Page 1

s

na zo ul

Jornal de Coleção • Ano i1 • Nº 18 • MARÇO 2010 • 10.000 Exemp. • Tel. (51) 3273.4984 • distribuição Gratuita

saúde

Descubra os deliciosos e energéticos Sucos Integrais Vitais

Investigações científicas descrevem atitudes e ações que propiciam mais felicidade e bem-estar às vidas das pessoas. Leia e saiba

ética

Atitudes nobres e profundas podem transformar a realidade 

lições de vida

Viver no “paraíso” ou no “inferno”: uma decisão pessoal

Os segredos das pessoas felizes


Bem Estar • Nº 18 • Março 2010 • 2

A Árvore dos Desejos Osho

N

o conceito Védico indiano, o Paraíso é composto por Árvores dos Desejos. Basta alguém sentar debaixo de uma delas e desejar qualquer coisa, que imediatamente o desejo se realizará, sem intervalo de tempo entre o desejo e a realização. Conta uma velha lenda que, certa vez um homem estava viajando e acidentalmente, sentou-se embaixo de uma dessas Árvores dos Desejos. Sem nada saber sobre isso e dominado pelo cansaço, o homem pegou no sono, à sombra de sua frondosa copa. Quando despertou estava com muita fome, e então disse: - Estou com tanta fome! Ah, como eu desejaria conseguir alguma comida agora! E imediatamente apareceu um prato de comida à sua frente, vinda do nada, simplesmente uma deliciosa comida, flutuando no ar. Ele estava tão faminto que não prestou atenção de onde viera a comida. Começou a comê-la assim que a viu. Somente depois que sua fome foi saciada é que voltou a olhar ao redor. Outro pensamento surgiu em sua mente: - Se ao menos eu conseguisse algo para beber... Imediatamente apareceram excelentes sucos e vinhos. Bebendo e relaxando na brisa fresca, sob a sombra da árvore, o homem começou a pensar: - O que está acontecendo? O que está havendo? Estou sonhando ou exis-

tem espíritos ao meu redor que estão fazendo truques comigo? E diversos espíritos apareceram. O homem começou a tremer e novamente um pensamento surgiu em sua mente:- Serão esses espíritos perigosos?... Logo os espíritos se tornaram nauseantes, ferozes e começaram a fazer gestos ameaçadores para ele. - Ai, meu Deus! Agora certamente eles vão me matar! E assim aconteceu... Esta parábola tem apenas um significado: sua mente é a Árvore dos Desejos, e o que você pensa, mais cedo ou mais tarde, há de se realizar. Às vezes o intervalo entre o pensamento e o acontecimento é tão grande que nos esquecemos completamente que, de alguma maneira, desejamos o ocorrido. Mas, se olharmos profundamente, perceberemos que todos os nossos pensamentos, desejos, medos e receios estão criando nossas vidas. Eles criam nosso inferno ou nosso paraíso, criam nosso tormento ou nossa alegria. Todos nós temos mentes “mágicas” capazes de manifestar externamente, nossos desejos e pensamentos. Estamos fiando a trama de nossas vidas, tecendo o mundo dentro e fora de nós, sem ao menos termos consciência disso. Sua vida está em suas mãos. Você pode escolher transformá-la num inferno ou num paraíso. A responsabilidade é toda sua. Isso depende somente de você!


Guia Saúde

Informações importantes para sua saúde e bem-estar

Palavrão Terapêutico

O Melhor Óleo de Cozinha

Falar palavrão pode aliviar dor física, diz estudo. E a experiência pessoal.

T

odos sabem, por experiência, que uma topada com um sonoro palavrão dói menos que uma outra, sofrida em silêncio. Pois um recente estudo da Faculdade de Psicologia da Universidade de Keele, na Inglaterra, publicado pela revista especializada NeuroReport, chegou à mesma conclusão. No estudo, liderado pelo psicólogo Richard Stephens, 64 voluntários colocaram suas mãos em baldes de água cheios de gelo, enquanto falavam um palavrão escolhido por eles. Em seguida, os mesmos voluntários deveriam repetir a experiência, mas em vez de dizer palavrões, deveriam escolher uma palavra normalmente usada para descrever uma mesa. Enquanto falavam palavrões, os voluntários suportaram a dor por 40 segundos a mais, em média. Seu relato também demonstrou que eles sentiram menos dor enquanto falavam palavrões. O batimento cardíaco dos voluntários também foi medido durante a experiência e se mostrou mais acelerado quando eles falavam palavrões. Os cientistas acreditam que o aumento do ritmo de batimentos cardía-

FENÔMENO LINGUÍSTICO?

cos pode indicar um aumento da agressividade, que, por sua vez, diminuiria a sensação de dor. Para os cientistas, no passado isso teria sido útil para que nossos ancestrais, em situação de risco, suportassem mais a dor para fugir ou lutar contra um possível agressor. Terapeutas corporais afirmam que a expressão sonora emocionada descarrega energia corporal, “coloca a dor pra fora”, diminuindo o sofrimento.

O que está claro é que falar palavrões provoca não apenas uma resposta emocional, mas também uma resposta física, o que pode explicar por que a prática de falar palavrões existe há séculos e persiste até hoje, afirma o estudo. “(A prática de) Falar palavrões existe há séculos e é quase um fenômeno linguístico humano universal”, diz Stephens. “Ela mexe com o centro emocional do cérebro e parece crescer no lado direito do cérebro, enquanto que a maior parte da produção linguística ocorre do lado esquerdo. Nossa pesquisa mostra uma razão potencial para o surgimento dos palavrões, e porque eles persistem até hoje.” Um estudo anterior, da Universidade de Norwich, mostrou que o uso de palavrões ajuda a diminuir o estresse no ambiente de trabalho. Ou seja, na próxima topada, seguida de um PQP, desculpe-se afirmando que estás respaldado por pesquisas inglesas.

