Issuu on Google+

Venha dançar rítimos - Estúdio de Dança Rafaella Angélica - (37) 9 9155-3755

Nova Serrana-MG, Quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017 | Ano XII | Nº 1182 | R$2,50

Tribunal de Justiça suspende provisoriamente a reintegração de posse no charneca O Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJ/MG), mediante decisão proferida pelo desembargador Corrêa Júnior, suspendeu a reintegração de posse da “Fazenda Cantagalo”, situada na zona rural “Charneca”, ocupada por famílias e agricultores. Segundo a decisão proferida na suspensão da liminar ajuizado pelo Município de Nova Serrana, entendeu-se que o município deixou de mencionar os invasores da área pública. O pedido para suspensão da reintegração de posse da área foi apresentado pela Associação dos Produtores Rurais do Centro Oeste de Minas Gerais, sob alegação de que o município ao ajuizar a ação não teria constado a data da invasão, quem são os invasores e qual a área que teria de fato sido invadida.

Indicações conjuntas marcam a 2ª reunião ordinária da câmara

Comissões permanentes da câmara são instauradas Em Nova Serrana, as comissões permanentes são: Administração Pública, Meio Ambiente e Política Urbana; Educação, Saúde, Saneamento e Direitos Humanos; Finanças, Legislação e Justiça. Para a comissão de Administração Pública, Meio Ambiente e Política Urbana foram designados os vereadores Osmar Santos, Adair da Impacto e Wantuir Paraguai. Educação, Saúde, Saneamento e Direitos Humanos ficou a cargo dos vereadores Chiquinho do Planalto, Valdir da Festas Juninas e Willian Barcelos. A comissão de Legislação e Justiça foi para Jadir Chanel, Valdir Mecânico e Juliano da Boa Vista.

Celular Seguro registra mais de 150 mil visualizações sobre aparelhos furtados e roubados


NOVA SERRANA-MG | QUINTA-FEIRA, 16 DE FEVEREIRO DE 2017 | ANO XII | Nº 1182

2 O que os prefeitos estão promentendo

TRANSPARÊNCIA E PARTICIPAÇÃO Indicações conjuntas marcam a

A

maioria dos prefeitos que se empossaram no início do ano prometeu uma administração transparente. Em menor quantidade, alguns acrescentaram que também a participação dos munícipes seria um importante projeto de governo. Esse é um discurso antigo, uma promessa raramente cumprida. A regra tem sido o uso do poder em benefício do grupo que lá se instalou, privatizando-o para o enriquecimento de seus membros e da garantia de lá continuarem. Nos Legislativos, também o principal objetivo é a reeleição para o mandato seguinte. A maior quantidade de projetos de lei, no plano municipal, é para homenagear, com títulos honoríficos, pessoas que, por sua liderança, poderão ajudar o vereador a conquistar votos na próxima eleição. Os requerimentos indicando obras para sua região também ajudam. No mais é trabalhar como um “despachante de luxo” junto às prefeituras. No plano estadual e também no federal, o comportamento é o mesmo, junto a governadores, presidente, ministros e dirigentes de estatais. Com essa realidade, falar em independência dos Poderes é pura retórica. Quem manda no Poder Legislativo é o Poder Executivo – que tem a chave do cofre – e, por isso, é sempre majoritário nas Câmaras e Assembleias. Os partidos políticos, todos iguais, são meros biombos legais, sem os quais ninguém pode ser eleito. Unem-se sempre ao Executivo para possibilitar a “governabilidade”. Isso é o que se convencionou chamar de “presidencialismo de coalizão”, que está nos condenando ao atraso e à triste condição de país mais corrupto do mundo, impedindo qualquer mudança. Alguém ainda acredita em reforma política verdadeiramente democrática? Com esse Congresso? Com esses partidos? Já são 35, e outros 60 esperam aprovação da Justiça Eleitoral. Conferidas as exigências burocráticas, serão todos aprovados. Mais um bom negócio para os profissionais da política. É bom lembrar que os tribunais de contas deveriam ser os instrumentos da transparência. Foram criados para fiscalizar o orçamento público, dar conhecimento ao verdadeiro dono do poder – o povo – das irregularidades e punir os culpados. Se somarmos os gastos de todos os tribunais que têm essa função, chegaremos a números assustadores e, provavelmente, à conclusão de que são inúteis. A transparência que os prefeitos estão prometendo e da qual falam os governantes é tão somente aquela que, a juízo deles próprios, pode chegar ao conhecimento público. Não seria melhor que possibilitassem a qualquer cidadão o acesso às contas por meio da internet? Grupos de cidadãos poderiam se organizar para examiná-las, sem tribunais ou burocracia. O título fala de transparência e participação. O espaço é pequeno e não foi possível tratar da participação. É tema até mais importante do que o da transparência. E mais difícil para o governante. Fica para um próximo artigo. * Antonio de Faria Lopes, advogado

