Page 1

revista

Sindicato Nacional dos Cegonheiros

DOZE ANOS NO CAMINHO DA INFORMAÇÃO

MULHERES

Competentes e criativas elas se destacam nas mais variadas profissões

DENGUE

Todo cuidado é pouco

TREINAMENTO Torna o profissional melhor e mais capacitado

Ano 12 - edição no 154 - fevereiro/2015 - Publicação mensal


Palavra do Presidente Presidente: José Ronaldo Marques da Silva Vice-Presidente: Jaime Ferreira dos Santos Secretário Geral: Douglas Santos Silva Secretário de Finanças: Reginaldo Fabretti Diretor Regional: Márcio Galdino da Silva Primeiro Secretário: José Murialdo Generoso Júnior Primeiro Tesoureiro: Josimar Lincon de Freitas Diretores Executivos Efetivos Gilmar Donizette da Silva Benvindo Gonçalves José Laércio da Silva Antenor Garibaldi Clemente Francisco de Assunção Diretores Executivos Suplentes Edimar Moreira de Oliveira Ednilson Azevedo Bitencourt Jurandy Pereira de Albuquerque Luiz Eugenio Baldin Golgatto Antonio Bertin Jardel de Castro Luiz Bianchi Giglio João Soares de Jesus Aroldo Neves de Lima Ronaldo Montagnini Jacinto Tassiano de Sousa e Silva César Wellington Pereira da Rocha Conselho Fiscal Efetivo Adilson Roberto Bento Hamilton Mendes José Vicente Bonetti Conselho Fiscal Suplente Fábio Renato dos Santos João Formiga de Souza Daiana Freitas de Oliveira Jornalista Responsável José Nogueira do Nascimento Mtb 15.211 Editoração de Arte e Produção Gráfica Milton Tonello Editor José Nogueira do Nascimento Publicidade Ítalo Rocha Nogueira Redação Analuiza Tamura e José Nogueira Revisão Maria Isabel Corcete Fotografia Ítalo Rocha Nogueira Impressão Gráfica Gráfica e Editora Referência Tiragem 6.000 exemplares

Endereço Rua Luiz Barbalho, 07/11 - Bairro Demarchi CEP: 09820-030 - São Bernardo do Campo - SP Fone: (11) 4346-5507 Fone/Fax: (11) 4346-5500 www.sindicatodoscegonheiros.com.br revistacegonheiro@sindicatodoscegonheiros.com.br conexaocomunicacao@uol.com.br Revista Mensal dirigida aos Cegonheiros. As opiniões dos artigos assinados e dos entrevistados são de seus autores e não necessariamente as mesmas da Revista Cegonheiro. A elaboração de mátérias redacionais não tem nenhuma vinculação com a venda de espaços publicitários. Os anúncios são de responsabilidade das empresas anunciantes. Ano 12 - edição nº 154 - fevereiro de 2015 Sindicato Nacional dos Cegonheiros

Revista Cegonheiro

2

Caros Leitores Esta edição traz uma matéria especial em homenagem às mulheres. No dia 8 de março, comemora-se o Dia Internacional da Mulher, e ouvimos três mulheres que se destacam naquilo que fazem: a motorista Angela de Fátima Bianconi, da Tegma, a nossa colega do departamento financeiro Vilma Nunes e a presidente da Fórmula Truck, Neusa Navarro. São três mulheres que conquistaram o respeito e a admiração de todos. Quero destacar ainda a iniciativa de nosso associado, o André Martins Alves, mais conhecido como Gato Magro. Desde o início deste ano, ele está treinando os motoristas de sua transportadora. O curso aborda temas como direção econômica, direção defensiva, valorização da vida e avaria zero. Ações como esta são muito importantes para a qualificação dos motoristas profissionais. É um exemplo que deve ser seguido. Quanto mais qualificado, maior é a contribuição do funcionário para a empresa. É uma equação de ganha-ganha. Ele torna-se um profissional melhor e ajuda a tornar a empresa mais rentável. Espero que essa iniciativa seja seguida por outras empresas. Chamo atenção também para a cerimônia de lançamento da pedra fundamental da fábrica da Mercedes-Benz, em Iracemápolis, no interior de São Paulo. Apesar da crise econômica que enfrentamos, essa notícia traz um grande alento para o nosso setor. Boa leitura!

Índice

José Ronaldo Marques da Silva

Agenda .............................................................................................. 4 Mercado ............................................................................................ 6 Avaliação ........................................................................................... 8 Qualificação ..................................................................................... 10 Saúde .............................................................................................. 12 Montadora ....................................................................................... 14 Indústria .......................................................................................... 16 Concessionária ................................................................................. 17 Meio Ambiente ................................................................................. 18 Gente .............................................................................................. 19 Mulheres ................................................................................... 20 e 21 Pós vendas ...................................................................................... 22 Infraestrutura ................................................................................... 24 Negócios .......................................................................................... 25 Restrições ........................................................................................ 26 Licenças .......................................................................................... 28 Classificados .................................................................................... 30


Agenda

Primeira reunião

Diretoria da entidade promoveu primeira reunião no dia 30 de janeiro

Foi realizada no dia 30 de janeiro a primeira reunião mensal da diretoria do Sindicato Nacional dos Cegonheiros. Durante o encontro, foram debatidos os principais assuntos relacionados ao transporte de cargas e as perspectivas para o ano de 2015.

SINDICATO NACIONAL DOS CEGONHEIROS

Regionais: São José dos Pinhais - Paraná Rua Tubarão, 112 - Bairro: Borda do Campo Cep: 83075-060 – São José dos Pinhais/PR Fone: (41) 3385.8245 E-mail: sjpinhais@sindicatodoscegonheiros. com.br Diretor: João Soares de Jesus

Porto Real – Rio de Janeiro

Sede Central: São Bernardo do Campo São Paulo Rua Luiz Barbalho, 07/11 Bairro: Demarchi Cep: 09820-030 São Bernardo do Campo/SP Fone: (11) 4346.5500 E-mail: diretoria@sindicatodoscegonheiros.com.br Presidente: José Ronaldo Marques da Silva

Revista Cegonheiro

4

Rua Hilário Ettore, s/n – Bairro: Ettore Cep: 27570-000 – Porto Real/RJ Fone: (24) 3353.4170 E-mail: portoreal@sindicatodoscegonheiros. com.br Diretor: José Laércio da Silva

São José dos Campos – São Paulo Rua Ernesto Júlio Nazaret, 201 Vila Tesouro Cep: 12221-770 – São José dos Campos/SP Fone: (12) 3906.0807 E-mail: sjcampos@sindicatodoscegonheiros. com.br Diretor: Ednilson Azevedo Bitencourt

Piracicaba – São Paulo Rod SP 304, Km 147 – Sala 02 – Distrito de Tupi Cep – 13422-230 – Piracicaba/SP Fone: (19) 3438-7738 E-mail:piracicaba@sindicatodoscegonheiros.com.br Diretor: Clemente Francisco de Assunção

Serra – Espírito Santo Rua Talma Rodrigues Ribeiro, nº 96 Edif. Metropolitano – Sala 04 Cep: 29168-080 – Serra /ES Fone: (27) 3066-2011 E-mail: serra-es@sindicatodoscegonheiros. com.br Diretor: Jurandy P. de Albuquerque Jr.

Sindicatos parceiros:

Gravataí - Rio Grande do Sul

Sintraveba - Bahia

Av. Eli Correa, 6.651 - RS 030 Bairro: Passo da Cavera Cep: 94010-972 – Gravataí /RS Fone: (51) 3431.7889 E-mail: gravataí@sindicatodoscegonheiros. com.br Diretor: Antenor Garibaldi

Sintrauto – Goiás Rua Mandaguari, 36 - Bairro: JK Cep: 75709-010 - Catalão/GO Fone: (64) 3411.2907 Presidente: Juarez Rodrigues da Silva Rua Gurupi, 23 – Bairro Goiana Cep: 42808-200 - Camaçari /BA Fone: (71) 3622.6700 Presidente: Carlito Alves www.sindicatodoscegonheiros.com.br


Volvo Caminhões. Acelerando o futuro.