S

Ao escolher, leve em conta a sua saúde e também a do meio ambiente.

egundo a engenheira química Suzana Lannes, professora da USP e pesquisadora de tecnologia de alimentos, o óleo de soja seria o menos indicado do ponto de vista ambiental, pois o plantio de seu grão vem causando o desmatamento de áreas da Amazônia e poluindo os rios com o lixo industrial. A engenheira química Rosemar Antoniassi, da Embrapa, ressalva no entanto, que, como o óleo é um subproduto da soja (o principal é o farelo, que alimenta animais), a redução de seu consumo não diminuiria o desmatamento na Amazônia. A cultura da canola também é problemática, na visão da engenheira Suzana, porque ela é obtida a partir de uma modificação genética da colza, planta que pode causar alergias e até queimaduras nas pessoas que a manipulam. Assim, entre soja, canola, milho ou girassol - os óleos de cozinha mais usados pelo brasileiro - os dois últimos têm tipos de cultivo que agridem menos o ambiente. E são muito bons para a saúde. Lembre-se disto no supermercado.


Ecologia

Dicas ambientais

Sete perguntas e sete respostas para quem quer ter atitudes ecologicamente corretas, mas ainda não sabe como agir.

1

Algumas pessoas acreditam que o computador gasta muita energia para ser ligado. É mais econômico deixá-lo em estado de espera por algumas horas? O micro realmente gasta mais energia ao ser ligado para acionar a tela e os drivers. Isso dura alguns segundos, o que não justifica deixá-lo ligado sem uso por muito tempo. A economia de energia depende de outros fatores. Uma tela de LCD gasta 50% menos que um monitor antigo. O consumo também aumenta em ambientes mais quentes.

2

Se eu trocar minha geladeira antiga por um modelo que gasta menos energia, não estarei gerando mais lixo? Você não precisa descartar sua geladeira em lixões. Se ela ainda funciona, procure doá-la. Algumas prefeituras recolhem esse tipo de equipamento. Há também cooperativas que reciclam parte do eletrodoméstico.

Bem Estar • Nº 18 • Março 2010 • 4

uma embalagem nova, sem reciclagem.

5

3

As fraldas descartáveis geram grande quantidade de lixo. Mas quem aceitaria voltar para a fralda de pano? As de pano realmente seriam muito menos agressivas, já que as descartáveis levam até 500 anos para se decompor. Nos Estados Unidos, já existe uma opção mais ecológica, da gDiapers. Ela tem uma calça plástica lavável e, dentro, um refil absorvente e biodegradável, que pode, segundo o fabricante, ser jogado na privada. Mas se você quer e puder preservar, prefira as de pano e use as descartáveis só em situações especiais.

4

Dizem que é importante separar embalagens de alimentos para reciclagem. Mas eu não desperdiço água para lavá-las? Você deve lavá-las, mas basta uma limpeza rápida, para que os resíduos não atraiam baratas e insetos. Gasta-se menos água nessa lavagem do que o necessário para fabricar

Há locais onde se coleta o óleo de cozinha usado para transformálo em biodiesel. Vale à pena gastar o combustível de meu carro para levá-lo até lá? Não saia de casa só para entregar o óleo. Aproveite quando o local de coleta fizer parte de seu caminho. Várias lojas e postos de gasolina já recebem óleo de cozinha. Reciclar o óleo de cozinha também evita que ele seja jogado na pia. O óleo se mistura com a água e atrapalha o tratamento de esgotos.

6

Onde devo jogar o papel higiênico usado? No cesto, gera mais volume de lixo. E, no vaso, não atrapalha o tratamento de esgoto? Em cidades onde o esgoto é tratado, o papel pode ir para a privada. Em países da Europa, é comum não encontrarmos lixeiras nos banheiros. Mas jogar o papel no lixo orgânico também não faz mal. Nos aterros, ele demora pouco para se decompor.

7

No trabalho, é melhor usar copos descartáveis ou levar a própria caneca de cerâmica? Afinal, os de plásticos são recicláveis e, quando as canecas quebram, a produção de uma substituta consome água e energia.

Boas Notícias

P R O M O V E Ciclo de Palestras Tema: Alimentação e Suplementação na Menopausa. Palestrante: Nutricionista Sálua Finamor Quando: 17 de abril - sábado - 10h Local: Confeitaria Leckerhaus Av.Pereira Passos 1125 lj 06 Copacabana Cente.

A pior opção possível é o copo plástico, um dos maiores vilões da poluição ambiental. Se vão para as ruas entopem bueiros e causam inundações, se chegam aos rios e ao mar provocam a morte de inúmeros animais marinhos, que os ingerem confundido-os com algas. Eles não se decompõem na água. Nos lixões, eles demoram mais de cem anos para se decompor! A caneca de cerâmica é melhor. Outra opção é a de alumínio, que não quebra e é reciclável.


5 • Nº 18 • Março 2010 • Bem Estar

Fique Alerta

Sua saúde merece cuidado Notícias para ler e repassar

Bronzeamento Artificial é Novamente Liberado no País

Infecções Intestinais Aumentam no Verão

Uma inacreditável decisão da “justiça” brasileira libera câmaras cancerígenas.

Na estação há um aumento de 30% no número de casos; alimentos contaminados são principal problema.

T

M

ais uma vez a vaidade se sobrepõe à saúde. Mais uma vez os interesses econômicos prevalecem, e mais uma vez a “justiça” brasileira toma uma decisão que favorece grupos econômicos em detrimentos dos interesses maiores da população. No começo de janeiro, uma antecipação de tutela obtida pela Associação Brasileira de Bronzeamento Artificial liberou em todo o país o uso de bronzeamento artificial. Segundo o advogado da associação, Eugênio Palazzi, o juiz se baseou na inconstitucionalidade da proibição. “Foi o Tribunal Regional Federal que orientou o juiz a conceder a decisão”, disse ele. O único dado positivo foi que a liminar não tem caráter definitivo, podendo ser revogada a qualquer momento. A Anvisa (Agência Nacional de Vi-

gilância Sanitária) afirmou que pretende recorrer. Dois estabelecimentos no Rio Grande do Sul e outro no Paraná já haviam obtido no final de 2009 autorizações para oferecer o perigoso procedimento. Desde novembro do ano passado, o bronzeamento artificial foi proibido no país pela Anvisa, baseado em estudos conclusivos que mostram que os raios ultravioleta emi-

tidos pelas câmaras aumentam consideravelmente os riscos de câncer de pele. Tão impressionante quanto o fato de empresas oferecerem um serviço comprovadamente cancerígeno (com o aval da “justiça” brasileira), é o fato de tantas pessoas buscarem este tipo de procedimento, sabendo que correm riscos graves. Arriscam a vida por um final de semana com o corpo moreno. Realmente...

