Page 1

Esta é uma parceria bem sucedida que tem o comprometimento e a excelência de resultados como fórmula de sucesso!

E foi pensando na sua saúde que este material foi elaborado; para oferecer dicas inteligentes e capazes de assegurar o seu bem-estar e qualidade de vida!


Respeite a sua vida, procurando ter mais qualidade no seu dia-a-dia! Este é um presente que só você pode se dar!

O ser humano, infelizmente, em sua maioria vive em um constante mal viver. Em outras palavras, pode-se afirmar que ele quase não tem momentos de felicidade e prazer. Embora não pareça, mas isso faz com que ele tenha maior tendência às doenças. Porém, são muitos os fatores que influenciam na qualidade de vida de uma pessoa. Qualidade de vida não significa apenas ter saúde física e mental, mas também estar bem psicologicamente, espiritual e emocionalmente. Além da pessoa procurar estar bem com ela mesma, também deve dar atenção aos seus relacionamentos, seja na família, no trabalho ou entre amigos. E deve sentir de fato que tem controle sobre sua fase da vida atual e sobre sua expectativa em relação ao futuro. E ainda, para garantir uma boa qualidade de vida, deve-se ter hábitos saudáveis e capazes de fazer o indivíduo se sentir pleno e com mais vitalidade. E, principalmente, é importante ter equilíbrio utilizando-se do bom humor para lidar com as situações de estresse. Neste manual encontram-se os principais temas e com dicas preciosas capazes de lhe assegurar uma vida mais prazerosa, saudável e feliz. Boa leitura!

Sedentarismo

Corra atrás da sua qualidade de vida - Pág. 2

Etresse

Leia e relaxe - Pág. 3

Colesterol

Conheça o lado bom e o lado ruim desse assunto - Pág. 5

Hipertensão

Seja um amigo do peito - Pág. 7

Obesidade

Coloque sua saúde na balança - Pág. 8

Depressão

Não ignore a tristeza - Pág. 11

Tabagismo

Não deixe esse assunto no ar - Pág. 13

Hábitos Alimentares

Quem come bem vive melhor e é mais feliz - Pág. nº 17 A Bonsaglia Corretora de Seguros atua juntamente com a Companhia Porto Seguro na Gestão do contrato de Assistência médica do Coren.

1


Sedentarismo, o que é isto?

O sedentarismo é a falta de uma atividade física regular. Para se ter uma vida mais saudável, tanto do corpo como da mente, deve-se manter uma atividade física constante . Afinal, quem é ativo fisicamente tem mais disposição e melhor qualidade de vida.

Reserve alguns minutos por dia para a sua saúde

Iniciar uma atividade física é mais simples do que você imagina, basta reservar apenas 30 minutos por dia. Escolha uma atividade que seja moderada e constante. Se fizer isso, será suficiente para sair do sedentarismo.

Sugestões para você praticar no seu dia-a-dia:

Por trabalhar as articulações e os sistemas circulatórios e vascular, a prática de exercícios faz muito bem ao organismo. E ainda, ajuda muito na prevenção ou no tratamento de doenças já desenvolvidas, o diabetes é um dos inúmeros exemplos.

Você pode: andar, subir escadas, cuidar do jardim, lavar o carro, levantar para trocar um canal da TV, entre outras coisas.

.. .

Se você praticar mais exercícios você terá:

Muito mais disposição diariamente; Será mais ativo intelectualmente, pois as funções dos seus neurônios ficarão mais desenvolvidas; Terá mais prazer na vida e será mais feliz. Com atividades regulares, o cérebro passa a liberar mais serotonina (substância que nos proporciona a sensação de prazer e plenitude).

Qual o perigo em não praticar exercícios?

Artéria inflamada e entupida

.. ..

Se você não pratica nenhuma atividade constantemente, certamente terá mais propensão a ter: Infarto Derrame Pressão alta Diabetes Colesterol alto

.

É importante saber que:

Mesmo sem praticar uma atividade física, uma pessoa magra não está livre das doenças citadas anteriormente.

Calma, também não precisa exagerar! Inicie devagar...

Já sei que você agora, tem muito mais interesse em começar logo alguma atividade física. Mas, não exagere para não forçar o seu organismo, pois assim estará agredindo o seu corpo ao invés de cuidar dele. Inicie com atividades leves, por exemplo: andar ao invés de correr (levar o cachorro para passear ou mesmo caminhar com os amigos) ou iniciar subindo poucos degraus e ir aumentando gradativamente. Se preferir uma academia, muito bom! Mas, consulte o seu médico antes para se certificar se o momento é oportuno.

2


Estresse Você é estressado? Esta sensação praticamente já tomou conta de muitas pessoas no mundo inteiro. Tanto que dizer que se está estressado é praticamente normal. Mas, cuidado! Embora pareça algo muito comum, não é nada saudável, pois este fator tem prejudicado a saúde de milhares de pessoas. Com isso, não só os relacionamentos, sejam em casa ou no trabalho, podem ficar abalados ou desgastados.

