Page 1

revista TREZE ANOS NO CAMINHO DA INFORMAÇÃO

Sindicato Nacional dos Cegonheiros

Ano 14 - edição no 175 - novembro/2016 - Publicação mensal

CAMINHÕES IVECO

Mais eficientes e econômicos

HORA DE VOTAR Escolha seu representante de 21 a 26 de novembro


Palavra do Presidente Presidente: José Ronaldo Marques da Silva Vice-Presidente: Jaime Ferreira dos Santos Secretário Geral: Douglas Santos Silva Secretário de Finanças: Reginaldo Fabretti Diretor Regional: Márcio Galdino da Silva Primeiro Secretário: José Murialdo Generoso Júnior Primeiro Tesoureiro: Josimar Lincon de Freitas Diretores Executivos Efetivos Gilmar Donizette da Silva Benvindo Gonçalves José Laércio da Silva Antenor Garibaldi Clemente Francisco de Assunção Diretores Executivos Suplentes Edimar Moreira de Oliveira Ednilson Azevedo Bitencourt Jurandy Pereira de Albuquerque Luiz Eugenio Baldin Golgatto Antonio Bertin Luiz Bianchi Giglio João Soares de Jesus Aroldo Neves de Lima Ronaldo Montagnini Jacinto Tassiano de Sousa e Silva César Wellington Pereira da Rocha Conselho Fiscal Efetivo Adilson Roberto Bento Hamilton Mendes José Vicente Bonetti Conselho Fiscal Suplente Fábio Renato dos Santos João Formiga de Souza Daiana Freitas de Oliveira Jornalista Responsável José Nogueira do Nascimento Mtb 15.211 Editoração de Arte e Produção Gráfica Milton Tonello Editor José Nogueira do Nascimento Publicidade Ítalo Rocha Nogueira Redação José Nogueira Revisão Maria Isabel Corcete / Tânia Serrano Fotografia Ítalo Rocha Nogueira Impressão Gráfica Gráfica e Editora Referência Tiragem 6.000 exemplares

Caros Leitores

Nesta edição, publicamos matéria especial sobre a linha Hi-Way 440 e

480 da Iveco. Essas versões evoluíram a partir de pesquisas realizadas com os clientes da marca. Leiam e fiquem por dentro desses caminhões que se destacam, principalmente, pela eficiência e pela economia. Gostaria também de destacar, mais uma vez, as eleições da nossa entidade. Participe e vote. Confiram os dias e os horários. Fiquem atentos e exerçam esse direito. Não deixem de ler as matérias sobre reajuste de multas e IPVA (Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores). O governo do estado de São Paulo já definiu o calendário de pagamento do IPVA para 2017. Fiquem de olho. Esta edição traz outras matérias muito importantes sobre limites do uso do insulfilme, postura para dirigir corretamente e a importância da leitura do manual do seu carro. Vocês leem? Se a resposta for negativa, existe um sério risco em diminuir a vida útil de diversos componentes do seu automóvel, ou de repente, do veículo como um todo. Boa leitura!

Índice

José Ronaldo Marques da Silva

Agenda .............................................................................................. 6 Impostos ........................................................................................... 8 Eleição .............................................................................................. 9

Endereço Rua Servidão Particular, 114 - Bairro Batistini CEP - 09842-095 - São Bernardo do Campo - SP Fone: (11) 4103-0204 www.sindicatodoscegonheiros.com.br revistacegonheiro@sindicatodoscegonheiros.com.br conexaocomunicacao@uol.com.br Revista Mensal dirigida aos Cegonheiros. As opiniões dos artigos assinados e dos entrevistados são de seus autores e não necessariamente as mesmas da Revista Cegonheiro. A elaboração de matérias redacionais não tem nenhuma vinculação com a venda de espaços publicitários. Os anúncios são de responsabilidade das empresas anunciantes. Ano 14 - edição nº 175 - novembro de 2016 Cegonheiros unidos pelo setor

Sindicato Nacional

Mercado .......................................................................................... 10 Trânsito ........................................................................................... 12 Caminhões ................................................................................ 14 e 15 Dicas ............................................................................................... 16 Economia ......................................................................................... 18 Serviço ............................................................................................ 19 Saúde ....................................................................................... 20 e 21 Restrições ........................................................................................ 22 Licenças .......................................................................................... 24 Classificados .................................................................................... 26

Revista Cegonheiro

4


Agenda

Cooperceg comemora Dia da Criança

A criançada fez a festa

No último dia 11 de outubro, mais de quinhentas pessoas, entre crianças e adultos, estiveram presentes na Cooperceg para comemorar o Dia da Criança. Muitos papais e mamães levaram seus filhos e se divertiram juntos. Este ano, a presença do Corpo de Bombeiros fez toda diferença. As crianças acompanhadas pelos pais tiveram

SINDICATO NACIONAL DOS CEGONHEIROS

a alegria de dar uma voltinha no caminhão do Corpo de Bombeiros. Além desse divertido passeio, todas as crianças puderam saborear os deliciosos lanches, tomar refrigerantes e ainda ganhar vários brindes. O evento organizado pela Cooperceg recebeu patrocínio também do Sindicato Nacional do Cegonheiros.

Regionais: São José dos Pinhais - Paraná Rua Tubarão, 112 - Bairro: Borda do Campo Cep: 83075-060 – São José dos Pinhais/PR Fone: (41) 3385.8245 E-mail: sindceg@gmail.com Diretor: João Soares de Jesus

Gravataí - Rio Grande do Sul

Sede Central: São Bernardo do Campo São Paulo Rua Luiz Barbalho, 07/11 Bairro: Demarchi Cep: 09820-030 São Bernardo do Campo/SP Fone: (11) 4346.5500 E-mail: diretoria@sindicatodoscegonheiros.com.br Presidente: José Ronaldo Marques da Silva

Revista Cegonheiro

6

Av. Eli Correa, 6.651 - RS 030 Bairro: Passo da Cavera Cep: 94010-972 – Gravataí /RS Fone: (51) 3431.7889 E-mail: gravataí@sindicatodoscegonheiros. com.br Diretor: Antenor Garibaldi

São José dos Campos – São Paulo Rua Ernesto Júlio Nazaret, 201 Vila Tesouro Cep: 12221-770 – São José dos Campos/SP Fone: (12) 3906.0807 E-mail: sjcampos@sindicatodoscegonheiros. com.br Diretor: Ednilson Azevedo Bitencourt

Piracicaba – São Paulo Rod SP 304, Km 147 – Sala 02 Distrito de Tupi Cep: 13422-230 – Piracicaba/SP Fone: (19) 3438-7738 E-mail:piracicaba@sindicatodoscegonheiros. com.br Diretor: Clemente Francisco de Assunção

Sindicatos parceiros: Sintrauto – Goiás Av. José Severino, 3840 Bairro: Vareda dos Buritis Catalão – Go - Cep: 75709-616 Fone: (64) 3411-2907 Presidente: Juarez Rodrigues da Silva

Sintraveba - Bahia Rua Gurupi, 23 – Bairro Goiana Cep: 42808-200 - Camaçari /BA Fone: (71) 3622.6700 Presidente: Carlito Alves