odos sabem que no verão as bactérias, fungos e vírus encontram um ambiente mais propício para se reproduzirem. É o período maior dos casos de infecções gastrointestinais. As causas são variadas: alimentos crus contaminados por bactérias, pratos preparados de forma inadequada e água contaminada. Com o aumento do calor e da umidade, os micro-organismos se proliferam com mais facilidade e as pessoas ficam mais expostas a micoses, inflamações e doenças gastrointestinais. Crianças e idosos devem ter mais atenção, pois podem se desidratar facilmente e de forma mais grave. Um estudo da Secretaria de Esta-

do da Saúde aponta que 27% dos surtos de intoxicação alimentar registrados no estado de São Paulo estão relacionados ao consumo de alimentos preparados em casa. Fiquem bastante atentos às condições de higiene e procure seguir as dicas apontadas pelos especialistas para evitar problemas nesta estação.


Saúde Integral

Sucos

para curar e vitalizar Mauro Schorr

Bem Estar • Nº 18 • Março 2010 • 6

Uma das principais alternativas para obterse uma nutrição mais saudável, depurativa e purificadora é o uso de Sucos Naturais Vitais. Neste texto você encontrará boas indicações e receitas fáceis e deliciosas.

S

ucos Vitais consistem na combinação de diferentes frutas e cereais que podem gerar uma maior ativação glandular e medular, fundamentais na produção de enzimas restauradoras do equilíbrio energético do organismo, além de contribuir para a limpeza dos órgãos internos, sobretudo do intestino, fígado, coração, pulmão, baço, bexiga, tecido cutâneo e circulatório. Outra grande vantagem do uso de Sucos Vitais está na absorção direta e mais facilitada das vitaminas e sais minerais presentes nas frutas, vegetais, mel, açúcar mascavo e ervas medicinais. Esta alquimia dos sucos pode muito bem substituir alimentos cozidos, facilitando o ingresso da pessoa num estado mais leve e saudável. Das principais contribuições no Brasil a respeito do uso de Sucos Vitais está o trabalho da prof. Ana Maria Branco (www.users.rdc.pucrio/anabranc), desenvolvido na PUC-RJ. Seu “Suco da Luz”, altamente vitalizante, contém uma

combinação de cereais e grãos integrais brotados – principalmente trigo, girassol, gergelim, amendoim, feijão, arroz – com vegetais verdes ricos em ferro, como a couve, rúcula e salsinha. O suco é feito com laranja ou abacaxi e adoçado principalmente com maçã. A característica deste suco é que dispensa a adição de água, seguindo orientação da macrobiótica, que destaca a importância do uso dos líquidos aquecidos diretamente do sol e presentes nas frutas e vegetais.

Receitas de Sucos Vitais para a Cura Integral 4 Fortalecedor, yang, que combate o cansaço e o stress: A polpa de açaí pode ser combinada com maçã, goiaba, jabuticaba, kiwi, morango, acerola, melancia, e um pouco de gengibre. Ou seja, frutas de cor vermelha e vinho, que possuem uma quantidade maior de ferro e potencial de sua ativação em nosso organismo. 4 Energizantes, excelente para os atletas e para quem pratica esportes: Açaí com banana, ma-

Renato Guariglia e Renata Cunha Editores - Zona Sul Fábio Ferreira Diagramação Renato Guariglia Comercial Impressão: Grupo Sinos Tiragem: 10 mil exemplares Contato: (51) 3273.4984 zonasul@jornalbemestar.com.br

REDE BEM ESTAR Érico vieira Comercial/Relacionamento Max Bof Administrativo/ Produção Editorial Ralph Viana Conteúdo/Arte Jaqueline Bica Diagramação Central Jornalista responsável: Max Bof (mtb 25046) Material: Revistas CUERPOMENTE, UNO MISMO, NEW AGE, PSYCHOLOGY TODAY, BUENA SALUD, THE QUEST, PSYCHOLOGIES, SHAMBHALA SUN, MAGICAL BLEND, NOUVELLES CLÉS. Informes publicitários, textos e colunas assinadas não correspondem necessariamente à opinião do jornal e são de responsabilidade de seus autores.

parceria@jornalbemestar.com.br Que todos os méritos gerados por esse trabalho beneficiem e tragam felicidade para todos os seres.


7 • Nº 18 • Março 2010 • Bem Estar mão, coco, mel ou açúcar mascavo, granola e agar-agar. 4 Anti-gripal, traz uma maior proteção antibacteriana e fortalece a imunidade – Laranja, limão, goiaba ou acerola, mel (de preferência de laranjeira) e gotas de própolis. 4 Purificantes, para melhorar a qualidade sanguínea – Combatem a acne, celulite e obesidade – Abacaxi com laranja ou maracujá, mamão, cenoura, hortelã, menta ou poejo. 4 Combatem acidez estomacal, úlceras e inflamações em todo o organismo – Babosa fresca com laranja ou mamão e maçã e algumas folhas de couve. Os Sucos Verdes têm se disseminado rapidamente no Brasil e no mundo. Um deles é feito com o uso das folhas do trigo integral germinado. O trigo é colocado de molho por 12 horas, e depois é lavado todo o dia, deixado úmido em um vidro tampado com um pano úmido. Assim, em 5 dias começam a brotar suas folhas, que são cortadas e adicionadas em suco de laranja, água de coco ou caldo de cana. É excelente, pois possui ácido glutâmico, considerado um complexo enzimático relacionado à inteligência, e recomendado para melhorar a memória e o stress cerebral. Outro suco verde maravilhoso é obtido com folhas de couve, salsa, rúcula, ervas medicinais como

