__MAIN_TEXT__
feature-image

Page 1

>QUALIFICAÇÃO

Mercado de Engenharia opta por profissionais de qualidade e que saibam reduzir custos. Pág. 07 Ano VI n° 61 JUNHO/2016

> NOVIDADE

Museu da Luz em Goiânia é idealizado por professor do IPOG. Pág. 02

> Intercâmbio Cultural

IPOG promove intercâmbio cultural para arquitetos, urbanistas e designer de interiores. Pág. 03

> Semana de Integração

“Educação e Desenvolvimento” foi o tema da 12ª Edição da Semana de Integração do IPOG”. Pág. 04

> Pós-Graduação

IPOG oferece especialização em Engenharia de Segurança do Trabalho. Pág 05

> Curiosidade

Salário não está na lista dos fatores que contribuem para satisfação do brasileiro no trabalho. Pág. 06


02 Novidade

Museu da Luz em Goiânia é idealizado por professor do IPOG Acervo compreende mais de 150 tipos diferentes de iluminação, além de fotografias e películas

Imagine mergulhar no passado e conhecer a história da luz desde os primórdios até os tempos atuais. Foi pensando em tornar público esse conhecimento que o professor da especialização Master em Arquitetura e Lighting do Instituto de Pós-Graduação e Graduação (IPOG), Rodrigo Assis, teve a ideia de reunir todas as relíquias em um só lugar, em Goiânia (GO): o Museu da Luz.

Permanentemente no prédio de agronomia da Universidade Federal de Goiás (UFG), o Museu compreende mais de 150 tipos diferentes de iluminação, desde a lamparina até o LED, além de uma rica bibliografia em forma de fotografias e películas acerca da temática. De acordo com Rodrigo, a falta de material especializado sempre foi a principal dificuldade dos estudantes ao buscar referência em seus trabalhos e, por isso, o professor enxerga no trabalho a possibilidade de contribuir na formação dos novos profissionais nas áreas que o projeto abrange.

fotografia e cinema, por compor um espaço vivo para a pesquisa da evolução e desenvolvimento desses assuntos, bem como de compartilhamento de pesquisas e formação” explica o professor.

“É de grande utilidade a criação do Museu da Luz, cujo acervo se dividirá nas áreas de iluminação,

inspire o melhor que há nos outros.

DESCUBRA O MELHOR que você pode ser.

ipog.edu.br


Intercâmbio Cultural 03

IPOG promove intercâmbio cultural para arquitetos, urbanistas e designer de interiores Viagem inclui visitas a dois dos maiores e mais renomados escritórios de Arquitetura e Design do mundo, além de curso exclusivo no Instituto PoliDesign de Milão Em abril, o Instituto de PósGraduação e Graduação (IPOG) promove um intercâmbio cultural rumo a duas das grandes cidades de referência em obras arquitetônicas do mundo: Londres, na Inglaterra, e Milão, na Itália. A viagem faz parte do Programa de Viagens de Estudos Internacionais da Instituição, que está com vagas abertas para os alunos dos cursos de Arquitetura, Urbanismo e Design de Interiores interessados na visita. Para o coordenador do Programa, que também está à frente da coordenação dos cursos de Arquitetura e Design do IPOG, Lorí Crízel, ter contato com novas realidades e modos conceptivos é algo que expande não só o conhecimento, como a visão de mercado e trabalho do profissional. “Costumo dizer que arquiteto e designer só projetam o que vivencia ou já vivenciou”, pontua Lorí. No roteiro da viagem estão incluídas visitas a dois dos maiores e mais renomados escritórios de Arquitetura do mundo, localizados em Londres: Zaha Hadid e Norman Foster. Em Milão, além de visitarem a Feira Isaloni – um ícone quando se trata de feiras mundiais de arquitetura e design –, os alunos também participarão de um curso exclusivo fornecido pelo Instituto Politécnico de Milão. O convênio entre o IPOG e a instituição milanesa foi fechado

culturais e uma visão mais ampla”, garante. “Indico para todos que pretendem ampliar seus conhecimentos, que querem saber o que há de mais moderno no mundo da Arquitetura e Design e compreender o que o mercado espera de nós profissionais”, sugere a aluna Marcele. Sobre o Programa em fevereiro de 2015 e engloba os cursos de Arquitetura, Design, Engenharia e Moda do Instituto Politécnico, considerado hoje a maior referência mundial de ensino nessas áreas. “Na programação dessa viagem teremos um Curso de Iluminação em LED, o qual renderá aos nossos alunos a oportunidade de vivenciar um Curso dentro do Instituto Politécnico de Milão, bem como receber uma certificação internacional emitida pelo próprio Instituto”, explica Lorí. Experiência positiva Em outubro de 2015, a aluna do Master em Arquitetura e Lighting do IPOG, Marcele Mayerhofer, participou da primeira excursão ao Instituto milanês. “A bagagem adquirida foi imensurável. Todo aprendizado que trago de Milão, assim como todas as novidades, serão utilizados diariamente no meu escritório em cada projeto que se inicia, com adaptações

