Page 1

5

Ceará em Brasília Jornal Casa do Ceará

DEVOLUÇÃO GARANTIDA

CORREIOS

www.casadoceará.org.br

Ano XXIX - Ed. 314 de Agosto de 2018

Casa do Ceará firma parceria com Governo do Distrito Federal através da Secretaria de Desenvolvimento Social, para acolhimento de sete pessoas idosas na Pousada Chrysanto Moreira da Rocha. Leia mais na pág. 05

Presidente da Casa do Ceará, Osmar Alves de Melo assinado o termo de colaboração

Presidente da Casa do Ceará, Osmar Alves de Melo assinado o termo de colaboração

Leia nesta edição Expediente, pág. 2 Espaço Lúciano Barreira, pág. 2 Conversando com o Leitor, pág. 2 Samburá, notícias do Ceará e dos cearenses, pág. 3 Roberto Victor Ribeiro é o Presidente da Academia Brasileira de Direito, pág. 4 Prefeito Ivo Gomes contratou com CAF empréstimo de US$ 62 milhões para Sobral, pág. 4 M. Dias Branco quer fazer parceria com Start Ups, pág. 4 Anúncio de José Lírio de Aguiar, pág. 4 Anúncio do Uniceub, pág. 5 Leituras I - Fernando Milfont, pág. 6 Estênio Campelo na homenagem da AL/CE Aos Profissionais da Advocacia, pág. 6 IBGE: 48,6% dos municípios do país foram afetados por secas nos últimos 4 anos, pág. 6 Leituras II - Wilson Ibiapina, pág. 7 53,5% dos reservatórios no CE estão com volume inferior a 30%, pág. 7 Lista de contas reprovadas do TCE com 3.586 gestores foi entregue ao TRE/CE, pág. 7 Leituras III - Gonzaga Mota, pág. 8 Comissão do Senado aprova pagamento de despesas por presos e construção de colônias para cumprir pena, pág. 8 Lista do TCU tem 34 inelegíveis do Ceará, pág. 8 Leituras IV - JB Serra e Gurgel, pág. 9 Justiça Eleitoral divulga perfil do eleitorado cearense, pág. 9 Ceará o terceiro Estado com o maior número de eleitores entre 16 e 17 anos, pág. 9 Beach Park investe R$ 1,6 bi em mega complexo turístico, pág. 10 Anúncio de M. Dias Branco, pág. 11 Leituras V - José Colombo de Souza Filho, pág. 12 Gilmar Carvalho: A arte total da rabeca: “Tirinete - Rabecas da tradição”, pág. 12 Leitura VI - artigo Ayrton Rocha, pág. 13 TSE registra mais de 23 mil candidatos às eleições de outubro, pág. 13 Leituras VII - Macário Batista, pág. 14 Cego Aderaldo: O mestre que ajudou o Sertão a ver, por Paula Geórgia Fernandes, pág. 14 Leituras VIII - Edmilson Caminha, pág. 15 Brasil tem 147,3 milhões de eleitores aptos a votar nas Eleições 2018, pág. 15 Escolhidos os premiados da Sereia de Ouro de 2018, pág. 16 Sânzio de Azevedo tomou posse na Academia de Letras do Brasil, pág. 16 Anúncio da Nacional Gás, pág. 16 Momentos Marcantes da vida do Comendador Albery Francisco Mariano, pág. 17 Página da Mulher, artigo de Regina Stela, pág. 18 Casa do Ceará marca presença na 4ª. Bienal do Livro em parceria com a Academia Taguatinguense de Letras, pág. 18. Leituras IX - artigo de Paulo Gurgel Carlos da Silva, pág.18 Leituras X - O humor Negro e o Branco Humor, pág. 19 Os Cearenses na Cozinha de Brasília, pág. 19 Anúncio do Beach Park, pág. 20

Secretaria da Sedestmidh, Ilda Peliz.

Secretaria Adjunta de Desenvolvimento Social da Sedestmidh, Marta Sales, Presidente da Casa do Ceará, Osmar Alves de Melo, Secretaria da Sedestmidh, Ilda Peliz e Superintendente da Casa do Ceará, Antônia Lúcia Guimarães.

Casa do Ceará homenageia Ari Cunha

Ari Cunha, um dos personagens mais marcantes da história de Brasília e do Correio Braziliense, morreu em 31.07. Colunista e vice-presidente institucional do Correio Braziliense tinha 91 anos,. Ele deixou quatro filhos, Ari, Eliana, Raimundo e Circe, 12 netos e nove bisnetos. Era viúvo da professora de enfermagem, Maria de Lourdes Lopes Cunha. Nasceu em Mondubim, distrito de Fortaleza. Foi para o Rio de Janeiro em 1948, chegou a Brasília em 1959 com a missão de estabelecer o Correio Braziliense e a TV Brasília. Em 1990, assumiu o cargo de vice-presidente dos Diários Associados, cargo que ocupava. Nas páginas 12 e 13, nossas homenagens com artigos de José Colombo de Souza Filho e Ayrton Rocha. Nas comemorações dos 55 anos da Casa do Ceará, em 15.10, será o homenageado especial.

Secretária de Desenvolvimento Social do DF anuncia parceria com a Casa do Ceará para acolher idosos. Leia mais na pág. 10

Secretaria, Ilda Peliz e Presidente da Casa do Ceará, Osmar Alves de Melo, com os idosos moradores da pousada Crysantho Moreira da Rocha.

Secretaria da Sedestmidh, Ilda Peliz sendo apresentada aos idosos moradores da pousada.

Presidente da Casa, Osmar Alves de Melo, moradora da pousada, Lídia Almeida e Secretaria, Ilda Peliz.

Discurso do Presidente da Casa, Osmar Alves de Melo

Diretor Adm. Fin. da Casa, José Sampaio de Lacerda Júnior, Secretaria da Sedestmidh, Ilda Peliz, Presidente da Casa, Osmar Alves de Melo, Diretor de Planejamento e Orçamento da Casa, Aldemir Holanda, Superintendente, Antônia Lúcia Guimarães, Diretor de Obras, Carlos Euler, Lúciana Leão, Dulce Tannuri e Assistente Social da Casa, Ivete Simonette.

Casa do Ceará recebe 510 quilos de alimentos do Iate Clube de Brasília para a Pousada Chrysantho Moreira da Rocha. Leia mais na pág. 20


acesse o site: www.casadoceara.org.br

Edi t o r i a l

A política está pegando fogo. No Ceará e no Brasil. Vamos ter que eleger Presidente, governadores, senadores e deputados. As pesquisas aponta para uns e outros não. A escolha será do povão. A Globo disparou uma campanha que vai até as eleições – o Brasil que queremos – e tem havido o um bombardeio em cima dos políticos corruptos e da corrupção. Muitos falam que a indignação pode se generalizar... Mas em Brasília, nas imediações do Planalto, do Senado e da Câmara, há quem afirme que nada vai mudar e que os corruptos serão reeleitos e continuarão inalcançáveis pela justiça Seria a vitória da impunidade... Nem adianta inserira corrupção como crime hediondo... No Brasil, o político põe dinheiro na cueca, na mala, no carro, no apartamento, quando flagrado diz que não é dele... Lá fora, um politico é flagrado roubando vai preso. Muitos se matam. Na Alemanha, o poderoso Chanceler que unificou a Alemanha recebeu caixa dois, manchou sua ficha e foi demitido. Em Brasília, tem deputado dormindo na Papuda e não perde o mandato. Maluf, preso, continua com mandato. A Comissão de Ética parece lupanar... Sem falar, no mais famoso dos presos por crime comum que se diz vitima da justiça que o condenou... Se o Brasil que sair das urnas for igual ao que aí está, vamos arrumar as caravelas para retornamos a Portugal e começar tudo de novo. Vamos aguardar. Inácio de Almeida (Baturité) Diretor responsável

Expediente

Fundada em 15 de outubro de 1963 Fundadores – Chrysantho Moreira da Rocha (Fortaleza) e Álvaro Lins Cavalcante (Pedra Branca) Diretoria Presidente - Osmar Alves de Melo (Iguatu): Estênio Campelo Bezerra (Crateús) 1º vice; Adirson Vasconcellos (Santana do Acaraú), 2º vice; José Sampaio de Lacerda Júnior (Fortaleza), Administração e Finanças; José Aldemir Holanda (Baixio) Vicente Magalhães (Aurora), diretor de Educação e Cultura; Francisco Machado da Silva (Pedra Branca), Saúde; JB Serra e Gurgel (Acopiara), Comunicação Social, Carlos Euler Currlin Perpétuo (Joinville/SC) Maria Djanira Gonçalves Brito (Aurora), Promoção Social, e João Rodrigues Neto (Independência), Jurídico. Conselho Fiscal Membros efetivos: Evandro Pedro Pinto (Fortaleza) presidente, José Ribamar Oliveira Madeira (Uruburetama), José Colombo de Souza Filho (Fortaleza) ( Itapipoca); Membros suplentes: José Aldemir Holanda (Baixio). Maria Aurea Assunção Magalhães (Fortaleza) e Lúcia Maria Percy Bastos (Matias Olimpio/PI) Jornal da Casa do Ceará Fundador e Editor Emérito - Lúciano Barreira (Quixadá) Conselho Editorial Adyrson Vasconcellos (Santana do Acaraú), Ary Cunha (Fortaleza), Carlos Pontes (Nova Russas), Edmilson Caminha (Fortaleza), Egidio Serpa (Fortaleza), Frota Neto (Ipueiras) Geraldo Vasconcelos (Tianguá), Gervásio de Paula (Fortaleza), Haroldo Hollanda (Fortaleza), Jorge Cartaxo (Crato), J. Alcides (Juazeiro do Norte), José Jézer de Oliveira (Crato), Luís Joca (Fortaleza), Marcondes Sampaio (Uruburetama), Milano Lopes (Fortaleza), Narcélio Lima Verde (Fortaleza), Paulo Cabral Jr. (Fortaleza), Raimunda Ceará Serra Azul (Uruburetama), Roberto Aurélio Lustosa da Costa (Sobral) e Tarcisio Hollanda (Fortaleza). Diretor Inácio de Almeida (Baturité) Editores JB Serra e Gurgel (Acopiara) e Wilson Ibiapina (Ibiapina) serraegurgel@gmail.com / zewilsonibiapina@gmail.com Editoração Eletrônica: Vanessa Gonçalves Campos Distribuição: Antônia Lúcia Guimarães Circulação: apoio da ANASPS O jornal não se responsabiliza por textos assinados. Banco de dados com apoio da ANASPS - Brasília – DF SGAN Quadra 910 Conjunto F - Asa Norte | Brasília-DF CEP 70.790-100 | Fone: 3533 3800 Email: casadoceará@casdoCeará.org.br / www.casadoceará.org.br

Agosto/18

2

Espaço Lúciano Barreira

Nascemos sem trazer nada. Morremos sem levar nada, e no meio brigamos por algo que não trouxemos e que não levaremos. Respeito é como uma pessoa se comporta na sua frente. Caráter é como ela se comporta na sua ausência, Só os covardes se suicidam, Os homens valentes nos casamos e temos uma morte lenta e dolorosa. Você será sempre mais elegante se a sua biblioteca for maior que o seu guarda roupa.

Coisas de nordestinos, portanto, de cearenses nordestino não fica solteiro, ele fica “solto na bagaceira”. nordestino não conserta, ele. “imenda”. nordestino não bate, ele ‘senta-le’ a mão. nordestino não bebe um drink, ele “toma uma”. nordestino não é sortudo, ele é “cagado”. (kkkkkk). nordestino não corre, ele “dá uma carreira”. nordestino não percebe, ele “dá fé”. ( a melhor de todas). nordestino não sai apressado, ele sai “desembestado”. (adoro essa palavra)

nordestino não aperta, ele “arroxa”. nordestino não dá volta, ele “arrudeia”. (a melhor do dicionário) nordestino não ouve barulho, ele ouve “ uma zuada”. nordestino não quebra algo, ele “tora”. nordestino não fica tímido, ele fica “encabulado”. nordestino não desconhece seus conterrâneos, ele pergunta “é Fii de quem?”. nordestino não dá bronca, dá “carão”. nordestino quando não mora junto sem casar legalmente ele fica “amigado”. nordestino não é mulherengo, ele é “raparigueiro”. nordestino não se dá mal, “se lasca todinho”. nordestino quando se espanta não diz: - Xiiii! Ele diz: Oxe! Oxente! nordestino não briga, “Quebra o pau”. nordestino não fica bravo, fica “virado”. nordestino não fica apaixonado, ele “arrêia os pneus”.

Croacia Vai chegando a idade e nos transformamos no time da Croatia: Artiç, Bursiç, Tendiniç, Labirintiç, Cistiç, Gastriç, Cardiç, Stressitç,

Conversando com o Leitor + Nosso site principal, da Casa do Ceará, chegou aos 357.324 acessos acumulados, em julho. + Foram 10, 812 visualizações, das quais 8,658 visualizações única Alcançamos 4.319 usuários e 4.50 sessões. + Fomos visitados por nacionais de 12 países: Estados Unidos (Nova Iorque e Detroit), Peru, China, Holanda, Canadá, Alemanha, França, Japão, Filipinas, Portugal, Rússia e Singapura. + No Brasil,fomos vistos em 102 cidades: Brasília, Goiânia Rio de Janeiro, Novo Gama, São Paulo Fortaleza, Valparaíso, Porto Alegre, Águas Lindas de Goiás. Planaltina, Cidade Ocidental, Belo Horizonte Juazeiro do Norte, Anápolis, Formosa, Santo Antônio do Descoberto, Curitiba, Capinas, Manaus, Recife, Natal, Salvador, Sobral, S. Luis, Uberlândia, Teresina, Guarulhos, Crato, Itapipoca, Feira de Santana, Vila Velha, Pirapora, Campina Grande,João Pessoa, Alexânia, Londrina e Niterói. + Consolidou-se cada vez mais nossa audiência no Entorno de Brasília, Releiam as cidades que nos acessam. + Segue melhorando o acesso ao nosso site Brasília 50 anos de Ceará com 142.762 visitas. O importante são as biografias dos 150 cearenses que contribuíram para a consolidação de Brasília. + Já o site 50 anos da Casa do Ceará bateu os 15. 517 acessos. Uma boa marca. O acervo é preciosos. + Foram Audiência do Facebook da Casa em junho: Ações na Página 21; Visualizações da Página 574; Alcance 25.302;

acesse o site: www.facebook.com/casadoceara

Envolvimentos 7.906; Vídeos 53; Curtidas 305; Seguidores 308;Recomendações 20 e Prévias da Página 63. + Recebemos a revista Capital, edição 14, de mai/jun/jul de 2018, que registra a entrega do titulo de Cidadã Honorária de Brasília pela Câmara Legislativa do Distrito Federal a Raimunda Ceará Serra Azul (Uruburetama) que chegou a Brasília com seu marido João Henrique Serra Azul, em 1963, O texto de Nazareht Tunholi aponta os marcos da biografia de Raimundinha, entre eles, o que ressalta sua coluna no Ceará em Brasília sobre receitas culinárias do Ceará, A homenagem foi proposta pelo deputado Raimundo Ribeiro. Entre os presentes na Câmara, seus filhos João Henrique e Marcelo Antônio. + Audiência do Facebook, no Mês de Julho/2018: Ações na Página, 13; atualizações da Página, 217; Alcance 4.734; Envolvimentos 2.038; Vídeos 41; Curtidas, 77; Seguidores 78; Recomendações, 29; Prévias da Página, 33. + O Dr. Francisco Machado rabiscou com a mão esquerda algo que Patativa de Assaré escreveu com a mão direita: O amor é um parafuso cuja porca quando cai só volta se torcendo, porque batendo não vai, orem quando a porca se estrompa só puxando ela sai.”

+ Recebemos o Jornal da Associação Nacional dos Escritores, edição de agosto de 2018, com artigos de Salomão Sousa, Pedro Rogério Moreira e Dias da Silva. (Lavras da Mangabeira) - Beijo da Mãe e outros ensaios de Literatura & Psicanálise.

Ceará em Brasília


acesse o site: www.casadoceara50anos.com.br

SAMBURÁ - Avenida Beira Mar Honras para Sergio Braga

O empresário da área cultural, livreiro Sergio Braga, não para. Está organizando a ampliação de eventos no centro da cidade e na praia de Iracema. Seu projeto é juntar artistas e promover arte nesse corredor em parceria com o governo do Ceará e a prefeitura de Fortaleza, envolvendo entidades como a Fecomércio, FIEC, Sebrae, SEST e CDL.“O Roberto Cláudio está certo ao propor revitalizar o Centro e a Praia de Iracema. Nós temos que contribuir para manter a cidade viva”, diz Sergio Braga sentado na caçada do Flórida Bar que está chegando a quase um século de existência. Roberto Moreira. Sobral no Hora Um, da Globo Sobral entrou no Hora Um, o jornal das 5 da manhã da Rede Globo e não saiu mais, causando ciúme ao povo de Juazeiro do Norte, a maior cidade do Ceará que teme até aeroporto, coisa que Sobral ainda não tem. O Hora Um mostra o Pórtico de Sobral e fala da temperatura local. Nenhuma outra cidade do Nordeste, além de Fortaleza e Recife, é citada. Os sobralenses que falam inglês aguardam que a CNN ponha Sobral na sua grade de tempo e temperatura. Congonhas Maldade contra o deputado, advogado, jornalista e professor cearense José de Freitas Nobre, (Fortaleza 24.03.1921-São Paulo 19.11.1990). Puseram o nome dele no Aeroporto de Congonhas e não pegou. Não aparece nos painéis de voo da Infraero: só Congonhas. Ninguém sabe que o Aeroporto se chama Freitas Nobre. No Brasil há leis que não pegam, nomes também não. Freitas Nobre se formou em Direito pela Faculdade de Direito da USP e foi professor na Escola de Comunicação e Arte também da USP. Como político foi líder do PMDB, Sem nunca ter sido corrupto. Zenir O empresário José Alves de Oliveira – o Zenir – recebeu Troféu Clóvis Rolim, com o qual a Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas do Ceará (FCDL), presidida por Francisco Freitas Cordeiro, e a Câmara de Dirigentes Lojistas de Fortaleza (CDL), cujo presidente é Assis Cavalcante (foto), premia anualmente a personalidade cearense que tenha prestado relevantes serviços ao varejo, foi realizada no Theatro José de Alencar. O homenageado é o dono da rede de lojas Zenir, que, tendo sua primeira loja no interior do Estado, é hoje uma das maiores organizações do comércio varejista do Ceará.

