Page 1

Edição Maio 2013


SUMÁRIO 06

03

RCL

Entrevista

04

08

SIL & Você

LubCase

11 SIC 2013

18 19

Novos Negócios

Meeting

12

Trabalho em Altura

www.twitter.com/sil_lub www.facebook.com/Sil.Lubrificacao www.sil-lubrificacao.com.br/linkedin www.youtube.com/user/SILLubrificacao

14 Meio Ambiente


RCL

03

O Curso RCL Lubrificação Centrada em Confiabilidade, retorna em 2013. A segunda edição já tem suas primeiras datas de 08 à 10 de Maio em São Paulo. Oportunidade de planejar o ano com crescimento profissional, adquirindo conhecimento de vanguarda na lubrificação, análise de lubrificantes e em ações concretas para salvar equipamentos, itens que fazem parte da grade do Curso. O grande diferencial além do conteúdo atual e denso é a Certificação Internacional Inclusa, o que representará um salto significativo na qualificação profissional dos formandos. www.sil-lubrificacao.com.br/rcl

03


04 Lubcase

Boas Práticas

Adequação do Sistema de Filtragem e respiro no Conjunto da Planetária dos Rolos de Acionamento – Masisa Montenegro / RS Por Gilson Furtado de Souza e Robson Alexandre Marques

Por que aumentar o nível de Limpeza? O equipamento está sujeito aos contaminantes do ambiente por conta do respiro não oferecer restrição adequada, estes contaminantes tem auxiliado no desgaste do equipamento, facilmente constatado em laudos de análise. Não existe condição adequada de filtragem da carga de lubrificante, só sendo permitida filtragem com equipamento parado. Não existe equipamento dedicado para filtragem das planetárias, exigindo troca de conjuntos de filtros, o que gera riscos de falha e contaminação. Através de ensaios de Laboratório foi constatado : - Alta concentração de partículas metálicas; - Início de desgaste severo; - Moderado desgaste por Fadiga em AÇO até 116 microns; - Alta concentração de contaminantes; - Alta incidência de Óxidos, Amorfos (Areia/ Poeira/Outros). Ocorrência de troca de toda carga de óleo por conta dos contaminantes e pela inexistência de condições de filtragem adequada.

Objetivo Aumento da confiabilidade do equipamento; Redução dos eventos de troca de fluídos; Extensão da vida útil do equipamento; Extensão da vida útil da carga de fluído. Redução de paradas do equipamento para filtragem; Aumento de produtividade do profissional envolvido no processo;


Lubcase

05

Ação

Aumentar o nível de limpeza do Lubrificante SHC 632 que compõe a lubrificação da Planetária L011m1. Instalação de um conjunto de filtro de ar Hidroguard com câmara de expansão, suporte com engates rápidos de 1” e ¾”, indicador de saturação. Instalação de Unidade de filtragem dedicada as planetárias, com filtro 12 micras para absorver água + filtro 4 micras para partículas, motor 1,5 CV e vazão 38 litros por minuto, permitirá operar em todas as demais planetárias.

Ganhos Calculando o a perda de produção projetada para caso de quebra de 06 conjuntos, estimando um tempo mínimo de 08 horas para troca de cada conjunto, totalizamos uma perda de: R$758.160,96.

Ganhos Indiretos

Aumento da Segurança do Trabalho do profissional envolvido no processo; Aumento da confiabilidade operacional do equipamento; Aplicação da manutenção pró-ativa; Aumento na produtividade do profissional envolvido no processo;

R$ 744.196,96 INTELIGÊNCIA GERANDO RESULTADOS


06 Entrevista Trabalhando juntos por mais de 6 anos Aristides e Luciano são dois dos quatro colaboradores que compõe o quadro de técnicos em Lubrificação que atuam na Editora Abril em SP. São responsáveis por áreas de extrema importância dentro da gráfica, onde a confiabilidade é exigida ao máximo, principalmente durante a produção nacional da revista Veja, qualquer falha e parada de produção compromete a entrega da revista no país inteiro. Liderados pelo Rosinaldo Bartolomeu ambos são muito dedicados aos estudos, cursam engenharia na mesma universidade; No trabalho e nos estudos estão sempre juntos para encarar os obstáculos e aprendizados do dia a dia.

Aristides e Luciano

LUCIANO PEREIRA MARCELINO Editora Abril / SP Qual foi seu primeiro emprego? Foi em uma empresa química, eu tinha acabado de fazer um curso profissionalizante de usinagem na ETEC e menor de idade sai para procurar emprego, batendo de porta em porta, estava louco pra trabalhar e ter meu primeiro salário. Quando ingressou na SIL? Em Abril de 2006, por um amigo que trabalhava na SIL, fui indicado ao Reinaldo coordenador de contrato nesse período.