O Programa de Viagens de Estudos do IPOG é idealizado para que os alunos da Instituição tenham uma oportunidade de conhecer e vivenciar novas experiências e trazê-las para seu campo de atuação. Para mais informações sobre o Programa, inscrições e valores, entrar em contato pelo e-mail felipe@ipog.edu.br. As vagas são limitadas.


04 Semana de Integração

“Educação e Desenvolvimento” foi o tema da 12ª Edição da Semana de Integração do IPOG Evento promoveu a troca de experiências entre alunos e professores em três dias de aprendizado com palestras, workshops e mesas redondas.

Educação e desenvolvimento, palavras escolhidas a dedo pela Diretoria de Graduação e pelos coordenadores dos cursos de Administração e Engenharia Civil do Instituto de Pós-Graduação e Graduação (IPOG) para comporem o tema da 12ª edição da Semana de Integração. O evento, que aconteceu nos dias 15, 16 e 17 de fevereiro, teve como objetivo promover a integração entre alunos e professores em três dias de aprendizado com palestras, workshops e mesas redondas. O primeiro dia foi marcado pela palestra “Máximo do Mínimo – Fazendo de cada instante uma grande oportunidade”, com a coach especialista em liderança, Shirley Brandão. Na ocasião, Shirley falou sobre a importância de aproveitar cada momento por menor que ele seja. “Pessoas que estão conectadas com um propósito maior aproveitam cada instante da vida para crescerem e evoluírem,

seja na área pessoal, profissional, espiritual e intelectual. Fazer de cada instante uma oportunidade é uma chance de transformação, de mudança, de prosperidade, sobretudo, nesse momento em que a gente vive”, relembra Shirley. No segundo dia, os alunos foram convidados a participar do workshop “Jogo Empresarial – A sobrevivência”, onde puderam vivenciar na prática o exercício da sobrevivência nas organizações com base no conteúdo adquirido em sala de aula. “Os professores tiveram o papel de resgatar o conteúdo teórico relacionando as disciplinas em que atuam à prática da sobrevivência. Foi um momento rico para a aprendizagem”, diz a coordenadora do curso de Administração, Silvana Arrais. Já o terceiro dia foi marcado por uma mesa redonda composta pelos professores do curso de Administração, que apresentaram aos alunos as metodologias ativas do semestre.

Confira as fotos do evento no Facebook do IPOG: https://goo.gl/SRA3LI-


Pós-Graduação

05

IPOG oferece especialização em Engenharia de Segurança do Trabalho O curso pretende especializar profissionais que querem atuar na prevenção de acidentes

O Instituto de Pós-Graduação e Graduação (IPOG) cumprindo um de seus compromissos em oferecer cursos que atendam as demandas pontuais de mercado, oferece a pós-graduação em Engenharia de Segurança do Trabalho, curso registrado no CREA-GO em 2015. Voltada para engenheiros de todas as áreas e também a arquitetos, a especialização possibilita, no caso de alunos da Engenharia, obter um registro em sua carteira profissional junto ao Conselho, exigência do artigo 4 da Resolução 359/91 do CONFEA, que regulamenta tal área de atribuição profissional. De acordo com o diretor de Pós-Graduação e Pesquisa do IPOG, Leonardo Moraes, o período de criação e adaptação do projeto do curso, que durou cerca de 2 anos, reflete o zelo da Instituição para atender aos requisitos exigidos pelo CREA-GO: “Esse credenciamento revela a credibilidade e seriedade com que o IPOG atua. Consolida nossa política de relacionamento com os Conselhos Profissionais e qualifica nossa IES no conjunto daquelas que tiveram cursos avaliados e

aprovados pelo CREA-GO.” Coordenação do curso Engenheira civil especialista em Segurança do Trabalho, a coordenadora do curso, que está previsto para inaugurar a segunda turma em 29 de julho, Selma Regina Nassar de Miranda atuou por 25 anos como auditora-fiscal do Ministério do Trabalho, onde por oito anos permaneceu na chefia das fiscalizações no estado de Goiás. Depois da aposentadoria, Selma Regina abriu uma empresa de consultoria na área. A coordenadora explica que o especialista em Engenharia de Segurança do Trabalho poderá atuar na prevenção de acidentes, na gestão de riscos e de programas de segurança do trabalho das empresas, além da possibilidade de atuação como perito técnico, especialmente na Justiça do Trabalho. “Os alunos poderão ter uma capacitação para atuação plena como engenheiro ou arquiteto especialista em segurança do trabalho. É um mercado de trabalho bem amplo e diversificado”, complementa. Selma Regina explica que o corpo

docente é altamente capacitado teórica e tecnicamente em Segurança do Trabalho. Os temas abordados na pós-graduação contemplam as áreas rural, mineração, indústria de alimentos, construção civil, transportes, saúde etc. Em todas elas, o foco é a prevenção de acidentes.

