agosto. A boa aceitação do modelo levou os executivos da montadora japonesa a anunciar,

no início deste ano, o aumento da capacidade de produção de 74 mil para 108 mil unidades por ano, a partir do início de 2016. Outra boa notícia foi divulgada no final de julho. Na contramão do mercado, a montadora japonesa abriu 500 novos postos de trabalho para as fábricas de Sorocaba e Porto Feliz (essa unidade deverá ser inaugurada no primeiro semestre de 2016 e será responsável pela produção dos motores 1.3L e 1.5L do compacto Etios). A instalação de uma montadora gerou uma nova dinâmica para a cidade que ganhou melhor infraestrutura, principalmente no que se refere às vias de acesso. No Plano Diretor, por exemplo, está prevista a implantação de um anel viário para desafogar o trânsito na região central. “Vamos tirar o trânsito pesado da cidade. A ideia é levá-lo direto para a rodovia Raposo Tavares”, explicou Cláudio Sorocaba I. Ele também destacou o desenvolvimento do entorno da cidade e a qualificação da mão de obra. “Hoje a Toyota representa a oportunidade do primeiro emprego para os jovens. A montadora investe na capacitação de seus trabalhadores para que já trabalhem de acordo com seu sistema de produção - um dos mais exigentes e produtivos do mundo”, disse o presidente da Câmara.


Infraestrutura

Atenção redobrada foto: Divulgação

Intervenção acontece nos dois sentidos e faz parte das obras de modernização e duplicação da via

Os motoristas que trafegam pela SP-225, rodovia João Baptista Cabral Rennó, no município de Paulistânia, devem redobrar sua atenção. A Cart (Concessionária Auto Raposo Tavares) está desviando o tráfego de veículos no km 263. A intervenção acontece nos dois sentidos (leste e oeste) e faz parte das obras de modernização e duplicação da via ente as cidades de Paulistânia e Santa Cruz do Rio Pardo até o entroncamento da SP-280 Rodovia Castelo Branco. De acordo com a concessionária, a previsão é de que a obra seja concluída em março de 2016. Durante esse período, para garantir segurança aos usuários da via, a velocidade foi reduzida para 40 km/h e foram reforçados a sinalização viária, o monitoramento e a inspeção de toda a área. Além disso, foram instalados sonorizadores em ambos os sentidos e tachões com dispositivo refletivo. “A atenção do motorista é imprescindíRevista Cegonheiro

16

vel nos trechos onde há interferência de máquinas e homens. Para evitar acidentes, é fundamental respeitar os limites de velocidade e as placas de sinalização, bem como manter distância segura do veículo que vai à frente”, afirma o gerente de operações da Cart, Luís Carlos Guimarães. O executivo ainda recomenda aos motoristas ficarem atentos a outras intervenções na pista como ‘Homem bandeira’, placas, cones, e balizadores que indicam ‘Pare e Siga’, estreitamento de pista, redução de velocidade, máquinas no acostamento, entrada e saída de veículos da obra. “Em breve, teremos uma rodovia moderna, duplicada, confortável e segura e com dispositivos de acesso e retorno, sinalização nova e revitalizada”, completa Guimarães. Para esclarecer qualquer dúvida quanto ao tráfego nas rodovias sob sua concessão, a Cart oferece o serviço de atendimento ao usuário nos tele-

fones de emergência instalados a cada quilômetro em ambos os sentidos da rodovia; o sistema CARTatente, disponível nas bases SAU - Serviço de Atendimento ao Usuário e por meio do 0800 773 0090. De acordo com a concesssionária, a nova SP-225 contará com mais de 42,5 quilômetros de uma nova pista que vai beneficiar quase 69 mil pessoas de seis cidades (Cabrália Paulista, Duartina, Paulistânia, Lucianópolis, Espírito Santo do Turvo e Santa Cruz do Rio Pardo). Ao longo desse trecho, serão instalados 83 telefones de emergência, três câmeras de monitoramento de tráfego e um painel de mensagem variável fixo e radares estáticos. Além da SP-225, a concessionária administra a SP-327 Orlando Quagliato e a SP-270 Raposo Tavares, num total de 444 quilômetros entre os municípios de Bauru e Presidente Epitácio, e conserva 390 quilômetros de vicinais.


Segurança

Dirija com cautela foto: Arquivo PRF (Polícia Rodoviária Federal)

De acordo com a PRF, a falha humana é a principal causa dos acidentes

Os números assustam: segundo dados da PRF (Polícia Rodoviária Federal), cerca de 42% das mortes em acidentes de trânsito envolvem veículos pesados. No ano passado, o total de óbitos registrados (envolvendo automóveis, caminhões e ônibus) foi de 8.231. Felizmente, os números estão caindo ano a ano: em 2012, o índice foi de 8.660 e, em 2013, 8.425. Ainda de acordo com a PRF, os acidentes ocorrem com mais frequência durante o dia, porém, os fatais concentram-se nos finais de semana e em dois períodos, das 18 às 23 horas e entre as 4 e as 6 horas. O mais estarrecedor dessa estatística é que a imprudência, ou seja, a falha humana, é a principal causa dos acidentes. Por isso, para destacar a importância do motorista na prevenção de acidentes, o Conselho Nacional de Trânsito definiu que neste ano o tema da Semana Nacional de TrânRevista Cegonheiro

18

sito (18 a 25 de setembro) é “Seja você a mudança”. Partindo desse slogan, a PRF vai desenvolver diversas ações de fiscalização e educação para o trânsito, com o fim de conscientizar os condutores de que adotar atitudes simples, como andar dentro da velocidade permitida para a via, é capaz de salvar milhares de vidas. A Revista Cegonheiro, por sua vez, pediu à PRF algumas dicas sobre como o motorista deve se preparar antes de pegar a estrada. Confira: - verifique sua documentação e a do veículo; - planeje a viagem para evitar ficar perdido ou perder a concentração na condução do veículo, tentando achar o caminho; - faça a revisão do veículo, verificando, principalmente, as condições dos pneus, do sistema de iluminação, dos freios e da suspensão; - durante a viagem, respeite as re-

gras de trânsito e a sinalização. Evite as ultrapassagens indevidas, o excesso de velocidade e jamais beba e dirija. Além disso, sempre observe a utilização dos cintos de segurança por parte de todos os ocupantes do veículo; - caso a viagem seja de longa duração, realize pequenas paradas a cada duas horas de viagem e faça alongamentos para evitar fadiga e cansaço; e - uma recomendação especial para os cegonheiros e os motoristas transportadores de carga: observe e siga à risca as normas específicas do setor. Que cuidados você toma ao dirigir? A Revista Cegonheiro ouviu quatro motoristas para saber quais são os principais cuidados observados na hora de assumir o volante. Veja os depoimentos:


Sequelas do acidente “Há 32 anos sofri um acidente na BR-116, na região de Muriaé (MG), provocado pela imprudência de um motorista que fez uma ultrapassagem indevida. Tive fratura exposta nos dois joelhos e fiquei 75 dias internado. Ainda tenho sequelas desse acidente. Por isso, durante o tempo que dirigi o caminhão, sempre respeite as leis de trânsito e cumpria o horário à risca. Nunca dirigia cansado, pois isso diminui os nossos reflexos” Ari Pereira, proprietário da frota 3073, da Dacunha

Sono é traiçoeiro “Procuro dormir bem, de oito a nove horas, para estar bem descansado e disposto. Se o sono bater, paro na hora. Não importa o horário. Afinal, o sono é traiçoeiro. Com isso, garanto a minha segurança e a dos outros motoristas. Quanto ao caminhão, sempre verifico se os pneus estão bem calibrados. Além disso, eles têm que estar em boas condições. Pneus carecas dificultam a freada e, o que é pior, podem provocar o efeito “L”, isto é, se frearmos bruscamente o carreta pode passar por cima do caminhão”. José Carlos de Souza, motorista da frota 2609, da Transauto

Caminhão em boas condições “Descansar bem e ter uma boa noite de sono são fatores fundamentais para estar bem e com reflexos 100% para botar o pé na estrada. Também verifico as condições do caminhão, o estado dos pneus, os níveis da água e do óleo. Além disso, antes de sair da garagem, checo se não há nenhum barulho estranho. Qualquer defeito ou falha numa das peças, pode provocar um acidente. Por isso, se percebo algum ruído ou chiado, chamo o mecânico. Tenho três filhos para criar e educar, por isso sou prevenido”. Antônio Pereira Leite, motorista da frota 3604, da Transzero

