Page 1

5

Ceará em Brasília Jornal Casa do Ceará

www.casadoceará.org.br

DEVOLUÇÃO GARANTIDA

CORREIOS

Ano XXIX - Ed. 308 de Fevereiro de 2018

A escolha de dom Helder Câmara, como Patrono Brasileiro dos Direitos Humanos, passou desapercebida no Ceará, onde nasceu, no Rio de Janeiro e no Recife, onde viveu. Leia mais na pág. 10

Leia nesta edição Editorial, pág. 2 Expediente, pág. 2 Espaço Luciano Barreira, pág. 2 Conversando com O leitor, pág. 2 Samburá, pág. 3 TRE realiza 1a reunião visando às Eleições 2018, pág. 4 Criada Vara de Delitos de Organizações Criminosas, pág. 4 Mamografia para detectar mais precoces de câncer de mama, pág. 4 Anúncio de José Lírio, pág. 4 Mons. Ágio Augusto Moreira completou 100 anos, no Crato, pág. 5 Anúncio do Uniceub, pág. 5 Leituras I - artigo de Fernando Milfont, pág. 6 Parque aeólico do Ceará é posto à venda, pág. 6 O 60º Almoço da Confraria dos Cearenses de Brasília teve grande participação, pág. 6 Leituras II - artigo de Wilson Ibiapina pág. 7 Artista cearense, Francisco Ivo, participa de exposição coletiva na Câmara dos Deputados, pág. 7 Assinada ordem de serviço parta ampliação do aeroporto de Juazeiro do Norte, pág. 7 No carnaval, equipe do HRAN fez visita surpresa aos idosos da Casa do Ceará Leituras III - artigo de Gonzaga Mota, pág. 8 Jericoacoara atinge o topo do turismo nacional, pág. 8 Dinheiro emprestado/AL aprova empréstimo de 50 mi de euros para saneamento, pág. 8 TRE disponibiliza biometria em 75% dos municípios o Ceará em 2018, pág. 8 Leituras IV - artigo de JB Serra e Gurgel, pág. 9 Anúncio da Casa do Ceará Missa de São José, pág. 9 Anúncio de M. Dias Branco, pág. 11 Leituras V - artigo de João Soares Neto, pág. 12 Regulamentação a Profissão de Cuidador, pág. 12 Empréstimos para Fortaleza e DF passam pelo Senado, pág. 12 Temer comunicou a Ziulkoski assinatura de projeto para AFM de R$ 2 bilhões, pág. 13 Leituras VI, artigo de Macário Batista, pág. 13 Leituras VII - Artigo de Edmilson Caminha, pág. 14 Hub portuário: CIPP tem licença ambiental renovada para os próximos 10 anos, pág. 14 Governo do Ceará implantará mais 30 sistemas de abastecimento de água em 20 municípios, pág. 14 Edital destina R$ 100 milhões para 12.4 mil cirurgias eletivas, pág. 14 Leituras VIII - artigo de Cássio Borges, pág. 15 M. Dias Branco teve lucro de R$ 844 milhões em 2017 Acordo Pecém-Roterdã atrasa. Pode vir uma licitação, pág. 16 O dia em que o CEO do Porto de Roterdã visitou Porto do Pecém. Governador se disse “impressionado”, pág. 16 Anuncio da Nacional Gás, pág. 16 Historias do Comendador Francisco Albery Mariano, pág. 17 Página da Mulher - Artigo de Regina Stela, pág. 18 Leituras 9, Humor Negro e Branco Humor, pág. 19 Os Cearenses nas Cozinhas de Brasília, pág. 19 Lançamento do livro Nossa Querida Thereza, de Vicente Landim, pág. 20 Anúncio do Beach Park, pág. 20

Vicente e Jezer

Hazel, Renato Botaro, Dom Raymundo, Adélia, Maria Elisa, Kazuko e Leila

Cardeal Dom Sérgio da Rocha recebeu o título de Sócio Emérito da Casa do Ceará

O Presidente da versas personalidaCasa do Ceará, Osdes que prestaram relevantes serviços mar Alves de Melo à Casa durante o acompanhado do ano de 2017, em Diretor de Educação um evento no mês e Cultura, Vicente de outubro, na data Magalhães, da SupeDom Sérgio estarintendente Antônia Lúcia Guimarães e va em Roma e não da associada Aldapôde comparecer à cerimônia. nilse Pereira de Lima Durante o enestiveram em 02.03 na Cúria Metropocontro do último dia 02/03 o Presidente litana de Brasília, da Casa, Osmar de para entregar o título Melo, agradeceu a de Sócio Emérito da entidade, ao Cardeal Vicente Magalhães, Aldanilse Pereira, Dom Sérgio, Osmar Alves de Melo e Antônia Guimarães atenção do Cardeal para com a Casa do Dom Sérgio da Rocha. Ceará, em especial por ter celebrado a Missa de São Arcebispo de Brasília e presidente da Conferência José no dia 20 de março do ano passado. Dom Sérgio Nacional dos Bispos do Brasil-CNBB por sua vez, disse que tem um grande carinho pelo povo Dom Sérgio da Rocha foi bispo auxiliar de cearense e espera voltar à entidade durante o ano de Fortaleza e arcebispo de Teresina. 2018, agradecendo a homenagem. A homenagem foi concedida ao Cardeal e a di-

Irmas Helena Marieta Antonieta Mariinha e Graça

Os netos Marcelo, Bia, Mateus e João Pedro

Padre Costa, Vicente, Dom Raymundo e Padre Barbosa.

Vicente e as irmãs Dra. Adriana e Dra. Andrea.

Os 100 anos de Mons. Padre Ágio Moreira festejados no Crato. Leia mais na pág. 05


acesse o site: www.casadoceara.org.br

Edi t o r i a l

Morreu Maria Preá. Quer dizer, morreu a reforma da Previdência. Elaboraram um projeto que deixou de lado a previdência dos fundos de pensão, dos planos de previdência, a previdência dos militares, que nunca pagaram previdência, a previdência dos Estados e Municípios, que devem R$ 100 bilhões ao INSS e seus fundos parecem queijos suíços, e a Previdência dos Rurais, com rombo de R$ 180,0 bilhões O bilionário agronegócio que fatura quase 500 bilhões de dólares, que é pop, é art, é globo, para 2% de contribuição ao INSS. Qualquer empresário paga 22%. Em nenhum momento a reforma se lembrou sd mexer no financiamento que está todo furado. Misturaram jacaré com cobra d’áqua. Chegaram a dizer que a Previdência está na bancarrota. Pergunto: qual a Previdência do mundo que tem ativos de 500 bilhões de dólares, financiando as contas públicas? Qual ? Qual? ,Colocaram como relator, um deputado baiano que nunca ouviu falar de Previdência. Escolheu como chefe da guarda pretoriana o troglodita Carlos Marum, e escalaram dois deputados de reputação duvidosa para exigir fins de privilégios de juízes, procuradores, delegados federais, que pegaram a bandidagem do PT e do PMDB roubando. O Brasil precisa de uma reforma da previdência como precisa de uma reforma política. Município com 32 secretários de estado? Vereadores com verba de gabinete ganhando mais que um senador? Prefeito viajando de avião toda semana par Brasília. 509 deputados federais? Pra que? Do jeito que vai, a saúva vai acabar com o Brasil. Vejam no Pai Google de Aruanada é o que saúva. Inácio de Almeida (Baarurité Diretor Responsável

Expediente

Fundada em 15 de outubro de 1963 Fundadores – Chrysantho Moreira da Rocha (Fortaleza) e Álvaro Lins Cavalcante (Pedra Branca) Diretoria Presidente - Osmar Alves de Melo (Iguatu): Estênio Campelo Bezerra (Crateús) 1º vice; Adirson Vasconcellos (Santana do Acaraú), 2º vice; Luis Gonzaga de Assis (Limoeiro do Norte), Administração e Finanças; Maria Madalena da Silva Carneiro (Garanhuns/PE) Vicente Magalhães (Aurora), diretor de Educação e Cultura; Francisco Machado da Silva (Pedra Branca), Saúde; JB Serra e Gurgel (Acopiara), Comunicação Social, Carlos Euler Currlin Perpétuo (Joinville/SC) José Sampaio de Lacerda Júnior (Fortaleza), Promoção Social, e João Rodrigues Neto (Independência), Jurídico. Conselho Fiscal Membros efetivos: Evandro Pedro Pinto (Fortaleza) presidente, José Ribamar Oliveira Madeira (Uruburetama), José Colombo de Souza Filho (Fortaleza) ( Itapipoca); Membros suplentes: José Aldemir Holanda (Baixio). Maria Aurea Assunção Magalhães (Fortaleza) e Lúcia Maria Percy Bastos (Matias Olimpio/PI) Jornal da Casa do Ceará Fundador e Editor Emérito - Lúciano Barreira (Quixadá) Conselho Editorial Adyrson Vasconcellos (Santana do Acaraú), Ary Cunha (Fortaleza), Carlos Pontes (Nova Russas), Edmilson Caminha (Fortaleza), Egidio Serpa (Fortaleza), Frota Neto (Ipueiras) Geraldo Vasconcelos (Tianguá), Gervásio de Paula (Fortaleza), Haroldo Hollanda (Fortaleza), Jorge Cartaxo (Crato), J. Alcides (Juazeiro do Norte), José Jézer de Oliveira (Crato), Luís Joca (Fortaleza), Marcondes Sampaio (Uruburetama), Milano Lopes (Fortaleza), Narcélio Lima Verde (Fortaleza), Paulo Cabral Jr. (Fortaleza), Raimunda Ceará Serra Azul (Uruburetama), Roberto Aurélio Lustosa da Costa (Sobral) e Tarcisio Hollanda (Fortaleza). Diretor Inácio de Almeida (Baturité) Editores JB Serra e Gurgel (Acopiara) e Wilson Ibiapina (Ibiapina) serraegurgel@gmail.com / zewilsonibiapina@gmail.com Editoração Eletrônica: Vanessa Gonçalves Campos Distribuição: Antônia Lúcia Guimarães Circulação: apoio da ANASPS O jornal não se responsabiliza por textos assinados. Banco de dados com apoio da ANASPS - Brasília – DF SGAN Quadra 910 Conjunto F - Asa Norte | Brasília-DF CEP 70.790-100 | Fone: 3533 3800 Email: casadoceará@casdoCeará.org.br / www.casadoceará.org.br

Fevereiro/18

2

Espaço Lúciano Barreira Marchinhas censuradas no carnaval

Me dá um dinheiro aí - assalto O teu cabelo não nega - racismo Cabeleira do Zezé - homofobia Você pensa que cachaça é água Alcoólicos Amônimos reagiram Bandeira branca – tráfico Máscara negra - black blocks Vou beijar-te agora - assédio A turma só me chama de palhaço - builling Você tem que me dar seu coração - crime passional Naria sapatão - apologia gay Feliciana Indio quer apito, se não der o pau vai comer - extorsão Cidade maravilhosa - calunia, infâmia, difamação a pipa do vovo não sobe mais - bulling com os idosos.

Na guerra

Em plena guerra do Vietnã, o sargento americano recebe um telex informando a morte da mãe de um dos seus soldados. O oficial não sabia como dar a notícia ao seu valoroso combatente. Depois de pensar um pouco, reuniu todos e ordenou ao pelotão: - Quem tem mãe viva dê um passo à frente. Ao ver o tal soldado avançar, o sargento disse sutilmente:

No neurologista

Um homem disse ao médico que estava com problema de memória. - Sabe doutor, às vezes uma pessoa acaba de me

contar algo e logo esqueço. - E desde quando o senhor sente isso? - Isso o que?

No restaurante

- Garçom, tá faltando uma garra neste caranguejo! - Meu senhor, lá no fundo do mar, no curso da eterna luta pela sobrevivência, sucede que às vezes dois caranguejos lutam pela mesma fêmea e o resultado é que o perdedor pode ficar sem uma de suas pinças. - Ah é? Então me traz o que ganhou a briga..

No banco

- Eu queria falar com o senhor. - Pois não, pode falar. - Mas eu queria falar lá no fundo do banco. - Ora, pode falar aqui mesmo. - Não, eu quero falar lá no fundo, porque eu preciso de um dinheiro e me disseram que gerente de banco não presta, mas no fundo é um bom sujeito.

No motel

Mulher tem arte que até o cão duvida Uma advogada foi a um motel com o amante. Quando estava chegando, encontrou o marido com uma mulher, certamente uma rapariga. Encenando gritou: - Ahaaaa! Safado!. Cretino! Cafageste! Te peguei.!. - Te peguei, seu sem vergonha, seu safado. Não adianta mentir não... Ainda bem que eu trouxe uma testemunha

Conversando com o Leitor + Cresce o acesso ao Portal da Casa do Ceará que já chegou aos 345.631 acessos, no rastro dos 400 mil. + Já o Google Analystics mostrou que em janeiro fomos vistos por nacionais de 10 países e 121 cidades brasileiras. Tivemos 4.934 usuários, 6,356 sessões e 12.713 visualizações. Entre os países onde fomos vistos estão Estados Unidos (Nova Iorque, Orlando ) China (Pequim), Suiça, (Genebra), Argentina, Belarus, Canadá, Reino Unido, Itália, Alemanha. + Fomos vistos, entre outras, nas seguintes cidades: Rio de Janeiro, São Paulo, Fortaleza, Águas Lindas de Goiás, Belo Horizonte, Porto Alegre, Ji Paraná, Luziânia, Santo Antônio do Descoberto, Belém, Juazeiro do Norte, Curitiba, Campo Grande, Santos, Palmas, Manaus, Unaí, Natal, Salvador, Cuiabá, Campinas, Formosa, Iguatu, Vila Velha, São Luis, João Pessoa, Londrina, Niteroi, Porto Velho,Aracaju, Osasco, Aquiraz, Paracatu. + Os nossos sites, Brasília 50 anos do Ceará, passou das 115 mil visitas e o Casa do Ceará 50 anos chegou aos 15 mil. + Audiência do Facebook, a Casa do Ceará, em janeiro: Ações na Página – 17; Visualizações da Página- 556;

acesse o site: www.facebook.com/casadoceara

Alcance - 3.666; Envolvimentos- 2.536; Vídeos - 29; Curtidas 95; Seguidores – 98; Recomendações - 39; Prévias da Página - 36. + Temos nos empenhado. Em respeito aos cearenses, que estão fora do Ceará em registrar sempre que possível notícias sobre chuvas do Ceará, tanto no Face Book coo no Portal. Há os que afiram que teremos inverno. O dado objetivo é que até a presente data o Castenhão n]ao recebeu água. + Há um horror no Rio com o narcotráfico e as milícias. Mas na telinha, o que há é o apoio do Bradesco e da Globo ao Loolapaluzza, que Lembra Lula e Palocci. Mas o que é o Loolapaluza? O maior Festival de venda e consumo de drogas lícitas e ilícitas. E tudo passa pelo tráfico do Trio de Janeiro. Uma busca da PF, da PRF e do Ex faria festa. + Está sendo impressa, em Brasília, a 9a edição do Dicionário de Gíria, do prof. JB Serra e Gurgel. Terá 34 mil e 260 gírias, tais do que na 8a edição, com gírias do Brasil, Portugal, Angola e Moçambique. Gírias de todos os Estados e Gírias das Redes Sociais. A capa do João Rios do Stúdio Audifax Rios.

Ceará em Brasília


acesse o site: www.casadoceara50anos.com.br

SAMBURÁ - Avenida Beira Mar Novo presidente da CSP

O economista carioca Cláudio Basto, dos quadros de executivos da Vale, assumiu a presidência da Companhia Siderúrgica do Pecém Ele substituiu o engenheiro Eduardo Parente, que foi designado membro do Conselho de administração da CSP. Cláudio Bastos é graduado pela Universidade de Brasília (UNB), tendo feito o mestrado em Economia Industrial na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), e diversos treinamentos executivos de gestão, estratégia e liderança no MIT Sloan School of Management e Kellogg School of Management nos Estados Unidos. Com vasta experiência executiva, já atuou na Cepal – Comissão Econômica para a América Latina e Caribe, nos Ministérios da Indústria e Comércio e da Fazenda e em empresas de diversos setores: transportes, comunicação e mineração. Liderança O Governador Camilo Santa fortalecendo “arco da aliança” com que pretende se reeleger para o governo do Ceará. Contará com o apoio de 21 dos 34 partidos, de 128 dos 184 prefeitos, de 37 dos 46 deputados estaduais, Na sua chapa, os candidatos ao Senado serão Cid Gomes e Eunício Oliveira. Vai ser um rolo compressor... Pague Menos Das 1023 farmácias pague Menos, o número atual de pontos de venda, 579 estão concentrados no Nordeste, o correspondente a 57%. Na sequência figuram as regiões Sudeste (198 unidades/ 19%), Norte (101/ 10%), Centro-Oeste (95 / 9%) e Sul (50 / 5%). Mais da metade do total de unidades conta com o espaço Clinic Farma – são 600 lojas que dispõem dessa sala de atenção farmacêutica, que possibilita a realização de serviços como acompanhamento do tratamento prescrito pelo médico, revisão da medicação, esclarecimento de dúvidas, orientação a clientes com diabetes, hipertensão, risco cardiovascular, asma e obesidade. As Farmácias Pague Menos são a primeira rede varejista presente nos 26 estados da Federação e no Distrito Federal. Mantêm um crescimento médio anual (CAGR) de 20% nos últimos dez anos, um dos maiores índices de crescimento contínuos do Brasil. Contam hoje com mais de 1.020 lojas, cerca de 600 unidades do Clinic Farma e mais de 22 mil colaboradores que atuam em 343 municípios. Gilson Gondim O empresário Gilson Gondim (fot, presidente da Associação Cearense dos Produtores de Flores e Plantas Ornamentais (Floresce), participou em Dulsseldorf, na Alemanha, a maior feira mundial de flores e plantas. Antes de viajar, ele disse a Egídio Serpa que sua viagem à Alemanha tem um objetivo exclusivo: buscar novas biotecnologias para o incremento de sua atividade de floricultor. Da Alemanha foi à Espanha com o mesmo objetivo.

Ceará em Brasília

Márcio Catunda e amigos Da esquerda para a direita, Salomão Sousa, Oleg Almeida, João C a r l o s Ta v e i r a Márcio Catunda, Edmílson Caminha, Jarbas Júnior Motta e Victor Alegria.