Ceará em Brasília

MP arquiva investigação contra Padre Moacir A força tarefa da Lava-Jato em Curitiba decidiu arquivar as investigações relacionadas ao Padre Moacir Anastácio. Em parecer de 30 de julho, os procuradores concluem que não há indícios para denunciar o religioso. Em delações premiadas, executivos da OAS contaram que repassaram por meio do ex-senador Gim Argello dinheiro para a Paróquia São Pedro, mas não há indícios de que o padre responsável pela Festa de Pentecostes tenha usado esses recursos de forma ilícita. Esse já havia sido o entendimento da Polícia Federal na conclusão do inquérito. O Ceará em Brasília se solidariza com o padre Moacir.

Gomes de Matos cidadão de Juazeiro do Norte Prefeito Zé Arnon, o vice Giovanni Sampaio e o agraciado, deputado federal Raimundo Gomes de Matos (PSDB), o mais novo cidadão juazeirense. Ele recebeu o título, na Câmara Municipal de Juazeiro do Norte, sendo saudado pelo prefeito José Arnon (PTB).Raimundo tem raízes familiares no vizinho município do Crato. OAB/CE As eleições na OAB/CE serão em novembro, mas a disputa foi aberta em território minado. O presidente Marcelo Mota quer se reeleger. O Secretário Fábio Timbó abriu dissidência com um libelo acusatório contra o presidente. O atual presidente da Caixa de Assistência dos Advogados (CAACE), Erinaldo Dantas, também deve entrar na disputa. Edson Santana, presidente do Sindicato dos Advogados da Região Metropolitana de Fortaleza (Sindafor), quer concorrer. Os fracos serão engolidos.

Aposentados devem R$ 30 bi O número de aposentados e pensionistas que recorreram a empréstimos consignados aumentou nos últimos meses. De janeiro a maio deste ano, o volume de dinheiro emprestado subiu R$ 4 bilhões de reais, atingindo a marca R$ dos 30,2 bilhões. A informação é do Banco Caça ao voto Central que comparou com o mesmo período do ano Pelo menos 11 vereadores da Câmara Municipal de passado. O valor emprestado subiu 16%,. A divida era Fortaleza deverão participar das eleições para a Assembleia de R$ 26 bilhões. e Câmara dos Deputados. o que representa cerca de 25% da Casa. Até o momento, Célio Studart (SD), Acrísio Sena 63 milhões de inadimplentes (PT), Soldado Noélio (Pros), Julierme Sena (Pros), Adail A maioria dos brasileiros não conseguiu manter as Jr. (PDT), Salmito Filho (PDT), Ziêr Férrer (PDT), Priscila contas em dia na primeira metade de 2018. Segundo Costa (PRTB), Odécio Carneiro (SD), Guilherme Sampaio pesquisa feita pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC (PT) e Plácido Filho (PSDB) apresentaram seus nomes para Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes a disputa. A expectativa é que esse ano haja uma renovação Lojistas (CNDL), 63,6 milhões de consumidores termi- expressiva tanto na Assembleia Legislativa do Estado do naram o primeiro semestre inadimplentes por conta de Ceará quanto na Câmara dos Deputados, o que abre espaço atrasos no pagamento de contas. O número representa para que os vereadores tentem ocupar as vagas 42% da população adulta de todo o país. Os 93 anos da ACI Aprovada compra da Nestlé pela Indaiá O historiador, desenhista técnico e pesquisador O Conselho Administrativo de Defesa da Economia Nirez Azevedo, homenageado pela AL/CE nos 93 (Cade) aprovou a compra – pela Indaiá-Minalba, do anos da ACI, destacou sobre os dois homenageados Grupo Edson Queiroz – do negócio de águas da Nestlé “in memoriam”: Dedé de Castro e Carlos d’Alge. Waters no Brasil. “Dedé de Castro veio de Itapipoca e por aqui passou A transação, envolve as marcas São Lourenço e a colecionar prêmios jornalísticos dada a sua capaciPetrópolis, além das fábricas localizadas no Rio de dade e habilidade no trabalho. Esquerdista nato, era Janeiro, Minas Gerais e São Paulo. conhecido entre os demais como comunista. Faleceu A Indaiá-Minalba produzirá e distribuirá a marca aos 93 anos de idade O Carlos d’Alge era bem difePureza Vital e ainda terá a concessão de distribuição rente do Dedé; calmo, tranquilo, educadíssimo, fazia das marcas globais premium da Nestlé, como Perrier, jornalismo obedecendo a uma linha toda especial e inS. Pellegrino e Acqua Panna. dependente”. A ACI também homenageou o arquiteto e membro do Instituto do Ceará, Liberal de Castro. Aylé na Academia “Prezado Aylê Descoberta Ontem à noite você foi eleito para tomar posse na Os compêndios e as biografias pasteurizadas dizem Academia de Letras do Brasil. Sua votação foi por que Vic Muniz, o pintor, é pernambucano. Na realidade é unanimidade, contando inclusive votos de fora. Quero paulistano e filho de um garçom cearense de Santa Quicumprimentá-lo pelo feito. Será um prazer recebê-lo téria, Vicente José Oliveira Muniz com uma telefonista Maria Celeste Muniz. Revelação feita por Regina Casé. em nosso convívio. Vic Muniz enfrentou muitas dificuldades quando criança. Flávio Kothe, Presidente”

Veja a TV Casa do Ceará - acesse: tvcasadoceara/youtube

3

Agosto/18


acesse o site: www.casadoceara.org.br

Roberto Victor Ribeiro é o presidente da Academia Brasileira de Direito

Movimento De Juristas De 8 Estados Brasileiros Fundou A Academia Brasileira de Direito - ABD e elegeu Roberto Victor Pereira Ribeiro, Presidente da Academia Cearense de Direito, Professor, Escritor e Advogado, para a Presidência. A Academia Brasileira de Direito conta com alguns diferenciais. Ao longo das 40 (quarenta) Cadeiras, 27 (vinte e sete) são exclusivas de cada Estado da Federação. Foram escolhidos representantes de cada Estado para representar a unidade da Federação. O Patrono da Cadeira também é um jurista renomado nacionalmente nascido no Estado representante da Cadeira. No Ceará, o jurista convidado foi o Professor Roberto Victor, tendo como Patrono o jurisconsulto Clóvis Bevilácqua. A Diretoria foi eleita contemplando as cinco regiões do Brasil. Presidente: Roberto Victor Pereira Ribeiro - Ceará Nordeste 1º Vice-Presidente: André Augusto Malcher Meira Pará - Norte 2º Vice-Presidente: Carmela Grune - Rio Grande do Sul - Sul Secretário-Geral: Wagner Menezes - São Paulo - Sudeste Secretário-Geral Adjunto: Fábio Arthur da Rocha Capilé - Mato Grosso - Centro-Oeste Fazem parte da Academia Brasileira de Direito juristas consagrados como: Lênio Streck, Eduardo Arruda Alvim, Fredie Didier Jr., Guilherme Marinoni, Marlon Reis e Ives Gandra da Silva Martins. A posse coletiva de todos os acadêmicos e da Diretoria será no Estado do Ceará em data ainda a ser confirmada.

Prefeito Ivo Gomes contratou com CAF empréstimo de US$ 62 milhões para Sobral

Durante agenda em Brasília nesta sexta-feira (06/07), o prefeito de Sobral, Ivo Gomes, concluiu as negociações para o empréstimo de 62,5 milhões de dólares com o Banco de Desenvolvimento da América Latina (CAF). Essa é a primeira vez que o município se prepara para receber um empréstimo estrangeiro. O prefeito e sua equipe técnica estiveram reunidos com o diretor do CAF, Jaime Holguín, e com servidores da Secretaria do Tesouro Nacional e da Procuradoria Geral da Fazenda Nacional. Agora, o processo retorna para o Ministério da Fazenda para parecer final e para aprovação do Senado Federal. O empréstimo é fruto do Programa de Desenvolvimento Socioambiental de Sobral (Prodesol), integralmente elaborado por técnicos da Prefeitura. Os principais beneficiários do programa serão os moradores de áreas vulneráveis, contempladas com as obras de saneamento ambiental, requalificação de áreas urbanas e mobilidade urbana. O maior valor dos recursos será direcionado para obras de saneamento, totalizando um montante de 41,4 milhões de dólares, que deverá resolver o problema histórico de abastecimento de água na cidade.

M. Dias Branco quer fazer parceria com Start Ups

Dona de algumas das mais valorizadas marcas de massas e biscoitos do país, como Adria, Vitarella, Fortaleza e Piraquê, o grupo cearense M. Dias Branco busca parcerias com empresas iniciantes que tenham projetos para o desenvolvimento de ideias inovadoras. As inscrições para o programa Germinar, oferecido neste ano pela primeira vez pela companhia, tiveram início no dia 18 de junho e seguem até o próximo dia 25 deste mês de julho. De acordo com Fábio Cefaly, Diretor de Novos Negócios e Relações com Investidores e um dos responsáveis pelo programa, o Germinar tem como objetivo contribuir para o crescimento da empresa por meio de inovações no negócio atual e no desenvolvimento de novas oportunidades. O Germinar é dividido em duas categorias: inovações para negócios atuais e inovações para novos negócios. Os selecionados na primeira fase participarão de um pitch day com a diretoria e gestores da companhia, em São Paulo, com a possibilidade de se tornarem parceiros ou fechar contratos de prestação de serviço com a empresa.

Há 46 anos

Agosto/18

4

acesse o site: www.facebook.com/casadoceara

Ceará em Brasília


acesse o site: www.casadoceara50anos.com.br

Casa do Ceará firma parceria com Governo do Distrito Federal através da Secretaria de Desenvolvimento Social, para acolhimento de sete pessoas idosas na Pousada Chrysanto Moreira da Rocha

GRADUAÇÃO DE EXCELÊNCIA QUE VOCÊ FAZ DO SEU JEITO. Presidente da Casa do Ceará, Osmar Alves de Melo, fazendo o discurso de agradecimento

Secretaria Adjunta de Desenvolvimento Social da Sedestmidh, Marta Sales.

A Casa do Ceará firmou, 23.07., no Palácio do Buriti, o termo de colaboração com a Secretaria de Desenvolvimento Social para acolhimento a pessoas idosas, hoje a instituição mantém em seu abrigo 14 pessoas com a parceria com o GDF passará a abrigar 21 idosos, com qualidade de atendimento, dignidade e valorização da vida. A Secretária de Desenvolvimento Social do Distrito Federal Ilda Peliz falou da felicidade em estar firmando a parceria com a instituição e ressaltou o carinho que tem pela Casa do Ceará, há 55 anos instalada na Asa Norte e que sempre teve no atendimento ao idoso a sua principal função social, no programa de assistência social e filantropia. Presente à solenidade o Secretário de Fazenda do Distrito Federal. Wilson de Paula, afirmou que houve um planejamento da Secretaria e que não faltarão recursos para honrar os compromissos firmados com as entidades do terceiro setor. Osmar Alves de Melo, presidente da Casa do Ceará agradeceu a parceria com a Secretaria de Desenvolvimento Social e ressaltou a importância desse convênio para a entidade. “A parceria é o reconhe-

cimento do Governo do Distrito Federal ao nosso esforço de contribuir para a melhoria da qualidade do atendimento do idoso. Até aqui, em diversas oportunidades, tentamos fazer um acordo com o Governo do DF, mas não tivemos respostas. Esta veio com a Secretária Ilda Feliz o que dá dimensão nova a nossa Pousada que é a principal razão de prestação de serviços da Casa”. O contrato com a Casa do Ceará tem validade de cinco anos, no valor do repasse mensal de R$ 13.897,50, somando um total de R$ 833.850,00. Participaram da cerimônia pelo governo, a Secretária de Desenvolvimento Social do DF, Ilda Peliz, a Secretária Adjunta de Desenvolvimento Social do DF, Marta Sales e o Secretário de Fazenda do DF, Wilson de Paula e pela Casa do Ceará participaram o Presidente da instituição Osmar Alves de Melo e a Superintendente Antônia Guimarães. Além da Casa do Ceará foram firmadas parcerias com as entidades, Coletivo das Cidades, Instituto Inclusão e Desenvolvimento Social, Obas Sociais Centro Espírita Irmão Áureo, Aldeias Infantis-SOS Brasil.

Ceará em Brasília

GRADUAÇÃO DE EXCELÊNCIA QUE VOCÊ FAZ DO SEU JEITO. CURSOS EAD CEUB 2018 PEDAGOGIA

SERVIÇO SOCIAL

ANÁLISE E DES. DE SISTEMAS

ADMINISTRAÇÃO

CIÊNCIAS CONTÁBEIS

GESTÃO FINANCEIRA

GESTÃO PÚBLICA

MARKETING

PROCESSOS GERENCIAIS

RECURSOS HUMANOS

SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO

BANCO DE DADOS

TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

Aproveite essa oportunidade! Inscreva-se

UNICEUB.BR

Veja a TV Casa do Ceará - acesse: tvcasadoceara/youtube

5

Agosto/18


acesse o site: www.casadoceara.org.br

O sentido das frases

Fernando Milfont (*) Sempre que posso e sendo oportuno, recomendo que é muito Tenho lido por aí o que dizem certos filósofos (ou não filósofos), frases que exigem reflexão, diante do mundo conturbado em que vivemos. Se alguém me perguntar o que está havendo, não sei responder, não sou crente nem descrente, não sou filósofo, não consigo explicar, mesmo porque não posso entender por que as pessoas estão vivendo em exaltação, excitação, confusão e em grande perplexidade. Até parece que a Terra vai desaparecer, vai explodir, seus mais de sete bilhões de seres pensantes dão a impressão que estamos vivendo os momentos finais de uma era. O ser humano está num dilema, debatendo-se sem encontrar uma solução, pois ainda não entendeu que somente o homem pode salvar o homem, precisa encontrar um meio que possa evitar um desastre final. Não ficará ninguém para contar a história. E um dos motivos é que falta entendimento. É chegado o momento de crer, antes que se dê conta de ter havido um fracasso geral, que todos caminham de olhos vendados, caminha-se para o precipício, estamos dominados pela violência. O crime ultrapassou o limite da racionalidade. Mata-se por nada, mata-se por insanidade. Os termos ética e moral estão perdendo sentido. Convém explicar, moral relaciona-se com as ações, ou seja, com a conduta real, enquanto a ética estabelece os princípios ou juízos que dão origem a essas ações. A ética e a moral, afirmam os filósofos, são como a teoria e a prática – a ética é a teoria da moral. Todos têm uma moral, pois praticam o que pode ser examinado eticamente. Mas nem todos levam em consideração as ações que são certas e quais as que sejam inaceitáveis. Aqui, entra um pensamento de Kant: “A moral é a consciência humana.” Para Aristóteles, sua ética tem como objetivo uma busca da felicidade, consiste na realização humana e no sucesso daquilo que o homem pretende obter ou fazer. O meio termo, ou equilíbrio, é o que caracteriza a ação ética, do que se conclui que o prazer, quando buscado em razão de outro modo (pela Justiça, como forma de estabelecer o equilíbrio entre as partes, inclusive pela aplicação de penas), confirmando a ideia de que só o bem pode ser acrescido pelo bem. A felicidade é alcançada por atos nobres e virtuosos, que devem ser aprazíveis em si mesmos. Está no Gênese bíblico (1;28): “E disse Deus: façamos o homem à nossa imagem, conforme à nossa semelhança.”E Nietzsche, em uma de suas máximas, afirmou: ”E o homem, em seu orgulho, criou Deus à sua imagem e semelhança.” Depois, criou o super-homem, para explicar porque disse a frase mais contundente da filosofia moderna: “Deus está morto!” E foi adiante: “Mas, considerando o estado em que se encontra a espécie humana, talvez ainda por muitos milênios deverão existir grutas em que se mostrará a sua sombra.”Para aliviar as tensões, mais aforismos do filosofo alemão: “Encontra-se sempre, aqui e ali, algum semideus que consegue viver em condições terríveis e ser vencedor. Quereis ouvir os seus cantos solitários? Escutai a música de Beethoven.”E mais disse: “Sem a música, a vida seria um erro. A música oferece às paixões o meio de obter prazer delas; sem a música a vida não faria sentido.”E eis Tomás de Aquino: “Harmonizar a razão e a fé, mantendo a precisa distinção entre ambas, pois a razão ajuda a descobrir a existência de Deus, mas é insuficiente como guia para as ações humanas alcançadas pela fé, que é necessária para a descoberta de verdades mais elevadas, reveladas pelo conhecimento divino.”De graça, uma sugestão: Poetas, artistas, filósofos, doutores da lei, ecologistas, cientistas, bispos e cardeais, pastores de almas e pastores de ovelhas, donos do saber, todos os que acharem que ainda pode haver salvação, é tempo de pensar, tempo de ver que logo ali, diante dos nossos olhos, há uma linha imaginária, com um aviso: “... Para que tudo não se transforme em pó.”Termina-se com um pouco mais de Nietzsche: “A vida mais doce é não pensar em nada.” “Carpe diem!” (*) Fernando Milfont (milfont90@gmail.com) é jornalista, sociólogo, 2º vice-presidente da Academia Cearense de Ciências, Letras e Artes do RJ.

Agosto/18

6

Estênio Campelo na homenagem da AL/CE Aos Profissionais da Advocacia

A Assembleia Legislativa do Estado do Ceará homenageou em 17.08 profissionais da Advocacia do Ceará, em alusão ao Dia do Advogado, celebrado no dia 11 de agosto. “Advogar é mais do que uma profissão, é um sacerdócio, uma paixão”, afirmou o presidente da Associação dos Advogados do Ceará (Aace), Xavier Torres, que falou em nome dos homenageados. Para o advogado, é preciso ter instituições fortes que defendam as prerrogativas dos profissionais e que é preciso deixar claro que prerrogativas não são regalias. “É preciso ter a coragem cívica de denunciar os desmandos. Não podemos tolerar que os advogados sejam desrespeitados”, enfatizou. O corregedor estadual da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-CE), Fábio Timbó, também ressaltou o que ele chamou de “questão diária do desrespeito à Advocacia cearense”, e afirmou que é preciso ter coragem e denunciar. Ele questionou a extinção de comarcas no interior do Ceará, aprovada em 2017, e declarou que esse é um “retrocesso do século passado”. E também criticou o pagamento de auxílio moradia para juízes que trabalham em municípios onde existem residências oficiais disponíveis”. Para o secretário de Relações Internacionais, advogado Hélio Parente, “a Advocacia defende a democracia brasileira”. Segundo o secretário, o Brasil vive um momento em que precisamos de união e não de ataques uns aos

outros. “Precisamos tentar unir esse País dentro da lei. Pelos nossos filhos e pelas gerações futuras”, ressaltou. O deputado Leonardo Araújo (MDB), que solicitou a solenidade, destacou que a Advocacia é essencial para que o povo tenha acesso à Justiça. “Eu sou advogado e estou deputado, realizando uma das maiores defesas que se pode fazer, que é a dos interesses do povo”, pontuou. Foram homenageados durante a sessão solene os profissionais de Advocacia Alexandre Goiana, Andrei Aguiar, Cícero Elionaldo, Daniel Aragão, Davi Cavalcante, Emannuela Moreira, Estenio Campelo, Fernando Ferrer, Fernandes Neto, Franco Almada, Gladson Mota, Harley Ximenes, Hélio Parente, Jéferso Lucena, Marcelo Muniz, Marden Carvalho, Marlon Cambraia, Michelle Quintino, Moaceny Felix, Patriarca Brandão, Paulo Quezado, Renan Viana, Ricardo Bacelar, Sávio Aguiar, Sormane Freitas, Tiago Rocha, Valdenor Feitosa, Valdetário Monteiro, Venceslau Júnior, Vilani Falcão, Waldir Xavier, Dejarino Costa dos Santos Filho e Antônio Franco Almada Azevedo. Participaram ainda da solenidade o procurador Federal, Eduilton Barros; o diretor executivo da Escola Superior de Advocacia, advogado Marcell Feitosa; e o presidente da sub-secção da OAB-CE Região Metropolitana, Raphael Mota. Ao final, o presidente da Associação dos Advogados do Ceará, Xavier Torres, deu posse à diretoria da Aace.

IBGE: 48,6% dos municípios do país foram afetados por secas nos últimos 4 anos

Entre 2013 e 2017, dos 5.570 municípios brasileiros, 2.706 (48,6%) foram afetados por secas, 1.726 (31,0%) por alagamentos, 1.515 (27,2%) por enxurradas, 1.093 (19,6%) por processos erosivos acelerados e 833 (15,0%) por deslizamentos. No entanto, em 2017, 59,0% dos municípios brasileiros não apresentavam nenhum instrumento voltado à prevenção de desastres, e apenas 14,7% (821 municípios) tinham Plano de Contingência e/ou Prevenção para a seca. Os dados são do Perfil dos Municípios Brasileiros (Munic) 2017 que, pela primeira vez, traz informações sobre a gestão da política agropecuária nos municípios brasileiros. Verificou-se que a maioria dos municípios (92,7%) tinham órgão gestor para política agropecuária e que os Conselhos Municipais de Desenvolvimento Rural estavam presentes em 63,7% dos municípios. Além disso, 66,6% dos municípios tinham programas de acesso a insumos agropecuários, com destaque para o acesso a mudas e sementes, presentes em 66,9% e 66,6% dos municípios com esse tipo de ação ou programa. Em 2017, 93,4% dos municípios tinham algum tipo de estrutura na área ambiental (secretaria, setor ou órgão de administração indireta) contra 88,5%, em 2012. A presença de Fundos de Meio Ambiente aumentou de 37,2%, em 2012, para 50,3%, em 2017. Em 67,0% dos municípios existia algum tipo de legislação ambiental ou instrumento de gestão ambiental, com destaque para as que tratam de saneamento básico (47,1%), coleta seletiva de resíduos sólidos domésticos (41,9%) e área e/ou zona de proteção ou controle ambiental (32,2%). Em relação à habitação, 3.890 (69,8%) municípios tinham, em 2017, algum tipo de estrutura responsável pelas políticas habitacionais. Além disso, 3.319 municípios (59,6%) têm Conselho Municipal de Habitação,

acesse o site: www.facebook.com/casadoceara

mas pouco mais da metade (1.680) havia se reunido ao menos uma vez no período de 12 meses. Entre as situações relacionadas à precariedade nas condições de habitação, a mais comum foi a presença de “loteamentos irregulares e/ou clandestinos”, registrada em 3.374 municípios (60,6%). Já em relação à política de transportes, 1.418 (25,5%) municípios não tinham nenhum órgão para gestão das políticas de transporte e apenas 534 municípios (9,6%) tinham Conselho Municipal de Transporte. Os ônibus intramunicipais circulavam em 1.679 (30,1%) municípios, sendo que 662 (39,4%) não tinham frota com acessibilidade. Entre os 3.891 municípios sem serviço de transporte coletivo por ônibus intramunicipal, 1.222 eram atendidos por serviço de transporte coletivo por ônibus intermunicipal. Além disso, 4.109 municípios (73,8%) tinham taxis, 2.983 (53,6%) tinham vans, e 2.560 (46,0%) tinham mototáxi. Um conjunto de 162 municípios não tinha nenhum dos tipos de serviço de transporte rodoviário de passageiros e o transporte por barcos ocorria em 426 municípios. Em 2017, 4.908 prefeituras eram ocupadas por homens, e 662, por mulheres, ou seja, as prefeitas representavam 11,9% do total. Esse percentual caiu em relação a 2013 (12,1%), porém, quase dobrou em relação a 2001 (6,0%). Além disso, 6.327.808 pessoas estavam ocupadas na administração direta e indireta municipal, o equivalente a 4,2% da população de 18 anos ou mais. Em relação a 2015, esse total caiu 3,4%. A Munic 2017 ainda traz informações sobre a gestão e a estrutura dos municípios, relacionadas aos temas perfil do gestor, recursos humanos, habitação, transporte, agropecuária, meio ambiente e gestão de risco e resposta a desastres naturais.

Ceará em Brasília

Foto: Dário Gabriel

Leituras I


acesse o site: www.casadoceara50anos.com.br

Leituras II

Desapareceu a rádio que divulgava Brasília

Por Wilson Ibiapina (*) O maior sonho do cearense Mário Garófolo era ter sua própria emissora de rádio. Nascido em Messejana, distrito de Fortaleza, em 1920, Mario Miguel Nicola Garófalo,era filho dos italianos José Garófalo e Inês Bisceglia Garófalo. A família morou também na serra de Baturité. Ainda muito jovem foi para o Rio, que era para onde todos os brasileiros viajavam em busca de melhores oportunidades. Jornalista profissional desde 1946, foi repórter do jornal Correio da Noite É reconhecido como o criador da rádioreportagem, no Brasil. Fez grandes coberturas pela rádio Continental, no Rio de Janeiro. Ficou famoso quando transformou Getúlio Vargas em garoto propaganda. Foi assim: em 1951, no dia da posse de Getúlio, todas as emissoras de rádio em cadeia nacional, Garófalo aproveita para saber do presidente o que ela achava da campanha das Casas Gebara, baixando os preços dos produtos. Se você entrar na Internet vai ver lá que ele foi diretorgeral do Correio Braziliense e da TV Brasília, de 1960 a 1969. Garófalo transmitiu a inauguração de Brasília para as emissoras de rádio e televisão dos Diários Associados. Ele vivia o rádio. Foi aqui em Brasília, credenciado como repórter no Palácio do Planalto, que se aproximou do presidente Figueiredo e conseguiu a concessão de uma emissora. A Super Rádio Brasília FM recebeu as bênçãos do Papa João Paulo II no dia de sua inauguração. Garófalo transmitia, todo fim de semana, a bênção papal direto do Vaticano. Muito católica, o velho radialista repetia um costume antigo, colocando no ar todos os dias, às seis da tarde, a Hora do Angelus, ao som da Ave Maria de Schubert ou de Gounod. Em seguida apresentava Um piano ao cair da noite, direto do auditório da Caixa, no Conjunto Nacional. Com uma programação musical de alto nível, a emissora era ouvida nos escritórios, consultórios, nas embaixadas. Quase não tinha anúncios, comerciais, e as musicas, uma depois da outra, serviam de background para os moradores da cidade. Durante a semana, só musica orquestrada. Sábado e domingo abria espaço para músicas cantadas pelos melhores interpretes do cancioneiro nacional. Tinha programa até em esperanto. Tudo no capricho Os amigos apresentavam programas, faziam locução. A base era ele e a mulher, a jornalista Lúcia Garofalo. Eu estava saindo da UTI do hospital Santa Lúcia, em 2004, depois de uma cirurgia, quando Mário Garófolo passou por mim, carregado em uma maca. Foi a última vez que o vi com vida. Morreu aos 84 anos,l de falência múltipla dos órgãos. A Lúcia, sua mulher ainda carregou a rádio por algum tempo. Só na hora da Voz do Brasil a rádio era igual as outras, dizia um de seus slogans. Lúcia morreu de câncer em 2017 aos 72 anos. Não teve quem desse continuidade ao projeto que encantou Brasília. A jornalista Daniela Pinheiro escreveu na revista Piauí que a “ emissora era tão familiar aos brasilienses quanto rotatórias em forma de tesourinhas, CPIs e superquadras sem esquina.” A diferença era a música. Resistia firme à investida do rock, sertanejo, baladas românticas, axé e funk. Lembra a repórter que ali só se ouvia boleros, swings, tangos, chorinhos, ópera, jazz, músicas orquestradas, clássicas e temas de cinema, entremeados com notícias nacionais e boletins exclusivos de emissoras estrangeiras.” O brasiliense toma um susto, hoje, quanto sintoniza o dial em 89, 9 MHz. Tem uma outra emissora lá com uma programação estranha, de músicas de baixa qualidade, uma seleção de terceira categoria que só serve para confirmar que a Super Rádio Brasília FM morreu com os seus fundadores. Só existe hoje na nossa memória. (*) Wilson Ibiapina (Ibiapina), jornalista, cronista, diretor do Sistema Verdes Mares em Brasília, pioneiro da Rede Globo em Brasília

Ceará em Brasília

53,5% dos reservatórios no CE estão com volume inferior a 30% Volume de água no Castanhão volta a cair e agora está com 7,89%. Açudes das bacias Coreaú e Litoral apresentam maiores volumes de água do Ceará. No início da quadra chuvosa (entre fevereiro e maio), o Castanhão estava com 2,22%, melhorou em maio, quando atingiu 8,68%. A segurança hídrica do Estado permanece em situação de atenção. Dos 155 reservatórios monitorados pela Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh) no Ceará, apenas 23 apresentam volume acima de 90% de capacidade total e 83 (o que representa 53,55%) estão com volume inferior da 30%. Das 12 bacias hidrográficas, as de Coreaú, na região Norte, e do Litoral, estão em melhores condições. A primeira está com média de 89,64% de capacidade; e a segunda com 79,52%. Castanhão: volume de 7,89% Ainda de acordo com o Portal Hidrológico desta quinta-feira (5), a pior situação é do Médio Jaguaribe, com apenas 7,81% do volume total. Entre os 15 reserva-

tórios dessa bacia, está o Castanhão, em Alto Santo, que apresenta volume de 7,89%. No início da quadra chuvosa (entre fevereiro e maio), o Castanhão estava com 2,22%, melhorou em maio, quando atingiu 8,68% de sua capacidade total de 6,7 bilhões de metros cúbicos de água; e agora, volta a cair e está com 7,89%. Orós Outra bacia com menor volume é a do Alto Jaguaribe, onde está o Orós, atualmente com 9,06% de sua capacidade máxima de 2,1 bilhões de metros cúbicos de água. Ele é o segundo maior reservatório do Ceará. A exemplo do Castanhão, no início da quadra, em fevereiro, ele apresentou 5,75% de volume. Entre os açudes com melhores volumes de água, estão: o Jenipapo, em Meruoca (baica do Acaraú); o Várzea Alegre, em Moraújo (bacia do Coreaú); e o Germinal, em Palmácia (bacia Metropolitana), que estão sangrando. Entre os piores, Monte Belos, em Araripe (bacia do Alto Jaguaribe),com 0.17%; Cedro, em Quixadá (Banabuiú), com 1.94%; e Broco, em Tauá (bacia do Alto Jaguaribe), com 2.84%. O volume total atual do Estado é de 16,2%.

Ceará - Lista de contas reprovadas do TCE/CE inclui 3.586 gestores. Relação foi entregue ao TRE/CE; Alguns dos nomes podem se repetir por terem mais de uma conta

O Tribunal de Contas do Estado (TCE) entregou à Justiça Eleitoral uma lista de 3.586 gestores que tiveram contas julgadas irregulares no Ceará e, por isso, estão inelegíveis. A lista servirá de referência para o Tribunal Regional Eleitoral (TRE-CE) analisar os registros de candidatura para as eleições de outubro. Após o cruzamento de dados, os candidatos que estiverem na lista de contas desaprovadas, poderão ter a candidatura impugnada e o registro negado pela Corte eleitoral, em razão da Lei da Ficha Limpa. Na lista, com 3.586 gestores, é possível que haja um mesmo nome mais de uma vez. Ocorre quando um mesmo gestor teve contas desaprovadas em diferentes ações. Conforme o TCE, ao todo, 6.389 processos foram julgados até chegar à quantidade de gestores com contas irregulares. A lista se refere a processos julgados no período entre 15 de agosto de 2010 e 7 de agosto deste ano e envolve representantes de todos os municípios do Estado. Da lista de contas irregulares, 1.460 têm indicação de nota de improbidade administrativa. Os demais casos, envolvem outros tipos de irregularidades. Em comparação com a última lista, elaborada para o pleito de 2016, enviada pelo TCE e pelo extinto Tribunal de Contas dos Municípios (TCM), houve diminuição de 829 nomes. A presidente do TRE-CE, desembargadora Maria Nailde Pinheiro Nogueira, recebeu a lista na tarde de ontem das mãos do presidente do TCE-CE, conselheiro Edilberto Pontes. Segundo a desembargadora, a missão do TRE-CE é “fazer com que exista ordem” nas disputas políticas ao longo do pleito eleitoral deste ano. Segundo ela, a fase de

maior atuação do tribunal chegou e os trabalhos já estão intensificados. Sobre os processos, Edilberto Pontes ressaltou que a troca de informações realizada entre tribunais de contas estaduais de todo o País, assim como com o Tribunal de Contas da União (TCU), agregou valor ao trabalho realizado no Ceará. “É uma série de procedimentos que são observados para que não exista nenhuma injustiça”, afirmou Pontes. Segundo o secretário-geral do TCE-CE, Tenir Cordeiro, os julgamentos foram realizados com cautela e observando a legislação que prevê que histórico de contas retroativas a oito anos sejam reunidas e entregues ao TRE-CE. Ele reforça que uma das principais infrações cometidas pelos gestores é o descumprimento da Lei de Licitações. “O TCE é muito criterioso ao fazer os exames desses processos para identificar fraudes, conluios para favorecimento de fornecedores, e atos com vícios de legalidade e improbidade administrativa”, diz. A Procuradora Regional Eleitoral conta com procurador regional e três procuradores auxiliares. “A PRE tem um grupo de procuradores que está trabalhando na intensificação da fiscalização de forma a garantir que apenas concorram nas eleições aqueles cidadãos que preencham os requisitos legais”, afirmou a procuradora auxiliar, Lívia Maria de Sousa. Segundo Lívia, a Procuradoria atuará diuturnamente para averiguações de denúncias que chegam de todo o Estado sobre desobediências às normas eleitorais. Alex Gomes - Especial para O POVO

Veja a TV Casa do Ceará - acesse: tvcasadoceara/youtube

7

Agosto/18


acesse o site: www.casadoceara.org.br

Leituras III Aos eleitores

Gonzaga Mota (*) A imprensa, de um modo geral, vem mostrando sistematicamente ao eleitor a importância do voto para que a população escolha conscientemente os candidatos a cargos eletivos. Em última análise, as reportagens mostram ser o voto a fase inicial do processo democrático. Dentro desta linha de referência, os eleitores poderão tirar conclusões significativas, tais como: não devem se levar por promessas vãs e utópicas; devem considerar fundamentalmente os projetos dos candidatos e não as encenações elaboradas por alguns “marketeiros” políticos; assim como não se deixar enganar por determinados políticos que procuram comprar o voto, diretamente ou utilizando-se de mecanismos escusos. Por outro lado, para se realizar uma escolha adequada, acreditamos, conforme pensamento de vários cientistas políticos, o eleitor precisa tomar por orientação três pontos básicos: o passado do candidato, em todos os aspectos, identificando com ênfase, a ética e os serviços já prestados à comunidade; a sua vida profissional; bem como, suas propostas para conduzir o povo a melhores dias. É importante observar, com a devida reserva, possíveis salvadores da pátria. A valorização do voto, além de abranger o fortalecimento da democracia, preza outros valores como a liberdade, a igualdade de oportunidades e a sinceridade. As dificuldades numa democracia, mesmo frágil, não deverão nos desanimar. Os desafios serão superados. Com justiça, busquemos o desenvolvimento político, ético, econômico e social. Vote com consciência e participe. Que Deus nos ilumine!

Razão de viver A vida é um dom de Deus. A forma de agradecermos é mediante a solidariedade para com o próximo. Fazendo este feliz, com certeza, encontramos a nossa verdadeira felicidade. De um lado, procurando ajudá-lo nos momentos de dificuldades e, de outro, abraçando-o, sem inveja, com sinceridade e alegria nas ocasiões exitosas. Tal comportamento permite o florescimento do amor. Assim disse Goethe, “O mais belo estado da vida é a dependência livre e voluntária: e como seria ela possível sem amor?” Conforme esta linha de raciocínio, tomamos a liberdade de apresentar ao leitor, para reflexão, de nossa autoria, um soneto(Sentido da Vida) e um poema(Sugestão) com quatro estrofes, tendo três versos cada uma. “Sentido da Vida”: 1. A solidão cresce, Poucos estão a pensar, Não existe entendimento, O amor desaparece./ 2. A verdade está escondida, Irmã gêmea da virtude, Diminui o interesse na vida, Daqueles sem atitude./ 3. Faltam bons sentimentos, A inveja se fortalece, O orgulho impede o pensamento./ 4. Quanta dor, quanta tristeza, Não se busca o sentido da vida, Mas, a vida sem sentido. “Sugestão”: 1. Abra a janela do seu coração, Veja o próximo com afeto, Não lhe negue o perdão./ 2. Busque o sentimento da solidariedade, Não procure a vaidade e a ambição, Para encontrar a felicidade./ 3. Mergulhe no seu interior, Não precisa chorar, mas sorrir, Como forma de reduzir a dor./ 4. Não fique de peito vazio, Entregue-se ao SENHOR, A vida é bela quando existe amor. Convém lembrar, por fim, frase de Santo Agostinho: “A medida do amor é amar sem medida” e um conhecido proverbio latino: “Amor vincit omnia” (O amor tudo vence). (*) Gonzaga Mota (Fortaleza), Professor Aposentado da UFC

Agosto/18

8

Comissão do Senado aprova pagamento de despesas por presos e construção de colônias para cumprir pena

Os números do Atlas da Violência 2018, constatando que o Brasil chegou à taxa de 30 assassinatos por 100 mil habitantes em 2016, índice 30 vezes superior ao da Europa, impulsionaram a aprovação na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) de duas propostas relativas ao sistema prisional: o PLS 580/2015, que obriga o preso a ressarcir o Estado pelos gastos com sua manutenção no presídio, e o PLS 63/2018, que prevê a construção de colônias agrícolas para o cumprimento de penas por crimes cometidos sem violência, no regime semiaberto. De autoria do senador Waldemir Moka (MDB-MS), o PLS 580/2015 altera a Lei de Execução Penal (LEP) para prever que o ressarcimento é obrigatório, independentemente das circunstâncias, e que se não possuir recursos próprios, ou seja, se for hipossuficiente, o apenado pagará com trabalho. O relator, senador Ronaldo Caiado (DEM-GO), lembrou que o objetivo da proposta é fazer com que o Estado seja realmente ressarcido dos gastos que hoje estão sobre os ombros de toda a sociedade brasileira a um custo médio de mais de R$ 2.440,00 por mês. Duas sugestões de melhoria foram apresentadas pela senadora Simone Tebet (MDB-MS) e acolhidas por Caiado. Pelo texto aprovado, quando o preso tem condições financeiras, mas se recusa a trabalhar ou pagar, será inscrito na dívida ativa da Fazenda Pública. Além disso, o hipossuficiente que, ao final do cumprimento da pena, ainda tenha restos a pagar por seus gastos, terá a dívida perdoada ao ser colocado em liberdade. O projeto recebeu 16 votos favoráveis e cinco contrários, um deles do senador Humberto Costa (PT-PE). Na opinião do parlamentar, o projeto é mais um que estimula o encarceramento da população. Se não houver recurso para que seja votado em Plenário, o projeto seguirá para a Câmara dos Deputados.

Colônias agrícolas e industriais O outro projeto aprovado é o PLS 63/2018, do senador Eduardo Braga (MDB-AM), que visa à construção de colônias agrícolas e industriais em municípios com mais de 500 mil habitantes para que os condenados por crimes sem violência cumpram penas no regime semiaberto. O texto, relatado pelo senador Valdir Raupp (MDB-RO), permitirá a criação de até 62 mil novas vagas no sistema prisional brasileiro, a ser destinadas, exclusivamente, ao cumprimento de pena privativa de liberdade por condenados do regime semiaberto envolvidos em crimes cometidos sem violência ou grave ameaça. Quanto aos condenados pelos mesmos tipos de crimes, mas em regime fechado, poderão ser transferidos para as colônias quando progredirem para o regime semiaberto. Para viabilizar a medida, o PLS 63/2018 determina o repasse, mediante convênio, de recursos do Fundo Penitenciário Nacional (Funpen) aos estados. Esse seria o ponto de partida para a construção – até 31 de dezembro de 2020 – de colônias agrícolas ou industriais em municípios com mais de 500 mil habitantes. O número total de vagas nessas unidades prisionais deverá corresponder, no mínimo, a 0,1% da população do município. Segundo Levantamento Nacional de Informações Penitenciárias (Infopen), o Brasil possuía, em junho de 2016, 726.712 pessoas privadas de liberdade. Esse contingente excedia a capacidade do sistema em 358.663 presos (mais de 50%) - O projeto vai contribuir para que os presos tenham oportunidade de trabalhar, produzir, conquistar seu sustento e retornar ao convívio social – frisou Braga O PLS 63/2018, que recebeu 17 votos favoráveis e nenhum contrário, poderá seguir direto para a Câmara dos Deputados se não houver recurso para votação do texto em Plenário.

Lista do TCU tem 34 inelegíveis do Ceará

Relação divulgada pelo órgão de controle expõe gestores públicos que tiveram as contas julgadas irregulares O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luiz Fux, recebeu, uma lista com 7.431 nomes de gestores públicos que tiveram as contas rejeitadas por tribunais de contas por irregularidades insanáveis. Desse total, 34 nomes são de cearenses listados como inabilitados, ou seja, que não podem concorrer, por terem seus processos transitados em julgado. Outros 341 nomes do Estado do Ceará ainda podem contestar a inclusão de seus nomes na lista do TCU. O site do TSE publicou, ontem, a relação para que o Ministério Público Eleitoral (MPE), partidos e coligações possam impugnar eventuais candidaturas de quem estiver com restrições. As contestações poderão ser feitas na Justiça Eleitoral a partir do dia 15 de agosto, quando termina o período de

acesse o site: www.facebook.com/casadoceara

pedido de registro das candidaturas. De acordo com Lei de Inelegibilidades (LC 64/1990), conhecida como Lei da Ficha Limpa, quem exerceu cargo ou função pública e teve as contas de sua gestão rejeitadas, e não há mais como recorrer da decisão, não pode se candidatar a um cargo eletivo. Os gestores que se encontram nessa situação já estão considerados inabilitados para a disputa de deste ano, caso em que se enquadram os 34 cearenses. Dentre eles, um dos mais conhecidos é o ex-prefeito de Juazeiro do Norte, Raimundo Antônio de Macêdo, conhecido como Raimundão, hoje apontado pelo MDB como um dos seus candidatos a deputado estadual. Além da relação dos políticos inabilitados, a relação do TCU traz ainda vários outros nomes considerados como “inidôneos”, inclusive de empresas. Com Blog Edison Silva

Ceará em Brasília


acesse o site: www.casadoceara50anos.com.br

Leituras IV

Os cearenses incluídos no Livro dos Heróis e Heroínas da Pátria

Por JB, Serra e Gurgel (*) Em abril de 2009, na edição 202 deste flamante Ceará em Brasília escrevi: “O Ceará é um Estado de situações complexas, que só os cearenses entendem. Não temos heróis, nem unanimidade sobre isso. Talvez tenhamos referências, com as quais nos identificamos, rendemos tributo e respeito. Não mais que isso. Se fossem heróis, seriam de pés de barro”. Na realidade, o artigo era sobre os nossos pequenos grandes Heróis de Acopiara. O Ceará não é diferente do Brasil que não guarda muito respeito por seus heróis. Nem no Rio de Janeiro, a reverência aos heróis nacionais, aos monumentos, estátuas e bustos desceu a ladeira ou caiu do telhado. O patrimônio cultural, incluindo edificações e bens culturais, deixados por dom Pedro II está sendo dilapidado. Na Praça XV, roubaram a placa e as grades do monumento. No Instituto Histórico roubaram as maçanetas de bronzes mas deixaram as portas... Já se falou que o maior herói brasileiro é Macunaíma, de Mario de Andrade, sem caráter, o Homem Cordial, de Sergio Buarque de Holanda, Policarpo Quaresma, Lima Barreto, Pantaleão Pereira Peixoto e Justo Veríssimo, de Chico Anysio, o Distraído Rosamundo e o Primo Altamirando, de Stanislaw Ponte Preta, o Grande Mentecapto Viramundo, de Fernando Sabino. No Samba do Crioulo Doido, dona Leopoldina virou trem e d. Pedro é estação também. Na extensão do Samba, o dito de Aliomar Baleeiro de que o brasileiro tem bom coração e mau caráter. Dom João VI já foi esculachado, porque tomava banho de gaiola e de roupa, no Caju e em Niterói, dom Pedro I porque

Eleições 2018

comia frango com as mãos e fazias suas necessidades na frente da criadagem. Dom Pedro II porque falava fino e era descuidado com a caspa, roupas e sapatos. Os Presidentes da Republica igualmente são esculhambados, do primeiro ao ultimo. Ninguém escapou das línguas ferinas das matildes e candinhas, das acusações, denuncias, suspeições, perfídias, relações perigosas com as mulheres alheias e mutretas com as zelites. Nenhum virou santo, muitos conviveram e ainda vivem com a pecha de picareta, ladrão, safado, etc. e tal. No Ceará, a chuva de capitães mores, presidentes da província e governadores de Estado, no máximo tem nome de rua, beco, edifícios, avenida ou praça. No andar de cima, há cearenses merecem respeito e são reverenciados: José de Alencar, Adolfo Caminha, Domingos Olímpio, Franklin Távora, Clovis Bevilácqua, Capistrano de Abreu, Farias Brito, Raimundo Magalhães Júnior, Gustavo Barroso, Rachel de Queiroz, Alberto Nepomuceno, Raimundo Cela, Euclides Pinto Martins, Delmiro Gouveia, Luiz Severiano Ribeiro, Edson Queiroz, Bezerra de Menezes, Moura Brasil, Arquimedes Memória, Barão de Studart, Castello Branco, Juarez Távora, Antônio de Sampaio, Casimiro Montenegro, Miguel Arraes, Juracy Magalhães, dom Helder Câmara, padre Cícero Romão Batista. No andar de baixo, tem outro grupo de heróis, como Iracema, a Virgem dos Lábios de Mel, Patativa do Assaré, Francisco José do Nascimento, o Dragão Mar (Chico da Matilde), Chico Anysio, Antônio Conselheiro, Cego Aderaldo, Jovita Feitosa e Maria da Penha. Depois do último regime militar, a nova Republica criou em Brasília o Panteão da Pátria Tancredo Neves e o livro dos Heróis e Heroínas da Pátria, projeto de Oscar

Justiça Eleitoral divulga perfil do eleitorado cearense

O Tribunal Superior Eleitoral divulgou nesta quarta-feira, 1º de agosto, o perfil do eleitorado brasileiro, já consolidado para as eleições de outubro. No país, somos 147.302.354 cidadãos aptos a votar e, no Ceará, 6.344.483 de eleitores, sendo 3.361.941 do gênero feminino (53%) e 2.980.778 masculino (47%). Em relação às eleições de 2016, houve um crescimento de apenas 19.706 eleitores no Estado. Faixa etária De acordo com as estatísticas da Justiça Eleitoral, a faixa etária com o maior quantitativo de eleitores, no Ceará, é a que reúne cidadãos entre 30 e 34 anos. Eles somam 718.981 pessoas, o que corresponde a 11,33% do eleitorado cearense. Em seguida, estão os eleitores de 25 a 29 anos, que reúnem 710.777 pessoas – 11,2% % do total. Biometria

Do total de eleitores do Ceará, 4.936.957 poderão votar neste ano através da identificação biométrica, o que representa 77,8% do eleitorado no estado. Em Caucaia, o maior município que realizou revisão eleitoral no ciclo

Ceará em Brasília

2017/2018, serão 209.053 eleitores. Nas eleições de 2014, 203.699 estavam aptos a votar. Já em Fortaleza, onde a identificação no momento do voto será híbrida (com ou sem biometria), temos 1.776.365 eleitores, sendo 876.538 já biometrizados (49,3%). Na capital, 976.018 são do sexo feminino e 798.962 do sexo masculino. No Estado, 368 eleitores solicitaram a inclusão do nome social no documento. Números importantes: Eleitorado do Ceará: 6.344.483 (2018); 6.324.777 (2016) e 6.271.554 (2014)

Eleitorado que vota com biometria: 4.936.957 Municípios com Biometria (100%): 129 Municípios com e sem Biometria: 46 Municípios sem Biometria: 9 Mais informações sobre o eleitorado no Ceará acesse o link, e consulte a aba Eleitorado. Na mesma página, na aba Candidaturas, é possível consultar também o perfil dos candidatos que solicitaram registro na Justiça Eleitoral.

Niemeyer. Fica na Praça dos Três Poderes. A chama acesa da pátria vive apagada. O Panteão está entregue as moscas e aos mendigos, Até fumantes de crack andaram por lá, arrastando papelões e cobertores. Um monte de heróis já ocupam as páginas de aço que formam o “Livro dos Heróis e das heroínas da Pátria”. Outro monte está apadrinhado pelos políticos do ato e do baixo clero para entrar no Livro. As São pessoas absolutamente desconhecidas, lembradas por pequenos grupos em seus estados. Até 2013, o Ceará tinha apenas um Herói no Livro- Brigadeiro Antônio Sampaio (Tamboril), herói da Guerra do Paraguai, Patrono da Artilharia do Exercito. De lá pra cá entraram Barbara de Alencar,(Exu/PE- Campos Sales/CE) Francisco José do Nascimento, o Dragão do Mar (Aracati) e Jovita Feitosa (Tauá) Estão na bica, com ingresso comprado, Miguel Arraes (Araripe) Martim Soares Moreno, o português que é fundador do Ceará e padre Cícero Romão Batista (Crato). Outros cearenses pouco reverenciados no Ceará viraram referencia s no país, em 2017. Dom Hélder Câmara (Fortaleza) foi declarado patrono Brasileiro dos Direitos Humanos, ele que foi um dos fundadores da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), e o único brasileiro indicado quatro vezes para o Prêmio Nobel da Paz. Já o deputado José Freitas Nobre (Fortaleza), que foi líder do MDB, advogado, jornalista e político em São Paulo, teve o seu nome colado ao Aeroporto de Congonhas. Os paulistas desconhecem-no como cearense. Os cearenses também..Nos painéis da Infraero, Aeroporto Freitas Nobre não existe. Só Congonhas. (*) JB Serra e Gurgel (Acopiara) jornalista e escritor serraegurgel@gmail.com

Ceará é o Estado com o maior número de eleitores entre 16 e 17 anos

Ceará torna-se o terceiro estado com maior eleitorado de 16 e 17 anos, ficando atrás apenas de São Paulo e de Minas Gerais. TRE-CE jovens eleitores campanha EJE Nas Eleições 2018, poderão comparecer às urnas 112.340 adolescentes de 16 e 17 anos, sendo 35.380 com 16 anos e 76.960 com 17 anos. Com esses números o Ceará torna-se o terceiro estado com maior eleitorado de 16 e 17 anos, ficando atrás apenas de São Paulo (172.308) e de Minas Gerais (112.868), os dois mais populosos e com maior eleitorado do país. Minas Gerais supera nosso estado por apenas 528 eleitores dessa faixa etária. Destaque-se que o Ceará detém o oitavo maio eleitorado brasileiro em números totais, com 6.344.483 cidadãos. No tocante ao percentual de adolescentes de 16 e 17 alistados em relação ao total de eleitores, o Ceará é o sétimo colocado (1,77%), ficando atrás de estados com menor eleitorado e sendo o primeiro entre as dez unidades da Federação com maior número de eleitores. Observa-se desde a eleição de 2010 uma redução do número de alistados nessa faixa etária em eleições gerais. No entanto, a série histórica no nosso estado relativa às eleições 2010/2014/2018 indica uma redução menor em relação aos números do país, sendo -1,70/-21,56/13,69 no Ceará contra -6,46/-31,48/-14,54 no Brasil

Veja a TV Casa do Ceará - acesse: tvcasadoceara/youtube

9

Agosto/18


acesse o site: www.casadoceara.org.br

Beach Park investe R$ 1,6 bi em mega complexo turístico O projeto é de longo prazo e dividido em seis fases. A expectativa é que ele seja concluído em cerca de 15 anos. Os novos empreendimentos serão construídos em uma área localizada a cerca de 3,5 quilômetros de onde está localizado hoje o Beach Park. O complexo Beach Park é uma das opções mais procuradas pelos turistas que visitam o Ceará. No ano passado, o parque recebeu mais de um milhão de pessoas Em um projeto a longo prazo com expectativa de durar 15 anos para ficar pronto, o Beach Park Entretenimento projeta ampliação do parque aquático e construção de resorts, em um investimento que gira em torno de R$ 1,6 bi. Em um primeiro momento, o grupo terá um novo hotel, além de um novo parque temático, integrados, previstos para entrar em funcionamento em 2021. Com o crescimento, o Beach Park Entretenimento projeta ser o maior complexo turístico privado do Brasil. O anúncio foi feito em 06.07, em evento que contou com políticos, como o governador do Estado, Camilo Santana e o titular da Secretaria do Turismo do Estado (Setur), Arialdo Pinho. Segundo o diretor-geral do grupo Beach Park, Murilo Pascoal, serão construídos dois novos parques temáticos e cinco resorts com cerca de 2.300 novos apartamentos na praia do Porto das Dunas, ao lado do complexo Mandara, a uma distância de aproximadamente 3,5km de onde hoje está localizado o Beach Park. “É um planejamento de longo prazo. Na primeira fase teremos um hotel novo, com 450 apartamentos e um parque novo integrado ao hotel, com R$ 250 milhões de investimento e com previsão de inauguração em 2021”, disse. O primeiro dos novos hotéis terá a cultura cearense como tema. Além da arquitetura celebrando nosso estado, os hóspedes poderão acompanhar os pescadores voltando do mar com os peixes pela tarde ou as tradicionais rendeiras tecendo os bilros na beira da praia. “O nosso propósito é criar momentos

felizes para as famílias, proporcionando momentos únicos, como mergulhos entre os peixes. Dessa forma esperamos consolidar o Beach Park como um destino completo, preparado para receber o público nacional e internacional”, explicou Pascoal.

Conceito sustentável Já o novo parque temático terá um conceito sustentável, com lagos cristalinos, fauna e flora aquática e mergulhos. O local terá número limitado de 2.500 visitantes diários e experiências interativas e edu-

cativas. “É um novo momento que vamos viver, em que vamos continuar crescendo. Para isso, precisamos do apoio do Governo do Estado e da Prefeitura, pois nós vamos fazer a nossa parte de empresário e todos sabemos e sentimos que ser empresário no Brasil não é fácil. Precisa trabalhar muito e fazer um empreendimento como esse que estamos planejando, precisa de muito trabalho e dedicação”, afirmou o empresário e diretor do Beach Park Ednilton Soarez. Empregos Os recursos do empreendimento vêm de um fundo de investidores. Expectativa é que sejam gerados 3.500 empregos diretos e 10.500 indiretos. O projeto terá, ao todo, seis fases e previsão de conclusão em 15 anos. Pascoal enalteceu a melhoria da malha aeroviária do Estado para justificar o investimento. “O nosso negócio é de longo prazo. Acreditamos muito no crescimento do turismo no Ceará, principalmente com o hub aéreo. E o Beach Park está trabalhando para que o Estado tenha produtos interessantes para o turista”. Como contrapartida, o Governo do Estado se comprometeu a melhorar pontos estratégicos da infraestrutura da região, que terá entre outras coisas, um novo calçadão interligando toda a praia do Porto das Dunas. Com 33 anos de atuação, o complexo Beach Park é uma das opções de lazer mais procuradas pelos turistas do País. Hoje, ocupa mais de 160 mil m² e reúne um parque aquático, três resorts, um hotel, restaurantes etc. Aeroporto Durante o evento, o secretário de Turismo do Estado comentou os avanços relacionados ao Aeroporto de Fortaleza e os novos voos que deverão integrar a malha aérea da Capital nos próximos anos. “Transformamos o Aeroporto no maior centro de conexões do Nordeste, passando de 14 voos internacionais para 50 por semana. Até setembro teremos 80 voos nacionais, da Latam e da Gol. E Em 2019, serão 100 voos nacionais dessas companhias, um aumento 25% ante 2018”, disse Arialdo Pinho.

Secretária de Desenvolvimento Social do DF anuncia parceria com a Casa do Ceará para acolher idosos

A Secretária de Desenvolvimento Social do Distrito Federal, Ilda Peliz, que visitou a Pousada Crysantho Moreira da Rocha - Instituição de Longa Permanência para Idosos da Casa do Ceará em Brasília, sendo homenageada com um café da manhã reafirmou o interesse da Secretaria em firmar um termo de parceria com a instituição para acolhimento de mais sete pessoas idosas. No momento a Casa registra o acolhimento de 15 idosos. A Pousada é a principal referência de assistência social e filantropia da Casa do Ceará, tendo sido criada em 1963 pelos instituidores da entidade, quando inexistia a figura dos cuidadores de idosos e o atendimento aos idosos era feita de forma precária em asilos de mendicidade. Com a Pousada a Casa de credenciou a ser considerada como instituição de utilidade pública, com reconhecimento sociedade de Brasília e Entorno e ao logo de seus 55 anos foi se consolidado com atendimento diferenciado e de qualidade.

Agosto/18

10

O sistema de atendimento nunca teve apoio da União e dos governos do Distrito Federal e do Ceará, cabendo o ônus aos familiares dos idosos acolhidos e a própria Casa. O Presidente da Casa, Osmar Alves de Melo, agradeceu a visita da Secretária e ressaltou o importante trabalho que ela realizou nos 20 anos que esteve à frente da Diretoria da Associação Brasileira de Assistência às Famílias de Crianças Portadoras de Câncer e Hemopatias.-Abrace. Ilda Peliz se comprometeu a apoiar as atividades sociais da Casa. Estiveram presentes no café os membros da Diretoria Executiva da Casa do Ceará, Osmar Alves de Melo, (Iguatu) Presidente, José Sampaio de Lacerda Júnior (Fortaleza), Diretor Administrativo-Financeiro, Carlos Euler Currlin Perpétuo (Joinville/SC), Diretor de Obras, José Aldemir HolandaB(Baixio), Diretor de Planejamento e Orçamento e Vicente Magalhães (Aurora), Diretor de Educação e Cultura, superintendente da Casa,

acesse o site: www.facebook.com/casadoceara

Antônia Guimarães (Riachinhp/MH) e a Assistente Social Ivete Simonette (Porto Alegre/RS). Ilda Ribeiro Peliz, é aposentada do Banco do Brasil onde ocupou cargos executivos. Em 1995 passou pela difícil experiência de perder uma filha para o câncer, mas heroicamente soube transformar sua dor em amor ao próximo e durante 21 anos ocupou o cargo de Presidente. Voluntária da Abrace - Associação Brasileira de Assistência às Famílias de Crianças Portadoras de Câncer e Hemopatias. Ilda fez da Instituição uma referência nacional em gestão de organização do terceiro setor e também na assistência de crianças e adolescentes com câncer. Foi responsável pela construção em Brasília, do Bloco I do Hospital da Criança de Brasília José de Alencar (HCB), levantando 30 milhões de reais em doações para construção e aparelhamento do mesmo. Inaugurado em 2011, o Hospital já realizou mais de 5 milhões de atendimentos de crianças e adolescentes e atende somente pelo SUS.

Ceará em Brasília


acesse o site: www.casadoceara50anos.com.br ANC_MDBCasa_doCeará.pdf

1

15/02/2018

09:07

C

M

Y

CM

MY

CY

CMY

K

Ceará em Brasília

Veja a TV Casa do Ceará - acesse: tvcasadoceara/youtube

11

Agosto/18


acesse o site: www.casadoceara.org.br

Leituras V

Como tantos, Ari Cunha (Mondumbim) embarcou num Ita para vencer na vida.

Por José Colombo de Souza Filho (*) O cidadão de Mondubim, filho de Dona Eva Cunha, José de Arimathea Gomes da Cunha em 1948 subiu as escadas do vapor ITANAGE, da Companhia Costeira de Navegação na antiga ponte metálica de Fortaleza. Se distanciava para romper o ciclo da época em que a juventude inquieta que sentia a falta de outras oportunidades a não ser seguir, a carreira militar, ser funcionário do Banco do Brasil ou entrar para o Seminário. Tangia-o a sua natureza. Inquieto e despachado, o jovem José Arimathea Cunha reconhecia um Ceará pequeno para contê-lo. Achava que tudo que tinha amealhado em sua terra natal, em Fortaleza, onde cursou o lendário Liceu, com seus professores catedráticos, era suficiente para vencer nesse mundo afora. Os jornais de Fortaleza, situados em quadrilátero, envolvendo a rua Senador Pompeu, a Gazeta de Noticias, O Estado, Diário do Povo, O Povo, O Nordeste, O Unitário, o Correio do Ceará e até o Democrata, representavam então escalas do despertar de seu talento. Não era confortável viver se acotovelando com os grandes nomes, Caio Cid, Jader de Carvalho, os irmãos Martins, Leonardo Mota, Quintino Cunha, Capistrano de Abreu, Luis Sucupira, o grupo Clã e tantos outros ilustres luminares. Os navios da costeira tinham os prefixos ITA, que em tupi guarani significa pedra. No tombadilho de ITANAGÉ, pensava no paradoxo do que se dizia “pedras que boiavam na água”. A sensação era de enjôo, de um golpe na boca do estômago. Culpou o mar batido e fez uso das famosas gotas Arthur de Carvalho, do laboratório de manipulação Eduardo Bezerra, um santo remédio. Os 8.500 kilometros de litoral. José de Arimathea, nessa viagem de 20 dias, conheceu Recife, Salvador, Vitória e finalmente Rio de Janeiro.. Era um tremendo vestibular de aprendizado sociológico, onde via pulsar a diversidade desse país. Visto o laboratório, as amostras, as conclusões de Gilberto Freire, Josué de Castro, Nelson Chaves.

Já no Rio, na praça Mauá, ficava o edifício do jornal A Noite, a Rádio Nacional e mais adiante, na rua Sacadura Cabral, os Diários e Rádios Associados. Andou de Seca a Meca e em contato com jornalista Ivo Arruda, pessoa de tirocínio comercial e íntimo amigo de Getúlio Vargas, se aboletou no Bureau Interestadual de Imprensa e no International News Service. Tudo que aparecia era lido. Lia Coréia e lembrava de Coreaú, perto de Mondubim. No despertar dos dias de verão, com seu radinho de galalite, marca Parkbell, consumidor contumaz de energia, obrigando-o a aturar as advertências da dona da pensão, o grande jornal da Rádio Tupy de São Paulo, criação e apresentação de Corifeu de Azevedo Marques. Era assim o ouvido pra começar o dia. Deve ser daí que veio o “visto, lido e ouvido”. Da praça Mauá, a Lapa e o Catete, do sonho em Copacabana, do convívio com Humberto Teixeira, Luiz Gonzaga, Lauro Maia, Quatro Azes e um Curinga, o Trio Nagô e uma infinidade de amigos e conhecidos, que compartilhava lugares e momentos. Villa Lobos, Portinari, Pancetti, Antônio Bandeira, Aldemir Martins, Lucio Costa, Gustavo Capanema, Nestor de Holanda, Ari Barroso, Antônio Maria, Mister Eco, All Right, Luiz Severiano Ribeiro, Gustavo Barroso, Carlos Lacerda, Cirilo Júnior, Heraclito Sales, Neiva Moreira, Paulo Sarazate, João Mangabeira, Juraci Magalhães, Flores da Cunha, discutindo, aplaudindo, divergindo, concordando e, às vezes, até de forma violenta discutindo política, economia, futebol e mundanismo. O mover-se pela vida de jornalista fez dele um usuário do trem noturno entre o Rio a São Paulo. Chegou a trabalhar lá por quase sete anos. Nesse mesmo impulso, tornou-se um dos primeiros usuários da ponte aérea Rio – São Paulo nos aviões DC-3 e Convair. Ainda em São Paulo, trabalhou no Última Hora, ao lado de Josimar Moreira de Melo e Samuel Wainer. Desenvolveu seu conhecimento da técnica de jornais. Assim é que, durante esse tempo, foi responsável pela reorganização do Correio Paulistano. Lá, conviveu mais intimamente com a vida de

São Paulo, fazendo amizades no meio político e industrial. Até mesmo por seu temperamento de jovem, com a cabeça em reboliço, um dia ficou desempregado. Lembrou de pedir socorro ao amigo diretor geral dos Diários Associados. Foi ao Rio, a chamado de Paulo Cabral, que o apresentou ao então gerente do O Jornal, Edílson Cid Varela. Era julho de 1959. Varela confiou-lhe a reforma da Folha de Goiaz, em Goiânia, dirigida por Braga Sobrinho. Foi nessa época que desembarcou no Centro-Oeste. Em Goiânia, ficou até setembro, quando foi inaugurada a sede nova da Folha de Goiaz, e a nova feição do jornal. Aproximava-se cada vez mais de seu amplo, luminoso, desassombrado destino: Brasília. Assis Chateaubriand tinha prometido a JK a inauguração simultânea de Brasília a de um jornal e uma emissora de televisão. Nesse quadro visionário encaixou-se Ari Cunha. Representante d’O Jornal, protagonizou o papel de construtor, desde o desmatamento do terreno, articulação com autoridades, bancos e operários. Promessa cumprida, instalou-se fisicamente no jornal e, intelectualmente, em suas folhas. Nascia a coluna Visto, Lido e Ouvido, defendendo Brasília como um filho à sua própria terra. Tangenciou pela primeira vez a atividade pública na Comissão de Incentivo à Iniciativa Privada, lá nos início dos anos ’60. E assim na Sociedade de Abastecimento de Brasília, Cotelb. Gostou mais de atuar do meio cultural, em dois mandatos na Associação Cultural Franco-Brasileira. No final da década de ’60, volta o Varela a contar com Ari Cunha para modernizar o parque gráfico do Correio Brasiliense. Brasília e seu jornal agora também na vanguarda tecnológica. Oi Ari, A batalha, todos nós sabemos que foi renhida. Se valeu para você, só você mesmo poderá dizer. Para nós, brasileiros e brasilienses, valeu, com certeza. (*) José Colombo de Souza Filho (Fortaleza), jornalista e servidor público. Este artigo foi escrito para o Livro “Brasília, 50 anos de Ceará”, publicado pela Casa do Ceará em Brasília.

Gilmar Carvalho

A arte total da rabeca: “Tirinete - Rabecas da tradição”

Um dos resultados de uma pesquisa vasta, com mais de 15 anos de trabalho, “Tirinete - Rabecas da tradição”, de Gilmar de Carvalho e Francisco Sousa. Não é raro que você procure Gilmar de Carvalho e ele esteja fora da cidade. Em permanente processo de pesquisa, sobre as artes e tradições populares do Ceará, o autor de “Madeira Matriz” está sempre à procura de algo mais, que uma hora será deitado na escrita e tomará forma de livro. Sua obra mais recente, assinada com o fotógrafo Francisco Sousa, é também sua mais extensa até agora. “Tirinete - Rabecas da tradição” é o resultado de uma pesquisa de mais de 15 anos e conta com mais de 400 páginas. No centro, a rabeca, instrumento que permitiu um olhar amplo sobre as sociabilidades no interior do Estado. Os autores perpassam a arte musical dos rabequeiros, a escultura-invenção dos luthiers e a presença do instrumento na festa, misto de imaginário e cotidiano. Além dos textos e imagens, o livro conta com uma extensão em áudio, na internet, para se ouvir os muitos sons

Agosto/18

12

que fazem nossas rabecas e rabequeiros. Confirmou-se a participação de Dona Ana Soares, de Umari. Ela foi a única rabequeira encontrada numa pesquisa que apresenta, no livro, 184 artistas desta tradição. O som que ecoa A dupla já havia publicado um livro sobre o tema, “Rabecas do Ceará” (2006); mas este dá passos largos além, em

especial no que toca o trabalho dos luthiers. Fartamente documentado, a atuação deles encerra o livro e é comentada com empolgação por Gilmar. Ele explica que o encontro com Dona Ana marcou o fechamento de um ciclo. Francisco de Sousa concorda, mas fala na possibilidade da pesquisa seguir em outras direções. “Ainda não finalizamos, porque fotografamos alguns processos da maioria dos luthiers. Pegávamos o que eles estavam fazendo naquele momento. Mas queremos registrar todo o processo”, explica o fotógrafo, que nessa trajetória avalia ter somado cerca de “quatro terabytes de material editado”. Material que deu origem ao livro e à exposição “O sertão das rabecas”, com curadoria de Gilmar, em exibição até julho, no Museu do Ceará. Livro Tirinete - Rabecas da tradição Gilmar de Carvalho e Francisco Sousa A rabequeira Dona Ana Soares,de Umari,artista perfilada no livro “Tirinete” (Foto: Francisco Sousa)

acesse o site: www.facebook.com/casadoceara

por Dellano Rios - Editor de Área

Ceará em Brasília


acesse o site: www.casadoceara50anos.com.br

Leituras VI

Molhando o bico com Ari Cunha

Ayrton Rocha (*) O homem bom é como um passarinho. Voa alto, embeleza a natureza, alegra a natureza. E tem o canto bonito, que nos faz bem, e é bom de bico. Não esquece nunca seu ninho. Eu adoro os passarinhos. E amo os amigos passarinhos. Eu tenho um amigo passarinho, muito especial: Ari Cunha. Voou do Ceará e sobrevoou o país sem nunca esquecer o seu primeiro ninho Continuou voando, voando, Voou pelo Rio de Janeiro, por São Paulo Mas, de repente, Na hora em que Brasília ia acontecer Ele chega naquele Planalto Central Como que, levando no bico, Os traços da arte de Niemeyer As sementes das Flores e dos Verdes dos Jardins de Burle Max. Nas Asas, os sonhos e a esperança de Juscelino Kubitschek E, no Canto, o grito empreendedor de Assis Chateaubriand. No barro vermelho do futuro Setor Gráfico, Começa a construir o seu novo ninho O Jornal Correio Braziliense. Comeu poeira Encheu as mãos de terra E o coração de esperança. Era uma esperança tão forte que virou realidade. Este jovem passarinho, de uma brilhante inteligência, No silêncio da noite Sozinho no seu novo ninho falou: Eu ‘’vi’’ na energia deste solo fértil, que meu futuro é aqui. Eu ‘’li’’ nas estrelas deste serrado, que aqui realizarei meus sonhos

E ‘’ouvi’’ no silêncio deste Planalto, a minha mensagem da esperança”. A partir deste forte sentimento Nasceu a primeira Coluna de Jornal na história de Brasília: ‘’Visto, Lido e Ouvido’’, de Ari Cunha. Bem diz um outro grande amigo, o poeta Celso Japiassu: ‘’Amigo a gente pesca’’. E o Ari, eu não pesquei no Lago Paranoá, Mas nas águas dos Rios cristalinos E no Azul das Ondas do Mar. Eu já escrevi pro Ari: Nós não temos tantos anos de amizade. Nós temos uma vida inteira de fidelidade amiga. A boemia inteligente e o Humor irreverente São uns dos traços fortes da personalidade do Ari. O Ari é um craque artilheiro dentro de um Jornal. E um campeão na mesa de um bar. E se for um botequim, ele virá um técnico. Seu papo cheio de humor é irresistível. E tem mais, Ele não é daqueles boêmios Que come galinha e arrota peru. Além de um grande Mestre Cuca, É um maravilhoso gourmet. Que falem por mim, os filhos e os netos Que degustam e devoram Os quitutes do Ari em sua mansão lá no Lago Sul Nos etílicos fins de semana. Sua teoria é de que: ‘’Na hora da Poluição’’ Vale tudo, do bom Vinho de Bordeaux, à boa destilada cachaça. O Ari tem um bom gosto, principalmente com amigos. No bar, em sua mesa, tristeza não paga dívida. Só não senta quem não tem caráter. Só não ri quem não está de bem com a vida. Qual dos amigos que não tem uma boa história com o Ari? Perguntem ao Aldemir Martins, ao Sérvulo Esmeraldo? No início dos anos setenta, convidei o Ari

Para um Happy Hour no bar do Hotel Eron, em Brasília. Só que não contava com a chegada do irrequieto Sebastião Nery Que me pegou para um almoço, daqueles regado, Chegou o Happy Hour, eu e o Nery continuávamos bebendo e tendo remorso. Já pertinho da meia noite, vou ao encontro do Ari, no Bar do Eron. Fui recebido na porta do Bar pelo Garçom: Numa Mão uma conta, Na outra, um bilhete que dizia: Ayrton, seu ‘’filho da puta’’, agora pague a conta, Ari. Passei três dias criando coragem para me desculpar. Telefonei e falei: Ari, me desculpa, tomei um porre. A resposta foi imediata: E eu também. Recentemente: um bar, (Delicatese Bonn) Um bom vinho e bons companheiros. Toca o celular do Ari. Do outro lado, Tião Valadares. Um companheiro desativado pela saúde, naturalmente cheio de saudade dos bares, O Ari, para não sair do clima: ‘’Olhe, estou numa Missa, o Padre está no Sermão. Não posso falar. Desligou’’. Lá pelas tantas, abre a porta do bar um jovem bonito, simpático, de uma bela cara. E Gordinho. O Ari levanta o braço e grita: ‘’Pode entrar que o Whisky é Diet’’. Era o Marcelo Cunha, neto mais velho, de quem o Ari também cobrava um Bisneto. Este é o retrato do Ari tão querido pelos amigos. São por estas coisas, que todas as vezes que estou em Brasília, Eu Molho o Bico com o Ari Cunha. (*) Ayton Rocha (Fortaleza) jornalista,poeta., publicitário, compositor.

TSE registra mais de 23 mil candidatos às eleições de outubro Mais de 23 mil candidatos a presidente, governador, senador e deputado federal, estadual e distrital vão disputar os votos de 147,3 milhões de eleitores brasileiros, segundo dados disponíveis no portal do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Encerrado o prazo para registrar as candidaturas, 13 nomes se apresentaram para disputar o Palácio do Planalto em outubro. Para governador, segundo a última atualização do Sistema de Divulgação de Candidaturas e de Prestação de Contas, 171 candidatos pediram registro. Desses, 17 disputam a reeleição. O PSOL foi o partido que lançou o maior número de candidatos a governador, seguido do PSTU e do PT. O TSE contabiliza até agora 6.982 candidatos para disputar as 513 vagas de deputado federal. Para deputado estadual e distrital, são 15.605 concorrentes a 1.059 vagas nas assembleias legislativas e na Câmara Legislativa do Distrito Federal. Mais 295 concorrem a 54 cadeiras no Senado.

Ceará em Brasília

Considerando o total de 23.812 candidatos a todos os cargos em disputa nas eleições de outubro, o PSL foi o partido que apresentou o maior número de concorrentes (1.259), seguido do PSOL (1.201), do PT (1.075) e do MDB (1.009). Desse contingente, 30,6% são mulheres, cumprindo a meta prevista na legislação. Quase a metade dos candidatos têm ensino superior

e 55% são casados. A maioria tem entre 35 e 59 anos de idade, mas há 50 candidatos na faixa de 80 a 84 anos. O total de candidatos em 2018 é menor que o registrado em 2014 (26.162). Os dados podem sofrer ajustes conforme a Justiça Eleitoral vá julgando os pedidos de registro. TRE-CE contabiliza 866 registros O Tribunal Regional Eleitoral do Ceará recebeu 866 pedidos de registro de candidaturas.. Na última eleição geral, em 2014, foram 875 pedidos. 9 Números Ao todo, 23 partidos/coligações apresentaram candidatos, sendo: - governador: 6 - vice-governador: 6 - senador: 13 - 1º suplente senador: 13 - 2º suplente senador: 12 - Deputado Federal: 251 - Deputado Estadual: 565

Veja a TV Casa do Ceará - acesse: tvcasadoceara/youtube

13

Agosto/18


acesse o site: www.casadoceara.org.br

Leituras VII O Ministério do Chico Macário Batista (*) Chico Buarque, no auge do governo Lula, junto com o Ricardo Kotsho, quando via as coisas acontecendo, ou ameaçando acontecer, dizia: Não vai dar certo. Vai dar merda! Daí que sugeriu a Lula a criação do Ministério do Vai dar Merda! Não criaram; não tiveram coragem de criar. Deu no que deu. A idéia, com o nome forte para um Ministério, era em cima daquilo que o canelau conversa nas ruas, praças e avenidas das cidades daqui e do mundo; se não vai dar certo, Vai dar Merda! Muita coisa ta na cara demais para que se deixe de lado. Muita organização é organizada demais para não dar merda. Muito neguim em posto de mando, não tem a menor condição funcional, profissional, ética e moral para fazer dar certo aquilo em que foi encarapitado como reizinho. Muito neguim em quem você aí votou em eleições passadas, insistindo em que pode melhorar uma coisa ou outra, não vai dar certo; Vai dar Merda. Quando Hugo Carvana escreveu o roteiro do filme Não se Preocupe, Nada vai dar certo, juro que estava inspirado no Ministério do Chico que assim passou à história sendo sem nunca ter sido. Portanto, não busque qualificação em seus eleitos ou nos próximos porque fatalmente não vai dar certo, até que se crie o Ministério do Vai dar Merda. Azar Cidadão doido pra umazinha fora de casa, ligou pruma menina de programa. Deu azar. Quando a figura chegou o homem caiu o queixo; era a mulher dele. Deu bode. Menina de programa A Surfistinha do artista, virou meme em Itaperuna, onde o fato aconteceu e foi pra mídia. Por exemplo: A mulher trabalhando e o marido na safadeza. A frase: “ Há sempre um zarolho ou um esperto que nos governa.” José Saramago. Sabe que foi? Grandes opiniões Um dia, em Viçosa do Ceará onde aprendeu e ensinou com os índios, o padre Antônio Vieira disse: “Os governos são para fazer bem com o pão próprio, e não para acrescentar os bens com o pão alheio” Titirica no PR “Tenho recebido muito apoio. Eu tinha falado que tinha desistido da política e o povo fala comigo: ‘cara, não desiste não. Você está fazendo um trabalho tão bacana, tão legal’. Aí, volto atrás. Estou declarando para todos vocês que vou me candidatar”. Se eu estiver vivo... Tiririca lançou sem nome à reeleição de deputado federal. Acham que será outro lava e que vai puxar votos pro partido dele na proporcional. Só que Tiririca voltou com uma mensagem nova: “Serei candidato a presidente da república em 2022”. Eita!!! (*) Macário Batista, multimídia e bloqueiro

Agosto/18

14

Cego Aderaldo “Quando perdi minha vista O meu corpo faleceu, Saí no mundo cantando A sorte que Deus me deu”

O mestre que ajudou o Sertão a ver

Cego Aderaldo O sertão é território privilegiado, profano e sagrado, de grandes expressões históricas e populares, que se transformaram em verdadeiras lendas, segundo Rosemberg Cariry. Nenhum cantador ou repentista do Nordeste brasileiro, em todos os tempos, gozou da fama e do prestígio de Cego Aderaldo. A beleza da voz, inteligência e agilidade no improviso de versos na arte da cantoria e do verso popular, nunca encontrou desafiantes à sua altura, sendo sua obra, testemunho comovente da superação dos limites sociais e existenciais impostos pela pobreza e deficiência física. Aderaldo (Abelardo) Ferreira de Araújo, nasceu na cidade do Crato-CE em 24 de junho de 1878, e faleceu em Fortaleza-CE, em 29 de junho de 1967. Filho de Joaquim Rufino de Araújo e Maria Olimpia de Araújo, teve o Rio Grande do Norte, Pernambuco e Ceará unidos em sangue através de suas descendências. Desde o nascimento ele já tinha o poder de unir o Nordeste. De olhos bem abertos, Aderaldo chega ao mundo em meio à Grande Seca (1877), enxergando o mundo com olhos curiosos. Tendo o Cariri, terra de encantamentos, como seu berço, é no Sertão Central que faz a sua história. Devido à Grande Seca, sua família migra pelas estradas e chega à Quixadá, em meio a flagelados e retirantes, com pouco mais de dois anos de idade. Ao perder o pai ainda na infância, o pequeno Aderaldo assume a responsabilidade de ajudar à sua mãe, não tendo a felicidade e a oportunidade de ser criança, fazendo-se adulto antes do tempo, devido à difícil situação familiar, que marca profundamente seu caráter e a sua forma de conduzir o mundo, por toda a sua vida. Em 1896, o jovem Aderaldo sofre um acidente vascular, narrado poeticamente no Livro “Eu Sou o Cego Aderaldo”, de sua autoria: “ …era meio dia em ponto, entretido em meu trabalho de maquinista, senti sede e estando com o corpo muito quente, saí correndo até uma casa em frente à fábrica para obter um copo de água. Ao voltar para o meu trabalho, no meio do caminho, senti um estalo na cabeça, os meus olhos explodiram e tudo em redor de mim escureceu. Ceguei de repente, dos dois olhos… meus olhos se fecharam para sempre, fiquei completamente Cego.” Devido à cegueira, Aderaldo abdica do seu grande amor, Angelina. Ao cegar, guarda para sí a imagem da beleza e do seu amor, não querendo ser na vida de sua amada, um motivo de desprezo e de trabalho, por ser Cego. Em sua vida, todas as mulheres se resumiram em Angelina. Homem digno e sério, sobre suas convicções e respeito à sua condição física e humana. Sendo Aderaldo a figura que sustentava sua família, após ganhar um cavaquinho de uma vizinha, rapidamente aprendeu a tocar. Para ele, perder para sempre o colorido das paisagens era algo doloroso, mas não dor maior que sair à rua para pedir auxílio a um ou a outro para sobreviver. Era

acesse o site: www.facebook.com/casadoceara

um homem de princípios e não aceitava pedir esmolas. E assim, começou a tocar e cantar, recebendo trocados para sustentar a família e a sua mãe, já doente. Seu orgulho e percepção profunda dos acontecimentos da vida foram sempre a motivação para a arte de sua cantoria, dando nobreza ao ato de cantar e receber em troca, o pão de cada dia. É aqui, que a sua visão poética se torna muito maior que sua visão física. O pagamento recebido pela primeira cantoria oficial se dá apenas com a morte de sua mãe, em 1898. Com o valor arrecadado, pôde providenciar o enterro digno que ela merecia. Ao passar pelo constrangimento da primeira cantoria por dinheiro para enterrar sua mãe, Cego Aderaldo faz para si a solene promessa de que nunca mais passaria pela vergonha de pedir esmolas e não mais lhe faltaria, enquanto vida tivesse, algum dinheiro na poupança. A gente é para o que nasce. Cego e sozinho, Aderaldo ganha o Mundo e refaz a sua vida. Em sua alma, carregava a tristeza, a cegueira, a solidão e a viola, temperos essenciais que transformaram a sua vida e sua obra em algo altivo e próspero. “Vou entrar na poesia Como um Doutor na Assembléia Como o Papa entrou em Roma, São Pedro na Galiléia Cristo com seus apóstolos, Entraram lá na Judéia” Mostrou que era Grande, ao adotar mais de vinte crianças, mesmo sozinho e se tornou pai, educador, companheiro. Eram esses filhos, os seus olhos físicos e seus guias, que preenchiam os vazios do seu coração. Mário Aderaldo, o filho também cantador, o acompanhou até a morte. O maior em Aderaldo era o seu coração. Nunca se promoveu sozinho, levando sempre consigo outros cantadores e a defesa da Cultura Popular. Em 2017, a Secretaria da Cultura do Estado do Ceará, em sua cidade adotiva, inaugura o Equipamento Cultural e Escritório Regional do Sertão Central, a Casa de Saberes Cego Aderaldo, que influenciada pelos seus ideais e de outros Mestres da Cultura Popular, se torna um abrigo da tradição e lugar de afetos, onde a Cultura Popular é preservada e traduzida com um olhar significativo, às linguagens contemporâneas. Viva Cego Aderaldo, Viva à Cultura Popular Cearense. Paula Geórgia Fernandes é arquiteta, fotógrafa, coordena o Escritório Regional da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará no Sertão Central e a Casa de Saberes Cego Aderaldo em Quixadá. Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Participe do Diário Sertão Central através do telefone e whats app (85) 9 8755 0154. por Paula Geórgia Fernandes

Ceará em Brasília


acesse o site: www.casadoceara50anos.com.br

Leituras VIII

Marxista, da linha Groucho

Edmílson Caminha (*) Se há felicidade maior do que rir... é fazer rir, alegrar as pessoas, tornar-lhes a vida menos dura, menos séria, menos má. Ainda que só os amigos, os colegas, e já sentiremos que Deus nos abençoou com sua graça (no sentido, também, do humor). Divertir multidões em todo o mundo será, então, privilégio de poucos escolhidos, gênios como Charles Chaplin, Harold Lloyd, Buster Keaton, O Gordo e o Magro, Cantinflas e os Irmãos Marx, para quem o paraíso devia ser redondo e coberto de serragem, como o picadeiro de um circo. Essa, a razão pela qual chamar os políticos de palhaços, e suas baboseiras de palhaçadas, sempre me soou como falta de respeito ‒ aos palhaços, naturalmente, homens e mulheres que ganham a vida com dignidade, merecedores, portanto, da nossa admiração e do nosso reconhecimento. Entre os gigantes da comédia, em todos os tempos, prefiro Groucho, ou melhor, Julius Henry Marx, judeu (também pudera, com esse sobrenome!) de Yorkville, no Upper East Side de Nova York, que com os irmãos Chico, Harpo, Gummo e Zeppo (sobretudo com os dois primeiros) começaria nas peças de “vaudeville”, a quatro dólares por semana mais quarto e comida, para terminarem, os três, donos de milhões de dólares, como os mundialmente famosos Irmãos Marx. É a impressionante história contada na autobiografia “Groucho e eu”, publicada no Brasil com tradução de Maria José Silveira. Depois saíram, dele, as “Memórias de um amante desastrado”, traduzidas por José Simão e Bira Borges. Com o grande e falso bigode que parecia pintado a carvão, o andar meio agachado, o sobe-e-desce das sobrancelhas e o longo charuto no canto da boca, Groucho surpreende os que não o conhecem, ao escrever, entre piadas muitas vezes sobre si próprio, coisas que tocam pela sabedoria e pela seriedade: “Meu palpite é que não existem cem grandes comediantes profissionais, masculinos ou femininos, no mundo inteiro. Eles são uma mercadoria mais rara e valiosa do que todo o ouro e pedras preciosas do mundo. Mas como riem de nós, não acredito que as pessoas realmente compreendam como somos essenciais para a saúde delas. Se não fosse pelo breve descanso que damos ao mundo com nossa insensatez, veríamos suicídios em massa (...)” De vez em quando, impressiona pela franqueza: “O sucesso permanente no “show business” é imperdoável. (...) ‘Bravo’ é uma palavra maravilhosa quando a gritam para você, mas um galardão dos mais perturbadores quando dirigida a um concorrente. (...) Ninguém fica completamente infeliz com o fracasso do seu melhor amigo.” Prestes a filmar “Uma noite em Casablanca”, Groucho, Harpo e Chico são avisados pelos Irmãos Warner, donos de uma das mais poderosas empresas cinematográficas de Hollywood, de que o nome “Casablanca” era propriedade deles, como produtores do célebre filme com Humphrey Bogart e Ingrid Bergman. A carta de Groucho, em resposta, é hilariante, um primor de irreverência e de criatividade: “Vocês reivindicam a posse de Casablanca, e que ninguém mais possa usar esse nome sem sua permissão. E quanto a ‘Irmãos’ Warner? Vocês também são proprietários desse nome? Provavelmente vocês têm o direito de usar o nome Warner, mas e ‘Irmãos’? Profissionalmente, éramos irmãos antes de vocês (...) e mesmo antes de nós houve outros irmãos ‒ os Irmãos Smith, os Irmãos Karamazov (...)” A última parte das “Memórias de um amante desastrado” é “A filosofia marxista, segundo Groucho”, em que declara: “Eu gosto é de fazer barulho. A campanha ‘Marx para Vice-Presidente’ nunca teve meu apoio, nem chegou muito longe. Foi lançada por um obscuro californiano, politicamente inexperiente e, por acaso, bêbado”. Diz que, ao perguntar-lhe por que deveria concorrer ao cargo, teve a explicação: “Porque o vice-presidente geralmente fica de boca calada, o que poderia ser uma experiência interessante para você.” Por essas e por outras, sempre fui marxista. Da linha Groucho, claro. (*) Edmílson Caminha

Ceará em Brasília

Eleições 2018

Brasil tem 147,3 milhões de eleitores aptos a votar nas Eleições 2018

Eleitorado cresceu cerca de 3% em relação a 2014. No próximo dia 7 de outubro, 147.302.354 eleitores brasileiros poderão votar nos representantes políticos de sua escolha. Este ano, além de eleger o novo presidente da República, os brasileiros em dia com a Justiça Eleitoral vão escolher deputados federais, deputados estaduais ou distritais, dois senadores por estado e o governador de cada uma das 27 Unidades da Federação. O número oficial de eleitores foi anunciado pelo presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luiz Fux, durante a inauguração do Centro de Divulgação das Eleições (CDE). As informações são oriundas do Cadastro Eleitoral, banco de dados oficial sobre o eleitorado brasileiro, e referem-se às estatísticas auditadas até o final de julho após o fechamento do cadastro, no dia 9 de maio. De acordo com os dados divulgados, esses 147,3 milhões de eleitores estão distribuídos pelos 5.570 municípios do país, bem como em 171 localidades de 110 países no exterior. As informações do eleitorado dizem respeito aos cidadãos brasileiros aptos a votar no pleito deste ano. Outros 1.409.774 eleitores não poderão votar nem se candidatar em 2018, por estarem com os direitos políticos suspensos. Evolução do eleitorado As estatísticas da Justiça Eleitoral mostram que houve um aumento do eleitorado de 3,14% em relação às últimas eleições gerais realizadas no país, em 2014. Naquele ano, 142.822.046 brasileiros estavam em condição de votar. O quantitativo de eleitores no exterior, em especial, teve elevação expressiva nos últimos quatro anos, saltando de 354.184 para 500.727 eleitores em 2018. O aumento – de 41,37% – é resultado de um esforço conjunto entre a Justiça Eleitoral e o Ministério das Relações Exteriores para facilitar o cadastro de brasileiros residentes em outros países. Uma das medidas adotadas foi a criação do Título Net Exterior, que reduziu a burocracia para o alistamento e a transferência do eleitor que reside lá fora. Além disso, a Justiça Eleitoral passou a permitir o uso do e-Título, aplicativo online que substitui o documento em papel. Antes da novidade, a versão impressa precisava ser transportada por mala diplomática para chegar ao eleitor emigrante. Gênero e nome social Segundo dados do Cadastro Eleitoral, a maior parte do eleitorado brasileiro pertence ao gênero feminino. Ao todo, são 77.337.918 eleitoras, o que representa 52,5% do total. Já o gênero masculino reúne 69.901.035 cidadãos, representando 47,5% do eleitorado. Pela primeira vez, eleitores transexuais e travestis terão seu nome social impresso no título de eleitor e no caderno de votação das Eleições 2018. Nome social é aquele que designa o nome pelo qual transexuais ou travestis são socialmente reconhecidos. A possibilidade da autoidentificação foi aprovada pelo Plenário do TSE no dia 1º de março deste ano. Ao todo, 6.280 pessoas fizeram essa escolha ao se registrarem ou atualizarem seus dados na Justiça Eleitoral. Foram feitos 1.805 pedidos em São Paulo, 647 em Minas Gerais e 426 no Rio de Janeiro – maiores colégios eleitorais do país. No exterior, cinco eleitores brasileiros também optaram por usar o nome social. Faixa etária De acordo com as estatísticas da Justiça Eleitoral, a faixa etária com o maior quantitativo de eleitores é a que reúne cidadãos entre 45 e 59 anos de idade. Eles somam 35.742.439 brasileiros, o que corresponde a 24,26% do eleitorado na-

cional. Em seguida, estão os eleitores de 25 a 34 anos, que reúnem 31.149.869 pessoas – 21,15 % do total de eleitores. Voto facultativo Os jovens de 16 e 17 anos representam 0,95% do eleitorado em 2018, num total de 1.400.617 pessoas. Esse número refere-se ao quantitativo de eleitores que, em 7 de outubro, quando ocorre o primeiro turno das Eleições Gerais 2018, ainda estarão nessa faixa etária, e, portanto, poderão exercer seu direito facultativo ao voto. Os dados apontam uma redução de 14,53% no número de jovens eleitores, uma vez que, em 2014, foram registrados 1.638.751 eleitores nessa faixa etária. Já os eleitores acima de 70 anos, que também têm voto facultativo, são mais numerosos que há quatro anos. Em 2018, 12.028.495 eleitores nessa idade podem exercer o direito de escolher seus representantes – um aumento de 11,12% em comparação às eleições de 2014, quando 10.824.810 eleitores idosos podiam votar. Biometria O número de cidadãos que serão identificados por biometria também cresceu nestas eleições. Em 2018, eles somam 73.688.208 eleitores (50,03% do total). Em 2014, o quantitativo de eleitores com identificação digital em municípios com reconhecimento biométrico totalizava 21.677.955 pessoas, o que correspondia a 15,18% do eleitorado. O crescimento, de uma eleição geral a outra, foi de 239,92%. A evolução é resultado de ações da Justiça Eleitoral para identificar 100% dos eleitores por meio da impressão digital até 2022. A medida visa prevenir fraudes e tornar as eleições brasileiras ainda mais seguras, impedindo que um eleitor tente se passar por outro no momento do voto. Maior colégio eleitoral Estado com a maior população do país, São Paulo continua a ser o maior colégio eleitoral brasileiro, com 33.040.411 eleitores. O segundo maior eleitorado está em Minas Gerais, que soma 15.700.966 votantes, seguido pelo Rio de Janeiro, com 12.406.394 cidadãos aptos a participar do pleito este ano. O município brasileiro com maior número de eleitores é São Paulo, que reúne 9.052.724 cidadãos em condições de votar. O município com menor número de eleitores é Serra da Saudade (MG), que tem 941 registrados. Grau de instrução Dados referentes ao nível de instrução mostram que a maior parte do eleitorado com registro na Justiça Eleitoral possui ensino fundamental incompleto. São 38.063.892 eleitores que declararam ter essa escolaridade. Outros 33.676.853 eleitores afirmaram ter concluído, pelo menos, o ensino médio. Já os eleitores com ensino superior somam 13.576.117 cidadãos, segundo a base de dados do Cadastro Eleitoral. Essas estatísticas, no entanto, precisam ser vistas com relatividade, uma vez que a informação reflete a escolaridade declarada pelo cidadão no momento do registro eleitoral ou da atualização de seus dados cadastrais. Estado Civil As estatísticas também revelam que 59,6% dos eleitores estavam solteiros no momento do registro/atualização do cadastro eleitoral, num total de 87.760.258 votantes. Já 33,5% se declararam casados, somando 49.306.368 no total. Eleitores com deficiência Ao todo, 940.613 eleitores declararam ter algum tipo de deficiência ou mobilidade reduzida. São cidadãos que comumente precisam de atendimento especial no dia da votação e podem votar em seções adaptadas pela Justiça Eleitoral.

