{' '} {' '}
Limited time offer
SAVE % on your upgrade.

Page 1

revista

Sindicato Nacional dos Cegonheiros

TREZE ANOS NO CAMINHO DA INFORMAÇÃO

Ano 13 - edição no 156 - abril/2015 - Publicação mensal

NOVO PEUGEOT Modelo mundial agora fabricado no Brasil

CEGONHEIRO MAIS ANTIGO Lino conta suas aventuras e conquistas nas estradas


Palavra do Presidente Presidente: José Ronaldo Marques da Silva Vice-Presidente: Jaime Ferreira dos Santos Secretário Geral: Douglas Santos Silva Secretário de Finanças: Reginaldo Fabretti Diretor Regional: Márcio Galdino da Silva Primeiro Secretário: José Murialdo Generoso Júnior Primeiro Tesoureiro: Josimar Lincon de Freitas Diretores Executivos Efetivos Gilmar Donizette da Silva Benvindo Gonçalves José Laércio da Silva Antenor Garibaldi Clemente Francisco de Assunção Diretores Executivos Suplentes Edimar Moreira de Oliveira Ednilson Azevedo Bitencourt Jurandy Pereira de Albuquerque Luiz Eugenio Baldin Golgatto Antonio Bertin Jardel de Castro Luiz Bianchi Giglio João Soares de Jesus Aroldo Neves de Lima Ronaldo Montagnini Jacinto Tassiano de Sousa e Silva César Wellington Pereira da Rocha Conselho Fiscal Efetivo Adilson Roberto Bento Hamilton Mendes José Vicente Bonetti Conselho Fiscal Suplente Fábio Renato dos Santos João Formiga de Souza Daiana Freitas de Oliveira Jornalista Responsável José Nogueira do Nascimento Mtb 15.211 Editoração de Arte e Produção Gráfica Milton Tonello Editor José Nogueira do Nascimento Publicidade Ítalo Rocha Nogueira Redação Analuiza Tamura e José Nogueira Revisão Maria Isabel Corcete Fotografia Ítalo Rocha Nogueira Impressão Gráfica Gráfica e Editora Referência Tiragem 6.000 exemplares

Endereço Rua Luiz Barbalho, 07/11 - Bairro Demarchi CEP: 09820-030 - São Bernardo do Campo - SP Fone: (11) 4346-5507 Fone/Fax: (11) 4346-5500 www.sindicatodoscegonheiros.com.br revistacegonheiro@sindicatodoscegonheiros.com.br conexaocomunicacao@uol.com.br Revista Mensal dirigida aos Cegonheiros. As opiniões dos artigos assinados e dos entrevistados são de seus autores e não necessariamente as mesmas da Revista Cegonheiro. A elaboração de mátérias redacionais não tem nenhuma vinculação com a venda de espaços publicitários. Os anúncios são de responsabilidade das empresas anunciantes. Ano 13 - edição nº 156 - abril de 2015 Sindicato Nacional dos Cegonheiros

Revista Cegonheiro

2

Caros Leitores Infelizmente a indústria automobilística não dá sinais de recuperação. O fraco desempenho do setor até levou a Anfavea a rever as projeções para este ano. Neste momento, precisamos estar cada vez mais unidos para enfrentar e superar as dificuldades. Afinal, nossa categoria é forte e juntos vamos sobreviver a este momento. Assim, como estudiosos do setor, aposto na retomada dos negócios a partir do terceiro trimestre. Essa esperança está ancorada nos investimentos de montadoras como a Peugeot e a BMW que deram início à produção de novos modelos no Brasil. Isso mostra que devemos estar preparados para atender à demanda do mercado. Afinal, novos produtos exigem não só mão de obra qualificada nas fábricas mas também nas transportadoras, que devem treinar suas equipes para que o produto seja entregue em perfeitas condições, sem avarias. Entre as matérias desta edição, faço menção especial à que fala sobre o nosso capitão Lino. Um dos mais respeitados do setor, ele é um exemplo de profissional. Ajudou a construir a nossa história e tem um lugar cativo em nossos corações. Quero também destacar o programa de ginástica laboral implantado na Tegma. Essa iniciativa só merece elogios. Afinal, mostra a preocupação com a qualidade de vida de seus colaboradores. Um trabalhador satisfeito produz mais e melhor e, com isso, todos obtemos melhores resultados. Boa leitura!

Índice

José Ronaldo Marques da Silva

Agenda .............................................................................................. 4 Indústria ............................................................................................ 6 Investimento ...................................................................................... 8 Tecnologia ....................................................................................... 10 Comércio ......................................................................................... 12 Estradas .......................................................................................... 14 Mercado .......................................................................................... 16 Legislação ........................................................................................ 18 Segurança ....................................................................................... 19 Gente ....................................................................................... 20 e 21 Saúde ....................................................................................... 24 e 25 Aplicativo ......................................................................................... 26 Reconhecimento ........................................................................ 28 e 29 Alerta .............................................................................................. 30 Serviço ............................................................................................ 31 Concessionária ................................................................................. 32 Qualidade ........................................................................................ 33 Dicas ............................................................................................... 34 Licenças .......................................................................................... 35 Restrições ........................................................................................ 36 Classificados .................................................................................... 38


Agenda

Diretoria se reúne com Marinho

Reunião foi realizada na sala do prefeito Luiz Marinho

O presidente do Sindicato Nacional dos Cegonheiros, José Ronaldo Marques da Silva, o Boizinho, visitou o prefeito de São Bernardo do Campo (SP), Luiz Marinho, no dia 25 de março. A reunião, que contou com a presença do secretário municipal de Serviços Urbanos, Tarcísio Secoli, serviu para estreitar ainda mais o relacionamento entre a entidade e as autoridades locais e discutir assuntos relacionados ao transporte de carga. Na ocasião, Boizinho estava acompanhado por Jaime Ferreira dos Santos (vice-presidente do sindicato), Márcio Galdino da Silva (diretor regional), Elias Fazan (presidente da Cooperceg e vice-presidente da Credceg) e Júnior.

SINDICATO NACIONAL DOS CEGONHEIROS

Regionais: São José dos Pinhais - Paraná Rua Tubarão, 112 - Bairro: Borda do Campo Cep: 83075-060 – São José dos Pinhais/PR Fone: (41) 3385.8245 E-mail: sjpinhais@sindicatodoscegonheiros. com.br Diretor: João Soares de Jesus

Porto Real – Rio de Janeiro

Sede Central: São Bernardo do Campo São Paulo Rua Luiz Barbalho, 07/11 Bairro: Demarchi Cep: 09820-030 São Bernardo do Campo/SP Fone: (11) 4346.5500 E-mail: diretoria@sindicatodoscegonheiros.com.br Presidente: José Ronaldo Marques da Silva

Revista Cegonheiro

4

Rua Hilário Ettore, s/n – Bairro: Ettore Cep: 27570-000 – Porto Real/RJ Fone: (24) 3353.4170 E-mail: portoreal@sindicatodoscegonheiros. com.br Diretor: José Laércio da Silva

São José dos Campos – São Paulo Rua Ernesto Júlio Nazaret, 201 Vila Tesouro Cep: 12221-770 – São José dos Campos/SP Fone: (12) 3906.0807 E-mail: sjcampos@sindicatodoscegonheiros. com.br Diretor: Ednilson Azevedo Bitencourt

Piracicaba – São Paulo Rod SP 304, Km 147 – Sala 02 – Distrito de Tupi Cep – 13422-230 – Piracicaba/SP Fone: (19) 3438-7738 E-mail:piracicaba@sindicatodoscegonheiros.com.br Diretor: Clemente Francisco de Assunção

Serra – Espírito Santo Rua Talma Rodrigues Ribeiro, nº 96 Edif. Metropolitano – Sala 04 Cep: 29168-080 – Serra /ES Fone: (27) 3066-2011 E-mail: serra-es@sindicatodoscegonheiros. com.br Diretor: Jurandy P. de Albuquerque Jr.

Sindicatos parceiros:

Gravataí - Rio Grande do Sul

Sintraveba - Bahia

Av. Eli Correa, 6.651 - RS 030 Bairro: Passo da Cavera Cep: 94010-972 – Gravataí /RS Fone: (51) 3431.7889 E-mail: gravataí@sindicatodoscegonheiros. com.br Diretor: Antenor Garibaldi

Sintrauto – Goiás Rua Mandaguari, 36 - Bairro: JK Cep: 75709-010 - Catalão/GO Fone: (64) 3411.2907 Presidente: Juarez Rodrigues da Silva Rua Gurupi, 23 – Bairro Goiana Cep: 42808-200 - Camaçari /BA Fone: (71) 3622.6700 Presidente: Carlito Alves www.sindicatodoscegonheiros.com.br


A cada dia, um novo horizonte Os profissionais da Transzero cruzam as estradas do país. Todo o dia é dia de ampliar os horizontes, de fazer ainda melhor. O talento é a força que guia o nosso trabalho. A cada entrega, a certeza da missão cumprida, com excelência.

www.transzero.com.br 11 4397.7000

Matriz São Bernardo do Campo SP Alvarenga - São Bernardo do Campo SP • Catalão GO Camaçari BA • Gravataí RS • Rio Grande RS Cariacica ES • São José dos Campos SP • Taubaté SP São José dos Pinhais PR • Paranaguá PR • Ipojuca PE


Indústria

BMW produz o série 1 em Araquari foto: Divulgação

Série 1 é o terceiro modelo produzido pela BMW na fábrica de Araquari

A BMW anunciou que iniciou a produção do série 1 na fábrica de Araquari (SC). O modelo é fabricado nas versões 120i ActiveFlex (opções Sport e Sport GP) e 125i Sport Active Flex. Em comunicado divulgado para a imprensa, o presidente e CEO do BMW Group Brasil, Arturo Piñero, afirma que “a produção nacional do BMW série 1 marca mais uma etapa no cronograma proposto para a nossa nova fábrica, além de oferecer mais opções de motorização flex para o mercado”. Inaugurada em setembro do ano passado, a unidade catarinense já produz os modelos série 3 e X1. Com investimento de mais de 200 milhões de euros (cerca de 600 milhões de Revista Cegonheiro

6

reais), a fábrica tem capacidade para produzir até 32 mil carros por ano. De acordo com o planejamento da montadora alemã, também deverão ser produzidos os modelos X3 e Mini Countryman. Novos modelos Equipada com motor 2.0l Twinpower turbo, de quatro cilindros, a versão 120i Active Flex, desenvolve 184 cavalos de potência e 270 Nm de torque (independentemente do combustível utilizado). Acelera de 0 a 100 km/h em apenas 7,2 segundos. O câmbio é de oito velocidades. Para garantir o visual esportivo, o modelo conta com rodas de liga leve Y-Spoke, aro 17 e volante revestido em couro,

com teclas multifunções. Já na opção 120i Sport GP, a montadora alemã investe ainda mais no conforto para o motorista e passageiros. O carro tem ar condicionado dual zone, sistema de navegação e controle de cruzeiro. A esportividade também é reforçada no 125i M Sport: faróis bixenônio, rodas especiais, volante de três raios e acessórios garantem um design mais agressivo, Os paddle shifts atrás do volante proporcionam trocas de marchas mais rápidas e seguras. Com 218 cavalos de potência, o modelo leva apenas 6,2 segundos para sair do repouso e atingir a velocidade de 100 km/h. O câmbio é automático, de oito velocidades.