Manutenção em dia “Faço sempre a manutenção do caminhão para evitar problemas. Gosto de deixar tudo em ordem. Também verifico sempre as condições dos pneus. Assim como cuido da máquina, tenho cuidados com a minha saúde. Nunca dirijo quando estou com sono e procuro manter uma alimentação saudável e bem equilibrada. Evito comidas “pesadas” e gordurosas que dificultam a digestão. Isso é ruim não só para dirigir, mas também dificulta o sono”. Zady Martins Brandão, motorista da frota 134, da Transzero

19

Revista Cegonheiro


Saúde

Mantenha distância Trocar as principais refeições do dia por sanduíches, salgados, pizzas ou outros tipos de lanches faz parte da rotina de muitos brasileiros. Segundo pesquisa realizada pelo Ministério da Saúde, cerca de 16% das pessoas têm esse hábito nada saudável. É preciso manter distância desses alimentos ricos em gordura, açúcar e sódio, para evitar a obesidade e, principalmente, as doenças cardiovasculares. Para falar sobre o assunto, a Revista Cegonheiro entrevistou a nutricionista assistente do Núcleo Técnico do Conselho Regional de Nutricionistas, Carina Tomida Shaletich. Confira: Revista Cegonheiro (RC) - A rotina do motorista de caminhão não possibilita, muitas vezes, que ele se alimente adequadamente e recorra aos lanches e salgadinhos. Quais são os principais prejuízos para a saúde, além do excesso de peso? Carina - Em sua maioria, os tradicionais lanches e salgadinhos apresentam pouca quantidade de fibras, vitaminas e minerais e, em contrapartida, são ricos em sódio e gordura. A alimentação baseada nesse padrão associada a uma vida sedentária pode causar inúmeros malefícios à saúde, como diabetes, pressão alta, colesterol elevado, doenças cardiovasculares e alguns tipos de câncer. RC - Quando não houver alternativa, quais são as opções mais indicadas? Carina – É recomendável dar preferência a salgados assados, com recheios que contenham verduras e legumes, assim como a versões integrais. Os sanduíches naturais são uma boa opção ou mesmo os que contêm cortes magros de carne. Molhos como catchup e mostarda devem ser evitados. A água e os sucos naturais são ótimas opções para a hidratação e geralmente são facilmente encontrados nas estradas. É importante prestar atenção aos locais que oferecem opções saudáveis e programar as paradas nesses lugares. Para longas distâncias, uma boa opção é carregar os alimenRevista Cegonheiro

20

Guery se alimenta de três em três horas e agora não toma mais medicamento para regular o colesterol

tos, mantendo a frequência e o consumo de alimentos saudáveis. RC - Que tipos de alimentos podem ser transportados na boleia de um caminhão? Carina - Inúmeros alimentos, principalmente os lanches intermediários. Alguns deles são fáceis de carregar, como frutas em geral (in natura ou desidratadas), castanhas (de caju e do Brasil), barras de cereais, bolo simples e biscoitos integrais. Outras opções também são possíveis, caso haja um refrigerador ou mesmo uma bolsa térmica disponível: são iogurtes, queijos, lanches e sucos naturais. RC - Como devem ser acondicionados para evitar que se deteriorem? Carina - Alguns alimentos não necessitam de refrigeração, como as frutas, castanhas, barras de cereais e biscoitos integrais. Já os iogurtes, a maioria dos queijos, sanduíches e su-

cos naturais necessitam de refrigeração, que pode ocorrer em geladeiras ou mesmo em bolsas ou caixas térmicas com gelo. RC - Quantas refeições devem ser feitas ao longo do dia? Dê alguns exemplos de alimentos que não podem faltar em cada uma delas. Carina - O ideal é realizar três refeições principais (desjejum, almoço e jantar) e lanches intercalados (lanche da manhã, lanche da tarde e ceia), mantendo um intervalo aproximado de três horas entre elas. Para os cegonheiros que trabalham no período noturno, será necessário adaptar essas refeições de acordo com seu horário, atentando-se para a frequência. O Ministério da Saúde elaborou em 2014 o Guia Alimentar para a População Brasileira no qual descreve inúmeras orientações para uma alimentação saudável. Nesse contexto, o motoris-


ta deve buscar contemplar diversos grupos alimentares diariamente, ou seja, cereais (arroz, milho, farinha, pão, macarrão e aveia), leguminosas (lentilha, grão de bico, feijão carioca e preto, entre outros), raízes e tubérculos (mandioca, batata, cará e inhame), legumes e verduras (abóbora, beterraba e tomate), frutas (jabuticaba, kiwi, abacate, banana e tangerina), leite e queijos (leite, coalhada, iogurte e queijos), carnes e ovos (carne vermelha, ave e pescado) e castanhas e nozes. Vale ressaltar a importância de se dar preferência aos cereais integrais, às versões desnatadas ou semidesnatadas do leite e seus derivados e, ao consumir carnes vermelhas, preferir os cortes com menos gordura. Além disso, é recomendável reduzir o consumo de óleos, gorduras, sal e açúcar no preparo dos alimentos, assim como de produtos processados. A rotina do caminhoneiro é dinâmica e nem sempre é possível programar o conteúdo de todas as refeições, sendo que o mais importante é contemplar os diferentes grupos alimentares ao longo do dia e não delimitar alimentos específicos para cada refeição. RC - É verdade que ficar longos períodos sem comer em vez de ajudar a emagrecer, pode engordar? Carina - Ficar longos períodos sem se alimentar deixa o organismo em modo “econômico”, o que resulta num metabolismo mais lento. Nessse caso, após a ingestão o corpo tende a armazenar maior quantidade sob a forma de gordura para os próximos períodos de privação de alimentos. O cérebro humano utiliza glicose como fonte de energia para suas atividades, sendo que períodos de jejum prolongado podem ocasionar desde dores de cabeça até diminuição da coordenação motora. Portanto, para uma direção mais segura, programe-se para realizar refeições com intervalo de aproximadamente três horas entre elas. RC - O motorista de caminhão é, devido à profissão, uma pessoa mais sedentária. Nesse caso, alimentos doces como chocolate e bolos podem ser consumidos com que frequência? Carina - A população em geral deve consumir com cautela alimen-

tos ricos em gordura, açúcar e sódio. Isso inclui chocolates, bolos, bolachas recheadas, macarrões instantâneos, sopas e temperos prontos, entre outros. Não há uma recomendação específica para o número de vezes em que esses alimentos devem ser ingeridos diariamente ou semanalmente, porém, o certo é que devem ser minimamente consumidos, sobretudo quando não estão associados a atividades físicas regulares. Para elaborar um plano alimentar individualizado, procure a orientação de um nutricionista, que levará em conta seu gasto energético, hábitos alimentares, rotina e limitações. RC - Ingerir líquido durante as refeições. Isso é proibido ou permitido? Por quê? Carina - O ideal é consumir líquidos antes ou depois das refeições e, quando consumidos durante a refeição, isso deve ser feito de forma mínima e aos poucos. O consumo de líquidos durante uma refeição pode prejudicar a mastigação, visto que alguns indivíduos utilizam a bebida para “empurrar” o alimento para o estômago. E ainda pode ocorrer uma diluição das enzimas presentes no estômago, além de uma falsa sensação de saciedade. RC - Quantos litros de água devem ser consumidos ao longo do dia? Carina - De forma geral, deve-se manter um consumo de seis a oito copos de água, totalizando dois litros diariamente. Essa quantidade pode variar de um indivíduo para o outro e de acordo com fatores ambientais. RC - É verdade que um copo de suco de laranja é mais calórico que a mesma quantidade de refrigerante? Carina - Ao se comparar um copo de suco de laranja natural com a mesma quantidade de um refrigerante comum, observa-se que o valor calórico do suco natural é menor que o do refrigerante em sua versão convencional - essa comparação não se refere aos refrigerantes em suas versões diet, light ou zero. Já em relação aos sucos industrializados, alguns deles têm mais calorias que as versões convencionais dos refrigerantes. Vale lembrar que escolher a melhor

opção a ser consumida não significa que devemos observar somente as calorias. Devemos levar em consideração os nutrientes que cada bebida oferece. Portanto o suco de laranja, assim como os demais sucos naturais, oferecem inúmeras vitaminas e minerais ao organismo, diferentemente do refrigerante que contém substâncias desnecessárias para a manutenção de uma boa saúde. Mudança de hábito O cegonheiro Guery de Oliveira é um exemplo de pessoa determinada. Há dois anos, ele decidiu que não iria mais tomar o medicamento para controlar o colesterol, teria uma alimentação mais balanceada e passaria a caminhar todos os dias. “O remédio provocava muitas dores no estômago. Conversei com o meu médico e ele me disse que era necessário mudar minha alimentação e praticar uma atividade física. Foi o que eu fiz”. Resultado: de lá para cá emagreceu dez quilos e a taxa de colesterol que era de 235 passou para 123. Mesmo durante suas viagens, Guery cumpre sua promessa: se alimenta de três em três horas e caminha no final de tarde. “Tenho uma geladeira no caminhão e sempre abasteço com leite, iogurte, frios e frutas. Pão integral e barras de cereais não podem faltar”, diz. As caminhadas são feitas após o expediente. “Sempre procuro um local seguro. Nunca na beira de pista. Meu chefe, o Edgar Grigoletti, entende que esse é um hábito saudável e permite que eu pare para me exercitar”, conta.

