Issuu on Google+

R$ 8,80

Dança:

Um brasileiro no American Dance Festival

Ano 1 . Número 2 . Outubro de 2011

Do Dance a maravilhosa fábrica de sonhos de

Renata Cobucci Perfil : Edson Puiati O chef dos festivais

Arquitetura:

Uma igreja medieval na Serra da Mantiqueira

Artigo:

Você está preparado para a inovação?

E mais... Saúde, Equilíbrio, Vinhos, Decoração, Pets e dicas de consumo qualificado


calçados,bolsas e acessórios

A coleção mais esperada do ano, vem com inspiração total nos anos 70. Uma mistura de Hippie Chic com sofisticação. Um ar vintage daqueles que ficamos apaixonados. Para mulheres antenadas que não tem tempo a perder, vão desde o trabalho a um gostoso Happy Hour com a mesma elegância. No mercado desde 1973, a Spatifilus é uma marca consolidada no segmento de calçados e acessórios femininos. Reconhecida por sua qualidade e conforto, é referência no mercado da moda, por reunir conceitos e design diferenciados.

BARBACENA (32) 3331.1027 LAFAIETE (31) 3769.2826 / (31) 3764.0042


spatifilus.com.br


FALE COM O MUNDO! Vem aí dois dos maiores eventos esportivos internacionais - atletas de todo o mundo e suas equipes estarão no Brasil, na Copa do Mundo de Futebol de 2014 e nos Jogos Olímpicos de 2016. E você? Já pensou em como pode aproveitar estas oportunidades - de trabalho e de diversão, se falar inglês? Ou espanhol? Só no CCAA você tem a certeza de estar preparado para se comunicar com todos os que virão a estes eventos, porque no CCAA, desde o primeiro dia, você já fala a língua que está aprendendo e a metodologia em DVD na sala de aula agiliza seu aprendizado e estimula sua participação. Além disso, nos cursos são apresentados programas de TV, desenhos animados, histórias em quadrinhos, artigos de jornais e revistas, o que torna o aprendizado da nova língua mais estimulante e eficiente. Aprender inglês e espanhol no CCAA permite a você total integração com o mundo.


Com um mix atual de mais de 500 itens, há 35 anos a Água de Cheiro acredita que a maior das belezas está na felicidade. Rua Coronel Teófilo, 352 - Loja 31, 1º Piso. Plaza Center Shopping - Centro - Barbacena/MG.

Tel.: (32) 3331-5764.


Quanto vale um Você consegue um bom emprego na hora que bem entender? Você descola um amor do dia para a noite? Se entrar num banco, sai de lá com um empréstimo sem burocracia? Se você respondeu SIM! para todas estas perguntas, parabéns. E fique atento para o horário de partida do seu disco voador, pois a qualquer momento você terá que voltar para seu planeta. Entre nós, terrestres, o SIM! é uma resposta rara. Na maioria das vezes, NÃO há vagas, NÃO querem editar nossos poemas, NÃO temos fiador, a garota NÃO quer usar camisinha e o guarda de trânsito NÃO foi com sua cara e vai multá-lo, sim, senhor. NÃO está fácil para ninguém. Ao contrário do que possa parecer, esta não é uma visão pessimista da vida. As coisas são assim, dão certo e dão errado. Pessimismo é acreditar que ouvir um não seja uma barreira para realizar nossos planos. Tem gente que fica paralisado diante de um não. Nunca mais vai à luta. Já o otimista resmunga um pouco e em seguida respira fundo e segue em frente. Quanto eu tinha dezessete anos, mandei uns versos para um concurso de poesia. Não ganhei nem menção honrosa. Daí entreguei meus versos para o Mario Quintana avaliar. Ele não respondeu. Neste meio tempo eu estava apaixonada por um cara que ignorava minha existência. Quando eu não estava pensando nele, fazia planos de morar sozinha, mas meu estágio não era remunerado. Aí quis viajar para a Europa, mas não consegui entrar num programa de intercâmbio. Surpreendentemente, não me passou pela cabeça a ideia de me atirar embaixo de um caminhão. Hoje tenho nove livros publicados (cinco deles Nós estamos de volta. Julho soprou o frio invernal próprio para a de poesia), sou casada com o homem que introspecção dos planos e tramas. Agosto não teve nada do chamado “mês amo, tenho a profissão dos sonhos e viajo do desgosto”, ao contrário, foi um período de consolidação de grandes parcerias. uma vez por ano, e tudo isso sem ganhar Agora, embalados pelos pólens da primavera recém-chegada, trazemos a vocês, nosso na mega sena, sem cirurgia plástica, sem pistolão ou pacto com o demônio. respeitável público, uma segunda edição produzida de acordo com nosso critério de O segredo: cada NÃO que eu recebi mostrar aos barbacenenses uma Barbacena que vai levando adiante o leme de sua história, na vida entrou por um ouvido e saiu exportando cultura, inventando oportunidades de emprego e gerando expectativa e esperança pelo outro. Não os colecionei. Não na nova face que escolhe para si nesta primeira década do século XXI. foram sobrevalorizados. Esperei, É como se bradássemos: “Barbacena, mostra a tua cara!” E mostramos: na entrevista com a sem pressa, a hora do SIM! empresária Renata Cobucci, a criadora da marca Do Dance, que conquistou o mundo. Dançando também, O não é tão frequente que chega Wagner Moreira consolida na Europa e nos Estados Unidos, sua arte que venceu barreiras e ruma para a ser banal. O não é inútil, serve ainda mais sucesso e reconhecimento. O chef Edson Puiati conta como criou e deu o tempero certo só para fragilizar nossa autopara alguns dos mais badalados festivais gastronômicos de Minas Gerais. A fé materializada em pedra estima. Já o sim é transformador. está na matéria exclusiva sobre uma igreja italiana de mil anos que está sendo recriada bem no O sim muda a sua vida. SIM!, alto da Serra da Mantiqueira. A SIM! número 2 também marca a estreia do articulista e consultor aceito casar com você. SIM!, você foi Octávio Grossi, outro barbacenense que faz e acontece. Além de outros temas instigantes, selecionado. SIM!, vamos patrocinar nossos anunciantes mostram o vigor com que investem nos seus projetos vitoriosos, sua peça. SIM!, a Camila Pitanga deu o potencializando o mercado regional com seus empreendimentos. número do celular dela. Queremos, nesta edição, compartilhar com vocês, leitores, apoiadores, Quando não há o que detenha você, as produtores, a delícia que é estar de volta à aventura de se fazer uma coisas começam a acontecer, SIM!

SIM!

revista de alto nível para uma cidade de altas perspectivas. Estamos aqui mais uma vez pelos poderes do SIM!


DESTAQUES Fé & Arquitetura - Uma igreja de mil anos A igreja de Santo Egídio, erguida há mais de mil anos, em Bergamo, norte da Itália, está sendo recriada em todos os seus detalhes em Barbacena, na Sociedade São Miguel Arcanjo. SIM! Magazine mostra com exclusividade essa “pequena fortaleza de fé”

Turismo rural - Caminhos de Minas

Entrevista - Renata Cobucci

Viajar pelos antigos caminhos de Minas Gerais pode ser um surpreendente exercício de descobertas. Comitivas de cavaleiros ainda são formadas para percorrer estradas e trilhas praticamente esquecidas

SIM! Magazine conversou com a empresária barbacenense que deu vida a uma grife e a personagens que trouxeram cor, alegria, encanto e leveza para o mercado do vestuário e acessórios da dança. No Brasil e no mundo

EXPEDIENTE SIM! MAGAZINE É UMA PUBLICAÇÃO DE COMUNICASIM! CNPJ: 013 365 033 /0001 87 CONTATO COM A REDAÇÃO CAIXA POSTAL 76 BARBACENA - MG - 36200.000 www.simmagazine.com.br EDITORES DE CONTEÚDO

EDSON BRANDÃO E CIBELE DE MORAES (editoria@simmagazine.com.br) DESIGN E DIAGRAMAÇÃO

MARCUS CAETANO www.marcuscaetano.com.br (design@simmagazine.com.br) COMERCIALIZAÇÃO E MARKETING

MARCELO SANTOS (comercial@simmagazine.com.br) JORNALISTA RESPONSÁVEL CIBELE DE MORAES MTb-MG 5693 CONTATO: (32) 9966.1883 IMPRESSÃO E ACABAMENTO

RONA EDITORA

COLABORAM NESTA EDIÇÃO

IDINANDO BORGES E OCTÁVIO GROSSI FOTO DA CAPA: Edson Inácio TRATAMENTO: Paulo Rennó As opiniões emitidas por articulistas e colaboradores não representam necessariamente o pensamento da SIM! MAGAZINE O material publicitário é de inteira responsabilidade do anunciante

Perfil - O chef dos festivais

Edson Puiati começou quase por acaso uma carreira que o levou à condição de um dos mais respeitados chefs de cozinha mineiros. Com o time do Senac, ajudou a formatar os festivais de Tiradentes e Brumadinho, que colocaram Minas na rota da alta gastronomia


Serrana

Av. Governador Bias Fortes, 1070 - Barbacena - MG


28 anos de compromisso e dedicação a você

(32) 3339.6600 serrana@serranaford.com.br


Texto: Edson Brandão Foto: Carlos Alberto Mota / Reprodução

PELOS CAMINHOS DE

V

MINAS

iajar pelos antigos caminhos de Minas Gerais pode ser um surpreendente exercício de descobertas. Até nos dias atuais, dominados pelos i-pads, fibras óticas e infovias, tem gente que não se intimida com sol e poeira e cai nas estradas reais em busca de belas paisagens e do aconchego das fazendas antigas, muitas ainda preservadas e adaptadas para o turismo rural. Dispensando os veículos off-road, comitivas de cavaleiros ainda são formadas para percorrer estradas e trilhas praticamente esquecidas. Com esse espírito de redescoberta, dois amigos de Barbacena, Carlos Alberto Mota e José Alcides Cobucci se juntaram a mais doze cavaleiros para uma jornada equestre de aproximadamente 80 quilômetros, entre as cidades de Carandaí, Caranaíba e Santana dos Montes, cidade com pouco mais de dois mil habitantes localizada a 130 km de Belo Horizonte. O cavaleiro e “nas horas vagas” odontólogo Carlos Alberto, o Bebeto, narra uma dessas cavalgadas: “Foram dois dias de comitiva. Aproveitando a longa estiagem de outubro, saímos de Hermilo Alves (distrito de Carandaí) no sábado, no início da manhã, com destino ao Pouso Caipira, no Hotel Fazenda Rio Calunga,

Turismo Mesmo na era do off-road, há quem prefira a sela de um cavalo para redescobrir antigos caminhos

entre Caranaíba e Santana dos Montes. Chegamos às cinco horas da tarde, percorrendo quase todo o trajeto em velhos caminhos desativados. Na fazenda, fomos muito bem recebidos pelo proprietário, Marçal João Fernandes, esbanjando aquela tradicional hospitalidade que só em Minas tem...”. A Fazenda Rio Calunga, além de preservada, tem um excelente espaço gourmet, bem mineiro. A sede fica em cima de um rochedo, ao lado de uma exuberante cachoeira. Além da beleza, as águas abundantes fornecem energia para movimentar uma das curiosidades que encantam os visitantes: um típico moinho d´água, que por lá chamam de “munho”. Após um pernoite revigorante, é hora de voltar. Carlos Alberto continua: “Saímos no domingo por volta das 9h, por outro trajeto, passando pela cidade de Caranaíba. Subimos a serra e chegamos ao trevo de Carandaí, lá pelas 16h, e então seguimos para Hermilo Alves”. A comitiva encerrou a cavalgada no sitio do Ozanan, comerciante em Carandaí e cavaleiro apaixonado pelos antigos caminhos das Gerais. “Ano que vem vamos fazer outros trechos da região”, planejam os cavaleiros empolgados em reviver a era de ouro das tropas que cortavam o sertão mineiro.

