Page 1

Venha dançar com a gente - Estúdio de Dança Rafaella Angélica - (37) 9 9196-6670

Nova Serrana-MG, sexta-feira, 18 de janeiro de 2019 | Ano XIV | Nº 1610 | R$2,50

Pagamento dos servidores exonerados em dezembro será pago de forma escalonada Após reuniões, vídeos e falas polêmicas prefeitura acorda pagamento escalonado do saldo de dias trabalhados a partir da próxima quinta-feira


NOVA SERRANA-MG | SEXTA-FEIRA, 18 DE JANEIRO DE 2019 | ANO XIV | Nº 1610

2

Já estão abertas as inscrições para curso gratuito de informática básica do CVT/Uaitec em Nova Serrana “Uma esmola pelo amor de Deus” Uma esmola pelo amor de Deus - Uma esmola, meu, por caridade - Uma esmola pro ceguinho, pro menino - Em toda esquina tem gente só pedindo - Uma esmola pro desempregado - Uma esmolinha pro preto pobre doente - Uma esmola pro que resta do Brasil- Pro mendigo, pro indigente

O Centro Vocacional Tecnológico (CVT/Uaitec) de Nova Serrana está oferecendo gratuitamente cursos de informática básica pra a população Nova Serrana. Segundo divulgado pela prefeitura as inscrições já estão abertas e podem se inscrever pessoas a partir de 12 anos

com qualquer nível de escolaridade. É importante ainda salientar a população que as vagas são limitadas e preenchidas por ordem de inscrição, que devem ser realizadas na sede do CVT de segunda a sexta, de 8h às 17h. Ainda segundo as informa-

ções repassadas pela prefeitura as aulas acontecerão duas vezes na semana, nas segundas e quartas ou nas terças e quintas. O horário pode ser escolhido no ato da inscrição mediante disponibilidade. O curso tem duração de quatro meses e começa no dia 11 de fevereiro. Todos os par-

ticipantes receberão certificado de conclusão ao final das aulas. O CVT/Uaitec em Nova Serrana fica localizado na Avenida Dom Cabral, 375, no bairro Jardim do Lago, para mais informações os interessados podem entrar em contato pelo telefone 3226-5049.

3ª etapa do Memorial é apresentado pela Paróquia de São Sebastião Acontece até no próximo domingo, dia 20 de janeiro, na Paróquia de São Sebastião, as festividades do padroeiro e a apresenta a terceira etapa do Memorial. A exposição tem o objetivo de contar a história da Paróquia e da cidade. Além da visitação, muitas pessoas contam suas histórias e as relembram através das memórias. O projeto acontecerá até o ano de 2024, quando a Paróquia comemorará cem anos de existência, e a cada ano terá novos temas e materiais como documentos, fotografias e objetos relacionados a esse tema. O Memorial está sendo realizado pela Paróquia de São Sebastião, AMAR – Amigos Associados do Renascer, 120º Grupo Escoteiro Bravos da Serra e Grupo Renascer. A curadoria do projeto é de responsabili-

dade do professor Reginaldo Silva. Segundo os organizadores a terceira etapa do Memorial vem contemplar a tradição familiar e o processo educacional da cidade. Não se trata apenas da educação escolar formal, mas da formação oferecida pela igreja e suas ne-

cessidades: os grupos de estudos, a catequese, os movimentos e suas doutrinas, os encontros pastorais, de jovens e até mesmo os grupos que se reúnem para pequenos estudos. Os organizadores seguindo no raciocínio ainda apontam que no caso da influência da igreja na vida da cidade temos a

criação do Colégio São José e as primeiras células para a criação de uma faculdade. Tudo isso como fonte do processo educacional. O Memorial fica aberto até o dia 20/01. Durante a semana o horário é de 17h às 21h, no sábado e domingo será de 08h às 21h, no Centro Social.

