Page 1

5

Ceará em Brasília Jornal Casa do Ceará

www.casadoceará.org.br

DEVOLUÇÃO GARANTIDA

CORREIOS

Ano XXIX - Ed. 310 de Abril de 2018

Foto: Rayanne Alves dos Santos

Os associados da Casa do Ceará aprovaram a prestação de contas referente ao exercício de 2017 na Assembleia Geral Ordinária e Extraordinária de 22.03. Leia mais na pág. 10

Leia nesta edição

Fotos: Hermínio Oliveira Fotos: Hermínio Oliveira

Editorial, pág. 2 Expediente, pág. 2 Espaço Luciano Barreira, pág. 2 Conversando com o Leitor, pág. 2 Samburá Avenida Beira mar, pág. 3 Tribunal de Justiça inaugura Fórum da Comarca de Iracema, pág. 4 Projeto cobrirá Castanhão de placas fotovoltaicas, pág. 4 Governo do Ceará quer prioridade para a refinaria, pág. 4 Anuncio de José Lírio de Aguiar, pág. 4 Preparativos para o sucesso do Arrariá da Casa do Ceará em 16.06, pág. 5 Nova Atração /Prefeitura diz que roda-gigante não se chamará “Os Óio de Iracema”, pág. 5 Anúncio do Uniceub pág. 5 Leituras I - artigo de Fernando Milfont, pág. 6 Educação/Ceará comemora 10 anos das Escolas Estaduais de Educação Profissional, pág. 6 Leituras II - artigo de Wilson Ibiapina, pág. 7 Indaiá Minalba adquire o negócio de águas da Nestlé Waters no Brasil, pág. 7 Ceará quer atrair atenção de investidor japonês na laminação de aço, pág. 7 Leituras III - artigo de Gonzaga Mota, pág. 8 Ceará vai usar água do mar para consumo, pág. 8 Leituras IV - artigo de JB Serra e Gurgel, pág. 9 Instituto Literário Viçosense entregará Medalha dos 181 anos do Brigadeiro Tibúrcio, pág. 9 Anúncio da Casa do Ceará, pág. 10 Anúncio de M. Dias Branco, pág. 11 Leituras V e VI - a poesia de Marcos Catunda e Sânzio de Azevedo, pág. 12 Pecém faz 16 anos e busca novas rotas para EUA e Europa , pág. 12 Leituras VII - artigo de Edmilson Caminha, pág. 13 René Barreira e Ítalo Gurgel lançam livro A Universidade que vivi, na Reitoria , da UFC, pág. 13 Leituras VIII - artigo de João Soares Neto, pág. 14. 17 das cidades mais violentas do mundo estão no Brasil, Fortaleza é a 7ª, pág. 14 Pesquisa revela que 58% dos brasileiros não se dedicam às próprias finanças, pág. 14 Leituras IX - o artigo de Cássio Borges, pág. 15 Beach Park investe R$ 15 milhões em nova atração, pág. 15 Audiência da Ouvidora do TJCE em Aracati, pág. 15 Governador anuncia aumento de 1,87% do PIB do CE em 2017, quase o dobro da média nacional, pág. 16 Anúncio da Nacional Gás, pág. 16 Os momentos marcantes na vida do Comendador Albery Mariano, pág. 17 Página da Mulher - Artigo de Regina Stela, pág. 18 Leituras X - artigo de Fábio Ibiapina, pág. 18 Leituras XI - Humor Negro e Branco Humor, pág. 19 Os Cearenses na Cozinha de Brasília, pág. 19 Anúncio do Beach Park, pág. 20

Edson Neto

Edson Neto e Eunício

Abelardo Gadelha

Abelardo, Ministro José Coelho e Edson Neto

Ibiapina e Edson Neto

Ceará comemora 10 anos das Escolas Estaduais de Educação Profissional. Leia mais na pág. 06


acesse o site: www.casadoceara.org.br

Edi t o r i a l

A violência virou uma praga no Ceará, pior do que a seca. Não tem solução. Não depende de chuva. Nem de São José. O anuncio de que seria criado um centro de inteligência da polícia federal no Estado não adiantou de nada. A resposta foi com mortes, incêndios e destruições. Não aceitam o bloqueio de celulares e nos presídios, redução de encontros íntimos e transferências para prisões de segurança máxima. Dobraram as ameaças. O problema não é só do Ceará. E de todos os estados, uns mais e outros menos. O Ceará integra a rota internacional do tráfico e ponto. Muita barbaridade vai acontecer. Não há por parte do governo central nem uma firmeza. Criaram um Ministério da Segurança Pública, sem coração nem alma, sem verbas nem projetos, sem planos e sem ações. É grave: há quem torça para que os bandidos ganhem a guerra. É bem maior a torcida dos que querem que os bandidos se lasquem, mas tá difícil. Comandos e facções, traficantes e milícias, estão desafiando não o Estado do Ceará mas o Estado brasileiro e as respostas atem sido pífias. Os violentos tem desestabilizado o Estado. Falta credibilidade do poder central para achar uma saída. Inácio de Almeida (Baturité) Diretor Expediente

Fundada em 15 de outubro de 1963 Fundadores – Chrysantho Moreira da Rocha (Fortaleza) e Álvaro Lins Cavalcante (Pedra Branca) Diretoria Presidente - Osmar Alves de Melo (Iguatu): Estênio Campelo Bezerra (Crateús) 1º vice; Adirson Vasconcellos (Santana do Acaraú), 2º vice; José Sampaio de Lacerda Júnior (Fortaleza), Administração e Finanças; José Aldemir Holanda (Baixio) Vicente Magalhães (Aurora), diretor de Educação e Cultura; Francisco Machado da Silva (Pedra Branca), Saúde; JB Serra e Gurgel (Acopiara), Comunicação Social, Carlos Euler Currlin Perpétuo (Joinville/SC) Maria Djanira Gonçalves Brito (Aurora), Promoção Social, e João Rodrigues Neto (Independência), Jurídico. Conselho Fiscal Membros efetivos: Evandro Pedro Pinto (Fortaleza) presidente, José Ribamar Oliveira Madeira (Uruburetama), José Colombo de Souza Filho (Fortaleza) ( Itapipoca); Membros suplentes: José Aldemir Holanda (Baixio). Maria Aurea Assunção Magalhães (Fortaleza) e Lúcia Maria Percy Bastos (Matias Olimpio/PI) Jornal da Casa do Ceará Fundador e Editor Emérito - Lúciano Barreira (Quixadá) Conselho Editorial Adyrson Vasconcellos (Santana do Acaraú), Ary Cunha (Fortaleza), Carlos Pontes (Nova Russas), Edmilson Caminha (Fortaleza), Egidio Serpa (Fortaleza), Frota Neto (Ipueiras) Geraldo Vasconcelos (Tianguá), Gervásio de Paula (Fortaleza), Haroldo Hollanda (Fortaleza), Jorge Cartaxo (Crato), J. Alcides (Juazeiro do Norte), José Jézer de Oliveira (Crato), Luís Joca (Fortaleza), Marcondes Sampaio (Uruburetama), Milano Lopes (Fortaleza), Narcélio Lima Verde (Fortaleza), Paulo Cabral Jr. (Fortaleza), Raimunda Ceará Serra Azul (Uruburetama), Roberto Aurélio Lustosa da Costa (Sobral) e Tarcisio Hollanda (Fortaleza). Diretor Inácio de Almeida (Baturité) Editores JB Serra e Gurgel (Acopiara) e Wilson Ibiapina (Ibiapina) serraegurgel@gmail.com / zewilsonibiapina@gmail.com Editoração Eletrônica: Vanessa Gonçalves Campos Distribuição: Antônia Lúcia Guimarães Circulação: apoio da ANASPS O jornal não se responsabiliza por textos assinados. Banco de dados com apoio da ANASPS - Brasília – DF SGAN Quadra 910 Conjunto F - Asa Norte | Brasília-DF CEP 70.790-100 | Fone: 3533 3800 Email: casadoceará@casdoCeará.org.br / www.casadoceará.org.br

Abril/18

2

Espaço Lúciano Barreira Pressa

Vai logo, Zé, corre lá no aeroporto para pegar o americano que tá chegando, - Mas qual é o nome dele? - Tá no final do e-mail, Zé corre lá. NO final do e-mail estava escrito : Sr. Best Regards.

O médico ao paciente

Você devia saber que se não beber você prolonga a sua vida. Eu já descobri isso, doutor. Uma vez eu fiquei umas semana sem beber e, acredite, pareceu um ano

Emprego fuleiro

O emprego mais fuleiro da humanidade é, sem dúvida, o de dubladora de efeitos sonoros de fime pornô; Fui!

Supresa

Andava numa rua escura quando aparece um ladrão que grita: - O dinheiro ou a vida! Eu respondi? - Sou casado seu imbecil, que dinheiro, que vida? Nos abraçamos e choramos juntos. Fui muito bonito

O preço das coisas

Cerveja: No bar R$5,00 Na zona: R$ 20.00

Uisque No bar: R$ 15,00 Na zona: R$ 50,00 Gasolina: Na Venezuela R$ 0.20 Na BOlivia, R$ 1,10 Nos Estados Unidos: R$ 1.30 Na zona: R$ 4, 20

Feira da Foda

De a 9 a março, realizou-se e Portugal a II Feira da Foda, uma pequena freguesia portuguesa na fronteira com a Espanha. Foda, não é o que você está pensando, ,seu descarado, mas foda é como lá se chama o cordeiro assado. Um fodão!

O juiz pergunta ao réu:

Idade? - 35 anos; - E casado? - Sim - Com quem? - Com uma mulher O juiz irritado: - Conheces alguém casado com um homem? - Sim - Quem? - A minha mulher.

PQP

Houve um tempo em que ser puta , drogado e bandido era motivo de vergonha, Hoje puta é profissão , drogado é mente aberta e bandido é vítima da sociedade

Conversando com o Leitor + Recebemos Osmar Parabéns pela resistência (a resistência sua e a resistência da Casa do Ceará e de seu jornal). Você recebe meus artigos? Gosto muito do jornal (e agradeço-lhe a remessa) mas falando como ex-jornalista (você se lembra de nosso Diário do Povo?), sugiro pensar numa diagramação mais ágil, menos amontoada. E não se esqueça de que há muitos velhos, como nós, lendo-o. Estou procurando retomar o contato com o Inácio de Almeida. Você tem o e-mail dele? Abraços, Roberto Amaral Agradecemos as considerações. + Recebemos o Jornal da Associação Nacional de Escritores, de março de 18, com artigos de Ronaldo Cagiano, Flávio R. Kothe, Danilo Gomes M. Paulo Nunes, Edmilson Caminha sobre Evaristo de Oliveira, do Correio Braziliense, Rogerio Faria Tavares, Emanuel Medeiros Vieira, João Carlos Taveira, Vera Lúcia Oliveira, Valfredo Melo e Souza, Luiz Serra, Marcelo Torres, Guido Bilharinho Salomão Sousa, Clovis Rossi. Escobar Franelas. Enéas Althanazio. Jeová Santana e as poesias de Jolimar Correa Pinto, Noelia Ribeiro, Esmerino Magalhães Júnior e Noelia Ribeiro. + Recebemos Política Brasileira, Caminhos, do prof. F. Itami Campos, pernambucano mas cidadão goiano, doutor em Ciência Política, Universidade de São Paulo, Mestre e

acesse o site: www.facebook.com/casadoceara

Ciência Política, Universidade Federal de Minas Gerais, Graduado em Ciências Sociais, pela Universidade Federal de Goiás. Membro da Academia Goiânia de Letras e do Instituto Histórico e Geográfico de Goiás. Estudo no Seminário São José do Crato. + O livro “Parsifal: um intelectual na política”, de autoria do professor Luís-Sérgio Santos (UFC), será lançado em Fortaleza, dia 15 de maio próximo, às 19 horas, na Livraria Cultura. A publicação vem com o selo da Editora Escrituras (SP) e do Instituto Myra Eliane, presidido por Igor Queiroz Barroso. Esta biografia preenche uma lacuna na historiografia do Ceará: narra a trajetória política do mais jovem ministro do presidente Juscelino Kubitschek. Eleito governador do Ceará, Parsifal Barroso foi o marcante político que costurou a coligação “União pelo Ceará” que elegeu Virgílio Távora governador. Ou seja, Parsifal derrotou VT em 1958 e ajudou a elegê-lo governador em 1962. O livro tem 464 páginas e por ele desfila importante período da história do Ceará e do Brasil. + Aprovada pelo Órgão Especial do Colégio de Procuradores de Justiça do Ministério Público do Estado do Ceará, a proposta de abertura de concurso público para promotor de Justiça,com 52 vagas para membros de entrância inicial. Segundo o procurador-geral de Justiça, Plácido Rios, existem, atualmente, 74 cargos vagos na instituição, nas entrâncias inicial, intermediária e final.

Ceará em Brasília


acesse o site: www.casadoceara50anos.com.br

SAMBURÁ - Avenida Beira Mar Unimed em Juazeiro do Norte

O futuro hospital que a Unimed Ceará construirá, neste ano, em Juazeiro do Norte (Região do Cariri), vai contar com 60 leitos. A informação é do presidente da operadora, Darival Bringel. Ele acrescenta que o projeto arquitetônico já está pronto. O hospital virá da parceria da Unimed Ceará com a Unimed Cariri e está orçado em cerca de R$ 40 milhões, a serem captados, segundo Bringel, provavelmente, do Fundo Constitucional do Nordeste, o FNE, do BNB. Mercadinhos São Luiz O empresário Severino Ramalho Neto, dono da rede de lojas Mercadinhos São Luiz, maior organização supermercadista do Ceará, informou que, como a economia brasileira está de novo no caminho do crescimento, ele ampliará sua rede de lojas, abrindo mais sete nos próximos 18 meses. Uma dessas novas lojas está em instalação na Avenida Washington Soares, no centro comercial Pátio C. Rolim e será inaugurada neste primeiro semestre. Duas outras lojas, uma das quais na Avenida Rui Barbosa esquina com Santos Dumont, serão abertas até o fim do mês de setembro. Com Egídio Serpa Banco do Nordeste. O presidente do Banco do Nordeste, Romildo Rolim, disse a um grupo de empresários cearenses do agronegócio, 6, que a sobrevivência do BNB depende da boa gestão do Fundo Constitucional do Nordeste, o FNE. Ele tem razão, pois o que não falta em Brasília são assessores com ideias contra o BNB. Só para este exercício de 2018, o BNB tem no caixa R$ 30 bilhões do FNE para financiar projetos de micro, pequenas, médias e grandes empresas nordestinas, de todas as atividades econômicas. Dos R$ 30 bilhões do orçamento do FNE para este ano, 61% já têm demanda, informou também o presidente do BNB. A substituição da CBF A entrada de um caboclo para substituir o caboclo da CBF, afastado pela FIFA, mostra a quantas andas a cumplicidade e a bandidagem no futebol, incluindo clubes e confederação e federações. Um ex-preidente da FIFA e da CBF, por robô, teve seu nome tirado do Estádio Engenhão. Seu genro e ex-presidente da CBF,, Ricardo Teixeira, continua impedido de sair do Brasil, e com grande fortuna lá fora. José Maria Marin, ex-presidente da CBF, está preso nos Estados Unidos. Marco Polo del Nero, ex-presidente, não pode por o pé lá fora. Nomeou seu cabo de vassoura, Rogério Caboclo, presidente da CBF. As Federações concordaram,. Pede-se uma faxina nas confederações.

Ceará em Brasília

Juarez Leitão P o e t a J u a re z Leitão fez sobre “Personagens esquisitos do cotidiano antigo de Fortaleza” . Foi no Instituto do Ceará do qual é membro a convite do presidente Lúcio Alcântara.

Loucuras na Previdência Deputados do Norte e Nordeste querem que o INSS financie os pequenos agricultores e a agricultura familiar, sem saber que o déficit dos rurais no INSS será de R150 bilhões de reais em 2018. Tirar dinheiro de onde, caras pálidas! Renê Barreira e Ítalo Gurgel O Reitor da Universidade Federal do Ceará, professor Henry Campos, abriu o salão nobre da Reitoria da UFC para o lançamento do livro “A Universidade que vivi”. De autoria do professor Renê Barreira e do jornalista Ítalo Gurgel, a obra é uma viagem ao meio universitário na visão dos dois servidores que dedicaram a vida ao ensino. O lançamento foi na Reitoria que acolheu os dois que contribuíram muito para o ensino superior do Ceara. Delmiro Gouveia Cláudio Said, piauiense, já morou em Salvador, Petrolina, São Paulo, Curitiba e Brasília. Pertence a elite intelectual do Banco do Brasil e acaba de publicar Delmiro Gojuveia, romance reportagem inspirado na vida (e morte) do nordestino (CEARENSE) que se tornou um dos pioneiros da industrialização do Brasil cruelmente assassinado em 10 de outubro de 1917 em seu pequeno chalé no município de Água Branca, Alagoas. Lacerda Júnior destaca que Cláudio Said estreou como escritor em 2012 com o romance Vaidade, poeira e vento, falando de Virgulino Lampião,o Rei do Cangaço, e do repentista Zé Limeira, o Poeta do Absurdo. Sócio da ABI O nosso colaborador fixo, como colunista e cronista, José Soares Neto acaba de ser admitido os quadros de colaboradores da ABI, acrescentando a entidade dos jornalistas brasileiros na sua lista de entidades, como a Academia Cearense de Letras , o Instituto Histórico e o Instituto Benfica. Torrando a fortuna Publicou o Radar, da Veja, que o senador Eunício Oliveira estaria disposto a passar adiante o seu grupo empresarial por $ 450 bilhões. Nem o senador confirma, nem se comentou nada nos meios oficiais de Brasília. Eunício só pensa em se reeleger e está correndo atrás dos votos.

