Issuu on Google+

Edição Comemorativanos n A 7755

1937 - 2012

O papel do C.E.I.J. ao longo da história....

O

Centro Espírita “Ismênia de Jesus”, foi fundada em 1° de janeiro de 1937, com sua primeira sede localizada na Rua Pereira Barreto, n° 34, no bairro do Gonzaga, aproximadamente um ano após, muda sua sede para a Avenida Conselheiro Nébias, n° 490, mudando-se definitivamente em 3 de março de 1940, quando da inauguração da sede própria, com o apropriado nome de “CASA DOS POBRES”, marcado no cimento em sua fachada até os dias de hoje.

O CEIJ tem como objetivos prioritários, a difusão da Codificação Kardequiana e o amparo ao próximo. Hoje com 75 anos de atividade, se consagra como escola de formação espiritual e moral, baseada no Espiritismo, e como posto de socorro e atendimento fraternal a todos os que o procuram com o propósito de obter orientação, esclarecimento, ajuda ou consolação. Em seus trabalhos diários, podemos encontrar diversas atividades que vão desde o apoio às crianças, aos pais e aos necessitados do pão material, moral e espiritual. É núcleo de estudo, de fraternidade, de oração e de trabalho, com base no Evangelho de Jesus, à luz da Doutrina Espírita, é a Casa dos Pobres “de Jesus”, onde as crianças, os jovens, os adolescentes e os idosos têm a oportunidade de conviver, estudar e trabalhar, dentro dos princípios espíritas. É uma oficina de trabalho que proporciona aos seus frequentadores oportunidade de exercitar o aprimoramento íntimo, pela vivência do Evangelho em suas atividades. Segue a recomendação de Jesus: “Amaivos uns aos outros”, por isso, é recanto de paz construtiva, propiciando a união de seus frequentadores. Com o pensamento em edificar o futuro com o Cristo de Deus, têm como prioridade o auxílio à

criança, pois se desejamos solucionar os problemas do mundo, de maneira definitiva, é indispensável ajudar a criança. Não apenas a educação, o assistencialismo, nem tão somente o estudo ou pesquisa, mas o conjunto dessas atividades, de forma equilibrada, perfaz o objetivo maior do C.E.I.J., pautando pelas diretrizes da codificação, absorvendo também os ensinos trazidos pelas obras subsidiárias e pela união dos espíritas unificando o Movimento Espírita, numa demonstração da dinâmica progressiva da Doutrina, aliada à renovação das mentes em bases seguras. O CEIJ com a ação de seus colaboradores e idealizadores: Pai Aurélio, Ismênia de Jesus, D. Maria Máximo, protetores espirituais e obreiros encarnados continuam em sua iluminada missão. Com o passar dos anos, continuou crescendo em todas as suas áreas de atuação, assim como realizou alterações em algumas atividades por necessidades inerentes aos momentos vividos. Este é o C.E.I.J., que foi idealizado e orientado por Pai Aurélio e alicerçado pela nossa querida irmã Maria Máximo, sua fundadora, que com muita luta e enfrentando grandes dificuldades, conseguiram construir esta obra maravilhosa.

Nascer, viver, morrer, renascer ainda e progredir continuamente, está é a lei. Allan Kardec


Maria Máximo, um pouco de sua história...