Investimento

Peugeot 2008 é fabricado no Brasil foto: Divulgação

Funcionários comemoram o início de produção do Peugeot 2008 O Peugeot 2008 agora é produzido no Brasil. A PSA Peugeot Citroën anunciou, no dia 17 de março, a produção do SUV compacto da marca. Apresentado no Salão de Genebra em 2013, o modelo também é fabricado na França e na China e vai encarar uma forte concorrência: o Ford Ecosport, o Renault Duster e o Jeep Renegade. Produzido no Polo Industrial de Porto Real (RJ), o crossover exigiu investimentos de R$ 400 milhões e uma série de adaptações na linha de montagem. Entre elas estão, uma linha totalmente nova para a fabricação da lateral do modelo, novos cordões de estanqueidade para a tampa do porta-malas, novas operações na linha de montagem e adaptação dos processos de colagem dos vidros de teto, para-brisa e Revista Cegonheiro

8

tampa do porta-malas. Inicialmente o veículo produzido no Brasil abastecerá o mercado local. Os executivos da montadora francesa afirmam que, num futuro próximo, será exportado para outros países. O modelo é sucesso mundial e já teve mais de 200 mil unidades comercializadas. O Peugeot 2008 traz algumas novidades como o conceito do i-cockpit, que associa a utilização do volante multifunções de dimensões reduzidas ao painel de instrumentos e à central multimídia com tela de sete polegadas. Outra inovação é a alavanca do freio de mão do tipo manche de avião. Segundo a montadora, o veículo conta com mais de 200 peças novas e atende às exigências brasileiras com 80% de na-

cionalização dos itens. O projeto envolve 40 fornecedores. Desde 2001 No dia 1º de fevereiro, o Polo Industrial de Porto Real completou 14 anos de atividades. Ali são produzidos o Peugeot 208 e os Citroën C3, Aircross e C3 Picasso. Nesse complexo industrial também são fabricados os motores de 1.4 litro, 1.5 litros e 1.6 litro flexfuel e a gasolina (para exportação). No Brasil, o grupo PSA instalou a sede de um dos seus centros mundiais de Pesquisa, Desenvolvimento e Design. Ele é dividido em três unidades que trabalham interligadas e em contato com outros centros na França e na China.


ESPECIALIZADA NA FABRICAÇÃO DE SEMIREBOQUES PARA O TRANSPORTE DE VEÍCULOS, A TRES EIXOS DESENVOLVE PROJETOS DEDICADOS DE ACORDO COM AS NECESSIDADES ESPECÍFICAS DE CADA CLIENTE, GARANTINDO MUITO MAIS AGILIDADE NO CARREGAMENTO E SEGURANÇA NO TRANSPORTE.

EM BREVE:

VENDAS:

ESCRITÓRIO EM SÃO BERNARDO DO CAMPO

54 9924.9004 - ADAÍLTON 54 3206.7700 - FÁBRICA

WWW.TRESEIXOS.COM.BR


Tecnologia

140 opções de cores foto: Divulgação

Quatrocentas luminárias formam um túnel de luz que identifica eventuais falhas na pintura primer

Se você gosta de cores novas e diferentes, com certeza, vai ficar feliz com esta notícia. A Scania inaugurou, em São Bernardo do Campo (SP), a sua nova fábrica de pintura e montagem de cabinas de caminhão e, segundo a montadora sueca, o cliente terá 140 opções de cores. “Com essa fábrica reafirmamos nosso compromisso com a qualidade de produtos e soluções que entregamos aos clientes e nossa disposição de contribuir com o desenvolvimento da região e do país”, afirmou o presidente e CEO da Scania Latin America, Per-Olov Svedlund. A nova fábrica, inspirada nas unidades da montadora na Suécia e na Holanda, conta com um novo sistema de transporte de peças e de plataformas elevatórias, que garantem melhor ergonomia aos operadores. A nova linha de pintura é automatizada e usa Revista Cegonheiro

10

40% menos tinta na comparação com a fábrica antiga. Além disso, todo o excedente é reutilizado. Para proporcionar mais qualidade à pintura, a Scania, em parceria com um fornecedor, desenvolveu um projeto de iluminação, pioneiro na América Latina. Quatrocentas luminárias formam um túnel de luz de LED programável que identifica eventuais falhas na pintura primer, como sujeiras, riscos e amassados. Esse sistema é configurado para cada colaborador, que pode ajustar a luminosidade conforme sua percepção. Sustentabilidade Essa foi a palavra de ordem na hora de desenvolver o projeto da nova fábrica. Tudo ali foi planejado para aproveitar ao máximo os recursos naturais e reduzir o impacto ambiental.

O prédio conta com um sistema de ventilação que impede a entrada de ar e de partículas externas as quais poderiam – eventualmente – causar defeitos na pintura. E há modernos sistemas de reutilização da água da chuva e de iluminação inteligente. No primeiro caso, dois tanques de 20 metros cúbicos cada captam a água e depois a reutilizam em sanitários e na limpeza externa. No o outro, reduz-se, em até 50%, o consumo de energia elétrica, em relação à fábrica antiga. Os resíduos de gases e outros subprodutos da pintura são queimados num incinerador. Parte do calor é reaproveitado nas estufas. A tubulação tem um sistema de limpeza por arraste que reduz o desperdício de material e contribui para a conservação dos equipamentos.


Comércio

Brasil e México renovam acordo automotivo fotos: Divulgação

Modelos fabricados no México como o Jetta, Fiat 500, Tracker e Freemont são comercializados sem o imposto de importação

No dia 9 de março, os governos brasileiro e mexicano assinaram o novo acordo que regula o comércio de veículos entre os dois países. O pacto, que tem validade por mais quatro anos, estabelece que cada país exporte até U$ 1,56 bilhão, sem o pagamento de impostos de importação. Se esse total for superado, haverá cobrança de alíquota de 35%. A cota de US$ 1,56 bilhão será mantida por um ano. Depois, será ajustada anualmente em 3%. Conforme o ministro de Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Armando Monteiro, “o novo acordo deverá produzir resultados mais equilibrados e, a partir daí, criar condições para o livre comércio”. Atualmente, Ford, Fiat, General Motors, Honda, Nissan e Volkswagen trazem veículos do México. Revista Cegonheiro

12

Segundo o acordo anterior, que expirou no dia 18 de março, a cota era de US$ 1,64 bilhão nos primeiros doze meses. O valor do conteúdo regional – percentual de peças nacionais exigido na produção de veículos – foi mantido em 35%. No acordo anterior estava previsto aumento de 40% a partir de 2016. No novo pacto, o sistema de compartilhamento de cotas será de 30% para o país importador e 70% para o país exportador – antes não havia compartilhamento. Livre comércio A questão do livre comércio era defendida pelos mexicanos, mas devido às dificuldades enfrentadas pelo setor automotivo brasileiro, o governo federal pressionou pela manutenção do regime de cotas e com

isso conseguiu restringir a entrada de automóveis mexicanos no país. De acordo com o ministro Armando Monteiro, o acordo prevê que o livre comércio seja implantado em 2019. Caminhões Além do acordo de importação de veículos de passeio, os governos brasileiro e mexicano estão negociando um acordo comercial na área de caminhões. Contudo, as negociações ainda estão no âmbito das associações do setor. A primeira reunião para debater o assunto foi realizada em novembro do ano passado, no México. Um novo encontro deve ser realizado em maio. A ideia é apresentar uma proposta de acordo aos governos dos dois países até o fim deste ano.


Volvo Caminhões. Acelerando o futuro.

A cada dia surge um novo desafio. E para fazer mais e melhor, a Volvo teve que superar a própria Volvo. Porque uma inovação só é boa para a Volvo quando melhora a vida dos motoristas, a rentabilidade dos empresários e o meio ambiente. O resultado dessa busca incessante é a Nova Linha Volvo. Os caminhões mais produtivos, disponíveis, econômicos, seguros e conectados que a Volvo já fez. E a Volvo fez por você. Saiba mais em: www.volvoporvoce.com.br Site: www.autosuecosaopaulo.com.br Loja Virtual: www.autosuecosponline.com.br


Estradas

Posto de fiscalização na SP-332

foto: Divulgação

FIQUE ATENTO Posto conta com uma balança para pesagem de caminhões e uma base da Polícia Militar Rodoviária

Um novo posto geral de fiscalização começou a operar na rodovia Professor Zeferino Vaz (SP-332), em Artur Nogueira. Localizado no km 149+600, na pista sentido Campinas, a unidade, que entrou em operação no dia 18 de março, conta com uma balança para pesagem de caminhões e uma base da Polícia Militar Rodoviária (PMRv). De acordo com a concessionária Rota das Bandeiras, o posto funcionou em caráter educativo até o dia 31 de março. Durante esse período, os caminhoneiros que ultrapassaram o limite de peso permitido receberam orientações sobre a nova legislação e não foram autuados. As multas serão aplicadas a partir de abril. O gestor de tráfego da Rota das Bandeiras, José Carlos Guimarães, afirma que o novo dispositivo trará mais segurança aos usuários da rodovia. E explica que “o excesso de carga é capaz de comprometer o funcionamento de itens de segurança do veículo, como pneus e freios, além de reduzir o tempo de vida útil do pavimento”. Outras melhorias Os motoristas que trafegam pela SP-332 contam com um posto de Serviço de Atendimento ao Usuário (SAU), no km 156, também no município de Artur Nogueira. Com atendimento 24 horas, em qualquer dia da semana, o local oferece, ao motorista, vários serviços gratuitos, como água, café, área de descanso, banheiros limpos e higienizados, sala com tevê e canais a cabo, e fraldário. Revista Cegonheiro