Sintraveic - ES Av. Eldes Scherrer Souza, 1025 Centro Empresarial da Serra Cep: 26165-680 – Serra – ES Fone: (27) 3067 – 2601 E-mail: sintraveic@sintraveic.com.br Presidente: Waldelio de Carvalho Santos

Sintrav – Rio de Janeiro Rodovia Presidente Dutra, Km 304 Bairro Paraíso (Posto Resendão) Cep: 27356-000 - Resende/RJ Fones: (24) 3355-3726 e (11) 98732-6373 E-mail: secretaria@sintrav_rj.com.br Presidente: Jardel de Castro www.sindicatodoscegonheiros.com.br


Impostos

Saiu o calendário do IPVA 2017 O governo do estado de São Paulo já definiu o Calendário de pagamento do IPVA 2017 (Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores). Como nos anos anteriores, os contribuintes têm três opções de pagamento: quitar o imposto em janeiro, com desconto de 5%; parcelar o tributo em três vezes (com vencimento em janeiro, fevereiro e março); e fazer o pagamento integral, sem desconto, em fevereiro. O DPVAT (seguro obrigatório) deve ser pago de forma integral, junto com a primeira parcela do Imposto (para quem parcelar o pagamento) ou com a cota única. Para os proprietários de motos e similares, vans, ônibus e micro-ônibus, o pagamento pode ser feito em três vezes – as parcelas são recolhidas de acordo com o calendário do IPVA. Revista Cegonheiro

8

Acompanhe o calendário do IPVA


Eleição Cegonheiros unidos pelo setor

HORA DE VOTAR CARGO

Sindicato Nacional dos Cegonheiros

Anote em sua agenda: as eleições do Sindicato Nacional dos Cegonheiros serão realizadas entre os dias 21 e 25 de novembro (segunda à sexta-feira), na sede da entidade, das 8h às 17h30 – não há intervalo para almoço. No dia 26 (sábado), o horário é reduzido: começa às 8 horas e vai até as 12 horas. A apuração dos votos acontecerá logo após o fechamento

CARGO CARGO

Chapa 1

Chapa 1 Chapa 1 NOME DO CANDIDATO NOME DO CANDIDATO

Presidente Jaimão Vice Presidente Boizinho Secretário Geral Douglas Primeiro Secretário Zé Luis Pfeifer Secretário Finanças Aroldo Primeiro Tesoureiro das urnas e começa a partir das 14Silas horas. Diretor Regional Márcioum Galdino Para votar, é necessário apresentar documento (pode

ser RG ou a CNH, por exemplo). Diretor Executivo Antônio Magro A posse da novaEfetivo diretoria acontecerá em 9 de janeiro de 2017. O mandato até 10 de janeiro 2021. Diretor Executivovai Efetivo JuniordeGallo Neste Executivo ano concorrem a 1 (situação) e a 2 Diretor Efetivoduas chapas: Garibaldi (oposição). ConheçaEfetivo os integrantes de cada uma delas: Diretor Executivo Benvindo Diretor Executivo Efetivo

Mexicano

Diretor Executivo Suplente CARGOExecutivo Suplente Diretor Diretor Executivo Suplente Presidente Diretor Executivo Suplente Vice Presidente Diretor Executivo Suplente Secretário Geral Suplente Diretor Executivo CARGO Primeiro Secretário Diretor Executivo Suplente Secretário Finanças Diretor Executivo Suplente Primeiro Tesoureiro Presidente Diretor Executivo Suplente Diretor Regional Suplente Vice Presidente Diretor Executivo Secretário Geral Suplente Diretor Executivo Diretor Executivo Efetivo Primeiro Secretário Diretor Executivo Efetivo Secretário Finanças Conselho Fiscal Efetivo Diretor Executivo Efetivo Primeiro Tesoureiro Conselho Fiscal Efetivo Diretor Executivo Efetivo Diretor Regional Conselho Fiscal Efetivo Diretor Executivo Efetivo Diretor Executivo Efetivo Conselho Fiscal Suplente Diretor Suplente Diretor Executivo Executivo Efetivo Conselho Fiscal Suplente Diretor Suplente Diretor Executivo Executivo Efetivo Conselho Fiscal Suplente Diretor Diretor Executivo ExecutivoSuplente Efetivo Diretor Diretor Executivo ExecutivoSuplente Efetivo Diretor Executivo Suplente Diretor Diretor Executivo ExecutivoSuplente Suplente Diretor Executivo Diretor ExecutivoSuplente Suplente CARGOExecutivo Diretor Diretor ExecutivoSuplente Suplente Diretor Diretor Executivo ExecutivoSuplente Suplente Diretor Executivo Diretor ExecutivoSuplente Suplente Presidente Diretor Executivo Diretor ExecutivoSuplente Suplente Vice Presidente Diretor Executivo Suplente Diretor Executivo Secretário Geral Suplente Diretor Executivo Suplente Primeiro Secretário Conselho Fiscal Efetivo Diretor Executivo Suplente Secretário Finanças Conselho Fiscal Efetivo Diretor Executivo Suplente Primeiro Tesoureiro Conselho Fiscal Efetivo Diretor Executivo Regional Suplente Diretor Executivo Suplente Conselho Fiscal Suplente Diretor Executivo Efetivo Conselho Fiscal Suplente Conselho Fiscal Efetivo Diretor Executivo Efetivo Conselho Fiscal Suplente Conselho Fiscal Efetivo Diretor Executivo Efetivo Conselho Fiscal Efetivo Diretor Executivo Efetivo Diretor Executivo Efetivo Conselho Fiscal Suplente Conselho Fiscal Suplente Diretor Executivo Suplente Conselho Fiscal Suplente Diretor Executivo Suplente Diretor Executivo Suplente Diretor Executivo Suplente Diretor Executivo Suplente Diretor Executivo Suplente Diretor Executivo Suplente Diretor Executivo Suplente

Aranha NOME DO CANDIDATO Rodrigo Mioto André Gato Magro Jaimão João Petines BoizinhoBrás Gustavo Douglas Roquinho NOME CANDIDATO Zé Luis DO Pfeifer Adalberto Dacunha Aroldo Elias Fazan Silas Aliberto Likinha Márcio Galdino Paulo Romano Zóio Edson Pfeifer Germano Antônio Janete Magro Junior Gallo Mauricio Nobile Zé Bonetti Garibaldi Cassio Paciência Adilson Benvindo Daniel Masili Josimar Mexicano Zinho Boizinho Júnior Fabio Pio Wagner Lambari Aranha João Panetone Fabinho Rodrigo Mioto Leocárdio André Gato Jorginho Magro João Petines Gustavo ArizinhoBrás Roquinho Demorie NOME DODacunha CANDIDATO Adalberto Adão Elias Fazan Rivail Likinha Ari Chiarani Aliberto Zóio Juvenal 25 Paulo Romano Germano Raimundinho Edson Pfeifer Claudemir Janete Zé Bonetti Jorginho Filho Mauricio Nobile Adilson Paciência Kroth Cassio Josimar Wellington Daniel Masili Solange Juare Júnior Boizinho Zinho Lambari Sr. Davi Wagner Fabinho Falcão João Panetone Luis Lagoa Leocárdio Jorginho Ghedin Feba Arizinho Wladimir Demorie Adão Rivail Ari Chiarani Juvenal 25 Revista Cegonheiro 9 Raimundinho Claudemir