Entrevista Por que optou em trabalhar na profissão? Surgiu uma vaga para ser preenchida na Editora Abril e como já tinha algum conhecimento adquirido no curso de usinagem que fiz na ETEC, aceitei o desafio. O que mais gosta no seu trabalho? O conhecimento que se adquire e a busca para solucioná-los. Como motiva sua equipe? Através de diálogo, dando atenção, aceitando e repassando idéias para aprimorar os conhecimentos. Que característica destacaria como importante para um profissional de sua área? Comprometimento é essencial no serviço e com a equipe, é importante adquirir e passar conhecimentos às pessoas da equipe.

07

Qual seu lazer? Estar com minha família. O que significa para você fazer parte da SIL? Muito bom trabalhar com os melhores profissionais na melhor empresa da América Latina no segmento de lubrificação. Gostaria de deixar um recado para os colegas de trabalho? Agradecer ao ótimo trabalho do coordenador, do líder e da equipe em geral. Dizer que corram sempre atrás de seus objetivos e que nunca é tarde para alcança-lo. Exemplo recentemente me formei técnico de segurança do trabalho e, agora estou cursando engenharia de produção, pois adquirir conhecimentos é sempre bom.


08 Entrevista ARISTIDES FRANCISCO DO SANTO NETO Editora Abril - SP Qual foi seu primeiro emprego? Meu primeiro emprego foi em 1996 numa empresa de portões automáticos na qual adquiri conhecimento na área de serralheria.

Quando ingressou na Síl.? Em Abril de 2006, quando estava trabalhando na ALCOA tendo como coordenador Sebastião Alecrim. Nesse período fui apresentado ao coordenador Reinaldo para preenchimento de uma vaga no contrato Editora Abril, no qual trabalho até hoje. Porque optou em trabalhar na profissão? Porque gosto de estar envolvido com os equipamentos de manutenção e produção, algumas pessoas de minha família trabalham nesta área.


Entrevista

O que mais gosta no seu trabalho? Interagir com as pessoas e o conhecimento que obtive em outras empresas na área de lubrificação. Exemplo: Petroquímica, PQU de Mauá, Bridgestone em Santo André e Alcoa. Como motiva sua equipe? Compartilhando conhecimento e estando disponível no auxílio da equipe. Que característica destacaria como importante para um profissional de sua área? Atenção, comunicação, determinação, comprometimento. Qual seu lazer? Passear com a família, se dedicar nos estudos da faculdade nos finais de semana. O que significa para você fazer parte da SIL? Na SIL aprendi muito e continuo aprendendo a cada dia. Gostaria de deixar um recado para os colegas de trabalho? Se você tropeça perante as dificuldades, não tome como derrota, pois é através dos erros que se chegam aos acertos.

09


10 SIL & Você

Nossa história

A importância dos museus é desconhecida por uma grande parte da população, apesar de serem centros difusores de conhecimentos relevantes sobre o nosso mundo. A palavra “museu” é logo associada a coleções de objetos antigos, porém, a função dessas instituições vai além de simplesmente expor itens que despertem a curiosidade do público. A antropóloga Maria Fernanda Maranhão, coordenadora do departamento de Antropologia do Museu Paranaense, explica que as exposições de bens culturais realizadas pelos museus são resultado de estudos interdisciplinares realizados por historiadores, antropólogos, arqueólogos, museólogos e arte-educadores, que constroem um discurso a partir dos objetos e imagens expostas. “A leitura destes discursos é sempre uma interação entre as informações disponíveis e a trajetória de vida de cada visitante”, diz Maria Fernanda. A existência de museus revela o interesse de uma sociedade em criar territórios onde per-

maneçam aspectos relativos à sua cultura, identidade e memória. “As experiências proporcionadas ao visitar um museu vão desde o deleite e a contemplação dos objetos e cenários a processos mais profundos que envolvem a sensação de pertencimento, identidade e memória social”, analisa a antropóloga. Os museus, ao desempenharem a função de centros agregadores do patrimônio cultural e social, possibilitam o contato do visitante a um universo de conhecimentos produzidos pela humanidade ao longo de sua história. “Museus, independente de suas características, são locais de disseminação de conhecimento, descoberta de novos saberes e de reflexão. Acima de tudo, são centros de memória e de perpetuação do conhecimento”, diz Cláudia Carvalho, diretora do Museu Nacional/UFRJ.


SIL & Você

Por onde começar? Pinacoteca

Se estiver de olho no relógio, restrinja o passeio ao 2º andar do museu. O espaço guarda um acervo de mais de 6.000 peças

MASP

Quando a arquiteta Lina Bo Bardi projetou o prédio do Masp, que desde 1968 descansa sobre a Avenida Paulista, o maior cartão-postal da cidade, sonhava com crianças brincando em seu vão de 74 metros de altura.