Este parágrafo acima foi tirado de uma música da consagrada banda mineira Skank e para sermos sinceros, parece que ela está sendo cantada cada vez mais em Minas, pelos prefeitos, pelos servidores públicos, pelos pais de família que agora tem que implorar para que o salário dos serviços prestados seja enfim pagos. Nesta semana o desgaste se instaurou definitivamente e o que pudemos ver foi servidores sendo desmerecidos em meio aos ânimos exaustados, profissionais que são cruciais para o desenvolvimento de nossa cidade chorando por falta do que comer e em meio a esse cenário, um prefeito que em seus olhos já pode ser visto o cansaço e o peso que é administrar uma cidade como Nova Serrana. Durante a reunião com o chefe do executivo um dos servidores falou em alto e bom som, “viemos aqui não para brigar, mas para suplicar por uma solução”, outra servidora com a voz emocionada e os olhos cheios de lagrimas disse, “estou sendo despejada, ontem uma amiga falou que vendeu seu telefone para poder comprar comida”. Esse, caros leitores, é o quadro que temos vivenciado, e mediante as críticas e justificativas, ouvimos que a cidade não tem dinheiro, que não é falta de planejamento, que parece que as pessoas estão vivendo em outro planeta. Foi proposto que os vereadores abrissem mão dos repasses para câmara, ou melhor que adiassem o pagamento do repasse para a Câmara para que situação fosse sanada de imediato. O fato foi aceito, pelo legislativo, mas conforme apontado pelo próprio prefeito essa seria uma solução inconstitucional e por si não pode ser feita. Quando olhamos de fora, vemos um homem que tem fé, mas que está envelhecendo, com barba na cara e a sensação de que está carregando o mundo em suas costas, e do outro, sim do outro temos pessoas que estão envelhecendo, com rugas pelo rosto de chorar pela necessidade de apenas receber o salário que lhes é devido com a sensação de um vazio no estomago, não por ânsia de vômito, mas por que já está faltando na mesa o que comer. A crise está instaurada e se você pensa que em breve será solucionada, é necessário, para aqueles que não dependem de receber recursos provenientes de prestação de serviços ou venda de produtos para os órgãos públicos, dar uma boa repensada. O acerto é a ponta o iceberg afinal se usar os recursos do dia 30 para pagamento das rescisões, ou do dia 10 como é proposto, como será pago a folha dos servidores que estão trabalhando desde o princípio de janeiro? Bom o rolo compressor se torna ainda mais impactante quando o nosso passarinho vem e canta em nossa janela a informação de que, desde meses passados nenhum fornecedor recebe um centavo por parte da prefeitura. E se você pensa que as coisas estão boas para os comissionados, aqueles secretários e diretores que recebem altos salários, bom ai você novamente está enganado, afinal, de todos os secretários que restaram apenas três não estão exonerados, são eles a procuradora (que está grávida), a secretária de Educação (que é efetiva) e o chefe de gabinete (que deve ser o braço direito do prefeito). Todo o restante está fazendo do trabalho público quase que uma obra franciscana, ou pelo menos assim esperamos, afinal o caixa não vai se ajustar tão cedo e o trabalho “voluntário”, será que vai ser cobrado posteriormente? O fato final é que o jogo de cintura por parte do executivo terá que ser bem maior do que o esperado e isso em um ano crucial para sua gestão. Essa semana eram esperados cerca de R$ 1,5 milhões de ICMS por parte do Governo do Estado e só chagaram R$ 500 mil. Esses dados acima mostram apenas que o ano será longo e que o prefeito coloque as barbas que agora tem de molho, que prepare o estômago, a paciência e reforce sua fé e criatividade. E por fim que lembre bem deste outro trecho da música indicada no inicio deste texto. “Essa quota miserável da avareza, se o país não for pra cada um, pode estar certo não vai ser pra nenhum, não vai não, não vai não, não vai não, no hospital, no restaurante, ...., no Mário Filho, no Mineirão”.