LAVA, SECA E PASSA A ROUPA POR UM PREÇO

“ENXUTINHO”

BUSCA E ENTREGA

(32) 3051.2888

Rua Afrânio de Castro Costa, 124 próximo à Faculdade de Medicina


Márcio Jessé Esteves Empresário

Cabelos

Etnia / Procedimentos / Produtos

Já posso ver o Brasil em 2014 lotado de “gringos”. É Copa do Mundo! A azaração rolando solta, o clima é mais do que propício: relacionamento inter-racial... É a globalização! Serão tantos os franceses, argelinos, suíços, italianos e tantos mais... As meninas com aquele olhar 86: -Que gato! E os amigos? - Dá uma sacada (sem duplo sentido) na espanhola! - Eu prefiro a sueca, ou aquela russinha ali... Show de bola (com duplo sentido). Você já deve estar se perguntando: onde entra o cabelo nessa estória? Os atuais tratamentos, ou melhor, procedimentos, são direcionados para cada pessoa (personalização). Uma coisa é lidar com a fibra capilar de um norte-coreano, outra de um europeu do oeste (Península Ibérica),

um nórdico ou de um sul-americano. Nosso cabelo possui cutículas de proteção do córtex, parte interna do fio, tal como a pele para o tecido muscular. Elas variam em quantidade, espessura e forma, de acordo com a etnia. Ao lidar com o cabelo de um japonês, levamos mais tempo no procedimento, cabelos orientais chegam a ter 12 camadas de cutículas, enquanto em africanos, não raro, encontrarmos apenas duas ou três. É impossível, portanto, pensar qualquer procedimento sem ter diagnosticada a necessidade de cada cabelo. Nem toda fibra capilar precisa de H2O, umas precisam de óleos essenciais, outras de proteínas como colágeno e elastina, há aquelas que precisam de queratina ou de outras substâncias. Os novos produtos são feitos usando recursos da nanotecnologia. Um nanômetro traduz a medida de 1 bilionésimo de metro, ou 1 milionésimo de centímetro ou se preferir, um milésimo de milímetro.

Enorme, né? Estou me referindo ao recurso! No rótulo de cada produto temos discriminados cada componente, por exemplo: aqua, citric acid, propylene, glycol, phantenol... são centenas catalogados no INCI – International Nomenclature Cosmetics Ingredients, organismo criado para que aquele italiano (de bola cheia), aquela russinha (lembra?) possam ler a composição do produto. É padrão mundial. Enquanto isso, no Maracanã: 48 minutos, segundo tempo, semifinal (não gostaria que chegassem à final). No placar: Brasil 3x0 contra a Argentina. Ao abraçar alguém do seu lado, sentir um cabelo saudável com cheiro bom... Saiba que há tecnologia ali, mas por favor, comemore mais os 3x0. Parafraseando um autêntico hermano: “La verdad es: los brasileños aman odiar el fútbol argentino y los argentinos odian amar el fútbol brasileño”.


NOVA MARCA METAMORFOSE

Evoluindo para continuar fazendo sua cabeรงa

Ed. Comercial Center 2ยบ piso (32) 3331.0537


A CASA DA MÚSICA Barbacena Plaza Shopping, loja 45 e 46 (32)3331.7834 São João del-Rei Av. Tancredo Neves, 437 e 265 - Centro (32) 3371.4897


Nテグ PASSE POR ISSO! PASSE NA ADVELL E FIQUE TRANQUILO


AUTO - VIDA - PREVIDÊNCIA (32) 3331.7784


Desde 1996, atuando no mercado de Barbacena, a Samara Autopeças se tornou uma das empresas líderes do setor pelo seu compromisso com a total satisfação do cliente. Contando com a inovação como diferencial, a empresa nasceu já implantando novidades como as entregas de peças em domicílio e o plantão nos feriados e fins de semana. Nesses 15 anos, mais do que clientes, conquistamos amigos e por esse motivo queremos agradecer e compartilhar essa vitória com todos os que acreditaram em nossos serviços.

Rua Sete de Setembro, 337 - (32)3331.5101 www.samaraautopecas.com.br


V O C Ê

E M

E V I D Ê N C I A

Praça dos Andradas, 32 (32) 3332.7656


B A B Y, K I D S & T E E N

Praรงa dos Andradas, 32 (32)3333.8030


Rua Getúlio Vargas, 28 Te l . : ( 3 2 ) 3 3 3 3 . 0 3 8 6 Barbacena • Minas Gerais


Walter Reis Empresário

Ambientes

Viver bem começa por suas escolhas

A

Requintt Planejados é uma empresa consolidada. Formada por uma equipe de profissionais liderados por mim e pela minha sócia Andréa Bergamini, conta com Paulo César e Ana Paula, gerentes comerciais; Raquel, Jackson, Cristiane e Fabrina, projetistas; Gilson, gerente de produção; Jorge, Fernando e Fábio, técnicos de produção. Nossa equipe trabalha sempre buscando um atendimento eficiente e humano, aperfeiçoando-se cada vez mais. Como se pode perceber, estamos em uma época em que as pessoas fazem questão de viver em ambientes que os identifiquem, que lhes ofereça conforto, estilo e praticidade. A vida moderna exige isso. Uma realidade de nossos dias é os imóveis estarem mais compactos. Nos anos 70, um apartamento considerado pequeno tinha em média 100 m2. Hoje não passa de 80 m2. Por isso, a indústria teve que se adaptar, fortalecendo a tendência de uso de móveis planejados. Inicialmente, a preferência por móveis planejados se concentrou na cozinha. Hoje, porém, você pode montar uma casa inteira, do quarto até o escritório, da lavanderia ao banheiro.

Os móveis planejados, feitos sob medida de acordo com o tamanho do imóvel, otimizam espaços e compõem uma decoração bonita e elegante. Personalização, exclusividade dos projetos, estilo e resistência: essas são as características dos produtos oferecidos pela Requintt Planejados. É importante que a empresa projete espaços que se beneficiem da utilização harmônica de produtos, cores e acessórios. Essa composição de sucesso valoriza a realização das tarefas mais convenientes ao ambiente, o que vai depender, em essência, da excelência do projeto e do produto. As principais matérias-primas utilizadas em nossos produtos são o MDF (Medium Density Fiberboard), ou “chapa de fibra de madeira de média densidade,” e o MDP (Medium Density Particleboard), ou “painel de partículas de média densidade”. A principal diferença é que neste são utilizadas partículas de madeira em camadas, ficando as mais finas nas superfícies e as mais grossas no miolo. Ambos são produzidos através de processos idênticos de fabricação e tecnologia, exceto quanto à produção de partículas no MDP e fibras no MDF. Adicionalmente, os dois processos utilizam as mesmas espécies de madeira, provenientes

Walter e Andréa: planejados traduzem praticidade e requinte exigidos pela vida moderna

de áreas de reflorestamento, manejadas de forma ambientalmente correta, economicamente viável e socialmente justa, sendo, assim, produtos altamente ecológicos. No entanto, se considerarmos que o consumo de madeira para fabricação do MDP é menor que na fabricação do MDF, podemos dizer que, entre os dois, o MDP é mais ecológico. Esses painéis são revestidos com Microban, proteção antibacteriana incorporada aos produtos durante o processo de fabricação, que facilita a limpeza e contribui para uma higiene prolongada das peças. Buscando o que há de melhor no mercado, a Requintt dispõe de duas lojas: Dimare Planejados, localizada à Av. Gov. Bias Fortes, 1576, próxima ao Terminal Rodoviário, e Requintt Planejados, que fica na Rua Sete de Setembro, 819. Em visita à Feira Casa Brasil 2011 em Bento Gonçalves (RS), vamos trazer o que há de melhor no mercado, como poderá ser comprovado em breve em nosso novo show room.


Rua Sete de Setembro, 819 - Centro Barbacena - MG Tel (32) 3333.0519

Av. Governador Bias Fortes, 1.576 Loja 3 Pontilh達o Barbacena - MG Tel (32) 3333.4145


Juntos construindo uma cidade melhor Av. Governador Bias Fortes, 381 - Pontilh達o - (32) 3339.6000


ARQUITETURA


C

omo já diziam os estudiosos da cor: cor basicamente é luz . Ou seja, a cor é a forma como nosso cérebro interpreta a luz. Todas as cores são compostas por três atributos. O primeiro deles é o matiz, que tem a ver com a frequência da cor. Em outras palavras, trata-se da cor propriamente dita, a cor como ela é. Se misturada, o matiz indica qual é a cor predominante, primária ou secundaria. Uma única cor pode ser composta de 47 matizes. O segundo atributo é a luminosidade, que nos faz perceber se a cor é clara ou escura, indicando o quanto de branco existe em determinado tom. Quanto mais branco tiver, mais luminoso será. A terceira característica é a saturação, ou melhor, o grau de pureza do matiz. Quanto mais pura, mais saturada ou viva é uma cor. As menos saturadas são as que chamamos de cores pastéis, queimadas, rebaixadas, sem brilho. Já as cítricas, por exemplo, são muito saturadas. Para haver harmonia nas cores da casa, o grande segredo é combinar tonalidades com o mesmo nível de saturação e de luminosidade, o que permite o uso de qualquer matiz. Seguindo esse esquema, não há o risco do contraste, o maior vilão nas composições cromáticas. Muita gente acredita que basta pintar uma parede de branco em um ambiente em que as demais são vermelhas para amenizar a combinação. Errado. Tal atitude só aumenta o contraste, tornando o local desagradável. Por outro lado, nas casas antigas, eram comuns cômodos acolhedores pintados de vermelho ou verde escuro. A sensação de bem-estar vinha da ausência do contraste de luminosidade.

Muita gente acredita que basta pintar uma parede de branco em um ambiente em que as demais são vermelhas para amenizar a combinação


Texto: Neusa Ferreira - decoradora

Decoração

Tom e Luz Você sabia que cada lâmpada dá uma resposta diferente ao mesmo matiz? Somente a luz do dia nos mostra a cor como ela realmente é. As incandescentes são as que mais se aproximam da realidade. Porém, devido à sua temperatura de cor ser de 4 mil graus Kelvin, esse tipo de lâmpada valoriza mais os vermelhos e amarelos inseridos na composição do tom. Já as fluorescentes, que têm 7 mil graus Kelvin, destacam mais os azuis e os verdes. Muitas lâmpadas hoje já informam na sua embalagem a temperatura de cor.

Off White Que tonalidade é esta? Esse matiz surgiu para designar o branco ideal a ser usado em cada ambiente. Sabe-se que o branco puro é desaconselhável em locais como salas e quartos, pois se trata de uma cor muito forte, intensa, fria e impessoal. Já o Off White é um quase branco, que nos catálogos ocupa a parte mais alta de escala de amostras, onde se localizam os tons de alta luminosidade.

Faça-nos uma visita! A Osarte Tintas presta assessoria para seus clientes e oferece um projeto de cor personalizado para sua residência, prédio ou loja, sem nenhum custo adicional. Basta você agendar uma visita em nossa loja que teremos imenso prazer em atendê-lo.

