Page 1

PM apreende quadrilha de menores com arma e drogas no bairro Bela Vista

Nova Serrana-MG, quarta-feira, 07 de março de 2018 | Ano XIII | Nº 1416 | R$2,50

Nova Deliberação Normativa de licenciamento ambiental entra em vigor no Estado Adequações são tema de palestra do Sindinova; conquista foi alcançada pela entidade em parceria com o deputado Fábio Avelar

Narguilé com os dias contados Cachimbo que teve venda proibida para crianças e adolescentes em Nova Serrana deverá ter sua venda proibida e determinada ainda no Estatuto da Criança e do Adolescente

CO LU N I STA S Léo Junqueira Lucas Couto

Páginas 4 e 5


NOVA SERRANA-MG | QUARTA-FEIRA, 07 DE MARÇO DE 2018 | ANO XIII | Nº 1416

2

Nova Deliberação Normativa de licenciamento ambiental entra em vigor no Estado

Vítimas de nossa própria inoperância!

N

Adequações são tema de palestra do Sindinova; conquista foi alcançada pela entidade em parceria com o deputado estadual Fábio Avelar Entrou em vigor nesta terçafeira (06/03), a Deliberação Normativa 217/2017, que estabelece critérios para classificação das indústrias segundo o porte e potencial poluidor, bem como os critérios locacionais a serem utilizados para definição das modalidades de licenciamento ambiental de empreendimentos e atividades utilizadores de recursos ambientais no Estado. Após dois anos de atuação do Sindicato Intermunicipal das Indústria de Calçados de Nova Serrana (Sindinova), na pessoa de seu presidente,

Pedro Gomes da Silva, e do deputado estadual Fábio Avelar (Avante), as indústrias de calçados foram reenquadradas como empresas não poluidoras na nova Deliberação Normativa. A conquista impede que as empresas sejam autuadas pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente por estar inadequada à antiga norma. A publicação da DN 217/2017 foi feita no Diário Oficial de Minas Gerais há 90 dias. Na ocasião, o Diário Oficial publicou também a revogação da DN 74/2004, que estabelecia formas de classificação

de empreendimentos e de terações que ocorreram no atividades modificadoras do licenciamento ambiental do Meio Ambiente. estado para o setor calçadista. A palestra será ministrada pelo PALESTRA - O Espaço analista ambiental da FIEMG Sindinova receberá, na nesta Regional Centro-Oeste, Túlio quinta-feira (08/03) a palestra de Sá, que esclarecerá dúvidas “Deliberação Normativa 217/ e orientará os presentes sobre 2017”, que tratará sobre as al- os novos procedimentos.

Palestra “Deliberação Normativa 217” 8 de março de 2018, quinta-feira 19 horas Espaço Sindinova Entrada franca Confirmação de presença: 3228-8500 com Lívia.