“Outra grande vantagem do uso de Sucos Vitais está na absorção direta e mais facilitada das vitaminas e sais minerais presentes nas frutas, vegetais, mel, açúcar mascavo e ervas medicinais” babosa, alecrim, boldo, mastruz, alfavaca e manjericão, menta e poejo, raízes como cenoura e beterraba. Esta combinação traz fortalecimento geral do organismo, prevenção de inúmeras doenças e retarda o envelhecimento precoce. Por isso a importância hoje das hortas orgânicas nos vasos e quintais. O terceiro suco que indicamos é o nosso Suco Xamânico, um poderoso suco depurativo, feito com a combinação das folhas da batata doce, do milho, guandu, adicionado de ervas medicinais, como

o boldo, alecrim, malva, sálvia, urtiga dióica, bardana, menta e poejo. O suco torna-se denso, parecendo um sangue vegetal altamente depurativo e substancioso.

Modo de preparo dos Sucos Vitais

der grande parte de seu poder de cura e vitalidade. O que sobra no coador pode ser aproveitado em sopas, pastéis, pizzas e até na feijoada. Ou seja, “nada se perde, tudo se transforma, em luz e abençoada energia e alegria”. Boas poções para você!

Deve-se cortar as folhas, bater no liquidificador ou em um pilão ou vasilha. Coa-se e bebe-se com gelo ou ao natural. Recomenda-se cerca de 500 ml de suco no jejum ou quando houver necessidade. Na geladeira dura até 12 horas sem per-

Mauro Schorr é Engenheiro Agrônomo, especialista em agroecologia, agricultura biodinâmica e permacultura. É também naturopata, instrutor de yoga e coordena o Instituto Anima de Cultura e Desenvolvimento Sustentável.

Ideias Fortes Polêmicas . instigantes . curiosas

DIMENSÕES DAS GERAÇÕES HUMANAS O organismo humano pode adaptar-se à inconcebível velocidade de mudanças provocadas pela tecnologia?

Carl Rogers

Raras pessoas parecem compreender que uma das questões básicas para o homem de hoje e do futuro é a da rapidez com que o organismo humano pode adaptar-se à inconcebível velocidade de mudanças provocadas pela tecnologia. Alvin Toffler, num excelente artigo, refere-se a isto como um ‘choque futuro’, sugerindo que as pessoas cairão simplesmente num colapso ao tentar adaptar-se às inacreditáveis mudanças operadas. Uma das suas imagens parece-me especialmente impressionante. Aponta que a existência do homem pode ser vista como de aproximadamente oitocentas gerações de sessenta e tantos anos, esten-

dendo-se num período de cinquenta mil anos. Disse ele, ‘Destas oitocentas, seiscentas e cinquenta foram completamente gastas nas cavernas. Apenas durante as últimas setenta gerações foi possível comunicar de uma geração para outra – o que se conseguiu através da escrita. Só durante as seis gerações passadas a massa humana pôde ver palavra impressa. Só nas duas últimas gerações conheceuse o motor elétrico. E a grande maioria das coisas materiais que usamos na vida do dia a dia foram construídas no tempo presente!” Do livro “Grupos de Encontro”, 1970.

A fronteira interior Chegar aos nossos limites pode nos fazer achar a passagem para a saúde e a bondade incondicional de nossa humanidade. Pema Chödrön

Q

uando vivemos a sensação de perda, que pode ser de nossos seres queridos, de nossa juventude, de nossa vida, experimentamos estados transitórios que podem abrir o coração e a mente além de seus limites. São estados ternos, não agressivos, de final aberto. De alguma maneira sentimentos como a revolta, decepção, vergonha, ciúmes, ira ou medo são mensageiros que nos mostram, com terrível claridade, o lugar exato onde estamos enredados agora. Mas também são convites para seguir adiante, quando talvez preferíssemos nos fundir ou nos retirar. Cada dia nos dá muitas oportunidades de nos abrir ou nos fechar. A chance mais preciosa se apresenta quando chegamos a este lugar limite, onde pensamos que não podemos suportar o que está acontecendo, que parece que as coisas foram demasiado longe.

Muitos deixamos de considerar que estas situações têm algo a nos ensinar, e fugimos delas como loucos (de fato, os vícios surgem nestes momentos). Mas quando chegamos ao nosso limite, se aspiramos conhecer esse lugar de verdade - quer dizer, se desejamos não ceder nem reprimir -, uma dureza se dissolverá em nós. Se conseguimos aceitá-las, as energia da ira, da decepção ou do medo ultrapassarão nosso coração e nos abrirá novamente. Por isso, mais que um obstáculo ou castigo, chegar aos limites é como achar a passagem para a saúde e a bondade incondicional de nossa humanidade. Monja budista. Trecho do livro “Quando tudo cai”.


Matéria

Segredos das pessoas felizes David Niven

Baseado em investigações científicas, o autor enumera enfoques, atitudes e ações que propiciam mais felicidade e bem-estar às vidas das pessoas. Basta seguir as dicas.

