Page 1

Ceará em Brasília Jornal da Casa do Ceará

www.casadoceara.org.br

Impresso Especial

9912205638/DR/BSB Casa do Ceará em Brasília

CORREIOS

Ano XXI - 224 - Fevereiro de 2011

DEVOLUÇÃO GARANTIDA

CORREIOS

Casa do Ceará cria Mantenedora para melhorar sua gestão. Leia mais na pág. 15

Leia nesta edição Editorial, pág. 2 Espaço Luciano Barreira, pág. 2 O significado de uma palavra que é um palavrão no Brasil Expediente, pág. 2 Conversando com o leitor, pág. 2 Samburá, Praça do Ferreira, pág. 3 Obras de duplicação da CE 040 beneficiarão turismo no Litoral Leste, pág. 4 Governo do Estado otimiza custos e amplia investimentos, pág. 4 Ceará realiza em 2010 o maior número de transplantes da história, pág. 4 Anúncio de José Lírio, pág. 4 Tauá ganhará montadora de motos de R$ 15 mi, pág. 5 Porto de Pecém consolida crescimento em oito anos, pág. 5 TJCE elege seis desembargadores e escolhe lista tríplice da OAB-CE, pág. 5 Anúncio da Oboé, pág. 5 Leituras I - TV Ceará, Canal 2, Audifax Rios, pág. 7 Metrô de Sobral: vencedor da licitação das obras civis, pág.7 Anúncio do Sindvendas, pág. 7 Leituras II - Estão chamando a nossa turma, o Adeus a Antonio Arrais, Wilson Ibiapina, pág.8 Anúncio da Marquise, pág. 8 Leituras III - Lembranças: Ayrton Rocha, Adisia Sá , pág 9 Docas do Ceará finaliza projeto da Estação de Passageiros do Mucuripe, pág. 9 Anúncio da Nacional Gás, pág.9 Anúncio da Confere, da Confederal, pág. 10 Leituras IV - Bairrismo, Lustosa da Costa, pág. 11 Anúncio do Uniceub, pág.11 Livro conta história da cidade de Iguatu, pág. 12 Ednilo Gomez de Soárez na ABL, pág. 12 TJCE empossa dirigentes para o biênio 2011/2013, pág. 12 Anúncio da Casa da Moldura, pág. 12 Romaria das Candeias teve 200 mil fiéis, pág. 13 Ceará ganha novos mercados no exterior, pág. 13 Construção de infraestrutura da ZPE até junho, pág 13 Anúncio de Aguiar de Vasconcelos, pág. 13 Página da Mulher, Casa antiga de criança, Regina Stela, pág. 14 Receitas nordestinas testadas e aprovadas, Raimunda Ceará Serra Azul, 14 Médicos britânicos tratam vítima de derrame com células-tronco, pág. 14 Leituras VI - Humor Negro e Branco Humor, As diferentes maneiras de contar a mesma história, pág. 15 Anúncio do Beach Park, pág. 16

Tomaram posse os senadores e deputados cearenses, filhos de cearenses, eleitos no Ceará e em outros estados. Leia mais na pág. 16

Os senadores Eunicio Oliveira (PMDB) e José Pimentel (PT) prestaram juramento no Senado e assumiram seus mandatos. Eunicio, imediato, fez pronunciamento colocando a reforma política na agenda de debates e logo, em seguida, foi eleito presidente da Comissão de Constituição e Justiça do Senado. Pimentel foi eleito vice presidente da Comissão.

Deputada Ana Arraes (filha de cearense) (PE)

Deputada Erika Kokay (Fortaleza) (DF)

Senadora Angela Portela (Coreaú) (RR)

Deputado José Antonio Machado Reguffe (filho de cearense) (DF)

Francisco Edinaldo Praciano (tapipoca) (AM)

Francisco Edinaldo Praciano (tapipoca) (AM)

Luciano Fernandes Moreira (Uruoca) (MA)

Luciano de Souza Castro (Fortaleza) (RR)

Documento - TV Ceará 50 anos, Flagrantes da Taba Sagrada, por Audifax Mendes. Leia mais na pág. 06


Espaço Luciano Barreira O que significa “CARALHO”?

Edi t o r i a l

Em decisão histórica tomada em 29.01, a assembléia geral da Casa do Ceará decidiu criar uma entidade mantenedora para a Casa do Ceará. Com isso, a Casa terá flexibilidade para ser prestadora de serviços e gerar recursos para sua manutenção. É uma intervenção inovadora. A legislação de entidade beneficente mudou no país, para efeito de renuncia da contribuição previdenciária patronal. Antigamente a isenção se efetuava sobre a entidade considerada de assistência social nos diferentes setores de sua prestação de serviços fossem de atendimento aos idosos e crianças com necessidades especiais, fossem de atenção à saúde, fossem de educação. A mudança para as entidades educacionais, universidades católicas e evangélicas, não será profunda pois solicitará a isenção ao Ministério da Educação. No caso das santas casas e dos hospitais que não visam lucro, vão se entender com o Ministério da Saúde, nos casos das entidades assistenciais com o Ministério da Assistência Social e Combate à Fome. A Previdência, maior interessada e mais atingida pela renuncia, pulou fora, pois não tinha condições de examinar as solicitações. A Casa do Ceará deverá bater à porta dos três ministérios, Educação, Saúde e Assistência Social, atendendo as exigências da burocracia, que não morre aí, pois são inúmeras as pressões da DIVISA, do Ministério Público. Certamente, imaginam que recebemos recursos federais, distritais e do Ceará. Mas pelo menos ficaremos em condições de resolver nossos próprios problemas. Aprendemos a matar um leão, em sentido lato, todos os dias para sobreviver e manter a casa em pé. Neste momento estamos procedendo aos tramites legais para instalarmos a mantenedora, em grande estilo. Inacio de Almeida (Baturité), diretor

Expediente

Fundada em 15 de outubro de 1963 Fundadores – Chrysantho Moreira da Rocha (Fortaleza) e Álvaro Lins Cavalcante (Pedra Branca) Diretoria Presidente - Fernando César Moreira Mesquita (Fortaleza): Luiz Gonzaga de Assis (Limoeiro do Norte), 1º vice; Nasion de Melo Ferreira (Fortaleza), 2º vice; Osmar Alves de Melo (Iguatú), Administração e Finança; José Sampaio de Lacerda Junior (Fortaleza), Planejamento e Orçamento; Regina Stela Stuart Quintas (Fortaleza), Educação e Cultura; Francisco Machado da Silva (Pedra Branca), Saúde; JB Serra e Gurgel (Acopiara), Comunicação Social, Angela Maria Barbosa Parente (Fortaleza), Obras, Maria de Jesus Martins Monteiro (Boa Viagem), de Promoção Social, e João Rodrigues Neto (Independência), Jurídico. Conselho Fiscal Membros efetivos: José Ribamar Oliveira Madeira (Uruburetama), Evandro Pedro Pinto (Fortaleza) e José Carlos Carvalho ( Itapipoca); Membros suplentes: Ciro Barreira Furtado (Baturité), José Colombo de Souza Filho (Fortaleza) e José Aldemir Holanda (Baixio). Jornal da Casa do Ceará Fundador e Editor Emérito - Luciano Barreira (Quixadá) Conselho Editorial Ary Cunha (Fortaleza), Carlos Pontes (Nova Russas), Edmilson Caminha (Fortaleza), Egidio Serpa (Fortaleza), Frota Neto (Ipueiras), Geraldo Vasconcelos (Tianguá), Gervásio de Paula (Fortaleza), Haroldo Hollanda (Fortaleza), Jorge Cartaxo (Crato), J. Alcides (Juazeiro do Norte), José Jézer de Oliveira (Crato), Lustosa da Costa (Sobral), Marcondes Sampaio (Uruburetama), Milano Lopes (Fortaleza), Narcélio Lima Verde (Fortaleza), Orlando Mota (Fortaleza), Paulo Cabral Jr. (Fortaleza), Raimunda Ceará Serra Azul (Uruburetama), Roberto Aurélio Lustosa da Costa (Sobral) e Tarcisio Hollanda (Fortaleza). Diretor Inacio de Almeida (Baturité) Editores JB Serra e Gurgel (Acopiara) e Wilson Ibiapina (Ibiapina) Gurgel@cruiser.com.br / wilsonibiapina@globo.com Editoração Eletrônica Casa do Ceará Distribuição Cecília Melo Circulação O jornal não se responsabiliza por textos assinados. Banco de dados com apoio da ANASPS - Brasília – DF - Tel (61) 3533-3800 casadoceara@casadoceara.org.br / www.casadoceara.org.br

Fevereiro/11

2

Segundo a Academia Portuguesa de Letras, “CARALHO” é a palavra com que se denominava a pequena cesta que se encontrava no alto dos mastros das caravelas, de onde os vigias prescrutavam o horizonte em busca de sinais de terra. O CARALHO, dada a sua situação numa área de muita instabilidade (no alto do mastro) era onde se manifestava com maior intensidade o rolamento ou movimento lateral de um barco. Também era considerado um lugar de “castigo” para aqueles marinheiros que cometiam alguma infração a bordo. O castigado era enviado para cumprir horas e até dias inteiros no CARALHO e quando descia ficava tão enjoado que se mantinha tranquilo por um bom par de dias. Daí surgiu a expressão: “MANDAR PRO CARALHO” Hoje em dia,CARALHO é a palavra que define toda a gama de sentimentos humanos e todos os estados de ânimo. Ao apreciarmos algo de nosso agrado, costumamos dizer: “ISTO É BOM PRA CARALHO” Se alguém fala conosco e não entendemos, perguntamos: Mas que CARALHO você está dizendo? Se nos aborrecemos com alguém ou algo, o mandamos pro CARALHO. Se algo não nos interessa dizemos: NÃO QUERO SABER NEM PELO CARALHO.

Se, pelo contrário, algo chama nossa atenção, então dizemos: ISSO ME INTERESSA PRA CARALHO. Também são comuns as expressões: Essa mulher é boa pra CARALHO (definindo a beleza); Essa dona é feia pra CARALHO(definindo a feiura); Esse filme é velho pra CARALHO (definindo a idade); Essa mulher mora longe pra CARALHO (definindo a distancia); Enfim, não há nada que não se possa definir, explicar ou enfatizar sem juntar um “CARALHO”. Se a forma de proceder de uma pessoa nos causa admiração dizemos: “ESSE CARA É DO CARALHO” Se um comerciante está deprimido pela situação do seu negócio, exclama: “ESTAMOS INDO PRO CARALHO”. Se encontramos um amigo que há muito não víamos, dizemos: PORRA, POR ONDE CARALHO VOCÊ TEM ANDADO? É por isso que lhe envio este cumprimento do CARALHO e espero que seu conteúdo o agrade pra CARALHO, desejando que as suas metas e objetivos se cumpram, e que a sua vida, agora e sempre, seja boa pra CARALHO. A partir deste momento poderemos dizer “CARALHO”, ou mandar a alguém pro “CARALHO” com um pouco mais de cultura e autoridade acadêmica ... Envia esta mensagem para alguém de quem goste pra “CARALHO”. E tenha um dia feliz! “Um dia do caralho”