Qual será a causa? Tanto as atividades em excesso como os fatores emocionais contribuem para uma vida de estresse. Como exemplo temos: trabalho em demasia, viagens constantes, perdas, sofrer pressões, entre outros. No campo emocional: sentir-se fracassado, com medo, preocupado ou mesmo com o sucesso subindo-lhe à cabeça também contribuem muito. Além de outras emoções e sentimentos mal resolvidos. Isso não significa que não se possa vivenciar emoções, mas, que dosá-las é a melhor solução e não fazem mal algum. Afinal, sentirse muito feliz é importante, pois além de nos motivar ainda mais, ficamos entusiasmados e com isso, conquistamos mais amigos e oportunidades. Mas, no sentido negativo, deve-se avaliar se esse estresse foi gerado a partir de uma experiência desagradável. Caso esta persista, poderá gerar os males provenientes desse estado de estresse que é altamente nocivo.

Como fica um organismo estressado?

Nosso organismo não apenas se defende das doenças físicas, mas, também de fatores emocionais intensos. Com isso, ele também se defende armando-se contra essas sensações. Para se defender, o organismo começa a lançar no sangue dois hormônios que acabam debilitando o organismo quando em excesso. São eles, o cortisol e a adrenalina. Nisso, o corpo passa a reagir através de doenças como: dores de cabeça, distúrbios intestinais, irritabilidade, aumento da pressão arterial, queda de cabelo, dores musculares, entre outros sintomas.

E tem mais consequências... • • • • •

Úlcera e demais problemas digestivos Queda das defesas do organismo Hipertensão - Depressão e crises de ansiedade Riscos cardíacos (infartos, paradas cardíacas) Disfunções sexuais e muito mais.

3


Então, vamos evitar? A prioridade agora é: Cuide-se! É claro que é impossível ficar indiferente diante de tantos acontecimentos e obrigações, mas, algumas dicas podem ajudar bastante em nosso dia-a-dia para sabermos lidar com equilíbrio e sabedoria com os desafios que nos são impostos: Valorize-se! É necessário ter consciência da sua capacidade e não se desviar dos seus objetivos; Evite discussões, briguinhas inúteis, vinganças. Se entrar nessa sintonia negativa, além de muito desgaste, ficará preso a e ela sem forças para sair; Dizer um “não”, muitas vezes e necessário e ajuda a organizar a vida. Se disser “sim” para tudo, dificilmente sobrará tempo para realizar outras tarefas de maior importância; Organize o seu tempo. Ele jamais voltará, por isso ele é muito precioso para saber aproveitá-lo; Alimente-se de forma saudável. Afinal, refletimos em nosso organismo o que comemos. Saber selecionar os alimentos que realmente nos farão bem é essencial para se ter uma boa qualidade de vida; Evite principalmente os cigarros e as bebidas alcoólicas. Você pode, inicialmente, ir diminuindo as quantidades enquanto toma consciência que sua atitude lhe proporcionará mais saúde e tranquilidade; Dê importância às suas pequenas conquistas ou vitórias. Estar saudável, ter bons relacionamentos e ser admirado também são conquistas importantes e que acontecem diariamente. Muitas outras podem ser inumeradas; afinal depende de como você vê ou valoriza o que tem; Não se esqueça das pessoas dos seus relacionamentos. Mesmo com a distância, graças aos meios de comunicação cada vez mais acessíveis, é sempre bom se fazer presente; Pratique exercícios ou atividades físicas de forma regular e constante; Procure dormir, no mínimo, oito horas por dia para repor as energias e ter sempre vitalidade; Tire férias pelo menos uma vez por ano. Se for algo difícil, tente negociar este período para ser usufruído de forma conveniente em pelo menos em duas etapa; Divirta-se! Isso mesmo. Você merece. Lazer é fundamental, pois reanima e traz novas formas de ver a vida. Com isso, ela fica mais prazerosa em ser vivida.

4


Colesterol

Também conhecido como cálculo biliar, o colesterol está presente nas gorduras animais, embora seja comum associá-lo a aspectos negativos. Mas, ele também é muito importante para o bom funcionamento do organismo, sendo responsável pela reprodução humana ao possibilitar a produção dos hormônios andrógenos (masculino) e estrógenos (feminino). E ainda, regula a digestão dos alimentos e a síntese da vitamina D que é importantíssima para os ossos do corpo humano. A maior parte do colesterol presente no nosso corpo é produzido pelo próprio organismo através do fígado, cerca de 70%, enquanto que os demais, 30% é fornecido pela ingestão de alimentos.