21

Revista Cegonheiro


Gente

Na cara e na coragem

João Generoso soube encarar e vencer as dificuldades. Na foto, com o neto Júnior

Muitas pessoas desistem diante do primeiro obstáculo. Esse, no entanto, não é o caso do frotista João Vitorino Generoso, avô do atual primeiro-secretário do Sindicato Nacional dos Cegonheiros, José Murialdo Generoso Júnior. Ele sempre encarou as dificuldades como uma espécie de aprendizado para crescer e tornar-se mais forte. O melhor exemplo disso foi a primeira viagem como motorista de um caminhão cegonha. Em 1972, aos 35 anos, João Vitorino decidiu dar um novo rumo a sua vida e começou a trabalhar como cegonheiro, na Translor. “Com as minhas economias, comprei um Mercedes-Benz 1113 novo e uma carreta. A primeira viagem foi até Blumenau, em Santa Catarina. O caminhão, no entanto, não andava: eu pisava fundo e nada. Naquela época, a BR-116 era uma pista simples, sem acostamento. Já era de noite, eu estava na Serra do Azeite e, de repente, o caminhão parou. Havia uma fila de carros atrás de mim. A Polícia Rodoviária veio e rebocou o caminhão para o meio do mato. Não havia nada por perto”, relembra. Ele conta que não entendia nada de mecânica e naquele horário não tiRevista Cegonheiro

22

nha a quem recorrer, por isso tratou de conseguir uma carona até um restaurante. “Estava com uma fome danada. No restaurante, encontrei um colega, de cujo nome não me recordo, e jantamos juntos”, diz. João conta que depois voltou para o local onde deixara o caminhão estacionado e dormiu na boleia. “Ao som do ronco dos bichos e dos pássaros”, brinca. No dia seguinte, foi até a concessionária de Curitiba e relatou o que havia ocorrido. “O caminhão estava na garantia, por isso chamaram alguns mecânicos, pegaram um motor novo e foram comigo fazer a troca”, conta. Por precaução, João voltou para a revenda a fim de verificar se tudo estava funcionando corretamente. Feito isso,

Coragem é a receita de sucesso de João

botou o pé na estrada e pôde finalmente cumprir sua primeira tarefa. Duplicata Passado o sufoco da estreia nas estradas, João Vitorino fez mais duas ou três viagens até que recebeu uma carta da montadora alemã. “Era uma duplicata. Estavam cobrando a troca do motor”, afirma. Entre a surpresa e a revolta, João foi até a concessionária e disse, sem rodeios, que o caminhão estava na garantia e não pagaria pelo motor trocado. Apesar de naquela época não existir o Código de Defesa do Consumidor, ele sabia brigar por seus direitos. “Disse que ficava a critério deles. Se me cobrassem a duplicata, eu ia procurar os jornais para contar minha história. Até hoje não fui cobrado”, comemora. Embora estivesse satisfeito na nova profissão, João sentia muita falta de sua mulher, Terezinha, e dos filhos - Miguel, Valmarino, José Murialdo, Osmar e Maria. “Para ir atrás da minha realização profissional, mudei-me para São Bernardo do Campo e deixei minha família em Ararangua (SC). A Terezinha e o Miguel tomavam conta da padaria que, naquela época, já não dava tanto lucro”, comenta. Seu obje-


nheciam bem o setor de cegonhas. Por isso, cada um teria seu caminhão. Mas teriam de pagar pelos veículos. Assim como batalhei para comprá-los, eles fariam o mesmo”, diz. Dos cinco filhos, apenas Maria, que é professora não atua no setor de transporte. Aos 65 anos, João decidiu pendurar as chuteiras. “Resolvi me aposentar por conta própria. Naquela época tinha um Scania e transportava tanque”, conta. Hoje, ele aproveita o tempo para curtir os 14 netos e 4 bisnetos. “Dois bisAlgumas horas de conversa com João rendem netos estão a caminho”, boas histórias comemora. Nas horas tivo, então, passou a ser trazê-los para vagas, dedica-se à leitura da Bíblia. mais perto. “Até que um dia enquanto Quando questionado sobre qual o seestava esperando a carga, caminhei gredo do sucesso, responde sem hesipor São Bernardo e vi algumas casas tar: coragem. na rua São Faustino. Gostei de uma que ficava numa esquina, mas o correComo tor me disse que estava reservada. Pertudo começou guntei se já havia recebido a grana e a E foi necessária muita coragem no resposta foi negativa. Falei: pago ago- início da carreira. A primeira profissão ra”, conta. E o negócio foi fechado. de João foi padeiro. Isso mesmo: padeiro. Ele era dono de uma padaria 24 horas, Com em Araranguá. “O movimento era tão a família grande que usávamos de cinco a seis saMiguel passou a acompanhá- cas de farinha de trigo por dia”, conta. Só -lo nas viagens. “Um dos dias mais para ter uma ideia da quantidade de pães, emocionantes foi quando o Miguel cada saca tinha 50 quilos de farinha. me disse: pai, para você dar estudo para todos, vamos trabalhar juntos”, lembra. “Aos 18 anos, ele começou a trabalhar como cegonheiro. Já o primeiro emprego de Valmarino foi na área de faturamento da Translor. “Em pouco mais de um ano, ele já era chefe do setor”, orgulha-se. Enquanto os dois filhos mais velhos trabalhavam na área de transporte, José Murialdo conseguiu uma vaga como conferente de mercadorias, na Casas Bahia. Os negócios de João já estavam bem encaminhados: tinha quatro caminhões e a tendência era crescer ainda mais. Até que um dia, chamou os filhos. “Disse-lhes que eles já co-

Durante dez anos, dividiu-se entre a preparação da massa, os fornos e a administração da padaria. Mas, o que o atraía mesmo eram os caminhões-cegonhas. “A padaria estava instalada numa rua que era trajeto dos caminhões. Ficava encantado ao vê-los passar e me imaginava dirigindo um deles”, relembra. Até que, um dia, decidiu que seria cegonheiro. “Procurei o Primus, meu amigo dono de uma concessionária de caminhões. Pedi que escrevesse, num papel timbrado, uma carta de apresentação para o responsável pela empresa que transportava os veículos. Até ditei o que deveria ser escrito. Ele carimbou e assinou a carta. Coloquei a carta no bolso e comprei uma passagem para São Paulo”, conta. Sem conhecer nada, perguntou ao motorista do ônibus onde deveria descer e pegou um táxi até São Bernardo. Foi até a Translor e entregou a carta para Roberto Franklin, o administrador da transportadora. “Ele disse que atenderia àquele pedido, mas que eu precisaria ter um caminhão e prepará-lo para transportar os carros. Voltei para casa, peguei tudo o que havia economizado e comprei um Mercedes-Benz 1113. Sem nunca ter dirigido um, encarei a estrada e, aos trancos e barrancos, fui até Vacaria (RS), na Rosseti, para comprar a carreta”, relembra. Depois de dois meses, ela ficou pronta e, assim, teve início a história que muitos já conhecem.

