Setubal Revista - Edição Especial

Page 1

Revista Bimensal | N.º 24 - II Série - 4º Ano Outubro / Novembro 2021

EDIÇÃO ESPECIAL

Centenário do Soroptimist International

1921-2021


Soroptimist International of Portugal Soroptimist International é uma organização sem fins lucrativos, de mulheres de diversas profissões que desenvolvem projetos de serviço em benefício de mulheres e meninas em 121 países e em Portugal desde 1985. Como organização não governamental assume um estatuto consultivo junto das Nações Unidas e do Conselho da Europa. Em Portugal somos 9 clubes e cerca de 150 mulheres Soroptimistas que desenvolvem anualmente projetos solidários.

Soroptimist International is a non-profit organization of women of different professions that have been developing service projects for the benefit of women and girls in 121 countries in Portugal since 1985. As a non-governmental organization, it has a consultative status with the United Nations and the Council of Europe. In Portugal, we are 9 clubs and around 150 Soroptimist women who annually develop a series of solidarity projects.


SUMÁRIO

4 Editorial

Editorial

8 Capítulo 1

O que é o Soroptimismo? What is Soroptimism?

10 Capítulo 2

O Soroptimismo no Mundo Soroptimism in the World

14 Capítulo 3

O Soroptimismo em Portugal Soroptimism in Portugal

16 Capítulo 4

Atividades e projetos Desenvolvidos em Portugal Activities and projects developed in Portugal

44 Conclusão Conclusion

FICHA TÉCNICA: Setúbal Revista – Registo na ERC: 126664; Depósito Legal Nr. 390882/15. Propriedade: João, Pedro & Armindo, Lda. [Sócios: Armindo Manuel Fernandes da Conceição (33%); Maria João Moreira da Conceição Ferro (33%); Pedro Manuel Moreira da Conceição (33%)]; Diretora Editorial: Maria João Ferro; Editores: Maria João Ferro. Colaboram nesta edição: Patricia Moreno, Presidente da União SI de Portugal (2019-2021); Luísa Brito e Cunha Vice-Presidente do SI do Clube Lisboa Fundador; Helena Monteiro e Castro, Diretora Advocay (291)-2021); Teresa Carrilho, membro do Clube Sete Colinas; Maria João Ferro, Presidente do Clube de Setúbal (2019-2021). Contactos: redacao@setubalrevista.com - Avenida 5 de Outubro, 111, 2900-312 Setúbal; Publicidade: 967 122 006 - Estatuto Editorial em www.setubalrevista.com. Setúbal Revista respeita a opção dos seus colaboradores quanto ao Acordo Ortográfico

SETÚBAL REVISTA 3


EDITORIAL

Maria João Ferro Diretora Editorial Governadora do Soroptimist International Portugal (2021-2023)

I

t is my great pleasure to inform you that this special issue of SER will be exclusively dedicated to the centenary of the Soroptimist movement. This important international non- -governamental organization – ONG, is made up of active, determined, innate leaders, of all ages, professions and cultures and who believe that we can make the world better for other women. The path is made up of projects and actions that we develop, but we need to receive the media`s attention for successful results, making known what we do and even encouraging people, who are helped, to tell about their experiences. We also claim a public awareness of our organization , making the name Soroptimist – “ The Best for Women”4 SETÚBAL REVISTA

É

com enorme satisfação, que vos comunico que esta Edição Especial da SER será exclusivamente dedicada ao centenário do movimento Soroptimist International. Esta importante organização internacional – não governamental - ONG, é composta por mulheres ativas, lutadoras e determinadas, líderes natas, de todas as idades, profissões e culturas e que acreditamos que podemos tornar o mundo num lugar melhor para outras mulheres. O caminho é composto de projetos e ações que desenvolvemos, mas necessitamos receber a atenção da mídia pelos resultados bem-sucedidos, dando a conhecer o que fazemos e até a incentivar as pessoas beneficiadas a contar as suas experiências. Pretendemos ainda, que haja uma consciencialização pública da nossa organização, fazendo com que o nome SOROPTIMIST – “O MELHOR PARA AS MULHERES” – tenha expressão na comunidade e que mais mulheres se comprometam a assumir os ideais que representa. Foi como membro fundador do Clube de Setúbal há 27 anos, que tomei a liberdade de colocar ao dispor da União Soroptimist de Portugal, a Setúbal Revista. Neste sentido, desafiei a Presidente da União de Portugal, Patrícia Moreno (2019-2021) a qual abraçou de imediato a ideia, com