este fim de semana nossa redação, ou melhor a família Popular ganhou mais um integrante, nosso edi tor ganhou mais um netinho, e o menino que nasceu cheio de saúde em um lar que o ama terá pela frente uma sociedade completamente diferente da que hoje vivemos. Quando olhamos para os nossos filhos e netos, quando olhamos para a sociedade na qual vivemos é impossível não refletir e já se preocupar com a sociedade em que nossos pequenos vão crescer e se desenvolver. Ao percebermos que nas escolas nossos filhos não estão mais seguros, porque um louco que trabalha na instituição entra no ambiente de refugio dos pequenos e os incendeia. Quando olhamos para fora e percebemos que um jovem cheio de traumas e complexos invade uma escola e tira a vida de dezenas de crianças com uma arma de fogo, passamos a temer pelo futuro. Se pensarmos que o mundo esta em guerra e abrirmos nossos olhos para além das manchetes em que Neymar é a pauta, vamos olhar a Síria sendo devastada, vamos perceber milhares de crianças vivendo com biscoitos de barro e sal no Haiti, e por incrível que pareça, situações semelhantes também acontecem pelos lados de cá. Como temos memória seletiva talvez já nos esquecemos que no ano passado um pai de família foi flagrado atentando contra a própria vida, pelo fato de não suportar mais a situação em que vivia, vendo seus filhos passarem fome. Se olharmos atentamente, vamos perceber que nossa boçalidade ao criticar o uso das forças militares no Rio de Janeiro, afirmando que existe uma outra solução, contudo, o jovem que foi vítima de um crime qualificado, e perdeu a vida na porta da igreja, no dia do seu aniversário, não teve outra opção. Na verdade caros leitores, vivemos um momento onde temos que definir qual sociedade queremos construir para os nossos pequenos, qual cidade nós queremos para o nosso futuro e futuro de nossos filhos. Nos dias de hoje temos pensamentos vãos e momentâneos, pregamos pelo errado para defender nossos maus hábitos, e a partir dai usar algo que pode ser prejudicial a saúde e incide sobre o início vicioso do tabaco como o narguilé é um pensamento indevido e sem valor, proibir a veiculação de músicas de baixo calão é censura, e os valores são deixados de lado para que não mudemos nossos vícios. Quando pensamos na sociedade que queremos construir temos que estar aptos para mudar quando necessário, temos que estar conscientes que necessitaremos de uma nova postura, de sair de nossa zona de conforto e que se não for possível apenas reformar a casa, estaremos dispostos a derruba-la e começar a construção do zero. Nossa cidade é um lugar onde o povo é trabalhador, onde o povo transpira por um futuro melhor, mas que quando esbarramos em questões políticas e culturais (não falando da pasta do executivo), passamos a perceber que temos uma condição de vida retrógrada. Na política estamos andando a passos largos para trás, estamos usando a democracia para privilégio próprio, para partidarismos e revanchismo, para esconder o que está errado e privilegiar a poucos, para tornar a vida do vereador, do prefeito, do secretário, do deputado mais confortável enquanto o telhado cai na quadra da escola em uma comunidade que talvez essa quadra seja a única opção de lazer para as crianças daquele local. Enquanto olhamos para o próprio interesse, os bandidos se armam, se organizam, aliciam nossos adolescentes com a proposta de um par de tênis, dinheiro para comer o bom e o melhor, roupas bonitas e uma vida fácil. A vida fácil inclusive não é o sonho dessas crianças, acredite é apenas a opção que lhes é proposta, e se você não acredita nisso, entenda, nem todos conseguem ser felizes apanhando da vida pela vida toda. Por fim cabe a nós mudarmos essa realidade e para que isso aconteça todos temos que refletir e pensar no que realmente desejamos para nossa cidade. Afinal o futuro que está logo a nossa frente, é construído com nossas ações de agora, e se continuarmos apenas a ficar preocupados com a sociedade em que nossos filhos e netos crescerão e efetivamente não agirmos, só nos restará lamentar por sermos vitimas de nossa própria inoperância.


NOVA SERRANA-MG | QUARTA-FEIRA, 07 DE MARÇO DE 2018 | ANO XIII | Nº 1416

3

Narguilé com os dias contados * Thiago Monteiro thiago@opopularns.com.br

primeira vista, o uso de narguilés pode acarretar problemas graves. De acordo com o Ministério da Saúde, o fumo do narguilé pode provocar câncer de pulmão, boca e bexiga, estreitamento das artérias e doenças respiratórias. Uma hora de uso do narguilé equivale a tragar cem cigarros, segundo estimativa da Organização Mundial da Saúde (OMS). O equipamento chega a durar em média de 20 a 80 minutos e é utilizado sobretudo por jovens que correspondem a 63%.