2ª reunião ordinária da câmara

Durante a noite da última terça-feira (14), foi realizada a 2ª reunião ordinária da Câmara Municipal de Nova Serrana, onde ficou clara uma nova forma de atuação parlamentar. O tom da reunião foi marcado pelo grande número de projetos e indicações conjuntos que deram entrada na casa.

Dentre as principais cabe ressaltar as indicações 018 e 021, de autoria dos vereadores Giovani Máximo com Jadir Chanel e Willian Barcelos com Chiquinho do Planalto, respectivamente. A indicação 018 sugere ao município que transforme a quadra de areia do Clube do

Trabalhador em duas quadras poliesportivas, sendo uma revestida com grama sintética. A justificativa está baseada no fato de que duas quadras poderão atender um número ainda maior de pessoas. Já a indicação 021 sugere que se estude a possibilidade de criar um ponto de apoio con-

trolado para coleta de entulhos e a aquisição ou locação de caçambas comunitárias, a serem colocadas de modo itinerante, em alguns pontos estratégicos dos bairros. O objetivo é possibilitar aos munícipes, especialmente aos mais humildes, o descarte responsável de materiais em desuso.

Comissões permanentes da câmara são instauradas Ainda em ritmo de início de legislatura, também durante a última reunião da Câmara Municipal de Nova Serrana, foram instauradas as comissões permanentes que deverão nortear os trabalhos dos vereadores no ano de 2017. No início de cada ano legislativo os vereadores são distribuídos em grupos, por tema, para comporem as co-

missões permanentes. Os Vereadores de cada Comissão discutem a viabilidade de Projetos e outros assuntos que passarem pela Câmara e emitem pareceres setorizados para que os demais Parlamentares tenham uma visão ampla do assunto. A exemplo do que acontece nas Reuniões Ordinárias, as reuniões de Comissão acontecem toda se-

mana. Em Nova Serrana, as comissões permanentes são: Administração Pública, Meio Ambiente e Política Urbana; Educação, Saúde, Saneamento e Direitos Humanos; Finanças, Legislação e Justiça. Para a comissão de Administração Pública, Meio Ambiente e Política Urbana foram designados os vereadores Osmar

Santos, Adair da Impacto e Wantuir Paraguai. Educação, Saúde, Saneamento e Direitos Humanos ficou a cargo dos vereadores Chiquinho do Planalto, Valdir da Festas Juninas e Willian Barcelos. A comissão de Legislação e Justiça foi para Jadir Chanel, Valdir Mecânico e Juliano da Boa Vista.