Mansueto Almeida Economista cearense Mansueto Almeida, 50 anos, é novo Secretário do Tesouro Nacional, substituindo Ana Paula Vescovi, secretária executiva do Ministério da Fazenda e braço direito de Guardia. No início da gestão de Henrique Meirelles, Mansueto foi convidado para ser o secretário do Tesouro e não aceitou. Mansueto é formado em economia pela Universidade Federal do Ceará (UFC), Mestre em Economia pela Universidade de São Paulo (USP) e cursou Doutorado em Políticas Públicas no MIT, Cambridge (USA). Mansueto ocupou o cargo de Técnico de Planejamento e Pesquisa do IPEA, coordenador-geral de Política Monetária e Financeira na Secretaria de Política Econômica no Ministério da Fazenda (19951997), dentre outros. Incomodo A Boeing está incomodada com a corrupção da Embraer que derrubou vários ministros em Moçambique. Aqui ninguém fala no assunto. 3 Corações aumenta receita faturamento A empresa 3 Corações- que tem fábrica de café torrado e centro de distribuição de seus produtos aqui no Ceará e em várias cidades do País, aumentou seu faturamento no ano passado, de acordo com o que revelou o balanço do último exercício financeiro. A receita da 3 Corações saltou de R$ 3,1 bilhões para R$ 3,7 bilhões em 2017. A empresa – dona das mais famosas marcas brasileiras de café, entre as quais a Santa Clara – ocupa posição de liderança nacional, e tudo isso – segundo o seu diretor-presidente Pedro Lima – é resultado de muito trabalho. A 3 Corações nasceu em 1959 no Rio Grande do Norte, depois se expandiu para o Ceará, onde reside seu presidente, e hoje está em várias regiões do País. Balhmann deixa o Governo O deputado federal Antônio Balhmann, que é o secretário de Assuntos Internacionais do Governo do Ceará, deixou o governo, voltou à Câmara dos Deputados para disputar a reeleição. Antônio Balhmann está, pessoalmente, empenhado na atração de um grupo de empresas da China para a implantação de uma refinaria de petróleo no Pecém. Mas, mesmo com sua saída do Governo, esse projeto continuará sob sua orientação. Está prevista para os próximos 60 dias uma nova viagem do governador Camilo Santana à China para tratar da refinaria com os parceiros daquele País.

Veja a TV Casa do Ceará - acesse: tvcasadoceara/youtube

3

Abril/18


acesse o site: www.casadoceara.org.br

Tribunal de Justiça inaugura Fórum da Comarca de Iracema

A inauguração do novo Fórum da Comarca de Iracema (distante 278 km de Fortaleza) ocorreu 16.03 com a presença do presidente do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE), desembargador Gladyson Pontes, e de outras autoridades locais e nacionais. O prédio oferece as condições de segurança e acessibilidade para melhor atuação dos servidores e atendimento do público. O Fórum Juiz Cândido Couto possui ambientes internos climatizados, vagas para estacionamento, muro elevado e grades. Na área de acessibilidade, dispõe de banheiros, rampas, vagas exclusivas e comunicação visual voltados às pessoas com deficiência. A estrutura, localizada na avenida Augusta Clementina de Negreiros, S/N, bairro Jatobá, atende à recomendação do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), sobre normas de segurança, e aos objetivos do Plano Estratégico do TJCE, relacionados à estrutura adequada de prédios do Judiciário. O imóvel foi cedido pelo Governo do Estado, e a reforma envolveu o investimento de R$ 554.476,15. O Tribunal de Justiça está realizando trabalho constante para melhorar os prédios do Judiciário, com a finalidade de garantir mais conforto, segurança e acessibilidade. O investimento envolve reformas, adaptações e construções de fórum.

Projeto cobrirá Castanhão de placas fotovoltaicas

A Cooperverde, uma cooperativa com sede em Fortaleza da qual são sócios 27 pessoas – entre as quais professores e pesquisadores de universidades e empresários cearenses de diferentes ramos da atividade econômica – acaba de obter apoio financeiro de uma instituição alemã para a implantação de um projeto-piloto que prevê a instalação de placas fotovoltaicas sobre uma área de 3 mil m² do espelho d’água do açude Castanhão. O coordenador do projeto e diretor da Cooperverde, professor-doutor Osvaldo Carioca, explicou ao blog que, além de gerar energia solar, o projeto impedirá a evaporação na área coberta pelas placas fotovoltaicas. O professor Carioca adiantou que essa será ampliada à medida que os resultados do projeto-piloto se revelarem positivos como esperam todos os envolvidos nele. Outros grandes açudes do Dnocs – como o Orós, o Banabuiú e o Araras – também serão alvo da mesma iniciativa Osvaldo Carioca também antecipou que a Cooperverde já tem pronto um projeto para modernizar o processo de beneficiamento de peixes ao redor do Castanhão, em cujas águas, em tempos normais – isto é, com mais de 30% de sua capacidade de 6,5 milhões de m³ – dezenas de pequenos produtores criam tilápia em gaiolas. O que a Cooperverde deseja é construir uma estrutura industrial que permita o beneficiamento correto dos peixes e, ao mesmo tempo, assegure a integridade das águas do açude.

Governo do Ceará quer prioridade para a refinaria

O Governo do Estado solicitou à União incluir o projeto da refinaria no Ceará como prioridade no acordo comercial Brasil-China. São US$ 20 bilhões disponíveis para aporte na infraestrutura do País. A brecha do Estado para negociar foi conseguida porque o Ministério de Minas e Energia (MME) realizou reunião, em Brasília, e criou uma comissão para definir a nova política brasileira de refino e distribuição de combustíveis. Na ocasião, o Governo tomou ciência dos projetos para o segmento. “Como a Petrobras não está como negócio principal o refino e a distribuição, procurando parceiros para isso, o Ministério definiu essa nova política”, afirma Antônio Balhmann, assessor Especial para Assuntos Internacionais do Ceará. Ele viajou a Brasília e apresentou, em mais de três horas, a entidades e ao Ministério, o projeto da refinaria do Ceará. Já há interesse da petroleira chinesa Guangdong Zherong Energy (GDZR) e do fornecedor do óleo, a iraniana National Iranian Oil Company (NIOC). Segundo Balhmann, o Estado contará com apoio do presidente do Senado, Eunício Oliveira (MDB), para reincluir a refinaria como prioridade. Com Eliomar Lima.

Há 46 anos

Abril/18

4

acesse o site: www.facebook.com/casadoceara

Ceará em Brasília


acesse o site: www.casadoceara50anos.com.br

Preparativos para o sucesso do Arraiá da Casa do Ceará em 16.06 o Presidente da Casa do Ceará Osmar Alves de Melo, juntamente com os diretores Vicente Nunes de Magalhães, José Sampaio Maria Djanira, Carlos Macedo, Agapito Cavalcante, Francisco Élcio, Osmar de Melo, Lacerda de Lacerda Júnior, Júnior, Antônia Guimarães e Vicente Magalhães. Maria Djanira Gonçalves e a Superintendente Antônia Guimarães se reuniram com o representante da AFA Carlos Macedo e os representantes da AQQB Agapito Cavalcante e Francisco Élcio Menezes para tratar dos últimos detalhes da festa junina, o “Arraiá da Casa do Ceará”, que será realizado no dia 16 de junho com apresentação do Trio Siridó, Miguel Santos e da Quadrilha Junina Num Só Piscar. Na praça de alimentação serão montadas diversas barraquinhas de bebidas e comidas típicas, além de uma praça de recreação infantil para a criançada. O Presidente da Casa do Ceará, Osmar Alves de Melo agradeceu a parceria das associações AFA e AQQB que sempre colaboraram para a realização de todos os eventos. Para Osmar o Arraiá da Casa do Ceará é um evento muito importante que marca a tradição nordestina na Capital Federal.

Ceará em Brasília

Nova atração

Prefeitura diz que roda-gigante não se chamará “Os Óio de Iracema”: “Foi brincadeira”

Com previsão para ser inaugurada no Réveillon de personagem Iracema, índia tornada clássica por José 2019/2020, a roda-gigante de Fortaleza não será cha- de Alencar em obra de mesmo. Iracema batiza parte do mada de “Os Óio de Iracema”, como é referenciada litoral de Fortaleza. A roda-gigante deverá contar com cerca de 100 medesde a apresentação do projeto. Segundo a Prefeitura, tros de diâmetro e aproximaa nomenclatura surgiu de brindamente 24 cabines rotativas cadeiras com o nome de outras com 30 metros quadrados cada rodas-gigantes espalhadas pelo uma. O equipamento prevê o mundo. uso de energia limpa, para que Alexandre Pereira, secretário o projeto seja autossuficiente do Turismo de Fortaleza, afirma energeticamente. Além disso, que o nome não foi decidido. estão previstos café e heli“Ainda vai ser conversado com ponto. A roda-gigante servirá a prefeitura, com os investidocomo observatório do litoral res e patrocinadores”. Alexanda Capital. dre afirma que a brincadeira Nesta 23.03, a empresa que é baseada no nome de outras fará projeto da roda-gigante O projeto da roda-gigante, que será semelhante à London rodas gigantes, como a London Eye (Olho de Londres) (Foto: Divulgação) em Fortaleza se reúne com o Eye, em Londres, Tianjin Eye, prefeito Roberto Cláudio (PDT) e secretários do municína China, e The Orlando Eye, nos Estados Unidos. O equipamento, que funcionará no espigão da rua pio para apresentar os primeiros passos de planejamento João Cordeiro, na Praia de Iracema, recebeu a nomen- do equipamento. O plano e a construção da novidade clatura com um toque de cearensidade. “Os óio” mistura serão feitos com recursos da iniciativa privada e fazem o artigo definido “os” com a expressão regional “óio”, parte das ações de requalificação de um dos principais para fazer alusão a “olhos”, além de fazer referência à cartões-postais da Capital.

Veja a TV Casa do Ceará - acesse: tvcasadoceara/youtube

5

Abril/18


acesse o site: www.casadoceara.org.br

Leituras I

De um Baiano que se tornou cearense Fernando Milfont (*) “O rio Jaguaribe é uma artéria aberta Por onde escorre E se perde O sangue do Ceará.

O mar não se tinge de vermelho Porque o sangue do Ceará é Azul.” São versos iniciais de um belo poema, onde o autor expõe o drama contundente de uma sofrida terra que clama por socorro: “Pobre e doente, esquelético, pedinte e desnutrido, ninguém o escuta, vai morrendo e resistindo, morrendo e resistindo... Salvai o Ceará.” (Numa extrapolação, até parece noticia em jornal de hoje, informando que milhares de miseráveis, famintos, caminham pelas estradas, fugindo da seca, pedindo ajuda. Mas os responsáveis estão moucos, os olhos vendados, por suas veias corre o sangue descolorido da falta de sentimentos, não importam as lágrimas dos desesperados). O autor do poema é Demócrito Rocha, nasceu na cidade baiana de Caravelas em 1888, viveu 55 anos. Em 1907 viajou para Aracaju, a fim de estudar Odontologia, mudou-se para Fortaleza, onde concluiu o curso na Faculdade de Farmácia e Odontologia do Ceará, e logo iniciou suas atividades vitais de Jornalista, tornando-se um homem além do seu tempo a partir de 1924, quando fundou o jornal Ceará Ilustrado, depois, em 1928, criou O Povo, hoje o mais antigo jornal de Fortaleza. Criou também uma revista literária que propagava o Modernismo. Tornou-se um político combativo, tendo apoiado a Aliança Liberal e a campanha de Getúlio Vargas, dirigindo, na década de 1930, o Partido Social Democrático. Em 1934 elegeu-se deputado federal, atuando na Câmara contra o movimento que se tornou avassalador, ao ser criado: o Integralismo. Exerceu o mandato por três anos, até a dissolução do Congresso Nacional, pelo golpe que manteve Vargas no Poder, ao ser instituído o chamado Estado Novo. Seu apoio à Revolução de 1930 que levou Vargas ao Poder, não demorou muito. Ao constatar que o governante se tornara autoritário, abandonou-o, em 1937, após o golpe ditatorial. Integrou a Academia Cearense de Letras e o Instituto do Ceará e, como jornalista, seguiu o estilo da época, de teor panfletário em que defendia seus valores morais, criticando o que considerava “desmandos” do então presidente (governador) do Estado, Moreira da Rocha. Com o jornal em evidência, teve a colaboração dos mais importantes intelectuais cearenses, como Raquel de Queiroz, que assinava como Rita de Queluz, Antônio Drumond, Figueiras Lima, Jáder de Carvalho, entre outros (Ao tornar-me jornalista, tive cordiais relações com vários repórteres e editores do seu importante jornal). Um ano após, teve a colaboração fo estudante de Direito Paulo Sarasate, que se tornou seu redator-secretário, depois seu genro, e governador do Estado. Lembro-me também da campanha contra o movimento político de cunho fascista, criado em 1932 – pelo intelectual e político Plínio Salgado, que desenvolveu algumas características de movimentos de massa europeus, principalmente do fascismo na Itália e em Portugal, que conseguiu algum prestígio com a adesão da classe dirigente, de uma parcela da classe média, de oficiais das Forças Armadas, de intelectuais e artistas e até mesmo de Getúlio Vargas. Foi extinto com a instituição do Estado Novo. Já famosos, tornaram-se conhecidos como Camisas Verdes, eram odiados por grande parcela da população. Após o golpe getulista, um grupo de 80 integralistas tentou, num contragolpe, invadir o Palácio Guanabara. Repelidos a bala, muitos foram mortos e feridos. Plínio Salgado exilou-se em Portugal. Entre 1945 e 1966 os integralistas tentaram reorganizar-se, com a criação do Partido de Representação Popular, participando de todas as eleições do período. Com sua extinção, seus membros aderiram à Arena, partido criado pelos golpistas de 1964. Fernando Milfont é jornalista, membro da Academia Cearense de Ciências, Letras e Artes do Rio de Janeiro, ocupando a cadeira nº 5, cujo patrono é o escritor Araripe Jr. (milfont90@gmail.com)

Abril/18

6

Educação Leituras I

Ceará comemora 10 anos das Escolas Estaduais de Educação Profissional

Os 10 anos de criação das Escolas Estaduais de Educação Profissional (EEEPs) foi comemorado, nos dias 20 e 23 de março, com extensa programação. O início das homenagens ocorreu com o seminário “10 anos das Escolas Estaduais de Educação Profissional no Ceará: Repensando o Ensino Técnico Profissional para os Desafios do Futuro”. O evento, foi realizado no Centro de Eventos do Ceará, e contou com a presença do governador Camilo Santana, da vice-governadora Izolda Cela, o secretário da Educação, Idilvan Alencar, e representantes das instituições parceiras. Na manhã de terça, haverá um painel com o tema “Educação e Trabalho: As competências e habilidades necessárias ao profissional técnico para o século XXI”, com palestras do chefe de Projetos do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), João Marcelo Borges; da professora da Universidade Estadual do Ceará (Uece), Rejane Andrade; e do economista da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (Fiec), Guilherme Muchale. À tarde, será debatido o tema “Educação Profissional no contexto da Reforma do Ensino Médio”, com a diretora de Articulação e Expansão de Educação Profissional e Tecnológica da Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica (SETEC-MEC), Fernanda Marsaro; do especialista do Centro Paula Souza, Almério de Araújo; e do secretário de Educação do Estado da Paraíba, Aléssio Trindade. Na quarta, a partir das 8 horas, os palestrantes discutirão os desafios da educação profissional e apresentarão as boas práticas de gestão para os resultados. Entre os convidados estão a professora do Centro de Políticas Públicas e Avaliação da Educação (CAEd), Maria José Feres; o coordenador do CAEd, professor Manuel Palácios; o professor do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Brasília (IFB) e consultor do CAEd, Marcelo Feres; e da diretora do Instituto Aliança, Maria Adenil Vieira. O governador Camilo Santana inaugurou a Escola Estadual de Educação Profissional de Baturité. A escola será 119ª EEEP do Ceará. No mesmo horário, no Condomínio Espíritual Uirapuru (CEU), em Fortaleza, haverá a abertura do encontro com alunos representantes das demais EEEPs. Histórico A partir de 2008, foram implantadas as Escolas Estaduais de Educação Profissional (EEEP) que configuram-se

acesse o site: www.facebook.com/casadoceara

como um marco para o Ceará e referência na educação nacional, desenhando a possibilidade de um futuro mais justo e com mais oportunidades para os jovens cearenses. Antes, não havia escolas com essa modalidade de ensino. O programa começou com 25 escolas. No ano seguinte, foram mais 26 unidades. Atualmente, são 118 EEEPs em todo o Estado e reúnem 50 mil alunos matriculados em 53 cursos, em 94 municípios. Na Capital, são 21 escolas profissionais. Nessas unidades, é ofertado o Ensino Médio integrado à Educação Profissional, com duração de três anos, com funcionamento diário em tempo integral, das 7h às 17h. Dessa forma, os alunos aprendem uma profissão ao mesmo tempo em que fazem os três últimos anos da educação básica. Durante o terceiro ano, o Governo do Estado propicia o acesso ao estágio curricular obrigatório e remunerado. Para isso, os alunos recebem uma bolsa. Ao todo, 4,5 mil empresas são parceiras nos programas de promoção de estágio profissional com a previsão de atendimento de 15 mil estudantes. O currículo desenvolvido nessas escolas é composto por disciplinas da base nacional comum (currículo do Ensino Médio), da formação profissional, além de uma parte diversificada, que abrange componentes curriculares como: Empreendedorismo, Projeto de Vida, Mundo do Trabalho, Formação para a Cidadania, Projetos Interdisciplinares, Horários de Estudo e Língua Estrangeira Aplicada. A carga horária total trabalhada ao longo dos três anos do ensino médio integrado à educação profissional é de 5.400h. As EEEPs contam com uma estrutura pedagógica adequada com laboratórios de informática, de Biologia, Física, Química e Matemática, biblioteca com acervos específicos da área da formação técnica, além dos laboratórios tecnológicos de acordo com o curso implantado na escola. Desde 2011, as escolas construídas são padronizadas e oferecem 12 salas de aula, auditório, biblioteca, bloco pedagógico-administrativo, laboratórios para cursos específicos, além de ginásio poliesportivo e teatro de arena. É possível identificar que 60,8% dos alunos que finalizam os estudos nas EEEPs estão inseridos no mercado de trabalho ou em uma universidade. De 2010, ano de formação das primeiras turmas da educação profissional, até 2017, foram 76.320 alunos formados.