1 ChapaDiretor 1 Executivo SuplenteChapaFabio Pio

Presidente Presidente Vice Presidente Vice Presidente Secretário Geral Secretário Geral Primeiro Secretário Primeiro Secretário Secretário Finanças Secretário Finanças Primeiro Tesoureiro Primeiro Tesoureiro Diretor Regional Diretor Regional

Jaimão Jaimão Boizinho Boizinho Douglas Douglas Zé Luis Pfeifer Zé Luis Pfeifer Aroldo Aroldo Silas Silas Márcio Galdino Márcio Galdino

Diretor Executivo Efetivo Diretor Executivo ExecutivoEfetivo Efetivo Diretor Diretor Executivo Efetivo Diretor Executivo Efetivo Diretor Executivo Executivo Efetivo Efetivo Diretor Diretor Executivo Efetivo Diretor Executivo Efetivo Diretor Executivo Efetivo

Antônio Magro Antônio Magro Junior Gallo Junior Gallo Garibaldi Garibaldi Benvindo Benvindo Mexicano Mexicano

Diretor Executivo Suplente Fabio Pio Diretor Executivo Executivo Suplente Suplente Fabio Pio Diretor Aranha Diretor Executivo Suplente Aranha Diretor Executivo Suplente Rodrigo Mioto Diretor Executivo Executivo Suplente Suplente Rodrigo Mioto Diretor André Gato Magro Diretor Executivo Suplente André Gato Magro Diretor Executivo SuplenteChapa João 1 Petines Diretor Executivo Suplente Suplente João Petines CARGOExecutivo NOME DO CANDIDATO Diretor Gustavo Brás Diretor Executivo Suplente Gustavo Brás Diretor Roquinho CARGOExecutivo Suplente NOME DO CANDIDATO Diretor Executivo Executivo Suplente Suplente Roquinho Diretor Adalberto Dacunha Presidente Aliberto Dacunha Diretor Executivo Suplente Suplente Adalberto Diretor Executivo Elias Fazan Presidente Jaimão Vice Presidente Paulo Romano Diretor Executivo Suplente Suplente Elias Fazan Diretor Executivo Likinha Vice Presidente Boizinho Secretário Geral Edson Pfeifer Diretor Executivo Suplente Likinha Diretor Executivo Zóio Secretário Geral Suplente Douglas Primeiro Secretário Janete Diretor Executivo Suplente Zóio Diretor Executivo Suplente Germano Primeiro Secretário Zé Luis Pfeifer Secretário Finanças Mauricio Nobile Diretor Executivo Suplente Germano Secretário Finanças Aroldo Primeiro Tesoureiro Cassio Conselho Fiscal Efetivo Zé Bonetti Primeiro Tesoureiro Silas Diretor Regional Daniel Masili Conselho Fiscal Efetivo Efetivo Zé Bonetti Conselho Fiscal Adilson Paciência Diretor Regional Márcio Galdino Conselho Fiscal Efetivo Adilson Paciência Conselho Fiscal Efetivo Josimar Diretor Executivo Efetivo Zinho Conselho Fiscal Efetivo Josimar Diretor Executivo Antônio Magro Diretor ExecutivoEfetivo Efetivo Wagner Diretor Executivo Efetivo Junior Boizinho Gallo Conselho Fiscal Suplente Júnior Diretor Executivo Efetivo João Panetone Conselho Fiscal Suplente Júnior Boizinho Diretor Executivo Efetivo Garibaldi Conselho Fiscal Suplente Lambari Diretor Executivo Efetivo Leocárdio Conselho Fiscal Suplente Lambari Diretor Executivo Efetivo Benvindo Conselho Fiscal Suplente Fabinho Diretor Executivo Efetivo Jorginho Conselho Fiscal Suplente Fabinho Diretor Executivo Efetivo Mexicano

Chapa 2

Diretor Executivo Suplente Diretor Executivo Suplente Diretor Executivo Suplente Diretor Executivo Suplente Diretor Executivo Suplente Diretor Executivo Suplente Diretor Executivo Suplente Diretor Executivo Suplente Diretor Executivo Suplente Diretor Executivo Suplente Diretor Executivo ExecutivoSuplente Suplente Diretor Diretor Executivo Suplente Diretor Executivo Suplente

NOME DO CANDIDATO

Arizinho Fabio Pio Demorie Aranha Adão Rodrigo Mioto Rivail André Gato Magro Ari Chiarani João Petines JuvenalBrás 25 Gustavo Raimundinho Roquinho


Mercado

Vendas de veículos em outubro frustram expectativas

Ao contrário do esperado, as vendas de veículos seguiram em queda em outubro. O mês terminou com 159 mil emplacamentos, incluindo leves e pesados, com leve redução de 0,5% na comparação com setembro. Sobre outubro de 2015, no entanto, a queda foi mais severa, de 17,2%. Tanto a entidade dos distribuidores de veículos quanto a Anfavea, que representa as montadoras, sustentavam até então a expectativa de que o último trimestre do ano trouxesse resultados melhores, o que seria indício de recuperação mais consistente ao longo de 2017. A performance fraca do mês passado pode ainda ser reflexo da interrupção na produção das fábricas brasileiras da Volkswagen por falta de fornecimento de alguns componentes. Em setembro a montadora anunciou que retomaria suas operações. Ainda assim, as concessionárias da marca não parecem estar plenamente Revista Cegonheiro

10

reabastecidas, como aponta o fraco volume de vendas da companhia em outubro, de apenas 10,6 mil carros, que fez a Volkswagen despencar para a sétima colocação no ranking mensal de vendas. AUTOMÓVEIS MELHORAM, CAMINHÕES PIORAM A única boa notícia dos resultados de outubro é leve alta nas vendas de automóveis. Com 132,2 mil unidades, houve evolução de 1% em outubro na comparação com setembro. Ainda assim, o resultado é 18,1% inferior ao registrado há um ano. No acumulado dos primeiros 10 meses de 2016 a baixa chega a 22,3%, para 1,36 milhão de carros. O segmento de comerciais leves teve queda menor no período, de 19,35%, para 244,6 mil unidades. Depois de ensaiar melhora em setembro, com redução do tamanho da queda, as vendas de caminhões voltaram a despencar. Foram negociados

3,4 mil veículos em outubro, com contração de 17,7% sobre setembro e de importantes 40,9% na comparação com o anotado no mesmo mês do ano passado. As vendas no acumulado de 2016 somam 42 mil caminhões, com baixa de 31,5%. O segmento de ônibus também segue contraído. As vendas somaram 11,9 mil chassis de janeiro a outubro, com 32,6% de contração. PROJEÇÃO DIFÍCIL DE SER ALCANÇADA Os resultados do mercado brasileiro até outubro reforçam que será difícil cumprir as projeções para 2016. A expectativa da Fenabrave é de que as vendas cheguem a 2,06 milhões de veículos. Para que isso aconteça, será necessário emplacar quase 200 mil carros por mês em novembro e em dezembro, algo bastante improvável. Até agora, o mês de maior volume de vendas do ano foi agosto, com 183 mil veículos.


