Page 1

Edição 0 — Série 1

AGENDA:

CRIAS Zine

14/09/12 Nascimento da CRIAS

MARÇO 2013 Publicação Mensal

22/09/12 Criação de página no Facebook 14/11/12 A CRIAS já tem uma Sede 08/12/12 Lançamento do livro “Desabafo Atlântico”

Apoiamos Pessoas e Organizações a re-CRIAR-em-se

... E Assim Nasceu a “CRIAS”

20/12/12 A CRIAS participa no “European Social Innovation Competition” 30/01/13 Estreia da publicação de artigos técnicos no Facebook 23/02/13 1º Convívio CRIAS 16/03/13 Participação de Simão Neves no programa “Noite dos Sentidos”, de Vasco Pernes, na RTP-Açores 25/04/13 A CRIAS ao Vivo e em Directo na Livraria Bertrand

Artigos Técnicos: QUALIDADE DOS ALIMENTOS VS. QUALIDADE DA ALIMENTAÇÃO

1

UMA GUERRA DE TITANS

2

NOTÍCIAS BEM, PUBLICIDADE IN

2

3 VÉRTICES DO MESMO TRIÂNGULO

2

BINÓMIO SAÚDE / DOENÇA

3

NEUROPSICOLOGIA – UMA BREVE INTRODUÇÃO

3

A CRIAS é a tradução viva de ideias anotadas em vários livros e nos meandros do cérebro de um casal de "artistas", que querem dar asas aos sonhos de outros "artistas" que se sentiram tentados a aceitar os desafios da vida. Esta empresa com atividade registada na gestão e psicologia foi a resposta a uma rasteira da vida profissional de um dos sócio-gerentes que decidiu não cruzar os braços, optando por fazerse à vida e arriscar ainda mais, tendo sido formalmente criada em dois dias a partir de um portátil ligado à net na residência do casal. A partir daí a vida da CRIAS tem-se traduzido na roda-viva que é andar numa montanha-russa que cruza o acumular de participações de interessados em colaborar, atividades de divulgação e promoção, reuniões de apresentação do projeto, projetos e mais projetos e mais projetos. O objetivo da CRIAS é sem dúvida ajudar pessoas e organizações a re-CRIAR-em-se, materializando o que elas próprias têm. Para isto queremos ser uma plataforma viva para o desenvolvimento de projetos. O nosso sonho é ser uma referência da inovação e dinamismo, partilhado com emoção e paixão. Neste momento o nosso maior desafio é fazer com que algum dos financiadores que se mostram tão agradavelmente surpreendidos com a dimensão e amplitude do que lhes apresentamos, expressando nas reuniões a sua opinião positiva, a traduza em apoio financeiro efetivo que nos permita avançar a 200% para o terreno. Até lá vamos só avançar a 100%. Vamos CRIAS!!! Criastivos

QUALIDADE DOS ALIMENTOS VS. QUALIDADE DA ALIMENTAÇÃO Não podia deixar de iniciar esta rubrica sem antes esclarecer alguns conceitos pilares no que respeita à estreita relação entre uma alimentação equilibrada e a manutenção da saúde. Embora parcialmente determinado pelos nossos gostos, estou certo de que ninguém pode negar que o acto de comer é uma necessidade biológica que obedece a várias normas e critérios, influenciado pelas tradições e pela cultura da nossa sociedade. Por outras

palavras, não só comemos porque necessitamos, como aquilo que comemos dependente de inúmeros factores psicológicos individuais e de variadas condicionantes sociais. Neste contexto, é importante definir o conceito de alimentação saudável, expressão tão em voga nos dias que correm. De uma forma muito simples e curta, podemos dizer que uma alimentação saudável é composta por alimentos com a qualidade suficiente para satisfazer as necessidades da pessoa que a

ingira.E quando se fala em qualidade, estamos também a falar de um alimento que apresenta características de sabor e textura excelentes e cuja produção foi acompanhada e controlada. Assim sendo, qualidade da alimentação não significa necessariamente qualidade dos alimentos, ou viceversa. Ler mais > Filipe Machado