“O profissional especializado nessa área pode prevenir os acidentes, detectar pontos de risco e, com isso, interferir no processo produtivo para prevenir acidentes graves e, especialmente, fatais”, reforça Selma.


06 Curiosidade

Salário não está na lista dos fatores que contribuem para satisfação do brasileiro no trabalho Profissionais que sabem gerir pessoas são um diferencial no mercado os profissionais que atuam com gestão de pessoas têm um grande desafio pela frente: fazer com que os colaboradores encontrem valor em suas atividades, contribuindo assim para o aumento da produtividade e competitividade das organizações.

Você sabia que os profissionais brasileiros valorizam, mais do que a remuneração, a oportunidade de se desenvolver na carreira e ser reconhecido pelo seu trabalho? A informação foi confirmada pelo estudo “Entendendo a mão de obra brasileira em um momento conturbado”, dirigido pelo The Boston Consulting Group (BCG). Segundo a pesquisa, o salário sequer aparece na lista dos dez principais fatores que contribuem com a satisfação do brasileiro no trabalho. Entre os principais fatores estão a oportunidade de aprendizado e o equilíbrio entre a vida pessoal e profissional. O estudo do BCG revela ainda que o Brasil não é o único país em que os trabalhadores valorizam outros aspectos que aparecem antes do salário, sendo essa uma característica observada na maioria dos países e regiões do mundo. Os dados da pesquisa despertam a atenção dos gestores para uma nova realidade: os funcionários querem encontrar valor no trabalho. Diante deste cenário,

“Saber gerir pessoas é uma necessidade e um diferencial para todos os profissionais em todas as áreas da empresa, não sendo mais uma função somente da área de Recursos Humanos. Gerir e desenvolver pessoas é também o maior desafio e objetivo nos processos de Coaching”, avalia a coordenadora do MBA Gestão de Pessoas por Competências, Indicadores e Coaching do Instituto de Pós-Graduação e Graduação (IPOG), Cyndia Bressan, que é mestre em Psicologia do Trabalho e Coaching.

A coordenadora explica também que o objetivo da especialização é capacitar profissionais e gestores para melhoria de desempenho nas empresas, potencializando competências variadas e possibilitando destaque dos mesmos neste mercado competitivo e desafiador. “E, também, possibilitar aos gestores de RH e de outras as áreas domínio sobre as ferramentas e metodologias modernas de gestão de pessoas por competência com foco em resultados e ferramentas de coaching tendo por base os indicadores da empresa”, complementa Bressan. Reestruturação

Gerir pessoas Pensando neste cenário, o IPOG oferece o MBA Gestão de Pessoas por Competências, Indicadores e Coaching. O curso é voltado a gestores de equipes em todas as áreas e, também, profissionais de RH, Psicólogos, Administradores, Engenheiros e outros. Além de recém-formados em todas as áreas. “O MBA possui como eixos temáticos a gestão por competências, aspectos legais na gestão de pessoas, liderança, coaching, comportamento humano no trabalho, indicadores em gestão de pessoas, estrutura e funcionamento das organizações”, explica Bressan.

Visando preparar os alunos para a demanda do mercado, o MBA Gestão de Pessoas por Competências, Indicadores e Coaching conta com um quadro de professores especialistas, todos atuantes no mercado. Em março, o quadro docente se reuniu em Goiânia (GO), na sede do IPOG, para conhecer as ementas e receber os planejamentos pedagógicos. Informações sobre o curso no site ipog.edu.br.