NOVA SERRANA-MG | SEXTA-FEIRA, 18 DE JANEIRO DE 2019 | ANO XIV | Nº 1610

3

Pagamento dos servidores exonerados em dezembro será pago de forma escalonada Após reuniões, vídeos e falas polêmicas prefeitura acorda pagamento escalonado do saldo de dias trabalhados a partir da próxima quinta-feira

Na Manhã desta quinta-feira, dia 17 de janeiro foi realizado na prefeitura de Nova Serrana um encontro entre o prefeito Euzebio Lagos, secretários, vereadores e representantes dos servidores municipais que reivindicam o pagamento dos acertos referente ao ano de 2018. A reunião se deu após ter acontecido uma assembleia dos servidores públicos municipais juntamente com o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Nova Serrana (Sisnova) onde foi formada uma comissão que buscaria junto ao executivo o pagamento dos valores atrasados. Conforme foi informado pelo secretário de Administração Municipal, são aproximadamente 1.400 servidores que foram exonerados em dezembro de 2018, e que aguardam para receber as rescisões que somam em torno de R$ 3,5 milhões. Todo o processo foi desencadeado após o executivo municipal ter ressaltado que todos os servidores receberam os salários referentes ao mês de dezembro de 2018. Com exceção das rescisões. O que na visão de integrantes da comissão foi uma “nota tendenciosa”, uma vez que o saldo do salário referente aos dias trabalhados em dezembro do último ano ainda não foi pago e seria repassado juntamente com o acerto dos contratados.

Desgaste O posicionamento do executivo movimentou um desgaste junto aos profissionais que tiveram o contrato encerrado no mês de dezembro, sendo discutido pelos servidores até uma mobilização e passeata solicitando o pagamento da rescisão. A situação foi ajustada pelo Sisnova que buscou o diálogo e intermediar a situação vivenciada tanto pelos servidores (a quem presa pelo cuidado), quanto pelo devedor que é o executivo. “Foi falado que poderíamos fazer manifestações e nós do sindicato buscamos sempre o diálogo e promovemos o debate, fizemos a assembleia e formamos a comissão para buscar o direito do servidor. Tínhamos cerca de 350 pessoas para colocar nas ruas, mas optamos por conversar e buscar a me-

lhor forma de ajustar a situação”, disse Sônia Maria de Jesus, presidente do sindicato. Sônia ainda salientou que o objetivo da mobilização não é fazer algazarra e que a assembleia aconteceu porque tem pessoas passando por situações criticas a ponto de serem despejadas e sem ter ao menos o que comer em suas casas. Contudo a realização da assembleia não foi marcada apenas por propostas, mas a reação com o executivo foi abalada devido a exaltação por parte do secretário de Governo. Segundo informado pelo vereador Willian Barcelos, “o secretário chegou a afirmar que se dependesse dele os servidores não teriam recebido o salário desde outubro e ai sim veriam o que é falta de planejamento”, salientou Willian. Segundo o servidor Luiz Fidelis, que faz parte da comissão dos servidores que foi ao executivo, houve um desgaste por parte do secretário que em determinado momento do debate perdeu o controle emocional e “exaltou os seus ânimos”. O servidor ressaltou que a proposta que foi apresentada inicialmente de pagamento parcial somente no dia 30 não atendia a classe, isso porque tem servidores que necessitam de uma solução imediata. O servidor ainda ressaltou que esse é o primeiro passo de muitos outros que necessitam ser tratados quanto aos servidores municipais. “Os salários são apenas o primeiro passo, quando somos trazidos para uma reunião e somos colocados do lado de fora da sala enquanto os vereadores, secretários e o prefeito se reúnem a portas fechadas apontam um outro problema que precisa ser resolvido, os servidores precisam ser ouvidos e serem inseridos na discussão, se tivesse um representante da classe quando vocês agora a pouco definiram essa proposta já teriam ouvido a posição dos servidores e caminhado em outra direção”, disse Luiz Fidelis.