CRIAS Zine

Março 2013

Página 2

UMA GUERRA DE TITANS

Alugamos a sala, basta contatar-nos! Clica nas imagens

Será que uma é mais importante do que a outra ou será que ambas se complementam? O que faz uma e a outra? Em que situações se deve recorrer a um psicólogo ou a um psiquiatra? As duas classes deviam trabalhar em conjunto para benefício do próprio doente, desmistificando aquela imagem que os doentes têm de que quem vai a um psiquiatra sai de lá com uma dose excessiva de medicação e não vai lá fazer nada. A meu ver esta é uma imagem muito derrotista de uma classe médica que é muito importante. Ao ler-se artigos sobre o assunto, o que podemos constatar é que quando surgiu a psiquiatria esta tinha como objetivo não só a prescrição médica, mas também fazer psicoterapia com os doentes. O que se veio a constatar ao longo dos anos é que a medicação sobrepôs-se à psicoterapia e deixou de haver tempo para dedicar ao doente que muitas vezes quer apenas que o oiçam. Talvez nesta altura seja adequado falar-vos da diferença entre um psicólogo e de um psiquiatra. A psicologia é a ciência que estuda o comportamento e os processos mentais (a maneira como a mente humana funciona - pensar, planear, tirar conclusões, fantasiar e sonhar) dos indivíduos (psiquismo). Psiquiatria é uma especialidade da Medicina que lida com a prevenção, atendimento, diagnóstico, tratamento e reabilitação das diferentes formas de sofrimentos mentais, sejam elas de cunho orgânico ou funcional, com manifestações psicológicas severas. A grande diferença é que um psiquiatra pode prescrever medicação. As metas da psiquiatria e da psicologia são aliviar o sofrimento e propiciar o bem-estar psíquico. Aqui temos um dos objetivos que considero mais importante: ajudar o doente naquilo que ele achar que seja necessário para o seu bem-estar, por exemplo hoje em dia os idosos procuram muito o apoio psicológico porque se sentem sozinhos e sentem necessidade de falar com alguém sobre as coisas que lhes preocupam naquele momento das suas vidas. Cabe-nos a nós profissionais de saúde ajudá-los a atravessar essa meta. Ler mais > Alexandra Moreira

NOTÍCIAS BEM, PUBLICIDADE IN “Que temas gostavas que fossem abordados nos Artigos CRIAS? Envia o teu desafio para o email crias@crias.pt“

Em 2009 fiquei a saber que no Chile havia sido criado o El Buen Diario, nada mais, nada menos, que um jornal cuja linha editorial pura e simplesmente se cingia a disponibilizar só boas notícias. Os criadores da publicação online estavam convencidos que a crise nos media não se devia à fuga de publicidade para a internet, mas simplesmente pelos conteúdos que aqueles disponibilizavam. Assim, os

seus critérios para escolher publicar uma notícia eram muito claros: "feitos, situações ou experiências que possam ser replicadas em outros lugares, que

sejam um contributo para o desenvolvimento do ser humano e que estejam em sintonia com o meio ambiente".

Calma!!! Não vamos criar nenhum jornal. No entanto vendo e analisando o conteúdo diário das notícias que nos entram pela casa dentro quer em forma de jornal, imagens televisivas ou ondas de rádio, percebemos facilmente que não é esta certamente a linha reinante nos noticiários de todo o mundo. Ler mais > Simão Neves

3 VÉRTICES DO MESMO TRIÂNGULO

A CRIAS fez 6 meses no passado dia 14 de Março de 2013

Pais e professores vigiam-se mutuamente. Se vezes há em que se ajustam e se concertam nas suas atitudes educativas, outras há em que o desentendimento se torna um dos maiores obstáculos entre ambos, gerando na criança sentimentos de culpa e de conflito de tal ordem que podem levar a distorcer, a reduzir, a complicar ou mesmo ocultar as informações de que ela é o único veículo. Cada caso é um caso e grande parte dos conflitos são gerados por incompreensão de parte a parte dos dois lados da mesma luz (não do mesmo problema) - a criança.

A criança sente-se no meio do fogo cruzado entre pais e escola e não os vê a ajudarem-na na mesma direcção!

Devo fazer o que os meus pais dizem ou o que o professor/professores diz/ dizem (como se fosse necessário escolher um dos dois lados). Pais e professores querem ajudar e “desvendar” a melhor forma de chegar à criança e às suas necessidades, mas não estarão vezes sem conta a remar em sentidos diferentes? Não existirão reais problemas na comunicação pais-escola, escolapais? Ler mais > Andreia Morais


