Issuu on Google+

Edição Outubro 2013


Outubro de 2013

SUMÁRIO 01

04

08

09

06 10 14

12 16

18

19

www.twitter.com/sil_lub www.facebook.com/Sil.Lubrificacao www.sil-lubrificacao.com.br/linkedin www.youtube.com/user/SILLubrificacao

Entre em contato com a Redação

Sugestões de temas e outros assuntos comunidade@sil-lubrificacao.com.br


Data de 2014:

05/06/07 de Maio

Investimento:

R$2.500,00

03


Revista SIL Lubrificação

Motores Elétricos Por Ernesto Magri – Entrega & Superação Líder Bahia. Apoio: Vinicius Martins Ornellas – Supervisor.

O Lubcase traz um teste para localizar a causa raiz das quebras dos motores elétricos na Braskem unidade PE3 e assim reduzir as quebras, evitando perda de produção e redução de custos desnecessários com manutenção. Tendo como objetivo melhorar a condição de trabalho dos equipamentos, tornando a lubrificação mais efetiva e confiável, fazendo com que se ganhe mais CONFIABILIDADE e DISPONIBILIDADE operacional.

Momento Inicial

Quebra dos rolamentos dos motores MB5101C e MSP1002B. Atualmente a manutenção dos motores é realizado pela empresa STAUMAC e não é feita análise de causa das quebras dos mesmos gerando sempre dúvidas e indicando possível causa como Falha de Lubrificação.

Proposta de Melhoria

•Criar procedimento de envio e recebimento da Staumac; •Treinamento de montagem para técnico da Staumac; •Treinamento de lubrificação dos motores para os técnicos de lubrificação; •Cálculos de graxa para os rolamentos dos motores; •Armazenagem do Rolamento no almoxarifado; •Garantir a condição do rolamento para análise; •Revisar os planos de lubrificação do motores críticos;

Cronograma de Procedimento

Treinamentos

04


LUB CASE

Revista SIL Lubrificação

Objetivo

Armazenagem de Rolamentos

Garantia dos Rolamentos para análise

Revisão do Plano de Lubrificação

Ganhos Indiretos

•Aumento da disponibilidade operacional do equipamento; •Diminuição do desgaste dos componentes; •Maior limpeza e organização local; •Aplicação da manutenção pró-ativa.

05


N

Revista SIL Lubrificação

José Medeiros Desenvolver uma lubrificação proativa, identificando problemas antes da falha trazendo soluções efetivas.

Conosco há quase 05 anos, o Jose Medeiros iniciou como ajudante de lubrificação na planta da Braskem de Paulinia, hoje atua na planta da Solvay Rhodia de Paulínia. É um colaborador dinâmico e gosta muito de novos desafios, tem um bom relacionamento com a equipe em seu ambiente de trabalho, trazendo confiança para sua equipe e fazendo sempre amigos por onde passa. Vamos conhecer um pouco mais deste exemplo de colaborador.

06


NOSSA GENTE Qual foi seu primeiro emprego? Meu primeiro emprego foi como Office-boy. Por que optou por esta profissão? Eu já havia tido contato com a lubrificação em um emprego anterior, que era em uma oficina de mecânica Diesel, onde aprendi a importância de uma boa lubrificação em todos os componentes do motor em geral e o lubrificante correto no ponto correto. O que mais gosta no seu trabalho? O fato de hoje poder desenvolver uma lubrificação proativa, identificando problemas antes da falha e trazer soluções efetivas aos desafios de confiabilidade e disponibilidade tão exigidos por nossos Clientes. Quando ingressou na SIL? Em Julho 2009, onde através do colaborador Fernando Pelózio conheci a Sil, onde realizei uma entrevista com o Juliano no Site da Braskem de Paulínia, onde fui contratado. Como motiva sua equipe? Procuro estar alinhado com todos os colaboradores, e me disponho á ajudar em seus desafios. Procuro também conhecer cada área, cada equipamento, podendo assim não só aumentar meu conhecimento, mas em conjunto desenvolver uma cultura de melhoria contínua.

07

Revista SIL Lubrificação

Que característica destacaria como importante para um profissional de sua área? Hoje há poucos profissionais de lubrificação no mercado, e cabe a cada um se desenvolver para que a cada dia sejamos mais valorizados, podendo mostrar que a lubrificação proativa é um dos pilares que sustenta a Manutenção. Qual seu lazer? Estar com minha família e praticar atletismo. O mais gosta de fazer? Gosto de viajar, estar com as pessoas que amo e sou musico onde gosto de compor, cantar, tocar e produzir. Gostaria de deixar um recado para os colegas de trabalho? A Sil foi a empresa que me acolheu e me capacitou, quando iniciei na Sil foi como ajudante de lubrificação. Hoje como técnico de lubrificação me orgulho em dizer que tenho conhecimento teórico e prático para participar de reuniões com o Cliente e onde tenho a participação na maioria das melhorias indicadas e implantadas no Site.


Revista SIL Lubrificação

Um Novo Curso em nossa Universidade da Lubrificação. Estamos falando do curso Lubrificação & Ação, o que diferencia esse curso dos outros é o seu método de apresentação do passo a passo das Instruções de Trabalho. A cada mês vamos disponibilizar um treinamento novo, neste mês temos a IT055 Lubrificação a graxa dos Motores Elétricos

08


Revista SIL Lubrificação

Universidade da Lubrificação • A Lubrificação e seus Conceitos

• Lubrificantes e suas Propriedades

• As melhores Práticas de Armazenagem e Aplicação • Causa e Efeitos da Contaminação • Análise de Lubrificantes

• Métodos de Amostragem e Repetibilidade

Investimento em Conhecimento:

R$500,00

09


Revista SIL Lubrificação

Valor

Respeito pelas Pessoas e pelo Meio-Ambiente

Coleta Seletiva e Economia de Energia

Compartilhamos os resultados do nosso projeto de Coleta Seletiva. A Sil a partir de agora estĂĄ Comprometida em Respeitar as Pessoas e o Meio Ambiente, sempre com Integridade, Solidariedade e Interesse pelo conhecimento.

10


SIL & VOCÊ

Revista SIL Lubrificação

Quando um colaborador visitar a SIL ele pode trazer sua pilha ou bateria, que agora temos o coletor para descarte correto desse resíduo.

Agora coletaremos plásticos, papéis, metais, orgânicos e até pilhas e baterias. Cada colaborador administrativos recebeu um Squeeze personalizado com seu nome e o logo da SIL para diminuir o uso de copos descartáveis.

Nos interruptores foram colados adesivos para evitarmos os desperdícios, nos banheiros adesivos para utilizar menos papéis e a água corretamente. O importante é a consciência e a Sil está fazendo a parte dela.

11


Revista SIL Lubrificação

Valor

Respeito pelas Pessoas e pelo Meio-Ambiente Como é importante a nossa responsabilidade ao trabalhar com resíduos. O óleo lubrificante usado ou contaminado é altamente tóxico. Sua deterioração resulta, entre outros efeitos, em agentes potencialmente carcinogênicos tornando seu descarte no solo ou em cursos d´água, nocivo à saúde de pessoas, fauna e flora. Em 31 de agosto de 1993, o Conselho Nacional do Meio Ambiente (CONAMA) publicou a resolução nº 9 que em conjunto com as Portarias nº 125 e nº 127 da Agência Nacional do Petróleo – ANP – estabelece a regulamentação para a atividade de recolhimento, coleta e destinação final do óleo lubrificante usado ou contaminado. Para se ter uma ideia do impacto ambiental e econômico, estudos apontam que a poluição que pode ser gerada no meio ambiente pelo descarte de 1 tonelada por dia de óleo usado é equivalente à poluição gerada pelo esgoto doméstico de uma cidade com população de 40 mil habitantes. Ou ainda, a queima indiscriminada desse produto, sem o adequado tratamento de desmetalização, gera emissões de poluentes como óxidos metálicos e gases tóxicos. Além do mais, o óleo mineral é um recurso que tem sua origem em fontes escassas e não renováveis, o que alerta para as questões de preservação do meio ambiente. O óleo lubrificante pode sofrer alterações físicas e/ou químicas durante sua utilização. Dependendo da severidade dessas alterações, o óleo é passível ou não de tratamento. Uma ação começa na avaliação da extensão dessas alterações, através da análise do óleo lubrifi-

cante. Basicamente, as análises vão determinar a viscosidade, a reserva alcalina, teor de umidade, quantidade de contaminantes sólidos, metais presentes e indícios de oxidação. Vale lembrar que tão importante quanto às análises a serem efetuadas no óleo, é também o cuidado com a amostragem no que diz respeito a equipamentos de coleta, procedimento de amostragem e representatividade da amostra. Muitas vezes são utilizados frascos inadequados como garrafas de refrigerante, água, etc., os quais certamente irão interferir nos resultados das análises. A interpretação dos resultados é também um ponto crítico e deve ser feita por pessoal treinado. Caso o resultado das análises apresente viscosidade alterada, indícios de oxidação ou pacote de aditivos alterado, geralmente o mais econômico é encaminhar o óleo para rerrefino.

12


MEIO AMBIENTE

Revista SIL Lubrificação

Melhoria Contínua Um aspecto importante para a manutenção da qualidade de vida do óleo é garantir algumas premissas básicas para o equipamento, dentre elas destacamos: • A classe de contaminação do óleo deve estar adequada aos componentes instalados e à pressão de trabalho em que atuam; • Manter a temperatura do sistema sob controle; • Manter o teor de água abaixo do limite de saturação; • O sistema deve estar desaerado. E para que estas premissas sejam mantidas, algumas medidas tem que ser implantadas e seguidas: • Avaliação e eventual correção dos filtros existentes; • Instalação de sistema de filtragem off-line; • Aplicação de contadores de partículas inline; • Aplicação de monitores de água no óleo; • Instalação de respiros absolutos e blindagem completa do sistema; • Adequação de trocadores de calor e limpezas frequentes dos mesmos; • Inspeções periódicas quanto a vazamentos; • Manutenção do nível de óleo correto no tanque; • Limpeza frequente interna e externa dos reservatórios.

13

Economia Garantida Quando o alerta é ligado, e os sintomas indicam algum tipo de contaminação, vários equipamentos podem ser aplicados para a correção do óleo, dentre eles destacamos: • Centrífugas; • Termo-vácuo; • Sistema de filtragem equipados com filtros absolutos; • Sistema de filtragem equipado com filtros higroscópicos ou coalescentes. A recuperação é algo bastante viável, uma vez que o custo para recuperar um óleo usado é geralmente menor em comparação ao óleo novo. Muitas vezes ela pode ser feita no próprio tanque do equipamento contaminado, e em outras se pode segregar uma determinada quantidade de óleo e utilizar um tanque temporário para a recuperação, sempre tomando o cuidado para não misturar os diversos tipos de lubrificantes, e mais ainda, nunca misturar com outros tipos de substâncias como desengraxantes ou derivados de petróleo. Em ambos os casos para o sucesso da operação, é necessário prover instalações adequadas. Entende-se por instalações adequadas um ambiente limpo, organizado, bem identificado, rede elétrica bem dimensionada, local para descarte de resíduos, equipamentos eficientes e descontaminados.


Revista SIL Lubrificação

Em setembro celebramos mais uma edição do Lubrificação em Ação, evento que reuniu mais de uma centena de profissionais da área. O evento foi realizado em São José do Rio Preto na QUALITY SAINT PAUL e teve as seguintes palestras Sergio Manzoli Palestra “Lubrificação em Ação” Diretor de Engenharia de Aplicações da Sil Soluções em Lubrificação. Marcos Kurzawa Palestra “Ganhos Significativos na Lubrificação Industrial” Supervisor de PCM da Usina Ruette. Milton Gróm Palestra “Bio-Lubrificantes” Especialista em Lubrificantes da Nescher Brasil.

14


Revista SIL Lubrificação

Abordando ainda os seguintes temas: • Contaminação o inimigo invisível. • Tipos e fontes de contaminação e como evita-las. • Nova norma ISO 4406:1999. • Durabilidade e vida estendida para os equipamentos hidráulicos e lubrificantes. • Óleo diesel um novo conceito. • Razão beta norma ISO 4572 ( atual 16889 ). • Contagem de partículas - analise de fluido • Blindagem de equipamentos. • Escolha do filtro adequado a sua necessidade. • Graxas e lubrif. biodegradáveis de alto desempenho. • Alta performance na manutenção. • Lubrificante limpo, frio, seco, desaerado, bem alinhado e bem lubrificado. • Estudos de casos.

15


Revista SIL Lubrificação

NOVOS NEGÓCIOS A SIL fechou em setembro de 2013 contrato com o grupo Titan Pneus do Brasil, para fazer um estudo aprofundado do estagio em que se encontra a lubrificação e seus potenciais ganhos com tratamento da lubrificação de forma a contribuir na estratégia para construção da confiabilidade e aumento de disponibilidade operacional de equipamentos, através do nosso programa de Lubrificação Avançada, com uma equipe de 6 colaboradores na planta do Belenzinho SP.

16


Revista SIL Lubrificação

Em 1912, a propriedade onde hoje se encontra a Titan Pneus do Brasil era, na época, uma fábrica de tecelagem. No ano de 1935 ela foi transformada em prisão política e em 1938 foi comprada pela Goodyear, tendo seu primeiro pneu produzido em 1939. Com mais de 70 anos de existência, a Fábrica de Pneus no Belenzinho é considerada patrimônio histórico. No dia 1º de abril de 2011, o negócio

17

agrícola da Goodyear na América Latina foi adquirido pela Titan que, desde então, é a nova proprietária da Fábrica. Na América Latina, a Titan tem como foco principal o mercado agrícola e fora de estrada. Sua fábrica no Brasil conta com a mais alta tecnologia, produzindo pneus de qualidade, resistência, desempenho e durabilidade. Sua linha de produtos inclui pneus agrícolas, fora de estrada, caminhão e camioneta convencional.


Revista SIL Lubrificação A SIL deseja a todos que estão aniversariando, muitas felicidades, sucesso, saúde e harmonia!

Outubro 01 03 04 04 07 08 09 10 12 12 14 15 16 19 20 22 22 24 26 29 31

Samuel Vieira Diniz Watson Alves Santos Sergio Augusto Marcos Robson de Assis Nascimento Alan Jose de Farias Virginio Sebastiao Porfirio Alecrim Ranilson Rodrigues dos Santos Lusielle Alves Genaro Aparecido do Nascimento Newton da Rosa Staehler Ernesto Magri Joel Jose da Silva Ivo Jose de Souza Erivaldo Bezerra Reginaldo Cassio do Carmo Marcio Leonel Borges Rafael Paulo da Silva Renata Michelly Dias da Cunha Antonio Vicente da Silva Marco Antonio S. Lopes Rosinaldo Bartolomeu dos Santos

Vale Terminal Goias Suzano - Mucuri Whirlpoll SA Braskem SA UNIB Braskem SA PVC AL Entrega & Superação Magnesita SA Conexão & Arte Vale Chapadão Goias Entrega & Superação Entrega & Superação Radiadores Visconde Ltda Braskem SA UNIB - BA Unilever Indaiatuba Vale Mariana Whirlpoll SA Samarco - Mariana Solidez & Cuidado ZF do Brasil - SBC Conexão & Arte Editora Abril

18


Revista SIL Lubrificação

Universidade da Lubrificação Tem o objetivo de fornecer curso sobre lubrificação de máquinas, em uma linguagem simples e acessível. E com satisfação anunciamos mais colaboradores que se formaram em nosso Curso Intensivo de Lubrificação da Universidade da Lubrificação:

Aristides Ferreira Campos Ribeiro - Titan Alexandre Martins da Costa - Samarco Mariana Antonio Silva - ZF-Sachs SBC

Parabéns pela conquista!

19


Revista SIL Lubrificação Suzano Mucuri BA Contrato LIRA comemora 03 anos de existência com grandes conquistas mencionadas neste período. A equipe está cada vez mais madura e técnica, sabe a direção para onde está indo. Parabéns “Aliança Inteligente” – SIL, Schaeffler e ABB.

3 ANOS SUZANO MUCURI

Discurso de nosso gestor para toda a equipe: “Senhores gostaria de parabenizar a todos pelo 3º ano de contrato e principalmente por todos os resultados obtidos até o momento. Hoje a equipe da “Aliança” é referencia para outras contratadas e inclusive para própria Suzano. Vemos que do ano passado para este ano, houve um grande crescimento técnico, profissional e claro pessoal, uma equipe diferenciada, que não fica parada esperando resultados, mas está sempre em busca, e é notório os aos avanços, parabéns!” – Reinaldo Oliveira - Suzano

20


NR 35 Trabalho em Altura

SIL realiza treinamento de NR 35, trabalho em altura com equipe da Samarco em Mariana MG.

Cerca de 17 colaboradores SIL participaram do treinamento em Mariana MG.

21



Sil em Revista Outubro de 2013