Qualificação profissional

Mercado de Engenharia opta por profissionais de qualidade e que saibam reduzir custos

Para se manter a competitividade, especialistas apostam em novas tecnologias

Depois do crescimento da construção civil, há cerca de quatro anos, o mercado passa por uma desaceleração, principalmente, devido à recessão econômica. Nesse cenário, as empresas buscam soluções para enfrentar as turbulências. Entre as práticas necessárias aos profissionais da Engenharia Civil, o uso da tecnologia tem se destacado. É o que aponta o Boletim de Tendência da Construção Civil, estudo realizado, em janeiro de 2016, pelo Sebrae Inteligência Setorial. Para acompanhar as mudanças, os profissionais devem se manter capacitados, tanto em aspectos técnicos quanto comportamentais. De acordo com o Guia Salarial da Robert Half, empresa multinacional de recrutamento, neste ano, a exigência das empresas continua alta. Profissionais eficientes e que apresentem melhores resultados em cargos de gestão são os mais disputados. Capacitação profissional O engenheiro civil Fernando Melo optou pela especialização em busca de aperfeiçoamento profissional. Ele concluiu, no ano passado, o MBA Projeto, Execução e Desempenho de Estruturas e Fundações no Instituto de Pós-Graduação e Graduação (IPOG). “Avalio a especialização como um curso necessário nos dias de hoje, porque temos muitos profissionais entrando no mercado e, com certeza, é um diferencial no currículo. Acredito que quanto mais conhecimento tivermos de um determinado assunto, mais chances teremos de desenvolver atividades com maior firmeza e assertividade”, avalia Melo. Uma das disciplinas oferecidas no

MBA é o uso de softwares para o dimensionamento estrutural, como é o caso do Eberick, plataforma de dimensionamento e cálculo estrutural. Em parceria com a empresa desenvolvedora, a AltoQI, o IPOG

disponibiliza seminários gratuitos aos alunos para conhecerem o programa. “Essa é mais uma oportunidade que o IPOG coloca à disposição de seus alunos, complementando as aulas do curso”, afirma um dos coordenadores do MBA e gestor de projetos de riscos da Eletrobras, o pós-doutor Flávio Sohler, que recentemente concluiu sua tese, em Portugal, sobre análise de riscos em barragens. Sobre o MBA

O outro coordenador do MBA Projeto, Execução e Desempenho de Estruturas e Fundações do IPOG é o doutor em Construção Civil pela UFRGS e mestre em Estruturas pela UFES, o engenheiro civil Sérgio Botassi. Para ele, o mercado necessita de profissionais que saibam racionalizar

a atividade. “Hoje, estamos em um momento em que há dificuldade econômica e, a construção civil está em busca de profissionais que sejam competitivos, reduzindo custos e mantendo qualidade. Por isso, é fundamental que esse profissional se mantenha qualificado”, afirma Sérgio Botassi. O curso é baseado em três pilares. O primeiro é o planejamento, visto que, qualquer obra de Engenharia requer um programa, já que um atraso ou mudança pode impactar no resultado final. O segundo pilar é o projeto, devido à necessidade de um trabalho minucioso de cálculos, confecção de estrutura e fundação. O terceiro é a parte de controle e execução, ou seja, após o projeto, é necessário executá-lo da forma mais eficiente e com a maior qualidade possível. Para isso, o profissional precisa conhecer requisitos de controle tecnológico dos materiais e as melhores formas de execução. “Um profissional completo na área de estrutura e fundações precisa ter um conhecimento aprofundado da exequibilidade da obra em campo. Caso contrário, tudo aquilo que ele concebeu no papel vai enfrentar muitas dificuldades de execução e, com isso, gera uma série de transtornos para o empreendedor e construtora, a qual ele foi contratado”, analisa Sérgio Botassi. O curso é voltado para profissionais do ramo de Engenharia Civil, arquitetos, empreendedores, gestores, coordenadores, responsáveis técnicos de obras, superintendências, secretarias e órgãos públicos que tenham como foco a construção de empreendimentos civis a fim de garantir a excelência na área. Informações pelo site ipog.edu. br.

07


Inspire o melhor que há nos outros. Descubra o melhor que você pode ser!

Conhecimento presente em todo território nacional nas áreas:

> Comunicação > Direito > Engenharia / Arquitetura > Gestão / Negócios > Meio Ambiente > Saúde > Tecnologia da Informação.

IPOG.EDU.BR

ESPAÇO DO LEITOR Este espaço foi reservado para você comentar esta edição, sugerir matérias e fazer críticas, ajudando sempre a melhorar a qualidade do IPOG News. Sinta-se à vontade! E participe através do e-mail comunicacao@ipog.edu.br

EXPEDIENTE Diretora Comercial e Marketing Lorranny Sousa Gestora de Comunicação Vivien Campos

Edição - Geral Comunicação Reportagem Humberta Carvalho e Marcela Freitas

Diagramação Departamento de Marketing

Profile for Uryell Leandro

IPOG News Junho - 2016  

Junho.

IPOG News Junho - 2016  

Junho.

Profile for si1vau1
Advertisement

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded