Page 1

1

Ceará em Brasília Jornal da Casa do Ceará

www.casadoceara.org.br

DEVOLUÇÃO GARANTIDA

CORREIOS

Ano XXV - 269 - Novembro de 2014

Casa do Ceará deflagra processo de venda do módulo “F” e de construção do projeto Fausto Nilo, da nova Casa, no módulo G. Leia mais na pág. 6 Leia nesta edição 2° Natal Feliz da Casa do Ceará distribuiu 600 cestas básicas e 500 brinquedos a famílias carentes. Leia mais na pág. 4

Diretor de Obras Nilton Pessoa Cavalcante, Assistente Social da Casa do Ceará Ivete Simonette do Amaral, Superintendente da Casa do Ceará Antonia Lúcia Guimarães Aguiar, Gerente de Projetos e Convênios do Ceal/LP Maria Inês Serra, Presidente da Casa do Ceará Osmar Alves de Melo, Assistente Social do Ceal/LP Fabiana Adaice, Relações Publicas do Ceal/LP Adriana Trancoso e Estagiaria de Serviço Social do Ceal/LP Bianca Alves Lima.

Superintendente da Casa do Ceará em Antonia Lúcia Guimarães Aguiar, Diretor de Obras Nilton Pessoa Cavalcante, Gerente do Sesc da Estação 504 Sul Cristina Lúcia Nogueira, Presidente da Casa do Ceará Osmar Alves de Melo, Chefe da Divisão de Orientação do Sesc Maria Lúcia Persy Bastos Garcia, Administrador da FRAO Bento Santos, Diretor de Educação e Cultura Vicente Nunes Magalhães, Presidente da AQQB Sobral Elaudy Aguiar, Assistente Social Eliseu.

Presidente da Casa do Ceará Osmar Alves de Melo, Superintendente Antonia Lúcia Guimarães Aguiar, Presidente da AQQB Sobral Elaudy Aguiar, Chefe da Divisão de Orientação do Sesc Maria Lúcia Persy Bastos Garcia e dentistas do Sesc na Carreta do Sesc.

Presidente da Casa do Ceará Osmar Alves de Melo, Superintendente Antonia Lúcia Guimarães Aguiar, Presidente da AQQB Sobral Elaudy Aguiar, Chefe da Divisão de Orientação do Sesc Maria Lúcia Persy Bastos Garcia e dentistas do Sesc na Carreta do Sesc.

Fotos de Sue Hellen

Editorial, pág. 2 Espaço Luciano Barreira, pág. 2 Expediente, pág. 2 Conversando com o Leitor, pág. 2 Samburá - Avenida Beira Mar, pág. 3 Anúncio de J.Lírio Aguiar Imóveis, pág. 4 TJCE elegeu por aclamação novos dirigentes do Poder Judiciário para o biênio 2015/2017 Desembargadora Maria Iracema Martins do Vale será a presidente, pág. 5 Anúncio da Marquise, pág. 5 Leituras I - Artigos de Gonzaga Mota, Razão de viver e O vilão, pág. 6 A força do Bolsa Família no Ceará: quase 4 milhões de pessoas no Ceará recebem Bolsa Família por mês é quase a metade da população, pág. 6 Leituras II - Artigo de Wilson Ibiapina, B. de Paiva volta para Fortaleza, pág. 7 Anúncio do Uniceub, pág. 7 Leituras III - a poesia de Luiz Martins da Silva, Memo e Professar, pág. 8 Acquário do Ceará. Chegaram novos componentes. As três principais placas já instaladas medem 8,31 metros de comprimento e pesam entre 10 e 13 toneladas, pág. 8 Hospital Infantil Albert Sabin implanta novo aparelho de tomografia, pág. 8 Leituras IV - artigo de JB Serra e Gurgel, A presença dos cearenses na Imprensa do Rio de Janeiro, pág. 9 Cid : “Ceará cresce acima na média nacional e é destaque na geração de empregos, pág. 9 Prefeito Veveu inaugurou a 1ª etapa da restauração da Catedral de Sobral, pág. 9 Correia transportadora do CIPP tem obras em execução, pág. 9 Anúncio de M. Dias Branco, pág. 10 Anúncio do Expresso Guanabara, pág. 11 Leituras V - Momento poético, de Jarbas Júnior, pág. 12 Usina de Barbalha - Perspectiva de compra anima produtores, pág. 12 Leituras VI - artigo de Macário Batista, O cordel de cada um, pág. 13 Brasil terá R$ 3 bilhões investidos em 25 novos shoppings, pág. 13 Por R$ 1 bilhão, empresa alemã quer construir estaleiro em Camocim, pág. 13 Leituras VII - artigo de Dias da Silva, com a Mala na Cabeça, pág. 14 Calela é o novo Diretor de Planejamento da Casa do Ceará, pág. 14 Metrô de Sobral, o VLT fabricado no Ceará, começou a circular, pág. 14 Leituras VIII - artigo de Batista de Lima, Oficina de palavras, pág. 15 Assembleia Legislativa do Ceará teve renovação de mais de 50%, pág. 15 SESI/SENAI em Sobral beneficia 10 mil trabalhadores na Grendene, pág. 15 Banco do Nordeste aplicará R$ 13,3 bilhões do FNE em 2015, pág. 15 Edson Queiroz Neto representou Airton Queiroz na solenidade de entrega do Prêmio Cindra, pág. 16 Dragão do Mar homenageado no Dia da Consciência Negra, pág. 16 Anúncio da Nacional Gás, pág. 16 Momentos marcantes da vida do prof. Francisco Albery Mariano, pág. 17 Página da Mulher, artigo de Regina Stella, os que saem e os que entram na passarela da democracia, pág. 18 Os Cearenses na Cozinha de Brasília, pág. 18 Leituras IX - Humor Negro e Branco Humor, pág. 19 BNDES financia R$ 254 milhões para cinco usinas eólicas no Ceará, pág. 19 Empresas da Operação Fumaça são declaradas inidôneas, pág. 19 Porto do Pecém: autorizados estudos para uma nova expansão para atender Siderúrgica e Refinaria, pág. 19 Anúncio do Beach Park, pág. 20

Distribuição de brinquedos.

Entrega das cestas básicas. Francisco Elcio Menezes vice-presidente da AQQB Sobral, Francisco Evando Ximenes Presidente do Conselho Fiscal da AQQB Sobral, José Sampaio de Lacerda Junior Vice-Presidente da Casa do Ceará e Manoel de Andrade Neto Conselheiro do Tribunal de Contas do DF e membro da AQQB Sobral.

Aferição de Pressão.

Estagiaria de Serviço Social do Ceal/LP Bianca Alves Lima, Relações Publicas do Ceal/LP Adriana Trancoso, Diretor de Obras Nilton Pessoa Cavalcante, Assistente Social da Casa do Ceará Ivete Simonette do Amaral, Presidente da Casa do Ceará Osmar Alves de Melo, Gerente de Projetos e Convênios do Ceal/LP Maria Inês Serra, Superintendente da Casa do Ceará Antonia Lúcia Guimarães Aguiar e Assistente Social do Ceal/LP Fabiana Adaice.

Pista de Kart.

Estagiaria de Serviço Social do Ceal/LP Bianca Alves Lima, Assistente Social do Ceal/LP Fabiana Adaice, Assistente Social da Casa do Ceará Ivete Simonette do Amaral, Relações Publicas do Ceal/LP Adriana Trancoso, Diretor de Obras Nilton Pessoa Cavalcante, l, Presidente da Casa do Ceará Osmar Alves de Melo, Gerente de Projetos e Convênios do Ceal/LP Maria Inês Serra, Superintendente da Casa do Ceará Antonia Lúcia Guimarães Aguiar e Diretor de Educação e Cultura Vicente Nunes Magalhães.

Diretor de Obras Nilton Pessoa Cavalcante, Superintendente Antonia Lúcia Guimarães Aguiar, Presidente da Casa do Ceará Osmar Alves de Melo, esposa do Presidente da Casa do Ceará Ivete Magalhães Alves de Melo, Chefe da Divisão de Orientação do Sesc Maria Lúcia Persy Bastos Garcia, Presidente da Associação dos Filhos e Amigos de Aurora Djanira Gonçalves, Gerente do Sesc Estação 504 Sul Cristina Lúcia Nogueira e Diretor de Educação e Cultura da Casa do Ceará Vicente Nunes Magalhães.

Diretor de Obras Nilton Pessoa Cavalcante, Assistente Social da Casa do Ceará Ivete Simonette, Presidente da Casa do Ceará Osmar Alves de Melo, Estagiária de Serviço Social do Ceal/Lp Bianca Alves Lima, Superintendente da Casa do Ceará Antonia Lúcia Guimarães Aguiar, Gerente de Projetos e Convênios do Ceal /LP Maria Ines Serra, Assistente Social do Ceal Fabiana Adaice e Relações Públicas do Ceal/LP Adriana Trancoso.

Assistente Social da Casa do ceará Ivete Simonette do Amaral, Relações Públicas do Ceal/LP Adriana Trancoso, Superintendente da Casa do Ceará Antonia Lúcia Guimarães Aguiar, Assistente Social do Ceal/LP Fabiana Adaice, Diretor de Obras Nilton Pessoa Cavalcante, Presidente da Casa do Ceará Osmar Alves de Melo, Estagiaria de Serviço Social Bianca Alves Lima, Diretor de Educação e Cultura Vicente Nunes de Magalhães.

Ministério Público do Distrito Federal e Territórios aprovou a venda do Módulo F para financiar a construção do Projeto Fausto Nilo. Leia mais na pág. 20


acesse o site: www.casadoceara.org.br

Espaço Luciano Barreira

Edi t o r i a l

No último editorial homenageamos o ex-senador e agora ex-deputado Mauro Benevides. Tudo justo e merecido. Hoje voltamos ao tema para nos despedirmos de tres deputados e um senador que não voltarão a Brasília em 2015. O senador é Inácio Arruda, um político discreto mas eficiente em termos partidários, pois é muito rígido nas orientações do PC do B. Em Brasília foi deputado federal e senador, por 16 anos. Construiu uma trajetória de simplicidade e de obediência partidária. Se não foi brilhante cumpriu com a missão de seus lideres. Já o deputado José Linhares marcou seus mandatos por uma defesa intransigente por duas causas que sempre o moveram na política: Sobral e as santas casas. O padre Zé, como é chamado, frequentador dominical da missa das 8 na Basílica de dom Bosco, quando estava em Brasília, tornou-se credor do respeito da sociedade brasileira pelo que fez pelas santas casas de misericórdia, geralmente mal administradas, mas sobejamente sucateadas pelo Ministério da Saúde e pelo famigerado SUS, que lhes remunera muito mal a prestação de serviços que há séculos prestam as comunidades mais pobres e desamparadas. Os magnatas da República e do Ministério da Saúde que se tratam no Einstein e no Sírio, de São Paulo, tem desprezo e ódio às santas casas porque atendem aos pobres. Essa classe média de sandália de dedo tem desprezo pelos desafortunados! Outro cearense que não voltará a Brasília depois de sucessivos mandatos é o discreto Vicente Arruda, jornalista e advogado no Rio de Janeiro, ligado a Granja como seu irmão Esmerino Arruda. O outro deputado, Ariosto Holanda, marcou sua passagem pela Câmara dos Deputados com intervenções na área científica e tecnológica, atento aos movimentos de vanguarda. Sem ser afoito nem preocupado com os holofotes, atuava mais nas comissões da Câmara, sempre em busca de alguma janela para tentar incluir o Ceará no processo de desenvolvimento do país. Inácio de Almeida (Baturité) Diretor

Expediente

Fundada em 15 de outubro de 1963 Fundadores – Chrysantho Moreira da Rocha (Fortaleza) e Álvaro Lins Cavalcante (Pedra Branca) Diretoria Presidente - Osmar Alves de Melo (Iguatu): José Sampaio de Lacerda Junior (Fortaleza), 1º vice; Luiz Honzaga de Assis, (Limoeiro do Norte) 2º vice; Evandro Pedro Pinto (Fortaleza), Administração e Finança..., Planejamento e Orçamento; Carlos Euler Currlin Perpétuo (Joinville-SC), diretor de Educação e Cultura; Francisco Machado da Silva (Pedra Branca), Saúde; JB Serra e Gurgel (Acopiara), Comunicação Social, general Nilton Pessoa Cavalcante (Iracema) Obras, Maria Áurea Assunção Magalhães (Fortaleza), Promoção Social, e João Rodrigues Neto (Independência), Jurídico. Conselho Fiscal Membros efetivos: José Ribamar Oliveira Madeira (Uruburetama), José Colombo de Souza Filho (Fortaleza) e José Carlos Carvalho ( Itapipoca); Membros suplentes: Antônio Florêncio da Silva (Fortaleza), e José Aldemir Holanda (Baixio). Jornal da Casa do Ceará Fundador e Editor Emérito - Luciano Barreira (Quixadá) Conselho Editorial Ary Cunha (Fortaleza), Carlos Pontes (Nova Russas), Edmilson Caminha (Fortaleza), Egidio Serpa (Fortaleza), Frota Neto (Ipueiras), Geraldo Vasconcelos (Tianguá), Gervásio de Paula (Fortaleza), Haroldo Hollanda (Fortaleza), Jorge Cartaxo (Crato), J. Alcides (Juazeiro do Norte), José Jézer de Oliveira (Crato), Lustosa da Costa (Sobral), Marcondes Sampaio (Uruburetama), Milano Lopes (Fortaleza), Narcélio Lima Verde (Fortaleza), Orlando Mota (Fortaleza), Paulo Cabral Jr. (Fortaleza), Raimunda Ceará Serra Azul (Uruburetama), Roberto Aurélio Lustosa da Costa (Sobral) e Tarcisio Hollanda (Fortaleza). Diretor Inácio de Almeida (Baturité) Editores JB Serra e Gurgel (Acopiara) e Wilson Ibiapina (Ibiapina) Gurgel@cruiser.com.br / wilsonibiapina@globo.com Editoração Eletrônica Casa do Ceará Distribuição Antonia Lúcia Guimarães Circulação O jornal não se responsabiliza por textos assinados. Banco de dados com apoio da ANASPS - Brasília – DF SGAN Quadra 910 Conjunto F - Asa Norte | Brasília-DF CEP 70.790-100 | Fone: 3533 3800 casadoCeará@casadoCeará.org.br / www.casadoCeará.org.br

Novembro/14

2

Os novos comandos Cansado da direita brasileira, defendendo coisas ridículas como meritocracia e responsabilidade individual, resolvi criar uma nova ONG chamada Brasileiros em União Nacional na Defesa de Atrocidades (BUNDA). A BUNDA pretende unificar todas as diferentes bandeiras “progressistas” espalhadas em inúmeras ONGs distintas, o que facilita a transferência das verbas governamentais para nossa organização não-governamental e, também, o seu controle. Quem decidir ingressar na BUNDA receberá uma carteira do Cadastro Único (CU), para facilitar a identificação por parte do Comitê Central (CC). Com seu CU será possível abrir várias portas estatais e permitir diversas regalias justas, que os “coxinhas” chamam de mamatas ou boquinhas por pura inveja. As bandeiras defendidas pela BUNDA serão todas aquelas típicas das esquerdas: imposto de renda altamente progressivo (podendo chegar a 80%); cotas raciais para tudo (o governo considera negros e pardos - intelectualmente - inferiores aos demais); reservas indígenas contemplando até 30% do território nacional, de preferência em áreas ricas em minérios; aumento da maioridade penal para 30 anos (não é justo punir severamente crianças de 25 anos, “vítimas da sociedade”, só porque acidentalmente mataram burgueses ricos, que se recusaram a praticar justiça social entregando seus pertences em “assaltos”; liberdade ampla para os camaradas dos black blocs protestarem contra o sistema em paz, sem a intimidação policial, enquanto quebram lojas e bancos ou jogam coquetéis Molotov por aí; mais verbas públicas para os companheiros do MST terem melhores condições de invadir fazendas produtivas (afinal, são vagabundos e, se não invadirem fazendas produtivas, teriam que “trabalhar”); controle absoluto da imprensa, para democratizar os meios de comunicação; etc. Tudo isso fará parte das bandeiras da BUNDA. Dela sairá a Movimentação das Esquerdas Revolucionárias das Américas (MERDA), que vai se espalhar por todo continente. Inclusive nas vias fluviais, porque não afunda. A ideia principal

da BUNDA é espalhar bastante a MERDA, para os burgueses capitalistas não terem a menor chance de defender a democracia representativa, essa farsa da elite branca. Todo aquele que aderir à MERDA receberá um crachá de Proletariado Otário Revolucionário Comunista Operário (PORCO), o que é garantia de sucesso nas rodas de MPB, regadas à maconha uruguaia. Os melhores colaboradores receberão, depois, uma carteirinha de Integrante do Movimento Brasileiro da Esquerda Comunista pela Incrível Libertinagem (IMBECIL). Para tanto, é preciso se esforçar muito, defender de verdade a “liberdade” existente em Cuba. Não perca mais tempo, companheiro! Use a BUNDA para participar da MERDA e obter seu crachá de PORCO e sua carteirinha de IMBECIL. O que está esperando? BODE Era manhã, cidadezinha da Paraíba... Em frente a igreja passa uma garotinha conduzindo umas cabras. Com esforço a garotinha fazia caminhar o rebanho.... Um padre observava a cena. Começou a imaginar se aquilo não era um caso de exploração de trabalho infantil e foi conversar com a menina. - Olá, minha jovem. Como é o seu nome? - Rosineide, seu padre. - O que é que você está fazendo com essas cabras, Rosineide? - É pro bode cobrir elas, seu padre. Tou levando elas lá pr’o sítio de seu João. - Me diga uma coisa, Rosineide, seu pai ou seu irmão não podiam fazer isso? - Já fizeram... Mas num dá cria... tem que ser o bode mesmo! FRASE MÉDICA: “Cauterizar hemorróida de gay não é um ato cirúrgico, é queima de arquivo.”

Conversando com o Leitor

+ No mês de outubro, a audiência do nosso site www. casadoceara.com.br. chegou aos 227.026 acessos cumulativos.