NOVA SERRANA-MG | QUINTA-FEIRA, 16 DE FEVEREIRO DE 2017 | ANO XII | Nº 1182

3

Michel Temer coloca os cães nas ruas O Diário Oficial da União publicou nesta semana o decreto do governo federal que autoriza o uso das Forças Armadas “para a garantia da lei e da ordem na região metropolitana do Rio de Janeiro”. A ordem expedida por Michel Temer (PMDB) atende ao apelo do governador Luiz Fernando Pezão (PMDB). A autorização do envio de tropas militares para o Rio é parte de uma ameaça maior. Também nesta semana, ao mencionar a greve dos policiais do Espírito Santo, Temer disse que “o governo federal resolveu colocar as Forças Armadas à disposição de toda e qualquer hipótese de desordem no território brasileiro”. A gravidade da situação não pode ser ignorada ou subestimada. Nesse momento, o emprego das Forças Armadas tem como objetivo intimidar e reprimir mobilizações que se enfrentam com o ajuste neoliberal em curso. As ações dos policiais insubordinados, que reivindicam o pagamento de salários e direitos, entram em choque direto com os planos dos governantes. A essas greves se somam as manifestações de servidores públicos contra privatizações, pelo fim dos cortes e atrasos de salários, entre outras demandas legítimas. No horizonte próximo, se vislumbra fortes mobilizações contra a Reforma da Previdência. Não foi por acaso que Pezão destacou, em seu pedido de envio das Forças Armadas, a necessidade da ação dos militares no entorno da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro “durante o período de votação da cessão da Cedae (Companhia Estadual de Águas e Esgotos) e outras medidas de interesse do governo do Estado, que se inicia em 14 de fevereiro”. No mesmo dia em que anunciou a disposição de utilizar os militares para combater “qualquer hipótese de desordem”, Temer apresentou também um projeto de lei que visa “regulamentar” o direito de greve. Assustado com a movimentação dos policiais e ante a possibilidade de greves contra as Reformas da Previdência e Trabalhista, o governo federal quer sufocar o direito dos trabalhadores de lutar. Na esteira de tais acontecimentos, a Polícia Militar de Minas Gerais também já se organiza para entrar em greve caso Fernando Pimentel não realize no próximo mês o pagamento integral das tropas e os devidos reajustes da categoria. Tal como aconteceu no Espírito Santo e acontece agora no Rio de Janeiro, os militares das Gerais também pretendem articular as esposas e demais familiares para acamparem nas portas dos quarteis, impedindo assim a saída dos militares para o trabalho. Em suma, pode-se afirmar acertadamente que o governo de Michel Temer já se cerca de legalidade para impedir movimentos sociais autênticos e já manda os “cães de guarda” para promoverem suas mudanças na base da violência e na supressão de direitos.

Tribunal de Justiça suspende provisoriamente a reintegração de posse no charneca * Ezequiel silas

O Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJ/MG), mediante decisão proferida pelo desembargador Corrêa Júnior, suspendeu a reintegração de posse da “Fazenda Cantagalo”, situada na zona rural “Charneca”, ocupada por famílias e agricultores. Segundo a decisão proferida na suspensão da liminar ajuizado pelo Município de Nova Serrana, entendeu-se que o município deixou de mencionar os invasores da área pública. O pedido para suspensão da reintegração de posse da área foi apresentado pela Associação dos Produtores Rurais do Centro Oeste de Minas Gerais, sob alegação de que o município ao ajuizar a ação não teria constado a data da invasão, quem são os invasores e qual a área que teria de fato sido invadida. A reintegração de posse da área para a prefeitura foi determinada no dia primeiro deste mês por liminar concedida pelo juízo de primeiro grau da Comarca de Nova Serrana, tendo seus efeitos sidos suspendo por entender o desembargador que o município teria que ter identificado pelo menos um invasor da referida área ocupada. Sendo assim, o desembargador determinou que o município fosse intimado para indicar ao menos algum ou alguns dos ocupantes da área pública e que uma vez atendido tal determinação, que o juízo responsável pelo processo reaprecie o pedido liminar apresentado pela prefeitura. PREFEITURA - A prefeitura foi procurada para manifestar sobre o caso e nos enviou a seguinte nota: “A reintegração de posse da Fazenda Cantagalo foi suspensa pelo Tribunal de

Print de parte do Agravo de Instrumento com a conclusão do Desembargador Corrêa Junir recebe o agravo em seus efeitos devolutivo e suspensivo Justiça de Minas em virtude de um Agravo de Instrumento movido por uma denominada Associação dos Pequenos Agricultores Familiares do Centro Oeste de Minas. A suspensão é provisória, somente até que o Município qualifique pelo menos um dos invasores, o que já foi feito pela procuradoria do município na data de 14 de fevereiro, estando o processo concluso para decisão com a ilustre magistrada substituta em virtude do juiz titular da vara cível estar em gozo de férias. Saliente-se que o ilustre desembargador que suspendeu a ordem de reintegração de posse deixou a cargo do juiz aqui da comarca a concessão de nova ordem de reintegração após a qualificação de pelo menos um dos invasores. Assim, esperamos que nova ordem de reintegração de posse seja emitida nos próximos dias”.