D

urante anos cientistas e acadêmicos dedicaram-se a investigar sobre o que faz felizes as pessoas. Esses estudos foram publicados em revistas acadêmicas, como o Journal of Personality and Social Psychology e no Journal of Applied Behavioral Science, dentre outros. Há pouco tempo foi lançado o livro “Os 100 Segredos das Pessoas Felizes”, de David Niven. O autor reuniu essas observações, acrescentou hIstórias verídicas relativas aos temas e tirou conclusões a respeito. O livro se tornou um best seller, com muitas pessoas adotando as dicas que ele contém. A seguir oferecemos a você algumas dessas conclusões com as situações sobre o que fazem felizes as pessoas.

cultivar amigos Reviva relações do passado e aproveite as oportunidades no trabalho ou com seus vizinhos para aumentar seu grupo de amigos.As pessoas necessitam sentir que fazem parte de algo maior, que se preocupam com os outros e que os outros se preocupam com elas. Andy realmente não conhecia seus vizinhos. Acenava com as mãos caso os visse no jardim, mas o que principalmente via eram cercas altas e portas fechadas. Andy havia comprado um computador há alguns anos com a intenção de usá-lo para trabalhar. Mas um dia que esta-

va sem muito o que fazer começou a navegar pela internet. Visitou vários sites nos quais pessoas com interesse comuns – livros, esportes, artes – se reuniam virtualmente para falar de seus interesses e passatempos. Durante sua visita eletrônica, Andy iniciou uma conversação com uma pessoa em particular e logo descobriu que tinham muito em comum e que desfrutavam bastante quando conversavam, ainda que por meio do computador. Semanas depois, durante uma conversação com seu novo amigo, a casa de Andy ficou sem luz e, claro, caiu a co-


de

Capa “Se nos aproximamos mais de outras pessoas, temos quatro vezes mais possibilidades de sentirmos-nos bem conosco mesmos do que quando não nos sentimos perto de ninguém”.

nexão. Quando a luz retornou, Andy buscou o amigo e descobriu que ele havia se desconectado também por um apagão, simultâneo ao dele. Intrigados pela coincidência, resolveram dizer onde moravam. Entre todos os lugares do mundo em que os dois poderiam estar, já que a internet é capaz de unir pessoas de diferentes países e inclusive de cantos extremos do mundo, descobriram que moravam na mesma rua. A falta de luz

propiciou que se descobrissem. Andy aprendeu uma lição: há pessoas maravilhosas longe, em vários lugares, mas também há pessoas maravilhosas muito perto, se se oferece a oportunidade de conhecê-las.

Sou feliz. Pergunte-me

que a satisfação pessoal ou como! a própria percepção do mundo como um todo. Se nos aproximamos mais de outras pessoas, temos quatro vezes mais possibilidades de sentirmos-nos bem conosco mesmos do que quando não nos sentimos perto de ninguém.

Conclusão As relações próximas é um dos fatores mais significativos para a felicidade, mais

Estudo realizado por Magen Birembaum e Pery Linton

DIMINUIR A TV A televisão nos distrai do que é substancial em nossa vida. Quando vamos ao supermercado compramos alguma coisa de todas as prateleiras? Claro que não. Nos dirigimos àqueles que têm algo que queremos e pulamos as demais. Mas quando se trata de ver televisão, muitos seguem vendo o que passa, seguindo o outro plano de comprar algo em todas as prateleiras. Se é segunda-feira, vemos televisão, se é terça-feira, vemos televisão, se é quarta, vemos televisão. Com frequência vemos televisão porque é o que usualmente fazemos e não porque exista um programa que queiramos ver de verdade. Assim, quando estiver vendo televisão, pergunte-se: quero ver

mesmo esse programa? Eu pediria que fizessem esse programa dessa forma caso não existisse um? Os psicólogos descobriram que algumas pessoas que vêm muita televisão inibem sua capacidade de sustentar uma conversação. Não é necessário ligar a televisão pelo simples fato de que ela está ali. Ela só deve ser ligada quando há um programa de real interesse. As horas livres serão muito melhor utilizadas em família, com amigos ou mesmo em silêncio. Sem

“Reviva relações do passado e aproveite as oportunidades no trabalho ou com seus vizinhos para aumentar seu grupo de amigos”.


Bem Estar • Nº 18 • Março 2010 • 10 Sou feliz. Pergunte-me

como!

a televisão se podem fazer muitas coisas divertidas, ao invés de simplesmente distrativas.

Conclusão Ver muita televisão pode triplicar nossa avidez por bens materiais e reduzir nossa satisfação pessoal em cerca de 5% a cada hora que a vemos por dia.

“A habilidade para fazer qualquer coisa deve estar acompanhada pelo convencimento de que podemos fazê-la. Tão importante quanto fazer é acreditar que se pode realizá-la.”

escutar música A música tem influência sobre nós em vários níveis; nossa música favorita tende a transportar a mente aos lugares que gostamos.

qualifique-se Não se desqualifique. Se você não acredita em você mesmo, não poderá funcionar adequadamente. Steve Blass foi um grande lançador no campeonato de 1972. De fato, era um dos melhores. Mas um ano depois, estava a caminho de sair do beisebol. Não por uma lesão, mas sim porque algo havia mudado em sua vida: perdeu a confiança em si mesmo. Como declarou numa ocasião: “Quando a confiança se foi, foi completamente”. Começou a pensar em todas as coisas que podiam sair mal, e de repente saíram mal. Deixou de acreditar que podia ser um lançador de primeira linha e antes que se desse conta, já não o era mais. A habilidade para fazer qualquer coisa deve estar acompanhada pelo convencimento de que podemos fazê-la. Tão importante quanto fazer é acreditar que se pode realizá-la.” Diz um sábio ditado, “acredite que podes ou acredite que não, em ambos os casos, tens razão”.

Conclusão Para todo o mundo, sem importar a idade, acreditar firmemente nas próprias habi-

lidades aumenta a satisfação da vida em cerca de 30% e nos faz mais felizes, tanto na vida privada quanto na profissional.

Estudo realizado por Miers e Diener

Alice, que tem quatro anos, corre para

desfrute do que se tem As pessoas felizes apreciam o que têm e não comparam com o que os outros têm. Valorizar mais o que se tem do que o que não se possui ou não se pode possuir conduz a uma maior felicidade. a árvore de Natal e vê que debaixo dela há presentes maravilhosos. Sem dúvida recebeu menos presentes que alguns de seus amigos e certamente não recebeu algumas das coisas que mais queria. Mas, neste momento,

não se detém a perguntar por que não há mais presentes ou quais coisas pediu e não recebeu. Pelo contrário, se maravilha com os tesouros que tem à frente. Quando avaliamos nossa vida, com frequência pensamos no que não temos e no que não conseguimos. Mas este enfoque nos tira alegria. Você não se sentaria ao lado de uma árvore de Natal para lembrar à Alice que ela não recebeu alguns dos presentes que queria... Por que lembrar-se das coisas que não tem quando podes se lembrar das que tem?

