Page 22

i

i

i

i

16

Análise de Discurso Crítica da publicidade

o espírito político que inicialmente esteve subjacente e foi consensualmente determinado. Sobre este assunto salientamos o facto de poderem existir perversões nos serviços públicos municipais (e, de uma forma geral, em qualquer serviço público) quando surgem situações em que, não obstante os serviços administrativos continuarem a prestar eficazmente o serviço, este deixa de fazer qualquer sentido ou porque as necessidades colectivas entretanto já foram satisfeitas ou porque este já não está mais adequado às necessidades e às expectativas de todos aqueles que dele poderiam realmente usufruir. Ao contrário do Princípio da Eficácia, em que o que estava em jogo era a concretização processual de uma acção administrativa, no Princípio da Democracia é a discussão e a reflexão pública, não só sobre o que deve consistir os serviços públicos municipais, mais também quais aqueles cuja prestação tem prioridade sobre os outros.

1.1 – Racionalidades subjacentes Subjacente aos princípios da Eficácia e da Democracia é possível conceber duas utilizações distintas da racionalidade, do conhecimento. Esta conceptualização é essencial pois estas modalidades de uso do conhecimento não só estarão subjacentes a uma conduta municipal, mas igualmente a uma acção comunicacional cujo objecto é municipal. A utilização da razão ou do conhecimento é um conceito explorado por Jürgen Habermas que, por sua vez, é de inspiração kantiana4 , e refere-se à maneira como é possível exercitar a razão, produzir conhecimento. O exercício público da razão, que numa perspectiva municipal estará ligado ao Princípio da Democracia, não pode ser concretizado sem uma mediação ‘publicitária’: só se pode pensar e conhecer de algum modo na condição de ser em comunhão com os outros aos quais comunicamos os nossos pensamentos e vice-versa. Em contrapartida, o uso privado da razão, que numa perspectiva municipal estará ligado ao Princípio da Eficácia através da burocracia e da técnica, relaciona-se com o conhecimento que é decorrente do exercício das funções decorrentes de um determinado cargo em que não é necessário dis4 HABERMAS, Jürgen – Mudança estrutural da esfera pública. Investigações quanto a uma categoria da sociedade burgesa. Rio de Janeiro, Ed. Tempo Brasileiro, 1984, Col. Estudos Alemães, p. 128-130.

www.livroslabcom.ubi.pt

i

i i

i

Ensaios de comunicação estrategica  

comunicação