Trânsito

Multas até 244% mais caras Punições mais severas a motoristas infratores começam neste mês de novembro em todo país. As multas sofreram reajustes que variam de 52% a 244%. Os maiores penalizados serão aqueles que forem flagrados usando aparelhos celulares ou dirigindo alcoolizados. MULTAS – No caso de infrações consideradas leves, o valor passa de R$ 53,20 para R$ 88,38. Nas médias, de R$ 85,13 para R$ 130,16; nas graves, de R$ 127,69 para R$ 195,23; e nas gravíssimas, de R$ 191,54 para R$ 293,47. A pontuação na Carteira Nacional de Habilitação se mantém - 3, 4, 5 e 7 pontos, respectivamente. CELULAR - Manusear o aparelho enquanto dirige será considerada infração gravíssima e não mais média, como acontece hoje. A multa atual de R$ 85,13 (4 pontos) passará R$ 293,47 (7 pontos) a partir de novembro.

VAGA PARA DEFICIENTES E IDOSOS - Estacionar em vagas destinadas aos idosos e pessoas com deficiência, deixa de ser infração grave e passa a ser gravíssima. A multa de R$ 127,69 (5 pontos) sobe para R$ 293,47 (7 pontos). RECUSA DO BAFÔMETRO - O condutor que se negar a fazer o teste, exame clínico, perícia ou qualquer outro procedimento que permita identificar a influência de álcool, ou de qualquer substância psicoativa, terá as mesmas penalidades de quem é flagrado com as quantidades positivas de álcool - suspensão do direito de dirigir por 12 meses, apreensão da CNH, retenção do veículo, até a apresentação de outro motorista habilitado, e multa. O valor da multa que hoje é de R$ 1.915,40 (7 pontos), com processo de suspensão atrelado, será de R$ 2.934,70 (7 pontos), também com processo de suspensão atrelado. A infração já é considerada gravíssima e o valor

da multa dobra em caso de reincidência em 12 meses. BLOQUEIO DE VIA PÚBLICA - Usar o veículo, de forma proposital, para interromper, restringir ou perturbar a circulação nas vias já é considerada infração gravíssima. Hoje, a multa é R$ 191,54 (7 pontos) mais apreensão do veículo. O valor sobe para R$ 5.869,40 (7 pontos), com retenção do veículo e, ainda, a suspensão do direito de dirigir. A infração é gravíssima e o valor da multa dobra em caso de reincidência em 12 meses. SUSPENSÃO DO DIREITO DE DIRIGIR – A suspensão do direito de dirigir, que aguarda ainda regulamentação federal, também vai mudar. O prazo mínimo de suspensão, que hoje é de um mês para quem soma 20 pontos na habilitação, aumentará para seis meses. No caso de reincidência no período de um ano, o prazo será de oito meses a dois anos.

As multas sofreram reajustes que variam de 52% a 244%

Revista Cegonheiro

12


Caminhões

Caminhões mais efic

Iveco investe em qualidade com grande índice de componentes nacionalizados

A Iveco continua o seu “movimento pela excelência” investindo em qualidade, com maior índice de componentes nacionalizados, aprimorando seus serviços e produtos. No segmento de pesados, os destaques são: Stralis 440 e Hi-Way 440 e 480. Essas versões evoluíram a partir de pesquisas realizadas com os clientes da marca. Com o apoio da FPT Industrial, a Iveco desenvolveu um pacote de modificações técnicas que aumentou significativamente o torque e a economia de combustível dos modelos. Essas mudanças contemplam a nova turbina, o novo coletor de esRevista Cegonheiro

14

cape, o novo volante do motor e o aumento da eficiência do sistema de arrefecimento, além de uma nova calibração geral de motor e caixa. Com o maior torque dos motores, o desempenho dos caminhões melhorou, permitindo, por exemplo, retomadas mais eficientes e resultando em menor tempo médio de viagem e maior produtividade. Além disso, na linha Hi-Way, para otimizar o consumo de combustível e custos operacionais em todas as condições de operação, o cliente conta agora com o “modo econômico”,

acionado através da tecla ECO no painel, contribuindo para um melhor consumo de combustível. Outra mudança dos modelos Stralis e Hi-Way está nas versões 4x2 e 6x2, que receberam uma nova geração de eixo trativo, o MS 18X da Meritor. Destaque para a coroa e pinhão forjados, além da utilização da tecnologia de solda a laser para a fixação das peças internas, o que amplia a resistência do conjunto e aumenta a vida útil dos componentes internos, tornando os veículos ainda mais preparados para rodar na cidade, na estrada e na terra.


ientes e econômicos Desde o início da operação da Iveco no Brasil, em 1997, a marca conquistou espaço no mercado brasileiro de transportes com veículos projetados e desenvolvidos para atender diversas demandas do setor. Prestes a completar 20 anos no país, a montadora reforça seus valores e investe em um “movimento pela excelência” que visa proporcionar ainda mais qualidade para seus clientes, com novos produtos, fortalecimento da rede e do pós-venda e aportes contínuos no complexo de Sete Lagoas (MG). “A ideia é aprimorar o que já temos de bom e reforçar pontos-chave dessa engrenagem”, afirma Marco Borba, vice-presidente da Iveco para a América Latina. As bases para essa iniciativa ganharam força em 2014, com o início do investimento de R$ 650 milhões, que serão aplicados até o final do ano em localização de componen-

tes, no aperfeiçoamento contínuo dos processos industriais, em pesquisas, entre outros setores. Um bom exemplo disso é o Campo de Provas da marca, inaugurado em 2015, onde cerca de 450 veículos enfrentaram testes de resistência e de durabilidade que comprovaram a operacionalidade em situações reais de uso. Agora, a Iveco aumenta os esforços para incrementar seus produtos e serviços. O objetivo é contar com um port-fólio que prioriza a produtividade, sem deixar de lado a alta tecnologia. Ricardo Barion, diretor de marketing da Iveco para a América Latina, destaca que é fundamental tornar os modelos ferramentas que atendam aos anseios e as necessidades do cliente. “O mercado não tem mais espaço para apostas, temos que oferecer as melhores soluções com foco no custo operacional”, completa Barion.

Campo de Provas onde caminhões enfrentam testes de resistência e de durabilidadeW

Hi-Way 440 e 480 – modificações técnicas aumentaram significativamente o torque e a economia de combustível dos modelos

15

Revista Cegonheiro


Dicas

Quais os limites do uso de insulfilme ?

Veja os índices de transparências

A maioria dos motoristas tem dúvidas sobre o uso das películas usadas para escurecer os vidros do veículo. Conhecidas popularmente como “insulfilme” ou “fumê”, as películas trazem benefícios, mas também há limites que a lei impõe e que os motoristas precisam conhecer. A Resolução 254/07 do CONTRAN determina as regras e a transparência mínima que o conjunto do vidro com a película aplicada deve possuir. Os índices de transparência são de: 75% no para-brisas (70% se o vidro for verde), 70% para os vidros laterais dianteiros e 28% para os demais vidros. Revista Cegonheiro

16

E é neste ponto que os motoristas acabam descumprindo a lei. Isso acontece porque é comum que nas lojas de acessórios os vendedores, quando querem dizer o nível de escurecimento de uma película, refiram-se a ela por nomes como “G5” ou “G25”. Estes nomes seriam referência à taxa de escurecimento da película, mas, na verdade, só é possível saber a real transparência do vidro após aplicação da película com uso de um aparelho chamado luxímetro. Por isso, a maioria das películas acaba sendo instalada de maneira irregular, já que não há como o motorista conferir a transparência no local de instalação.