I

smênia de Jesus Azevedo, casada com Aurélio Augusto Mesquita de Azevedo, trás à luz no dia 14/12/1888, em Portugal em localidade de Riodades o espírito reencarnante que recebeu o nome de Maria da Piedade. Do que foi sua vida antes de sua ida para o Porto, pouco se sabe. É certo que cresceu com os pais. D. Maria Máximo sempre revelou ter tido boa instrução escolar pela observação de sua caligrafia, prosa e rima. Naturalmente dominava muito bem a palavra falada e tinha boa dicção devido à sua condição de artista, o que era notório em suas palestras doutrinárias. Pai Aurélio poderá também haver conduzido, pelo menos inicialmente, o estudo de seus filhos. Pouquíssimos médiuns possuíram em tal grau tantas faculdades e, sobretudo, as empregaram de forma tão maravilhosa. A missão extraordinária de D. Maria Máximo, que refulge ao longo de todo este nosso singelo esforço, evidentemente não se cingiu à sua atuação como instrumento dos pais adorados e da Espiritualidade Maior. A sua própria natureza e caráter, sua dedicação sem limites à causa, ao Evangelho, à instituição, à prática devotada da caridade cristã, à infância, às mães solteiras em particular, às mulheres desprezadas pela sociedade, aos necessitados e sofredores em geral, foi poucas vezes igualado e talvez nunca mesmo ultrapassado, no meio espírita em especial. Maria da Piedade foi relativamente nova para a Cidade do Porto em Portugal. Impulsionada pela sua natureza determinada e independente,e pelos seus dotes artísticos, ela não teria resistido à atração de tentar a carreira; a vida de aldeia não era para si! Não sabemos, porém, quando exatamente, Maria da Piedade teria ido para a Cidade do Porto, mas ela se beneficiou do fato de lá ter o meio-irmão Adriano Augusto com quem residiu. Maria da Piedade teria mesmo adotado o “Pinto de Mesquita” (e “Maria Mesquita” como nome artístico), que mais nenhum irmão usou (pois não provinham do pai ou da mãe). Não será também por acaso a ligação de D. Maria, anos mais tarde em Santos, ao então Real Centro Português, que apoiaria o Teatro Escola Gente Nossa no seu início. D. Maria vem para o Brasil e não mais retorna, embora, continuasse a se corresponder com alguns parentes. É certo que Maria Mesquita não teve qualquer atuação artística fora de Portugal, antes de seguir definitivamente para o Brasil. Ela era naturalmente muito talentosa, mas foi figura modesta em espetáculos também modestos do gênero revista. Viveu o ambiente artístico da BOLETIM INFORMATIVO C.E.I.J. Órgão Informativo do Centro Espírita “Ismênia de Jesus” CASA DOS POBRES Rua Campos Melo, 312 Santos - S.P. CEP. 11.015-012 Tel. (13) 3202-8080 - Fax (13) 3202-8083 administracao@ismeniadejesus.org.br Responsável pelo Informativo: Silvio Ricardo Rodrigues boletim@ismeniadejesus.org.br Produção Gráfica: Demar Gráfica Editora Ltda Tel. (13) 3222-2656 Edição Especial de 75 Anos da fundação do Centro Espírita “Ismênia de Jesus”