ASSOCIAÇÃO - Já a Associação dos Produtores da Agricultura Familiar emitiu a seguinte nota: “Que a Associação espera que o MM Juiz da Comarca de Nova Serrana ciente da gravidade e do risco de uma desocupação forçada da área, através dos documentos que foram anexados no processo, tenha a sensibilidade e o zelo para com as famílias que lá estão permitindo-se ao menos que sejam ouvidas tais famílias antes de tomada a medida extrema, uma vez que tratam de pessoas simples e trabalhadoras que residem na área há muitos anos, buscando seu sustento através do uso sustentável da terra (cultivo). Que além da proteção as famílias, buscam-se a proteção ao meio ambiente, tendo em vista que o local está às margens do rio Pará, de um lado e de outro, vasta área de preservação per-

manente, razão pela qual merece melhor debate sobre a criação de um aterro sanitário para mais de vinte cidades da região naquele local de preservação”. ATERRO SANITÁRIO - A posse da área foi concedida pelo Estado de Minas Gerais ao município de Nova Serrana para instalação de Aterro Sanitário. Para administrar o aterro, foi criado o Consórcio Intermunicipal de Aterro do Centro Oeste Mineiro (CIAS – Centro Oeste) que é integrado por de Nova Serrana, Pitangui, Perdigão, Conceição do Pará, Igaratinga, Leandro Ferreira, Onça do Pitangui, Moema, São Gonçalo do Pará e Araújos. O consórcio é presidido pelo atual prefeito de Pitangui, Marcílio Valadares, tendo como vicepresidente o prefeito de Nova Serrana, Euzébio Lago.

Hospital São José tem nova baixa de interventor A intervenção judicial do Hospital São José ganhou novo capítulo com a renúncia do médico Renato Machado Coelho Filho, que exercia o cargo de interventor desde outubro de 2015, deixando o cargo sob alegação de excesso de compromissos profissionais, desgaste e cansaço físico e emocional decorrente da função que exerce. A renúncia do médico Rena-

to Machado ainda não foi analisada pelo juiz responsável pela Ação Civil Pública ajuizada pelo Ministério Público. Em outubro de 2015, com a renúncia do interventor Roney Pedro Soares Silva, foi nomeada uma comissão interventora composta pelo médico Renato Machado, Ezequiel Silas Rodrigues e Marcio Lucas Pereira. Em abril do ano passado, os

interventores Ezequiel Silas e Marcio Lucas renunciaram o cargo sob alegação de que havia divergências entre os membros da comissão os quais dificultava o bom andamento da comissão. Com a saída dos dois interventores, foram nomeados para compor a comissão o médico Ricardo Iukio Yamada e o empresário Luiz Antônio dos Santos (responsável pelo estacionamento do Hospital

São João de Deus e do Hospital São José). Após a renúncia do médico Renato, o Ministério Público vem procurando um nome para indicar a compor a comissão interventora, tendo o juiz da ação concedido prazo de trinta dias para a promotoria para que a comissão seja regularizada. Enquanto isso não ocorre, o hospital vem sendo administrado pelos dois interventores Yamada e Luiz.