não podem ser quitados com os recursos do FUNDEB que são repassados em janeiro, pelo fato de ser uma verba direcionada. O prefeito ainda foi duro ao se posicionar quanto a postura dos servidores e a compreensão sobre o debate e forma como foi conduzido. “Não é falta de planejamento, Minas está falido, tem cidades que não pagam salários desde outubro, sem falar que historicamente em Nova Serrana as rescisões são pagas em janeiro, em 2017 tínhamos recursos e optei por pagar adiantado, mas não é o que aconteceu este ano. Acho que vocês estão vivendo em outro planeta, a prefeitura não é banco, se tivéssemos o dinheiro teríamos pago, como estamos colocando todo o dinheiro disponível, que agora são R$ 500 mil para o pagamento, a nossa intenção é pagar o quanto antes, mas não temos dinheiro”. Afirmou o prefeito.

Proposta acordada

Segundo informado pelo secretário de Governo, Eneas Fernandes, atualmente o município conta com o caixa de R$ 500 mil que podem ser usados para o pagamento das rescisões. A expectativa do governo quanto elaborou a proposta, no entanto era que até o dia 30 de janeiro pudesse ser liquidado R$1,5 milhão que seriam direcionados aos servidores com renda valores de até R$ 2 mil a serem recebidos. Após debate e apresentação de opiniões dos servidores, ficou acordado na reunião que o executivo realizará na próxima quinta-feira, dia 24 de janeiro, o pagamento dos salários (saldo de dias trabalhados) dos servidores de forma escalonada, partindo dos que tem menores valores a serem recebidos e que dependem mais destes recursos, ou em sua totalidade de acordo com a possibilidade de recebimento de novos repasses do governo. Durante os debates o prefeito Euzebio Lago fez questão de O restante do saldo dos dias trabalhados será pago de forma reforçar que a situação vivenciada é causada pela falta de escalonada, sendo previsto ainda o pagamento do valor resrepasses do ano de 2018, e ainda indicou que os valores tante das rescisões deverá ser pago no dia 10 de fevereiro.

Posicionamento do prefeito


NOVA SERRANA-MG | SEXTA-FEIRA, 18 DE JANEIRO DE 2019 | ANO XIV | NÂş 1610

4 PM de Nova Serrana realiza apreensão de grande quantidade de fumo para falsificação de cigarro

Três suspeitos foram presos um com registro criminal por fabricação de cigarro sem licença ambiental. Nota fiscal falsificada da carga tambÊm foi apresentada pelos suspeitos Em Nova Serrana a Polícia Militar realizou na noite da última quarta-feira, dia 16 de janeiro de 2019, uma grande apreensão de fumo, que provavelmente seria utilizado para falsificação cigarros. Segundo os registros policiais a apreensão aconteceu por meio de uma ação conjunta do Serviço de Inteligência da Polícia Militar de Minas Gerais com a Polícia Ro-

doviåria Federal. A Apreensão aconteceu após os militares abordarem dos suspeitos identificados com idade de 29 e 37 anos na Avenida Minas Gerais, bairro Industrial. Foi então localizado em um galpão onde estavam os suspeitos uma grande quantidade de fumo, o qual segundo informado pela PM possivelmente seria usado para a fabricação de cigarro falsifi-

Cartório de Registro de Imóveis de Nova Serrana Endereço: Rua Vereador Jesus Martins, 45, Sala 201, Centro, Nova Serrana, MG - 35519-000