Naguilé está com os dias contados para menores em todo o Brasil. Após ser aprovado e amplamente criticado nas redes sociais, um projeto que proíbe a venda de Naguilé para menores de idade em Nova Serrana, a Câmara dos Deputados, também votará uma pauta semelhante. Já Tramita na Câmara um Projeto de Lei que altera o Estatuto da Criança e do INCA - Uma das explicaAdolescente (ECA), incluindo ções levantadas pelo Instia proibição da venda e do tuto Nacional do Câncer consumo, em locais públicos, (Inca) para essa do chamado narguilé - um popularização é que o cacachimbo de água com tabachimbo é compartilhado co aromatizado e queimado, entre várias pessoas, por fumado por uma mangueira. isso o consumo acontece Segundo o projeto que traCachimbo que teve venda proibida para crianças e adolescentes em Nova Serrana deveprincipalmente em ocasimita no legislativo nacional, ões de convívio social. os estabelecimentos que rá ter sua venda proibida e determinada ainda no Estatuto da Criança e do Adolescente Essa prática também recomercializam o produto sepresenta um risco de infecrão obrigados a pedir docuções aos usuários, já que todos usam o mesmo bucal, mento de identidade para quem for comprar ou usar o caComércio em Nova Serrana como herpes, hepatite C e tuberculose. chimbo. Em Nova Serrana, o produto era livremente Como é derivado do tabaco, contém nicotina e 4.700 Na vanguarda desta proposta, o projeto idealizado pelo vecomercializado nas feiras e a ideia de proibir veio atra- substâncias tóxicas também encontradas no cigarro conreador Professor Willian Barcelos (PTB) foi criticado quanto vés de um diretor de escola, que levou a temática até o vencional. Depois de uma sessão de 45 minutos de à importância desta proposta, que agora poderá ser imposgabinete do vereador Willian Barcelos, que decidiu ela- narguilé, a concentração de nicotina, monóxido de carta a todo Brasil. borar uma proposta de Lei. bono e os batimentos cardíacos aumentam, assim como Segundo o vereador, o fato do projeto também estar em há a maior exposição a metais pesados, altamente tóxiPesquisa aponta o risco do pauta na Câmara dos deputados aponta uma cos e difíceis de serem eliminados, como o cádmio. assertividade quanto a proposta e aprovação da pauta Esses fatores podem provocar a intoxicação dos fumanconsumo do narguilé O narguilé, por ser um cachimbo de característica exótica, na cidade, e reforça, o objetivo é preservar a saúde das tes e reduz a oxigenação do cérebro. Desse modo, a coordenação motora dos usuários fica comprometida, serve como porta de entrada para a introdução do vício do crianças e adolescentes. cigarro aos jovens. Não são raros os casos de estudantes do “A nossa pauta aqui foi aprovada, agora em Brasília um além de provocar tonturas, fadiga e sonolência, sintoensino médio e fundamental que fumam o narguilé em fren- projeto semelhante está tramitando e creio que será mas que elevam o risco de acidentes de trânsito. aprovado, entendo que a proposta tem apenas um objete às escolas, sem serem incomodados ou repreendidos. Segundo entrevista dada pelo geriatra Rychard Arruda ao tivo, promover a segurança e a saúde de crianças e ado- NÃO REDUZ O EFEITO - No narguilé, o tabaco, ao qual portal G1, é importante ainda ficar alerta quanto ao carvão lescentes que muitas vezes não medem pela imaturida- são acrescentados aromatizantes, é aquecido, e a fumausado para acender o narguilé, pois ele também é inalado e de os riscos que correm quanto a determinadas práticas”, ça passa por um filtro de água antes de ser aspirada por finalizou o vereador. uma mangueira. Mas isso não reduz os efeitos nocivos é prejudicial à saúde. do objeto, uma vez que apenas 5% da nicotina é absor“A brasa é colocada em cima do tabaco, ele vai esquentar e Doenças causadas pelo narguilé vida pela água nesse processo. a água que vai embaixo serve para resfriar, gerando a fumaça. Em momento algum ela purifica ou retira toxinas”, expli- A preocupação do professor e vereador Willian Barce- Assim, o uso pode levar ao aparecimento de doenças ca o médico. los é contundente e embasada em informações que fo- cardíacas e respiratórias, além de também desencadear a dependência. O câncer de pulmão é o mais letal no O médico ainda pondera o risco de transmissão de doenças ram recentemente publicadas pelo Governo Federal. contagiosas. Segundo material divulgado em agosto do ano passado, País, também associado ao uso de narguilés. Somente “Isso porque as piteiras por onde se fuma são compartilha- no site do Ministério da Saúde, a Pesquisa Nacional de em 2015, foram registrados mais de 27 mil novos casos das por várias pessoas ao mesmo tempo. Então a gente per- Saúde (PNS) aponta que aproximadamente 212 mil bra- da doença. 1234567890123456789012345678901212345678901234567 cebe um alto risco de herpes labial e até doenças mais gra- sileiros usam o narguilé, sendo o equipamento é utili- 1234567890123456789012345678901212345678901234567 1234567890123456789012345678901212345678901234567 1234567890123456789012345678901212345678901234567 ves, como a tuberculose e hepatite C”,afirmou Rychard zado principalmente por jovens entre 18 e 29 anos. 1234567890123456789012345678901212345678901234567 1234567890123456789012345678901212345678901234567 Arruda. Apesar de parecer menos agressivo do que o cigarro à


NOVA SERRANA-MG | QUARTA-FEIRA, 07 DE MARÇO DE 2018 | ANO XIII | Nº 1416

4 Cartório de Registro de Imóveis de Nova Serrana Endereço: Rua Vereador Jesus Martins, 45, Sala 201, Centro, Nova Serrana, MG - 35519-000

Cartório de Registro de Imóveis de Nova Serrana Endereço: Rua Vereador Jesus Martins, 45, Sala 201, Centro, Nova Serrana, MG - 35519-000









EDITAL DE INTIMAÇÃO DE DEVEDOR FIDUCIANTE

EDITAL DE INTIMAÇÃO DE DEVEDOR FIDUCIANTE

COMARCA DE NOVA SERRANA - EDITAL DE INTIMAÇÃO O/A Oficial do Cartório de Registro de Imóveis da Comarca de Nova