2 - INFORMATIVO C.E.I.J. - Edição Comemorativa 75 Anos

época, com a vida e a reputação que isso acarretava, com o afastamento da família e de uma vida social normal, com as tribulações e vicissitudes próprias de tal meio. Maria da Piedade de Azevedo Pinto de Mesquita partiu então para o Brasil em 1919, depois de regressar de Riodades, onde estivera algum tempo após o passamento de D. Ismênia, indo para Belém do Pará, onde residiam alguns de seus irmãos. E poderá ter sido em Belém do Pará que Maria da Piedade conheceu Miguel Máximo, que teria uma espécie de teatro itinerante. O ponto comum, o teatro, os aproximou, e fez com que Maria da Piedade partisse com Miguel para São Paulo, onde acabariam por se casar. Maria e Miguel se casaram em São Paulo, no dia 7 de novembro de 1921. No ano de 1926, o “Duo Max”, título que o casal Miguel e Maria adotaram em suas vidas artísticas, estava perfeitamente consolidado. Maria Max, como passou então a ser chamada, constituiu com Miguel o “teatro itinerante” foi uma realidade e durante anos fez várias apresentações em palcos pelo interior do Estado de São Paulo e pelo Brasil. Durante a primeira metade dos anos 30, D. Maria Máximo recebeu a ordem de Pai Aurélio, após a eclosão de suas faculdades mediúnicas para transferir-se para a cidade de Santos, sem no entanto, interromperem suas apresentações pelo Brasil. Ali ela iniciou sua ação de curas através de passes e água fluidificada, naturalmente coadjuvada por Pai Aurélio, que levou-a à inauguração do Centro Espírita “Ismênia de Jesus” em 1 de janeiro de 1937. D. Maria Máximo teve uma “Missão Extraordinária”, se a eclosão da mediunidade foi tardia, as suas características ultrapassaram largamente o que se pode considerar inabitual. Possuiu praticamente todos os tipos de mediunidade: de efeitos físicos, auditiva, falante, vidente, psicográfica, pneumatógrafa, curadora, sonambulica, de pressentimento. Os fenômenos de transfiguração e de desdobramento ou bicorporiedade, também ocorriam com naturalidade. Médium intuitiva e inspirada, era consequentemente excelsa oradora e suas preleções semanais eram ouvidas com enorme atenção, respeito e silêncio. Evidentemente Pai Aurélio também falava por ela, até para dar orientações diretas às obreiras e transmitir várias diretivas aos colaboradores. De suas sublimes faculdades, ressaltam a psicografia, a mediunidade curadora e a medicinal. A seguir enumeramos alguns casos admiráveis. O início da missão de D. Maria Máximo foi árduo e sofrido. Obedecendo a Pai Aurélio, ela instala-se em Santos e coloca suas excelsas faculdades ao serviço mais denodado e desprendido. Fiel ao compromisso começa a realizar curas,


inclusive de muitos casos considerados incuráveis, com o natural aumento de sua procura. Fácil é deduzir que sua primeira prova dá-se com as perseguições que a classe médica passa a mover-lhe. Acusada de tudo, curandeira e coisas piores, e oficialmente da prática ilegal da medicina, acaba sendo intimada pela polícia para prestar esclarecimentos. Incidentes como os descritos terão levado à maturação da ideia da criação de um centro, onde D. Maria pudesse trabalhar sem mais dissabores, naturalmente sob inspiração e orientação de Pai Aurélio. Além das perseguições policiais enfrentou muitas tribulações, vendeu tudo o que tinha para a edificação da “Casa dos Pobres”, mas não era suficiente para levantar o novo edifício. Vêm então às campanhas, às representações de peças teatrais, junto com o empenho de Miguel Máximo, petições, quermesses e doações. Pai Aurélio ali está no posto, sempre incentivando, orientando, advertindo, avisando. Garante o apoio do espaço quando diz à filha que o Banco da Misericórdia Divina não a desampararia e os recursos para a obra apareceriam inesperadamente. Mas continuam as privações, os sacrifícios, as preocupações, as perseguições e difamações, o desgaste orgânico. Contudo ela abdicara de si própria e prosseguia. O edifício da “Casa dos Pobres” foi inaugurado em 3 de março de 1940. O seu esforço e as curas por seu intermédio atraem beneméritos, vêm mais doações e apoio, expandese a obra. Tudo cresce, mais enfermos, mais atendidos, mais curas, mais trabalho e irrisório descanso, além da perda do companheiro amado em 24 de agosto de 1940. D. Maria Máximo não para, percorre as ruas recolhendo indigentes, cria a “Cozinha dos Pobres”, dedica-se às crianças, cria o “Catecismo”, visita as irmãs decaídas, cria a “Casa Maternal”, o “Berçário” e a “Escola”. Em meio a tudo, as curas, tratamentos e receitas, os passes, as sessões, a psicografia, os desdobramentos, as visões, as desobsessões, as palestras e doutrinações, aulas de trabalhos manuais, não tem tempo para si própria, não se pertence mais. Mas, se o espírito é forte e determinado, o corpo é fraco e se ressente. Recorre a Francisco Cândido Xavier, seu amigo de há alguns anos. Em 1940 já o havia visitado em busca de conforto e orientação, após o desencarne do esposo querido. Chico recebe então o ‘Hino da Casa dos Pobres’ de João de Deus, uma mensagem de Emmanuel especialmente dirigida aos diretores do CEIJ, e outra para ela própria. A luta não cessa, porém há que continuar a enfrentar animosidades, maledicências, entraves, más vontades, escárnios, desilusões, incompreensões, privações, conflitos íntimos, sofrimentos e debilidade do organismo. Em 1943, em nova visita a Chico Xavier, mais uma exortação de Emmanuel chega, junto com as belas quadras de Casimiro Cunha (“Ao

Leitor”). Na verdade seus problemas de saúde se agravam depois. Fica enferma durante longo tempo, deixa até mesmo de psicografar, só voltando a fazê-lo em 1945. D. Maria Máximo transcende a si própria, só vê o trabalho, mas o corpo não acompanha. Não podia dizer não aos que a procuravam, consumia-se pelos necessitados, seria cumpridora até ao fim e em 1948 o corpo cede de vez. D. Maria Máximo foi repousar na “Granja Fé, Esperança e Caridade” em Ribeirão Pires. E lá viria a desencarnar conforme passamos a relatar. D. Maria Máximo foi para Ribeirão Pires em Junho ou Julho de 1948, pouco após a inauguração da Mocidade Espírita “Ismênia de Jesus” a MEIJ, quando sua saúde se agravou muito, resultado do seu esforço intenso e denodado, pelos seus trabalhos incessantes no CEIJ a todos os níveis. Foi assim mais de um ano afastada fisicamente das atividades, mas não parou, continuou a atender pessoas, e também se manifestando em espírito nas reuniões privadas do centro, comprovando uma vez mais a sua condição de alma elevada, batalhadora, cumpridora e de raras faculdades. O corpo de D. Maria Máximo não resiste mais e ela desencarna na “Granja Fé, Esperança e Caridade”, na cidade de Ribeirão Pires, então colônia de férias para as crianças abrigadas em Santos e hoje subsede do CEIJ, em 10 de Agosto de 1949. A elevação de D. Maria Máximo é tal que pouco depois de desencarnar ela se manifesta através de Maria Paradela, e transmite as seguintes palavras: “Se desejais minha felicidade, não choreis pela matéria, orai pelo espírito... Finalmente recebi a minha carta de alforria”. Sintetizando suas realizações: Em 1º de janeiro de 1937, inaugura o CEIJ. Em 3 de março de 1940 inaugura a “Casa dos Pobres”, onde se instala a sede própria do Centro Espírita “Ismênia de Jesus”. Em 24 de agosto de 1941 inaugura a “Cozinha dos Pobres”. Em 9 de fevereiro de 1944 iniciou a construção da “Casa Maternal” e do “Berçário”. Em 6 de agosto de 1944, cria o “Departamento Maria Martins de Andrade”, abrangendo todos os serviços destinados à assistência à infância desvalida, nome dado em homenagem à falecida esposa do irmão Cel. Arlindo Ribeiro de Andrade, sendo inaugurado oficialmente em 29 de dezembro de 1944 quando se comemorava o aniversário do nascimento de sua esposa. Em 9 de dezembro de 1944 transferem-se, após as obras concluídas, todas as crianças para o “Berçário Ismênia de Jesus”, vale ressaltar que esta data foi escolhida por ser o aniversário do falecimento de INFORMATIVO C.E.I.J. - Edição Comemorativa 75 Anos - 3


Maria Martins de Andrade. Em 7 de setembro de 1945, D. Maria Máximo inaugura a “Casa Maternal Ismênia de Jesus”. Em 10 de abril de 1947 inaugura o prédio da “Escola Espiritualista Ordem e Progresso”. E em 26 de maio de 1948 inaugura a MEIJ. Foi uma vitória dela, de Miguel, de seus pais, de seus companheiros e acima de tudo do Plano Espiritual. Voltando no tempo, cabe ressaltar que todas as suas realizações concretizaram-se no período da 2ª Guerra Mundial, em plena crise nacional e internacional; além da sua condição de mulher que é um aspecto que também ressalta, pois a sociedade valorizava os homens e sufocava o trabalho da mulher, restringindo-a às atividades domésticas.

Porém não a pensemos sozinha, sem ajuda, sem companheiros leais e denodados. Achegado a ela pelo sofrimento em família, o processo obsessivo desenvolvido numa filha está o grande doador que possibilitou tais realizações materiais, em sua maior parte, o Cel. Arlindo Ribeiro de Andrade. Portador de grandes recursos materiais, o irmão Arlindo convocado pela sua bondade e motivado pelos exemplos, foi valioso auxiliar nas tarefas, posto que a maioria da totalidade de seus bens patrimoniais foi objeto de sua doação. Após sua missão vitoriosa, regressa ao plano da vida eterna. Essa existência terrena pelo vigor de ideal, desprendimento e trabalho, continuou a produzir frutos.

Departamento Maria Martins de Andrade Creche “Ismênia de Jesus”

A

Creche “Ismênia de Jesus” atende cerca de 320 crianças de 1 a 5 anos e 11 meses em período integral oferecendo as condições necessárias ao seu desenvolvimento físico e psicossocial, inteiramente gratuita, oferece às crianças quatro refeições diárias. Realiza atividades diferenciadas com as crianças oferecendo um ambiente facilitador a sua aprendizagem, possibilitandolhes o acesso a informação, a apropriação de conhecimentos, hábitos de cuidados com sua saúde e alimentação; o lazer, o desenvolvimento de atitudes de cooperação, respeito, comunicação e estima buscando a transformação da realidade. Possui em suas dependências: Parquinho com diversos brinquedos que proporciona as crianças um espaço para diversão e recreação. Brinquedoteca que proporciona a criança um lugar para expressar sua cultura e integração social possibilitando a variedade de brinquedos. Permitir a interiorização e vivência da criança com distúrbios de comportamento por meio do jogo e do brinquedo. Sala de Estimulação: sala com colchões coloridos, brinquedões de espuma como: ponte, escada, piscina de bolinha e brinquedos diversificados para estimular o movimento, interação e socialização de crianças de 1 a 3 anos. Sala de Leitura: oferecendo muitos livros, fantoches,

4 - INFORMATIVO C.E.I.J. - Edição Comemorativa 75 Anos

bonecos, TV e vídeo, a fim de estimular a linguagem oral, audição e a expressão artística. A Creche conta com a dedicação de psicóloga, pedagogas, professores e auxiliares de educação, que proporcionam às crianças orientação didática, recreação, higiene, alimentação e todos os cuidados necessários ao seu desenvolvimento. Em todos os finais de ano, é realizada a tradicional “Festa de Natal”, onde se aborda o verdadeiro significado do Natal, as crianças enfeitam as salas com trabalhos artísticos feitos pelas mesmas e professoras. Depois de servido lanche, são distribuídas sacolinhas, montadas por colaboradores da comunidade, contendo brinquedos, roupas e calçados.


Escola Espiritualista “Ordem e Progresso”

F

undada em 10 de abril de 1947, iniciou suas atividades com o intuito de trazer para as crianças internas da Instituição o Ensino Primário. Hoje com quase 65 anos de existência, oferece a comunidade em geral o Ensino Fundamental e Médio. Tem como prioridade promover a sociabilização do educando, o respeito ao próximo, o aprendizado da democracia, o respeito aos direitos e deveres individuais e coletivos, o desenvolvimento de suas potencialidades, a aquisição de conhecimentos e habilidades bem como a formação de atitudes e valores humanos.