O colesterol é dividido em substâncias lipoproteicas, sendo as duas mais conhecidas:

LDL – Lipoproteínas de baixa densidade – São consideradas como o “mau colesterol” e o HDL – Lipoproteínas de alta densidade – considerado o “bom colesterol” por remover a gordura ruim da corrente sanguinea, pois quanto maior a concentração de colesterol ruim, maior será o risco de doenças cardiovasculares. Para saber a taxa de colesterol é necessário um exame de sangue específico. Sendo assim, as pessoas com taxas de colesterol abaixo de 200 miligramas (mg) dificilmente terão doenças cardiovasculares em relação às pessoas que apresentam taxas acima de 240 mg. A partir dos 40 anos é importante fazer este exame pelo menos uma vez ao ano.

Qual a relação entre alimentação coração e colesterol?

A boa alimentação está ligada diretamente ao bom funcionamento do coração, e se este não for saudável, fica impossível ter saúde e quali dade de vida. Colesterol em excesso criam placas de gorduras (aterosclerose) que ao atraírem compostos de cálcio engrossam e endurecem as artérias, dificutando a passagem do sangue para o coração. E os alimentos que mais apresentam grande quantidade de colesterol são: gema de ovo fígado ovas de peixe gordura da carne leite integral cremes queijos manteiga. Estes alimentos contém gorduras saturadas e se forem muito consumidos aumentarão os riscos de doenças cardiovasculares, sendo o infarto, o mais comum, e muitas vezes, fatal. Por outro lado, existem os alimentos que possuem pouco ou nenhuma gordura e só fazem bem ao organismo como as frutas, vegetais, pães, cereais, leite desnatado, clara de ovo, entre outros. E também os “poliinsaturados”, como o óleo de canola, oliva, girassol e milho.

. .

.

.

. .

.

.

5


Como proceder para combater o colesterol?

O ideal é após os 20 anos medir os índices de colesterol no sangue pelo menos uma vez a cada cinco anos. Embora cada pessoa tenha um histórico ou uma tendência muito pessoal, o colesterol está relacionado tanto aos casos de hereditariedade como aos hábitos alimentares. Também devem ser rigorosamente observados a presença ou não de problemas cardíacos e diabetes, além dos fatores de risco como o tabagismo, o estresse, o sedentarismo e a obesidade no período superior aos 45 anos para os homens e 55 anos para mulheres. Veja alguns exemplos levando-se em conta que quanto mais possuir fatores de risco, maior deve ser o esforço para diminuir os índices de colesterol: A pessoa sem fator de risco à saúde deve possuir níveis de LDL abaixo de 160mg/dl e HDL acima de 40mg/dl. E uma pessoa que tenha um ou dois fatores de risco deve estar com os níveis de LDL abaixo de 130mg/dl e HDL acima de 45 mg/dl. No caso de pessoas que possuem doenças coronarianas ou diabetes, estas devem procurar ter os níveis de LDL abaixo de 100mg/dl e HDL acima de 45mg/dl.

É possível reduzir e controlar os níveis de colesterol!

Através de atividades físicas, do combate à obesidade e de uma dieta saudável é possível conquistar uma vida mais plena. Afinal, se levarmos em consideração que se tivermos mais saúde, disposição e qualidade de vida, seremos mais felizes, então, podemos concluir que a nossa felicidade está intimamente ligada com a qualidade da nossa alimentação no dia-a-dia!

A seguir, algumas dicas para o seu dia-a-dia... Procure evitar: • frituras • carnes gordurosas (pele de frango, coração de galinha, fígado, embutidos como presunto e salaminho) • leite e iogurte gordurosos (integrais) • queijos amarelos e cremosos; • manteiga • maionese • óleo de coco e de dendê • gemas de ovos • massas que contenham gemas.

Prefira muito mais: • assados e grelhados • carnes magras e peixes • margarinas e óleos vegetais (soja, milho, canola e azeite de oliva) • leite e iogurtes desnatados • queijo branco ou ricota • doces de frutas ou com clara de ovos Com destaque para os alimentos considerados os “desentupidores” das artérias: • alcachofra • o alho • aveia • uva • vinho tinto (uma taça por dia) • canela • soja • salmão.

6


Hipertensão A hipertensão arterial ou pressão alta é uma doença que ataca

os vasos sanguíneos, o coração, o cérebro, os olhos e ainda, pode causar a paralisação dos rins. E algumas pessoas só descobrem que têm pressão alta quando surgem problemas nestes órgãos. Também é conhecida por “assassina silenciosa” porque geralmente não tem sintomas, mas é o principal fator de risco das doenças cardiovasculares, que são as que mais matam no mundo inteiro, como por exemplo, o derrame, a insuficiência cardíaca e coronária e o infarto do miocárdio.

Como se dá a hipertensão?