Agrícola Formosa O fundo de investimentos norte-americano Arnon Latino-America deverá, dentro de 40 dias, associar-se à Agrícola Famosa, empresa com sede em Fortaleza e maior produtora e exportadora mundial de melão. Egídio Serpa conversou em Berlim, na Fruit Logística, maior feira de frutas do mundo, com o empresário Luiz Roberto Barcelos, sócio e diretor da Agrícola Famosa, e ele confirmou que durante todo o mês de março as negociações deverão estar concluídas. Não se sabe ainda qual será a participação do fundo Arnon Latino-Americano no capital da Agrícola Famosa, que no ano passado de 2017 exportou o equivalente a US$ 120 milhões em melão e melancias. Náutico Fundado em junho de 1929, e se aproximando dos 90 anos, o Náutico Atlético Cearense vem sendo ponto central de polêmicas sobre os possíveis e futuros usos de sua estrutura física. Com projeto de autoria do arquiteto húngaro Emílio Hinko, o clube tem parte de sua sede tombada pelo município, sendo um patrimônio arquitetônico da Capital. Em 17.01, o Conselho Estadual de Preservação do Patrimônio Cultural (Coepa) decidiu pelo não tombamento do clube por parte do Governo Estadual. As polêmicas advêm de propostas de usos variados da estrutura do clube para a construção de empreendimentos. Os generais cearenses nascidos em Fortaleza, por ordem de antiguidade: 1 Gen Div Antônio CÉSAR ALVES ROCHA 2 Gen Div ELIAS RODRIGUES MARTINS FILHO 3 Gen Div ESTEVAM CALS THEOPHILO GASPAR DE OLIVEIRA 4 Gen Div UBIRATAN POTY 5 Gen Div ANISIO DAVID DE OLIVEIRA Júnior 6 Gen Bda CARLOS ANDRÉ ALCÂNTARA LEITE 7 Gen Bda CRISTIANO PINTO SAMPAIO 8 Gen Bda EUGÊNIO PACELLI VIEIRA MOTA 9 Gen Bda FRANCISCO CARLOS MACHADO SILVA 10 Gen Bda FRANCISCO HUMBERTO MONTENEGRO Júnior 11 Gen Bda CARLOS AUGUSTO FECURY SIDRIÃO FERREIRA

O novo presidente do Banco do Nordeste O presidente do Banco do Nordeste, Romildo Carneiro Rolim tem foco em um objetivo: fazer do BNB o banco da pequena empresa. Para isso, o BNB já dispõe do que ele chama de “uma esteira de análise técnica e financeira” que procura reduzir a burocracia interna, mas respeitando o regulamento da atividade bancária. De acordo com o presidente do BNB, o tempo médio gasto entre a apresentação do projeto e a efetiva liberação dos recursos é de 30 dias, desde que o cadastro do cliente esteja em ordem. O BNB em caixa R$ 14,5 bilhões par financiar, neste ano, projetos da área e infra-esatrutura. Depois dede 23 anos um 4 estrelas cearense As promoções que serão efetivadas em 31 de março de 2018, contemplam alguns conterrâneos, senão vejamos: para a quarta estrela - general de exército teremos, o General de Divisão PAULO SÉRGIO Nogueira de Oliveira (Iguatu) que irá comandar em Belém, o Comando Militar do Norte, com jurisdição no Pará, Maranhão e Amapá. Pertence à Turma egressa da Academia Militar das Agulhas Negras em 1980. O último 4 estrelas cearense havia sido da Turma de 1957 (General Licínio Nunes de Miranda). Faziam, portanto, 23 anos que o Ceará, não tinha um representante no Alto Comando do Exército. para três estrelas - general de divisão, tivemos o General de Brigada Anisio DAVID de Oliveira Júnior (Fortaleza) que assumirá também em Belém, o Comando da 8ª Região Militar, que realiza o apoio logístico às tropas na mesma área do Comando Militar do Norte. para duas estrelas - general de brigada, teremos o Coronel de Infantaria Carlos Augusto Fecury SIDRIÃO Ferreira (Fortaleza), que assumirá o Comando da 7ª Brigada de Infantaria Motorizada em Natal. Tivemos também a “perda” de dois generais de divisão que não foram promovidos à quarta estrela, por motivo de inexistência de vaga, no critério da escolha: são os generais Antônio Maxwell de Oliveira EUFRÁSIO e José Luiz JABORANDY Rodrigues, ambos de Fortaleza. O atual Comandante da 10ª Região Militar em Fortaleza, Gen Div Theophilo, foi transferido para Brasília (será o 1º Sub Chefe do Comando de Operações Terrestres). Em seu lugar foi nomeado o Gen Div Fernando José Soares da Cunha Mattos, que se encontrava em Brasília, no Ministério da Defesa.

Veja a TV Casa do Ceará - acesse: tvcasadoceara/youtube

3

Fevereiro/18


acesse o site: www.casadoceara.org.br

TRE realiza 1ª reunião visando Eleições 2018

A presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Ceará, desembargadora Maria Nailde Pinheiro Nogueira, reuniu os magistrados que compõem a Comissão de Segurança Permanente do TRE-CE nas Eleições 2018, em, 02.02, a fim de discutir os diversos aspectos do esquema de segurança para o pleito deste ano. Compõem a Comissão de Segurança Permanente o juiz do Pleno do TRE-CE, Francisco Eduardo Torquato Scorsafava, que a preside; e as juízas Adriana da Cruz Dantas, da 95ª Zona Eleitoral (Fortaleza) e Ricci Lobo de Figueiredo Filgueira, da 49ª Zona Eleitoral (Pacajus). Participaram ainda da reunião, realizada no Gabinete da Presidência do TRE-CE, o vice-presidente e corregedor regional eleitoral, desembargador Haroldo Correia de Oliveira Máximo, o diretor-geral Hugo Pereira Filho, o secretário de Administração do tribunal, Sérgio Coelho, o assessor-chefe da Presidência, Caio Guimarães, e o chefe de cartório da 118ª Zona Elitoral, José Romaico de Carvalho. A presidente do TRE-CE mencionou a experiência dos magistrados que integram a Comissão de Segurança e afirmou que não medirá esforços “em apoio a todas as decisões a serem tomadas pelos magistrados que saberão buscar as melhores soluções a fim de garantirmos um pleito seguro e de livre manifestação dos eleitores”.

Criada Vara de Direitos de Organizações Criminosas

Com a implantação da Vara, crimes definidos na legislação federal que trata de violações de grupos criminosos terão processo e julgamentos exclusivos. Unidade funcionará no Fórum Clóvis Beviláqua. A lei que cria a Vara de Delitos de Organizações Criminosas foi sancionada em 27,02 pelo governador Camilo Santana. A medida integra pacote de ações do Governo do Ceará, junto aos Poderes Judiciário e Legislativo, para potencializar procedimentos no combate a organizações criminosas e homicídios no Estado. De acordo com Camilo Santana, a ação reforça a pactuação em benefício da segurança pública que está sendo construída “a cada dia no Ceará”. “Com esta Vara, vamos dar celeridade e mais discrição àqueles que vão tomar decisões em relação ao crime organizado no Ceará. Não tenho dúvidas de que isso dará mais contribuição ao combate a esse crime”, destacou. Com a implantação da Vara de Delitos de Organizações Criminosas, crimes definidos na legislação federal que trata de violações de grupos criminosos terão processo e julgamento exclusivos – prevalecendo sobre a atuação das demais Varas, com exceção de assuntos ligados à infância e juventude, bem como ao Tribunal do Júri. Antes, os crimes relacionados a grupos criminosos eram diluídos nas demais Varas.

Mamografia para detectar sinais precoces de câncer

O tumor na mama é o mais comum entre as mulheres, e se detectado precocemente tem alta chance de cura. Por isso, o trabalho feito no Instituto de Prevenção do Câncer (IPC), do Governo do Ceará, ressalta a relevância da realização de mamografias. O Instituto Nacional do Câncer (Inca) estimou que haja 2.200 novos casos de câncer de mama no Ceará em 2018, com um risco de 47 casos a cada 100 mil mulheres. Entre os motivos que levam as mulheres a adiar ou até mesmo a não fazer mamografia está o medo do exame e da possibilidade de um possível diagnóstico positivo para câncer de mama. “A mamografia é o único procedimento que detecta sinais precoces de alguma possível alteração na mama. É o principal exame para um possível diagnóstico. As chances de cura de uma mulher que faz esse exame sistematicamente aumenta em quase 90%”, tranquiliza o médico mastologista Olívio Costa. Quanto mais tardia a investigação, maiores as chances de complicações. “O diagnóstico precoce faz muita diferença no tratamento do câncer de mama”, complementa o mastologista. O IPC tem um novo mamógrafo em funcionamento desde novembro de 2017. Totalmente digital, o equipamento qualifica e acelera o diagnóstico, com melhor qualidade das imagens e meios menos invasivos.

Há 46 anos

Fevereiro/18

4

acesse o site: www.facebook.com/casadoceara

Ceará em Brasília


acesse o site: www.casadoceara50anos.com.br

Os 100 anos de Mons. Padre Ágio Moreira festejados no Crato

Monsenhor Ágio Augusto Moreira chegou aos 100 anos de idade. Ele é uma das personalidades marcantes do Cariri. Reside no Belmonte, em Crato, numa casinha singela, de onde pode contemplar as encostas da Chapada do Araripe. Colada a sua residência está a capelinha de Nossa Senhora das Graças. Em frente a sua casa, fica a Sociedade Lírica do Belmonte, mantenedora da Orquestra Sinfônica Padre Davi Moreira. Atrás, depois do quintal da casa, fica a imponente “Vila da Música” que o Governador Camilo Santana mandou construir para perpetuar a obra musical do Mons. Ágio. Sacerdote piedoso, simples, despojado e humilde, Monsenhor Ágio está sempre de benquerença com os semelhantes e a vida. Sua fisionomia sempre risonha deixa transparecer a paz de espírito que leva na alma. Monsenhor Ágio recebeu do Governo do Ceará a Medalha da Abolição, a mais alta comenda do Estado, honraria conferida por seu trabalho como fundador e diretor da Sociedade Lírica do Belmonte, que beneficia cerca de 200 alunos, todos de origem humilde, a maioria filhos de agricultores. Ali eles aprendem técnicas e teorias musicais, bem como a bibliografia dos grandes compositores do mundo. Entre uma atividade e outra, Monsenhor Ágio escreve livros. Já teve mais de 10 (dez) títulos publicados. Dentre eles: “O cajueiro–Vida, Uso e Histórias”; “Um sonho realizado: história de uma escola rural”; “A espiritualidade do Pe. Cícero” (2 volumes); “Pe. David Moreira–Vida e Obra”; “Tratado sobre as almas do Purgatório”; “A história da devoção a Nossa Senhora das Dores”; “História da bicicleta” e outros mais.

Ceará em Brasília

Uma extensa programação foi preparada para a comemoração do centenário de nascimento do Mons. Ágio, culminando com uma missa que será concelebrada por cem sacerdotes. Por: Armando Lopes Rafael Em 05.02, foram comemorados os 100 anos do Monsenhor Ágio Moreira, na Vila da Música, com a presença de autoridades, da Diocese de Crato, da comunidade do distrito do Belmonte e de fiéis de várias outras localidades. A festa foi celebrada com a missa, celebrada pelo bispo Dom Gilberto Pastana, e o lançamento do livro “Padre Cícero Romão Batista – O Maior Líder Espiritual do Nordeste Brasileiro”, de autoria do aniversariante. O Monsenhor Ágio ainda autografou alguns exemplares do seu livro e agradeceu a todos que foram prestigia-lo, pedindo que as pessoas tenham mais amor e respeito pelo próximo. O governador do Estado, Camilo Santana, e o prefeito de Crato, José Ailton Brasil, fizeram questão de estarem presentes no aniversário. No entanto, a festa começou desde o dia 27 de janeiro,

com a realização do Festival de Música Cordas Ágio, que chegou a sua sexta edição. Com vários shows gratuitos, o evento reuniu diversos artistas locais, como Abidoral Jamacaru, Zabumbeiros Cariris, Daniel Peixoto, André Magalhães, em palco montado vizinho à Vila da Música. Solibel A principal herança do Monsenhor Ágio, a Sociedade Lírica do Belmonte (Solibel), criada por ele, começou a partir de aulas de música, gratuitas, para jovens da comunidade. Após 50 anos de trabalho, foi inaugurada a Vila da Música, ampliando o atendimento com nova estrutura e mais instrumentos musicais. O equipamento é gerido pela Secretaria de Cultura do Estado junto com o Instituto Dragão do Mar, de Fortaleza. A Vila da Música Solibel, no distrito de Belmonte, atende 580 alunos de qualquer faixa etária para as aulas de música: canto e instrumento. Tudo gratuito. Os cursos são de violino, violoncelo, contrabaixo, clarinete, trompete, trombone, tuba, saxofone, flauta doce, transversão, piano e teclado. “A nossa proposta é formar e fomentar o encarreiramento no campo da música. Além das aulas, tem apresentações artísticos, concertos didáticos, intercâmbios com músicos de fora. A gente tá buscando uma convergência de ações que possa resultar na formação de novos talentos para sair do Cariri e se apresentar mundo afora. A expectativa que seja uma referência de formação artística”, conta Mano Grangeiro, assessor técnico da Vila da Música por Antônio Rodrigues

Veja a TV Casa do Ceará - acesse: tvcasadoceara/youtube

5

Fevereiro/18


acesse o site: www.casadoceara.org.br

Leituras I

O povo cigano

Fernando Milfont (*) A história do povo cigano é cheia de mistérios, contradições e lendas, primeiro porque teria sido contada apenas oralmente. Não há, portanto, o que possa ser indicado como autêntico, na vida desse povo místico, errante, cujos primeiros movimentos migratórios teriam começado ao longo do século X, quando chegaram à Europa Ocidental, vindos do Oriente Médio. Há fortes indícios que poderiam sugerir que seriam originários primeiramente do Egito. Eles próprios fantasiavam as informações, atribuindo-se de procedência misteriosa e lendária, naturalmente uma estratégia de proteção, frente a populações em que eram minoria e, em parte, como postos em cena seus espetáculos e atividades pessoais. Isso é constatado por fontes de informações modernas, obtidas em testemunhos escritos e através de análises linguísticas e a genética populacional. No século XVIII, o estudo da língua cigana (o romeni) seria derivada de língua indo-ariana, o que poderia demonstrar que a origem do povo estaria no Nordeste do subcontinente indiano (onde atualmente existem os estados modernos de Índia e Paquistão). Estudos modernos indicam que a língua, baseada nos dialetos europeus, pode localizar-se na Índia Central e, por “empréstimos”, dos territórios por onde migraram desde o século II a.C. ao século XIV, dos persas ou, por semelhanças, dos gregos e dos eslavos. Posteriormente dos búlgaros e dos espanhóis. Em sua estada nos Balcãs, absorveu o vocabulário germânico e, a partir do século XV as correntes migratórias distribuíram-se por toda a Europa. No século XVI, eles sofreram revezes, sendo expulsos de várias cidades. Com o Descobrimento da América, em 1492, começaram a tomar o rumo do Novo Continente, fugindo de perseguições, marginalizações, castigos e escravização. Indica-se que Cristóvão Colombo, em sua terceira viagem à América, teria levado os três primeiros ciganos em sua comitiva. Posteriormente, ocorreram deportações da Europa para o Novo Mundo, por parte de Portugal. Da Espanha, somente podiam viajar com permissão expressa do rei Filipe I. Logo foi estabelecida proibição da entrada de ciganos na América, tendo sido determinado o retorno dos já enviados. A onda de migrações diminuiu com o começo da I Guerra Mundial, reiniciando-se em 1989 ano em que começou a terceira diáspora cigana. As migrações iniciadas no século XX não significaram melhoria de condições de vida dos ciganos. Ao contrário, agravou-se durante a II Guerra Mundial, com o advento do nazismo, quando pelo menos 20 mil ciganos morreram nos campos de concentração, levados aos fornos crematórios. Investigadores aceita que os ciganos poderiam ter abandonado a Índia em torno do ano 1000, atravessado a região que é hoje o Afeganistão, a Pérsia, a Armênia e a Turquia, originariamente do estado desértico do Rajastão, havendo povoações ciganas oriundas no Irã, com o nome de lúrios. Teriam partido em duas vertentes, uma rumo à Europa, através da Grécia, outra para a Síria, Egito e Palestina. No século XII, enfrentaram o avanço muçulmano que tentava impor sua religião na Índia e lutado contra os Sarracenos por muitos século, até a Idade Média. Uma de suas fantasias atribui sua descendência relacionada a Caim. Algumas tradições os identificam com magos caldeus da Síria ou com uma tribo de Israel fugida do Egito do tempo dos faraós. Outra lenda, balcânica, considera os ciganos forjadores (ou ladrões) dos pregos da Cruz de Cristo, motivo pelo qual teriam sido condenados a viver errantes mundo afora. Estima-se que existam entre 700 mil e um milhão de ciganos no Brasil. Em Portugal chegam a 40 mil. Em toda a Europa, de acordo com dados do Banco Mundial, existe uma população cigana estimada entre sete e nove milhões, a grande maioria vivendo em péssimas condições econômicas e sociais. Fernando Milfont é jornalista, membro da Academia Cearense de Ciências, Letras e Artes do Rio de Janeiro, ocupando a cadeira nº 5, cujo patrono é o escritor Araripe Jr. (milfont90@gmail.com)

Fevereiro/18

6

Leituras Tairi I Parque eólico no Ceará é posto à venda Complexo eólico em Trairi foi construído com investimentos de mais de R$ 500 milhões e tem uma capacidade instalada de 136,5 megawatts. Fundos de investimentos ligados ao Banco do Brasil e o banco Votorantim, além da empresa Enerplan, teriam decidido estar dispostos para negociar um complexo de usinas eólicas no Ceará em que são sócios. As informações, segundo a agência de notícias Reuters, foram confirmadas por três fontes diferentes. Formado por cinco usinas, o parque eólico Faísa, construído com investimentos de mais de R$ 500 milhões soma uma capacidade instalada de 136,5 megawatts e está em operação na cidade de Trairi, a 80 quilômetros de Fortaleza. A possível venda ocorre em um cenário de interesse crescente de investidores por ativos de energia renovável, que estão ganhando competitividade no Brasil. “O parque Faísa está à venda, e já deve ter gente olhando”, disse uma das fontes, que participa de processos de fusões e aquisições e falou sob a condição de anonimato à Reuters. Um segunda fonte ouvida pela agência afirmou que foi sondada em relação à possível compra do parque eólico, mas preferiu não dar mais detalhes sobre a negociação do equipamento. Início A usina cearense havia sido comprada pelos fundos FIP-IE BB Votorantim Energia Sustentável I, II e III e pela Enerplan em 2012, e eles investiram cerca de 540 milhões de reais para a construção do empreendimento, que teve a produção vendida antecipadamente em um leilão de energia

realizado pelo governo federal no ano de 2009. Mas o parque foi inaugurado apenas em 2014, utilizando turbinas eólicas da fabricante indiana Suzlon, que recentemente anunciou encerramento das atividades no Brasil. Empecilho A saída desse fornecedor tem dificultado o processo de venda das usinas, considerando que as o novo dono provavelmente precisará buscar um outro fabricante para prestar serviços de operação e manutenção dos equipamentos usados. “Quando a Suzlon saiu do Brasil, o parque perdeu valor”, disse a fonte, sob regime de anonimato, à Reuters. As fontes procuradas pela agência, no entanto, não comentaram sobre os possíveis valores da negociação das usinas. A última compra realizada em território brasileiro relacionada a um parque eólico realizada pela joint venture entre Votorantim e CPPIB, teve as empresas envolvidas comprando um parque da Casa dos Ventos na divisa entre o Piauí e Pernambuco, de 359 megawatts, que recebeu investimentos de cerca de R$ 1,8 bilhão. Histórico O braço de energia do Votorantim anunciou no final de 2017 uma joint venture para investimentos em energia limpa no Brasil junto ao Canada Pension Plan Investment Board (CPPIB), incluindo a transferência para a nova empresa de um parque eólico no estado do Piauí. O complexo de Faísa não entrou na negociação. A Votorantim Asset e o Banco do Brasil afirmaram que não irão comentar sobre o assunto.