EDITAL DE INTIMAĂ‡ĂƒO DE DEVEDOR FIDUCIANTE COMARCA DE NOVA SERRANA - EDITAL DE INTIMAĂ‡ĂƒO O/A Oficial do CartĂłrio de Registro de ImĂłveis da Comarca de Nova Serrana, com base no parĂĄgrafo 4Âş, do art. 26, da Lei nÂş 9.514/1997, vem intimar o(a) devedor(a) fiduciante, WENDEL IZUMIYAMA YOSHYMURA, CPF 069.891.576-31 e MARIA APARECIDA CAMPOS CPF 071.470.536-56, que estĂĄ(ĂŁo) em lugar(es) ignorado(s), incerto(s) ou inacessĂ­vel(eis), para se dirigir(em), preferencialmente, ao endereço do(a) credor(a) fiduciĂĄrio(a) BANCO DO BRASIL S/A CNPJ 00.000.000/273910., ou ao endereço do CartĂłrio de Registro de ImĂłveis da Comarca de Nova Serrana, Rua Vereador Jesus Martins, 45, Sala 201, Centro, Nova Serrana - MG, de segunda a sexta-feira, de 10:00 Ă s 17:00 horas, e satisfazer, no prazo de quinze dias, contados a partir da Ăşltima publicação deste edital, que serĂĄ publicado em trĂŞs dias consecutivos, o encargo no valor de R$ 52.208,83, em 14/01/2018, sujeito Ă  atualização monetĂĄria, juros de mora e despesas de cobrança atĂŠ a data do efetivo pagamento, somando-se tambĂŠm os encargos que vencerem no prazo desta intimação, relativo ao contrato nÂş 235403972 e garantido por alienação(Ăľes) fiduciĂĄria(s) registrada(s) na(s) matrĂ­cula(s) nÂş(s) 45.614, do Livro 2 Âą Registro Geral, do CartĂłrio de Registro de ImĂłveis de Nova Serrana - MG. Na hipĂłtese de o pagamento ser efetuado diretamente ao credor, o recibo deverĂĄ ser apresentado ao CartĂłrio de Registro de ImĂłveis de Nova Serrana - MG. Caso o pagamento nĂŁo seja realizado diretamente a(o) credor(a), o pagamento perante a Serventia deverĂĄ ser por meio de cheque DGPLQLVWUDWLYR RX YLVDGR FRP D FOiXVXOD ÂłQmR j RUGHP´ QRPLQDO DR FUHGRU ILGXFLiULR RX D VHX FHVVLRQiULR 2 QmR cumprimento da referida obrigação, no prazo de 15 (quinze) dias, garante o direito de consolidação da propriedade do imĂłvel em favor do credor fiduciĂĄrio BANCO DO BRASIL S/A, CNPJ 00.000.000/2739-10., nos termos do art. 26, §7Âş da Lei 9.514/1997. E, para que chegue ao conhecimento do(a) devedor(a), expediu-se este edital.

Nova Serrana, 14 de janeiro de 2018

Marco Paulo GuimarĂŁes Amaral Oficial de Registro

cado. Durante as diligĂŞncias compareceu ao local um terceiro suspeito, identificado com idade de 33 anos o qual apresentou aos policiais uma nota fiscal do produto encontrado no galpĂŁo, contudo ao checarem o documento foi constatado que a nota fiscal era “falsaâ€?. A PM ainda informou que o suspeito identificado com idade de 33 anos, tem pas-

sagem criminal por operar atividade de fabricação de cigarros, sem a devida licença ambiental, registrada no ano passado. Diante dos fatos os indivíduos foram presos e conduzidos a Delegacia de polícia. O material apreendido esta sob escolta policial militar, e os fiscais da Receita Estadual jå estão no local para promover os trabalhos conforme determina o protocolo.


NOVA SERRANA-MG | SEXTA-FEIRA, 18 DE JANEIRO DE 2019 | ANO XIV | Nº 1610

5 Santa Mônica Vence licitação O ovo quebrado! Q para plano de saúde dos Juliano Azevedo servidores municipais de NS O Grupo Santa Mônica, que está construindo um hospital de media e alta complexidade em Nova Serrana, através do Plano Saúde Vida, venceu o processo licitatório realizado pelo executivo municipal na tarde desta quintafeira, dia 17 de janeiro. A Unimed, empresa que atualmente presta serviços de plano de saúde para os servidores, por meio de contrato firmado com o executivo, perdeu a licitação e foi desclassificada por falta de apresentação de documentos. Entre as especificações determinadas no processo licitatório estava a amplitude do atendimento, tendo a obrigatoriedade de disponibilização de oncologista e psiquiatra entre as especialidades, e ain-

da foi cobrado o raio de alcance do atendimento hospitalar, sendo necessário a apresentação de documentação comprobatória de convênio firmado com hospitais na região e na capital mineira, o que foi apresentado pela empresa vencedora. Com a concretização da licitação, assim que assinado o contrato o Saúde Vida, plano de saúde coorporativo do grupo Santa Mônica, passa a ser a prestadora de serviços ofi-

cial dos servidores de Nova Serrana que utilizam o benefício da assistência hospitalar. É ainda importante ressaltar que segundo dito pelo prefeito, na solenidade de lançamento da obra do hospital em Nova Serrana, Grupo Santa Mônica investirá até a conclusão por completo da unidade recursos na ordem de R$ 100 Milhões. De acordo com anunciado o Hospital tem a previsão de ini-

cio das atividades já para o mês de abril deste ano. O Hospital em Nova Serrana contará com cerca de 20 mil metros quadrados de obra e até heliporto para os maiores helicópteros de transporte de pacientes. Ainda segundo divulgado o plano Saúde Vida, que está diretamente ligado ao Hospital Santa Mônica conta atualmente com uma cartela de aproximadamente 45 mil clientes, destes 10 mil são de Nova Serrana.

Governo Federal determina reajuste de 3,43% para benefícios do INSS acima do salário mínimo O Governo Federal, divulgou nesta quarta-feira, dia 16 de janeiro, após portaria publicada no diário Oficial da União que, os segurados da Previdência que recebem acima do salário mínimo terão seus benefícios reajustados em 3,43%, conforme o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC). O índice foi oficializado por meio de portaria do Ministério da Economia, e o reajuste praticado pelo governo é retroativo a 1º de janeiro de 2019. As faixas de contribuição ao INSS (Instituto do Seguro Social) dos trabalhadores empregados, domésticos e trabalhadores avulsos também foram atualizadas. E vale lembrar que o teto dos benefícios pagos pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) passa a ser de R$ 5.839,45 (antes era de R$ 5.645,80). O INSS informou que as alíquotas são de 8% para aqueles que ganham até R$ 1.751,81; de 9% para quem ganha entre R$ 1.751,82 e R$ 2.919,72; e de 11% para os que ganham entre R$ 2.919,73 e R$ 5.839,45. Essas alíquotas, relativas aos salários de janeiro, deverão ser recolhidas apenas em feverei-

ro, uma vez que, em janeiro, os segurados pagam a contribuição referente ao mês anterior. VALORES O piso previdenciário, valor mínimo dos benefícios do INSS (aposentadoria, auxílio-doença, pensão por morte) e das aposentadorias dos aeronautas, será de R$ 998,00. O piso é igual ao novo salário mínimo nacional, fixado em R$ 998 por mês em 2019. Segundo publicado, para aqueles que recebem a pensão especial devida às víti-

mas da síndrome da talidomida, o valor sobe para R$ 1.125,17, a partir de 1º de janeiro de 2019 e no auxílioreclusão, o salário de contribuição terá como limite R$ 1.364,43. Também foi definido que o Benefício de Prestação Continuada da Lei Orgânica da Assistência Social, que é destinado a idosos e a pessoas com deficiência em situação de extrema pobreza a renda mensal vitalícia e as pensões especiais para dependentes das vítimas de hemodiálise da cidade de Caruaru (PE) também

sobem para R$ 998,00. Já o benefício pago a seringueiros e a seus dependentes, com base na Lei nº 7.986/89, passa a valer R$ 1.996,00. A cota do salário-família passa a ser de R$ 46,54 para o segurado com remuneração mensal não superior a R$ 907,77, e de R$ 32,80 para quem tem remuneração mensal superior a R$ 907,77 e inferior ou igual a R$ 1.364,43. Fator de reajuste dos benefícios concedidos de acordo com as respectivas datas de início, aplicável a partir de janeiro de 2019.