No Ensino Fundamental, visa à qualidade de ensino, ressalta a importância de o aluno ter claro os limites de suas ações e o compromisso com os estudos. Comprometimento, organização e disciplina são conceitos que norteiam o trabalho. Através de projetos diversificados que promovem a pesquisa e o diálogo, a criança e o jovem desenvolvem suas habilidades e competências, construindo seu conhecimento. No Ensino Médio, há uma busca para aprimorar e ampliar os conhecimentos que o aluno adquiriu ao longo da vida escolar, acompanhando as transformações do mundo atual, despertando o potencial criativo e crítico. O jovem é preparado para o prosseguimento de estudos em nível superior e para os desafios do mercado de trabalho, mas pautado nos valores humanos que foram resgatados para torná-lo um cidadão que respeite o próximo e o meio am-

biente. Através de seminários e projetos interdisciplinares, os alunos são levados a desenvolver o gosto pela pesquisa. Para garantir uma maior tranquilidade e segurança aos pais, o colégio oferece o período integral para os alunos do 1º ao 5º ano do Ensino Fundamental, os quais permanecem no ambiente escolar com atividades de recreação, oficina de artes, horário para descanso, almoço, lanche, apoio pedagógico para a realização das atividades de casa, laboratórios de informática e multimídias. A família também é convidada a participar das atividades promovidas pela Escola Espiritualista “Ordem e Progresso”, o que proporciona uma maior integração. Os educadores se atualizam constantemente e participam ativamente da vida escolar da criança e do jovem, visando ao seu bem estar durante todo o processo de aprendizagem.

Dispensário Maria Máximo - Departamento de Assistência Social -

O

grande objetivo deste departamento é o atendimento às pessoas carentes e famílias, sejam elas encaminhadas por outros serviços ou aquelas que procuram a nossa Instituição. Este departamento é assessorado por uma Assistente Social, uma Psicóloga e por uma equipe de voluntários que atuam em diversos setores. Durante todo ano o Serviço Social oferece aos assistidos diversos atendimentos, encaminhamentos para a Rede Sócio Assistencial, doações de móveis, roupas, calçados, enxovais de bebê, cobertores, etc. São realizadas visitas domiciliares às famílias das crianças da Creche “Ismênia de Jesus” para acompanhamento e para avaliação dos casos para adquirirem bolsa de estudo fornecidas pela Escola Espiritualista “Ordem e Progresso”.

INFORMATIVO C.E.I.J. - Edição Comemorativa 75 Anos - 5


Programa Famíla Saudável

E

ste Programa oferece as seguintes oficinas: bordado, crochê, corte e costura, culinária, e confecção de enxoval de recém-nascido (destinado apenas às gestantes). Os trabalhos realizados pelas famílias são expostos nas Feiras da Solidariedade que a Prefeitura Municipal de Santos promove, com trabalhos bordados, pintura em tecido, crochês e costuras. As gestantes participantes deste Programa recebem enxoval completo, vale transporte, cesta básica, roupas e utensílios domésticos.

Departamento de Promoções

E

ste Departamento composto por um grupo de voluntários têm o objetivo de angariar fundos através de promoções, tais como: Noite da Pizza; Almoços de Massas; Bazar de Miudezas; Bazar de Roupas Usadas e Seminovas; Móveis Usados e Restaurados; Aluguel de Imóveis; Quadro Associativo e Doações.

Corte e Costura

U

m grupo de voluntárias confeccionam roupas para as crianças da Creche “Ismênia de Jesus”, aniversariantes de cada mês e também confeccionam peças para o bazar com materiais doados.

Prato de Sopa

O

C.E.I.J. mantém esta atividade que se iniciou em 24 de agosto de 1941 com o fornecimento diário de alimentação, no horário das 12h30 às 14h. Essa alimentação é realizada durante todo o ano, sendo servida em 365 dias sem interrupção de finais de semana ou feriados. Devido a complexidade de problemas trazidos pelos irmãos nessa condição social são oferecidos inúmeros outros recursos, tais como: Assistência Material: instalações sanitárias, banho, distribuição de roupas, calçados, aparelhos de barbear, sabão, sabonete, curativo, corte de cabelo e barba. Assistência Espiritual: palestra das 12h40 às 13h, com leitura e comentário do “Evangelho Segundo o Espiritismo” e a Prece, com o objetivo de despertar sentimentos de acordo com a Moral Cristã. Atendimento Fraterno individual aos que solicitam ajuda. Terapia Comunitária: momento que as pessoas se reúnem em grupo para troca de experiências, para serem ouvidos e respeitados. Cinema: apresentação de um filme por semana, toda sexta-feira após o almoço. A última semana do mês os próprios participantes escolhem o filme. Este Departamento também conta com a participação de colaboradores voluntários, os quais fazem um trabalho humanitário e espiritual de grande valor para esta comunidade. 6 - INFORMATIVO C.E.I.J. - Edição Comemorativa 75 Anos


