Issuu on Google+

Normas da representação técnica

69

Escalas A escala é a relação entre uma determinada medida no desenho e a correspondente medida real do objeto representado. Os objetos podem ter tamanhos não compatíveis com o desenho em que são representados. Por vezes, são muito grandes, outras muito pequenos. Assim, temos necessidade de recorrer a uma escala de redução ou de ampliação.

Esc. 1:4

Escala de redução Se um objeto está desenhado na escala 1:4, todas as suas dimensões ficam no desenho com valores quatro vezes menores. Assim, se o objeto tiver 14 cm de comprimento, essa dimensão vai ser representada com 35 mm [140 : 4 = 351. embora na cota do desenho figure o valor de 140 mm. o 1.1)

Escala de ampliação Se um objeto está desenhado na escala 2:1, todas as suas dimensões ficam no desenho com valores duas vezes maiores. Assim, se ele tiver 0,5 cm de comprimento, embora na cota figure o valor de 5 mm, essa dimensão vai ser representada no desenho com 10 mm [5 x 2 = 101.

+

Tamanho real Se um objeto está desenhado na escala 1:1, todas as suas dimensões ficam no desenho com os valores reais.

o

Esc. 2:1 Corta-papéis em prata, design do joalheiro Pedra Cruz.

Esc. 1:1


70 Cotagem do desenho

I: !

3

4

7

:1

cotagem à inscrição

Chama-se

4

T 7

f

4 7

! !

no desenho

das medidas

ou cotas

do

objeto a representar. Os números

de cota indicam

horizontais

e à esquerda pontos

reta, desenhados ou arestas

reais do objeto

representado.

ou barras. a traço

para as linhas

para as linhas verticais.

As linhas de cota são linhas por setas,

as medidas

a meio da linha de cota, do lado de cima

São indicados 3

3

t

·1'"

paralelas

às arestas

fino contínuo,

que pretendemos

a cotar.

As linhas de chamada cotar.

São limitadas

são segmentos

perpendiculares

de

aos contornos

Devem ultrapassar

ligeiramente

as

linhas de cota.

o

~

"--A cotagem feita no desenho é independente da escala utilizada, isto é, os números de cota indicam as dimensões reais do objeto.

o li")

o

.."

r--o

~

Normalmente as cotas aparecem em milímetros. A unidade de medida não aparece junto das cotas mas sim na legenda do desenho.

o

N

30

Espessuras de traço Na representação

técnica de objetos, usam-se várias espessuras de traço ou

traçados: 1. Traço grosso contínuo - Representação

de arestas

e linhas

de con-

torno visíveis; 2. Traço grosso interrompido contorno

- Representação

e linhas

de

invisíveis;

3. Traço fino contínuo - Nas linhas auxiliares de cota e de chamada 4.

das arestas

e no tracejado

Traço ponto fino - Representação

de construção,

dos cortes;

dos planos de corte.

nas linhas


71

Cortes Por vezes, há necessidade

de representar

objetos para além do seu aspeto

exterior. Utilizam-se,

então, os cortes.

o sólido

ITJ ~ãO

da perspetiva tem uma concavidade interior que é representada em corte, à direita da vista de frente. O plano de corte está indicado na vista superior a traço ponto.

ortoqonol. consideramos dois planos de projeção - um vertical, onde fica a vista de frente, e um horizontal, onde fica a vista de cima. • No sistema europeu imaginamos o objeto envolvido por um paralelepípedo. Cada face do pcrolelepipedo envolvente recebe uma vista do objeto a projetar. • Normalmente, três vistas são suficientes para uma boa compreensão da forma. • As cotas indicam, no desenho, as medidas reais da forma. • A escala é a relação entre a medida no desenho e a medida real. • Para.representar as arestas visíveis do objeto utiliza-se o traço grosso. Este traço grosso é interrompido quando represento as arestas invisíveis.

71 Observa e experimenta! Brinquedo em madeira

,í:;\ \..!/

A perspetiva representa um brinquedo em madeira. Imagina um brinquedo semelhante , e representa-o através de 3 vistas no sistema europeu. Utiliza no desenho uma escala adequada à sua dimensão.

t::\

o

Indica as cotas - medidas reais da peca. Nota: Não esqueças que deves respei~ar as normas de traçado para que o desenho fique claro.


Ev7 u1 formas geométricas 4