CRIAS Zine

Março 2013

Página 3

BINÓMIO SAÚDE / DOENÇA

Ao longo dos séculos o conceito de saúde tem vindo a sofrer diversas modificações, abrangendo vários aspetos da natureza humana, que vão muito além da ausência de doença. Em 1983, a Organização Mundial

de Saúde englobou no conceito de saúde uma dimensão espiritual e abrangeu a comunidade como fator determinante para a noção de Saúde. Desde então, o conceito evoluiu até à conclusão de que se trata de “um estado dinâmico de completo bem-estar físico, mental, espiritual e social e não apenas a ausência de doença ou enfermidade". Contrapondo o estado de saúde surge a condição de doença que se caracteriza por uma afetação num ser vivo, alterando o seu estado ontológico de saúde. Pode ser

provocado por diversos fatores, intrínsecos ou extrínsecos à pessoa. A condição de saúde ou doença depende muito de cada indivíduo, do estilo e fase da vida em que se encontra. Normalmente associa-se doença a um mal-estar, algo incapacitante, ou algo que poderá ser condicionante para a realização das atividades de vida diárias. Sabendo que muitas doenças são silenciosas, até que ponto quando é colocada a questão “É saudável?” a resposta é verdadeira! Qualquer pessoa considera-se saudável, até constatar a presença de um nódulo indolor no corpo, ou, aquando da realização de exames complementares de diagnóstico, ver-lhe diagnosticado uma patologia. Ler Mais > Marco Soares

ressonância magnética, PET scan) bem como exames neurofisiológicos (eletroencefalograma, potenciais evocados). Hoje em dia, uma das áreas de intervenção mais comuns na neuropsicologia é o envelhecimento e, em particular, a neurodegeneração.

Na prática, o neuropsicólogo tenta responder a questões do tipo:

Respons

abilidad e

Inovaçã

o

Ambient e

crânio-encefálicos (TCE), os AVC, os consumos de substâncias psicoativas, doenças como a esclerose múltipla ou a esclerose lateral amiotrófica. Em suma, o neuropsicólogo ocupa-se de toda a patologia que, de alguma forma, afete a função cerebral, conduzindo a algum tipo de dificuldade sentida nas atividades de vida diária da pessoa. Quando recorrer ao neuropsicólogo?

ou

- Sempre que detetar que uma função ou atividade que desempenhava antes com toda a naturalidade e eficácia deixou de ser feita tão natural ou eficazmente;

- o que posso fazer para ajudá-la a melhorar ou recuperar as suas faculdades cognitivas?

- Quando está a recuperar de um AVC ou qualquer outro acidente que tenha afetado a estrutura do seu cérebro.

- o que se passa no cérebro desta pessoa para que ela apresente estas falhas?

Este profissional recorre em grande medida a instrumentos de avaliação neuropsicológica, para avaliar as múltiplas funções cognitivas, motoras e comportamentais dos seus pacientes. No entanto, o neuropsicólogo deve ser capaz de analisar ou, pelo menos, interpretar corretamente a informação resultante de exames de neuro-imagem (TAC,

Criação

Saúde

NEUROPSICOLOGIA – UMA BREVE INTRODUÇÃO A neuropsicologia conjuga conhecimentos de neurologia com conhecimentos de psicologia. Os principais objetos de estudo são: • A relação entre a função cerebral e o comportamento; • A observação de alterações nos pensamentos e/ou ações, relacionadas com a integridade estrutural do cérebro.

C.R.I.A.S .

Um dos exemplos mais comuns de patologia deste tipo é a doença de Alzheimer, que ocupa o primeiro lugar na lista de todas as demências, já considerada em alguns países desenvolvidos como a doença do século XXI. Além da área do envelhecimento, outros tipos de problemáticas de grande importância para a neuropsicologia são os traumatismos

Mas nem só de falências, lesão e degeneração vive a neuropsicologia. Ler mais >

João Pedro Ribeira

Já tem o Desabafo Atlântico? Não? Mande-nos um email para crias@crias.pt, com os dados (quantidade, morada, etc.) e por 10€ ainda recebe um marcador CRIAS de oferta.


Gestão: Acompanhamento e Apoio à Gestão, Estudos, Projetos.

CONTACTOS: Simão Neves / Alexandra Moreira Tlm: 912824497 Tlm: 963766068 Email: crias@crias.pt Rua da Misericórdia, 19 - Ponta Delgada.

Apoiamos Pessoas e Organizações a re-CRIAR-em-se

Siga-nos:

CRIAS, a começar é que a gente se entende!!!

Saúde: Consultas de Psicologia, Sexologia, Terapias de Grupo, Avaliações Psicológicas, Despistes específicos e Peritagens. A nossa MISSÃO Liderar sempre a revolução da Gestão Sustentável apoiando os «outros», de modo a aproveitar, desenvolver e potenciar as suas competências, saberes e experiências para tornar o “nosso” mundo melhor. A nossa VISÃO Tornar cada um dos nossos parceiros e projetos uma referência da e na sua área.

O nº 0 da CRIAS Zine  

Permitam-nos apresentar mais um projeto CRIAS. Trata-se da nossa CRIAS Zine, onde mensalmente partilharemos os nossos projetos e artigos. E...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you