O 60º Almoço da Confraria dos Cearenses de Brasília teve grande participação 0 60º Almoço de Confraternização da Confraria dos Cearenses, entidade criada por Geraldo Vasconcelos (Tianguá) e Fernando César Mesquita (Fortaleza), este também fundador da Casa do Ceará em Brasília, marcou a retomada do ciclo de reuniões da Confraria que representa as lideranças empresariais, intelectuais, jurídicas, universitárias, jornalísticas, políticas, da magistratura do Ceará em Brasília, reuniu no Clube das Nações, em Brasília: Geraldo Vasconcelos (Tianguá), Fernando César Mesquita (Fortaleza), ministro José Coelho Ferreira, presidente do STM, (Novo Oriente), brigadeiro Antônio Pinto de Macedo (Aurora), Estênio Campelo (Crateús), Valmir Campelo (Crateús), Guilherme Campelo (Brasília), José Aurélio (Crateús) desembargador Cruz Macedo, ministro Cláudio Santos, embaixadores José Marcus Vinicius de Souza (Fortaleza), Ruy Pinto Nogueira (Rio de Janeiro) e George Torquato Firmeza (Fortaleza), José Sampaio de Lacerda Júnior (Fortaleza), Vicente Nunes Magalhães (Aurora) Francisco Machado da Silva, (Pedra Branca), Carlos Euler Curlin Perpetuo (Joinvile), João Rodrigues Neto (Independência) Luis Gonzaga de Assis (Limoeiro do Norte), Evandro Pedro Pinto (Fortaleza), Adirson Vasconcelos (Santana do Acaraú) jornalistas Edimilson Caminha (Fortaleza), Inácio de Almeida (Baturité) José Wilson Ibiapina (Ibiapina) JB Serra e Gurgel (Acopiara), Genésio Araújo (Fortaleza), Jota Alcides (Caririaçu). Jorge Henrique Cartaxo (Crato), Marcondes Sampaio (Fortaleza), Carlos Pontes (Novo Oriente), Luis Joca (Fortaleza), Pedro Jorge de Castro (Aurora) empresários José

acesse o site: www.facebook.com/casadoceara

Lírio de Aguiar (Sobral) Antônio Carlos Aguiar (Sobral) Elaudir Aguiar (Sobral), Agapito Cavalcante Vasconcelos (Sobral) Higino Magalhães (Canindé), Wanderley Girão Jr. (Fortaleza), almirante Aloysio Pinto (Fortaleza), Hélio Gois de Campos Barros (Fortaleza) Otomar de Carvalho (Senador Pompeu), Padre José Ernane Pinheiro (Limoeiro do Norte), Francisco Salatiel de Alencar Barbosa, (Crato) coronel José Wilson Pereira (Aracoiaba) e Selma Pereira), pintor Tarciso Viriato (Fortaleza), reitor Getúlio Américo Pereira, (Juiz de Fora) Uniceub, Maurício de Souza Neves Filho, Secretário Geral do Uniceub, General de Divisão PAULO SÉRGIO Nogueira de Oliveira (Iguatu) Gen Div Antônio CÉSAR ALVES ROCHA (Fortaleza) Gen Div ELIAS RODRIGUES MARTINS FILHO (Fortaleza) Gen Div ESTEVAM CALS THEOPHILO GASPAR DE OLIVEIRA (Fortaleza) Gen Div UBIRATAN POTY (Fortaleza) Gen Div ANISIO DAVID DE OLIVEIRA Júnior (Fortaleza) Gen Bda CARLOS ANDRÉ ALCÂNTARA LEITE (Fortaleza), Gen Bda CRISTIANO PINTO SAMPAIO (Fortaleza) Gen Bda EUGÊNIO PACELLI VIEIRA MOTA (Fortaleza) Gen Bda FRANCISCO CARLOS MACHADO SILVA (Fortaleza) Gen Bda FRANCISCO HUMBERTO MONTENEGRO Júnior (Fortaleza) Gen Bda CARLOS AUGUSTO FECURY SIDRIÃO FERREIRA(Fortaleza), coronéis Paulo Cícero Santos de Morães (Amontada) e Ricardo Célio Chagas Bezerra (Fortaleza) e conselheiro do TCDFT, Manoelzinho Paulo de Andrade Neto.

Ceará em Brasília


acesse o site: www.casadoceara50anos.com.br

Leituras II Meio Século da Globo Sebastião Nery (*) RIO – O deputado mineiro José Maria Alkmin foi advogado de um crime bárbaro. No júri, conseguiu oito anos para o réu. Recorreu. Novo júri, 30 anos. O réu ficou desolado: - A culpa foi do senhor, dr. Alkmin. Eu pedi para não recorrer. Agora vou passar 30 anos na cadeia. - Calma, meu filho, não é bem assim. Nada é como a gente pensa da primeira vez. Primeiro, não são 30, são 15. Se você se comportar bem, cumpre só 15. Depois, esses 15 anos são feitos de dias e noites. Quando a gente está dormindo tanto faz estar solto como preso. Então, não são 15 anos, são 7 e meio. E, por último, meu filho, você não vai cumprir esses 7 anos e meio de uma vez só. Vai ser dia a dia, dia a dia. Suavemente. Eu o relembrei porque nesta semana, a TV Globo comunicou suavemente a saída de uma de suas principais profissionais. Tive a notícia lendo um texto como sempre primoroso do mestre cearense Wilson Ibiapina. Após 48 anos dedicados ao telejornalismo, Alice-Maria decidiu deixar a emissora para se aposentar. Era diretora de desenvolvimento de programas especiais, desde julho de 2009. Chegou à TV Globo em 1966, como estagiária, no primeiro ano de fundação da empresa. Comandou o jornalismo da Globo por duas décadas, a criação do Jornal Nacional e a implantação da GloboNews. Foi a primeira mulher a ocupar um cargo de direção na Central Globo de Jornalismo. Alice, parece que foi ontem. Você, Humberto Vieira, Sílvio Júlio e Amaury Monteiro comandando a reportagem, todos fazendo a primeira edição do Jornal Nacional. Oito horas da noite, Cid Moreira e Hilton Gomes. Alfredo Marsillac na mesa de corte. Um trecho da música The Fuzz, de Frank de Vol, invade os lares. Pela primeira vez, estava entrando no ar o Jornal Nacional. Primeiro de setembro de 1969, uma segunda-feira. O Marsillac ainda deve ter guardado o script do primeiro JN, que o Armando deu-lhe de presente com o bilhete: “Marsillac... e o Boeing decolou”. O jornal entrando no ar, na cabeça do Armando Nogueira, era que nem um Boeing levantando vôo. Não podia ter erro. Quando cheguei em 1970, o JN ainda uma criança e todos com a preocupação de mantê-lo com qualidade, num formato que aos poucos foi se definindo. O Telejornalismo brasileiro era outro depois daquele dia. E você foi peça preciosa nessa mudança. Não esqueço de sua preocupação, orientando editores, repórteres, cinegrafistas. Em tudo tinha seu dedo. A equipe foi crescendo: Sebastião Nery, Castilho, Nilson Viana, Jéferson, Meg, Ronan, Luis Edgar de Andrade, Vera Ferreira, Lúcia Abreu, Edinete os irmãos Aníbal e Edson Ribeiro e o baiano Jotair Assad. Eron Domingues, Sérgio Chapelin, Celso Freitas, Berto Filho, Carlos Campbel, Marcos Hummel. Tereza Walcacer, Henrique Lago, Ricardo Pereira, Pedro Rogério, Antônio Severo, Woile Guimarães, Eurico Andrade, Wianey Pinheiro, Ronald de Carvalho, Toninho Drummond, Carlos Henrique de Almeida Santos, Eduardo Simbalista, Carlos Henrique Schroder, esse mesmo que hoje é o diretor geral da Rede Globo, todos grandes jornalistas que foram aprender com você a fazer televisão. Citei alguns nomes, mas, na verdade, todos da Central Globo de Jornalismo aprenderam com você. Como a maioria, orgulho-me de ter participado de sua equipe durante 20 anos. Abraço forte do Wilson Ibiapina e da Edilma Neiva, seus alunos, admiradores e amigos. (*) Sebastião Nery, www.sebastiaonery.com nerysebastiao@gmail.com

Ceará em Brasília

Artista cearense, Francisco Ivo, participa de exposição coletiva na Câmara dos Deputados

Francisco Ivo é natural de Fortaleza e atualmente pertence a Academia Cearense de Ciências, Letras e Artes do Rio de Janeiro - ACCLARJ, já que reside em Niterói/RJ desde 1988. A Casa do Ceará juntamente com o Centro Cultural Câmara dos Deputados convidaram para a exposição coletiva Acervo 2017, com obras dos vários artistas que exibiram seus trabalhos em nossos espaços expositivos em 2017 até 21/3 no Espaço do Servidor da Câmara dos Deputados em Brasília. A entrada é franca. O artista participa da exposição com o quadro ‘Guaramiranga” que retrata o pássaro conhecido no Brasil com o nome de “Uirapuru”. Este raro pássaro ocorre em parte da amazônia, região centro oeste e sul do Brasil. No Ceará, existe uma ocorrência preservada na mata da região serrana de Guaramiranga, distante aproximadamente 124 km em direção sudoeste de Fortaleza, dai o nome a origem do pássaro na região - Guaramiranga (língua indígena) ou Uirapuru-laranja e ainda pássaro-vermelho. Este mesmo pássaro e seu canto melodioso veio a inspirar a “Sinfonia Uirapuru” composta em 1917 por Heitor Villa Lobos. Seu canto raro só é ouvido durante o período de acasalamento que tem uma duração aproximada de 15 a 20 dias por ano. A mais interessante lenda sobre a origem do Uirapuru, nos diz que no Sul do Brasil, havia uma tribo de índios, cujo cacique era amado por duas moças muito bonitas. Não sa-

bendo qual escolher, o jovem cacique prometeu casar-se com aquela que tivesse melhor pontaria. Aceita a prova, as duas índias atiraram as flechas mas só uma acertou o alvo. Essa se casou com o chefe da tribo. A outra, chamada Oribici, chorou tanto que suas lágrimas formaram uma fonte e um córrego. Ela pediu à Tupã, o Deus dos índios, que a transformasse num passarinho para poder visitar o cacique sem ser reconhecida. Tupã fez a sua vontade. Mas verificando que o cacique amava a sua esposa, Oribici resolveu abandonar aqueles lugares. E dessa forma, o Centro Cultural Câmara dos Deputados começa o ano com a Mostra coletiva que reúne obras de artistas de vários estados do país exibidas em diversos espaços deste órgão público, e que foram doadas ao acervo do Museu da Câmara. São fotografias, pinturas, desenhos, gravuras e peças de design dos artistas Rogério Mariano, Edmar Oliveira, Denise Vourakis, Salveci dos Santos e Katia & Morgana Moraes. Além deles, também aparecem obras de Edson Campolina, Alessandro Venturim, André Amaro, Hudson Capa, Jan M. O. e Thiago Valle, além do cearense Francisco Ivo que participou em novembro/dezembro de 2017 da XI Arte Cidadã juntamente com Sílvio Ferigato. Como contrapartida, o artista selecionado doa uma obra para o acervo da Câmara, que possui em sua coleção alguns dos grandes nomes da arte nacional, como Di Cavalcanti, Alfredo Volpi, Athos Bulcão, Glênio Bianchetti e Ivan Serpa.

Assinada ordem de serviço para ampliação do Aeroporto de Juazeiro do Norte

E m 19,02, o senador Eunício Oliveira e o governador Camilo Santana participaram junto com o ministro dos Transportes, Portos e Aviação, Maurício Quintella, da assinatura da ordem de serviço para autorizar o início das obras de ampliação e melhorias no pátio de trânsito de aeronaves do Aeroporto Regional Orlando Bezerra de Menezes, em Juazeiro do Norte. Serão investidos cerca de R$ 30 milhões no reforço e ampliação do pátio, além da recuperação de duas taxiways – faixas que permitem o taxiamento dos aviões. Com previsão de terminar, no máximo, no mês de setembro deste ano, a obra classificará o pátio com o mesmo PCN (índice de resistência do pavimento) da pista, permitindo o pouso de aeronaves maiores como A 320 e Boeing 737-800, sem qualquer restrição. Os deputados estaduais Leonardo Araújo e Danniel Oliveira participaram da cerimônia ao lado da deputada federal

Gorete Pereira, do prefeito de Juazeiro do Norte, Arnon Bezerra, e de outros prefeitos e secretários de diversos municípios da região do Cariri. Para Leonardo Araújo, a obra é de grande importância para a população do Cariri e irá trazer desenvolvimento para a região e também para todo o estado do Ceará. Senador Eunício Oliveira destacou em discurso mais de R$ 500 milhões conquistados em convênios para o estado. O ministro dos Transportes, Portos e Aviação Civil, Maurício Quintella, afirmou que, com a reforma, terá um aumento na capacidade de passageiros e, também, para transporte de cargas. “Vai tornar um aeroporto mais competitivo e um impacto econômico muito importante para região. O aeroporto do Cariri é um dos que mais cresce no País e havia este problema (restrição)”, explica, antecipando que estão previstos para o Aeroporto Orlando Bezerra de Menezes o investimento de R$ 50 milhões.

A equipe do Núcleo de Atenção Domiciliar do Hospital Regional da Asa Norte -HRAN, liderada pela médica da família Dra. Vanessa Vasconcelos Carvalho fez em 07.02 uma visita surpresa aos pacientes do programa saúde em casa, moradores da Pousada Crysantho Moreira da Rocha, da Casa do Ceará. A visita contou com muita alegria, música e alegorias em comemoração ao Carnaval. Segundo a médica o objetivo das visitas é levar a celebração de datas comemorativas, para dentro das casas dos usuários do programa. A atenção domiciliar é uma modalidade assistencial realizada por uma equipe multiprofissional de saúde que

presta assistência a pessoas acamadas, dependentes de um cuidador que as auxilie nas atividades de vida diária, portadoras de sequelas e co-morbidades de doenças crônicas como: cuidados paliativos oncológicos e neurológicos, entre outros; úlceras de decúbito em graus moderado e grave; traqueostomia e com quadros clínicos estáveis. Na Casa do Ceará a equipe médica foi recebida pela Superintendente Antônia Guimarães e pela Supervisora da pousada, Eloísa Marques e a equipe técnica responsável pelos cuidados aos idosos.A visita teve a cobertura da TV Globo e foi ao ar no DFTV 1ª edição do dia 10 de fevereiro.

No carnaval, equipe do HRAN faz visita surpresa aos idosos da Casa do Ceará.

Veja a TV Casa do Ceará - acesse: tvcasadoceara/youtube

7

Fevereiro/18


acesse o site: www.casadoceara.org.br

Leituras III Convém pensar

Gonzaga Mota (*) Segundo Voltaire: “Uma coletânea de pensamentos é uma farmácia moral onde se encontram remédios para todos os males”. Dentro desta linha de raciocínio, sugiro ao leitor, para reflexão, concordando ou não, 14 citações de minha autoria: 1. É importante compreender que na vida qualquer ação deve ser realizada como se fosse o início, o final e a única vez. 2. A hipocrisia é uma atitude que revela a conduta dos fracos. 3. Os fundamentos éticos de uma justa nação, formam a consciência crítica do cidadão. 4. A verdadeira liberdade, encontra-se nas atitudes tomadas com dignidade. 5. Observar o futuro com paciência, coragem e fé é uma demonstração de sabedoria e maturidade. 6. Criticar sem um motivo verossímil é um comportamento desleal. 7. A arrogância, a inveja, a truculência e a vaidade são sentimentos frívolos, pois no mundo a ilusão prevalece. 8. Desde que na sua vida predomine o amor, ela não será breve, mas eterna. 9. A vitória sempre acontece quando as pessoas procuram uma travessia justa, solidária e verdadeira. 10. A esperança proporciona forças para se vencer as dificuldades e sofrimentos. 11. Na democracia a imprensa é para servir ao povo e não aos poderosos de plantão. 12. Pessoas que deveriam estar com a liberdade comprometida, não estão; outras que deveriam estar livres, são prisioneiras. 13. Não faça julgamentos precipitados, pois a justiça é a base de qualquer sociedade. 14. Creia em Deus e tenha confiança em si mesmo; dessa forma serão abertos os caminhos para a felicidade. Assim disse Victor Hugo: “Admiro as pessoas que pensam, mesmo aquelas que pensam diferente de mim”.