Conclusão As pessoas que têm muito gozam da mesma possibilidade de serem felizes do que aquelas que têm pouco. Sem dúvida, as pessoas que gostam do que têm são duas vezes mais propensas a serem felizes que aquelas que têm muito.

Estudo realizado por Sirgy, Cole, Kosenko e Meadow

Segundo provas científicas, a música es-

timula o cérebro. Ainda que possa pensar-se que este efeito se produz somente em crianças, o certo é que a música é positiva em qualquer idade.

Conclusão Em 92% das pessoas, se demonstrou um efeito positivo no estado de ânimo ao escutar músicas de sua preferência. Estimulação e felicidade foram as reações típicas ao se escutar boas músicas.

Estudo realizado por Hakanen

As pessoas que têm muito gozam da mesma possibilidade de serem felizes do que aquelas que têm pouco. Sem dúvida, as pessoas que gostam do que têm são duas vezes mais propensas a serem felizes que aquelas que têm muito.


Matéria

11 • Nº 18 • Março 2010 • Bem Estar

de

Capa

tribo eram completamente autossuficientes; sobreviviam graças à habilidade e conhecimentos que eram passados pelos pais e anciãos. Em 1980, um dos líderes da tribo adquiriu uma televisão. Os membros da comunidade descreveram o evento como o início de um vício. Logo começaram a deixar de lado vários costumes autóctones para passar mais tempo na frente da TV. Um investigador disse sobre essa experiência da tribo: “Para estes nativos, como para todo mundo, a televisão é um gás natural neurotóxico. Não tem cheiro, não dói, não parece com nada e é mortífero”. “A televisão nos fez desejar sermos diferentes do que éramos – explicou um membro da tribo. Ensinou-nos a cobiça e o desperdício, e agora, tudo o que éramos desapareceu”.

Conclusão Positiva em qualquer idade, a música consegue transportar nossa mente aos lugares que gostamos.

NÃO ACEITAR A VISÃO DO MUNDO PASSADA PELA TV Ao ver televisão por um espaço de tempo qualquer, sejam notícias ou novelas, nos parecerá que todo mundo é muito rico, ou está a ponto de ter uma morte horrenda e sangrenta. Estes programas nos afetam mais do que imaginamos. Sentimos medo de que nos aconteçam coisas horríveis e frustrados já que a ri-

queza quase universal que vemos nos diversos programas não nos tenha chegado ainda. Nossas expectativas devem basear-se na realidade, não na televisão. Por mil gerações a tribo Gwinch’in viveu no norte do Alaska isolada quase que por completo de outras culturas. Os membros da

A televisão modifica nossa visão de mundo e pode nos influenciar, levando-nos à conclusões irreais e, com frequência, daninhas, que reduzem nossa sensação de satisfação na vida em mais de 50%.

Estudo realizado por Jeffres e Dobos

sorrir Se sorrir faz a outra pessoa feliz, o mesmo acontece com você. Se você pudesse fazer alguma coisa que fizesse as pessoas felizes e que não lhe custasse tempo ou dinheiro, você a faria? Se essa mesma coisa fizesse bem a você, você a faria?

Ao ver televisão por um espaço de tempo qualquer sentimos medo de que nos aconteçam coisas horríveis. Nossas expectativas devem basear-se na realidade, não na televisão. Um sorriso cumpre com ambos os requisitos. Cientistas da Universidade da Califórnia identificaram dezenove tipos diferentes de sorrisos, cada um dos quais é capaz de comunicar uma mensagem agradável que usualmente será recebida com outro sorriso.

Conclusão Num estudo com adultos de diferentes idades encontrou-se que estes tinham a tendência a imitar as expressões das pessoas ao seu redor. Em outras palavras, as caras tristes produziam mais caras tristes e as caras sorridentes, sorrisos de felicidade. Estudo realizado por }Lundquist e Dimberg


Matéria

de

Capa

Bem Estar • Nº 18 • Março 2010 • 12 Sou feliz. Pergunte-me

“Se você pudesse fazer alguma coisa que fizesse as pessoas felizes e que não lhe custasse tempo ou dinheiro, você a faria? Se essa mesma coisa fizesse bem a você, você a faria? Um sorriso cumpre com ambos os requisitos”. sono para ver televisão, para trabalhar ou qualquer outra coisa... Dormir se parece com uma conta corrente infinita, que nunca podemos esgotar. Mas uma boa noite de sono dá lucros em todos os aspectos da vida.

dormir bem Não subestime o sono. Uma noite bem dormida provê a energia do dia seguinte. A pessoa que está descansada produz melhor e está mais tranquila quando termina o dia. Uma coisa interessante aconteceu nas manhãs de terças-feiras no outono de 1998. Um estudo descobriu que os trabalhadores do noroeste dos EUA foram 3% mais produtivos do que o haviam sido nas terças-feiras do ou-

tono anterior. O que mudou? Em 1998, as partidas de futebol das segundas-feiras aconteceram uma hora mais cedo e, como resultado, mais homens tiveram uma boa noite de sono. É tão fácil perder horas de

Conclusão A qualidade e quantidade de sono contribuem para a saúde, o bem-estar e para ter uma perspectiva positiva. Para aqueles que dormem menos do que oito horas diárias, cada hora sacrificada tem como resultado cerca de 8% menos possibilidades de sentir-se bem durante todo o dia. Estudo realizado por Pilcher e Ott

como!

preparar-se para o final À medida que envelhecemos, uma das maiores fontes de ansiedade é pensar que não teremos a oportunidade de fazer o que sempre tivemos vontade, ou tempo disponível para terminar o projeto que trabalhamos por anos, ou que não será possível reparar questões que ficaram abertas em algumas relações. O medo de morrer sem haver cumprido tudo é comum. Por isso é necessário não esperar o final de nossas vidas para averiguar o que havíamos gostado de fazer, mas sim pensar nessas coisas agora e fazê-las. Os estudantes com frequência postergam. Se lhes é pedido para escrever um ensaio com dois meses de antecipação, muitos esperam até o último dia, repassando, fazendo anotações e, finalmente, se sentam para escrevê-lo às vésperas de entregá-lo. Por outro lado, aqueles que podem antecipar-se ao que se deve fazer, fazem o trabalho num processo ordenado, sem sentirem-se nunca fora do controle. Vivemos a vida como um estudante fazendo suas tarefas. Aquele que posterga sente-se fora do con-

trole, e cada ano que passa é uma fonte de desespero. O que planeja, termina o que tem que fazer e vê cada ano que passa como uma época de mais realização.

Conclusão Investigações com pessoas de idade mostram que aquelas que estão mais tranquilas com sua própria mortalidade, não fazem caso omisso do assunto, se preparam para o final com aceitação e são menos ansiosas e infelizes com o fato que, afinal, é inevitável para todos. Comente esta matéria

Dê sua opinião. Participe.

redacao@jornalbemestar.com.br


13 • Nº 18 • Março 2010 • Bem Estar


Reflexão

Bem Estar • Nº 18 • Março 2010 • 14

A ESPIRAL DA ÉTICA Alimentamos esta espiral através de nossos comportamentos e atitudes. São as pequenas ações individuais, tomadas coletiva e sucessivamente, a gênese da transformação.

“Não é o cérebro que importa mais, mas sim o que o orienta: caráter, o coração, a generosidade, as ideias.”

A

bens, mais exposição. Mais coisas quantificáveis, palpáveis, que possam ornamentar uma parede ou serem vistas sobre um móvel de mármore. E, em contrapartida, temos menos carinho, companhia, afeto. Beijamos pouco e abraçamos menos ainda. Todo jovem, em algum momento de sua vida, nutre a utopia de construir uma sociedade mais justa onde as diferenças sócioeconômicas sejam abrandadas. Ele sabe de sua força e da importância de suas ações para obter este feito. Mas a idade adulta nos visita e passamos a acreditar que a humanidade não pode ser salva e que uma atitude pontual é insuficiente para surtir efeito.

Tom Coelho

Dostoiesvski

violência e a intolerância têm dominado o mundo. Observe como elas estão ao seu redor. Nos noticiários da televisão, nas páginas dos jornais e das revistas, nas conversas em rodas de amigos. Sentimo-nos impotentes diante de sua escalada, recorremos às leis, contratos firmados entre os homens para regular a convivência em sociedade. Passamos a defender a pena de morte, um rigor maior na aplicação das normas, a antecipação da maioridade penal. Buscamos proteção e sequer percebemos que pouco contribuímos para alcançá-la. O efeito estufa ganha notoriedade e o aquecimento global deixa de ser retórica de cientistas e ecologistas para mostrar sua face real. Estamos comprometendo nossa sustentabilidade e as gerações futuras. Os males que nos afligem decorrem de nossa natureza egoísta. Não basta sermos ambiciosos. Precisamos cultivar a ganância. Queremos sempre mais. Mais posses, mais

Nosso mundo, nossa casa

Aqui reside a grande quebra de paradigma. São as pequenas ações individuais, tomadas coletiva e sucessivamente, a gênese da transformação. Lembro-me de um provérbio chinês que diz: “Antes de iniciares a tarefa de mudar o mundo dê três voltas na tua própria casa”. A este processo contínuo e envolvente denominei “Espiral da Ética”. A imagem da espiral remete a algo flexível e em constante movimento ascendente. E a ética invoca aos preceitos morais que habitam com naturalidade nosso íntimo.

Evento

Encontro Estadual de Terapeutas Holísticos A quinta edição do evento ocorre dias 28 e 29 de março na Assembleia Legislativa e está com as inscrições abertas

V

ários palestrantes do Brasil e do exterior já confirmaram presença no 5º Encontro Estadual de Terapeutas e Profissionais Holísticos, que acontece nos dias 28 e 29 de março na Assembleia Legislativa. Serão discutidos temas como parapsicologia, iridologia, constelações familiares, desenho humano, hipnose clínica, tecnologias de ponta a serviço dos terapeutas e da saúde, filosofia védica, medinuidade, reator radiestésico, frequências de brilho e muito mais. O encontro é promovido pelo gabinete do deputado Giovani Cherini (PDT) e acontece no dia 28 às 19h e no dia 29

com início às 8h e término às 17h no Teatro Dante Barone da Assembleia Legislativa. A entrada é 1kg de alimento não perecível. As técnicas tem por objetivo despertar uma nova consciência, através da visão holística e da abordagem transdisciplinar e sensibilizar cada indivíduo para a importância da harmonia e da cooperação, promovendo a saúde, o equilíbrio, o bem-estar e a qualidade de vida. Segundo o deputado, idealizador dos encontros, “buscamos incentivar relações interpessoais saudáveis e verdadeiras a partir do autoco-

nhecimento”, lembra. O parlamentar, que é terapeuta holístico, alerta que “busca sempre compreender o conceito de espiritualidade na família, no trabalho e na política, no sentido de estimular as pessoas, equipes e as organizações a identificar e praticar ações de responsabilidade social, atuando conscientemente com foco no servir, que é a chave do bem-estar, gerando entusiasmo, determinação e realização”, finaliza. O 5° Encontro Estadual de Terapeutas e Profissionais Holísticos já é considera-

do o maior do Brasil e um dos maiores da América Latina, e tem sido palco de discussões no campo da terapia holística, com a participação de profissionais altamente reconhecidos. Mostra Holística Espaço disponível para profissionais, empresas e apoiadores do evento montarem seus estandes. Preferências para palestrantes e participantes de eventos anteriores. Para maiores informações e inscrições, acesse www.giovanicherini.com

PROGRAMAÇÃO 28/3 – Domingo 14h – Organização da Mostra Holística 19h – Abertura oficial do evento 19h 10min - Espetáculo com Nova Bréscia Dança Show - Gabriela Laste 19h 15 min - Kokhmahá – A Cooperação como fonte de sabedoria. Giovani Cherini 19h 30min – A Mediunidade e a Psicanálise Dr. Sergio de Oliveira Dia 29/3 – segunda-feira 8h Recepção e credenciamento 8h 30 min – Abertura, Giovani Cherini 8h 45min - Dança do Dragão Espaço Cultural Chinês

9h – Desvendando os Segredos da mente humana - Vilson Stolf 9h 25min – Frequências de brilho - Silvia Eick 9h 50min – Desenho Humano – o prazer de se conhecer - Méris de Oliveira 10h 15min – Quiropraxia – uma maneira inteligente de cuidar da saúde - Gregory Callegarie e Suelen Muraro 10h 40min – Irisdiagnose – Leitura de corpo, da mente e do espirito - Daniela Neves 11h 05min – Energia divina e filosofia védica - Bianca Tofani 11h 30 min – Hipnose clínica - Mauro Rosso 12h – Intervalo

Renate Muller

Harmonia através da integração da matéria e o espírito. Com Rosana Costa Szalanski 15h 20 – Mistica Andina – Um jeito especial e grato de viver Sonia Sobral Motoyama 15h 45min – Neurolingüística: o caminho para a realização e o equilíbrio entre o material e o espiritual Deroní Sabbi 16h 10min – O que é ser Druida hoje Huet Bacellar 16h 35min – Espaço Aberto (inscrições livres)

2h 55min – Mandalas de Luz

17h – Encerramento

Música e espiritualidade da alma para o 3º milênio. - Paulo Stekel 01h 30min – Reabertura 01h 32min – Meditação consciencial Giovani Cherini

-

01h 40min – Radiestesia – A Melhora da saúde através do biorreator Frederico Vogetta Otto Filho 2h 05min – Musicoterapia holística Maria Lina Scheneider 2h 30min – Constelações familiares


Reflexão

15 • Nº 18 • Março 2010 • Bem Estar “A imagem da espiral remete a algo flexível e em constante movimento ascendente. E a ética invoca aos preceitos morais que habitam com naturalidade nosso íntimo”.

Alimentamos esta Espiral da Ética através de nossos comportamentos e atitudes. Obedecendo aos limites de velocidade e não trafegando pelo acostamento nos engarrafamentos. Priorizando pedestres e dando passagem a outro veículo. Respeitando vagas e assentos reservados aos idosos e deficientes físicos. Aguardando o desembarque das pessoas de um elevador e segurando a porta para que os outros o adentrem antes de você. Evitando estacionar o carrinho de compras no meio de um corredor no supermercado impedindo a passagem das demais pessoas. Ouvindo com atenção seu interlocutor num debate em vez de preocupar-se apenas em expor suas opiniões. Poderíamos desfilar muitos outros exemplos. E você poderá fazer sua própria lista e começar a colocá-la em prática imediatamente. Inspirada na obra escrita por minha amiga Rosana Braga, intitulada “O Poder da Gentile-

“Um poeta caminha pela praia quando encontra um jovem arremessando estrelas do mar de volta ao oceano, para salvá-las da maré baixa e do forte sol que se avizinham. O homem se aproxima e interpela o rapaz dizendo-lhe que sua atitude é inútil diante da imensidão da costa marítima que acometerá fatalmente a maioria daqueles seres. Portanto, seria impossível que sua ação isolada pudesse fazer alguma diferença.

que se avizinham. O homem se aproxima e interpela o rapaz dizendo-lhe que sua atitude é inútil diante da imensidão da costa marítima que acometerá fatalmente a maioria daqueles seres. Portanto, seria impossível que sua ação isolada pudesse fazer alguma diferença. O jovem ouve atentamente seu argumento, inclina-se em direção à areia, recolhe outra estrela do mar e a atira longe da rebentação. Então, aproxima-se do homem e lhe diz: “Fez diferença para aquela”. Estou certo de que conscientizando e agindo em direção a práticas mais nobres e menos superficiais, você encontrará sua estrela do mar. E, com ela, sua essência, a paz e a calma que tanto merece. Ao fazer isso por você, estará também fazendo por mim. E por todos nós.

O jovem ouve atentamente seu argumento, inclina-se em direção à areia, recolhe outra estrela do mar e a atira longe da rebentação. Então, aproxima-se do homem e lhe diz: “Fez diferença para aquela”. za”, resolvi chamar a cada uma dessas ações de “pílulas de gentileza”.

Modo de usar e efeitos Forma: trata-se de pequenas drágeas encapsuladas na mente e sorvidas pelo coração. O princípio ativo é dado pelo amor, com elevada concentração de generosidade e benevolência. A posologia recomenda administrar uma autêntica overdose diária. Os efeitos colaterais são variados e os estudos a este respeito ainda não foram concluídos. Sabe-se que apenas no curto prazo já foram observadas a ocorrência de brilho no olhar, redução de an-

gústia e da ansiedade, surtos frequentes de entusiasmo e alegria. E no longo prazo, a expectativa de um lugar melhor para se viver. Loren Eiseley foi um antropólogo, arqueólogo e escritor americano conhecido por suas obras publicadas a cerca da teoria evolucionista do homem. Em um de seus escritos, magnificamente retratados em um breve filme intitulado “A História do Jogador de Estrelas” (fragmento de obra de Joel Barker, distribuído com exclusividade no Brasil pela Siamar), ele relata que um poeta caminha pela praia quando encontra um jovem arremessando estrelas do mar de volta ao oceano, para salvá-las da maré baixa e do forte sol

“Conscientizando-se e agindo em direção a práticas mais nobres e menos superficiais, você encontrará sua essência, a paz e a calma que tanto merece”. TOM COELHO é formado em Economia e Publicidade especializado em Marketing e em Qualidade de Vida. Publicado em “Tendências de Trabalho”.


Bem Estar • Nº 18 • Março 2010 • 16

Bem Estar Março 2010  

Jornal Bem Estar - edição março 2010

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you