Ceará em Brasília


acesse o site: www.casadoceara50anos.com.br

Leituras II

Toninho Drummond, uma vida a serviço do jornalismo e dos amigos Por Wilson Ibiapina (*) Não se tem notícia de que o jornalista Antônio Carlos Drummond nos 82 anos de vida tenha cometido uma inconfidência. Nunca se ouviu falar que Toninho Drummond tenha sido desleal com alguém. Seu apelido era moita de tão reservado que era. Deixa como exemplo sua gentileza no trato com as pessoas, sua experiência profissional. Chegou a Brasília no começo dos anos 70 para assumir a direção do telejornalismo da Tv Globo. Para minha surpresa, ele foi me visitar no hospital onde estava internado para retirar um cálculo renal. Foi um gesto voluntário, de afeto por quem nunca tinha visto. Aquilo fez nascer em mim um respeito e admiração que virou uma amizade por toda vida. Trabalhamos juntos durante todo o tempo em que esteve na Globo, primeiro como chefe do jornalismo, depois como diretor regional. Levou o jornalista Carlos Henrique de Almeida Santos para comandar uma equipe que iniciou a cobertura política da emissora. Estavam lá, entre outros, Geraldo Costa Manso, Hélio Doyle, Carlos Marchi, Álvaro Pereira, José Carlos Bardawil. Ricardo Pereira, Pedro Rogério, Marilena Chiareli, Edilma Neiva, Ana Maria Rocha, João Firmino Pena, Sérgio Mota, Airton Garcia, Ronan Soares e Flamarion Mossri, o turco que não usava gravador, tão na moda na época na cobertura do Congresso Nacional. Ele também dirigiu a TV Bandeirantes em Brasília e foi presidente da Radiobrás. Quem viu o Toninho muito calado, nos seus últimos dias de vida, nunca imaginou que ele era um sujeito espirituoso, um exímio contador de causos. Seus amigos não esquecem a história do tio Nestor, fazendeiro rico, que namorou a mulher do vaqueiro. Um dia, o marido enganado disse que precisava ter uma conversa séria e reservada com o fazendeiro namorador. Tio Nestor se preparou para o pior. O vaqueiro, quase cochichando, disse-lhe ao pé do ouvido: - Dr. Nestor, tô com a impressão que a Matilde está nos traindo.... Mineiro de Araxá, Toninho dizia que toda vez que via o mar se sentia longe de casa. Orlando Brito lembra que estavam em Recife acompanhando uma viagem presidencial. Depois da cobertura foram dar uma volta na praia de Boa Viagem. “– Mr. Brito, estamos muito longe de casa. Olha o tal de mar aí! Nascemos em Minas e moramos em Brasília. Uai, o que nós estamos fazendo nesse fim de mundo? Toninho era um cidadão do mundo. Transitava em Belo Horizonte ou Juiz de Fora, Paris ou Nova Iorque com toda desenvoltura. Porém jamais abriu mão um segundo ou um milímetro de sua mineiridade.” Orlando Brito conta que “no avião de volta a Brasília, para bem longe do Atlântico, o amigo esqueceu o cidadão do mundo que era para ser mineiro original. Olhou pela janela do Boeing e comentou com alegria quando viu do alto o Rio São Francisco cortar o interior do Brasil: – Olha lá em baixo que beleza. E parece que o São Francisco nasce lá em Minas Gerais. Conhecedor do puro refinamento dos comentários do Toninho, fiquei sorrindo também discretamente, como mineiro que igualmente sou, da palavra “parece”. Aquele cuidado para não afirmar nada.” A jornalista Olga Bardawil lembra que Toninho participou da cobertura política de onze diferentes presidentes do país, “mas, mineiríssimo, sabia muito mais do que contava. Quando os amigos cobravam um livro de memórias, que nunca veio, ele dizia que um dia iria escrever e que já tinha até o título: “Minhas Amnésias”. Eduardo Simbalista, que foi editor-chefe do Jornal Nacional, lembra em artigo publicado no site Diário do Poder, que Toninho, como bom “coach”, tinha faro para os melhores talentos. Com o carinho e a paciência do jornalista que já vira de tudo um pouco, Toninho só se mostrava intolerante com a burrice e com a teimosia. Mas, mesmo assim, não levantava a voz. Jornalista tinha de ser inteligente e persistente, sem empacar. Um passo de cada vez, sempre perguntando por quê. O jornalista Fábio Ibiapina escreveu: “Toninho, um ser humano doce e carinhoso que no seu jeitinho mineiro ajudou a transformar o país, o jornalismo e a vida dos amigos”. Toninho saiu de cena, mas fica na história da imprensa. (*) Wilson Ibiapina (Ibiapina) jornalista e diretor do Sistema Verdes Mares em Brasília. Foi um dos pilares da Globo em Brasília.

Ceará em Brasília

Indaiá Minalba adquire o negócio de águas da Nestlé Waters no Brasil

Com a aquisição, que aguarda aprovação do Cade, a empresa assume as marcas nacionais São Lourenço e Petrópolis, bem como as fábricas localizadas no Rio de Janeiro, Minas Gerais e São Paulo A Indaiá Minalba assume as marcas nacionais São Lourenço e Petrópolis, e terá a concessão para a distribuição das marcas globais premium Perrier, S. Pellegrino e Acqua Panna (Foto: Divulgação). A Indaiá Minalba, pertencente ao Grupo Edson Queiroz, um dos maiores conglomerados empresariais do País, anunciou em 28.03 que adquiriu o negócio de águas da Nestlé Waters no Brasil. Com a aquisição, a empresa assume as marcas nacionais São Lourenço e Petrópolis, bem como as fábricas localizadas no Rio de Janeiro, Minas Gerais e São Paulo. Além disso, a Indaiá Minalba terá a licença da marca global Nestlé Pureza Vital e a concessão para a distribuição das marcas globais premium Perrier, S. Pellegrino e Acqua Panna. “Estamos muito felizes com essa aquisição. Ao lado de Indaiá e Minalba, as marcas da Nestlé Waters Brasil, reconhecidas e respeitadas em todo o mundo, incrementarão o nosso portfólio de águas minerais e bebidas prontas, colaborando para o fortalecimento da nossa relação com os consumidores”, afirma Abelardo Gadelha Rocha Neto, Diretor-Presidente do Grupo Edson Queiroz. Ainda de acordo com ele, a parceria reforça o perfil empreendedor que acompanha o grupo desde a sua fundação. “Alguns passos importantes que demos ao longo desses 67 anos de muito trabalho contribuíram fundamentalmente para a construção de uma história sólida, de sucesso e credibilidade. Temos certeza de que essa aquisição é mais um desses importantes passos”, conclui. Nos próximos dias, a operação deverá ser submetida ao Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade).

Grupo Edson Queiroz O Grupo Edson Queiroz é um dos maiores conglomerados empresariais do país, que se faz presente nos mais diversos momentos da vida dos brasileiros por meio de um portfólio diversificado de marcas e produtos de segmentos variados. De controle familiar desde a sua fundação, em 1951, o Grupo consolidou, em 67 anos de atuação, uma cultura de pioneirismo e desenvolvimento de grandes negócios, empregando diretamente mais de 12 mil colaboradores e guiando sempre suas decisões nos princípios éticos que baseiam todas as suas relações. Áreas de atuação e marcas: Armazenamento, envase e distribuição de gás LP com as marcas Nacional Gás, Brasil Gás e Paragás; Eletrodomésticos da marca Esmaltec, que também é líder na produção de botijões de gás; Águas minerais e bebidas prontas, com as marcas Indaiá e Minalba; Comunicação, com as empresas do Sistema Verdes Mares: jornal, rádio, televisão e internet; Tintas, com a marca Hipercor, que possui um dos mais modernos parques industriais do segmento; E incorporação imobiliária, com a Quepar Incorporações. Assim, o Grupo Edson Queiroz segue escrevendo uma história sólida baseada na excelência de seus produtos e serviços, sem esquecer o respeito ao meio ambiente e a colaboração essencial de seus colaboradores, conquistando reconhecimento em todo o território nacional. Nestlé Waters A Nestlé Waters – Companhia da Hidratação Saudável – criada em 1992, é a divisão de Águas do Grupo Nestlé. Está presente em mais de 150 países com mais de 49 marcas e 30.000 colaboradores. No Brasil, comercializa as marcas Nestlé Pureza Vital®, Petrópolis, São Lourenço, Perrier, S.Pellegrino e Acqua Panna, sendo as três últimas importadas. Com o Diário do Nordeste.

CE quer atrair a atenção de investidor japonês na laminação de aço Governo diz que ainda é cedo para garantir qualquer acor- tação do Ceará agradou. “Há interesse, sim (em investir no Estado). Aqui tem representantes de quase 20 empresas, e do; asiáticos demonstram interesse no que viram. O Estado do Ceará tem “interesse estratégico” em atrair algumas delas têm interesse, por isso estamos visitando o a atenção e o investimento japonês para a laminação de Porto de Pecém e esse Estado”, afirmou. O cônsul do Japão em Recife, Akira Yamada, também gostou chapas grossas de aço e, “no futuro”, de chapas finas. A afirmação foi feita pelo assessor especial para Assuntos do que ouviu sobre o Ceará. “O seminário foi muito útil, imInternacionais do Estado, Antônio Balhmann. Rm 06.04.), portante e interessante. As explicações do Estado do Ceará são uma comitiva nipônica, com representantes de diversas muito importantes e convincentes. Entendemos muito bem os empresas de grande porte, participaram de um seminário, pontos atrativos do Ceará e a ZPE. Também me impressionou no Palácio da Abolição, onde foram apresentados à Zona o nível muito alto de educação no Estado do Ceará e a infraesde Processamento de Exportação do Ceará (ZPE Ceará). trutura e facilidades do Porto do Pecém”, relatou. Em 07.04 o grupo de japoneses Contratos fa[ez visita técnica ao Complexo InConforme Antônio Balhmann, no entanto, ainda é prematuro afirmar dustrial e Portuário do Pecém (Cipp), que algum contrato será fechado. incluindo equipamentos como ZPE “Não temos ainda um estágio avanCeará, Companhia Siderúrgica do Pecém (CSP), Instituto Federal do çado (de negociações), não podemos Ceará (IFCE) e Porto do Pecém. falar nessa pretensão. Mas estamos O grupo de japoneses passou toda percebendo um grande interesse a tarde de sexta reunido, a portas na ZPE”, disse. Conforme ele, “o fechadas, com o governador do EstaEstado se interessa estrategicamente Grupo de representantes de empresas nipônicas se reuniu pela laminação de chapas grossas e do, Camilo Santana; o presidente do em seminário sobre a ZPE Ceará , no Palácio da Abolição no futuro de chapas finas”. Senado Federal, Eunício Oliveira; ( Foto: Kid Júnior ) O titular da Secretaria do Desena vice-governadora, Izolda Cela; além de secretários estaduais. Camilo e Eunício deixaram volvimento Econômico (SDE), César Ribeiro, informou que o seminário por volta das 15h e saíram do Palácio sem falar está sendo discutida uma visita de representantes do Estado com a imprensa. Coube a Izolda fazer a apresentação da ao Japão “em junho ou julho”, para continuar a agenda. “A ZPE aos estrangeiros. relação comercial é mútua e o interesse é de trazer investiDe acordo com o vice-presidente da Câmara de Comércio mento para a Zona de Processamento, mas não só para ela”, e Indústria Japonesa no Brasil, Atsushi Okubo, a apresen- Por Levi de Freitas - Repórter Diário do Nordeste

Veja a TV Casa do Ceará - acesse: tvcasadoceara/youtube

7

Abril/18


acesse o site: www.casadoceara.org.br

Leituras III Perplexo

Gonzaga Mota (*)

“Perplexo” é um grande país; com mais de 8 milhões de Km²; possuidor de riquezas significativas; é banhado por um oceano importante e possui uma população superior a 200 milhões de habitantes. É um belo e promissor país. Aliás, alguém já disse, há anos, que é o “país do futuro”. Todavia, não sabemos quando chegará o futuro. Será, como disse o Sábio: “tudo é ilusão”. Ademais, “Perplexo” possui uma democracia recente, mas, infelizmente, existem alguns vícios inerentes aos regimes totalitários. Por exemplo: todos não são iguais perante a Lei. Convém ressaltar que, mesmo vivendo a maioria da população em condições desfavoráveis (1% dos mais ricos, concentra 13% da renda nacional e, por outro lado, 50% dos mais pobres ficam também com 13%), os “perplexeanos” possuem boa índole, desejam uma pátria ordeira e desenvolvida, porém, rejeitam a formação de conluios e de acordos espúrios celebrados por determinadas autoridades do poder público, assim como do setor privado. O país está, no momento, além das dificuldades sociais, econômicas e morais, vivenciando uma crise política de consequências imprevisíveis. Os poderes constituídos (Executivo, Legislativo e Judiciário), excluindo a ação de alguns membros integrantes dos três, não estão atendendo às justas expectativas da população. Como diz o Livro do Eclesiastes(3,16): “Neste mundo eu também reparei o seguinte: no lugar onde deviam estar a justiça e o direito, o que a gente encontra é a maldade”. É importante tirar os “perplexeanos” de cima de um barril de pólvora, democraticamente e cumprindo as normas constitucionais.

Qual o rumo? Os sentimentos de humildade e amor, objetivando dias melhores, são fundamentais. Por outro lado, o ódio, a ganancia, a inveja, e a ambição, dentre outros, são comportamentos incompatíveis com uma existência saudável. A educação encontra-se na base de qualquer sociedade, nação ou comunidade. Por sua vez, quando falamos em educação, não pretendemos nos deter somente no aspecto relativo ao conhecimento tradicional. Também à formação comportamental representativa do caráter, do modo de ser, do respeito aos outros, isto é, aquela educação que não se aprende apenas nos bancos escolares, porém, no dia a dia de uma sociedade. Os bons exemplos e orientações dos pais, dos professores, dos amigos, dos patrões, dos governantes, etc, permitem a constituição de um agrupamento livre de truculência física ou mental. A violência em todas as suas formas – como desemprego, a fome, o analfabetismo, a imprensa e o “marketing” tendenciosos, as más pessoas públicas, a discriminação – conduz qualquer sociedade a um clima de perplexidade, revolta e apatia, motivando mais violência. Convém ressaltar o exemplo de São Francisco de Assis. Ele analisou de forma ecumênica a religião e o mundo observando os valores pessoais interiores. Deu ênfase ao diálogo, ao meio ambiente, à caridade, à justiça e à sabedoria. Como seria bom se nos dias de hoje, nós, os líderes, bem como as pessoas que decidem e formam opinião seguissem o pensamento de São Francisco. “É ilusão, é ilusão diz o Sábio. Tudo é ilusão” (Ec 1,2). (*) Gonzaga Mota, Professor aposentado da UFC,

Abril/18

8

Ceará vai usar água do mar para consumo Governo cearense decidiu instalar unidade de dessalinização no litoral de Fortaleza

A seca histórica que há seis anos não dá trégua à Região Nordeste levou o governo do Ceará a adotar uma medida extrema para garantir o abastecimento humano de água. O governo cearense decidiu instalar, no litoral de Fortaleza, uma unidade de dessalinização da água do mar, para complementar o atendimento à população. O plano é que, até 2020, parte dos habitantes da cidade passe a matar a sede bebendo água do mar. Até maio, o Estado vai receber dois estudos técnicos sobre o projeto, que tem orçamento estimado em cerca de R$ 500 milhões. Uma empresa sul-coreana e outra espanhola foram escolhidas no fim de 2017 para apresentar propostas de engenharia, com indicação do melhor modelo tecnológico para retirar o sal da água e o melhor local para sua instalação. A meta do governo é de que a água retirada do Oceano Atlântico atenda pelo menos 720 mil habitantes de Fortaleza. A capital consome hoje cerca 8 m³ de água por segundo. A planta de dessalinização tem projeção de entregar 1 m³ de água tratada por segundo, o equivalente a 12% do consumo na cidade. À reportagem, o secretário de Recursos Hídricos do Ceará, Francisco Teixeira, disse que o empreendimento vai a leilão no segundo semestre, com previsão de entrar em operação em dois anos. “Vivemos em uma cidade do tamanho de Fortaleza, que tem 9 milhões de habitantes, em um Estado do Semiárido, olhando para o mar. A alternativa de futuro que temos é complementar o abastecimento humano com a dessalinização da água do mar. Não temos mais dúvidas disso”, disse ele, ex-ministro da Integração Nacional. O plano do governo é contratar uma empresa para construir e ficar responsável pela operação. A contrapartida estadual será a de comprar toda água

tratada por essa empresa, que se ligará a um ponto de distribuição da Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece). O governo vai estabelecer uma tarifa máxima que pretende pagar para cada litro de água dessalinizada. Vencerá a licitação a companhia que apresentar a menor tarifa, que será paga pelo consumidor final. Experiências internacionais apontam que cada metro cúbico de água dessalinizada teria um custo médio de U$ 1 (cerca de R$ 3,31). Hoje, o valor médio praticado pela Cagece para tratar cada metro cúbico de água doce é de cerca de R$ 3, segundo Francisco Teixeira. “Veja que, portanto, não devemos ter aumento muito grande nos preços da água”, declarou. “Plantas de dessalinização de maior porte, como as de Israel, por exemplo, conseguem chegar a US$ 0,60 para cada metro cúbico de água tratada”, disse.Numa segunda etapa, a ideia é fazer uma segunda unidade de tratamento, dobrando a capacidade de dessalinização. Escassez O objetivo é reduzir a dependência de Fortaleza das águas do Açude do Castanhão, que fica a 280 quilômetros da capital. Principal caixa d’água que abastece a cidade, o reservatório vive sua pior situação desde 2002, quando entrou em operação, com apenas 3% do que teria capacidade de armazenar. Em 2017, o governo do Ceará entrou em conflito com usinas térmicas de energia instaladas no Porto de Pecém, que vinham utilizando muita água do Castanhão para resfriar suas turbinas. O governo acusou ainda as empresas de terem abandonados planos de dessalinizar a água do mar para usar em suas operações. Hoje, porém, a ideia é que essas termoelétricas passem a utilizar águas de reúso em suas atividades. Para a população, a fonte será o oceano. Fonte: Estadão Conteúdo

Recursos para os Municípios Turísticos: novo Prodetur disponibiliza R$ 5 bi para o setor Um novo programa do Ministério do Turismo, lançado nesta terça-feira, 3 de abril, promete despertar o interesse dos gestores locais e desenvolver o setor no país. Segundo o ministro Marx Beltrão, os R$ 5 bilhões disponibilizados pela pasta às localidades listadas no Mapa do Turismo Brasileiro irão aumentar a oferta de recursos para a realização de projetos pelos Entes. O Programa de Desenvolvimento e Estruturação do Turismo (Prodetur + Turismo) surge para apoiar Estados e Municípios no acesso a linhas de financiamento com prazos e juros diferenciados de instituições parceiras. Entre elas, o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), o Banco de Desenvolvimento da América Latina (CAF) e o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Para acessar o recurso, os interessados têm que integrar o Mapa, que hoje conta com 3.285 Municípios e 328 regiões turísticas. A expectativa é de que o Prodetur + Turismo melhore a infraestrutura e o atendimento

acesse o site: www.facebook.com/casadoceara

ao turista nos principais destinos do país e fortaleça o setor turístico. As propostas para obtenção de financiamento deverão contemplar principalmente as áreas de infraestrutura turística, saneamento básico, gestão e avaliação ambiental, transporte e mobilidade urbana. As diretrizes estratégicas do programa priorizam também ações de qualificação, promoção, apoio à comercialização, pesquisa e inovação, empreendedorismo e parcerias público-privadas. Os projetos e ações aptos serão identificados com o Selo + Turismo, indicativo de alinhamento da proposta com a Política Nacional de Turismo, com o Plano Nacional de Turismo 2018 - 2022 e com as diretrizes do programa. Tais propostas também poderão ser apoiadas financeiramente com recursos próprios do MTur. Já os entes federativos que tiverem projetos contemplados com financiamento nacional ou internacional poderão pedir apoio técnico à Pasta para a implementação dos projetos.

Ceará em Brasília


acesse o site: www.casadoceara50anos.com.br

Leituras IV

Como o supertelescópio de Acopiara com 77 antenas vê o mundo em que habitamos

Por J.B. Serra e Gurgel (*) O supertelescópio de Atacama, no Chile, tem 66 antenas, custou 1 bilhão de euros e será inaugurado em 2026. O de Acopiara até agora custou 1 real. Alguma coisa está acontecendo entre os humanos e não sabemos bem o que é e o que significa. Mas nós de Acopiara estamos vendo a humanidade; Nos governos, não adianta reclamar. Todos os ratos, como os telefones, estão ocupados. Nos tempos modernos, novas praga nos incomodam. 1) Inventaram a fila virtual. Não bastassem as filas com guardas, cordinhas e trilhas marcadas no chão, temos a fila virtual pra tudo. Você liga e já é o nº 2.122 para ser atendido e tome musiquinha. Quando você já o 40ª para ser atendido, a ligação cai. 2) Inventaram senha para tudo. Senhas sofisticadas para que não sejam clonadas, como números e letras. Senhas curtas não servem, só com 10 dígitos para cima, Você tem que andar com um caderno com senhas, de preferência dentro do sapato. Por na carteira é perigoso, ladrão leva cartões e um monte de senhas. 3) Inventaram os protocolos que não servem para nada. Diariamente, no Brasil são emitidos 60 milhões de protocolos para justificar a incompetência e a baixaria na prestação de serviços. É uma coisa chata pois a 1ª atendente lhe pede nome, sobrenome, cpf, carteira de trabalho, pis/pasep, telefone fixo e móvel, endereço, cep e-mail. A 2ª, atendente pede o nome da mãe, do pai, do bolsa família, do passe eletrônico, do conselho tutelar, cartão de crédito com validade e código, titulo de eleitor. Quando você pensa que vai ser atendido , o sistema cai. Se não cai, a mocinha pede que você anote o número do protocolo: 32.710.260.320.904-8. Em tom de ameaça pergunta se você tem

lápis ou caneta e se anotou o número ou quer que ela repita. 4) Inventaram o fale conosco tem um formulário de 40 páginas, pedindo dados obrigatórios, e outro de 40 de exigências obrigatórias, para você desistir. 5) Inventaram o chat está sempre desligado por medida de redução de custos. 6) Inventaram o 4004, que é pago, para substituir o 0800 que era gratuito Quando você liga vai dizendo ligue 1 para isso, 2 pra aquilo. 3,4,5,6,7,8,9,0;.As vezes cai numa atendente que lhe faz um monte de perguntas com o argumento de que é para sua segurança. A empesa ganha comissão da operadora. Uma cretinice. 7) Boleto por email. Com o objetivo de falir os correios e complicar a vida dos contribuintes, não mandam mais boleto pelo correio, principalmente Embratel e Sky, e exigem o débito em conta. Você paga não sabe o que. Os que mandam boleto culpam sempre os correios quando o dito cujo chega depois do vencimento. 8) Inventaram o tal do aplicativo . Bancos,seguradoras, cartões de credito e telefônicas, operadoras de tevê a cabo, até o gato net, oferece aplicativo. Você terá que usar dois telefones, um só para arquivar aplicativos] 9) Procon e Serasa. Vivem correndo atrás dos caloteiros do consignado vendido numa rede de tamboretes , credenciados pelo Banco Central, para praticar a agiotagem oficial. 10) Inventaram o Juizado de Pequenas Causas. Desmoralizado. Muitas empresas querem que a reclamação vá ate o STJ ou ao STF. 11) Inventaram Agências Reguladoras, constituídas para funcionar contra os consumidores e os cidadãos Não fisca-

lizam nada e não fazem pn. As voadoras prometeram baixar os preços das passagens depois que tiraram comida e mala. Os preços subiram...Já cobram pelos assentos, não só dos gordos e espaçosos... 12) Inventaram as câmeras. Veja que nas delegacias, os delegados, antes do cara falar o que aconteceu, do alto de sua autoridade, perguntam se tinha câmera no local da denuncia. Não importa dizer se tinha ou não vítima ou óbito. Em primeiro lugar a câmera. Testemunha, não tem valor nenhum. Zero. Só vale a câmera. Se a câmera flagrou alguma coisa, aguarde dois anos, em casa, até ser chamado. Se tiver câmera ela estiver voltada para o lado contrario, fudeu, Nem precisa falar nada é pegar os panos de bunda e ir embora. Se for de seu agrado vá ao Supremo, em Brasília, apanhar na portaria um habeas corpus. Ou uma liminar. Sugiro deixar alguma moeda na bacia das almas... 13) Inventaram a pesquisa de satisfação igual ao que pregam nos ônibus e carros: digam como estou dirigindo. Inúteis e imbecis. Segundo o Datapulha, uma empresa do Datacanalha com, o Brasil tem 60 bilhões de queixas reclamações, senhas, aplicativos e protocolos guardados numa nuvem bolha, na ionosfera. Tem ruminante que acha que todo consumidor carrega uma superconta de direitos. NO socialismo, não tem consumidor, tá tudo resolvido. Mas no capitalismo, tem consumidor e todos andam como abestados, em busca da solução que muitas vezes leva uma ou duas gerações . A longo prazo, todos estaremos mortos! (*) JB Serra e Gurgel (Acopiara) jornalista e escritor, protocolo s/n. serraegurgel@gmail.com.br

Instituto Literário Viçosense entregará em agosto a Medalha dos 181 anos do Brigadeiro Tibúrcio, Herói Cearense

Serão homenageadas pelo Instituto Literário Viçosense, com, a “Medalha 180 Anos de Nascimento do Brigadeiro Antônio Tibúrcio Ferreira de Souza” na Câmara Municipal de Viçosa do Ceará no dia 11 de agosto de 2018, 25 personalidades cearenses\: 1) Cel. Canuto Tupy Caldas (In Memoriam) – Militar; 2) Dr. Edgar Bezerril Fontenele (In Memoriam) – Odontólogo e Historiador; 3) Olga Gomes Paiva – Pesquisadora e Consultora na área do Patrimõnio Cultural; 4) Franklim Freire Dantas – Cantor lírico, ator, professor e advogado; 5) Gilmar de Carvalho – Escritor; 6) Francisco César Pierre Barreto Lima – Engenheiro Civil e escritor; 7) Tânia Maria de Sousa França – Pedagoga; 8) Cel. Marcelo Paiva Fontenele – Militar; 9) José Stênio Burgos – Arquiteto e artista plástico; 10) Instituto José Xaviel – IJX (Granja/CE); 11) Pe. Carlos Alberto Sales – (Capelão Militar); 12) Antônio Raimundo Mapurunga – Bancário; 13) Ângelo Portela Moita – Maestro; 14) Daniel Nilson Sá Lima -Vereador;

Medalha Brigadeiro Antônio Tibúrcio Ferreira de Souza

A Comenda “Medalha 180 Anos de Nascimento do Brigadeiro Antônio Tibúrcio Ferreira de Souza” é uma comenda emérita, significativa, pois perpetuará a gratidão e o reconhecimento dos que cumprem por seus méritos e serviços relevantes prestados à sociedade cearense e se tenham tornado pessoas dignas de especial distinção.

Ceará em Brasília

Espaço Cultural Brigadeiro Tibúrcio no comando na 10ª RM, em Fortaleza

No dia 09 de agosto de 2017 foi realizada a inauguração do espaço Cultural Brigadeiro Tibúrcio junto à fachada norte da Fortaleza de Nossa Senhora da Assunção. O novo espaço, além, de reunir informações e acervo do Brigadeiro Tibúrcio, apresenta informações sobre a história da história de Fotaleza, destaca a imagem original de Nossa Senhora da Assunção do acervo do antigo Forte e breve resumo sobre a vida do Marechal Humberto de Alencar Castelo Branco – antigo Comandante da 10ª Região Militar e Presidente da República, com destacada atuação na Força Expedicionária Brasileira (FEB) durante a 2ª Guerra Mundial no teatro de operações da Itália, nos anos de 1944/1945. Sofisticadas, com riqueza de detalhes e acabamento exclusivo, a Comenda “180 Anos de Nascimento do Brigadeiro Antônio Tibúrcio Ferreira de Souza” , apresenta a seguinte descrição: ANVERSO – À esquerda “portairt” do Brigadeiro, envergando seu uniforme de gala com as respectivas condecorações. No contorno da orla as legendas: Brigadeiro Tibúrcio Ferreira de Souza, acima e 1837-1885, abaixo, anos do seu nascimento e morte, respectivamente. REVERSO – No centro, em destaque, o brasão de Viçosa do Ceará – sua terra natal, encimado pelas iniciais de Vila Viçosa Real da América, emoldurado por ramos de louros. No contorno da orla, as legendas: “Medalha 180 Anos Nascimento Brigadeiro Tibúrcio, acima e 11 de agosto de 1837, abaixo, sua data inicial.” Sua idealização coube a Gilton Barreto de Castro – Presidente do Instituto Literário Viçosense, a criação ao General Júlio Lima Verde Campos de Oliveira, a modelagem e pro-

dução à empresa Tocoin Moedas Personalizadas Ltda e apoio cultural de Maxmiliano de Carvalho Mapurunga.

Quem foi o Brigadeiro Tiburcio Antônio Tibúrcio Ferreira de Souza, o guerreiro indômito,

grande pela ideia, grande pela palavra, grande pela espada, sempre grande, nasceu na quebrada da Ibiapaba, na pitoresca cidade de Viçosa do Ceará, no dia 11 de agosto de 1837, dia de São Tibúrcio, filho de Francisco Ferreira de Souza e Margarida Ferreira do Nascimento. Ao chegar a notícia da guerra, Tibúrcio de imediato, exclama uma frase que ficaria na memória dos seus colegas de farda: “Bravo! Ou morro, ou volto Coronel!” Era dotado de uma memória prodigiosa e possuía uma cultura geral sobre todos os ramos da Ciência Humana, particularmente a Matemática, o que lhe deu lugar de destaque no seio do professorado militar. TIBÚRCIO salientou-se na CAMPANHA ABOLICIONISTA do BRASIL e foi um dos primeiros a proclamar bem alto a necessidade de alforriar de qualquer modo os escravos brasileiros. Ele foi um paradigma de inusitadas VIRTUDES MILITARES e CÍVICAS, além de brilhante e indomável espírito. Estabelecendo a paz, o governo o encarregou de diversas comissões, inclusive no Exterior. Percorreu a Itália, a Alemanha, a França, a Inglaterra, visitando as melhores fábricas de artigos bélicos. Nestas viagens e enriqueceu-se de uma grande instrução técnica. Até os seus últimos momentos exerceu o cargo de Inspetor dos Corpos, Companhias Isoladas, Estabelecimentos Militares e fortaleza de Pernambuco ao Maranhão.

Veja a TV Casa do Ceará - acesse: tvcasadoceara/youtube

9

Abril/18


acesse o site: www.casadoceara.org.br

Os associados da Casa do Ceará aprovaram a prestação de contas referente ao exercício de 2017 na Assembleia Geral Ordinária e Extraordinária de 22.03

Composição da Mesa Diretória: Presidente do Conselho Fiscal, Evandro Pedro Pinto, Sócio João Jacob Gonçalves, Diretor de Obras, Carlos Euler Currlin e Diretor Jurídico, João Rodrigues Neto.

Composição da Mesa Diretória: Presidente do Conselho Associados, Lenira Carvalho, Aldanilse Pereira, Rosa Helena Holanda e José Carvalho

Composição da Mesa Diretória: Presidente do Conselho Diretor de Saúde da Casa, Francisco Machado, 1° Vice-Presidente João Estenio Campelo Bezerra e o sócio Antenor Fernandes.

s associados da Casa do Ceará aprovaram a prestação de contas da referente ao exercício de 2017. O presidente Osmar Alves de Melo, anunciou que a Casa, em 2017, registrou 35.058 atendimentos, sendo 13.135 na Odontoclínica, 14526 na Policlínica e 322 nos cursos profissionalizante. Na área de assistência social, foram registrados mais

de 6.057 atendimentos A Casa registrou no exercício uma receita de R$ 3.174.101,32, e uma despesa de R$ 2.759.814,58. A administração da Casa é feita por 11 diretores não remunerados, em regime de voluntariado e 46 empregados. Como entidade de assistência social, a Casa do Ceará em Brasília presta serviços

e ações gratuitos, continuados e planejados, sem qualquer discriminação e sem exigência de contrapartida do usuário. Sua principal função social é a manutenção da Instituição de Longa Permanência para idosos, denominada Pousada Chrysantho Moreira da Rocha, que tem capacidade para acolher 20 idosos em regime asilar.

O

Abril/18

10

acesse o site: www.facebook.com/casadoceara

Ceará em Brasília


acesse o site: www.casadoceara50anos.com.br ANC_MDBCasa_doCeará.pdf

1

15/02/2018

09:07

C

M

Y

CM

MY

CY

CMY

K

Ceará em Brasília

Veja a TV Casa do Ceará - acesse: tvcasadoceara/youtube

11

Abril/18


acesse o site: www.casadoceara.org.br

Leituras V A Poesia da Eternidade Humana Márcio Catunda (*) Da circunscrição de Jerusalém, Jesus, tão puro quanto a luz e o ar, Veio trazendo a paz que me convém, Quando adentrou as portas do meu lar. Procedente do eterno e claro Além, Chegou, determinado a nos salvar, Com a energia mágica do bem, Que um dia alumbrara’ todo lugar. Hierofante do orbe sempiterno, Da fonte celestial igneo farol, É o Salvador que nos livra do inferno, O autor do mundo infinito e eterno, O homem generoso, justo e terno, O Rei Universal, Filho do Sol. (*) Márcio Catunda (Fortaleza) poeta, escritor, diplomata.

Leituras VI Versos ao Sono Sanzio de Azevedo (*) Meus pais se foram, já faz muitos anos. Perdi depois o irmão mais velho e, um dia, minha única irmã a travessia inevitável fez, e dos meus manos apenas um ficou. A fantasia enche-me a solitude com os enganos quando, à noite, mergulho nos arcanos dos devaneios, que a lembrança cria. Dormindo, pela névoa da saudade, estou a vê-los novamente rindo como os via, feliz, na mocidade. Hoje, o consolo aos dias mais tristonhos é, no meio da noite, o instante lindo de rever o passado nos meus sonhos. (*)Sânzio de Azevedo (Fortaleza), poeta e escritor, da Academia Cearense de Letras

Abril/18

12

Pecém faz 16 anos e busca novas rotas para EUA e Europa A expectativa do Porto é que novas rotas tenham início no segundo semestre deste ano

Apontado como uma das principais portas de entrada e saída de mercadorias das regiões Norte e Nordeste do Brasil, o Porto do Pecém completa 16 anos de funcionamento, mirando conquistar novos mercados e se tornar referência dentro e fora do País. A nova investida do Porto é inaugurar duas novas linhas de navegação para a Europa e para os Estados Unidos, afirma o presidente do Complexo Industrial e Portuário do Pecém (Cipp S.A), Danilo Serpa. Como as negociações já estão “adiantadas”, diz, sem informar mais detalhes, a estimativa é que as rotas marítimas comecem a ser operadas ainda no segundo semestre de 2018.

Ampliação Serpa lembra que, embora seja “novo”, o Porto do Pecém já passa por sua segunda ampliação, e já conta hoje com oito berços de atracação prontos, com o nono em fase de construção, junto a uma nova ponte de acesso a esses berços. Com a finalização e entrega do nono berço, somada ao investimento em equipamentos, o Porto passará a ter capacidade para movimentar anualmente 28 milhões de toneladas de cargas. Ou seja, quase o dobro do que o terminal movimentou em 2017, quando bateu recorde de faturamento (R$ 144 milhões) e de movimentações, totalizando 15,8 milhões de toneladas de mercadorias importadas e exportadas. Em 2017, o Pecém cresceu 41% ante 2016 e ao longo dos 16 anos vem mantendo a média de crescimento médio anual de 34%. Em 2016, por sua vez, o Porto cresceu 60% em relação a 2015. Incremento Para 2018, inclusive, a expectativa prévia - ainda passível de estudos, conforme Serpa - é que o Porto cresça cerca de 10% a 15% a mais que em 2017. De 1º de janeiro deste ano até a primeira quinzena de março, já foram movimentadas 3,3 milhões de toneladas de cargas no terminal. Entre as principais mercadorias movimentadas via Pecém estão o carvão mineral, minério de ferro, materiais eólicos, frutas frescas e as placas de aço produzidas pela Companhia Siderúrgica do Pecém (CSP). Com o intuito de ampliar a produtividade no Porto, recentemente foram investidos R$ 98 milhões na aquisição, infraestrutura e instalação de dois guindastes

acesse o site: www.facebook.com/casadoceara

modernos. “Esses guindastes fazem 64 movimentos por hora entre embarcar e desembarcar contêineres de navios. Os guindastes que nós tínhamos antes faziam só 27 movimentos. Então, mais que dobrou a produtividade hora de embarque e desembarque”, diz. Parceria com Roterdã A parceria com o Porto de Roterdã - o maior da Europa - deve ser formalizada até junho deste ano e vai ser imprescindível para impulsionar novos negócios. “Essa possível parceria com Roterdã, que ainda não está concretizada, é justamente o Estado buscando um parceiro estratégico para turbinar a atração de investimentos para cá. Até porque eles têm mais de 600 anos de mercado e networking com as maiores empresas do mundo”. Rota para Ásia Com capacidade para receber grandes embarcações que passam pelo novo canal do Panamá, o Porto do Pecém também deve catapultar sua competitividade no mercado, a partir do início de operação da nova linha AC 5 da Maersk Line/ Hamburg Süd, que ligará o Pecém aos portos da Ásia. A expectativa é que a linha traga mais de 31 mil contêineres ao Ceará. “O Pecém vai ser o único porto a receber essa nova linha semanal, que vai chegar no dia 14 de maio. Isso vai implicar em custos menores para empresas que aqui importam produtos da China. A mercadoria deixa de ir para outros portos do Sudeste e vem pro Pecém, o que implica em custos menores”. Ele lembra ainda que a linha direta para a Ásia será importante para exportadores de frutas do Nordeste, que poderão enviar suas mercadorias em tempo hábil e sem intermediários. “Essa linha vai sair direto para Singapura e China, sendo apenas 29 dias de viagem”. A expectativa da linha chamada AC 5 é de trazer mais 31 mil contêineres em negócios ao Ceará. Hoje, o Porto do Pecém conta com quatro linhas de longo curso, sendo duas para a Europa (MSC/Maersk), uma para o Estados Unidos (Hamburg-Sud) e uma linha para a Ásia (Maerk). Além de outras quatro linhas de cabotagem (entre portos brasileiros), sendo três semanais feitas pela Aliança e outra semanal feita por quatro navios da Mercosul/Login.

Ceará em Brasília


acesse o site: www.casadoceara50anos.com.br

Leituras VII Edmílson Caminha (*) A 12 mil metros de altura, 900 quilômetros por hora, sobrevoo o Atlântico rumo a Portugal, e leio “Crônicas do coração” (Salvador : Caramurê, 2017), em que Jadelson Andrade conta histórias que viveu com o cliente e amigo Jorge Amado. Gosto de livros assim, modestos, sem pretensões literárias, que nem só de Proust vive o bom leitor. Das minhas leituras mais recentes, duas foram dessa área, por coincidência sobre o romancista baiano: “Memorial do amor & vacina de sapo” (2004), de Zélia Gattai, e “Com o mar por meio” (2017), correspondência do português Saramago com o colega brasileiro. “É a sua porção comadre, o gosto de bisbilhotar a vida alheia...”, costumava dizer meu amigo Fernando Dídimo da satisfação com que leio cartas, memórias e biografias. E estava certo, pois toda vida, por mais despojada que aparente, merece ser contada, ouvida, lida. Reconheço, até, que as despojadas me interessam mais, pelo que nelas há de luta, de sofrimento, de sonho. Entre conversar com o inquilino do Palácio do Planalto e com a senhora que lhe serve o cafezinho, fico com a segunda, sem a menor dúvida. Como quem proseia à beira-mar de Itapuã, Jadelson narra como Jorge passou de cliente a amigo, na contramão do que geralmente se faz: dos três anos em que estudei medicina na Universidade Federal do Ceará, ficou-me o preceito de que se deve

O amigo do Coração de Jorge guardar distância da clientela, pelo desserviço que o envolvimento emocional pode trazer. Esforço vão se o paciente fosse Jorge Amado, modelo de amigo, exemplo de amor ao próximo e de solidariedade fraterna, pela grandeza humana e pela doçura espiritual com que se fazia querido por quem o conhecesse. Quando comentei com Fernando Sabino que o escritor baiano me parecia antipático, de difícil convivência, o cronista apressou-se em defendê-lo: “Não tenha essa impressão, ele é das pessoas mais generosas que encontrei em toda a minha vida.” Chamado, a primeira vez, para dar assistência ao romancista infartado, Jadelson ganhou-lhe a confiança e a amizade, logo aceito, com sua Tânia, pelos membros da afável confraria em torno de Zélia e Jorge: os filhos Paloma e João Jorge; Luíza e James Amado; Auta Rosa e Calasans Neto; Nancy e Carybé, o argentino de nascimento que, na opinião de quem criara Dona Flor, “em matéria de bunda de mulher, é autoridade máxima e absoluta”. De bem com a vida, cantaram, comeram, beberam, navegaram por rios e mares, foram a Paris, a Lisboa, certos de que nada de mal aconteceria a quem já sofrera um infarto, pois, no sábio dizer do cardiologista do grupo, “o coração gosta de emoções felizes”. Entre uma e outra viagem, conversas com revelações que o escritor não faria a qualquer um, como o projeto do romance “Apostasia universal de Água Brusca”, história medieval e mística ambientada no médio São Francisco, em 1922. Doente dos olhos, sem

poder ler nem inventar suas histórias, o romancista mergulhou na cava depressão que o levaria à morte, acompanhado pelo médico com zelo de amigo e dedicação de filho. Ao escrever sobre o paciente famoso, Jadelson Andrade também diz muito de si mesmo, como exemplar de uma espécie em extinção: os médicos humanistas, que cruzam as fronteiras da ciência, transcendem a medicina, superam as especialidades e vão da arte à filosofia, da literatura à história para compreender o homem na plenitude, ser que ama e sonha, indivíduo que goza e sofre. Linhagem brilhante a que pertenceram médicos com a nobreza de Jorge de Lima, Guimarães Rosa, Dyonélio Machado, Pedro Nava e Moacyr Scliar, não por coincidência autores de admiráveis obras que honrariam qualquer literatura. “Crônicas do coração” é, pois, uma celebração da vida, um canto de amor aos verdadeiros amigos, aqueles que o são por causa de tudo e apesar de nada, homens e mulheres que fazemos irmãos pelas afinidades eletivas que nos unem. A luminosa declaração com que se encerra, escrita por Jorge Amado, pode ser também assinada por Jadelson Andrade e pelos que com ele nos identificamos, pelo sentimento de que nos recusaríamos a viver em um mundo sem amigos: “Eu acredito na amizade! E a exerço!” (*) Edmilson Caminha (Fortaleza),

Emoção, saudade e apreço ao diálogo: René Barreira e Ítalo Gurgel lançam livro A Universidade que vivi, na Reitoria, da UFC

A voz desde o início embargada com a qual o Prof. René Barreira, ex-reitor da Universidade Federal do Ceará (2003 a 2006), começou seu discurso já denotava o tom emotivo e efusivo que marcaria a noite. Dezenas de familiares, amigos e autoridades estiveram nos jardins da Reitoria, em 22.03, para prestigiar o lançamento do livro A Universidade que vivi, de autoria de René em parceria com o jornalista e assessor de Comunicação Institucional da UFC, Ítalo Gurgel. “Estamos, nesta noite, vivendo um grande e belíssimo reencontro”, disse René, visivelmente exultante em cada lembrança, cumprimento e aceno, sempre intercalados pelo bom humor que lhe é característico. “Essa Instituição é o maior patrimônio do povo cearense. Foi aqui que vivi os melhores momentos da minha vida, de estudante a reitor, e aqui fiz os melhores amigos que tenho”, regozijou-se. Em seguida, o Prof. René relembrou sua trajetória, desde a infância na região Jaguaribana, com especial referência e agradecimentos aos pais, Enedina Teixeira Barreira e João Augusto Barreira, com quem veio para Fortaleza, junto com sete irmãos (uma oitava filha ainda nasceria na Capital). Destacando a vida construída na UFC, ele recordou o período como estudante na então Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras (1965), a atuação no movimento estudantil, a intensa luta contra o regime militar e o ingresso como professor nos anos 1970. “Na minha gestão, sempre houve a busca do diálogo, do consenso e do entendimento, coisas que herdei do meu pai”, descreveu René. “Era o tempo do início da expansão promo-

Ceará em Brasília

vida pelo (ex-presidente) Lula, que permitiu o nascimento dos campi de Sobral e do Cariri e, depois, do Campus de Quixadá e da Unilab (Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira).” Um dos momentos de maior emoção se deu quando o ex-reitor fez referência a três colegas docentes já falecidos. “Estou muito feliz com esse reencontro. Mas há duas cadeiras vazias nesse jardim: a do querido reitor Ícaro de Sousa e a do querido Luiz Antônio de Paula (ex-diretor do Centro de Ciências Agrárias). E tem ainda uma terceira cadeira vazia,

a do meu querido professor Luiz de Gonzaga (ex-docente do Departamento de Ciências Sociais).” CANTO DE AMOR – Coautor da obra, Ítalo Gurgel rememorou o tempo de sua entrada na UFC, no início dos anos 1980, e agradeceu ao ex-reitor Paulo Elpídio, que o convidou para a assessoria de imprensa da Universidade. Segundo ele, ter sido escolhido para escrever as memórias de René representou um desafio e uma honra. “O livro constitui um verdadeiro hino de amor à Universidade, às liberdades democráticas e à vida”, disse o jornalista, enfatizando que a obra tem o papel de não deixar a memória da Instituição perecer, cuidado iniciado com o fundador da Universidade, Prof. Antônio Martins Filho, que deixou vasta

produção bibliográfica acerca dos primeiros anos da UFC. Ítalo citou a riqueza histórica do período retratado no livro, que representou a transição entre uma época de arrocho orçamentário e restrições à autonomia e uma época de mais recursos e expansão nos anos que se seguiram. “Uma UFC maior e melhor. Essa foi a meta que René Barreira colocou à sua gestão, marcada também pelo diálogo permanente e pela descentralização, com os primeiros campi da UFC no interior do Estado”, frisou. LEGADO – Responsável por apresentar o livro ao público, o reitor Henry Campos destacou o legado de René Barreira, tido por ele como um exemplo, “pelo espírito de liderança, o diálogo, a firmeza de caráter e a forma com que se entrega às tarefas a ele confiadas”. Citou, também, “a ética, a competência, o talento e a firmeza profissional” de Ítalo Gurgel. Para Henry, o período em que René esteve no comando da Universidade foi marcado por expansão e otimismo, constituindo ponto de partida de um movimento irreversível, no qual a UFC “ficou ainda maior e mais inserida nos problemas de todas as regiões do Estado”. Também estiveram presentes ao lançamento o vice-reitor Custódio Almeida, os ex-reitores José Anchieta Barreto, Paulo Elpídio de Menezes, Luís Carlos Saunders, Roberto Cláudio Bezerra e Jesualdo Pereira Farias (atual secretário estadual das Cidades), integrantes das administrações Acadêmica e Superior da UFC, além dos secretários estaduais Artur Bruno (Meio Ambiente) e Inácio Arruda (Ciência, Tecnologia e Educação Superior), entre outras autoridades.

Veja a TV Casa do Ceará - acesse: tvcasadoceara/youtube

13

Abril/18


acesse o site: www.casadoceara.org.br

Leituras VIII Melhor ou Pior?

João Soares Neto (*) Há uma tendência natural, a todos os que escrevem em jornal, a enfocar o cotidiano. O Brasil, desde 2003, virou quase um país “bolivariano”, apesar de não termos o espanhol como língua nativa, tampouco tradição de guerras fraticidas. Vou por esse caminho. Simón José Antônio de Santíssima Trinidade Bolívar Palacios Ponte-Andrade y Blanco, nasceu no ano de 1783, em área de domínio espanhol que, depois passaria a ser a Venezuela de hoje. Era filho de descendentes (creoles) hispânicos de posses. Órfão do pai aos três anos de idade. Aos nove, morreu-lhe a mãe. Teve preceptor indicado por tio abonado e, aos 16 anos, foi mandado estudar na Espanha. Aos 19 anos casa-se, em 1802, com Maria Teresa. Volve à América Latina. Sua mulher morre em 1803. Ele, triste, faz votos de nunca mais casar. Retorna à Espanha. Poucos anos após, por atividade política, é expulso de lá e se exila na França, onde fermentavam os ideais de Igualdade, Liberdade e Fraternidade, com foco no Iluminismo. Em 1806, volta a terra berço nesta sul América e começa a lutar pela libertação de sua pátria. Como todos sabem, em 1808, Napoleão – em sua dominação da Europa – invade Espanha e Portugal, daí a vinda fugida da família Real para o Brasil (Colônia). Bolívar participa com San Martin-José Francisco de San Martin y Matorras, argentino, descendente de espanhóis e ex-oficial da Espanha, da Confederação dos países hispânicos, a Grã-Colômbia que produz a independência do Peru, Bolívia, Equador e Colômbia. Parte desse território passa a ser chamado de Venezuela, sob o comando de Simón Bolívar. O fundador do bolivarianismo sofreu duras penas e, por conta disso, exila-se na Ilha de Santa Marta, onde morreu aos 47 anos, em 1830. A Venezuela de hoje, está quase em guerra civil por conta de bolivarianismo perrengue que emergiu com Hugo Chávez e permanece com o seu sucessor, Nícolas Maduro. Esta é apenas uma versão que repasso. Toda essa conversa foi para tentar fugir da História do Brasil que, com a da queda de Napoleão, volta da família Real a Lisboa, em 1821, levando muito mais ouro do que trouxera. O Brasil passa a ter um Príncipe Regente, D. Pedro I, ainda imberbe que, em 07 de setembro de 1822, viria a dar o “Grito do Ipiranga”. Sem nenhuma gota de sangue derramada, estabelece a separação da Colônia do Reinado de Portugal. Esse mesmo “nosso” libertador, D. Pedro I, passa, poucos anos depois, a ser D. Pedro IV, para os portugueses. A estátua dele fica no Rossio, no centro de Lisboa. … Vem a Proclamação da República, em 15 de novembro de 1889, outra ação pacífica entre amigos e fruto de falso boato da prisão de Deodoro. Alguns do próprio governo imperial (Rui Barbosa, inclusive), positivistas, maçons e os do comércio, formaram esse Governo Provisório que começou oferecendo cinco mil contos ao ex-Imperador D. Pedro II, que os recusou, e partiu para o exílio. Instituiu-se um ministério com oito componentes, com civis e militares. No curto período de dois anos houve fechamento do novo Congresso, Estado de Sítio, censura à imprensa e a renúncia do 1o Presidente, que também era Grão-Mestre da Maçonaria. Corre o mês de fevereiro de 2018, o Brasil em polvorosa(intervenção, eleição, lava-jato e tudo o mais). Estamos igual, melhor ou pior do que começamos? (*) João Soares Neto

Abril/18

14

As 17 cidades mais violentas do mundo estão no Brasil Fortaleza é a 7a, do mundo a 2a do Brasil. Um horror!