Aos 35 anos, ele decidiu realizar o sonho de ser cegonheiro

23

Revista Cegonheiro


Lançamento

Scania lança série especial Griffin Edition

Modelo é equipado com volante de couro, ar-condicionado, climatizador e computador de bordo

Série especial, que poderá ser encomendada até dezembro, é limitada a apenas 300 unidades

Com quantidade limitada a 300 unidades, a Scania lançou a série especial Griffin Editon. Inspirada no símbolo da montadora, o grifo é um animal mitológico e lendário, com corpo e patas traseiras de leão; cabeça, asas e patas dianteiras de águia. Os caminhões, que poderão ser encomendados até dezembro, estarão disponíveis nas versões R 440 e R 480, nas configurações 6x2, 6x4 e 8x2. Equipados com motores de 13 litros, que geram 440 e 480 cavalos de potência e desenvolvem torque de 2.300Nm e 2.400Nm, respectivamente, os caminhões têm PBTC (peso bruto total combinado de 56 toneladas (6x2), 74 toneladas (6x4) e 54,5 toneladas (8x2). Para garantir conforto e prazer de dirigir ao motorista, conta com a quarta geração da caixa automatizada Scania Opticruise, e o Scania Driver Support, uma espécie de “professor” eletrônico, instalado no painel, para o auxílio a quem dirige Revista Cegonheiro

24

com dicas de melhorias na condução em tempo real. E tem mais: possui o Ecocruise, que ajuda o condutor a obter melhor desempenho tanto na subida quanto na descida, e o Scania Retarder, sistema de freio hidráulico auxiliar que garante frenagem de mais de mil cavalos mesmo em velocidades mais baixas. O torque máximo chega a 4.100Nm. Todos esses componentes aliados aos defletores de ar podem gerar economia de diesel de até 4% na comparação com um modelo tradicional Euro 5. Esse índice pode chegar a 15% em relação a um produto Euro 3, que não usa defletor de ar e se for conduzido por um motorista sem treinamento adequado. Visual diferenciado A cabine Highline, os espelhos, as maçanetas e os para-choques ganharam a exclusiva cor cinza carbono. A

identificação visual Griffin Edition foi fixada na parte frontal superior da cabine e acima das portas. Há também dois grifos dourados desenhados sob as laterais do defletor de ar, e faixas alusivas à série, de cores cinza claro e dourada, adesivadas nas portas. O grifo também está presente dentro da cabine, bem atrás dos assentos e nos tapetes. O visual é incrementado com faróis de xenônio e lanternas em LED. Para conforto do motorista, o volante é de couro e para auxiliá-lo nas manobras, o modelo tem espelho angular em ambos os lados. Outros mimos para atrair o cliente são ar-condicionado, climatizador e computador de bordo com visor colorido de 6,5 polegadas, em alta resolução e de fácil leitura. O display é constituído de seis campos, programados conforme a necessidade e preferência do motorista. O rádio tem conexões bluetooth, USB, AUX e SD-card, e está integrado à navegação via GPS.


Salão

As estrelas do Salão A 66ª edição do Salão de Frankfurt, considerado a maior mostra automotiva do mundo, realizada entre os dias 17 e 27 de setembro, foi palco para o lançamento mundial de 210 veículos. De acordo com a organização do evento, 1.103 expositores de 39 países ocuparam uma área do tamanho de 33 campos de futebol e mostraram as tendências para o futuro. Confira algumas delas:

Novo Ford Edge Recém-lançado nos Estados Unidos e com estreia prevista para o Brasil no próximo ano, o novo Edge chega ao mercado europeu no começo de 2016. O modelo virá de série com novas tecnologias, como o sistema tração inteligente AWD, que avalia as condições de aderência das rodas a cada 16 milissegundos e faz uma transição suave entre a tração dianteira e AWD, para garantir a segurança, especialmente em pistas escorregadias.

Rolls-Royce Dawn Super esportivo de luxo, o Rolls Royce Dawn (que em inglês significa amanhecer) é equipado com motor V12 de 6,6 litros, que desenvolve potência de 563 cavalos a 5.250 rpm e torque máximo de 780 Nm a 1.500 rpm. Esse propulsor atinge velocidade máxima de 250 km/h e acelera de 0 a 100 km/h em apenas 4,9 segundos. Segundo a fabricante inglesa, o teto conversível leva 20 segundos para abrir ou fechar e pode ser acionado em velocidades de até 50 km/h.

Revista Cegonheiro

26


Volkswagen Tiguan O esportivo Tiguan R-Line foi um dos destaques da Volkswagen. Ao lado dele, a montadora apresentou outras três versões, o clássico modelo on-road, a versão off-road e um veículo conceito com propulsão híbrida plug-in, o Tiguan GTE. Disponível em oito opções de motorização, que varia de 115 cv (85 kW) a 240 cv (176 kW), conta com o novo sistema 4MOTION Active Control, que permite aos motoristas ajustar o sistema de tração integral de forma mais personalizada para todas as condições de rodagem. Com isso, é capaz de rebocar cargas de até 2.500 quilos. Renault Megane Com design renovado, a quarta geração do Renault Megane oferece mais espaço para os passageiros do banco traseira, graças à maior distância entre-eixos. Além disso, é 25 milímetros mais baixo que a versão anterior e tem as bitolas mais largas em 47 mm na dianteira e 39 mm na traseira, o que garante um visual mais imponente e agressivo.

Mercedes Classe S Cabriolet Os fãs da marca de luxo alemã podem aguardar. A Mercedes-Benz promete que um dos destaques do Salão, o Classe S Cabriolet, desembarcará no Brasil no próximo ano. Primeiro conversível da família depois de mais de 40 anos, o modelo se destaca pelo design imponente e exclusivo.

Nissan Gripz Concept Segundo a Nissan, esse crossover conceito foi inspirado no lendário Nissan 240Z e no mundo do ciclismo. O Gripz Concept tem traços em comum com o Kicks, outro veículo conceito, exibido no Salão do Automóvel de São Paulo, no ano passado. Os projetistas engenheiros da montadora japonesa afirmam que o projeto explora uma nova direção esportiva e que foi concebido para criar novas sensações ao volante.

Lamborghini Huracán Spyder Com design inovador, a nova Huracan LP 610-4 Spyder promete muita emoção aos privilegiados proprietários do veículo. Equipado com motor V10 aspirado, de 5,2 litros, o modelo desenvolve 610 cavalos de potência, acelera de 0 a 100 km/h em 3,4 segundos e atinge velocidade máxima de 324 km/h. Segundo a marca, o carro já conta com as novidades que vão integrar toda a família Huracán, como os sistemas de cilindro on demand, stop start e nova configuração de controle eletrônico de tração.

27

Revista Cegonheiro


Ação Social

Doação do bem As doações recebidas na Campanha do Agasalho, promovida pelo Sindicato Nacional dos Cegonheiros e com participação de todas as regionais, já foram entregues. Bem sucedida, a iniciativa contou com a colaboração de funcionários e associados, além da comunidade. Confira nestas fotos, como foi a entrega das roupas e agasalhos em algumas entidades:

Roda de história na Casa São Vicente de Paulo, uma das entidades beneficiadas pela campanha

Rose (loira) e Angélica (cabelo preso) entregam as doações para Sara e alguns moradores do Lar Batel

Revista Cegonheiro

28

Vicente Ferreira e Otaviano Veloso receberam as doações da matriz do sindicato

Tainara e Daniel tiveram um inverno quente


Serviço

Seu RG tem mais de dez anos?

Para evitar transtornos, é recomendável providenciar a segunda via do documento de identificação

Se sua resposta for afirmativa, é recomendável providenciar a segunda via do documento. Embora não tenha prazo de validade definida (lei nº 7.116, de 29 de agosto de 1983), diversas instituições como os bancos e os cartórios, por exemplo, não estão aceitando RGs emitidos há mais de dez anos. A justificativa é combater as fraudes, pois, muitas vezes, a data de nascimento é incompatível com a fisionomia do portador ou com a data de emissão do documento. A Febraban (Federação Brasileira dos Bancos) confirma que as instituições financeiras fazem essa exigência. A Polícia Federal também solicita a renovação do documento, principalmente se o mau estado de conservação impossibilitar a identificação do cidadão que solicita a emissão do passaporte. Outro órgão que exige RG com menos de dez anos é o INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) para os aposentados que fazem a prova de vida. Por isso, para evitar transtornos é recomendável providenciar a segunda via do documento de identificação. Agende um horário no Poupatempo. O agendamento pode ser feito pelo celular ou tablet com o aplicativo SP Serviços, pelo telefone 0800 772 3633 ou pelo site do

Poupatempo (www.poupatempo. sp.gov.br). Escolha a melhor data, o horário e a unidade do Poupatempo mais próxima de sua casa ou local de trabalho. No dia agendado, leve a certidão de nascimento (se for solteiro) ou de casamento e uma foto 3x4. A taxa é de R$ 31,88 e pode ser paga no posto do Poupatempo (dinheiro ou cartão de débito). Estão isentos do pagamento: homens com mais de 65 anos; mulheres acima de 60 anos; desempregados há mais de três meses (para isso é necessário apresentar a carteira de trabalho e previdência social com registros atualizados); RG com erro de digitação (desde que constatado no prazo de 90 dias); e vítimas de situações de calamidade pública ou estado de emergência decretados no município do habilitado.

Desde o ano passado, todos os RGs já são digitalizados

O novo documento ficará pronto em até cinco dias úteis (isto é, sem

contar sábados, domingos e feriados) e pode ser retirado por qualquer pessoa (desde que apresente o protocolo). No estado de São Paulo, o Poupatempo oferece o serviço de envio do documento pelos Correios (exceto nas unidades dos municípios de Carapicuíba, Diadema, Itaquaquecetuba, Penápolis, Santo André e Taboão da Serra). A entrega é feita em até cinco dias úteis a partir da data do RG. Novo modelo Desde o ano passado, todos os RGs já são digitalizados. Com novo lay out, a cédula é impressa em papel especial, com película protetora e borda diferenciada. O número aparece em vermelho e negrito e a foto e a impressão são mais nítidas para facilitar a visualização. O documento conta ainda com novos itens de segurança como o QR Code (impresso no verso) que armazena eletronicamente informações como nome, data de nascimento e fotografia do cidadão. Esse código será lido por uma aplicativo de uso exclusivo da polícia. É importante destacar que a atual carteira de identidade continua valendo. Apenas quem precisar emitir uma nova via ou quem a tirar pela primeira vez terá a nova versão. 29

Revista Cegonheiro


Fiscalização

Lombadas eletrônicas nas estradas gaúchas As estradas estaduais gaúchas vão ganhar 89 lombadas eletrônicas. foto: Divulgação Os equipamentos, que deverão ser instalados até o dia 21 de setembro, autuarão motoristas que ultrapassarem o limite de velocidade de 80 km/hora. A medida, segundo o Daer (Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem), visa conscientizar os motoristas de respeitar os limites de velocidade, com isso garantindo mais segurança nas vias e reduzindo o número de acidentes. Com investimentos de R$ 2,5 milhões, as lombadas serão instaladas em 15 rodovias (veja quadro). O secretário dos Transportes e Mobilidade, Pedro Westphalen, afirma que os locais foram escolhidos após minucioso estudo feito por engenheiros do Daer, que levaram em consideração pontos onde há intensa travessia de pedestres e ciclistas, sobretudo em trechos urbanos. “Com a instalação dessas lombadas eletrônicas, daremos um passo significativo para reduzir o número de acidentes em nossas rodovias”, diz. O secretário ainda destaca que as lombadas eletrônicas são importante instrumento de educação para um trânsito seguro. “Os motoristas que avistam um desses dispositivos sabem que ali é preciso redobrar a atenção, pois é o indicativo de um local com grande circulação de pessoas”, afirma. De acordo com o diretor de Operação Rodoviária do Daer, Rogério Uberti, outros lotes de lombadas eletrônicas estão em implantação no estado. Ao final de todo o processo, 151 faixas deverão ser monitoradas. “Já temos um conjunto de 18 lombadas em fase de instalação no Vale do Sinos e em Ijuí. Outras 23 aguardam a assinatura da ordem de início e o último lote, com 21 lombadas, deve ser licitado em breve”, destaca. Confira a localização das lombadas eletrônicas: Rodovia

Quilômetro

ERS 129 ERS 155

km 72 (Encantado): duas lombadas km 1,3 (Ijuí): uma lombada e km 2,3 (Ijuí): duas lombadas km 182,5 (Passo Fundo): duas lombadas; km 282,7 (Nova Bassano): duas lombadas; km 271 (Nova Araçá): quatro lombadas; e km 227 (Vila Maria): quatro lombadas km 102 (Entre-Ijuís): duas lombadas e km 103 (Entre-Ijuís): duas lombadas km 10 (São Jerônimo): duas lombadas e km 20,5 (Charqueadas): duas lombadas km 4 (Santa Maria): quatro lombadas e km 5,7 (Santa Maria): quatro lombadas km 156,5 (Novo Cabrais): duas lombadas; km 179,5 (Paraíso do Sul): duas lombadas; km 2 (Montenegro): duas lombadas; e km 3,5 (Montenegro): duas lombadas km 38,7 (Estrela): duas lombadas km 24,4 (Glorinha): duas lombadas; km 79,4 (Osório): duas lombadas; e km 98,5 (Tramandaí): quatro lombadas km 10 (Igrejinha): duas lombadas km 4 (Nova Petrópolis): duas lombadas; km 8,5 (Nova Petrópolis): duas lombadas; km 36,6 (Gramado): quatro lombadas; e km 38,2 (Gramado): quatro lombadas km 0,5 (São Leopoldo): quatro lombadas; km 1,2 (São Leopoldo): quatro lombadas; km 8,3 (Portão): quatro lombadas; km 9,9 (Portão): quatro lombadas; e km 19 (Capela de Santana): duas lombadas Km 2,7 (Paraí): duas lombadas km 30 (Itati): duas lombadas km 9 (Morro Reuter): duas lombadas.

ERS 324 ERS 344 ERS 401 ERS 509 RSC 287 RSC 453 ERS 030 ERS 115 ERS 235 ERS 240 ERS 438 ERS 486 VRS 853

Revista Cegonheiro

30


LICENÇAS Autorização para o tráfego de veículos com carga especial

O Sindicato Nacional dos Cegonheiros tem a disposição dos seus associados e motoristas, o Departamento de Licenças, específico para dar entrada na documentação para a retiradade Licenças Estaduais e Federal de acordo com as normas exigidas pelo DER – Departamento de Estradas de Rodagem e do DNIT – Departamento Nacional de Infra-Estrutura de Transportes.

ONDE TIRAR AS LICENÇAS São Bernardo do Campo-SP Sede Central – Rua: Luiz Barbalho, 07/11 – Bairro Demarchi Licenças Federal e Estaduais

(11) 4346.5508

Camaçari / Bahia Rua: Gurupi, 23 – Bairro Goiana Licenças do Estado da Bahia

(71) 3622-6500

Gravataí / Rio Grande do Sul Av. Eli Correa, 6.651 – RS 030 – Bairro Passo da Cavera Licenças do Estado do R.G. do Sul

(51) 3431-4848

São José dos Pinhais / Paraná Rua: Tubarão, 112 – sala 02 – Bairro: Borda do Campo Licenças dos Estados de Santa Catarina, Minas Gerais, Tocantins, Paraná, R.G. do Sul, Goiás e São Paulo

(41) 3385-8245

São José dos Campos / São Paulo Rua: Ernesto Júlio Nazaret,201 Vila Tesouro Licenças Federal e Estaduais

(12) 3906-0807

Tocantins (Licença Estadual)

Rio de Janeiro (Licença Estadual)

-Documento Cavalo Mecânico e Carreta -Contrato Social e CNPJ (pessoa jurídica) -CPF e RG (Pessoa Física) -Licença Federal 4,95m -Todos documentos autenticados

- Documento Cavalo Mecânico e Carreta - RG e CPF (proprietário da empresa) - Contrato Social - Requerimentos (no Sindicato)

Minas Gerais (Licença Estadual)

São Paulo (Licença Estadual e Federal) -Documento Cavalo Mecânico e Carreta

Santa Catarina (Licença Estadual)

-Documento Cavalo Mecânico e Carreta -Procuração (retirar no Sindicato) -Contrato Social (pessoa jurídica) -CPF e RG (pessoa física)

R. Grande do Sul (Licença Estadual) -Documento Cavalo Mecânico e Carreta

-Documento Cavalo Mecânico e Carreta

Bahia (Licença Estadual) Goiás (Licença Estadual)

-Documento do Cavalo Mecânico e Carreta

Pernambuco (licença estadual)

-Documento Cavalo Mecânico e Carreta -Licença Federal 4,95m

Paraná (Licença Estadual e Federal) -Documento Cavalo Mecânico e Carreta

ATENÇÃO MOTORISTAS

Licenciamento São Paulo 2015 Final de Placa

1e2 3, 4 e 5 6, 7, e 8 9e0

CAMINHÕES Mês do Licenciamento

Setembro Outubro Novembro Dezembro

- Cópia legível do documento do cavalo e carretas (todas as carretas que for acoplar na licença) - Cópia legível da licença federal (Dnit) - Contrato social da empresa (xerox autenticada) - CNH do proprietário ou de um dos sócios da empresa (xerox autenticada) - comprovante de endereço – pessoa física (xerox autenticada)

CARRETAS AUTOMÓVEIS MOTOS Final de Placa Mês de Licenciamento

1 2 3 4 5e6 7 8 9 0

Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro

31

Revista Cegonheiro


Restrições de Tráfego

para carretas cegonhas em

2015

Com o intuito de promover a fluidez de trânsito em grandes feriados e datas festivas, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) edita anualmente um calendário nacional de restrição a veículos de grande porte, limitando em determinados dias e horários o trânsito de Combinações de Veículos de Carga e demais veículos portadores de Autorização Especial de Trânsito (AET). Tais restrições são válidas apenas em rodovias federais de pista simples. Confira abaixo os dias e horários das restrições.

Restrição de Trânsito em todas as Unidades da Federação OPERAÇÃO

DIA DA RESTRIÇÃO

HORÁRIO DA RESTRIÇÃO

13/02/2015 (sexta-feira) 16:00DA àsRESTRIÇÃO 24:00 DIA DA RESTRIÇÃO HORÁRIO 14/02/2015 (sábado) 06:00 às 12:00 OPERAÇÃO DIA DA RESTRIÇÃO HORÁRIO CARNAVAL 13/02/2015 (sexta-feira) 16:00DA àsRESTRIÇÃO 24:00 17/02/2015 (terça-feira) 16:00 às 24:00 OPERAÇÃO DIA DA RESTRIÇÃO HORÁRIO DA RESTRIÇÃO 14/02/2015 (sábado) 06:00 às 12:00 18/02/2015 06:00 13/02/2015(quarta-feira) (sexta-feira) 16:00às às12:00 24:00 CARNAVAL 17/02/2015 (terça-feira) 16:00 às 24:00 02/04/2015 (quinta-feira) 16:00 às 24:00 14/02/2015 (sábado) 06:00 às 12:00 13/02/2015(quarta-feira) (sexta-feira) 16:00 às às 12:00 24:00 CARNAVAL 18/02/2015 06:00 SEMANA SANTA 03/04/2015 (sexta-feira) 06:00 às 12:00 17/02/2015 (terça-feira) 16:00 às 24:00 14/02/2015 (sábado) 06:00 às às 24:00 12:00 02/04/2015 16:00 05/04/2015(quinta-feira) (domingo) 16:00 CARNAVAL 18/02/2015 (quarta-feira) 06:00às às24:00 12:00 17/02/2015 (terça-feira) 16:00 às 24:00 SEMANA SANTA 03/04/2015(quinta-feira) (sexta-feira) 06:00 às 12:00 30/04/2015 16:00 02/04/2015 (quinta-feira) 16:00às às24:00 24:00 DIA DO TRABALHO 18/02/2015 (quarta-feira) 06:00 às 12:00 05/04/2015(sexta-feira) (domingo) 16:00 às 24:00 01/05/2015 06:00 às 12:00 SEMANA SANTA 03/04/2015 (sexta-feira) 06:00 às 12:00 02/04/2015 (quinta-feira) (quinta-feira) 16:00 às às 24:00 24:00 30/04/2015 16:00 03/05/2015 (domingo) 16:00 às 24:00 05/04/2015 (domingo) 16:00 às 24:00 DIA DO TRABALHO SEMANA SANTA 03/04/2015 (sexta-feira) (sexta-feira) 06:00 às às 12:00 12:00 01/05/2015 06:00 06:00 às 12:00 04/06/2015 (quinta-feira) 30/04/2015 (quinta-feira) 16:00 às 24:00 05/04/2015 (domingo) (domingo) 16:00 às às 24:00 24:00 CORPUS CHRISTI DIA DO TRABALHO 03/05/2015 16:00 07/06/2015 (domingo) 16:00 às 24:00 01/05/2015 (sexta-feira) 06:00 às 12:00 30/04/2015 (quinta-feira) (quinta-feira) 16:00 às às 12:00 24:00 06:00 04/06/2015 04/09/2015 16:00 DIA DO TRABALHO 03/05/2015(sexta-feira) (domingo) 16:00às às24:00 24:00 CORPUS CHRISTI 01/05/2015 (sexta-feira) 06:00 às 12:00 07/06/2015 (domingo) 16:00 às 24:00 INDEPENDÊNCIA 05/09/2015 (sábado) 06:00 às 12:00 06:00 às 12:00 04/06/2015 (quinta-feira) 03/05/2015(sexta-feira) (domingo) 16:00 às às 24:00 24:00 CORPUS CHRISTI 04/09/2015 16:00 07/09/2015 (segunda-feira) 16:00 às 24:00 07/06/2015 (domingo) 16:00 às 24:00 06:00 às às 12:00 04/06/2015 (quinta-feira) INDEPENDÊNCIA 05/09/2015 (sábado) 06:00 12:00 30/10/2015 (sexta-feira) 16:00 às 24:00 CORPUS CHRISTI 04/09/2015 (sexta-feira) 16:00 às 24:00 07/06/2015 (domingo) 16:00 às às 24:00 24:00 07/09/2015 (segunda-feira) 16:00 FINADOS 31/10/2015 (sábado) 06:00 às 12:00 INDEPENDÊNCIA 05/09/2015 (sábado) 06:00 às 12:00 04/09/2015 (sexta-feira) (sexta-feira) 16:00 às às 24:00 24:00 30/10/2015 16:00 02/11/2015 (segunda-feira) 16:00 07/09/2015 (segunda-feira) 16:00às às24:00 24:00 INDEPENDÊNCIA 05/09/2015 (sábado) 06:00 às 12:00 FINADOS 31/10/2015 (sábado) 06:00 às 12:00 24/12/2015 (quinta-feira) 14:00 30/10/2015 (sexta-feira) 16:00às às22:00 24:00 07/09/2015 (segunda-feira) 16:00 às 24:00 02/11/2015 (segunda-feira) 16:00 às 24:00 FINAL DE ANO 31/12/2015 (quinta-feira) 14:00 às 22:00 FINADOS 31/10/2015 (sábado) 06:00 às 12:00 30/10/2015(quinta-feira) (sexta-feira) 16:00 às às 22:00 24:00 24/12/2015 14:00 03/01/2016 (domingo) 14:00 às 24:00 02/11/2015 (segunda-feira) 16:00 às 24:00 FINADOS 31/10/2015 (sábado) 06:00 às às 22:00 12:00 FINAL DE ANO 31/12/2015 (quinta-feira) 14:00 24/12/2015 (quinta-feira) 14:00 às 22:00 02/11/2015 (segunda-feira) 16:00 às às 24:00 24:00 03/01/2016 (domingo) 14:00 FINAL DE ANO 31/12/2015 (quinta-feira) 14:00 às às 22:00 22:00 24/12/2015 (quinta-feira) 14:00 Restrição de Trânsito na BR-101, entre os Municípios de Rio Bonito e Itaboraí, km 269 a 308 03/01/2016 (domingo) 14:00 às 24:00 FINAL DE ANO 31/12/2015 (quinta-feira) 14:00 às 22:00 do Rio de Janeiro e na BR-493, nos municípios de Magé e Itaboraí, km 0 26 13/02/2015 (sexta-feira) 06:00 àsao 19:00 03/01/2016 14:00 às às 19:00 24:00 14/02/2015(domingo) (sábado) 06:00 CARNAVAL 13/02/2015 (sexta-feira) 06:00 às 19:00 18/02/2015 (quarta-feira) 12:00 às 22:00 14/02/2015(sexta-feira) (sábado) 06:00 às 19:00 22/02/2015 (domingo) 12:00 13/02/2015 06:00às às22:00 19:00 CARNAVAL 18/02/2015 (quarta-feira) 12:00 às 22:00 14/02/2015 (sábado) 06:00 às 19:00 13/02/2015 (sexta-feira) 06:00 às às 22:00 19:00 CARNAVAL 22/02/2015(quarta-feira) (domingo) 12:00 18/02/2015 12:00 às 22:00 14/02/2015 (sábado) 06:00 às 19:00 CARNAVAL 22/02/2015 (domingo) 12:00 às 22:00 18/02/2015 (quarta-feira) 12:00entre às 22:00 22:00 Restrição de Trânsito na BR-135 no Estado do Maranhão, do km 00 ao 100, os municí14/02/2015 (sábado) 12:00 às CARNAVAL 22/02/2015 (domingo) 12:00 às 22:00 pios de São Luís/MA(quarta-feira) e Itapecuru-Mirim/MA 18/02/2015 12:00 às 22:00 14/02/2015 (sábado) 12:00 às 22:00 CARNAVAL 18/02/2015 (quarta-feira) 12:00 14/02/2015 (sábado) 12:00 às às 22:00 22:00 CARNAVAL 18/02/2015 (quarta-feira) 12:00 às 22:00 14/02/2015 (sábado) 12:00 às às 20:00 22:00 19/06/2015 (sexta-feira) 12:00 CARNAVAL 18/02/2015 12:00 às às 20:00 22:00 FESTEJOS JUNINOS 23/06/2015(quarta-feira) (terça-feira 12:00 19/06/2015 (sexta-feira) 12:00 às 20:00 Restrição apenas nos Estados 26/06/2015 da Bahia, Paraíba, Pernambuco e Rio12:00 Grande do Norte (sexta-feira) às 20:00 FESTEJOS JUNINOS 23/06/2015 (sexta-feira) (terça-feira 12:00 19/06/2015 12:00 às às 20:00 20:00 26/06/2015 12:00 FESTEJOS JUNINOS 23/06/2015(sexta-feira) (terça-feira 12:00 às às 20:00 20:00 19/06/2015 (sexta-feira) 12:00 às 20:00 26/06/2015 (sexta-feira) 12:00 às 20:00 FESTEJOS JUNINOS 23/06/2015 (terça-feira 12:00 às 20:00 OPERAÇÃO

