Page 1

revista

Sindicato Nacional dos Cegonheiros

TREZE ANOS NO CAMINHO DA INFORMAÇÃO

Ano 13 - edição no 160 - agosto/2015 - Publicação mensal

NOVA VERSÃO DO EXTRA-PESADO

COMEMORAÇÃO Mais de mil pessoas no dia do Motorista

MANUTENÇÃO

Paradas não programadas podem ser reduzidas até 80%


Palavra do Presidente Presidente: José Ronaldo Marques da Silva Vice-Presidente: Jaime Ferreira dos Santos Secretário Geral: Douglas Santos Silva Secretário de Finanças: Reginaldo Fabretti Diretor Regional: Márcio Galdino da Silva Primeiro Secretário: José Murialdo Generoso Júnior Primeiro Tesoureiro: Josimar Lincon de Freitas Diretores Executivos Efetivos Gilmar Donizette da Silva Benvindo Gonçalves José Laércio da Silva Antenor Garibaldi Clemente Francisco de Assunção Diretores Executivos Suplentes Edimar Moreira de Oliveira Ednilson Azevedo Bitencourt Jurandy Pereira de Albuquerque Luiz Eugenio Baldin Golgatto Antonio Bertin Jardel de Castro Luiz Bianchi Giglio João Soares de Jesus Aroldo Neves de Lima Ronaldo Montagnini Jacinto Tassiano de Sousa e Silva César Wellington Pereira da Rocha Conselho Fiscal Efetivo Adilson Roberto Bento Hamilton Mendes José Vicente Bonetti Conselho Fiscal Suplente Fábio Renato dos Santos João Formiga de Souza Daiana Freitas de Oliveira Jornalista Responsável José Nogueira do Nascimento Mtb 15.211 Editoração de Arte e Produção Gráfica Milton Tonello Editor José Nogueira do Nascimento Publicidade Ítalo Rocha Nogueira Redação Analuiza Tamura e José Nogueira Revisão Maria Isabel Corcete Fotografia Ítalo Rocha Nogueira Impressão Gráfica Gráfica e Editora Referência Tiragem 6.000 exemplares

Endereço Rua Luiz Barbalho, 07/11 - Bairro Demarchi CEP: 09820-030 - São Bernardo do Campo - SP Fone: (11) 4346-5507 Fone/Fax: (11) 4346-5500 www.sindicatodoscegonheiros.com.br revistacegonheiro@sindicatodoscegonheiros.com.br conexaocomunicacao@uol.com.br Revista Mensal dirigida aos Cegonheiros. As opiniões dos artigos assinados e dos entrevistados são de seus autores e não necessariamente as mesmas da Revista Cegonheiro. A elaboração de mátérias redacionais não tem nenhuma vinculação com a venda de espaços publicitários. Os anúncios são de responsabilidade das empresas anunciantes. Ano 13 - edição nº 160 - agosto de 2015 Sindicato Nacional dos Cegonheiros

Revista Cegonheiro

2

Caros Leitores No mês passado, mais de mil pessoas comemoraram conosco o Dia do Motorista. Temos muito orgulho da nossa profissão, que exige cada vez mais pessoas qualificadas e preparadas para operar com caminhões cada vez mais modernos. Hoje o motorista profissional deve ter conhecimento não só do seu veículo e de segurança, mas também sobre qualidade, meio ambiente e até mesmo de economia para tornar o negócio mais viável e rentável nesse concorrido mercado. Por isso, as transportadoras investem cada vez mais no treinamento de seus profissionais. Nesta edição, mostramos o trabalho da Tegma, que está promovendo um curso de reciclagem sobre direção defensiva, prevenção de acidentes e avarias para seus profissionais. Também chamo a atenção para as matérias que mostram os investimentos da GM e da Chery no Brasil. Apesar da crise econômica que estamos enfrentando, as duas montadoras anunciaram investimentos no desenvolvimento de uma nova família de veículos e na implantação de uma nova linha de montagem, respectivamente. Vejam também o texto que fala sobre lançamento do Scania R440, na configuração 8x2. Para quem gosta de caminhões como nós, sempre é bom ficar por dentro das novidades. Boa leitura!

Índice

José Ronaldo Marques da Silva

Agenda .............................................................................................. 4 Mobilidade ......................................................................................... 6 Lançamento ....................................................................................... 8 Investimento .................................................................................... 10 Estradas .......................................................................................... 12 Meio Ambiente ................................................................................. 14 Tecnologia ........................................................................................ 16 Comemoração ................................................................ 18, 19, 20 e 21 Gente ....................................................................................... 22 e 23 Tributo ............................................................................................ 24 Mercado .......................................................................................... 25 Concessionária ................................................................................. 26 Homenagem .................................................................................... 27 Treinamento ..................................................................................... 28 Indústria .......................................................................................... 29 Manutenção ..................................................................................... 30 Restrições ........................................................................................ 32 Classificados .................................................................................... 34


Agenda

Boizinho reúne-se com ministro

Boizinho, Manoel Dias, Vicentinho, Elias Fazan e Manoel Messias participaram da reunião

O presidente do Sindicato Nacional dos Cegonheiros, José Ronaldo Marques da Silva, o Boizinho, foi recebido pelo ministro do Trabalho e Emprego, Manoel Dias, no dia 6 de julho. Durante o encontro, os dois conversaram sobre diversos assuntos ligados ao transporte rodoviário de cargas. Também participaram da reunião, o secretário de Relações do Trabalho do Ministério do Trabalho e Emprego, Manoel Messias; o deputado federal, Vicente Paulo da Silva, o Vicentinho; e o presidente da Cooperceg e vice-presidente da Credceg, Elias Fazan.

SINDICATO NACIONAL DOS CEGONHEIROS

Regionais: São José dos Pinhais - Paraná Rua Tubarão, 112 - Bairro: Borda do Campo Cep: 83075-060 – São José dos Pinhais/PR Fone: (41) 3385.8245 E-mail: sindceg@gmail.com Diretor: João Soares de Jesus

Porto Real – Rio de Janeiro

Sede Central: São Bernardo do Campo São Paulo Rua Luiz Barbalho, 07/11 Bairro: Demarchi Cep: 09820-030 São Bernardo do Campo/SP Fone: (11) 4346.5500 E-mail: diretoria@sindicatodoscegonheiros.com.br Presidente: José Ronaldo Marques da Silva

Revista Cegonheiro

4

Rua Hilário Ettore, s/n – Bairro: Ettore Cep: 27570-000 – Porto Real/RJ Fone: (24) 3353.4170 E-mail: portoreal@sindicatodoscegonheiros. com.br Diretor: José Laércio da Silva

Serra – Espírito Santo Rua Talma Rodrigues Ribeiro, nº 96 Edif. Metropolitano – Sala 04 Cep: 29168-080 – Serra /ES Fone: (27) 3066-2011 E-mail: serra-es@sindicatodoscegonheiros. com.br Diretor: Jurandy P. de Albuquerque Jr.

Gravataí - Rio Grande do Sul Av. Eli Correa, 6.651 - RS 030 Bairro: Passo da Cavera Cep: 94010-972 – Gravataí /RS Fone: (51) 3431.7889 E-mail: gravataí@sindicatodoscegonheiros. com.br Diretor: Antenor Garibaldi

São José dos Campos – São Paulo Rua Ernesto Júlio Nazaret, 201 Vila Tesouro Cep: 12221-770 – São José dos Campos/SP Fone: (12) 3906.0807 E-mail: sjcampos@sindicatodoscegonheiros. com.br Diretor: Ednilson Azevedo Bitencourt

Piracicaba – São Paulo Rod SP 304, Km 147 – Sala 02 – Distrito de Tupi Cep – 13422-230 – Piracicaba/SP Fone: (19) 3438-7738 E-mail:piracicaba@sindicatodoscegonheiros.com.br Diretor: Clemente Francisco de Assunção

Sindicatos parceiros: Sintrauto – Goiás Rua Mandaguari, 36 - Bairro: JK Cep: 75709-010 - Catalão/GO Fone: (64) 3411.2907 Presidente: Juarez Rodrigues da Silva

Sintraveba - Bahia Rua Gurupi, 23 – Bairro Goiana Cep: 42808-200 - Camaçari /BA Fone: (71) 3622.6700 Presidente: Carlito Alves www.sindicatodoscegonheiros.com.br


Mobilidade

foto: Rogério de Melo/PR

Menos congestionamentos

No verão, tráfego pode chegar a 40 mil veículos por dia

Com essa promessa, foi inaugurada no dia 15 de julho, a ponte Anita Garibaldi, na cidade de Laguna (SC). Apontado como um dos piores gargalos da BR-101, onde se registravam até 20 quilômetros de congestionamento, esse trecho faz a ligação entre os estados das regiões Sul e Sudeste e é o principal corredor de acesso aos países do Cone Sul. A estrutura, que faz parte do projeto de duplicação da BR101, tem 2,8 quilômetros de extensão, pistas duplas e acostamento em cada sentido. O vão central é de 400 metros e suspenso por cabos de aço presos em dois mastros (cada um com 63 metros de altura). Construída sobre o Canal Laranjeiras – Lagoas de Imaruí e Santo Antônio dos Anjos, a ponte teve investimentos de cerca de R$ 775 milhões, provenientes do PAC Revista Cegonheiro

6

(Programa de Aceleração do Crescimento), do governo federal. De acordo com o engenheiro Avani Aguiar de Sá, do Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte), a distância entre o trecho atual e o antigo é praticamente a mesma. “A diferença é que agora o traçado novo permite uma velocidade de 110 quilômetros por hora. Antes eram 80 quilômetros por hora. Isso melhora muito a situação. A composição da frota deve ser por volta de 60% para veículos leves e 40% de trânsito pesado”, explicou o engenheiro ao Blog do Planalto.

Túnel Nessa mesma data, também foi entregue o túnel do Morro do Formigão, em Tubarão – outra obra que integra o projeto de duplicação do trecho Sul da BR-101. Com 900 metros de extensão, a obra teve investimentos de R$ 65,2 milhões, com recursos do PAC. O túnel será liberado ao tráfego num dos sentidos (norte/sul) até que a nova ponte sobre o Rio Tubarão esteja concluída. Segundo o DNIT, o prazo para a conclusão da ponte é dezembro deste ano – com isso, será eliminado o último gargalo da duplicação da BR-101 Sul.

Obra é importante para a economia da região Sul


Respeite a sinalização de trânsito.

uma empresa que carrega

Tradição & Confiança

por onde passa.

VENDAS: AGORA COM ESCRITÓRIO JUNTO 54 9924.9004 - ADAÍLTON 54 3206.7700 - FÁBRICA WWW.TRESEIXOS.COM.BR À COOPERCEG


Lançamento

Scania lança caminhão 8x2

Nova configuração deixa o caminhão posicionado entre a composição chamada “vanderleia” e o bitrem

A Scania lançou uma nova versão do extra-pesado R440: agora o modelo também é comercializado na configuração 8x2. Com capacidade para puxar uma carreta de plataforma única e três eixos, o veículo transporta até 37 toneladas de carga líquida e é indicado para o transporte rodoviário de longa distância – grãos, combustível, produtos químicos e de carga geral com caçamba para carregar estruturas de construção. A nova configuração, desenvolvida em parceira com o Grupo G 10, transportador rodoviário da cidade de Maringá (PR), deixa o caminhão posicionado entre a composição chamada “vanderleia” (de eixos espaçados) e o bitrem, com duas grandes vantagens: maior capacidade de carga e menor custo operacional, respectivamente. Além disso, a configuração 8x2 permite que o caminhão trafegue nos fins de semana e, com autorização prévia, das 18h às 6h, conforme resolução do Contran e respeitando a Lei do Motorista. Outras vantagens são maior agilidade em manobras, principalmente em portos e centros de distribuição, e uso de dois pneus a menos que o bitrem. De acordo com o gerente de Desenvolvimento de Negócios da Scania Revista Cegonheiro

8

no Brasil, Celso Mendonça, “nas operações carregado/vazio, indo ou voltando de um serviço, o 8x2 rodoviário consome menos combustível e pneus, pois conta com levantadores dos dois eixos do cavalo mecânico e da carreta. O modelo sai de fábrica equipado com motor de 13 litros, que gera 440 cavalos de potência e desenvolve torque de 2.300 Nm entre 1.000 e 1.300 rpm. Os freios são a tambor, o entre-eixos é de 3.900 mm, o eixo de tração é o R 885 (com capacidade máxima de tração de 78 t) e a relação de diferencial de 3,07:1. Também são itens de série a caixa automatizada Scania Opticruise de quarta geração, o sistema de ar-condicionado digital e o Scania Driver Support (instalado no painel, e que, em tempo real, auxilia o condutor com dicas de melhorias na condução). Opcionalmente o 8x2 pode ser equipado com freio hidráulico auxiliar Scania Retarder de 4.100 Nm, rádio com GPS e faróis de xenônio. Para suportar o aumento de carga sobre o cavalo 8x2, a quinta roda utilizada é a mesma dos rodoviários 6x4, que têm capacidade de 24 toneladas. A altura é maior – se comparada à configuração 6x2 – para evitar o contato do chassi com o implemento,

em situações de tráfego por terrenos irregulares ou em rampas de acesso. Além disso, a quinta roda foi reposicionada em relação ao eixo de tração, para garantir melhor distribuição de carga e mais equilíbrio ao conjunto, durante a viagem. Os dois eixos direcionais são independentes – sendo que o segundo eixo tem suspensão pneumática e suspensor. Os traseiros têm suspensão pneumática com quatro bolsões e suspensor no segundo eixo de apoio. O novo modelo dispõe de balança eletrônica integrada, a qual permite ao motorista ver no painel a informação precisa da distribuição do peso nos eixos. Por segurança, há trava mecânica para impedir o contato da estrutura do eixo com o cardam, quando o eixo for suspenso. O Scania 8x2 rodoviário está em conformidade com a Lei da Balança. Para isso, o modelo foi homologado com o limite de comprimento de 18,6 metros, os eixos direcionais são de rodagem simples e os dois eixos traseiros são de rodagem dupla, tanto o trativo quanto o de apoio. Se fossem de outra forma, os eixos traseiros (segundo direcional mais o bogie traseiro) seriam caracterizados como tandem triplo, ferindo a lei.


Investimento

GM investirá R$ 6,5 bilhões no Brasil foto: Divulgação

Ardila afirma que novo aporte permitirá à marca continuar a renovação de sua linha de automóveis

A General Motors anunciou que investirá R$ 6,5 bilhões no desenvolvimento de uma nova família de veículos. Sem dar muitos detalhes, os executivos da montadora americana afirmaram que um time multifuncional de engenheiros e designers já está trabalhando no projeto desses modelos. Com isso, a GM dobra os investimentos no Brasil até 2018, totalizando R$ 13 milhões. Esse aporte faz parte de um investimento global de US$ 5 bilhões (R$ 16 bilhões) da montadora, em parceria com a estatal chinesa Shanghai Automotive Industry Corpo (SAIC), para desenvolvimento de carros globais destinados a consumidores de quatro mercados emergentes: Índia, China, México e Brasil. Revista Cegonheiro

10

foto: João Alves

Fábrica de Gravataí é considerada como mais moderna da montadora no hemisfério sul

Dentro dessa estratégia, está previsto o lançamento de seis modelos no Brasil e a expectativa é de que comecem a ser produzidos em 2019. Com a entrada de novos veículos, os executivos da montadora esperam aumentar as vendas em dois milhões de unidades por ano. Segundo o presidente da General Motors América do Sul, Jaime Ardila, esse investimento “permitirá à marca Chevrolet continuar a renovação de sua linha de automóveis com foco em conectividade, segurança, eficiência energética e valor atraente”. O presidente da General Motors do Brasil, Santiago Chamorro, afirmou que este é o maior plano de investimentos já feito pela companhia no país e demonstra o compromisso e a confiança que a empresa tem no

Brasil e no potencial de crescimento do mercado local. De acordo com matéria publicada no jornal O Estado de S. Paulo, no dia 29 de julho, o novo aporte prevê projetos para as fábricas de automóveis de São Caetano do Sul (SP) e Gravataí (RS), de motores em Joinville (SC) e de peças em Mogi das Cruzes (SP). A unidade de São José dos Campos (SP) continua fora do plano de investimentos – no programa anterior anunciado no ano passado também não foi incluída por não ser considerada competitiva. Ardilla afirmou à repórter Cleide Silva que os “salários e benefícios são maiores do que em outras fábricas e há um nível de inflexibilidade nas relações trabalhistas que precisa mudar”.


Estradas

Trecho duplicado da Rodovia do Café foto: Divulgação

Com 11 quilômetros de extensão, trecho duplicado está localizado entre as cidades de Ponta Grossa e Apucarana

O primeiro trecho duplicado da BR -376, mais conhecida como Rodovia do Café, foi liberado para tráfego, no dia 21 de julho. Com 11 quilômetros de extensão, entre as cidades de Ponta Grossa e Apucarana, a via tem duas faixas de 7,20 metros, separadas por um canteiro central de nove metros. Diariamente, cerca de 9,5 mil veículos circulam pela região. A data da abertura oficial desse trecho coincidiu com a comemoração dos 50 anos de inauguração da principal ligação entre as regiões norte e sul do Paraná. “Concluir mais este trecho representa mais segurança e fluidez, além de impulsionar o desenvolvimento do Paraná para os próximos anos”, ressalta José Alberto Motta, presidente da CCR RodoNorte, concessionária que administra a via. Segundo comunicado divulgado pela Rodonorte, até dezembro de 2014 foram aplicados R$ 1,3 bilhão somente no trecho entre Ponta Grossa e Apucarana – nesse montante não estão inclusos os investimentos efetuados nos atuais trechos em obras. Esse valor foi utilizado na recuperação inicial, restauração e manutenção Revista Cegonheiro

12

Diariamente, cerca de 9,5 mil veículos circulam pela região

de todo o trecho, nos 14 quilômetros de faixas para ônibus, na construção de 51 quilômetros de terceiras faixas, nos 251 quilômetros de acostamentos, correções de curvas, manutenção de obras de arte especiais e nos 13 quilômetros de duplicação na Serra do Cadeado, entre outras obras. Novos trechos O investimento nesse trecho inclui ainda a construção da nova ponte sobre o Rio Tibagi (no km 461) – apesar de localizada na região do Trecho 2. O início da construção dessa estrutura foi antecipado para que pudesse ser entregue junto com o trecho seguinte, que também já está em andamento e cuja entrega está programada para os próximos seis meses. Junto com a nova pista, a CCR RodoNorte e o governo paranaense construíram dois viadutos sobre a rede ferroviária e promoveram correções horizontais e verticais de curvas, para dar ainda mais segurança aos motoristas. Outros dois trechos da duplicação também estão em andamento: o Trecho 2, que vai do final do Trecho 1 até

a praça de pedágio de Tibagi (no quilômetro 456), e o Trecho 26, em Apucarana, com a construção do viaduto de saída da cidade – início dos trabalhos da duplicação de mais 11 quilômetros da rodovia, até Califórnia. Duplicações O governo paranaense está investindo numa série de obras para garantir melhores condições de tráfego e segurança aos usuários nas estradas que cortam o estado. Atualmente estão em andamento obras de duplicação e ampliação nos seguintes trechos: duplicação no perímetro urbano em Matelândia (5,3 km); na PR-151, entre Piraí do Sul e Jaguariaíva (nos Campos Gerais); na PR-407, em Paranaguá, sentido Praia de Leste (3,5 km) BR-376, entre Jandaia do Sul e Apucarana (11 km); na PR-317, entre Floresta e Campo Mourão (53 km); na BR- 376, entre Mandaguaçu e Nova Esperança (23 km); na PR-323, entre Maringá e Paiçandu (4 km); na PR415, entre Curitiba e Piraquara (14 km); na Rodovia da Uva, entre Curitiba e Colombo (6,5 km); na PR-445, em Londrina (10,7 km).


Meio Ambiente

Mais segurança

Trecho entre os municípios de Padre Paraíso e Governador Valadares era um tormento para os motoristas

Principal corredor de tráfego de caminhões-cegonha, a BR-116, no trecho entre os municípios de Padre Paraíso e Governador Valadares, era um verdadeiro tormento para os motoristas que precisavam desviar-se dos galhos de árvores e, principalmente, de bambus que invadiam a pista. “Todas as transportadoras, como a Brazul e a Tegma, solicitaram à diretoria do Sindicato o trabalho de poda não só para evitar danos à carga, mas também para garantir segurança aos usuários da via. Outro trecho que também apresentava muitos problemas era o de Volta Redonda”, comenta o supervisor do departamento de podas, Paulo Cícero da Silva. Iniciada em junho, até agora já foram podados cerca de mil quilômetros (ida e volta). A expectativa é de que o trabalho seja finalizado na primeira quinzena de agosto. A poda está sendo realizada pela equipe 2, formada por Arisvaldo Dias (encarregado), José Soares Rocha (motoRevista Cegonheiro

14

rista), Valdemir Alves Ferreira (munckeiro), José Roberto dos Santos e José Augusto de Jesus Santos (operadores de motosserra). A autorização para executar esse trabalho foi obtida junto aos Dnit’s (Departamento Nacional de Infraestrutura do Transporte) de Teófilo Otoni, Governador Valadares, Muriaé, Leopoldina e Barra Mansa. “Também foi necessário conseguir uma liberação junto à Acciona, em-

Cerca de mil quilômetros já foram podados

presa que administra o trecho entre as cidades de Além Paraíba e Volta Redonda”, explica Paulo.

Segurança nas estradas De olho na segurança nas estradas e na preservação ambiental, o Sindicato dos Cegonheiros implantou em 2008 o programa Poda de Árvores. Esse trabalho é feito por três equipes que atuam em todo o território nacional. Desde sua implantação até julho de 2015, já foram realizadas podas em aproximadamente 35 mil quilômetros de estradas estaduais e federais. Desse total, cerca de cinco mil quilômetros foram podados apenas neste ano. A poda só é interrompida durante o período das férias escolares, entre os meses de dezembro e janeiro, devido ao aumento do tráfego de veículos nas rodovias. “Para realizarmos esse trabalho, é necessário interditar parte da estrada e isso poderia provocar grandes congestionamentos e transtornos para os motoristas”, explica Paulo.


Tecnologia

Volkswagen lança up! TSI com motor turbo

up! TSI foi lançado com a promessa de ser o carro mais rápido e econômico da sua categoria

Com a promessa de ser o carro mais rápido e econômico da sua categoria, a Volkswagen apresentou o up! TSI para a imprensa especializada, no dia 24 de julho. O modelo que estará à venda nas concessionárias a partir deste mês entra para a história da indústria automobilística nacional como o primeiro equipado com motor com injeção eletrônica direta, turbocompressor e flexível em combustível, produzido no Brasil. Trocando esse palavreado por números, o novo propulsor desenvolve potência máxima de 101 cv a 5.000 rpm (quando abastecido com gasolina) e de 105 cv, na mesma rotação, com etanol. O torque máximo é de 16,8 mkgf (tanto para gasolina como para etanol), a partir de 1.500 rpm. Esse excelente desempenho faz que o up! TSI acelere de 0 a 100 km/h em 9,1 segundos e atinja a velocidade máxima de 184 km/h (etanol). Com gasolina, chega aos 100 km/h em 9,3 segundos e alcança a velocidade máxima de 182 km/h. Segundo a Volkswagen, o up! TSI obteve a classificação “A” no Programa Brasileiro de Etiquetagem Veicular do Inmetro (Instituto NacioRevista Cegonheiro

16

nal de Metrologia, Qualidade e Tecnologia), com a marca de 1,44 MJ/ km. Isso quer dizer que o modelo é o mais econômico entre todos os modelos equipados com motor flexível no país. Essa eficiência está acima da obtida por veículos sem ar-condicionado e direção com assistência. Disponível em sete versões (move up!, high up!, black up!, red up!, white up! e cross up!), é equipado, de série, com ar-condicionado, direção elétrica, coluna de direção ajustável, sistema de som com CD player, leitor de MP3, entradas USB e auxiliar e conexão bluetooth, travas e vidros dianteiros elétricos, e pneus “verdes” (que oferecem menor resistência ao rolamento), entre outros itens. A sétima versão, a speed up!, é especial e faz uma homenagem a modelos consagrados da marca alemã como o Gol GT e o Gol GTI. Disponível apenas na cor branca, a área central do para-choque é pintada em preto e os aros dos faróis auxiliares ganham um efeito cromado. Nas laterais, foram colocadas faixas alusivas à versão, pintadas na cor azul – mesmo tom dos retrovisores.

Bem equipado, modelo estará disponível em sete versões

Segurança Todas as versões são equipadas com o controle de tração M-ABS e sistemas EBD e ESS. Essa sopa de letras quer dizer que, no caso do M-ABS, o up! conta com recursos tecnológicos que reduzem o escorregamento das rodas durante a aceleração ou quando o veículo começa a destracionar, em curvas acentuadas, controlando eletronicamente o torque do motor. Já o sistema EBD distribui eletronicamente as forças de frenagem entre os eixos traseiro e dianteiro e o ESS funciona como um alerta para evitar colisões traseiras. Preços Com preços que variam de R$ 43.490 (move up!) até R$ 49.900 (speed up!), a Volkswagen acredita que o TSI responda por 30% das vendas do modelo. Além do mercado brasileiro, o veículo também será comercializado na Argentina e no Uruguai. Até o final do ano, deverá ser exportado para o México e outros países sul-americanos.


Comemoração

Dia de festa

Mais de mil pessoas participaram da festa em comemoração ao Dia do Motorista, realizada no dia 24 de julho, no pátio de estacionamento do Sindicato Nacional dos Cegonheiros. O evento promovido pelo Sindicato, em parceria com a Cooperceg e a Credceg, contou com patrocínio da Caixa Econômica Federal e apoio das empresas Vigo Motors, Beer Motors, Auto Sueco, De Nigris, Rialan, Itaruban e Pneus Tep. Após a missa, todos saborearam uma deliciosa churrascada e curtiram um show da dupla sertaneja Roger e Robson. Confira nestas duas páginas como foi esse dia.

Dia do Motorista foi comemorada com missa realizada no pátio de estacionamento

Gica, Júnior, Paulo, Marcelo Lima, Boizinho, Douglas, Zé do Poste, Jaime, Tarcísio Secoli, Elias e Benvindo

Douglas, Carla, Tiago e João Victor

Padre que celebrou a missa em homenagem aos motoristas

Algumas pessoas participaram da comunhão

Boizinho agradece a presença dos amigos

Regina, Vera e Carla prestigiaram a comemoração

Júnior, Amanda e Rodrigo, da Caixa Econômica Federal

Os amigos Germano, Tocha, João e Osvaldo


Naé e sua família

..., Boizinho e Júnior

Vitor, André, Ana Maria, Beatriz e Carol

Equipe da Auto Sueco

Jaime e Carila

Abenevaldo, Sandro, Clemente, Agnaldo e Zeca

Ramos de Oliveira, Jardel e Hamilton

Equipe da De Nigris: Queiroz, Piauí, Simone, Adriano e Priscila

Waldélio, Fábio e Márcio

Vitória, Belo, Ednor, Regis, Júlia, Jean e Vitor

Jeiny, Evanildo, Rumildo, Diego, Adriano, José Carlos e Vanderlei

Marcílio e Geraldo

Elizete, Alemão e Fátima participaram da comemoração

Edmilson, Tio Brutus, Toquinho, Pé de Lã, Djalma, Carcará, Cabeça e Bola de Fogo

Danilo, Tim Maia, Ney, Magnólia, João Miguel (bebê) e Iris

Boizinho, Netinho, Paulo, Marcelo Lima e Jùnior

José Roberto, Rodrigo, Rubens e Mota

Antonio Magro, Ilma, Boizinho, Tarcísio Secoli e Enésio


Equipe da Rialan que participou do evento

Famílias se reuniram para comemorar o Dia do Motorista

Muita alegria e descontração na festa

Rafael, David, Japonês Preto, Cuca e Marcos Rossi

Evelin, Maria, Edu, Marisa, Vilma e Benvindo

John, Ivan, Silmara e Priscila

Júlia, Antonio, Vinícius e Amanda

Raimundinho, Divina, Maria Eduarda, Beatriz, Renata e Dona Menina

Jaime, Renato, Elias e Boizinho sorteiam brindes

Surubim, Birus (sentados), Nei e Dimas Filho (em pé)

Trindade, Diego, Alexandre e Thiago

Homero Gabriel e Elias

Os sorteados José Iramar, Maricélio e Valemir com Silas, da Cooperceg

Cleber e Robson foram a atração musical da festa

Hélio Massayuki da Costa com filho Rafael

Alguns casais dançaram ao som da dupla Roger e Robson

Eles agitaram a festa

Luiz Dutra, Josilda, Marlene, João, Renata e Glayce


Alan, Jonas, Rogério e Toquinho

O diretor Júnior acompanha a dupla Roger e Robson

Um dos grupos mais animados da festa Nilton Jr., Nilton, Lucineide, Ivone, Pejo e Corrêa

Luiz Carlos, Gaspar (frente), Gilmar, Fábio e Fabiano (atrás)

Toquinho, Márcio, Gica, Mexicano, Jardel e Zé do Poste Toninho, Ramos de Oliveira, Boizinho e Ademir Silvestre Rafa, Cazu, Thayná, Vilma e Alexandra

Doni, Thayná, Rafa, Vilma, Evelin, Alexandra, Juninho e Fábio

Os amigos comemoram bastante o Dia do Motorista

Alan, Ivan, Jeferson, Luiz, Jorge, Rogério e Vinícius

Amarildo, Charlondre, Robson, Luiz, Luciano e Ricardo Deputado estadual Orlando Morando fez questão de homenagear os motoristas


Gente

Três gerações e a mesma paixão

Clóvis, Ricardo e Ricardo Júnior: três gerações unidas pela mesma paixão

A fala tranquila, o sorriso tímido e o jeito simples de Clóvis Marques da Silva escondem a garra e o espírito batalhador desse alagoano da cidade de Maribondo, que, aos 14 anos, deixou a terra natal para buscar melhores condições de vida na cidade de São Paulo. “Vim com meu tio Durval e trabalhei em fábricas e como cobrador de ônibus. Aos 18 anos, nos mudamos para São Bernardo do Campo e tirei minha carteira de habilitação. Primeiro, fui motorista daquelas peruas de lotação – naquela época, havia poucos ônibus. Depois, dirigi ônibus de passageiros e, mais tarde, de turismo. Até que em 1966, consegui um emprego na Brazul, como capa vermelha, isto é, pegava os carros no pátio e os levava até as rampas”, relembra. Começava assim, a saga do clã Marques da Silva, um dos mais respeitados no setor das cegonhas. O primeiro caminhão foi um MerRevista Cegonheiro

22

cedes-Benz 1113. “Por intermédio do meu sogro, Alivino, já falecido, fiquei sabendo que a Transauto estava vendendo caminhões. Eu não tinha dinheiro suficiente, por isso chamei meu irmão, José Marques, o Surubim, para abrirmos uma sociedade e investirmos naquele negócio.

Ricardo e Ricardo Júnior sempre foram companheiros de viagem

Depois de alguns anos, compramos nosso segundo caminhão, também um Mercedes-Benz 1113. Com isso,

nossos outros irmãos, o Ednor, o Jorge e o Boizinho, vieram para cá”, afirma. Nesse período, Clóvis já demonstrava o espírito empreendedor e soube, como poucos, aproveitar as oportunidades que surgiram. Porém, engana-se quem acha que foi fácil. “Viajávamos por quase todo o país. Os caminhões eram fracos, as estradas ruins e as viagens longas. Além disso, o frete era baixo. Muitas vezes, trabalhávamos só para ter o que comer. Era preciso ter raça. Muitos amigos desistiram de trabalhar na cegonha: uns foram para a carga seca, outros largaram o segmento de transporte de cargas”, destaca. Os desafios, no entanto, não paravam por aí. Caminhões ruins e condições de estradas precárias implicavam em altos custos de manutenção. “Certa vez, quando trafegava por Sinop, no Mato Grosso, o diferencial do caminhão quebrou.


Voltei para São Paulo e, não me lembro quem me ajudou e emprestou dinheiro para eu comprar a coroa e o pinhão. Foi um sufoco”, diz. Mas investir num veículo mais novo e moderno ainda era algo impensável. “Os bancos não ofereciam crédito, nem existia o Finame”, comenta Clóvis. “Tivemos que batalhar e rodar muito por esse Brasil para conquistar nosso espaço”, completa. Saudade da família Em seus 37 anos na estrada, Clóvis afirma que ficar distante da família é a parte mais difícil da profissão. Ele conta que a esposa Sueli, com quem é casado há 41 anos, choO primeiro caminhão (azul) de Clóvis foi um Mercedes-Benz 1113

Clóvis afirma que a distância da família era a parte mais difícil da profissão

rava bastante toda vez que ele viajava. “Reconheço que era complica-

do. Ela era e sempre foi forte. Uma verdadeira companheira. Sempre cuidou da família e educou nossos filhos: Ricardo, Rogério e Regiane”, conta, orgulhoso. Para compensar a saudade, algumas vezes Clóvis viajou com a família na boleia. Para as crianças era uma verdadeira festa, principalmente para Ricardo. “Aprendi a dirigir só observando meu pai. Aos 18 anos, já estava com carteira de habilitação e na estrada. Sinto-me realizado nessa profissão. A paixão pelos caminhões

e pela estrada está no nosso DNA”, afirma o primogênito. E quando comenta isso, Ricardo não fala por acaso. Seu filho, Ricardo Júnior, também já atua no setor, ajudando-o na área administrativa da empresa – onde também trabalham outros familiares. “Quando fiz minha primeira viagem, eu era praticamente um recém-nascido. Não tinha completado um mês. Tenho muito orgulho de ser um integrante dos Maribondo e de ser cegonheiro: é de onde vim e onde quero ficar.”

Primeiros passos Profissional engajado na busca de melhores condições de trabalho, Clóvis participou, no final da década de 1970, da criação da Acaetbv (Associação dos Carreteiros Agregados às Empresas de Transportes de Veículos do Brasil). Liderada por Roberto Augusto, a entidade representava os motoristas cegonheiros junto às transportadoras e foi a semente que deu origem ao Sindicato Nacional dos Cegonheiros, em 1986. “Fiz parte da primeira diretoria como segundo tesoureiro e cheguei a atuar como primeiro tesoureiro. Tenho orgulho de fazer parte desse capítulo importante da nossa história da nossa categoria”, diz. Clóvis e o ex-prefeito da cidade de São Paulo, Reynaldo de Barros

23

Revista Cegonheiro


Tributo

Nove praças de pedágio na BR-040

foto: Studio Pixel

Praça de pedágio localizada em Cristalina, no km 93 da BR-040

Desde o dia 30 de julho, nove praças de pedágio vêm operando na BR-040. Os valores variam de R$ 4,60 (automóveis, caminhonete e furgão) a R$ 27,60 (caminhões com reboque e caminhões-tratores com semirreboque). Para motocicletas, motonetas, bicicletas e motos, a tarifa é de R$ 2,30. As praças de pedágio estão localizadas em Cristalina (GO), no km 93; Paracatu (MG), km 18; Lagoa Grande (MG), km 91; João Pinheiro (MG), km 172; São Gonçalo do Abaeté (MG), km 254; Felixlândia (MG), km 328; Curvelo (MG), km 405; Capim Branco (MG), km 487; e Barbacena (MG), no km 714. Outros dois postos de pedágio – previstos no contrato de concessão – aguardam autorização da ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres) para entrar em operação. Estão instalados nos Revista Cegonheiro

24

municípios mineiros de Itairito e Conselheiro Lafaiete. Os técnicos da Via 040, que administra a rodovia, recomendam aos motoristas alguns cuidados básicos para evitar acidentes: velocidade máxima de 40 km/h e distância de, no mínimo, 30 metros entre os veículos. Além disso, devem ficar atentos à sinalização a fim de usarem as pistas adequadas na praça de pedágio. Exemplo disso são as faixas exclusivas para pagamento automático, acessíveis aos que já têm o dispositivo eletrônico instalado no veículo. Melhorias Segundo comunicado divulgado pela Via 040, a arrecadação do pedágio garantirá recursos para investimentos em obras e melhorias. Com elas, a rodovia alcançará o patamar de qualidade internacional chamado Classe 1-A, que exige algumas con-

figurações na via para garantir a segurança dos usuários e a fluidez do tráfego. Isso quer dizer que a rodovia terá, em toda a extensão, divisão física das pistas de rolamento, acostamentos, retornos, trevos e interseções em desnível, acessos regularizados e seguros, área de escape, marginais, pontes e viadutos duplicados e novas passarelas (principalmente em perímetros urbanos). Para atingir esse padrão de qualidade internacional, a rodovia deve ainda ter pistas duplicadas com duas faixas de rolamento em cada sentido – cada uma com 3,6 metros de largura e acostamento com 2,5 metros de campo. Separando os sentidos de tráfego, deve ser construído um canteiro central – com sistema de drenagem. Além disso, são exigidas sinalização vertical e horizontal, com placas de indicação e advertência; faixas refletivas e painéis de mensagens variáveis.


Mercado

Vendas caem 23% foto: Divulgação

Produção de veículo registrou o pior resultado desde 2006

A indústria automobilística continua sem dar sinais de recuperação. Em julho, foram licenciados 227.616 veículos - queda de 22,8% na comparação com o mesmo período de 2014, quando foram comercializadas 294.768 unidades. Em relação ao mês anterior, o comércio de veículos novos registrou aumento de 7,1% com a venda de 212.524 veículos. Esse crescimento, no entanto, não é animador, se levarmos em conta que julho teve 23 dias úteis contra os 21 do mês anterior. No acumulado do ano, o recuo é de 21%. Nos sete primeiros meses deste ano, as vendas somaram 1.446.565 unidades, contra os 1.957.688 veículos comercializados em 2014. A produção de veículos também apresentou desempenho negativo. As montadoras fabricaram 215.145 unidades: menos 14,9% em relação a julho de 2014, quando saíram da linha de montagem 252.718 unidades. Na comparação com junho, que registrou a fabricação de 182.710 veículos, o saldo é

positivo: aumento de 17,8%. Aqui também vale um registro para entender melhor o cenário da indústria automobilística. No mês retrasado, muitas fábricas concederam férias coletivas aos funcionários, para adequar a produção à demanda. Com isso, o setor teve uma drástica redução de suas atividades. Novas paradas de produção já estão previstas para este mês. A Chery, por exemplo, anunciou que dará férias coletivas a todos os seus empregados da fábrica de Jacareí, entre os dias 17 de agosto e 5 de setembro. No acumulado do ano, a produção de veículos atingiu 1.490.478 unidades, queda de 18,1% em relação ao mesmo período de 2014, quando foram fabricados 1.818.767 veículos . Segundo dados da Anfavea (Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores), em julho, o estoque (fábricas e concessionárias) é de 344.800 unidades, suficientes para 45 dias de vendas. Exportações Em julho, a venda de veículos

montados a outros países somou 28.296 unidades, volume 17,6% menor que o registrado no mesmo mês de 2014 quando as vendas ao exterior foram de 34.321 unidades. Na comparação com o mês anterior, com exportação de 47.728 unidades, a queda é de 40,7%. No acumulado do ano, as exportações atingiram 225.305 veículos, ante as 203.615 unidades de 2014, o que representa um aumento de 10,7%. Projeções O presidente da Anfavea, Luiz Moan, afirmou em entrevista coletiva à imprensa que, por enquanto, a entidade mantém sua previsão para produção e venda de veículos em 2015. “Faremos a revisão das projeções no momento adequado, quando estivermos mais seguros”, afirmou. A projeção atual da Anfavea prevê queda de 17,8% na produção de veículos e redução de 20,6% nas vendas. Para os executivos da entidade, a recuperação do setor deverá acontecer somente a partir do fim do segundo trimestre de 2016. 25

Revista Cegonheiro


Concessionária

De casa nova foto: Divulgação

Concessionária adotou a nova identidade corporativa da montadora alemã

A Savana Veículos, concessionária de veículos comerciais da Mercedes-Benz, acaba de inaugurar suas novas instalações. Localizada na rodovia Contorno Leste, BR-116, número 5.615, em São José dos Pinhais (PR), a unidade adotou a nova identidade corporativa da rede de concessionárias da montadora alemã, onde predominam ambientes claros e amplos e a opção é pelo uso da iluminação natural. Com 12 mil metros quadrados de área construída, num terreno de 40 mil metros quadrados, a revenda foi planejada para atender, de forma rápida e eficiente, aos proprietários de veículos da marca. A estrutura conta com 55 vagas na oficina mecânica, sendo 24 boxes de 14 metros, 20 boxes de 10 metros, cinco valas de serviço e seis vagas de Sprinter. Há ainda 20 vagas de estacionamento para clientes e outras 50 para atendimento de pós-venda. Revista Cegonheiro

26

Segundo o vice-presidente de Vendas, Marketing e Pós-Venda de Caminhões e Ônibus da Mercedes-Benz do Brasil, Roberto Leoncini, a empresa estimula suas concessionárias a atuarem cada vez mais próximas das operações dos clientes. “Queremos atender bem, no lugar certo e com estrutura adequada ao perfil de cada

Estrutura conta com 55 vagas na oficina mecânica, cinco valas de serviço e seis vagas de Sprinter

cliente e ao tipo de produto e serviço de que ele necessita”, diz. Logo que chega à concessionária, o cliente já percebe que tudo foi feito para atendê-lo de forma rápida e eficiente: tanto a área de recepção de

serviços como a oficina contam com amplas vagas de estacionamento para seu caminhão, ônibus ou Sprinter – e até com uma carreta. A concessionária segue as diretrizes do Programa de Qualidade Star Class, que a Mercedes-Benz desenvolve junto a sua rede de concessionárias, com o fim de padronizar e garantir excelência na qualidade do atendimento ao cliente. A Savana Veículos é uma empresa do Grupo Águia Branca, um dos maiores conglomerados empresariais do país. Além da unidade de São José dos Pinhais, a Savana conta com concessionárias em Ponta Grossa (PR) e em Joinville (SC). Também fazem parte do Grupo Águia Branca, a revenda Vitória Diesel (com unidades em Cariacica, Serra e Cachoeiro de Itapemirim) e a Linhares Diesel (Linhares), todas no estado do Espírito Santo.


Homenagem

Parceiro de longa data

Participação na Festa do Cegonheiro, realizada no Estância Alto da Serra

Queiroz uma das pessoas mais respeitadas e queridas entre os cegonheiros

Desde 1983, José Alberto Queiroz, hoje consultor de vendas da De Nigris, acompanha o mercado cegonheiro e até foi um dos protagonistas de um dos momentos mais importantes da história do setor: em 1994, participou da entrega de 80 caminhões zero-quilômetro adquiridos pelos associados do Sindicato Nacional dos Cegonheiros por meio do Finame. “Naquela época, o então diretor da Mercedes-Benz, Roberto Bogus, conseguiu um lote especial para os cegonheiros. Com a moeda estável, muitas pessoas aderiram ao Finame e adquiriram seu primeiro

caminhão novo”, relembra Queiroz. Por essas e outras passagens, ele tornou-se uma das pessoas mais respeitadas e queridas entre os cegonheiros. “Aprendi muito nesse setor. O principal ensinamento é respeitar o passado e as pessoas. E o melhor exemplo disso vem do presidente do Sindicato Nacional, o Boizinho, que mantém a simplicidade no modo de agir e sua lealdade aos amigos. Também aprendi que é preciso união para atingirmos nossos objetivos”, diz. Paulista nascido em Monte Alto, Queiroz vem de uma família de ca-

Queiroz levou um grupo de cegonheiros para assistir a Fórmula Truck em Caruaru

minhoneiros. O pai, Autêmio, transportava frutas do interior para a capital paulista; e o irmão, Nelson, hoje tem uma fábrica de carrocerias. Aliás, foi com o Nelson que ele se mudou para São Paulo, em 1973. “Começamos a trabalhar na área de vendas de uma fábrica de equipamentos para caminhões, como semirreboques e basculantes. Eu tinha muitos contatos com as concessionárias até que surgiu um convite para trabalhar na Agrodiesel”, conta. De lá, Queiroz passou para a Divena e depois para a De Nigris, onde está hoje. 27

Revista Cegonheiro


Treinamento

Todo cuidado é pouco TOME NOTA Prazo prorrogado A ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres) prorrogou a validade do RNTRC (Registro Nacional de Transportadores Rodoviários de Cargas), que venceriam entre 31 de julho e 27 de setembro, para 28 de setembro de 2015. O órgão também publicou a resolução que regulamenta os procedimentos para inscrição e manutenção do registro, necessário para exercício da atividade do transporte rodoviário remunerado de cargas. O recadastramento será feito a partir do dia 28 de setembro, mas o cronograma ainda não está definido. Participantes do curso de reciclagem promovido pela Tegma, em parceira com o Sest/Senat

Após a explicação teórica, são realizadas dinâmicas em que os grupos colocam em prática o que aprenderam

Em pouco mais de um mês, cerca de 300 motoristas da Tegma já participaram de um curso de reciclagem sobre direção defensiva, prevenção de acidentes e avarias. Outros mil profissionais também vão participar desse treinamento que começou no dia 11 de maio e foi desenvolvido numa parceria entre a empresa e o Sest/Senat (Serviço Social do Transporte / Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte). Com carga horária de quatro horas, os participantes assistem a palestras sobre temas como controle total de perdas, coleta de evidências e informações, reação inicial e análise e correção. Após a explicação teórica, são promovidas dinâmicas Revista Cegonheiro

28

Equipe da Tegma com os instrutores Manoel Belasco e Elisa Alves Martins

em que os grupos colocam em prática o que aprenderam. As aulas são ministradas pelos instrutores Manoel Belasco e Elisa Alves Martins. Programa Forte O Sest/Senat também é responsável pelas palestras mensais do Programa Forte nas quais são abordados temas voltados à melhoria da qualidade de vida dos motoristas e proprietários de frota, ao atendimento e à segurança nas estradas. O objetivo da Tegma é fortalecer ainda mais a parceria com o transportador e, com isso, obter resultados cada vez mais expressivos no que diz respeito aos índices de redução de acidentes e melhoria de serviços.

Curso de reciclagem Os motoristas habilitados nas categorias C, D ou E, que incluem caminhoneiros e condutores de ônibus ou vans, que somarem 14 pontos na carteira de habilitação no período de um ano, agora serão obrigados a fazer um curso preventivo de reciclagem. A pontuação equivale a duas multas gravíssimas (cada um com sete pontos). Após o curso, os pontos serão zerados. A lei federal 13.154 foi publicada no Diário Oficinal, no dia 31 de julho. Pagamento eletrônico As praças de pedágio da BR-163 passarão a utilizar o sistema de pagamento eletrônico de pedágio. O inicio da arrecadação está previsto para agosto deste ano. As nove praças instaladas entre a divisa do Mato Grosso do Sul e Sinop contarão com dez faixas de rolamento, sendo cinco em cada sentido. Em duas delas, (uma em cada lado) o motorista poderá fazer o pagamento automático. De acordo com Wilson Ferreira, gerente de arrecadação da Rota do Oeste, responsável pela concessão da rodovia, “a capacidade de fluxo nessas faixas é de 800 veículos por hora, contra 240 condutores atendidos nas faixas manuais, no mesmo período”.


Indústria

Tiggo 5 será produzido em Jacareí

SUV Tiggo 5 será o terceiro modelo produzido pela Chery no Brasil

A Chery, primeira montadora chinesa a instalar uma fábrica no Brasil, anunciou um aporte de R$ 400 milhões para implantar uma nova linha de produção na fábrica de Jacareí (SP). O terceiro modelo que sairá da linha de montagem será o SUV Tiggo 5 – atualmente é fabricado o Novo Celer (nas versões hatch e sedan) e ainda para este ano está previsto o início da produção do novo QQ. Com a nova linha de montagem, deverão ser criados 200 novos postos de trabalho ainda neste ano – o quadro atual é de 500 colaboradores. A nova linha de montagem terá capacidade para fabricar até 30 mil unidades por ano e a expectativa é de que comece a operar em 18 meses. O anúncio desse investimento foi feito no dia 20 de julho, durante a cerimônia de lançamento oficial do polo automotivo da montadora. A construção terá início ainda no segundo semestre deste ano e a previsão é de que esteja em operação dentro de dois anos, gerando cinco mil empregos. Segundo os executivos da Chery, o plano de investimentos foi protocolado junto ao Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. Atualmente o veículo é importado da China.

Polo automotivo Nesse mesmo evento, a Chery e a prefeitura de Jacareí anunciaram parceria para a instalação de um polo automotivo e tecnológico na cidade. A construção desse complexo foi um compromisso assumido pelo primeiro ministro da China, Li Keqiang, durante viagem realizada ao Brasil em maio último. O polo será instalado numa área de quatro milhões de metros quadrados e contará com 24 empresas – totalizando 25 companhias. O investimento total, incluindo o da fábrica de veículos, é de US$ 700 milhões.

O anúncio foi feito durante a cerimônia de lançamento do polo automotivo da montadora

“Esta é mais uma prova de que a Chery veio para fincar raízes sólidas no país e de que acredita veementemente no potencial do mercado consumidor nacional. Somos a maior

montadora de origem chinesa presente na América Latina. E o Brasil é o head quarter dessa operação”, disse o vice-presidente da empresa, Luis Curi. A Brazul Logística e Transportes já confirmou sua participação no polo. Outras oito empresas estão em negociação – de acordo com a Chery, bastante avançadas. São fabricantes de autopeças (fornecedoras de rodas, amortecedores, freios, sistema de direção, bancos, tanques de combustível, motores e transmissões). Isenção fiscal Para atrair empresas para o polo automotivo, a prefeitura de Jacareí criou uma lei específica (lei 5.952/2015), que possibilita a isenção de IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano) por quatro anos. Além disso, as empresas interessadas também podem se beneficiar dos termos já previstos na Lei 5.493/2010, que abrange a IPTI (Isenção do Imposto de Transmissão Inter Vivos) para aquisição de bens imóveis e da possibilidade de ressarcimento dos custos das obras pelos valores dos créditos tributários municipais. 29

Revista Cegonheiro


Manutenção

Prevenir é melhor que remediar

Parada não programada tem um forte impacto na transportadora

Estudo divulgado recentemente pela Volvo Trucks comprova por estatística o que todo mundo já sabia: a manutenção preventiva é fundamental para evitar que o caminhão fique parado na oficina por causa de uma quebra. De acordo com o relatório, o número de paradas não planejadas poderia ser reduzido em até 80%. E caminhão parado significa menos dinheiro no bolso. Apesar de esse levantamento ter sido realizado apenas com os caminhões da marca na Europa, o índice de paradas não planejadas deve ser muito semelhante aqui no Brasil. “Uma parada não programada tem um forte impacto na transportadora. Portanto, temos de melhorar o entendimento dos motivos que levam a paradas não planejadas e ajudar nossos clientes a aumentar a produtividade e a rentabilidade do negócio”, diz o diretor de Qualidade e Disponibilidade da Volvo Trucks, Hayder Wokil. A pesquisa foi baseada em dados de 3.500 caminhões, colhiRevista Cegonheiro

30

Estudo mostra que número de paradas não planejadas pode ser reduzido em até 80% se forem realizadas manutenções preventivas

dos durante cinco anos. De posse dessas informações, a montadora realiza simulações avançadas, gerando uma série de possíveis situações de manutenção, com o fim de analisar como, por quê e quando os caminhões têm paradas não programadas. Segundo Workil, “o estudo mostrou claramente que monitorar o uso do caminhão e a condição de diferentes componentes chave do veículo, possibilita planejar melhor a manutenção. Acreditamos que po-

demos reduzir o número de paradas não planejadas em 80%, se a manutenção do caminhão for realizada dentro dos prazos ou em resposta às necessidades reais”. Porém, a montadora quer ir mais além e eliminar – a longo prazo – as paradas não programadas. Os caminhões conectados ajudarão a Volvo a atingir essa meta. Afinal, os sistemas permitem prever as necessidades em serviços e manutenção, além de customizar o atendimento para cada caminhão individualmente.


LICENÇAS Autorização para o tráfego de veículos com carga especial

O Sindicato Nacional dos Cegonheiros tem a disposição dos seus associados e motoristas, o Departamento de Licenças, específico para dar entrada na documentação para a retiradade Licenças Estaduais e Federal de acordo com as normas exigidas pelo DER – Departamento de Estradas de Rodagem e do DNIT – Departamento Nacional de Infra-Estrutura de Transportes.

ONDE TIRAR AS LICENÇAS São Bernardo do Campo-SP Sede Central – Rua: Luiz Barbalho, 07/11 – Bairro Demarchi Licenças Federal e Estaduais

(11) 4346.5508

Camaçari / Bahia Rua: Gurupi, 23 – Bairro Goiana Licenças do Estado da Bahia

(71) 3622-6500

Gravataí / Rio Grande do Sul Av. Eli Correa, 6.651 – RS 030 – Bairro Passo da Cavera Licenças do Estado do R.G. do Sul

(51) 3431-4848

São José dos Pinhais / Paraná Rua: Tubarão, 112 – sala 02 – Bairro: Borda do Campo Licenças dos Estados de Santa Catarina, Minas Gerais, Tocantins, Paraná, R.G. do Sul, Goiás e São Paulo

(41) 3385-8245

São José dos Campos / São Paulo Rua: Ernesto Júlio Nazaret,201 Vila Tesouro Licenças Federal e Estaduais

(12) 3906-0807

Tocantins (Licença Estadual)

Rio de Janeiro (Licença Estadual)

-Documento Cavalo Mecânico e Carreta -Contrato Social e CNPJ (pessoa jurídica) -CPF e RG (Pessoa Física) -Licença Federal 4,95m -Todos documentos autenticados

- Documento Cavalo Mecânico e Carreta - RG e CPF (proprietário da empresa) - Contrato Social - Requerimentos (no Sindicato)

Minas Gerais (Licença Estadual)

São Paulo (Licença Estadual e Federal) -Documento Cavalo Mecânico e Carreta

Santa Catarina (Licença Estadual)

-Documento Cavalo Mecânico e Carreta -Procuração (retirar no Sindicato) -Contrato Social (pessoa jurídica) -CPF e RG (pessoa física)

R. Grande do Sul (Licença Estadual) -Documento Cavalo Mecânico e Carreta

-Documento Cavalo Mecânico e Carreta

Bahia (Licença Estadual) Goiás (Licença Estadual)

-Documento do Cavalo Mecânico e Carreta

Pernambuco (licença estadual)

-Documento Cavalo Mecânico e Carreta -Licença Federal 4,95m

Paraná (Licença Estadual e Federal) -Documento Cavalo Mecânico e Carreta

ATENÇÃO MOTORISTAS

Licenciamento São Paulo 2015 Final de Placa

1e2 3, 4 e 5 6, 7, e 8 9e0

CAMINHÕES Mês do Licenciamento

Setembro Outubro Novembro Dezembro

- Cópia legível do documento do cavalo e carretas (todas as carretas que for acoplar na licença) - Cópia legível da licença federal (Dnit) - Contrato social da empresa (xerox autenticada) - CNH do proprietário ou de um dos sócios da empresa (xerox autenticada) - comprovante de endereço – pessoa física (xerox autenticada)

CARRETAS AUTOMÓVEIS MOTOS Final de Placa Mês de Licenciamento

1 2 3 4 5e6 7 8 9 0

Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro


Restrições de Tráfego

para carretas cegonhas em

2015

Com o intuito de promover a fluidez de trânsito em grandes feriados e datas festivas, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) edita anualmente um calendário nacional de restrição a veículos de grande porte, limitando em determinados dias e horários o trânsito de Combinações de Veículos de Carga e demais veículos portadores de Autorização Especial de Trânsito (AET). Tais restrições são válidas apenas em rodovias federais de pista simples. Confira abaixo os dias e horários das restrições.

Restrição de Trânsito em todas as Unidades da Federação OPERAÇÃO

DIA DA RESTRIÇÃO

HORÁRIO DA RESTRIÇÃO

13/02/2015 (sexta-feira) 16:00DA àsRESTRIÇÃO 24:00 DIA DA RESTRIÇÃO HORÁRIO 14/02/2015 (sábado) 06:00 às 12:00 OPERAÇÃO DIA DA RESTRIÇÃO HORÁRIO CARNAVAL 13/02/2015 (sexta-feira) 16:00DA àsRESTRIÇÃO 24:00 17/02/2015 (terça-feira) 16:00 às 24:00 OPERAÇÃO DIA DA RESTRIÇÃO HORÁRIO DA RESTRIÇÃO 14/02/2015 (sábado) 06:00 às 12:00 18/02/2015 06:00 13/02/2015(quarta-feira) (sexta-feira) 16:00às às12:00 24:00 CARNAVAL 17/02/2015 (terça-feira) 16:00 às 24:00 02/04/2015 (quinta-feira) 16:00 às 24:00 14/02/2015 (sábado) 06:00 às 12:00 13/02/2015(quarta-feira) (sexta-feira) 16:00 às às 12:00 24:00 CARNAVAL 18/02/2015 06:00 SEMANA SANTA 03/04/2015 (sexta-feira) 06:00 às 12:00 17/02/2015 (terça-feira) 16:00 às 24:00 14/02/2015 (sábado) 06:00 às às 24:00 12:00 02/04/2015 16:00 05/04/2015(quinta-feira) (domingo) 16:00 CARNAVAL 18/02/2015 (quarta-feira) 06:00às às24:00 12:00 17/02/2015 (terça-feira) 16:00 às 24:00 SEMANA SANTA 03/04/2015(quinta-feira) (sexta-feira) 06:00 às 12:00 30/04/2015 16:00 02/04/2015 (quinta-feira) 16:00às às24:00 24:00 DIA DO TRABALHO 18/02/2015 (quarta-feira) 06:00 às 12:00 05/04/2015(sexta-feira) (domingo) 16:00 às 24:00 01/05/2015 06:00 às 12:00 SEMANA SANTA 03/04/2015 (sexta-feira) 06:00 às 12:00 02/04/2015 (quinta-feira) (quinta-feira) 16:00 às às 24:00 24:00 30/04/2015 16:00 03/05/2015 (domingo) 16:00 às 24:00 05/04/2015 (domingo) 16:00 às 24:00 DIA DO TRABALHO SEMANA SANTA 03/04/2015 (sexta-feira) (sexta-feira) 06:00 às às 12:00 12:00 01/05/2015 06:00 06:00 às 12:00 04/06/2015 (quinta-feira) 30/04/2015 (quinta-feira) 16:00 às 24:00 05/04/2015 (domingo) (domingo) 16:00 às às 24:00 24:00 CORPUS CHRISTI DIA DO TRABALHO 03/05/2015 16:00 07/06/2015 (domingo) 16:00 às 24:00 01/05/2015 (sexta-feira) 06:00 às 12:00 30/04/2015 (quinta-feira) (quinta-feira) 16:00 às às 12:00 24:00 06:00 04/06/2015 04/09/2015 16:00 DIA DO TRABALHO 03/05/2015(sexta-feira) (domingo) 16:00às às24:00 24:00 CORPUS CHRISTI 01/05/2015 (sexta-feira) 06:00 às 12:00 07/06/2015 (domingo) 16:00 às 24:00 INDEPENDÊNCIA 05/09/2015 (sábado) 06:00 às 12:00 06:00 às 12:00 04/06/2015 (quinta-feira) 03/05/2015(sexta-feira) (domingo) 16:00 às às 24:00 24:00 CORPUS CHRISTI 04/09/2015 16:00 07/09/2015 (segunda-feira) 16:00 às 24:00 07/06/2015 (domingo) 16:00 às 24:00 06:00 às às 12:00 04/06/2015 (quinta-feira) INDEPENDÊNCIA 05/09/2015 (sábado) 06:00 12:00 30/10/2015 (sexta-feira) 16:00 às 24:00 CORPUS CHRISTI 04/09/2015 (sexta-feira) 16:00 às 24:00 07/06/2015 (domingo) 16:00 às às 24:00 24:00 07/09/2015 (segunda-feira) 16:00 FINADOS 31/10/2015 (sábado) 06:00 às 12:00 INDEPENDÊNCIA 05/09/2015 (sábado) 06:00 às 12:00 04/09/2015 (sexta-feira) (sexta-feira) 16:00 às às 24:00 24:00 30/10/2015 16:00 02/11/2015 (segunda-feira) 16:00 07/09/2015 (segunda-feira) 16:00às às24:00 24:00 INDEPENDÊNCIA 05/09/2015 (sábado) 06:00 às 12:00 FINADOS 31/10/2015 (sábado) 06:00 às 12:00 24/12/2015 (quinta-feira) 14:00 30/10/2015 (sexta-feira) 16:00às às22:00 24:00 07/09/2015 (segunda-feira) 16:00 às 24:00 02/11/2015 (segunda-feira) 16:00 às 24:00 FINAL DE ANO 31/12/2015 (quinta-feira) 14:00 às 22:00 FINADOS 31/10/2015 (sábado) 06:00 às 12:00 30/10/2015(quinta-feira) (sexta-feira) 16:00 às às 22:00 24:00 24/12/2015 14:00 03/01/2016 (domingo) 14:00 às 24:00 02/11/2015 (segunda-feira) 16:00 às 24:00 FINADOS 31/10/2015 (sábado) 06:00 às às 22:00 12:00 FINAL DE ANO 31/12/2015 (quinta-feira) 14:00 24/12/2015 (quinta-feira) 14:00 às 22:00 02/11/2015 (segunda-feira) 16:00 às às 24:00 24:00 03/01/2016 (domingo) 14:00 FINAL DE ANO 31/12/2015 (quinta-feira) 14:00 às às 22:00 22:00 24/12/2015 (quinta-feira) 14:00 Restrição de Trânsito na BR-101, entre os Municípios de Rio Bonito e Itaboraí, km 269 a 308 03/01/2016 (domingo) 14:00 às 24:00 FINAL DE ANO 31/12/2015 (quinta-feira) 14:00 às 22:00 do Rio de Janeiro e na BR-493, nos municípios de Magé e Itaboraí, km 0 26 13/02/2015 (sexta-feira) 06:00 àsao 19:00 03/01/2016 14:00 às às 19:00 24:00 14/02/2015(domingo) (sábado) 06:00 CARNAVAL 13/02/2015 (sexta-feira) 06:00 às 19:00 18/02/2015 (quarta-feira) 12:00 às 22:00 14/02/2015(sexta-feira) (sábado) 06:00 às 19:00 22/02/2015 (domingo) 12:00 13/02/2015 06:00às às22:00 19:00 CARNAVAL 18/02/2015 (quarta-feira) 12:00 às 22:00 14/02/2015 (sábado) 06:00 às 19:00 13/02/2015 (sexta-feira) 06:00 às às 22:00 19:00 CARNAVAL 22/02/2015(quarta-feira) (domingo) 12:00 18/02/2015 12:00 às 22:00 14/02/2015 (sábado) 06:00 às 19:00 CARNAVAL 22/02/2015 (domingo) 12:00 às 22:00 18/02/2015 (quarta-feira) 12:00entre às 22:00 22:00 Restrição de Trânsito na BR-135 no Estado do Maranhão, do km 00 ao 100, os municí14/02/2015 (sábado) 12:00 às CARNAVAL 22/02/2015 (domingo) 12:00 às 22:00 pios de São Luís/MA(quarta-feira) e Itapecuru-Mirim/MA 18/02/2015 12:00 às 22:00 14/02/2015 (sábado) 12:00 às 22:00 CARNAVAL 18/02/2015 (quarta-feira) 12:00 14/02/2015 (sábado) 12:00 às às 22:00 22:00 CARNAVAL 18/02/2015 (quarta-feira) 12:00 às 22:00 14/02/2015 (sábado) 12:00 às às 20:00 22:00 19/06/2015 (sexta-feira) 12:00 CARNAVAL 18/02/2015 12:00 às às 20:00 22:00 FESTEJOS JUNINOS 23/06/2015(quarta-feira) (terça-feira 12:00 19/06/2015 (sexta-feira) 12:00 às 20:00 Restrição apenas nos Estados 26/06/2015 da Bahia, Paraíba, Pernambuco e Rio12:00 Grande do Norte (sexta-feira) às 20:00 FESTEJOS JUNINOS 23/06/2015 (sexta-feira) (terça-feira 12:00 19/06/2015 12:00 às às 20:00 20:00 26/06/2015 12:00 FESTEJOS JUNINOS 23/06/2015(sexta-feira) (terça-feira 12:00 às às 20:00 20:00 19/06/2015 (sexta-feira) 12:00 às 20:00 26/06/2015 (sexta-feira) 12:00 às 20:00 FESTEJOS JUNINOS 23/06/2015 (terça-feira 12:00 às 20:00 OPERAÇÃO

26/06/2015 (sexta-feira)

12:00 às 20:00

OBSERVAÇÃO: É NECESSÁRIO OBSERVAR AS MUDANÇAS NAS RESTRIÇÕES DOS FERIADOS REGIONAIS DE CADA ESTADO


33

Revista Cegonheiro


Classificados

Três Eixos – 2003 – Tratar com Sergio (11) 7864 – 6955 ID – 80*62169 – Aceita troca Três Eixos, 2007, bom estado – Tratar – Barbarelli (11) 9 8549 – 1571 Três Eixos, Robocop original, anos 2001, 2003 e 2006. Tratar com Joel - TG (54) 3027-7966 site web: htpp://zip.net/ bwmdGF Dambroz 2008, com pneus e cinta em bom estado (Transauto).Tratar com Márcio Galdino (11) 7881-4656 Dambroz 1998/1999, bom estado (Transauto) R$ 30 mil. Tratar com Márcio Galdino (11) 7881-4656 Dambroz 94, aberta e elétrica, verde. Valor a combinar. Tratar com Vilson-Melancia (11) 4412-0159 e 9958-5510 Dambroz 2008, alugo. Tratar com Zé Valter – TN (11) 7809-7712 e ID: 90*12354 Três Eixos 2007 – Tratar com Márcio Galdino 7881-4656 Dambroz 1989 – Preta, carreta reformada, estado de nova, impecável. Tratar com Mário (11) 7871-1282 / 7730-8474

Carreta Dambroz Robocop, 2008, com pneus e cinta. Tratar com Valter (Transzero) (11) 99999-3024

Axor 2035, branco, 2007/2008. Tratar com Silvana ou Félix (11) 97028-9782, 98436-3376, 11*6514 ou 7734-5921

Carreta Dambroz, Robocop, 2008, amarela, com pneus e cintas. Único dono. Tratar com Pitol (11) 98411-2223 ou Luiz (11) 99220-2963

Axor 2035, 2008, prata, completo e em bom estado de conservação. Tratar com Márcio Galdino (11) 7881-4656.

Carreta Dambroz 2008 com pneus e cintas.Tratar com Márcio Galdino (11) 7881-4656 Carreta Dambroz 2000, convencional alongada, padrão Tegma. Tratar com Gabriel (48) 9935-6575 Carreta Dambroz, Robocop, 2004/2004, verde TNorte, reformada. Preço: R$ 55 mil. Tratar com Sérgio (21) 98017-8789 ou Nextel 919*3927. Alugo ou vendo uma carreta Engerauto 1996, toda Robocop, verde Transzero com pneus e cintas. Para venda R$ 35 mil. Tratar com Roberto (11) 991921817 Vendo duas carretas Três Eixos. A primeira é convencional aberta, com pneus, cintas, ano 2002, verde. Preço: R$ 40 mil. A outra também é convencional aberta e foi reformada na Rodoceg. Vem com pneus, cintas, ano 1995, verde. Preço: R$ 40 mil. Tratar com Márcio (51) 7811-3363

Três Eixos 2006, Robocop, com pneus e cintas. Tratar com Nelson -TG (54) 3221-8501

Carreta Três Eixos, 2001, modelo 2002, boa de carga, com pneus e cintas, verde Transzero. Preço R$ 40 mil. Tratar com Cristiano do Pereba (12) 99163-2988

Dambroz, ano 2000, convencional, pneus e cintas Brazul. Tratar com Bruno (11) 99389-0869 e 30*56894

Vendo carreta Tecnoceg, 2008/2008, robocop, toda revisada, com pneus e cintas. Preço: R$ 60 mil. Tratar com Wagner (11) 96671-5715

Engerauto, ano 1996, elétrica, capacidade para 11 carros. R$ 40 mil. Tratar com Salvador Corrêa (11) 9390-5898 e (11) 4347-9728

Vendo carreta Dambroz 2000, Robocop, preta, padrão Tegma. Preço: R$ 40 mil. Tratar com Alexandre (11) 99151-8787

Carreta Robocop Dambroz 2003, reformada em 2010 e com pistões novos. Padrão Tegma. Impecável. Tratar com Wadson (11) 7661-3377 e (79) 9876-9353

Vendo carreta Rossini, ano 2006, preto padrão Tegma. Preço: R$ 30 mil. Tratar com Petrúcio (11) 4455-2264 e 987461187

Vendo conjunto Volkswagen Constellation 19370, ano 2009, vermelho e carreta Contin Robocop, ano 1987, verde toda reformada. Preço total: RW 210 mil. Se for vendido separado, R$ 150 mil (cavalo) e R$ 60 mil (carreta). Tratar com Sílvio (11) 97717-3278 e 7*3199 Carreta Engerauto 1998, padrão Brazul amarela, alongada e preparada para “cara chata”, boa de carga (sete pickups e três médios), com oito pneus semi usados. Tratar com Hamilton (11) 98114-0119 Carreta Engerauto, ano 2000, verde, alongada, com pneus e cintas. Preço: R$ 40 mil. Tratar com Nilton (11) 986445354 e 99263-2336

Axor Premium 2044 – cinza – 2010/2011 R$ 157.000,00 Tratar com Serzedelo (Pai Herói) Dacunha (11) 9-9293-5379

Axor 1933 – branco – 2005 -Só rodou na cegonha - Tratar com Ademir (Índio) Tegma (11) 9 8437-1050 / 9 7273-2933 MB 2035 – branco - 2008. Tratar com Junior / Bruno (11) 9 8245 – 6690 / 9 9389 – 0869 / 118*4328

Carreta Dambroz 2008, azul (Transauto), com pneus e cintas. Tratar com Reginaldo (11) 7738-7296 9*43047 Carreta Robocop Goldin 1987 com rodas e pneus. Capacidade para 11 carros. Totalmente reformada. Preço: R$ 43 mil. Tratar com Sílvio (11) 7717-3278

Volvo FM 340 4x2, anos 2001 e 2003 - Tratar com Joel - TG (54) 3027-7966 site web: htpp://zip.net/bwmdGF

Vendo ou alugo as seguintes carretas: Dambroz 2000/2001, aberta, convencional, preta, R$ 38 mil. Três Eixos, 1997/1997, aberta, convencional, preta, R$ 37 mil. Dambroz, 1998, aberta, alongada, convencional, verde, R$ 39 mil. Três Eixos 1997/1997, aberta, alongada, convencional, verde, R$ 39 mil, Dambroz 2000/2000, aberta, alongada, convencional, engata truck, verde, R$ 39 mil. FNV 1991, aberta, alongada, convencional, R$ 28.500. Tratar com Valdivino Neto (Val das Tintas) (11) 7009-3838, 3423-1555 e 966*10355 Carreta Dambroz 2002, preta padrão Tegma, convencional, com pneus e cintas. Tratar com Osmar (11) 94720-3166 e ID 45*4*148025 Três carretas pranchas para transporte de caminhões (duas Facchini e uma Dambroz). Todas em bom estado e com pneus. Tratar com João (11) 7865-9192 e 4368-9206.

Revista Cegonheiro

34

Volvo FH 6x2, Globetrotter, 2012/2012, branco, completo e em perfeito estado de conservação. Pronta entrega. Valor: R$ 340 mil. Aceito caminhonete em troca. Tratar com Peterson, da Transzero (11) 98124-1450 Mercedes-Benz 1630, 1995, com motor novo e em ótimo estado. Tratar com Valter (Transzero) (11) 99999-3024 Scania G 420, ano modelo 2011, com 383 mil quilômetros rodados, banco e cama em couro e faróis xênon original de fábrica. Preço: R$ 270 mil. Tratar com Luciano ou Vagner (11) 4335-1568, 97014-8615 e 98115-9750 Volvo FH, 2005, segundo dono, motor e câmbio novos, pneus meia vida, prata. Caminhão de cegonheiro. Tratar com Buriti (11) 7830-4211 e (11) 999438656

Volvo FM 370 6x2 trucado, 2012, entre eixos 3,20 – duas unidades. Tratar com Joel (TG) (54) 3027-7966 VW Constelation 19320, 2006/2006, branco, pneus novos, ótimo estado, revisões em dia. Tratar: (11) 7871-1282 / 7730-8474 com Mário Iveco Stralis, 2008/2009, modelo Power cegonheiro, vermelho Tratar: (11) 8349-6033 / 5514-2461 com Geraldo –Transzero MB Axor 2040, 2008/2008, único dono R$ 190 mil. Tratar: (11) 9430-3098/ ID 55*100*30421 (Cajaiba – TG)

Iveco Stralis, 2009,modelo Power cegonheiro, turbina e unidades novas, vermelho,pneusnovos.Valor: R$ 210 mil. Tratar: (11) 9935-7917 com Delmiro – TNorte

Pick up Strada 2009/2010, 1.4 flex, cabine simples, cinza, com 50 mil quilômetros rodados. Tratar com Osmar (Tegma) (11) 94720-3166 e ID 45*4*148025 Fox Trend 1.6, 2012/2013, prata, com 10 mil quilômetros rodados e todos opcionais- exceto ar-condicionado. Único dono e ótimo estado. Preço: R$ 31,5 mil. Tratar com Alan Oliveira (11) 98660-5851. Vendo Mitsubishi L200 Out door, HPE 2.5, 4x4, ano 2010, prata, com direção hidráulica, câmbio mecânico e ar condicionado. Completo bem conservado. Preço: R$ 55 mil. Tratar com Maria Lúcia (11) 4347-6001 ou Paulo (11) 99480-8508 e 653*141

Terreno Caçapava 248m² Bairro – Verreno Caçapava 248m² Bairro – Vitória Vale - R$ 85.000,00 / Terreno Caçapava - Vitória Vale 7X25 - R$ 55.000,00 Tratar Latino (Tegma) (11) 9 – 8632-6532 / (11) 4066 - 4510

Scania T113 Topline, ano 1997, com seis pneus Michelin novos, rodas de alumínio, conversor de bateria e televisão. Segundo dono. Impecável! Tratar com Márcio (51) 7811.3363

Apartamento no centro de Diadema, três dormitórios, 65m², churrasqueira, duas piscinas, de festa, sala de ginástica. Valor: R$ 260.000,00.Tratar com Eduardo – Cazu (11) 96710-9965

MAN TGX 29440, 6x4, ano 2012, ótimo estado de conservação. Preço: R$ 300 mil. Tratar com Claudete (11) 99851-7954 ou Denis (11) 97639-1191

Sítio com cinco alqueires na rodovia CasteloBranco Km 162, em Porangaba. Tratar com Buriti (11)99943-8656 e 6949-5995

Vendo dois caminhões: um Scania 420, ano 2005, azul, com motor e pneus novos; o outro é um Volvo FM 370, ano 2011, prata. Tratar com Jorge (11) 97409-7282 e 95124-8818.

Sítio em Pilar do Sul-SP próximo a Sorocaba,1 e ½ alqueire formado. Tratar com Daniel TNorte Curitiba – BZ (15) 3278-1214

Vendo caminhão Scania R440, ano/ modelo 2014, Toco, prata, com cerca de 65 mil quilômetros rodados. O veículo conta com retarder e tanque de arla (regulamentado. Preço: R$ 320 mil. Tratar com Wagner (11) 96671-5715

Toyota Hilux SW4 3.0 SRV 4X4 16V Turbo Intercooler Dieses 4P Automático – Preto Km – 120.000. Tratar Wagner ID: 960*7864 / 7769-3096

Terreno em Piedade, próximo a Sorocaba. R$ 25.000,00.Troco por carro. Tratar com Marcinho TG (15)3311-4043 e 9574-0272 Casa no bairro Demarchi. Vende-se valor R$ 480 mil ou aceito imóvel de menor valor. Quatro dormitórios (sendo uma suíte), três wcs, cinco vagas, dois terraços, copa, cozinha planejada, sótão, salão de festas e depósito. Tratar com Maria Lúcia (11) 4347-6001 ou Paulo (11) 99480-8508 e 653*141

Fiat Strada Working CD 1.4 flex, 2010, completa. Tratar com Erivaldo (11) 98688-5488

Sobrado no Terra Nova II, três dormitórios amplos, uma suíte com varanda. Todo reformado e tudo em porcelanato, Possui jardim de inverno na sala, cozinha embutida, rack sob medida, copa e coifa. Valor: R$ 400 mil. Tratar com Nildo (11) 7364-4324 e 4396-9008

Voyage confortline1.6,flex,09/10,comp leto. Tratar com Enzo (11) 4396-1869 e 7765-2487

Cobertura duplex(nova) no centro de São Bernardo do Campo.Tratar com Jorge - BZ (11) 6734-4797

Uno 2009, azul metálico, duas portas, completo, flex. Tratar com Marcelo – BZ Taubaté (12) 9239-2287 e 91782857

Apartamento novo em Nova Petrópolis (São Bernardo do Campo). O imóvel tem dois dormitórios, sala, cozinha, WC, área de serviço com sacada, área de lazer e piscina, etc. Área útil de 49 metros. Entrega prevista para abril de 2013. Preço: R$ 250 mil. Tratar com Salvador (11) 4347-0931

D20, 86, turbo, vermelho perolizado, segundo dono, 160 mil quilômetros rodados, carro de garagem, com guincho na frente. R$ 32,5 mil. Tratar com Geraldo Saraiva Filho (11) 7076-0632, 4109-1279 e 4358-1313 Moto BMW GS 1200 R, 2009/2009, prata. Vendo ou aceito troca por carro ou outra moto. Tratar com Peterson (11) 98124-1450 e 916*855 Saveiro Trend 2009, prata, com cerca de 40 mil quilômetros rodados. O veículo

MB 1634, 06, branco.Tratar:(11) 94418547 com Umberto Nóbile – TS MB 608 Dguincho, 1980. R$ 30 mil. Tratar:(11) 999134-8945/7833-2201/ID 84*23068 com Gilberto - TN

Vendo ou troco S10, ano modelo 1998, 4.3, V6, completa, cabine dupla,prata, com kit gás. Ótimo estado de conservação. Tratar com Nelson (11) 98442-0969

Scania G420 4x2, 2008/2008, azul, com 940 mil quilômetros rodados. Ótimo estado de conservação. Preço: R$ 190 mil. Tratar com Gustavo (12) 98314-0000 e 96*37039

Volvo FH – 2005 – prata – - Tratar com Sergio (11) 7864 – 6955 ID – 80*62169 – Aceita troca

Scania 2010 – Prata – 2010 – bom estado – Tratar com Barbarelli (11) 9 8549 – 1571

Carreta Nego 2008, verde e com pneus. Tratar com Hong (13) 9112-2716

Axor 2044, 2008, prata, completo, com motor e câmbio revisados. Tratar com Márcio Galdino (11) 7881-4656.

é equipado com direção hidráulica, alarme, rodas de magnésio, trava e vidros elétricos. Preço: R$ 23 mil. Tratar com Francisco (11) 99454-9337 e 2861-0196

Apartamento no Rudge Ramos, em São Bernardo do Campo. Com dois ou três dormitórios, duas garagens, área de lazer, área de construção 100 metros quadrados. R$ 330 mil mais saldo de prestações. Tratar com Guilherme6605-7953

ANUNCIE

4346-5507

(11)

e-mail: revistacegonheiro@sindicatodoscegonheiros.com.br


Profile for Sinaceg

Revista Cegonheiro - Edição 160  

Revista Cegonheiro - Edição 160  

Profile for sinaceg
Advertisement