Gotas de amor

Todos devemos ter a consciência de que hoje é o primeiro dia do final de nossas vidas terrestre. Ela é finita. Portanto, sempre convém pensar na vida eterna, ou seja, aquela alcançada mediante a adoração e o respeito a Deus. Assim, encontramos o caminho, a verdade e a vida. Lembremos da grandeza e da bondade do Senhor, dos sentimentos de fé, esperança e caridade (virtudes teologais) e não esqueçamos da citação Bíblica de Moisés (Dt 11,26): “Hoje vou deixar que vocês escolham se querem a bênção ou a maldição”. Obedecendo às Leis de Deus, conseguiremos a bênção, rejeitando-as, receberemos a maldição. O amor, ao invés do ódio e da indiferença, deve ser a base do nosso comportamento. No detalhe, busquemos os sentimentos da humildade, da compaixão, da ternura, da misericórdia, da generosidade, da solidariedade e jamais abracemos e aceitemos o orgulho, a ganância, a mentira, a inveja, a truculência, a vaidade, dentre outros. Por sua vez, é importante ter em mente que o bem e o mal praticados por nós, de algum modo, deverão voltar. Como diz o adágio popular: “quem faz o bem, recebe o bem; quem faz o mal, recebe o mal”. É fundamental saber que as sementes de amor e paz atiradas no solo fértil do nosso coração sejam regadas com a palavra de Deus, pois o bom amigo e professor a ensina na escola da vida. A vitória sempre acontece quando as pessoas procuram uma travessia justa e verdadeira. Ademais, felizes são aqueles que se unem pelo coração e buscam alcançar Deus por meio de Jesus Cristo. “O Senhor é o meu Pastor: nada me faltará” (Sl 23,1). (*)Gonzaga Mota, Professor aposentado da UFC, ex Governador, em deputado federal, membro do Instituto Histórico do Ceará e a Academia Cearense de Letras.

Fevereiro/18

8

Turismo em alta

Jericoacoara atinge o topo do turismo nacional

Crescimento do fluxo de turistas e do número de meios de hospedagem e empregos gerados pelo setor colocaram o município na categoria A no Mapa do Turismo Brasileiro O município de Jijoca de Jericoacoara (CE) alcançou o topo do ranking do turismo nacional. É o que diz a nova categorização do Ministério do Turismo que identifica o desempenho da economia do setor nos municípios que constam no Mapa do Turismo Brasileiro. O crescimento no número de empregos formais no setor de hospedagem, do número de estabelecimentos formais de hospedagem e aumento do fluxo turístico doméstico e internacional foram determinantes para que Jericoacoara, um dos principais cartões postais do país, subisse da categoria B, em 2015, para a categoria A neste novo levantamento. Conhecido mundialmente pela beleza das praias, dunas, lagoas e manguezais na costa cearense, o local oferece opções de hospedagem desde albergues e campings para mochileiros até hotéis de luxo. Também come-se muito bem em restaurantes caseiros ou sofisticados. Em junho de 2017, a inauguração do Aeroporto Regional de Jericoacora deu início a uma nova fase para o turismo no estado. Com capacidade inicial para receber três voos diários e até 600 mil passageiros por ano, o aeroporto recebe voos regulares e fretados. O Estado do Ceará conta com 74 municípios no Mapa do Turismo Brasileiros classificados da seguinte maneira: A (02), B (06), C (20), D (43) e E (03). “A melhoria da classificação de destinos tão expressivos

Dinheiro emprestado

como Jericoacora mostra que nossos municípios têm trabalhado cada vez mais para fortalecer sua atividade turística e reconhecem que esse é um caminho natural também para o fortalecimento das economias locais. No que diz respeito ao Ministério do Turismo estamos atentos às demandas do setor como melhoria de infraestrutura, legalização e qualificação dos serviços”, avaliou o ministro do Turismo, Marx Beltrão. CATEGORIZAÇÃO - A partir de quatro variáveis de desempenho econômico - número de empregos, de estabelecimentos formais no setor de hospedagem, estimativas de fluxo de turistas domésticos e internacionais – os municípios foram divididos por letras, que vão de ‘A’ a ‘E’. De acordo com a nova classificação, houve crescimento da atuação do turismo em 358 municípios. Além disso, 189 cidades subiram da categoria ‘E’ para ‘D’, tornando-as aptas a receber recursos federais para promoção de eventos, por exemplo. Isso porque, segundo portaria 39/2017 do MTur, somente municípios classificados entre ‘A’ e ‘D’ podem pleitear apoio a eventos geradores de fluxo turístico. Ainda seguindo essa portaria, apenas 82 cidades ficarão de fora da lista de pleitos do MTur por descer de categoria, uma vez que deixaram a categoria ‘D’ e passaram para ‘E’. CONFIRA AS MUDANÇAS DE CATEGORIAS - As novas categorias já estão disponíveis no Mapa do Turismo Brasileiro. Abaixo listamos um resumo, por UF, de como ficou classificado o novo mapa.

AL aprova empréstimo de 50 mi de euros para saneamento

Na primeira sessão ordinária da Assembleia Legislativa, após o recesso parlamentar, os deputados estaduais aprovaram sete projetos de lei de iniciativa do Governo do Estado, incluindo, a que autoriza o Poder Executivo a contratar financiamento junto ao KfW Entwicklungsbank (KfW), na ordem de 50 milhões de euros, para programa de saneamento básico em áreas rurais. Na justificativa, o governo cita que, “atualmente o Ceará está enfrentando a pior seca dos últimos 100 anos. Após cinco anos de chuva abaixo da média, as reservas de água disponíveis atingiram mínimos históricos no final de 2016. Muitas cidades passaram a depender de caminhões-pipa para o abastecimento da população. Durante este período, 176 dos 184 municípios do Estado do Ceará declararam estado de emergência, devido à forte escassez de água existente. O maior impacto tem acontecido nas localidades rurais, mais vulneráveis e com um déficit de infraestrutura, recursos e falta de preparação para essa situação de emergência”. O Executivo diz que os recursos serão utilizados para o

“programa de saneamento básico para localidades rurais: adaptação às mudanças climáticas – programa águas do sertão” uma vez que “o acesso aos serviços de saneamento básico ainda é insuficiente no Ceará”. Segundo relato do governo estadual, “somente 64% dos domicílios tem acesso à água canalizada, e 25% aos serviços de esgotamento”.Na mensagem assinada pelo governador Camilo Santana, a proposta é que o programa possa contribuir “na adaptação da população rural do Ceará às mudanças climáticas, por meio da aplicação de tecnologias que diminuam a sua vulnerabilidade frente a escassez de água, por meio do fortalecimento do modelo de gestão e sua regularização através da melhoria das condições sanitárias e da proteção e utilização mais eficiente dos recursos hídricos”. As soluções propostas visam beneficiar aproximadamente 150 mil pessoas na zora rural do Ceará através do: incremento do acesso da população ao abastecimento de água; uso racional dos recursos hídricos; esgotamento sanitário; uso de energias renováveis e inovações tecnológicas; e do fortalecimento das estruturas de gestão comunitárias e associativas.

TRE disponibiliza biometria em 75% dos municípios do Ceará em 2018 O Tribunal Regional Eleitoral do Ceará consolidou o alistamento biométrico dos eleitores nos 184 municípios do Estado. Desde a última segunda-feira, 5/2, Quixeramobim, que era o último município que faltava implantar a biometria ordinária, passou a fazer a coleta dos dados biométricos dos eleitores que comparecem ao cartório da 11ª Zona Eleitoral. Os 56.306 eleitores de Quixeramobim já podem fazer a biometria e votar nas próximas eleições com a identificação através das suas digitais. Mas a biometria só será obrigatória no município a partir de 2020. Após as eleições deste ano,

acesse o site: www.facebook.com/casadoceara

a Justiça Eleitoral do Ceará divulgará o calendário dos 55 municípios restantes no Estado, incluindo Fortaleza, que iniciarão o processo de revisão eleitoral, com recadastramento biométrico obrigatório a todos os eleitores cearenses. De acordo com o cronograma estabelecido pelo Tribunal Regional Eleitoral do Ceará, nas Eleições de 2018, 129 dos 184 municípios cearenses terão 100% dos seus eleitores votando com biometria. A meta do TRE-CE é recadastrar cerca de 75% do eleitorado do Estado até 9 de maio de 2018 e atingir 100% em 2020.

Ceará em Brasília


acesse o site: www.casadoceara50anos.com.br

Leituras IV

Os números monstruosos ocultos no Manifesto da Beija Flor na Marquês de Sapucaí

Por JB Serra e Gurgel (*) Recebi de um amigo, Antônio Pinho, que mora em Lisboa números arrepiantes sobre a realidade brasileira e que circulam em vídeo pela WEB. Já fomos o pais do futuro e habitamos uma terra em que se plantando tudo dá, mas com a década perdida, crescemos muito menos que o mundo como um todo e ficamos miseravelmente mais pobres. Ficamos, não, estamos. Mas somos a 8ª economia do mundo. Integramos o G-20 e os BRICS. Neste, dos quatro lideres, três são corruptos de boa cepa. Um deles caiu de podre. Faltam dois. 20 milhões de brasileiros (uma Austrália) estão na linha da pobreza e ganham R$ 140,00 reais por mês. 9 milhões (uma Suíça) sobrevivem, abaixo da linha da pobreza, com 60 reais por mês. Metade dos 205 milhões seja l02,5 milhões(um México) vivem com um salário mínimo. No Maranhão, são 68%. Uma de cada 4 brasileiros, 27,92%, estão no Bolsa vivem do Bolsa Família, 45,8 milhões,(uma Argentina) recebem ¼ do salario mínimo. Temos 14,0 milhões (um Chade) de desempregados. Os subempregados somam 36,0 milhões (um Iraque) Na educação, os números são contundentes: 50 milhões (uma África do Sul) são analfabetos ou semi-alfabetizados e 90 milhões (uma Etiópia) são analfabetos funcionais. Se a Anfalbetolândia fosse um pais seria o 12º mais populoso do mundo. Os brasileiros não leem. Não cultivam a língua, Não tem nenhum amor pelo idioma. Uma pesquisa feita para saber quais livros teriam lido no último ano revelou que nenhum leu porra nenhuma. Outra pesquisa revelou que 30% dos brasileiros nunca compraram um livro. Tivemos um presidente da República que se orgulhava que nunca lera um livro... Menos de 10 milhões (uma Suécia) estão na educação superior. O exame do ENEN chegou a reunir 12,0 milhões

Ceará em Brasília

(um Sudão Sul) par disputar 200 mil vagas em universidades públicas com regime de cotas. Há 48,8 milhões (uma Colômbia) na educação básica, 57,8% dos alunos (uma Moçambique) em transtornos, 15,4 Milhões(um Camboja) estão nos anos iniciais do ensino fundamental; 12,2 milhões (um Zimbabwe) estão nos anos finais,8,1 milhões (um Israel) estão no ensino médio. A soma da tiragem de todos os jornais e revistas do Brasil, 4,5 milhões, é menos de 50% que a tiragem de um único jornal diário japonês. Lá tem quatro jornais com mais 10 milhões de exemplares dia. No nosso caso, há o agravo que os jornais estão sumindo junto com as livrarias, as bibliotecas e as bancas de jornais e revistas. Nos locais surgem farmácias e igrejas, Descemos ladeira abaixo para uma civilização de cultura digital e oral e ágrafa! 35 milhões de brasileiros, (um Canadá) não tem água tratada. 100 milhões (uma Alemanha) não tem esgotos. 17 milhões (uma Holanda) não tem coleta ade lixo. 4 milhões (uma Nova Zelândia) não tem banheiro em casa. Temos um Legislativo federal (uma cidade de 100 mil habitantes com luz, água, esgoto, transportes, sistema de saúde), 50% dos políticos são corruptos, um Judiciário que é o mais caro do mundo, um Executivo com uma estrutura burocrática, com 28 ministérios, mais da metade ocupado por corruptos, que leva a prefeituras e estados a ter super estruturas de 28 secretárias... O pais coma com 548,0 mil presos –é o terceiro maior de população carcerária mundo - e precisaria de 354 mil vagas. A força de trabalho do Brasil compreende 103,9 milhões (uma Filipinas), a população ocupada é de 9,5 milhões (um Vietnam), a população desocupada é de 13.2 milhões (um Senegal), o número de pessoas com carteira assinada e de 33,3 milhões (um Marrocos). Os trabalhadores por conta própria são 22,7 milhões (uma Costa do Marfim). Na indústria, temos 11. 7 milhões de trabalhadores (uma

Bolívia|, na construção civil 6,8 milhões,(uma Jordânia), na agricultura 8,8 milhões (uma Honduras), no comércio 17.5 milhões (um Cazaquistão). Na administração pública, 15,0 milhões ( uma Zâmbia), em atividades financeiras e imobiliárias e comunicação 10 milhões (um Portugal). Na área de saúde, as dificuldades e os agravos se acentuam. Doenças endêmicas como dengue, zika, chinkungynia, febre amarela clamam por vacinas cuja compra e distribuição são marcadas por uma grande corrupção. Os leitos hospitalares são para os novos, os mais velhos estão condenados à morte. SUS tem uma rede de atendimento gigantesca, dirigida por políticos vagabundos, com bolsos largos, malas e contas em paraísos fiscais. As cidades são controladas pelo crime organizado, entre traficantes e milicianos. O comando do crime organizado está com políticos que indicam comandantes, delegados, controlam água, energia, acesso (pedágio), táxis, comércio de rua, camelôs, ônibus, vans, tevê a cabo, escolas, creches, UPAS, SAMU, emergências de hospitais, presídios com suas leis, etc. O International Institute for Manegement Developtment proclama que o Brasil é o pior estado do mundo, temos o Judiciário mais caro do Ocidente, a saúde mais ineficiente do planeta, o 2º Congresso mais oneroso da terra, o menor retorno de impostos, a economia mais fechada do G-20, o 10º pais mais complexo para se fazer negócio, o 5º menos competitivo, o líder em burocracia fiscal. Resultado: somos lideres em desigualdades, prostituição infantil, trabalho escravo, violência urbana e pobreza. Beija Flor de Nilopolis e Acadêmicos do Tuiuti mostraram na Marques da Sapucaí o retrato de Brasil pós Lavajato. (*) JB Serra e Gurgel (Acopiara) jornalista e escritor serraegurgel@gmail.com

Veja a TV Casa do Ceará - acesse: tvcasadoceara/youtube

9

Fevereiro/18


acesse o site: www.casadoceara.org.br

A escolha de dom Helder Câmara, como Patrono Brasileiro dos Direitos Humanos, passou desapercebida no Ceará, onde nasceu, no Rio de Janeiro e no Recife, onde viveu. Ícone da resistência contra a ditadura militar enquanto arcebispo de Olinda e Recife, o religioso, falecido em 1999, recebeu título por meio de lei sancionada pelo presidente da República. em 27.12.2017. Dom Helder Câmara foi também um dos fundadores da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) e o único brasileiro indicado quatro vezes para o Prêmio Nobel da Paz Dom Helder Câmara Nasceu a 7 de fevereiro de 1909, em Fortaleza, e foi ordenado padre em 1931, com 22 anos; Aos 43 anos Dom Hélder Câmara foi nomeado bispo auxiliar da Arquidiocese do Rio de Janeiro em 1952, e em 1964 tornou-se arcebispo de Olinda e Recife, até 1985, tendo falecido a 27 de agosto de 1999, no Recife. Dom Helder ficou conhecido, especialmente no estado de Pernambuco, como um dos ícones da igreja católica contra a ditadura militar. Ele foi nomeado Arcebispo de Olinda e Recife em 1964, justamente o ano em que o regime teve início. O religioso participou de organizações e movimentos nos quais foi um “líder contra o autoritarismo e os abusos aos direitos humanos, praticado pelos militares”, como informa a Fundação Joaquim Nabuco. O local onde Dom Helder Câmara passou os últimos anos de vida, nos fundos da Igreja de Nossa Senhora da Assunção das Fronteiras, no Recife,

foi transformado em museu. No Memorial Dom Helder Câmara, estão expostos objetos de Dom Helder, como livros, quadros, roupas e móveis de uso pessoal do arcebispo. “Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte Lei: Art. 1o É declarado Patrono Brasileiro dos Direitos Humanos Dom Hélder Câmara”, lê-se na lei aprovada por Michel

Temer em 27.02. Em abril de 2015 a Arquidiocese de Olinda e Recife revelou que recebeu da Santa Sé uma carta que permitia o início da fase diocesana da causa de beatificação e canonização de Dom Hélder Câmara.

Frases de Dom Hélder Câmara É graça divina começar bem. Graça maior persistir na caminhada certa. Mas graça das graças é não desistir nunca. A maneira de ajudar os outros é provar-lhes que eles são capazes de pensar. Não há penitência melhor do que aquela que Deus coloca em nosso caminho todos os dias. O verdadeiro cristianismo rejeita a ideia de que uns nascem pobres e outros ricos, e que os pobres devem atribuir a sua pobreza à vontade de Deus. Feliz de quem atravessa a vida inteira tendo mil razões para viver. Feliz de quem entende que é preciso mudar muito pra ser sempre o mesmo. Não me dou a penitências. Com todo respeito que me merecem os santos, não sou homem de autoflagelações... Não há penitência melhor do que aquela que Deus coloca em nosso caminho. O amor é o perfume das almas. Há criaturas como a cana: mesmo postas na moenda, esmagadas de todo, reduzidas a bagaço, só sabem dar doçura. Mais que comum dos dias, olhei o mais que pude os rostosos pobres, gastos pela fome, esma-

Fevereiro/18

10

gados pelas humilhações, e neles descobri teu rosto, Cristo Ressuscitado! Quando dou comida aos pobres, me chamam de santo. Quando pergunto porque eles são pobres, chamam-me de comunista. Se discordas de mim, tu me enriqueces. Ótimo que a tua mão ajude o vôo... Mas que ela jamais se atreva a tomar o lugar das asas... Um dos meus anseios de chegar ao infinito é a esperança de que, ao menos lá, as paralelas se encontrem. Deus nos ensinou a não aceitar facilidades, mas a encontrar vida na dureza da cruz. Quando os problemas se tornam absurdos, os desafios se tornam apaixonantes. O segredo de ser jovem é ter uma causa a que dedicar a vida. O segredo da eterna juventude é dedicar a vida a uma causa. Agora que a velhice começa, preciso aprender com o vinho a melhorar envelhecendo e, sobretudo, a escapar do terrível perigo de, envelhecendo virar vinagre.

acesse o site: www.facebook.com/casadoceara

Trajetória Na década de 1950, no Rio de Janeiro, enquanto bispo auxiliar, Dom Helder fundou obras sociais como a Cruzada São Sebastião, cujo objetivo era atender os moradores das favelas, e o Banco da Providência, que organizava doações e microcrédito para as famílias de baixa renda. Odos os anos, reunia milhares de católicos cariocas Feira da Providência, com a participação de estandes de países estrangeiros e dos estados brasileiro, arrecadando fundos para as atividades sociais da Igreja, Dom Helder exerceu ainda funções na Secretaria de Educação do Rio de Janeiro e no Conselho Nacional de Educação. Foi também um dos fundadores da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). Em seus mais de 20 livros publicados – boa parte traduzida para outros idiomas –, Dom Helder defendeu ainda o seu ideal de “não-violência” e a necessidade de profundas reformas por um Brasil menos desigual. ATUAÇÃO EM FAVOR DOS POBRES O combate às violações de direitos humanos custou ao arcebispo uma perda pessoal: em 1969, o assessor de Dom Hélder, Padre Henrique, foi preso e torturado até a morte. .