MAR

O Museu de Arte do Rio promove uma leitura transversal da história da cidade, seu tecido social, sua vida simbólica, conflitos, contradições, desafios e expectativas sociais.

11


12 Trabalho em Altura

Treinamento de Trabalho em Altura Cristiano Moraes, tÊcnico de segurança da SIL realizou nesse dia 19 de abril um treinamento intensivo de Trabalho em Altura – NR35 na Empresa Suzano B. Confira algumas fotos do treinamento realizado com os colaboradores da SIL.


SIC 2013

13

O Simpósio Internacional de Confiabilidade (SIC) é um evento onde profissionais de confiabilidade compartilham suas experiências práticas na aplicação da Engenharia da Confiabilidade nas áreas de Manutenção, Qualidade, Desenvolvimento de Produtos, Testes e Linhas de Processo. O SIC acontece em 5 regiões do mundo. Esta página contem informações sobre o SIC da América do Sul.

22 a 24 de maio de 2013 Centro de Eventos ACM, Florianópolis - SC


14 Meio Ambiente

Gestão Ambiental

Por Vagner Giordano

A gestão ambiental é considerada como o exercício de atividades econômicas e sociais de forma a utilizar de maneira racional os recursos naturais e fontes de energia, renováveis ou não, ou seja, dá ênfase na sustentabilidade. A gestão ambiental, também chamada de gestão de recursos ambientais, deve visar o uso de políticas que garantam a

conservação e preservação da biodiversidade, a reciclagem das matérias-primas e a redução do impacto ambiental das atividades humanas sobre os recursos naturais. Fazem parte também deste universo de conhecimentos associados à gestão ambiental, as técnicas para a recuperação de áreas degradadas, as técnicas de reflorestamento, os métodos


Meio Ambiente

para a exploração sustentável de recursos naturais, e o estudo de riscos e impactos ambientais para a avaliação de novos empreendimentos ou ampliação de atividades produtivas. A adoção da gestão ambiental é importante para uma empresa por diversos motivos. Em primeiro lugar porque associa sua imagem ao da preservação ambiental, melhorando no mercado as imagens das marcas de seus produtos. Empresas que adotam este sistema conseguem reduzir seus custos diretos, evitando desperdícios de matérias primas e de recursos cada vez mais escassos e mais dispendiosos, como a água e energia. Empresas com gestão ambiental melhoram suas relações comerciais com outras empresas que também seguem estes princípios e de custos indiretos representados por sanções e indenizações relacionadas a danos ao meio ambiente ou à saúde de funcionários e da população de comunidades que tenham

15

proximidade geográfica com as unidades de produção da empresa. À medida que a sociedade vai se conscientizando da necessidade de se preservar o meio ambiente, a opinião pública começa a pressionar as empresas a buscar meios de desenvolver suas atividades econômicas de maneira mais racional. A partir do momento que a empresa coloca no mercado um produto que mostra a preocupação com a preservação do meio ambiente, esta empresa juntamente com seu produto, passa a se tornar uma referência no meio empresarial. O próprio mercado consumidor passa a selecionar os produtos que consome em função da responsabilidade social das empresas que os produzem. Desta forma, surgiram várias certificações, tais como as da família ISO14000, que atestam que uma determinada empresa executa suas atividades com base nos preceitos da gestão ambiental.


16 Aniversáriantes

A SIL deseja a todos que estão aniversariando, muitas felicidades, sucesso, saúde e harmonia!

Maio 2 2 5 8 9 10 10 11 14 10 10 12 14 15 17 21 22 24 24 24 27 29 30 30 30 31 31

Jorge Gomes Costa Gilson Souza Leandro de Sena Silva Josue Anez de Lima Rafael Cunha de oliveira Joao Dionizio Pereira Adeilton Baldovino Francisco Robert Silva Pinheiro Adalvan Dutra de Miranda Ricardo Bezerra de Lima Agenor de Azevedo Teixeira Silvano dos Santos Ferreira Leandro Souza Blogoslawski Diogo de Oliveira Silva Robson Alexandre Marques Marcio Fernandes Leao Abel Renato Vieira do Passo Ubiracy Santos Vivaldo dos Santos Reis Filho Lúcio Necesio Adilson Martins Lucas Andre Nani Sergio Pereira dos Santos Jean Ricardo Vitorio Jean Ricardo Vitorio Marcelo Silva Garcia Paulo Cassiano de Almeida

Meta Coordenador Suzano Mucuri FMC Technologies Suzano B Filtragem Suzano Mucuri Renalub Suzano Mucuri Braskem ABC Pirelli Vale - Cajati Suzano C Braskem PVC/AL Lanxess Vale - Chapadão Meta Braskem SA PE3 Braskem SA UNIB Meta Meta Pirelli Brascabos Britanite Whirpoll Coordenador Meta