26/06/2015 (sexta-feira)

12:00 às 20:00

OBSERVAÇÃO: É NECESSÁRIO OBSERVAR AS MUDANÇAS NAS RESTRIÇÕES DOS FERIADOS REGIONAIS DE CADA ESTADO


33

Revista Cegonheiro


Classificados Aceita troca Três Eixos – 2003 – Tratar com Sergio (1Três Eixos – 2003 – Tratar com Sergio (11) 7864-6955, ID 80*62169. Aceita troca Três Eixos, Robocop original, anos 2001, 2003 e 2006. Tratar com Joel - TG (54) 3027-7966 site web: htpp://zip.net/ bwmdGF Dambroz 94, aberta e elétrica, verde. Valor a combinar. Tratar com Vilson-Melancia (11) 4412-0159 e 99958-5510 Dambroz 1989, preta, carreta reformada, estado de nova, impecável. Tratar com Mário (11) 7871-1282 / 7730-8474 Carreta Robocop Dambroz 2003, reformada em 2010. Padrão Tegma. Preço: R$ 35 mil. Tratar com Wadson (11) 97661-3377-TIM e (79) 98769353-Vivo Carreta Engerauto 1998, padrão Brazul amarela, alongada e preparada para “cara chata”, boa de carga (sete pickups e três médios), com oito pneus semi-usados. Tratar com Hamilton (11) 98114-0119 Carreta Engerauto, ano 2000, verde, alongada, com pneus e cintas. Preço: R$ 40 mil. Tratar com Nilton (11) 986445354 e 99263-2336 Carreta Nego 2008, verde e com pneus. Tratar com Hong (13)99112-2716 Carreta Dambroz, Robocop, 2008, amarela, com pneus e cintas. Único dono. Tratar com Pitol (11) 98411-2223 ou Luiz (11) 99220-2963 Carreta Dambroz, Robocop, 2004/2004, verde TNorte, reformada. Preço: R$ 55 mil. Tratar com Sérgio (21) 98017-8789 ou Nextel 919*3927. Alugo ou vendo uma carreta Engerauto 1996, toda Robocop, verde Transzero com pneus e cintas. Para venda R$ 35 mil. Tratar com Roberto (11) 991921817 Vendo duas carretas Três Eixos. A primeira é convencional aberta, com pneus, cintas, ano 2002, verde. Preço: R$ 40 mil. A outra também é convencional aberta e foi reformada na Rodoceg. Vem com pneus, cintas, ano 1995, verde. Preço: R$ 40 mil. Tratar com Márcio (51) 7811-3363 Carreta Três Eixos, 2001, modelo 2002, boa de carga, com pneus e cintas, verde Transzero. Preço R$ 40 mil. Tratar com Cristiano do Pereba (12) 99163-2988 Vendo carreta Dambroz 2000, Robocop, preta, padrão Tegma. Preço: R$ 40 mil. Tratar com Alexandre (11) 99151-8787 Vendo carreta Rossini, ano 2006, preto, padrão Tegma. Preço: R$ 30 mil. Tratar com Petrúcio (11) 4455-2264 e 987461187 Carreta Três Eixos, completa, para transportar 11 carros. Impecável. Preço: R$ 20.000. Tratar com José Borracheiro, da Brazul (11) 4941-4865 Vendo conjunto 2011, cavalo Scania P-340 e carreta amarela Tecnoceg. Falar com Polaco (Brazul) (11) 99987-3112 e ID 84*109789 Carreta Engerauto, 1996, com pneus e em bom estado. Preço: R$ 20 mil. Tratar com Luiz (11) 94763-0786 Vendo ou troco por veículo Carreta Dambroz, 2008, verde, com pneus e cintas. Todas as revisões foram feitas. Preço: R$ 40 mil. Tratar com Robson TZ (11) 7865-8643 e ID 82*15730 Carreta Três Eixos, 2005/2006, Robocop. Tratar com Pitol ou Luiz 984112223 ou Luiz (11) 99220-2963 Carreta Dambroz convencional, 2010/2010, preta, com cintas. Preço: R$ 45 mil. Tratar com Berg (11) 976734035

Volvo FH, 2005, prata. Tratar com Sergio: (11) 7864-6955 e ID – 80*62169.

Revista Cegonheiro

34

Axor 1933, branco, 2005. Só rodou na cegonha. Tratar com Ademir (Índio), da Tegma: (11) 98437-1050 e 97273-2933 Mercedes-Benz 2035, branco, 2008. Tratar com Junior/Bruno (11) 98245-6690, 99389-0869 e 118*4328 VW Constelation 19320, 2006/2006, branco, pneus novos, ótimo estado, revisões em dia. Tratar com Mário: (11) 7871-1282 e 7730-8474 Iveco Stralis, 2008/2009, modelo Power cegonheiro, vermelho Tratar com Geraldo, da Transzero: (11) 98349-6033, 5514-2461 MB Axor 2040, 2008/2008, único dono. Preço: R$ 190 mil. Tratar com Cajaíba (TG): (11) 99430-3098 e ID 55*100*30421 Mercedes-Benz 1634, 06, branco. Tratar com Umberto Nóbile (TS): (11) 99441-8547 MB 608 Dguincho, 1980. Preço: R$ 30 mil. Tratar com Gilberto (TN): (11) 999134-8945, 7833-2201 e ID 84*23068 Iveco Stralis, 2009,modelo Power cegonheiro, turbina e unidades novas, vermelho e pneus novos. Preço: R$ 210 mil. Tratar com Delmiro (TNorte): (11) 99935-7917 Axor 2035, branco, 2007/2008. Tratar com Silvana ou Félix (11) 97028-9782, 98436-3376, 11*6514 ou 7734-5921 Volvo FH, 2005, segundo dono, motor e câmbio novos, pneus meia vida, prata. Caminhão de cegonheiro. Tratar com Buriti (11) 7830-4211 e (11) 999438656 Scania T113 Topline, ano 1997, com seis pneus Michelin novos, rodas de alumínio, conversor de bateria e televisão. Segundo dono. Impecável! Tratar com Márcio (51) 7811.3363 Vendo um caminhão Scania G420, ano/modelo 2010/2010, prata, e outro Mercedes-Benz 2040, premium, ano/ modelo 2010/2011, prata. Tratar com Zé Itabaiana (11) 99426-7886 Vendo caminhão Axor 2035, ano 2008. Único dono e em ótimo estado. Tratar com Ronaldo Jacinto (Brazul) (11) 97626-7257 Vendo dois caminhões Volvo. Um é o FH 400, ano 2007, e outro FH 440, ano 2008. Preço abaixo da tabela. Tratar com Edelson (Alongado) - (12) 99133-7071, 99167-4175 e 90*15897 Volkswagen 9.160, guincho plataforma, com 94 mil quilômetros rodados. Tratar com Berg (Tegma) (11) 97673-4035 Scania 420, Toco, 2010, prata e em bom estado de conservação. Ótima oportunidade. Tratar com Barbarelli (11) 98549-1571 Scania 124, ano 2009, 420 4X2, vermelho, pneus em bom estado, todo revisado com kit trocado na concessionária. Único dono. Com 300.000 km só rodou na cegonha. Preço: R$ 170 mil. Tratar com Toninho, da Autoport Sumaré: (19) 99222-4326 Scania 380, ano 2010, vermelha, com pneus Michelin novos. Ótimo estado. Preço: R$ 170 mil. Tratar com Léo (11) 98429-2230 e Tonim (11) 98361-6717 Actros 2012, chumbo, com baixa quilometragem. Tratar com Márcio Galdino (11) 95651-4656