+ O nosso site www.brasilia50anosdeceara.com.br alcançou 62.005 acessos no mês de outubro, +Nosso outro site www. casadoceara50anos.com,br registrou 3.657 acessos. + O nosso site no Facebook continua bombando com informação de qualidade, levando multidões a curtir nossas páginas e nossos “postS”. + Uma analise detalhada do nosso site principal pelo Google Analystics revelou 5.668 sessões, 4.798 usuários e 11,514 visualizações de páginas. + No exterior, fomos visitados por cearenses ou não nos Estados Unidos, Espanha, Índia, Reino Unido, Portugal, Angola, Argentina, Áustria, Austrália, Cabo Verde, Alemanha México, França Itália, Uruguai, Peru, Romênia. + No Brasil, fomos visitados por pessoas de Brasília, Goiânia, Fortaleza (pela primeira vez, Fortaleza perdeu o 2º lugar), Rio de Janeiro, São Paulo, Belo Horizonte, Granada (Espanha), Boardman (EUA), Juazeiro do Norte, Porto Alegre, Recife, Salvador, Curitiba, São José dos Campos, Luziânia, Vitória, São Caetano do Sul, Manaus, Anápolis, Sobral, Joinville, Campinas e Formosa. +Recebemos o Binóculo de Setembro, com artigos do Dias da Silva,Batista de Lima, Francilda Costa,,

acesse o site: www.facebook.com/casadoceara

Caio Porfírio Carneiro, Clauder Arcanjo, José Afonso de Oliveira , João Gonçalves de Lemos, Ernane de Sousa, João Gonçalves e ´poesias de Anderson Braga Horta, Aíla Sampaio, José Teles, Vicente Lemos, Marcos Frita e Linhares Filho. + Recebemos Terra de Sol, revista da Academia Cearense de Ciências. Letras e Artes do Rio de Janeiro, Ano 1, NO 1 de 2013, com a apresentação da Maria Arair Pinto Paiva, que é a presidente da diretoria, composta por Mario Pontes e Audálio Gomes Alves, vices presidentes, Maria Claudia Férrer Mamede e Eduardo André Chaves Nedehf, Secretária Geral e Secretário Adjunto, Raimunda Nonata Simões Rosa e Maria Ormesinda Xavier, tesoureiras;, Cláudio Aguiar, Diretor Cultural, José Arteiro dos Santos, diretor de Biblioteca e Estefânia de Almeida Soto Rodrigues, diretora de Divulgação. + Recebemos a Revista do Instituto do Ceará (Histórico, Geográfico e Antropológico) Tomo CXXVII, Ano CXXVII, Volume 127, 2013. A Revista é publicada ininterruptamente , desde 1887, ano da fundação do Instituto. Na Revista, artigos de Melquíades Pinto Paiva e Pedro Eymrad Campos Mesquita, Fernando Câmara, José Liberal de Castro, Gisafran Nazareno Mota Jucá, Osmar Diógenes, Carlos Negreiros Viana, Marcelo Gurgel Carlos da Silva, padre Neri Feitosa, Juarez Leitão,Miguel Ângelo de Azevedo (Nirez), José Augusto Bezerra, Ednilo Soárez. + Na próxima edição do Ceará em Brasília ampla cobertura do Natal dos Idosos, celebrado em 5.12 na Pousada

Ceará em Brasília


acesse o site: www.casadoceara50anos.com.br

SAMBURÁ - Avenida Beira Mar Cid recebe Camilo e Izolda O governador Cid Gomes recebeu em 29.10, no Palácio da Abolição, a visita do governador eleito, Camilo Santana, e da vice-governadora eleita, Izolda Cela. Durante o encontro, foram discutidos ações e projetos desenvolvidos pelo Governo do Estado e a expectativa do próximo governo que começa no dia primeiro de janeiro de 2015.Camilo Santana e Izolda Cela foram eleitos no segundo turno para o Governo do Estado, no último domingo (26), com 53,35% dos votos válidos. Fernando Milfont Fernando Milfont, amigo de Ayrton Rocha, jornalista e escritor, acabou de publicar seu livro de contos “O SACO DE DÓLARES’’. Ele foi dos Diários Associados, trabalhou no Jornal do Brasil, O Globo, Foi um dos principais redatores do Repórter Esso na Rádio Nacional com o Heron Domingues, Correio da Manhã etc. Hoje, é escritor e Cronista. Escreve Crônicas na Rádio Roquette Pinto. Adsum Chapa única para a Adsum, a entidade dos ex-seminaristas do Seminário São José do Crato. Presidente, mons. João Bosco Cartaxo Esmeraldo; vices presidentes, Tiburcio Bezerra Moraes Neto e Plácido Cidade Nunes (Cariri); Vicente de Paulo Carvalho Madeira e João Aquino Limaverde (Fortaleza), Francisco Salatiel de Alencar Barbosa e Marcelino Tavares de Araújo (Brasília) José Alcimar Tocha e Francisco Juceildo Teles Leal (Rio de Janeiro), Antonio Othon Pires Rolim e José Salatiel de Alencafr Sobrinho (São Paulo), José Erlanio de Alencar e Alcides Modesto Coelho (Pernambuco e Bahia), 1º secretário José G=Huberto Esmeraldo Cabral; 2º secretário Plinio Gomes de Norões e 3 secretário José Aristides Cisne Filho. Cinquentenário A Mudanças Confiança, criação do saudoso e sempre presente Otacílio Correia, abriu ontem as comemorações dos 50 anos de sua fundação. Até 27 de outubro do ano que vem vai ter festa que baús e caminhões não carregam M. Dias Branco bate recorde no 3º trimestre Saiu o resultado financeiro do 3º trimestre do Grupo M. Dias Branco. A companhia controlada por Ivens Dias Branco teve desempenho recorde de julho a setembro: receita líquida de R$ 1,21 bilhão – 4,8% a mais do que no 3º trimestre de 2013, e Ebitda de R$ 209 milhões, 7,7% maior do que em igual período do ano passado. De janeiro a setembro, a receita líquida chegou aos R$ 3,4 bilhões. Neste ano, o grupo já investiu R$ 280 milhões na ampliação de suas atividades. Ivens Dias Branco, que retorna hoje, 28, a Fortaleza vindo dos EUA, acompanha os trabalhos finais de instalação de sua fábrica de torradas, a mais moderna do mundo, que operará no mês de janeiro. no Eusébio, na Região Metropolitana de Fortaleza.

Ceará em Brasília

A morte de Zé Lins Morre em Brasília o ex-senador cearense José Lins Albuquerque. Nasceu em Crateus e estava com 94 anos. Engenheiro graduado em 1947 pela Escola de Minas de Ouro Preto da Universidade Federal de Ouro Preto. Em 1948, foi diretor da Companhia de Força e Luz de Belo Horizonte até 1950 quando retornou ao Ceará assumindo a direção da Escola de Engenharia da Universidade Federal do Ceará. Convidado por Virgílio Távora assumiu a Secretaria de Viação e Obras em 1963, foi realocado na Secretaria de Planejamento em 1965 permanecendo no cargo nos governos de Franklin Chaves e Plácido Castelo. Em 1968 foi nomeado para a Superintendência do Desenvolvimento do Maranhão (SUDEMA) pelo governador José Sarney e a partir de 1969 foi diretor-geral do Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (DNOCS). No governo Ernesto Geisel assumiu a Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste (SUDENE) em 1974. Em 1978 foi eleito senador pelo Ceará e com o fim do bipartidarismo filiou-se ao PDS. Votou em Tancredo Neves para presidente da República no Colégio Eleitoral em 1985 filiando-se ao PFL em abril daquele ano. Em 1986 elegeu-se deputado federal e na Assembleia Nacional Constituinte instalada em 1987 foi um dos articuladores do “Centrão”, sendo inclusive o relator do anteprojeto de constituição elaborado por esse grupo. O enterro será às 4 da tarde, no Campo da Esperançase. Talento cearense no Centro Olímpico Foi o jovem arquiteto cearense João Paulo Espínola – filho do saudoso jornalista e historiador Rodolfo Espínola – quem projetou o Centro de Formação Olímpica do Nordeste, que está quase pronto e será inaugurado no dia 13 de dezembro bem defronte à Arena Castelão. Funcionário do Departamento de Arquitetura e Engenharia do Governo do Estado, João Paulo guiará amanhã a visita de 60 alunos dos cursos cearenses de arquitetura, que conhecerão a piscina olímpica de oito raias fabricada pela italiana Myrtha, a mesma que fez a dos Jogos de Londres, e a pista de atletismo, que também é semelhante à de Londres. Jorge Parente é vice da CNI Jorge Parente Frota Júnior, ex-presidente da Federação das Indústrias do Ceará (Fiec), tomou posse, em Brasília, da vice-presidência da Confederação Nacional da Indústria (CNI). Ele foi indicado pelos industriais cearenses. Em Lisboa Wilson Ibiapina e Edilma estiveram em nova temporada em Lisboa, que conhecem como conhecem o Lago Norte. Trouxeram uma calorosa homenagem dos fadistas de uma casa de fados. No final, todos os fadistas foram leva-los a um táxi que os conduziria ao hotel. Inesquecível, dizem.

Natal dos Idosos O advogado Estênio Campelo (Crateús) mais uma vez colaborando com o Natal dos Idosos da Casa do Ceará, evento que reúne os internos da Pousada Crisantho Moreira da Rocha. Seus familiares, funcionários e dirigentes da Casa. Sua doação para o Natal de 2014 foi de R$ 5.000,00. A generosidade de Estênio para com a Casa vem de longe. Foi dele o patrocínio para a implantação do Espaço Estênio Campelo para eve. Siderúrgica do Pecém na Fiec A Federação das Indústrias do Ceará (Fiec), sob comando de Beto Studart, realizou um evento sobre a Companhia Siderúrgica do Pecém (CSP), quando foram expostos detalhes sobre a obra, seu funcionamento, possibilidade de negócios e empregos, entre outros. A CSP é o maior investimento privado, neste momento, no Ceará e no Brasil (US$ 4.8 bilhões) e a única siderúrgica integrada em construção no ocidente. O empreendimento está 62% concluído, considerando engenharia, construção e montagem de equipamentos. Finalizada, a CSP produzirá 3 milhões de toneladas de placas de aço por ano, contribuindo para o aumento das exportações brasileiras e incremento de 6% no PIB do Ceará No Instituto Histórico O presidente da Casa do Ceará, Osmar Alves de Melo, foi eleito 2º Vice Presidente do Instituto Histórico do Distrito Federal, substituindo o jornalista Raimundo Nonato da Silva. Melhoria Que bom que tiraram os camelôs de frente do Mercado Central, em Fortaleza. Mas é preciso atenção pois dezembro está chegando. Turista não vai ao mercado central comprar nada em camelô, mas nos boxes onde estão comerciantes estabelecidos com produtos da terrinha e que pagam impostos. Os turistas agradecem. Despedidas de B. de Paiva A despedida de B. de Paiva, em Brasília, foi num almoço que reuniu jornalistas, atores, cineastas e alguns amigos. Estavam lá Pedro Jorge. Jorge Cartaxo, Inácio de Almeida, Luiz R. Mendonça, Wilson Ibiapina, Catarine Vieira , Rangel Cavalcante e Valter Melo. No dia seguinte ele viajou para o Ceará com a atriz Lourdinha, sua companheira inseparável dos últimos anos. Aos 82 anos, que completou dia 6 de novembro, deixa a marca de sua trajetória profissional no Rio, Brasília e Ceará, com repercussão nacional. Mais sobre B, de Paiva no artigo de Wilson Ibiapina. Posse de Adirson Vasconcelos Jr. Foi na Academia Brasiliense de Letras, na cadeira patroneada por Cassiano Ricardo. O acadêmico Inocêncio de Jesus Viegas fe a saudação Foi dia 25 de novembro na embaixada de Portugal.

acesse o site: www.brasilia50anosdecasadoceara.com.br

3

Novembro/14


acesse o site: www.casadoceara.org.br

2° Natal Feliz da Casa do Ceará distribuiu 600 cestas básicas e 500 brinquedos a famílias carentes A Casa do Ceará reafirmou que foi um sucesso o 2º Natal Feliz, realizado no dia 29.11, que distribuiu 600 cestas básicas a famílias carentes e 700 brinquedos, e realizou 445 atendimentos, da Casa, 200 da FRAO e 13.330 do SESC-DF, com o apoio da Associação dos que Querem Bem a Sobral e ao Distrito Federal -AQQB, Associação dos Filhos e Amigos de Aurora-AFA, do SESC/DF e da Fundação Regional de Assistência Oftalmológica - FRAO. As famílias carentes foram selecionadas pelas unidades do Conselho de Assistência Social com a colaboração do Departamento de Assistência Social da Casa que tiveram atendimento gratuito de odontologia, médico, corte de cabelo, assessoria jurídica, e o SESC montou 15 tendas com diversas atividades e uma praça de recreação infantil com pintura de rosto, pista de Kart, jogos de xadrez, ping pong, tênis de mesa e uma gibiteca para incentivar a leitura da criançada, além da carreta de odontologia. A Fundação Regional de Oftalmologia prestou atendimento oftalmológico com uma equipe de médicos encaminhados pelo HOB. Para a realização do evento a Casa do Ceará contou com a colaboração de diversas empresas parceiras como Grupo Cascol, Só Reparos, KSA, Finocorte, Supermercado Veneza, Super Maia, Mercado Volte Sempre, BSB Alimentos, João Rodrigues Neto, Advogados Associados, Campelo Bezerra Advogados Associados, CONTIL Construção e Incorporação de Imóveis, Lapa Alimentos, Sindicato de Material de construção do Distrito Federal, dentre outras que doaram cestas básicas para serem distribuídas com os carentes. Contou ainda com a colaboração de seus diretores, Osmar

Alves de Melo - Presidente, José Sampaio de Lacerda Júnior - 1º Vice Presidente, Luiz Gonzaga de Assis - 2º Vice - Presidente, Maria Aurea de Assunção Magalhães - Diretora de Promoção Social, Vicente Nunes de Magalhães - Diretor de Educação e Cultura, João Rodrigues Neto - Diretor Jurídico, Francisco Machado da Silva - Diretor de Saúde e João Bosco Serra e Gurgel - Diretor de Comunicação Social, dos membros do Conselho Fiscal, José Colombo de Souza Filho e Antonio Florêncio da Silva e seus associados e colaboradores, Angela Parente, Francisco Albery Mariano, Ivete Magalhães Alves de Melo, Diogo Salim, Antonio Carlos, João Batista, José Mario dos Santos, Egomar Dickel, Adirson Vasconcelos, Regina Stella, Aldanilse Pereira, Antonio Assunção, Edivaldo Fialho, Antonio Leitão, Augusto Cesar e Adriana de Melo. A Casa do Ceará disponibilizou em plantão os seguintes médicos: Dr. Francisco Araújo, Oftalmologista; Dra. Sônia D’Agustini, Neurologista e Dr. Jacob, Ginecologista; e os seguintes dentistas: Milena de Jesus, Marconi Maia, Bruno Barros, Gleison Arcuri, Maria Inês, Maria das Graças e Maria Auxiliadora. Serviços prestados pela Casa do Ceará: Manicure, Aferição de pressão, Design de sobrancelha, Corte de Cabelo, Massoterapia, Quique e Limpeza de pele. Advogados que prestaram assessoria jurídica: Raimundo Aguiar, Carolina Tobias Costa Carvalho, Madalena e Carneiro e Maria Dionne de Araújo Felipe. Na organização do evento, trabalharam voluntariamente pela Casa do Ceará: Osmar Alves de Melo Presidente e sua esposa Ivete Magalhães, os diretores

José Sampaio de Lacerda Júnior, Carlos Euler Curlin Perpétuo, Evandro Pedro Pinto, Vicente Nunes Magalhães e Nilton Pessoa Cavalcante. Pela a Associação dos que Querem a Sobral e ao DF – AQQB: Euladyr Aguiar Ferreira – Presidente, Francisco Élcio Meneses, Francisco Evando Ximenes Meneses, Francisco Tarcísio Costa Araújo, Luis Roberto Vieira Costa, Maria Suely Arruda Aguiar, Raimundo Vasconcelos Aguiar, Agapito Cavalcante Vasconcelos, Adriana Aparecida Olímpio Guimarães, Amanda Johnston Costa. Pelo SESC/DF: senador Aldemir Santana, presidente, José Roberto Sfair Macedo, diretor regional, Maria Lúcia Percy Bastos Garcia - Chefe de Divisão e Orientação Social do SESC/DF, Cristina Lúcia Nogueira - Gerente da Estação do SESC 504 Sul e Quitéria Maria Dantas - Gerente das unidades móveis do SESC/DF Pela Associação dos Filhos e Amigos de Aurora: Dejanira Gonçalves, presidente. Pela Fundação regional de Assistência Oftalmológica - FRAO Bento Santos - Administrador; Elles Reis de Freitas – Prefeito de Planaltina – Go e Adriana Lopes da Cunha - Primeira Dama. O evento teve a coordenação da Superintendente da Casa do Ceará Antonia Lúcia e Guimarães e da Assistente Social Ivete Simonette do Amaral.