Quando o coração bombeia sangue pelas artérias, a força do fluxo sanguíneo exerce pressão sobre as paredes arteriais, fazendo com que o sangue circule normalmente por todo o corpo. Se essa força for superior à necessária para manter um fluxo constante durante grande parte do dia, ocorre a hipertensão ou pressão alta. Uma pessoa é considerada hipertensa quando constantemente sua pressão ultrapassar 140/90 mm Hg. Importante: uma única medida da pressão arterial não identifica se uma pessoa é hipertensa ou não.

Sintomas

A hipertensão normalmente é silenciosa, mas alguns sintomas ao aparecerem podem indicar que algo de errado pode estar acontecendo, inclusive, uma crise hipertensiva. Deve-se então, fazer o quanto antes um diagnóstico para comprovar a doença. Então, fique atento no caso de: Cefaleia. Dor torácica. Mal-estar. Palpitações. Tonturas. Dispneia. Borramento visual. “Aperto no coração”.

Fatores de Risco

Vários fatores podem fazer com que os vasos nos quais o sangue circula se contraiam e provoquem um aumento da pressão sanguínea. Entre os principais fatores de risco da hipertensão arterial estão os maus hábitos de vida, como: • Consumo excessivo de sal e de alimentos gordurosos • Bebidas alcoólicas • Obesidade • Idade (os idosos têm mais chances de ter pressão alta) • Sedentarismo, (falta de exercícios físicos constantes) • Carga emocional excessiva gerada pelos compromissos e dificuldades da vida cotidiana • Tabagismo • O fator genético (este aumenta as chances de se desenvolver a doença – no caso de quem tem os pais ou demais familiares com hipertensão). Neste caso, deve-se ficar atento.

7


Tratamento

Hipertensão não tem cura, mas pode ser controlada. Um pouco de disciplina e algumas mudanças de hábitos podem ajudar a prevení-la e a controlá-la, evitando ainda outras doenças tais como: • Arteriosclerose. • Angina. • Infarto do miocárdio. • Insuficiência renal. • Derrame. • Hemorragia de retina e arritmias, entre outras.

Estatística Importante

• 10 a 20 milhões de brasileiros sofrem de hipertensão arterial. • 15% da população adulta apresenta

hipertensão arterial. • 30% dos portadores de hipertensão arterial desconhecem o problema. • 2/3 das mortes em nosso país relacionam-se com a hipertensão arterial.

Medidas preventivas

• Mudar o estilo de vida • Controlar o estresse • Manter o peso adequado. • Reduzir o sal da comida • Moderar o consumo de bebida alcoólica. • Praticar exercícios físicos regularmente. • Parar de fumar • Comer frutas e verduras para obter maior quantidade de potássio. • Evitar o excesso de carne vermelha e não preparar os alimentos com a gordura; retirando-a antes. • Evite congelados e molhos, pois são normalmente ricos em gordura animal.

É necessário tratar as causas que produzem a hipertensão com a modificação dos hábitos. mas, se essas condutas não forem suficientes, o médico indicará os fármacos adequados a serem ministrados durante toda a vida do paciente.

8


Obesidade

Relacionada com o excesso de gordura corporal, uma pessoa é considerada obesa quando tem o peso do seu corpo acima de 20% em relação ao peso considerado ideal para a sua idade e altura.

Como lidar com isso?

Atualmente, com a influência da Tv e dos demais meios de comunicação que nos cerca, este assunto está cada vez mais valorizado. Porém, até que ponto ele está realacionado também à nossa saúde e não só com a estética? O ideal é ter uma alimentação saudável capaz de evitar doenças e que supra as necessidades do organismo. Acreditar em fórmulas mágicas anunciadas por toda parte não resolvem o problema da perda de peso e muitas vezes, podem oferecer riscos à saúde. A atitude certa a ser adotada é rever, o quanto antes, nossos hábitos alimentares e iniciar alguma atividade física. Estas são as formas mais eficazes de se estar em paz com a balança e de ter uma autoestima elevada.

Saiba como deve ser o peso ideal

Para entender qual será o seu peso ideal, calcule o seu índice de Massa Corpórea – IMC (padrão internacional que avalia o grau de obesidade). Divida o seu peso pela sua altura2, seguindo o exemplo: Pessoas com 1,70m e 80 Kg IMC= 80/1,702 IMC= 80/2,89 IMC= 27,68 Então, com base na tabela a seguir, concluímos que a pessoa está com sobrepeso e deve iniciar uma atividade física.

Categoria

IMC

Abaixo do peso abaixo de 18,5 Peso normal entre 18,5 e 24,9 Sobrepeso entre 25,0 e 29,9 Obesidade Grau I entre 30,0 e 34,9 Obesidade Grau II entre 35,0 e 39,9 Obesidade Grau III 40,0 e acima

Quais as causas principais?

Muitos motivos podem levar à obesidade, um deles pode estar ligado a fatores genéticos ou hormonais, mas, fora estes os principais vilões são o excesso de ingestão de alimentos gordurosos, o sedentarismo, alguns medicamentos, o estresse físico e emocional.

9


Como a obesidade prejudica o organismo?

São muitos os males que a obesidade provoca, entre eles temos a pressão alta, a diabetes, a aterosclerose,o infarto, o derrame cerebral, a gangrena e aneurismas (dilatação nas artérias). Se a pessoa for obesa e ainda estiver relaconada com o tabagismo, o estresse e o alcoolismo, estará ainda mais propensa a adquirir doenças.

Conheça as principais dicas para se perder peso

Prefira uma alimentação mais saudável consumindo regularmente frutas, verduras e legumes. No caso das carnes, as brancas são as mais saudáveis como os peixes e o frango. Ao consumir a carne vermelha, prefira as carner magras e ainda, retirando toda a gordura que estiver visível. Procure consumí-los ainda grelhados ou assados com pouco óleo. Evite a todo custo as carnes gordurosas como os frutos do mar, as vísceras de animais(fígado, coração, moela e rins), embutidos (linguiça, paio, salsicha, etc) e frios como a mortadela, o presunto e o salame. Alimenta-se de pães com grãos, fibras e com pouca gordura (diet ou light). Com relação ao leite e aos iogurtes, os desnatados são os mais recomendados e quanto aos queijos, os brancos ou de ricota são os mais saudáveis. Evite ou modere o consumo de ovos, preferindo a clara ou o ovo sem colesterol. Use apenas margarina e óleos vegetais com destaque para os de girassol, milho, azeite de oliva, canola e soja. Evite sempre que puder as frituras, a banha de porco e a gordura de coco. Evite também a ingestão constante de bebidas alcoólicas, pois estas têm muitas calorias. Coma sem pressa procurando mastigar bem, saboreando os alimentos. Faça caminhadas pelo menos três vezes por semana, 30 minutos no mínimo. Não se auto-medique para emagrecer! Nem todas as pessoas podem absorver certos componentes existentes em fórmulas previamente definidas para auxiliar na perda de peso. Faça uma avaliação médica regular. Isso será de grande importância para acompanhamento e avaliação de como está a sua saúde. E principalmente...

Exercite-se 10


Depressão - O que é isso?

A depressão infelizmente tem crescido assustadoramente nos últimos tempos. Motivada por situações entristecedoras, o estado depressivo torna as pessoas abatidas e melancólicas. Para muitos, o tempo é uma possibilidade de vencê-la, combatendo então a tristeza, mas, para outros que não conseguem vislumbrar as saídas para um problema, ficam presos a este e a doença vai se enraizando. Com isso, a pessoa vai ficando cada vez mais abatida, se entregando à desilusão e sem forças para enfrentar o mundo. Pronto! A depressão já tomou conta e precisa urgentemente ser tratada.

Ela é grave?

Por afetar milhares de pessoas atualmente, ela é considerada um fator de risco grave. Quando a depressão é diagnosticada, não existem mais a autoestima, o otimismo e a vontade de viver. Acabam-se os desafios e a pessoa se entrega ao sofrimento, gerando vários distúrbios em seu comportamento.

Como ela se manifesta?

A depressão se apresenta gerando uma série de pensamentos e comportamentos nocivos, dos quais destacamos os mais comuns: Tristeza, angústia e melancolia; Sensação de vazio interior; Irritação e nervosismo; Indisposição para as tarefas mais comuns; Perda de prazer e interesse nas atividades que anteriormente proporcionava alegria; Estados de agitação e ansiedade; Sensação de culpa, inferioridade ou capacidade; Pensamentos desejosos de morte ou desejo de suicídio; Choro frequente; Diminuição da capacidade de concentração; Distúrbios no sono, como insônia ou sono excessivo.

. . . . . . . . . . .

Como ela surge?

Não existe um motivo único, pois vários fatores podem desencadear a depressão. Como exemplo temos: uma perda considerável, problemas financeiros ou profissionais, desilusões amorosas, desapontamentos ou até mesmo um medo sem um motivo aparente que surge de forma inesperada. Normalmente, a depressão surge mediante a dificuldade de lidar com o estresse, baixa autoestima ou um pessimismo fora do comum. Em alguns casos, pode ser hereditária.

11


Como tratá-la?

Para maioria dos casos a cura é algo possível. Quando esses sintomas começam a aparecer é importante procurar a ajuda de um profissional o quanto antes. No tratamento, normalmente são utilizados o trabalho de um terapeuta, psicólogo ou psiquiatra, e em alguns casos, faz-se o uso de medicamentos. Cada caso é um caso diferente e necessita de um tratamento específico para que haja, o quanto antes, o retorno à vida normal com o alívio ou diminuição gradativa dessas sensações.

Vamos evitar a depressão? Mande a tristeza para bem longe! E a receita é simples: querer melhorar e recomeçar de forma confiante. Desejar ser útil à vida, valorizar-se, pensar positivamente e sentir-se agradecido pelos acontecimentos no dia-a-dia é imprescindível. Muitas atividades quando iniciadas e colocadas em prática também ajudam muito. Como sugestões temos: os esportes ou atividades de movimentos como a dança, as terapias em grupo ou individual, a prática da religiosidade, o interesse por atividades voluntárias e beneficentes, a leitura de livros que oferecem dicas de auto-ajuda e o hábito de hobbies saudáveis. Além de tudo isso, os amigos também são imprescindíveis; desde que sejam as amizades que nos deixem motivados e em alto astral!

Viva Positivamente... Afinal, de tudo, ficarão três coisas: A certeza de que estamos sempre começando... A certeza de que precisamos continuar... A certeza de que seremos interrompidos antes de terminar.... Portanto devemos: Fazer da interrupção um caminho novo... Da queda um passo de dança... Do medo, uma escada... Do sonho, uma ponte... Da procura, um encontro..." (Fernando Pessoa)

12


Tabagismo

Este é caracterizado pela dependência física e psicológica do consumo de cigarros ou produtos que contenham tabaco, cuja droga ou princípio ativo é a nicotina. Esse vício é considerado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) uma pandemia, ou seja, uma epidemia generalizada e consciente responsável por milhares de mortes diariamente. E o pior, um ato que poderia evitar muita dor e sofrimento, mas que tem se tornado uma opção crescente, apesar das incontáveis formas de conscientização.

Como se inicia este vício...

Vários são os fatores que levam as pessoas a experimentar o cigarro. A maioria inicia o contato com o fumo no meio social ainda durante a adolescência, entre 12 e 20 anos, fase em que o indivíduo inicia a construção de sua personalidade. Para muitos, o contato acontece no período da gestação ou quando ainda crianças, e pior, dentro do próprio ambiente familiar. No caso de pessoas que experimentaram o cigarro no período da adolescência foram influenciadas por: ● Ingenuidade ● Curiosidade ● Imitação do comportamento de alguém ● Influência e sugestão de amigos ou grupo ● Propagandas atraentes sobre o cigarro ● Falta de alguma atividade esportiva ● Acreditar na diminuição do estresse ● Autoafirmação e segurança ● Entre outros motivos ilusórios.

Cigarros, charutos e cachimbos... Vilões disfarçados

O cigarro é a forma de tabagismo mais consumida e contém cerca de 4.720 substâncias altamente tóxicas. Dessas, 70 são responsáveis por doenças cancerígenas, sendo as principais: o monóxido de carbono, agrotóxicos, amônia, formaldeído, acetaldeído, acroleína, nicotina, alcatrão, benzopireno e inúmeras substâncias radioativas. Porém, é interessante lembrar que não é só o cigarro que oferece perigo à saúde, mas, todos que se utilizam do tabaco em sua composição. Isto significa que substituir os cigarros por cachimbo,

13


charuto, rapé ou o hábito de mascar o tabaco não diminui o risco das mesmas doenças. E quanto mais cigarros a pessoa fumar, mais rápido e maiores serão as chances de adoecer.

Nicotina – É ela que induz ao vício...

Este é o nome dado ao princípio ativo do tabaco; uma substância líquida e de cor amarela que causa dependência psíquica e física, com sensações desconfortáveis na abstinência. Em doses excessivas, é extremamente tóxica, por isso, é muito utilizada como inseticida (na agricultura) e sob a forma de sulfato de nicotina e vermífugo (na pecuária).

Por que a nicotina parece ser tão inofensiva?

Durante o fumo, a nicotina causa a liberação de adrenalina juntamente com uma sensação de prazer e bem-estar que tem efeito estimulante e, após algumas tragadas profundas, passa a proporcionar a sensação de tranquilidade, bloqueando o stress. Estas sensações são passageiras e não tarda para que a pessoa comece a sentir um mau estar aliado a uma sensação de ansiedade que a leva a necessitar novamente de mais um cigarro. É a partir daí, que o vício começa, pois bastam 100 cigarros para deixar um iniciante dependente do fumo, acreditando que só ele será capaz de fazê-lo sentir-se bem novamente.

São muitos os prejuízos

A nicotina afeta e vai destruindo lentamente vários órgãos do corpo humano, principalmente o nariz, a boca, os pulmões, o aparelho reprodutor, a laringe, o aparelho digestivo, a bexiga, os rins e o cérebro. E ainda, provoca tosse crônica, mau hálito, odores desagradáveis, perda da resistência física e imunológica, perda de peso e uma aparência muito mais envelhecida.

Fumar é especialmente prejudicial para pessoas com: ● colesterol alto ● doença de vasos

sanguíneos ● diabetes ● pressão alta ● doença cardíaca ● histórico familiar com as doenças citadas. No caso da mulher, sua circulação sanguínea fica comprometida, causando a inflamação dos vasos e aumentando a ocorrência de doenças vasculares como a trombose. A osteoporose, uma doença que atinge os ossos, também pode surgir, além de depressão, irritabilidade, dificuldade de concentração, insônia e impotência sexual.

14


Os principais riscos para os fumantes

De acordo com a OMS – Organização Mundial da Saúde, o cigarro é responsável por 25% das mortes por infarto e por 30% das mortes por câncer. Quem é fumante, em relação a um não fumante, está muito mais sujeito a: Ter 10 vezes mais riscos de câncer de pulmão Cinco vezes mais o risco de bronquite e enfisema pulmonar Duas vezes mais o risco de um derrame cerebral Fumantes e pessoas que convivem com fumantes, têm duas vezes mais a chance de uma doença cardíaca fatal. Aspirar a fumaça do cigarro é prejudicial para todos! Tanto para quem fuma ou não, a ingestão da fumaça do cigarro é igualmente nociva, sendo as crianças as mais prejudicadas e com grande risco de desenvolver doenças pulmonares. Gravidez com cigarro não combina! Além de comprometer o rendimento intelectual, este hábito aumenta consideravelmente o risco de aborto, e ao nascer, o peso e o tamanho das crianças são normalmente mais baixos que o normal. Sem contar que o leite materno também fica contaminado de nicotina, prejudicando a criança. E os prejuízos não param por aí... Fumantes custam milhões ao SUS - Sistema Público de Saúde com um prejuízo anual equivalente a 7,7% do custo de todas as internações e quimioterapias no País. São altos recursos que poderiam ser poupados e utilizados no combate de outras doenças.

Além de ser a causa de: Muitas aposentadorias precoces e mortes prematuras; Incêndios rurais e urbanos, prejudicando o meio ambiente; Acidentes em residências, no trabalho e no trânsito; Faltas no trabalho com queda da produtividade; Aumento de gastos com a manutenção de artigos danificados como móveis, tapetes, cortinas, entre outros objetos.

15


Vantagens para quem deixa de fumar Após 20 minutos: A pressão arterial, a frequência do pulso e a temperatura das mãos e pés se normalizam. Após 8 horas: O nível de oxigênio no sangue volta ao normal. Após 24 horas: Diminui os riscos de um ataque cardíaco e os pulmões funcionam melhor. Após 48 horas: As terminações nervosas começam a regenerar-se e o olfato e o paladar voltam ao normal. Após 72 horas: A árvore brônquica relaxa tornando a respiração ainda mais fácil e a capacidade pulmonar começa a aumentar gradativa e significativamente. Após 2 semanas a 3 meses: A circulação sanguínea aumenta e caminhar torna-se mais fácil. De 1 a 9 meses: Ocorre significativamente a diminuição da tosse, da congestão nasal, da fadiga e da dispneia (falta de ar) e o movimento dos brônquios voltam ao normal, limpando os pulmões e reduzindo os riscos de infecções respiratórias. Surge o aumento da capacidade física, energia vital e corporal. 1 ano: Reduz-se pela metade o risco de morte por infarto. Entre 5 e 10 anos: O risco de sofrer um infarto é igual a o de uma pessoa que nunca fumou.

Saiba ainda que... • O cigarro causa outros danos ambientais além dos incêndios, como a contaminação do solo e das águas com a sua fabricação. • Os gastos com a doenças dos fumantes e dos fumantes passivos geram um prejuízo desproporcional, pois este gasto é muito maior em relação aos impostos cobrados das indústrias do cigarro. • Na produção de 300 cigarros uma árvore precisa ser derrubada para gerar o papel utilizado na composição do fumo e de sua embalagem.

16


Hábitos Alimentares

Atualmente, devido à vida agitada do dia-a-dia em que as obrigações e as responsabilidades no trabalho, nos estudos, na família entre outros aspectos exigem muito da nossa atenção, tem sido muito comum o surgimento de determinadas doenças em virtude da má alimentação. Uma má alimentação rotineira diante da pressa ou da falta de critério para a seleção do que é mais recomendável ingerir é capaz de causar danos não apenas ao estômago, mas, também a todo o organismo. Não é difícil lidar com esta situação, uma vez que existem maneiras eficazes de evitar estes males.

Faça a diferença através de hábitos saudáveis É muito simples contribuir para que o organismo funcione sem sofrimentos, isto é, harmoniosamente e com saúde. Por exemplo, procure diminuir a gordura ao preparar os alimentos. E ainda: Substituir os leites, iogurtes e queijos integrais pelos desnatados também é uma opção muito inteligente; Mantenha o hábito de saborear o que a natureza tem de melhor através de frutas, verduras e legumes; Saborear os alimentos proporciona muito mais prazer ao invés de simplesmente devorá-los. Na pressa, é muito comum a sensação de nem tê-los ingerido. E lembre-se: nosso organismo necessita de pelo menos, quatro refeições saudáveis por dia.

Conheça a cadeia alimentar

Além de ter o hábito de uma alimentação saudável, também é importante conhecer a origem e a função dos alimentos.

Água – de extrema importância ao organismo,

consumí-la é a melhor maneira de hidratar o corpo. Com o consumo de pelo menos, dois litros ao o longo do dia, os resultados são visíveis através de uma pele mais saudável e do bom funcionamento dos órgãos. Nosso organismo até aguenta ficar vários dias sem comer, mas, sem beber água, os danos podem ser desastrosos. Carboidratos – constituem a nossa maior fonte de energia e devem compor em média 60% da nossa alimentação diária. São formados pelos açúcares de assimilação rápida, como os doces e frutas e pelas massas, pães, milho, arroz e ervilha. Proteínas – fazem parte da cadeia de alimentos construtores celulares que formam a massa muscular. São responsáveis pela formação dos hormônios e enzimas e devem representar 15% da nossa alimentação diária. Gorduras – são necessárias para várias funções no organismo, destacando-se o transporte e absorção das vitaminas provenientes dos alimentos. Porem, sua ingestão de forma inadequada pode causar vários problemas de saúde.

17


Micronutrientes – desempenham papel importante no nosso organismo e estão incluídos entre os minerais e as vitaminas das frutas, dos legumes e das verduras. Ajudam na formação dos músculos (massa magra) e na defesa contra várias doenças.

Doenças provocadas pela má alimentação Não basta apenas se alimentar. É impotante que esta seja feita da forma mais saudável possível, pois do contrário, aumentam-se os riscos de aparecimento de várias doenças. Isso acontece porque grande parte dos alimentos como o picles, as salsichas, os defumados, churrascos e alimentos conservdos em sal, contêm altos níveis de agentes cancerígenos. Destacam-se entre as doenças mais comuns e mais perigosas, o câncer de mama, de cólon (intestino grosso), de reto, de próstata, de esôfago e de estômago. Também é bom lembrar que alguns alimentos quando ingeridos durante um longo período favorecem o surgimento e a múltiplicão de células cancerosas entre os principais estão: salsichas, presuntos, bacon, carnes vermelhas, frituras, molhos com maioneses e derivados de leite integral.

Como se proteger destas doenças?

Adotar uma alternativa saudável proporciona mais qualidade à vida. Afinal, a pessoa passa a ter mais prazer com uma dieta que além de ser deliciosamente nutritiva é capaz de bloquear ou reverter os estágios iniciais de uma doença cancerígena. Para isso, basta apenas consumir ou substituir, aos poucos, os alimentos menos saudáveis pelos de maior vitalidade, tais como as frutas, os legumes e as verduras; sem contar as inúmeras opções existentes atualmente em cereais integrais que garantem uma boa quantidade de vitaminas e fibras ao organismo.

A boa memória também depende de uma boa alimentação

Além de um corpo saudável e livre de doenças, existe outra questão que merece igual importância: a preservação da integridade da nossa memória. Afinal é ela quem dá suporte à nossa aprendizagem e à nossa vivência no dia-a-dia. Devemos levar em consideração que refletimos nas atitudes o que pensamos e que em nossa memória constam todos esses registros da nossa história. Por isso, é imprescindível que nela tudo fique bem armazenado e organizado para que o conhecimento ganhe forma e que as habilidades possam ser colocadas em prática; principalmente fazendo-nos situar de forma convicta entre o passado, o presente e o futuro. Sendo assim, a preferência por uma alimentação saudável ajuda não só ao corpo, mas à mente também, pois elas interagem o tempo todo, mesmo durante o sono. Por isso, não é demais continuar afirmando que “mente sã, corpo são!”.

18


Saúde e Tranquilidade não têm preço! Por isso que a Corretora Bonsaglia pode oferecer sob medida o que há de melhor para você, para a sua família ou para a sua empresa". Saúde - Coletiva Empresarial Odontológico – Coletiva Empresarial Vida e Acidentes Pessoais - Coletiva, Empresarial ou Adesão

Automóvel - Coletiva e Individual Patrimoniais – Residencial, Empresarial e Condomínio Fiança Locatícia (Aluguel) Crédito Pessoal e Empréstimo Consignado (Desconto em Folha) Financiamentos e Refinanciamento de Automóvel Consórcio de Imóveis e Automóveis Sistema de Alarmes Monitorados

Entre em contato conosco e tire suas dúvidas Rua Nestor Pestana, 101 - Piso Superior Consolação - São Paulo- SP - Cep 01303-010 Telefone/Fax: +55 (11) 3905 - 0680 comercial@bonsaglia.com.br

Folder Bonsaglia - COREN  

Folder sobre temas relacionados à saúde e prevenção de doenças.

Advertisement