14

Exintor de incêndio Foi prorrogada para o dia 1º de julho a exigência de uso dos extintores veiculares do tipo ABC. O novo prazo dado pelo Contran (Conselho Nacional de Trânsito) atende ao pedido do ministro das Cidades, Gilberto Kassab, que reconheceu a dificuldade dos motoristas para encontrar o equipamento. A exigência já havia sido cancelada antes. O primeiro prazo foi 1º de janeiro, depois passou para 1º de abril. O extintor de incêndio do tipo ABC deve ser usado em automóveis de passeio, utilitários, caminhonetes, caminhões, trator, micro-ônibus, ônibus e triciclo automotor de cabine fechada. O condutor que for flagrado sem o dispositivo comete infração grave, recebe multa de R$ 127,69 e perde cinco pontos na carteira de habilitação. RNTRC Também foi prorrogado o prazo de validade dos certificados de RNTRC (Registro Nacional de Transportadores Rodoviários de Cargas). De acordo com a ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrrestres), os documentos, que venceriam entre 31 de março e 30 de maio deste ano, agora valem até o dia 31 de maio de 2015. O objetivo da medida é garantir a continuidade do exercício por parte de terceiros e mediante remuneração, não demandando nenhuma ação por parte dos transportadores. As novas regras e documentos necessários para inscrição e manutenção no RNTRC, além do cronograma de recadastramento, serão divulgados no site da ANTT (http://www.antt.gov.br/index.php/ content/view/4929/RNTRC___Registro_Nacional_de_ Transportadores_Rodoviarios_de_Cargas.html)


Mercado

Produção continua em queda foto: Divulgação

Indústria registrou o pior mês de março dos últimos sete anos

A indústria automobilística ainda continua sem dar sinais de recuperação. Em março, a produção de veículos caiu 7% na comparação com o mesmo período do ano passado. Neste último mês de março saíram da linha de montagem 253.622 veículos. Em relação a fevereiro, o volume é 22,9% superior, mas devemos considerar que muitas fábricas interromperam suas atividades durante o Carnaval. Segundo dados divulgados pela Anfavea (Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores), no primeiro trimestre deste ano, as montadoras produziram 663.099 unidades, menos 16,2% em relação ao mesmo período de 2014, quando foram fabricados 791.669 veículos. Vendas fracas A venda de veículos também segue em queda. Em março, foram liRevista Cegonheiro

16

cenciadas 234.631 unidades, menos 2,6% na comparação com o mesmo mês de 2014, quando o licenciamento foi de 240.808 veículos. Em relação a fevereiro, o resultado é 26,2% superior. No acumulado do ano, foram licenciados 674.378 veículos, menos 17% em relação ao mesmo período do ano passado, em que se licenciaram 812.754 unidades. Este foi o pior mês de março dos últimos sete anos e o pior primeiro trimestre em seis anos. Na avaliação dos especialistas do setor, o fraco desempenho do setor reflete o cenário econômico atual, com elevação dos juros bancários e, principalmente, a quebra de confiança do consumidor. Exportações esboçam recuperação As exportações deram um pequeno sinal de recuperação. Em março, foram embarcadas 32.029 unidades, aumento de 2,4% em relação a fe-

vereiro, quando foram exportadas 31.266 unidades. Na comparação com o mesmo mês do ano passado, o volume exportado aumentou 36,8%. No primeiro trimestre, as exportações somaram 79.378 veículos, mais 6,3% em relação ao mesmo período de 2014, que registrou 74.646 unidades exportadas. Expectativa para 2015 O fraco desempenho registrado no primeiro trimestre levou a Anfavea a rever suas expectativas para 2015. A entidade agora avalia que as vendas deverão cair 13,2% e a produção, 10%. A estimativa é de que sejam licenciadas 3.038 unidades e produzidos 2.832 veículos. Em relação às exportações, o presidente, Luiz Moan, afirmou que a Anfavea está negociando a renovação do acordo comercial com a Argentina e promovendo reuniões com outros países da América Latina.


Legislação

Veículos terão placas padrão Mercosul

Modelo das placas para veículos novos em 2016: a maior para carros e a menor para motos

A partir de janeiro de 2016, os veículos novos terão de adotar a versão nacional da placa padrão Mercosul. Além deles, os proprietários de veículos que solicitarem troca de município ou transferência de categoria também deverão adotar a nova identificação. Por enquanto, não haverá troca de identificação de veículos já emplacados. Aprovado pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran) e regulamentado por meio da resolução 510, o modelo terá fundo branco, uma tarja azul na parte superior com o logotipo do Mercosul (à esquerda) e a identificação do país, com o nome ao centro e a bandeira (à direita). A identificação será feita com sete caracteres alfanuméricos (quatro letras e três números) dispostos de forma aleatória (semelhante ao utilizado na Europa). De acordo com o Denatran (Departamento Nacional de Trânsito), isso possibilitará cerca de 450 milhões de combinações, contra as 175 milhões do sistema atual. As novas placas ainda contarão com linhas onduladas horizontais e Revista Cegonheiro

18

marcas d’água com o logo do Mercosul, gravadas na película refletiva. Do lado esquerdo, elas terão ainda uma tira holográfica e um código bidimensional com a identificação do fabricante, a data de fabricação e o número serial da placa. À direita, serão colocadas a bandeira do estado e o brasão do município de registro do veículo. Segundo o coordenador geral de Informatização e Estatística do Denatran, Rone Evaldo Barbosa, esses itens de segurança deverão coibir as possíveis clonagens de veículos. No Brasil, o número de casos de clonagem de placas veiculares é elevado. O delito é praticado tanto por quadrilhas de roubos de veículos como por proprietários que utilizam placas para driblar a fiscalização eletrônica e, com isso, evitar multas de trânsito. Além do Brasil, o novo modelo também será adotado pela Argentina, Uruguai, Paraguai e Venezuela. Por isso, Barbosa afirma que futuramente será possível integrar os sistemas de dados entre todos os países do Mercosul, o que “permitirá um con-

trole mais rigoroso do transporte de cargas, transporte de passageiros e também de carros, nessa região”. Cada categoria de veículos será identificada por uma cor: particular (preta), comercial/aprendizagem (vermelha), oficial (azul), testes (verde), diplomático (dourado) e colecionador (prateado). Identificação de reboques e semirreboques Também ficou estabelecido que os reboques e semirreboques serão identificados apenas por placa traseira. A mesma regra vale para veículos de duas ou três rodas do tipo motocicleta, motoneta e ciclomotor. Vale destacar que, de acordo com o Contran, “a placa traseira deverá ser obrigatoriamente lacrada à estrutura do veículo em local de visualização integral, com lacres de segurança numerados” que atendam às exigências do Denatran. O uso de suportes ou adaptadores para fixação das placas é permitido, desde que não comprometam sua visibilidade e legibilidade.


Segurança

Contran exigirá novos itens de segurança foto: Touring Club Suisse

de cintos de segurança do tipo suspensório. Nos carros esportivos e nos modelos conversíveis, o uso do encosto de cabeça é facultativo. Para caminhões, caminhões trator e motor-casa, também é obrigatório o uso de cinto de segurança de três pontos com retrator nos assentos dianteiros próximos às portas, intermediários e traseiros laterais. Nos assentos intermediários dianteiro e traseiro será permitida a instalação de cintos do tipo subabdominal. Já em relação ao apoio de cabeça, o equipamento é obrigatório em todos os assentos com cinto de segurança de três pontos e foto: José Lainez

Veículos deverão ter, no mínimo, uma ancoragem inferior e uma superior num dos assentos do banco traseiro

O Conselho Nacional de Trânsito (Contran), por meio da resolução nº 518, torna obrigatório o uso de cintos de segurança de três pontos, apoio individual de cabeça e sistema de fixação para cadeiras infantis (os chamados isofix) em todos os carros de passeio, comerciais leves e caminhões novos produzidos a partir de 2018; e a partir de 2020 para todos os

veículos em produção. De acordo com a resolução, publicada no Diário Oficial de 2 de fevereiro, a regra determina que automóveis, camionetas, caminhonetes e utilitários sejam equipados com cinto de segurança de três pontos com retrator e apoios de cabeça em todas as posições do assento. Nos assentos individuais, é facultativa a instalação

facultativo nos assentos com cinto de segurança subabdominal. Para os assentos que não estejam voltados para a frente do veículo, a resolução permite às montadoras optar pelo uso do cinto de três pontos ou do subabdominal, mas exige o apoio de cabeça - ele é obrigatório em todos os bancos. Outro item que passará a ser obrigatório é o sistema de fixação de cadeirinha infantil. A medida determina que os automóveis, camionetas e utilitários possuam, no mínimo, uma ancoragem inferior e uma superior Isofix ou Latch num dos assentos do banco traseiro. Para os veículos esportivos de duas portas, a fixação pode ser instalada no banco dianteiro do passageiro, enquanto nos veículos conversíveis isso deve ser feito no assento traseiro. 19

Revista Cegonheiro


Gente

O querido capitão Lino pausa no período da Segunda Guerra Mundial, quando, durante cinco anos, Lino foi combatente do exército na cidade da Natal (RN). Chegou a treinar para ir até a Itália, mas – por sorte – o conflito acabou. Com o fim da guerra, mudou-se com a família para Campina Grande (PB) e trabalhou como motorista na Auto Viária Rainha da Borborema, onde fazia viagens para as cidades de São Paulo e Rio de Janeiro. Foi nessa época que conheceu Oscar Dantas de Medeiros, que mais tarde se tornou o proprietário da Transzero. “Ele era o gerente da empresa”, conta. Muita aventura

O primeiro caminhão (do meio) que Lino dirigiu na Transzero

Liniberg e Flávio dão sequência ao trabalho do capitão Lino

Aos 94 anos, Lino Severiano de Araújo, conhecido como Capitão Lino ou Tio Lino, tem memória de dar inveja a qualquer adolescente. Ele é capaz de contar a sua história de mais de quatro décadas na estrada, com riqueza de detalhes, citando nomes e locais por onde passou. E foi exatamente isso o que ele fez ao reencontrar velhos amigos, quando visitou a sede do Sindicato Nacional dos Cegonheiros, no dia 12 de março. Entre um aperto de mão e um abraço, arrumou uma brecha para conversar com a reportagem da Revista Cegonheiro e contar um pouco de suas aventuras pelas estradas brasileiras. Revista Cegonheiro

20

Quase foi à guerra

Lino foi motorista de ônibus na Auto Viária Rainha da Borborema

Nascido em Caiapó (RN), capitão Lino sempre foi apaixonado por caminhões. Por isso, ninguém estranhou quando começou a trabalhar como caminhoneiro, transportando carga seca. A vida na estrada só teve uma

Em 1961, decidido a dar um novo rumo a sua vida, Lino pegou a família e veio tentar a sorte na cidade de São Bernardo do Campo (SP). “Voltei a trabalhar com o seu Oscar. Naquela época a Transzero ainda não existia e ficávamos no bairro da Moóca, em São Paulo. Eu dirigia um caminhão toco e transportava cinco veículos para a região Nordeste. Sempre fiz viagens longas”, relembra. Em suas andanças, não faltou aventura. “Naquela época os caminhões não tinham força para subir as serras. Na Belém-Brasília, por exemplo, depois de passar por Goiânia, algumas vezes precisávamos da ajuda de um trator. E quando engatávamos a marcha errada no meio da subida, era necessário voltar de ré e subir novamente”, afirma. “Além disso, tínhamos de levar um barril com combustível para as viagens.