enorme entusiasmo, numa tentativa de sinalizar o centenário deste movimento e de promover a união de todas as mulheres soroptimistas portuguesas. Para isso, foi criada uma equipa de trabalho, a qual integrei como Diretora Editorial desta revista e presidente do Clube de Setúbal (2019-2021). Outros membros se juntaram a nós, a nossa amiga soroptimist Luisa Maria Brito e Cunha, Secretaria da União de Portugal, a Helena Monteiro de Castro, Diretora Advocacy (20192021) e a nossa amiga Teresa Carrilho, membro do Clube Sete Colinas de Lisboa. Todas estão de parabéns e merecem um sincero agradecimento pelo trabalho desenvolvido para este número especial de 2021. Obrigada equipa! Muito mais importante que os cargos ou as funções de cada uma de nós, saliento a motivação com que todos os membros se lançaram a esta árdua tarefa, que é a recolha de informação, a redação de textos, a organização, a coordenação e o planeamento. Agradeço a todos os nove clubes soroptimist portugueses e às cerca de 150 mulheres, que de uma forma ou de outra, contribuíram para os artigos e publicações que são apresentados nas páginas desta edição especial. É uma honra para mim colocar à vossa disposição esta revista, assinalando assim o Centenário do Soroptimist International.

to have expression in society and lead more women to commit themselves to accept the ideals that it represents. As a founder member of Setúbal Club, 27 years ago, I decided to make Setúbal Revista available to the Soroptimist Union of Portugal. Bearing this in mind, I challenged the President of Portugal's Union, Patrícia Moreno (2019-2021), who immediately agreed, with enormous enthusiasm, in an attempt to signal the centenary of this movement and to promote the union of all Portuguese Soroptimist women. Thus, a work team was created, which I joined as Editorial Director of this magazine and as President of Setúbal Club (2019-2021). Other members joined us: our Soroptimist friend Luisa Maria Brito e Cunha, secretary of Portugal`s Union, Helena Montei-

ro de Castro, Advocacy Director and our friend Maria Teresa Maia Carrilho, member of Lisboa Sete Colinas Club. All deserve our congratulations and sincere thanks for the work done for this special issue of 2021. Thanks, team! Much more important than the positions or functions of each one of us, I must emphasize the motivation which led all members to start this difficult task, which was collecting information, writing texts, organizing, coordinating and planning. I thank all nine Portuguese clubs, with about 150 women who, anyway, contributed to the articles and publications presented on the pages of this special issue. I feel highly honoured by making this magazine available to you, thus celebrating the centenary of International Soroptimist.


C

omeço por agradecer à Setúbal Revista – SER ter dedicado um número especial ao movimento Soroptimist International que, este ano de 2021, comemora o seu centenário. A data marca indelevelmente a história do Soroptimist em Portugal e vai, suscitar interessantes memórias. Ao longo deste ano, nos 121 países e nos seus Clubes, embora com as dificuldades e restrições a que o momento nos obriga, estão a ser feitas inúmeras atividades comemorativas das mais diversas formas possíveis, de caráter cultural, cívico, artístico e até histórico, tendo, como óbvio, o objetivo de pôr em destaque o que é o idealismo e a ética soroptimista para conhecimento, em especial, das jovens gerações.

O nome Soroptimista só tem sentido se rimar com Direitos Humanos, Justiça Social, Democracia, e Liberdade, cujo objetivo é ser um movimento de mulheres que trabalham para as mulheres. Assim é no mundo e em Portugal. Este número especial da SER que aqui é apresentado procura divulgar as nossas atividades, e dar a conhecer uma resenha de projetos e ações a que o soroptimismo se propõe. As mulheres setubalenses há mais de duas décadas que integram este movimento soroptimist. A todas e todos que desde a primeira hora pelo seu trabalho e dedicação apoiaram este projeto de divulgação da SER, os meus sinceros agradecimentos em nome de todas as soroptimistas portuguesas que diariamente se dedicam a ajudar outras mulheres.

carried out in as many different ways as possible, of a cultural, civic, artistic and even historical character, aiming, of course, to highlight what the Soroptimist idealism and ethics represent for the knowledge, in special, of the younger generations. The name Soroptimist only makes sense if it supports Human Rights, Justice, Democracy and Freedom, which aims to be a movement of women working for women. This happens in Portugal and around the world. This special issue of SER, which is now

published, intends to spread our activities and make known a summary of projects and actions intended by Soroptimism. Setúbal women have joined this movement for over two decades, creating the Soroptimist International Setúbal Club. To all people, who from the beginning and by their work and dedication have supported this outreach project at SER, my sincere thanks on behalf of all the Portuguese Soroptimists who, daily, have devoted to help other women.

