a product message image
{' '} {' '}
Limited time offer
SAVE % on your upgrade

Page 1

1


EDITORIAL

EXPEDIENTE Diretoria Presidente Romanim Dagostin Vice-Presidente Rogério Bardini Secretário José Mário Dagostin Conselho de Administração Oswaldo Hulse Neto Luiz Cornélio Pacheco Francisco Elieser De Bettio Conselho Fiscal Efetivo Emilio Della Bruna Saulo Camilo Moraes Antonio Serafin Conselho Fiscal Suplente Reginaldo Pirola Pedro Luiz Mondardo Marcos Dos Santos Rosa Diretora de Negócios Jerusa Scarabelot Diretor Administrativo Nelson Gabriel Consultora de Desenvolvimento Organizacional Eveline Marcon Francisco Dagostin Consultora de Negócios Graceline Pescador Savi Coordenação Editorial Analista de Comunicação e Marketing Felipe José Ferreira Jornalista Responsável Felipe Balthazar – JP 5596/SC Projeto Gráfico Logans Daniel Rodrigues Anúncios Sicoob Central SC/RS Revisão Felipe Ferreira Eveline Marcon Francisco Dagostin Fotos Adobe Stock Daniel Pereira Daniel Vendramini Felipe Balthazar Felipe José Ferreira Freepik Jaider Rodrigues Lígia Maciel Logans Daniel Rodrigues Pexels Poliana Peres Rodrigo Pasini de Souza Miró Machado

2

Fazer a curadoria de tantos assuntos que são importantes e que possam de alguma forma trazer conteúdo e contribuir para nossos associados é uma árdua tarefa. Diante de um universo de transformações digitais, o cooperativismo se mostra como um grande movimento para fortalecer não somente a economia regional, mas também a cultura socioambiental. Estamos diante de um processo transformador e que requer evolução e aprendizado interdisciplinar.

da cooperação, aprender sobre o nosso mercado, tendências, tecnologia, inovação e empreendedorismo. Possa também sentir-se estimulado por cases que elevam o nome da nossa região para o mundo e conhecer os inúmeros projetos socioambientais que desenvolvemos.

Tudo neste exemplar foi pensado, com muito amor, para que o leitor possa entender a importância

Felipe José Ferreira Analista de Comunicação e Marketing do Sicoob Credisulca

Portanto, queremos que cada leitor compreenda que somos muito mais do que uma instituição financeira, somos feitos de valores!

SUMÁRIO

4

7

UMA COOPERATIVA PARA AS PESSOAS

DIRETORES E GERENTES

10

12

DEZ ANOS DE TURMINHA DO SULCA

COOPERE COM O PRÓXIMO

15

16

OPERAÇÃO + LIVRO

FOCO NO COOPERATIVISMO

20

24

RAÍZES

CREDISULCA 30 ANOS

26

28

SOMOS FEITOS DE VALORES

O MELHOR MEL DO MUNDO

30

32

FOTÓGRAFA NO TOP MUNDIAL

LGPD

34

38

O PROFISSIONAL DO FUTURO

A ECONOMIA BRASILEIRA


Quer produzir e crescer mais?

#vctemcrédito Operação sujeita à análise e aprovação de crédito. Ouvidoria: 0800 725 0996 - Atendimento de segunda a sexta, das 8h às 20h - www.ouvidoriasicoob.com.br Deficientes auditivos ou de fala: 0800 940 0458 - Demais serviços de atendimento: www.sicoob.com.br/fale-conosco

3


ENTREVISTA SR. ROMANIM DAGOSTIN

UMA GRANDE COOPERATIVA

FEITA PARA PESSOAS

Em entrevista à Revista Faça Parte, o Presidente do Sicoob Credisulca comenta o cenário econômico nacional e quais são os planos da cooperativa para este ano Presidente do Sicoob Credisulca desde 1989, Sr. Romanim Dagostin foi testemunha da evolução econômica e social brasileira. Neste período, ele viveu desde os anos de maior dificuldade do país, em especial na década de 80, como também teve a oportunidade de acompanhar a ascensão econômica nas décadas seguintes. A partir dos anos 2000, as cooperativas de crédito expandiram sua atuação em todo o território nacional, levando os benefícios desta filosofia a milhões de brasileiros. Com o Sicoob Credisulca não foi diferente. Sempre pautado em uma gestão séria e comprometida com o fortalecimento do cooperativismo, Sr. Romanim esteve à frente deste processo histórico e hoje colhe junto com a comunidade os benefícios desta jornada. Só em 2019 foram mais de R$ 33 milhões em sobras, resultado que coloca a Credisulca entre as três maiores cooperativas do estado. Para avaliar esse cenário de grande crescimento e detalhar os planos e expectativas da cooperativa para 2020, a Revista Faça Parte convidou o Sr. Romanim para uma entrevista exclusiva. Confira: Faça Parte: Qual o papel do Cooperativismo no cenário econômico que recentemente passou por uma recessão? Sr. Romanim: O cooperativismo é uma forma de enxergar o mundo, que nos difere dos sistemas bancários comerciais. Ser uma cooperativa de crédito é ter a certeza que a comunidade vai ver o lucro que produziu com o suor de seu trabalho retornar para suas mãos. Com certeza o cooperativismo teve um papel importante na retomada da economia, afinal, enquanto os grandes bancos limitam o acesso ao crédito em períodos de crise, as cooperativas estão sempre atuantes nas comunidades, fortalecendo principalmente os pequenos e médios produtores rurais e empresários. 4


Faça Parte: Santa Catarina é um dos estados em que o cooperativismo de crédito é mais atuante, com grande destaque. Como o senhor avalia a participação da Credisulca em 2019 a nível estadual? Romanim: O cooperativismo nasceu no Rio Grande do Sul, criando uma tradição da cooperação no Sul do Brasil e em Santa Catarina não foi diferente. No nosso estado, os agricultores são cooperativistas por natureza e os moradores dos centros urbanos estão cada vez mais conectados com esta filosofia. Nossa instituição nasceu com agricultores e sempre acreditamos na região em que atuamos, investindo em estrutura para crescer ao lado das comunidades e o resultado é que hoje estamos entre as três maiores cooperativas de crédito do estado. Faça Parte: Recentemente o Sicoob Confederação lançou uma nova campanha, intitulada Somos Feitos de Valores. A Credisulca também vai abraçar essa ação? Romanim: Com certeza. Esta ação foi uma ótima ideia do Sicoob, que de uma só vez traz de forma simples e objetiva todos os diferenciais do cooperativismo. Para quem ainda não conhece o sistema Sicoob e o cooperativismo, fica fácil entender os nossos diferenciais por meio dos valores que defendemos: justiça financeira, pertencimento, cooperação e responsabilidade socioambiental. Aqui na Credisulca nós já abraçamos a campanha, divulgando nos meios de comunicação e também internamente. Nosso objetivo é cada vez mais engajar nossos associados e a comunidade, repassando os diferenciais de fazer parte de uma instituição feita de valores. Faça Parte: Em 2019 a Credisulca apresentou um grande crescimento. Como o senhor avalia os números obtidos no último ano e como a cooperativa conseguiu chegar neles? Romanim: Neste ano as sobras alcançaram R$ 33.702.503,48, estabelecendo um recorde na nossa história, que já possui três décadas. Chegar pela primeira vez neste número é uma grande realização, pois eles confirmam o crescimento da nossa cooperativa e também o crescimento da região. Afinal, parte deste valor retorna para nossos cooperados e para chegar a esse resultado, eu sempre elenco alguns fatores, como o comprometimento dos nossos colaboradores com a qualidade

dos serviços prestados, em todas as áreas; o planejamento estratégico institucional traçado nos últimos anos; o cooperativismo, que nos permite diariamente levar nossos produtos e serviços a um público muitas vezes esquecido pelos grandes bancos, e por fim, o relacionamento, pois sem ele e as parcerias, nenhum sonho poderia ser alcançado. Faça Parte: Quais são as metas e os objetivos da Credisulca para 2020? Romanim: Eu estava analisando agora mesmo o planejamento estratégico da nossa cooperativa e o principal objetivo é abrirmos duas agências e ampliar o atendimento no meio rural. Este ano queremos ir até a propriedade rural, agilizando a análise e aprovação de cadastro. Também queremos direcionar as atenções do Conselho de Administração para o cooperado, afinal a cooperativa tem crescido bastante, com quase 40 mil associados. Por isso temos que estar cada vez mais presentes na comunidade, atendendo de perto esse associado. O ano de 2019 foi muito bom, com quase todas as metas estabelecidas cumpridas, e em 2020 a gente quer chegar com ainda mais força, sempre colocando em prática os nossos valores cooperativistas. Outro objetivo é o de estar presente nas principais festas e eventos da comunidade. Eventualmente, fornecemos materiais como forma de apoio aos eventos locais, mas acredito que a presença humana é ainda a melhor forma de estreitar laços com as pessoas.

Faça Parte: Para 2020, qual a sua expectativa pessoal e enquanto presidente da cooperativa? Romanim: Observando o cenário econômico, vemos uma taxa Selic de 4,25%, então nós temos que nos reinventar a cada dia. Não existe varinha mágica e nem receita perfeita. Nossa missão é sempre a de gerir o dinheiro do associado com 100% de transparência e lisura para que ele tenha certeza que o melhor caminho sempre é o cooperativismo. Esse tem sido nosso trabalho nos últimos anos e o resultado é recompensador. Vamos novamente distribuir um valor recorde em sobras e isso é motivo de orgulho para todos. Para 2020 seguimos com os pés no chão, com muita cautela e acima de tudo, muito trabalho e dedicação. Nossa equipe é muito comprometida; nossos gerentes, diretores e colaboradores são todos capacitados e este ano tem tudo para ser mais uma vez um grande sucesso, em todos os sentidos.

NOSSA MISSÃO É SEMPRE GERIR O DINHEIRO DO ASSOCIADO COM 100% DE TRANSPARÊNCIA. Romanim Dagostin

Presidente do Sicoob Credisulca 5


6


DIRETORES E GERENTES

JERUSA SCARABELOT

NELSON GABRIEL

O cooperativismo é um modelo de negócio que se destaca pela sua própria natureza e essência, já que é pautado no mutualismo, ou seja, nesse modelo todas as pessoas colaboram e colhem os frutos, participando dos rendimentos financeiros. Isso possibilita que a cooperativa trabalhe com valores reduzidos, contribuindo para a justiça financeira de todos que fazem parte desse sistema, inclusive pequenos e médios empreendedores, os quais precisam de apoio para seu negócio.

As ações que o Sicoob Credisulca realiza são balizadoras para o desenvolvimento regional, sendo que os recursos captados pela cooperativa são aplicados na própria região de cada agência, por meio de operações de crédito. É perceptível como a cada exercício há aumento na captação dos depósitos, pois possuímos as melhores opções financeiras e de acordo com o perfil de nossos associados ofertamos diversos investimentos, como: RDC (Recibo de Depósito Cooperativo), Poupança e LCA (Letra de Crédito do Agronegócio).

Diretora de Negócios

Para que esse modelo continue em crescimento na economia da região, investimos em inovações não só tecnológicas, mas nos processos, prova disso é o grande número de projetos executados por nossa instituição. O atual momento de transformação digital exige agilidade, flexibilidade e principalmente relacionamento, só assim podemos oferecer segurança e praticidade aos associados, que são a razão de existir da nossa instituição.

Diretor Administrativo

Desejamos que 2020 não seja somente um ano economicamente forte para todos, mas de realizações em todos os sentidos aos nossos associados. Nosso objetivo é que juntos possamos gerar desenvolvimento por meio da união de esforços, cumprindo nosso propósito de sermos uma cooperativa financeira preocupada com a comunidade.

Diretores, gerentes e consultoras na Assembleia Geral Ordinária

7


PARA FAZER SEU DINHEIRO RENDER E VOCÊ REALIZAR AINDA MAIS.

8


9


PROJETOS

A TURMINHA DO SULCA

10 ANOS DE

TURMINHA DO SULCA Idealizada com o objetivo de levar educação financeira para as escolas, a Turminha do Sulca acumula mais de 150 mil atendimentos na região Um dos projetos mais antigos, bem-sucedidos e consolidados no Sicoob Credisulca, a Turminha do Sulca completa sua primeira década em 2020. São 10 anos de inúmeras aventuras registradas inicialmente pelo Sul Catarinense e nos últimos anos também pelo Litoral Norte Gaúcho. São incontáveis as conquistas deste grandioso projeto, que tem o objetivo de levar educação financeira para crianças e adolescentes das redes pública e particular de ensino.

ATENDIMENTOS Ao longo de nove anos, foram realizados mais de 153 mil atendimentos, um número expressivo que mostra a importância do projeto a nível estadual e nacional. Diana Manenti, professora da Turminha, conta com uma equipe de 10 pessoas, que por meio da música, da cultura e da arte, levam preciosos conhecimentos sobre finanças para os pequenos. “Nosso intuito é contribuir para a formação de uma sociedade melhor, para que futuramente possamos contar com cidadãos mais conscientes com relação ao uso do dinheiro, percebendo que ele pode ser um grande aliado na realização dos sonhos e não um problema que infelizmente pode o colocar no elevado índice de inadimplentes que o Brasil possui”, ponderou Diana.

10

A FRENTE DE SEU TEMPO Em 2019 o Governo Federal, por meio do Ministério da Educação, anunciou que a Educação Financeira será parte obrigatória da Base Nacional Comum Curricular (BNCC). Se muitas regiões do Brasil vão ter acesso pela primeira vez a esta matéria, as escolas públicas e particulares localizadas na área de atuação da Credisulca já conhecem há anos os benefícios do ensino desse conteúdo. “É também na escola que a criança forma seu caráter e sua personalidade e é esta a melhor época para falar de finanças com ela. Afinal, dinheiro é sim assunto que deve ser inserido no mundo infantil, ao contrário do que os muitos ‘antigos’ acreditam. Quanto mais conscientizarmos nossos pequenos sobre o valor do dinheiro, a importância do poupar, da compra consciente e de vários assuntos ligados ao mundo das finanças, maiores as chances de termos adultos mais realizados no futuro”, comentou a Consultora Organizacional, idealizadora e coordenadora do projeto Eveline Marcon Francisco Dagostin.

PARA 2020 O sucesso da Turminha do Sulca é visto dentro da cooperativa e em toda comunidade. Para 2020, a Turminha inovará com um podcast chamado Finanças com o Sulca e estará em diversas plataformas, além dos tradicionais vídeos no canal do Youtube e o app de gestão de finanças EduPop, que será apresentado nas escolas.

EVELINE MARCON FRANCISCO DAGOSTIN Consultora de Desenvolvimento Organizacional e idealizadora do projeto

Bruna Maciel de Jesus, professora da Escola Jarbas Passarinho, em Criciúma - SC, testemunhou a transformação positiva que a Turminha do Sulca promove.

“Iniciamos um processo de construção do sentimento de pertencimento com nossos colaboradores e associados, causando um forte impacto na sensação de fazer parte de um sistema maior, que tem um objetivo comum: o interesse pelas pessoas.

“Todas as vezes que eu vi a palestra eu fui impactada no meu lado pessoal, afinal, o conteúdo não é só para as crianças, mas também para os adultos. Com as oficinas a gente aprende a se regrar, a ter e realizar sonhos, enfim, organizar nossa vida financeira. Aqui na Jarbas Passarinho eu tenho certeza que os alunos também assimilaram bem este propósito.”

Esse sentimento é um grande motivador e gerador de felicidade, afinal, sentir-se aceito, útil e valoroso são necessidades inerentes de um ser humano; sentimentos esses que justificam nosso cooperativismo e a nossa instituição. Por isso, fazer parte do Sicoob Credisulca comprova o sentimento de sermos especiais, pois somos feitos de valores”, disse Eveline.

DEPOIMENTO


NÚMEROS EM 2019 32.413 atendimentos; 95 escolas atendidas; 20 municípios; 153.000 atendimentos em 10 anos. No Youtube: Mais de 3.000 inscritos; Mais de 180 vídeos; Mais de 100.000 visualizações.

Acesse o nosso canal

11


PROJETOS

COOPERE COM O PRÓXIMO

PROJETO SOLIDÁRIO MOSTRA A FORÇA

DO COOPERATIVISMO

Iniciativa da Credisulca chega a terceira edição em 2020, fazendo a diferença na vida de centenas de pessoas

Fazer o bem, sem olhar a quem é a melhor forma de exercitar nosso altruísmo. Pensando em movimentar a sociedade em uma grande corrente, o Sicoob Credisulca criou o Coopere com o Próximo. Baseado nos princípios do cooperativismo, o projeto tem o objetivo de arrecadar roupas, alimentos não perecíveis, fraldas geriátricas e produtos de limpeza para doações à instituições beneficentes. Nos dois últimos anos, por meio das agências da Credisulca, foram arrecadadas mais de 2 toneladas de doações, colocando o Coopere Com o Próximo como um grande projeto social da área de atuação da cooperativa. Mas o maior resultado não fica restrito aos números, ele é expressado pela conquista de milhares de sorrisos e isso certamente tem um valor imensurável. Não há nada melhor para quem vive o cooperativismo na prática do que poder contribuir, fazer a diferença e ser protagonista em nossa sociedade através da responsabilidade socioambiental. Ao todo foram 10 instituições beneficiadas. Uma delas foi a Casa Lar Irmã Carmen de Araranguá, que há 25 anos trabalha com o acolhimento de crianças e adolescentes. Para manter um trabalho de qualidade, segundo o diretor Administrativo e Financeiro, João Izé Rosa, o envolvimento da sociedade é primordial. “Somos muito gratos pela oportunidade de poder transformar vidas e sonhos e as empresas parceiras são muito importantes neste processo. O Sicoob Credisulca tem sido um importante parceiro nosso, contribuindo com as oficinas e doações, por meio do projeto social Coopere com o Próximo”, disse. O diretor da Casa Lar lembrou que iniciativas, como o Coopere com o Próximo, deveriam ser seguidas 12

por outras empresas. “Temos que criar uma cultura da doação em nossa sociedade e o Sicoob tem contribuído enormemente com esta mudança de pensamento”, destacou João. Fazer parte desta corrente, além de gratificante, é super fácil. Incorpore os princípios cooperativistas e coopere com o próximo você também.

TEMOS QUE CRIAR UMA CULTURA DA DOAÇÃO EM NOSSA SOCIEDADE E O SICOOB TEM CONTRIBUÍDO ENORMEMENTE COM ESTA MUDANÇA DE PENSAMENTO. João Izé Rosa

Diretor Administrativo e Financeiro da Casa Lar


13


14


PROJETOS

OPERAÇÃO MAIS LIVRO

INCENTIVO AO

CONHECIMENTO

Projeto envolve as 24 agências do Sicoob Credisulca, arrecadando mais de mil livros em 2019. Expectativa é de repetir o sucesso em 2020 Fazer a diferença na vida das pessoas é um propósito que o Sicoob Credisulca leva ao pé da letra. Com 30 anos de história, a cooperativa que nasceu em Turvo - SC vem fazendo a diferença na sociedade com a criação de diversos projetos socioambientais. Um deles é a Operação Mais Livro. Criada em 2019, a campanha rapidamente ganhou repercussão entre associados e não associados da cooperativa, engajando toda a comunidade a doar livros, novos e usados, em uma verdadeira operação, como sugere o nome da ação. Envolvendo as 24 agências, o projeto arrecadou mais de mil livros, consolidando a campanha com sucesso logo em sua estreia. E para 2020? De acordo com a Consultora Organizacional, Eveline Marcon Francisco Dagostin, a expectativa é fazer ainda mais bonito.

“Ano passado as doações foram destinadas para as escolas de Morro Grande - SC, levando cultura e informação para as crianças e os adolescentes. A nossa ideia é realizar anualmente a Operação, contemplando mais municípios de nossa região”, detalhou. A Secretária de Educação de Morro Grande, Aline Coral, acompanhou a doação no município. Ela destacou que um livro abre a janela da imaginação e da criatividade, sendo uma maneira de viajar sem sair do lugar. “A leitura só traz vantagens, além da característica lúdica, amplia o vocabulário, favorece a comunicação, enfim, somos muito gratos ao Sicoob Credisulca pela doação dos livros para nossas escolas. Além de ser um projeto lindo, é de grande relevância social. Nossos alunos ficaram muito felizes”, revelou.

Como já dizia o filósofo francês Voltaire, ler engrandece a alma. Faça parte deste movimento em prol da leitura e possibilite que centenas de leitores possam virtuar seus corações com sabedoria.

UM LIVRO ABRE A JANELA DA IMAGINAÇÃO E DA CRIATIVIDADE, SENDO UMA MANEIRA DE VIAJAR SEM SAIR DO LUGAR. Aline Coral

Secretária da Educação do Município de Morro Grande - SC 15


PROJETOS

FOCO NO COOPERATIVISMO

CONCURSO LEVA

CULTURA PARA AS COMUNIDADES

Promovido pelo Sicoob Credisulca, Concurso de Fotografia traz a sustentabilidade como tema central Pelo segundo ano consecutivo, o Sicoob Credisulca promoveu o concurso cultural Foco no Cooperativismo. Com o objetivo de valorizar a arte, fomentar a cultura e a responsabilidade socioambiental, o projeto se consolida ao levar os valores do cooperativismo para toda a região de abrangência da instituição. Com organização exemplar e grande nível técnico, o concurso incentiva o sentimento de cooperação em toda comunidade. Para deixar ainda mais profissional, a Credisulca convida fotógrafos de renome para compor o júri, garantindo profissionalismo e transparência na escolha das obras vence-

16

doras. Passaram pelo júri técnico grandes nomes da nossa região, como: Vana Rodrigues, Rosi Silva, Adrielle Peres, Felipe Ferreira, Willian Mariot, Lígia Maciel e Miró Machado. O idealizador do projeto, Felipe Ferreira, destacou a importância do concurso para a Credisulca. “É muito legal ver uma ideia e iniciativa cultural gerando frutos, ainda mais porque estamos em uma região carente de valorização da arte. A fotografia é uma forma incrível de expressão que também pode falar sobre cooperativismo e sustentabilidade, prova disso são as obras vencedoras do concurso”.

PREMIAÇÃO O sucesso de inscrições e a qualidade do material enviado pelos participantes impressionaram e fizeram jus ao concurso. Como reconhecimento aos vencedores, a Credisulca realizou uma cerimônia de premiação, entregando aos primeiros lugares de cada categoria um cheque de R$ 1 mil, aos segundos colocados uma câmera Polaroid e completando o pódio, os terceiros colocados levaram para casa um livro de fotografia. Os jurados também foram prestigiados com o livro Gênesis, do consagrado fotógrafo Sebastião Salgado.


CULTURA LOCAL Um dos objetivos do concurso foi alcançado assim que as obras desembarcaram nas agências do Sicoob Credisulca. Ao longo de quatro meses, cada ponto de atendimento da cooperativa recebeu durante uma semana a exposição com as fotografias vencedoras, promovendo a cultura local para toda a comunidade.

nidade, sermos protagonistas de um movimento de inclusão não só financeira, mas também social, e para isso, é fundamental realizarmos ações que promovam a arte e a cultura”, comentou Ferreira.

CATEGORIAS

3 - “Sustentabilidade” para profissionais. O Presidente Sr. Romanim Dagostin elogiou as obras. “Todas as fotografias são merecedoras do prêmio. Cada participante conseguiu captar com exatidão o relacionamento entre o homem e o nosso planeta, destacando a importância de preservarmos o meio ambiente”.

“Nosso papel enquanto cooperativa é fazer a diferença na comu-

O concurso abrange três categorias: 1 - “Meu Povo, Minha Terra” para associados; 2 - “Sustentabilidade” para não associados;

CATEGORIA MEU POVO, MINHA TERRA (ASSOCIADOS)

CATEGORIA SUSTENTABILIDADE (NÃO ASSOCIADOS)

CATEGORIA SUSTENTABILIDADE (PROFISSIONAIS)

“No velho carro de boi” 1º lugar – Juliane Pagnan Bristot

“Parceria cedo no dia” 1º lugar – Cibele Souto Amade

“De vó para neta” 1º lugar – Taís Rosa Abel

Confira os vencedores de 2019:

A 3ª Edição acontece em 2020, acesse www.foconocooperativismo.com.br e participe! 17


SEGURO AGRÍCOLA Proteção para sua produção e tranquilidade para você.

O Seguro Agrícola tem todas as garantias para proteger seu patrimônio e proporcionar mais tranquilidade para você. O Sicoob oferece as melhores soluções financeiras para o agronegócio. Serviços e vantagens que ajudam você, sua família e sua empresa a conquistar novos horizontes. Faça parte! E tenha certeza que juntos podemos fazer mais e melhor.

18

Ouvidoria: 0800 725 0996 | Atendimento de segunda a sexta - das 8h às 20h | www.ouvidoriasicoob.com.br Deficientes auditivos ou de fala: 0800 940 0458 | Demais serviços de atendimento: www.sicoob.com.br/fale-conosco

facaparte.sicoobsc.com.br


Fernanda Rocha, 24 anos, estu

dante de Administração.

Previdência O melhor investimento no seu futuro.

Se tivesse liberdade de escolha, você seria um funcionário ou abriria o próprio negócio? A Fernanda está se preparando para ser empreendedora. Primeiro, ela quer viajar, conhecer novos mercados e, então, empreender na Pode-se deduzir do IR até 100% do valor investido, limitado a 12% da renda bruta tributável para quem faz declaração completa de ajuste anual.

sua cidade com produtos inovadores. E a Previdência Privada do Sicoob está aqui para garantir que a Fernanda possa dedicar-se ao seu projeto sabendo que o seu padrão de vida estará garantido.

19


PROJETOS

RAÍZES

RAÍZES QUE

SEMEIAM O FUTURO Projeto criado em 2019 pelo Sicoob Credisulca distribuiu mais de 5 mil mudas de árvores, cooperando com o reflorestamento da região Ciente de sua responsabilidade socioambiental, que é um dos princípios do cooperativismo, o Sicoob Credisulca não mediu esforços em 2019 para conscientizar a população sobre a importância de preservar um bem tão preciso: a natureza. A melhor forma de conectar as pessoas com o meio ambiente é semeando o futuro. Desta forma, nasceu o Projeto Raízes, que em sua estreia garantiu a distribuição de mais de mil mudas de árvores nativas, com o objetivo de reflorestar a região. Ao fim da ação foram doadas mais de 5 mil plantas. Entre as espécies, foram entregues mudas de Araçá, Fruta do Conde, Guabiroba, Graviola, Pitanga, Limão e Laranja. O sucesso do projeto trouxe à região um sentimento de cuidado com a mãe natureza, “Daqueles que devem ser ‘enraizados’ em nossa cultura,

20

principalmente com as crianças, possibilitando a compreensão da importância da preservação, já que os pequenos serão os futuros protagonistas de um mundo sustentável”, disse Felipe José Ferreira, analista de Comunicação e Marketing e um dos idealizadores da iniciativa. A diretora de negócios, Jerusa Scarabelot, revela que a origem do nome é um paralelo entre cooperação e o seu sentido morfológico na botânica. “Pautado nos ideais do cooperativismo, o projeto mostra-se como importante ferramenta para conscientizar sobre a proteção do meio ambiente e para preservação da natureza”, informou Jerusa. O objetivo do projeto é distribuir anualmente mais de cinco mil mudas em toda região. Em 2020, de acordo com Jerusa, a ideia é repetir este número. “Em breve vamos

reiniciar as doações de mudas e todos estão convidados a participar do projeto, levando uma muda para sua casa e plantando sustentabilidade, contribuindo para um mundo mais arborizado.” Cooperar com a natureza faz parte das raízes do cooperativismo. Faça parte deste movimento!


21


TRANSPARÊNCIA

ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA

EM 2019, FORAM

R$ 33,7 MILHÕES EM SOBRAS

Resultado é o maior já alcançado pela cooperativa, que possui sede em Turvo - SC e agências em 20 cidades no Sul de Santa Catarina e Litoral Norte Gaúcho

O cooperativismo de crédito se diferencia no sistema financeiro pela transparência e por destinar parte dos resultados obtidos em forma de sobras para seus cooperados. Tudo isso foi repassado para os associados do Sicoob Credisulca na noite do dia 28 de fevereiro, no Centro de Eventos Iria Angeloni Carlessi, em Turvo - SC. Aproximadamente 1.200 pessoas se reuniram no local para comemorar os resultados da cooperativa. Chamado de Assembleia Geral Ordinária (AGO) 2020, o evento contou com a prestação de contas, aprovação da distribuição das sobras pelos cooperados e ao final, todos contemplaram uma apresentação cultural e celebraram com um jantar especial.

22

O Sicoob Credisulca obteve R$ 33.702.503,48 de sobras em 2019, número que coloca a cooperativa entre as três maiores de Santa Catarina no período. Na sequência da noite, o momento mais marcante da assembleia aconteceu por volta das 20h45, quando os associados aprovaram por unanimidade as contas da cooperativa, sendo que a devolução das sobras ficou em R$ 14.687.594,58. “Só temos a agradecer ao empenho de todos os colaboradores, dos gerentes, das agências e principalmente de cada associado por chegarmos em um número tão expressivo, que é recorde na nossa história. Estamos muito felizes com o resultado, o qual confirma que o cooperativismo é o melhor

caminho a ser seguido”, disse Sr. Romanim Dagostin, presidente da instituição.

ELEIÇÃO DO CONSELHO FISCAL A votação se estendeu para a eleição do Conselho Administrativo. A Comissão Eleitoral Originária apresentou a inscrição da chapa 1, composta pelos conselheiros Fiscais efetivos: Emilio Della Bruna, Saulo Camilo Moraes, Antonio Serafin e os conselheiros fiscais suplentes Reginaldo Pirola, Pedro Luis Mondardo e Marcos dos Santos Rosa, sendo eleita para um mandato de dois anos, com término em 2022.


BALANÇO PATRIMONIAL

2019

CREDISULCA APRESENTA

RESULTADOS DE 2019

23


ESPECIAL

30 ANOS

CREDISULCA CELEBRA

TRÊS DÉCADAS DE COOPERAÇÃO Fundada em 1989, cooperativa comemorou com seus colaboradores 30 anos de cooperação com a comunidade Cooperar, uma palavra, quatro sílabas e um significado: atuar, juntamente com outros, para um mesmo fim. Há 30 anos o Sicoob Credisulca criou raízes em Turvo SC e desde então vem espalhando a semente do cooperativismo pelo Sul de Santa Catarina e Litoral Norte Gaúcho. Nascida em 23 de setembro de 1989, celebrou em 2019 com colaboradores, diretores, conselheiros e autoridades sua terceira década de atuação. Em uma festa preparada especialmente para a data, o Salão Nobre do Grêmio Fronteira foi palco de uma comemoração memorável, com direito a homenagens e muita diversão, marcando o evento na história da instituição. Da fundação aos dias atuais, o Presidente Sr. Romanim Dagostin foi testemunha da evolução e contribuiu para o crescimento e fortalecimento do Sicoob Credisulca. Como forma de reconhecer toda dedicação com a instituição, os

24

1989

2011

2019

Inicia a história de um sonho de cooperação pelas mãos de 21 agricultores, em 23 de setembro de 1989.

Com uma nova sede inaugurada em 9 de setembro de 2011, a Credisulca torna-se referência em cooperativismo e destaque em projetos sociais.

Em 21 de Setembro de 2019, é celebrada a festa em comemeração aos 30 anos da cooperativa.


conselheiros lhe entregaram uma placa de agradecimento. As homenagens prosseguiram pela noite. Na sequência, foi a vez dos colaboradores se unirem para fazer uma bela homenagem ao presidente, lhe fazendo a entrega de um presente especial. Em sua fala, Dagostin destacou e reconheceu o empenho de todos os colaboradores para a construção de um sonho de cooperação e ressaltou que esses são só os primeiros trinta anos de muitos outros, nos quais a instituição continuará trabalhando para o crescimento econômico e social da comunidade. “Iniciamos pequenos, mas fortes. Nós somos a prova que cooperar nos faz crescer e evoluir. Hoje somos uma das maiores cooperativas do estado e esse resultado só foi possível graças ao empenho de cada um que passou por aqui ou que está hoje conosco. Minha gratidão a todos, colaboradores, diretores, conselheiros e em especial aos nossos associados por sempre acreditarem que cooperar é o melhor caminho”, comentou Sr. Dagostin.

FESTA MARCANTE Uma data marcante merece ser celebrada da melhor forma: dançando e se divertindo com amigos. Foi assim que a Credisulca comemorou os seus 30 anos, ao lado de quem constrói todos os dias os laços de amizade com cada associado. Os presentes confraternizaram com um jantar especial e ao som de uma banda, encerraram a noite com chave de ouro.

INICIAMOS PEQUENOS, MAS FORTES. NÓS SOMOS A PROVA QUE COOPERAR NOS FAZ CRESCER E EVOLUIR. Romanim Dagostin

Presidente do Sicoob Credisulca

25


ENTREVISTA MARCELO VIEIRA

VALORES QUE

FAZEM A DIFERENÇA

Consultor do Sicoob em Brasília, Marcelo Vieira comenta sobre a campanha nacional da instituição, que ressalta os valores cooperativistas Pautado em valores, o Sicoob é uma instituição que se diferencia no mercado financeiro. Atuando com princípios que fortalecem a economia regional e contribuem para um mundo mais sustentável, o Sicoob coloca em prática diariamente os valores do cooperativismo e comprova que é mais do que uma organização financeira. Mas como destacar esses valores e princípios? Em novembro de 2019 uma nova campanha nacional, que promete ser um divisor de águas na comunicação do Sicoob, ressalta todos eles. Intitulada “Somos Feitos de Valores”, ela traz os quatro princípios que diferenciam o sistema cooperativista: Justiça Financeira, Pertencimento, Cooperação e Responsabilidade Socioambiental. O Consultor Executivo da Área de Comunicação e Marketing do Sicoob, Marcelo Vieira, relembra que a campanha surge em um momento que o mercado anseia por empresas comprometidas com um propósito. “Essa campanha retrata o que somos e mostra à sociedade o que podemos fazer pelas pessoas. Quando apresentamos o que fazemos pela comunidade, as pessoas se encantam e querem fazer parte também. Além disso, a nossa proposta com o novo posicionamento é mostrar ao mercado os nossos diferenciais e como eles são reais na Instituição, somos assim de natureza e não por ocasião ou oportunidade de negócios.” Marcelo também explica o que representa cada valor ressaltado pela nova campanha:

26

JUSTIÇA FINANCEIRA “Proporcionamos aos nossos cooperados soluções financeiras adequadas e justas, com taxas de juros até 50% menores que as demais instituições financeiras tradicionais. Olhamos e ouvimos o que os cooperados têm a nos dizer para compreender a demanda de cada um deles. Esse cuidado ajuda a transformar o dinheiro não mais em uma moeda de troca monetária, mas em oportunidade para todos.”

COOPERAÇÃO “Acreditamos que todos somos importantes e capazes de, juntos, construir coisas grandiosas. Somos cooperativistas e, como tal, procuramos transformar o mundo em um lugar mais justo, feliz e equilibrado. A cooperação busca melhores oportunidades para todos os envolvidos no sistema. É um modelo que une o desenvolvimento econômico e o social, produtividade e sustentabilidade, o individual e o coletivo.”

PERTENCIMENTO “No Sicoob, todos têm voz ativa dentro da cooperativa, participando das decisões relacionadas ao seu dinheiro. Os resultados são compartilhados com os cooperados no final de cada ano. Afinal, fazer parte é ser dono. Isso é gerar Pertencimento.”

RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL “As cooperativas têm compromisso com o desenvolvimento de suas comunidades. Isso significa que elas devem respeitar as particularidades sociais e a vocação econômica local, criando soluções de negócios e apoiando ações humanitárias e socioambientais sustentáveis. Desta forma, estamos inseridos com nossa Responsabilidade Social.”


VALORES QUE TRANFORMAM Vieira ainda ressalta que os valores constroem uma sociedade mais equilibrada e que “O Sicoob tem valores fortes e capazes de contribuir para esse equilíbrio”. Para o futuro, ele revela que o plano da instituição é estar cada vez mais próxima das pessoas, compreendendo suas necessidades, desejos e valores. “Trabalhando de forma mais integrada ao nosso propósito e estabelecendo conexões ainda mais fortes com todas as gerações”, completou.

MARCELO VIEIRA

Consultor Executivo de Comunicação e Marketing do Sicoob Confederação

27


DO SUL PARA O MUNDO

TARCIANO SILVA

O MELHOR MEL

DO MUNDO

Com um ritmo de crescimento imponente, a associada Prodapys se consolida como referência mundial no ramo do mel, levando o nome de Araranguá para outros continentes Utilizado como adoçante natural, o mel também pode ser usado para fortalecer o sistema imunológico, melhorar a capacidade digestiva e até aliviar a prisão de ventre. Além disso, o mel é considerado anti-séptico, antioxidante, anti-reumático, diurético, digestivo, expectorante e calmante. Benéfico para a saúde humana, o mel também vem elevando a autoestima dos araranguaenses. Motivo de orgulho para a Cidade das Avenidas, a Prodapys atua há 28 anos diretamente com o mel, levando o produto e o nome do município de Araranguá - SC para o mundo. Tarciano Silva assumiu o comercial da empresa familiar no ano de 2000. Filho do Senhor Celio Hercílio Marcos da Silva, idealizador deste grande projeto, Tarciano teve papel importante na expansão da marca para outros continentes, conquistando o título de maior exportadora de mel do Brasil e por cinco vezes o título de melhor mel do mundo: 2007 (Austrália), 2013 (Ucrânia), 2015 (Turquia), 2017 (Coreia do Sul) e 2019 (Canadá). “Virou uma rotina sempre participar na competição com nossos méis na Apimondia, que acontece a cada dois anos. Desde a nossa primeira participação, temos obtido sucesso com avaliações positivas dos jurados, recebendo diversas medalhas.”

28

A PAIXÃO POR ABELHAS Em um lindo dia de sol, em sua casa de praia no fim dos anos 70, começou uma importante relação de amor entre o Senhor Celio e o mel. “Em 1979, quando um enxame de abelhas pousou na nossa casa de praia, o pai chamou um apicultor e o mesmo tirou a abelha de cima do telhado de uma forma bem simples, derrubando a rainha dentro de uma caixa; e assim todas as abelhas a seguiram.” Aquela cena marcou para sempre a vida de Celio, que a partir deste momento, fascinado pelo mundo das abelhas, iniciou uma importante trajetória pela busca de conhecimento. Anos depois, mais precisamente em 1992, foram marcados os primeiros passos de uma empresa de sucesso. Mas uma trajetória tão bem-sucedida também encontrou dificuldades pelo caminho. O momento de crise veio justamente em uma época de crescimento. Com as exportações em alta, a estrutura da Prodapys em 2006 ainda não comportava as novas demandas de produção. “Exportamos 6 mil toneladas em 2006; foi nosso recorde. Mas nas instalações antigas não tinha espaço para isso. Foi bastante caótico a parte de organização da produção, porque não tínhamos

espaço físico, tínhamos mel por tudo e não conseguíamos de forma coordenada processar, porque era muito mel para pouco espaço”, relembra Tarciano. O ano de 2006 foi vencido com muito trabalho e esforço de todos os colaboradores. Entretanto, aquela nova realidade ascendeu um alerta na empresa. “Não dá de continuar desse jeito, a gente tem que investir numa estrutura maior.”

A CONQUISTA DO MUNDO Em 2019 a Prodapys conquistou o mundo novamente, trazendo para o Brasil a medalha de melhor mel pela quinta vez. Essa história foi registrada a partir de 2007 na Apimondia, importante evento organizado pela Federação Internacional de Associações de Apicultores. Um dos principais motivos para receber o título de melhor mel e manter esta hegemonia até os dias atuais, passa pela filosofia implementada desde o início na empresa. Desde sua concepção, a gestão foi pautada pela procura de novos conhecimentos, aprimoramento do produto e a busca pelo mercado internacional. Desta forma surgiu a oportunidade de participar da Apimondia, e de lá para cá, a Prodapys não parou mais de melhorar a qualidade dos seus produtos e expandir sua atuação.


“Em Melman, na Austrália, foi a primeira vez que recebemos medalha de ouro do nosso mel brasileiro. Por ser um pouco desligado da importância disso, eu não fui nem receber a premiação no palco na época. Depois disso, voltamos a participar somente em 2013, quando compreendemos a importância do título”, recorda Tarciano.

gurada em 2019, às margens do antigo traçado da BR-101, em Araranguá - SC. Com uma estrutura de 9,088 mil m², a empresa consegue produzir e negociar com apicultores do país inteiro e cumprir suas metas de exportação. No entanto, para chegar neste patamar, o suor e o trabalho sempre estiveram à frente do negócio.

De 2007 a 2013 a empresa amadureceu e direcionou esforços para aproveitar as oportunidades de atuação fora do Brasil.

Tarciano ressalta alguns dos motivos aos quais ele credita o sucesso da empresa. “Primeiro por ser uma empresa extremamente séria, honramos nossos contratos. Temos um padrão de análises de mel no nosso laboratório que mantemos com excelência. Temos um relacionamento muito próximo com nossos

RECEITA DO SUCESSO Hoje a Prodapys conta com duas sedes, sendo a mais recente inau-

clientes e eu acho que isso é um grande diferencial”, detalhou. Para o futuro, o plano é continuar crescendo. “Como temos espaço físico para armazenamento, vamos buscar a fatia de mercado que tínhamos na Europa, porque focamos bastante nos Estados Unidos, que é um país mais ágil para exportar. Agora quem sabe buscaremos o próprio mercado nacional. Estamos com um projeto novo de colocar os nossos méis nas grandes redes do Brasil, para que o brasileiro também tenha a possibilidade de consumir o melhor mel do mundo”, revelou.

ESTAMOS COM UM PROJETO NOVO DE COLOCAR OS NOSSOS MÉIS NAS GRANDES REDES DO BRASIL, PARA QUE O BRASILEIRO TAMBÉM TENHA A POSSIBILIDADE DE CONSUMIR O MELHOR MEL DO MUNDO. Tarciano Silva

Proprietário da Prodapys

29


DO SUL PARA O MUNDO

LÍGIA MACIEL

JURADA DO FOCO NO COOPERATIVISMO

NO TOP 15 MUNDIAL

A fotógrafa Lígia Maciel vem construindo um importante legado na região, sendo reconhecida em premiações da área como uma das melhores fotógrafas de casamento e ensaios de família do mundo, colecionando quatro indicações ao “Oscar” dessa arte

30

O casamento é um ritual marcante para os noivos, familiares e em especial para o profissional responsável por registrar cada detalhe da cerimônia: o fotógrafo. Captar a essência da união entre duas pessoas é uma tarefa árdua, que exige grande conhecimento técnico e muita sensibilidade na hora de fazer uma foto. E quando o assunto é fotografia familiar, a produção também requer habilidades especiais, para que a imagem seja uma extensão de amor e carinho.

que reúne os melhores fotógrafos de casamento e família do mundo. Por meio do Inspiration Awards, a plataforma indica e premia profissionais de todo o planeta, inspirando anualmente milhões de casais com os mais belos registros, contribuindo para que momentos especiais fiquem vivos para sempre por meio da fotografia. Atuando há mais de 12 anos no ramo, Lígia possui uma verdadeira paixão pelas lentes e isso reflete diretamente em seu trabalho.

No extremo sul catarinense, uma fotógrafa vem produzindo essas imagens inspiradoras e conquistando reconhecimento de seus clientes e de diversos profissionais ao redor do mundo. Lígia Maciel, fotógrafa araranguaense que desde 2017 coleciona indicações e rankings do Inspiration Photographers, comunidade internacional

“Sou apaixonada pelo que faço e levo a fotografia muito a sério. Quando se trabalha com arte é preciso sempre encarar tudo como negócio, com a seriedade que qualquer empreendimento requer. Ética, respeito, carinho, dedicação, amor, suor e estudo são peças fundamentais para ser um profissional”, relatou.

VALORIZAÇÃO LOCAL Atuar no extremo sul catarinense tem seus pontos positivos e também suas dificuldades, especialmente para quem escolheu viver da fotografia. A carência de arte e cultura no Vale do Araranguá dificulta o entendimento da população quanto a valorização do trabalho de qualquer artista. Para se destacar nesse meio, seja qual for a região do país, o estudo é uma parte importante do processo, relata Lígia. “Creio que um ponto crucial para a carreira é estudar sempre. Acompanhar as inovações da área, participar de associações, diretórios, palestras, cursos, workshops, tudo isso eleva a sua técnica. Tudo é conquista, a sorte não faz parte da vida daqueles que se destacam, tudo é mérito e isso significa realmente correr atrás”, comentou.


LÍGIA MACIEL

A SORTE NÃO FAZ PARTE DA VIDA DAQUELES QUE SE DESTACAM, TUDO É MÉRITO E ISSO SIGNIFICA REALMENTE CORRER ATRÁS.

Fotógrafa e Jurada do Foco no Cooperativismo

INDICAÇÕES AO GOLDEN LENS O Inspiration Photographers une fotógrafos de diversos países, listando os melhores no seguimento de fotografia de casamento e de família. Todo ano a associação divulga a lista dos nomes indicados ao Golden Lens, considerado o “Oscar” da fotografia. A cerimônia de entrega acontece no Brasil e Lígia concorreu por quatro vezes, a primeira em 2017 como Fotógrafa Revelação Internacional na categoria casamento e como Melhor Casamento do Mundo, em 2018 como Melhor Casamento do Mundo e em 2019 como Fotógrafa Revelação Internacional de Família.

Para obter reconhecimento internacional, Lígia conta que o mais importante não é a técnica, mas criar uma conexão verdadeira com quem está sendo fotografado. “Quando há esse vínculo, existe entrega e aí a técnica é mera coadjuvante para dar o retoque estético. Nunca fazemos uma foto pensando em um prêmio, toda foto merece ser gerada e nutrida com o mesmo carinho, o prêmio é mera consequência de encantar os olhos dos jurados”, detalhou.

A TRANSFORMAÇÃO DIGITAL

Além dessas indicações, Lígia alcançou posições de destaque em vários rankings, como o Top 15 Collection 2019 e o Top 30 Wedding Collection All Time, estando entre os 15 melhores fotógrafos com ensaios de família em 2019 e entre os 30 melhores fotógrafos com os melhores casamentos do mundo de todos os tempos.

De momentos íntimos da noiva à beleza natural de um parto normal, Lígia capta a essência de cada um desses momentos por meio de suas lentes. Para conseguir registrar instantes tão belos, ela precisou de capacitação, entender sua essência como artista e também aceitar e navegar no mesmo sentido das inovações do mercado, já que hoje é possível ter acesso à fotografia na palma da mão, com um smartphone.

Qual o segredo desse sucesso?

Mas e com a transformação digi-

tal vindo cada vez mais rápido, esta forma de atuar pode mudar? Para Ligia, todas as mudanças foram benéficas para os fotógrafos. “Para ter uma câmera basta ter um celular e isso é ótimo, pois popularizou a arte da fotografia. Acredito que o profissional do futuro não pode conhecer apenas a técnica, mas precisa ter conhecimento em várias áreas, já que a fotografia é viva e criada pela percepção do artista”, pontuou. Então quais são os passos que um profissional, a partir de agora, precisa percorrer rumo ao reconhecimento profissional? Para Lígia, estudar é primordial, mas existe um ingrediente que faz toda a diferença: “Fazer tudo com muito amor.” Conheça melhor o trabalho de Lígia Maciel em ferreiraemaciel. com.br Nas fotos, Lígia Maciel com os jurados e recebendo do conselheiro José Mário a certificação de jurada da primeira edição do concurso Foco no Cooperativismo, promovido pela Credisulca.

31


ENTREVISTA

DR. MAURÍCIO ROTTA

LGPD:

PROTEÇÃO DE DADOS EM PAUTA A Lei Geral de Proteção de Dados vem para reforçar os direitos individuais relativos à privacidade dos brasileiros. Especialista que palestrou na Posse dos Delegados explica o que é e como as empresas terão que atuar a partir de agosto de 2020

TODO CIDADÃO TERÁ O DIREITO DE PRESERVAR SUA PRIVACIDADE E SABER COMO AS EMPRESAS COLETAM, ARMAZENAM E COMPARTILHAM SUAS INFORMAÇÕES PESSOAIS. Dr. Maurício Rotta

32


Dr. Maurício na palestra sobre a LGDP durante a Posse dos Delegados Você está navegando pela internet quando surge um link patrocinado recomendando o download de um e-book. Para baixar o material gratuitamente, a empresa pede em troca seus dados pessoais. Você sabe para onde eles vão? De acordo com a nova Lei Geral de Proteção de Dados, chamada de LGPD, toda empresa terá o dever de tomar medidas para garantir a privacidade e a segurança dos dados do usuário. O Doutor em Engenharia e Gestão do Conhecimento, especialista em LGPD, Maurício Rotta, explica como esta nova Lei impacta no cotidiano das pessoas e das empresas. “Todo cidadão terá o direito de preservar sua privacidade e saber como as empresas coletam, armazenam e compartilham suas informações pessoais”, revela. Lei Federal nº 13.709/2018, a LGPD foi criada após o escândalo conhecido como Cambridge Analytica ter estourado nos Estados Unidos. Em 2016, essa empresa utilizou dados de milhões de americanos, obtidos de forma indevida, para impulsionar uma campanha política. A repercussão negativa ascendeu o alerta da importância de ter uma lei que regulamentasse o uso de dados pessoais.

processamento, armazenamento ou exclusão dos dados de seu sistema. A partir de agosto de 2020, a nova Lei passa a vigorar e todos deverão estar adequados a esta nova realidade. Dr. Rotta lembra que a partir dessa data todo cidadão poderá exercer direitos, tais como solicitar informações às empresas sobre a coleta, o armazenamento e o tratamento de seus dados; por que motivo ou para qual finalidade seus dados foram coletados; opor-se à coleta ou tratamento de dados e solicitar o bloqueio ou exclusão de dados pessoais, dentre outros. “Os titulares de dados são considerados partes hipossuficientes, tal como numa relação de consumo, e é dever das empresas comprovar que estão respeitando os direitos do cidadão”, disse o especialista.

de Defesa do Consumidor foi nos anos 90 e é inegável a sua contribuição para consumidores e fornecedores. “As principais economias mundiais estão promovendo os direitos a privacidade de dados. Essa legislação é importante, por exemplo, para coibir vazamento de dados, uso indevido ou abuso no tratamento de dados pessoais e para que relações internacionais de comércio possam ser estabelecidas e mantidas. No final, as empresas ganham confiança, credibilidade, ética e transparência e o possuidor de dados ganha respeito e privacidade, dentre inúmeros outros benefícios”, concluiu Rotta.

O LADO B

ENTENDENDO A LGPD

Para as empresas que enxergam somente obrigações com a nova Lei, existem muitos benefícios com a LGPD. “O maior benefício é que as empresas terão maior conhecimento acerca de seus processos de tratamento de dados, bem como, dos dados pessoais que coletam e tratam diariamente”, ressaltou o especialista.

Todas as empresas e pessoas físicas deverão se adequar à nova legislação, independente do porte ou da área de atuação, desde que realizem algum tipo de tratamento de dados pessoais, como coleta,

Controvérsias a parte, a Lei veio para ficar e certamente este assunto ainda suscitará muitas rodas de conversa, porém, a expectativa é que a LGPD seja um divisor de águas, assim como o Código

DR. MAURÍCIO ROTTA Doutor em Engenharia e Gestão do Conhecimento, especialista em LGPD.

33


ENTREVISTA ARTHUR IGREJA

O QUE O PROFISSIONAL

DO FUTURO PRECISA? Especialista em inovação comenta sobre o profissional dos próximos anos e o papel do cooperativismo em um mundo cada vez mais moderno e digital A Revolução Industrial, nos idos de 1800, trouxe um impacto que mudou para sempre a forma que os seres humanos vivem em sociedade. Mas, passados mais de 200 anos após o início desse movimento em direção a industrialização, o que mais podemos esperar do futuro? No século XXI, como se previa, a globalização se consolidou e as conexões cresceram no mesmo ritmo. A tecnologia passou a fazer parte do dia a dia, obrigando todos a entrarem no mundo online dos smart objetcs (smartphone, smart tv, smartwatch e outros).

Então, qual seria a melhor opção: seguir o ramo da tecnologia ou trilhar pelo mundo dos negócios? Estes caminhos sempre existirão, mas independente de qual deles o profissional do futuro escolher, para ser bem-sucedido ele não poderá abrir mão de um fator decisivo: a sua formação.

Mas em meio a esse período de transição da história, como podemos imaginar o futuro, em especial, o das profissões? Especialista em Tecnologia e Inovação, Arthur Igreja ocupa um lugar de destaque no cenário nacional. Com um currículo de brilhar os olhos, o catarinense está viajando o Brasil e o mundo para abordar um assunto intrigante: como será o profissional do futuro?

O QUE FAZER DIFERENTE?

Sobre o tema, ele é direto: o mercado de trabalho será diferente. “Não diria que é melhor ou pior, mas ele tende a ter menos empregos e mais trabalho”, relatou. Para ele, os trabalhos serão em plataformas, com profissionais prestando serviços para muitas empresas e pessoas ao mesmo tempo, com menos formalismo e menos regras do passado. “E quem conseguirá absorver melhor essas novas competências serão os profissionais com dinamismo”.

Então o que um profissional, seja novo ou experiente no mercado, pode fazer para estar preparado para os novos tempos? Para Igreja, além de buscar formação, uma dica preciosa é estar sempre atrás de novas experiências.

NOVAS TECNOLOGIAS Ter facilidade com o mundo digital, conhecer um software ou ser um expert da programação será garantia de um bom trabalho no futuro? Para Arthur Igreja não é bem assim. Apesar de importante, dominar a tecnologia não será a única forma de obter destaque no mercado de trabalho que se aproxima. 34

“Ter uma formação sólida continua sendo algo absolutamente essencial, ao contrário do que alguns têm dito. Só se consegue ter uma bela carreira se tiver uma excelente formação”, destaca Arthur.

Quando falamos de transformações no mercado de trabalho, pode parecer uma realidade distante. Mas tendo em vista a rapidez com que a tecnologia está evoluindo, em poucos anos muitas das expectativas para o futuro podem se concretizar.

O COOPERATIVISMO E O FUTURO Em meio a esse mundo de transformação digital, como fica o cooperativismo? Baseado em uma filosofia praticada desde os primórdios da humanidade, os valores desse sistema terão vida longa no futuro, é o que acredita Igreja. “Cooperativismo é o que tem de mais elegante em um modelo de negócio. Ele preserva valor e multiplica esforços”, ressaltou. Os valores colocados em prática pela cooperativa de crédito e replicados pelos seus associados, mostram a força coletiva em prol de um único objetivo. “Cada um dos cooperados traz um valor para a cooperativa e eles conseguem juntos fazer coisas que jamais conseguiriam com esforços unitários”, lembrou. Esses valores garantem um futuro promissor, na visão do especialista. “As cooperativas tendem a crescer cada vez mais e muito do que conhecemos hoje como economia compartilhada já é o que o cooperativismo fazia há tanto tempo”.

“Entender que uma atitude empreendedora também é muito importante e buscar experiência no sentido não apenas de empregos, mas conquistar as que sejam relevantes para essa trajetória profissional”, pontuou. O especialista concluiu sua análise do futuro com uma última dica. “Avalie exemplos de profissionais de sucesso para se espelhar e errar menos ao longo dessa jornada”, completou.

ARTHUR IGREJA Especialista em Tecnologia e Inovação


TER UMA FORMAÇÃO SÓLIDA CONTINUA SENDO ALGO ABSOLUTAMENTE ESSENCIAL, AO CONTRÁRIO DO QUE ALGUNS TÊM DITO. Arthur Igreja

35


36


37


ENTREVISTA

MARCO AURÉLIO BORGES DE ALMADA ABREU

O COOPERATIVISMO E A

ECONOMIA BRASILEIRA Diretor-Presidente do Bancoob, Marco Aurélio Almada avalia, em entrevista exclusiva, o importante papel do cooperativismo nas comunidades e o cenário econômico para 2020 O cooperativismo sempre se destaca como sistema que, por meio da colaboração, preza pelo crescimento econômico e social da comunidade em que está inserido. Anualmente esta filosofia vem apresentando um notório crescimento, registrando recorde de associados em todo o país. O Diretor-Presidente do Banco Cooperativo do Brasil (Bancoob), Marco Aurélio Borges de Almada Abreu, lembra que este crescimento, em especial do Sicoob, mostra que o brasileiro está cada vez mais interessado pelo cooperativismo. “O cooperativismo já nasceu diferente, para curar a dor daquela localidade que não percebe o lucro que ela gera sendo investido naquele lugar. Esse é o impacto social mais fácil de ser visto pela ação da abertura de uma cooperativa”, destacou.

OS PLANOS DO BANCO CENTRAL Todas as instituições financeiras que atuam no Brasil, são reguladas e fiscalizadas pelo Banco Central. Para Almada, um grande demonstrativo de que o cooperativismo tem lugar garantido no mundo moderno está nos planos de desenvolvimento da autarquia federal. “O Banco Central incluiu o cooperativismo tanto no pilar da inclusão como no pilar de educação da Agenda BC#. Esse apoio da autoridade reguladora do Sistema Financeiro demonstra reconhecimento do impacto do cooperativismo

38

como agente promotor de justiça financeira”, detalhou Almada.

mercado financeiro concentrado em que vivemos”, avaliou.

Além disso, o cooperativismo também vem sendo disseminado em todo Brasil por meio de projetos nacionais. “O sistema Sicoob consolidou a atuação nacional do Instituto Sicoob, disseminando suas atividades e concentrando os treinamentos e políticas de atuação. O posicionamento perante a comunidade em que está inserido é papel fundamental de uma cooperativa”, lembrou o dirigente.

Almada também destaca o importante papel desempenhado pelas cooperativas de crédito em períodos de crise econômica: “Mesmo em épocas de crise, a cooperativa está sempre presente naquela comunidade, enquanto os outros agentes do mercado financeiro tendem a restringir o acesso ao crédito em períodos mais difíceis.”

MUDANÇAS NA ECONOMIA Nos últimos anos a economia brasileira passou por uma grande recessão e a partir de 2017 iniciou uma tímida recuperação. Com a posse do novo governo, diversas reformas na economia têm alimentado as esperanças dos brasileiros para um futuro mais promissor. “E 2020 a tendência é que as grandes mudanças estruturais na economia continuem, com a gestão de ativos se tornando mais sofisticada por conta do novo patamar de taxas de juros, tendendo a um maior volume de aplicação em papéis (da bolsa de valores), buscando tornar o dinheiro mais operacional”, pontuou Almada. O diretor do Bancoob ainda cita que o monopólio dos grandes bancos começa a ser quebrado com a atuação das fintechs no mercado financeiro. “A pulverização de produtos nas fintechs também está se tornando cada dia mais evidente, gerando mais concorrência para o

TRANSFORMAÇÃO DIGITAL Do atendimento físico ao digital e do acesso a produtos e serviços com as menores taxas a oferta de um cartão de crédito sem anuidade, o Sicoob prova que está alinhado com as novidades do mercado, garantindo sustentabilidade e renovação contínua em seu modelo de negócio. “Os bancos digitais são uma realidade e o Sicoob tem se adaptado as novidades do mercado e já possui produtos e serviços digitais, soluções mobile e aplicativos, assim como os concorrentes. Uma solução que só o Sicoob possui é o aplicativo “Faça Parte”, onde a pessoa pode se associar a uma cooperativa próxima a ela de forma fácil e totalmente digital”, concluiu Almada. Nas fotos, Almada palestra sobre as tendências do mercado na 1ª Conferência de Economia Cooperativista, promovida pela Credisulca.


EM 2020 A TENDÊNCIA É QUE AS GRANDES MUDANÇAS ESTRUTURAIS NA ECONOMIA CONTINUEM. Marco Aurélio Borges de Almada Abreu Presidente do Bancoob

39


VISITE UMA DE NOSSAS AGÊNCIAS:

40

Araranguá/SC – Centro Av. 7 de Setembro, 1648, sala 5 (48) 3524-7592 / (48) 3524-0860

Meleiro/SC Rua 20 de Dezembro, 279, sala 1, Estreito (48) 3537-1520 / (48) 3537-1059

Araranguá/SC – Cidade Alta Av. 7 de Setembro, 734 (48) 3524-7590 / (48) 3524-7591

Morro Grande/SC Rua Rui Barbosa, 167, Centro (48) 3544-0150 / (48) 3531-0147

Balneário Arroio do Silva/SC Av. Barriga Verde, 521, Centro (48) 3526-0142 / (48) 3526-0923

Nova Veneza/SC Rua dos Imigrantes, 239, Centro (48) 3436-2923 / (48) 3436-2924

Capivari de Baixo/SC Rua Gen. Osvaldo Pinto Veiga, 1103, Centro (48) 3623-5558 / (48) 3623-5450

Osório/RS Rua Sete de Setembro, 385, Centro (51) 3601-2353

Cocal do Sul/SC Av. Polidoro Santiago, 642, Centro (48) 3447-0207 / (48) 3447-0407

Passo de Torres/SC Rua Antônio José Scheffer, 123, Centro (48) 3548-0524 / (48) 3548-0836

Criciúma/SC - Centro Av. Rui Barbosa, 325, sala 1 (48) 3433-6678 / (48) 3443-9319

Santo Antônio da Patrulha/RS Rua Francisco J. Lopes, 555, Sala 20, Pitangueiras (51) 3662-1562 | (51) 3662-1525

Criciúma/SC – Rio Maina Av. dos Imigrantes, 2150 (48) 3442-7319

São João do Sul/SC Av. Nereu Ramos, 282, Centro (48) 3539-0307 / (48) 3539-0298

Criciúma/SC – Santa Luzia Av. Universitária, 1675 (48) 3443-2417 / (48) 3442-0787

Siderópolis/SC Rua Treviso, 145, Centro (48) 3435-0036 / (48) 3435-0037

Criciúma/SC– São Luiz Av. Santos Dumont, 1867 (48) 3437-0297 / (48) 3433-3156

Timbé do Sul/SC Rua Antônio William Savi, 41, Sala 01, Centro (48) 3536-1596 / (48) 3536-1497

Ermo/SC Rua Irineu Bornhausen, 304, Centro (48) 3546-0297

Torres/RS Av. Barão do Rio Branco, 860, Centro (51) 3626-3319 / (51) 3626-3329

Forquilhinha/SC Av. 25 de Julho, 3210, Centro (48) 3463-4209 / (48) 3463-4434

Turvo/SC Rua Rui Barbosa, 1150, Centro (48) 3525-8250

Lauro Müller/SC Rua João Elpídeo de Araújo, s/n, Cairú (48) 3464-5177 | (48) 3464-4944

Urussanga/SC Rua Cesar Mariot, 215, Centro (48) 3465-0940

Profile for Sicoob Credisulca

Revista Faça Parte Desse Movimento | 2ª Edição (2020)  

Revista Faça Parte Desse Movimento | 2ª Edição (2020)  

Advertisement