Serrana, com base no parágrafo 4º, do art. 26, da Lei nº 9.514/1997, vem

Serrana, com base no parágrafo 4º, do art. 26, da Lei nº 9.514/1997, vem

intimar o(a) devedor(a) fiduciante, BARBARA JESSYCA TIBURCIO, CPF

intimar o(a) devedor(a) fiduciante, ELISANGELA LEAL SOMERLATE, CPF

107.722.336-67, que está(ão) em lugar(es) ignorado(s), incerto(s) ou

059.475.096-28, que está(ão) em lugar(es) ignorado(s), incerto(s) ou

inacessível(eis), para se dirigir(em), preferencialmente, ao endereço do(a)

inacessível(eis), para se dirigir(em), preferencialmente, ao endereço do(a)

credor(a)

credor(a)

fiduciário(a)

CAIXA

ECONÔMICA

FEDERAL,

CNPJ

fiduciário(a)

CAIXA

ECONÔMICA

FEDERAL,

CNPJ

00.360.305/0001-04., ou ao endereço do Cartório de Registro de Imóveis

00.360.305/0001-04., ou ao endereço do Cartório de Registro de Imóveis

da Comarca de Nova Serrana, Rua Vereador Jesus Martins, 45, Sala 201,

da Comarca de Nova Serrana, Rua Vereador Jesus Martins, 45, Sala 201,

Centro, Nova Serrana - MG, de segunda a sexta-feira, de 10:00 às 17:00

Centro, Nova Serrana - MG, de segunda a sexta-feira, de 10:00 às 17:00

horas, e satisfazer, no prazo de quinze dias, contados a partir da última

horas, e satisfazer, no prazo de quinze dias, contados a partir da última

publicação deste edital, que será publicado em três dias consecutivos, o

publicação deste edital, que será publicado em três dias consecutivos, o

encargo no valor de R$ 04.731,12, em 02/03/2018, sujeito à atualização

encargo no valor de R$ 03.695,68, em 02/03/2018, sujeito à atualização

monetária, juros de mora e despesas de cobrança até a data do efetivo

monetária, juros de mora e despesas de cobrança até a data do efetivo

pagamento, somando-se também os encargos que vencerem no prazo

pagamento, somando-se também os encargos que vencerem no prazo

desta intimação, relativo ao contrato nº 855552110543-1 e garantido por

desta intimação, relativo ao contrato nº 855551230386-2 e garantido por

alienação(ões) fiduciária(s) registrada(s) na(s) matrícula(s) nº(s) 42.286, do

alienação(ões) fiduciária(s) registrada(s) na(s) matrícula(s) nº(s) 34.277, do

Livro 2 – Registro Geral, do Cartório de Registro de Imóveis de Nova

Livro 2 – Registro Geral, do Cartório de Registro de Imóveis de Nova

Serrana - MG. Na hipótese de o pagamento ser efetuado diretamente ao

Serrana - MG. Na hipótese de o pagamento ser efetuado diretamente ao

credor, o recibo deverá ser apresentado ao Cartório de Registro de Imóveis

credor, o recibo deverá ser apresentado ao Cartório de Registro de Imóveis

de Nova Serrana - MG. Caso o pagamento não seja realizado diretamente

de Nova Serrana - MG. Caso o pagamento não seja realizado diretamente

a(o) credor(a), o pagamento perante a Serventia deverá ser por meio de

a(o) credor(a), o pagamento perante a Serventia deverá ser por meio de

cheque administrativo ou visado, com a cláusula “não à ordem”, nominal ao

cheque administrativo ou visado, com a cláusula “não à ordem”, nominal ao

credor fiduciário ou a seu cessionário. O não cumprimento da referida

credor fiduciário ou a seu cessionário. O não cumprimento da referida

obrigação, no prazo de 15 (quinze) dias, garante o direito de consolidação

obrigação, no prazo de 15 (quinze) dias, garante o direito de consolidação

da

da

propriedade

do

imóvel

em

favor

do

credor

fiduciário

CAIXA

propriedade

do

imóvel

em

favor

do

credor

fiduciário

ECONÔMICA FEDERAL, CNPJ 00.360.305/0001-04., nos termos do art.