Presidência da República Casa Civil

Subchefia para Assuntos Jurídicos LEI Nº 13.581, DE 26 DE DEZEMBRO DE 2017.

Declara Dom Helder Câmara Patrono Brasileiro dos Direitos Humanos. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte Lei: Art. 1o É declarado Patrono Brasileiro dos Direitos Humanos Dom Helder Câmara. Art. 2º Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação. Brasília, 26 de dezembro de 2017; 196o da Independência e 129o da República. MICHEL TEMER Eliseu Padilha

Ceará em Brasília


acesse o site: www.casadoceara50anos.com.br ANC_MDBCasa_doCeará.pdf

1

15/02/2018

09:07

C

M

Y

CM

MY

CY

CMY

K

Ceará em Brasília

Veja a TV Casa do Ceará - acesse: tvcasadoceara/youtube

11

Fevereiro/18


acesse o site: www.casadoceara.org.br

Leituras V Releitura de Nilto Maciel Uma luz que azula Jornal O Estado

João Soares Neto (*)

Estava na despedida de Nilto Maciel da face da terra, em 29 de abril de 2014. Será que um escritor do calibre de Nilto Maciel desaparece ao ir para além do além? Nilto me acolheu no meu começo e não era raro trocarmos ideias entre as suas baforadas de cigarro que borravam as suas grossas lentes de ler. Quem quiser saber dele poderá ler seus livros ou consultar a Wikipédia. Lá estão a produção literária e os prêmios recebidos. É fácil perceber o descortino desse cearense, formado em Direito e nas ciências da vida. Foi-se para Brasília, mediante concurso público. Cumprido o tempo, aportou em Fortaleza e aqui se espraiava em contos, poemas e romances. No oferecimento que me fez no livro de contos “Luz Vermelha Que se Azula”, Prêmio Moreira Campos, ele diz: “Ao amigo João Soares Neto, que escreve certo, estas linhas tortas”. Na verdade, Nilto não era homem de linhas tortas, tampouco de linhas óbvias, era um criador que se metamorfoseava em personagens nas histórias que criava. Dou a palavra a NM: “A maioria das minhas composições literárias surge por acaso, de inopino ou inspiração, o que deve acontecer com quase todos os criadores, Não as busco. Vêm num piscar de olhos. Não as cato nas ruas. Apresentam-se a mim como folhas mortas, papéis velhos, cacos de vidro, esterco. Acolho algumas. Lapido-as, lavo-as e faço delas literatura”. NM continua: “Outras, porém, não existem nem como ideias e, se existem, estão bem enterradas ou perdidas nas páginas de velhos alfarrábios. É o caso de algumas aqui reunidas. Fui procurá-las nas enciclopédias, nos dicionários, nas biografias, nos compêndios de história”. Interrompo a dicção de NM e passo a palavra a Aíla Sampaio, que foi minha confreira na Academia Fortalezense de Letras: “(…) O equilíbrio está no talento de Nilto Maciel para amalgamar realidade e ficção. Munido de vasta bagagem de leituras e domínio das técnicas de construção do texto literário, ele percorre veredas diversas, com seu apurado trabalho de linguagem, dá unidade ao que é diverso, puxa o leitor por caminhos inusitados e consegue, sem exauri-lo no longo percurso que se impõe da primeira à última página, prendê-lo espontaneamente ao universo de seres alucinados e fatigados de sua aventura existencial”. Agora, neste abril de 2017, três anos após, relembro aos leitores, colegas, amigos e familiares a certeza de que Nilto Maciel está em todos os lugares por onde passou e espargiu a sua premiada literatura. (*) João Soares Neto, escritor

Crônica publicada no Jornal O Estado em 1/26/2018.

Fevereiro/18

12

Regulamentação da profissão de cuidador vai a Plenário do Senado

Proposta que regulamenta a profissão de cuidador foi para trabalho por mais de dois dias na semana, atuando aprovada na Comissão de Assuntos Sociais (CAS). De em domicílio ou no acompanhamento de atividades acordo com o projeto (PLC 11/2016), os profissionais da pessoa cuidada, terá contrato regido pelos mesmas devem ter ensino fundamental completo e curso de regras dos empregados domésticos. Se forem contrataqualificação na área, além de idade mínima de 18 anos, dos por empresas especializadas estarão vinculados às bons antecedentes criminais e atestados de aptidão física normas gerais de trabalho. O relatório do senador Elmano Ferrer (PMDB-PI) já e mental. A matéria segue para exame do Plenário do tinha sido lido anteriormente e ele voltou a defender a Senado. aprovação do projeto. O texto define como cuidaReivindicação antiga, lemdor o profissional que acombra Elmano Férrer panha e dá assistência a idoRelator do projeto que resos, crianças, pessoa com gulamenta a profissão de deficiência ou doença rara, cuidador (PLC 11/2016), o seem residências, comunidades nador Elmano Férrer (PMDBou instituições. A atividade de -PI) afirmou, em entrevista à cuidador pode ser temporária Rádio Senado, que a iniciativa ou permanente, individual ou atende a uma reivindicação coletiva, visando à autonomia de mais de 20 anos de assoe independência, zelando pelo ciações que representam a bem-estar, saúde, alimentação, categoria. A proposta pela higiene pessoal, educação, Elmano Ferrer (cearense de Lavras da Mangabeira, Comissão de Assuntos Sociais cultura, recreação e lazer da eleito pelo PI), à direita, foi o relator do projeto (CAS), define como cuidador pessoa assistida. É proibida aos cuidadores, segundo o projeto, a o profissional que acompanha e dá assistência a idosos, administração de medicação que não seja por via oral crianças e pessoas com deficiência ou doença rara, em nem orientada por prescrição do profissional de saúde, residências, comunidades ou instituições. Também esassim como procedimentos de complexidade técnica. tabelece requisitos para o exercício da atividade, como Os trabalhadores também poderão ser demitidos por idade mínima de 18 anos, ensino fundamental completo justa causa se ferirem direitos do Estatuto da Criança e e curso de qualificação na área. O projeto segue agora para o Plenário do Senado e, se aprovado, será encamido Adolescente, ou do Estatuto do Idoso. Quando o cuidador for empregado por pessoa física, nhado para sanção do presidente da República.

Empréstimos para Fortaleza e DF passam pelo Senado

A Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) aprovou em 20.02 pareceres favoráveis a duas operações de crédito. Uma a favor do município de Fortaleza (CE) e outra para o governo do Distrito Federal; ambas precisam da garantia da União. Os pedidos vão para análise do Plenário em regime de urgência. O Distrito Federal tenta liberação de até US$ 100 milhões com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) para serem usados no financiamento de parte de um programa de saneamento ambiental, o Brasília Sustentável II. O governo informa que o dinheiro será usado no tratamento de resíduos sólidos, na inclusão produtiva dos catadores de materiais recicláveis, em infraestrutura básica, no reassentamento de residentes de áreas de risco e de proteção ambiental e em ações voltadas ao fortalecimento de órgãos da área ambiental. A relatora, senadora Lúcia Vânia (PSB-GO), foi a

acesse o site: www.facebook.com/casadoceara

favor da negociação e lembrou que a Secretaria do Tesouro Nacional (STN) entendeu que o Distrito Federal apresentou contragarantias suficientes, além de capacidade de pagamento para fazer frente a esse acréscimo de endividamento. Fortaleza Já a verba pretendida pela prefeitura de Fortaleza é para financiar parcialmente o programa Fortaleza - Cidade com Futuro. O valor é de até US$ 83 milhões a serem obtidos com a Corporação Andina de Fomento (CAF), uma instituição financeira de desenvolvimento que opera na América Latina. O dinheiro será usado para obras de infraestrutura e urbanismo na capital cearense, incluindo melhorias na orla da cidade. O relator Garibaldi Alves (PMDB-RN) considerou que a prefeitura cumpre todas as exigências necessárias para a operação e não viu motivos para que o Senado negue a autorização.

Ceará em Brasília


acesse o site: www.casadoceara50anos.com.br

Leituras VI

Coluna do blog

Macário Batista (*)

O Pecém desarrumado

Mesmo de hora-em-hora escarafunchando o noticiário local, só recentemente tomei conhecimento de que a Companhia de Integração Portuária do Ceará, CEARAPORTOS, mudou de nome e razão social. Chama-se agora CIPP - S/A. Fundada nos estertores de 1995 - quando então transcorria o início do segundo Governo Tasso - e o recém eleito FHC atendia a quase todos os reclames do governador cearense, dada sua importância na sustentação política do Governo Federal, que ainda buscava manter o equilíbrio do engenhoso Plano Real, a CEARAPORTOS, pro bem e pro mal, mudou radicalmente aquela ponta extrema do litoral cearense nesses últimos 22 anos. Antes, bem antes, refúgio paradisíaco dos Tapebas, Pitaguarís e Tupinambás, que em conjunto formavam pequenas tribos tupiniquins da Grande Nação Tupi-Guaraní, aquela região foi ainda nos anos 80 identificada como área ideal para a construção de um grande porto off-shore (fora do continente), dada a crescente inviabilização do Porto do Mucuripe, em especial por já não atender as necessárias profundidades (calado) para atracar grandes navios, bem como porque as comunidades legal e ilegalmente fixadas no seu entorno já não permitiam sua expansão.

Pós considerações

Pois bem, feitas essas rapidíssimas considerações, e voltando ao tema central acerca da mudança do nome da antiga Companhia de Integração Portuária, Cearaportos - empresa pública de economia mista para uma mais abrangente sociedade anônima (S.A.), isto é, ainda empresa controlada pelo poder público, mas agora com capital aberto - ex vi Banco do Brasil - apurei que a sobredita mudança se deu para melhor se encaixar no interessante desejo do Governo Estadual de associar o Terminal Portuário do Pecém à uma PORT AUTHORITY de

caráter global. Algo como o Porto de Nova Iorque, Porto de Houston, Porto de Hamburgo, Porto Ghanzou, Porto de Barcelona, Porto de Cingapura, Porto de Rotterdam... ótima, excelente, fantástica ideia. Inserir-se-ia assim o arrumadinho Porto do Pecém no circuito do terminalões que movimentam em apenas 2 ou 3 semanas, ágil e logisticamente perfeito, o que o Pecenzinho leva todo um ano pra carregar, despachar, descarregar e despachar de novo no ritmo 24-7, isto é, 24 horas, 7 dias por semana. Repita-se, a ideia é matricialmente muito boa !

O legal

Ocorre que, como tudo na vida, há formas e formas de serem feitas as coisas. E nesse mundo cheio de regras, modelos e sistemas, convencionou-se que as tais coisas e, pasmem, até mesmo as pessoas, podem ser PÚBLICAS ou PRIVADAS, do Governo ou Particulares, de Todos ou de Pessoas, individualmente. Nesse sistema, e em particular no Brasil, quando a coisa é pública, pertencente assim a um governo, seja ele em que esfera for, a admissão legal para vender, alienar e-ou permitir a participação de capital privado (vide o que recentemente ocorreu com o nosso terminal aeroportuário Pinto Martins, um jovem cinquentenário inaugurado em 1966, entregue para administração concessionário de uma empresa privada alemã - FRAPORT AG) há de seguir-se todo um processo, e que seja público, aberto e transparente. No Brasil dos último 20 e poucos anos, convencionou-se utilizar o leilão, levado a interessados em bolsas de valores, com regras previamente definidas e habilitações previamente aceitas. Assim foram quase todas, e entre as nossas, das mais conhecidas, leiloaram-se a Teleceará, a Coelce, o BEC, e por último o Aeroporto Pinto Martins, que era administrado por um estatal federal, mas que seguiu igual curso, qual seja, o do LEILÃO EM HASTA PÚBLICA, todos com regras previamente definidas e habilitações previamente aceitas, conforme determina a LEI !!

Sem trocadilho

Sendo assim, por que carga d’agua o Porto do Pecém não seguiu igual regime?. Por que não foi todo o terminal?, Por que não é venda, concessão, alienação, vinculação ou associação?... Sem nenhum trocadilho com o que ocorre ali em ininterruptas movimentações, NÃO IMPORTA !! O Porto pertence ao bravo POVO CEARENSE, que meteu ali poupança e empréstimos ainda a pagar, e dito isto, não se pode entregar, seja integral ou parcialmente, nossa rica poupancinha ao primeiro interessado. Seja lá quem ele for. De fato, o Porto de Rotterdam é um puta porto, mas ouviram propostas de Barcelona, Hamburgo, Nova Iorque, Cingapura? Não ! Porque simplesmente não lhes deram chance !! Fizeram um road-show prá mostrar as potencialidades do Pecém mundo afora? Não ! Pois bem, eis a tal inacreditável história de uma sucessão de equívocos que podem levar a total invalidação de uma, repito, grande ideia. Se não voltarem a prancheta à começar quase tudo do zero, a super-ideia de se transformar o Porto do Pecém em um porto global pode a qualquer instante ir pro sal. Lembremos. Geograficamente, o Pecém é o mais perto da Europa, é bem perto do Canal do Panama e bem próximo dos principais portos dos EUA. Gerencialmente, é desde Erasmo Pitombeira superavitário. Econômico-financeiramente é promissor. Politicamente, precisa de fato se livrar do Governo do Estado, agora vamos fazer as coisas direito. Alô, Dr Pitombeira !! Em tempo: Eu participei da construção de cada metro do Porto e conheço suas histórias e agora suas arrumações.

Parece campanha

“Na minha geração eu consigo enxergar competência, gente engajada e que eu admiro em vários setores. Na política é muito difícil conseguir encontrar muita gente da nossa geração, que está a fim de servir de fato e que esteja fazendo um bom trabalho. Então, o que a gente precisa no Brasil é renovação.” (*) Macário Batista (Sobral) jornalista, blogueiro, multimídia, colunista, cidadão do mundo.

A NOSSA CRATEÚS, BERÇO DA FAMÍLIA CAMPELO BEZERRA NO CEARÁ, TEM DUAS DATAS DE FUNDAÇÃO: 06.07.1932 (86 ANOS) NO PIAUÍ E 22.10.1880 (38 ANOS) NO CEARÁ, TEMOS UMA POPULAÇÃO DE 74,426 HABITANTES E 54 MIL ELEITORES, ESTAMOS A 534 KM DE FORTALEZA. NOSSO ÍNDICE DE DESENVOLVIMENTO HUMANO É DE 0,644. ESTAMOS DE BRAÇOS ABERTOS AOS CEARENSES E AOS BRASILEIROS. “A GENTE SAI DO CEARÁ MAS O CEARA NÃO SAI DA GENTE” SAFS Quadra 02, Bloco D, Ed. Via Esplanada, Sala 401, Brasília-DF | Fone: (61) 3323-2000 | Fax: (61) 3224-1561 - CEP.: 70070-600 campelobezerra.adv@gmail.com | www. campelobezerra.adv.br

Ceará em Brasília

Veja a TV Casa do Ceará - acesse: tvcasadoceara/youtube

13

Fevereiro/18


acesse o site: www.casadoceara.org.br

Leituras VII O “1984” de William Waack

Edmílson Caminha (*) Se é grande o poder com que a imprensa age sobre a opinião pública, há outro muito maior: o das chamadas “redes sociais”, do e-mail ao whatsapp, do instagram ao facebook. Os usuários dessas ferramentas se concedem, sem qualificação nem legitimidade, a prerrogativa de julgar, condenar e executar, sem direito de defesa, quem ouse questionar-lhes os dogmas ou desafiar-lhes o comando. Não fosse a precária justiça que nos resta, sairiam pelas ruas a espancar, apedrejar, linchar (como aconteceu no Rio de Janeiro em 2014, com uma dona de casa injustamente acusada de feitiçaria e satanismo). A bola da vez, agora, é o jornalista William Waack, crucificado sob a acusação de racismo. Como não conheço pessoalmente esse brilhante colega, sinto-me à vontade para defendê-lo dos inquisidores que lutam, no século XXI, por afogar de vez o pobre Brasil a que chegamos no obscurantismo da Idade Média. E temo, pelo andar da carruagem, que consigam. Note-se que o comentário do jornalista, de flagrante mau gosto, não se fez no exercício da profissão, para a audiência do telejornal, mas em off, para um companheiro de trabalho. Como as piadas que se contam nos botecos sobre gays, louras, argentinos, gaúchos, anões ‒ todas preconceituosas, condição intrínseca a esse gênero primário de humor, sempre contra alguém ou alguma coisa. Glória Maria, jornalista competente (negra, por sinal), declarou: “Convivi com o William a vida inteira, e ele não é racista. Aquilo foi piada de português.” Propositadamente irônica, talvez (considerada a inteligência da repórter), a alusão aos nossos colonizadores embute um preconceito. Espera-se que os lusitanos não sigam o exemplo de cá, e peçam a cabeça de Glória Maria... Waack errou, sim, e poderia muito bem ter passado sem essa, mas bastaria um pedido de desculpas, como honestamente o fez em artigo para a Folha de S. Paulo. Ocorre que a militância das redes sociais não aceitaria, sequer, punição branda, e a emissora de tevê disse-lhe amém: sacrificou o melhor da equipe, que sempre fora além da apresentação de telejornais e da mediação de programas, pela excelência profissional e pela riqueza dos conhecimentos com que se iguala aos especialistas mais ilustres. Em 1993, publicou o livro Camaradas, sobre as relações dos governantes russos com nossos comunistas que se deram mal em 1935, uma das mais importantes obras da historiografia brasileira contemporânea. Com a demissão do jornalista, perdemos todos: ele, sem emprego; a televisão, sem o nome que a engrandecia; nós, sem a presença cujo saber vai da história à economia, da ciência política à diplomacia. Que sejam cada vez mais civilizadas as relações entre homens e mulheres, em todos os domínios da convivência humana. O que não se pode aceitar é a radicalização paranoica do tal “politicamente correto”, da intolerância obsessiva que passa a ver crime em tudo, erro em tudo, ofensa em tudo. É sentimento autoritário, fascista, que, como disse Heine, pode começar com a queima de livros e terminar com a queima de pessoas, do que temos pavorosos exemplos no passado. Benito Juárez, indígena pobre que foi cinco vezes presidente do México, certa vez afirmou, com a despojada sabedoria dos homens verdadeiramente grandes: “A paz é o respeito ao direito dos outros”. Impedir que William Waack possa exercer a profissão, como pena por um comentário infeliz, lembra um certo 1984, em que o totalitarismo do Big Brother detinha poder completo sobre corpos e almas, corações e mentes. Tudo em nome de ambições pessoais, de projetos políticos, de ideologias, de partidos, da uniformização do pensar, do fazer, do sentir, de delírios de poder como o do Reich nazista, sonhado para durar mil anos e que se desfez em doze. Diferentemente do pesadelo narrado na obra-prima de George Orwell, que neste nosso Brasil, com gosto pela felicidade, pela confraternização, pelo amor e pela alegria de viver, tenhamos sempre o direito de errar, a mais humana de todas as liberdades. (*) Edmilson Caminha (Fortaleza) escritor, membro da Academia Brasiliense de Letras e da Associação Nacional de Escritores