Uno 2009, azul metálico, duas portas, completo, flex. Tratar com Marcelo – BZ Taubaté (12) 99239-2287 e 99178-2857 Saveiro Trend 2009, prata, com cerca de 40 mil quilômetros rodados. O veículo é equipado com direção hidráulica, alarme, rodas de magnésio, trava e vidros elétricos. Preço: R$ 23 mil. Tratar com Francisco (11) 99454-9337 e 2861-0196 Vendo ou troco S10, ano modelo 1998, 4.3, V6, completa, cabine dupla, prata,

com kit gás. Ótimo estado de conservação. Tratar com Nelson (11) 98442-0969 Fox Trend 1.6, 2012/2013, prata, com 10 mil quilômetros rodados e todos opcionais- exceto ar-condicionado. Único dono e ótimo estado. Preço: R$ 31,5 mil. Tratar com Alan Oliveira (11) 98660-5851. F-350, ano 2006/2006, com 51 mil quilômetros rodados, vermelha. Preço: R$ 62 mil. Silverado, ano 1998/1998, branca, diesel, modelo DLX, 4.2. Preço: 35 mil. Tratar com Paulo Romano (11) 98177-1414

Terreno em Caçapava, com 248m², no bairro Vitória Vale. Preço R$ 85 mil. Outro terreno também em Caçapava, no Vitória Vale 7X25. Preço: R$ 55 mil. Tratar com Latino (Tegma): (11) 986326532 e (11) 4066-4510 Apartamento no centro de Diadema, três dormitórios, 65m², churrasqueira, duas piscinas, de festa, sala de ginástica. Valor: R$ 260 mil.Tratar com Eduardo – Cazu (11) 96710-9965 Sítio com cinco alqueires na rodovia Castelo Branco, no Km 162, em Porangaba. Tratar com Buriti (11)99943-8656 e 6949-5995 Sobrado no bairro Terra Nova II, com três dormitórios amplos e uma suíte com varanda. Todo reformado e tudo em porcelanato. Possui jardim de inverno na sala, cozinha embutida, rack sob medida, copa e coifa. Valor: R$ 400 mil. Tratar com Nildo (11) 7364-4324 e 4396-9008 Cobertura duplex(nova) no centro de São Bernardo do Campo.Tratar com Jorge - BZ (11) 6734-4797 Vendo ou troco chácara em Boituva por uma casa em São Bernardo do Campo ou Santo André. A chácara fica a quatro quilômetros da cidade, possui pomar e quarto para hóspede. Tratar com Nilton (Transauto) (11) 4127-9324 e 987847600 Um sobrado com três casas em São Bernardo do Campo (rua Salim Mahfoud – Terra Nova II). Tratar com Edinaldo (11) 98731-4599 e 98924-3642 Alugo dois galpões com 750 metros quadrados (cada um). Os imóveis estão instalados no bairro Batistini, em São Bernardo do Campo (SP). Valor: R$ 11 mil (cada um). Tratar com Leandro Golgatto (11) 99685-9385 Vendo, alugo ou troco apartamento no Edifício Rei Salomão (avenida Castelo Branco, 8442 – em frente ao quiosque 44), na Viação, Praia Grande. O imóvel é todo mobiliado e possui dois quartos, sala, cozinha e banheiro. O prédio conta com piscina, churrasqueira, salão de festas e de jogos. Tratar com Geraldo CTV Tegma (11) 98763-8517, 986708877, 96426-6970 (TIM) e 54*134019 (Nextel) Sobrado no Demarchi com três dormitórios (sendo uma suíte com closet, sacada e hidromassagem), sala de estar, sala com lareira e sacada, sala de vídeo, sala de jantar, cozinha ampla e planejada, lavabo, dois banheiros, área de serviço fechada, jardim de inverno, corredor lateral, quintal amplo, salão de festas e garagem para dois carros. Tratar com Rodrigo (11) 7773-3171, 968*27731 e 95343-4807 Vendo terreno no bairro Demarchi, com 10 x 19,7 metros, próximo ao restaurante São Judas. Tratar: Ramos de Oliveira – (11) 97320-1551 Vendo ou alugo sobrado no bairro

Demarchi. O imóvel possui quatro dormitórios (uma suíte), sala ampla, cozinha, sala de jantar e garagem para três carros. Tratar: Ramos de Oliveira – (11) 97320-1551 Vendo dois sobrados totalmente acabados ou troco por cavalo ou carreta. Localizados no Jardim Eldorado, em Diadema, a 200 metros da Faculdade Federal, os sobrados têm acabamento de primeira e vaga para três carros. Cada imóvel tem dois dormitórios, sala, cozinha, banheiro e área de serviço. Preço: R$ 400 mil. Tratar com Wilson (11) 96861-6113 e (11) 95362-0534 Vendo uma chácara no Riacho Grande, na estrada Rio Acima, com área de 1.050 metros quadrados e 420 metros de área construída. A casa tem quatro dormitórios (uma suíte), sala de estar, sala de jantar, cozinha, banheiro, lavanderia, quarto para empregada com banheiro, canil, pomar com várias árvores frutíferas e garagem com vaga para dez carros. Aceito troca por cavalo ou carreta. Preço: R$ 400 mil. Tratar com Wilson (11) 96861-6113 e (11) 95362-0534. Vendo apartamento com 150 metros quadrados, três suítes, três vagas de garagem, adega, lazer completo no Condomínio Vila Verde, no Jardim do Mar, em São Bernardo do Campo. Tratar com Raimundinho (11) 99484-3476 ou Janete (11) 7867-8047. Vendo apartamento no Jardim Imperador (Praia Grande) com 60 metros quadrados, a 100 metros da praia. O imóvel tem um quarto, uma sala com dois ambientes, cozinha, banheiro e lavanderia e conta ainda com uma vaga na garagem. Aceito troca por caminhão. Tratar com Cazu (11) 7876-8111 e 935*1178 Alugo sobrado localizado no bairro Terra Nova I. Com 250 metros quadrados de área construída, o imóvel tem três dormitórios (sendo uma suíte), duas salas, três banheiros, cozinha, duas varandas, cinco vagas na garagem (cobertas) e salão de festas. Preço: R$ 4 mil. Tratar com Paulo ou Lúcia (11) 99480-8508 e 4347-6001 ID 653*141 Vendo dois apartamentos na Vila Guilhermina, Praia Grande (SP). Ambos estão localizados no mesmo prédio, têm 85 metros quadrados, possuem dois dormitórios (sendo uma suíte), sala, cozinha, banheiro, área de serviço e terraço gourmet. Condômino com piscina. Tratar com Marcos (11) 98559-5938 e 9*53677 Vendo apartamento no bairro Demarchi, em São Bernardo do Campo. O imóvel tem dois dormitórios, sala, cozinha planejada, banheiro e lavanderia. Condomínio com quadra, área de lazer e salão de festas. Tratar com Andreia ou Dunga (11) 98128-0731 e 6064-6666 Vendo apartamento na Praia Grande, no bairro Aviação, com vista para o mar. O imóvel possui dois quartos (sendo uma suíte), um banheiro social, sala com copa e sacada, cozinha e lavanderia. O prédio conta com piscina e garagem coberta. Monitoramento 24 horas. Tratar com Alessandra (11) 4824-3586 e 99622-6444 Vendo três casas com garagem para quatro carros no bairro Terra Nova II. Tratar com Ednaldo (11) 98731-4599 e 95408-3712 Vendo apartamento de 120 metros quadrados, no Residencial Bulgária, no bairro de Baeta Neves. O imóvel fica no 8º andar, tem três suítes, dois closets, sala de estar ampla conjugada com sala de jantar, lavabo, cozinha, área de serviços, área gourmet com churrasqueira, três vagas na garagem, um depósito. O prédio conta com uma piscina interna aquecida e outra externa, sala de ginástica e salões de festas. Tratar com Hamilton Mendes pelo e-mail hamilton_mendes@yahoo. com.br

ANUNCIE

4346-5507

(11)

e-mail: revistacegonheiro@sindicatodoscegonheiros.com.br


PRECISAMOS EXPANDIR NOSSA PRODUÇÃO. COMO FAZ?

FINANCIAMENTOS CAIXA

Não importa o tamanho ou a atividade. A CAIXA tem linhas de financiamento de máquinas e equipamentos para você expandir os negócios, modernizar operações ou melhorar a infraestrutura. SE PRECISAR, PODE CONTAR. CAIXA. SUA PARCEIRA DE TODAS AS HORAS. Crédito sujeito a aprovação.

SAC CAIXA – 0800 726 0101 (informações, reclamações, sugestões e elogios) Para pessoas com deficiência auditiva ou de fala – 0800 726 2492 Ouvidoria – 0800 725 7474 facebook.com/caixa | twitter.com/caixa caixa.gov.br

Revista Cegonheiro - Edição 161  
Revista Cegonheiro - Edição 161  
Advertisement