Patrícia Moreno Presidente da União Soroptimist Portugal (2019-2021)

I

will start by thanking the magazine Ser Setúbal for having considered to dedicate a special issue to the Soroptimist International movement, which, this year 2021, celebrates its centenary. This date marks, indelibly, the history of Soroptimists in Portugal and will also obviously evoke interesting memories. Over the course of this year, in 121 countries and in their clubs, despite the difficulties and restrictions that the moment requires, countless commemorative activities are being

SETÚBAL REVISTA 5


CAPÍTULO 1

6 SETÚBAL REVISTA


O que é o Soroptimismo? What is Soroptimism?

SETÚBAL REVISTA 7


CAPÍTULO 1

A

o festejar cem anos de existência, o movimento Soroptimista define-se por ser uma associação de mulheres profissionais (ONG) que trabalha a nível local, nacional e internacional, sem fins lucrativos, em prol de outras mulheres com vista a melhorar as suas condições de vida. O nome Soroptimist é composto pelas palavras “soror” que quer dizer irmã e “optimist” que reflete uma atitude positiva e confiante no futuro. A representação no seu emblema, da mulher de braços abertos com os raios solares, simboliza o ideal

B

y celebrating 100 years of existence, the Soroptimist International defines itself as a non-profit association of professional women (NGO) working locally, nationally and internationally on behalf of other women to improve their lives and living conditions. The name Soroptimist is composed by the words “soror” which means sister and “optimist” which reflects a positive and confident attitude towards the future. The representation in its emblem, of the woman with open arms with the 8 SETÚBAL REVISTA

de paz internacional, as folhas de louro, o sucesso, e as folhas de carvalho a força para trabalhar. As soroptimistas são mulheres com esperança nos dias vindouros graças ao trabalho de ajuda e solidariedade entre si e para com todas as mulheres e a sua ação pode traduzir-se nas palavras: generosidade, devoção e coragem. O Soroptimismo foi fundado em 1921 nos Estados Unidos da América e cedo se expandiu pelo mundo, tendo o primeiro Clube na Europa sido criado em França em 1924. Em Portugal só nasceu em 1985.

Atualmente, somos uma forte rede internacional de 70.000 soroptimistas, defensoras poderosas e eficazes dos direitos das mulheres e das jovens. Todos os Clubes Soroptimistas, espalhados pelos cinco continentes, dedicam os seus projetos de acordo com os princípios estabelecidos ou seja: Promoção do estatuto das mulheres Utilização de altos padrões éticos Direitos Humanos para todos Igualdade, desenvolvimento e democracia Promoção da compreensão internacional, boa vontade e paz

sun's rays, symbolizes the ideal of international peace, the laurel leaves, success, and the oak leaves the strength to work. Soroptimists are women with hope in the days to come, thanks to the work of helping and showing solidarity with each other and with all women, and their action can be translated in the words: generosity, devotion and courage. Soroptimism was founded in 1921 in the United States of America and soon it expanded around the world, with the first Club in Europe being created in France in 1924. It only appeared in

Portugal in 1985. Today, we are a strong international network with about 70,000 Soroptimists, powerful and effective advocates for the rights of women and girls. All Soroptimist Clubs, spread across five continents, dedicate their projects according to established principles namely: Promotion of the status of women Use of high ethical standards Human rights for all Equality, development and democracy Promoting international understanding, goodwill and peace.


P

rocuram cumprir cinco dos dezassete Objetivos de Desenvolvimento Sustentável definidos pelas Nações Unidas na Agenda 2030, (https://unric.org/pt/Objetivos-de-Desenvolvimento-Sustentavel), por considerarem que: A Educação capacita as mulheres e as jovens a realizarem o seu potencial e a se sustentarem, ao mesmo tempo que abre as perspetivas de uma aprendizagem ao longo da vida como um meio de erradicar e prevenir a violência contra as próprias. A Sustentabilidade dos projetos soroptimistas incluem entre outras questões,

T

hey seek to fulfil five of the seventeen Sustainable Development Goals defined by the United Nations in Agenda 2030 (https://unric.org/pt/Objetivos-de-Desenvolvimento-Sustentavel), as they consider that, Education enables women and girls to fulfil their potential and to sustain themselves, while opening up the prospects for lifelong learning as a means of eradicating and preventing violence against themselves. Sustainability of Soroptimist projects

iniciativas de agricultura sustentável e de gestão de resíduos. A Saúde e Segurança Alimentar pressupõem a vontade das Soroptimistas de proporcionar às mulheres e jovens a segurança dos alimentos e o acesso ao mais alto padrão (possível) de cuidados de saúde. Desde o início a Violência contra as Mulheres tem sido um dos pontos prioritários das Soroptimistas. Deste modo, temos executados projetos para responder, prevenir e eliminar a violência contra as mulheres e jovens, construindo abrigos, ajudando vítimas, fornecendo serviços

de aconselhamento, fazendo lobby para melhorar os programas e políticas de prevenção e lutando pela consciencialização deste problema da nossa sociedade. www.youtube.com/user/ SoroptimistEurope O desejo das mulheres se tornarem mais fortes, poderosas e confiantes, leva a que o movimento Soroptimista desenvolva, financie e implemente projetos que permitam às mulheres serem capazes de tomar decisões para um melhor empoderamento e acesso a oportunidades económicas.