Fevereiro/18

14

Porto do Pecém

Hub portuário: CIPP tem licença ambiental renovada para os próximos 10 anos

O governador Camilo Santana e o presidente do Complexo Industrial e Portuário do Pecém (CIPP) receberam, o superintendente do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (Ibama) no Ceará, Herbest Pessoa Lobo, a renovação da licença ambiental do Complexo para os próximos 10 anos. A assinatura se deu em reunião no Palácio da Abolição. Para o governador, o documento marca o novo momento do equipamento cearense. “Agradeço ao Ibama pela liberação da licença ambiental para essa importante etapa de expansão do Porto. O Ceará vai atingir um novo patamar com relação à infraestrutura portuária. O nosso Estado estará entre as melhores opções do continente para novos empreendimentos e empresas que precisam de um porto moderno e seguro para o seu desenvolvimento”, disse o governador Camilo Santana. De acordo com Danilo Serpa, presidente do CIPP, a renovação consolida o projeto de hub portuário estadual. “Este é mais um marco que consolida o Ceará como um hub de cargas no cenário nacional e internacional. É resultado de um trabalho desenvolvido com respeito e cuidado com o meio ambiente. O Porto do Pecém atende a todas

Segurança Hídrica

as exigências do Ibama como os programas ambientais e os programas emergenciais”, afirma. Operações Com a atualização do certificado, os novos berços 7 e 8 do Porto podem operar toda e qualquer carga – até então, a movimentação era limitada a determinados tipos de carga. Para Serpa, a renovação é uma grande conquista que dá mais possibilidades de negócios e operações. “O prazo de renovação da licença deixa os nossos clientes e parceiros das linhas de navegação mais tranquilos e confiantes por saberem que no Pecém é possível operar todos os tipos de carga nos oitos berços. É toda nossa capacidade atual de operações à disposição do desenvolvimento econômico do Ceará”, afirma. Resultados Em janeiro deste ano o Porto do Pecém movimentou 1,4 milhão de tonelada, marca 8% acima do mesmo período de 2017. O ano passado foi o melhor da história do Porto, que fechou 2017 com crescimento na movimentação de cargas de 41%, equivalente ao faturamento bruto da ordem de R$ 144 milhões e um crescimento financeiro de 62,2% em relação ao de 2016.

Governo do Ceará implantará mais 30 sistemas de abastecimento de água em 20 municípios

Comunidades rurais de 20 municípios cearenses serão contempladas com a construção de sistemas para abastecimento de água. Ao todo, serão 30 novos equipamentos, que foram recentemente licitados pelo Governo do Ceará, por meio da Secretaria do Desenvolvimento Agrário (SDA). A ação faz parte do programa São José III e o investimento será de R$ 19.946.080,59. O secretário-chefe da Casa Civil, Nelson Martins, destaca que esses 30 novos equipamentos vão se somar a outros 81 sistemas de abastecimento de água em plena execução atualmente. Acompanhando de perto as obras, Nelson Martins

afirma que as ordens de serviço para o início da construção dos equipamentos foram assinadas na cidade do Crato. “Vários municípios do estado vão ser favorecidos”. Nesta etapa, os municípios agraciados serão Cruz, Alto Santo, Jardim, Lavras da Mangabeira, Milhã, Santana do Cariri, Crateús, Independência, Arneiroz, Icó, Acaraú, Brejo Santo, Crato, Meruoca, Missão Velha, Reriutaba, Guaraciaba do Norte, Viçosa do Ceará, Capistrano e Tarrafas. “É uma população significativa que vai ser beneficiada com esses novos sistemas de abastecimento de água”, garantiu Nelson Martins.

Edital destina R$ 100 milhões para 12,4 mil cirurgias eletivas Governo chama entidades filantrópicas para fazer 12.466 cirurgias eletivas de alta e média complexidade A Secretaria da Saúde do Ceará está recebendo as inscrições para o Edital de Chamamento Público destinado aos estabelecimentos de saúde, com ou sem fins lucrativos, interessados em participar do Programa Plantão Saúde Cirurgia, lançado pelo governador Camilo Santana. O programa credenciará empresas ou entidades filantrópicas da iniciativa privada para a realização de 12.466 cirurgias eletivas de alta e média complexidade, no prazo de 12 meses, a partir de abril deste ano. Os estabelecimentos interessados terão prazo de 15 dias, a partir de 12.02, para apresentar toda a documentação exigida no edital, junto com o requerimento de credenciamento, no Protocolo da Secretaria da Saúde do Ceará, situada na Avenida Almirante Barroso, 600, Praia de Iracema, em Fortaleza, endereçada à Coordenadoria de Regulação Controle, Avaliação e Auditoria (CORAC). A análise das propostas terá início no prazo máximo de

acesse o site: www.facebook.com/casadoceara

cinco dias úteis após seu recebimento. Após a análise, a Secretaria da Saúde convocará as empresas habilitadas para assinar o termo de credenciamento. É facultado a qualquer pessoa jurídica que preencher os requisitos mínimos fixados pela administração requerer seu credenciamento. A inscrição no credenciamento não garante a contratação do interessado. A Secretaria da Saúde fará a solicitação dos serviços para os beneficiários, conforme a necessidade e conveniência. O Programa Plantão Saúde Cirurgia viabilizará acesso dos pacientes cearenses aos atendimentos cirúrgicos, tendo em vista a demanda reprimida identificada pelos gestores estadual e municipais, registrada na Central de Regulação do Estado (CRESUS). Os recursos destinados ao programa somam 100 milhões de reais, com o valor dos procedimentos variando de 900 a 18,6 mil reais. Nesta primeira etapa, serão destinados R$ 55,5 milhões para execução de 8.656 procedimentos cirúrgicos eletivos de média e alta complexidade.

Ceará em Brasília


acesse o site: www.casadoceara50anos.com.br

Leituras VIII

Caros Confrades da Academia Cearense de Engenharia

Cássio Borges (*) Na minha vida profissional no DNOCS nunca fui um executivo de obras. Entretanto, assumi todas as diretorias técnicas daquele Departamento, não só em nível estadual, como em nível de Nordeste. Fui, por muitos anos, o operador da Rede Hidrométrica Básica de Pluviometria e Fluviometria do Nordeste brasileiro que começou a ser instalada pelo DNOCS no inicio de 1909 e acumulei, modéstia à parte, grandes experiências técnicas e científicas sobre a gestão dos recursos hídricos de nossa Região. Portanto, a palavra “gestão” de nossas bacias hidrográficas começou quando foi instalado o primeiro pluviômetro e quando foi construído o primeiro açude. O DNOCS do passado chamava isto de “operação”. Atualmente, a palavra “gestão”, significa apenas a “distribuição e o controle da água” para ser vendida, como se esta fosse uma mercadoria para ganhar dinheiro. A gestão atual consiste, portanto, em “vender a água dos açudes do DNOCS”. Nunca pude imaginar que a gestão dos recursos hídricos, onde quer que fosse, pudesse vir a ser conduzida por alguém que não seja da área de engenharia, nunca tenha visto a proveta de um pluviômetro em seu currículo profissional, nunca tenha feito medição de vazão em um rio, não saiba o que seja uma hidrógrafa unitária, o significado de “vazão regularizada” de um açude, ou a importância do índice evaporimétrico nos estudos que determinam os benefícios de um reservatório. Já escrevi muitos artigos sobre os “erros e omissões” (alguns de graves consequências) que foram cometidos em relação à construção da Barragem do Castanhão, a maior em regiões semiáridas do mundo. Esta obra não serve de modelo para ser apresentada aos alunos de uma Escola de Engenharia, advirto. O presente artigo no Jornal O Povo (vê anexo) fala em um desses erros, a decantada finalidade daquele reservatório em acabar com as enchentes no Baixo Jaguaribe, uma de suas primeiras finalidades para justificar a sua construção. O anúncio dessa barragem surgiu no ano de 1985, cinco meses após a maior e mais catastrófica enchente que, até hoje, se tenha registrado no Rio Jaguaribe. A outra finalidade, vinda à posteriore, era a irrigação de 75.000 hectares na Chapada do Apodi. Não se falava, naquela ocasião, em abastecimento de água da Região Metropolitana de Fortaleza. Embora a finalidade de controlar enchentes no Baixo Jaguaribe tenha rendido insistentes e ilusórias matérias na mídia do nosso Estado, e se constituído no tema principal do Seminário realizado no auditório da Escola Técnica Federal do Ceará, nos dias 20, 21 e 22 de junho de 1985, promovido pelo DNOS (não é DNOCS), atualmente existe o consenso que a Barragem do Castanhão não promove o tão alardeado e desejado controle das inundações no Baixo Jaguaribe, uma verdade que, para mim, era cristalina desde quando essa obra surgiu no cenário cearense, como disse, no ano de 1985. Como Chefe da Divisão de Hidrologia do DNOCS acompanhei e fiz medições de vazões em todas, ou quase todas bacias hidrográficas do Nordeste principalmente na bacia hidrográfica do Rio Jaguaribe. Acompanhei “pari-passo” as ondas de cheias no rigoroso inverno de 1985 naquela região nas seções de medição de vazões desde as cidade de Iguatu, Orós, Jaguaribe, Limoeiro (na seção fluviométrica da ponte de Peixe Gordo) e na ponte do Rio Jaguaribe em Aracati. Para esta importante missão fui acompanhado por duas competentes equipes de hidrometria do DNOCS sob o comando do engenheiro Heitor Hugo da Silveira. Toda esta magistral história sobre as enchentes no Vale do Rio Jaguaribe no ano de 1985 foi relatada por mim no Seminário promovido pela Secretaria de Obras do Estado do Ceará, sendo o seu Secretário, na ocasião, o engenheiro Luiz Gonzaga Nogueira Mota que, mais tarde, viria a ser Diretor Geral do DNOCS. Sobre este Seminário os Jornais “Diário do Nordeste” e o “O Povo” fizeram ampla cobertura tendo este último, no dia 14.06.85 feito amplo comentário sob o título: “TÉCNICO DIZ COMO EVITAR CHEIAS NO VALE DO JAGUARIBE”. Também no dia 14 de junho daquele ano, o Diário do Nordeste fez extensa matéria o sobre o aludido Seminário com a seguinte manchete: “MAIOR ENCHENTE ESTÁ PARA OCORRER, ALERTA TÉCNICO”. Na realidade, a minha advertência dizia: “A maior enchente está por vir”. Esta é uma máxima da hidrologia. (*) Cássio Borges (Fortaleza) servidor aposentado do DNOCS e seu defensor perpétuo.

Ceará em Brasília

M. Dias Branco teve lucro de R$ 844 milhões em 2017

O grupo M. Dias Branco divulgou em 05.01, os resultados do seu balanço financeiro de 2017. Foi um ano extraordinário, pois a empresa voltou a bater todos os recordes nos principais indicadores de performance acompanhados pelos analistas/investidores. Sua receita líquida totalizou R$ 5,415 milhões, isto é, mais do que os R$ 5.328 milhões de 2016. O lucro alcançou R$ 844,3 milhões, superior também ao de 2016 que foi de R$ 784,4 milhões. Obtida, ou seja, a geração de caixa operacional, impor-

tante índice de eficiência, foi de R$ 966,4 milhões, também recorde na história da empresa. M. Dias Branco investiu, em 2017, R$ 307,1 milhões no aumento de sua capacidade operacional e na melhoria de sua infra-estrutura logística, destacando-se a construção de um novo moinho na cidade de Bento Gonçalves, no Rio Grande do Sul. Por teleconferência, o vice-presidente de Investimentos do grupo M. Dias Branco, Geraldo Luciano Matos Júnior, explicou para os investidores e operadores do mercado financeiro os resultados do balanço. por Egídio Serpa

Em uma operação avaliada em R$ 1,550 bilhão, a M. Dias Branco anunciou, na segunda-feira (29), que fechou acordo para a aquisição da Indústria de Produtos Alimentícios Piraquê, que fabrica massas, biscoitos, salgadinhos e refrescos. No período de outubro de 2016 a setembro de 2017, registrou receita líquida de R$ 717 milhões. A conclusão do negócio está sujeita a condições, como a aprovação pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade). Durante o período de análise da transação, as companhias continuarão operando de forma independente. Procurada no início da semana, a M. Dias Branco não se posicionou se, apesar da operação milionária, mantém os planos de investir R$ 350 milhões na cidade de Juiz de Fora, no projeto que prevê uma fábrica de biscoitos, massas e farinha de trigo, um moinho de trigo e um centro de distribuição, com possibilidade de expansões futuras. A assinatura de protocolo de intenções com o município aconteceu em março de 2015. Em dezembro de 2014, a empresa lançou comunicado ao mercado anunciando o protocolo firmado com o Estado. O negócio prevê a criação

de 800 a mil empregos diretos. Acesso Há quem diga que a demora na concretização do acesso entre a via pública e o terreno localizado na BR-040 (adquirido pela empresa) poderia fazer a M. Dias Branco rever o investimento milionário previsto para Juiz de Fora. Líder nacional na fabricação e venda de biscoitos e massas a empresa pretendia iniciar a construção do parque fabril na cidade ainda em 2017, mas continua aguardando a obra, que seria de responsabilidade do Poder Público. O acesso a ser construído fará a ligação da BR-040 até o Porto Seco, em Dias Tavares. A primeira etapa, orçada em R$ 7 milhões, está prevista até a entrada de onde será instalada a indústria. Os recursos seriam da Companhia de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais (Codemig). Em posicionamentos anteriores, a Prefeitura afirmou que, em reunião realizada em junho do ano passado, o governador Fernando Pimentel (PT) autorizou o Estado a viabilizar a obra. Os projetos para realização do processo licitatório já teriam sido encaminhados à companhia.

No Brasil ocorrem mais assassinatos por ano do que nos Estados Unidos, Europa, China, Austrália, Canadá, norte da África e países do extremo oriente somados. Este dado foi destacado pelo senador Paulo Paim (PT-RS), vice-presidente da Comissão de Direitos Humanos (CDH), na audiência pública realizada nesta segunda-feira (26) que debateu a crise por que passa o modelo de segurança pública do país. Paim lembrou que em 2016 foram assassinadas no Brasil 61.619 pessoas, segundo dados do Anuário Brasileiro de Segurança Pública, enquanto nos países e continentes citados o número aproximou-se de 60.000. Isto significa que a média de assassinados no país é de 28,9 a cada 100 mil habitantes, índice bem acima mesmo de nações pobres ou em desenvolvimento da África e da América Latina, lamentou Paim. - Temos que ser realistas: infelizmente somos hoje uma das nações mais violentas do mundo. Nossos índices são piores mesmo que de outros países com sérios problemas, como o México (média de 20,7 assassinados por 100 mil habitantes), África do Sul (média de 18), Nigéria (média de 17,8), Venezuela (média de 17,7) ou Colômbia (média de 12,7) - alertou. Críticas à intervenção no Rio Para o representante da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) na audiência, Everaldo Patriota, o “descalabro” vivido hoje no Brasil em termos de segurança pública é consequência histórica de um aparato jurídico-policial moldado para a defesa do patrimônio, e não da vida. Ele lembrou que a maior parte dos mais de 60 mil assassinados por ano no Brasil têm “cor e classe social muito bem conhecidos”, compostos majoritariamente por negros, jovens ou em idade adulta, provenientes das classes D e E. Patriota aproveitou o momento para criticar a intervenção

federal na segurança pública do Rio de Janeiro, que a seu ver agudiza a lógica herdada do modelo histórico escravagista que vigorou por séculos no país, “e ainda não superado”. Esta lógica, para ele, se revela mais uma vez no fichamento dos moradores das favelas, uma prática que “institui definitivamente o estado de exceção no país”. O representante da OAB lembrou que em ocupações de favelas realizadas recentemente pelas Forças Armadas, antes da atual intervenção, houveram oito mortes, além de outras 11 pessoas que foram baleadas e não morreram. Casos que a seu ver “não vem sendo devidamente investigados”. Patriota acrescentou que esta lógica repressora também está presente na atuação das Forças policiais, que em muitas incursões em favelas “torna o número de mortos uma questão de estatística”. A intervenção no Rio também foi criticada pelo advogado Renan Bortoletto, da ONG Liberum Direitos Humanos, outro que a vê como “o aprofundamento do estado de exceção no Brasil”. O advogado Gabriel Sampaio lembrou que o próprio general Eduardo Villas-Bôas, comandante do Exército, classificou a ocupação da favela da Maré (que durou de abril de 2014 a junho de 2015) de “algo totalmente inócuo”. Ele ainda acrescentou que a referida ocupação custou R$ 650 milhões aos cofres públicos em pouco mais de um ano, recursos que a seu ver seriam muito melhor utilizados se fossem canalizados para educação, saúde ou atividades culturais e esportivas dos moradores da Maré. A possibilidade do uso de mandados de busca e apreensão coletivos nas favelas também foi criticada pelos participantes, como “aprofundadora da lógica estigmatizante” e por ser ilegal, segundo eles. Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado). Sergio Vieira