Gilberto, Douglas, Luiz, Lino, Boizinho e Liniberg na sede do Sindicato

Não havia posto para reabastecer”, recorda. Uma das histórias mais divertidas é a da viagem em que encontrou um jacaré no meio da estrada e pretendia entregá-lo para o Instituto Butantã. “O animal estava atravessado na Belém-Brasília. Parei o caminhão e, junto com outro motorista, lacei o bicho e o coloquei na caixa de ferramentas. Toda vez que parava num posto para abastecer, dava ao jacaré um pouco de comida. De volta a São Paulo, fui até o Butantã mas não o aceitaram. Tive de levar o jacaré de volta para casa”, conta, aos risos. Porém, esse não foi o único animal que o capitão Lino trouxe como passageiro. Certa vez, carregou uma jiboia e, só para aprontar com os colegas, soltou-a no meio do pátio da transportadora. “Foi a maior correria”, diverte-se. A esposa, Maria do Socorro, foi sua grande companheira de viagens. Depois que os filhos cresceram, ela acompanhou o marido pelo Brasil afora. Apesar do corre-corre das viagens, ela não descuidava do visual e sempre tinha um batom na bolsa. Três gerações As aventuras do capitão Lino foram acompanhadas pelo filho Liniberg, que depois de trabalhar 24

anos numa instituição bancária, decidiu seguir os passos do pai. “Meu primeiro emprego foi como aprendiz, na Transzero. Depois trabalhei num banco”, afirma. Hoje Liniberg e o filho, Flávio Henrique, dividem-se nas viagens e

dão prosseguimento ao negócio iniciado pelo capitão Lino. “Meu pai começou do zero e sempre batalhou muito. Ele é um exemplo para todos nós: de coragem, garra e dedicação. Tenho muito orgulho de ser seu filho”, diz.

Lino com os caminhões que adquiriu graças ao seu trabalho

21

Revista Cegonheiro


Saúde

Corpo em movimento

Programa de ginástica laboral na Tegma foi montado de acordo com a atividade do profissional

Na Tegma é assim: todos os dias, durante 15 minutos, os profissionais das áreas administrativa e operacional participam de uma sessão de ginástica laboral. Essa rotina, além de trazer benefícios para a saúde e melhorar a qualidade de vida, gera uma equipe mais integrada e, com isso, um ambiente de trabalho mais agradável. Implantado há três anos, o programa de ginástica laboral foi montado de acordo com a atividade do

Praticante de corrida, José Carlos agora dá mais atenção ao alongamento

profissional. “Durante aproximadamente 40 dias, estudei cada função e os movimentos executados pelo profissional em sua atividade. O amarrador, por exemplo, flexiona a coluna, o que pode provocar desvios e postura incorreta. Já as mulheres que trabalham no escritório, usam Revista Cegonheiro

24

salto e ficam muito tempo sentadas em frente ao computador. Para elas, é preciso desenvolver uma série de exercícios que melhorem a postura e a circulação sanguínea. Cada posto de trabalho exige uma sequência de exercícios compensatórios para evitar lesões por esforço repetitivo”, explica a educadora física e fisiologista do exercício, Bianca Vilela. Para atender à demanda da transportadora, Bianca coordena uma equipe de 11 profissionais. “Eles orientam e tiram dúvidas para que todos tirem o melhor proveito da ginástica laboral. Além disso, dão dicas de alimentação. Afinal, atividade física deve sempre estar relacionada a uma boa alimentação, para garantir uma vida mais saudável”, afirma a educadora física. Segundo a coordenadora de Relacionamento e gestora do CAT (Centro de Atendimento ao Transportador) da Tegma, Ilma Melo Rodrigues, a transportadora é um exemplo de empresa que se preocupa com o bem estar de seus colaboradores. “A diretoria investe e incentiva a participação dos profissionais. Todos saem ganhando: os empregados que se sentem mais

dispostos e a empresa que tem uma equipe mais motivada”, afirma. Mudança de hábitos O conferente José Carlos Ferreira é um frequentador assíduo das sessões de ginástica. Ele conta que as aulas o incentivaram a adotar um estilo de vida mais saudável: hoje ele acorda cedo para caminhar e adquiriu

Todos os dias, durante 15 minutos, é realizada uma sessão de ginástica

hábitos alimentares mais saudáveis. Resultado: em um ano e meio emagreceu cerca de 12 quilos. “Tudo o que aprende aqui, levo para o meu dia-a-dia. Hoje me sinto bem melhor”, afirma.


Quem também está bastante animado é o motorista monitor, José Carlos Soares Filho. “Sempre gostei de correr, fazer musculação e pedalar, mas nunca me importei com fazer alongamento. Agora estou ciente de que isso é fundamental para prevenir lesões”, diz. Mil e um benefícios De acordo com uma pesquisa divulgada pela Universidade de Cambridge (Inglaterra), o sedentarismo mata duas vezes mais que a obesidade. A ginástica laboral pode ser o primeiro passo para que um indivíduo comece a se dedicar a uma atividade física. Bianca enumera alguns benefícios dessa prática: o estresse diminui, há ganho de flexibilidade e força e redução das lesões por esforço repetitivo e até mesmo da gordura corporal. Na Tegma, além das sessões de ginástica laboral, são realizados os Diálogos de Saúde com temas que vão desde a importância de beber água e os malefícios do açúcar, até dengue e ebola; e blitzes para verificar e corrigir a postura do profissional em seu posto de trabalho.

no programa. “Checamos o peso, a altura, o IMC (Índice de Massa Corporal), a flexibilidade, a circunferência abdominal, a pressão arterial e a frequência cardíaca em repouso, entre outros itens. Feito isso, comparamos os resultados. Daí o sucesso do programa, pois o empregado sabe que estamos atentos à sua saúde”, diz Bianca. Em breve, será distribuída a cartilha “Dra. Coluna” com dicas para melhorar a ergonomia. Expansão Segundo Ilma, o programa de ginástica laboral deve ser estendido aos carreteiros. “A proposta é que a atividade seja realizada antes da chamada”, afirma. “Assim como fizemos para os profissionais das áreas administrativa e operacional, estamos desenvolvendo um programa específico Bianca e Ilma afirmam que a ginástica ajuda para os carreteiros. Esse a melhorar a qualidade de vida profissional, além do estresTambém são fixados banners em lo- se na estrada, tem dificuldade em cais estratégicos, para destacar a im- alimentar-se corretamente e, com portância da postura correta. isso, surgem problemas como colesE tem mais: a cada seis meses, os terol alto, excesso de gordura viscolaboradores passam por uma avalia- ceral e doenças cardiovasculares”, ção física, para verificar sua evolução explica Bianca.

Igor, Bianca, José Carlos, Sara e Carol

25

Revista Cegonheiro


Aplicativo

Problemas na estrada? Denuncie Os motoristas que rodam pelas estradas paulistas ganharam um importante aliado: o aplicativo Eu Vi. Lançada pela Artesp (Agência de Transporte do Estado de São Paulo), a ferramenta permite que problemas como buracos ou conservação das barreiras sejam relatados em tempo real, por meio de fotos ou vídeos de até 10 segundos. O programa abrange os 6,4 mil quilômetros de pistas sob concessão no estado, como as rodovias Bandeirantes, Raposo Tavares, Anhanguera, Rodoanel, Castelo Branco, Anchieta e Imigrantes, entre outras. Gratuito, o aplicativo está disponível para os sistemas iOS (iPhone) e Android.

Aplicativo permite que problemas como buracos sejam relatados em tempo real

Modo de usar O aplicativo é bem simples. Todas as fotos ou vídeos são georeferenciados, para localização automática do trecho onde está a irregularidade. Se quiser, o usuário ainda poderá fazer um relato

do problema. Feito isso, o registro será enviado para a concessionária responsável (para verificação e solução do problema) e para a Artesp (para acompanhamento e fiscalização). Se o sinal da internet estiver fraco, o aplicativo guardará o registro – a ocorrência será enviada assim que houver sinal ou o internauta acessar uma rede wi-fi. O prazo para que a solicitação seja atendida varia, podendo ir de um dia até um mês. A resposta à solicitação, no entanto, deve ser enviada em até 10 dias. Segundo a Artesp, não serão atendidas as solicitações de locais fora da malha viária sob concessão ou da área de atuação do órgão. As concessionárias têm prazo estipulado para solucionar o problema. Se o prazo for desrespeitado, a empresa está sujeita a punição que vai desde uma simples atuação e multa até a perda da concessão. Veja o que pode ser solicitado e o prazo para solução do problema:

Solicitação

Prazo

Conservação de barreiras de concreto Defensas metálicas e cercas Mato alto ao longo da pista Pichação ao longo da estrada Limpeza de canaletas e bueiros Iluminação de passarelas Conservação de pontos de ônibus Conservação de pontes, viadutos e túneis Conservação de sinalização (placas e faixas) Buraco no asfalto Lixo na estrada Queimada/fumaça Animais na estrada

Uma semana Uma semana Acionamento das equipes de imediato Uma semana Um mês Uma semana Uma semana Uma semana Repintura em uma semana; limpeza em um mês Um dia Uma semana Acionamento das equipes de imediato Um dia

Segurança A Artesp faz uma recomendação básica aos motoristas sobre o uso do aplicativo. Somente o use quando não estiver dirigindo ou peça ao carona ou outro passageiro que faça a reclamação ou ainda procure um local seguro para fazer o registro. Usar o telefone celular ao volante é infração média, penalizada com perda de quatro pontos da CNH (Carteira Nacional de Habilitação) e multa de R$ 85,13. Revista Cegonheiro

26


Reconhecimento

Amor ao trabalho e muita dedicação

Homenageados e convidados da Tegma na cerimônia de premiação

“Procuro sempre fazer meu trabalho da melhor forma. Gosto muito do que faço.” Hélio Carlos Pereira, motorista da frota 51016 “Sigo à risca todos os procedimentos. Assim não tem como errar.” Celso Donadelli, motorista da frota 59974 “Trabalho com atenção redobrada para garantir bons resultados.” João Marcos Dias da Silva, motorista da frota 90988 O que há de comum nos depoimentos de Hélio, Celso e João Marcos? A resposta é simples: eles têm amor e dedicação ao trabalho e executam suas tarefas sempre em busca de melhores resultados. Para homenagear esses profissionais que, além de conhecimento técnico, têm atitudes que ajudam a empresa a melhorar seu desempenho, a Tegma promoveu uma cerimônia no Revista Cegonheiro

28

dia 25 de março, no restaurante São Judas. Na ocasião, foram premiados os motoristas que obtiveram o melhor desempenho no Projeto Redução de Avarias e Transit Time, no último trimestre do ano passado. Na avaliação dos frotistas, o projeto serve de estímulo para o profissional aperfeiçoar-se cada vez mais. “Procuro conversar e ajudá-lo a conquistar melhores resultados”, diz o frotista Edson Moreira Violani. “O motorista que respeita as leis de trânsito, evita acidentes e avarias. Esse prêmio representa a valorização do profissional”, completa o frotista Joimar Lincon de Freitas. Outros premiados Além do trio, também foram contemplados Rafael Limeira dos Santos (frota 56828), Reginaldo Rangel de Paula (frota 56839), Marcelo Medina