Já o uso de película refletiva é proibido, independentemente do nível de transparência. É bom lembrar que, como os vidros dianteiros já possuem de fábrica uma transparência próxima da mínima permitida, não é possível colocar neles qualquer película escurecedora, já que assim a transparência mínima deixa de ser atingida. Também são proibidos adesivos com frases escritas nos para-brisas e demais vidros dianteiros, assim como painéis luminosos com mensagens, semelhantes aos usados por ônibus para informar o itinerário. O descumprimento é infração grave, com multa de R$ 191,54.


Economia

BNDES reduz exigência de conteúdo nacional de máquinas e caminhões

Medida válida para até 30 de junho de 2017

O BNDES reduziu de 60% para 50% o valor mínimo de conteúdo nacional para credenciar bens de capital ao financiamento pelo Finame, incluindo caminhões, ônibus, máquinas agrícolas e outros tipos de equipamentos industriais. Segundo informou, a medida foi tomada para compensar os efeitos da depreciação cambial. Não houve alteração no índice mínimo de nacionalização em peso do produto, que continua fixado em 60%. A alta do dólar, de cerca de 50% nos últimos dois anos, aumentou substancialmente o valor em reais dos componentes importados usados na produção de máquinas e veículos financiados pelo Finame. Com isso, Revista Cegonheiro

18

produtos que antes estavam credenciados pelo Finame corriam o risco de sair da lista de bens financiáveis pela linha que oferece os juros mais baixos do mercado brasileiro – e por isso é responsável por mais de 60% das vendas de caminhões e ônibus no País. Os fabricantes de veículos representados pela Anfavea já há meses tinham solicitado ao BNDES a revisão para baixo do valor mínimo de nacionalização exigido. O BNDES informou que a medida é transitória, válida para todos os setores da indústria brasileira até 30 de junho de 2017, quando o banco estima que estarão amenizados os efeitos da variação

cambial sobre o aumento nos custos de produção do setor industrial. Após esse período o banco acena com a revisão das regras para o credenciamento de fornecedores nacionais às linhas de crédito da instituição de fomento, o que também já foi pedido pela Anfavea para aumentar a previsibilidade das condições de mercado. “A medida se insere no planejamento do BNDES de rever, de forma estrutural, a metodologia de cálculo do índice de nacionalização, tendo em conta a perspectiva da competitividade da indústria brasileira, e está alinhada a demandas apresentadas por entidades representativas do setor ao banco”, informa o comunicado.


Serviço

Você lê o manual do seu carro?

A leitura do manual ajuda a cuidar melhor do seu carro

Se a resposta para a pergunta for negativa, existe um sério risco de diminuir a vida útil de diversos componentes do seu automóvel ou dele inteiro. Entretanto, você não é o único a deixar o pequeno livreto de lado. A grande maioria dos brasileiros não tem o costume de ler o manual do carro e por isso acaba deixando passar pequenos detalhes que prejudicam a manutenção e aumentam os riscos de quebras e acidentes. A verificação de itens como troca de óleo, higienização do ar condicionado, análise dos sistemas de arrefecimento e freios, alinhamento e balanceamento de pneus podem parecer rotineiros para um condutor, mas podem representar um perigo caso não sejam feitos de acordo com o manual do fabricante. Quando um automóvel é projetado, ele recebe peças específicas para entregar desempenho, economia e durabilidade. Se o proprietário, durante o uso do veículo, não segue as dicas do manual, ele está não só prejudicando o seu carro, mas também o seu bolso. Vamos exemplificar os pneus. O público tem a ideia de que apenas manter os pneus calibrados, os mesmos já estão bem cuidados. Mas será que somente isso é necessário para garantir segurança e desempenho? O pneu é um (senão o) dos principais itens de rodagem de um carro. Se o conjunto está desgastado, não há EBD, ABS ou ESP que seja eficiente em situações de emergência. Economia de combustível então, praticamente inexistente. Por isso, entender as siglas e números descritos no próprio pneu e nos textos do manual do veículo é fundamental para uma dirigibilidade segura. O índice

TWI, que mede o desgaste do pneu, é um simples sinal no material que indica o momento certo para a troca do item, mas é ignorado por muitos motoristas que não entendem a função do indicador ou sequer sabem da sua existência. Pesquisas apontam que 25% dos motoristas circulam com pressão dos pneus abaixo do recomendado pelo fabricante. Estudos indicam que 0,2 bar (aprox. 3 libras) abaixo da pressão recomendada pelo fabricante, reduz em até 10% a vida útil do pneu. Se a pressão ficar 0,4 bar (aprox.5,8 libras) abaixo do recomendado, a vida útil do pneu pode cair até 25%. Rodar com 0.4 bares (aprox. 5,8 libras) abaixo da pressão recomendada, aumenta em 2% o consumo de combustível. No manual do veículo, os cuidados com os pneus vão além do indicador TWI. O conteúdo explica os ângulos corretos de alinhamento e balanceamento, a pressão da calibragem, o modelo e medidas ideais para que o carro tenha uma boa performance. Claro que há termos técnicos complicados para um leitor comum, todavia, os centros automotivos especializados em serviços treinam seus profissionais para seguirem o passo a passo da fabricante, e que podem ajudar em casos de dúvidas. Por isso, da próxima vez que questionarem se você leu o manual do seu carro, tente responder positivamente. Além de ser uma leitura agradável, você passa a conhecer mais seu veículo e aprende a cuidar melhor dele, garantindo maior vida útil e economizando com manutenções surpresas. (Dicas de Dirceu Delamuta da Associação Brasileira dos revendedores de pneus)

19

Revista Cegonheiro


Saúde

Postura corret

A rotina de um motorista é uma tarefa que exige atenção e dedicação. Para garantir um deslocamento seguro é necessário que o corpo esteja em boas condições de saúde. Desta forma, a jornada de trabalho não se torna desgastante e não compromete o desempenho do condutor. A carga horária é um fator que deve ser observado pelos motoristas profissionais. A má postura e a regulagem dos Revista Cegonheiro

20

bancos podem causar redução na força e agilidade dos movimentos, cansaço e dores na coluna, principalmente, nas regiões lombar e cervical. Somando estes fatores, o reflexo também fica mais lento e o risco de ocorrer um acidente aumenta. Para evitar o desgaste é preciso que o condutor adote uma postura adequada ao volante e respeite os limites de seu organismo, realizando paradas para descanso e alongamentos dos braços e pernas. Tomar água e ingerir


a nas estradas alimentos saudáveis também são aliados para manter o corpo ativo e saudável.

Além disso, sempre que possível, saia do carro ou do caminhão e “estique” o corpo.

Dirigir é uma ação executada naturalmente pelos estradeiros que cruzam o Brasil e permanecem mais tempo na estrada do que em suas casas. Mesmo com toda experiência de volante, existem aqueles que não dão muita atenção à maneira correta de sentar, de conduzir o veículo e não percebem o quanto tal atitude pode comprometer a saúde e a postura.