Conversando com o Leitor + Os números de audiência do nosso site www.casadoceara.org.br foram bons em janeiro. Fomos vistos por visitantes de 12 países e de 57 cidades no Brasil. Registramos 3.712 visitantes, estamos marchando celeremente para alcançarmos a marca anual de 100 mil visitantes. + Visitantes dos países: Estados Unidos, Costa do Marfim, Canadá, Reino Unido,Portugal, Holanda e França. + Visitantes nacionais: Brasília, Fortaleza, São Paulo, Contagem (MG), Belo Horizonte, Salvador, Recife, Uberlandia, Rio de Janeiro, Porto Alegre, Salvador, Curitiba, Barueri (SP), Natal,Teresina, Jacobina (BA), Florianópolis, Palmas, Arapiraca (AL), Belém, Morada Nova, Juazeiro, Sobral. + Lamentamos que os cearenses residentes no Ceará tenham registrado poucos acessos. + Brasília continua dominando o site com mais de 90% dos visitantes. +As páginas mais visitadas são relativas aos cursos e serviços, clinica e odontoclínica, oferecidos pela Casa, além do site de notícias e dos blogs e vídeos da Casa + O site da Casa, que ficará no ar até outubro de 2011, sobre os cearenses que contribuíram para a consolidação de Brasília-www.Brasília50anosdeceara.com.br, continua com boa audiência,mais de 3.500 visitas. Você pode ver lá os 150 homenageados.

veja o site do projeto Brasília 50 anos do Ceará: www.brasilia50anosdeceara.com.br

+Iniciamos a construção da nova edição do livro sobre os cearenses que contribuíram para a consolidação de Brasília, com mais 150 homenageados. A lista está em 92 e aguardamos contribuição. Veja os já homenegeados e mande-nos suas sugestões. O novo livro marcará os 50 anos da Casa do Ceará em Brasília. + Iniciamos nova ofensiva para que cresça o nosso quadro de associados. A estagiária Cinthia Galeno, neta de cearense, está contactando os cearenses em Brasília e mundo afora para que façam sua doação mensal,trimestral,semestral ou anual para a manutenção da Casa do Ceará. Seu trabalho já começou a produzir resultados. + Muita embora a Diretoria da Casa tenha atualizado o valor mensal das doações para R$ 30,00, apresentamos uma promoção para os que queiram fazer doações semestral e anual .Quem pagar até 31 de março terá um grande desconto. Para o semestre, a contribuição caírá de R$ 180,00 para R$ 120,00.Já a contribuição anual cairá de R$ 360,00 para R$ 240,00. Os interessados no bônus entrem em contato com a Srta. Cinthia no telefone 61 3533 38 00. + Os acopiaerenses Niceas Holanda Gurgel que mora em São Caetano (SP) e Elba Lima Monteiro que mora no Rio de Janeiro depositaram sua contribuição anual de R$ 240,00. Grato.

Ceará em Brasília


SAMBURÁ - Praça do Ferreira Maior comenda O governador Cid Gomes foi homenageado em (20.01) com a medalha Mérito Judiciário Clóvis Beviláqua, entregue pelo Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE). Essa é a maior comenda entregue pelo Judiciário a personalidades que contribuíram para o êxito dos serviços prestados por aquele Poder no âmbito estadual. A solenidade de entrega aconteceu no Auditório do Pleno do Tribunal de Justiça, e agraciou também o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Cezar Peluso; o advogado Sílvio Braz Peixoto da Silva, e o professor Wagner Turbay Barreira (in memorian). TCU doa computadores O Tribunal de Contas da União (TCU) doou às três universidades estaduais (Uece, Urca e UVA) um total de 300 computadores. Os 300 computadores são seminovos e ajudarão a melhorar a infraestrutura das instituições de ensino superior. Estiveram presentes na solenidade o ministro do TCU Ubiratan Aguiar e o secretário da Ciência e Tecnologia, René Barreira. Foram convidados também os reitores das três universidades, além dos pró-reitores e diretores de unidades acadêmicas. Concursos O governador Cid Gomes anunciou que irão acontecer, em 2011, cinco novos concursos públicos: três mil vagas para a Polícia Militar, duas mil vagas para nível médio da educação, para o Detran, agentes penitenciários e inspetores de polícia. Cearenses na França Ela é a mais alta cidade da França, possui cerca de 18 mil habitantes e o título de Vila da Arte e da História. Esta é Briançon, conhecida por sua estação de esqui e pelo Conservatório de Artes Integradas, um dos mais respeitados em música, teatro e dança. É para lá que mais quatro músicos cearenses embarcam, mantendo a tradição que começou em 2006. Neste ano, foram escolhidos o trompetista Thiago Sousa Silveira e o violoncelista Wescley Silva de Sousa, ambos de Fortaleza; o violinista Lucas Raulino Silva, de Pacatuba; e o trompista Robson Oliveira de Lima, de Maranguape. Sangue novo no trigo Eleito por unanimidade, Luís Eugênio Pontes, diretor de Moinhos do Grupo M. Dias Branco, tomou posse, na presidência do Sindicato da Indústria do Trigo do Ceará, Paraíba, Rio Grande do Norte e Pará. Até 2013. Missão em Paris A conselheira Mariana Moscardo de Souza, filha do embaixador cearense Jerônimo Moscardo de Souza, trocou o Departamento Cultural do Itamaraty em Brasília por Paris, onde será conselheira. Seu marido, ministro Alex Giacomelli da Silva será ministro Conselheiro, na embaixada.

Ceará em Brasília

Deu no Blog “Deu no Blog do Macário Batista: Piaba na Realeza WIlson Ibiapina, de pé, na realeza européia. Na conversa a interlocutora é ninguem menos que a Princesa Dona Maria Tereza de Orleans e Bragança, neta da Princesa Izabel. A foto é minha e era mais de meia noite, um frio danado, em frente à Fundação Mário Soares. (Veja que a Princesa está sentadinha na mureta fronteiriça ao prédio dando atenção ao nosso Piaba que lhe conta histórias da avó dela no Ceará).”

Fundo Partidário. Convênio com Faculdade Oboé A partir deste ano a Universidade do Parlamento Cearense ofertará mais dois cursos de especialização: Relações Internacionais e Psicologia Forense. A inovação faz parte do convênio assinado com a Faculdade Oboé Financeira, durante reunião com o presidente da Casa, deputado Francisco Caminha (PHS), Participaram da reunião o presidente da Associação dos Bancos do Estado do Ceará (Abance), Francisco Aquilino e o diretor do grupo Oboé, Newton Freitas.

Cearense comandará a irrigação Boa notícia: o engenheiro cearense Ramon Rodrigues será o titular da Secretaria Nacional de Irrigação, que está sendo criada pelo ministro da Integração Nacional, o pernambucano Fernando Bezerra Coelho. Ramon foi, digamos assim, o vice-coordenador da Secretaria de Infraestrutura Hídrica daquele Ministério na gestão de Ciro Gomes. Sua primeira missão será reformular o atual modelo de irrigação do Dnocs e da Codevasf.

Candidato Publicou Ilimar Franco, em sua coluna “Panorama Político” de O GLOBO, de 23.01, que o governador Cid Gomes “tem dito que seu único compromisso para 2014 é eleger o irmão Ciro Gomes senador. Como Ciro transferiu seu título de volta para o Ceará, Cid diz que está disposto a renunciar ao governo para o irmão poder concorrrer”.

Quinta obra Em 10.02, Lúcio Brasileiro lança, no Estoril, o quinto livro de sua autoria, intitulado “Quinhentos contos de reis”. Depoimento de Lustosa da Costa: “Durante alguns anos de minha vida, circulei, ao lado do famoso colunista, dele recebendo provas consistentes de amizade no trato com os que lhe eram próximos e seriedade no exercício da profissão. Recordo que, certa vez, no restaurante do Estoril, que não primava pela qualidade do serviço, reclamei do garçom que o filé estava muito duro. Ele resolveu, na hora, o problema: “Vou lhe trazer faca mais amolada”. Jáder e o Diário Em 27.01, no Centro Cultural Oboé, o professor João Alfredo Montenegro lançou mais um livro importante para compreensão da história do Ceará sobre Jáder de Carvalho e seu jornal “Diário do Povo”, que morreu, em meio à virulenta campanha contra o governo de José Parsifal Barroso. Cearense Ministro Claudio Frederico de Matos Arruda (Fortaleza) foi nomeado Chefe da Assessoria diplomática do Vice Presidente da República. Estava antes em Nova Iorque. ‘Bônus-Tiririca’ Os 1,3 milhão de eleitores que votaram em O Francisco Everardo Oliveira Silva- Tiririca (Itapipoca) para deputado federal garantiriam uma receita de R$ 2,7 milhões por ano no rateio do Fundo Partidário para o PR. Tiririca recebeu o equivalente a 1,4% dos votos válidos para a Câmara. Sozinho, ele teve mais votos que 13 partidos que disputaram a eleição passada.O PR aumentou de 4,5% para 6,5% sua participação no

Economia criativa Escreveu Ancelmo Goes em O Globo, de 21.01: “A ministra Ana de Hollanda criou a Secretaria da Economia Criativa do Ministério da Cultura. O cargo será ocupado pela socióloga cearense Claudia Leitão.” O presidente Os amigos do livreiro Sérgio Braga preparam homenagem ao grande animador cultural, o presidente do Clube do Bode, por ocasião de seu aniversário, dia 4 de fevereiro Castelão O ministro Walmir Camelo, do Tribunal de contas da União (TCU), esteve em Fortaleza em 25.01. para verificar o andamento dos trabalhos da comissão permanente de fiscalização das obras da Copa do Mundo de 2014. Inicialmente, tendo sido recebido pelo presidente do Tribunal de Contas do estado, Teodorico Menezes, na sede da instituição, onde terá acesso às informações técnicas da referida comissão.Acompanhado pelas autoridades fez visita ao Castelão, onde o titular da Secretaria Especial da Copa, Ferruccio Feitosa, apresentou painel sobre as obras do estádio, já em andamento, das linhas de veículos leves sobre trilhos (VLTs) e das estações do Metrofor. Cinema em Quixadá A Câmara Municipal de Quixadá, no Ceará, entregou a medalha Rachel de Queiroz à atriz Aurora Duarte. A atriz pernambucana, hoje radicada em São Paulo , voltou a filmar em Quixadá cinquenta anos depois de “A morte comanda o cangaço”, filme do qual foi também produtora.O cineasta cearense Francis Valle, que acompanha as filmagenas em Quixadá, disse que o nome do filme é “O gato preto”, de Clébio Viriato Ribeiro, um quixadaense que sequer era nascido quando Aurora era a mocinha do filme dirigido por Carlos Coimbra em 1960. Agora Aurora faz o papel de uma matriarca cigana e contracena com o cearense Rodger Rogério. que nas horas vagas é mestre em física, cantor e compositor

veja o site da Casa do Ceará em Brasília: www.casadoceara.org.br

3

Fevereiro/11


Obras de duplicação da CE 040 Governo do Estado otimiza custos beneficiarão turismo no Litoral Leste e amplia investimentos São 44,5 km de rodovia que recebem investimentos da ordem de R$ 81,6 milhões,beneficiando as praias do Presídio, Iguape, Caponga, Morro Branco, Majorlândia e Canoa Quebrada. Turistas e visitantes com destino às praias do Litoral Leste do Ceará terão, em breve, um acesso mais rápido, seguro e confortável. É que o Governo do Estado prossegue com as obras de duplicação e melhoramentos da rodovia CE-040, desde a entrada do Iguape, em Aquiraz, até Beberibe. A obra tem extensão de 44,5 km. Os recursos são provenientes do Prodetur Nacional e apontam R$ 81,6 milhões de investimento. O trecho referente ao Lote I, que compreende o entroncamento da CE-453 (Facundes) à Cascavel, com 28 km de extensão, já tem executados cerca de 67% dos serviços. Já o trecho do Lote II (Cascavel-Beberibe), com 16,5 km de extensão, aponta 80% dos serviços executados. Praias como Presídio, Iguape, Caponga, Morro Branco, Majorlândia e Canoa Quebrada, contempladas pela duplicação da rodovia, credenciam o Estado do Ceará como um dos mais importantes destinos turísticos do país. Os atrativos criados com o investimento virão a fomentar o desenvolvimento de negócios e atividades ligadas direta e indiretamente ao turismo, propiciando a geração de empregos na região. Os 44,5 km estão recebendo, dentre outros serviços, terraplenagem, serviços de base e sub-base, retirada de postes de energia, construção de pontes e asfaltamento.