REPASSE - Recentemente foi aprovado pela Câmara de Vereadores um convênio entre a Prefeitura e Hospital São José o qual será repassado neste ano o valor de R$ 4.800.000,00 (quatro milhões e oitocentos mil reais), sendo que sessenta por cento deste valor será fixo, destinando a manter os plantões presenciais e alcançáveis de profissionais como obstetra, pediatra e anestesista. Os

quarenta por cento restantes estarão condicionados ao cumprimento de metas estabelecido pela Secretaria Municipal de Saúde. Foi criada uma comissão composta por representantes do Hospital, Secretaria de Saúde, Câmara de Vereadores, Ministério Público e Conselho Municipal de Saúde, para fiscalizar o cumprimento das metas, a prestação de conta e a transferência dos recursos.


NOVA SERRANA-MG | QUINTA-FEIRA, 16 DE FEVEREIRO DE 2017 | ANO XII | Nยบ 1182

4


NOVA SERRANA-MG | QUINTA-FEIRA, 16 DE FEVEREIRO DE 2017 | ANO XII | Nº 1182

5

Serviço Celular Seguro expande e registra mais de 150 mil visualizações Pouco mais de seis meses após ser apresentado como estratégia da Polícia Militar de Minas Gerais, o programa Celular Seguro segue em ritmo de expansão. Prova disso é o salto de 11 mil pessoas cadastradas, na época do lançamento (24 de agosto de 2016), para mais de 36 mil usuários e quase 36.500 celulares incorporados nesses registros. Idealizado pelo 48º Batalhão da Polícia Militar de Ibirité, o projeto abre um novo raio de busca para casos de furto e roubo de telefones celulares. Para tanto, a ferramenta se baseia na tecnologia de rastreamento dos números de identificação de cada aparelho - IMEIs (International Mobile EquipmentIdentity) - cadastrados no site pelos próprios cidadãos. O sistema do Celular Seguro incentiva as pessoas a, entre outros pontos, conhecer e efetivamente utilizar a forma de rastreamento que vem em cada telefone celular. A utili-

zação do site, vale lembrar, não é restrita a quem teve o aparelho móvel furtado ou roubado. É, ao contrário, uma válida estratégia preventiva, já que, com os dados já inseridos na ferramenta, agilizam-se também as ações de localização em caso de posterior furto ou roubo. CADASTRO - Para se cadastrar, toda e qualquer pessoa precisa informar apenas dados pessoais, e-mail, telefone principal e dados do aparelho celular, como marca, modelo e o código IMEI (Para descobrir o código e-mail de cada chip, digite *#06# em seu telefone móvel). Com estas informações, os usuários podem alertar o furto ou roubo de celulares, além de gerenciar seus dados quando necessário. Todos os cidadãos cadastrados no Celular Seguro e que indicaram o roubo/furto no sistema, são comunicados em caso de localização dos

aparelhos. Como o banco de dados é unificado, todas as informações são compartilhadas entre as Unidades que participam do Celular Seguro. Dessa maneira, a atuação ocorre de forma coordenada entre essas Unidades da PM. Cabe ressaltar que, conforme orientação da Polícia Militar de Minas Gerais, mesmo com o cadastro no sistema, o cidadão vítima de furto/roubo de celular ainda deve fazer o registro do Boletim de Ocorrência. EM NÚMEROS - No próprio site Celular Seguro, a Polícia Militar informa que, no Brasil, três em cada dez pessoas possuem um smartphone. São 280,7 milhões de celulares no país, sendo mais de 26 milhões somente no território mineiro. Além disso, o Brasil é o segundo país com o maior número de dispositivos roubados por ano. Segundo dados da Secretaria de Estado de Segurança Públi-

ca (Sesp), Minas Gerais registrou, em 2016, de janeiro a novembro, 59.849 roubos e 46.650 furtos de telefone celular. Além das ferramentas

EDITAL CONTRIBUIÇÃO SINDICAL RURAL PESSOA FÍSICA EXERCÍCIO DE 2017

REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL TABELIONATO DE PROTESTO DE TITULOS DE NOVA SERRANA R. Antônio Martins, 150 - Centro - Fone (37) 3226-5100 - 3226-0152 Nova Serrana-MG