Há 42 anos

Novembro/14

4

acesse o site: www.facebook.com/casadoceara

Ceará em Brasília


acesse o site: www.casadoceara50anos.com.br

TJCE elegeu por aclamação novos dirigentes do Poder Judiciário para o biênio 2015/2017 Desembargadora Maria Iracema Martins do Vale será a presidente O Pleno do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE) elegeu, na tarde desta quinta-feira (23/10), por aclamação, a nova administração do Poder Judiciário estadual para o biênio 2015/2017. Foram escolhidos a desembargadora Maria Iracema Martins do Vale (presidente), Francisco de Assis Figueira Mendes (vice) e Francisco Lincoln Araújo e Silva (corregedor-geral). Na ocasião, o presidente do TJCE, desembargador Luiz Gerardo de Pontes Brígido, entregou à desembargadora Iracema do Vale o relatório de transição da gestão. Ao felicitar os novos dirigentes, desejou sucesso e disse que “são três pessoas honradas que vão assumir, a partir de janeiro, todo o encargo de gerir os destinos deste Tribunal”. Também destacou que “muitas pedras estarão no caminho, mas que todos têm o discernimento suficiente e a competência para superar os entraves que lhes apresentarem”. Acerca da eleição, ressaltou que o fato de ter sido por aclamação, “nos deixa felizes porque mostra que o Tribunal trilha um caminho unido”. Sobre a desembargadora Iracema, definiu como uma pessoa dócil, mas de personalidade determinada e firme. Quanto ao desembargador Francisco de Assis Filgueira Mendes, enalteceu a elevada bagagem cultural e afirmou que “a investidura na vice-presidência do Tribunal só vai enriquecer a gestão. É um homem sério, honrado”. A respeito do corregedor eleito, desembargador Francisco Lincoln Araújo e Silva, descreveu como um homem ponderado, sério, de fácil diálogo. “Te-

Ceará em Brasília

Francisco Lincoln Araújo e Silva (corregedor-geral); Maria Iracema Martins do Vale (presidente), Francisco de Assis Filgueira Mendes (vice)

nho toda certeza que fará da Corregedoria Geral da Justiça um espelho da sua personalidade”. Ao tomar a palavra, a presidente eleita assinalou que esta é uma “data de festejo, de grande emoção e também de muita responsabilidade”. Sobre a nova gestão, disse que será de muito diálogo. “Vou trabalhar de braços dados com a magistratura de 1º Grau, com os desembargadores e servidores desta Casa, pedindo a Deus que me ajude”. Agradeceu ainda aos magistrados, familiares e servidores pela confiança depositada. O desembargador Mendes lembrou que “será uma missão árdua”. Dentre as ideias que pretende defender, com o apoio da presidente, citou a motivação da carreira. “A magistratura tem que ter um

planejamento de revigoramento, temos que exaltar a meritocracia, temos que fazer da nossa Escola de Magistratura a imponência que ela sempre teve”. Na nova gestão, Francisco Lincoln prometeu “levar trabalho e seriedade para a Corregedoria que hoje não é mais aquela que amedrontava juízes nas comarcas. Hoje, a Corregedoria serve mais na orientação e disciplinamento do que órgão sancionador de condutas”. Ao parabenizar os eleitos, a desembargadora Sérgia Maria Mendonça Miranda exaltou a condução da sessão no Pleno e definiu como um momento histórico e marcante para a magistratura. “Quero falar da expectativa positiva e da esperança que nós depositamos na segunda mulher a assumir a Presidência do Tribunal de Justiça e a primeira do quinto constitucional a chegar à Presidência, carregando dentro de si uma bagagem de gestão muito importante”. Gestão Os desembargadores eleitos assumirão em janeiro de 2015 e ficarão nos cargos por dois anos. O TJCE tem 43 desembargadores, mas participaram da eleição 41. As duas ausências foram em decorrência de férias e licença de saúde. A atual direção é formada pelos desembargadores Luiz Gerardo de Pontes Brígido (presidente), Francisco Lincoln Araújo e Silva (vice-presidente) e Francisco Sales Neto (corregedor). Os magistrados ocupam os cargos desde janeiro de 2013 e terminam os mandatos em janeiro do ano que vem.

acesse o site: www.brasilia50anosdacasadoceara.com.br

5

Novembro/14


acesse o site: www.casadoceara.org.br

Leituras I Razão de viver Gonzaga Mota (*) Conforme o Salmo 103; 15-18, “A nossa vida é como a grama; cresce e floresce como a flor do campo. Aí o vento sopra, a flor desaparece, e nunca mais ninguém a vê. Mas o amor de Deus, o Senhor, por aqueles que o temem dura para sempre. A sua bondade permanece, passando de pais a filhos, para aqueles que guardam a sua aliança e obedecem fielmente aos seus mandamentos”. Assim, os sentimentos de solidariedade e amor com vista à busca da felicidade e ao propósito da vida são muito importantes. Por outro lado, o ódio, a falsidade, a inveja, a vaidade, a arrogância, a traição e a ambição são comportamentos incompatíveis com uma existência saudável. O que somos é a consequência do que pensamos. O que alcançamos decorre de nossa fé em Deus e da força da esperança. Quando a luz divina ilumina o nosso caminho, desenvolvemos a desejada razão de viver. Para alguns, a vida significa desilusão e outros a buscam confiantes nas forças do coração. Sabemos que nossa passagem é efêmera, no entanto cremos na eternidade ao encontrar a verdade. Cultivando a verdadeira solidariedade, procurando não sofrer e evitando que os outros sofram, estamos no caminho do bem viver, da felicidade. Não será quimera, mas realidade. Por sua vez, como salientou o saudoso jornalista, escritor, teólogo, imortal da ABL, Luiz Paulo Horta, “Entendo a vida como um dom e tudo isto que venho sofrendo faz parte deste dom maravilhoso”. Já, Cora Coralina disse: “Que a vida seja intensa, verdadeira e pura... Enquanto durar”. Ressaltamos, pois, que o importante não é viver, mas saber viver. A vida é assim. O vilão Pascoal, 45 anos, era um homem bem-apessoado, morava em Cascadura(RJ), sem profissão definida, gostava de tirar vantagens em tudo - seguindo os princípios de Maquiavel, sem nunca ter lido o Príncipe -, violentava inocentes donzelas, enfim era um autêntico mau-caráter. Certo dia, encontrou-se com Ismael, havia muitos anos, pois foram colegas no curso primário na escolinha de dona Antônia. Ismael concluiu os estudos, formou-se em contabilidade e tornou-se um empresário de sucesso. Possuía várias fábricas de tecidos instaladas pelo Brasil. Conversaram bastante e o bom Ismael convidou Pascoal para trabalhar no escritório central da empresa, na avenida Rio Branco, como auxiliar da diretoria. Passaram-se alguns meses e Pascoal cumpriu rigorosamente suas obrigações, impressionando o antigo colega Ismael. Até que um dia foi nomeado tesoureiro da empresa: passou a morar no Leblon, comprou um carro importado, frequentava restaurantes de luxo, passava fins de semana em Búzios e tentava seduzir mulheres bonitas, inclusive Isolda, senhora distinta, séria e o pior, esposa do patrão Ismael. Era evidente que o ingrato Pascoal estava desviando dinheiro. Uma auditoria externa constatou a roubalheira e para agravar a situação Isolda contou ao marido a perseguição que vinha sofrendo. No dia seguinte, Ismael exonerou o vilão da empresa, por justa causa, comunicou o fato à Polícia, dando-lhe uma surra em razão da falta de respeito para com sua correta Isolda. O canalha, sem alternativa, jogou-se do 10º andar do prédio onde funcionava a sede da empresa. A vida é assim, infelizmente. (*) Gonzaga Mota (Fortaleza) , Professor e escritor

Novembro/14

6

Casa do Ceará deflagra processo de venda do módulo “F” e de construção do projeto Fausto Nilo, da nova Casa, no módulo G, A Casa do Ceará está publicando nos dias 2, 3 e 4 de dezembro no Correio Braziliense o edital para a venda do módulo “F” do Setor de Grandes Áreas Norte , na 910, com 15 mil quadrados, com o preço mínimo de 4 mil e 300 reais o metro quadrado, que deverá proporcionar uma receita de R$ 64 milhões e 500 mil reais, deflagrando o processo de construção da nova Casa do Ceará, e de implantação do Projeto Fausto Nilo. O edital foi cuidadosamente elaborado pela Comissão de Licitação, constituída pelo 1º vice presidente, José Sampaio de Lacerda Júnior, o diretor de Obras, general Nilton Pessoa Cavalcante, o diretor de Administrativo e Financeiro, Evandro Pedro Pinto e o consultor voluntário, o engenheiro José Ribamar Mendes Diniz. Por outro lado, no mesmo dia será publicado o edital de construção da nova Casa, no módulo G, com 15 mil metros, com custo estimado de R$ 22,784,146 reais, assim discriminado: Edificações: 9.889,30 m2 X R$ 2.000,00/ m2 = R$ 19.778.600,00; Praça Principal: 1075,30 m² x R$ 500,00 m² = R$ 537.650,00, Praça de Entrada: 686,91 m2 X R$ 500,00/ m2 = R$ 343.455,00, Deck da Piscina: 680,49 m2

X R$ 400,00/ m2 = R$ 272.196,00, Ruas e Estacionamentos: 3.646,29 m2 X R$ 500,00/ m2 = R$ 1.823.145,00. Jardins: 97,00 m2 X R$ 300,00/ m2 = R$ 29.100,00 A deflagração do processo ocorre da decisão da Promotoria de Justiça de Tutelas das Fundações e Entidades de Interesse Social do Ministério Público Federal e Territórios que liberou a venda do módulo “F”., depois de cinco ambos da primeira solicitação da Casa. (leia matéria na pág. 20) O presidente da Casa Osmar Alves de Melo , confirmou que a abertura das propostas será às 15 horas no dia 8 de janeiro de 2015. A Casa do Ceará ao longo dos seus 50 anos tem nos seus 30 mil metros de área apenas 6 mil metros de área construída, sendo que muitas das edificações napo tem habite-se e estão deterioradas pelo tempo de uso. A nova Casa terá quase 10 mil metros em 15 mil metros de espaço. A nova Pousada Crisantho Moreira da Rocha será referência nacional no acolhimento aos idosos. Terá capacidade de receber 32 idosos com todos os equipamentos e serviços, estabelecidos em Lei.

A força do Bolsa Família no Ceará: quase 4 milhões de pessoas no Ceará recebem Bolsa família por mês é quase a metade da população Categorias: Brasil Estudo divulgado pelo Instituto de Pesquisa e Estratégia Econômica (Ipece), mostra que o Ceará ocupa a 4ª posição entre os estados brasileiros e o Distrito Federal (DF) no número de beneficiados pelo Programa Bolsa Família, do Governo Federal, com 3,8 milhões de pessoas atendidas. Em primeiro lugar está a Bahia, com 6 milhões, seguido por São Paulo, com 4,4 milhões e Minas Gerais, com 4,2 milhões. Em quinto está o Pernambuco, com 3,6 milhões e Maranhão, com 3,3 milhões, em sexto. Em 2012, o repasse de recursos do Programa Bolsa Família para o Ceará, totalizou R$ 1,6 bilhão. Desse total, Fortaleza recebeu mais de R$ 277,5 milhões, correspondendo a 17,22% dos recursos destinados para o estado. Jati, General Sampaio, Itaiçaba, Arneiroz, Baixio, Ererê, Pacujá, São João do Jaguaribe, Granjeiro e Guaramiranga são os dez, dentre os 184 municípios cearenses, que têm os menores números de pessoas beneficiadas pelo Programa. Os dez municípios que mais receberam recursos

acesse o site: www.facebook.com/casadoceara

do Bolsa Família foram Fortaleza, Caucaia, Juazeiro do Norte, Maracanaú, Sobral, Itapipoca, Crato, Maranguape, Canindé e Tianguá. Publicado em 02/11/2014, por Roberto Moreira Categorias: Política Perguntado sobre sua equipe de secretários, o governador eleto Camilo Santana, após reunir representantes de 18 partidos, todos loucos por cargos, explicou: “Nós fizemos uma aliança programática, um programa para o Ceará, a escolha dos nomes serão escolhas técnicas. Será uma escolha minha e da Izolda e de acordo com a capacidade técnica e competência de cada área”. Camilo não adiantou se pretende manter o mesmo número de secretarias ou criar novas pastas. Jogou tudo para o futuro. “Ainda temos tempo. Depois arrematou: “a política está em tudo e as pessoas serão escolhidas especificamente com a sua capacidade e competência, eu serei um governador que vai cobrar muito resultado”. Publicado em 02/11/2014, por Roberto Moreira

Ceará em Brasília


acesse o site: www.casadoceara50anos.com.br

Leituras II Wilson Ibiapina (*) Feito o salmão, que consegue nadar centenas ou milhares de quilômetros pelos oceanos antes de voltar ao rio onde nasceu, B de Paiva arruma as malas para voltar para Fortaleza. A despedida dele ,em Brasília, está sendo organizada pelo cineasta Pedro Jorge. Será terça feira, dia 4 de novembro, no restaurante Madrid. Dia cinco estará voltando para o Ceará com a atriz Lourdinha, sua companheira inseparável dos últimos anos. Aos 82 anos, que completa dia 6 de novembro, deixa a marca de sua trajetória profissional no Rio, Brasília e Ceará, com repercussão nacional. José Maria Bezerra de Paiva, o que tem de competência tem de humildade. Nasceu em 1932 em Fortaleza, fruto da união das famílias Oliveira Paiva e Bezerra de Menezes. O avô dele, João Francisco, mestre de ofício, pintor e escultor, foi o primeiro fotógrafo do Ceará. Morreu envenenado com produtos químicos que usava nas revelações. Ele veio de Portugal e teve dois filhos. Um deles, Oliveira Paiva, só foi lembrado 80 anos depois de morto. A mãe dele era da família Bezerra de Menezes que está na história do Ceará. O pai era jornalista e diretor da Fênix Caixeiral até o dia em que teve a brilhante ideia de fazer uma campanha pela semana inglesa. Até então o trabalho era direto que nem cantiga de grilo. Parar aos sábados era uma audácia inadmissível. Foi demitido por ser tão criativo. Desde menino Zé Maria era apaixonado por teatro e cinema. Seu vizinho, Tarcísio Tavares, também louco por cinema, quando ficava doente pagava o ingresso só para o Zé Maria lhe contar o filme, o que era feito teatralmente, com muita gesticulação e ruídos onomatopaicos. Foi vendo filmes dirigidos por Cecil B de Mille que Tarcísio Tavares, o saudoso TT, teve a ideia de batizar o José Maria Bezerra de Paiva de apenas B de Paiva. Pegou.

B. de Paiva volta para Fortaleza Ainda menino, B de Paiva sofreu um acidente que deixou sequelas na perna direita, mas não lhe afastou das atividades artísticas. Em 1950 estréiou como autor e ator no Teatro Experimental de Arte, fundado por ele e os amigos Hugo Bianchi, Marcos Miranda e Haroldo Serra. O problema da perna lhe perturbava e teve que pedir ajuda ao jornalista Jáder de Carvalho que fez campanha para que fosse ao Rio fazer um tratamento. Em 1954, aos 22 anos, foi apresentado ao embaixador Phascoal Carlos Magno. O protetor das artes e dos artistas arranjou pra ele dormir no camarim do Teatro do Estudante, na Une. Foi o primeiro contato dele com o teatro no Rio. Trabalhou em mais de 500 produções para cinema, rádio, TV e, principalmente, teatro. Depois do golpe de 64 reabriu e dirigiu o teatro da Une que havia sido destruído num incêndio. No Rio de Janeiro coordenou instituições públicas culturais e criou cursos de teatro, como o primeiro curso superior de Artes Cênicas na UniRio. Também trabalhou na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), onde foi reitor. . Doutor Honoris Causa pela Universidade Federal do Ceará, foi o criador da primeira secretaria de cultura do estado. O governador Virgílio Távora o surpreendeu dando o cargo de secretário a Raimundo Girão. Em Brasília, onde chegou a ser coordenador da Funarte e um dos fundadores do Ministério da Cultura, foi professor da UnB e fundador da Faculdade de Artes Dulcina de Moraes, vinculada à Fundação Brasileira de Teatro, da qual também foi presidente em 1995. Em 1999, coordenou os assuntos culturais e artísticos da Pró-Reitoria de Extensão da UFC e a diretoria do Colégio de Direção do Instituto Dragão do Mar, além de estar ligado à Fundação Amigos do Theatro José de Alencar. Como dramaturgo, escreveu, entre outras, as seguintes peças: “Complexo”, “Lágrimas de um Palhaço”, “Rosa Morta”, “Vigília da Noite Eterna”. Em parceria com

o pernambucano Hermilo Borba Filho, publicou o livro “Cartinhas de Teatro”. Toda a vida profissional dele está documentada em livros, cartazes, filmes, um acervo valioso que ele guarda na fazenda do conterrâneo Geová Sobreira, numa cidade satélite aqui do Distrito Federal. ‘‘José Wilson Conheci o B. em breve contato, na cidade do Recife, no ano de 1957, durante o I Festival Nacional de Estudantes de Teatro, organizado pelo Embaixador Paschoal. Reunimos um grupo, as pressas, eu, Eusélio de Oliveira, Hamilcar Arruda, Horário Dídimo e outros que não me recordo, fundamos informalmente o TUC, Teatro Universitário do Ceará, e graças ao Magnifício Reitor Antonio Martins Filho recebemos o necessário apoio financeiro para viajar à capital maurícia. O B. de Paiva dirigia um grupo amador do interior do então existente Estado do Rio (acho que o Teatro Rural de Campos), onde despontavem atores que depois se destacaram no teatro e TV brasileiros. Grandes nomes do teatro brasileiro se apresentaram lá oriundos do Escola de Arte Drmática de SP, do Teatro Duse do Rio, e de muitos outros de vários Estados, inclusive do RS (Abujamra) e lá eu assisti, entusiasmado também como estudante de direito, o julgamento de Otelo (representado pelo Paulo Autran, bem jovem) e de Hamlet (representado pelo Sérgio Cardoso). Se não me engano o Paiva foi premiado, bem jovem, como Diretor. Um grande nome do teatro brasileiro. No Ceará, poderá ainda realizar muita coisa nas artes dramáticas. Um abração para o B. como dizia o saudoso TT. Cláudio Santos.’’ (*) Wilson Ibiapina (Fortaleza), jornalista, diretor do Diário do Nordeste em Brasília.

TRANSFERÊNCIA

E SEGUNDA GRADUAÇÃO Desconto de 15% para cursos da área de saúde.*

Desconto de 20% para egressos em todos os cursos.**

INSCRIÇÕES ABERTAS

*Exceto para o curso de Medicina. **Egressos formados no UniCEUB, exceto para o curso de Medicina.

Ceará em Brasília

acesse o site: www.brasilia50anosdecasadoceara.com.br

7

Novembro/14


acesse o site: www.casadoceara.org.br

Leituras III Memo Luiz Martins da Silva (*) Trocar medicação por meditação. Conhecer as veredas do cerrado. Alguém sabe onde termina o sertão? Fazer de cada dia a Santa Ceia. Ver o que as pessoas têm de mais. Ser mais irmão e Anjo da Guarda. Fazer de meia-dúzia mais que seis. Visitar desconhecidos enfermos. Pedir perdão aos abestados. Descobrir virtudes nos simplórios. Acender a luz na aldeia dos infames. Uma vez por mês amanhecer num bosque. Conversar sobre música com os pássaros, Discutir saúde com as pragas.