uando aprendem a construir frases, as crianças começam a tagarelar e a questionar o mundo. Entendem que as perguntas abrem portas para o conhecimento. Por volta dos três, quatro anos de idade, elas são despertadas pela curiosidade e usam e abusam das dúvidas. Muitos pais se irritam, acham que os filhos se excedem, mas essa é a fase da infância para a construção da própria identidade. Por isso, é preciso ter cuidado com o que se fala a elas. Com um universo pequeno de referências, as crianças podem ter interpretações diferentes da esperada do emissor da mensagem. Algumas situações provocam histórias engraçadas, como o caso da avó com suas netinhas. A matrona da família possui algumas aves poedeiras, ninhos espalhados pelas árvores frutíferas e um galo reinando e comandando a frequência de quem bota no quintal. O galináceo garante meia dúzia de ovos por dia, para uso no desjejum e nas dietas milagrosas, nos pratos do almoço e nas quitandas servidas com o cafezinho mineiro ao longo das visitas cotidianas. Ela também tem duas netas, uma de sete e outra de cinco anos, com suas perguntas curiosas e suas espertezas. As meninas querem ajudar em tudo: lavar vasilha, fazer suco, arrumar os brincos, separar as roupas, usar os sapatos, viajar imaginariamente com as malas da casa. A avó, orgulhosa, corujona, participativa no desenvolvimento criativo das netas, vibra com o que elas aprontam. Juntas, elas inventam brincadeiras, jogam baralho, assistem a todos os desenhos repetidos na televisão, dividem o celular, ora usado para vídeos do Youtube, ora para vídeos do WhatsApp. Na hora da visita ao galinheiro, animadas, percorrem os ninhos recolhendo a produção caseira do dia. A mais nova arruma o cabelo, balançando os cachos para trás, certa que encontrará um tesouro no mato. A de sete anos é mais criteriosa, analítica, aponta o dedo certeiro para onde os ovos estão escondidos. Certa vez, a menorzinha quis carregar os ovos na camiseta dobrada, estilo uma capanga, presa pelos dentes. Encontraram a mesma meia dúzia garantida pelo galo. Porém, por um tropeço, um dos ovos caiu e quebrou. Sem graça, dirigiu-se à avó pedindo desculpas com um olhar arrependido. Ela disse que não tinha problema e relembrou uma história de sua primeira gravidez. Contou às netinhas: quando eu estava grávida do seu tio mais velho, barriguda, faltando alguns dias para os nove meses serem completados, deixei uma caixa de ovos cair no chão. Todos quebraram. No outro dia, fui parar no hospital e o bebê nasceu. As netas ficaram desconfortáveis e se entreolharam. Uma fumacinha quase apareceu de suas cabecinhas. Aparentaram nervosismo e ficaram mudas. Não havia sorriso de nenhuma delas. Muito menos sinal de choro. Mas a avó percebeu uma certa apreensão após o relato das antigas. A de sete anos suspirou profundamente, demonstrou coragem e fez a pergunta: “Vovó o que acontecerá com a minha irmã amanhã?” O ovo quebrado permaneceu em silêncio! Despreocupado. Não precisava se intrometer naqueles porquês...

Juliano Azevedo, é Jornalista, Professor, Escritor, Terapeuta, Mestre em Estudos Culturais Contemporâneos www.blogdojuliano.com.br E-mail: julianoazevedo@gmail.com Instagram: @julianoazevedo


NOVA SERRANA-MG | SEXTA-FEIRA, 18 DE JANEIRO DE 2019 | ANO XIV | Nยบ 1610

6

Profile for silveira

O Popular 1610  

O Popular 1610  

Profile for silveira
Advertisement