A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil – CNA, em conjunto com as Federações Estaduais de Agricultura e os Sindicatos Rurais e/ou de Produtores Rurais com base no Decreto-lei nº 1.166, de 15 de abril de 1.971, que dispõe sobre a arrecadação da Contribuição Sindical Rural – CSR, em atendimento ao princípio da publicidade e ao espírito do que contém o art. 605 da CLT, vêm NOTIFICAR e CONVOCAR os produtores rurais, pessoas físicas, que possuem imóvel rural, com ou sem empregados e/ou empreendem, a qualquer título, atividade econômica rural, enquadrados como “Empresários” ou “Empregadores Rurais”, nos termos do artigo 1º, inciso II, alíneas “a”, “b” e “c” do citado Decreto-lei, para realizarem o pagamento das Guias de Recolhimento da Contribuição Sindical Rural, referente ao exercício de 2017, devida por força do Decreto-lei 1.166/71 e dos artigos 578 e seguintes da CLT. O recolhimento da CSR deverá ocorrer, impreterivelmente, até o dia 22 de maio de 2017, em qualquer estabelecimento integrante do sistema nacional de compensação bancária. A falta de recolhimento da Contribuição Sindical Rural – CSR, até a data do vencimento (22 de maio de 2017), constituirá o produtor rural em mora e o sujeitará ao pagamento de juros, multa e atualização monetária previstos no artigo 600 da CLT. As guias foram emitidas com base nas informações prestadas pelos contribuintes nas Declarações do Imposto sobre a Propriedade Territorial Rural – ITR, repassadas à CNA pela Secretaria da Receita Federal do Brasil - SRFB, remetidas, por via postal, para os endereços indicados nas respectivas Declarações, com amparo no que estabelece o artigo 17 da Lei nº 9.393, de 19 de dezembro de 1.996, e o 8º Termo Aditivo do Convênio celebrado entre a CNA e a SRFB. Em caso de perda, de extravio ou de não recebimento da Guia de Recolhimento pela via postal, o contribuinte deverá solicitar a emissão da 2ª via, diretamente, à Federação da Agricultura do Estado onde tem domicílio, até 5 (cinco) dias úteis antes da data do vencimento, podendo optar, ainda, pela sua retirada, diretamente, pela internet, no site da CNA: www.cnabrasil.org.br. Eventual impugnação administrativa contra o lançamento e a cobrança da Contribuição Sindical Rural - CSR deverá ser encaminhada, por escrito, no prazo de 30 (trinta) dias, contado do recebimento da guia, para a sede da CNA, situada no SGAN Quadra 601, Módulo K, Edifício CNA, Brasília - Distrito Federal, Cep: 70.830-021 ou da Federação da Agricultura do seu Estado, podendo ainda, ser enviada via internet no site da CNA: cna@cna.org.br. O sistema sindical rural é composto pela Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil–CNA, pelas Federações Estaduais de Agricultura e/ou Pecuária e pelos Sindicatos Rurais e/ou de Produtores Rurais.

EDITAL DE INTIMAÇÃO

Brasília, 16 de fevereiro de 2017. João Martins da Silva Júnior Presidente da Confederação

MVE EMPREENDIMENTOS E PARTICIPAÇÕES LTDA Por determinação do Conselho Estadual de Política Ambiental - COPAM, torna público que solicitou através do Processo nº 12735901/2016 A. Licença de Operação, para a atividade de Parques Cemitérios, áo Prolongamento da Avenida Maranhão S/N, Bairro Ana Carolina - Nova serrana MG.

tecnológicas, algumas medidas de proteção devem ser consideradas pelas pessoas, sobretudo para evitar problemas. A atenção deve ser redobrada ao usar os aparelhos,

por exemplo, em locais e horários de pouco movimento de pessoas. Relembre, a seguir, algumas dicas de segurança da Polícia Militar para esses casos:

Livro “Os Sinais” será lançado neste final de semana

Encontra(m)-se neste tabelionato, para ser(em) protestado(s), título(s)/ documento(s) de responsabilidade da(s) pessoa(s) abaixo: Protocolo: 284888, de 07/02/2017 - Devedor: MAURO FERNANDES - Endereço: RUA DIMAS GUIMARAES, 251 - APTO 501 - EDIF. CECI A - NOVA SERRANA-MG Protocolo: 284935, de 09/02/2017 - Devedor: ALEXANDRE ORCELINO CPF 176.269 - Endereço: R PARA DE MINAS, 185 - CENTRO - NOVA SERRANA-MG Protocolos: 284936, 284937, de 09/02/2017 - Devedor: LUGANO TEXTIL LTDA Endereço: RUA ITATIAIA, 303 - SANTA CRUZ - NOVA SERRANA-MG Protocolos: 284941, 284942, 284943, de 09/02/2017 - Devedor: MAGIC MINAS ACABAMENTO DE COURO LTDA - Endereço: RUA LIA DO ZECA, 121 - FARTURA - NOVA SERRANA-MG Protocolos: 284958, de 10/02/2017 - Devedor: DOUGLAS LIBERIO CEZAR PIRES - ME - Endereço: DR. MARIO VAZ, 325 - PROL. VILA ANDRE DE - NOVA SERRANA-MG Protocolo: 284959, de 10/02/2017 - Devedor: CARLOS PAULINELLI RABELO Endereço: PRACA MARCOS EVANGELISTA DE RESENDE, 73 - CENTRO PERDIGAO-MG Protocolo: 284994, de 13/02/2017 - Devedor: GLICERIA ANGELICA DO COUTO - Endereço: R DIMAS GUIMARAES, 47 - CENTRO - NOVA SERRANA-MG Protocolo: 284999, de 13/02/2017 - Devedor: ANA.LECLIA1942 GMAIL.COM (ANA) - Endereço: CARMEM DUARTE, 500 - NOVA SERRANA-MG Protocolo: 285002, de 13/02/2017 - Devedor: CALCADOS FLYON INDUSTRIA E COMERCIO LTDA - EP - Endereço: RUA ARISTIDES FERREIRA DO AMARAL, 143 - JARDIM PADRE LIBERIO - NOVA SERRANA-MG Protocolo: 285003, de 13/02/2017 - Devedor: CICARELLI INDUSTRIA DA MODA LTDA - Endereço: RUA DOIS, 701 - FAZ. CACHOEIRA E P.D - NOVA SERRANAMG Protocolo: 285017, de 13/02/2017 - Devedor: CH ATACADO DE CALCADOS LTDA - Endereço: RUA PARA DE MINAS, 193 - CENTRO - NOVA SERRANA-MG E, para que chegue ao conhecimento do(s) interessado(s), foi passado o presente Edital, publicado na forma legal e afixado em lugar público nesta Serventia, ficando o(s) responsável(eis) intimado(s) para comparecer(em) neste Tabelionato, no endereço acima, no prazo de três (3) dias, contados da data de sua publicação, no período das 09:00 às 16:00 horas, para efetuar(em) o pagamento, aceite ou manifestar(em) sua(s) recusa(s). Nova Serrana, 15 de fevereiro de 2017. Elizabeth Cristina Azevedo Delfino. Escrevente

O escritor Valdevino Soares Barbosa se prepara para lançar seu segundo livro no próximo sábado (18). Autor de “A história Real dos Irmãos Barbosa”, Valdevino é natural da cidade de Santa Maria do Suaçuí e a quase uma década, morador de Nova Serrana. Valdevino define “Os Sinais” como uma busca pelo ontem e pelo hoje em prol de uma identificação para o futuro. Em visita à redação deste Popular, Valdevino comentou sobre a importância da realização dos sonhos individuais de cada ser humano: “Não importa o tamanho dos seus sonhos, acreditar é o melhor objetivo. “Os Sinais” é um livro que traz as inspirações da sabedoria de Deus para tais sonhos”. O lançamento do livro acontecerá no Centro Social de Nova Serrana no próximo sábado (18), a partir das 19h.


NOVA SERRANA-MG | QUINTA-FEIRA, 16 DE FEVEREIRO DE 2017 | ANO XII | Nยบ 1182

6


O popular 1182