Dirija com os braços e pernas ligeiramente dobrados, para diminuir as chances de lesões; apoie bem o corpo no assento e no encosto do banco o mais próximo possível de um ângulo de 90 graus; ajuste o encosto de cabeça de acordo com a altura do ocupante, de preferência na altura dos olhos; mantenha os calcanhares apoiados no assoalho do veículo; evite apoiar os pés nos pedais quando não os estiver usando; use calçados bem fixos aos pés para que os pedais sejam acionados rapidamente e com segurança.

Como medida de segurança, é importante segurar o volante com as duas mãos, na posição dos ponteiros do relógio marcando “9 horas e 15 minutos”, para que seja possível enxergar o painel, acessar os comandos do veículo, bem como, maior força e agilidade nos movimentos dos braços. O cinto de segurança deve se ajustar firmemente e passar sobre o peito, nunca sobre o pescoço. O motorista deve se posicionar de modo que possa visualizar adequadamente as informações do painel onde é possível verificar o funcionamento de itens importantes. É ideal alongar os braços, os ombros e o pescoço ainda dentro do veículo. Ao subir e descer, use os degraus do veículo para apoiar os pés.

Cinto de Segurança Além do cuidado com a saúde, os motoristas devem também se preocupar com a segurança no trânsito. O cinto de segurança é obrigatório, mas ainda existem condutores que não se atentam ao seu uso. É um dispositivo de defesa dos ocupantes e serve para, em caso de acidente, não permitir a projeção do passageiro para fora do veículo e nem que este bata com a cabeça contra o para-brisas ou outras partes do veículo. O cinto deve ser usado por todos os ocupantes de um veículo, tanto nos bancos dianteiros quanto nos traseiros. A multa é considerada grave e o condutor que não respeitar a lei leva cinco pontos na carteira e tem de pagar R$ 127,00.

21

Revista Cegonheiro


Revista Cegonheiro

22


23

Revista Cegonheiro


LICENÇAS Autorização para o tráfego de veículos com carga especial

O Sindicato Nacional dos Cegonheiros tem à disposição dos seus associados e motoristas, o Departamento de Licenças, específico para dar entrada na documentação para a retirada de Licenças Estaduais e Federal de acordo com as normas exigidas pelo DER – Departamento de Estradas de Rodagem e do DNIT – Departamento Nacional de Infra-Estrutura de Transportes.

ONDE TIRAR AS LICENÇAS São Bernardo do Campo-SP Pátio de estacionamento - Rua: Servidão Particular, 114 - Bairro Batistini Licenças Federal e Estaduais

(11) 4347-8468

Camaçari / Bahia Rua: Gurupi, 23 – Bairro Goiana Licenças do Estado da Bahia

(71) 3622-6500

Gravataí / Rio Grande do Sul Av. Eli Correa, 6.651 – RS 030 – Bairro Passo da Cavera Licenças do Estado do R.G. do Sul

(51) 3431-4848

São José dos Pinhais / Paraná Rua: Tubarão, 112 – sala 02 – Bairro: Borda do Campo Licenças dos Estados de Santa Catarina, Minas Gerais, Tocantins, Paraná, R.G. do Sul, Goiás e São Paulo

(41) 3385-8245

São José dos Campos / São Paulo Rua: Ernesto Júlio Nazaret,201 Vila Tesouro Licenças Federal e Estaduais

(12) 3906-0807

Tocantins (Licença Estadual)

Rio de Janeiro (Licença Estadual)

-Documento Cavalo Mecânico e Carreta -Contrato Social e CNPJ (pessoa jurídica) -CPF e RG (Pessoa Física) -Licença Federal 4,95m -Todos documentos autenticados

- Documento Cavalo Mecânico e Carreta - RG e CPF (proprietário da empresa) - Contrato Social - Requerimentos (no Sindicato)

Minas Gerais (Licença Estadual)

São Paulo (Licença Estadual e Federal) -Documento Cavalo Mecânico e Carreta

Santa Catarina (Licença Estadual)

-Documento Cavalo Mecânico e Carreta -Procuração (retirar no Sindicato) -Contrato Social (pessoa jurídica) -CPF e RG (pessoa física)

R. Grande do Sul (Licença Estadual) -Documento Cavalo Mecânico e Carreta

-Documento Cavalo Mecânico e Carreta

Bahia (Licença Estadual) Goiás (Licença Estadual)

-Documento do Cavalo Mecânico e Carreta

Pernambuco (licença estadual)

-Documento Cavalo Mecânico e Carreta -Licença Federal 4,95m

Paraná (Licença Estadual e Federal) -Documento Cavalo Mecânico e Carreta

ATENÇÃO MOTORISTAS

Licenciamento São Paulo 2016 Final de Placa

1e2 3, 4 e 5 6, 7, e 8 9e0

Revista Cegonheiro

24

CAMINHÕES Mês do Licenciamento

Setembro Outubro Novembro Dezembro

- Cópia legível do documento do cavalo e carretas (todas as carretas que for acoplar na licença) - Cópia legível da licença federal (Dnit) - Contrato social da empresa (xerox autenticada) - CNH do proprietário ou de um dos sócios da empresa (xerox autenticada) - Comprovante de endereço – pessoa física (xerox autenticada)

CARRETAS AUTOMÓVEIS MOTOS Final de Placa Mês de Licenciamento

1 2 3 4 5e6 7 8 9 0

Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro


25

Revista Cegonheiro


Classificados (11) 98763-8517, 98670-8877, 964266970 (TIM) e 54*134019 (Nextel)

Volvo FH, 2005, prata. Tratar com Sergio: (11) 7864-6955 e ID – 80*62169. Aceita troca Três Eixos – 2011/2011 – Tratar com Bararelli (Transauto) (11) 9 8549 1571

Axor 1933, branco, 2005. Só rodou na cegonha. Tratar com Ademir (Índio), da Tegma: (11) 98437-1050 e 97273-2933

Três Eixos – 1993 – Patrão Tegma com pneus e cintas. Tratar com Nilson (Tegma) (11) 9 9318-0846 / (11) 7856 – 6420 ID 5*27288. Preço R$ 20 mil

VW Constelation 19320, 2006/2006, branco, pneus novos, ótimo estado, revisões em dia. Tratar com Mário: (11) 7871-1282 e 7730-8474

Três Eixos – 2009 – Patrão Transzero – Tratar com Vilson Guererro (11) 9-99585510. Preço R$ 80 mil.