Formandos

17

Universidade da Lubrificação Tem o objetivo de fornecer curso sobre lubrificação de máquinas, em uma linguagem simples e acessível. E com satisfação anunciamos mais colaboradores que se formam em nosso Curso Intensivo de Lubrificação da Universidade da Lubrificação:

Luiz Fernando - Andritz Fernando Oliveira – Braskem PE-7 Jocemar Viana - Pirelli Gravataí Eduardo Feitosa - Braskem ABC Claudemir Duarte de Melo – Pirelli Gravataí Jose Carlos Martins – Pirelli Gravataí Marcio Renato de Freitas - Braskem ABC Sergio Guedes - Procter & Gamble Joacir Silva Fernandes - Whirpool Joinville

Parabéns pela conquista!


Sobre o Meeting Meeting Lubrificação & Confiabilidade é um dos mais qualificados eventos da Manutenção Industrial do País. Organizado pela SIL este Evento tem percorrido diversas capitais do País, desde 2011. Edição de Abril de 2013 no Hotel Sheraton - Porto Alegre /RS

Depoimentos

“ Evento de alto nível, com ambiente

agradável e facilitador para discussões de temas altamente influentes na construção da confiabilidade de equipamentos e processos de manutenção” Gerente de Manutenção Pirelli

De um modo geral o evento super positivo pela troca de experiências e pelos contatos desenvolvidos num tema central e fundamental para as estratégias de manutenção das empresas que é a Lubrificação.” Gerente de Manutenção JBS Aves Ltda

www.sil-lubrificacao.com.br

14 18


19 Novos Negócios

Votorantin Cimentos, localizada em Ibituba – Litoral Sul de Santa Catarina Serviço de purificação lubrificantes de 3200 litros de óleo do moinho de entrada O Grupo Votorantin é empresa 100% brasileira, com atuação em mais de 20 países, o Grupo Votorantim concentra operações em setores de base da economia que demandam capital intensivo e alta escala de produção, como cimento, mineração e metalurgia (alumínio, zinco e níquel), siderurgia, celulose e papel, suco concentrado de laranja e auto geração de energia. No mercado financeiro, atua por intermédio da Votorantim Finanças, e, em Novos Negócios, investe em empresas e projetos de biotecnologia, pesquisas minerais e especialidades químicas. Um dos principais pilares de seu crescimento é o compromisso com a sustentabilidade, traduzido na busca de criação de valor nas dimensões econômica, social e ambiental. A Votorantin Cimentos esta presente no negócio de materiais básicos de construção (cimento, concreto, agregados e produtos complementares) desde 1936, a Votorantim Cimentos é atualmente uma das oito maiores empresas globais do setor, com forte presença nas Américas, Europa, Ásia e África destacando-se pela sua excelência operacional e práticas de gestão. No Brasil, mantém a liderança de mercado com 40% de participação. Possui 60 unidades de produção em praticamente todos os estados brasileiros e 100 centrais de concreto. Comercializa mais de 40 produtos, com destaque para as marcas Votoran, Itaú, Poty, Tocantins, Aratu, Votomassa e Engemix. Na América do Norte, opera 6 fábricas de cimento, 150 unidades de agregados e con-

creto e possui ainda participações acionárias na Bolívia, Chile, Argentina, Uruguai e Peru. Em 2012, a Votorantim Cimentos passou a atuar também nos mercados da Turquia, Marrocos, Tunísia, Índia, China e Espanha, incorporando 13 fábricas de cimento, uma fábrica de clínquer, 8 moagens, 78 centrais de concreto, 22 plantas de agregados, 5 unidades de argamassas e uma unidade de cal hidratada. Com esta iniciativa adicionou 16.5 milhões de toneladas à sua capacidade produtiva mundial, passando de 34 milhões para 50.5 milhões de toneladas por ano. É uma das pioneiras na utilização do coprocessamento, tecnologia produtiva que elimina de forma econômica, eficiente e ambientalmente correta resíduos industriais nos fornos de cimento. Desde 2005, a empresa já coprocessou um volume superior a 3 milhões de toneladas de resíduos, especialmente pneus usados, solventes químicos, óleos e materiais inservíveis. No campo da responsabilidade social corporativa, desenvolve diversos programas de longo prazo voltados à educação profissional e inserção de jovens no mercado de trabalho, além do desenvolvimento socioeconômico dos municípios onde está presente. Uma das maiores empresas globais do setor de materiais essenciais de construção, a Votorantim Cimentos destaca-se por sua excelência operacional e logística, seu sistema de gestão replicável, atração e desenvolvimento de talentos e o compromisso com a responsabilidade socioambiental.


sil13  

silemrevista13