Departamento Sócio-Cultural

Biblioteca e Livraria

A

Biblioteca do CEIJ é constituída das principais Obras Espíritas, recebe doações de livros e as disponibiliza por empréstimos para a comunidade em geral, objetivando incentivar a leitura edificante e enriquecedora que as Obras Espíritas nos oferecem. Também realiza a venda de livros espíritas novos através da Livraria do CEIJ, sempre objetivando a divulgação e os ensinamentos da Doutrina Espírita.

Departamento de Doutrina Palestras, Passes e Orientações - Aberto ao público em geral; Sessões Privativas - Reuniões de desobsessão privativas; Estudos Mediunico e Vibrações - Reuniões privativas; Mocidade Espírita “Ismênia de Jesus” - Oferece o estudo da Doutrina Espírita para jovens a partir dos 15 anos de idade; Evangelização Infanto Juvenil - Oferece a Evangelização Espírita para crianças de 4 a 14 anos de idade; EGESE - Estudo em Grupo do Evangelho Segundo o Espiritismo; ESDE - Estudo Sistematizado da Doutrina Espírita; Atendimento Fraterno: Consiste em receber fraternalmente aquele que busca o CEIJ; Grupo de visita Fraterna “Maria Dolores” - Este grupo tem como objetivo visitar asilos, creches, hospitais, residências, pessoas acamados quando solicitado por familiares, e outros com o objetivo de levar o Evangelho de Jesus e conforto espiritual para os irmãos necessitados.

Sub Sede em Ribeirão Pires

N

a cidade de Ribeirão Pires, o C.E.I.J. mantém sua Sub-Sede (Centro e Creche), onde a Diretoria e irmãos desta cidade, exercem trabalhos de idêntica finalidade.

Lar Escola “Ismênia de Jesus”

O

Lar Escola “Ismênia de Jesus” com serviço educacional, recreativo e espiritual, atende crianças de 1 a 5 anos. Esse atendimento inteiramente gratuito, é realizado em parceria com a Prefeitura Municipal de Ribeirão Pires através de convênio.

Departamento Sócio-Espiritual-Cultural Palestras, Passes e Orientações - Aberto ao público em geral; Sessões Privativas - Reuniões de desobsessão privativas; Mocidade Espírita - Oferece o estudo da Doutrina Espírita para os jovens; Evangelização Infanto Juvenil - Oferece a Evangelização Espírita para crianças; Biblioteca - Possui as principais Obras Espíritas e disponibiliza por empréstimos para a comunidade em geral; Atendimento Fraterno - Consiste em receber as pessoas que procuram a casa em busca de alívio para seus males, conforto para suas dores; Cursos de Doutrina Espírita - Estudos em grupos com apostilas, as Obras da Codificação e obras complementares de André Luiz e Emmanuel; INFORMATIVO C.E.I.J. - Edição Comemorativa 75 Anos - 7


C.E.I.J o Espírita "Ismênia de J esus" .E.I.J.. - Centr Centro Jesus" CASA DOS POBRES

#

Fundado em 01/01/1937

Sede Santos - R. Campos Melo, 312 - Tel. (13) 3202-8080 / Tel/Fax (13) 3202-8083 www.ismeniadejesus.org.br E-mail : administracao@ismeniadejesus.org.br Sub-sede Ribeirão Pires - R. Cap. José Galo, 1074 e 1514 - Tel. (11) 4828-1146 ou 4828-3103

Atividades do CEIJ

Campanhas permanentes

Segunda-feira 13h - Departamento de Costura. 19h - Atendimento Fraterno, Orientações. 19h30 - Mocidade Espírita. 19h45 - Evangelização Espírita Infanto-Juvenil. 20h - Palestra e Passes.