O Brasil tem as 17 entre as 50 cidades mais violentas do mundo com base em vítimas de homicídios por habitantes. O Brasil tem 17 cidades; Africa do Sul, 4, Colômbia. A cidade campeã é Los Cabos, no México, com, 111.33. No Brasil, a idade campeã é Natal com 102,56. Fortaleza é a 2ª com 83.84 O México tem 12 cidades, a Venezuela, 5. Estados Unidos 4, Colômbia e Honduras com, 3, seguindo-se Jamaica, El Salvador, Guatemala, Porto Rico. Veja o quadro da violência as cidades brasileiras 1 - Natal/RN, 1,378 hom 1.343.573 hab., 102,56 hom por 100 mil hab 2 - Fortaleza/CE, 3.2703.917.279, 83,48 hom por 100 mil hab 3 - Belém/PA 1.743 hom, 2.441.761 hab, 71,38 hom por 100 mil hab 4 - Vitoria da Conquista/BA, 245 hom 348.718 hab,70,26 hom por 100 mil hab 5 - Maceió, AL, 658 hom, 1.029,129, hab 63,94 por 100 mil hab 6 - Aracaju,SE, 560 hom 951.073 hab 58,88 por 100 mil hab

7 - Feira de Santana/BA, 369 hom, 627.477, 58,81 por 100 mil hab 8 - Recife,PE, 2.189 hom, 3.965,699, 54.96 por 100 mil hab 9 - Salvador/BA 2.071hom 4.051.205 hab 51,58 por 100 mil hab 10 - João Pessoa,PB 554 ho, 1.126.613, 49 m17 por 100 mil hab 11 - Manaus,AB 1.024 hom, 2.1130.264b – 48,07 hom mil por 100 mil hab 12 - Porto Alegre/RS. 1.748 hom,4. 268.083 -40,96 hom por 100 mil hab 13 - Macapá/AP, 191 hom, 474,706 hab. 40,24 hom por 100 mil hab 14 - Campos dos Goitacazes;RJ -184 hom, 490.288 – 37,53 hom por 100 mil hab 15 - Campina Grande/PB, 153 hom 410.332 hab 37,29 hom por 100 mil 16 - Teresina/PI – Brasil 315 hom, 859.191 hab – 37,97 hom por 100 mil hab 17 - Vitória /ES– Brasil 797 hom, 1.960.213 hab 36,07 por 100 mil hab

Pesquisa revela que 58% dos brasileiros não se dedicam às próprias finanças

A organização financeira não é uma tarefa que atrai os consumidores. A constatação foi feita em uma pesquisa que apontou que seis em cada 10 brasileiros (58%) admitem que nunca, ou somente às vezes, dedicam tempo a atividades de controle da vida financeira, e 17% dos consumidores, sempre ou frequentemente, precisam usar cartão de crédito, cheque especial ou até mesmo pedir dinheiro emprestado para conseguir pagar as contas do mês. O percentual aumenta para 24% entre os mais jovens. Há, também, aqueles que precisam recorrer ao crédito para complementar a renda. Os dados, obtidos em pesquisa feita pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) em todas as capitais. Para o educador financeiro José Vignoli, uma vida financeira saudável depende do esforço de cada consumidor em buscar informação e exercitar a disciplina para incorporá-la no seu cotidiano. “Muitas pessoas poderiam, facilmente, ter acesso às informações necessárias para ter um orçamento mais equilibrado, mas não parecem conseguir. Elas pensam que dá trabalho, ou que é muito difícil manter o controle sobre as despesas, e se esquecem de que trabalhoso mesmo é encarar o endividamento e a restrição ao crédito. Lidar com o dinheiro exige disciplina e comprometimento para viver dentro da sua realidade financeira e não tomar decisões equivocadas”, afirmou Vignoli. Equilíbrio Uma prova de que a vida financeira equilibrada traz mais satisfação e tranquilidade é que 56% dos consumidores ouvidos no levantamento disseram que se sentem melhor quando planejam as despesas para os próximos seis meses. O problema, novamente, é que nem sempre isso acontece na prática, porque 48% deles nunca ou somente às vezes fazem um planejamento cuidadoso dos passos a seguir para ficar dentro do orçamento nos meses seguintes. O problema surge com mais força entre os consumidores de baixa renda (classes C, D e E), com 51% de citações.

acesse o site: www.facebook.com/casadoceara

Matemática Os consumidores ouvidos no levantamento afirmaram que ter algum tipo de familiaridade com matemática e conhecimento sobre números torna mais fácil exercer controle sobre a vida financeira. Em cada 10 brasileiros, seis (61%) consideram que informações numéricas são úteis na vida financeira diária e 62% dizem que aprender a interpretar números é importante para tomar boas decisões financeiras. Porém, nem sempre essas pessoas procuram, de fato, informar-se a respeito desses temas. A pesquisa detectou que 19% dos entrevistados não costumam prestar atenção em assuntos que envolvem números, percentual que aumenta para 24% entre os homens e 27% entre os mais jovens. Há ainda 39% que nunca ou somente às vezes calculam o quanto pagam de juros ao parcelar uma compra e 53% que fazem esse cálculo com frequência. Quando parcelam alguma compra, um terço (33%) dos entrevistados nem sempre sabem se já têm outras prestações para pagar. Consumo por impulso Parte expressiva dos entrevistados revelou que compra por impulso e toma atitudes de consumo desregradas. Quando estão fazendo compras, um terço (33%) dos brasileiros nunca, ou apenas às vezes, avalia se realmente precisa do produto, para não se arrepender depois. Além disso, 45% nunca, ou somente às vezes, conseguem resistir às promoções e comprar apenas aquilo que está planejado. A pesquisa mostra também que os consumidores adotam posturas desaconselháveis do ponto de vista financeiro. Por exemplo, 19% dos entrevistados consideram mais importante gastar dinheiro hoje do que guardar para o futuro, embora 77% reconheçam que, às vezes, ou nunca, se comportam assim. Sobre pensar no futuro, a pesquisa detectou que muitos não se sentem preparados para investir. Somente 38% disseram que confiam na própria capacidade de identificar bons investimentos e 22% que desconhecem os tipos de aplicações com melhor taxa de retorno. Apenas metade (51%) da amostra sabe sempre, ou com frequência, o quanto precisa guardar todos os meses.

Ceará em Brasília


acesse o site: www.casadoceara50anos.com.br

Leituras IX

O Dossiê de Cassio Borges Cássio Borges (*) CAROS AMIGOS PARA CONHECIMENTO DE VOCÊS, ENVIO-LHES, ABAIXO, ESTE E-MAIL QUE REMETI PARA OS CONFRADES DA ACADEMIA CEARENSE DE ENGENHARIA , A QUAL PERTENÇO. ATENCIOSAMENTE, CÁSSIO Caros Confrades da Academia Cearense de Engenharia Envio-lhes o artigo, anexo, de minha autoria, intitulado PROTEÇÃO AO BAIXO JAGUARIBE publicado hoje, dia 7 de março, no Jornal O Povo. Tenho sido reservado nas minhas opiniões com respeito às questões hídrica do estado do Ceará, especialmente nos erros que se vem cometendo aqui desde o advento da construção do Açude Castanhão, em 1985. A reportagem publicada nas Páginas Azuis desse Jornal no último dia 5 com a engenheira Zita Timbó, me deu a convicção de que em 2009 (não foi nenhuma chuva excepcional, diga-se de passagem) que aquele açude esteve seriamente ameaçado de rompimento. Será que a sociedade não deve saber o que houve? O que disse a doutora Zita nesse jornal a este respeito na aludida reportagem? Tenho o máximo respeito e admiração para com a Dra. Zita mas a especialidade dela é “construção de barragem”. Nisto, ela é extremamente competente. A construção de uma barragem é única, é uma obra isolada no meio de um rio, seja ele de grande ou de pequeno porte. Mas em 2009 houve uma cheia, não tão de grande proporção como a de 1974 ou a de 1985. Falando sobre as fissuras que surgiram na parede do Açude Castanhão, ela disse na referida entrevista: “O Castanhão já passou pelas duas coisas sem maiores problemas, porque as barragens do Dnocs são muito bem feitas. Ela se referia ao ”esvaziamento rápido” que a barragem foi submetida na cheia de 2009 (eu suspeitava, mas não tinha a certeza). Ela afirmou isto para dizer que barragem passou ilesa por este teste (?) de segurança. Mas, eu pergunto: Porque fazer esse teste no momento em que a barragem estava com super-super acumulação de água? “Da altura de um prédio de 33 andares”, disse a Dra. Zita. Porque esvaziar, perigosamente, a barragem de maneira repentina? Em razão de que? Por que correr este risco? Teria sido apenas para detectar a sua segurança que resultou numa inundação inesperada e abrupta no Baixo Jaguaribe? Foi detectado algum problema na obra? Qual foi a real razão e a necessidade deste teste? Teste? Não acredito. Mais cedo ou mais tarde enchentes como as de 1974 e 1985 irão se repetir. Será que a referida obra as suportaria? Vejam que a de 2009 foi de apenas 8 bilhões de m³, enquanto as de 1974 e 1985 foram de 17,7 e 19,9 bilhões de m³. São volumes d´àgua imensos para serem amortecidos por um “volume de espera” de apenas 2,3 bilhões de m³... Atenciosamente, Cássio Borges (Fortaleza) defensor perpétuo do DNOCS. (*) Cássio Borges (Fortaleza) servidor aposentado do DNOCS e seu defensor perpétuo.

Ceará em Brasília

Beach Park investe R$ 15 milhões em nova atração

Com investimento de R$ 15 milhões no brinquedo “Vainkará”, o Beach Park estima crescer até 15% no faturamento deste ano e pelo menos 5% no número de visitantes. A informação foi confirmada ontem (21) pelo diretor geral do Beach Park Entretenimento, Murilo Pascoal, durante anúncio da nova atração. Ele disse ainda que os resultados devem melhorar quando o “Vainkará” estrear em meados de junho. “As obras estão cerca de 60% concluídas e estão a todo vapor”. Com um perfil de visitante basicamente nacional, o Beach Park pretende atrair novos mercados. “Os turistas são provenientes de São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília e do Nordeste. Os turistas internacionais representam apenas 5% dos visitantes”. E m 2 0 1 7 , o p a rque aquático recebeu 1.028.785 de pessoas. Com um aumento de pelo menos 5% em 2018, o Beach Park deve ultrapassar um público de 1.080.224 de turistas. “Essa estimativa não conta com a influência da nova atração. Com o ‘Vainkará’, este número deve aumentar a partir do segundo semestre”, ressalta o diretor. Pascoal acredita que os novos voos internacionais que o Ceará vai receber neste ano e a nova atração devem impulsionar os resultados de 2018. “O hub é uma transformação e não sabemos quanto tempo isso vai levar para amadurecer. Mas estamos muito animados. É um momento totalmente novo”, explicou. O diretor afirma que já iniciou estratégias de divulgação no parque no exterior. “Contratamos uma empresa europeia e a nossa equipe já foi visitar feiras e fazer novos contatos”.

Novidade De acordo com o Beach Park, a 19ª atração, o “Vainkará”, é no estilo Tornado Wave. A novidade é o primeiro equipamento da categoria da América Latina e o segundo do mundo. O visitante terá que encarar uma altura de quase 25 metros, passando por duas rampas que fazem parte do trajeto e deixam as boias praticamente em posição vertical. Parceria Além da inauguração da atração, o Beach Park está planejando oferecer novas soluções de pagamento e experiências para os visitantes, em parceria com a Visa, empresa global de tecnologia de pagamentos, e a Getnet, empresa de tecnologia do grupo Santander. “Trabalhamos para proporcionar a melhor experiência possível”, afirmou Pascoal Os parceiros estudam implantar uma pulseira de identificação eletrônica, que poderá ser usada para compras em todas as maquininhas sem fio disponíveis no parque e também fora dele, em locais que aceitem a tecnologia “contactless”. Isenção Ainda de acordo com o diretor geral do equipamento, o Beach Park conseguiu a isenção do imposto de importação para a aquisição dos materiais essenciais do “Vainkará”. “O Ministério do Turismo entendeu essa necessidade. A gente traz uma atração do exterior então é necessário esse incentivo”, disse Pascoal. Além disso, o Beach Park também foi isento de Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) para a aquisição dos equipamentos da nova atração.

Audiência da Ouvidoria do TJCE em Aracati possibilita manifestação da comunidade A audiência pública da Ouvidoria do Judiciário do Ceará, em Aracati (distante 148 km de Fortaleza), registrou a manifestação presencial de três advogados e de um radialista, entre os 30 participantes. A sessão ocorreu em (05/04), no Fórum daquela Comarca, reunindo integrantes do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE) e outras autoridades. A desembargadora Tereze Neumann Duarte Chaves representou a ouvidora do TJCE, desembargadora Maria Iraneide Moura Silva. O objetivo desse trabalho é levar o Judiciário para perto do cidadão, permitindo o debate sobre a participação da sociedade na administração da Justiça. A partir das demandas apresentadas, o Tribunal procura a melhor solução, por meio do planejamento institucional.

Também presentes as juízas Janaína Graciano de Brito (diretora do Fórum de Aracati) e Sílvia Soares de Sá Nóbrega (ouvidora do Fórum Clóvis Beviláqua); o prefeito da cidade, Bismarck Maia; o defensor público Alan José Couto de Morais; a escrivã da Delegacia de Polícia Civil, Izabelle Dias; o comandante da Polícia Militar daquele Município, tenente-coronel Romero dos Santos Colares; o vice-presidente da Subseção de Aracati da Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Ceará, Espedito Luciano Arruda; e magistrados da região. Na ocasião, houve também reunião com juízes da 4ª e da 12ª Zona Judiciária, que têm Russas e Aracati como sedes, respectivamente.

Veja a TV Casa do Ceará - acesse: tvcasadoceara/youtube

15

Abril/18


acesse o site: www.casadoceara.org.br

Governador anuncia aumento de 1,87% do PIB do CE em 2017, quase o dobro da média nacional Camilo Santana também anunciou a implantação de um campus da Uece em Mombaça e o início da construção do primeiro presídio de segurança máxima do Ceará Durante a transmissão 20.03 pelo Facebook, o governador Camilo Santana informou que o Ceará registrou crescimento de 1,87% do Produto Interno Bruto (PIB) de 2017, quase o dobro da alta do País, que foi de 1%. O volume de investimentos do Estado, que representou 13,9% da receita corrente líquida no ano passado, também foi destacado pelo chefe do Executivo. Outro anúncio importante foi a implantação de mais um campus avançado da Universidade Estadual do Ceará (Uece), com a oferta de dois cursos superiores, no município de Mombaça, na região do Sertão Central. “É uma conquista importante do Ceará na economia. Vivemos uma das piores crises econômicas dos últimos 100 anos e temos nos mantido forte. Esse aumento significa mais emprego, mais investimento, mais oportunidades. Autorizei também mais um campus da Uece no Ceará, em Mombaça, já aprovado pelo conselho da universidade. Serão dois cursos, de Artes e Ciências da Computação, que abrirão vagas no vestibular ainda neste semestre e as aulas vão começar já no semestre que vem”, disse o chefe do Executivo.

Abril/18

16

Aproveitando que nesta terça-feira ele entregou 100 novas viaturas para a Polícia Militar, o governador citou as medidas voltadas para a segurança pública e informou que já foram iniciadas as obras do primeiro presídio de segurança máxima do Ceará. “Iniciamos a construção na semana passada. Em breve vamos oficializar, mas a obra já está acontecendo, um investimento de R$ 127 milhões. Temos 132 cadeias espalhadas pelo Ceará e vou também construir 14 novos presídios regionais para acabar com essa superlotação. Lugar de preso não é nessas cadeias perto da população ou em delegacias. Já tenho dois garantidos pelo Governo Federal e vamos atrás de

acesse o site: www.facebook.com/casadoceara

um empréstimo do BNDES para fazer o resto”. Camilo Santana também anunciou a construção e um novo Parque de Exposições na região Sertão Central, no município de Quixeramobim. “Será nos mesmos moldes dos que existem em Sobral e no Crato. Faço aqui o apelo para doarem um bom terreno e em breve vamos lá assinar a ordem de serviço para o início das obras”, informou. Perguntas de internautas Renata Matias questionou se todas as ações de segurança se resumem ao policiamento. “É importante compreender que são dois caminhos essenciais. Reforçar o efetivo da polícia, investir em viaturas, armamentos, é importante. Mas também temos investido muito na prevenção. Vamos inaugurar a Escola Estadual de Educação Profissional de numero 119, estamos ampliando o número de escolas em tempo integral, estamos investindo em esporte. Até o final do meu governo, toda cidade terá uma Areninha. Estamos também ampliando as ações da cultura. Tudo isso para desviar os nossos jovens dos maus caminhos”. Alex Freitas quis saber se as 100 viaturas novas são do próprio Estado. “Sim, por enquanto todas são compradas. Vamos alugar mais 600 viaturas que vão chegar em abril, vai facilitar na manutenção. E também comprei mais 50 caminhonetes que virão para reforçar o policiamento”.

Ceará em Brasília


acesse o site: www.casadoceara50anos.com.br

Momentos Marcantes na vida do Comendador Albery Mariano

P Esprojeto eci s ais

Comendador Dr. Albery Mariano lança a 2ª edição do Livro Coletânea Prefácio

Neste dia 1° de agosto de 2016, apresento este “Livro Coletânea” 2ª Edição, contendo variadas publicações de jornais de periódicos, os quais, divulgarem com precedência e veracidade os noticiários pertinentes a este Autor, desta preciosa obra jornalística. Obra esta, que se vincula as informações atualizadas, retratando noticiários de cunho histórico, artístico, cultural e literário, divulgados pela imprensa escrita nas cidades de Caldas Novas, Goiânia, Patos de Minas, Fortaleza, São Paulo, Brasília e outras. O primeiro noticiário deste livro, veio do Jornal informativo – Boas Novas de Caldas Novas – GO, com a manchete: ESCRITOR DE CALDAS NOVAS, NA 2ª BIENAL BRASIL DO LIVRO E DA LEITURA EM BRASÍLIA, 01.08.14. Daí pra frente, vieram várias outras publicações, como: • O Comendador Dr. Albery, fez doações de deus escritores para a Biblioteca dos Estados Unidos. • O Casal de Escritores, lança uma Coletânea Especial, sobre os seus trabalhos culturais; • O incansável Benfeitor do Museu do Casarão, Caldas Novas – GO; • Poema do Comendador Dr. Albery: Benfeitor, já sou chamado: Sempre façam como eu: o antigo conservado: tudo isso é museu. • O Comendador e Poeta, foi o Presidente da Academia de Letras e Artes de Caldas Novas – GO. • Poemas do Escritor Dr. Albery: “JK e Adirson”: O Adirson é muito amado; Grande Escritor de Brasília; Conhecido e Bem-Afamado; Como o “Dirceu de Marília”; • Os Padrinhos de Casamento da Jornalista do “É Mais Notícias”: Alinne Rezende e Daniel Dias – Diretor de Artes do Veículo de Comunicação; • Poeta Cearense de Santana do Acaraú, no 1° Encontro na Casa do Ceará em Brasília-DF; • Deixo como Doação para o Acervo da ALACAN, 32 (Trinta e dois) livros, como Registro dos meus trabalhos em minha Gestão, como Presidente de 26/03/2010 a 23/03/2012; • Despedida da Santana do Acaraú-CE: Agradeço a homenagem: Desde bom povo Santanaense; Vou embora com saudade; Deste Rincão Cearense; • Poema na Gestão do Presidente da ALACAN: Minha Musa: Conheci uma Morena; A quem dei muito valor; com carinho e muita luta; conquistei o seu amor. • Casal Comendador é Empossado na ABRASCI – SP; Academia Brasileira de Ciências, Artes, História e Literatura. • Comendador Dr. Albery, Recebeu o título de Sócio Honorário da Casa do Ceará em Brasília-DF; • O Incentivador da Cultura Cearense; Com Dr. Albery Mariano; • O “Poeta das Rimas Melodiosas”, oferece o Poema de sua autoria para o seu grande amor Cleuza: Onde andas grande amor; Sinto falta de teus beijos; Que faço por esta flor; quero encantar teus desejos; • Amor Resignação: Tenhas paciência comigo; quero ser teu bem-amado; Quanto mais vivo contigo; Mais eu fico apaixonado; • O comendador Dr. Albery, relata que o seu progresso, prestígio e prosperidade, começou depois do casamento Mineira Cleuza, Musa inspiradora de deus poemas de amor: • Titulação no Grau de comendador: Dr. Albery Mariano; a) Barrete com cinco Comendas em miniaturas; b) Colar José Bonifácio de Andrade e Silva; c) Comenda de Mérito Profissional em Ciências Jurídicas; d) Comenda Marechal Deodoro da Fonseca; e a e) Comenda Dom Pedro I, o Imperador do Brasil; f) Comenda de Honra ao Mérito de Pioneiros • Titulação de Acadêmico: Diploma e a Medalha, com a posse na ocupação de Cadeira n° 17, patroneada pelo Escritor e Poeta, Antônio Gonçalves Dias, Academia Brasileira de Ciências, Artes, História e Literatura – ABRASCI-SP; • Homenagem recebida do Clube dos Pioneiros. Insigna da “Ordem” no Grau Grãn-Cruz de Pioneiros – Brasília-DF; • Homenagens recebida na Casa do Ceará, Brasília, DF, com Diplomas de Sócio Benemérito e de “Sócio Honorário”;