A cada dia surge um novo desafio. E para fazer mais e melhor, a Volvo teve que superar a própria Volvo. Porque uma inovação só é boa para a Volvo quando melhora a vida dos motoristas, a rentabilidade dos empresários e o meio ambiente. O resultado dessa busca incessante é a Nova Linha Volvo. Os caminhões mais produtivos, disponíveis, econômicos, seguros e conectados que a Volvo já fez. E a Volvo fez por você. Saiba mais em: www.volvoporvoce.com.br Site: www.autosuecosaopaulo.com.br Loja Virtual: www.autosuecosponline.com.br


Mercado

Vendas recuam 31% foto: Divulgação

Montadoras tiveram um início de ano ruim com queda de 31,4% nas vendas

Como já era esperado pelos analistas do setor, as vendas de automóveis despencaram no primeiro mês de 2015. Segundo dados da Anfavea (Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores), em janeiro, foram licenciados 253.803 veículos, queda de 31,4% na comparação com dezembro, quando foram comercializadas 370.028 unidades. Na comparação com o mesmo período do ano passado, o recuo foi menor - 18,8%. Esse resultado era aguardado devido à alta do IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados). Adotada em maio de 2012, a redução do imposto foi uma das formas adotadas pelo governo federal para manter o mercado aquecido diante das turbulências do cenário econômico mundial. A produção registrou uma pequena alta. As montadoras produziram 204.751 unidades, volume 0,4% superior ao registrado em dezembro, quando saíram da linha de montagem 204.029 veículos. Em relação ao Revista Cegonheiro

6

mesmo período do ano passado, no entanto, o saldo é negativo, de 13,7%. As exportações continuam em queda. Em janeiro, foram exportadas 16.302 unidades, menos 30,4% em relação a dezembro do ano passado e menos 27,9% na comparação com o mesmo mês de 2014. O estoque (nas fábricas e nas concessionárias) é de 351 mil unidades, o equivalente a 38 dias de vendas. Em dezembro, o total de veículos estocados correspondia a 41 dias. Quarto maior mercado automotivo Mesmo com o péssimo desempenho registrado no ano passado pela indústria automobilística nacional, o Brasil manteve sua posição como quarto maior mercado automotivo. Segundo dados divulgados pela Jato Dynamics do Brasil, líder em fornecimento de informações automotivas, em 2014 foram produzidos 3.328.958 carros e comerciais leves. Na comparação com 2013, a queda

nas vendas foi de 6,9%. A China continua firme na liderança e bateu novo recorde. No ano passado, foram emplacados 21 milhões de veículos, aumento de 8,8% em relação a 2013. O segundo e o terceiro lugares ficaram com os Estados Unidos (com alta de 5,9% nas vendas) e o Japão (aumento de 4,5%). É importante destacar que os chineses divulgam apenas os números de vendas de veículos de passeio, enquanto os demais países englobam carros e comerciais leves. A Alemanha ficou na quinta posição do ranking, com alta de 3,23% nas vendas quando comparadas à soma do ano anterior. A Índia manteve praticamente o mesmo número de emplacamentos dos últimos anos e se classificou em sexto lugar. Completam o ranking dos dez maiores mercados automotivos, Grã-Bretanha (crescimento de 10,3%), Rússia (queda de 10,5%), França (aumento de 0,5%) e Canadá (alta de 6%).


ESPECIALIZADA NA FABRICAÇÃO DE SEMIREBOQUES PARA O TRANSPORTE DE VEÍCULOS, A TRES EIXOS DESENVOLVE PROJETOS DEDICADOS DE ACORDO COM AS NECESSIDADES ESPECÍFICAS DE CADA CLIENTE, GARANTINDO MUITO MAIS AGILIDADE NO CARREGAMENTO E SEGURANÇA NO TRANSPORTE.

EM BREVE:

VENDAS:

ESCRITÓRIO EM SÃO BERNARDO DO CAMPO

54 9924.9004 - ADAÍLTON 54 3206.7700 - FÁBRICA

WWW.TRESEIXOS.COM.BR


Avaliação

Testado e aprovado

Kazu afirma que ficou impressionado com o caminhão DAF

“Este caminhão me surpreendeu.” O autor da frase é o cegonheiro da Transzero, João Aparecido de Carvalho, mais conhecido pelo apelido de Kazu. Durante 35 dias, ele rodou cerca de 10 mil quilômetros a bordo do caminhão DAF XF105 e não poupa elogios ao pesado produzido pela montadora holandesa, na fábrica de Ponta Grossa (PR). Nesse período, Kazu viajou para as cidades de Porto Feliz (SP) e Goiânia (GO), e rodou com prancha pela capital paulista. “O caminhão tem entre-eixos de 3,40 metros e se engata perfeitamente na cegonha”, afirma o cegonheiro, que elogia o desempenho do caminhão tanto na estrada quanto na cidade. “A posição de dirigir é excelente e garante boa visibilidade. O motorista tem sempre o caminhão na mão. Em termos de conforto, destaco o espaço interno, que é maior em relação à concorrência, e a cama que é muito boa. Quanto à segurança, os pontos fortes são o freio motor e o controle de tração, que não deixa o veículo derrapar. E por falar em estabilidade, o caminhão é muito bom nas curvas, transmitindo muita segurança ao motorista”, avalia. Por onde passou, o pesado chamou a atenção. Segundo Kazu, muitas pessoas o pararam para perguntar sobre o caminhão – o moRevista Cegonheiro

8

delo começou a ser produzido no Brasil em 2013. “Até mesmo na Transzero, ele chamou a atenção. Alguns amigos que andaram comigo e até o dirigiram ficaram muito impressionados”, conta. O modelo testado por Kazu é equipado com motor de 460 cavalos e tração 6x2. De série, conta com ar condicionado, computador de bordo, sistema ABS, quatro retrovisores elétricos e térmicos, travas elétricas, teto solar elétrico, bancos pneumáticos e com sistema de aquecimento, e cortinas que garantem mais conforto para o motorista. A única ressalva que Kazu faz ao modelo holandês é o tamanho do tanque de combustível, que é de 550 litros. E ele explica o por quê: “A capacidade do tanque de combustível dos caminhões que rodam hoje é de, no mínimo, 800 litros. Para nós, que trabalhamos do nascer ao pôr do sol, as paradas significam perda de tempo. Uma parada para abastecer leva cerca de 40 minutos e, ao longo do dia, isso faz muita diferença”, analisa. Esse item, no entanto, não tira o caminhão DAF da lista de preferência do Kazu. “Sem medo de errar, afirmo que o DAF está na lista dos caminhões top do mercado e entra na minha lista na hora de comprar um novo modelo”, diz.

Durante 35 dias, ele rodou cerca de 10 mil quilômetros


Qualificação

Treinamento valoriza o motorista

Rodrigo, Nilton, Samuel, Renato, Adenildo, André Gato Magro, Everaldo, Jair, Regis, Ramon, Aleksandro e Genilson no primeiro dia de treinamento

Qualquer que seja sua área de atuação, o profissional deve participar de cursos de treinamento e reciclagem, buscando seu aperfeiçoamento. Muitas empresas, como a Gato Magro Transportes, dão uma força para seus profissionais e promovem treinamentos internos. Desde o início deste ano, os 19 motoristas da transportadora estão participando de um curso teórico e prático que vai abordar temas como direção econômica, direção defensiva, valorização da vida e avaria zero. “Fui motorista durante vários anos e sempre senti necessidade de um treinamento que mostrasse a tecnologia embarcada dos caminhões e Revista Cegonheiro

10

transmitisse conhecimento para ser um profissional melhor. É preciso conhecer os novos recursos para tirarmos o melhor proveito do veículo”, afirma o proprietário e idealizador do curso, André Martins Alves, mais conhecido como Gato Magro. “Durante as aulas, vamos também falar sobre a lei da carga horária e conscientizá-los de que a regra deve ser cumprida”, completa. Com duração de 90 dias, o treinamento está sendo realizado nas instalações da Autoport, em Sumaré, cidade do interior de São Paulo. As aulas são ministradas pelo instrutor Marcelo Bessoni.

O primeiro grupo, formado por sete motoristas, participou de um café da manhã antes de pegar na apostila. Um dos integrantes dessa turma é Carlos Eduardo Mulinário. Cegonheiro desde 1999, Eduardo afirma que já está colocando em prática algumas dicas sobre direção econômica. “Agora, quando ligo o caminhão, penso em como tirar melhor proveito do veículo. São pequenos detalhes que fazem diferença e me ajudam a me tornar um profissional melhor e mais capacitado”, diz. No final do curso, todos receberão um certificado e concorrerão ao sorteio de uma televisão.


Saúde

Casos de dengue triplicam

Mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue e da febre chikungunya A crise hídrica pode ser a causa do aumento de casos de dengue na capital paulista. Nas primeiras três semanas de janeiro foram notificados 1.304 casos da doença – quase o triplo na comparação com o ano anterior. Dessas ocorrências, 120 são autóctones (adquiridas no município), contra 45 registradas em 2014. Se esse ritmo de crescimento persistir, os técnicos da Secretaria de Saúde do município temem que a cidade de São Paulo enfrente uma situação crítica, com até 90 mil casos de dengue. De acordo com a Covisa (Coordenação de Vigilância em Saúde), as altas temperaturas e o acúmulo de água limpa, sem proteção, pode ter contribuído para a elevação do número de casos da doença. É que devido à crise de abastecimento, muitos cidadãos passaram a armazenar água para reutilizá-la. Por isso, para evitar a proliferação do Aedes aegypti, mosquito Revista Cegonheiro

12

transmissor da dengue e, consequentemente, a propagação da doença, a recomendação número um é tampar sempre os recipientes em que a água foi armazenada. Isso também deve ser feito com as caixas d’água e os reservatórios. Febre chikungunya Segundo a Secretaria de Saúde não foi registrado nenhum caso de febre chikungunya nas três primeiras semanas do ano na capital paulista. A doença também é transmitida pelo mosquito Aedes aegypti. Os sintomas das duas doenças são parecidos: febre alta, dor de cabeça, dor no corpo e mal-estar. No caso da febre chikungunya, as dores nas articulações podem durar mais de seis meses. Cuidados essenciais Siga à risca, as dicas dos técnicos

da Secretaria de Saúde do município de São Paulo para evitar a proliferação do mosquito Aedes aegypti: - pratos sob os vasos de plantas devem ser preenchidos com areia; - tampinhas, latinhas e embalagens plásticas devem ser jogadas no lixo e as recicláveis guardadas fora da chuva; - latas, baldes, potes e outros frascos devem ser guardados com a boca para baixo; - caixas d’água devem ser mantidas fechadas com tampas íntegras, sem rachaduras, ou cobertas com tela tipo mosquiteiro; - piscinas devem ser tratadas com cloro ou cobertas; - pneus devem ser furados ou guardados cobertos, destinados ao lixo ou à Operação Cata Bagulho; e - cuidado especial para plantas que acumulam água, como bromélias e espadas de São Jorge: ponha água só na terra.


Montadora

fotos: Divulgação

Mercedes-Benz lança pedra fundamental

Executivos da empresa e o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, na cerimônia

A montadora alemã tem uma meta ousada: tornar-se líder mundial de vendas de automóveis premium até 2020. E o Brasil tem um papel importante dentro dessa estratégia. Da linha de montagem da fábrica de Iracemápolis, no interior de São Paulo, sairão o Classe C e o GLA, modelos que respondem por aproximadamente 70% do mix de vendas da marca. A primeira pedra no terreno da fábrica foi lançada no dia 5 de fevereiro, em cerimônia que contou com as presenças de Philipp Schiemer (presidente da Mercedes-Benz do Brasil e CEO América Latina), Dimitris Psillakis (diretor geral de automóveis da Mercedes-Benz do Brasil) e Markus Schäfer (membro do board da Mercedes-Benz Automóveis, Produção e Logística), entre outros executivos da empresa. O governador do estado de São Paulo, Geraldo Alckmin, também prestigiou o evento. Com investimentos de mais de R$ 500 milhões, a fábri-

ca deverá entrar em operação em 2016, ano em que a empresa completará 60 anos de atividades no Brasil. “Acreditamos no potencial de crescimento do mercado brasileiro. A planta de Iracemápolis demonstra a nossa confiança no país e a certeza de que vamos continuar investindo em produtos cada vez mais sintonizados com os desejos dos clientes”, afirmou Schiemer. Recorde de vendas No ano passado, a marca bateu recorde de vendas no Brasil, com 11.912 unidades emplacadas, volume 25% superior ao registrado em 2013. Para sustentar o crescimento de vendas, a montadora tem investido no aprimoramento e na ampliação da rede de concessionárias. Em 2010 contava com 27 revendas e saltou para 45 no ano passado. Segundo comunicado divulgado pela empresa, a expansão deverá continuar nos próximos anos.

GLA e o Classe C respondem por aproximadamente 70% do mix de vendas da marca

Revista Cegonheiro

14


Indústria

New Versa é produzido em Resende

Design externo segue a identidade visual adotada pela marca no Novo Sentra e no Altima

A Nissan anunciou que começou a produzir o sedã compacto New Versa no complexo industrial de Resende (RJ). Apresentado ao público no Salão do Automóvel em outubro do ano passado, o modelo será equipado com motores 1.0 12V de três cilindros e 1.6

16V. A previsão é de que chegue ao mercado ainda no primeiro semestre. O design externo segue a identidade visual adotada pela marca no Novo Sentra e no Altima. O interior também foi renovado e ganhou acabamento mais refinado e um conjunto mais

Inaugurada em abril do ano passado, a fábrica alcançou, no dia 16 de janeiro, a marca de 20 mil March produzidos. O modelo, que entrou para a história da montadora, é equipado com motor 1.6 16V, na cor vermelha e versão de acabamento SV. A montadora japonesa investiu R$ 2,6 bilhões na unidade que recentemente conquistou o Prêmio Americar 2015, na categoria sustentabilidade. Concedido por uma associação de jornalistas latino-americanos especializados na indústria automotiva, o prêmio reconhece a unidade de Resende como uma das fábricas de automóveis mais modernas e sustentáveis da empresa e do mundo. Com sistemas de iluminação e ventilação naturais, a unidade possui uma estação de tratamento de efluentes e de resíduos. Além disso, a montadora está implantando um cinturão verde à volta de toda a área do complexo e uma unidade de conservação ambiental na região da Lagoa da Turfeira (próxima ao complexo industrial), para colaborar com a sobrevivência de mais de 150 espécies e do ecossistema. Revista Cegonheiro

16

completo de equipamentos de conforto e entretenimento, como o volante multifuncional, o bluetooth e sistemas avançados de conectividade (Nissan Connect, uma plataforma global da marca que conecta apps de smartphones e garante acesso às redes sociais).

20 mil veículos fabricados

Carro número 20 mil é equipado com motor 1.6 16V, na cor vermelha e tem versão de acabamento SV


Concessionária

Auto Sueco de Guarulhos é ouro

Fernando Ferreira aposta no crescimento de 20% nos negócios

A concessionária Auto Sueco de Guarulhos vai completar quatro anos de atividades e já ganhou um belo presente: a certificação Ouro, concedida pelo programa de qualidade Volvo. Considerada uma unidade modelo, conta com profissionais especializados em vendas e pós-vendas, que sempre procuram oferecer a melhor solução de acordo com a necessidade de cada cliente. “Para 2015, nosso desafio será crescer 25% no pós-venda”, destaca o gerente da filial, Carlos Tonietti. Segundo o diretor-executivo da Auto Sueco São Paulo, Fernando Ferreira, a concessionária registra uma média de crescimento de 12% a 15% ao ano, na região. “Iniciamos agora uma nova fase em Guarulhos, como uma referência no pós-vendas. Nossa expectativa para este ano é aumentar em 20% o volume de negócios na região”, afirma. Com capacidade para atender a até 50 veículos por dia, a concessionária tem 18 boxes de mecânica, seis para

troca de óleo, oito para funilaria/pintura, uma cabine de pintura de última geração e um lavador de veículos.

Ali, o proprietário de caminhão encontra serviços especializados, como diagnóstico informatizado, mecânica, elétrica, montagem de motores, câmbio, diferencial, funilaria e pintura. E para realizá-los, há equipamentos modernos e automatizados que agilizam os trabalhos tanto na oficina quanto nas áreas de funilaria e pintura. Para não deixar ninguém parado na estrada, a concessionária conta ainda com viaturas equipadas e um conjunto de mecânicos capacitados para diagnosticar e executar os serviços necessários. Esse mesmo tipo de atendimento pode ser prestado na base do cliente. Os serviços oferecidos em Guarulhos seguem os padrões de qualidade que marcam a história de quase oitenta anos da empresa. “Investimos constantemente em capacitação profissional para estarmos próximos dos clientes, entender suas necessidades e a elas atender da melhor maneira”, diz Augusto Ramos, gerente-geral de Pós-Venda da Auto Sueco São Paulo.

Considerada unidade modelo, revenda conquista certificação Ouro no programa de qualidade Volvo

17

Revista Cegonheiro


Meio Ambiente

De cara nova

José Soares e Paulo junto ao caminhão utilizado pela equipe 2

O caminhão Mercedes-Benz 1113, utilizado pela equipe 2 do Departamento de Podas, passou por uma completa reforma. Em dezembro do ano passado, foram realizados trabalhos de recuperação da cabine, da funilaria e da pintura, além da revisão mecânica. Agora ele já está pronto para rodar e levar os profissionais do Sindicato Nacional dos Cegonheiros para retirar os galhos de árvores que invadem as estradas e dificultam o tráfego de veículos. A equipe 2 é formada por Arisvaldo Dias dos Santos (encarregado), José Soares Rocha (motorista), Valdemir Alves Ferreira (operador de munck) e José Roberto dos Santos (operador de motosserra). Segundo o diretor Benvindo Gonçalves, a entidade espera reformar o caminhão GMC, da equipe 3, até o final deste ano. O caminhão da equipe 1, outro Mercedes-Benz 1113, foi reformado em dezembro de 2012. Revista Cegonheiro

18

Segurança nas estradas De olho na segurança nas estradas e na preservação ambiental, o Sindicato dos Cegonheiros implantou em 2008 o programa Poda de Árvores. Antes de iniciar a poda de árvores, o sindicato solicita uma autorização prévia aos órgãos competentes, como o DNIT (Departamento Nacional de Infraestrutura de Trasnportes), DER (Departamento de Estradas e Rodagens), entidades ambientais e prefeituras. Esse trabalho é feito por três equipes que atuam em todo o território nacional. Desde sua implantação até dezembro de 2014, já foram efetuadas podas em aproximadamente 38 mil quilômetros de estradas estaduais e federais. Para realizar esse importante trabalho e deixar as estradas mais seguranças, o Sindicato atua em conjunto com diversas entidades. Exemplo disso foi a parceria com a regional Espírito Santo do DNIT (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes). Em julho, a equipe 2 trabalhou na BR-262,

no trecho que vai do entroncamento com a BR 101, no município de Viana, até a divisa entre os estados do Espírito Santo e Minas Gerais. Outros trabalhos importantes foram os cortes de galho nas estradas das cidades de Piracicaba (SP) e Porto Real (RJ) em maio do ano passado. O corte de galhos no interior de São Paulo foi feito na avenida Doutor Cássio Pascoal Padovani e no anel viário. Nessa poda, foi utilizada pela primeira vez uma moto poda, equipamento que, em alguns casos, permite ao operador trabalhar sem a ajuda de um caminhão equipado com munck. Ainda em Piracicaba, foi realizado o corte de galhos na SP 304, no trecho entre os quilômetros 147 e 156. Em Porto Real, o trabalho foi executado na avenida Renato Monteiro, desde o viaduto da Peugeot até o entroncamento com a via Dutra. Ainda em 2014, foram feitas podas nos estados do Rio Grande do Sul, Minas Gerais, Bahia, Rio de Janeiro e Maranhão.