O Governo do Estado, através do Conselho de Gestão por Resultados e Gestão Fiscal (COGERF), anunciou as medidas que serão tomadas no controle de despesas do Estado para essa gestão. O anúncio foi feito pelo secretário da Fazenda, Mauro Filho. “A meta é conter R$ 500 milhões, esse valor representa cerca de 12% dos mais de R$ 4,3 bilhões gastos com custeio nos órgãos estaduais”. Mesmo com a medida, o Governo do Estado permanece com a sua capacidade de investimento, que fechou o ano de 2010 com R$ 3,2 bilhões, quando a média dos últimos 20 anos foi de R$ 650 milhões por ano. “A expansão de investimentos acaba gerando aumento de gastos desnecessários por isso o Cogerf está aconselhando que essa medida seja tomada. Mas os recursos já estão garantidos para os próximos investimentos. O caixa do Estado está bem sólido financeiramente”, reforçou Mauro Filho. “Serviços de atendimento básico a população não sofrerão alterações”, explicou Mauro Filho. “Essa contenção representa diminuição em contas de luz e água, por exemplo. Isso vai permitir que mais investimentos sejam destinados a saúde, educação, moradia”, completou o secretário chefe do Gabinete do Governador, Ivo Gomes.

Ceará realiza em 2010 o maior número de transplantes da história

Nunca na história do Ceará foram realizados tantos transplantes de órgãos e tecidos como em 2010. O recorde histórico é de 875 transplantes. São 108 transplantes a mais do que os 767 feitos em 2009, que também superou 2008, 2007 e 2006. A Secretaria da Saúde do Estado comemora os recordes sucessivos. “Com os transplantes, muitos pacientes que sofriam nas máquinas de hemodiálise ganharam rins saudáveis e passaram a ter mais qualidade de vida”, afirma o Secretário da Saúde do Estado, Arruda Bastos. Em 2010 foram realizados 229 transplantes de rins, superados somente pelos transplantes de córneas, que encerrou este ano com 463 procedimentos. Fígado aparece em terceiro lugar, com 113 transplantes. Medula óssea dobrou o total feito no ano passado, fechando 2010 com 14 transplantes enquanto em 2009 o total foi de sete. Em 2008, primeiro ano em que o Ceará inovou e passou a realizar transplante autólogo de medula, foram feitos 2 transplantes. Outra inovação foi o transplante de pâncreas. Em 2009, o Hospital Geral de Fortaleza fez o primeiro transplante e em 2010 já realizou 6 transplantes. Para Arruda Bastos, além da solidariedade típica do povo cearense, que cada vez mais se sensibiliza com as campanhas de doação de órgãos, três fatores contribuem para a superação ano a ano do total de transplantes. Primeiro, destaca o trabalho dos profissionais da Central de Transplantes do Estado e ainda das equipes transplantadoras dos hospitais, que todos os dias, mesmo em feriados de ano novo, estão no plantão, comprometidos com a missão de ajudar a salvar vidas. Em segundo lugar, o Secretário aponta os investimentos feitos na Central e nas ampliações e reformas dos hospitais da rede estadual.

Há 39 anos

Fevereiro /11

4

acesse o site da Casa do Ceará em Brasília na Web: www.casadoceara.org.br

Ceará em Brasília


Tauá ganhará montadora de motos de R$ 15 mi

Com um investimento de R$ 15,5 milhões, o município de Tauá, a 337 quilômetros de Fortaleza, ganhará uma montadora de motocicletas, que já deverá produzir as primeiras unidades em janeiro de 2012. Devendo ter as obras iniciadas ainda neste semestre, em uma área total de três hectares, a indústria terá capacidade para fabricar 22 mil unidades por ano (ou 1.830 mensais). O aporte do empreendimento, que inclui construção, maquinaria e capital de giro, é oriundo de uma holding Brasil-China, capitaneada pela US1 Motos, do empresário Ricardo Melo, com a assessoria da Full Consulting. De acordo com a diretora executiva da Full, Sandra Gomes, as motocicletas a serem produzidas na fábrica terão um valor até 20% inferior ao de mercado, com foco na ascensão econômica das classes B e C, na Capital e Interior. “Teremos um preço altamente competitivo, permitindo financiamento próprio em até 48 parcelas”, informa. Segundo Sandra, as peças para a montagem são provenientes da China, e a fábrica colocará à disposição no mercado uma variedade de oito modelos, com motores de 50 a 400 cilindradas. A US1 Motos, que já possui mais de 15 revendedoras em Fortaleza, escolheu Tauá como sede do novo projeto, em virtude do recente crescimento do município.”É uma região promissora no Estado. Há novos prédios por toda a cidade, a construção civil está aquecida, a rede hoteleira está se ampliando e há outras empresas se instalando por lá, como a usina de energia solar MPX, do Eike Batista”.

Ceará em Brasília

Porto de Pecém consolida crescimento em oito anos

O porto do Pecém, administrado pela Cearáportos, consolida definitivamente sua posição no ranking dos portos brasileiros. Com apenas oito anos de operação o porto cearense continua liderando a exportação de frutas e calçados, mantendo a terceira posição na importação de produtos siderúrgicos, ferro e aço e também na movimentação de algodão. Em 2002, primeiro ano de operação, o Pecém movimentou 30 mil TEUS e 386 mil toneladas operadas na atracação de 167 navios . No ano passado, oito anos após sua inauguração, o porto de São Gonçalo do Amarante movimentou 167 mil TEUS e 3,15 milhões de toneladas, além de receber a atracação de 529 navios. Esses indicadores representam cinco vezes mais contêineres, oito vezes mais tonelagem e três vezes mais a quantidade de navios aportados. Os números registrados em 2010 mostram um crescimento de 64% em relação ao ano anterior, movimentando 3,15 milhões de toneladas nos transportes de longo curso e cabotagem, contra 2,0 milhões em 2009. No longo curso foram movimentados 2,45 milhões de toneladas, enquanto a cabotagem registrou a movimentação de 700 mil toneladas. O porto cearense movimentou 794 mil toneladas de carga geral, 1,33 milhão de carga conteinerizada, 742 mil de granel líquido e 287 mil toneladas em granel sólido.

TJCE elege seis desembargadores e escolhe lista tríplice da OAB-CE

O Pleno do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE) elegeu,), seis novos d e s e m b a rg a d o r e s . A sessão extraordinária foi conduzida pelo chefe do Poder Judiciário estadual, desembargador Ernani Barreira Porto. Pelo critério de merecimento, foram eleitos os juízes Washington Luís Bezerra de Araújo, da 1ª Vara da Fazenda Pública, Inácio de Alencar Cortez Neto, da 17ª Vara Cível, e Francisco José Martins Câmara, da 9ª Vara de Família. Por antiguidade, assumirão os magistrados Francisco Bezerra Cavalcante, titular da 2ª Vara de Família, Francisco Darival Bezerra Primo, da 5ª Vara da Infância e da Juventude, e Valdsen da Silva Alves Pereira, da 28ª Vara Cível. Os eleitos deverão compor a 7ª e 8ª Câmaras Cíveis, criadas pelo Assento Regimental nº 34, de 13 de janeiro deste ano. A posse dos novos integrantes da Corte de Justiça estadual ocorrerá na gestão do desembargador José Arísio Lopes da Costa, que assume a Presidência do TJCE no próximo dia 28. Na mesma sessão, o Pleno escolheu lista tríplice com integrantes da Ordem dos Advogados do Brasil - seccional do Ceará (OAB-CE), que concorrem a uma vaga de desembargador pelo critério do quinto constitucional. Os advogados Carlos Alberto Mendes Forte, Francisco Ernando Uchôa Lima Sobrinho e Francisco Zacarias Silveira de Araújo compõem a lista.

acesse o site da Casa do Ceará em Brasília na Web: www.casadoceara.org.br

5

Fevereiro/11


Documento Por Audifax Rios (*) 3O VELHO CAPITÃO - Assis Chateaubriand Bandeira de Mello era uma cabra da peste paraibano destemido e audacioso. Virou jornalista e político mas foi, acima de tudo, empreendedor. Para atingir seu objetivo trilhava qualquer caminho. Por exemplo, quando fundou o Museu de Arte de São Paulo, encomendou no Louvre obras disponíveis de artistas famosos e coros: Modiglianni, Degas, Renoir, Gauguin... e mandou a conta para o Presidente da República. Juscelino chiou e ele lembrou que tinha uma cadeia de jornais, rádios e televisões. 0 acervo do museu foi visivelmente enriquecido. Lutava de sua trincheira, o artigo de jornal, e atirava para todos os lados: alfabetização, cafeicultura, turismo, eletrificação, floresta, agricultura, pecuária, aviação, cultura popular ...e a comunicação, menina dos olhos. Tinha um carinho especial pela TV Ceará, enaltecia a equipe, principalmente a teledramaturgia. No saguão principal foi aposto um busto, aliás cabeça, ao lado de uma frase sua: “Tudo aqui é bem feito e feito com amor”. Feito elogio pra compensar o carinho com que era recebido sempre que vinha a Fortaleza, refrescado por ponche de mangaba, mandado buscar no Recife. Habilidoso, tratava a todos indistintamente, do linotipista da jornal à Rainha do Inglaterra. UM CURUMIM COM NOME - Quando a TV Tupi foi inaugurado, em 1950, carregou do rádio o velho cacique, carrancudo e ostensivamente guerreiro. Cassiano Gabus Mendes, jovem diretor, pediu ao desenhista Fanucchi para dar uma amaciado no respeitável morubixaba, que ficava ar por uni Tempão, a ponto do mundiça criar o ditado: “Chato que só o índio da Tupi”. 0 artista pensou numa criancinha (que era a televisão) e á imagem emplacou. 0 índiozinho sorridente, com anteninhas no lugar do cocar, foi chamado de “Tupiniquim”. Não pegou. Aqui na TV Ceará o pequeno indígena foi assumindo outras caras à medida que o Departamento de Arte mudava de desenhista. Mas o padrão prevaleceu. Quando a televisão ganhou cores o índiozinho morreu, dando lugar a três esferas circundadas por duas curvas que se entrelaçava rrt`w Faltava vida tal o estado do proprio complexo associado. No canal 2 havia um pequeno selvagem ao vivo, de carne e asso, o Helio Olírri io, contínuo do Guilherme Neto, que depois pegou o apelido de lacerdinha. OUTRO PARAIBANO PORRETA - Péricles leal escrevia desde pequeno, mas fascinado pelo radio, trocou o mudo recado do jornal pelo fascinante texto das novelas radiofônicas E assim que surgiu a televisão no Brasil, nela pegou carona. E tão bem se houve que o Chatô mandou-o aos Estados Unidos com bolsa para aperfeiçoamento na área. Voltou empolgado e logo aplicou o sistema de rádio musica tercalado de comerciais, ainda hoje em voga nas rádios FM. Estreou na Tupi em 1952 dirigindo a novela “Sangue na Terra”, história do cangaceiro Antônio Silvino, ensejando a construção de cenários enormes (sertão) dentro dos estúdios. E criou o primeiro herói juvenil brasileiro: o Falcão Negro, que, depois da TV, foi para o gibi. Chegou aqui em Fortaleza em 1959 a fim de preparar o pessoal do Canal 2. Fundou o Curso de Preparação de Equipes de Televisão, posteriormente implantado em outros estados. Ficou conosco até o ano de 1962 como Diretor Artístico, passando o bastão para Guilherme Neto, pois fora fundar a TV Marajoara de Belém do Grão Pará. Em 1967 passou para a Globo. Deixou um livro de título, salvo engano, “Iniciação à Televisão”, síntese dos cursos que ministrava por este Brasil afora. DUAS LEGENDAS - Guilherme Neto e Augusto Borges vieram da Perrenove. Guilherme começou seresteiro pelas mãos do grande Antônio Maria, transferiu-se para Recife onde foi Diretor Artístico da Tamandaré e voltou para exercer as mesmas funções na Ceará Rádio Clube. Augusto começou contrarregra, fez de um tudo, locução, programa de auditório etc. Os dois foram da primeira leva seleto de realizadores da TV Ceará, juntos a Renato Aragão, Ary Sherlock, João Ramos e Lustosa da Costa, afora Péricles leal, o mestre. Depois vieram Gonzaga Vasconcelos e Hildeberto Torres. Guilherme Neto passou a comandar o barco com a saída de P. Leal e Augusto chegou a Gerente de Produção, o mais alto cargo depois da Direção Geral (Eduardo Campos e Rômulo Siqueira). Mestre Guiba escreveu e realizou

Fevereiro/11

6

TV Ceará - Canal 2 - 50 anos a primeira novela do Canal 2, “Poeira Vermelha” que apelidou o boteco da Odete, em frente à estação. Trazia no elenco nomes de peso como João Ramos, Lourdes Martins, Paulo Oliveira, Emiliano Queiroz e loura Santos. Augusto fez o primeiro programa de humor, “Lua de mel atrapalhada”, tendo no elenco Danúzio Bezerra, Karla Peixoto, Ângela Maria, Wilson Aguiar, Edésio Amorim e Wilson Machado. Os dois estiveram separados por algum tempo e se reencontraram na TV Educativa,canal 5, que hoje é TV Ceará. 0 CURUMIM MOTORIZADO - 0 simpático índiozinho andava de kombi. A cidade era relativamente pequeno e nos deparávamos, constantemente, com estas peruas superlotados de artistas para a curiosidade geral. Esses carros (para não dizer viaturas) foram pintados por uma única pessoa, ao longo dos anos: o artista da, Piedade, Carlito, que para tudo usava as clássicas letras góticas. Não traçava previamente a lápis como sai acontecer; ia direto ao assunto com as mãos ainda trêmulas devido à carraspana recente. Havia um enorme caminhão para as transmissões externas. Portava todo um equipamento para cobrir jogos de futebol, desfiles de carnaval, concursos de misses e paradas de 7 de setembro. A equipe da engenharia era formada por Antônio Normando, José Maria Gonzalez, Francisco Cabral, Francisco Danúzio, Tantico Duarte, com a supervisão geral de Igor Olimpiev. Um outro veículo da casa, uma camionete Ford, fazia o transporte de cenários e material elétrico pesado. Seu

piloto, o Romildo, vez por outra dava suas cambalhotas. Outros “chauffeurs’: Ely Bezerra, Paulo Vaca Prenha, Chico da Véia, Mário, Milton, Zé Maria, Paulo, Jurandir, Bengala.., e o diretor do setor de transportes José Airton Genu dos Santos. Os que não possuíam carros utilizavam o velho “Estância” da Kalil Otoch (Di©nísio Torres do Cialtra) e, depois, o Circular, a primeira linha inter-bairros da metrópole. JOANIN DAS LOURAS - Deixamos o João Ramos por último. Aliás, João Antony Eden de Medeiros y Ramos, Conde de Follionolfo,, o último varão da estirpe. João foi tudo: locutor, ator, realizador, apresentador, mestre de cerimônias, locutor esportivo, radiator, eletricista, iluminador, impessor, redator, tudo o que se pensasse. Inquieto, mexia com tudo. Quando não sabia, improvisava, adivinhava. Ou inventava. No Natal, iluminava a torre de TV e fez as geringonças da novela “0 médico e e o Monstro”, onde ele próprio era o Dr. Jeckil. João Ramos lia, na Perrenove, a “Crônica do Ceará” (Otacílio Colares) de cor, sem script e já falou na BBC de Londres e numa rádio de Moscou. Todas as emissoras de rádio do Nordeste que iam sendo implantadas pelos Associados tinha o João como monitor de tudo: locutores, atores, técnicos. Preparava o pessoal, voltava, esperava partir para outra. A ponto de um dia Chateaubriand falar pro Eduardo Campos: “Manuelito, põe esse rapaz pra fora, pro-

veja o site do projeto Brasília 50 anos do Ceará: www.brasilia50anosdeceara.com.br

fissional que muito muda de lugar é porque não presta!” Quando entendeu quis conhecê-lo e ficaram amigos. João começou no Crato como tipógrafo e spiker de amplificadora. Seu batismo de fogo foi na Rádio Araripe. Esteve na Tupi do Rio mas a saudade o trouxe de volta. NAVEGAR É PRECISO - Desde o início a TV Ceará resolveu homenagear (era moda, e ainda é) as personalidades de relevo da semana. E criou o programa “7 dias em destaque” cujo apresentador era o múltiplo João Ramos, e, no impedimento deste, a primeira dama da televisão, Neide Maio, com sua voz inconfundível. Patrocinado pela Ceará Gás, Butano tinha como acessório de cenário, por certo tempo, um enorme botijão de compensado. 0 troféu consistia numa jangadinha de ferro que um dia o Zé Alves esqueceu de apanhar na fundição. Como o presidente do Náutico Atlético Cearense, Ari Araripe, já havia recebido uma dezena delas, emprestou sua frota e tudo foi ajustado. Ainda guardo com carinho meu oscarito, merecido pela participação na peça premiada na Espanha “Os deserdados”, para o qual concebi os cenários. Quem não se lembra (falo dos sessentões e lá vai pedrada) de João Ramos, vestido a caráter, jangadinha à mão, dizendo com todos os erres: “A jangada é o símbolo da bravura e da coragem do homem cerense. E com este símbolo a TV Ceará e a Ceará Gás Butano homenageiam aqueles que se destacaram nestes últimos sete dias”? Anos depois a entrega da simbólica embarcação foi encampada pelo programo “Gente que a gente gosta” de Gonzaga Vasconcelos. Mais bonitinha,e moldada em cobre. FABRICANDO SONHOS —’ Manuel Eduardo Pinheiro Campos foi o autor que mais escreveu para a televisão. Aliás, seu “Fúria dos justos” inaugurou o teleteatro do canal 2. Uma realização de Péricles leal, cenários de Rinauro Moreira e, no elenco, João Ramos, Dotd Barros, Ary Sherlock, Wilson Machada; Isis Martins e Paulo Oliveira. Anos depois (1968), com, o nome`~ do “Os deserdados” concorreu ao prêmio do revista especializada “Ondas”, de Barcelona, ficando em terceiro lugar, atrás da Itália e do Japão. Desta vez a realização foi de Hildeberto Torres tendo no elenco João Ràmos;;,Karla Peixoto, José Humberto, Lourdinha Martins, Antônio Mendes e Maria Luiza.. Como já disse, tracei os ambientes da cena. Voltando ao Dr.* Manuelito. Só para a série “O contador de historias” escreveu os seguintes” ,, :”0 prisioneiro”, “0 valentão”, “A morte prepara o laço”, “As tentações-do demônio”, “0 amargo desejo de morte”, “Contrabando ao cair da noite’.”, “A fonte do desespero”, “Delito entre flores”, “ O tocador de bombo”, “A estranha parábola do amor”, “A homenagem”, “Joaninha Pé Torto” e “A flor do pecado”. Para “TV de mistério escreveu “as trezentas moedas” e seu romance “Chão dos mortos” foi adaptado parfa novela (Videorama). Eduardo Campos era superintendente nos e Rádios Associados do Ceará e escreveu o livro “TVCeará – a fábrica de sonhos”. E 0 RENATO JÁ ERA DIDI - Além de novelas (Videorama e TV de romance) e espetáculos de um capítulo só (“O contador de histórias” e”TV de mistério”), a TV Ceará exibia também o sseu teatro de humor. No segundo ano de atuação abria as portas para o riso com o programa “Comédia da cidade” , depois transformado em “Vídeo alegre” com Renato Aragão já com o apelido de Didi. Contracenava com Américo Picanço com quem foi para a Tupi do Rio, cinco anos depois. 0 programa contava ainda com o impagável Toinho Mendes (olha aí, Frederico!) e o casal o Rinauro Moreira e Maria Luiza. Ele, cenógrafo, ator e comediante (Dr. Saracura) e ela, excelente atriz, que encarnou o papel de Anicetinha no “Dois na berlinda”, ao lado de Marcus Miranda (Praxedinho). Só lembrando alguns títulos do “Vídeo alegre”: “0 rei do gatilho”, “Política, quase quase”, “Os irmãos Bananagans”, “Um alegre plano de morte”, “Macumba no amor”, “Frank Sinatra dos pobres” e e “Namoro de gente rica”. Quando Renato Aragão chegou no Rio de Janeiro emplacou no “A-E-I-O-Urca!”, ao lado de outros cearenses: Chico Anísio, e Wilson Aguiar, o Cheiroso, depois global no papel de Nezinho do Jegue em “0 bem amado” (*) Audifax Rios (Santana do Acaraú), escritor, jornalista, pintor, historiador.

Ceará em Brasília


Leituras I

TV Ceará Canal 2

Por Audifax Rios (*)

TV CEARA CANAL 2 - Em 1960 foi descarregado no porto do Mucuripe o material da torre da TV Ceará Canal 2, que seria a primeira emissora de TV do Ceará. A inauguração foi em 26 de novembro de 1960. A chegada da TV à Fortaleza, dez anos depois de sua inauguração no Brasil, representou muito mais do que uma simples opção de lazer - foi um acontecimento, um fenômeno social que revolucionou a vida da cidade. Na Fortaleza dos anos sessenta as pessoas tinham o hábito de sentar na calçada, o rádio ligado. As rodas de cadeiras na calçada às vezes se desfaziam durante uma novela ou um programa, mas logo se recompunham. Naquelas pequenas assembléias formadas por vizinhos, se falava (mal) de tudo, da vida alheia, do governo, do custo de vida, sobre os acontecimentos do dia a dia. As crianças se entretinham com as brincadeiras de roda, com o jogo de bola na rua. Quando a televisão chegou, botou todo mundo para dentro de casa. A programação era ao vivo, gerada com talento local: cantores, atores, escritores e diretores, técnicos. O Diretor de Programação Péricles Leal veio do Rio trazendo uma programação mais ou menos nos moldes das TV’s de São Paulo e do Rio de janeiro: teatro de romance, videorama, contador de histórias e aos domingos, um show musical e mais os programas TV de mistério e TV de comédia. O cearense

Ceará em Brasília

Emiliano Queiroz, um dos pioneiros na TV, conta que todos eram polivalentes; que ele, em uma semana, fazia cinco ou seis persona¬gens, escrevia os comerciais ao vivo, fazia contato com clientes, ensaiava e levava ao ar, realizava sorteios de carnês das lojas Romcy Magazine e era também apresentador. Adaptou contos, e escreveu textos para o “Contador de Histórias”. “O Contador de Histórias” foi um ambicioso projeto dirigido por Péricles Leal, onde adaptações de peças teatrais de autores famosos foram apresentados na série. Havia um show, patrocínio da “Linholene”, que trazia para Fortaleza cantores do eixo Rio-São Paulo, onde se apresentaram Ângela Maria, Dalva de Oliveira e Norma Suely. No departamento das anunciadoras, (as garotas-propaganda) cinco delas se tornaram estrelas de televisão: A TV ao vivo era pródiga em acidentes. No teleteatro, numa cena entre Emiliano Queiroz e João Ramos - o grande nome do rádio e televisão do Ceará - numa cena de briga, o primeiro não desviou o rosto a tempo e teve o nariz quebrado no ar. Em outra ocasião, em determinada um soco tão forte na borda de uma cama que ela quebrou e o cortinado do dossel caiu sobre sua cabeça. O programa saiu do ar por alguns minutos. Entrou o slide do indiozinho com a música, todo mundo no estúdio às gargalhadas. Minutos depois a cena continuou com a cama, sem o dossel. Ninguém reparou. (*) Audifax Rios (Santana do Acaraú), escritor, jornalista, pintor, historiador.

Metrô de Sobral: vencedor da licitação das obras civis

A Central de Licitações da Procuradoria Geral do Estado (PGE) anunciou o vencedor da licitação das obras civis para a implantação do Metrô de Sobral. A empresa Engexata Engenharia Ltda apresentou a proposta com menor preço - R$ 38,7 milhões. O valor é cerca de R$ 5 milhões menor que o valor proposto pelo segundo colocado, o consórcio Aterpa-M.Martins, de R$ 43,1 milhões. O valor de referência apresentado no edital era de R$ 43,5 milhões. Após a assinatura da ordem de serviço, a Engexata terá 18 meses para a construção do Metrô de Sobral. O Metrô de Sobral, que será operado com cinco veículos leves sobre trilhos (VLT), deverá ser instalado dentro do perímetro urbano do município ao longo de 12,5 quilômetros com duas linhas principais e 11 estações de passageiros. A Linha Sul terá extensão de sete quilômetros e será de utilização mista, pois vai aproveitar a linha de cargas que já existe. A linha contorna o centro da cidade, ligando os bairros da Cohab 2, no extremo leste, ao bairro do Sumaré, no oeste. Serão ao todo sete estações. A Linha Norte ligará o Polo Industrial da Grendene, localizado à margem da avenida onde existia o antigo ramal ferroviário de Camocim, no bairro da Expectativa, ao bairro Cohab 3, passando pelos bairros do Junco e Terrenos Novos. As duas linhas formam dois “us” invertidos, que se tangenciam numa estação de integração. O projeto do Metrô de Sobral surgiu como uma necessidade do Governo do Estado de estruturar as cidades de médio porte do Estado do Ceará.

veja o site da Casa do Ceará em Brasília: www.casadoceara.org.br

7

Fevereiro/11


Leituras II

Estão chamando a nossa turma, o Adeus a Antonio Arrais

Wilson Ibiapina (*) A imprensa em Brasília ficou mais pobre sem o jornalista cearense Antonio Arrais, um dos editores da Agência Brasil, Ele morreu aos 64 anos, vitimado por um infarto fulminante, em 15.09.2010   Arrais nasceu no Ceará e se mudou com a família para Pernambuco. Em Recife estudou e se formou jornalista em 1976. Trabalhou em vários jornais de Pernambuco como Jornal do Comércio, Diário de Pernambuco e nas sucursais do Jornal do Brasil e do jornal O Globo.    Em 78 foi transferido para a sucursal de Brasília e depois trabalhou também na Agência Estado. Ingressou na Radiobrás em 1987 e esteve cedido por 12 anos ao Tribunal Superior Eleitoral, ao Senado  Federal  e à  Procuradoria Geral da República, onde atuou como Coordenador de Comunicação Social. Em 2003 retornou à EBC para trabalhar na Agência Brasil, colaborou com a Comunicação Social no último ano, retornando à Agência Brasil em agosto passado com a função de editor.   Como repórter correu o Brasil e o exterior fazendo coberturas, acompanhando presidentes. No veló-

rio, Roberto Stefanelli lembou a viagem que fizeram a Mato Grosso, acompanhando o presidente Figueiredo. Beto pela Folha e Arrais pelo Globo. Depois de um dia corrido de cobertura chegam exaustos  ao hotel, pedem a conta e a nota fiscal, exigida pela tesouraria do jornal na hora de prestar contas dos gastos da viagem. Em nome de quem? Tira em nome de O Globo, diz Arrais. Já estavam voando de volta a Brasília quando Arrais resolve conferir as notas fiscais. Tudo OK, perfeito, só um porém.  A nota mais alta, fornecida pelo hotel, estava  em nome de Hugo Lobo, no lugar de O Globo. Fazer o que com aquele funcionário do hotel que não compreendeu suas palavras? Rejane Limaverde, que morou no apartamento dele quando chegou do Ceará, lembra que ele era cheio de mania. Por exemplo: mesmo atacado pela gota não abria mão de um pedaço de carne no almoço. No restaurante Beirute tem um prato batizado de Filé do Arrais.. Outra mania: detestava quando alguém pegava no copo em que estava bebendo. Mandava trocar na hora. Um dia, tirou as lentes de contato e colocou num copo com água. Segundo ele, para não ressecar. Era época de baixa umidade do ar, como agora. E cochilou o suficiente para o Emerson de Souza esconder o copo com as lentes e colocar  outro no lugar . Ao despertar, flagrou o Emerson simulando que estava bebendo a

água. Arrais, já irritado, gritou desesperado “cuidado com as lentes no copo” . Quando descobriu a brincadeira do colega ficou mais zangado. Apesar de ser metódico e mau humorado era muito querido pelos amigos que se divertiam com o seu jeito de ser. Apaixonado por livros e CDs, era fã  da voz de Gal Costa. Dizia que se ela gravasse um “reclame” da Coca-cola, ele comprava. Sua última promessa foi paga na manhã em que morreu. Levou para o colega  Mamcasz a garrafa de cachaça velha que havia prometido. Mamcasz ainda brincou: -Está fechada, com selo e tudo? A provocação tinha sentido. Arrais nunca aceitou garrafa de cerveja trazida à mesa aberta  pelo garçom sem ser na frente dele .       Na noite daquela mesma terça dia 14, em casa, ao lado da mulher  Thelma, foi traído pelo coração, que resolveu parar bem na hora do jantar. Deixou além da viúva, quatro filhos: Marcelo, Rodrigo, Leonardo e Daniela. O corpo cremado, vira cinza. Suas histórias, como na literatura de cordel vão passar de boca-em-boca. Vão se espalhar mantendo viva a sua memória. Um jornalista “tolerância zero” que gostava de música, da família, de comer carne, dos amigos, de livros, da vida. (*) Wilson Ibiapina (Ibiapina), jornalista

www.construtoramarquise.com.br

A Marquise é a construtora do ano.

E para muitas famílias, a mudança de uma vida.

Mais do que erguer prédios, trabalhamos para transformar a rotina dos nossos clientes em uma emoção diferente a cada dia. O título de Construtora

Fevereiro /11

8

do Ano, concedido pelo Sinduscon/CE, é fruto do empreendedorismo que, há 35 anos, nos leva a fazer parte da vida de tanta gente.

acesse o site da Casa do Ceará em Brasília na Web: www.casadoceara.org.br

construtora do ano

Ceará em Brasília


Leituras III

Lembranças: Ayrton Rocha

Adisia Sá (*) Que bom quando antigas relações são retomadas com alegria, como agora acabo de acontecer comigo, graças ao “pequeno Ayrton”. Algumas pessoas de minhas relações, quando falei no CD “Lembranças” que recebi, não se recordavam do inesquecível cantor mirim. Em compensação, quantos outros não se tocaram com fatos que narrei sobre o então talentoso garoto. Acredito que tenha visto o Ayrton ao longo desses anos, sem que nenhum de nós dois tenha se aproximado um do outro para falar no “ontem”. Ayrton não era de minha amizade particular: era um ídolo, não se restringia a esta ou àquela pessoa – pertencia à cidade, ao povo e como tal pode ser lembrado como “propriedade” de cada um de nós. Hoje, ao receber o seu CD, tive a certeza de que o “pequeno Ayrton” continua no adulto , no pai, no avô de hoje. E isto é um maravilhoso sinal de que o tempo só passa para os que se deixaram arrastar pelos dias, sem histórias para contar, sem coração palpitante de sonhos e lembranças e projetos. LEMBRANÇAS : o título foi uma feliz inspiração de poeta, pois que diz tudo do ontem, do hoje e também do amanhã. Porque lembranças são “amigos para sempre” conduzidos na nossa memória, à espera de uma chamada para de novo tomarem vida no nosso

cotidiano. Ayrton, não egoísta, cheio de amor e rico de gratodão, abre espaço para me dizer que “a arte iluminada do Ayrton, filho Pintor e amado, a minha continuidade de artista, criando e ilustrando com suas lindas cores, a Capa deste meu CD.” E mais: “tem a minha Neta tão linda Mariana, me registrando em documento fotográfico com as minhas Lembranças.” Vou ouvir com o coração no passado e a atenção curiosa do presente. Valeu, “pequeno Ayrton”. Obrigada. (*) Adísia Sá (Cariré), Jornalista e escritora, Opinião, Jornal O POVO, Fortaleza/Ce, artigo publicado em 07.01.2011 OS: Considerações de Ayrton Rocha “Minhas amigas e meus amigos, Adísia Sá é um património histórico do jornalismo brasileiro. voz altiva e destemida e ao mesmo tempo, doce como uma manhã de primavera. Seu texto valente, temido e respeitado, quando em defesa dos humildes e da verdade, mas, um poema de amor ao falar da beleza, de um amigo ou de uma flor. Obrigado querida adísia, por meu nome, minha alma, meu coração, minha arte e minhas lembranças, lhe inspirarem este seu artigo de hoje. Ayrton Rocha”

Docas do Ceará finaliza projeto da Estação de Passageiros do Mucuripe O Ministro dos Portos, Leônidas Cristino, recebeu rm 08.02 o Presidente da Companhia Docas do Ceará (CDC), Paulo André Holanda, e os arquitetos e urbanistas responsáveis pela elaboração do estudo que servirá para a construção do Terminal de Passageiros do Porto do Mucuripe. Aprovado, a equipe irá começar ainda este mês, o Projeto Executivo. Em recente visita aos terminais de passageiros dos portos de Santos e Rio de Janeiro, que serviram de referência para o porto cearense, os técnicos identificaram pontos no projeto inicial suscetíveis a alterações, para melhor atender a demanda prevista no evento de 2014. Com isso, o valor previsto e já aprovado no Programa de Aceleração do Crescimento para Copa (PAC-Copa), R$ 105 milhões, deverá sofrer um acréscimo. A intenção é ligar a aérea do porto organizado com as áreas hoteleira, aeroporto e Castelão (estádio de futebol). Foi observado também que a Cidade, com 2,5 milhões de habitantes, economia crescente e uma classe média sólida, irá precisar de um terminal que opere Port-Of-Call, ou seja, utilização de trânsito e não somente para embarque.