Ceará em Brasília

• Nos anos de 1960 a 2015, o Comendador Dr. Albery Mariano, recebeu 69(sessenta e nove) Troféus e matéria publicada no Jornal da Casa do Ceará em Brasília-DF, n° 281-Nov. 2015; • O Comendador Dr. Albery Mariano, foi aluno do Famoso Liceu do Ceará, Fortaleza, iniciando os seus estudos no Curso Clássico; • Comendador, recebeu o certificado “Pleito de Gratidão” na Câmara Municipal de São Paulo; • Comendador Dr. Albery, agradece, através de Imprensa: a) Academia Cearense de Letras; b) Academia Fortalezense de Letras; c) Academia de Letras dos Municípios do estado do Ceará; d) Academia Caucaiense de Letras; e a e) Casa Juvenal Galeno, em Fortaleza-CE; • Dr. Albery, teve a oportunidade de ser aluno de letras da UNB – Universidade de Brasília e “ Aluno Especial do Curso Superior de Magistratura” do Tribunal de Justiça do Distrito Federal; • Poemas Personalizados do Com. E Poeta , Dr. Albery Mariano: “Quem sou?” e “ Sou fã de um Acróstico”; • Cearenses aderiram em peso a solidariedade ao Ceará em Brasília; • A festa Junina da Casa do Ceará, teve apoio do Presidente: Dr. Osmar Alves de Melo; Dr. Albery Mariano e outras personalidades; • Comendador da Nome a troféu em Caldas Novas – GO; • Homenagem: Dr. Albery, um Cearense, Generoso, Simples e Temente a Deus; • Comendador Dr. Albery, entregou o Livro de suas obras publicadas ao Presidente da Casa do Ceará, Dr. Osmar Alves de Melo; • O Sócio Benemérito: Dr. Albery e outros, fizeram Doação de cestas básicas no 4° Natal Feliz da Casa do Ceará em Brasília –DF; • Comendador Dr. Albery, é membro acadêmico e Conselheiro Consultivo da Academia Latino-Americana de Ciências Humanas – ALACH; • A Paixão do Com. Dr. Albery Mariano, pelos casarões: “Casa grande de Caucaia” e “Casarão dos Gonzaga”, vêm desde a sua infância à idade adulta; • Dr. Albery e Esposa participaram da apresentação Boliviana em Brasília – Biblioteca Nacional. • O escritor Dr. Albery, faz lançamento de seus livros: “Coletânea de jornais”1ª Edição, e “Compêndio de Revistas”, na cidade Thermal de Caldas Novas – Goiás; • O Com. Dr. Albery, recebe troféu e faz agradecimentos à Diretora, professores e alunos do famoso: Colégio Liceu do Ceará – Fortaleza; • O Conselheiro e Escritor: Dr. Albery, agradece ao ex-presidente da ALACAN- Dr. Reni Naves, pela sua Gestão dos anos: 2014/2015; • O Escritor r Poeta, Dr. Albery, foi Patroneado pelo consagrado Poeta Gonçalves Dias, o morgado pela ABRASCI –SP; • Dr. Albery, recebeu a Faixa Barão e Visconde de Mauá – Clube dos Pioneiros de Brasília – Distrito Federal. • O Casal, a convite do Presidente da ATL – Gustavo Dourado, participou com seus Poemas no Sarau Itinerante do Lago Norte

– Brasília-DF; • O Escritor e Poeta: Lança o Poema Inédito: “Esposa Mãe” – Goiás; • O Confrade Dr. Albery, Homenageia em seu Discurso o Conterrâneo de Santana do Acaraú – CE. O grande Historiador de Brasília, e famoso Escritor Adirson Vasconcelos, o seu Paraninfo; • O Escritor e a Esposa, não medem esforço para elevar a Cultura de Caldas Novas – GO; • O Casal Destaque de 2015 – Troféu Melhores do Ano – Cícero Campos; • Padrinhos de Casamento: Homenageiam aos seus afilhados: Adriana Martins e Tyrone Saunders – Caldas Novas – GO • Comendador é homenageado como o Colaborador Cultural nos 104 anos de Aniversário da cidade Thermal de Caldas Novas – GO; • O Escritor e Poeta Dr. Albery e Esposa, sentem-se Felizes com as três sobrinhas de Patos de Minas – MG; • Mensagem Natalina de suas sobrinhas: Gaby, Patty e Dany; • Mensagem do Comendador aos Melhores Profissionais da Cultura e das Instituições Empresariais – Ano 2015; • Celebração de Natal Ano 2015 – Poeta Cearense – Com. Dr. Albery; • Poema do Comendador: “Terra Agreste”- Lembrança de sua cidade Natal; • O Escritor Dr. Albery Mariano, foi padrinho do livro GOIÂNIA 1933-2016 – Edição Especial – Goiás; • Ligeira Biografia do Dr. Francisco Albery Mariano, Advogado, Teólogo, Escritor e Poeta das Rimas Melodiosas; • Homenagem do Comendador e Esposa ao Tio Vicente Rosa: Dia das Mães “O Filho que perde a mãe” – Patos de Minas – MG; • Natal – Tempo de Reflexão - Minha Gratidão a todos com os quais convivi e que acreditam em mim. • O Novo Casal Cultural de Caldas, Tomou Posse na ALACAN – Academia de Letras de Caldas Novas – GO • Comendador e Esposa Cleuza Mariano, recebem Homenagem Especial – Imprensa de Caldas Novas – GO; • Dr. Albery – Comendador das Letras, recebe o Brasão da ABRASCI – Academia Brasileira de Artes, Ciências, História e Literatura – SP; • O Escritor e Ex-Presidente da ALACAN é Autor do Poema “Casarão”, que incentiva as pessoas a doarem peças antigas paga esse Museu; • Os Homenageados (Escritor e Poeta) do “SC Destaque” – Ano 2014 – de Patos de Minas – MG; • Agradecimentos ao Colunista e Promotor de Evento SC-Destaque: Wellis Martins e a Empresários Sandra de Castro – Minas Gerais; • “A flor Morena” e o “Poeta do Cerrado” – Descreve sua afilhada: Adriana Martins – Goiás; • O Comendador e Escritor: Dr. Albery, lança o Fidedigno Poema: “Formosura” dedicado a sua esposa Cleuza Mariano; • “Somos Cidadãos Caldas Caldasnovenses” Autor: Poeta Dr. Albery; • Dr. Albery, tem uma longa história de amor com a Casa do Ceará – DF; • Raquel de Queiroz é a patronesse de minha esposa Cleuza Mariano – Academia Brasileira de Ciências, Artes, História e Literatura – SP; • Somos Destaques do “Troféu Prime” – Ano 2016 – Promotora: Adriana Martins; • Comendador Dr. Albery Mariano – O Benfeitor do Museu do Casarão – Caldas Novas – Goiás. Assim resume neste Livro Coletânea 2ª Edição, variadas reportagens, expressas graciosamente, pelos renomados Escritores, Promotores de Eventos. Colunistas, Jornalistas, Poetas, Radialistas, Acadêmicos, Juristas, Historiadores e outros mais, para prestigiar o Autor desta expressiva e calorosa Obra Literária. Finalizo com a palavra da Santa Bíblia: Agradeço a Deus por tudo – Salmo n° 3. “Mas tu, o Senhor me protege, como um escudo. Tu me das a vitória e renova minha coragem”.

Veja a TV Casa do Ceará - acesse: tvcasadoceara/youtube

17

Abril/18


acesse o site: www.casadoceara.org.br

Página da Mulher Caminhos de volta

Regina Stella (*)

Pisando devagar, e leve, como se temesse machucar as lembranças, iniciei o velho percurso, tantas vezes repetido em outras épocas, ansiosa por rever paisagens e caminhos onde andei nos anos verdes, brincando e rindo de viver. Retomei o mesmo trajeto. Emagreceram as ruas, pensei, as minhas ruas amigas, que me viram passar abraçada aos sonhos! Agora são simples vielas por onde uma multidão circula, indiferente. Perderam a importância, e da imponência e da ostentação as casas se reduziram a simples lojas comerciais, fantasmas da beleza de outrora. Descascadas, esburacadas as fachadas, antes senhoriais, se transformaram numa procissão de portas banguelas, sem grades, sem peitoril, onde tantas vezes vi, debruçadas, as adolescentes de então, medrosas e tímidas, seguindo com o olhar, passos queridos. Fugiram as esquinas! No lugar delas uma grande praça me olhou, agressiva na beleza, e onde, indiferente ao meu sentimento, um chafariz borrifava e lançava à quente atmosfera suas minúsculas gotas. Tive ímpeto de correr, sepultadas ali doces lembranças, mas pesava como chumbo a sensação de volta, e seria uma covardia, pensei, fechar os olhos ao tempo, e não aceitar sua irremediável caminhada. Calmamente prossegui, procurando os cacos de ontem, catando o que havia sobrado das depredações. Para atenuar, no pobre coração, a sensação de perda, lancei um artifício, e às velhas lembranças propus brincar de esconde-esconde. Aquele exato instante, não seria fácil, mas foi a alternativa que encontrei. E comecei o jogo. Ali, morava o avô, na casa de quatro janelões, e a porta sempre aberta. Adiante, o colégio, o riso aberto e franco da garotada passando, abarrotadas as mãos de livros e cadernos, os passos apressados, e os grupos formados à entrada, no grande portão de ferro, discutindo a prova, a lição, em feliz algazarra. Agora, nem riso, nem garotada. Plantado, gigantesco edifício se levanta para orgulho dos economistas da terra, no lugar da fachada acolhedora de outrora! Um sobressalto! E o meu quintal? Ali, verde, retorcido, o pé de seriguela onde eu subia, montada nos cavalos de mentira, cavalgando veloz a imaginação. No chão de areia os buracos pequeninos, cavados com esmero pelas mãozinhas miúdas, para receber as bolas de gude, na disputa que acontecia a cada manhã. E tudo voltou de repente. A cozinha de lenha, os degraus quebrados, o arrulhar dos pombos. Meu irmão à procura dos “borrachos”, mal saídas as penugens no corpinho das tenras avezinhas. A imponência dos pombos-correio, sua aterrisagem linda me trazendo preso ao pé, amarrado num barbante, o esperado bilhete, acertando a hora do cinema, com o irmão querido, habilidoso e cheio de ideias inusitadas. E na rua que já foi minha, comecei a procurar a velha casa, por entre as outras, espremidas, destituídas de valor. Um calafrio me tomou, inteira, parada no meio do quarteirão, sem reconhecer a porta por onde durante anos entrei, carregada de projetos! Procurando o lugar onde a casa se erguia, imponente, com suas sacadas de ferro trabalhado! E fui passando, devagar, vendo um cinema, uma livraria... De repente, estupefata, frente aos vergalhões e às tábuas carcomidas de uma construção, eu vi, pregado, o número amigo, a placa azul da minha casa de menina! Parei. Ah! era ali... E fui abraçando uma a uma, as lembranças que chegavam. O piano tocando “la cumparsita”, os batentes da entrada, o trinco da porta que emperrava, o longo corredor. Uma vontade louca me assomou, de passar sobre os monturos de pedra e cal, e arrancar a velha placa, empoeirada, solitária, como se fosse ainda minha, na vã tentativa de reter o tempo! Ah! tanto se perdera na voragem dos anos, e a pequena placa não me traria os risos, a voz, os semblantes queridos! A tempo me contive. Parei de brincar, que era dolorido demais o jogo da saudade. E decidi voltar, pelo mesmo caminho. Na passagem, um “fícus” amigo que me vira crescer, e brotara ali beirando o muro, ao me ver cabisbaixa e triste, segredou-me, quase em sussurro: Não morri! Ainda estou de pé!... Criei novo alento e ergui a cabeça, decidida a viver. Intensamente. Resistira ele! Eu também resistiria... (*) Regina Stella, Jornalista e escritora

Abril/18

18

Estudante de Psicologia do UniCeub tem pesquisa aprovada em simpósio internacional

O UniCEUB terá um grande representante no Encontro Anual da Sociedade Internacional de Psicologia Política (International Society of Political Psychology, ISPP). Mario Cruz da Gloria Filho, estudante do 7º semestre do curso de Psicologia, teve seu trabalho aprovado e participará do simpósio que acontece nos Estados Unidos. Intitulado Moralidade, Ativismo e Radicalismo na Esquerda e Direita Brasileira, o estudo surgiu após perceber diversas polarizações entre as pessoas com a política. “Motivei em fazer este estudo ao perceber que muitas pessoas discutiam por temas políticos na internet. Elas brigavam, deixavam de se falar porque uma não concordava com a outra. Aí pensei, ‘mas por que isso? ’”, relata. Baseado nas teorias fundamentais da moralidade humana, de Johnathan Haidt (dano vs cuidado, autoridade vs versão, injustiça vs justiça, lealdade vs traição e pureza vs degradação), o trabalho foi desenvolvido ao longo das disciplinas de Estágio Básico 1 e 2 e Produção de Artigo, onde os estudantes elaboram projetos e relatórios de pesquisa na área de Psicologia. O resultado do estudo, conforme explica Mario Gloria, mostrou que a teoria de Haidt se aproximava da realidade brasileira. “Determinados grupos da sociedade, que se identificam com certos perfis de partidos, enxergam mais a realidade de acordo com a ótica da justiça vs injustiça e do dano vs cuidado, estando mais preocupados com a justiça social. Já outros grupos enxergam essas questões da política da sociedade utilizando todos os cinco fundamentos morais. Além disso, o ativismo é muito mais forte em partidos de orientação liberal, do que em partidos mais tradicionais”, revela. O Encontro Anual da Sociedade Internacional de Psicologia Política acontece no mês de julho, em San Antônio, no Texas. Apesar da ansiedade, Mario Gloria não esconde a satisfação de ter a oportunidade de estar em contato com diversos pesquisadores do campo científico. “Apresentar a pesquisa em um simpósio para vários estudiosos é uma coisa que eu nunca fiz. Bate um pouco de nervosismo, mas a expectativa é positiva”, conclui. O UniCEUB parabeniza e deseja sucesso a Mario Gloria em sua caminhada!

acesse o site: www.facebook.com/casadoceara

Leituras X

A despedida de Ibiapina na EBC, vista por seu filho, Fábio Fábio Ibiapina (*) Quem me conhece sabe da admiração e idolatria que tenho por meus pais, Edilma Neiva Ibiapina e Wilson Ibiapina. Um casal encantador que usou como estratégia de educação o amor, a dedicação e o exemplo. Numa jornada de solideriedade, tocaram a vida priorizando a família, os amigos e o trabalho. E como resultado dessa equação, se tornaram especialistas na arte de receber. Desde que me entendo por gente o sábado é o dia deles abrirem a casa para celebrar a vida. E nessa tradição que já está perto de completar 50 anos, passaram pela mesa do Solar Ibiapina (batismo dado pelo mestre em criar expressões Horário Denencial) incontáveis amigos. Artistas, ambulantes, políticos, jornalistas, ministros, e toda outra profissão que se possa imaginar. Já acordei ao som da viola de Jardes Macalé, as notas de Ivanildo sax de Ouro, as serenatas de Renato Castelo, as canções de Fagner, Belchior e Ednardo, a turma do clube do choro de Brasília, a bela voz de Ayrton Rocha, ou com o Zé Wilker declamando poesias. Ali no ambiente descontraído decisões políticas foram tomadas, furos de reportagem vieram à tona e teve até Niemeyer criando arte em guardanapo. Nessa miscelânea eu aprendi com eles que o valor de cada um está no coração. Num final de semana a expectativa que o Carlos Henrique traria o Sílvio Santos para almoçar, no outro o mesmo cuidado para receber a Maria, cozinheira que eles conheceram no hotel. Do piloto do avião da última viagem ao vendedor de rua chinês que conheceram comprando bugigangas, mostravam que a beleza da vida está na diversidade, no valor humano. No último sábado abriram as portas novamente. E mais uma vez foi um dia especial de aprendizado. Uma manhã que começou nublada e depois deu lugar ao Sol. Véspera da Páscoa, momento de renovação. Um dia repleto de simbolismo. Celebramos ali o fim de um ciclo de 33 anos do mestre Ibiapina na Radiobrás. Essa história começou nos anos 70, quando o Toninho Drummond assumiu o jornalismo da Globo em Brasília. No dia em que Toninho desembarcou na capital, meu pai estava internado retirando um cálculo renal. “Para minha surpresa, ele foi me visitar no hospital onde estava internado. Foi um gesto voluntário, de afeto por quem nunca tinha visto. Aquilo fez nascer em mim um respeito e admiração que virou uma amizade por toda vida”, conta o Ibiapina pai. Em 1985 o Toninho se tornou presidente da Radiobrás e levou a tira colo o Wilson Ibiapina para ser seu assessor especial. Essa história terminou em março de 2018, nesse encontro. Pra quem acredita em coincidências, na semana em que fui internado para tirar um cálculo renal, meu pai deixou a EBC, antiga Radiobrás, e o mestre Toninho partiu para o plano espiritual. Na véspera do dia da renovação Pascoal, o Bibi, apelido carinhoso dado pelos companheiros de trabalho, estava desse jeito aí que se vê na foto: fazendo graça. O bom humor foi a arma que ele encontrou para lidar com as adversidades da vida, com as tragédias e perdas. Aos amigos que estiveram presente, minha eterna gratidão. Ao amado pai o meu muito obrigado por mais esse exemplo de superação e otimismo diante das mudanças da vida. Orgulho dos filhos, esposa, neta e nora, você é uma luz que nos serve de guia nesse mundo tão turbulento e complexo. Obrigado por existir. Amamos você! Fábio. (*) Fábio Ibiapina (Brasília) jornalista e editor de imagens da Rede Globo