Veja a TV Casa do Ceará - acesse: tvcasadoceara/youtube

15

Agosto/18


acesse o site: www.casadoceara.org.br

Sereia de Ouro escolhe Homenageados de 2018 A Comissão de Seleção do Tr o f é u S e r e i a de Ouro, maior premio privado do Ceará, criado pelo chanceler Edson Queiroz, fundador do G r u p o Ve r d e s Mares, um dos maiores do Ceará e do Nordetste, divulgou, em 24.07, os nomes das quatro personalidades cearenses que serão agraciadas neste ano com a comenda. Foram eles: o empresário Beto Studart, o artista plástico Descartes Gadelha, a ministra do TST Kátia Magalhães Arruda e o médico Manoel Odorico de Moraes.

Agosto/18

16

A solenidade de entrega da 48ª edição do Troféu acontecerá no próximo dia 28 de setembro, no Theatro José de Alencar. Beto Studart preside a Federação das Indústrias do Estado do Ceará-FIEC, Descartes Gadelha tem presença no mundo cultural do Ceará, a Ministra Kathia Arruda tem presença o Yribunal Superior do Trabalho, e o Medico Odorico de Moraes formou-se e fez Medina bo Ceará

Sânzio de Azevedo tomou posse na Academia de Letras do Brasil Foi na Associação Nacional dos Escritores-ANE, em Brasília, em 02.08. a posse do poeta, prof. e escritor Sânzio de Azevedo (Fortaleza) na cadeira n. 2 que fora ocupada pelo escritor amazonense Romeu Barbosa Jobim e que tem como patrono Machado de Assis, na Academia de Letras do Brasil, saudado pelo escritor Edmilson Caminha (Fortaleza). Na mesa, o presidente da Academia, Flávio Kothe e a secretária, Kori Bolívia, No seu discurso de saudação, Edmilson Caminha, traçou a trajetória acadêmica de Sânzio de Azevedo, filho do também acadêmico Otacílio de Azevedo, da Academia Cearense de Letras, e que teve passagem pelo Rio de Janeiro, onde estudou com Afrânio Coutinho, da Academia Brasileira de Letras, em São Paulo, onde foi revisor do Estado de São Paulo, graduando se pela UFC, onde fez concurso para

acesse o site: www.facebook.com/casadoceara

professor e se tornou mestre; Sânzio de Azevedo, com fluência e simplicidade, detalhou toda a vida literária de Machado de Assis, com cronista, romancista, e poeta, bem como lembrou a trajetória de Romeu Barbosa Jobim, em Brasília, com uma vasta produção literária. Na sua posse, estavam os diretores da Casa do Ceará em Brasília: Adirson Vasconcelos (Santana do Acaraú), João Rodrigues Neto (Independência), José Sampaio de Lacerda Júnior (Fortaleza) e JB Serra e Gurgel (Acopiara) além de sra. Raimunda Ceará Serra Azul (Uruburetama), viúva do príncipe dos poetas de Brasília, Henriques do Serro Azul, acompanhada de seus filhos João Henrique e Marcelo Serra Azul, além dos escritores Antônio Peixoto Júnior (Jardim) e José Carlos Leitão (Fortaleza), ex-presidente e ex-diretor da ANE

Ceará em Brasília


acesse o site: www.casadoceara50anos.com.br

Momentos Marcantes na vida do Comendador Albery Mariano Prefácio

Livro Compêndio - 1° Edição

Ao término deste “Livro Compêndio” (Síntese das Revistas – Anos 2011 a 2014), o qual faz parte integrante do contexto alusivo desta obra literária: suas colunas sociais, reportagens, edições, fascículos e capas ilustram as conquistas do autor, que conduz a vida com confiança, esforça e credibilidade. Os vinte primeiros volumes, desta primeira edição, foram selecionadas matérias exclusivas sobre o comendador e autor desta obra, Dr. Albery Mariano, sendo devidamente extraídas dos textos originais. A matéria inicial do livro, é mencionada na reportagem da Revista ALACAN, sendo, na ocasião, o autor, Presidente da Academia de Letras e Artes de Caldas Novas – GO, quando recebeu o valioso Colar José Bonifácio de Andrada e Silva, da ABACH – SP, ocasião em que a ALACAN se preparava para os festejos do Centenário da Cidade. Com relação a publicação referente ao 37º Encontro do Clube dos Pioneiros, este escritor, recebeu a Medalha e o Diploma de Pioneiro das mãos do Presidente Roosevelt Dias Beltrão. Dr. Albery Maria no chegou em Brasília, em 10 de janeiro de 1960, para Construir Brasília, como Capital Federal. A Revista Cult, mídia da Sociedade Goiana, o repórter da Tv Caldas – Denilson Vieira, descreveu: “Caldas Novas tem Academia de Letras e Artes bem atuante, e o atual presidente é um importante colaborador da Cultura local, fez grande doação de peças antigas para o Museu do Casarão.” As Revistas “Performance” de Goiânia, contribuíram para o sucesso de vários eventos, especialmente, com relação às participações do comendador Dr. Albery Mariano e sua esposa, com os destaques.

As Revistas “Viaje sem Fronteiras” Anos 2011 e 2012, a Repórter Adriana Martins, descreve que: “O Comendador é o Benfeitor do Museu do Casarão, construído em 1908 e reverencia o Casarão com as reportagens: “A Mão e a Luva” e a “Fidelidade e a Felicidade”. A Revista Máxima da Sociedade Patense de Minas Gerais, Anos 2012 a 2014, além de presenteá-los com o Troféu, em uma das entrevistas, descreve a trajetória de vida, do casal como uma

Ceará em Brasília

“Litoral do Ceará” e “Minha Musa” A Revista Caldas Novas do Jornal E+ Mais Notícias, comemora os 102 Anos da Cidade Thermal, enaltecendo o Comendador Dr. Albery Mariano, em 12 folhas, com os títulos, abaixo relacionados: • A Grande atuação do Presidente da ALACAN: • O Comendador Saint Hilaire; • O precursor do Casarão e o seu Livro; • Mais de 120 Peças (relíquias), doadas para o Museu; • O belo Hino do Colégio Educador; • O Casal faz doações de mais de Cem quadros da Mãe-Rainha; • O grande colaborador Emérito de Caldas Novas; • O Paraninfo do Livro Caldas Novas 100 Anos, de Cícero Campos; • O Colar Grão Cruz de Pioneiro de Brasília; • Títulos Honoríficos de Cidadãos Caldas-novense; • O Imortal Poema: “JK e Adirson”; • Diploma e Medalha de Pioneiro pelo centenário de JK; • Troféu do Poeta Emérito de Caldas Novas; • O grande Investidor “Cultural e “Imobiliário” de Caldas Novas; • Grandes Homenagens ao Escritor do Poema “Exaltação a Goiás” • O Sócio Benemérito as Casa do Ceará, em Brasília” • O Troféu Persona – Anos “2013 e 2014”. • O Poema Regional “Litoral do Ceará”. A Revista Acontece agradece a imagem e a vista do Padre Robson, em discurso do Comendador, por ocasião da inauguração da Paroquia do Divino Pai Eterno em Caldas Novas. O Comendador Dr. Albery Mariano, fala sobre a entronização da réplica da Imagem de Trindade, momento em que o Casal fez doação das Imagens de São Sebastião e o Quadro da Mãe Rainha para a Paróquia do Divino Pai Eterno de Caldas Novas – Goiás. Na Revista E+ Noticias, com o Título; “Caldas Novas: o Berço das Águas Quentes”, homenageia o comendador Dr. Albery Mariano, como “POETA DAS RIMAS MELODIOSAS”, e destaca com esmero os poemas; “QUEM SOU”?, “Minha Musa”, Exalta os Padrinhos do Casal Daniel e Aline e Outros. Encerrando este Prefácio, a Revista Almanaque; DE-UM-TUDO, DO Escritor Audifax Rios, homenageia o Poeta Dr. Albery, de Santana do Acaraú – Ceará, com a caricatura do Comendador, que despede de sua terra natal:

“A Goiânia do Coração”; “ O Escritor Destaque de 2011 e 2012”; “ O Pioneiro do Município”; “ O Troféu Mulher – Anos 2012 e 2013”; “ Homenagens aos Cidadãos Caldasnovenses”; “ O Visionário das Artes e Cultura”; “ Os troféus Patrocinados pelo Comendador Dr. Albery: - Troféu Persona; - Troféu Mulher; - Troféu Cerrado; - Troféu Pequi; - Troféu Arara; - Troféu Carro-de-boi. “ Capa da Revista Performance – Ano 2014” As Revistas “Troféu Melhores do Ano” de Cícero Campos, nos anos 2011 a 2014, destacaram com as manchetes: • Personalidades Culturais; • Paraninfo e Colaborador de Eventos; Lançamentos do Livro Caldas Novas 100 Anos (Padrinho) • Autores do Hino do Colégio Educador; • Poemas, “Quem sou?” “A flor Lilás” e “Gratidão”; Esse Promotor de eventos, Cícero Campos finaliza dizendo; “O Comendador Dr. Albery Mariano, é um cearense arretado, que tem o coração amoroso do tamanho do Brasil”.

Pr Esp ojeto eci s ais

“Agradeço a homenagem, Deste bom povo Santanense. Vou embora com saudade, Deste rincão Cearense. Despedindo destas Terras, E deste saudoso lugar. Perto da praia eu cresci, E aprendi a amar o mar... História de Coragem, Perseverança, Ousadia, Generosidade, Sabedoria, em 8 folhas, citando Biografias, Reconhecimento de Talentos e Outros, dizendo: “Ele é um Cearense generoso, simples e temente a Deus com vida de luta, sucessos e poesias”. Foram relembradas as viagens pelos 4 Continentes, incluindo o Egito, um dos países mais exóticos do mundo e laureados como Destaque Nacional Brasileiro. A Revista Troféu Persona, da idealizadora Ivone Silva, prestou-lhes homenagem com o Troféu Ano 2012, e agradece a Deus por tudo o que acontece em suas vidas. Foi encerrado esse evento, com a declaração do Poema;

Amo a esposa, Amo a família, Amo a Deus, E ao Ceará. Oração e Agradecimento: Salmo n° III “Mas tu, ó senhor me proteges, Como um escudo. Te me dás a vitória E renovas a minha coragem. ” Obrigado Senhor Jesus, por tudo, por tudo e por tudo...

Veja a TV Casa do Ceará - acesse: tvcasadoceara/youtube

17

Agosto/18


acesse o site: www.casadoceara.org.br

Página da Mulher Envelhecer com grandeza Regina Stela (*) Um dia você vai envelhecer. Como eu também. Impreterivelmente. Estas carnes rijas, lisas, fortes, serão flácidas, fracas, encolhidas. O caminhar lépido, rápido e seguro, amanhã será moroso, tardo, trôpego. A despeito da medicina, a despeito da gerontologia, a despeito de Ana Aslam, dos estudos e das pesquisas, do “kH3”, das vitaminas para suprir os estados de carência. De tudo o que faça frente à deficiência da atividade das funções orgânicas. Mesmo que se atenuem os processos de esclerose, a ciência tente retardar com tratamentos em clínicas especializadas, a velhice chegará, irremediavelmente. Melancólica e surpreendente, a velhice bate à nossa porta e chega. Não pelo envelhecimento em si mesmo, preço exigido por uma vida longa que se pagaria vinte vezes, cinquenta mil vezes, mas pelo que ela acarreta de não aceitação, de protesto mudo, de fuga, de medo, de tentativas vãs em alcançar o impossível. E são os olhares dolorosamente magoados frente ao espelho, os cremes, os cosméticos, as máscaras escondendo a falta de viço, a ausência de brilho no olhar. Sob as mechas, os fios dourados, resultado de uma manhã ou uma tarde inteira, entregues ao fado de esconder, os cabelos brancos aguardam a vez de retornar. Em volta dos olhos, as rugas insistem em pintar arabescos e é tragicômico, a cada novo dia, cada traço novo que aparece. Esta força, esta energia, esta vibração, um dia vão desaparecer, e esta perspicácia, esta argúcia e intuição, e a clarividência dos fatos, darão lugar à calma e à serenidade da velhice. Imperativos. A musculatura enfraquecerá. As articulações ficarão gastas. A visão perderá sua acuidade e se pedirá com uma certa humildade que se repita uma vez mais a frase dita já pouco, tal a dificuldade em acompanhar o ritmo da conversa. Fraca a memória, logo esquecerá onde ficou o livro, a chave, os “trocados”, e a mesma história se contará dez vezes, tantas quantas vezes a paciência do interlocutor suportar, sem nada dizer. Se o irremediável se avizinha, que se esteja pronto a pagar o tributo tanto quanto aqueles que vieram antes de nós, procurando não sofrer. Da história da minha vida tiro minha lição. Lei da natureza, o rio não volta à nascente, impetuoso, se atirando às margens, descendo, correndo, vai seguindo seu rumo, esquecido das origens, formando rodamoinhos, encachoeirando-se, vencendo barreiras na sua pressa de chegar. Na sombra, escondida, num recanto da serra, a nascente ficou, de longe, seguindo seu pequenino rio, antes fraco e tênue fio d´água, agora forte e caudaloso. Se é assim tão drástica e irrevogável a lei, por que não se conscientizar, desde logo, que na vida tudo vai passando rapidamente? Os mais moços, preocupados com as aspirações e os interesses não se voltam na trilha que encetaram. Eventualmente, estarão presentes assistindo os mais velhos, num instante decisivo, mas nunca como uma constante. Por que não, desde agora, iniciar o treino do desprendimento e do dar sem pedir? Pode exigir o sol a volta do seu raio? Quase se pede desculpas por se estar envelhecendo. No entanto, em envelhecer, a prova de uma experiência e de um equilíbrio que só os anos dão. O fruto colhido. A caminhada lenta, tranquila, mais certa dos passos que se dá. E o arrobo, e a paixão, de tão vividos, se aquietaram, mudados em lembranças e dados em sorrisos aos mais moços. Complacência. Grandeza em envelhecer! Na certeza das marcas que se deixou pelo caminho, numa vida que se prolongou e se desdobrou em anos. Na certeza do que se tem para oferecer. Na consciência do que se juntou. Na convicção de um tempo intensamente sentido e vivido. Na grandeza de ter sabido amar e de ter sido muito amado. (*)Regina Stella (Fortaleza), jornalista e escritora

Agosto/18

18

Casa do Ceará marca presença na 4ª Bienal do Livro em parceria com Academia de Taguatinguense de Letras

Leituras IX Raízes de Luz: Redenção e Acarape Paulo Gurgel Carlos da Silva (*)

Escritores, João Batista, Carlos Aguiar, João Bosco Serra e Gurgel, Gustavo Dourado e Osmar Alves de Melo.

Presidente de Honra da AQQB, Carlos Aguiar, escritor, Marcondes Sampaio, Padre, José Maria da Silva Mourão, escritores, João Batista Pontes, Maria Félix Fontele, João Bosco Serra e Gurgel, Gustavo Dourado, Osmar Alves de Melo e a Superintendente da Casa do Ceará, Antônia Lúcia Guimarães.