Campanha do Enxoval para Recém-nascido Arrecadação de peças para composição de enxovais.

Terça-feira 13h - Departamento de Costura. 13h - Curso Família Saudável / Gestantes, Costura e Distribuição de roupas. 14h15 - Atendimento Fraterno, Orientações. 15h - Palestra e Passes. 20h - Reunião Privativa - Desobsessão, Estudo em Grupo do Evangelho Segundo o Espiritismo - EGESE. Quarta-feira 12h - Terapia Comunitária. 20h - 1a - 3a e última semana - Educação e aperfeiçoamento Mediúnico. Quinta-feira 08h - Fornecimento de roupas para mulheres e crianças da comunidade. 13h - Curso Família Saudável / Gestantes / Costura e Culinária. 20h - Encontro de Estudos Sistematizado da Doutrina Espírita ESDE. 17h30 - Reunião quinzenal da Diretoria Executiva. Sexta-feira 20h - Reunião Privativa - Desobsessão. Sábado 15h - Grupo de Visita Fraterna “Maria Dolores” e Ensaios do Coral Vozes do CEIJ. Domingo 15h - Grupo de Visita Fraterna “Maria Dolores”. ********** Prato de Sopa e Evangelho Todos os dias às 12h30 Creche "Ismênia de Jesus" de 2a à 6a das 7h às 17h. Escola Espiritualista "Ordem e Progresso" Ensino Fundamental e Médio Período Integral para alunos do 1o ao 5o Ano do E.F. Bazar Beneficente de 2 à 6 das 9h às 18h e sábados das 9h às 13h. a

a

Campanha Prato de Sopa Arrecadação de gêneros alimentícios, aparelhos de barbear, sabonetes, roupas, etc. Campanha do Reaproveitamento Recebimento de doações de móveis, roupas, utilidades domésticas, livros, brinquedos, etc. Campanha Colaborador Contribuinte Seja um Colaborador Contribuinte do CEIJ e ajude a manter suas Obras Assistenciais. Campanha Faça uma Criança Sorrir Apadrinhe uma criança da Creche “Ismênia de Jesus” para fornecer a tradicional Sacolinha de Natal.

Agradecimento Queridos irmãos, Se conseguimos ampliar alguns setores de serviço, sem deixar de atender aos que existem, Se logramos conseguir qualquer êxito nos intentos a que nos dispusemos, Se aqui estamos nos dirigindo aos irmãos colaboradores para levar-lhes o nosso agradecimento por tudo que fizeram por esta Casa de Caridade, Se nos dispomos a ratificar os pedidos de colaboração para ter sempre o seu apoio nas realizações comuns, Se todo esse trabalho a serviço do bem, está sendo realizado, com toda a certeza, se não fosse a sua participação, boa vontade e ideal de servir... enfim, nada disto seria possível. Senhor Jesus, nós te agradecemos: A música da oração, o regozijo da fé, a mensagem de amor, a alegria do lar, o apelo a fraternidade, o júbilo da esperança, a bênção do trabalho, a confiança no bem, o tesouro da tua paz e a confiança no futuro!... Entretanto, oh! Divino Mestre, de corações voltados para o teu coração, nós te suplicamos algo mais!... Concede-nos, Senhor, o dom inefável da humildade para que tenhamos a precisa coragem de seguir-te os exemplos! Continuemos. O trabalho é nosso, a serviço de uma comunidade, da nossa evolução, para realização de todos nós. Diretoria Executiva - 2010/2012

www.ismeniadejesus.org.br


Edicao comemorativa 75anos