26, §7º da Lei 9.514/1997. E, para que chegue ao conhecimento do(a)

26, §7º da Lei 9.514/1997. E, para que chegue ao conhecimento do(a)

devedor(a), expediu-se este edital.

devedor(a), expediu-se este edital. Nova Serrana, 02 de março de 2018

Marco Paulo Guimarães Amaral

Marco Paulo Guimarães Amaral

Oficial de Registro

Oficial de Registro Cartório de Registro de Imóveis de Nova Serrana Endereço: Rua Vereador Jesus Martins, 45, Sala 201, Centro, Nova Serrana, MG - 35519-000

Cartório de Registro de Imóveis de Nova Serrana Endereço: Rua Vereador Jesus Martins, 45, Sala 201, Centro, Nova Serrana, MG - 35519-000 

 







EDITAL DE INTIMAÇÃO DE DEVEDOR FIDUCIANTE

EDITAL DE INTIMAÇÃO DE DEVEDOR FIDUCIANTE

COMARCA DE NOVA SERRANA - EDITAL DE INTIMAÇÃO

COMARCA DE NOVA SERRANA - EDITAL DE INTIMAÇÃO

O/A Oficial do Cartório de Registro de Imóveis da Comarca de Nova

O/A Oficial do Cartório de Registro de Imóveis da Comarca de Nova

Serrana, com base no parágrafo 4º, do art. 26, da Lei nº 9.514/1997, vem

Serrana, com base no parágrafo 4º, do art. 26, da Lei nº 9.514/1997, vem

intimar

CPF

intimar o(a) devedor(a) fiduciante, JOSÉ GONÇALVES NEVES, CPF

126.856.166-59, que está(ão) em lugar(es) ignorado(s), incerto(s) ou

802.952.826-49, que está(ão) em lugar(es) ignorado(s), incerto(s) ou

inacessível(eis), para se dirigir(em), preferencialmente, ao endereço do(a)

inacessível(eis), para se dirigir(em), preferencialmente, ao endereço do(a)

o(a)

credor(a)

devedor(a)

fiduciário(a)

fiduciante,

CAIXA

JHENIFER

RODRIGUES,

ECONÔMICA

FEDERAL,

CNPJ

credor(a)

00.360.305/0001-04., ou ao endereço do Cartório de Registro de Imóveis

fiduciário(a)

CAIXA

ECONÔMICA

FEDERAL,

CNPJ

00.360.305/0001-04., ou ao endereço do Cartório de Registro de Imóveis

da Comarca de Nova Serrana, Rua Vereador Jesus Martins, 45, Sala 201,

da Comarca de Nova Serrana, Rua Vereador Jesus Martins, 45, Sala 201,

Centro, Nova Serrana - MG, de segunda a sexta-feira, de 10:00 às 17:00

Centro, Nova Serrana - MG, de segunda a sexta-feira, de 10:00 às 17:00

horas, e satisfazer, no prazo de quinze dias, contados a partir da última

horas, e satisfazer, no prazo de quinze dias, contados a partir da última

publicação deste edital, que será publicado em três dias consecutivos, o

publicação deste edital, que será publicado em três dias consecutivos, o

encargo no valor de R$ 01.273,14, em 02/03/2018, sujeito à atualização

encargo no valor de R$ 05.543,31, em 02/03/2018, sujeito à atualização

monetária, juros de mora e despesas de cobrança até a data do efetivo

monetária, juros de mora e despesas de cobrança até a data do efetivo

pagamento, somando-se também os encargos que vencerem no prazo desta intimação, relativo ao contrato nº 844440680766-4 e garantido por

pagamento, somando-se também os encargos que vencerem no prazo

alienação(ões) fiduciária(s) registrada(s) na(s) matrícula(s) nº(s) 54.574, do

desta intimação, relativo ao contrato nº 844441270580-0 e garantido por

Livro 2 – Registro Geral, do Cartório de Registro de Imóveis de Nova

alienação(ões) fiduciária(s) registrada(s) na(s) matrícula(s) nº(s) 64.855, do

Serrana - MG. Na hipótese de o pagamento ser efetuado diretamente ao

Livro 2 – Registro Geral, do Cartório de Registro de Imóveis de Nova

credor, o recibo deverá ser apresentado ao Cartório de Registro de Imóveis

Serrana - MG. Na hipótese de o pagamento ser efetuado diretamente ao

de Nova Serrana - MG. Caso o pagamento não seja realizado diretamente

credor, o recibo deverá ser apresentado ao Cartório de Registro de Imóveis

a(o) credor(a), o pagamento perante a Serventia deverá ser por meio de

de Nova Serrana - MG. Caso o pagamento não seja realizado diretamente

cheque administrativo ou visado, com a cláusula “não à ordem”, nominal ao

a(o) credor(a), o pagamento perante a Serventia deverá ser por meio de

credor fiduciário ou a seu cessionário. O não cumprimento da referida

cheque administrativo ou visado, com a cláusula “não à ordem”, nominal ao

obrigação, no prazo de 15 (quinze) dias, garante o direito de consolidação

credor fiduciário ou a seu cessionário. O não cumprimento da referida

da

obrigação, no prazo de 15 (quinze) dias, garante o direito de consolidação

propriedade

do

imóvel

em

favor

do

credor

fiduciário

CAIXA

ECONÔMICA FEDERAL, CNPJ 00.360.305/0001-04., nos termos do art.

da

26, §7º da Lei 9.514/1997. E, para que chegue ao conhecimento do(a)

ECONÔMICA FEDERAL, CNPJ 00.360.305/0001-04., nos termos do art.

devedor(a), expediu-se este edital.

26, §7º da Lei 9.514/1997. E, para que chegue ao conhecimento do(a)

propriedade

do

imóvel

em

favor

do

credor

devedor(a), expediu-se este edital. Nova Serrana, 02 de março de 2018

Nova Serrana, 02 de março de 2018  Marco Paulo Guimarães Amaral Oficial de Registro

 Marco Paulo Guimarães Amaral Oficial de Registro 

Cartório de Registro de Imóveis de Nova Serrana Endereço: Rua Vereador Jesus Martins, 45, Sala 201, Centro, Nova Serrana, MG - 35519-000







EDITAL DE INTIMAÇÃO DE DEVEDOR FIDUCIANTE COMARCA DE NOVA SERRANA - EDITAL DE INTIMAÇÃO O/A Oficial do Cartório de Registro de Imóveis da Comarca de Nova Serrana, com base no parágrafo 4º, do art. 26, da Lei nº 9.514/1997, vem intimar o(a) devedor(a) fiduciante, DICIULA LUCIA DA COSTA, CPF 960.384.116-15, que está(ão) em lugar(es) ignorado(s), incerto(s) ou inacessível(eis), para se dirigir(em), preferencialmente, ao endereço do(a) credor(a)

fiduciário(a)

CAIXA

ECONÔMICA

FEDERAL,

CNPJ

00.360.305/0001-04., ou ao endereço do Cartório de Registro de Imóveis da Comarca de Nova Serrana, Rua Vereador Jesus Martins, 45, Sala 201, Centro, Nova Serrana - MG, de segunda a sexta-feira, de 10:00 às 17:00 horas, e satisfazer, no prazo de quinze dias, contados a partir da última publicação deste edital, que será publicado em três dias consecutivos, o encargo no valor de R$ 03.130,81, em 05/03/2018, sujeito à atualização monetária, juros de mora e despesas de cobrança até a data do efetivo pagamento, somando-se também os encargos que vencerem no prazo desta intimação, relativo ao contrato nº 855551209359-0 e garantido por alienação(ões) fiduciária(s) registrada(s) na(s) matrícula(s) nº(s) 5.643, do Livro 2 – Registro Geral, do Cartório de Registro de Imóveis de Nova Serrana - MG. Na hipótese de o pagamento ser efetuado diretamente ao credor, o recibo deverá ser apresentado ao Cartório de Registro de Imóveis de Nova Serrana - MG. Caso o pagamento não seja realizado diretamente a(o) credor(a), o pagamento perante a Serventia deverá ser por meio de cheque administrativo ou visado, com a cláusula “não à ordem”, nominal ao credor fiduciário ou a seu cessionário. O não cumprimento da referida obrigação, no prazo de 15 (quinze) dias, garante o direito de consolidação da

propriedade

do

imóvel

em

favor

do

credor

fiduciário

CAIXA

ECONÔMICA FEDERAL, CNPJ 00.360.305/0001-04., nos termos do art. 26, §7º da Lei 9.514/1997. E, para que chegue ao conhecimento do(a) devedor(a), expediu-se este edital. Nova Serrana, 05 de março de 2018  Marco Paulo Guimarães Amaral Oficial de Registro

fiduciário

* Lucas Couto - Empreendedor, acadêmico em engenharia civil, coordenador do movimento Livres e defensor da liberdade e da redução da máquina pública.

Enquanto falta dinheiro para a cidade, sobra para aumentar a folha salarial

CAIXA

ECONÔMICA FEDERAL, CNPJ 00.360.305/0001-04., nos termos do art.

Nova Serrana, 02 de março de 2018



Lucas Couto

COMARCA DE NOVA SERRANA - EDITAL DE INTIMAÇÃO O/A Oficial do Cartório de Registro de Imóveis da Comarca de Nova

CAIXA

R

ecentemente, a prefeitura usou das redes sociais para tentar amenizar as críticas recebidas pelo descaso com a infra-estrutura urbana. Dezenas de funcionários comissionados e pessoas que estavam envolvidas direta ou indiretamente da campanha do prefeito Euzébio Lago em 2016, tentaram endossar e apoiar os videos explicativos usados pela prefeitura para se defender das críticas sobre a quantidade de buracos presentes na cidade. O problema maior, é que a prefeitura usou de argumentos que são facilmente refutados, como a impossibilidade de arrumar as vias em período chuvoso, o que é uma falácia, já que, atualmente no mercado, existem dezenas de marcas que oferecem a “massa asfaltica fria”, que pode ser muito bem aplicada sob qualquer tipo de situação climática. O motivo da falta de cuidado com as ruas da cidade e também a falta de atenção a outros problemas, é a falta de dinheiro em caixa para realizar projetos que solucione o problema. Essa falta de dinheiro, não é causada por uma crise econômica, muito pelo contrário, a cidade foi uma das únicas que cresceram e geraram empregos durante a crise. O motivo da falta de dinheiro em caixa é o aumento considerável do custo da folha salarial da prefeitura. Quem me acompanha desde a época do APARTIDARIUNS, lá em 2015/2016, sabe que sempre direcionei minhas críticas à péssima gestão do dinheiro público e em especial ao gasto exorbitante com funcionários. Pois bem, na época, eu não imaginava que essa situação poderia piorar, mas acreditem, piorou! Ao consultar e comparar o gasto com pessoal de janeiro de 2016, 2017 e 2018 no portal da transparência, é possível ver um aumento significativo da folha salárial da gestão Joel Martins para a gestão Euzébio Lago. Em 2016, último ano do ex-prefeito Joel Martins como prefeito de Nova Serrana, o custo da folha salarial em janeiro foi de R$ 5,1 MILHÕES, enquanto em 2017, no primeiro mês da gestão do prefeito Euzébio Lago, a folha aumentou timidamente algo próximo a 3% e foi para R$5,2 MILHÕES, mas o pior, ainda está por vir. O problema começa após o primeiro mês da gestão “Um Novo Tempo para Todos”, quando o conforto da cadeira da prefeitura e o poder da “canetada”, o gasto exacerbado com sua base política, seus funcionários, começa a influenciar nos cofres públicos. Aproveitando o mês de janeiro de 2016 (Gestão Joel Martins) e comparando com janeiro de 2018 (Segundo ano da gestão Euzébio Lago),o custo com o pessoal saltou de R$5,1 MILHÕES para R$6,2 MILHÕES (Mais de R$1 MILHÃO em salários), uma discrepância de 20%. Valor este, quase suficiente para concertar a ponte do Jardins do Lago, interditada desde o final do ano passado. Enquanto a cidade carece de investimento em setores básicos de responsabilidade do município como saúde e infra-estrutura, a prefeitura tenta contornar a crise política e a falta de popularidade em que se meteu por causa de ações inpensadas com agrados e benesses a sua base política, esquecendo os problemas atuais e já de olho na corrida eleitoral de 2020. Fonte: Portal da Transparência da Prefeitura de Nova Serrana.


NOVA SERRANA-MG | QUARTA-FEIRA, 07 DE MARÇO DE 2018 | ANO XIII | Nº 1416

5 NOVO E VELHOS COSTUMES

T

enho acompanhado o nascimento de tantos novos partidos, que me perco em tantas maravilhas salvadoras para a política no nosso país. Palavra de ordem (ou desordem) vem com a chancela do liberalismo. Acho bacana que alguns candidatos abracem realmente esta bandeira, não apenas no tocante aos aspectos da economia, mas que levantem alto o liberalismo no campo dos costumes. Alguns dos simpatizantes do NOVO estão criticando a imprensa por não citarem em seus editoriais o nome do pré-candidato João Amoêdo. Particularmente acho esse nome complicado de falar, além de desconhecido de um enorme eleitorado que pode confundir com um tipo de licor muito saboroso e caro. Sou simpático ao nascimento do novo partido NOVO. Tenho notado o entusiasmo que suas pregações causam principalmente entre os “liberais festivos”, assim como o PT foi para a “esquerda festiva” nos anos 80. Tenho medo, que o NOVO não satisfaça minhas expectativas quanto a apresentar candidatos competitivos pela postura, posicionamento, conteúdo e visão do momento político que vivemos em todo o país. Aqui em Nova Serrana não é diferente e aqueles que propagam o NOVO usam velhos meios e costumes, como trazerem a público conceitos publicados em literaturas repletas de “achismos”. Sem querer desmerecer ninguém é evidente que o NOVO é um partido nanico, mas poderia estar abraçando algumas pautas mais sociais e progressistas, como legalização do aborto e das drogas. Ao não debater estas matérias o NOVO fica tão velho quanto seus antecessores. Discursos “by the book” não vão convencer o eleitorado até porque o partido é tão liberal que deixa que cada filiado se posicione da maneira que preferir. Se isso acontecer com seus pré-candidatos podemos ter um “novo estilo de torre de Babel” na política e nossa cidade não vai ganhar nada com isso. Depois de alguns anos acompanhando a política através de estratégias de comunicação chego a concordar com a decisão de não mexer em assuntos como aborto, liberação de drogas entre outras picuinhas sociais, porque afinal ninguém quer fazer algo que tire votos dos candidatos do NOVO. O que incomoda é ver que o liberalismo do NOVO tende a usar a bandeira da economia como algo sublime deixando aspectos morais e éticos onde realmente o liberalismo faz falta. Ou talvez esta “novidade” fique para novas propostas que não sejam tão novas e ousadas. Quem sabe, nem sempre o novo é o melhor!

Léo Junqueira

Em ação da Patrulha Rural PM recupera veículo roubado Após receber uma denúncia anônima via 190, o COPOM do 60º BPM direcionou militares para a localidade, uma estrada vicinal que liga o bairro Santo Antônio ao povoado de Moreiras às margem da rodovia federal BR-262, onde os policiais da Patrulha Rural encontraram um veículo aparentemente abandonado. Os militares identificaram o veículo como um GM/ Corsa Wind, cor cinza, ano modelo 1996, da cidade de Pará de Minas que ao ser consultado no sistema da policia foi constatado como produto de roubo. Segundo os registros o veículo encontrado roubado neste domingo, dia 04 de março ocorrido no bairro Jardim das Piteiras, na cidade de Pará de Minas, e diante do fato o veículo foi então removido para o pátio credenciado.

Menores são detidos com drogas e réplicas de arma de fogo Na tarde desta segunda-feira (05), durante patrulhamento pela Rua Mamonas, no bairro Santa Cruz, policiais militares abordaram dois menores com idade de 15 ano em atitudes suspeitas, e ao ser procedido busca pessoal nos menores foi localizado no bolso de um dos envolvidos, uma porção de substancia análoga a maco-

nha. Ainda foi encontrado com os menores, duas imitações de arma de fogo, uma na mochila do suspeito que detinha as drogas e outra na posse do seu companheiro. Diante dos fatos os menores foram apreendidos e conduzidos a Depol juntamente com o material recolhido.

Tático Móvel segue táxi e encontram passageiro armado dentro do veículo A Polícia Militar (PM) durante patrulhamento pelo bairro Romeu Duarte e Santa Maria, avistaram através das ações da viatura Tático Móvel, um veículo táxi, no bairro Santa Ma-

ria, sendo feito acompanhamento e abordado em seguida o veículo observado. Os militares realizam então as buscas no veículo e nos indivíduos que estavam no táxi,

momento em que localizaram na cintura de um passageiro, uma arma de fogo, mais especificamente um revólver calibre 38, municiado com três munições intactas.

Diante da arma e munição encontradas foi dada voz de prisão em flagrante delito ao autor e encaminhado a Depol juntamente com a arma apreendida.

PM apreende quadrilha de menores com arma e drogas no bairro Bela Vista Após recebimento de informações de tráfico de drogas no bairro Bela V ista na rua Wenceslau Braz, o Serviço de Inteligência deslocou até o endereço denunciado, e iniciou monitoramento constatando assim indícios de tráfico de drogas. No monitoramento os policiais militares, conseguiram inclusive identificar o local exato onde os indivíduos estavam guardando as drogas. Dando continuidade as ações,

foi solicitado apoio as viaturas do turno e repassado características dos autores e o local onde as drogas estavam escondidas, sendo atendidos pelo CPU E a equipe do GEPMOR. Equipes policiais realizaram a abordagem nos denunciados, os militares localizaram pedras de crack, maconha e dinheiro. Durante a ocorrência foram abordados pelos policiais dois menores, um com idade de 17 anos e uma adolescente com idade de 16. Com a mulher fo-

ram encontradas 10 pedras de crack dentro do sutiã. Já com o rapaz detido foi encontrado 3 buchas de uma substância semelhante a maconha. Ainda no local um rapaz de 18 anos, também foi abordado porem há principio com ele nada foi encontrado. Durante a abordagem, em conversas com os detidos, os menores afirmaram que o rapaz detido teria uma arma de fogo que estaria escondida, provavelmente na casa da

mãe da namorada do suspeito, uma menor também foi abordada. Diante da situação, a equipe de policiais deslocaram até a casa da menor sendo encontrado dentro de uma bolsa o referido revolver calibre 38. Após encontrar a arma os policiais mediante aos fatos deram voz de prisão/apreensão aos autores, sendo todos conduzidos a Delegacia de Polícia (Depol) juntamente com o material apreendido.


NOVA SERRANA-MG | QUARTA-FEIRA, 07 DE MARร‡O DE 2018 | ANO XIII | Nยบ 1416

6

O popular 1416  
O popular 1416  
Advertisement