A Casa do Ceará em Brasília marcou presença na 4ª. Bienal do Livro de Brasília, realizada no Centro de Convenções do Distrito Federal, de 18 a 26 de setembro, em parceria com a Academia Taguatinguense de Letras, com quem se aliara na Feira do Livro do Pátio Brasil. A Casa do Ceará convocou os escritores cearenses de Brasília a participar da Bienal, entre eles, Adirson Vasconcelos (Santana de Acaraú), o historiador de Brasília, Osmar Alves de Melo (Iguatu), Antônio Carlos Aguiar (Sobral), JB Serra e Gurgel (Acopiara), Marcondes Sampaio (Uruburetama), Regina Stella Studart (Fortaleza), João Bosco Bezerra Bonfim (Nova Russas), Luís Martins (Nova Russas) João Batista Pontes (Nova Russas), Edmilson Caminha (Fortaleza), José Jarbas (Fortaleza),Geraldo Ananias (Santana do Acaraú. Por compromissos assumidos, anteriormente, nem todos compareceram. Já o presidente da Academia Tagatinguense de Letras, Gustavo Dourado, (Ibiritá/Irecê/BA)) aproveitou a oportunidade para lançar se novo livro, Cordelos, com apresentações de Vladimir Carvalho e Márcio Catunda, homenageando inclusive os cearenses Gerardo Mello Mourão (Ipu), Patativa do Assaré (Assaré) e Rachel de Queiroz. Na orelha direita do livro, Márcio Catunda escreveu com propriedade: “Gustavo Dourado narra uma história da literatura portuguesa em cordel fluente e arrebatador”. Gustavo dedicou o livro a Maria Félix Fontele, Elias Francisco Fontele Dourado, Gustavo Fontele e Yon Dourado, bem como aos seus pais Ulisses Marques Dourado e Edelzuita de Castro Dourado. No seu discurso, comemorou o Dia Nacional do Folclore, e o reconhecimento pela UNESCO do folclore como patrimônio imaterial do povo brasileiro. Ressalto a presença no espaço da Academia de representações de diversos grupos culturais de Brasília, especialmente de Taguatinga, Ceilândia, Samambaia, Riacho Fundo, Gama. Pela Casa do Ceará marcaram presença o presidente Osmar Alves de Melo, os diretores José Sampaio de Lacerda Júnior, JB Serra e Gurgel e Vicente Magalhães, os escritores João Batista Pontes e Marcondes Sampaio, a Superintendente da Casa, Antônia Lúcia Guimarães (Riachinho/mg) e o padre José Maria da Silva Mourão (Viçosa do Ceará), vigário da Paróquia Santa Mãe de Deus de Samambaia) e o prof. Sergio Waldeck de Carvalho.

acesse o site: www.facebook.com/casadoceara

Os dois municípios, Redenção e Acarape, se conectam pela rodovia CE 060 como se um dos municípios fosse o prolongamento urbano do outro. Guardam as mesmas características do solo, fértil e propício ao cultivo da cana-de-açúcar, assim como os mesmos referenciais hídricos, que são as águas originárias do rio Pacoti, de seus afluentes e o represamento delas a jusante no açude Acarape do Meio. Origem e formação de Redenção Primitivamente, o nome Acarape designava a sede de Redenção. Suas origens remontam ao século XVIII, quando ali se instalaram os primeiros agricultores, beneficiários das vastas e fecundas terras da região. Ainda pertencente à Vila de Baturité, Acarape (atual Redenção) passou a ter o seu distrito policial, cujo registro guarda como instrumento de apoio o Ato Provincial de 18 de março de 1842. Em 1868, Acarape foi desmembrada de Baturité e elevada à categoria de Vila. A elevação à categoria de Vila provém da Lei nº 1.255, de 28 de dezembro de 1868, com a instalação do Poder Municipal em 28 de agosto de 1871. Pelo pioneirismo na libertação dos escravos no Estado do Ceará, foi outorgado a Acarape o nome de Redenção. A elevação à categoria de Município provém da Lei Provincial nº 2.167, de 17 de agosto de 1889, com o nome outorgado, memória rediviva da redenção do negro no Ceará. Origem e formação de Acarape O atual município de Acarape foi o antigo povoado de Calaboca (ou Cala Boca). Ainda modesto, o povoado de Calaboca quis então homenagear suas origens, e passou a chamar-se Acarape a partir de 1926. Antes, porém, desse fraternal e justo acontecimento, a povoação de Calaboca recebeu do acaso a cota de benefício pelo qual foi responsável a Ferrovia Fortaleza-Baturité. Esse benefício constou da Estação Ferroviária, construída pela Companhia e inaugurada a 26 de outubro de 1879. O povoado, então, despertou de sua longa apatia, e pequenos comerciantes se estabeleceram na localidade. Com isso, a população do povoado rapidamente cresceu. Ao chegar o momento oportuno, seus moradores se arregimentaram, requereram e obtiveram a elevação do povoado à categoria de Vila, tendo como instrumento de apoio a Lei nº 2.376, de 18 de setembro de 1926, ganhando, também, a mudança de nome para Acarape. Sua elevação à categoria de Município, já com a denominação atual, provém da Lei nº 11.308, de 16 de abril de 1987. Com a desativação do trem de passageiros em 1988, a estação fechou. Por alguns anos, abrigou a Secretaria de Cultura de Acarape. (*) Paulo Gurgel Carlos da Silva (Fortaleza), médico, da Academia dos Escritores Médicos do Ceará, blogueiro nas horas vagas com Entrementes e Linha do Tempo, recém chegado de um tour por Portugal e Espanha

Ceará em Brasília


acesse o site: www.casadoceara50anos.com.br

Leituras X

O Humor Negro e o Branco Humor Pegando de surpresa

A loira vai ao médico e ele pergunta: - Mas eu te disse para tomar o remédio às 9:00, por que você tomou às 6:00? A loira responde orgulhosa: - Doutor, eu tomei às 6:00 para pegar as bactérias de surpresaaa!

Sem aviso

A mulher chega para o marido e fala: - Amor, temos que avisar nosso filho para não se casar com aquela bruxa que ele namora! Marido responde: - Não vou dizer nada, quando foi a minha vez ninguém me avisou...

Que pesado!

A loira passeava pelo shopping quando, de repente, encontra uma velha conhecida: - Nossa, maravilhosa! Como você emagreceu! - Pois é… perdi quinze quilos! Eu tive de extrair um rim! - Credo! Eu não sabia que um rim pesava tanto…?????

O diabo

Joãozinho pergunta para o pai: - Pai, você é o diabo? - Claro que não! Por que você está me perguntando isso? - Porque quando você sai, minha mãe grita para o vizinho assim: “Pode vir que o chifrudo já foi!”

Dois defuntos

Certo dia dois homens estavam caminhando pelo cemitério quando viram escrito na lápide: “Aqui jaz um político honesto e profissional competente”. Um deles vira para o outro e pergunta: - Ué! Desde quando estão enterrando duas pessoas juntas na mesma cova???

Aviso

A mulher avisou ao marido que agora só ia dormir de calcinha preta. O marido perguntou: - Calcinha preta? Ela respondeu: - Pinto morto, perereca de luto!!!

Papai cagão

Joãozinho perguntou para a mãe dele: - Mamãe, o papai ainda faz cocô na cama? - Não, meu filho, por que você está me perguntando isso? - Por que ontem à noite ouvi você dizendo “nossa, você com essa merda mole de novo”???

Árabe no médico

- Qual o seu nome? - Abu Adidalah Sarafi. - Sexo? - Quatro vezes por semana. - Não, não! Homem ou mulher? - Homem, mulher… algumas vezes camelo também...

Ceará em Brasília

Culinária

Os Cearenses nas Cozinhas de Brasília

Bar dos Cunhados Pedro Prado e Paulo Prado Donos (Hidrolândia) Garçons: Raimundo Vieira(Viçosa do Ceará), Edmilson Bezerra,(Poranga), Johnson de Souza (Santa Quitéria). CLN 115 BL B lj 21- Asa Norte 70772-520 - Tel (61) 32747805. Bar dos Cunhados no Tênis do Iate Clube Damázio Prado (Hidrolândia) arrendatário – 337988763 Setor de Clubes Esportivos Norte Trecho 2 Conj 4 CEP -70800120 Bar dos Cunhados Veleiro no Iate Clube Antônio Prado (Hidrolandia) arrendatário 3329 8761 e 3323 4207 Bartolomeu SHCSQuadra 409 bloco C loja 06 - Asa Sul 70257-180- 3442 1169 - Chefe de Cozinha: Maitre Wellington (Ipu), Maitre e sommelier: José Felismino(Cintra Netro) (Fortaleza), Cozinheiros: Francisco Leonardo Nascimento (Bela Cruz) e José Alex Facundo de Almeida (Boa Viagem) Beirute Sul Proprietário Francisco Marinho(Ipu) SCLS109 Bloco”A” Loja 2/4 – Asa Sul /3244 1717 Beirute Norte Maitre Bartolomeu Marinho(f.cearense, Brasília) Coco Bambu – Frutos do Mar Gerente Geral EilsonStudart (Fortaleza) Diretores: Beto Pinheiro (Fortaleza), Daniel Sherrabe e Hegel Barreira (Fortaleza) Gerentes Fábio Pereira de Sousa( Viçosa)-CE e Raimundo Auzivan Pinheiro ( Milhã) SCES Trecho 02, Conjunto 36, Parte CÍcone Parque - 70200-002 Tel3224 5585 Brasília Shopping Endereço: Setor Comercial Norte Q 5 Bloco A Brasìlia shopping Lojas 2w, 3w, 4w - Asa Norte, Brasília - DF, 70297-400 - Telefone:(61) 3038-1818 Coco Bambu Aguas Claras Localizado em: DF Century Plaza - Endereço: Rua Copaíba, 1 Águas Claras, Brasília - DF, 72010-110 - Telefone: 3262-0559 Baby Beef Rubaiyat - Brasília Maitres: José Itamar Ferreira Gomes (Acaraú), Silva (Ubajara) e Manoel Adilson Rodrigues (Jijoca), Garçons: Luis Neto Alves Sobrinho (Acopiara) e Antenor Neto Rodriges (Ibiapina), barmen: Doniseti Ferreira Chaves (Ibiapina), Hernandes Freitas (Jijoca) e Gleison Ferreira da Silva (São Benedito), Recepcionista Viviane Bezerra da Silva (Ipueiras). - SCES – Setor de Clubes Esportivos Sul, Trecho 1, lote 1 A - Asa Sul - Tel 61. 3443.5000 Dom Francisco SCS 402 Bloco B Loja 09, 3224 1634 3226 1816 Gerente: Wilton Melo (Ipu); maitre : Valdemir Alves Souza (Sobral); garçon: Evandro Magalhães (Santa Quitéria) Dom Francisco ASBAC SCES Trecho 02 Conj 3226 2005 3224 8429 3223 5679 Garçons: Iran Matos (Independência), Antônio Melo (Independência) Antônio José Barbosa (Monsenhor Tabosa). Elisimar Barbosa Oliveira (Monsenhor Tabosa); barman Francisco Ricardo Ferreira Gomes (Nova Russas); cozinheiros: Romário Vieira Barreto (Tauá) e Francisco Dermival dos Santos (Nova Russas). Dona Graça Maitre – Carlos Ângelo Veras (Viçosa do Ceará) casa 15 Vila PlanaltoTel 3032 1062 - 70804-270 Feitiço Mineiro Garçons: Robero Rodrigues Araújo (Tamboril), Paulo Cesar Lima da Silva (Tamboril). Antônio Fernandes Neto (Tamboril). João Batista (Ubajara), Edson Lima (Ubajara) e Leonardo Biano, filha de mãe cearense. -SHCN CL Qda. 306 Bloco B Lojas 03,45 e 41 3272-3032 / 3347 5751 / 99983 4852 Forneria Parole Maitre Antônio Carlos de Souza (Guaraciaba do Norte); garçon: José Gerardo de Azevedo (Guaraciaba do Norte); cozinheiros, pizzaioloSinobilinoBezerra Neto (Tauá) QI 9/10 Comércio Local Loja 39 Lago Norte - 3368 3337 Gero Gerente: Célio Freitas (Hidrolândia) Maitre:Alexandro Araújo Nascimento (Itarema) cozinheiro: João Moura Rodrigues (Itarema) - SHIN C 04 Lote A Loja 22 Térreo Iguatemi - 3577 5522 8110 0209

Galeteria Beira Lago Proprietário João Miranda Lima (Ipueiras) - Gerente José Afonso Miranda Lima (Ipueiras). Maitre: Raimundo,Chaves de Carvalho (Nova Russsas) garçons: Helio Martins de Melo (Nova Russsas) e AntonoAlcimario (Pereiro(, churrasqueiro: Valdemar Araújo de Souza ; serviços gerais: Joaquim Rodrigues Ferreira (Nova Russas) - SCES Trecho. 02 conjunto 33, ao lado do PIER 21 Ki Filé Maitre – Maitre,Roberto Cavalcante (f.Cearense), Chefe de Cozinha, RaimundoCavalcante (Sobral). GerenteEduardo Vasconcelos (f.Cearense), garçons: Francisco Souza (Sobral) e Raimundo Mourão (Nova Russas), cozinheiro: Francisco Ferrreira (Granja) 405 Norte, bloco A - lojas 55/65/69 - (61)3274-6363 Le Palace Proprietário: Edilson Aguiar (Sobral); Cozinha: Marilza / Regina (Camocim); Garçom: Zé Vanildo (Sobral) - Especialidade: Picanha na chapa; Pratos da terrinha: Carne de sol, baião de dois, panelada, rabada, sarapatel, peixada; Q-04 Conjunto J Lote 60 Planaltina-DF (em frente à Feira de Confecções de Planaltina) - 33897000 Libanus Proprietário Narciso Marinho (Ipu) - SCLS 206, Bloco “C”,loja 36 – Asa Sul / 3244 9795 - Endereço: Vitrinni Shopping - Rua 14 Norte, 135 - Águas Claras, Brasília - DF, 71910-000 Telefone: (61) 3382-0444 Moqueca do Chefe 404 Norte, Bloco B, Loja 2 3201 5204 - Dono e Maitre – Francisco Holanda (Cascavel) Garçonete Maria Pereira (Beberibe) Moranguim Chefe de Cozinha Francisco da Silva (Icó) SHIN QI2, Área Especial, Quiosque 14, Lago Norte - 21947641 Em frente a loja do Pão de Açucar. New Koto (comida japonesa) SQS 212 loja 20 - 3346 9668 - Garçons: Francisco Olavo Aprigio, Francisco Antônio Souza, Gelinaldo Brito e Genildo Brito, todos de Guaraciaba do Norte, José Wilson (Boa Viagem), cozinheiro José Aurélio (Sobral), sushiman Joao Carlos Nascimento e o ajudante dele, Eridam Lopes e o ajudante de cozinha Francisco Alan, todos de Guaraciaba do Norte Oxente Carne de Sol Q 04, Conjunto J ite, Vila Buritis, Planaltina DF, 3389, 4005 - Copeiro Francisco das Chagas Aguiar (Sobral) Pizzaria Primu’s Grill Dono: Chico Élcio (Sobral) - Quadra 4. Conj, A Lt 60 – 9627 6430 Planaltina - 73.300-000; Praliné SCLS 205 Bloco A – Loja 03 – ASA Sul 70.235-510 – 3443 7490, 3443 7090 - Garçons – Raimundo Viana (Crateús), José Osmar Gabalia (Sobral),. Caixa:Eliane Paiva (Groaíras) Recanto do Norte Donos: Eudes Braga Mesquita e Antônia (Toinha) Celeste Jorge Mesquita (Santa Quitéria) 409 Norte, Bloco B, Loja 65 – Tel 3271 8722 Restaurante Central Proprietário: José Maria Aguiar (Sobral); Churrasqueiro e especialista em pratos e tira gostos especiais: Titico (Sobral).Especialidades: Self service, caldo de mocotó, sarapatel; Aos Sábados: Feijoada. Praça de Alimentação da Feira de Confecções de Planaltina-DF - 96313335 (Vivo) 92322855 (Claro) Restaurante Nordestino Dono: Francisco Valdenir Machado Elias(Independência) ; Gerente Thiago Machado (f.cearense) cozinheiro. João Batista Souza Sampaio (Sobral) - 3ª. Avenida Área Espcial S/N Mercado do Núcleo Bandeirante boxes 13/15/17 71710-350 - 98147 0585 3021 4577 Santana Dono: Adonias Santana (Independencia) Manuel Messias Lima da Silva (Ipu) cozinheiro; Marco de Oliveira (Nova Russas) - CNA 03 Lote 08 Lojas 01 e 02 Taguatinga Norte – 72110 035 - Tel 3563 4674 Silvio’s Bar e Restaurante CLN 114 Bloco D Loja 56 Tel 33495650 Maitre e proprietário: Silvio Ronaldo (Boa Viagem) Taperas Restaurante Maitre – Francisco Tadeu de Oliveira (Iguatu) Sobreloja do Garvey Palace HotelTel 33 28 4265 Verde Perto Proprietário Carlos Pontes (Nova Russas) - EPTG Chácara 56 sentido Taguatinga-Guará (ao lado do Posto de Polícia) 3567 8217

Veja a TV Casa do Ceará - acesse: tvcasadoceara/youtube

19

Agosto/18


acesse o site: www.casadoceara.org.br

Casa do Ceará recebe 510 quilos de alimentos do Iate Clube de Brasília para a Pousada Chrysantho Moreira da Rocha.

Superintende da Casa Antônia Lúcia Guimarães, Diretor Jurídico João Rodrigues Neto, Diretor Administrativo-Financeiro José Sampaio de Lacerda Júnior, Comodoro do Iate Clube Rudy Finger, 2° Vice-comodoro, Celina Mariano e Dra. Marili Amorim.

Diretor Administrativo- Financeiro José Sampaio de Lacerda Júnior, Diretor Jurídico João Rodrigues Neto e Sra.. Marili Amorim e Superintende Antônia Lúcia Guimarães.

A Diretoria da Casa do Ceará em Brasília, representada pelo Diretor Administrativo-Financeiro José Sampaio de Lacerda Júnior (Fortaleza), pelo Diretor Jurídico João Rodrigues Neto(Independência) e Senhora Marili Amorim e pela Superintendente Antônia Lúcia Guimarães (Riachinho/MG) compareceram ao evento realizado pelo Iate Clube de Brasília em 09.08 para receber doação de 510 quilos de alimentos com entidades beneficentes que prestam serviços sociais a comunidade carente do Distrito Federal, entre elas a Pousada Chrysantho Moreira da Rocha, da Casa, que e referência na assistência social aos idosos e se credenciou como entidade de assistência social e braço da filantropia da Casa. Foram distribuídas cerca de 5 toneladas de alimentos com as entidades Centro Espírita André Luz, Creche

20

Agosto/18 12324.30.2_ANUNCIO_BP_25x15cm.indd 1

Diretor Jurídico da Casa do Ceará e Conselheiro do Iate Club. João Rodrigues Neto, Superintendente da Casa Antônia Lúcia Guimarães, representante do Meliã Brasil 21, Daniel Santos, Diretor Adm. Financeiro da Casa do Ceará, José Sampaio de Lacerda Júnior e o Comodoro do Iate Clube Rudy Finger.

Renascer – Escola Tio Pedro, Creche Menino Jesus, Rede Solidária do Amanhã, ASLOI, Instituição Vicky Tavares Vida Positiva, Casa Do Ceará, Fundação CLDF, Ambiente Associação Estrutural, Sociedade Cristã Maria e Jesus Nosso Lar e Obras Sociais Consolador. Os alimentos foram arrecadados na 4ª edição do evento Iate In Concert 2018 realizado no último dia 30 de junho na Orla do Clube, que teve a apresentação da Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional liderada pelo maestro Cláudio Cohen. O Comodoro do Iate Clube, Rudy Finger, ressaltou a importância do evento que tem como objetivo contribuir com as entidades que prestam serviços relevantes a comunidade. A Casa do Ceará foi patrocinada pelo Hotel Melia Brasil 21, que estava representado pelo executivo Daniel Santos e indicada pelo Iate que tem em seu qua-

acesse o site: www.facebook.com/casadoceara

Diretoria do Iate Club e os patrocinadores do In Concert 2018

dro de Conselheiros natos, o senhor João Rodrigues Net, também diretor da Casa. Além da distribuição de alimentos com as entidades, foram distribuídas 55 cestas básicas com os funcionários mais carentes da instituição. Os alimentos recebidos pela Casa do Ceará serão utilizados na Pousada Crysantho Moreira Rocha, Instituição de Longa Permanência para Idosos que tem capacidade para acolher 21 pessoas. O diretor Lacerda Júnior agradeceu a doação em nome do presidente da Casa, Osmar Alves de Melo,justificando sua ausência, e ressaltando que a Pousada Chrysantho Moreira da Rocha é unidade de referência da Casa e qualifica sua ação de assistência social e de filantropia.

Ceará em Brasília

2/5/18 12:09 PM

Profile for shadown shadown

Jornal da Casa do Ceará  

Jornal da Casa do Ceará  

Profile for shadown21
Advertisement