Ceará em Brasília


acesse o site: www.casadoceara50anos.com.br

Leituras XI

Culinária

Os avanços da Medicina

Bar dos Cunhados Pedro Prado e Paulo Prado Donos (Hidrolândia). Garçons: Raimundo Vieira(Viçosa do Ceará), Edmilson Bezerra,(Poranga), Johnson de Souza e Raimundo Pacheco (Santa Quitéria). CLN 115 BL B lj 21- Asa Norte 70772-520 Tel(61) 3274-7805.. Bar dos Cunhados no Tênis do Iate Clube Damázio Prado (Hidrolândia) arrendatário – 337988763 Setor de Clubes Esportivos Norte Trecho 2Conj 4 -70800-120 Bar dos Cunhados Veleiro no Iate Clube Antônio Prado (Hidrolandia) arrendatário 3329 8761 e 3323 4207 Bartolomeu SHCS Quadra 409 bloco C loja 06 - Asa Sul 70257-180- 3442 1169 - Chefe de Cozinha: Maitre Wellington (Ipu), Manoel Facundo de Almeida (Boa Viagem), Maitre e sommelier: José Felismino(Cintra Netro) (Fortaleza), Cozinheiros: Francisco Leonardo Nascimento (Bela Cruz) e José Alex Facundo de Almeida (Boa Viagem) Beirute Sul Proprietário Francisco Marinho(Ipu) SCLS109 Bloco”A” Loja 2/4 – Asa Sul /3244 1717 Beirute Norte Maitre Bartolomeu Marinho(f.cearense, Brasília) Coco Bambu – Frutos do Mar Gerente Geral EilsonStudart (Fortaleza) Diretores: Beto Pinheiro (Fortaleza), Daniel Sherrabe e Hegel Barreira (Fortaleza) Gerentes Fábio Pereira de Sousa( Viçosa)-CE e Raimundo Auzivan Pinheiro (Milhã) - SCES Trecho 02, Conjunto 36, Parte CÍcone Parque - 70200-002 Tel3224 5585 Brasília Shopping Endereço: Setor Comercial Norte Q 5 Bloco A Brasília shopping Lojas 2w, 3w, 4w - Asa Norte, Brasília - DF, 70297-400 Telefone:(61) 3038-1818 Coco Bambu Águas Claras Localizado em: DF Century Plaza Endereço: Rua Copaíba, 1 - Águas Claras, Brasília - DF, 72010110 - Telefone:(61) 3262-0559 Baby BeefRubaiyat - Brasília Maitres: José Itamar Ferreira Gomes (Acaraú), Silva (Ubajara) e Manoel Adilson Rodrigues (Jijoca), Garçons: Luis Neto Alves Sobrinho (Acopiara) e Antenor Neto Rodriges (Ibiapina), barmen: Doniseti Ferreira Chaves (Ibiapina), Hernandes Freitas (Jijoca) e Gleison Ferreira da Silva (São Benedito), Recepcionista Viviane Bezerra da Silva (Ipueiras). SCES – Setor de Clubes Esportivos Sul, Trecho 1, lote 1 A - Asa Sul - Tel 61. 3443.5000 Dom Francisco SCS 402 Bloco B Loja 09, 3224 1634 3226 1816 Gerente: Wilton Melo (Ipu); maitre : Valdemir Alves Souza (Sobral); garçon: Evandro Magalhães (Santa Quitéria) Dom Francisco ASBAC SCES Trecho 02 Conj 3226 2005 3224 8429 3223 5679 Garçons: Iran Matos (Independência), Antônio Melo (Independência) Antônio José Barbosa (Monsenhor Tabosa). Elisimar Barbosa Oliveira (Monsenhor Tabosa); barman Francisco Ricardo Ferreira Gomes (Nova Russas); cozinheiros: Romário Vieira Barreto (Tauá) Francisco das Chagas Gomes (Nova Russas) e Francisco Dermival dos Santos (Nova Russas). Dona Graça Maitre – Carlos Ângelo Veras (Viçosa do Ceará) casa 15 Vila Planalto Tel 3032 1062 - 70804-270 Feitiço Mineiro Garçons: Robero Rodrigues Araújo (Tamboril), Paulo César Lima da Silva (Tamboril). Antônio Fernandes Neto (Tamboril). João Batista (Ubajara), Edson Lima (Ubajara) e Leonardo Biano, filha de mãe cearense. SHCN CL Qda. 306 Bloco B Lojas 03,45 e 41 3272-3032 / 3347 5751 / 99983 4852 Forneria Parole Maitre Antônio Carlos de Souza (Guaraciaba do Norte) ;garçon: José Gerardo de Azevedo (Guaraciaba do Norte); cozinheiros Juvêncio Fernandes Neto (Tauá), pizzaioloSinobilinoBezerra Neto (Tauá) QI 9/10 Comércio Local Loja 39 Lago Norte - 3368 3337 Gero Gerente: Célio Freitas (Hidrolândia) Maitre:Alexandro Araújo Nascimento (Itarema) cozinheiro: João Moura Rodrigues (Itarema)- SHIN C04 Lote A Loja 22 Térreo Iguatemi 3577 5522 8110 0209 Galeteria Beira Lago Proprietário João Miranda Lima (Ipueiras)

O Humor Negro e o Branco Humor Em um congresso internacional de Medicina, o médico alemão disse: Na Alemanha fazemos transplantes de dedo. Em 4 semanas, o paciente está procurando emprego. O médico espanhol afirmou: A Medicina espanhola é tão avançada que conseguimos fazer um transplante de cérebro. Em 6 semanas, o paciente está procurando emprego. O médico grego pediu a palavra: Temos um trabalho de recuperação de Bêbados, Em 15 dias, o indivíduo pode procurar emprego, O médico norte americano surpreendeu: Implantamos um chip no cérebro de um indivíduo analfabeto e em uma semana ele estará alfabetizado e apto para procurar emprego. O médico brasileiro, que ouviu tudo atentamente, surfou orgulhoso: Isso não é nada, No Brasil pegamos um cara, analfabeto, sem dedo, sem cérebro e chegado a uma pinga, colocamos na Presidência da Republica e agora o país inteiro está procurando emprego...

40 tipos de orgasmos femininos 1-Asmática – Ahh...Ahhh..AhH.... 2-Geográfica - Aqui , Aqui Aqui, Aqui... 3-Matemática ,- Mais, mais, mais, mais..., 4-Religiosa - Ai meu Deus, ai meu Deus, ai meu Deus... 5-Suicida – eu vou morrer, eu vou morrer, eu vou morrer... 6-Homicida - não pára , não para, eu te maaaaaatooo 7-Suicida– acaba comigo me mata, me mata, me mata... 8-Sorveteira – Kibon, ai Kibon, ai Kibon... 9-Zootecnista – vem meu macho, vem meu macho... 10-Torcedora – vai, i vai, vai., vai... 11-Professora de Inglês – Ohhh...Yes!!! Ohhh... My God.... 12-Margarina – Que delicia , que delicia.... 13-Negativa – Não , não e não... 14-Positiva – Sim . sim e sim...., 15-Desbocada - PQP, vai seu FDP, vai porra... 16-Serpente indiana – SSSSSSSSSSSssssssssssss..... 17-Professora - sim, isso, por ai , exato,, isso. É assim mesmo... 18-Sensitiva - Tô sentindo , tô sentindo.... 19-Desinformada - O que é isso: o que é isso? 20-Degustadora – ai gostoso, gostoso, gossstossso.... 21-Cozinheira – mexe, mexe,mexe.... 22-Barrichelo – não para , não para, não para... 23-Ambiciosa – eu quero tudo, tudo, entendeu? 24-Descritiva – eu vou gozar, eu vou gozar, eu estou gozando. Gozei... 25-Viajante – eu vou , eu vou ai, eu tô chegando la , vaiii, força 26-Maluca – você está me deixando doida, você está me enlouquecendo,,.. 27-Veterinária – vem cachorro. Vem cachorro..., 28-Edipiana – Meu pai do ceu,,, ai pai... ai meu pai do céu... 29-Profetisa – Tá vindo,..i vem... Ai vemmm. Ai veeeemmmm.... 30-Pontual – Aí, meu fiho, aí, acertouna mosca... 31-Vesga – deixa eu guiar o ceguim... 32-Gozadora – a pipa do vovô não sobe mais? 33-Em pânico – tira, tá doendo, tá machucando.. 34-Pensativa – de ladinho é melhor, meu bem... 35-Precavida – trouxe viagra,camisinha e vaselina... 36-Preocupada – cuidado para não esquecer os óculos.... 37-Pontual – vamos rápido pois tenho que ir pra casa esperar meu marido... 38-Posso falar no whatsapp, enquanto você decide o que quer? 39-Asseada – não vai se limpar com a cortina.... 40 -Casada – estou com dor de cabeça

Ceará em Brasília

Os Cearenses nas Cozinhas de Brasília

Gerente José Afonso Miranda Lima (Ipueiras). Maitre: Raimundo, Chaves de Carvalho (Nova Russas) garçons: Hélio Martins de Melo (Nova Russas) e AntonoAlcimario (Pereiro, churrasqueiro: Valdemar Araújo de Souza; serviços gerais: Joaquim Rodrigues Ferreira (Nova Russas) - SCES Trecho. 02 conj. 33, ao lado do PIER 21 Ki Filé Maitre – Maitre,Roberto Cavalcante (f.Cearense), Chefe de Cozinha, RaimundoCavalcante (Sobral). GerenteEduardo Vasconcelos (f.Cearense), garçons: Francisco Souza (Sobral) e Raimundo Mourão (Nova Russas), cozinheiro: Francisco Ferrreira (Granja) 405 Norte, bloco A - lojas 55/65/69 - (61)3274-6363 Le Palace Proprietário: Edilson Aguiar (Sobral); Cozinha: Marilza / Regina (Camocim); Garçon: Zé Vanildo (Sobral). Especialidade: Picanha na chapa; Pratos da terrinha: Carne de sol, baião de dois, panelada, rabada, sarapatel, peixada - Q-04 Conjunto J Lote 60 PlanaltinaDF (em frente à Feira de Confecções de Planaltina) - 33897000 Libanus Proprietário Narciso Marinho (Ipu) - SCLS 206, Bloco “C”,loja 36 – Asa Sul / 3244 9795 - Endereço: Vitrinni Shopping - Rua 14 Norte, 135 - Águas Claras, Brasília - DF, 71910-000 Telefone: (61) 3382-0444 Moqueca do Chefe 404 Norte, Bloco B, Loja 2 3201 5204 - Dono e Maitre – Francisco Holanda (Cascavel) Garçonete Maria Pereira (Beberibe) Moranguim Chefe de Cozinha Francisco da Silva (Icó) SHIN QI2, Área Especial, Quiosque 14., Lago Norte/21947641 Em frente a loja do Pão de Açucar. New Koto (comida japonesa) SQS 212 loja 20 - 3346 9668 Garçons: Francisco Olavo Aprigio, Francisco Antônio Souza, Gelinaldo Brito e Genildo Brito, todos de Guaraciaba do Norte, José Wilson (Boa Viagem), cozinheiro José Aurélio (Sobral), sushiman João Carlos Nascimento e o ajudante dele, Eridam Lopes e o ajudante de cozinha Francisco Alan, todos de Guaraciaba do Norte Oxente Carne de Sol Q 04, Conjunto J ite, Vila Buritis, Planaltina DF, 3389, 4005 - Copeiro Francisco das Chagas Aguiar (Sobral Pizzaria Primu’s Grill Dono: Chico Élcio (Sobral) - Quadra 4. Conj, A Lt 60 – 9627 6430 Planaltina - 73.300-000; Praliné SCLS 205 Bloco A – Loja 03 – ASA Sul 70.235-510 – 3443 7490, 3443 7090 - Garçons – Raimundo Viana (Crateús), José Osmar Gabalia (Sobral),Francisco Edmar Alves de Souza (Ipueiras). Caixa: Eliane Paiva (Groaíras) Recanto do Norte Donos: Eudes Braga Mesquita e Antônia (Toinha) Celeste - Jorge Mesquita (Santa Quitéria) - 409 Norte, Bloco B, Loja 65 – Tel 3271 8722 Restaurante Central Proprietário: José Maria Aguiar (Sobral); Churrasqueiro e especialista em pratos e tira gostos especiais: Titico (Sobral). Especialidades: Self service, caldo de mocotó, sarapatel; Aos Sábados: Feijoada. Praça de Alimentação da Feira de Confecções de Planaltina-DF - 96313335 (Vivo) 92322855 (Claro) Restaurante Nordestino Dono: Francisco Valdenir Machado Elias(Independência) ; Gerente Thiago Machado (f.cearense) cozinheiro. João Batista Souza Sampaio (Sobral) - 3ª. Avenida Área Espcial S/N <Mercado do Núcleo Bandeirante boxes 13/15/17 71710-350 98147 0585 3021 4577 Santana Dono: Adonias Santana (Independencia) Manuel Messias Lima da Silva (Ipu) cozinheiro; Marco de Oliveira (Nova Russas) cozinheiro - CNA 03 Lote 08 Lojas 01 e 02 Taguatinga Norte – 72110 035 Tel 3563 4674 Taperas Restaurante Maitre – Francisco Tadeu de Oliveira (Iguatu) Sobreloja do Garvey Palace HotelTel 33 28 4265 Tejo SQS 404 Asa Sul Tel 3264 7005 - Chefe de Cozinha: Custódio Rodrigues Alves (Reriutaba) Verde Perto Proprietário Carlos Pontes (Nova Russas) EPTG Chácara 56 sentido Taguatinga-Guará (ao ladodo Posto de Polícia) 3567 8217

Veja a TV Casa do Ceará - acesse: tvcasadoceara/youtube

19

Abril/18


acesse o site: www.casadoceara.org.br

Grupo Edson Queiroz recebe medalha da Ordem do Mérito Militar

Ministro José Coelho Edson Neto

Em cerimônia ocorrida nesta terça-feira, o ministro-presidente Superior do Tribunal Militar, José Coêlho Ferreira, entregou comendas da Ordem do Mérito Judiciário Militar a centenas de pessoas e instituições que prestaram relevante serviços à Justiça Militar da União. O presidente executivo do Grupo Edson Queiroz, Abelardo Gadelha Neto e o chanceler Airton Queiroz, que foi representado pelo filho Edson Queiroz Neto, diretor do Grupo Edson Queiroz e superintendente do Sistema Verdes Mares, receberam a medalha em Brasília. Segundo o presidente do STM, a medalha representa um apreço aos que tem se destacado ou contribuído para o país. Em entrevista ao Diário do Nordeste, o ministro reconheceu o trabalho do grupo Edson Queiroz e fez memória ao chanceler Airton. “Essa é uma medalha importante e em memória pelo trabalho dele como empresário, educador, e a sua ligação com a justiça militar”, disse.

20

Abril/18 12324.30.2_ANUNCIO_BP_25x15cm.indd 1

Abelardo Gadelha Neto, Ministro José Coelho e Edson Neto

Outros cearenses também foram contemplados com a medalha, como o presidente do Congresso Nacional, senador Eunício Oliveira, o deputado Domingos Neto (PSD/CE) e o conselheiro do CNJ, Valdetário Monteiro. Entre as autoridades agraciadas estão o general de Exército, Walter Braga Neto, interventor federal na segurança pública do Rio de Janeiro, o ministro da Justiça, Torquato Jardim, e os ministros do Supremo Tribunal Federal, vice-presidente Dias Toffoli e Alexandre de Moraes. 60 anos de história A Ordem do Mérito Judiciário Militar (OMJM) foi criada pelo Superior Tribunal Militar (STM), em Sessão de 12 de junho de 1957. Conforme regulamento, a Ordem dispõe de quatro Graus, em ordem decrescente de distinção: Grã-Cruz; Alta Distinção; Distinção e Bons Serviços. São incluídos, automaticamente, no grau Grã-Cruz: o presidente da República;

acesse o site: www.facebook.com/casadoceara

Abelardo Gadelha Neto

os presidentes das Casas do Congresso Nacional; o presidente do Supremo Tribunal Federal; os ministros do Superior Tribunal Militar, por ocasião de suas posses. Também podem receber a Grã-Cruz: o vice-presidente da República; o ministro da Justiça; os comandantes da Marinha, do Exército e da Aeronáutica; os ministros do Supremo Tribunal Federal; o procurador-geral da República; o procurador-geral da Justiça Militar; os presidentes dos Tribunais Superiores e do Tribunal de Contas da União. No grau Alta Distinção, podem receber medalhas, entre outros: os ministros de Estado; o advogado-geral da União; os governadores; os parlamentares do Congresso Nacional; os oficiais-generais das Forças Armadas; os ministros dos Tribunais Superiores; os magistrados de segunda instância. Carol Curvelo(do DN)

Ceará em Brasília

2/5/18 12:09 PM

Fotos: Hermínio Oliveira

Edson Neto

Jornal abril2018  

Jornal da Casa do Ceará

Jornal abril2018  

Jornal da Casa do Ceará

Advertisement