Pinte com arte. Pinte com as cores da Osarte. Osarte Myx - Praça Conde de Prados 168 - Centro


continua com a classe e o bom gosto de sempre, agora em um novo ambiente ainda mais confortável, com mais espaço, fácil estacionamento e o atendimento personalizado que já é nossa marca registrada. Venha conhecer a nova Grafitti.

MODA COM UM TRAÇO DE ARTE! Rua Baronesa Maria Rosa, 288 - Centro Barbacena (32) 3331.6686


Uma das minhas grandes emoções foi ver o próprio Baryshnikov fotografado em entrevista usando uma camiseta Do Dance Brasil


Renata Cobucci - Empresária

Texto: Cibele de Moraes Fotos: Edson Inácio

uem convive, ou já conviveu, com bailarinas e bailarinos, talvez compreenda com mais facilidade o fascínio que a marca Do Dance Brasil exerce sobre os integrantes do glamouroso mundo das sapatilhas. Explicação inicial poderia remeter também à história de vida dos próprios fundadores do universo Do Dance, a empresária Renata Cobucci e o artista gráfico Breno Barbosa, definidos por ela mesma como “bailarinos frustrados”. Desse feliz encontro, ocorrido em Belo Horizonte na década de 80, nasceu uma empresa que trouxe cor, alegria, encanto e leveza para o mercado do vestuário e acessórios de dança. No Brasil e no mundo. Empreendedora muito antes de esse tipo de inquietude ganhar os manuais de Administração, Renata começou a fabricar collants para seu consumo, os quais rapidamente caíram no gosto de suas colegas de dança em Barbacena. A Marina Modas marcou época na cidade, por ter se consolidado, ainda, como ponto de encontro da geração que iria assumir as vanguardas locais. “Desde que Breno e eu entramos na produção de artigos para a dança, fizemos uma revolução em todos os sentidos”, afirma enfaticamente nossa entrevistada desta edição.

O mercado antes da Do Dance

O improviso dava o tom ao mercado da dança. Só se viam camisetas com estampas de Mikhail Baryshnikov, o formidável bailarino que nos anos 80 estava no auge da popularidade graças ao filme O sol da meia noite. As feiras eram marcadas pela desorganização, uma espécie de salve-se quem puder. Hoje nós percebemos o quanto avançamos: uma das minhas grandes emoções foi ver o próprio Baryshnikov fotografado em entrevista usando uma camisa Do Dance Brasil, que eu fiz chegar às suas mãos quando esteve no Brasil há cerca de três anos, como homenageado no festival da única escola do Bolshoi fora da Rússia, sediada em Joinvile (SC).

Sempre destemida e rebelde

Sou barbacenense, descendente em linha direta de italianos e portugueses, típica nativa de Sagitário: não costumo deixar nada pela metade. A dança parece ser uma inscrição atávica na minha vida. Meu pai, Caetano Cobucci, aportou no Vermelho, arraial de Santa Rita de Ibitipoca, onde todo mundo gosta muito de dançar. Talvez por isso o balé tenha sido, desde sempre, minha grande paixão artística. Embora a grafia francesa ballet tenha ganhado o mundo, a palavra deriva do ita-

Entrevista

liano ballare. E as raízes italianas são muito fortes. Na minha família de cinco irmãos, cantar e dançar é a maior marca de nossas celebrações. Ser corajoso também. Nunca fui medrosa. Bem pequena, não tinha medo nenhum de ir até o fundo do imenso quintal da minha casa, no escuro da noite, buscar os brinquedos esquecidos durante o dia. Já a minha rebeldia, e esse destemor que trago comigo, foram “exercitados” nos meus tempos de Colégio Imaculada e de Colégio Aplicação. São essas características que me levam sempre: a lutar por algo melhor, a fugir do convencional, a confiar na minha intuição.

Sintonia

Eu e Breno temos uma sintonia que traduz o diferencial de sucesso da Do Dance. Os personagens criados por ele – Dina Nina, Dina Terezinha, Hugo Nino, Toni, Rose e Nikolau – trouxeram alma aos produtos da marca. Breno tem uma ligação fabulosa com o divino. E uma qualidade, indispensável: não dá a mínima para os meus “ataques”!

Fãs

Considero que o mais difícil, até hoje, foi o construir-me empresária frente à velocidade com que a Do Dance Brasil conquistou corações e mentes em vários segmentos de mercado. Digo sem rodeios: nunca fui uma boa gestora. Por isso, e por pura intuição, optei por me inserir numa rede de licenciamentos. Assim, pude cuidar do encantamento e manter nossa filosofia de qualidade e originalidade, ganhando com os multiplicadores. E me dedicar à fidelização de nossos clientes, ou melhor, dos fãs da nossa marca. Com a empresa nas mãos competentes de meus filhos – Zé Renato é administrador, Carolina é designer de moda e Marina, advogada e contadora – passei a ser uma espécie de embaixadora da Do Dance. Na verdade, eu pulei fora! (risos)

A invasão de Dina Nina

No ano que vem, os personagens Do Dance vão invadir escolas de todo o país: chegarão ao mercado, inicialmente, 1,4 milhão de cadernos escolares estampados com nossos principais personagens. Ao apresentar a proposta ao nosso franqueado, ele, empresário experiente, perguntou se nossos personagens estavam na mídia. “Não, não estão”, respondi. Mas quis saber se ele tinha sobrinha ou neta com idade entre sete e oito anos. Diante da afirmativa, pedi para falar com a criança ao telefone. Quando perguntei se ela conhecia a Dina Nina, ouvi do outro lado da linha: “Eu a-m-o a Dina Nina! Sempre quis ser igual a ela!” Resultado: negócio fechado na hora!


Histórias reais e universais

Muitas histórias de nossos personagens são reais. Chegam até nós por meio das bailarinas, das formas mais inusitadas. Uma das camisetas de maior sucesso da Dina Nina foi a Só mais oito, inspirada no depoimento de uma fã ao relembrar a professora que “torturava” a classe estendendo um pouquinho mais a sequência de exercícios. Essa cumplicidade que temos com nossos clientes, a capacidade de entender o universo da dança, é que nos permite essa troca universal. É isso que explica porque nossas estampas fazem sucesso na Itália, na França, em Portugal, Espanha, Turquia, Grécia, Alemanha, Estados Unidos, Canadá e até no Japão.

Legado

Alimento o sonho secreto, agora revelado, de dar vida aos personagens que criamos. Não posso morrer sem isso. Desde a primeira vez em que vi a Dina Nina, a Dina Terezinha, imediatamente quis ver esse filme, fosse numa sala de cinema, fosse numa tela de computador, no visor de um celular... Dina Nina vai saltar das telas de silk para a vida, ensinando as pessoas a dançar! Porque ela tem meios de mostrar a perfeição. E a perfeição é um estúdio de balé, onde ela e a Dina Terezinha, que se julga a melhor bailarina do mundo, vão brincar a valer! Esse será nosso legado para o mundo.

A frase que dá título a essa entrevista foi um dos maiores sucessos da empresa em seus primeiros anos de funcionamento. Sua assertividade é nossa homenagem à trajetória vitoriosa da Do Dance Brasil. Para saber mais, acesse: www. dodance.com.br


.

Um seu lugar: França ec... v a Sabor: menta ée r r u Cheiro: doce e bo a Nina? d s Ídolo: minha mãe at Pa n e na? i R D Música: new age ata ci? Hora: AGORA Ren Cobuc Coisa: gosto de tudo ata n e R 100% a favor: honestidade 100% contra: a cópia Palavra: amor Frase: O seu prazer é a nossa paixão Filme: Cisne Negro (Black Swan) Ballet preferido: O Corsário (Le Corsaire) Fantasia: perder-me por 120 dias em viagem pela Transiberiana Cor: lilás Saudade: de voltar a dançar. Como eu gostaria! Mania: dormir muito Animal preferido: meu yorkshire O que levaria numa viagem espacial: meu cachorrinho, meu terço, meu cobertor

Le Corsaire. Ballet em três atos e cinco cenas, que narra as aventuras do temível pirata Conrado e sua paixão por Medora e a espetacular fuga com Guinara, a jovem preferida do rico e sanguinário paxá Seyd. Inspirado no poema de Lord Byron (1814), foi encenado em agosto de 1826, no Scala de Milão, com coreografia de Giovanu Galzerani, Mazilier e Jules Perrot, com música de Adolpho Adam.


Dança

Texto: Edson Brandão Fotos: Sara D. Davis/ADF

O mundo dos pés na ponta

Bailarino e coreógrafo mineiro consolida sua carreira internacional e representa o Brasil e a Alemanha no prestigiado American Dance Festival

Tudo parecia uma

aventura: em 2003, com 26 anos, pouco dinheiro no bolso e sem falar uma palavra de alemão, Wagner Moreira deixou o Brasil com sua esposa Helena Fernandino, também bailarina, para assumir o cargo de professor de dança na pequena cidade de Görlitz, na fronteira com a Polônia. Logo o talento do brasileiro, esguio e baixinho para os padrões europeus, surpreendia a todos. Não demoraram a surgir convites para várias produções em diferentes teatros e companhias livres de dança. Durante quatro anos, atuou como bailarino efetivo da Companhia TanzTheater Görlitz, na antiga Alemanha Oriental, chegando a exercer também a função de professor de dança contemporânea daquela companhia. Tudo ia bem até que a necessidade de uma cirurgia na articulação coxo-femural fez com que o bailarino brasileiro praticamente interrompesse sua carreira. “Foi um período muito difícil para mim. Por dois anos vivi com o apoio financeiro da Previdência Social alemã, para um processo de reabilitação profissional”, relembra Wagner. Mas a determinação de seguir em frente foi maior do que as dificuldades. Recuperado, Wagner Moreira era aprovado no curso de mestrado em Performance Studies da Universidade de Hamburgo, e na Palucca

Hochschule für Tanz-Dresden, para o curso de Pesquisa Coreográfica. Uma escolha tinha que ser feita – e Wagner optou por Dresden. Pesou na decisão o fato de apenas quatro bailarinos em toda a Alemanha terem sido selecionados pela Palucca. Bastou um semestre em Dresden para Wagner receber uma das duas bolsas reservadas aos melhores alunos, com direito à participação no prestigiado Six Weeks School (SWS), na Universidade de Duke, Carolina do Norte (EUA), durante o American Dance Festival, além da estadia de uma semana em Nova York. Assim, o bailarino barbacenense, que já havia assinado elogiadas coreografias, como a do espetáculo Ser Minas Tão Gerais, do Grupo Ponto de Partida, apresentou no festival americano um solo de dança contemporânea marcante para sua carreira. “Foi um privilégio poder participar daquele festival como international choreographer in

residency,representando, ao mesmo tempo, o Brasil e a Alemanha”, relembra Wagner, ainda sob o impacto da temporada nos Estados Unidos. Mesmo com a rica vivência no exterior, Wagner Moreira atribui sua experiência como professor, bailarino e diretor ao Brasil – diferencial que pode ser sentido em seu mestrado, quando obteve a nota mais alta


De Barbacena para o mundo

nos primeiros exames. “O trabalho com o Ponto de Partida e com a Cia. AME foi e é para mim um constante aprendizado. Acredito que essas experiências contribuíram para eu me destacar”, avalia. Outro grande orgulho de Wagner foi ter organizado, há quase quatro anos, a participação do brasileiríssimo Ponto de Partida no Festival Internacional de Teatro de Rua, em Görlitz. “Foi como um sonho ver o Ponto de Partida encenando

Travessia no teatro de Görlitz. A mesma emoção eu senti ao vê-los apresentado Ser Minas Tão Gerais no Teatro Champs Elyseés, em Paris”, recorda o barbacenense, com um leve

sotaque alemão. No próximo ano, Wagner Moreira finaliza o mestrado e já tem convite para coreografar a Companhia do Teatro de Görlitz e a Rebel Dance Company como trabalho final de curso. “Será mais um desafio, e não nego a minha ansiedade. Mas quero mesmo é coreografar no Brasil”, diz o bailarino, que sonha agora em mostrar na sua terra o que vem aprendendo e ensinando pelos palcos do mundo.

Wagner Moreira nasceu em Barbacena, em 1977. Começou seus estudos de dança em 1991, tendo frequentado aulas em diferentes cidades: Juiz de Fora, Petrópolis, Três Rios, Rio de Janeiro e São Paulo. Em 2001, formou-se professor pela Royal Academy of Dance, de Londres. Como bailarino contemporâneo, atuou por sete anos na Companhia AME de Dança. Com ela alcançou prêmios nos principais festivais de dança do Brasil. Durante quatro anos, trabalhou como preparador corporal e coreógrafo do Grupo Ponto de Partida. Durante esse período, fundou e dirigiu o núcleo de dança da Academia Espaço Livre. Como professor, atuou em diferentes escolas e projetos culturais no Centro Ferroviário de Cultura, na Corpus Academia e no Projeto TIM ArtEducação. Desde 2003 reside na Alemanha, onde trabalha como bailarino e professor. A partir de 2005, passou a atuar como convidado no Teatro Municipal de Münster e na Rebel Dance Company. Até 2010, trabalhou como bailarino efetivo e docente convidado no Teatro Municipal de Görlitz. Atualmente, é mestrando em Coreografia na Palucca Escola Superior de Dança em Dresden. Ano passado, conquistou uma bolsa do International ChoreoLab (ICLA), da Univeridade Danúbio, em Krems, na Áustria.


Tudo para festas: da decoração aos descartáveis, grandes marcas com produtos sempre inovadores em qualidade e design!

o d n a d u j ! a s , o s h a t n s o e s f r R a z W i l a e r a ê c vo


A WR festas completa 1 ano e realiza diversas promoções imperdíveis! WR Ind. e Com. de Emb. Ltda Rua João Batista Loschi, 25 Bairro Passarinhos (32)3332.4321 WR Embalagens e Festas Rua Olegário Maciel, 355 Centro (32)3331.0255 Barbacena - MG


O CH E

uando se inscreveu no então curso de cozinheiro do Grogotó, hotel escola do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac) em Barbacena, Edson Wander Puiati tinha 15 anos e nenhuma ideia daquele mundo novo que se lhe apresentava. A verdade, porém, é que ele logo se encantou com o universo da gastronomia e seu futuro profissional foi definido pelos sons de panelas e talheres e os aromas e mistérios dos temperos. Aos 17 anos, foi para Brasília viver sua primeira experiência como profissional. Tempos depois, voltou para Minas Gerais já contratado pelo próprio Senac. De cozinheiro passou a instrutor de prática profissional, instrutor de formação profissional, chef de cozinha, coordenador de alimentos e bebidas e por aí afora... Alguns livros fundamentais da gastronomia mineira, como Sabores e Cores das Minas Gerais e Pão na

AIS IV

Q

S F O EST D F

Mesa Brasileira têm sua participação e incluem receitas criadas por ele. Mas são os festivais gastronômicos que marcam a presença do Chef Edson Puiati no contexto mineiro. Basta dizer que foi o coordenador do Primeiro Boa Mesa de Belo Horizonte e o mentor gastronômico das três edições iniciais do Festival de Cultura e Gastronomia de Tiradentes. Seu know how o levou a Portugal, onde realizou um festival em Lisboa. Com o amigo e ex-aluno André Borgo, formatou o Tulha du Chef, que colocou Barbacena na rota brasileira da alta gastronomia. Há dois anos, decidiu se dedicar exclusivamente ao Grogotó, sua fábrica de talentos. Inquieto e sempre solicitado, formatou o Brumadinho Gourmet, que já se firma como um grande evento nacional. Até o célebre Comida de Buteco, de Belo Horizonte, tem o toque e a presença do descendente de italiano mais mineiro do mundo.


Edson Puiati, Chef de cozinha e diretor do Hotel SENAC Grogotó

Texto: Edson Brandão Fotos: Evandro Maia

Perfil

Nós do Senac Grogotó, praticamente realizamos os três primeiros festivais de Tiradentes. Demos forma a uma ideia do Raph Justino Festival Tiradentes “Nós, do Senac Grogotó, praticamente realizamos os três primeiros festivais de Tiradentes. Demos forma a uma ideia do Raph Justino. O Senac tinha inclusive a patente do nome do festival. Mas o negócio do Senac é capacitar pessoas e não fazer eventos, então passamos a bola e hoje o Festival segue com muito sucesso.” Puiati relembra que, apesar de consolidado, o festival de Tiradentes viveu alguns momentos de indefinição, e hoje se mantém como um dos melhores do país. “Há dois anos o Ralph fez uma parceria com o Rodrigo Ferraz, grande empresário de Belo Horizonte, o que foi muito saudável para uma nova fase do Festival. Acho que a preocupação social com a própria comunidade tiradentina, fazendo retornar para a cidade algo que possa melhorar a vida dos moradores, é muito válida e é isso que eles estão fazendo”, avalia.

Pousada Escola e graduação Com esse envolvimento intenso do Senac com o Festival de Tiradentes, foi um caminho natural a criação de uma unidade na cidade. Daí nasceu o Centro Gastronômico de Tiradentes há quatro anos. “A novidade é que, além dos cursos e treinamentos já existentes, até o início do ano que vem vamos ter lá uma pousada escola, nos moldes do Grogotó. Lá, camareiras, governantas, garçons e chefs poderão colocar na prática o que aprendem na teoria. Serão seis unidades habitacionais servindo como um excelente laboratório de práticas. Tiradentes e região têm centenas de pousadas, e é preciso qualificar a mão-de-obra demandada.” O Senac Grogotó também deve começar, em 2012, o curso de Tecnólogo em Hotelaria, fechando nosso itinerário formativo, que vai do básico até a pós-graduação, contemplando hotelaria e gastronomia.

Reprodução dos cartazes dos três primeiros Festivais Gastronômicos de Tiradentes. Em agosto de 2011 aconteceu a 14ª edição do festival mais conhecido de Minas Gerais


Brumadinho gourmet

Como conquistar o mundo...

Próxima a Belo Horizonte, a pequena Brumadinho recebeu no seu entorno um dos mais respeitados museus de arte contemporânea do mundo: Inhotim. Isso abriu nova rota para um turismo mais qualificado, ávido também por apreciar os sabores e as coisas boas da região. “Foi aí que criamos o Brumadinho Gourmet, que acontece em Casa Branca, uma região belíssima, perto da cidade. Do nome do evento ao seu conceito, criamos tudo para fazer do Brumadinho Gourmet um evento gastronômico de alcance nacional,” conta Puiati sobre sua mais nova cria. Apesar de ter apenas quatro edições realizadas, o evento, no ano passado, atraiu cerca de 30 mil visitantes, assustando seus organizadores, que nem sonhavam com repercussão tão imediata. “Isso com um conceito bem diferente de Tiradentes, pois em Brumadinho nós estamos privilegiando os chefs locais e regionais,” completa. Mas os caminhos da gastronomia mineira transformada em evento não se esgotam aí. Edson conhece como poucos essas trilhas e aponta outras direções: “O Igarapé Bem Temperado é outro exemplo de sucesso. Tem o Festival de Ora pro Nobis, em Sabará. Até o Comida de Buteco já passou a fazer parte de um circuito considerado de alta gastronomia. Eu fui jurado em BH e pude ver muita coisa requintada com pinta de alta gastronomia e aquele jeitinho de barzinho”, comenta nosso Chef.

“Falta divulgação”, alerta. Nosso Chef defende que a gastronomia é um dos diferenciais de Minas Gerais como atração turística. Para ele, o Senac vem cumprindo seu papel, ao qualificar pessoas e empreendimentos para que se agregue qualidade à nossa gastronomia, um produto que já tem a tradição de ser bom e bem aceito. Nesse ponto, Puiati volta a ser mestre e exemplifica com orgulho como seus alunos estão levando a cozinha do Grogotó de Barbacena e Minas para o mundo. “Existe uma competição internacional chamada WorldSkills, uma espécie de olimpíada das profissões, na qual jovens chefs e outros profissionais do mundo inteiro competem por reconhecimento mundial. Este ano, a competição aconteceu em Londres e nossa representante foi uma baianinha chamada Laysa Barreto. Ela ficou em quarto lugar, com apenas nove pontos de diferença com os chefs da Noruega e Reino Unido, que empataram no primeiro lugar. Advinhem quem a preparou para a competição? O chef de cozinha do Grogotó, Ronie Peterson, meu ex-aluno, que também foi observador da 41ª edição do WorldSkills! Para se ter uma ideia do salto de qualidade, no ano passado o Brasil ficou em 27º lugar. É isso que entusiasma quem trabalha com formação profissional!”, proclama o orgulhoso mestre. E o futuro? Mais trabalho! Afinal vêm aí Copa do Mundo, Olimpíadas e grandes eventos com famintos visitantes chegando de todas as partes do mundo. O Chef Edson Puiati nos provoca com uma deliciosa questão: “Quando chegarem a Minas, você acha que eles vão querer comer o quê? Fast food?”

Sabores de Minas

AR

A

ER MAIS: B SA

P

Puiati não esconde sua paixão (e até um certo bairrismo) quando fala da comida mineira no panorama gastronômico brasileiro. Defende a tese de que temos uma das gastronomias mais aceitas do mundo. “Ela não é tão exótica quanto a baiana e a amazonense, mas tem uma identidade bem definida, ao contrário da paulista, por exemplo”. Edson Puiati classifica a comida mineira como “campeã de aceitação” no gosto dos estrangeiros. “Nesse aspecto, parece muito com a comida italiana”, brinca o chef ítalo-mineiro.

www.mg.senac.br www.portaldebrumadinho.com.br www.culturaegastronomia.com.br www.sabaranet.com.br www.igarape.mg.gov.br www.comidadibuteco.com.br


GARANTA O SEU EXEMPLAR

nas

s a c ban

BANCA WF MAGAZINE Praça dos Andradas BANCA WF MAGAZINE Avenida Pereira teixeira ao lado da Passo Certo BANCA SETE ao lado do banco Santander

H O T E L

P O U S A D A

Vivenda do Sol Venha desfrutar da estação das flores com conforto, tranquilidade e charme! Consulte nossas condições para

FESTAS E EVENTOS Colônia Rodrigo Silva a 6 km do Centro

3331.0520 / 3331/1306


A Tulha

Vinhos e os

N

ão se sabe exatamente onde, quando, e nem quem descobriu esta incomparável e insubstituível bebida. Existem relatos sobre o antigo Egito que nos falam de faraós que tinham os vinhos como seu maior tesouro. A mitologia grega consagrava Dionísio como Deus do Vinho, e até o bíblico Noé, ao desembarcar após o dilúvio no Monte Avaray (na atual Turquia), ficou com a fama de ter nos legado este presente de Deus. Histórias, lendas e fábulas nos são contadas até os dias de hoje, envolvendo o vinho em um mistério fascinante para homens e mulheres de todas as épocas. Mas o que se pode notar em pleno século XXI é o crescimento incontestável do consumo e da sede de conhecimento sobre vinhos, bebida com paladares, aromas e características diversificadas. É um privilégio saber apreciar um belo terroir, uma safra excepcional , um bouquet revelador. Harmonizado com belas receitas, combinações exóticas e um toque do chef, aumentam nosso prazer em degustar um bom vinho. A vitivinicultura tem consagrado, ao longo dos anos, ótimos rótulos, sejam nacionais, importados de grandes châteaus, espumantes, rosés e licorosos. O crescente consumo de vinhos também vem causando grande impacto no interesse e conhecimento sobre

técnicas de plantio das videiras, de elaboração na armazenagem desse produto milenar. As variedades de uva e as características presentes em cada uma delas, o prazer de degustar vinhos novos e repousados, aguçando e desafiando o paladar mais exigente, se tranforma em um momento único: o prazer de degustar deve ser acompanhado do gratificante esforço de conhecer o segredo que se esconde por trás de cada rótulo. Aos amantes do vinho, este é o melhor momento para se abrir uma garrafa e viajar em sensações únicas. Tintos nos levam a aromas e paladares marcantes. Brancos trazem perfumes e sutilezas do campo. Rosés juntam acidez e elegância. Champagnes e espumantes se ligam a momentos de celebração da vida, e são por isso chamados “néctar dos deuses”. De todos os sentidos humanos, o paladar é comprovadamente aquele que proporciona lembranças mais duradouras. Quem se aventura por esses caminhos repletos de sutilezas e surpresas leva para a vida toda a primorosa experiência de conhecer e saber degustar um bom vinho. É um prazer individual e intransferível. Assim, fica o convite: venha ao Tulha Du Chef Enogastronomia e faça uma viagem por sabores e aromas divinos. Será um prazer ser o seu guia!


Anderson Fabio dos Santos Sommelier, Tulha Du Chef

Enologia

Os cinco grandes vinhos nacionais e importados

Nacionais

Importados

Lote 43: Produto ícone da Miolo, elaborado com uvas pré-selecionadas, cultivadas no lote 43, de safras excepcionais reunidas harmonicamente. É envelhecido em barricas de carvalho por um ano, e mais dois anos na própria garrafa. É produzido somente quando ocorrem safras desse tipo. Bueno Paralelo 31: Tinto, tem origem no ponto de encontro do perfeito terroir do Novo Mundo. Resultado da assemblage de perfeitas uvas, como Cabernet Sauvingnon, Merlot e Petit Verdot, ganha espaço a cada dia no paladar e gosto popular. RAR Colezione: É sem dúvida o vinho que mais cresce no mercado nacional. Vem de uma combinação de uvas, clima e solo em perfeito equilíbrio, ótimo para harmonizar pratos e revelar aromas e sabores diferenciados. Salton Talento: Tópico da vinícola Salton, é sem dúvida sua principal criação, tratando-se de elegância, persistência e bouquet incomparáveis. Espumantes nacionais: Vários prêmios recebidos na França os comparam com os mais refinados champagnes franceses, tudo por causa do clima e solo encontrados no sul do Brasil. Acidez e frescor são a marca registrada dos espumantes, que agradam aos paladares mais exigentes.

Nicolas Potel: Produzido na Borgonha, na mais prestigiosa região do mundo para vinhos elaborados com Pinot Noir, suas sub-regiões formam um mosaico fascinante de terroirs que imprimem nuances e sutilezas só encontrados nessa denominação. Catena Malbec: Típico vinho célebre, produzido com glamour e sutileza na região mais nobre da Argentina, Mendoza. É um vinho cujas características derivam da potência e charme do Malbec, com a combinação do repouso em tonéis de carvalho nobre. Luiz Pato: O famoso gourmet e enófilo desenvolveu o vinho para harmonizar com as mais belas criações gastronômicas. Perfeito e imponente, é um vinho para todo tipo de apreciador. Domaine Conté: Clássico vinho do Vale Central chileno, reúne toda beleza e aromas só encontradas na Carmènere. Frutado e com taninos relativamente maduros, são selecionadas as melhores barricas para engarrafamento. Ótima aceitação no mercado. Nocturno Rosé: É sem dúvida, a sensação entre espumantes rosés. Sabor leve, aromas e frescores incomparáveis, coloração resultante da fermentação de uvas Malbec fazem dele o espumante para ocasiões prazerosas e festivas.

Leia mais: www.tulhaduchef.com.br www.simmagazine.com.br


BQ Shopping - Rua Tiradentes, 166 loja 68 (32) 3331.5339

w w w. s a b o r e s d a l m a . c o m . b r


Bruna Fernanda Nogueira

Farmacêutica e bioquímica

O Grupofarma Drogaminas, em parceria com o programa Aqui tem Farmácia Popular, criado pelo Governo Federal, facilita o acesso da população aos medicamentos mais utilizados nas mais frequentes doenças de hoje em dia: hipertensão, diabetes, asma, rinite, Mal de Parkinson, osteporose e glaucoma, além de incluir também fraldas geriátricas para pacientes com idade superior a 60 anos e alguns anticoncepcionais. É importante lembrar que os medicamentos para hipertensão e diabetes são gratuitos, sendo os demais vendidos com até 90% de desconto, o que garante mais economia no orçamento

Farmácia popular

daquelas pessoas que destinam a maior parte de sua renda à compra medicamentos. Uma das dúvidas mais frequentes é em relação ao fornecimento a pacientes que estejam impossibilitados de comparecer à drogaria. Nesse caso, é necessário que o responsável por ele apresente receita médica do paciente e procuração com reconhecimento de firma que autorize a compra. No caso de paciente menor de idade, pode ser utilizado CPF próprio ou então dos pais. Vale lembrar que o receituário médico é válido por 120 dias, podendo ser liberada somente a quantidade de caixas prescrita para o tratamento no mês.

Visite as lojas Grupofarma Drogaminas. Leve seu CPF, receita médica e documento com foto. Confira: tá barato ter saúde!!!

Drogaminas


E

xiste uma crença de que, através de sensações a princípio negativas, como a dor, o sofrimento, as perdas e as limitações que a vida nos apresenta, temos a chance de nos tornarmos seres humanos melhores e mais felizes. A felicidade não é algo que se receba simplesmente por merecimento, mas que se conquista a partir de escolhas que fazemos amorosamente, pelo nosso bem e dos outros. Felicidade não está no “ter”, mas nas escolhas que fazemos com o que temos. Por isso, existem tantos com “tanto” e infelizes. A felicidade é uma questão de sabedoria. Qualquer tolo sabe como ser infeliz, mas para ser feliz é preciso amor e criatividade... Na Inglaterra, pela primeira vez, ouviu-se o termo hedônica: ciência que estuda a felicidade, anunciada pelo Prêmio Nobel de Economia em 2002, Daniel Kahneman. Após tornar-se popular nos países mais desenvolvidos, sendo alvo de inúmeras pesquisas científicas, a hedônica nos revela que existe uma fórmula científica para a felicidade! Segundo a fórmula, trazemos uma influência genética para a felicidade e as sensações prazerosas, algo ligado à produção adequada de hormônios e neurotransmissores. Somado a isso, temos a influência de causas externas, que são as exposições e os excessos que a vida nos oferece, muitas vezes como grandes ciladas, e que influenciam nossa sensação de felicidade. Por fim, são somadas as atividades volitivas, aquelas atividades voluntárias na direção do outro nas quais, ao oferecer algo sem esperar nada

imediatamente em troca, recebe-se de volta a sensação inconfundível de felicidade. Portanto, a felicidade está muito mais próxima de quem tem objetivos que não se limitam a evitar as frustrações, mas em fazer da felicidade dos que estão próximos a base para a sua felicidade. Atitudes volitivas como “fazer o bem sem olhar a quem”, meditar, orar, dar e receber massagem, ser grato a tudo e a todos, perdoar, cultivar valores como justiça, sabedoria, lealdade, coragem, generosidade, humildade, autocontrole e espiritualidade, foram citados em recentes e importantes pesquisas da hedônica. Se fazemos as escolhas certas, nossa felicidade passa a ser algo até previsível. O problema é que não fomos preparados para viver sem a felicidade. Achamos que, porque estamos felizes hoje, devemos permanecer felizes a vida toda, criando em nós uma grande frustração porque a vida é dinâmica, como as ondas de um mar agitado... Quando nos vemos infelizes, achamos que isso jamais passará, o que não é verdade. A base da felicidade é saber apreciar as alegrias e aprender com as tristezas, ser capaz de subir as colinas e descer os vales. Não olhar só a noite, mas ver também o dia e descobrir nos dois algo pelo qual vale a pena sorrir, deixando-se aprender que a noite é parte do dia e que a tristeza de hoje pode ser um aprendizado para felicidade de amanhã.


Dr. Cláudio Bomtempo

Médico - CRMMG 27828 bomtempo@barbacena.com.br

Equilíbrio

A fórmula da felicidade

“A felicidade é uma questão de sabedoria. Qualquer tolo sabe como ser infeliz, mas para ser feliz é preciso amor e criatividade...”

Av. Pereira Teixeira, 482 - Centro - (32)3333.7277


Dr. Paulo José Gonçalves de Souza

Urologista - Membro da Sociedade Brasileira de Urologia -SBU e da American Urologic Association - AUA

Urologia

DIAGNÓSTICO E TRATAMENTO DO CÁLCULO URETERAL O cálculo urinário afeta de 5% a 15% dos indivíduos durante a vida, com recorrência elevada, criando um impacto social e de alto custo. Normalmente, manifesta-se com dor lombar intensa, que pode se irradiar para abdômen, fossas ilíacas, face interna da coxa, testículos, grandes lábios ou uretra. Os sintomas urinários, como aumento de frequência, dor ao final da micção e sangue na urina (hematúria) também podem estar presentes. A enervação esplâncnica comum do intestino e da cápsula renal faz com que a dilatação renal (hidronefrose ) e a consequente distensão da cápsula renal produzam náusea e vômito. O diagnóstico necessita de exames complementares. A tomografia computadorizada helicoidal de abdômen e pelve sem contraste, com reconstrução do trato urinário, é atualmente o melhor exame para o diagnóstico. A urografia excretora é outra excelente opção para o diagnóstico. A ultrassonografia de vias urinárias (USG) e a radiografia simples do abdômen são inferiores para o diagnóstico, sendo, porém, amplamente utilizados na investigação da cólica renal com bons resultados. A ressonância nuclear magnética não é exame empregado rotineiramente na investigação da ureterolitíase. Contudo, em casos especiais, pode ser utilizada com bons resultados. Exames laboratoriais também podem auxiliar no diagnóstico diferencial. A análise da urina (EAS) pode mostrar sangue em cerca de 85,5% dos casos, embora sua ausência não exclua o diagnóstico. Células de defesa aumentadas na urina (leucocitúria) podem sugerir infecção urinária. O tratamento da cólica renal visa, primeiramente, a melhorar o quadro agudo de dor. A medicação abrange os antiespasmódicos, analgésicos não opióides, antiinflamatórios não esteroidais e narcóticos. O cálculo ureteral pode ser tratado conservadoramente ou de forma invasiva. O tratamento conservador deve ser indicado para cálculos pequenos e que tenham a chance de eliminação espontânea e/ou que possa ser acelerada por medicamentos. Todo paciente com cálculo ureteral inferior a 10mm, sem infecção, obstrução ou dor, pode ser acompanhado com exames radiológicos periódicos e terapia medicamentosa para expulsão do cálculo deve ser indicada. O sucesso do tratamento clínico, quando bem indicado, varia de 75% a 81%. Para cálculos maiores que 10mm deve-se optar por tratamento invasivo, pois as taxas de eliminação espontânea são muito pequenas. Os mais recomendados nesses casos são a Litotripsia Extracor-

pórea por Ondas de Choque (LECO), a Litotripsia Intracorpórea a LASER ou, em situações bem específicas, a Ureteroscopia Anterógrada Percutânea, cirurgia aberta ou laparoscópica. Intervenções urgentes são indicadas em pacientes com infecção do trato urinário superior, associada à obstrução urinária, deterioração da função renal, dor ou vômitos incoercíveis, obstrução em rim único ou rim transplantado ou nos casos de cálculos ureterais acompanhados por mais de 30 dias. A fragmentação do cálculo ureteral pode ser realizada por meio da LECO e dos litotriptores disponíveis atualmente sendo o LASER o mais eficaz atualmente. A ureteroscopia apresenta melhores resultados que a LECO. Estudos recentes demonstraram que esta terapia, aplicada ao tratamento do cálculo de ureter superior, necessita 1,4 procedimentos para fragmentar totalmente o cálculo em 82% dos casos, aumentando o número de procedimentos e diminuindo a taxa de resposta. Outro fator relevante, contrário ao desempenho da LECO, é a densidade do cálculo: em média, a fragmentação ocorre 100%, 87,5% e 54,5% para cálculos com densidade menores que 500UH, de 500UH a 1000UH e maiores que 1000UH, respectivamente. A ureteroscopia com LASER apresenta melhores resultados para o cálculo ureteral. Uma diferenciação que se deve destacar na ureterolitotripsia é o fato de abordagem bilateral em caso especiais. Nestes, a ureteroscopia foi considerada superior à LECO, independente do tamanho, localização, densidade do cálculo e número de procedimento para eliminá-lo totalmente. Complicações podem ocorrer em ambas as modalidades de tratamento, mas não são frequentes. As mais comuns são os quadros infecciosos, “rua de cálculos” (steinstrasse), estenose ureteral, ruptura renal, lesões ou avulsões ureterais. Excetuando-se as duas primeiras, as outras são inversamente proporcionais à experiência do cirurgião. A tecnologia da ureterolitotripsia com LASER tem evoluído aceleradamente nos últimos anos, juntamente com a experiência dos cirurgiões, o que tem proporcionado a diminuição nos índices de complicações e morbidade. De acordo com as diretrizes das sociedades brasileira, americana e europeia de Urologia, “a ureterolitotripsia com LASER vem se consolidando como o procedimento mais seguro e eficaz para o tratamento do cálculo ureteral em todos os seus segmentos, trazendo grande evolução para o tratamento do cálculo renal.”


cálculos renais tratados com laser Estatísticas apontam que cerca de 10% da população mundial sofrerá de cálculo urinário em alguma fase da vida. Os cálculos urinários manisfestam-se com fortes dores, náuseas, vômitos e podem estar associados a infecções urinárias. Alguns hábitos e estilos de vida podem propiciar sua formação: sedentarismo, pouca ingestão de água e dieta rica em sal são as principais causas. Mais raramente, fatores genéticos e ambientais também participam desse processo. O cálculo urinário pode ser tratado de forma conservadora, com acompanhamento médico, por meio de medicamentos que vão eliminá-lo . No caso de não eliminação espontânea, o tratamento normalmente é realizado com a Litotripsia Intracorpórea (LASER) e Extracorpórea.

TECNOLOGIA EXCLUSIVA UROCLÍNICA Sempre sintonizada com o que há de mais avançado em diagnóstico e tratamento,a UROCLÍNICA conta com a URETERORRENOLITRIPSIA FLEXÍVEL e o LITOTRIDOR A LASER, uma moderna aparelhagem que une segurança com eficiência, tornando a UROCLÍNICA um centro completo em endourologia, inclusive no atendimento pediátrico. Esse arsenal tecnológico já é utilizado com sucesso há mais de cinco anos para o tratamento de cálculos urinários, estenoses ureterais e de infundíbulos caliciais. Nos cálculos, a ação do LASER é mais segura e eficiente porque realiza a fragmentação completa, gerando pequenos fragmentos mais facilmente eliminados no pós-operatório. Os cálculos podem ser tratados a LASER em qualquer local do trato urinário (bexiga, ureter e rim). Por ser um tratamento pouco invasivo, os pacientes retornam às suas atividades mais rapidamente.


Marcelo Garcez

Farmacêutico

Viver bem

A CIÊNCIA

COSMÉTICA As grandes e melhores novidades na área de produtos cosméticos já não estão tão mais ligadas aos apelos publicitários sensacionalistas e carentes de respaldo técnico e científico. Daí a adoção de novos termos, como ciência cosmética, cosmecêuticos, cosméticos inovadores, cosméticos de alta tecnologia ou dermocosméticos. O objetivo dessas novas terminologias é justamente diferenciar tais produtos com eficácia cientificamente comprovada da enxurrada de produtos que inundam o mercado, alguns mesmo de qualidade duvidosa. Pelas leis e normas brasileiras, como também de outros países, os produtos cosméticos não necessitam de comprovar a eficácia através de estudos clínicos rigidamente controlados. A maior preocupação das autoridades sanitárias é com a segurança, isto é, com a ausência de efeitos tóxicos ou irritantes. Porém, em se tratando da pele, que é justamente o principal órgão humano, responsável pela manutenção da integridade dos órgãos internos, não é

qualquer ativo que a permeia. Vários cosméticos que prometem combater o envelhecimento da pele produzem apenas efeitos superficiais e momentâneos, pois os ativos não conseguem passar através da derme. O cosmético com atuação antienvelhecimento eficiente é aquele que além de seguro, auxilia na preservação do colágeno e da elastina, principalmente ao combater os radicais livres. Os radicais livres são extremamente nocivos para a pele e são produzidos notadamente pelos raios ultra violeta (principalmente o UV-A). Para melhor combatê-los, nada melhor do que poderosas substâncias antioxidantes, como o ácido alfa lipóico, a coenzima Q-10 ou a vitamina C. Porém, não basta veiculá-los a partir de qualquer forma e num creme qualquer. A vitamina C, por exemplo, só terá ação na derme se estiver na sua forma esterificada e a coenzima Q-10 na forma de lipossomas. Para transpor as barreiras da pele, a tecnologia farmacêutica dispõe atualmente de um avançado arsenal cosmecêutico, impulsionado principalmente pela nanotecnologia, os lipossomas e as microemulsões. Apesar da ausência de exigências legais, a qualidade e resultados de certos cosméticos aumentam a cada dia. A ciência desvendou alguns mecanismos que produzem o envelhecimento, ao mesmo tempo em que vêm apontando medidas para preveni-lo ou combatê-lo. Ninguém precisa mais se conformar em ter uma pele como a de nossos pais ou avós. Medidas preventivas, como o hábito de usar protetor solar, uma alimentação adequada, e também bons cosméticos, que consigam aliar os caminhos apontados pela ciência e as alternativas propostas pela tecnologia farmacêutica, comprovados através de estudos clínicos, podem fazer um bem tremendo à sua pele.


Nas nossas mãos: tecnologia e arte Nas suas mãos: o melhor medicamento

A

Farma Vitae mantém longa tradição na manipulação de medicamentos, primando pelas mais rígidas normas de segurança, na medida certa para cada paciente, de acordo com as prescrições médicas. Contando com uma equipe qualificada que trabalha com tecnologia de ponta, a Farma Vitae cumpre sua missão de prestar bons serviços, disponibilizando medicamentos eficazes, confiáveis, manipulados com segurança e qualidade. Em cada medicamento produzido buscamos proporcionar assistência farmacêutica pertinente, idônea, oferecendo ao nosso cliente um atendimento personalizado, ético, humano, em um ambiente harmonioso.

Rua Norma Stefani, 31 - Centro (32) 3331.7229


Sabe qual a principal especialidade deles? Você. O Instituto de Medicina Avançada - I.MED - reúne um time de especialistas em diversas áreas da Medicina capaz de oferecer a você e à sua família um atendimento diferenciado e de alta qualidade em 10 especialidades. No I.MED todos os detalhes foram pensados para o seu conforto e praticidade: equipe de recepção ágil e atenciosa, acessibilidade total em todos os recintos, consultórios equipados com o que há de mais avançado em tecnologia médica.

O I.MED é diferente: foi conceituado pensando em você

Dr. Leonardo Póvoa B. Teixeira - Cirurgia Geral Dr. Luciano Abdallah Ferreira - Cirurgia Cardiovascular Dra. Franciele Vegini - Oftalmologia Dra. Julliana A. Rios Haddah - Ginecologia e Obstetrícia Dr. Fauzi Haddad Filho - Cardiologia Dra. Christiane Maria De Castro Dani - Dermatologia e Cosmiatria Dr. Rafael De Castro Ferreira - Urologia e Andrologia


Nossos convênios: Ipsemg, Unimed, 9 º Batalhão ( PMMG)

CARDIOLOGIA CIRURGIA CARDIOVASCULAR CIRURGIA GERAL DERMATOLOGIA E COSMIATRIA GINECOLOGIA E OBSTETRÍCIA OFTALMOLOGIA UROLOGIA E ANDROLOGIA

Avenida Presidente Kennedy, 634 - Centro Barbacena (32) 3331.0244


a i c n â t r o p A im roteção p o t o da f fantil in O sol é importante fonte de energia e exerce enorme impacto na saúde humana, em especial na pele. Os efeitos indesejados da radiação solar são chamados de danos actínicos, podendo ser agudos (queimadura solar) ou crônicos, como o desenvolvimento de neoplasias cutâneas e o fotoenvelhecimento. Para a correta prevenção do câncer da pele, ou outras manifestações de dano solar, devemos introduzir medidas de fotoproteção, ou seja, definir um conjunto de medidas para a

redução do dano decorrente da radiação solar na pele. Importante em todas as faixas etárias, a fotoproteção na infância assume ainda um caráter mais preocupante, pois há evidências de que cerca de 50% da radiação durante a vida ocorre nos primeiros 18 anos de vida. Além das roupas, chapéus e o cuidado de se expor o mínimo necessário ao sol, no caso da fotoproteção na infância o uso dos protetores solares ou filtros ajuda a reduzir a energia da radiação solar incidente na pele. Seu uso é recomendado para crianças acima de seis meses e deve ser feito de forma conscienciosa, tanto na escolha do produto quanto na forma de uso.

DROGARIA AVENIDA Av. Bias Fortes, 301 (32) 3331.4817


co be r t ura

q u e

res u lt a

e m

Japão Margaridas Palmital dos Carvalhos Palmital dos Torres Pinheiro Grosso Ponte do Cosme Sá Fortes Senhora das Dores Senhora dos Remédios Torres de São Sebastião Vitorinos

INTERNET . INFORMÁTICA . TELECOMUNICAÇÕES

(32) 3331.6200 www.net-rosas.com.br

A NETROSAS TEM

Alto Rio Doce Antônio Carlos Barbacena Barroso Campestre Campolide Capela Nova Carandaí Cipotânea Colônia Rodrigo Silva Desterro do Melo

TURA REGION AL OBER C DE R O AI

SIDENCIAL ET RE ERN INT

AM

AGILIDADE E RESULTADO A melhor e mais rápida banda larga da região!


SG- Unidade Barbacena-MG


Ainda em obras, a nova Igreja de Santo EgĂ­dio, na Sociedade SĂŁo Miguel Arcanjo, impressiona por suas linhas austeras e suas paredes de pedra


Fé & Arquitetura

Texto: Edson Brandão Fotos: Edson Inácio

Sociedade São Miguel Arcanjo constrói réplica de igreja medieval italiana no coração de Minas Gerais

MIL

ANOS

O

ano era 2000. O jovem italiano Marco Roberto Bertoli acabara de adquirir uma fazenda em Barbacena, Minas Gerais, onde iria erguer a sede da Sociedade São Miguel Arcanjo, obra devotada ao amparo de crianças e jovens sem família e em risco social. Seu pai, o empresário Roberto Bertoli, ao ouvir a boa nova pediu-lhe: “Constrói lá também uma igreja, é desejo meu e de tua mãe”. Poucas horas depois Roberto faleceu. O pedido do pai virou então promessa do filho. E todas as vezes que Marco Roberto pensava nas palavras de seu pai, só uma igreja lhe vinha à cabeça: L’ Abbazia di Sant’Egidio, um templo medieval existente na região de Bergamo, norte da Itália. Daí para frente, uma tarefa quase impossível passou a testar a determinação do visionário Roberto Bertoli. Após construir o núcleo principal da Sociedade São Miguel, para acolher seus assistidos, bem como toda a infraestrutura para que os projetos pedagógicos e assistenciais pudessem funcionar, Bertoli passou a se dedicar à realização do último desejo de seu pai - uma realidade de pedra e cal. Mas não era nada fácil. Como construir praticamente do nada uma réplica de uma abadia europeia de quase mil anos nos trópicos? Segundo ele, o primeiro obstáculo foi conseguir as plantas. Por ser um bem tombado pelo rigoroso patrimônio histórico italiano, os riscos originais da Igreja de Santo Egídio não eram tão acessíveis. Como o pró-

prio Roberto relata: “A Providência Divina se encarregou de indicar os caminhos e as pessoas, assim como as plantas, chegaram até minhas mãos.” Finalmente, em 2007, em meio a um místico bosque, numa das colinas da Fazenda de São Miguel Arcanjo começaram a ser levantadas as paredes da “Nuova L’ Abbazia di Sant’ Egidio”. As paredes, de quase um metro de espessura, consumiram 200 caminhões de pedra e foram um verdadeiro desafio para seus construtores. O engenheiro barbacenense José Luiz Marinho conseguiu treinar mão-de-obra local para dominar os segredos da lapidação e corte das pedras, que de tão pesadas chegavam a entortar os andaimes metálicos que tiveram que ser substituídos por peças de madeira, fazendo a obra ser ainda mais fiel aos métodos antigos de construção. Assim, está surgindo em Minas Gerais a única obra em estilo românico existente no país, idêntica em tamanho e detalhes à original italiana. Contemplando com orgulho sua obra, Roberto Bertoli afirma que, assim como em Santo Egídio, onde uma comunidade monástica se retirava em oração para atender aos pedidos daqueles que necessitavam de auxílio, nessa nova igreja, cujo término está previsto para o final deste ano, o poder da oração das crianças poderá ser usado “ para aliviar as dores da sociedade.” E já imaginando o austero templo de pedra lotado de crianças, Roberto diz com firmeza no olhar: “Não duvide do poder da oração de uma criança! Deus ouve e atende à prece dos pequeninos, pois eles são cordeiros de Deus, criaturas inocentes, muitas vezes vítimas de um mal sem culpa.”


Uma pequena fortaleza de fé L’Abbazia di Sant’Egidio está localizada no Monte Canto, a poucos quilômetros da cidade de Bergamo. Segundo a tradição, foi erguida há cerca de mil anos, sendo que suas primeiras referências escritas datam de 1.080 DC. Os terrenos sobre os quais a abadia foi edificada pertenciam a um poderoso senhor feudal que doou as terras e provavelmente contribuiu também para a construção, pedindo aos monges que orassem para ele, sua esposa e seus dois filhos. Junto à igreja foram construídas várias celas, nas quais os monges da Ordem de Cluny viviam em regime de total austeridade. Durante seus dez séculos de existência, a construção passou por várias reformas e mudanças, ganhando posteriormente

uma torre com campanário. A Igreja de Santo Egídio é considerada uma das mais expressivas obras do estilo românico, surgido durante a expansão do Cristianismo e posterior ao fim do Império Romano. São bem características suas paredes espessas e janelas minúsculas, como se fosse uma pequena fortaleza capaz de resistir aos ataques inimigos. Naquele templo estão sepultados uma rainha que se tornou monja, Teoperga, e Otavio de Montecelio (1159-1164), chamado Antipapa Vittore IV. Os antipapas eram religiosos que reclamavam o título de Papa, em oposição a um Papa legitimamente eleito, ou durante algum período no qual o título estava vago.

LEIA MAIS: www.simmagazine.com.br www.priorato-santegidio.it


TUDO O QUE VOCÊ LÊ NA SIM! E ALGO MAIS QUE VOCÊ SÓ LÊ E VÊ NA INTERNET!

ONLINE

www.simmagazine.com.br


Dra. Marina Herthel

CÃES:

Veterinária

Pets

importância da

ILUSTRAÇÕES: EDSON BRANDÃO

vacinação Assim que você comprar ou ganhar um cachorrinho, convém levá-lo ao médico veterinário para uma avaliação geral. Enquanto seu animalzinho não estiver com as vacinas em dia, tome cuidado para que ele entre em contato apenas com cães saudáveis e, quando levá-lo à clínica veterinária, mantenha-o no colo e distante dos outros cães. Veja a seguir as doenças que são evitadas com a vacinação, e seus sintomas. Ao menor sinal leve o seu cão a um médico veterinário. Somente ele é capaz de avaliar, diagnosticar e tratar uma doença.

CINOMOSE Enfermidade infectocontagiosa aguda, subaguda ou crônica; febril, particular da família canina. Sua transmissão se dá por vias respiratórias e digestivas. Na fase aguda, o vírus é eliminado intensamente e em abundância pela secreção ocular, urina e fezes.

Manifestação: •1ª fase - digestiva: o animal apresenta vômito, diarréia, mucosa sanguinolenta, anorexia, temperatura acima de 40ºC. •2ª fase - respiratória: broncopneumonia intensa, secreções mucosas e senomucosas, que depois passam para purulentas, geralmente por infecções secundárias. •3ª fase - nervosa: aparecem alterações mioclonais (tic nervoso), podendo encontrar as três fases ou apenas uma delas. A mais perigosa é a nervosa. Toda vez que suspeitar de cinomose ou leptospirose, a temperatura deverá estar acima de 40 ºC. Dispinéia (dificuldade respiratória) por edema pulmonar (pulmão cheio de líquidos) leva os animais a ficar sempre sentados, para aliviar a pressão.

PARVOVIROSE Doença de cães séria e altamente contagiosa. A infecção se dá pelo Parvovírus Canino, que tem um curto período de incubação.

Manifestação: Os sintomas mais comuns são morte súbita, no modo cardíaco, com depressão e disfunções respiratórias. Vômitos, diarréias e desidratações são os sintomas do modo gastrointestinal, que têm como sinal principal fezes sanguinolentas.

CORONAVIROSE Doença viral, com um quadro semelhante à Parvovirose


HEPATITE

LEPTOSPIROSE Doença infecciosa grave que atinge os homens e os animais, sendo causada pela bactéria Leptospira sp, presente na urina dos ratos e camundongos. A contaminação se dá quando o animal ou o indivíduo entram em contato com água ou lama que contenha a bactéria, que penetra no organismo através de ferimentos na pele ou mesmo na pele íntegra, quando num contato mais prolongado e também pelas mucosas (boca, nariz, olhos, órgãos genitais).

Manifestação: Vômito e diarréia, às vezes com sangue, urina com sangue, icterícia.

RAIVA

Enfermidade infectocontagiosa aguda, causada por vírus resistente ao éter, álcool, clorofórmio e sensível ao formol e calor. Período de incubação: 4 a 9 dias.

Manifestação: Animais jovens: morte súbita sem nenhum sinal clínico. Primeiro sinal: hipertemia passageira de 24 a 48 horas, temperatura de 40º a 40,5º, caindo logo após; sede intensa, anorexia, congestão das amígdalas, congestão das mucosas e da faringe, congestão conjuntival (pálpebras vermelhas), congestão da conjutiva nasal e bucal, fotofobia, hemorragias bucais, esquimoses na pele (pinta ou pontos vermelhos). Principalmente na frente (abdômen) e faces internas da coxa e mucosa peniana, dispinéia (dificuldade respiratória) por edema pulmonar, posição de sentar, para aliviar a pressão.

Doença infectocontagiosa aguda e fatal, caracterizada por sinais nervosos, apresentados por agressividade e por semiparalisia ou paralisia. Tempo de encubação: pode aparecer de 10 a 90 dias.

PARAINFLUENZA Tosse persistente, às vezes associado a pneumonia. Essa doença é chamada tosse de canis.

Quadro de vacinação em cães

Fêmeas revacinadas antes da cober tura passam mais anticorpos para seus filhotes pelo colostro do que as fêmeas não vacinadas. Enquanto estão presentes, os anticorpos recebidos da mãe não vão interferir com a vacinação permanente dos filhotes

95% da imunização é obtida com o consumo do colostro, que é o leite produzido pelas mães logo após o nascimento. Se a mãe é imunizada contra as doenças infecciosas, seus filhotes também irão se proteger por 6 a 16 semanas de vida se

Cães idosos não produzem anticorpos vacinais tão bem como cães mais jovens. Por isso, devendo ser revacinados anualmente sob supervisão do médico veterinário

45 dias de idade

Vacina Octupla - 1ª dose

75 dias de idade

Vacina Octupla - 2ª dose

105 dias de idade

Vacina Octupla - 3ª dose

1 semana após a aplicação Vacina antirrábica da 3ª dose da Octupla ou após 4 meses de idade

Filhotes vacinados devem ser protegidos do frio, pois a friagem reduz a quantidade de anticorpos produzidos após a vacinação. Evite banhos nos filhotes até o término do esquema vacinal, pois eles diminuem a temperatura corporal, causando queda na imunidade

A vacinação de animais doentes não irá prevenir amamentados a progressão da doença, pois os anticorpos vacinais demoram vários dias até atingirem níveis de proteção que impeçam a progressão da virose. Sete dias a duas semanas são necessários para que o organismo produza quantidades suficientes de anticorpos para proteger os animais contra as doenças. Os anticorpos devem estar presentes antes da exposição do paciente ao agente causador da enfermidade. Muitas vezes o animal é vacinado quando já possui o vírus em seu organismo e fica doente logo após. É errôneo o dono do animal achar que foi a vacina que causou a doença. Por isso é importante uma avaliação veterinária antes da aplicaçãode qualquer vacina

Av. Governador Valadares, 306 - São Sebastião (32) 3333.5599


O

OLHAR

DE

Alexandre Branco Borges Em 2008, resolve conhecer a Europa ao estilo mochileiro. Endereço: a famosa Universidade de la Coruña – Espanha, onde passou um proveitoso ano em busca do seu sonho. Conheceu gente, aprendeu, comparou e viveu também por seis meses na Itália, onde história e arte sempre estiveram de mãos dadas. Em 2010, retoma seus estudos na UNESP e entra em contato com o Observatório de Educação em Direitos Humanos. Ali participa de algumas experiências com curta-metragens e programas de televisão. No mesmo ano, produz e dirige seu primeiro documentário: O Homem do Buraco. De olho no maior mercado de tecnologia do mundo, passa uma temporada trabalhando nos EUA e se preparando para sua estreia como diretor de ficção. No retorno, dirige seu primeiro filme de médiametragem: Abel Contra o Muro, exibido no dia 30 de agosto no SESC-Bauru. Ao retratar o nascimento do jovem cineasta, pouco, ou muito pouco poderia acrescentar, até porque o seu olhar vai muito além do cinema possível. O batismo foi sua estreia, com seu Abel aprisionado em um mundo segregador, mas ainda dotado de frestas para os sonhos, principalmente quando se tem a chama da juventude em plenitude.