(frota 12030), Luís Carlos Jallageas Generoso (frota 21253), Michel Farias de Araújo (frota 52535), Eduardo Vinícius Ferreira da Cruz (frota 54749), Zeneildo dos Santos Brito (frota 56860), José Francisco Coelho (frota 56844), Jeferson Peres Ferreira (frota 51029), Décio Bergamini Filho (frota 58912), Ernani Rulinskas de Abreu (frota 58919), Alessandro Cleiton Correa de Souza (frota 59990), Sidnei Roberto Bercelli (frota 58520), José Fraga Vieira Neto (frota 58943), Wagner Rodrigo Cristino (frota 11574), Diogo Ricardo Pereira de Souza (frota 12076), Ronilson Guimarães Conceição (frota 11621), Benedito Sebastião Moreira (frota 11676), Arnaldo de Oliveira Carvalho (frota 11823), Carlos Eduardo Ruela (frota 11656), Fernando Benedito Mendes Filho (frota 12062), Ednei Maurício Carneiro (frota 11591), Márcio Nolasco Souza (frota 11796), Oderlei da Silva Sou-


Celso, Edson, Ilma, Sirlaine e Hélio

Josimar fez questão de acompanhar a premiação de José Marcos

za (frota 52747), Eraldo da Costa Leão Neto (frota 52697), Expedito Clemente Ramos (frota 52732), Cícero Átila Pires da Cruz (frota 52726), Edilson José Florentino (frota 52632), José Ronaldo de Souza (frota 526160), Ederçon Alves de Souza (frota 52551), Alessandro de Sousa Bovolenta (frota 91543), Wanderson Tavares de Oliveira (frota 90825), José E lio Rocha (frota 90811), Wilson Ferreira dos Santos (frota 90794), Ivo Alves Teixeira (frota 90991), Fernando da Silva (frota 90997), Jean Luís Ângelo (frota 90921), Pedro Rocha (frota 54834), Luiz Carlos dos Santos Filho (frota 54846),

Alex Braz do Nascimento (frota 54870), Wailson Oliveira Soares (frota 54883), Alexandre Tambalo Amadi (frota 54788), João Batista Lopes da Silva (frota 54714), Flávio José Andreeta (frota 21141), Fabrício Noedel Machado (frota 21394), Felipe Natanael Ricardo (frota 21437), Antoninho Branchini (frota 21377), Roberto Viasiminski (frota 21116), José Roberto Marques (frota 21445), Mauro Jorge Gargioni (frota 21041), Wendel de Aquino de Lima (frota 21255), Robson Bernardes Ernesto (frota 21284), Patrício Soares de Lima (frota 82092), Leandro Gadelha de Oliveira (frota 82031). 29

Revista Cegonheiro


Alerta

Não caia nesses golpes

Detran SP alerta os cidadãos sobre e-mails e SMS falsos

Muitas pessoas ainda abrem os links e anexos que recebem por e-mail ou SMS (mensagem de texto via celular) e têm a desagradável surpresa de ver que seu computador foi infectado com vírus e – o que é pior – de ter seus dados pessoais invadidos. Apesar de velho, esse golpe ainda faz muitas vítimas. Recentemente, o Detran-SP (Departamento Nacional de Trânsito) emitiu um comunicado alertando sobre três mensagens falsas que estão confundindo os cidadãos. Uma das mensagens, que fala sobre a notificação online de multas, pede para a pessoa clicar em links que mostram as infrações cometidas e os valores das multas. Ao acessá-los, é aberta uma brecha para a entrada de vírus que pode danificar computadores, tablets e smartphones. Outro risco, bem mais sério, é ter os dados pessoais, como endereço, número de documentos e senhas de acesso a sites, copiados. Segundo o Detran-SP, as notificações de multas são enviadas pelo Correio para o endereço de cadastro do veículo. O órgão também esclarece que não existe o chamado SIER (Sistema Integrado de Estradas e Rodagens) e que o termo gravame citado no texto, não tem nada a ver com infrações de trânsito – e, sim, com veículos financiados. Revista Cegonheiro

30

A outra mensagem alerta o destinatário de que ele atingiu 21 pontos e por isso terá a CNH (Carteira Nacional de Habilitação) suspensa, devendo entregá-la numa agência do Detran-SP. O extrato de multa está num link ou arquivo anexo. O Detran SP esclarece que o procedimento é o mesmo das notificações de multa: as cartas são enviadas pelo Correio. Além disso, é feita uma publicação no Diário Oficial do Estado (com o número de habilitação do motorista). Antes de entregar a habilitação, o cidadão ainda tem direito a defesa. O terceiro e-mail comunica que a renovação da CNH só poderá ser feita 30 dias após o vencimento. Após esse prazo, o documento seria cancelado e o condutor teria de refazer todo o processo de habilitação – inclusive as aulas práticas e teóricas. De acordo com a legislação federal, o motorista não é obrigado a renovar a CNH. O que não pode e, é considerado infração gravíssima, é dirigir o veículo com o documento vencido. A multa é de R$ 191,54 e o motorista perde sete pontos na carteira, além de ter a CNH apreendida (artigo 162 do Código Brasileiro de Trânsito). O condutor pode dirigir durante um mês com a CNH vencida, enquanto ela não é renovada. Essa mensagem também fala que

as regras para quem vai tirar habilitação mudaram. Não houve nenhuma alteração: a carga continua sendo 45 horas de aulas teóricas e 20 horas de aulas práticas. Outra mentira refere-se ao plástico que envolve o extintor. Nenhuma resolução do Contran estabelece que ele deve ser retirado. A legislação estabelece que conduzir o veículo sem extintor, com o dispositivo vencido, em mau estado de conservação ou sem o selo do Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia, Normatização e Qualidade Industrial) é infração grave, com multa de R$ 127,69 e cinco pontos na carteira. Atenção ao remetente Os técnicos do Detran SP dão uma dica importante que pode ajudar na hora em que a pessoa recebe o e-mail. O endereço eletrônico contato@detran.gov.br não existe. Os Detrans são órgãos de trânsito vinculados aos governos dos estados e do distrito federal, por isso têm em seus endereços eletrônicos a sigla do estado ao qual pertencem. Casos suspeitos de fraudes via internet podem ser denunciados à Secretaria Estadual de Segurança Pública (www.ssp.sp.gov.br/SERVICOS/denuncias/) ou pelo Disque Denúncia 181.


Serviço

Conheça seus direitos Uma série de regras, que entrou em vigor no dia 10 de março, ampliou e garantiu os direitos do consumidor dos serviços de telefonia fixa ou celular, TV por assinatura ou banda larga. Agora as empresas de telecomunicações devem disponibilizar em sua página na internet um espaço para que o cidadão possa acessar dados como o contrato e o plano de serviço; os documentos de cobrança dos últimos seis meses; o relatório detalhado dos serviços prestados; o perfil de consumo (velocidade contratada, quantidade de dados consumidos e minutos consumidos, entre outros itens) dos últimos três meses; os registros de reclamação, solicitações de serviços, pedidos de informação e rescisão de contrato ou qualquer outra demanda relacionada ao serviço da prestadora. As operadoras devem ainda permitir que os documentos e as informações disponíveis nesse espaço possam ser salvos ou encaminhados para o e-mail cadastrado do consumidor – se ele fizer o pedido. Além disso, as empresas deverão oferecer um mecanismo de comparação de planos de serviços. Com isso, o consumidor poderá escolher, com maior clareza, qual pacote de serviços é mais interessante. Também ficou estabelecido que a prestadora deve gravar todas as ligações – não importa se o contato tenha sido feito pelo consumidor ou pela operadora. Se o consumidor solicitar uma cópia da ligação, ela deve ser disponibilizada em, no máximo, 10 dias. O pedido deve ser feito em qualquer canal de atendimento da prestadora.

Documento de cobrança A conta deve trazer informações claras e precisas para que o consumidor saiba o que está sendo cobrado. Também deve trazer dados como a identificação do período que compreende a cobrança e o valor total de cada serviço; as facilidades cobradas; as multas e os juros aplicáveis em caso de inadimplência; os valores restituídos; além dos números das centrais de atendimento telefônico da prestadora que emitiu o documento e da central de atendimento da Anatel. Regras em vigor Essas regras fazem parte de um conjunto de medidas aprovadas no início do ano passado pela Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) que estabelece prazos para que cada uma delas seja implantada. Já estão em vigor as regras que garantem o cancelamento do serviço por telefone ou pela internet, sem falar com um atendente; o retorno da ligação em caso de descontinuidade do atendimento; a validade mínima de 30 dias para recargas de telefonia celular pré-paga e a oferta de promoções iguais tanto para clientes novos quanto para os antigos. Também ficou definido que nos casos em que o cliente questiona o valor de uma cobrança, a operadora deve emitir um novo documento sem o valor questionado e analisar a situação (se a fatura ainda não tiver sido paga).Caso já tenha pago, o consumidor terá direito a restituição em dobro se o valor questionado tiver sido cobrado indevidamente ou se a empresa não responder em 30 dias.

Conta deve trazer informações claras e precisas para que o consumidor saiba o que está sendo cobrado

31

Revista Cegonheiro


Concessionária

Dicave em Blumenau

Dicave conta com uma moderna e completa estrutura para atender aos transportadores

Equipe especializada presta atendimento de primeira

Com investimentos de R$ 10 milhões, o Grupo Dicave inaugurou a sua 13ª concessionária de caminhões e ônibus, no dia 12 de março. Construída num terreno de 22 mil metros quadrados, numa região nobre da BR-470, em Blumenau (SC), a unidade conta com uma moderna e completa estrutura para atender aos transportadores que circulam pela região, além dos veículos que vêm de outros estados. A concessionária possui 12 boxes para serviços gerais, showroom, sala para motoristas, auditório, área de treinamento, refeitório e pátio de aproximadamente 18 mil metros quaRevista Cegonheiro

32

drados. “Com esse investimento, a Dicave mantém o elevado padrão de atendimento Volvo aos transportadores. Em Blumenau, estamos preparados para fazer desde uma simples troca de óleo até a retífica de um motor ou a reforma geral de um veículo”, afirma o diretor geral do grupo, Lourival Fiedler. O grupo Uma das mais tradicionais concessionárias da Volvo no Brasil, o Grupo Dicave foi nomeado representante da marca no estado de Santa Catarina, logo após a constituição da montadora sueca no Brasil, no final

Cliente poderá realizar desde uma simples troca de óleo até a retífica de um motor

dos anos 1970. A relação comercial, no entanto, começou muito antes, em 1947, com a Gärtner & Cia, também de Blumenau, que foi distribuidora exclusiva até 1957, período em que a marca Volvo estava presente no mercado brasileiro com caminhões e ônibus importados. O grupo também conta com concessionárias instaladas nas cidades de Mafra, Rio do Sul, Araquari, Videira, Itajaí, Palhoça, Lages, Tubarão, Chapecó, Caçador, Concórdia e Içara. De acordo com o planejamento da empresa, ainda neste ano deverá ser inaugurada a sua 14ª unidade catarinense, no município de São Miguel do Oeste.