M. Dias Branco compra Piraquê e não fala sobre investimento em Juiz de Fora

Falência do modelo de segurança pública brasileiro foi discutida pela CDH

Veja a TV Casa do Ceará - acesse: tvcasadoceara/youtube

15

Fevereiro/18


acesse o site: www.casadoceara.org.br

Acordo Pecém-Roterdã atrasa. Pode vir uma licitação

Seguem os entendimentos do Governo do Ceará com a autoridade do Porto de Roterdã. Elas foram iniciadas em abril do ano passado de 2017. As duas partes já deveriam ter chegado a um acordo. E o acordo prevê que o Porto de Roterdã se tornará sócio minoritário da CIPP S/A, a antiga Cearaportos. Mas o blog pode informar que o contrato entre as partes – previsto para dezembro do ano passado e prorrogado para março deste ano, ainda demorará até quatro meses, ou mais, até sua celebração. Pelo prévio entendimento entre as duas partes, os holandeses de Roterdã e assumirão a gestão de sua logística e dos negócios comerciais da CIPP S/A. Mas, afinal, o que está a retardar o fim desse entendimento? “São pequenas diferenças”, como explicaram duas fontes – uma do Governo cearense, outra do setor industrial. Uma delas sugeriu: “Persistindo a divergência entre Roterdã e Pecém, a boa saída será uma licitação para que outros portos, como o de Antuérpia, na Bélgica, e o de Shangai, na China, apresentem suas propostas, que podem ser – ou não – melhores do que as de Roterdã”. Porém, ambas as fontes concordam num ponto: os holandeses não perderão a chance de abrir uma nova frente para os seus negócios no mar das três Américas. Por Egidio Serpa

Fevereiro/18

16

Memória

O dia em que o CEO do Porto de Roterdã visitou Porto do Pecém. Governador se disse “impressionado”

Acompanhado do governador Camilo Santana, o CEO do Porto de Roterdã, Allard Castelein, visitou em 13 de setembro de 2017 o Complexo Industrial e Portuário do Pecém (CIPP) pela primeira vez desde a assinatura do Memorando de Entendimento com o Governo do Ceará, em março de 2017 “Foi uma grande oportunidade ver de perto a estrutura do porto. Gostaria de confirmar que fiquei impressionado com o que vi. Os dois times têm tido grande colaboração e estou muito otimista (para a concretização da parceria)”, citou o CEO do porto holandês, um dos principais equipamentos em movimentação de cargas do mundo e o maior da Europa. Sobre a visita dos executivos do Porto de Roterdã, o governador Camilo Santana observou que os holandeses elogiaram o alto nível do equipamento construído no Pecém e que espera em breve selar a parceria para trazer mais desenvolvimento econômico ao Estado. “Ele (Allard Castelein) ficou encantado com a estrutura e os investimentos que têm sido feitos para o crescimento do Porto do Pecém. Viemos aqui hoje para discutir a parceria com Roterdã, um dos mais importantes portos do mundo. O objetivo é trazer desenvolvimento, oportunidade de emprego e crescimento para o Ceará. É um importante passo que estamos dando com os holandeses”, afirmou o governador. A visitação teve início por volta das 9h30 com sobrevoo de helicóptero por toda a área ocupada do complexo, passando pela Zona de Processamento de Exportação (ZPE) e Companhia Siderúrgica do Pecém (CSP). Depois, Camilo

acesse o site: www.facebook.com/casadoceara

Santana guiou a comitiva pelo cotidiano de operação da Cearáportos. À tarde, a comitiva holandesa participou de reunião de trabalho no Palácio da Abolição. Investimentos - Durante a conversa com os holandeses, o governador destacou os números positivos apresentados pela Companhia Siderúrgica do Pecém, que hoje gera mais de 17 mil oportunidades de trabalho, diretos e indiretos, nas empresas que formam sua cadeia de fornecedores no Ceará. No acumulado de agosto de 2016 até 11 de setembro de 2017, foram exportadas 2.303.735 toneladas de placas de aço para 15 países do exterior, ent re Europa, Ásia e Américas (ainda para 2017 estima exportar 2,7 milhões). Camilo Santana comentou ainda sobre os resultados positivos do PIB cearense e a capacidade de investimento do Estado. “Somos o estado que mais investe no País e temos como estratégia de crescimento três grandes projetos: os centros de conexões aéreas, marítimas e de internet. Acreditamos que a parceria com Roterdã trará muitos frutos para o Ceará”, afirmou o governador. A programação na Região Metropolitana de Fortaleza também contou com a presença do diretor internacional do Porto de Roterdã, René Van de Plas, do líder do Projeto da Diretoria Internacional do Porto de Roterdã, Marc Everstse, além do presidente da Cearáportos, Danilo Serpa, e dos secretários do Desenvolvimento Econômico, César Ribeiro; e do Planejamento, Maia Júnior.

Ceará em Brasília


acesse o site: www.casadoceara50anos.com.br

Momentos Marcantes na vida do Comendador Albery Mariano

Casal Comendador recebe da ABRACI, o Grande Espadim Acadêmico

A Academia Brasileira de Ciências, Artes, História e Literatura, São Paulo, homenageou o Comendador das Letras, o Nobre e Imortal Acadêmico Dr. Francisco Albery Mariano e esposa, Profª. Cleuza Luíza Mariano. O Advogado, Teólogo, Escritor e Poeta, Membro Vitalício, por força de sua expressão literária e Acadêmico Efetivo Imortal, empossado na cadeira n° 18, patroneada pelo Escritor e Poeta Gonçalves Dias e a Profª. Cleuza, receberam a outorga dessa honrosa Instituição Acadêmica, uma das mais altas condecorações, Láurea essa, representada pelo “Espadeirão” (O grande Espadim Acadêmico), o qual, dignifica: a nobreza, a bravura, a fortaleza, a defesa; enfim, o Combate e o Despreendimento nas atividades das áreas literárias e outras. Por assim dizer, o objetivo principal dessa magnânime premiação é o incentivo aos Acadêmicos de fazer e de bem-servir com grandeza e estímulo a nossa grande e estimada Pátria Brasileira. Na nossa linguagem histórica e literária o “Espadeirão” é a Espada Própria, que os Acadêmicos da ABRASCI, receberam nesta data festiva, como merecedores honrados, decorosos e exaltados na grandeza e nos talentos das Artes e nos grandes feitos da humanidade, ora, aqui relembramos, como os guerreiros galeses, com suas espadas nas mãos, faziam grandes feitos: pacificavam o povo, restabeleciam leis honrosas, justas e nobres: defendiam os costumes da época. Esses poderosos senhores, também com os seus cavaleiros, juravam fidelidade ao Rei Arthur e à Ordem Sagrada da Távola Redonda. Eram realmente valentes e desprendidos, considerados os mais energéticos e corajosos guerreiros famosos da Europa. O Rei Arthur, filho de Uter, o legítimo Soberano Rei de Gales e de toda a Grã Bretanha, poderoso feudatário, considerado um dos melho-

Os acadêmicos da ABRASCI receberam uma das mais altas condecorações – O grande Espadim Acadêmico

res cavaleiros da Cristandade, desafiava com a sua “bela espada”, que brilhava no punho, com a sua “Escalibour” (no estilo do nosso espadeirão), a qual, quem estivesse destinado a reinar sobre a Inglaterra, poderia empunhá-la. Nos séculos XV a XVII, especialmente na França e Itália, o Esgrima, era o nobre esporte, elegante e generoso, deriva dos combates com os gladiadores romanos, da Idade Média. Disputas, combates, duelos e muita agilidade e, ao reater a espada, ficaram célebres na história da humanidade com os Três Mosqueteiros, que foram nobres, audazes, corajosos e capazes para quaisquer atos de defesas e civilidades. Monsieur D’Artagnan, o senhor de Tréville conheceu os Três Mosqueteiros e queria muito fazer parte dessa trilogia. Foi admitido na Academia

Comendador Dr. Albery e sua esposa Profª. Cleuza recebem o ESPADEIRÃO ACADÊMICO da ABRASCI, uma das mais belas e significativas honrarias desta Academia, recordando o poder, honra w missão divina das Cruzadas (Guerra Santa), com o objetivo Cristão de defender e libertar os locais sagrados em Jerusalém e na Palestina. Os cavaleiros tinham na vestimenta o símbolo da cruz os conflitos entre Cristãos e Mulçumanos duraram por quase dois séculos.

Ceará em Brasília

P Esprojeto eci s ais

Real, como com esgrimador, teimoso, brigão e corajoso. Dom Quixote, do famoso romance de Miguel de Servantes Saavedra, autor dessa magistral e imortal obra, de profundo sentido literário, nasceu na Espanha em 1547, sendo a sua obra máxima, uma das maiores do mundo. Para sintetizar, Dom Quixote foi cavaleiro ideal, desventurado o “ louco sublime”, símbolo e eterno da loucura heroica. Esse lendário cavaleiro de proezas, ás vezes, desembainhava a espada e lançava golpes fendentes, com monstros imaginários. Sendo assim, os Fidalgos eram obrigatórios a fazer o curso de Arte Esgrimista. Esse esporte com a espada é considerado nobre e elegante. Exige presença de espirito saudável, intuição, agilidade e rapidez de reflexão. A competição com esgrima (jogo esportivo de armas brancas – espadas longas), sobre (espada curta e o floret (espada pontigual), revela antiga paixão dos homens pelo esporte das armas viril e cavalheiresco, repleta de ousadia e de generosa viralidade. Por assim dizer, o Comendador Dr. Albery Mariano, finaliza sintetizando que: os Espadistas da ABRASCI, com os seus espadachins tornarão valentes, duelistas e eminentes pacificadores e defensores da harmonia, da paz, da prosperidade e do progresso cultural, frente à nossa conceituada e ilibada Instituição Literária. Respeitosamente, agradece esse Comendador das Letras, por favor parte integrante dessa significante honraria o ESPADEIRÃO ACADÊMICO, agraciados também aos afetuosos e respeitados acadêmicos. Desejamos boa sorte, com esse belo prêmio. Assim despede o Comendador da ABRASCI, Dr. Albery Mariano, Advogado, Teólogo, Escritor e Poeta.

Essa espada é similar à famosa “Escalibour” usada palo Rei Arthur, Rei de Gales e de toda Inglaterra

Veja a TV Casa do Ceará - acesse: tvcasadoceara/youtube

17

Fevereiro/18


acesse o site: www.casadoceara.org.br

Página da Mulher A vez da vida

Regina Stella (*)

Ah! Você, tão apressado, que nem percebeu sequer o dia que amanheceu transparente, iluminado, como se fosse a meio! Habituado a cada manhã, com o sol que chega, claro, forte, iluminando a vida, e este azul do céu, profundo, que dá ganas de sorver o infinito, você nem se dá conta da beleza que irrompe a seu redor! E passa por ela indiferente, sem ver, sem sentir, sem descobrir o detalhe da folhagem que, forte, se agarra às pedras, na ânsia de subir e sobreviver, simples peculiaridade do Imbé, sem sequer notar a pequenina e insignificante flor amarela, que se esparrama como um tapete para você pisar, e nada mais pleiteia que viver e colorir o chão, se misturando à relva. Ah! Você nem reparou no gramado que ontem era cinzento, e agora se estirou, preguiçoso, e subiu a colina com o afago da chuva que lhe arrepiou as entranhas. Nem atentou para os flamboyants que em vermelho levantam para o céu seu grito de vida, na explosão da cor! E o apelo que vem lá de dentro, incontida força e energia que lhe irrompe pelo tronco, pelos galhos, e chegando à tona proclama aos Céus e à Terra a graça da vida, a ânsia de se dar, de se mostrar, de se multiplicar. Nem percebeu que depois de erguer à amplidão a oferta de si mesmo, no colorido vivo de suas flores, vestido de rei, se da à terra e se esparrama ao chão, se dividindo em mil, nas pétalas que tingem de sangue o verde do gramado, prolongando a oferta, a doação. Ah! Você não viu a carinha redonda das papoulas, brejeiras, brincando e rindo quando a brisa passou e lhe cochichou segredos. Nem a louca euforia das palmeiras, o afago dos galhos se torcendo, se tocando, se envolvendo, mágico balé quando o vento, ousado, lhes bateu de cheio, irreverente, despertando-os do leve embalo em que se quedam. Ah! Você não teve tempo! E como poderia gastar os escassos segundos que lhe sobram, em detalhes corriqueiros, comuns, sempre presentes, se a preocupação lhe toma por inteiro as horas, os dias, o próprio ar que respira, com os números na caderneta de notas, com os cifrões que se enfileiram, dedo em riste, pedindo conta, exigindo exclusividade. Como poderia, na obsessão de conseguir um lugar de prestígio no escritório, junto ao chefe, e gozar das regalias do poder? Como poderia, essas paredes do hospital, sempre alguém a chorar, a sofrer, a suplicar! E essa mesa dura, empedernida, tantos os processos! E essa preocupação em concluir a tarefa, ontem começada. No colégio, na repartição, no consultório. O cliente esperando, o menino aguardando, o chefe exigindo! E a vida passando... E aguardando para as férias, amanhã, a hora da festa, engalanada, hoje, para vocês, a terra! E aguardando para depois o instante da alegria, a descoberta da paisagem linda por onde você passa todo dia, indiferente, sem olhar! Aguardando para depois a hora de estender a mão, e simplesmente confessar seu bem querer. Aguardando, adiando, protelando sempre, a hora de ver, de sentir, de descobrir. De viver. Plenamente. Intensamente. Agora é a vez do riso, a hora de dizer o verso, de cantar a poesia. De contar o segredo, de falar da flor, de dizer do amor. Agora é o instante de querer, de se dar, de ser feliz! Agora, o instante de colher a rosa. Agora é a hora. Hoje é a vida! (*) Regina Stella, Jornalista e escritora

Fevereiro/18

18

Congresso aprova projeto que libera R$ 2 bilhões ao AFM aos Municípios Após intensas mobilizações do movimento municipalista, o tão esperado Auxílio Financeiro aos Municípios (AFM) está prestes a se tornar uma realidade. A Confederação Nacional de Municípios (CNM) comemora a aprovação, em sessão conjunta realizada na noite de 20.02, do Protejo de Lei do Congresso Nacional (PLN) 01/2018, que estabelece a liberação do repasse. O texto segue para sanção presidencial. Em uma discussão acalorada, deputados e senadores aprovaram o texto por unanimidade. Foram apresentadas 68 emendas ao projeto. No entanto, o relator da proposição, senador Pedro Chaves (PSC-MS), rejeitou todas as emendas que prejudicavam o projeto e, consequentemente, os Municípios. A matéria foi inserida na Ordem do Dia pelo presidente do Senado Federal, Eunício Oliveira (PMDB-CE). Enviado ao Congresso no dia 9, o texto foi imediatamente incluído na pauta de votações, cumprindo compromisso assumido por Eunício e pelo governo federal durante reuniões realizadas neste ano. A aprovação do AFM foi pauta de diversas reuniões realizadas pela Confederação e pelas entidades estaduais junto aos parlamentares. Na manhã desta terça, líderes municipalistas lembraram deputados e senadores do compromisso assumido e da importância da pauta. “Uma das nossas pautas prioritárias é esse Auxílio Financeiro aos Municípios. Nós contamos com o apoio de todos para que consigamos votar esse importante pleito para os Municípios brasileiros”, disse o presidente da CNM, Paulo Ziulkoski. AFM O crédito tem por objetivo viabilizar o determinado na Medida Provisória (MP) 815/2017, que autoriza a União a transferir aos Entes que recebem o Fundo de Participação dos Municípios (FPM), no exercício de 2018, recursos destinados à superação de dificuldades financeiras emergenciais. O texto do projeto aponta que fica aberto crédito especial em favor dos Ministérios da Educação, da Saúde e do Desenvolvimento Social. O projeto de lei estabelece, ainda, que os recursos necessários à abertura do crédito decorrem de anulação de dotações orçamentárias. O repasse foi uma das principais pautas do movimento municipalista em mobilização promovida pela CNM em novembro de 2017. Denominada “Não deixem os Municípios afundarem”, a campanha alertou para a grave crise financeira enfrentada pelos Entes locais e teve como ponto alto o anúncio pelo presidente da República, Michel Temer, da edição de uma Medida Provisória para liberar o aporte emergencial às administrações locais.

acesse o site: www.facebook.com/casadoceara

Leituras IX Leonardo da Vinci, Paladino da Ciência e das Artes Márcio Catunda (*) Da Vinci, o rapaz bastardo e deserdado, com o prodigioso mestre Verrocchio, experimentou os vernizes que tingiram a ternura infantil da Madona de Benois e a perspectiva cinética do encontro de São João e Jesus (os cabelos borbulhantes dos anjos, como o rio que desliza na ossatura pétrea). Esboçou os magos reis e o penitente São Jerônimo, e foi para Milão, com Salai, o demônio travesso, e Atalante, o pupilo músico, porque prometera pontes móveis, canhões, monumentos e coreografias a Ludovico Sforza. De suas mãos emanaram imaginações coloridas: o gesto da enternecida Virgem dos Rochedos, clareando a gruta de longínquas luzes; os elegantes retratos de Cecilia Gallerani, de serena beleza nos olhos de luar, e Ginevra Benci, dissimuladamente austera, no sfumato dos contornos. O dândi excêntrico trajava túnica de seda quando tocou lira, cantou e recitou poemas na coroação de Ludovico. De formas poliédricas, iluminou o compêndio de matemática de Luca Pacioli. Criou a música hidráulica, desenhou pássaros submarinos e peixes voadores. Dissecou mais de trinta cadáveres para conhecer a anatomia dos tecidos, músculos, nervos e veias. Mediante a proporção dos sons, pesos, tempos e lugares, viu a correspondência entre as ondas da luz, do som e do magnetismo. Inventou cilindros, catracas, gruas, bobinas e rolamentos. Discorreu sobre a fluidez da água, dos ventos, das nuvens e dos redemoinhos. O paladino da investigação das verdades universais calculou a idade da Terra, compreendeu a geração, o coração humano, as mutações dos órgãos e a energia das paixões. Largou a fábula dos manuscritos para se empenhar na estampa do Cristo resignado e os apóstolos sobressaltados, na parede úmida do Convento de Santa Maria delle Grazzie. Desenhou, na Sereníssima, a represa que frearia os ataques 51 Márcio Catunda do otomano Bajazet II. Foi rever Botticeli em Florença e refez os alicerces de San Miniato. Proveu, de peregrinos pigmentos, o claustro da Santíssima Annunziata, com os retratos da Virgem e do Menino e seu pequeno Agnus Dei. Ornou, de delicados tons, o mito sensual de Zeus metamorfoseado em Cisne e a fértil Leda, de semoventes curvas, com a penugem do púbis. Sob os auspícios de Maquiavel, esteve a serviço de César Borgia. Foi inspetor de castelos nas campanhas de Ímola, de Fossombrone e da costa adriática. Desenhou o canal que tornaria o Arno navegável de Florença a Pisa. Saiu da nefasta influência do tirano Borgia, a pretexto de terminar a Batalha de Anghiari, devida à Signoria. O atrevido artista recusou o salário mensal em moedas, porque “não trabalhava por trocados”. Charles D´Amboise o convidara a embelezar os salões da corte de Luis II, o invasor de Milão. Nascera o rosto iluminado, de olhar sensual e sorriso sedutor da Mona Lisa, cingida pelo véu transparente. O busto suave, decotado em ondulante seda fina. No horizonte, a névoa da paisagem árida. O papa Giuliano de Medici o requistou para servir no Palácio Belvedere. Leonardo pegou malária nos charcos do Rio Tibre. Foi à França, levando as sequelas, junto com seu amante Francesco Melzi, convocado por François I. No opulento Château du Cloux, o homem, cujo conhecimento recompusera globalmente o saber, passou os derradeiros dias traçando tortuosas visões apocalípticas do Dilúvio. O mais versátil do pintores, boêmio de dolce vitta, foi um cientista de impecável disciplina intelectual. (*) Márcio Catunda (Fortaleza) poeta, escritor, diplomata.

Ceará em Brasília


acesse o site: www.casadoceara50anos.com.br

Leituras X

Culinária

Mulher foi a um pet shop comprar um papagaio e ai

Bar dos Cunhados Pedro Prado e Paulo Prado Donos (Hidrolândia). Garçons: Raimundo Vieira(Viçosa do Ceará), Edmilson Bezerra,(Poranga), Johnson de Souza e Raimundo Pacheco (Santa Quitéria). CLN 115 BL B lj 21- Asa Norte 70772-520Tel(61) 3274-7805.. Bar dos Cunhados no Tênis do Iate Clube Damázio Prado (Hidrolândia) arrendatário – 337988763 Setor de Clubes Esportivos Norte Trecho 2Conj 4 -70800-120 Bar dos Cunhados Veleiro no Iate Clube Antônio Prado (Hidrolandia) arrendatário 3329 8761 e 3323 4207 Bartolomeu SHCSQuadra 409 bloco C loja 06 - Asa Sul 70257-180- 3442 1169 - Chefe de Cozinha: Maitre Wellington (Ipu), Manoel Facundo de Almeida (Boa Viagem), Maitre e sommelier: José Felismino(Cintra Netro) (Fortaleza), Cozinheiros: Francisco Leonardo Nascimento (Bela Cruz) e José Alex Facundo de Almeida (Boa Viagem) Beirute Sul Proprietário Francisco Marinho(Ipu) SCLS109 Bloco”A” Loja 2/4 – Asa Sul /3244 1717 Beirute Norte Maitre Bartolomeu Marinho(f.cearense, Brasília) Coco Bambu – Frutos do Mar Gerente Geral EilsonStudart (Fortaleza) Diretores: Beto Pinheiro (Fortaleza), Daniel Sherrabe e Hegel Barreira (Fortaleza) Gerentes Fábio Pereira de Sousa( Viçosa)-CE e Raimundo Auzivan Pinheiro (Milhã) - SCES Trecho 02, Conjunto 36, Parte CÍcone Parque - 70200-002 Tel3224 5585 Brasília Shopping Endereço: Setor Comercial Norte Q 5 Bloco A Brasília shopping Lojas 2w, 3w, 4w - Asa Norte, Brasília - DF, 70297-400 Telefone:(61) 3038-1818 Coco Bambu Águas Claras Localizado em: DF Century Plaza Endereço: Rua Copaíba, 1 - Águas Claras, Brasília - DF, 72010110 - Telefone:(61) 3262-0559 Baby BeefRubaiyat - Brasília Maitres: José Itamar Ferreira Gomes (Acaraú), Silva (Ubajara) e Manoel Adilson Rodrigues (Jijoca), Garçons: Luis Neto Alves Sobrinho (Acopiara) e Antenor Neto Rodriges (Ibiapina), barmen: Doniseti Ferreira Chaves (Ibiapina), Hernandes Freitas (Jijoca) e Gleison Ferreira da Silva (São Benedito), Recepcionista Viviane Bezerra da Silva (Ipueiras). SCES – Setor de Clubes Esportivos Sul, Trecho 1, lote 1 A - Asa Sul - Tel 61. 3443.5000 Dom Francisco SCS 402 Bloco B Loja 09, 3224 1634 3226 1816 Gerente: Wilton Melo (Ipu); maitre : Valdemir Alves Souza (Sobral); garçon: Evandro Magalhães (Santa Quitéria) Dom Francisco ASBAC SCES Trecho 02 Conj 3226 2005 3224 8429 3223 5679 Garçons: Iran Matos (Independência), Antônio Melo (Independência) Antônio José Barbosa (Monsenhor Tabosa). Elisimar Barbosa Oliveira (Monsenhor Tabosa); barman Francisco Ricardo Ferreira Gomes (Nova Russas); cozinheiros: Romário Vieira Barreto (Tauá) Francisco das Chagas Gomes (Nova Russas) e Francisco Dermival dos Santos (Nova Russas). Dona Graça Maitre – Carlos Ângelo Veras (Viçosa do Ceará) casa 15 Vila Planalto Tel 3032 1062 - 70804-270 Feitiço Mineiro Garçons: Robero Rodrigues Araújo (Tamboril), Paulo César Lima da Silva (Tamboril). Antônio Fernandes Neto (Tamboril). João Batista (Ubajara), Edson Lima (Ubajara) e Leonardo Biano, filha de mãe cearense. SHCN CL Qda. 306 Bloco B Lojas 03,45 e 41 3272-3032 / 3347 5751 / 99983 4852 Forneria Parole Maitre Antônio Carlos de Souza (Guaraciaba do Norte) ;garçon: José Gerardo de Azevedo (Guaraciaba do Norte); cozinheiros Juvêncio Fernandes Neto (Tauá), pizzaioloSinobilinoBezerra Neto (Tauá) QI 9/10 Comércio Local Loja 39 Lago Norte - 3368 3337 Gero Gerente: Célio Freitas (Hidrolândia) Maitre:Alexandro Araújo Nascimento (Itarema) cozinheiro: João Moura Rodrigues (Itarema)- SHIN C04 Lote A Loja 22 Térreo Iguatemi 3577 5522 8110 0209 Galeteria Beira Lago Proprietário João Miranda Lima (Ipueiras)

O Humor Negro e o Branco Humor - Bom dia moço - bom dia, senhora, o que deseja? - Quero um papagaio - Senhora, papagaio eu tenho apenas um mas ele não é recomendavel. - por que moço - Ele pertencia a dona de um cabaré! - Eu levo assim mesmo - Tudo bem então. Chegando em casa a mulher colocou o papagaio na porta da sala e ele falou: - Casa nova, cafetina nova. A,mulher apenas riu por saber do histórico do papagaio. Em seguida a filha mais nova da dona da casa chegou e logo ele disparou: - Casa nova, cafetina nova, puta nova! - O que é isso mamãe? - Não ligue filha, ele é assim mesmo pois a antiga dona dele tinha um puteiro! E as duas riram. Em seguida chegou o marido e o papagaio não segurou: - Casa nova, cafetina nova, puta nova mas os clientes são os mesmos., Faaaala ai Moacir....

O homem é bem sucedido quando o whisky que ele bebe é mais velho que a mulher que ele come. Ontem no ônibus, um anão sentou ao meu lado,. Depois de alguns minutos o ônibus freou e ele escorregou do banco, ai eu peguei ele pelo braço rapidamente e o coloquei sentado, depois o anão escorregou de novo e eu consegui ajuda-lo outra vez; Mas ai ele escorregou pela terceira vez e eu já brabo puxei ele pro banco de novo e falei: - te segura, misera, vai ficar escorregando toda hora? Ai o anão respondeu: Vai te lascar, desgraça, já tem 3 paradas que eu tento descer e tu não deixa.

O velhinho vai a farmácia: - tem viagra? - Sim, o quanto os sr. deseja? - Seis pastilhas, mas corte em quatro pedacinhos cada uma. - Posso corta-las, mas um quarto não lhe dará uma ereção completa - não quero uma ereção completa, basta um pouquinho erguido. É só para não mijar no chinelo....

Cardiologista no Ceará pergunta ao paciente: - Como está sua alimentação? - Só como verduras, legumes, carne magra, peixe, zero de gordura, e nada de gordura polisaturada e nada de sal nem sódio... - Atividade física? Corro diariamente 10 km e depois uma hora na academia - Fuma? - Nunca fumei na vida, - Bebe? - Meia taça de vinho todo dia, as vezes duas, Atividade sexual? - hummm 4 a 5 vezes por ano, com a mão esquerda O medico pensa, pesa, respira fundo por alguns segundos antes de continuar, - Bem quanto à alimentação e atividade física, tudo certo porem o sr. tem que melhorar a frequência de sua atividade sexual. Sexo é fundamental e feflete na saúde física. Eu por exemplo tenho 20 anos a mais que o sr, e não deixo por menos, transo pelo menos tres vezes por semana, - Acontece que o sr, é medico, doutor, e eu sou o bispo desta diocese...

Ceará em Brasília

Os Cearenses nas Cozinhas de Brasília

Gerente José Afonso Miranda Lima (Ipueiras). Maitre: Raimundo, Chaves de Carvalho (Nova Russas) garçons: Hélio Martins de Melo (Nova Russas) e AntonoAlcimario (Pereiro, churrasqueiro: Valdemar Araújo de Souza; serviços gerais: Joaquim Rodrigues Ferreira (Nova Russas) - SCES Trecho. 02 conj. 33, ao lado do PIER 21 Ki Filé Maitre – Maitre,Roberto Cavalcante (f.Cearense), Chefe de Cozinha, RaimundoCavalcante (Sobral). GerenteEduardo Vasconcelos (f.Cearense), garçons: Francisco Souza (Sobral) e Raimundo Mourão (Nova Russas), cozinheiro: Francisco Ferrreira (Granja) 405 Norte, bloco A - lojas 55/65/69 - (61)3274-6363 Le Palace Proprietário: Edilson Aguiar (Sobral); Cozinha: Marilza / Regina (Camocim); Garçom: Zé Vanildo (Sobral). Especialidade: Picanha na chapa; Pratos da terrinha: Carne de sol, baião de dois, panelada, rabada, sarapatel, peixada - Q-04 Conjunto J Lote 60 PlanaltinaDF (em frente à Feira de Confecções de Planaltina) - 33897000 Libanus Proprietário Narciso Marinho (Ipu) - SCLS 206, Bloco “C”,loja 36 – Asa Sul / 3244 9795 - Endereço: Vitrinni Shopping - Rua 14 Norte, 135 - Águas Claras, Brasília - DF, 71910-000 Telefone: (61) 3382-0444 Moqueca do Chefe 404 Norte, Bloco B, Loja 2 3201 5204 - Dono e Maitre – Francisco Holanda (Cascavel) Garçonete Maria Pereira (Beberibe) Moranguim Chefe de Cozinha Francisco da Silva (Icó) SHIN QI2, Área Especial, Quiosque 14., Lago Norte/21947641 Em frente a loja do Pão de Açucar. New Koto (comida japonesa) SQS 212 loja 20 - 3346 9668 Garçons: Francisco Olavo Aprigio, Francisco Antônio Souza, Gelinaldo Brito e Genildo Brito, todos de Guaraciaba do Norte, José Wilson (Boa Viagem), cozinheiro José Aurélio (Sobral), sushiman João Carlos Nascimento e o ajudante dele, Eridam Lopes e o ajudante de cozinha Francisco Alan, todos de Guaraciaba do Norte Oxente Carne de Sol Q 04, Conjunto J ite, Vila Buritis, Planaltina DF, 3389, 4005 - Copeiro Francisco das Chagas Aguiar (Sobral Pizzaria Primu’s Grill Dono: Chico Élcio (Sobral) - Quadra 4. Conj, A Lt 60 – 9627 6430 Planaltina - 73.300-000; Praliné SCLS 205 Bloco A – Loja 03 – ASA Sul 70.235-510 – 3443 7490, 3443 7090 - Garçons – Raimundo Viana (Crateús), Jose Osmar Gabalia (Sobral),Francisco Edmar Alves de Souza (Ipueiras). Caixa: Eliane Paiva (Groaíras) Recanto do Norte Donos: Eudes Braga Mesquita e Antônia (Toinha) Celeste - Jorge Mesquita (Santa Quitéria) - 409 Norte, Bloco B, Loja 65 – Tel 3271 8722 Restaurante Central Proprietário: José Maria Aguiar (Sobral); Churrasqueiro e especialista em pratos e tira gostos especiais: Titico (Sobral). Especialidades: Self service, caldo de mocotó, sarapatel; Aos Sábados: Feijoada. Praça de Alimentação da Feira de Confecções de Planaltina-DF - 96313335 (Vivo) 92322855 (Claro) Restaurante Nordestino Dono: Francisco Valdenir Machado Elias(Independência) ; Gerente Thiago Machado (f.cearense) cozinheiro. João Batista Souza Sampaio (Sobral) - 3ª. Avenida Área Espcial S/N <Mercado do Núcleo Bandeirante boxes 13/15/17 71710-350 98147 0585 3021 4577 Santana Dono: Adonias Santana (Independencia) Manuel Messias Lima da Silva (Ipu) cozinheiro; Marco de Oliveira (Nova Russas) cozinheiro - CNA 03 Lote 08 Lojas 01 e 02 Taguatinga Norte – 72110 035 Tel 3563 4674 Taperas Restaurante Maitre – Francisco Tadeu de Oliveira (Iguatu) Sobreloja do Garvey Palace HotelTel 33 28 4265 Tejo SQS 404 Asa Sul Tel 3264 7005 - Chefe de Cozinha: Custódio Rodrigues Alves (Reriutaba) Verde Perto Proprietário Carlos Pontes (Nova Russas) EPTG Chácara 56 sentido Taguatinga-Guará (ao ladodo Posto de Polícia) 3567 8217

Veja a TV Casa do Ceará - acesse: tvcasadoceara/youtube

19

Fevereiro/18


acesse o site: www.casadoceara.org.br

Vicente Landim de Macedo reuniu amigos e lançou ‘‘Nossa Querida Thereza: Vivência de Um Casal Cristão”

Os netos Marcelo, Bia, Mateus e João Pedro

Vicente e as irmãs Helena, Mariinha, Graça, Antonieta e Marieta.

Reunindo na mansão de Brasília os familiares e a comunidade cearense em Brasília e de Aurora., o lançamento do livro foi uma festa de congraçamento . NO livro os depoimentos do cardeal dom Odilo Pedro Scherer, Arcebispo de São Paulo, cardeal dom Raymundo Damasceno Assis, Arcebispo Emérito de Aparecida, cardeal dom Orani Tempesta, Arcebispo Metropolitano de São Sebastião do Rio de Janeiro, dom Darci Nicoli, Arcebispo de Diamantina e do prof. Francisco Alves Feitoza, que sugeriu o substituto: Vivência de um casal cristão. Compareceram ao lançamento, além de outras, as seguintes pessoas: Adriana M, Alcina / Terra, Ana Clara, Andrea, Andrea (Velcy), Antônia Guimarães (Casa Ceará), Antônio Pinto/

20

Fevereiro/1812324.30.2_ANUNCIO_BP_25x15cm.indd 1

Vicente e os sobrinhos Marlúcia, Victor, Rose e Tadeu.

Eliane, Armando José / Silvia e filhos, Assis / Helena, Auxiliadora / Rui, Barroso, Bernardo / Helena, Bia e Ari Cunha Filho, Bia e marido, Carla, Cardeal Dom Raymundo Damasceno, Cecilia Macêdo, Claudete e marido, Cláudio Braga, Cleide Márcia Alves, Coronel João Carlos / Ana Maria, Coronel Sollero, Creuza / Geraldo, Djanira Gonçalves, Dr. Fred, Dra Andrea, Dra. Adriana, Dra. Moema, Dra. Silvia, Dra.Regina, Elsa / Renato Botaro, Eni / Eduardo Arima, Eudes / Vera, Germana / Raimundo, Graça Santos, Hélcio / Ivani, Helena Piedade Macêdo, Henrique de Oliveira / Sandra, Hilda Assano, Inês Meira, Irmã Zilmar, Irmãs Marcelinas: Irmã Conceição, Irmã Terezinha e Irmã Cacilda, Irmãs N.Sª da Piedade: Irmã Rosana e Irmã Débora, Janaina, João

acesse o site: www.facebook.com/casadoceara

Vicente e Djanira.

Paulo, João Squeff / Rose, José Jezer / Neide, José Lurtiz / Neliedja, Kazuko Arima, Lais Dutra, Lauro / Patrícia, Leila Santiago, Leila, Leonel Generoso, Lícia / Artur, Luiz Alberto Baracat, Luiz Fernando / Yvana, Magda / Alexandre Garcia, Magda / Pontual, Magda / Varanda, Major Zamor Magalhães, Maninha / Henrique, Manoel Gonçalves Macêdo, Marcelo Macêdo Margato, Marco Valério e senhora, Marcos Nabut e senhora, Maria de Lourdes Macêdo Margato, Maria Elisa Pinheiro, Maria José e Norma, Maria Luíza / Lúcio, Marieta, Mariinha e Caio Luongo, Marinho / Sheyla, Marlúcia / Victor, Marta / Brigadeiro Astor, Marta.

Ceará em Brasília

2/5/18 12:09 PM

Profile for shadown shadown

Jornal fev2018  

Jornal da Casa do Ceará

Jornal fev2018  

Jornal da Casa do Ceará

Profile for shadown21
Advertisement