Professar Luiz Martins da Silva (*) Para Marias, Josés e Malalas Vai, audacioso, Ter a pretensão de ensinar O que todo o mundo Não sabe por inteiro. Vai, Prometeu, Professar proficiência De futuros não confessos, Ninar, com fervor, os embriões. Vai, profeta, Arauto de assertivas. Ora et labora No lapidar dos egos. Volta, sempre, humilde Ao afeto que se encerra No saber que, amanhã, Gerânios mais floridos. (*)Luiz Martins (Nova Russas), poeta e professor da UNB

Novembro/14

8

Acquario Ceará Chegaram novos componentes . As três principais placas já instaladas medem 8,31 metros de comprimento e pesam entre 10 e 13 toneladas Com obras iniciadas em 2012, o Acquario Ceará terá 21,5 mil metros quadrados de área construída e 38 tanques-recinto de exibição com capacidade para 15 milhões de litros de água e cerca de 500 espécies Além das três maiores placas, serão levadas ao canteiro de obras as placas que irão compor o chamado aquário master - com 3,31 metros de comprimento - e o aquário de tubarões, cuja proteção terá 6,53 metros Com cerca de 30% das obras físicas executadas, o Acquario Ceará vai receber amanhã novos componentes de sua estrutura. O principal material que será levado ao canteiro de obras são três placas de acrílico que irão compor a maior janela do empreendimento, a qual será visível do lado de fora. Cada uma das placas mede 8,31 metros de comprimento e pesa entre 10 e 13 toneladas. Também serão levadas ao local das obras as placas que irão compor o chamado aquário master - com 3,31 metros de comprimento - e o aquário de tubarões, cuja proteção terá 6,53 metros. Conforme o titular da Secretaria de Turismo do Ceará (Setur), Bismarck Maia, as placas vieram do estado de Colorado, nos Estados Unidos, através da empresa americana ICM Reynolds, construtora do Acquario. Conclusão Segundo Bismarck, a previsão atual é que as obras físicas do Acquario Ceará sejam concluídas até o fim do próximo ano. Além dessa etapa, diz, será feita uma licitação para a gestão do empreendimento, envolvendo elementos como o sistema de comunicação, a gestão de pessoal e a segurança do trabalho. Relatório de impactos

O Secretário de Turismo ressaltou que a Setur se comprometeu, junto ao Ministério Público do Estado (MPE), a apresentar, até o fim do ano, uma solução para o projeto de estacionamento do Acquario. No último mês, o MPE recomendou à Setur que paralisasse a obra até que o empreendimento tenha o Relatório de Impacto no Sistema de Trânsito (Rist) aprovado e receba alvará de construção por parte da Secretaria Municipal do Meio Ambiente e Urbanismo de Fortaleza (Seuma). De acordo com Bismarck Maia, o Rist ainda não foi emitido porque ainda não está fechada a negociação com os Correios proprietário de parte do terreno onde o governo planeja construir o estacionamento do equipamento turístico. O titular da Setur afirma que a ausência do Rist não representa um impedimento para a execução da obra, já que “o estacionamento só vai ser usado quando o Acquario ficar pronto”. “Então, nós acordamos com o Ministério Público esse prazo, até o fim do ano, para resolver essa questão com os Correios”, complementa. Estrutura Com obras iniciadas em 2012, o Acquario Ceará terá 21,5 mil metros quadrados de área construída e 38 tanques-recinto de exibição com capacidade para 15 milhões de litros e cerca de 500 espécies. Ao todo, serão quatro pavimentos com áreas de lazer, dois cinemas 4D, simuladores de submarino e túneis submersos que levarão os visitantes ao tanque de animais marinhos. Serão investidos no empreendimento US$ 150 milhões, entre recursos oriundos de financiamento internacional junto ao Ex Im Bank - instituição financeira de fomento à exportação da indústria estadunidense.

Hospital Infantil Albert Sabin implanta novo aparelho de tomografia O Hospital Infantil Albert Sabin (Hias), unidade da Secretaria de Saúde do Estado (Sesa), comemora mais uma conquista para a saúde da criança com a implantação de um novo e moderno aparelho de tomografia. Em pleno funcionamento desde o último dia 7 de outubro, já foram realizadas mais de 270 tomografias com redução de 70% no tempo de espera e melhoria da qualidade de imagem em 100%. De acordo com Ademar Pereira, engenheiro clínico do Hospital Albert Sabin, o novo tomógrafo oferece melhores imagens com menores doses de radiação. Com o sistema de reconstrução de imagem em 3D, o tomógrafo multislice faz 63 cortes a mais quando comparado ao equipamento anterior que fazia apenas um, capaz de gerar 100 imagens por segundo com alta resolução, o que diminui o tempo de exposição. “Antes, eram sete exposições diferentes para mostrar apenas uma imagem e agora só uma exposição mostra a imagem por completo”, explica o engenheiro. O tomógrafo computadorizado multislice oferece reso-

acesse o site: www.facebook.com/casadoceara

lução de baixo contraste, imagens virtualmente livres de ruídos, reconstrução de menos de 5 minutos para a maioria dos protocolos de referência e design integrado com mínimo impacto do local. Segundo o médico radiologista Álamo Granja, o novo equipamento de tomografia qualifica e acelera o processo do diagnóstico por imagem com métodos menos invasivos, o que beneficia o paciente. Dessa forma, a velocidade na impressão e a qualidade das imagens tornam possíveis os exames aprofundados de toda a estrutura do corpo humano. “O diagnóstico é seguro e preciso”, afirma. O investimento na compra do novo aparelho foi de R$ 1,5 milhão, recursos de convênio entre os governos federal e estadual, que visa reaparelhar o sistema de saúde com novas tecnologias, melhorando a qualidade do serviço e do atendimento. Para a instalação do novo equipamento, foi necessário ampliar e reformar sala e espaços. As obras foram acompanhadas pela equipe de engenharia técnica do Albert Sabin.

Ceará em Brasília


acesse o site: www.casadoceara50anos.com.br

Leituras IV

A presença dos cearenses na Imprensa do Rio de Janeiro

Por JB Serra e Gurgel (*) Houve uma época em que havia jornalistas cearenses , no Ceará, e no Rio de Janeiro, evidentemente que jornalistas sem diplomas. O diploma chegou de 1968. Para ser jornalista, bastava saber ler e escrever. Ter talento, cultura, percepção, intuição. . Juntar as palavras, arruma-las, dar-uma lógica que tivesse princípio , meio e fim, responsabilidade e ética. O sonho de todo jornalista cearense era ir para o Rio de Janeiro. Em Fortaleza, ficávamos na Guilherme Rocha, Praça do Ferreira, aguardando a chegada dos jornais do Sul, não, do Rio. São Paulo nunca foi o Eldorado dos cearenses. Poucos se aventuraram a romper os travões das redações paulistas. Contam-se nos dedos os cearenses que se desviaram da rota do Rio, além de Caio Porfírio Carneiro, Inácio de Almeida, no mergulho, e hoje, Lira Filho e Xico Sá. Evidentemente que o Rio de Janeiro, em sendo capital da República, tinha mais charme, mais vitrines, políticos, proxenetas, sambistas, autoridades, carnaval, mulatas e samba, além do Cristo Redentor, do Pão de Açúcar e de Copacabana. Ipanema e Leblon só mais tarde. Barra e Recreio chegaram com o narcotráfico e as milícias. O jornalismo era uma profissão pela metade. Quase todos tinham um emprego público. Era permitido e não tinha incompatibilidade. Hoje tem a sinecura pública exercida com piedade franciscana pelos blogueiros aparelhados pelo governo e financiado pelas estatais. No século XIX os cearenses que passaram pela imprensa do Rio de Janeiro: Adolfo Ferreira Caminha (Aracati 29.05.1867-Rio de Janeiro, 01.01.1897), Américo de Queirós Facó (Beberibe 21.10.1885–Rio de janeiro 03.01.1953), Domingos Olympio (Sobral 18.09.1851-Rio

de Janeiro 07.10.1906), Eurico Ferreira de Queirós Facó (Beberibe 13.04.1879-Rio de Janeiro 12.08.1942), Francisco de Assis Paula Ney (Aracati 02.02.1858-Rio de Janeiro 13.11.1897),João Franklin Távora (Baturité 13;01.1842 – Ri de Janeiro 18.08.1888), José Avelino Gurgel do Amaral (Aracaty 10.11.1843- Fortaleza 04.09.1906) José Liberato Barroso (Fortaleza 17.09.1830-Rio de Janeiro 13.02.1855) José Martiniano de Alencar (Messejana-Fortaleza, 01.05.1829-Rio de Janeiro 12.12.1877) Na segunda metade do século XX, o Rio tinha uma imprensa sólida, com os grupos dos Diários Associados (O Jornal do Comércio, A Noite) , O Globo, Correio da Manhã, Diário de Noticias, Diário Carioca, Gazeta de Noticias , Ultima Hora vespertina e matutina, o Dia e a Notícia, Luta Democrática. Mais as revistas O Cruzeiro, Manchete, Fatos e Fotos. Nas redações sobreviviam os que sabiam fazer de tudo, inclusive composição em linotipo, revisão e reescrever. Os cearenses sentavam e sacudiam a máquina de escrever como se fosse um pedaço de rapadura. Punham no papel o que nunca aprenderam na escola, mas sabiam de cor e salteado na universidade da vida. Quase todos tinham bom texto, com qualidade e densidade. No século XX, Acciolly Neto, Anderson Magalhães , o Al Rigth, Afrânio Brasil Soares, Carlos Paiva, Agladir Moura, Ayrton Rocha (Fortaleza) , Edigar de Alencar (Fortaleza 06.11.1901- Rio de Janeiro 24;04.1993) , Esaú de Carvalho (Iguatu), Fernando MIlfont, Fernando Pessoa, Gerardo Melo Mourão (Ipueiras 08.01.1917- Rio de Janeiro 09.03.2007), Gervásio de Paula, Glauco Carneiro, Gualter Loyola, Hermenegildo Sá Cavalcante (Aurora 12.06.1927-São Paulo, 11.10.1995). Humberto de Alencar Arraes, Indalécio Van-

Cid: ‘‘Ceará cresce acima na média Prefeito Veveu inaugurou 1 ª Etapa nacional na geração de empregos”. de restauração da Catedral de Sobral “Nos últimos cinco anos, o Ceará viu surgir dez grandes shoppings centers no Estado. Isso mostra a pujança econômica do Ceará, o incremento do setor de comércio e serviço. O nosso crescimento está acima da média nacional e do Nordeste e a geração de emprego no Estado é destaque nacional”. Com essas palavras o governador Cid Gomes saudou a inauguração do Shopping Center Rio Mar, em Fortaleza, em 29.010. A JCPM tem ainda unidades do Rio Mar em Recife e Salvador. Desde a concepção da arquitetura até a aplicação da tecnologia, o grupo investiu R$ 850 milhões para fornecer aos fortalezenses serviços diferenciais, práticas sustentáveis e entretenimento em um só lugar. Foram investidos R$ 40 milhões em requalificação da estrutura viária do bairro, com alargamentos, duplicações, pavimentações, iluminação e sinalização de ruas. Foi um total de 11,3 quilômetros de intervenções beneficiando a comunidade. O empreendimento comporta 385 lojas (incluindo 15 âncoras e 15 megalojas) divididas em três pisos, das quais 56 são exclusivas para a capital cearense. Além das lojas, 10 salas de cinema (três VIPs, uma 4DX e outra Macro XE), teatro com capacidade para 900 pessoas, boliche, parque de diversões eletrônicas, 11 restaurantes, ainda uma praça de alimentação com 29 opções de fast-food. Há também no shopping uma grande Área de Conveniência e Serviços, Espaço Família, SAC e academia. Além do restaurante do SESC, que é uma parceria com as instituições ligadas à Federação do Comércio do Estado do Ceará (Fecomercio-CE). O restaurante é voltado exclusivamente para os funcionários do próprio shopping, que pagaram um valor simbólico pela alimentação. O restaurante terá ainda sala de descanso e leitura.

Ceará em Brasília

O Prefeito Veveu inaugurou a 1ª etapa das obras de restauração da Catedral de Nossa Senhora da Conceição (Sé). Em solenidade com a presença do Bispo Dom Odelir Magri, o Prefeito Veveu entregará à Diocese e à comunidade sobralense as obras concluídas. Em seguida será celebrada Missa em Ação de Graças e haverá apresentação da Orquestra de Câmara Eleazar de Carvalho. Símbolo da religiosidade do povo sobralense e monumento tombado como Patrimônio Nacional, a igreja reabrirá para a comunidade com as reformas nas instalações hidráulica, elétrica, alvenaria e pintura e recuperação do telhado e forro concluídas, por meio de convênio entre Prefeitura e Ministério do Turismo, com investimentos de cerca de R$1,5 milhão. “Agradeço ao Deputado Padre Zé Linhares o empenho dele em conseguir os recursos necessários junto ao Ministério” destaca o Prefeito Veveu. A segunda etapa de restauração da Igreja da Sé incluirá o restauro de imagens, vitrais, altar-mor e altares laterais, lustres e demais adornos do interior da igreja, que data do século XVIII (1778). Em novembro de 2013, o Prefeito Veveu entregou à comunidade a Praça da Catedral, totalmente recuperada e com a recolocação do Cruzeiro datado de 1883, obra do ferreiro Alexandre Costa.

derley, Irineu Guimarães, Antonio Deusdetit da Cruz Guimarães), (Tamboril 21.07.1929.Rio de Janeiro 10.12.2005), JB Serra e Gurgel (Acopiara 22.03.1943) , Jocelyn Brasil (Sobral 03.06.1908- Fortaleza 08.06,1999), Jonas Vieira, José Aroldo Holanda , José Colombo de Sousa Filho, José Edmar de Morel (Fortaleza 17.03.1912-Rio de Janeiro 14.11.1988), José Jezer de Oliveira, José Parsifal Barroso (Fortaleza 05.07.1913– Fortaleza, 21.04.1986), José Pires de Saboia Filho (Independência, 16.04.1916-),Josimar Leite, Juarez Barroso, Leonardo Mota (Pedra Branca .0105.1891Fortaleza 02.01.1948), Luciano Carneiro, Luis Carlos Barreto (Sobral Luis Edgar de Andrade (Fortaleza 1931) , Manuel do Nascimento Fernandes Távora (Jaguaribe 11.03.1877-Fortaleza 23.09.1977) , Mario Pontes (Nova Russas), Mauro Lobo Ribeiro, Napoleão Saboia, Nertan Macedo de Alcântara (Crato 20.05.1929-Rio de Janeiro 30.08.1989), Orion Neves, Orlandino Rocha , Paulo Cabral de Araújo (Guaiuba 23.,08.1922 –Brasília 20.09.2009) Paulo Sarasate Ferreira Lopes (Fortaleza 03.11.1908-Rio de Janeiro 23.06.1968) ,Pery Augusto Bezerra (Lavras da Mangabeira) Rachel de Queiroz (Fortaleza, 17.11.1910- 04.11.2003), Raimundo Magalhães Júnior (Ubarajara,12.02.1907-Rio de Janeiro, 12.12.1981) Roberto Pompeu de Sousa Brasil (Redenção 23.03.1914 – Brasília 11.06.1991) Renato Soldon, Sílvio Leite Tarcísio Holanda, Vander Sílvio , Vicente Arruda Ferreira Coelho (Granja,17.05.1929), Wilson Ibiapina (Ibiapina 1943). Aviso aos navegantes: vamos atualizar a lista! JB Serra e Gurgel (Acopiara) jornalista e escritor, serraegurgel@gmail.com

Correia transportadora do CIPP tem obras em execução Os trabalhos de instalação da nova correia transportadora de minérios no Complexo Industrial e Portuário do Pecém está com 12% da sua execução pronta. A correia será utilizada para transportar minério de ferro, entre outros granéis sólidos de alta densidade, às empresas do complexo, especialmente a Companhia Siderúrgica do Pecém (CSP) – em fase de implantação - que utilizará o insumo para sua produção de aço. A esteira transportadora terá capacidade nominal de transporte de 2.400 toneladas/hora. Estão sendo realizadas no momento serviços preliminares como as obras civis das fundações das torres de transferência e a fabricação da estrutura da correia. A estrada de serviço já está concluída. O equipamento partirá do berço externo do Terminal de Granéis Sólidos do Terminal Portuário do Pecém, localizado no município de São Gonçalo do Amarante, até o ponto de entrega (Torre de Transferência) onde as empresas que utilizarão o insumo farão o transporte aos seus pátios de matérias-primas, na área do CIPP. Obra financiada pelo BNDES O equipamento está orçado em R$ 212 milhões, dos quais 90% são financiados pelo BNDES. Os 10% restantes são recursos do Governo do Estado do Ceará. O prazo de implantação da correia é de 30 meses, contados a partir da assinatura da Ordem de Serviço (out/2013), sendo que, desse prazo, um total de 24 meses é para instalação e seis meses dedicados à operação assistida (fase de testes e ajustes do equipamento antes da operação propriamente dita). Dessa forma, o término previsto no contrato é mesmo 2016

acesse o site: www.brasilia50anosdecasadoceara.com.br

9

Novembro/14


Anúncio_MDB.pdf

1

29/01/14

07:43

acesse o site: www.casadoceara.org.br

C

M

Y

CM

MY

CY

CMY

K

Novembro/14

10

acesse o site: www.facebook.com/casadoceara

Ceará em Brasília


acesse o site: www.casadoceara50anos.com.br

CearĂĄ em BrasĂ­lia

acesse o site: www.brasilia50anosdacasadoceara.com.br

11

Novembro/14


acesse o site: www.casadoceara.org.br

Leituras V

Momento Poético

Jarbas Júnior (*) A glória da árvore é o fruto! O poeta exulta com o poema. O pintor resgata a paisagem. O músico escuta o absoluto! O ritmo traduz tal esquema.