10-0003-2N(A) - CASA DO CEARÁ.indd 1

Ceará em Brasília

01/12/10 16:51

acesse o site da Casa do Ceará em Brasília na Web: www.casadoceara.org.br

9

Fevereiro/11


Fevereiro/11

10

veja o site do projeto Brasília 50 anos do Ceará: www.brasilia50anosdeceara.com.br

Ceará em Brasília


Leituras IV (*) Lustosa da Costa Os leitores hão de pensar que falo de mim mesmo e de meu amor entranhado a Sobral. Não será, não. Refiro-me ao jornalista Wilson Ibiapina para quem tudo que há e houve de importante ocorreu na Praça São. Sebastião, em Fortaleza, onde morou. O pior é que cai em sua cilada, ao fazer este comentário junto ao Mario Mamede. Este era justamente um de seus conterrâneos de bairro, morador como ele da Praça ou adjacências. Há ainda outro colega eminente de profissão, João Bosco Serra e Gurgel, a quem indaguei sobre o que de importante haveria na semana. Ele citou a posse de Ednilo Soárez. Indaguei por que? Não o sabia tão amigo do grande escritor cearense. Ele assim se explicou: ‘‘Por que é filho do grande educador Edilson Brasil Soárez, nascido em Acopiara, minha Acopiara onde seu pai era o agente da estrada de ferro.” Deixemos nossas aldeias Levantemos,porem,a cabeça de nosso chão e vamos à França,saber um pouquinho de sua cultura. Culturas diferentes Em França,os rapazes estudam arte culinária,no colégio.Pela simples razão de que precisam aprender a cozinhar para garantir a sobrevivência,porque lá não há esta herança da escravatura que é a empregada domestica,trabalhando,de sol a sol.Os mar-

Bairrismo manjos dividem com a mulher as responsabilidades do lar,inclusive, o lavar pratos e cozinhas, depois de usados. Masculinidade É engano fatal achar que a cozinha afeta a masculinidade de alguns. Muito pelo contrario, em certos casos. Tenho amigo, excelente nas artes da cozinha. E que gosta de convida as amigas a conhecer seu apartamento, e mais, que isto, sua pericia na mesa. Dai a lhes mostrar a pericia na cada, é um passo. Fácil de dar. Distância Quem passa temporada na França, fica impressionado com a distância entre pais e filhos. Primeiro que tudo, os adolescentes, aos dezoito anos, saem de casa e vão ganhar o pão e o teto de cada dia. Lembro de encontrar vizinha de noventa e três anos, sozinha no café, diante de seu copo de vinho. E de vê-la fazer as compras da semana no supermercado e trazê-las para casa, já que não existem serviçais disponíveis para tanto. Filho distante Quando lhe perguntei, uma vez, se tinha filhos, ela confirmou. Tinha e ele residia em Paris onde estávamos. Mas há um ano, não a visitava, Não lhe dava noticias. Heranças da escravatura Temos de ter presentes de que fomos um dos últimos países do mundo a extinguir a escravatura de negros, importados da África,para enriquecer os bran-

cos. E criados em relativa intimidade com a classe grande do que nasceram os mulatos e também os ciúmes das patroas que chegavam a amputar os seios das escravas que encantávamos os proprietários, seus maridos. Nos Estados Unidos, nunca houve tal promiscuidade social e mesmo sexual de que decorreu a nossa mistura de raças de que tanto nos orgulhamos. *** Carregar embrulhos Dai veio também o desamor a carregar embrulhos. Os estrangeiros que visitavam o Brasil, depois da abolição da escravatura, contaram episódios ilustrativos de tal desafeição. Um deles, precisou de mecânico e o convocou à sua casa. Ele, ex escravo liberto, veio, com seus ajudantes cuja função principal residia em transportar o equipamento do patrão que não podia carregá-los. Isto era coisa que cabia aos escravos. Não lhe cabia, assim, botar a mão na massa.Trazia sempre alguém que lhe carregava os instrumentos da trabalho, tarefa reservada aos subalternos. *** Desamor ao trabalho O trabalho braçal tambem era coisa de negros, de escravos. Por isso, o brasileiro o desama. (*) Lustosa da Costa (Sobral), jornalista e escritor

Transferência e Segunda Graduação Em vez de sonhar, venha realizar. Para você que cursa outra faculdade, mas não está satisfeito, chegou a hora de dar o grande passo da sua carreira. Venha estudar no UniCEUB, o melhor centro universitário do Centro-Oeste. Tradição, corpo docente, qualidade e empregabilidade para você construir um futuro ainda mais brilhante.

www.uniceub.br/transferencia (61) 3966-1200 Ceará em Brasília

veja o site da Casa do Ceará em Brasília: www.casadoceara.org.br

11

Fevereiro/11


Livro conta história da cidade de Iguatu

Iguatu. Sem festa e sem bolo, mas com chuva e lançamento de livro sobre a história local, esta cidade completou, ontem, 158 anos emancipação política. Foi feriado municipal. Bancos, repartições públicas e o comércio fecharam Memorialista, pesquisador e escritor, Wilson suas portas. Na noite de Lima Verde, marcou o aniversário de Iguatu com lançamento de livro 26/1/2011 ontem, no Teatro Municipal Pedro Lima Verde, houve o lançamento da obra “Iguatu, pelos novos caminhos da história”, do memorialista e pesquisador Wilson Holanda Lima Verde. Wilson Lima Verde, gerente aposentado do Banco do Brasil, é o principal pesquisador vivo da história local e, como frisou o apresentador da publicação, agrônomo José Bezerra Modesto, o autor “resgata uma dívida contraída para com a população, desde que assumiu o posto de historiador-mor da terra iguatuense”. Quase que diariamente, o escritor socorre estudantes, professores, pesquisadores, jornalistas que estão em busca de informações sobre fatos locais e regionais. Wilson Lima Verde é uma fonte viva de consulta obrigatória e quase única. Ainda segundo a análise de Modesto, a obra “Iguatu, pelos novos caminhos da história” é uma espécie de continuação do livro “Iguatu em memória”, do filósofo Francisco Alcântara Nogueira. Distinções. O autor, entretanto, faz distinções. “Não me preocupei com as raízes históricas, que já estão detalhadas em outras publicações de Alcântara Nogueira e do monsenhor Couto, mas trouxe os principais acontecimentos do fim do século XIX até os dias atuais. Procurei apresentar um retrato bem revelado dos principais fatos históricos”. (Com o Diário do Nordeste)

Ednilo Gomez de Soárez na ABL

Membro da Academia Fortalezense Letras, da Academia Cearense de Retórica, do Instituto Histórico do Ceará, da Sociedade Brasileira de Bibliófilos e da União Brasileira dos Escritores, Ednilo Gomes de Soárez, 71, assumiu a Gomes de Soárez se tornará amanhã o cadeira de número 10 da Ednilo mais novo membro da Academia Cearense de Academia Cearense de Le- Letras, ocupando a vaga de Abelardo Montefalecido em 2010. Escritor e educador, tras, coroando um projeto negro, Ednilo assume a cadeira de número 10 de pelos menos uma década, em que o escritor e educador galgou sua vaga na entidade literária máxima do Estado. “Para você pleitear uma cadeira na academia, é indispensável que você tenha uma produção literária; além do que, é indispensável que você seja conhecido. Para que você se torne conhecido, além de ter publicado, você precisar ir começando a frequentar a academia, assistindo às palestras, participando das discussões em torno dos assuntos ventilados”, explica Ednilo. Obra literária Autor de livros como o romance A Brisa do Mar, o ensaio histórico Miscigenação nos Trópicos e as biografias de seu pai, o educador Edilson Brasil Soárez, e do escritor português Ramalho Ortigão, Ednilo acaba de concluir A Beleza da Ilíada, sobre o clássico de Homero, ainda no prelo. “Sempre que uma pessoa disser que leu a Ilíada, você tem o direito de duvidar”, fala ele depois de dois anos concentrado nos mais de 15 mil versos sobre a Guerra de Troia. Ednilo, inclusive, preparou para a obra um quadro sinótico para auxiliar na leitura e identificação dos vários personagens envolvidos na narrativa.

TJCE empossa dirigentes para o biênio 2011/2013

Os novos dirigentes do Poder Judiciário estadual foram empossados em 28.01. Os desembargadores José Arísio Lopes da Costa e Luiz Gerardo de Pontes Brígido assumiram, respectivamente, os cargos de presidente e vice-presidente do TJCE. A desembargador Edite Bringel Olinda Alencar tomou posse como corregedora geral da Justiça. O desembargador José Arísio Lopes da Costa (Mombaça) nasceu no dia 21 de maio de 1943, É bacharel em Direito pela Universidade Federal do Ceará – UFC (1969). Ingressou no TJCE em 19 de outubro de 2000. Assumiu o cargo de vice-presidente do Tribunal em 29 de janeiro de 2009. Foi juiz auxiliar da Diretoria do Fórum Clóvis Beviláqua, coordenador da Propaganda Eleitoral e juiz efetivo do Tribunal Regional Eleitoral do Ceará (TRE/CE). Atuou ainda como juiz auxiliar da Corregedoria Geral da Justiça e titular da 2ª Vara de Falências e Concordatas do Fórum Clóvis Beviláqua. O desembargador Luiz Gerardo Pontes Brígido,( Fortaleza), é formado em Direito pela UFC. Tem Especialização em Direito Público. Ingressou na magistratura em 1979. Judicou em Jaguaruana, Pacajus, Tianguá e Tauá, antes de se tornar titular da 20ª Vara Cível da Comarca de Fortaleza, onde chegou em 1986. Obteve todas as promoções por merecimento. A desembargadora Edite Bringel Olinda Alencar (Saboeiro) formou-se em Direito pela UFC, em 1965. Tem curso de Especialização em Direito Público pela mesma Universidade, em 1977.

Higino França

osmar baquit

Fevereiro /11

12

acesse o site da Casa do Ceará em Brasília na Web: www.casadoceara.org.br

Ceará em Brasília


Romaria das Candeias teve 200 mil fiéis Juazeiro do Norte. A Romaria de Nossa Senhora das Candeias foi a primeira grande festa religiosa do ano, fechando o ciclo das grandes romarias iniciadas em setembro, com a Festa da Mãe das Dores. A vela acesa simbolizando a Luz da Mãe de A estimativa da Secreta- Jesus acompanha os devotos nas missas e que marcam a programação em ria de Turismo e Romaria procissões Juazeiro de amanhã a quarta-feira é que a Juazeiro do Norte Fotos: Elizângela Santos tenha recebido pelo menos 200 mil pessoas de 29 de janeiro a 2 de fevereiro, Segundo o secretário de Desenvolvimento, Turismo e Romaria de Juazeiro, José Carlos dos Santos, o foco das comemorações desta romaria é os 100 anos da cidade. Tanto que o tema é “Mãe das Candeias, ilumine o Juazeiro Centenário, terra de oração e trabalho”. Esses foram lemas adotados pelo próprio Padre Cícero, estimulando o desenvolvimento de Juazeiro do Norte.. A Festa das Candeias é uma tradição diferenciada. O Padre Cícero, fundador da cidade, foi o grande incentivador. Até o hábito de ter candeeiros acessos pelos fiéis durante o percurso da caminhada foi idealizado pelo sacerdote. E foi o sacerdote que teve a ideia de iluminar a passagem dos peregrinos pelas ruas da cidade. Estimulou um artesão a fazer dezenas de lamparinas. Como o comerciante não conseguiu vender o seu produto, o próprio Padre Cícero chamou os fiéis a participar, comprando as peças artesanais, e o momento se tornou tradição. O grande cordão iluminado é uma marca da Romaria das Candeias.

Ceará ganha novos mercados no exterior

Mais do que nunca, a meta da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (Fiec) é a diversificação dos negócios. E em 2011, três novos mercados estarão no foco das rePara diversificar a pauta de exportações, frulações internacionais da tas, calçados, mariscos, castanha e granito são dos produtos cearenses que devem cair entidade. Países da Ásia, alguns no gosto de asiáticos e africanos neste ano em especial a Coreia; da Alex Costa Escandinávia, como a Suécia; e da África, principalmente Moçambique e Angola, devem estar comercialmente mais integrados ao Estado. O “crescimento chinês” previsto pelo presidente da Fiec, Roberto Macêdo, para a indústria cearense em 2010, de fato, concretizou-se. No ano passado, o setor produtivo do Estado registrou expansão de cerca de 9,5%, acompanhando a média nacional. O forte desempenho é resultado da política interna de combate à crise, que trouxe facilidade à obtenção de crédito, reduziu juros e o Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) de alguns setores, além da elevação na renda das classes C e D. Segundo Macêdo, a expectativa é de que essa média de expansão da indústria seja mantida este ano. “Essa é a média que estamos vivenciando e esperamos que possamos repetir, mantidas as condições atuais que estamos vivendo no País. Se não houver nenhuma turbulência interna, nós devemos continuar no mesmo ritmo que estávamos antes”, opina.

Construção de infraestrutura da ZPE até junho

A instalação das Zonas de Processamento de Exportação (ZPE) está na pauta do dia de diversos estados brasileiros, que já tiveram o projeto de sua zona aprovados pelo governo federal. No Ceará, Zona de processamento de Exportação do as obras de construção Pecém possui empresa administradora, que está em da infraestrutura necessária fase de estruturação, e projeto de alfandegamento, que foi enviado para Receita para a instalação da ZPE Foto: Rodrigo Carvalho do Pecém devem começar ainda este semestre, segundo fonte do setor. O Governo do Estado, através da Secretaria de Infraestrutura (Seinfra) está, no momento, elaborando os projetos executivos das obras para, assim que prontos, terem iniciado o processo de licitação. Os projetos executivos tratam de questões como energia elétrica, acessos viários, estação de tratamento de água, efluentes, telecomunicações, entre outros. Segundo a fonte, o que puder ser aproveitado de licitações já realizadas pela Seinfra para infraestrutura no Complexo Industrial e Portuário do Pecém (Cipp) será feito, o que não tiver adiantado, será lançado edital. O Estado já possui recursos reservados no orçamento estadual da ordem de R$ 10 milhões para realizar estas melhorias. De acordo com o presidente da Associação Brasileira de Zona de Processamento de Exportação (Abrazpe), Helson Braga, a construção da infraestrutura das ZPEs precisa, via de regra, ter início no prazo de até um ano após estas terem sua criação sancionada pelo presidente da República.

GRUPO AGUIAR DE VASCONCELOS IMÓVEIS - 50 ANOS DE BRASÍLIA Geraldo Vasconcelos Corretor e Advogado Leonardo Vasconcelos Corretor e Engenheiro Claudia Vasconcelos Corretora e Advogada Fernanda Vasconcelos Corretora e Advogada Marcela Vasconcelos Corretora e Publicitária Marisa Vasconcelos CJ3277

Corretora e Advogada

Você procura segurança e tranquilidade na hora de comprar, vender ou alugar o seu imóvel? Aqui você encontra corretores preparados e gabaritados para melhor atendê-lo. Escolha o melhor.

Novo Site: www.aguiardevasconcelos.com.br Plantão - 9994 - 7941 Filiada ao

de

Ceará em Brasília

Imóveis

acesse o site da Casa do Ceará em Brasília na Web: www.casadoceara.org.br

sindicato da habitação

13 Fevereiro/11


Página da Mulher

Casa antiga de criança

(*)Regina Stella

serta, fazia apressar o passo, no toque da campainha, fácil de ouvir, da missa já começada. Um breve retorno à casa para quebrar o jejum, seguindo –se uma caminhada apressada para não perder a hora, chegando atrazada para a primeira aula. Meio dia, sol a prumo, espalhando calor nas ruas inundadas de luz, sem árvores, vazias de sombras.Os bondes indo e vindo, sem pressa de chegar ou de partir.Pouca gente nas calçadas, que o comércio, provincianamente, fechava suas portas para o almoço, obrigando a uma sesta forçada, a cidade inteira, para fugir da fogueira do clima. Dobrando a esquina da Rua Floriano Peixoto, era só percorrer alguns metros, puxar o ferrolho e abrir a porta de casa. Tão fácil, tão simples. De dentro, vinha um cheiro gostoso de feijão de corda. O ambiente, sombreado e fresco tinha clima de catedral. Quatro degraus, subidos com ligeireza, levavam ao corredor comprido que ia dar na sala de jantar.. Do fundo do quintal, um arrulhar de pombos, e vindo de longe um ladrar de cão sem dono, habitando uma casa sem endereço. A acolhida passeava no casarão.Um voto permanente de boas vindas chegava de cada quarto, com duas redes brancas balançando-se solenemente nos braços invisíveis do vento.No canto da sala de jantar, quase murmurando, um pequeno rádio transmitia as notícias e tocava dolentes canções. Nada de mordaças impostas, como hoje, pela televisão, reduzindo ao mínimo o diálogo entre uns e outros.

Não sei precisar , exatamente, a causa que insinuou a lembrança, para trazer à tona cenas passadas de ainda ontem. Apesar da distância no tempo, a memória se iluminou ante a figura esguia da menina-moça voltando para casa, depois de uma manhã inteira passada em peregrinação pelas salas de aula e pelas galerias largas e acolhedoras do Colégio da Imaculada Conceição, em Fortaleza. Essa volta, uma rotina de deliciosa seqüência,ora o Beco dos Pocinhos fervilhando de saias azuis e blusas brancas, ora o Beco do Pajeú repleto de saias vermelhas, as meninas da Escola Normal que guardavam secreta rivalidade com as alunas do Pequeno Grande, como era conhecida a Igreja do Imaculada. Entre os grupos que se observavam mutuamente, nas conversas relatando os episódios da manhã, a fome se imiscuía, ora tornando mais rápida a caminhada ora tolhendo os passos com os apelos dos “puxa-puxa” da Tereza no seu indefectível taboleiro, vendendo fiado, estrategicamente colocado na rota obrigatória das alunas. Aos sábados o ritual era vivido com mais intensidade.A semana inglesa ainda não fora importada e por isso a véspera do domingo tinha um cunho todo especial, certeza da missão cumprida, e por antecedência e proximidade, cheirando a feriado, folga semanal. Manhãzinha cedo, a Praça do Coração de Jesus, de-

Ali, cada qual à sua vez, relatava os episódios da manhã e os projetos da tarde, bem como as dificuldades no colégio e o relacionamento com as colegas. E a vida fluía, com a presença de todos, no almoço, sem pressa, sem atropelo.Sem a preocupação de malbaratar o tempo, usufruir das horas, gastar o dia.Tal como amanhecia, tranqüilamente se chegava ao entardecer. Ah! velha, sombreada casa, sem fôrro no telhado, carnaubeiras à mostra servindo de viga, sedimentada, plantada no chão! Vizinha de um lado, vizinha do outro. Diferente das casas de hoje, arrojadas, modernas, cercadas de muros e de grades. Casualmente, cheguei numa delas. Por entre as grandes salas o silêncio reinava, debandados os moradores, como se incomodassem os aços escovados das paredes e a tecnologia dos aparelhos. Num vasto cômodo, mudas, tres crianças acompanhavam numa televisão, os gestos violentos e bruscos de um gigante verde a urrar, estranha figura, de punhos cerrados! A acolhida de outrora, o gesto afetuoso, demonstrando acolhida, tudo se perdera, magnetizadas pela tela luminosa, gigantesco olho a vigiar, proibindo a voz,o diálogo, a troca, a comunicação.! ‘E me veio uma repentina saudade da velha casa do bisavô, do quintal, do pé de seriguela, dos pombos arrulhando... (*) Regina Stella (Fortaleza), jornalista e escritora

Receitas nordestinas testadas e provadas Raimunda Ceará Serra Azul (*)

COZIDO DO ANONYMUS 300g de lingüiça, 250g de costelinha suína defumada, 100 g de charque, 1/2 kg de carne bovina, 1/2 kg de carne de galinha, 1 tomate, 1 cebola, 1 cabeça + 1 dente de alho, 1 chuchu, 2 batatas-doces, 12 kg de aipim, 3 cenouras, 200 g de nabo, 1 abobrinha, 12 kg de moranga, 150 g de vagem, 4 folhas de couve, 1 molho de espinafre, azeite, ovos cozidos e tempera verde para acompanhar

1- Comece organizando os ingredientes. A idéia é utilizar os vegetais que mais gostar e que tiver em casa. Pique as carnes e os vegetais mais ou menos do mesmo tamanho. Coloque o aipim, o nabo e as batatas-doces de molho na água para não pretear. Essa água também será utilizada no cozido. 2 - Em uma panela alta, coloque um pouco de azeite e frite a lingüiça. Acrescente a costelinha suína, o charque, a carne bovina e a carne de galinha. Deixe fritar. 3- Enquanto isso, bata no liquidificador o tomate, a cebola e o dente de alho com um pouco

de água. Coloque a mistura na panela. Acrescente as batatas-doces, o chuchu, o aipim, o nabo, as cenouras e a cabeça de alho inteira bem lavada. Acerte a água e deixe ferver. 4 - Quando abrir fervura, adicione a abobrinha, a mo­ranga e a vagem. Coloque o espinafre e a couve, sem o talo. Acerte a água e deixe cozinhar, em media, por 30 minutos. Sirva o cozido acompanhado de ovos cozidos e tempera verde picados. (*)Raimunda Serra Azul (Uruburetama), advogada.

Médicos britânicos tratam vítima de derrame com células-tronco Médicos britânicos injetaram células-tronco no cérebro de um paciente vítima de derrame, como parte de um estudo para descobrir um novo tratamento para a doença. O homem idoso, que não apresentava melhora em seu estado de saúde havia muitos anos, é a primeira pessoa no mundo a receber o tratamento experimental, que envolve 12 pacientes do Southern General Hospital, em Glasgow, na Escócia. Ele recebeu uma injeção com uma pequena dose de células-tronco no último fim de semana, já recebeu alta e, segundo os médicos, passa bem. O objetivo do teste inicial é garantir que o procedimento seja seguro para os pacientes. Durante o próximo ano, outras vítimas de derrame cerebral receberão doses progressivamente maiores, ainda para descobrir se o tratamento não apresenta altos riscos. Mas os médicos também examinarão os pacientes para verificar se as células-tronco conseguiram restaurar as células do cérebro e se seu estado de saúde melhorou. O tratamento experimental recebeu críticas porque

Fevereiro/11

14

usou células cerebrais de fetos para gerar as células-tronco, mas os criadores do projeto alegam ter recebido aprovação ética do órgão regulador da medicina na Grã-Bretanha e dizem que apenas um pequeno número de fetos foi usado nos primeiros estágios da pesquisa e

veja o site do projeto Brasília 50 anos do Ceará: www.brasilia50anosdeceara.com.br

agora eles não seriam mais necessários. Primeiros passos O neurocientista Keith Muir, professor da Universidade de Glasgow e médico do Southern General Hospital, diz que se os testes forem bem sucedidos eles podem levar a pesquisas mais detalhadas. “Esperamos que no futuro isso leve a estudos mais amplos para determinar a eficácia das células-tronco no tratamento das deficiências causadas pelos derrames”, disse ele. O primeiro grupo de pacientes a receber o tratamento experimental é formado por homens acima de 60 anos que não apresentaram melhora de seus sintomas ao longo de vários anos. Ter um grupo de pacientes com critérios tão limitados permite que médicos e cientistas comparem melhor qualquer avanço em seu estado de saúde, mesmo nos estágios iniciais da pesquisa. Se os testes obtiverem bons resultados, os cientistas pretendem levar adiante estudos envolvendo grupos maiores de pacientes, daqui a dois anos.

Ceará em Brasília


Leituras VI

Tomaram posse os senadores e deputados cearenses, filhos de cearenses, eleitos no Ceará e em outros estados.

Humor Negro e Branco Humor As diferentes maneiras de contar a mesma história

Se a história da Chapeuzinho Vermelho fosse verdadeira, como ela seria veiculada pela imprensa brasileira? *Jornal Nacional* (William Bonner): ‘Boa noite. Uma menina chegou a ser devorada por um lobo na noite de ontem.’ (Fátima Bernardes): ‘.mas a atuação de um caçador evitou a tragédia.’ *Programa da Hebe** “.Que gracinha, gente! Vocês não vão acreditar, mas essa menina linda aqui foi retirada viva da barriga de um lobo, não é mesmo?” *Cidade Alerta* “.Onde é que a gente vai parar, cadê as autoridades? Cadê as autoridades? A menina ia pra casa da vovozinha a pé! Não tem transporte público! Não tem transporte público! E foi devorada viva. Um lobo, um lobo safado. Põe na tela, primo! Porque eu falo mesmo, não tenho medo de lobo, não tenho medo de lobo, não!” *Superpop* “Geeente! Eu tô aqui com a ex-mulher do lenhador e ela diz que ele é alcoólatra, agressivo e que não paga pensão aos filhos há mais de um ano. Abafa o caso!” *Globo Repórter* “Tara? Fetiche? Violência? O que leva alguém a comer, na mesma noite, uma idosa e uma adolescente? O Globo Repórter conversou com psicólogos, antropólogos e com amigos e parentes do Lobo, em busca da resposta. E uma revelação: casos semelhantes acontecem dentro dos próprios lares das vítimas, que silenciam por medo. Hoje, no Globo Repórter..” *Discovery Channel* “Vamos determinar se é possível uma pessoa ser engolida viva e sobreviver.” *Revista Veja* “Lula sabia das intenções do Lobo.” *Revista Cláudia* “Como chegar à casa da vovozinha sem se deixar enganar pelos lobos no caminho.” *Revista Nova* “Dez maneiras de levar um lobo à loucura, na cama!” *Revista Isto É* Gravações revelam que lobo foi assessor de político influente. *Revista Playboy* (Ensaio fotográfico com Chapeuzinho no mês seguinte): “Veja o que só o lobo viu.” *Revista Vip* “As 100 mais sexies - Desvendamos a adolescente mais gostosa do Brasil!” *Revista G Magazine* (Ensaio com o lenhador) “O lenhador mostra o machado.” *Revista Caras* Na banheira de hidromassagem, Chapeuzinho fala a CARAS: “Até ser devorada, eu não dava valor pra muitas coisas na vida. Hoje, sou outra pessoa.” *Revista Superinteressante* “Lobo Mau: mito ou verdade?” *Revista Tititi* “Lenhador e Chapeuzinho flagrados em clima romântico em jantar no Rio.” *Folha de São Paulo* “Lobo que devorou menina era do MST” *O Estado de São Paulo* “Lobo que devorou menina seria filiado ao PT.” *O Globo* “Petrobrás apóia ONG do lenhador ligado ao PT, que matou um lobo para salvar menor de idade carente.” *O Povo* “Sangue e tragédia na casa da vovó.” *O Dia* “Lenhador desempregado tem dia de herói.” *Extra* “Promoção do mês: junte 20 selos, mais 19,90 e troque por uma capa vermelha igual a da Chapeuzinho!” *Meia hora* “Lenhador passou o rodo e mandou lobo pedófilo pro saco!” *Capricho* Teste: “Seu par ideal é lobo ou lenhador?” “

Ceará em Brasília

O Senado Federal empossou em 1º.02 os novos senadores , que até então eram deputados federais, eleitos em 3.10.10: Eunicio Oliveira (PMDB) eleito com 2.688.833 votos (36,32%) e José Pimentel (PT) eleito com 2.397.851 votos (32,39%) que derrotaram o senador Tasso Jereissati que disputou a reeleição para um segundo mandato. A senadora Patricia Gomes preferiu não disputar a reeleição,elegendo-se deputada estadual. Eunicio e Pimentel terão como colega o senador Inacio Arruda (PCdoB). Eunicio Oliveira (Lavras da Mangabeira) estava no seu quinto mandato de deputado federal enquanto Jose Pimentel (Picos/PI) estava no quarto., os dois com experiência política e administrativa. Eunicio fora líder do PMDB na Câmara dos Deputados e ministro de Estado das Comunicações.Pimentel fora ministro ministro de Estado da Previdência Social. A derrota surpreendeu o senador Tasso Jereissati, (Fortaeza) que pór tres vezes foi governador do Ceará, 1987/1990, 1995;1998 e 1999;2002, que anunciou sua retirada da vida política. Também em 1º.02, tomaram posse os novos deputados federais. Seq. 1 2 3 4 5 6 7 8 9

Nome * Domingos Neto * Jose Guimarães * Genecias Noronha * Anibal Gomes * Edson Silva * Artur Bruno * Joao Ananias * Raimundão Macedo * Andre Figueiredo

Votos 246.591 (6,17%) 210.366 (5,27%) 176.286 (4,41%) 162.037 (4,06%) 135.078 (3,38%) 133.152 (3,33%) 128.718 (3,22%) 116.310 (2,91%) 115.647 (2,89%)

10 11 12 13

* Mauro Benevides * Arnon Bezerra * José Airton * Danilo Forte

109.710 (2,75%) 106.121 (2,66%) 103.611 (2,59%) 100.009 (2,50%)

14 15 16 17 18 19 20 21 22

* Gorete Pereira * Vicente Arruda * Eudes Xavier * Chico Lopes * Padre Jose Linhares * Ariosto Holanda * Balman * Raimundo Gomes Dematos * Manuel Salviano

98.209 (2,46%) 97.352 (2,44%) 97.266 (2,43%) 95.584 (2,39%) 92.220 (2,31%) 91.846 (2,30%) 88.562 (2,22%) 86.342 (2,16%)

Houve alterações na bancada cearense de 22 componentes, 13 foram reeleitos e nove ganharam mandatos. A nova bancada ficou assim composta, por origem: Fortaleza, André Figueiredo, Antonio Balhmann, Artur Bruno, Chico Lopes, Danilo Forte, Edson Silva, Eudes Xavier, José Airton Cirilo e Mauro Benevides; Juazeiro do Norte: Manuel Salviano, Raimundo Macedo e Arnon Bezerra, Maracanaú: Gorete Pereira e Raimundo Gomes de Matos. Acaraú: Anibal Gomes, Limoeiro do Norte, Ariosto Holanda, Tauá: Domingos Neto, Parambu: Genecias Noronha, Santana do Acaraú: João Ananias, Sobral: padre Zé Linhares e Quixeramobim: José Guimarães Granja: Vicente Arruda, Outros Estados Em vários estados, brilhou a estrela dos cearenses que se elegeram para o Senado e para a Câmara. Em Roraima, a deputada federal Angela Maria Gomes Portela (Coreaú) foi eleita senadora com 110.996 votos (26,15%). Em São Paulo, Francisco Everardo Oliveira Silva (Itapipoca) foi o campeão de votos nas eleições para a Câmara dos Deputados, conquistando 1,353,820 votos e elegendo outros três candidatos. No Amazonas, Francisco Edinaldo Praciano (Itapipoca) foi o campeão de votos no Estado elegendo-se com 166.387 votos. Conquistou o seu segundo mandato. Em Roraima, o deputado Luciano Castro (Fortaleza) manteve o seu mandato de deputado federal, com 12,170 votos, Em Brasília, Erika Kokay (Fortaleza)foi eleita deputada federal, ela que fora deputada distrital por dois mandatos, com 72.651 votos, e Chico Leite (Milagres) conquistou o seu terceiro mandato de distrital com 36,806 votos., sendo o mais votado No Maranhão, o deputado Luciano Moreira (Uruoca) conquistou o seu primeiro mandato com 126 mil votos. Outros dois cearenses não voltaram à Câmara dos Deputados, José Genoino (Quixeramobim) Em São Paulo, e Nazareno Fonteles (Acaraú), no Piauí, ambos pelo PT. Filhos de cearenses Foram ainda vencedores nas eleições descendentes de cearenses tais como: Em Brasília, José Antonio Machado Reguffe, que era deputado distrital, teve 266.465 votos, 18,95%, tendo a maior votação proporcional no país..Nascido no Rio de Janeiro, é filho de Silvia Machado Reguffe e o do almirante Reguffe, ela filha do ex-deputado e ex-ministro Expedito Machado. É sobrinho do ex-deputado e ex senador Sergio Machado. No Recife, Ana Arraes, filha de Miguel Arraes de Alencar (Araripe), mãe do atual governador de Pernambuco, Eduardo Campos, foi reeleita deputada federal com 387.581 votos, 8,80%.

veja o site da Casa do Ceará em Brasília: www.casadoceara.org.br

15 Fevereiro/11


Casa do Ceará cria Mantenedora para modernizar sua gestão A Assembléia geral da Casa do Ceará realizada em 29 de janeiro aprovou o a criação da mantenedora que deverá responder pela administração da Casa do Ceará, sem alterar sua conformação atual, em termos de prestação de serviços, mas assumindo a condição de buscar financiamento para as atividades da Casa. A proposta do presidente Fernando César Mesquita foi aprovada pelos associados presentes. A Assembléia geral foi presidida por José Jézer de Oliveira, ex-presidente da Casa, e secretariada pelo diretor de Administração e Finanças, Osmar Alves de Melo. A proposta de criação da mantenedora foi construída pelos associados Osmar Alves de Melo, João Rodrigues Neto, José Jezer de Oliveira, José Colombo de Souza Filho, José Sampaio de Lacerda Junior e J.B. Serra e Gurgel. Como acontece com milhares de instituições , no país, nas áreas de ensino, saúde e assistência social, a Casa tinha limitações de ordem legal para ser prestadora de serviços, ao mesmo tempo em que era instituição de assistência social, filantrópica e beneficente. O

Fevereiro /11

16

certificado de filantropia fora concedido a Casa nos termos de uma legislação já revogada que se estendia para todos os setores da Casa, o que limitava e emperrava o desenvolvimento de suas atividades fora da Pousada Chrisantho Moreira da Rocha. Nos termos da nova legislação, a Casa deverá buscar enquadramento nos Ministérios do Desenvolvimento Social e de Combate à Fome, para as atividades da Pousada, na Saúde, para a assistência à saúde, e da Educação, para os cursos. Há quem defenda que apenas a Pousada assegurará o benefício de filantropia, o que liberará a Casa para reformular suas atividades , como prestadora de serviço, de acordo com as leis de mercado , seguindo normas e orientações específicas em diferentes segmentos tais como os de saúde, educação profissional, esporte e lazer. “Caminhamos para a modernidade”, disse o

acesse o site da Casa do Ceará em Brasília na Web: www.casadoceara.org.br

presidente da Casa , Fernando César Mesquita. “Foi doloroso ouvir de uma autoridade de Brasília que, depois de 47 anos, a Casa dói Ceará não era uma instituição de assistência social, mesmo direcionando e subsidiando (cobrando preços baixos) toda a sua pretação de serviço para as comunidades carentes de Brasília e do Entorno. Segue o nome das pessoas que votaram na Assembleia: Aldanilse Pereira de Lima; Angela Parente; Antonio Florencio Silva; Carlos Ananias Barbosa; Cecilia Damiana; Egomar Dickel; Edvaldo Bezerra Fialho; Emanuel Nazareno S Vasconcelos; Fernando Cesar Mesquita; Francisco Machado Silva; Francisco Mirto F Silva; Joao Bosco Serra e Gurgel; Jose Colombo S. Filho; Jose Geraldo Vasconcelos; Jose Jezer de Oliveira; Jose Maria Bezerra Paiva; Jose Sampaio Lacerda Junior; Luiz Gonzaga de Assis; Maria de Jesus Martins Monteiro; Nasion de Melo Ferreira; Osmar Alves de Melo; Raimundo Teles Pontes; Regina Stella Studart; Silvio Leite Campos; Tarcisio Florencio da Silva; Jose Wilson F. Ibiapina

Ceará em Brasília

Profile for shadown shadown

Jornal Fevereiro 2011  

Jornal da Casa do Ceara

Jornal Fevereiro 2011  

Jornal da Casa do Ceara

Profile for shadown21
Advertisement