Iveco Stralis, 2008/2009, modelo Power cegonheiro, vermelho. Tratar com Geraldo, da Transzero: (11) 98349-6033, 5514-2461

(Preferência venda com o cavalo mecânico – conjunto) Três Eixos – 2003 – Tratar com Sergio (11) 7864-6955, ID 80*62169. Aceita troca

MB Axor 2040, 2008/2008, único dono. Preço: R$ 190 mil. Tratar com Cajaíba (TG): (11) 99430-3098 e ID 55*100*30421

Três Eixos, Robocop original, anos 2001, 2003 e 2006. Tratar com Joel - TG (54) 3027-7966 site web: htpp://zip.net/ bwmdGF

Mercedes-Benz 1634, 06, branco. Tratar com Umberto Nóbile (TS): (11) 99441-8547

Carreta Engerauto, ano 2000, verde, alongada, com pneus e cintas. Preço: R$ 40 mil. Tratar com Nilton (11) 986445354 e 99263-2336

MB 608 Dguincho, 1980. Preço: R$ 30 mil. Tratar com Gilberto (TN): (11) 999134-8945, 7833-2201 e ID 84*23068

Carreta Nego 2008, verde e com pneus. Tratar com Hong (13) 99112-2716

Iveco Stralis, 2009,modelo Power cegonheiro, turbina e unidades novas, vermelho e pneus novos. Preço: R$ 210 mil. Tratar com Delmiro (TNorte): (11) 99935-7917

Carreta Dambroz, Robocop, 2008, amarela, com pneus e cintas. Único dono. Tratar com Pitol (11) 98411-2223 ou Luiz (11) 99220-2963 Carreta Dambroz, Robocop, 2004/2004, verde TNorte, reformada. Preço: R$ 55 mil. Tratar com Sérgio (21) 98017-8789 ou Nextel 919*3927. Vendo duas carretas convencionais abertas Três Eixos, verde, com pneus e cintas: uma ano 2002; a outra é ano 1995 e foi reformada na Rodoceg. Preço: R$ 40 mil cada uma. Tratar com Márcio (51) 7811-3363 Carreta Três Eixos, 2001, modelo 2002, boa de carga, com pneus e cintas, verde Transzero. Preço R$ 20 mil. Tratar com Cristiano do Pereba (12) 99163-2988 Vendo carreta Dambroz 2000, Robocop, preta, padrão Tegma. Preço: R$ 30 mil. Tratar com Alexandre (11) 99151-8785 Vendo carreta Rossini, ano 2006, preto, padrão Tegma. Preço: R$ 30 mil. Tratar com Petrúcio (11) 4455-2264 e 987461187 Carreta Três Eixos, completa, para transportar 11 carros. Impecável. Preço: R$ 20.000. Tratar com José Borracheiro, da Brazul (11) 4941-4865 Vendo conjunto 2011, cavalo Scania P-340 e carreta amarela Tecnoceg. Falar com Polaco (Brazul) (11) 99987-3112 e ID 84*109789 Vendo ou troco por veículo carreta Dambroz, 2008, verde, com pneus e cintas. Todas as revisões foram feitas. Preço: R$ 35 mil. Tratar com Robson TZ (11) 7865-8643 e ID 82*15730 Carreta Três Eixos, 2005/2006, Robocop. Tratar com Pitol ou Luiz 984112223 ou Luiz (11) 99220-2963 Carreta Dambroz convencional, 2010/2010, preta, com cintas. Preço: R$ 45 mil. Tratar com Berg (11) 976734035 Carreta Negocoop, 2009, padrão Brazul (amarela), castelo bi-partido, toda elétrica (inclusive os pés para desengatar e os dois remontes). Com pneus e cintas. Preço: R$ 40 mil (Aceito veículo). Tratar com Tavares (11) 8262-7019 e ID 7*53437

Scania G 380, prata (Motoro novo) ano 2009/2009, com seis pneus novos. Impecável! Tratar com Vilson Guererro (11)9-9958-5510. Preço R$ 160.000,00 (Preferência venda com a carreta – conjunto) Vendo três caminhões: um Actros 2546, 2011/2012, prata; e dois P 340, 2011/2011, prata. Valor a combinar. Tratar com Márcio Galdino (11) 956514656/2

Revista Cegonheiro

26

Axor 2035, branco, 2007/2008. Tratar com Silvana ou Félix (11) 97028-9782, 98436-3376, 11*6514 ou 7734-5921 Volvo FH, 2005, segundo dono, motor e câmbio novos, pneus meia vida, prata. Caminhão de cegonheiro. Tratar com Buriti (11) 7830-4211 e (11) 999438656 Scania T113 Topline, ano 1997, com seis pneus Michelin novos, rodas de alumínio, conversor de bateria e televisão. Segundo dono. Impecável! Tratar com Márcio (51) 7811.3363 Vendo um caminhão Scania G420, ano/modelo 2010/2010, prata, e outro Mercedes-Benz 2040, premium, ano/ modelo 2010/2011, prata. Tratar com Zé Itabaiana (11) 99426-7886 Vendo caminhão Axor 2035, ano 2008. Único dono e em ótimo estado. Tratar com Ronaldo Jacinto (Brazul) (11) 97626-7257 Vendo dois caminhões Volvo. Um é o FH 400, ano 2007, e outro FH 440, ano 2008. Preço abaixo da tabela. Tratar com Edelson (Alongado) - (12) 99133-7071, 99167-4175 e 90*15897 Scania 420, Toco, 2010, prata e em bom estado de conservação. Ótima oportunidade. Tratar com Barbarelli (11) 98549-1571 Scania 380, ano 2010, vermelha, com pneus Michelin novos. Ótimo estado. Preço: R$ 170 mil. Tratar com Léo (11) 98429-2230 e Tonim (11) 98361-6717 Conjunto caminhão Mercedes-Benz 2035, ano 2011, e carreta Bercamp, ano 2010. Presta serviço na Tegma TVK Sul. Tratar com Edgley (41) 9882-3333

Uno 2009, azul metálico, duas portas, completo, flex. Tratar com Marcelo – BZ Taubaté (12) 99239-2287 e 99178-2857 Saveiro Trend 2009, prata, equipado com direção hidráulica, alarme, rodas de magnésio, trava e vidros elétricos. Preço: R$ 23 mil. Tratar com Francisco (11) 99454-9337 e 2861-0196 Vendo ou troco S10, ano modelo 1998, 4.3, V6, completa, cabine dupla, prata, com kit gás. Ótimo estado de conservação. Tratar com Nelson (11) 98442-0969 Fox Trend 1.6, 2012/2013, prata, com 10 mil quilômetros rodados e todos opcionais- exceto ar-condicionado. Único dono e ótimo estado. Preço: R$ 31,5 mil. Tratar com Alan Oliveira (11) 98660-5851 Corolla, 2009, modelo Seg-Top de linha, com 116 mil quilômetros rodados. Todas as revisões feitas na Toyota. Preço: R$ 41 mil. Tratar com Edgard (11) – 963769574