Gente

Sonho realizado

Chico Leitão com Boizinho e a esposa Silvana na 17ª Expo de Transportes do ABCD

Com seu jeito simples e tranquilo, o frotista Francisco Leitão e Silva, mais conhecido como Chico Leitão, conta que desde garoto sonhava em ter um caminhão - e, de preferência, uma cegonha. “Morava em Jaguaribara, no Ceará, e ficava parado próximo à BR-116 para olhar os caminhões. Toda vez que via uma cegonha carregada, dizia: Aquele caminhão é meu”, relembra. Porém, antes de ser cegonheiro Chico Leitão trabalhou numa metalúrgica. Ele conta que fez um curso de fresador mecânico e atuou nessa área durante quatro anos e meio. Depois transportou carga seca. “Acho que fiquei por cerca de um ano nesse setor”, diz.

O primeiro emprego foi na Dacunha, em 1980. “A primeira viagem foi até Salvador e durou cerca de sete dias. Já havia andando numa cegonha antes, pois meu irmão, José Leitão, já era carreteiro da transportadora”, conta. “Foi uma grande emoção. A partir dali, minha vida mudou da água para o vinho”, afirma. Casado com Silvana há 34 anos, têm dois filhos Fábio e Rodrigo. Silvana conta que as viagens com o marido eram raras. “Eu ficava em casa para cuidar das crianças. Naquela época era uma verdadeira aventura. Uma vez, eu e meus dois filhos acompanhamos o Chico numa viagem até Fortaleza. Minha mãe também foi junto. Já estávamos quase

na saída de São Paulo, quando notei que o Fábio estava quieto, meio parado. Ele tinha contraído catapora. Para piorar, o caminhão quebrou na estrada. Graças a Deus, o Chico consertou, mas foi um sufoco. Hoje, quando me lembro dessa história, dou risada”, diz Silvana. Outra viagem tumultuada, essa vivida apenas por Chico, foi até a cidade de Muriaé. “Chovia muito e a estrada virou um lamaçal. Fiquei atolado. Só consegui sair graças à ajuda dos amigos. Os cegonheiros formam uma classe muito unida”, elogia. Depois da Dacunha, Chico passou a trabalhar para a Transauto onde está até hoje. 19

Revista Cegonheiro


Mulher

Três mulheres, três guerreiras A Revista Cegonheiro faz uma homenagem especial às mulheres. No próximo dia 8 de março, comemoramos o Dia Internacional da Mulher e nesta página destacamos a história de três mulheres que mostraram que o sexo frágil não tem nada de frágil. Pelo contrário, sabem brigar e agarram “com unhas e dentes” as oportunidades para realizar seus sonhos. A perfeccionista Por onde passa, Ângela de Fátima Bianconi, motorista da Tegma, cativa as pessoas. Com seu sorriso fácil, essa paulista nascida em São Bernardo do Campo, é motorista de caminhão desde 1996. “O amor a essa profissão está no sangue. Meu pai, Henrique, era carreteiro e sempre que precisava de ajuda me levava”, conta. Antes de ingressar no setor de cegonhas, Ângela trabalhou com caçambas e depois carga seca. A oportunidade de trabalhar no transporte de veículos novos surgiu com a ajuda do cunhado, já falecido, Ivan Demarque Tavella. “Ele me incentivou muito no início da carreira. Hoje não me vejo em outra profissão. Na estrada, ao volante de um caminhão, sinto-me realizada”, afirma. O marido, Agnaldo, é seu maior incentivador. Casados há 23 anos, ele largou o trabalho na Dersa para acompanhá-la. “Sou um cara de sorte por tê-la como esposa. Desde 2000, viajamos juntos e ainda noto preconceito. Muitas vezes, falando comigo, as pessoas se assustam quando digo que o motorista é - na verdade - a motorista. E ela é uma profissional completa: entende muito de mecânica e bota a mão na graxa”, elogia. Além de Agnaldo, a mãe, Nilda, é outra aliada. “Graças a minha mãe, consegui criar e educar meus três filhos, Jorge Henrique, Agnaldo e João Pedro”, diz. Segundo Ângela, ainda há preconceito contra as mulheres motoristas de caminhão. “Quando você chega sozinha, as pessoas enxergam de uma determinada forma, mas se você estiver acompanhada, já a veem com outros olhos. Por outro lado, existem pessoas que a elogiam, parabenizam e até pedem para tirar fotos”, conta. Perfeccionista ao extremo, Ângela não admite erros. “Faço tudo com muita paixão e não me permito cometer erros. Graças a isso, já conquistei um prêmio no projeto de redução de avarias da Tegma”, revela, com orgulho. Revista Cegonheiro

20

Grande incentivador, Agnaldo decidiu acompanhar Angela em suas viagens


no Sindicato Nacional dos Cegonheiros em 2008 como analista financeiro e, de cara, assumiu a missão de informatizar o departamento. “Comecei do zero. Antes havia aquelas pastas A-Z nos armários e as planilhas eram em Excel. Tudo manual. Pesquisei sistemas que atendessem melhor às necessidades do sindicato. Além disso, cuidei dos cartões de refeição e de vales-transporte dos funcionários e da emissão Vilma queria ser psicóloga, mas foi atraída de boletos. Foi um desafio para o universo dos números e tanto. Agora, com a ajuA batalhadora da da Marisa, uma colega A paulista nascida em Palmital e de trabalho, minha meta é atualizar que adotou São Bernardo do Cam- 100% do cadastro de associados”, po como sua cidade de coração, Vil- conta. ma Aparecida Nunes, encarou – e Exigente ao extremo, Vilma nunca venceu – muitos obstáculos na vida deixou de cumprir uma tarefa. “Não profissional. Formada em Ciências aceito um não como resposta. QuanContábeis, ela começou a trabalhar do assumo um trabalho, só descanso

depois de terminá-lo”, diz. No entanto, engana-se quem pensa que os números sempre fizeram parte da vida dessa guerreira. Na adolescência, ela queria ser psicóloga. O desejo mudou quando começou a trabalhar. “Meu primeiro emprego foi num escritório de contabilidade. Naquela época era um mundo totalmente desconhecido. Passei, então, a estudar e pesquisar mais sobre o assunto e quando percebi já estava envolvida no universo dos números e das planilhas”, relembra. Antes de chegar ao sindicato, Vilma passou por outras empresas. Numa delas, apesar do salário atraente e da oportunidade de morar fora de São Paulo, pediu demissão. “Depois de oito anos, comecei a perceber que já não tinha vida própria. Até que comecei a refletir sobre se aquilo valia a pena. Tomei uma decisão drástica: optei por ter uma qualidade de vida melhor e voltei para São Bernardo. Não me arrependo. Quero ter tempo para fazer o que gosto de fazer”, afirma.

A dama dos autódromos Quem vê Neusa Navarro, com seu jeito meigo de tratar as pessoas, não imagina que ela é o braço forte da Fórmula Truck, a categoria mais popular do automobilismo brasileiro. Desde 2008 no comando desse esporte que leva cerca de 45 mil torcedores aos autódromos, ela precisou de muita garra e determinação para assumir o posto deixado pelo marido, Aurélio Batista Félix, o idealizador da competição. “Ele faleceu em março de 2008 e tínhamos toda a temporada planejada. Como eu costumava acompanhá-lo, decidi que continuaria seu trabalho”, conta. O tempo comprovou o acerto da decisão: cada vez mais forte e competitiva, a Fórmula Truck completa 20 anos em 2015, reunindo grandes montadoras e pilotos experientes. Para as empresas, hoje a competição é uma excelente vitrine para expor a tecnologia de seus produtos. Porém, até chegar a esse estágio, Neusa batalhou muito. Ela revela que, no início, teve de driblar muita rejei-

A categoria cresceu e é reconhecida pela CBA (Confederação Brasileira de Automobilismo). Os pilotos precisam ter carteira A. Agora luto para realizar o meu sonho: levar a nossa Fórmula Truck para os Estados Unidos e o México”, revela.

ção e até mesmo desconfiança. “O Aurélio tinha um jeito de trabalhar. Às vezes, ficava bravo e dava um soco na mesa. Eu, pelo contrário, mostrei que as brigas eram desnecessárias e bastava seguir as regras que já existiam. Aos poucos, fui conquistando o respeito e a confiança de todos”, conta. Os veículos pesados sempre fizeram parte da vida de Neusa. Filha de um caminhoneiro, quando criança fez algumas viagens com o pai, Vitório, entre as cidades de São Paulo e Santos. Aos 17 anos, casou-se com Aurélio, um aficionado por caminhões que realizou o sonho de promover um evento que, na época, muitos consideravam impossível: as corridas de caminhões. “O sonho de Aurélio transformou-se em realidade.

Neusa comanda a categoria mais popular do automobilismo brasileiro

Quem conhece Neusa tem certeza de que seu objetivo será alcançado. Porém, qual o segredo dessa guerreira incansável? “Faço aquilo de que gosto e não sossego enquanto não atingir minha meta”, conta. 21

Revista Cegonheiro


Pós vendas

foto: Divulgação

Linha 2015 tem dois anos de garantia

Cobertura vale para peças banhadas a óleo, componentes internos do motor, caixa de mudança e diferencial

A Scania está oferecendo dois anos de garantia para o trem de força dos caminhões pesados e semipesados da linha 2015. A cobertura vale para peças banhadas a óleo, componentes internos do motor, caixa de mudança e diferencial. Os compradores de ônibus rodoviários também contarão com este benefício. O diretor de serviços da montadora, Fábio Souza, afirma que “a Scania está sempre atenta para trazer benefícios ao mercado e reduzir os custos da operação do transporte de cargas e de passageiros. Nesse novo formato, o cliente não precisa pagar por reparos corretivos do trem de força por dois anos”. Ele ainda acrescenta que “a garantia estendida de dois anos, aliada às manutenções realizadas na rede de concessionárias, garante ainda mais vida útil, economia de combustível e redução dos custos, que Revista Cegonheiro

22

podem ser ainda menores caso o cliente opte por um dos cinco programas de manutenção da marca”. Para saber mais sobre a garantia estendida para o trem de força, acesse o site http://www.scania.com.br/ Images/TERMO_ADITIVO_GARANTIA_CONTRATUAL_SCANIA_tcm253-456529.pdf Cinco programas de manutenção Os cinco programas de manutenção são Premium, Mais, Trem de Força, Standard e Compacto. O primeiro abrange todas as revisões necessárias para o veículo e as manutenções corretivas decorrentes do desgaste natural. Já o Scania Mais é um programa de manutenção flexível que contempla todas as revisões e mão de obra necessária utilizada na manutenção corretiva decorrente de desgaste natural. O Scania Trem de Força, como

o próprio nome diz, atende todas as revisões do caminhão e as manutenções corretivas das partes internas do motor, caixa de mudanças e diferencial. O programa Standard contempla todas as revisões do plano de manutenção, substituindo óleos, filtros em geral, lubrificações específicas e mão de obra necessária. A cada revisão ainda é feito um diagnóstico e um check list do caminhão. Por último, o Compacto inclui as substituições de todos os óleos, filtros e mão de obra. Em todos esses programas, o valor é calculado com base no tipo do veiculo, implemento utilizado, aplicação/operação, quilometragem rodada por ano, motorista treinado e o tempo contratado. No plano Standard e no Compacto, também são levadas em consideração as informações obtidas por meio de um software específico para que encontrar o plano de revisão mais adequado.


Infraestrutura

Rodovias potiguares ganham melhorias fotos: Edsom Leite/MT

foto: CNT/Divulgação

Trecho foi aberto em dezembro pelo então ministro de Transportes Paulo Sérgio Passos

Os motoristas que circulam pela BR-110, no trecho entre Mossoró e Campo, e pela BR-226, entre as cidades de Patu e Pau dos Ferros, agora podem trafegar com mais segurança. No dia 29 de dezembro, foram inaugurados 78 quilômetros de pavimentação asfáltica. Na ocasião, o então ministro dos Transportes, Paulo Sérgio Passos, assinou a ordem de serviço para construção de viadutos no trecho Natal – Parnamirim, na BR-101. Conhecida como Estrada do Sal, a BR-110 é uma importante via para o escoamento da produção de sal e de Revista Cegonheiro

24

frutas como melão e caju. Já a BR226 é uma estrada que interliga a região do Alto Oeste Potiguar (num total de 37 municípios e 250 mil habitantes) com as demais regiões do estado e também com o Ceará. Mais obras Uma das mais importantes estradas do país, a BR-101 atravessa o território nacional de norte a sul, passando por 12 estados. É também de grande importância para o turismo, pois seu traçado acompanha a faixa litorânea.

O trecho que ganhará melhorias já está duplicado e beneficiará toda a região metropolitana de Natal, que tem cerca de 1,5 milhão de habitantes. O objetivo da obra é garantir maior fluidez e segurança no tráfego, além de melhores condições de mobilidade para os usuários do transporte público e individual. Ao todo, serão construídos seis viadutos e uma passagem inferior, eliminando as interseções em nível. Ao longo de todo o segmento serão implantadas vias marginais que facilitarão o acesso aos bairros.


Negócios

Novos produtos + atendimento ao cliente = bons resultados Essa foi a equação adotada pela De Nigris para driblar as dificuldades e a desaceleração da economia, e conquistar bons resultados em 2014. E a decisão foi acertada: enquanto os números de licenciamentos de veículos comerciais caíram, segundo dados da Anfavea (Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores), as vendas nas concessionárias do grupo cresceram 15%. “Não poderíamos encerrar o ano em que comemoramos meio século, com resultados ruins. Crescer em meio à adversidade era uma questão de honra para mostrar a força do nosso grupo”, afirma Carmo Pizzoti, diretor da De Nigris de São Bernardo do Campo e da De Nigris Demarchi (também conhecida como Casa do Cegonheiro). Na medida para o cegonheiro Entre os fatores que contribuíram para o sucesso da De Nigris está o

novo caminhão Axor 2544/31. Desenvolvido especialmente para o segmento cegonheiro, o modelo manteve a preferência dos transportadores de automóveis e ajudou a montadora alemã a se destacar no mercado de veículos pesados: a Mercedes-Benz foi a única entre as principais montadoras a registrar crescimento de 8,9% no ano passado – as outras amarga-

ram queda nas vendas. Os pontos fortes do modelo são a capacidade de tracionar até 123 toneladas e o alto nível da tecnologia embarcada, que proporciona menor custo de operação e mais conforto para quem dirige. Além disso, o motor BlueTec 5, associado aos câmbios automático ou semiautomático, garante maior intervalo entre as trocas de óleo e redução no consumo de combustível. Com tanque de diesel de alta capacidade, o modelo pode rodar até 1.500 quilômetros sem reabastecer. O conforto da cabine leito com suspensão a ar torna as viagens menos cansativas. Aliado a isso, o modelo ainda oferece cama king size, isolamento térmico e acústico e nova iluminação. Ações de marketing A De Nigris investiu também no marketing de relacionamento. Ao longo do ano realizou encontros (almoços de negócios, palestras e shows) com clientes, dentro e fora das concessionárias. “Mais de três mil pessoas participaram dos eventos e isso permitiu que nossos consultores de vendas conhecessem detalhadamente as necessidades e particularidades de cada cliente e, dessa forma, fossem mais assertivos nas vendas”, afirma Jane Miranda, gerente de marketing do grupo. Entre as diversas ações, ela destaca os encontros com o colunista de carreira e emprego da rádio CBN e da Rede Globo, Max Gehringer; com o primeiro piloto brasileiro a participar do rally Paris-Dakar, André Azevedo; e com o jornalista e apresentador do programa Pé na Estrada, Pedro

Trucão. O lado descontraído desses eventos foi dado pelo humorista Murilo Gun, que fez uma apresentação especial para os cegonheiros, no Sest/ Senat de Santo André. Sempre ao lado do cliente O cliente De Nigris nunca fica na mão. Com unidades em São Bernardo do Campo, São Paulo, Guarulhos, São José dos Campos, Sorocaba, Itu e Itapeva, o grupo cobre os principais eixos rodoviários que interligam a principal metrópole às demais re-

giões do país. Além disso, tem uma unidade exclusiva para atender aos cegonheiros. Localizada num ponto estratégico, próximo às sedes das principais montadoras, a Casa do Cegonheiro foi criada para oferecer serviços que atendam às necessidades desse público, de forma rápida e eficiente. Para isso, conta com técnicos altamente capacitados e os serviços são realizados por meio de agendamento com início e término do trabalho, reduzindo, com isso, o tempo em que o caminhão fica parado. Toda essa estratégia para conquistar e fidelizar clientes foi reconhecida pela Mercedes-Benz. No dia 12 de dezembro, a De Nigris conquistou o selo “Star Class Ouro”, pelo quarto ano consecutivo. O título atesta a qualidade e a eficiência dos concessionários da marca. 25

Revista Cegonheiro


Restrições de Tráfego

para carretas cegonhas em

2015

Com o intuito de promover a fluidez de trânsito em grandes feriados e datas festivas, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) edita anualmente um calendário nacional de restrição a veículos de grande porte, limitando em determinados dias e horários o trânsito de Combinações de Veículos de Carga e demais veículos portadores de Autorização Especial de Trânsito (AET). Tais restrições são válidas apenas em rodovias federais de pista simples. Confira abaixo os dias e horários das restrições.

Restrição de Trânsito em todas as Unidades da Federação OPERAÇÃO

DIA DA RESTRIÇÃO

HORÁRIO DA RESTRIÇÃO

13/02/2015 (sexta-feira) 16:00DA àsRESTRIÇÃO 24:00 DIA DA RESTRIÇÃO HORÁRIO 14/02/2015 (sábado) 06:00 às 12:00 OPERAÇÃO DIA DA RESTRIÇÃO HORÁRIO CARNAVAL 13/02/2015 (sexta-feira) 16:00DA àsRESTRIÇÃO 24:00 17/02/2015 (terça-feira) 16:00 às 24:00 OPERAÇÃO DIA DA RESTRIÇÃO HORÁRIO DA RESTRIÇÃO 14/02/2015 (sábado) 06:00 às 12:00 18/02/2015 06:00 13/02/2015(quarta-feira) (sexta-feira) 16:00às às12:00 24:00 CARNAVAL 17/02/2015 (terça-feira) 16:00 às 24:00 02/04/2015 (quinta-feira) 16:00 às 24:00 14/02/2015 (sábado) 06:00 às 12:00 13/02/2015(quarta-feira) (sexta-feira) 16:00 às às 12:00 24:00 CARNAVAL 18/02/2015 06:00 SEMANA SANTA 03/04/2015 (sexta-feira) 06:00 às 12:00 17/02/2015 (terça-feira) 16:00 às 24:00 14/02/2015 (sábado) 06:00 às às 24:00 12:00 02/04/2015 16:00 05/04/2015(quinta-feira) (domingo) 16:00 CARNAVAL 18/02/2015 (quarta-feira) 06:00às às24:00 12:00 17/02/2015 (terça-feira) 16:00 às 24:00 SEMANA SANTA 03/04/2015(quinta-feira) (sexta-feira) 06:00 às 12:00 30/04/2015 16:00 02/04/2015 (quinta-feira) 16:00às às24:00 24:00 DIA DO TRABALHO 18/02/2015 (quarta-feira) 06:00 às 12:00 05/04/2015(sexta-feira) (domingo) 16:00 às 24:00 01/05/2015 06:00 às 12:00 SEMANA SANTA 03/04/2015 (sexta-feira) 06:00 às 12:00 02/04/2015 (quinta-feira) (quinta-feira) 16:00 às às 24:00 24:00 30/04/2015 16:00 03/05/2015 (domingo) 16:00 às 24:00 05/04/2015 (domingo) 16:00 às 24:00 DIA DO TRABALHO SEMANA SANTA 03/04/2015 (sexta-feira) (sexta-feira) 06:00 às às 12:00 12:00 01/05/2015 06:00 06:00 às 12:00 04/06/2015 (quinta-feira) 30/04/2015 (quinta-feira) 16:00 às 24:00 05/04/2015 (domingo) (domingo) 16:00 às às 24:00 24:00 CORPUS CHRISTI DIA DO TRABALHO 03/05/2015 16:00 07/06/2015 (domingo) 16:00 às 24:00 01/05/2015 (sexta-feira) 06:00 às 12:00 30/04/2015 (quinta-feira) (quinta-feira) 16:00 às às 12:00 24:00 06:00 04/06/2015 04/09/2015 16:00 DIA DO TRABALHO 03/05/2015(sexta-feira) (domingo) 16:00às às24:00 24:00 CORPUS CHRISTI 01/05/2015 (sexta-feira) 06:00 às 12:00 07/06/2015 (domingo) 16:00 às 24:00 INDEPENDÊNCIA 05/09/2015 (sábado) 06:00 às 12:00 06:00 às 12:00 04/06/2015 (quinta-feira) 03/05/2015(sexta-feira) (domingo) 16:00 às às 24:00 24:00 CORPUS CHRISTI 04/09/2015 16:00 07/09/2015 (segunda-feira) 16:00 às 24:00 07/06/2015 (domingo) 16:00 às 24:00 06:00 às às 12:00 04/06/2015 (quinta-feira) INDEPENDÊNCIA 05/09/2015 (sábado) 06:00 12:00 30/10/2015 (sexta-feira) 16:00 às 24:00 CORPUS CHRISTI 04/09/2015 (sexta-feira) 16:00 às 24:00 07/06/2015 (domingo) 16:00 às às 24:00 24:00 07/09/2015 (segunda-feira) 16:00 FINADOS 31/10/2015 (sábado) 06:00 às 12:00 INDEPENDÊNCIA 05/09/2015 (sábado) 06:00 às 12:00 04/09/2015 (sexta-feira) (sexta-feira) 16:00 às às 24:00 24:00 30/10/2015 16:00 02/11/2015 (segunda-feira) 16:00 07/09/2015 (segunda-feira) 16:00às às24:00 24:00 INDEPENDÊNCIA 05/09/2015 (sábado) 06:00 às 12:00 FINADOS 31/10/2015 (sábado) 06:00 às 12:00 24/12/2015 (quinta-feira) 14:00 30/10/2015 (sexta-feira) 16:00às às22:00 24:00 07/09/2015 (segunda-feira) 16:00 às 24:00 02/11/2015 (segunda-feira) 16:00 às 24:00 FINAL DE ANO 31/12/2015 (quinta-feira) 14:00 às 22:00 FINADOS 31/10/2015 (sábado) 06:00 às 12:00 30/10/2015(quinta-feira) (sexta-feira) 16:00 às às 22:00 24:00 24/12/2015 14:00 03/01/2016 (domingo) 14:00 às 24:00 02/11/2015 (segunda-feira) 16:00 às 24:00 FINADOS 31/10/2015 (sábado) 06:00 às às 22:00 12:00 FINAL DE ANO 31/12/2015 (quinta-feira) 14:00 24/12/2015 (quinta-feira) 14:00 às 22:00 02/11/2015 (segunda-feira) 16:00 às às 24:00 24:00 03/01/2016 (domingo) 14:00 FINAL DE ANO 31/12/2015 (quinta-feira) 14:00 às às 22:00 22:00 24/12/2015 (quinta-feira) 14:00 Restrição de Trânsito na BR-101, entre os Municípios de Rio Bonito e Itaboraí, km 269 a 308 03/01/2016 (domingo) 14:00 às 24:00 FINAL DE ANO 31/12/2015 (quinta-feira) 14:00 às 22:00 do Rio de Janeiro e na BR-493, nos municípios de Magé e Itaboraí, km 0 26 13/02/2015 (sexta-feira) 06:00 àsao 19:00 03/01/2016 14:00 às às 19:00 24:00 14/02/2015(domingo) (sábado) 06:00 CARNAVAL 13/02/2015 (sexta-feira) 06:00 às 19:00 18/02/2015 (quarta-feira) 12:00 às 22:00 14/02/2015(sexta-feira) (sábado) 06:00 às 19:00 22/02/2015 (domingo) 12:00 13/02/2015 06:00às às22:00 19:00 CARNAVAL 18/02/2015 (quarta-feira) 12:00 às 22:00 14/02/2015 (sábado) 06:00 às 19:00 13/02/2015 (sexta-feira) 06:00 às às 22:00 19:00 CARNAVAL 22/02/2015(quarta-feira) (domingo) 12:00 18/02/2015 12:00 às 22:00 14/02/2015 (sábado) 06:00 às 19:00 CARNAVAL 22/02/2015 (domingo) 12:00 às 22:00 18/02/2015 (quarta-feira) 12:00entre às 22:00 22:00 Restrição de Trânsito na BR-135 no Estado do Maranhão, do km 00 ao 100, os municí14/02/2015 (sábado) 12:00 às CARNAVAL 22/02/2015 (domingo) 12:00 às 22:00 pios de São Luís/MA(quarta-feira) e Itapecuru-Mirim/MA 18/02/2015 12:00 às 22:00 14/02/2015 (sábado) 12:00 às 22:00 CARNAVAL 18/02/2015 (quarta-feira) 12:00 14/02/2015 (sábado) 12:00 às às 22:00 22:00 CARNAVAL 18/02/2015 (quarta-feira) 12:00 às 22:00 14/02/2015 (sábado) 12:00 às às 20:00 22:00 19/06/2015 (sexta-feira) 12:00 CARNAVAL 18/02/2015 12:00 às às 20:00 22:00 FESTEJOS JUNINOS 23/06/2015(quarta-feira) (terça-feira 12:00 19/06/2015 (sexta-feira) 12:00 às 20:00 Restrição apenas nos Estados 26/06/2015 da Bahia, Paraíba, Pernambuco e Rio12:00 Grande do Norte (sexta-feira) às 20:00 FESTEJOS JUNINOS 23/06/2015 (sexta-feira) (terça-feira 12:00 19/06/2015 12:00 às às 20:00 20:00 26/06/2015 12:00 FESTEJOS JUNINOS 23/06/2015(sexta-feira) (terça-feira 12:00 às às 20:00 20:00 19/06/2015 (sexta-feira) 12:00 às 20:00 26/06/2015 (sexta-feira) 12:00 às 20:00 FESTEJOS JUNINOS 23/06/2015 (terça-feira 12:00 às 20:00 OPERAÇÃO

26/06/2015 (sexta-feira)

12:00 às 20:00

OBSERVAÇÃO: É NECESSÁRIO OBSERVAR AS MUDANÇAS NAS RESTRIÇÕES DOS FERIADOS REGIONAIS DE CADA ESTADO


AGORA É SÓ ESCOLHER. TODA LINHA CHEVROLET DIRETO PARA VOCÊ!

AQUI VOCÊ TEM BENEFÍCIOS ESPECIAIS E ATENDIMENTO PERSONALIZADO. NÃO VAMOS PERDER NEGÓCIO! Plantão:

Parceria:

VIAMAR ABC CAMINHO DO MAR, 2227 RUDGE RAMOS, ABC - SP 4367 8082 | 4367 8090 VIAMAR, 19 ANOS

| TAMBÉM EM MAIS 6 LOJAS EM SÃO PAULO E 4 NO RIO DE JANEIRO 27

Revista Cegonheiro


LICENÇAS Autorização para o tráfego de veículos com carga especial

O Sindicato Nacional dos Cegonheiros tem a disposição dos seus associados e motoristas, o Departamento de Licenças, específico para dar entrada na documentação para a retiradade Licenças Estaduais e Federal de acordo com as normas exigidas pelo DER – Departamento de Estradas de Rodagem e do DNIT – Departamento Nacional de Infra-Estrutura de Transportes.

ONDE TIRAR AS LICENÇAS São Bernardo do Campo-SP Sede Central – Rua: Luiz Barbalho, 07/11 – Bairro Demarchi Licenças Federal e Estaduais

(11) 4346.5508

Camaçari / Bahia Rua: Gurupi, 23 – Bairro Goiana Licenças do Estado da Bahia

(71) 3622-6500

Gravataí / Rio Grande do Sul Av. Eli Correa, 6.651 – RS 030 – Bairro Passo da Cavera Licenças do Estado do R.G. do Sul

(51) 3431-4848

São José dos Pinhais / Paraná Rua: Tubarão, 112 – sala 02 – Bairro: Borda do Campo Licenças dos Estados de Santa Catarina, Minas Gerais, Tocantins, Paraná, R.G. do Sul, Goiás e São Paulo

(41) 3385-8245

São José dos Campos / São Paulo Rua: Ernesto Júlio Nazaret,201 Vila Tesouro Licenças Federal e Estaduais

(12) 3906-0807

Tocantins (Licença Estadual)

Rio de Janeiro (Licença Estadual)

-Documento Cavalo Mecânico e Carreta -Contrato Social e CNPJ (pessoa jurídica) -CPF e RG (Pessoa Física) -Licença Federal 4,95m -Todos documentos autenticados

- Documento Cavalo Mecânico e Carreta - RG e CPF (proprietário da empresa) - Contrato Social - Requerimentos (no Sindicato)

Minas Gerais (Licença Estadual)

São Paulo (Licença Estadual e Federal) -Documento Cavalo Mecânico e Carreta

Santa Catarina (Licença Estadual)

-Documento Cavalo Mecânico e Carreta -Procuração (retirar no Sindicato) -Contrato Social (pessoa jurídica) -CPF e RG (pessoa física)

R. Grande do Sul (Licença Estadual) -Documento Cavalo Mecânico e Carreta

-Documento Cavalo Mecânico e Carreta

Bahia (Licença Estadual) Goiás (Licença Estadual)

-Documento do Cavalo Mecânico e Carreta

Pernambuco (licença estadual)

-Documento Cavalo Mecânico e Carreta -Licença Federal 4,95m

Paraná (Licença Estadual e Federal) -Documento Cavalo Mecânico e Carreta

ATENÇÃO MOTORISTAS

Licenciamento São Paulo 2015 Final de Placa

1e2 3, 4 e 5 6, 7, e 8 9e0

Revista Cegonheiro

28

CAMINHÕES Mês do Licenciamento

Setembro Outubro Novembro Dezembro

- Cópia legível do documento do cavalo e carretas (todas as carretas que for acoplar na licença) - Cópia legível da licença federal (Dnit) - Contrato social da empresa (xerox autenticada) - CNH do proprietário ou de um dos sócios da empresa (xerox autenticada) - comprovante de endereço – pessoa física (xerox autenticada)

CARRETAS AUTOMÓVEIS MOTOS Final de Placa Mês de Licenciamento

1 2 3 4 5e6 7 8 9 0

Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro


29

Revista Cegonheiro


Classificados

Três Eixos – 2003 – Tratar com Sergio (11) 7864 – 6955 ID – 80*62169 – Aceita troca Três Eixos, 2007, bom estado – Tratar – Barbarelli (11) 9 8549 – 1571 Três Eixos, Robocop original, anos 2001, 2003 e 2006. Tratar com Joel - TG (54) 3027-7966 site web: htpp://zip.net/ bwmdGF Dambroz 2008, com pneus e cinta em bom estado (Transauto).Tratar com Márcio Galdino (11) 7881-4656 Dambroz 1998/1999, bom estado (Transauto) R$ 30 mil. Tratar com Márcio Galdino (11) 7881-4656 Dambroz 94, aberta e elétrica, verde. Valor a combinar. Tratar com Vilson-Melancia (11) 4412-0159 e 9958-5510 Dambroz 2008, alugo. Tratar com Zé Valter – TN (11) 7809-7712 e ID: 90*12354 Três Eixos 2007 – Tratar com Márcio Galdino 7881-4656 Dambroz 1989 – Preta, carreta reformada, estado de nova, impecável. Tratar com Mário (11) 7871-1282 / 7730-8474 Três Eixos 2006, Robocop, com pneus e cintas. Tratar com Nelson -TG (54) 3221-8501 Dambroz, ano 2000, convencional, pneus e cintas Brazul. Tratar com Bruno (11) 99389-0869 e 30*56894 Engerauto, ano 1996, elétrica, capacidade para 11 carros. R$ 40 mil. Tratar com Salvador Corrêa (11) 9390-5898 e (11) 4347-9728 Carreta Robocop Dambroz 2003, reformada em 2010 e com pistões novos. Padrão Tegma. Impecável. Tratar com Wadson (11) 7661-3377 e (79) 9876-9353 Vendo ou alugo carreta cegonha Três Eixos, ano 1997, freio novo, cor verde Dacunha, aberta e alongada. Ótimo estado de conservação. Engata caminhão Toco. Valor: R$ 38 mil. Carreta cegonha Dambroz, ano 2000, aberta, alongada, engata caminhão truckado, cor verde Dacunha. Ótimo estado de conservação. Freio feito há dois meses. Valor: R$ 39 mil. Carreta FNV, ano 91, aberta, alongada, cor preta, toda reformada como Engerauto, boa de carga, engata caminhão Toco. R$ 28 mil. O aluguel de qualquer carreta é de R$ 2.000 por mês. Tratar com Valdivino Neto (Val das Tintas) (11) 7009-3838, 3423-1555 e 966*10355 Vendo conjunto Volkswagen Constellation 19370, ano 2009, vermelho e carreta Contin Robocop, ano 1987, verde toda reformada. Preço total: RW 210 mil. Se for vendido separado, R$ 150 mil (cavalo) e R$ 60 mil (carreta). Tratar com Sílvio (11) 97717-3278 e 7*3199 Carreta Engerauto 1998, padrão Brazul amarela, alongada e preparada para “cara chata”, boa de carga (sete pickups e três médios), com oito pneus semi usados. Tratar com Hamilton (11) 98114-0119 Carreta Três Eixos, 2001, com pneus em ótimo estado. Tratar Toninho Pirajuí (11) 98361-6717 Carreta Engerauto, ano 2000, verde, alongada, com pneus e cintas. Preço: R$ 40 mil. Tratar com Nilton (11) 986445354 e 99263-2336 Carreta Dambroz 2008, azul (Transauto), com pneus e cintas. Tratar com Reginaldo (11) 7738-7296 9*43047 Carreta Robocop Goldin 1987 com rodas e pneus. Capacidade para 11 carros. Totalmente reformada. Preço: R$ 43 mil. Tratar com Sílvio (11) 7717-3278 Carreta Nego 2008, verde e com pneus. Tratar com Hong (13) 9112-2716 Vendo ou alugo as seguintes carretas: Dambroz 2000/2001, aberta, convencional, preta, R$ 38 mil. Três Eixos, 1997/1997, aberta, convencional, preta, R$ 37 mil. Dambroz, 1998, aberta, alongada, convencional, verde, R$ 39

Revista Cegonheiro

30

mil. Três Eixos 1997/1997, aberta, alongada, convencional, verde, R$ 39 mil, Dambroz 2000/2000, aberta, alongada, convencional, engata truck, verde, R$ 39 mil. FNV 1991, aberta, alongada, convencional, R$ 28.500. Tratar com Valdivino Neto (Val das Tintas) (11) 7009-3838, 3423-1555 e 966*10355

Iveco Stralis, 2008/2009, modelo Power cegonheiro, vermelho Tratar: (11) 8349-6033 / 5514-2461 com Geraldo –Transzero

Carreta Dambroz 2002, preta padrão Tegma, convencional, com pneus e cintas. Tratar com Osmar (11) 94720-3166 e ID 45*4*148025

MB 1634, 06, branco.Tratar:(11) 94418547 com Umberto Nóbile – TS

Três carretas pranchas para transporte de caminhões (duas Facchini e uma Dambroz). Todas em bom estado e com pneus. Tratar com João (11) 7865-9192 e 4368-9206. Carreta Dambroz Robocop, 2008, com pneus e cinta. Tratar com Valter (Transzero) (11) 99999-3024 Carreta Dambroz, Robocop, 2008, amarela, com pneus e cintas. Único dono. Tratar com Pitol (11) 98411-2223 ou Luiz (11) 99220-2963 Carreta Dambroz 2008 com pneus e cintas.Tratar com Márcio Galdino (11) 7881-4656 Carreta Dambroz 2000, convencional alongada, padrão Tegma. Tratar com Gabriel (48) 9935-6575 Engerauto, 98, padrão Brazul, reformada com pneus e cintas. Tratar com Júnior (11) 98245-6690 ou Bruno (11) 993890869, 118*4328 e 307*56894 Carreta Dambroz, Robocop, 2004/2004, verde TNorte, reformada. Preço: R$ 55 mil. Tratar com Sérgio (21) 98017-8789 ou Nextel 919*3927. Alugo ou vendo uma carreta Engerauto 1996, toda Robocop, verde Transzero com pneus e cintas. Para venda R$ 35 mil. Tratar com Roberto (11) 991921817 Vendo duas carretas Três Eixos. A primeira é convencional aberta, com pneus, cintas, ano 2002, verde. Preço: R$ 40 mil. A outra também é convencional aberta e foi reformada na Rodoceg. Vem com pneus, cintas, ano 1995, verde. Preço: R$ 40 mil. Tratar com Márcio (51) 7811-3363 Carreta Três Eixos, 2001, modelo 2002, boa de carga, com pneus e cintas, verde Transzero. Preço R$ 40 mil. Tratar com Cristiano do Pereba (12) 99163-2988 Vendo carreta Tecnoceg, 2008/2008, robocop, toda revisada, com pneus e cintas. Preço: R$ 60 mil. Tratar com Wagner (11) 96671-5715 Vendo carreta Dambroz 2000, Robocop, preta, padrão Tegma. Preço: R$ 40 mil. Tratar com Alexandre (11) 99151-8787 Vendo duas carretas Três Eixos (uma 1999 e outra 2002). As duas contam com um pistão na parte do meio, sendo que o modelo 2002 possui ainda um pistão na parte dianteira. Tratar com Gersino (Transzero) (11) 98526-0564 e 99977-6410 ou Robson (11) 985260502

Volvo FH – 2005 – prata – - Tratar com Sergio (11) 7864 – 6955 ID – 80*62169 – Aceita troca Axor 1933 – branco – 2005 -Só rodou na cegonha - Tratar com Ademir (Índio) Tegma (11) 9 8437-1050 / 9 7273-2933 MB 2035 – branco - 2008. Tratar com Junior / Bruno (11) 9 8245 – 6690 / 9 9389 – 0869 / 118*4328 Scania 2010 – Prata – 2010 – bom estado – Tratar com Barbarelli (11) 9 8549 – 1571

MB Axor 2040, 2008/2008, único dono R$ 190 mil. Tratar: (11) 9430-3098/ ID 55*100*30421 (Cajaiba – TG)

MB 608 Dguincho, 1980. R$ 30 mil. Tratar:(11) 999134-8945/7833-2201/ID 84*23068 com Gilberto - TN Iveco Stralis, 2009,modelo Power cegonheiro, turbina e unidades novas, vermelho,pneusnovos.Valor: R$ 210 mil. Tratar: (11) 9935-7917 com Delmiro – TNorte Axor 2035, branco, 2007/2008. Tratar com Silvana ou Félix (11) 97028-9782, 98436-3376, 11*6514 ou 7734-5921 Axor 2035, 2008, prata, completo e em bom estado de conservação. Tratar com Márcio Galdino (11) 7881-4656. Axor 2044, 2008, prata, completo, com motor e câmbio revisados. Tratar com Márcio Galdino (11) 7881-4656. Volvo FH 6x2, Globetrotter, 2012/2012, branco, completo e em perfeito estado de conservação. Pronta entrega. Valor: R$ 340 mil. Aceito caminhonete em troca. Tratar com Peterson, da Transzero (11) 98124-1450 Mercedes-Benz 1630, 1995, com motor novo e em ótimo estado. Tratar com Valter (Transzero) (11) 99999-3024 Scania G 420, ano modelo 2011, com 383 mil quilômetros rodados, banco e cama em couro e faróis xênon original de fábrica. Preço: R$ 270 mil. Tratar com Luciano ou Vagner (11) 4335-1568, 97014-8615 e 98115-9750 Volvo FH, 2005, segundo dono, motor e câmbio novos, pneus meia vida, prata. Caminhão de cegonheiro. Tratar com Buriti (11) 7830-4211 e (11) 999438656 Scania G420 4x2, 2008/2008, azul, com 940 mil quilômetros rodados. Ótimo estado de conservação. Preço: R$ 190 mil. Tratar com Gustavo (12) 98314-0000 e 96*37039 Scania T113 Topline, ano 1997, com seis pneus Michelin novos, rodas de alumínio, conversor de bateria e televisão. Segundo dono. Impecável! Tratar com Márcio (51) 7811.3363 MAN TGX 29440, 6x4, ano 2012, ótimo estado de conservação. Preço: R$ 300 mil. Tratar com Claudete (11) 99851-7954 ou Denis (11) 97639-1191 Vendo dois caminhões: um Scania 420, ano 2005, azul, com motor e pneus novos; o outro é um Volvo FM 370, ano 2011, prata. Tratar com Jorge (11) 97409-7282 e 95124-8818. Vendo caminhão Scania R440, ano/ modelo 2014, Toco, prata, com cerca de 65 mil quilômetros rodados. O veículo conta com retarder e tanque de arla (regulamentado. Preço: R$ 320 mil. Tratar com Wagner (11) 96671-5715 Vendo um caminhão Scania G420, ano/modelo 2010/2010, prata, e outro Mercedes-Benz 2040, premium, ano/ modelo 2010/2011, prata. Tratar com Zé Itabaiana (11) 99426-7886 Vendo dois caminhões Volvo FM 370 I-Shift, 2011, trucado, com 155 mil quilômetros rodados. Preço: R$ 195 mil. Tratar com João (11) 4368-9206, 98605-4369, 7865-9192 e 82*16840 Vendo caminhão Axor 2035, ano 2008. Único dono e em ótimo estado. Tratar

com Ronaldo Jacinto (Brazul) (11) 97626-7257

Toyota Hilux SW4 3.0 SRV 4X4 16V Turbo Intercooler Dieses 4P Automático – Preto Km – 120.000. Tratar Wagner ID: 960*7864 / 7769-3096 Fiat Strada Working CD 1.4 flex, 2010, completa. Tratar com Erivaldo (11) 98688-5488 Moto ano 97. Tratar com Itamar – TG (11) 9222-5234 e ID 9*67333 Caminhoneta 82 cabine dupla, original, turbinada, hidráulica, raridade. Tratar com Daniel-TNorte Curitiba - BZ (15) 3278-1214 Pajero, ano 98, prata, motor novo, a gasolina. Tratar com Itamar – TG (11) 9222-5234 e ID 9*67333 Voyage confortline1.6,flex,09/10,comp leto. Tratar com Enzo (11) 4396-1869 e 7765-2487 Uno 2009, azul metálico, duas portas, completo, flex. Tratar com Marcelo – BZ Taubaté (12) 9239-2287 e 91782857 D20, 86, turbo, vermelho perolizado, segundo dono, 160 mil quilômetros rodados, carro de garagem, com guincho na frente. R$ 32,5 mil. Tratar com Geraldo Saraiva Filho (11) 7076-0632, 4109-1279 e 4358-1313 Moto BMW GS 1200 R, 2009/2009, prata. Vendo ou aceito troca por carro ou outra moto. Tratar com Peterson (11) 98124-1450 e 916*855

Terreno Caçapava 248m² Bairro – Vitória Vale - R$ 85.000,00 / Terreno Caçapava - Vitória Vale 7X25 - R$ 55.000,00 Tratar Latino (Tegma) (11) 9 – 8632-6532 / (11) 4066 - 4510 Apartamento no centro de Diadema, três dormitórios, 65m², churrasqueira, duas piscinas, de festa, sala de ginástica. Valor: R$ 240.000,00.Tratarcom Eduardo – Cazu (11) 6710-9965 Sítio com cincoalqueires na rodoviaCasteloBranco Km 162, em Porangaba. Tratar com Buriti (11)99943-8656 e 6949-5995 Sítio em Pilar do Sul-SP próximo a Sorocaba,1 e ½ alqueire formado. Tratar com Daniel TNorte Curitiba – BZ (15) 3278-1214 Terreno em Piedade, próximo a Sorocaba. R$ 25.000,00.Troco por carro. Tratar com Marcinho TG (15)3311-4043 e 9574-0272 Casa no bairro Demarchi. Vende-se valor R$ 450 mil ou aceito imóvel de menor valor. Quatro dormitórios (sendo uma suíte), três wcs, cinco vagas, dois terraços, copa, cozinha planejada, sótão, salão de festas e depósito. Tratar com Maria Lúcia (11) 4347-6001 e 9136-2383 Sobrado no Terra Nova II, três dormitórios amplos, uma suíte com varanda. Todo reformado e tudo em porcelanato, Possui jardim de inverno na sala, cozinha embutida, rack sob medida, copa e coifa. Valor: R$ 400 mil. Tratar com Nildo (11) 7364-4324 e 4396-9008 Cobertura duplex(nova) no centro de São Bernardo do Campo.Tratar com Jorge - BZ (11) 6734-4797

ANUNCIE

Volvo FM 340 4x2, anos 2001 e 2003 - Tratar com Joel - TG (54) 3027-7966 site web: htpp://zip.net/bwmdGF Volvo FM 370 6x2 trucado, 2012, entre eixos 3,20 – duas unidades. Tratar com Joel (TG) (54) 3027-7966

(11)

VW Constelation 19320, 2006/2006, branco, pneus novos, ótimo estado, revisões em dia. Tratar: (11) 7871-1282 / 7730-8474 com Mário

e-mail: revistacegonheiro@sindicatodoscegonheiros.com.br

4346-5507


Profile for Sinaceg

Revista Cegonheiro - Edição 154  

Revista Cegonheiro - Edição 154  

Profile for sinaceg
Advertisement