A beleza é a luz com imagem. Nada existe sem harmonia. Chuva, vento, som, chama! Vesúvio em lava, sintonia do caos com a alma, lama que aduba a rosa na trama da vida e da morte, grama! Panorama Literário Ecos Drumondianos da terra ou do Monte Parnaso. Quero só alguma poesia, caso expresse o sentimento do mundo. Mas poesia até agora, esse claro enigma da vida passada a limpo na lição das coisas que garimpo. No entanto, as impurezas do branco nevam também em pleno Olimpo. Emoção Lírica Olhos verdes de folha de tamarindo emoldurados por um rosto bem lindo! Luminosos como esmeraldas luzindo! Teu olhar ardente me perfuma de luz! tem a meiguice de tudo que me seduz: O brilho da ternura pleno de esperança; A claridade dos sonhos de uma criança! Ego Sutil O poeta se transforma no que sente. Portanto, entre a luz e o perfume, sua figura esplende no vaga-lume! Personagem do azul transcendente, sensibilidade de nuvem e espuma, fio de incenso no poema em suma! Fariseus Vis inimigos do bem comum, de toda lei divina e humana, gente hipócrita que se ufana de ostentar fiel muito jejum e austeras virtudes sob fogo fanático do credo demagogo. Triunfo Moral A equação é fácil e óbvia também: praticar o mínimo possível de mal e o máximo indispensável de bem. Mais rosa do que espinho agudo. Abrir asas em ambiente abismal. À violência, apresentar o escudo da outra face como ensinou Jesus. Sempre a plena vitória será da luz! Ideias Antitéticas As aves voam não por causa das asas. As nuvens transportam rios na chuva iminente; cintila uma gota de vinho em cada uva; queimam como brasas as pedras de gelo. Que lógica é esta paradoxal que transforma em ninho o trinado do passarinho na floresta? O espelho revela o rosto da donzela, e a arte plástica, a alma do esteta! A voz, o fiel retrato sonoro do poeta a cada verso declamado. O reflexo de Narciso brilha na beleza da flor! A coerência azul do fogo é o calor! A vida sem o amor não teria nexo! (*) Jarbas Junior (Fortaleza) poeta e escritor

Novembro/14

12

Usina de Barbalha Perspectiva de compra anima produtores O processo de compra da Usina pelo governo do Barbalha. A perspectiva de compra da Usina Manoel Costa Filho, neste Município, com investimentos de Estado ocorreu em junho do ano passado. O arremate cerca de R$ 170 milhões, volta a animar produtores em leilão, por R$ 15,4 milhões, chegou a animar setores na região. No último sábado, a usina, que se encontra da economia local, além do agrícola. A região, segundo dados da Empresa de Assistência paralisada há mais de dez anos, recebeu a visita de investidores do Estado de São Paulo. Essa é a terceira vez Técnica e Extensão Rural do Ceará (Ematerce), chegou que o grupo, formado por empresários e usineiros, vem a demonstrar um potencial agricultável em uma área de à região para verificar as condições de possível nego- 8.500 hectares. De lá pra cá, foram cooptados diversos possíveis inciação, que poderá ser concretizada até o fim deste ano. Uma das questões constatadas pelos empresários, vestidores, conforme Smith, a exemplo de investidores que justificou o fechamento da Manoel Costa Filho, foi norte-americanos, do próprio Estado do Ceará e também o processo de gestão, e não o setor produtivo local. A de São Paulo. Mas nada foi concretizado. Uma das aleexpectativa dos empresários é que o equipamento venha gações de alguns deles esteve relacionada ao potencial entrar em funcionamento até 2016, com a reativação do aquífero existente no Cariri para manter a produção. A setor produtivo, inclusive com incentivo aos pequenos usina foi implantada em Barbalha em 1973, mas o grande auge da produção ocorreu nos anos agricultores e parceria com a Secre80 e começo dos anos 90. taria de Desenvolvimento Agrário A recuperação dos equipamentos (SDA). foi orçada por técnicos contratados Segundo o presidente da Agência pela Adece em cerca de R$ 35 mide Desenvolvimento Econômico lhões, no ano passado, quando havia do Estado (Adece), Roberto Smith, a perspectiva de compra pelo Goveresse foi um dos grupos propostos a no do Estado. Segundo a presidente adquirir a usina que mais avançou do órgão, os empresários deverão em termos de negociações. Ele disfazer esse levantamento para ratise que, mesmo não citando o nome ficar os dados de investimento nas dos possíveis compradores, a ideia melhorias. Conforme Smith, eles é que eles venham constituir uma viram a possibilidade de um bom empresa no Ceará. “O pessoal está aproveitamento dos equipamentos interessado. Acho que há uma grandisponível. de possibilidade de compra”, admite. Em um primeiro momento, o EsA proposta inicial é produzir tado, com os valores já investidos, açúcar (aproximadamente 600 toneentraria como sócio, e, ao longo dos ladas por ano). Mas estará destinada anos, os investimentos governatambém à produção dos outros deA usina está parada há mais de dez anos, mentais seriam revertidos em novos rivados, como o álcool. Além disso, aguardando uma solução Foto: Elizângela Santos projetos voltados para o desenvolvideve-se investir na tecnologia de reaproveitamento do bagaço da cana, com o uso de mento do Estado do Ceará. Roberto Smith ressalta que, nesse momento, a questão nitrogênio, fósforo e potássio (NPK), para a transformação em carvão vegetal. O produto seria utilizado primordial é a retomada do processo produtivo. O grupo na adubação do solo, para otimizar a produtividade da vem mantendo contato constante com a Adece e, até o cana e comercialização para outras agroindústrias do fim do ano ele espera que todo o processo de negociação seja concluído. “A ideia dos produtores é também segmento. Para o secretário de Agricultura de Barbalha, Elismar incentivar a cadeia produtiva, principalmente com os Vasconcelos, essa possibilidade de compra da usina pequenos produtores”, diz. Mais informações: anima os pequenos produtores. Ele destaca a reativação Escritório da Ematerce do setor, como um todo, desde a produtividade da cana, Praça Filemon Teles, s/n que teve uma queda significativa nos últimos anos, como Centro - Crato - CE um sonho. “Não tenho acompanhado de perto esse proTelefone (88) 3521. 2835 cesso, mas o que tenho ouvido é animador em relação à Elizângela Santos, Repórter retomada do seu funcionamento”, diz ele. Produtores de cana serão qualificados O presidente do Sindicato dos Produtores Rurais de Chegou a este blog uma boa notícia para os produtores Barbalha, Francisco Sérgio Pereira da Silva, admite que essa possibilidade volta a animar os produtores. A cada de cana de açúcar de Barbalha: O grupo paulista que pretende assumir a gestão da usiano, quase 2 mil pequenos produtores, segundo ele, saem da cidade para trabalhar em usinas no Sudeste do na de açúcar daquela cidade do cariri cearense promete País. Mais recentemente, até no Paraná. “Estamos dis- adquirir uma área de 1 mil hectares ao redor da fábrica. Essa área será repartida entre pequenos produtores postos a colaborar com esse processo, para dar melhores condições para os nossos agricultores se manterem por residentes na vizinhança da usina, cujos agrônomos os qualificarão para o uso das tecnologias modernas de trato aqui mesmo”, ressalta. Após o fechamento da usina, restaram dívidas tra- do solo e de cultivo das novas variedades de sementes. A produção de cana, no campo, será tecnificada; a balhista para centenas de trabalhadores, que chegaram a reivindicar na justiça o ressarcimento. O presidente de açúcar, álcool e cachaça – na usina de Barbalha – do Sindicato afirma que, em alguns casos, houve anda- também. O grupo paulista investirá R$ 170 milhões, e ganhará mento, com parte do pagamento da dívida. Mas noutros incentivos fiscais. (Egídio Serpa, Diário do Nordeste) ainda tem gente que não chegou a receber nada.

acesse o site: www.facebook.com/casadoceara

Ceará em Brasília


acesse o site: www.casadoceara50anos.com.br

Leituras VI Macário Batista (*) Um cidadão, radialista e ex-estudante de agronomia no Ceará, resolveu largar o curso superior e encarar um microfone. Sempre foi doido pra falar em rádio. Conseguiu. Só que o moço, desses apaixonados por um mote, foca a defesa da cultura popular e tanto escreve como defende a literatura de cordel, esses folhetins que passam décadas contando estórias e fazendo história. É uma voz solitária numa rádio FM, que atinge populações tidas como A e B, no conceito de cultura e educação; a FM Universitária da Universidade Federal do Ceará. Bem, isto posto, quero mesmo é falar do Odovaldo, um homem simples, lá de Juazeiro do Norte, que tem algo como 620 cordéis, alguns deles raríssimos e que quer doar a alguma instituição que cuide desse acervo magnífico. A história dessa coleção é mais impressionante que a própria; foi iniciada por sua avó, sequencia por sua mãe até cair em seus braços. Com um detalhe; as duas eram analfabetas e pediam a pessoas letradas que, em volta de fogueiras quando no interior lá delas não havia energia, rádio ou televisão, fizessem a leitura para pessoas suas convidadas. O cordel carrega consigo a xilogravura, uma arte encantadora. Então, peço vênia ao estimado outro único e beletrista leitor destas mal

O cordel de cada um traçadas linhas para fazer um pedido humilde e não muito difícil de ser atendido. Quem pode promover a guarda dessa coleção? Não acredito na Secretaria de Cultura do Estado, nem na de Juazeiro do Norte, mas acredito na sensibilidade de pessoas que possam promover não só a guarda e exposição para o povo ter acesso, mas digitalização e/ou microfilmagem de algo que diz muito da cultura popular do mundo, hoje raridades da escrita ou da oralidade, porque transmitida em feiras e mercados deste mundão de meu Deus. A frase: “Pilão que amassa alho...cheira a alho”. De um observador da cena. Quando o vento faz a curva O Ceará inicia a sua temporada dos ventos, onde a média de velocidade na Capital passa dos 16Km/h e as rajadas podem chegar aos 50Km/h. Segundo a Funceme, o aumento dos ventos neste período é ocasionado pelo deslocamento do Sistema de Alta Pressão Atmosférica do Atlântico Sul, típico dessa época do ano. Segundo dados da Associação Brasileira de Energia Eólica, a geração deste tipo de energia no Ceará aumentou 5,21%, em relação ao mês de agosto. Em setembro o Estado gerou 1.091,2 MW, um aumento de 54MW, o que equivale o abastecimento de energia para uma cidade de aproxima-

Brasil terá R$ 3 bilhões investidos em 25 novos shoppings Sahyoun - Não existe lojista para tanto shopping O presidente da Alshop, Nobil Sahyoun, concedeu entrevista ao O POVO, e falou sobre o cenário da indústria center. São 129 mil pontos de vendas hoje no Brasil. E você tem que colocar 25 mil novos lojistas todo ano no de shopping centers no Brasil O Brasil receberá o investimento de R$ 3 bilhões em mercado, em função da rotatividade, em função da expan2015 em cerca de 25 novos shoppings. A afirmação é do são dos novos empreendimentos. Mas o Brasil é um país presidente da Associação de Lojistas de Shopping do extraordinário. Daqui a pouco, teremos uma retomada Brasil (Alshop), Nabil Sahyoun. Ele está em Fortaleza da economia e os shoppings voltam a ter o movimento para o Congresso Internacional do Varejo (Brasilshop), que a gente gostaria. que acontece hoje no hotel Gran Marquise. O POVO - 2014 foi mesmo um ano com o cenário Para Sahyoun, o cenário do setor é de otimismo em tão ruim quanto se pintou? médio prazo, já que a economia nacional Sahyoun - Ajustes importantes têm que estagnada está sendo refletida nos shopser feitos. Os juros estão altos. A inflação está perdendo o controle. Os impostos pings, que não crescem na medida que crescem. A nossa indústria está caótica. poderiam. Tivemos a trombada da Copa do Mundo. Mas, conforme defende ele, um segTrouxe estagnação no primeiro semestre. mento com 886 shoppings ativos, mais Agora, essa loucura das eleições. A bolsa 153 em construção, 1,5 milhão de empreoscilando para cima e para baixo. É um gos diretos sendo gerados e possibilitando ano atípico e negativo. o consumo de 470 milhões de pessoas O POVO - O que diferencia uma loja por mês ainda é um negócio com baixa que dá certo e a loja que não dá certo margem para dar errado. O que mais ele em shoppings? tem a dizer? Confira. Sahyoun - Quando concorria brasileiro O POVO - A que se deve esse alto com brasileiro, era uma coisa. Hoje, você crescimento recente de shoppings no concorre com empresa norte-americana, Brasil? participa hoje do Brasilshop asiáticas, da Europa. Mas se você tem Nabil Sahyoun - Cada prefeito de um Sahyoun no Hotel Gran Marquise uma boa marca, uma equipe compromemunicípio do interior está perdendo receita para o município vizinho que tem shopping. Por isso, tida e um bom produto, você vai sobrevivendo na crise, todo município de mais de 80 mil habitantes está fazendo sua marca vai ser desejada. parcerias para ter shoppings. Como as capitais estão um O POVO - Qual o índice de morte de lojas em pouco saturadas, está havendo uma interiorização da shoppings? indústria do shopping center. Esse boom se deve também Sahyoun - Estão com rotatividade de 10%. Isso cresceu ao fortalecimento do consumo interno do País. nos últimos dois anos, em função da economia que não O POVO - Quem é então esse novo consumidor de está indo bem. shopping? NÚMEROS Sahyoun - São aqueles consumidores de classe A, B Ceará 32 - shoppings ativos 3.985 lojas em funcionae C, mas também das classes E e D, que estavam fora mento - 5 shoppings em construção - 48mil funcionários do mercado. trabalhando O POVO - É sustentável o nascimento de tantos Com Andreh Jonathas andreh@opovo.com.br , CAshoppings? MILA DE ALMEIDA, ESPECIAL PARA O POVO

Ceará em Brasília

damente 90 mil habitantes. Uma das empresas com maior expertise na construção de usinas eólicas é a Mercurius Engenharia que construiu 12 parques eólicos no Ceará com 345 MW, nas 205 maquinas localizadas em Canoa Quebrada, Beberibe, Paracuru, Mucuripe, Icaraizinho, Lagoa Seca, Vento do Oeste, Quixaba, Parajuru, Praia Formosa, Foz do rio Choró e Lagoa do Mato. “O aumento de ventos fortes é sempre constante neste período no Ceará, o vento põe em movimento as pás, que dão entre 10 a 25 voltas por minuto aproximadamente”, afirma o diretor da Mercurius, Aristarco Sobreira. Os aerogeradores instalados pela Mercurius são implantados principalmente no litoral e região de serra. O que favorece o aumento na produção de energia eólica, é a constância na força e na direção deste vento, explica. Recentemente a empresa construiu os dois maiores parques eólicos da América Latina: o Renova I (2009), com 184 aerogeradores; e o Renova II (2012), com 230. Para 2015, a empresa já iniciou as obras do Complexo Serra Azul, que terá 59 máquinas, gerando 118MW, energia equivalente ao abastecimento de uma cidade como a de Sobral-CE, com 200 mil habitantes. A frase: “Faltam 1.457 dias para a eleição de 2018”. Isso é masoquismo ou sadismo? Ou seria sadomasoquismo?

Por R$ 1 bilhão, empresa alemã quer construir estaleiro em Camocim As sócias do empreendimento constituirão empresa no Brasil. Outro equipamento em Camocim está em negociação. A empresa alemã Nordic Yards Wismar GmbH, em parceria com russa JSC Shipbulding & Shiprepair Technology Center, apresentou carta para oficializar a intenção de implantar um estaleiro naval em Camocim. O documento foi entregue à Prefeitura e ao Governo do Estado no último dia 9. Investimento de R$ 1 bilhão, o equipamento fará manutenção e reparo de grandes embarcações. A expectativa é de gerar 4 mil postos de trabalho, segundo o representante da Nordic no Brasil e diretor-executivo da Pentagonal Consultoria, Aécio Gonçalves. No momento, a Agência de Desenvolvimento Econômico do Ceará (Adece) está no aguardo da licitação para contratar um estudo sobre o canal do Rio Coreaú, onde se localizará o estaleiro. “A profundidade do rio é bastante boa, mas na entrada e na saída do canal ela pega de 5 metros a 6 metros, o que para navios de maior porte não é o ideal”, diz o presidente da Adece, Roberto Smith. Segundo ele, o estudo deve custar entre R$ 500 mil a R$ 800 mil. Envolvido na atração do estaleiro, por delegação do Governo do Estado, Sérgio Aguiar, deputado estadual (Pros) e esposo da prefeita de Camocim, Mônica Aguiar, diz que as empresas - russa e alemã - vêm ao Ceará nos dias 17 e 25 de novembro para darem entrada junto à Adece nos pedidos de incentivos fiscais, infraestrutura e licenças ambientais para o empreendimento. Por enquanto, Gonçalves informa que o terreno de 94 hectares, localizado a 2 km de Camocim, foi doado pelo município e que a infraestrutura de água e luz, por exemplo, será fornecida pelo Governo. Ainda diz que as sócias irão, na próxima semana, tratar de constituir empresa aqui no Ceará. “Chegou numa fase decisiva para a consolidação do projeto”, complementa. ontato com o Governo do Estado, por meio da Casa Civil, em setembro. O órgão, entretanto, diz não poder se Beatriz Cavalcante beatrizsantos@opovo.com.br

acesse o site: www.brasilia50anosdecasadoceara.com.br

13

Novembro/14


acesse o site: www.casadoceara.org.br

Leituras VII Dias da Silva (*) Sem tempo de baixar sobre o chão, começo e termino de ler “Com a maça na cabeça” (subtítulo “Crônicas de viagem” que mais claramente diz do que o título), publicação de Thesaurus, 2014, do elegante e correto escritor Edmilson Caminha, feito se diz de uma assentada (ou de cabo a cabo, ou mesmo sem aplaudir a expressão, de cabo a rabo). Deem-se indicativos de identificação do autor: nome Edmilson Caminha. Local de nascimento: Fortaleza . Ceará. Professor (diga-se sofredor: neste país, professor é sinônimo de sofredor e também santo porque ensina de graça...) entusiasmado sim e preparado. Edmilson gosta do que faz: ensinar e do que faz o de que mais gosta: escrever. Em confirmação disso, tem este pensamento forte e decisivo: , no fundo para não morrer, para não desaparecer, para vencer a efemeridade. Como me inquieta e perturba o efêmero! Duas coisas, aliás, me angustia a mente constantemente: o efêmero “da vida e o silêncio do futuro”. Para J. D. Salinger, Os escritores escrevem por suas próprias razões, mas deviam escrever só para si mesmos, e a única coisa importante era a escrita. Repita-se: Edmilson Caminha escolheu ser professor (sobremodo escritor) de que gosta imenso, e, no pensamento de Confúcio, quando se gosta do que se faz, é feito não trabalhar nenhum dia na vida. “Escrever, como viver – segundo Henry Muller – é uma viagem de descobrimento”; o mesmo é para Edmilson Caminha. Mais qualificação: jornalista ativo. Escritor de mancheia. Integrante das Academias de Letras do Brasil, Brasiliense de Letras e Cearense de Língua Portuguesa. Sua produção literária é vasta e rica: doze títulos publicados – ensaio na maioria (quem primeiro disse Ensaio seus escritos foi Michel Eyquem de Montaigne, em 1580) . Ensaio: forma de escrita entre “a argumentação e a narração e entre a filosofia e a literatura”. Mais os gêneros me-

Calela é o novo diretor de Planejamento da Casa do Ceará Carlos Euler Currlin Perpétuo (Calela) é o novo diretor de Planajamento da Casa do Ceará; Nasceu em Joinville – SC, em 28/12/45; Pai: Euler Alves Perpetuo de Diamantina – MG; Mãe: Wanda Gisela Currlin Perpetuo de Itajaí – SC. Morou em Itajaí na praia de Cabeçudas. Mudou para o Rio de Janeiro, onde estudou no Internato São José dos Irmãos Maristas até 1960, mudando para Brasília onde estudou na CASEB e Elefante Branco. Formando-se em Arquitetura e Urbanismo na UNB em 1976. Trabalhos: Caixa econômica Federal como arquiteto – Aposentado., EMBRATUR, como chefe da Divisão de Captação de Recursos. Câmara Federal – Como Assessor Parlamentar do deputado federal Bismarck Maia. MPB Engenharia como arquiteto. Administração Regional de Brasília – RA1, como Diretor de Obras e Licenciamento e Assessor Especial do Administrador. Casado com a engenheira Angela Maria Barbosa Parente de Fortaleza – Ceará e tem dois filhos, Kim Parente Currlin Perpetuo e Erik Parente Currlin Perpetuo. Tem três filhas do casamento anterior: Danielle Gurgel Currlin Perpetuo, Adriane Gurgel Currlin Perpetuo e Emannuelle Gurgel Currlin Perpetuo.

Novembro/14

14

Com a Mala na cabeça mória e viagem. Verdade enorme: o que é bom tem pressa de terminar (pego essa ideia do escritor moçambicano Mia Couto) Confirma-me a leitura de “Com a Mala na Cabeça” – diga-se título de prender leitores – que, de tão agradável e fluente, acaba em pressa, isto é, Chega-se ultima página. E o que é o livro; É o que estar “Com a Mala na Cabeça”? Melhor dito : com a mala dentro da mente do leitor imaginado, que bom que ler Com a Mala na Cabeça! Quem bom que é carregar essa Mala! Lembra-me , neste momento, a divisão de dois grupos de leitores de Mario Quintana: os que acham bom o que a gente escreve e os que acham que poderia ser melhor: até hoje não sei qual das duas espécies irrita mais. O certo é que , irritando ou não quem quer se seja, reafirmo haver sido bom – muito bom – estar com ... e ler Com a Mala na Cabeça, de Edmilson Caminha – sem cansar – até o fim. Pelos motivos seguintes, entre eles: fluidez, simplicidade, correção e elegância de estilo (linguagem) que agarram o leitor, feito o obrigasse a devorar, num fôlego, as 134 páginas (de) Com a Mala na Cabeça. Pela verdade explosiva que as palavras guardam, fora de cristalização de novos emblemas e símbolo, Sobremaneira, pela apreensão da “essência dos lugares” (países), da “alma do povo”, “da beleza da arte, da força da cultura”. Com a Mala na Cabeça , a segurar a mão do leitor, Edmilson Caminha leva-o a viajar (viajar para o Autor sempre foi uma ação intelectual, um exercício literário). Isto é: viajar é mais – muito mais – que fazer turismo, Alias, o Autor faz, sábia e sutilmente , distinção entre viajante – e turista; Assim: este (dito também errante) olha, segue, fotografa: aquele, vê, escolhe, sente. De fato, o viajante não ignora o que deve ser evitado e sabe o que deve ser procurado, o que é necessário e supérfluo, distingue o que é justo e o que é injusto. Coma Mala

na Cabeça, o leitor é viajante.. Caminha terras tantas. Conhece culturas tantas, Conversa com tanta gente, Vê, escolhe e sente mundos tantos. Com a Mala na Cabeça – repita-se – o leitor , mais do que simples turista ou errante, faz-se viajante. Porque pelos subtítulos distribuídos em 134 páginas, Viaja (e vive) para contar. Anda com Rembrandt, Neruda, Joyce.Faz-se um Arataca na Antártica: Terra de Ninguém, Futuro de Todos (feliz achado linguístico este): Terra de Ninguém, Futuro de Todos). Vê do Niqab ao Topless, na Tunísia. Sente a grandeza e os mistérios no Império dos Incas . Viaja pelo México em busca da Serpente Emplumada. Escolhe Museus e Universidades, Orgulhos dos Mexicanos. Tem a companhia de Frida, Rivera e Cantinflas. Sabe do México: Povo de Fé, Estado sem Religião. Descobre nos Esgotos, a Consciência de Paris. Na Corrente do Tejo, tem a Alma de Portugal. Faz Turismo Fúnebre. Vai estar com os Judeus, entre Massada e Auschwitz e, passa por Massada, uma Canudos para os Judeus... Caminha o Egito de Ramsés a Mubarak. Tem-se Cuba de Fidel e das Novelas Globo, e Cuba: Meu Modo de Ver , Minha Maneira de Sentir . Vai à Rússia: de Lênin ao McLenin’s. Encontra na China , a Terra dos Homens Sós. E vê, e escolhe e sente muito mais coisas. Samuel Beckett, em carta a J. D. Salinger, escreve: “Bom mesmo é o livro que, quando a gente acaba de ler, ficar querendo ser um grande amigo do autor, para poder telefonas para ele toda vez que der vontade. Mas isso é raro de acontecer”. Aconteceu sim coma leitura de Com a Mala na Cabeça, para mim com vantagen, por dizer ser amigo do Autor desse tempo. Faço contudo, essas observações desconexas não pela amizade, senão para reafirmar que bom mesmo é o livro de Edmilson Ca minha, por isso exorto o leitor ao entusiasmo “COM A MALA NA CABEÇA”. Dias da Silva (Lavras da Mangabeira), escritor , membro das Academias Lavrense de Letras e Cearense de Língua Portuguesa.

Metrô de Sobral, o VLT fabricado no Ceará, começou a circular Sobral. Após dois anos de espera, o Metrô de Sobral começa a funcionar , em caráter experimental, das 8h às 12h, horário em que a experiência será gratuita para os usuários. De acordo com o Presidente do Metrofor, Rômulo Fortes, o Metrô de Sobral aproveita hoje a via ferroviária e a definição do vetor transportes como estruturador de desenvolvimento urbano. “Essa parte, a de funcionamento integrado com a linha existente, foi o que mais demorou para a implantação do metrô em Sobral, que, considerando todo o processo, teve seu funcionamento acontecendo em um bom tempo”. Rômulo explicou que, nos próximos seis meses, a experiência de usar o Metrô de Sobral será gratuita, e que ele deve operar apenas com metade dos carros. “Até mais ou menos abril do próximo ano, o metrô só funcionará das 8h da manhã ao meio-dia e o acesso será completamente gratuito. Quando a fase comercial iniciar, a operação contará com quatro vagões, mais um reserva, cada carro tendo a capacidade para uma média de 350 pessoas por carro”. O Metrô de Sobral, aproveita hoje a via ferroviária e a definição do vetor transportes como estruturador de desenvolvimento urbano. Existente na paisagem da cidade desde o final do século passado, a via férrea, usada hoje

acesse o site: www.facebook.com/casadoceara

só para carga, contorna o Centro da cidade, ligando os bairros da Cohab 2, no extremo leste, ao bairro do Sumaré, no oeste, e servirá para abrigar a Linha Sul do VLT. A linha norte ligará o Polo Industrial da Grendene, localizada à margem da avenida – onde existia o antigo ramal ferroviário de Camocim, no bairro da Expectativa, – ao bairro Cohab 3, passando pelos bairros do Junco e Terrenos Novos. As duas linhas formam dois “us” invertidos, que se tangenciam numa estação de integração. De acordo com o prefeito, quando o metrô de Sobral começar a operar integralmente será implantado o Sistema Integrado de Transporte Coletivo de Sobral (Sitrans), integrando midi-ônibus e Metrô com sincronização de horários e tarifa única. “Todo o sistema dará uma cobertura de 95% do território de Sobral, o que vai garantir que todo sobralense esteja a 300 metros de um dos modais, seja um ônibus ou o VLT”, explica. O secretário de Segurança e Cidadania, Pedro Aurélio Ferreira Aragão, explica que o equipamento irá operar com quatro Veículos Leves sobre Trilhos (VLT) e um de reserva, é equipado com ar-condicionado e integrará as 12 estações, distribuídas em duas linhas, uma norte e uma sul, numa extensão total de 13,2 quilômetros. Cada VLT é formado por dois carros, com movimentação bidirecional e velocidade máxima operacional de 60 km/h.

Ceará em Brasília


acesse o site: www.casadoceara50anos.com.br

Leituras VIII Batista de Lima (*) A poesia de Horácio Dídimo tem uma função didática. Ela ensina como trabalhar o verso. Está ela colocada entre a natureza de Manoel de Barros e o poema urbano de Paulo Leminski. Quem aprendeu com quem, não interessa. Os três são grandes poetas dos nossos tempos. São quase três gerações poéticas com a mesma batida, o mesmo fôlego, as mesas lições. O poeta pantaneiro, o mais velho, ainda versejando, o afinador cearense logo em seguida e o samurai malandro, o mais novo, o único que já se foi do nosso convívio, ou pensa que foi, já que deixou significativa obra. O mais recente livro de Horácio Dídimo traz como título “O afinador de palavras”. São 230 páginas editadas pela Imprece, com projeto gráfico de Geraldo Jesuíno. Nessa nova coletânea, o professor Horácio conserva características que se apresentam em seus livros anteriores. A principal delas é a religiosidade que teve sua culminância com seu livro “A palavra e a Palavra”. É uma poesia marcada pela pureza da alma, mas que não esquece os imperativos da forma e as inovações metafóricas. Isso prova que qualquer temática serve de matéria prima para a poesia horaciana.

Oficina de palavras devidamente cuidada por quem já imortalizou anteriormente um “Passarinho carrancudo”, sua obra para crianças, que mais sucesso fez até hoje. Essa sua cruzada em defesa da fauna, como um São Francisco da modernidade, fê-lo ingressar no mundo lobatiano quando encetou seus estudos de doutorado em Literatura, com a tese “Ficções Lobatianas: Dona Aranha e as Seis Aranhinhas no Sítio do Picapau Amarelo”. Horácio Dídimo tem dedicado a vida à profissão de professor. Sempre na área de Letras. Primeiramente como professor de Português, depois ministrando Literatura. É pois de se esperar que direcione algumas de suas poesias para a arte de versejar. Por isso que seus metapoemas se tornam notáveis pois são produto de seu magistério do dia a dia. Ele é mestre na arte da construção poética. Sabe preparar a argamassa e depois soerguer essa construção, questionando a todo tempo o potencial dos ingredientes que utiliza. “O poema é um fio / um pavio / um assovio / ou é um rio que corre / rio-rindo rio-rindo rio-rindo / sem pé nem cabeça”. Há, como se observa, um rio correndo nesse poema.

O que mais chama a atenção, no entanto, nesse novo livro, é o seu pendor por proteger os animais, colocando-os agasalhados nos contornos dos seus poemas. Podemos até chamá-los de poemas protetores dos animais. E vão desfilando muitos deles para ingressarem nessa arca poética que é “O afinador de palavras”. Todos esses animais convivem pacificamente como no Gênesis. São: leão, cachorro, grilo, lagartixa, jabuti, caracol, coelho, gafanhoto, micróbio, chipanzé, tartaruga, pavão, burrinho, borboleta, jiboia, girafa, macaco, papagaio, peixe espada, corujão, tico-tico, cururu, galo, sapo, vaca, bacurau, corvo, besouro e marreco.

Esse viés didático na poesia de Horácio Dídimo prossegue quando ele mira o ato de leitura. Afinal, no seu mister de professor por longos anos, deve ter concluído que um dos problemas a afetar a pouca aprendizagem de nossos alunos é a falta de leitura. Por isso ele investe nessa vertente da aquisição de saber. Seu poema “Leitura” ensina como ler seus poemas: “Quem aprender / A ler os meus poemas / Pelo avesso / Verá que o que parece ser o fim / É apenas o começo / E quanto mais eu me escondo / Mais eu apareço”. O professor nos quer dizer que a biografia do poeta está no poema. Nenhum gênero literário é mais revelador de seu autor do que a poesia lírica. Essa lição é transmitida, falando de si próprio, da sua arte poética.

Esse verdadeiro zoológico poético teria que ter um direcionamento proposital. Como sempre, a criança é o foco dessa reserva animal

Esse afinador conhece bem a matéria prima da sua lida: a palavra. “Faço amizade / com as palavras”. É sua estratégia para

dominá-las. Amar as palavras é o primeiro passo para adentrar seus domínios e ter poder sobre elas. “Quem é que brinca / de esconde-esconde / com as palavras?” É evidente que é o poeta. “Toda palavra / esconde um verso / no seu anverso”. Significa que não há palavra desprovida de possibilidade poética. O que é preciso é de um afinador que lhe torne cortante, burilada e prenhe de argúcias e sustanças. Horácio Dídimo tem esse poder de abrir a barriga das palavras, e delas retirar tesouros escondidos, como quem tira a ova de um peixe em tempo de piracema. Há, entretanto, dois portais outros, em que se conhece outro Horácio. Um responde pelo afeto familiar e outro, pelo carinho com os amigos. Daí que nesse seu mais recente livro ele canta ninares aos netos sem cair nas areias do simplório. Essa parte do livro ele nomeia de “O livro dos netos”. É nesse momento que ele transfigura coisas e bichos, depois os põe nas mãos dos garotos como brinquedos verbais para crianças. “Vocês sabem / o que é / amora? / A mora demora? / ou é o amor / agora?” O poema é um mimo para a criança mas é um desafio para o adulto. Por isso que o poeta termina por afirmar que “Qualquer tiquinho / É um aumento / Qualquer passinho / É um movimento”. Do seu afeto pelos amigos ele extrai a matéria prima para seus “Exercícios de admiração”. É aí que sua peculiar humildade transcende qualquer privilégio geracional. Ele começa cantando loas a Eduardo Jorge, poeta da novíssima geração da Literatura Cearense. Poderia ser seu filho caçula. Depois vão aparecendo poetas que tiveram seus livros lidos e suas mensagens poetizadas por Horácio Dídimo. Entre eles estão: Marly Vasconcelos, Nilto Maciel, Aíla Sampaio, Ivoni Pereira, Paulo Eduardo Mendes, Regina Pamplona, etc. Por fim, o leitor termina a leitura dessa coletânea com a confiança de entregar para polimento e afinação qualquer instrumento verbal na oficina de Horácio Dídimo. (*) Batista de Lima , escritor, da Academia Cearense de Letras.

Assembleia Legislativa do Ceará teve renovação de mais de 50%

Banco do Nordeste aplicará R$ 13,3 bilhões do FNE em 2015

SESI/SENAIem Sobral beneficia 10 mil trabalhadores na Grendene

Mais da metade da bancada da Assembleia Legislativa será renovada na próxima legislatura. Formada por 46 parlamentares, a Casa será composta por 24 deputados eleitos e 22 reeleitos. Os novos integrantes do Parlamento são: Aderlânia Noronha (SD), Agenor Neto (PMDB), Audic Mota (PMDB), Augusta Brito (PCdoB), Bruno Pedrosa (PSC), Capitão Wagner (PR), Carlos Matos (PSDB), Carlos Felipe (PCdoB), David Durant (PRB), Dr. Bruno Gonçalves (PEN), Dra. Silvana (PMDB), Elmano (PT), Evandro Leitão (PDT), Jeová Mota (Pros), Joaquim Noronha (PP), Laís Nunes (Pros), Moises Braz (PT), Naumi Amorim (PSL), Odilon Aguiar (Pros), Renato Roseno (Psol), Robério Monteiro (Pros), Tomaz Holanda (PPS), Walter Cavalcante (PMDB), Zé Ailton Brasil (PP). Já o número de deputadas estaduais na Assembleia Legislativa passa de cinco para sete na próxima legislatura - o que representa um crescimento de 40% na bancada feminina. As eleitas foram Aderlânia Noronha, Augusta Brito, Bethrose, Dra. Silvana, Fernanda Pessoa, Laís Nunes e Miriam Sobreira. O Partido Republicano da Ordem Social (Pros) mantém a maior bancada da Casa, passando de 11 para 12 deputados. Em seguida, vem o PMDB, com seis parlamentares, e o PDT, com três deputados. O número de partidos com representação no Parlamento Estadual passa de 19 para 22 agremiações. Segundo o Tribunal Regional Eleitoral do Ceará (TRE-CE), a diplomação dos eleitos ocorrerá no dia 19 de dezembro, no Centro de Eventos do Ceará. Já a posse do novo governador será na Assembleia Legislativa, no dia 1º de janeiro de 2015. GS/JU

O Banco do Nordeste deve aplicar um volume de R$ 13,3 bilhões do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE) em 2015. O montante foi anunciado , em reunião com o Ministério da Integração, a Superintendência de Desenvolvimento do Nordeste (Sudene) e entidades representativas dos principais segmentos econômicos da região Nordeste e do norte de Minas Gerais. Na ocasião, os participantes tiveram a oportunidade de contribuir para a elaboração do Plano de Aplicação de Recursos do FNE para o próximo exercício, um importante instrumento de planejamento orçamentário que busca otimizar as aplicações do Fundo em conformidade com as vocações, potencialidades econômicas e perspectivas de investimentos para a Região. “É um momento muito rico e necessário, porque a programação do FNE é elaborada de forma participativa. Dessa forma, a discussão é enriquecida e nos dá diretrizes, prioridades e condições de orientar as aplicações do fundo para o próximo exercício”, explicou o diretor de Desenvolvimento Sustentável e Microfinança, Francisco das Chagas Soares avalia Soares. O secretário interino do Ministério da Integração, Wanderley Barreto destacou a oportunidade de planejar ações para a redução das desigualdades da área de atuação do Banco do Nordeste. “Podemos ouvir demandas e considerar os aspectos mais importantes do domínio de cada parceiro, inclusive técnicos que estão no campo e conhecendo a região”, reconheceu. Já o diretor da Sudene, Henrique Tinoco, ressaltou a sinergia entre as entidades. “Se não tivermos estratégia de alinhamento, perdemos força. É fundamental e a sociedade produtiva dê o seu direcionamento”, afirmou.

Cerca de 10 mil trabalhadores da Indústria Grendene, em Sobral, foram beneficiados com as ações da Campanha Outubro Rosa, promovidas pela equipe de Saúde e Segurança do Trabalho (SST) e Vida Saudável do Centro Integrado SESI/SENAI na cidade. O trabalho, realizado de 21 a 23 de outubro, teve o objetivo de sensibilizar os industriários acerca da importância da prevenção do câncer de mama, do diagnóstico precoce e da realização de exercícios físicos como fatores impulsionadores para melhoria da qualidade de vida. As ações contaram com mesas expositivas contendo modelos de mamas, com e sem os nódulos cancerígenos, explicações de como fazer o autoexame, verificação de pressão arterial, peso e orientações sobre alimentação saudável. Também foram realizadas competições de dança no intuito de destacar a importância da prática dos exercícios físicos. No dia 22/10, o evento beneficiou as alunas dos cursos de aprendizagem do SENAI e da educação básica do SESI, que participaram de palestras e dinâmicas de dança no auditório do Centro Integrado SESI/SENAI Sobral.

Ceará em Brasília

acesse o site: www.brasilia50anosdecasadoceara.com.br

15

Novembro/14


acesse o site: www.casadoceara.org.br

Edson Queiroz Neto representou Airton Queiroz na solenidade de entrega do prêmio CINDRA

Edson Queiroz Neto representou o chanceler Airton Queiroz, Chanceler da Universidade de Fortaleza, Unifor, na solenidade de entrega do Prêmio Cindra de Desenvolvimento 2014 - Medalha Celso Furtado,em 25.11, no Salão Nobre da Câmara dos Deputados, enquanto Ivens Dias Branco Neto representou seu avô Ivens Dias Branco, presidente da M. Dias Branco, igualmente homenageado . A solenidade foi presidida pelo deputado Domingos Neto (PROS-CE), presidente da Comissão de Integração Nacional, Desenvolvimento Regional e da Amazônia. Esta foi a segunda versão do Prêmio que tem o apoio da Confederação Nacional da Indústria. O Premio Cindra de Desenvolvimento 2014 – Medalha Celso Furtado foi instituído pela Comissão de Integração Nacional, Desenvolvimento Regional e da Amazônia, sendo conferido a pessoas com notória idoneidade que tenham, ao longo de suas vidas, realizado trabalhos, ações ou programas com destaques na contribuição ao desenvolvimento regional. O premio também é concedido a órgãos e entidades da administração pública

de qualquer dos Poderes da União, Estados, Distrito Federal e municípios que preencham os critérios do regulamento. Em 2014, foram agraciados os cearenses Airton José Vidal Queiroz, Chanceler da Universidade de Fortaleza; Francisco José Coelho Teixeira, Ministro da Integração Nacional; Amarílio Proença de Macedo, Presidente do Conselho do grupo J Macedo; Nelci Afonso Bakof, diretor da Bakof Indústria e Comércio de Fiberglass; Ivens Dias Branco, presidente do grupo M Dias Branco; João Teixeira Júnior, Diretor das empresas Frutacor e Univale; José de Carvalho Rocha, Diretor do Colégio e Faculdade Christus; Sergio Ermel, Diretor da Melbros Industria e Comércio de Calçados, de Tauá, e José Colombo de Almeida Cialdine Neto, com atuação na área de turismo. Edson Queiroz Neto que é Diretor Superintendente da Nacional Gás, do grupo Edson Queiroz, ainda participou em 25.11 do jantar da Associação Brasileira das Emissoras de Rádio e Televisão-ABERT, que homenageou o presidente da Câmara dos Deputados , deputado Henrique Eduardo Alves.

Dragão do Mar homenageado no Dia da Consciência Negra No dia dedicado à Consciência Negra sete personalidades receberam, do Senado, a Comenda Senador Abdias Nascimento. A honraria, criada para agraciar personalidades que se destacaram na proteção e na promoção da cultura afro-brasileira foi entregue ao ministro Benedito Gonçalves, do Superior Tribunal de Justiça (STJ); aos músicos Gilberto Gil e Martinho da Vila, e à militante do movimento negro Edna Almeida Lourenço, conhecida como Ekdje Edna de Oiyá. Foram agraciados, também, o ator Milton Gonçalves; o professor Silvio Humberto dos Passos Cunha, da Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs), na Bahia; e in memoriam, o pescador Francisco José do Nascimento (1839-1914), conhecido como o Dragão do Mar, por sua luta abolicionista no Ceará. A senadora Lídice da Mata (PSB-BA) disse que o país parece enfrentar um retrocesso em relação aos direitos humanos. Ela lembrou casos de injúria racial no futebol, além de intolerância contra religiões de matriz africana e assassinatos de negros.. Na solenidade, Martinho da Vila cantou a música Kizomba, Festa da Raça e revelou um desejo: “sonho com o dia em que não haverá a necessidade de movimento negro no Brasil

mkt.nacionalgás

Energia que faz parte da nossa vida.

Novembro/14

16

acesse o site: www.facebook.com/casadoceara

Ceará em Brasília


acesse o site: www.casadoceara50anos.com.br

Pr Esp ojeto eci s ais

Momentos marcantes da vida do prof. Albery Mariano A mão e a luva

Academia de Letras e Artes de Caldas Novas “Renascer a ALACAN tendo como Presidente Dr. Francisco Albery Mariano, advogado de belo e invejável currículo social, intelectual, profissional e literário. É cearense, brasiliense, e agora cidadão Caldasnovense. Com certeza fará mandato promissor”. Relendo o artigo do jornalista e escritor filiado à UBE/ Goiás e ALACAN cadeira número03, digo que suas expectativas foram alcançadas. Daqui a poucos dias empossarei a nova Presidente, com certeza do dever cumprido. Deixo, como doação para acervo da ALACAN, 32 livros devidamente encadernados, com registro dos trabalhos realizados em minha gestão:26/03/2010 a 23/03/2012. Procurei administrar com o lema do saudoso J.K: “ 20 anos em 2”. Espero que a nova diretoria continue elevando o bom nome desta Instituição Cultural. O poeta Dr. Albery incentiva a população a fazer doação de peças antigas para o museu da cidade. O CASARÃO O casamento dos Gonzaga Agora já é museu Casarão é casa grande Onde brinquei com “arraia” Um presente em Calda Novas, E dos meus avós em Caucaia. No casarão nunca falta Oração no dia-a-dia Paz, amor e devoção Com a imagem de “Maria” Faça parte dos velhos tempos Doando uma peça antiga. Ajudará a cidade Se sua mão for amiga Não importa nossa idade Para curtir o Casarão. Lá você encontrará Lamparina, moinho fogão... Benfeitor já sou chamado Sempre façam como eu O antigo conservador Tudo isso é museu O turista que aqui vem Do antigo vai gostar, Vai depender de você

Ceará em Brasília

Fotos: Albino Oliveira

A fidelidade e a Felicidade Em um compromisso de amor, a fidelidade e a felicidade estão inclusas. Na aceitação do matrimônio as duas são exigências. Nada mais justo e honesto do que o relacionamento a dois baseado na fidelidade e felicidade. Fazer a felicidade do cônjuge e dos filhos oriundos do casamento, depende só de você. Só seremos realmente felizes na medida em que fazemos os outros felizes. Só o Respeito a Oração a Tolerância e o Amor fazem com que a magia do Sacramento do Matrimônio nunca perca o seu encanto. O segredo do casamento é ambos seguirem esta ROTA de vida. Cleuza Luiza Mariano – Escritora Extraído da revista viaje sem fronteiras Edição 3 de Abril de 2012

Se puder colaborar A todos, eu agradeço, Doadores de coração. Vocês sabem o endereço Do Museu Casarão O Casarão abre suas portas Pra cultura divulgar. Academia de letras e artes Lá encontrou o seu lugar Dr. Abery Mariano – Poeta Extraído da revista viaje sem fronteiras Edição 3 de Abril de 2012 O Decreto Legislativo número 011/2011 concede o Títulode Cidadã Honorífica a personalidade Professora Cleuza Luiza Mariano em Sessão Solene realizada no dia 16/03/2012, no Auditório da Câmara Municipal de Caldas Novas, Paço Legislativo Martinho Palmerston. Recebeu os cumprimentos dos amigos e do esposo: “ Sou um poeta apaixonado, inspirado em minha musa”-Dr. Albery. “Caldas Novas, você me conquistou, aqui estou. Me considero Mineira-Goiana”. Prof. Cleuza- cidadã Caldasnovense O museu Casarão é uma construção típica goiana, em estilo do século XIX, que me traz muitas lembranças de minhas férias de crianças, no sobrado de meus avós em Caucaia-CE. Não esqueço as brincadeiras de uma infância bem vivida. Hoje, eu em Caldas Novas me afeiçoei a este casarão, doando peças antiga montando a sala da Academia de Letras e Artes que se encontra em uma de suas dependências. A volta ao passado é motivo de encantamento a todos que visitam o antigo Casarão. Conservar o antigo é reviver os Senhores Coronéis, a nobreza da época, perpetuando os acontecimentos históricos e a memória fiel da sociedade goiana. Casarão é um poema que só alegria me traz.

Comendador Dr. Francisco Albery Mariano (Cearense) . Diretor pela CEUB-DF . Aluno de letras- Universidadede Brasília . Faculdade de Teologia de Brasília . Escola Superior de Magistratura do DF . Advogado, Escritor, Contador, Corretor de Imóveis, Defensor . Público, Comissário de Menores . Pioneiro de Brasília . Aposentado como diretor do TER-DF e como professor da Secr. Ed. do DF . Comendador e Conselheiro da ABACH . Acadêmico de Letras da ALACAN cadeira número 06 . cidadão Caldasnovense . Recebeu várias horárias . Consagrado à Mãe Rainha Professora Cleuza Luiza Mariano (Mineira) . Pedagoga pela Universidadede Brasília e Universidade do Distrito Federal . Administradora do Ensino . Supervisora Escolar . Coordenadora Pedagógica . Prof. De Estrutura e Funcionamento do Ensino . Especialista em Educação Pré-escolare Alfabetização . Diretora de Escola – Classe no DF . Técnica em Assunto Educacionais . Pioneira de Brasília . Aposentada pela Secr. de Ed. do DF . Dama Comendadora da ABACH . Acadêmica de Letras da ALACAN cadeira número 15 . Mulher Destaque 2011/2012 . Consagrada à Mãe Rainha Extraído da revista viaje sem fronteiras Edição 3 de Abril de 2012

acesse o site: www.brasilia50anosdacasadoceara.com.br

17

Novembro/14


acesse o site: www.casadoceara.org.br

Página da Mulher

Os que saem e os que entram na passarela da democracia

Regina Stella (*) Apagam-se as luzes. Por trás dos bastidores se repetem as cenas de um velho drama que através dos séculos tem guarida nos palcos do mundo. Embora se distanciem no tempo e no espaço, diferentes as épocas, diferentes os costumes, guardam , contudo, entre si tamanha identidade que poderiam os atores recuar ou avançar no tempo e dificilmente se distinguiria quais os personagens do passado e do presente, tal a semelhança! Apagam-se as luzes e a festa termina. E é a mesma a sensação de perda e de vazio, ora ocultando a amargura, ora disfarçando o desencanto, mas em cada um o sabor amargo da descida. Do palco, do palácio, da arena, do poder. Vazias, as longas galerias, e pelos corredores antes apinhados de fervorosos e fieis correligionários, um silêncio de ocaso se agiganta anunciando o avançado da hora. Em alas se postavam, solícitos, atentos ao menor apelo, um sorriso, quase um ritus afivelado ao rosto, patenteando aquiescência, préstimo, solidariedade. E as mesuras se multiplicavam, como se, por mimetismo, tivessem se transformado, todos, em calangos, constantemente balançando a cabeça, concordando. num perene sim! Irremediável, a fatídica hora, de esvaziar as gavetas...Nenhum significado têm agora os ofícios, os papeis, o amontoado de pastas, a infindável lista de amigos com quem podia contar,

obsequiar, retribuir! Sumiram, como sumiram e se aquietaram os aplausos, e como encurtaram as procissões, num acompanhamento ostensivo, nervoso, febril. Estranho fascínio exerce o poder! De tal maneira ofusca e inebria que poucos se dão conta de que existe para todos e para cada um, a hora de entrar e a hora de sair! Velho impostor, escraviza, paradoxalmente, quem dele se apossa, e a tempo não constata as artimanhas e o doce jugo do mando. Pouco a pouco seduzido, se deixa enredar nas teias do falsário e já não distingue o que lhe é próprio, peculiar, do que advém do embusteiro. Inexoravelmente toldada a visão pela chuva de confete que lhe lança o impostor, admite como propriedade particular, intransferível, o cargo, a função, a sala que ocupa, o gabinete onde doutrina, o palácio que preside. Por igual lhe pertencem, por merecimento, os aplausos ao passar, as alas que se abrem, os sorrisos, a importância, as pessoas! Incensado, considera-se o mais entendido, o mais sábio, o mais perspicaz, o mais hábil e capaz. Nenhum lhe supera em aptidão e valor! Contudo, certo dia, apagam-se as luzes. Chegada a hora de sair. E é esse exato instante que o drama tem começo, exacerbado e em toda a sua angustia pelos que, no poder, de toga, de túnica, de manto, de terno ou jaquetão, há séculos, ontem e hoje, julgavam-no inalienável! E tão forte

é o apego que a dor da perda é silenciosa e muda. Ninguém ousa, sequer, menciona-la! Mas, alternativas da existência, o dia de sair implica, necessariamente , no dia de entrar. Enquanto nos bastidores, no lusco-fusco tudo se desmonta e se desarticula, lá fora um projeto se agiganta, e se aglutinam interesses, planos, ideias, promessas para o exercício do poder, a grande aventura de transformar em atos concretos toda uma estrutura de renovação. É chegado o momento de avaliar o possível e o impossível, iniciando-se a dolorosa cirurgia dos excessos cometidos sob os impulsos da vontade de vencer. Até os acenos do céu podem inadvertidamente ter sido oferecidos, mas nos duros ofícios da administração quotidiana terão que haver-se com as dificuldades financeiras, os novos titulares do mando Governar é servir, voltar-se para as reais necessidades da comunidade, e no equilíbrio entre o prometer e o fazer estão os alicerces que dão qualidade e marcas duradouras a uma administração Apaguem-se as luzes. A festa está terminando. Acendam-se as luzes. A festa está começando. (*) Regina Stella (Fortaleza), jornalista e escritora ganhar o mar, na tosca jangada.