Vendo apartamento no centro em São Bernardo do Campo, com 154m²,de área útil. Tratar com Fábio(11)9-9601-3317 Vendo apartamento no Jardim Bela Vista em Santo André, com dois dormitórios , garagem coberta, salão de festas com churrasqueira. Tratar com Zé Do Poste (11) 9 8470-7837 / 4426 – 7318 Terreno em Caçapava, com 248m², no bairro Vitória Vale. Preço R$ 85 mil. Outro terreno também em Caçapava, no Vitória Vale 7X25. Preço: R$ 55 mil. Tratar com Latino (Tegma): (11) 986326532 e (11) 4066-4510 Apartamento no centro de Diadema, três dormitórios, 65m², churrasqueira, duas piscinas, salão de festas, sala de ginástica. Valor: R$ 260 mil.Tratar com Eduardo – Cazu (11) 96710-9965 Sítio com cinco alqueires na rodovia Castelo Branco, no Km 162, em Porangaba. Tratar com Buriti (11)99943-8656 e 6949-5995 Sobrado no bairro Terra Nova II, com três dormitórios amplos e uma suíte com varanda. Valor: R$ 400 mil. Tratar com Nildo (11) 7364-4324 e 4396-9008 Cobertura duplex(nova) no centro de São Bernardo do Campo.Tratar com Jorge BZ (11) 6734-4797 Vendo ou troco chácara em Boituva por uma casa em São Bernardo do Campo ou Santo André. A 4 km da cidade, possui pomar e quarto para hóspede. Tratar com Nilton (Transauto) (11) 4127-9324 e 98784-7600 Um sobrado com três casas em São Bernardo do Campo (rua Salim Mahfoud – Terra Nova II). Tratar com Edinaldo (11) 98731-4599 e 98924-3642

Actros 2012, chumbo, com baixa quilometragem. Tratar com Márcio Galdino (11) 95651-4656/2

Alugo dois galpões com 750 metros quadrados (cada um). Os imóveis estão instalados no bairro Batistini, em São Bernardo do Campo (SP). Valor: R$ 11 mil (cada um). Tratar com Leandro Golgatto (11) 99685-9385

Scania 440 Highline, 2012, vermelho, trucado. R$ 235 mil. Tratar com Cristiano Pereba (12) 99163-2988

Vendo, alugo ou troco apartamento na Viação, Praia Grande. Todo mobiliado, possui dois quartos, sala, cozinha e banheiro. Tratar com Geraldo CTV Tegma

Sobrado no Demarchi com três dormitórios, quatro salas, cozinha planejada, lavabo, dois banheiros, área de serviço fechada e garagem para dois carros. Tratar com Rodrigo (11) 7773-3171, 968*27731 e 95343-4807 Vendo terreno no bairro Demarchi, com 10 x 19,7 metros, próximo ao restaurante São Judas. Tratar: Ramos de Oliveira – (11) 97320-1551 Vendo ou alugo sobrado no bairro Demarchi. O imóvel possui quatro dormitórios (uma suíte), sala ampla, cozinha, sala de jantar e garagem para três carros. Tratar: Ramos de Oliveira – (11) 97320-1551 Vendo dois sobrados em Diadema ou troco por cavalo ou carreta. Acabamento de primeira e vaga para três carros. Preço: R$ 400 mil. Tratar com Wilson (11) 96861-6113 e (11) 95362-0534 Vendo chácara no Riacho Grande ou troco por cavalo ou carreta. A casa tem quatro dormitórios (uma suíte), sala de estar e de jantar, cozinha, banheiro, etc. Preço: R$ 400 mil. Tratar com Wilson (11) 96861-6113 e (11) 95362-0534. Vendo apartamento na Praia Grande. O imóvel tem um quarto, uma sala com dois ambientes, cozinha, banheiro, lavanderia e uma vaga na garagem. Aceito troca por caminhão. Tratar com Cazu (11) 7876-8111 e 935*1178 Alugo sobrado no bairro Terra Nova I, com três dormitórios (uma suíte), duas salas, três banheiros, cozinha, duas varandas, cinco vagas na garagem e salão de festas. Tratar com Paulo ou Lúcia (11) 99480-8508 e 4347-6001 ID 653*141 Vendo dois apartamentos na Praia Grande. Cada um tem 85 m2, dois dormitórios (uma suíte), sala, cozinha, banheiro, área de serviço e terraço gourmet. Tratar com Marcos (11) 985595938 e 9*53677 Vendo apartamento no Demarchi, com dois dormitórios, sala, cozinha, banheiro e lavanderia. Condomínio com quadra, área de lazer e salão de festas. Tratar com Andreia ou Dunga (11) 98128-0731 e 6064-6666 Vendo apartamento na Praia Grande, com vista para o mar. O imóvel possui dois quartos (uma suíte), banheiro social, sala com copa e sacada, etc. Tratar com Alessandra (11) 4824-3586 e 99622-6444 Vendo três casas com garagem para quatro carros no bairro Terra Nova II. Tratar com Ednaldo (11) 98731-4599 e 95408-3712 Vendo apartamento de 120 m2, no Residencial Bulgária, com três suítes, dois closets, sala de estar conjugada com sala de jantar, área gourmet com churrasqueira, três vagas na garagem, etc. Tratar com Hamilton Mendes pelo e-mail hamilton_mendes@yahoo.com.br Vendo terreno (com dois lotes) em São José dos Pinhais (PR) Cada lote tem 12 m x 50 m e custa R$ 150 mil. Aceito troca por carro ou cavalo mecânico. Tratar com Lauro (41) 9986-3710 ou Jefferson (11) 97611-1660 Vendo um imóvel no Parque Espacial e um terreno no Swiss Park. O imóvel tem três suítes, três salas, cozinha com armários embutidos e quatro vagas. O terreno tem área de 679 m2. Preço: R$ 680 mil. Tratar com Flávio (11) 991625127 e 7861-7412

ANUNCIE

4103-0204

(11)

e-mail: revistacegonheiro@sindicatodoscegonheiros.com.br


Depois de um mês inteiro nos solidarizando com o movimento Outubro Rosa, chegou a hora de falar sobre o Câncer de Próstata. Damos início ao Novembro Azul 2016! O INCA (Instituto Nacional de Câncer) estima 61.200 novos casos de câncer de próstata somente no Brasil, em 2016. Quando detectados cedo, 90% dos casos desse tipo de câncer acabam curados. Portanto, levem o preventivo à sério e tenham sempre um médico de sua confiança. Algumas razões para o crescimento do número de câncer: • O aumento do consumo de alimentos processados, ultraprocessados e hiperpalatáveis • Obesidade • Sedentarismo Geralmente, o câncer de próstata é silencioso e evolui lentamente. Alguns sinais podem ser percebidos conforme a evolução da doença. São eles: • Urinar um pouco de cada vez ou com frequência • Ter dificuldade, dor ou sensação de ardor ao urinar • Presença de sangue na urina ou no sêmen

• Ejaculação dolorosa Na existência desses sinais, especialistas recomendam o exame de toque e o teste de PSA. Havendo alterações, pode ser solicitado: a ultra-sonografia pélvica ou prostática transretal, sendo o último passo: a biópsia. Fatores de risco: • Histórico familiar: pai ou irmão com câncer de próstata antes dos 60 anos • Maior de 50 anos • Hábitos alimentares e estilo de vida de risco Recomendações de especialistas: • Adotar alimentação rica em frutas, veduras, legumes, grãos e cereais integrais • Evitar gordura e processados • Realizar atividade física regular • Manter peso saudável • Evitar álcool e fumo Há estudos que utilizam nanopartículas carregadas de curcumina para combater o câncer de próstata. O método (ainda não finalizado) visa matar as células cancerosas e preservar as saudáveis. Mas antes do tratamento, bom mesmo é se prevenir, melhorar o estilo de vida, a alimentação e seguir as recomendações do seu médico.

27

Revista Cegonheiro


Revista Cegonheiro - Edição 175  
Revista Cegonheiro - Edição 175  
Advertisement