Qualidade

Prevenir é a melhor solução foto: Divulgação

Durante a avaliação, que é feita de maneira estática, são checados mais de mil pontos de medição

A MAN Latin America inovou e agora faz o dimensionamento elétrico completo de um caminhão ainda na fase de testes. Com isso, a montadora obtém uma base maior de dados que permite prevenir a ocorrência de possíveis problemas durante a fase de desenvolvimento do produto. As principais vantagens dessa nova metodologia são assegurar a proteção de todos os circuitos e a realização de testes investigativos para análises de melhorias. O primeiro modelo a receber esse tipo de avaliação foi o VW Delivery 8.160. Os testes foram feitos no laboratório da Delphi, localizada na cidade de Jambeiro (SP). Segundo a

montadora, a nova metodologia pode reduzir, em até 10%, os custos de material em futuros projetos, e o próximo passo é atender às demais famílias de veículos Volkswagen e MAN. Durante a avaliação, que é feita de maneira estática, são checados mais de mil pontos de medição entre as áreas interna e externa do caminhão. Mais tecnologia, mais economia A MAN Latin America adota diversos recursos tecnológicos no desenvolvimento de seus veículos. Exemplo disso é a utilização da impressora 3D no desenvolvimento de peças protótipos. Com mais de 200 protótipos

produzidos em um ano de operação, a montadora reduziu em quase 80% o custo de modelos conceituais - os chamados mock ups - na fase inicial dos novos projetos. O processo leva, no mínimo, quatro semanas. Além disso, conta com dois equipamentos a laser para aumentar a precisão e a velocidade na produção de peças: um scaner e uma máquina de corte. Com o primeiro dispositivo, são avaliadas a qualidade e a conformidade das peças, num processo que chega a ser até 20 vezes mais rápido que as tecnologias tradicionais. Já a máquina de corte permite que a operação seja realizada com ganho de produtividade de 40%. 33

Revista Cegonheiro


Cegonheiro

Dicas para as estradas Na avaliação do cegonheiro Luiz Carlos da Silva, da frota 2196, da Brazul, uma das piores rodovias brasileiras é a BR-116, no trecho entre as cidades de Alegre (MG) e Feira de Santana (BA). “Ali a pista é simples, mas o movimento, muito grande. Depois que a rodovia ganhou um pedágio, as condições melhoraram um pouco. Atualmente estão sendo realizadas algumas obras, o que exige atenção redobrada dos motoristas”, aconselha. Atuando na profissão há cerca de dois anos e meio, Luiz Carlos também recomenda muito cuidado para quem trafega nessa mesma rodovia, na região de Montes Claros (MG). “Não existe um único posto da Polícia Rodoviária Federal num percurso de mais ou menos 300 quilômetros. Se houver ali um acidente, é preciso esperar pelo socorro”, afirma.

“Hoje é muito difícil trafegar pelas estradas. O número de carros pequenos aumenta bastante e os casos de imprudência dos motoristas também. Temos de dirigir por nós mesmos e pelos outros. Só assim conseguimos evitar acidentes.” O autor desse depoimento é o cegonheiro Rosinaldo da Silva, da frota 3471, da Transzero. Para ele, uma das piores rodovias é a Belém-Brasília, repleta de buracos e com péssima sinalização. Rosinaldo destaca também o trecho entre as cidades de Redenção e Paraopeba (PA). “Ali gastamos mais de 12 horas para percorrer apenas 300 quilômetros. É que praticamente não existe asfalto e, por isso, a velocidade máxima é de míseros 5 km/h. E para nós que levamos carga, o trecho é ainda mais complicado. Aí a coisa é feia”, critica.

Revista Cegonheiro

34


LICENÇAS Autorização para o tráfego de veículos com carga especial

O Sindicato Nacional dos Cegonheiros tem a disposição dos seus associados e motoristas, o Departamento de Licenças, específico para dar entrada na documentação para a retiradade Licenças Estaduais e Federal de acordo com as normas exigidas pelo DER – Departamento de Estradas de Rodagem e do DNIT – Departamento Nacional de Infra-Estrutura de Transportes.

ONDE TIRAR AS LICENÇAS São Bernardo do Campo-SP Sede Central – Rua: Luiz Barbalho, 07/11 – Bairro Demarchi Licenças Federal e Estaduais

(11) 4346.5508

Camaçari / Bahia Rua: Gurupi, 23 – Bairro Goiana Licenças do Estado da Bahia

(71) 3622-6500

Gravataí / Rio Grande do Sul Av. Eli Correa, 6.651 – RS 030 – Bairro Passo da Cavera Licenças do Estado do R.G. do Sul

(51) 3431-4848

São José dos Pinhais / Paraná Rua: Tubarão, 112 – sala 02 – Bairro: Borda do Campo Licenças dos Estados de Santa Catarina, Minas Gerais, Tocantins, Paraná, R.G. do Sul, Goiás e São Paulo

(41) 3385-8245

São José dos Campos / São Paulo Rua: Ernesto Júlio Nazaret,201 Vila Tesouro Licenças Federal e Estaduais

(12) 3906-0807

Tocantins (Licença Estadual)

Rio de Janeiro (Licença Estadual)

-Documento Cavalo Mecânico e Carreta -Contrato Social e CNPJ (pessoa jurídica) -CPF e RG (Pessoa Física) -Licença Federal 4,95m -Todos documentos autenticados

- Documento Cavalo Mecânico e Carreta - RG e CPF (proprietário da empresa) - Contrato Social - Requerimentos (no Sindicato)

Minas Gerais (Licença Estadual)

São Paulo (Licença Estadual e Federal) -Documento Cavalo Mecânico e Carreta

Santa Catarina (Licença Estadual)

-Documento Cavalo Mecânico e Carreta -Procuração (retirar no Sindicato) -Contrato Social (pessoa jurídica) -CPF e RG (pessoa física)

R. Grande do Sul (Licença Estadual) -Documento Cavalo Mecânico e Carreta

-Documento Cavalo Mecânico e Carreta

Bahia (Licença Estadual) Goiás (Licença Estadual)

-Documento do Cavalo Mecânico e Carreta

Pernambuco (licença estadual)

-Documento Cavalo Mecânico e Carreta -Licença Federal 4,95m

Paraná (Licença Estadual e Federal) -Documento Cavalo Mecânico e Carreta

ATENÇÃO MOTORISTAS

Licenciamento São Paulo 2015 Final de Placa

1e2 3, 4 e 5 6, 7, e 8 9e0

CAMINHÕES Mês do Licenciamento

Setembro Outubro Novembro Dezembro

- Cópia legível do documento do cavalo e carretas (todas as carretas que for acoplar na licença) - Cópia legível da licença federal (Dnit) - Contrato social da empresa (xerox autenticada) - CNH do proprietário ou de um dos sócios da empresa (xerox autenticada) - comprovante de endereço – pessoa física (xerox autenticada)

CARRETAS AUTOMÓVEIS MOTOS Final de Placa Mês de Licenciamento

1 2 3 4 5e6 7 8 9 0

Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro

35

Revista Cegonheiro


Restrições de Tráfego

para carretas cegonhas em

2015

Com o intuito de promover a fluidez de trânsito em grandes feriados e datas festivas, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) edita anualmente um calendário nacional de restrição a veículos de grande porte, limitando em determinados dias e horários o trânsito de Combinações de Veículos de Carga e demais veículos portadores de Autorização Especial de Trânsito (AET). Tais restrições são válidas apenas em rodovias federais de pista simples. Confira abaixo os dias e horários das restrições.

Restrição de Trânsito em todas as Unidades da Federação OPERAÇÃO

DIA DA RESTRIÇÃO

HORÁRIO DA RESTRIÇÃO

13/02/2015 (sexta-feira) 16:00DA àsRESTRIÇÃO 24:00 DIA DA RESTRIÇÃO HORÁRIO 14/02/2015 (sábado) 06:00 às 12:00 OPERAÇÃO DIA DA RESTRIÇÃO HORÁRIO CARNAVAL 13/02/2015 (sexta-feira) 16:00DA àsRESTRIÇÃO 24:00 17/02/2015 (terça-feira) 16:00 às 24:00 OPERAÇÃO DIA DA RESTRIÇÃO HORÁRIO DA RESTRIÇÃO 14/02/2015 (sábado) 06:00 às 12:00 18/02/2015 06:00 13/02/2015(quarta-feira) (sexta-feira) 16:00às às12:00 24:00 CARNAVAL 17/02/2015 (terça-feira) 16:00 às 24:00 02/04/2015 (quinta-feira) 16:00 às 24:00 14/02/2015 (sábado) 06:00 às 12:00 13/02/2015(quarta-feira) (sexta-feira) 16:00 às às 12:00 24:00 CARNAVAL 18/02/2015 06:00 SEMANA SANTA 03/04/2015 (sexta-feira) 06:00 às 12:00 17/02/2015 (terça-feira) 16:00 às 24:00 14/02/2015 (sábado) 06:00 às às 24:00 12:00 02/04/2015 16:00 05/04/2015(quinta-feira) (domingo) 16:00 CARNAVAL 18/02/2015 (quarta-feira) 06:00às às24:00 12:00 17/02/2015 (terça-feira) 16:00 às 24:00 SEMANA SANTA 03/04/2015(quinta-feira) (sexta-feira) 06:00 às 12:00 30/04/2015 16:00 02/04/2015 (quinta-feira) 16:00às às24:00 24:00 DIA DO TRABALHO 18/02/2015 (quarta-feira) 06:00 às 12:00 05/04/2015(sexta-feira) (domingo) 16:00 às 24:00 01/05/2015 06:00 às 12:00 SEMANA SANTA 03/04/2015 (sexta-feira) 06:00 às 12:00 02/04/2015 (quinta-feira) (quinta-feira) 16:00 às às 24:00 24:00 30/04/2015 16:00 03/05/2015 (domingo) 16:00 às 24:00 05/04/2015 (domingo) 16:00 às 24:00 DIA DO TRABALHO SEMANA SANTA 03/04/2015 (sexta-feira) (sexta-feira) 06:00 às às 12:00 12:00 01/05/2015 06:00 06:00 às 12:00 04/06/2015 (quinta-feira) 30/04/2015 (quinta-feira) 16:00 às 24:00 05/04/2015 (domingo) (domingo) 16:00 às às 24:00 24:00 CORPUS CHRISTI DIA DO TRABALHO 03/05/2015 16:00 07/06/2015 (domingo) 16:00 às 24:00 01/05/2015 (sexta-feira) 06:00 às 12:00 30/04/2015 (quinta-feira) (quinta-feira) 16:00 às às 12:00 24:00 06:00 04/06/2015 04/09/2015 16:00 DIA DO TRABALHO 03/05/2015(sexta-feira) (domingo) 16:00às às24:00 24:00 CORPUS CHRISTI 01/05/2015 (sexta-feira) 06:00 às 12:00 07/06/2015 (domingo) 16:00 às 24:00 INDEPENDÊNCIA 05/09/2015 (sábado) 06:00 às 12:00 06:00 às 12:00 04/06/2015 (quinta-feira) 03/05/2015(sexta-feira) (domingo) 16:00 às às 24:00 24:00 CORPUS CHRISTI 04/09/2015 16:00 07/09/2015 (segunda-feira) 16:00 às 24:00 07/06/2015 (domingo) 16:00 às 24:00 06:00 às às 12:00 04/06/2015 (quinta-feira) INDEPENDÊNCIA 05/09/2015 (sábado) 06:00 12:00 30/10/2015 (sexta-feira) 16:00 às 24:00 CORPUS CHRISTI 04/09/2015 (sexta-feira) 16:00 às 24:00 07/06/2015 (domingo) 16:00 às às 24:00 24:00 07/09/2015 (segunda-feira) 16:00 FINADOS 31/10/2015 (sábado) 06:00 às 12:00 INDEPENDÊNCIA 05/09/2015 (sábado) 06:00 às 12:00 04/09/2015 (sexta-feira) (sexta-feira) 16:00 às às 24:00 24:00 30/10/2015 16:00 02/11/2015 (segunda-feira) 16:00 07/09/2015 (segunda-feira) 16:00às às24:00 24:00 INDEPENDÊNCIA 05/09/2015 (sábado) 06:00 às 12:00 FINADOS 31/10/2015 (sábado) 06:00 às 12:00 24/12/2015 (quinta-feira) 14:00 30/10/2015 (sexta-feira) 16:00às às22:00 24:00 07/09/2015 (segunda-feira) 16:00 às 24:00 02/11/2015 (segunda-feira) 16:00 às 24:00 FINAL DE ANO 31/12/2015 (quinta-feira) 14:00 às 22:00 FINADOS 31/10/2015 (sábado) 06:00 às 12:00 30/10/2015(quinta-feira) (sexta-feira) 16:00 às às 22:00 24:00 24/12/2015 14:00 03/01/2016 (domingo) 14:00 às 24:00 02/11/2015 (segunda-feira) 16:00 às 24:00 FINADOS 31/10/2015 (sábado) 06:00 às às 22:00 12:00 FINAL DE ANO 31/12/2015 (quinta-feira) 14:00 24/12/2015 (quinta-feira) 14:00 às 22:00 02/11/2015 (segunda-feira) 16:00 às às 24:00 24:00 03/01/2016 (domingo) 14:00 FINAL DE ANO 31/12/2015 (quinta-feira) 14:00 às às 22:00 22:00 24/12/2015 (quinta-feira) 14:00 Restrição de Trânsito na BR-101, entre os Municípios de Rio Bonito e Itaboraí, km 269 a 308 03/01/2016 (domingo) 14:00 às 24:00 FINAL DE ANO 31/12/2015 (quinta-feira) 14:00 às 22:00 do Rio de Janeiro e na BR-493, nos municípios de Magé e Itaboraí, km 0 26 13/02/2015 (sexta-feira) 06:00 àsao 19:00 03/01/2016 14:00 às às 19:00 24:00 14/02/2015(domingo) (sábado) 06:00 CARNAVAL 13/02/2015 (sexta-feira) 06:00 às 19:00 18/02/2015 (quarta-feira) 12:00 às 22:00 14/02/2015(sexta-feira) (sábado) 06:00 às 19:00 22/02/2015 (domingo) 12:00 13/02/2015 06:00às às22:00 19:00 CARNAVAL 18/02/2015 (quarta-feira) 12:00 às 22:00 14/02/2015 (sábado) 06:00 às 19:00 13/02/2015 (sexta-feira) 06:00 às às 22:00 19:00 CARNAVAL 22/02/2015(quarta-feira) (domingo) 12:00 18/02/2015 12:00 às 22:00 14/02/2015 (sábado) 06:00 às 19:00 CARNAVAL 22/02/2015 (domingo) 12:00 às 22:00 18/02/2015 (quarta-feira) 12:00entre às 22:00 22:00 Restrição de Trânsito na BR-135 no Estado do Maranhão, do km 00 ao 100, os municí14/02/2015 (sábado) 12:00 às CARNAVAL 22/02/2015 (domingo) 12:00 às 22:00 pios de São Luís/MA(quarta-feira) e Itapecuru-Mirim/MA 18/02/2015 12:00 às 22:00 14/02/2015 (sábado) 12:00 às 22:00 CARNAVAL 18/02/2015 (quarta-feira) 12:00 14/02/2015 (sábado) 12:00 às às 22:00 22:00 CARNAVAL 18/02/2015 (quarta-feira) 12:00 às 22:00 14/02/2015 (sábado) 12:00 às às 20:00 22:00 19/06/2015 (sexta-feira) 12:00 CARNAVAL 18/02/2015 12:00 às às 20:00 22:00 FESTEJOS JUNINOS 23/06/2015(quarta-feira) (terça-feira 12:00 19/06/2015 (sexta-feira) 12:00 às 20:00 Restrição apenas nos Estados 26/06/2015 da Bahia, Paraíba, Pernambuco e Rio12:00 Grande do Norte (sexta-feira) às 20:00 FESTEJOS JUNINOS 23/06/2015 (sexta-feira) (terça-feira 12:00 19/06/2015 12:00 às às 20:00 20:00 26/06/2015 12:00 FESTEJOS JUNINOS 23/06/2015(sexta-feira) (terça-feira 12:00 às às 20:00 20:00 19/06/2015 (sexta-feira) 12:00 às 20:00 26/06/2015 (sexta-feira) 12:00 às 20:00 FESTEJOS JUNINOS 23/06/2015 (terça-feira 12:00 às 20:00 OPERAÇÃO

26/06/2015 (sexta-feira)

12:00 às 20:00

OBSERVAÇÃO: É NECESSÁRIO OBSERVAR AS MUDANÇAS NAS RESTRIÇÕES DOS FERIADOS REGIONAIS DE CADA ESTADO


37

Revista Cegonheiro


Classificados Carreta Dambroz Robocop, 2008, com pneus e cinta. Tratar com Valter (Transzero) (11) 99999-3024 Três Eixos – 2003 – Tratar com Sergio (11) 7864 – 6955 ID – 80*62169 – Aceita troca Três Eixos, 2007, bom estado – Tratar – Barbarelli (11) 9 8549 – 1571 Três Eixos, Robocop original, anos 2001, 2003 e 2006. Tratar com Joel - TG (54) 3027-7966 site web: htpp://zip.net/ bwmdGF Dambroz 2008, com pneus e cinta em bom estado (Transauto).Tratar com Márcio Galdino (11) 7881-4656 Dambroz 1998/1999, bom estado (Transauto) R$ 30 mil. Tratar com Márcio Galdino (11) 7881-4656 Dambroz 94, aberta e elétrica, verde. Valor a combinar. Tratar com Vilson-Melancia (11) 4412-0159 e 9958-5510 Dambroz 2008, alugo. Tratar com Zé Valter – TN (11) 7809-7712 e ID: 90*12354 Três Eixos 2007 – Tratar com Márcio Galdino 7881-4656 Dambroz 1989 – Preta, carreta reformada, estado de nova, impecável. Tratar com Mário (11) 7871-1282 / 7730-8474

Carreta Dambroz, Robocop, 2008, amarela, com pneus e cintas. Único dono. Tratar com Pitol (11) 98411-2223 ou Luiz (11) 99220-2963 Carreta Dambroz 2008 com pneus e cintas.Tratar com Márcio Galdino (11) 7881-4656 Carreta Dambroz 2000, convencional alongada, padrão Tegma. Tratar com Gabriel (48) 9935-6575 Carreta Dambroz, Robocop, 2004/2004, verde TNorte, reformada. Preço: R$ 55 mil. Tratar com Sérgio (21) 98017-8789 ou Nextel 919*3927. Alugo ou vendo uma carreta Engerauto 1996, toda Robocop, verde Transzero com pneus e cintas. Para venda R$ 35 mil. Tratar com Roberto (11) 991921817 Vendo duas carretas Três Eixos. A primeira é convencional aberta, com pneus, cintas, ano 2002, verde. Preço: R$ 40 mil. A outra também é convencional aberta e foi reformada na Rodoceg. Vem com pneus, cintas, ano 1995, verde. Preço: R$ 40 mil. Tratar com Márcio (51) 7811-3363

Três Eixos 2006, Robocop, com pneus e cintas. Tratar com Nelson -TG (54) 3221-8501

Carreta Três Eixos, 2001, modelo 2002, boa de carga, com pneus e cintas, verde Transzero. Preço R$ 40 mil. Tratar com Cristiano do Pereba (12) 99163-2988

Dambroz, ano 2000, convencional, pneus e cintas Brazul. Tratar com Bruno (11) 99389-0869 e 30*56894

Vendo carreta Tecnoceg, 2008/2008, robocop, toda revisada, com pneus e cintas. Preço: R$ 60 mil. Tratar com Wagner (11) 96671-5715

Engerauto, ano 1996, elétrica, capacidade para 11 carros. R$ 40 mil. Tratar com Salvador Corrêa (11) 9390-5898 e (11) 4347-9728

Vendo carreta Dambroz 2000, Robocop, preta, padrão Tegma. Preço: R$ 40 mil. Tratar com Alexandre (11) 99151-8787

Carreta Robocop Dambroz 2003, reformada em 2010 e com pistões novos. Padrão Tegma. Impecável. Tratar com Wadson (11) 7661-3377 e (79) 9876-9353 Vendo conjunto Volkswagen Constellation 19370, ano 2009, vermelho e carreta Contin Robocop, ano 1987, verde toda reformada. Preço total: RW 210 mil. Se for vendido separado, R$ 150 mil (cavalo) e R$ 60 mil (carreta). Tratar com Sílvio (11) 97717-3278 e 7*3199 Carreta Engerauto 1998, padrão Brazul amarela, alongada e preparada para “cara chata”, boa de carga (sete pickups e três médios), com oito pneus semi usados. Tratar com Hamilton (11) 98114-0119 Carreta Engerauto, ano 2000, verde, alongada, com pneus e cintas. Preço: R$ 40 mil. Tratar com Nilton (11) 986445354 e 99263-2336 Carreta Dambroz 2008, azul (Transauto), com pneus e cintas. Tratar com Reginaldo (11) 7738-7296 9*43047 Carreta Robocop Goldin 1987 com rodas e pneus. Capacidade para 11 carros. Totalmente reformada. Preço: R$ 43 mil. Tratar com Sílvio (11) 7717-3278 Carreta Nego 2008, verde e com pneus. Tratar com Hong (13) 9112-2716 Vendo ou alugo as seguintes carretas: Dambroz 2000/2001, aberta, convencional, preta, R$ 38 mil. Três Eixos, 1997/1997, aberta, convencional, preta, R$ 37 mil. Dambroz, 1998, aberta, alongada, convencional, verde, R$ 39 mil. Três Eixos 1997/1997, aberta, alongada, convencional, verde, R$ 39 mil, Dambroz 2000/2000, aberta, alongada, convencional, engata truck, verde, R$ 39 mil. FNV 1991, aberta, alongada, convencional, R$ 28.500. Tratar com Valdivino Neto (Val das Tintas) (11) 7009-3838, 3423-1555 e 966*10355 Carreta Dambroz 2002, preta padrão Tegma, convencional, com pneus e cintas. Tratar com Osmar (11) 94720-3166 e ID 45*4*148025 Três carretas pranchas para transporte de caminhões (duas Facchini e uma Dambroz). Todas em bom estado e com pneus. Tratar com João (11) 7865-9192 e 4368-9206.

Revista Cegonheiro

38

Vendo carreta Rossini, ano 2006, preto padrão Tegma. Preço: R$ 30 mil. Tratar com Petrúcio (11) 4455-2264 e 987461187 Vendo carreta Dambroz, 98/98, aberta, padrão Tegma, com hidráulico no carro 9, pneus e cintas. Preço: R$ 25 mil. Tratar com Rodrigo (11) 7716-3883 e 54*28966 Carreta Três Eixos, completa, para transportar 11 carros. Impecável. Preço: R$ 20.000. Tratar com José Borracheiro, da Brazul (11) 4941-4865 Vendo conjunto 2011, cavalo Scania P-340 e carreta amarela Tecnoceg. Falar com Polaco (Brazul) (11) 99987-3112 e ID 84*109789

(11) 98124-1450 Mercedes-Benz 1630, 1995, com motor novo e em ótimo estado. Tratar com Valter (Transzero) (11) 99999-3024 Scania G 420, ano modelo 2011, com 383 mil quilômetros rodados, banco e cama em couro e faróis xênon original de fábrica. Preço: R$ 270 mil. Tratar com Luciano ou Vagner (11) 4335-1568, 97014-8615 e 98115-9750 Volvo FH, 2005, segundo dono, motor e câmbio novos, pneus meia vida, prata. Caminhão de cegonheiro. Tratar com Buriti (11) 7830-4211 e (11) 999438656 Scania G420 4x2, 2008/2008, azul, com 940 mil quilômetros rodados. Ótimo estado de conservação. Preço: R$ 190 mil. Tratar com Gustavo (12) 98314-0000 e 96*37039 Scania T113 Topline, ano 1997, com seis pneus Michelin novos, rodas de alumínio, conversor de bateria e televisão. Segundo dono. Impecável! Tratar com Márcio (51) 7811.3363 MAN TGX 29440, 6x4, ano 2012, ótimo estado de conservação. Preço: R$ 300 mil. Tratar com Claudete (11) 99851-7954 ou Denis (11) 97639-1191 Vendo dois caminhões: um Scania 420, ano 2005, azul, com motor e pneus novos; o outro é um Volvo FM 370, ano 2011, prata. Tratar com Jorge (11) 97409-7282 e 95124-8818. Vendo caminhão Scania R440, ano/ modelo 2014, Toco, prata, com cerca de 65 mil quilômetros rodados. O veículo conta com retarder e tanque de arla (regulamentado. Preço: R$ 320 mil. Tratar com Wagner (11) 96671-5715 Vendo um caminhão Scania G420, ano/modelo 2010/2010, prata, e outro Mercedes-Benz 2040, premium, ano/ modelo 2010/2011, prata. Tratar com Zé Itabaiana (11) 99426-7886

Vendo dois caminhões Volvo. Um é o FH 400, ano 2007, e outro FH 440, ano 2008. Preço abaixo da tabela. Tratar com Edelson (Alongado) - (12) 99133-7071, 99167-4175 e 90*15897

Fiat Strada Working CD 1.4 flex, 2010, completa. Tratar com Erivaldo (11) 98688-5488

Axor 2035, 2008, prata, completo e em bom estado de conservação. Tratar com Márcio Galdino (11) 7881-4656. Axor 2044, 2008, prata, completo, com motor e câmbio revisados. Tratar com Márcio Galdino (11) 7881-4656. Volvo FH 6x2, Globetrotter, 2012/2012, branco, completo e em perfeito estado de conservação. Pronta entrega. Valor: R$ 340 mil. Aceito caminhonete em troca. Tratar com Peterson, da Transzero

Pick up Strada 2009/2010, 1.4 flex, cabine simples, cinza, com 50 mil quilômetros rodados. Tratar com Osmar (Tegma) (11) 94720-3166 e ID 45*4*148025 Fox Trend 1.6, 2012/2013, prata, com 10 mil quilômetros rodados e todos opcionais- exceto ar-condicionado. Único dono e ótimo estado. Preço: R$ 31,5 mil. Tratar com Alan Oliveira (11) 98660-5851. Vendo Mitsubishi L200 Out door, HPE 2.5, 4x4, ano 2010, prata, com direção hidráulica, câmbio mecânico e ar condicionado. Completo bem conservado. Preço: R$ 55 mil. Tratar com Maria Lúcia (11) 4347-6001 ou Paulo (11) 99480-8508 e 653*141 Ford Ecosport, 2015 Titanium, 2.0, vermelha, completa, com seis air bags e apenas quatro mil quilômetros rodados. Preço: R$ 72 mil. Tratar com Márcio Galdino (11) 94776-5477 e 95651-4656 Montana 1.8, ano 2007, preta, completa. Tratar com Berg (Tegma) (11) 976734035

Apartamento no centro de Diadema, três dormitórios, 65m², churrasqueira, duas piscinas, de festa, sala de ginástica. Valor: R$ 260.000,00.Tratar com Eduardo – Cazu (11) 96710-9965

MB 1634, 06, branco.Tratar:(11) 94418547 com Umberto Nóbile – TS

Axor 2035, branco, 2007/2008. Tratar com Silvana ou Félix (11) 97028-9782, 98436-3376, 11*6514 ou 7734-5921

Vendo ou troco S10, ano modelo 1998, 4.3, V6, completa, cabine dupla,prata, com kit gás. Ótimo estado de conservação. Tratar com Nelson (11) 98442-0969

Vendo caminhão Axor 2035, ano 2008. Único dono e em ótimo estado. Tratar com Ronaldo Jacinto (Brazul) (11) 97626-7257

Toyota Hilux SW4 3.0 SRV 4X4 16V Turbo Intercooler Dieses 4P Automático – Preto Km – 120.000. Tratar Wagner ID: 960*7864 / 7769-3096

Iveco Stralis, 2009,modelo Power cegonheiro, turbina e unidades novas, vermelho,pneusnovos.Valor: R$ 210 mil. Tratar: (11) 9935-7917 com Delmiro – TNorte

Saveiro Trend 2009, prata, com cerca de 40 mil quilômetros rodados. O veículo é equipado com direção hidráulica, alarme, rodas de magnésio, trava e vidros elétricos. Preço: R$ 23 mil. Tratar com Francisco (11) 99454-9337 e 2861-0196

Terreno Caçapava 248m² Bairro – Vitória Vale - R$ 85.000,00 / Terreno Caçapava - Vitória Vale 7X25 - R$ 55.000,00 Tratar Latino (Tegma) (11) 9 – 8632-6532 / (11) 4066 - 4510

MB Axor 2040, 2008/2008, único dono R$ 190 mil. Tratar: (11) 9430-3098/ ID 55*100*30421 (Cajaiba – TG)

MB 608 Dguincho, 1980. R$ 30 mil. Tratar:(11) 999134-8945/7833-2201/ID 84*23068 com Gilberto - TN

Moto BMW GS 1200 R, 2009/2009, prata. Vendo ou aceito troca por carro ou outra moto. Tratar com Peterson (11) 98124-1450 e 916*855

Vendo dois caminhões Volvo FM 370 I-Shift, 2011, trucado, com 155 mil quilômetros rodados. Preço: R$ 195 mil. Tratar com João (11) 4368-9206, 98605-4369, 7865-9192 e 82*16840

Volkswagen 9.160, guincho plataforma, com 94 mil quilômetros rodados. Tratar com Berg (Tegma) (11) 97673-4035 Iveco Stralis, 2008/2009, modelo Power cegonheiro, vermelho Tratar: (11) 8349-6033 / 5514-2461 com Geraldo –Transzero

Geraldo Saraiva Filho (11) 7076-0632, 4109-1279 e 4358-1313

Voyage confortline1.6,flex,09/10,comp leto. Tratar com Enzo (11) 4396-1869 e 7765-2487 Uno 2009, azul metálico, duas portas, completo, flex. Tratar com Marcelo – BZ Taubaté (12) 9239-2287 e 91782857 D20, 86, turbo, vermelho perolizado, segundo dono, 160 mil quilômetros rodados, carro de garagem, com guincho na frente. R$ 32,5 mil. Tratar com

Sítio com cinco alqueires na rodovia CasteloBranco Km 162, em Porangaba. Tratar com Buriti (11)99943-8656 e 6949-5995 Sítio em Pilar do Sul-SP próximo a Sorocaba,1 e ½ alqueire formado. Tratar com Daniel TNorte Curitiba – BZ (15) 3278-1214 Terreno em Piedade, próximo a Sorocaba. R$ 25.000,00.Troco por carro. Tratar com Marcinho TG (15)3311-4043 e 9574-0272 Casa no bairro Demarchi. Vende-se valor R$ 480 mil ou aceito imóvel de menor valor. Quatro dormitórios (sendo uma suíte), três wcs, cinco vagas, dois terraços, copa, cozinha planejada, sótão, salão de festas e depósito. Tratar com Maria Lúcia (11) 4347-6001 ou Paulo (11) 99480-8508 e 653*141 Cobertura duplex(nova) no centro de São Bernardo do Campo.Tratar com Jorge - BZ (11) 6734-4797 Vendo uma casa no Jardim Nosso Lar (próximo ao Clube da Ford). O imóvel possui dois dormitórios (sendo um deles com suíte e sacada), sala, cozinha, banheiro, lavanderia e garagem com portão automático e capacidade para quatro carros. Tratar com Eraldo ou Silvana (11) 98397-4705 e 98384-4799

ANUNCIE

4346-5507

(11)

e-mail: revistacegonheiro@sindicatodoscegonheiros.com.br


Profile for Sinaceg

Revista Cegonheiro - Edição 156  

Revista Cegonheiro - Edição 156  

Profile for sinaceg
Advertisement