Os Cearenses na Cozinha de Brasília Bar dos Cunhados Pedro Prado e Paulo Prado Donos (Hidrolândia). Garçons: Raimundo Vieira (Viçosa do Ceará), Edmilson Bezerra, (Poranga), Johnson de Souza e Raimundo Pacheco (Santa Quitéria). CLN 115 BL B lj 21- Asa Norte 70772-520 Tel (61) 3274-7805. Bar dos Cunhados no Tênis do Iate Clube Damázio Prado (Hidrolândia) arrendatário – 3379 88763 - Setor de Clubes Esportivos Norte Trecho 2 Conj 4 - CEP. 70800-120 Bar dos Cunhados Veleiro no Iate Clube Antonio Prado (Hidrolândia) arrendatário 3329-8761 e 3323-4207 Beirute Sul Proprietário Francisco Martins (Ipu) SCLS109 Bloco”A” Loja 2/4 – Asa Sul /3244 1717 Beirute Norte Maitre Bartolomeu Martins (f.cearense, Brasília) Coco Bambu – Frutos do Mar Gerente Geral Eilson Studart (Fortaleza) SCES Trecho 02, Conjunto 36, Parte CÍcone Parque/ 70200-002 Tel3224 5585 Brasília Shopping SCN Qd 05 BL.A , 70715-900 Tel 3038.1818 Baby Beef Rubaiyat - Brasília Maitres: José Itamar Ferreira Gomes (Acaraú), Silva (Ubajara) e Manoel Adilson Rodrigues (Jijoca), Garçons: Luis Neto Alves Sobrinho (Acopiara) e Antenor Neto Rodriges (Ibiapina), bar-men: Doniseti Ferreira Chaves (Ibiapina), Hernandes Freitas (Jijoca) e Gleison Ferreira da Silva (São Benedito), Recepcionista Viviane Bezerra da Silva (Ipueiras). SCES – Setor de Clubes Esportivos Sul, Trecho 1, lote - 1 A - Asa Sul - Tel 61. 3443.5000 Dom Francisco SCS 402 Bloco B Loja 09, 3224 1634 3226 1816 Gerente: Wilton Melo (Ipu); maitre : Valdemir Alves Souza (Sobral); garçom: Evandro Magalhães (Santa Quitéria) Dom Francisco ASBAC SCES Trecho 02 Conj 3226-2005 / 3224-8429

Novembro/14

18

Garçons: Iran Matos (Independência), Antonio Melo (Independência) Antonio José Barbosa (Monsenhor Tabosa). Elisimar Barbosa Oliveira (Monsenhor Tabosa); barman Francisco Ricardo Ferreira Gomes (Nova Russas); cozinheiros: Romário Vieira Barreto (Tauá) Francisco das Chagas Gomes (Nova Russas) e Francisco Dermival dos Santos (Nova Russsas). Dona Graça Maitre – Carlos Ângelo Veras (Viçosa do Ceará) Vila Planalto, Acampamento Pacheco Fernandes Rua 07 - Casa 15 Vila PlanaltoTel 3032 1062 - 70804-270 Forneria Parole Maitre Antonio Carlos de Souza (Guaraciaba do Norte) ; garçom: José Gerardo de Azevedo (Guaraciaba do Norte); cozinheiros Juvêncio Fernandes Neto (Tauá), pizzaiolo Sinobilino Bezerra Neto (Tuaá) e Adinaldo Fernandes Bezerra (Tauá). QI 9/10 Comércio Local Loja 39 Lago Norte - 3368 3337 Gero Gerente: Célio Freitas (Hidrolândia) SHIN C04 Lote A Loja 22 Térreo Iguatemi 3577 5522 8110 0209 Galeteria Beira Lago Proprietário João Miranda Lima (Ipueiras) SCES Trecho. 02 conjunto 33, ao lado do PIER 21 Ki Filé Maitre – Maitre,Roberto Cavalcante (f.Cearense), Chefe de Cozinha, Raimundo Cavalcante (Sobral). Gerente Eduardo Vasconcelos (f.Cearense), garçons: Francisco Souza (Sobral) e Raimundo Mourão (Nova Russas), cozinheiros Alessandro Loyola (Sobral) e Francisco Ferrreira (Granja) 405 Norte, bloco A - lojas 55/65/69 - (61)3274-6363 Libanus Proprietário Narciso Martins (Ipu) SCLS 206, Bloco “C”,loja 36 – Asa Sul / 3244 9795 Moranguim Chefe de Cozinha Francisco da Silva (Icó) SHIN QI2, Área Especial, Quiosque 14., Lago Norte/21947641 Em frente a loja do Pão de Açucar. New Koto (comida japonesa) SQS 212 loja 20 - 3346 9668

acesse o site: www.facebook.com/casadoceara

Garçons: Francisco Olavo Aprigio, Francisco Antônio Souza, Gelinaldo Brito e Genildo Brito, todos de Guaraciaba do Norte, José Wilson (Boa Viagem), cozinheiro José Aurélio (Sobral), sushiman João Carlos Nascimento e o ajudante dele, Eridam Lopes e o ajudante de cozinha Francisco Alan, todos de Guaraciaba do Norte Oxente Carne de Sol: Q 04, Conjunto J, Vila Buritis, Planaltina, 3389, 4005 - Copeiro Francisco das Chagas Aguiar (Sobral); Pizzaiolo Narcelio Oliveira da Silva (Crateus); Cozinheira Edilza Maria (Fortaleza), ajudante de cozinha José Dalmir do Nascimento Sousa Prado(Sobral), ajudante de cozinha Francisco Tadeu Prado Nascimento Sousa ( Sobral); Copeiro Manoel Bezerra Aguiar de Araújo ( Sobral) Pizzaria Primu’s Grill Dono: Chico Élcio (Sobral) Quadra 4. Conj, A Lt 60 – 9627 6430 - Planaltina 73.300-000; Praliné SCLS 205 Bloco A – Loja 03 – ASA Sul 70.235-510 – 3443 7490, 3443 7090 Garçons – Raimundo Viana (Crateús), José Osmar Gabalia (Sobral), Francisco Edmar Alves de Souza (Ipueiras) . Caixa: Eliane Paiva (Groaíras) Recanto do Norte Donos: Eudes Braga Mesquita e Antônia (Toinha) Celeste Jorge Mesquita (Santa Quitéria) 409 Norte , Bloco B, Loja 65 – Tel 3271 8722 Taperas Restaurante Maitre – Francisco Tadeu de Oliveira (Iguatu) Sobreloja do Garvey Palace HotelTel 33 28 4265 Trindade Maitre Luciano Rodrigues (São Benedito) Chefe de Cozinha - Francisco Alves (Acaraú) SHCS Quadra 105, Bloco D Conjunto 35 0 Asa Sul/ Tel32424005 Verde Perto Proprietário Carlos Pontes (Nova Russas) EPTG Chácara 56 sentido Taguatinga-Guará (ao lado do Posto de Polícia) 3567 8217

Ceará em Brasília


acesse o site: www.casadoceara50anos.com.br

Leituras IX

Humor Negro e Branco Humor Desordem no tribunal”. São coisas que as pessoas realmente disseram, e que foram transcritas textualmente pelos taquígrafos, que tiveram que permanecer calmos enquanto estes diálogos realmente aconteciam à sua frente. Advogado: Qual é a data do seu aniversário? Testemunha: 15 de julho. Advogado. : Que ano? Testemunha. : Todo ano. Advogado. : Essa doença, a miastenia gravis, afeta sua memória? Testemunha. : Sim. Advogado. : E de que modo ela afeta sua memória? Testemunha. : Eu esqueço das coisas. Advogado : Você esquece... Pode nos dar um exemplo de algo que você tenha esquecido? _______________________________________________ Advogado. : Que idade tem seu filho? Testemunha. : 38 ou 35, não me lembro. Advogado . : Há quanto tempo ele mora com você? Testemunha. : Há 45 anos. Advogado : Qual foi a primeira coisa que seu marido disse quando acordou naquela manhã? Testemunha. : Ele disse, “Onde estou, Bete?” Advogado. : E por que você se aborreceu? Testemunha. : Meu nome é Célia. Advogado. : Seu filho mais novo, o de 20 anos... Testemunha. : Sim. Advogado. : Que idade ele tem? Advogado. : Sobre esta foto sua...o senhor estava presente quando ela foi tirada? Advogado. : Então, a data de concepção do seu bebê foi 08 de agosto? Testemunha. : Sim, foi. Advogado . : E o que você estava fazendo nesse dia? Advogado. : Sr. Marcos, por que acabou seu primeiro casamento? Testemunha. : Por morte do cônjuge. Advogado. : E por morte de que cônjuge ele acabou? Advogado . : Doutor, quantas autópsias o senhor já realizou em pessoas mortas? Testemunha. : Todas as autópsias que fiz foram em pessoas mortas. Advogado. : Aqui na corte, para cada pergunta que eu lhe fizer, sua resposta deve ser oral, Ok? Que escola você frequenta? Testemunha. : Oral. Advogado . : Doutor, o senhor se lembra da hora em que começou a examinar o corpo da vitima? Testemunha. : Sim, a autópsia começou às 20:30 h. Advogado. : E o sr. Délcio já estava morto a essa hora? Testemunha. : Não... Ele estava sentado na maca, se perguntando porque eu estava fazendo aquela autópsia nele. _____________________________________________ ******* Essa é a melhor ******** Advogado . : Doutor, antes de fazer a autópsia, o senhor checou o pulso da vítima? Testemunha : Não. Advogado. : O senhor checou a pressão arterial? Testemunha : Não. Advogado. : O senhor checou a respiração? Testemunha : Não. Advogado . : Então, é possível que a vítima estivesse viva quando a autópsia começou? Testemunha : Não. Advogado. : Como o senhor pode ter essa certeza? Testemunha : Porque o cérebro do paciente estava num jarro sobre a mesa. Advogado . : Mas ele poderia estar vivo mesmo assim? Testemunha : Sim, é possível que ele estivesse vivo e cursando Direito em algum lugar!!!

Ceará em Brasília

BNDES financia R$ 254 milhões para cinco usinas eólicas no Ceará

Empresas da Operação Fumaça São declaradas inidôneas

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) aprovou financiamento de R$ 254 milhões para a construção de cinco centrais eólicas nos municípios de São Gonçalo do Amarante e Amontada, no Ceará. As usinas — controladas pela Ventus Energia Renováveis S.A, vencedora do leilão de energia de reserva de 2009 — têm capacidade instalada de 121,8 MW. O BNDES financiará 50,2% do valor total dos investimentos, de R$ 503 milhões. Os parques contam com 58 aerogeradores, fornecidos pela Suzlon Energia Eólica do Brasil, e são divididos em dois complexos: o Complexo Icaraí (Central Geradora Eólica Icaraí I S/A e Icaraí II S/A) e o Complexo Taíba (Central Geradora Eólica Taíba Águia S/A, Central Eólica Geradora Taíba Andorinha e Central Geradora Eólica Colônia S/A). O Complexo Icaraí, em Amontada, tem capacidade de 61,5 MW e o Taíba, localizado em São Gonçalo do Amarante, de 57,6 MW. Ambos estão conectados ao sistema de distribuição da Chesf. Com o apoio, o BNDES contribui para a diversificação da matriz energética brasileira, com uma fonte limpa e renovável, e para a redução das emissões de gases de efeito estufa por MW/h de energia gerada no sistema interligado. Além disso, os investimentos trazem benefícios econômicos e sociais aos municípios cearenses, estimulando o desenvolvimento da região. Carteira – O BNDES possui, atualmente, uma carteira com 51 projetos de financiamento de geração eólica, totalizando 5,5 mil MW e investimentos de R$ 25 bilhões. Trata-se de um setor prioritário para o Banco. O aumento de seu peso na matriz energética brasileira tem contribuído para a instalação de uma indústria de fornecedores nacionais de aerogeradores, além de permitir aumento da oferta de energia a partir de fonte renovável e limpa.

O Diário Oficial da União (DOU) de 10.10 trouxe a declaração de inidoneidade das empresas L&R Construções e Conexo Construções. Com a decisão, assinada pelo ministro-chefe da Controladoria-Geral da União (CGU), Jorge Hage, as duas construtoras ficam agora impedidas de participar de licitações e de contratar com a Administração Pública por pelo menos dois anos. A decisão da CGU é resultado de processo administrativo promovido pelo órgão de controle, ao longo dos últimos meses, a partir da realização da Operação Fumaça, realizada entre 2009 e 2011 pela Controladoria, em parceira com a Polícia Federal (PF) e Ministério Público da União (MPU). A operação investigou irregularidades na aplicação de R$ 25,9 milhões em recursos federais da área da Saúde, repassados à prefeitura de Iguatu/CE pela Fundação Nacional de Saúde (Funasa). Convênio A apuração da CGU comprovou que as empresas L&R Construções e Conexo Construções obtiveram vantagens indevidas na execução do Convênio nº 1.861/2005, celebrado entre a Funasa e a Prefeitura Municipal de Iguatu/CE para a construção de aterros sanitários no município de Iguatu/CE (L&R Construções) e na execução de serviços de reforma de prédios da Funasa (Conexo Construções). Além de fraudes em licitações, superfaturamento de obras e pagamentos por serviços não executados, também foi verificado o conluio entre empresas para definir vitórias em pregões. Punições De acordo com a Lei de Licitações (nº 8.666, art. 87), com a declaração de inidoneidade, a empresa punida fica impedida de contratar com a Administração Pública ou participar de licitações por pelo menos dois anos. Este prazo pode ser estendido enquanto perdurarem os motivos que levaram à punição ou até que a empresa promova o ressarcimento dos prejuízos provocados.

Porto do Pecém: autorizados estudos para uma nova expansão para atender Siderúrgica e Refinaria Governo do Estado, por meio da Secretaria da Infraestrutura do Estado (Seinfra), autorizou o início dos estudos para uma nova ampliação do Terminal Portuário do Pecém. O trabalho será realizado pelo consórcio formado pelas empresas Ram Engenharia e Planave Estudos e Projetos. Os serviços estão relacionados às obras de adequação à nova expansão das infraestruturas aquaviária e portuárias do Terminal, de forma a prepará-lo para a implantação da superestrutura que viabilizará as operações com petróleo e derivados líquidos e outras cargas do gênero advindos com a implantação da refinaria da Petrobras, em fase de planejamento. Os estudos receberão investimentos de R$ 4,8 milhões e devem estar prontos dentro de seis meses a partir da assinatura do contrato, firmado dia 15 de outubro. Serão desenvolvidas inicialmente alternativas de arranjos geométricos, métodos construtivos e tecnologias, entre outros, em nível conceitual para apreciação dos técnicos da Secretaria. Se os estudos forem aprovados serão desenvolvidos os projetos. Entre os estudos a serem realizados estão os de sondagens geotécnicas e de propagação das ondas, arranjos geral das instalações portuárias e das estruturas, as plantas de situação, elaboração de todos os documentos necessários a projetos como, Desenhos, Fluxogramas, Listas de Materiais, Planilha de Orçamento Básico e preparação de documentação para licenciamento junto a Capitania dos Portos e Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq).

Deverão ser realizados os projetos relativos ao levantamento batimétrico – estudo do relevo submarino, modelação hidráulica, modelos de simulação de manobras, arranjo geral de instalações, definição do canal de acesso e da bacia de manobras e atracação, arranjo geral das estruturas, projeto das obras civis das pontes de acesso, dos píeres e das plataformas de operação, projeto de fornecimento de água tratada, combate a incêndios, Circuito Fechado de TV, sonorização, sistema auxiliar de atracação, de telefonia, automação, instalações elétricas e controle de acesso. Segunda expansão O Porto do Pecém está recebendo a sua segunda expansão com obras que incluem uma nova ponte de acesso ao quebra-mar existente com 1.520 metros de extensão, a pavimentação de 1.065 metros sobre o quebra-mar; a ampliação do quebra-mar em cerca de 90 metros; o alargamento de aproximadamente 33 metros da ponte; e a construção de 600 metros de cais com dois berços de atracação de navios cargueiros ou porta-contêineres. O investimento é de R$ 568,7 milhões. Atualmente os serviços são executados no alargamento do quebra-mar e da ponte de acesso. A obra já possui avanço de 45% e a entrega dos serviços está prevista para o final de 2016. No período de janeiro a setembro de 2014 foram movimentadas através do porto do Pecém 6,4 milhões de toneladas de mercadorias, com operação de 365 navios no período. O acréscimo foi de 61% em relação ao mesmo período do ano passado, quando foram movimentadas 3,9 milhões.

acesse o site: www.brasilia50anosdecasadoceara.com.br

19

Novembro/14


acesse o site: www.casadoceara.org.br

Ministério Público do Distrito Federal e Territórios aprovou a venda do Módulo F para financiar a construção do Projeto Fausto Nilo. Mais um obstáculo para a venda da Modulo F, de 15 mil metros quadrados, do Setor de Grandes Áreas Norte-SGAN, na Asa Norte, que financiará a construção da nova Casa do Ceará, projeto Fausto Nilo, foi vencido, depois de cinco anos de negociações com a Promotoria de Justiça de Tutela das Fundações e Entidades de Interesse Social, doo Ministério Público do Distrito Federal e Territórios. Em 5 de novembro, em reunião realizada na Promotoria com as presenças do 1º Vice Presidente da Casa do Ceará, José Sampaio de Lacerda Júnior, recebeu do Promotor de Justiça de Tutela das Fundações e Entidades de Interesse Social, Dr. Márcio Wagner Vieira Albuquerque, o parecer nº 239/2014, no qual autoriza a alienação do módulo F da entidade. O parecer da decisão da Promotoria tem a seguinte ementa: Entidade de interesse social, Casa do Ceará em Brasília, Consulta sobre a alienação de bem imóvel. Manifestações do Ministério Público anteriores pela inalienabilidade . Pedidos de reconsideração. Nova análise e visualização de possibilidade de alienação. Manifestação favorável do Ministério Púbico”. No seu despacho encaminhado à Casa, o Promotor solicita o encaminhamento da documentação seguinte: “ Todos os documentos necessários para fins de acompanhamento de alienação do Módulo “F” e da analise da prestação de contas relativa à venda do imóvel, em especial os documentos faltantes, quais sejam, cópia do novo Projeto de construção emitida pela Administração Regional de Brasília, até da apresentação das avaliações serem por ventura feitas do imóvel, cópia do edital de licitação , do contrato de compra e venda, dentre outros documentos importantes” . Na conclusão de sua manifestação, ele escreveu: a) Encaminhar à Casa do Ceará em Brasília cópia deste Parecer, para ciência; b) A instauração de Procedimento Administrativo para

Novembro/14

20

acompanhamento da alienação e da prestação de contas relativa à verba advinda da venda do imóvel, momento que será verificada se a venda foi integralmente destinada ao projeto para a construção da nova sede e para aquisição de outros bens a serem utilizados em prol da Associação; c) Requisitar à Casa do Ceará em Brasília que apresente , no Procedimento Administrativo a ser instaurado, todos os documentos necessários para fins de acompanhamento da alienação do Módulo “F” e da análise da prestação de contas relativa à venda do imóvel, em especial os documentos faltantes, quais sejam, cópia do novo Projeto de Construção da nova Sede da Associação, haja vista a alteração informada, do alvará de construção emitida pela Administração Regional de Brasília, além da apresentação de cópia das avaliações a serem por ventura feitas do imóvel, cópia do edital de licitação, do contrato de compra e venda, dentro outros documentos importantes, d) restitua-se , por ofício à Terracap os autos n 11.005,744/751, juntando-se o comprovante de protocolo nestes autos; e) após, arquivar o presente procedimento, haja vista a consulta ter sido concluída, comunicando-se à 5ª. Câmara de Coordenação e Revisão da Ordem Jurídica Cível, para conhecimento e homologação. Brasília 3 de novembro de 2024 Márcio Wagner-Vieira Albuquerque, Promotor de Justiça Adjunto Estiveram presentes na oportunidade, Nilton Pessoa Cavalcante - Diretor de Obras, Maria Aurea de Assunção Magalhães - Diretora de Promoção Social e Antonia Lúcia Guimarães – Superintendente. Neste momento, a Casa do Ceará aguarda a aprovação final do Projeto Fausto Nilo pela Administração de Brasília, com os ajustes que foram feitos para que tenha uma Academia de Ginástica e seja mantida a piscina olímpica.

acesse o site: www.facebook.com/casadoceara

Ceará em Brasília

Profile for shadown shadown

Jornal nov2014  

Jornal da Casa do Ceará

Jornal nov2014  

Jornal da Casa do Ceará

Profile for shadown21
Advertisement