Ele nasceu em Barbacena em 1987. Aos seis anos, o menino foi morar em São Carlos (SP), onde ficou até terminar o ensino médio. Nunca esqueceu os laços familiares em sua terra natal e, no decorrer de 18 anos, manteve viva a chama de apreço aos seus. Inquieto e dotado de muita sensibilidade, em 2006 foi estudar cinema na Universidade Estadual Paulista (UNESP), sediada em Bauru – carreira difícil e, como tudo que se relaciona com sensibilidade e criatividade, demanda muita energia. Um ano depois, recebeu o primeiro e grande incentivo de sua vida, além do apoio incondicional de seus pais; o primeiro prêmio como roterista e editor do curta metragem O Olhar do Amor, que vence na INTERCOM (Congresso Interdisciplinar de Comunicação).

S

I

N

O

P

Por Idinando Borges

S

E

Abel vive na periferia da cidade e foi criado por sua tia sem sair de casa. Curioso, ele observa a realidade ao seu redor através de um buraco no muro. Fruto desse isolamento desenvolveu seu dom para esculturas, trabalho que acabou por se tornar a principal fonte de renda de sua casa. Abel caminha para o desconhecido quando os meninos de sua rua o convidam para sair. Ele luta não apenas em busca de sua liberdade física e por espaço, mas contra hipocrisia e as mentiras que sempre estiveram ocultas a seu redor.


FOTOS & NOTAS

FESTA - Dudu Goyatá e Raiana Cavaliere

NÍVER - Osvaldo Júnior, Gogóia e Suria Bittar de Castro NO FRANATO’S - Áurea Vasconcellos e Hilton Grossi

NO GINO’S - Gino Calvi, Aurora Peclat, Danuza Bias Forte e o brigadeiro Carlos Peclat

JUVENTUDE: Leonardo Pompeu Canton e Carol Tafuri

BENEMÉRITO - Os vereadores Luiz Gonzaga de Oliveira e Amarílio de Andrade entregam o título a Lázaro Luiz de Oliveira

FESTA DAS ROSAS: Rosana Cristina Santos e o juiz Joaquim Gamonal com o filho

RAINHA: Lara Campos Borgo com Susana Campos e Armando Carlos Borgo NO LIONS: Kátia Bueno e o Dr. Eloy Henrique

TÊNUE DE SOIRÉE: Raíra e Raíssa Cavaliere, Fernanda Vidigal


Otávio Grossi

Mestre em Psicologia pela PUC Minas, com foco nas relações de trabalho corporativas. Especialista em psicopedagogia, Coach empresarial e vocacional. Consultor da Fecomércio Minas em excelência e desenvolvimento de líderes. Sócio da Plano B consultoria

Gestão

A INOVAÇÃO COMO ESTRATÉGIA EMPRESARIAL

O

“preciso buscar mais, mas não tenho tempo”; tema da inovação é amplo e está palmente os organizacionais. Conforme o “os compromissos da empresa me sufocam”; conectado a várias áreas: à edu- filósofo e educador Edgar Morin (2001), “dá mais resultado repetir os processos cação, ao trabalho, às relações so- uma efetiva aprendizagem precisa considedo que parar e aprender novas práticas”. ciais, às instituições, às empresas, rar sete pontos essenciais: 1) Não construir Teremos muitas outras justificativas para às políticas públicas, ao crescimento e ao de- um conhecimento cego frente às mudanças, fugir de práticas educativas de inovação em senvolvimento econômico. Falar de inovação achando-se sabedor de tudo; 2) Os conhenossas empresas. A única forma de sair desse é falar de genialidade? É possível desenvolver cimentos devem ser contextualizados; 3) uma mente inovadora? Como as práticas Compreender-se enquanto pessoa bio-pisco- círculo vicioso é ter a certeza de que as reais transformações sustentáveis só acontecerão inovadoras podem mudar o cenário das em- -social. 4) Pensar seu lugar e papel na histócom a transformação das práticas de trabapresas? Nossos processos educativos estão ria da humanidade; 5) Aceitar as diferenças; lho voltadas para a autonomia das equipes e mais para a cópia do que para a criatividade? 6) Entender o inesperado e 7) Agir por uma efetivas valorizações. Os caminhos da qualiProponho um recorte no tema seguindo duas ética que respeite o humano. ficação, do estudo e da pesquisa apontam a Não que precisemos reinventar a roda a direções: a da Educação e a da Economia. direção do futuro-presente! cada momento, desconsiderando tudo: isso Ao considerar a Educação, não me refiro Todo empresário deve pensar e medir o é ser míope frente às evoluções e acertos da apenas aos processos formais e escolares. É impacto de suas escolhas na direção de Humanidade! O que o pensador nos aponta preciso compreendê-la de maneira abranpráticas de inovação. Será preciso comé que para ser inovador é fundamental ter gente, individualmente ou em grupos. Propreender, no dia-a-dia, alguns sintomas: a cessos presentes na fala e no comportamento flexibilidade para compor o novo, transfordependência, a submissão, o recalcaem nossos lares, em nossos ambientes mento, a alienação, o autoritarismo, de trabalho e nas instituições sociais a “A curiosidade e o agir precisam ser e a centralização, tão impregnados que podemos pertencer nos educam. nos processos das empresas e entiEm linhas gerais, segundo dados do resgatados em nossas práticas diárias. dades no Brasil. A inovação é um relatório da Unesco e do Pisa (2010), O óbvio e a mesmice não ampliam conceito novo para o estabelecimena educação no Brasil busca formas to de objetivos comuns que ultrae práticas para transformar seus nossas conexões cerebrais” passam o benefício de uma empresa métodos copistas e dependentes em apenas, ou de pessoas. Ele se liga a métodos capazes de contribuir com um setor, a uma região, a um estado, a um mando as pessoas, marcas essenciais da vida a formação de mentes pensantes, de forma país e, conseqüentemente, ao mundo. produtiva e da felicidade! autônoma. Na segunda direção do tema, no contexto da Nada melhor do que um olhar voltado para Inovação vem do latim innovatio, e se refere si mesmo. Pense: como você estabelece a ciência econômica, o conceito foi introduzia uma ideia, método ou objeto que é criado do pelo economista austríaco Joseph Schum- inovação na sua vida? Qual foi a última feira e pouco se assemelha a padrões anteriores. ou missão da qual participou? Qual foi a peter, vencedor do Nobel. Ele descreve o Inovação na educação significa gerar métoúltima visão mais curiosa que teve? O que dos que promovam a conexão entre conheci- processo de inovação como uma destruição está fazendo para avançar mais e melhor? criadora, ou como ondas de inovação. mentos e informações. Conhecer é diferente Quanto mais estímulos, mais conexões, mais Schumpeter (1964) é considerado o pai de saber: algumas pessoas sabem de muitas novas visões! da inovação no campo da Economia, pois coisas mas não encontram caminhos para valorizou o papel do empresário empreendeas conexões com o conhecimento e nem dor. Segundo o autor, para que a Economia com a transformação da realidade. Dito de Algumas referências: saia de um estado de equilíbrio e entre em outra forma, o caminho é promover uma processo de expansão é preciso algum tipo educação que faça pensar. É não antecipar a ENRIQUEZ, Eugène. As figuras do poder. São de inovação que altere consideravelmente as resposta do interlocutor, é ouvir o pensaPaulo: Via Lettera Editora e Livraria, 2007. condições prévias do equilíbrio econômico. mento do outro, é gostar de argumentar e de GOFFMAN, Erving. A representação do eu Inovações que promovem mudanças são: a considerar o “se”. na vida cotidiana. Petrópolis: Vozes, 2008. introdução de um novo bem no mercado; a A consultoria americana Pricewaterhouse MORIN, Edgar. Os sete Saberes Necessários descoberta de um novo método de produção à Educação do Futuro. São Paulo: Cortez. 3ª divulgou que as sete atuais candidatas à poou de comercialização de mercadorias; a tência (China, Índia, Brasil, Rússia, México, edição, 2001 conquista de novas fontes de matérias-priIndonésia e Turquia) serão, de fato, locomoSCHUMPETER, Joseph. História da analise mas ou, por fim, a alteração da estrutura de tivas e deixarão para trás o G-7. No entanto, econômica. Rio de Janeiro: Fundo de mercado vigente. Schumpeter chama isso de para que as previsões que colocam o Brasil Cultura, 1964. ato empreendedor, realizado pelo empresácomo a quarta potência mundial até 2020 se Contato: otaviogrossijr@hotmail.com.br rio empreendedor. efetivem, necessário se faz a implementação As duas direções, a da Educação e a da Ecode outros e novos caminhos educativos. A nomia, apontam para uma mesma questão: curiosidade e o agir, através da pesquisa, para uma empresa incorporar a inovação às precisam ser resgatados em nossas práticas suas práticas, produtos e mercado, deverá diárias, em nossas empresas. O óbvio e a fomentar em sua equipe e em seus líderes mesmice não ampliam as conexões cerebrais o gosto pela flexibilização, pela relação e subutilizam nosso potencial de raciocínio partilhada, pela autonomia e pela clareza de e inovação. indicadores e metas a partir das pessoas. As transformações que vivemos já apontam Contudo, ainda ouvimos algumas justificatipara a urgente necessidade de adequação vas nas falas das pessoas e dos empresários: nos processos de aprendizagem, princi-


GESTÃO CONTÁBIL GESTÃO FISCAL SOLUÇÕES EM RECURSOS HUMANOS CONSULTORIA E ASSESSORIA CONTÁBIL SOLUÇÕES PARA PESSOA FÍSICA

Há mais de 12 anos no mercado, é uma empresa ágil e eficiente que alia sua vasta experiência aos mais modernos recursos tecnológicos, oferecendo soluções em serviços nas áreas de contabilidade, auditoria, escrita fiscal, abertura de empresas, assessoria em gestão empresarial e especializada no atendimento ao micro e pequeno empresário. Conta também com uma equipe altamente treinada e dedicada, além de ótima localização e instalação.

SOLUÇÕES PARA A LEGALIZAÇÃO E ORGANIZAÇÃO DE EMPRESAS

NOVA SEDE Rua Governador Benedito Valadares, 133 – Loja 01 São Sebastião – Barbacena, MG Tel.: (32) 3332.5554

Contador Responsável: Paulo Sérgio de Oliveira CRCMG nº 062997/O-0

w w w. a t iva c o n t a b i l i d a d e . n e t . b r


www.medscaner.com.br

TOMOGRAFIA MULTISLICE (32) 3331.7337 / 3333.0430 RAIOS X (32) 3339.3523 / (32) 3331.7337

CRM 2.1 MG 2188-17 / 2.1 MG 7767-13 / 2.1 MG 7861-13

FOTO: VANESSA FONSECA

RESSONÂNCIA MAGNÉTICA - ALTO CAMPO ULTRASSONOGRAFIA (32) 3339.3531 / (32) 3333.6929


SIM! MAGAZINE 02