include, among other issues, sustainable agriculture and waste management initiatives. Health and Food Safety imply Soroptimists' willingness to provide women and youth with food safety and access to the highest (possible) standard of health care. From the beginning, Violence against Women has been one of the priorities of Soroptimists. This way, we have carried out projects to respond to, prevent and eliminate violence against women and youth, building shelters,

helping victims, providing counselling services, lobbying to improve prevention programs and policies and fight for awareness of this problem in our society. www.youtube.com/user/ SoroptimistEurope Women's desire to become stronger, more powerful and more confident drives the Soroptimist movement to develop and implement projects that enable women to be able to make decisions for better empowerment and access to economic opportunity. SETÚBAL REVISTA 9


CAPÍTULO 2

O Soroptimismo no Mundo Soroptimism in the World 10 SETÚBAL REVISTA


O

Soroptimist International encontra-se presente em 121 países e é uma organização, com mais de 70.000 membros, estruturada em cinco Federações: Federação Americana, Federação Europeia; Federação da Grã-Bretenha e Irlanda; Federação do Sudoeste Pacífico e Federação Africana. Todas as Federações respondem perante o órgão mundial - o Soroptimist International, que intervém como uma VOZ GLOBAL das soroptimistas, e tem como função apoiar, promover, definir, divulgar e coordenar o trabalho das Federações. O Soroptimismo, desde a sua criação, procura influenciar o público em geral e as instituições europeias no apoio aos direitos humanos das mulheres e à igualdade entre homens e mulheres. Todos os cargos dos Clubes, das Uniões e das Federações são eleitos por uma duração de dois anos, em regime de voluntariado, não remunerados, por mulheres que se propõem criar projetos em prol de outras mulheres. Quer as Federações quer as Uniões dos diversos países estão representadas nas mais altas instâncias. Assim, a Federação Soroptimista Europeia, da qual Portugal é parte integrante, faz ouvir a sua voz com um estatuto de participação no ECOSEC, Conselho Económico e Social das Nações Unidas (www.un.org/ecosoc/en/home), assim como no Conselho da Europa (www.coe.int) e é igualmente membro da organização que é a maior rede europeia de associações de mulheres, o Lobby Europeu das Mulheres (www. womenlobby.org). Em Portugal, o Soroptimismo encontra-se representado no Conselho Consultivo da CIG, Comissão para a Cidadania e a Igualdade de Género (www.cig.gov.pt), órgão da Presidência do Conselho de Ministros, responsável pela execução das políticas públicas no domínio da cidadania e da promoção e defesa da igualdade de género, sob a tutela da Secretária de Estado para a Cidadania e a Igualdade, herdeira da Comissão da Condição Feminina fundada por Maria de Lourdes Pintassilgo, em 1975. Muitos são os apelos da Federação Europeia em que Portugal colabora, como por exemplo a defesa intransigente da Convenção do Conselho da SETÚBAL REVISTA 11


CAPÍTULO 2

Europa para a Prevenção e o Combate à Violência contra as Mulheres e a Violência Doméstica, adotada em Istambul, a 11 de maio de 2011 (www. youtube.com/watch?v=JkNaZi4VqnU) e aprovada por Portugal em 21 de janeiro de 2013. (www.youtube.com/ watch?v=XHWJBRfcDb0). E muitos outros assuntos como seja o Dia Internacional de Tolerância Zero à Mutilação Genital Feminina, 6 de fevereiro, assinalado nas redes sociais. E ainda outras atividades como a “Maratona da Paz” organizada pelo Clube Soroptimist de Kigali desde 2005 com o intuito de promover a concórdia no Ruanda. A União de Portugal divulgou este evento, tendo sido objeto de uma reportagem publicada no semanário “Visão” de 24 de maio de 2007.

O Soroptimismo funciona desde a sua criação em regime de voluntariado das mulheres que se propõem criar projetos em prol de outras mulheres

www.cig.gov.pt 12 SETÚBAL REVISTA


Soroptimist International (SI) is present in 121 countries and is an organization with more than 70.000 members, structured in five Federations: American Federation, Federation of Great Britain and Ireland, Southwest Pacific Federation and African Federation. All Federations report to the world Body – Soroptimist International, Which acts as a GLOBAL VOICE of Soroptimists, and has the function of supporting, promoting,defining, disseminating and coordinating the work of Federations. Soroptimism, since its beginning, has sought to influence the general public and European institutions in supporting women’s human rights and equality between men and women. All positions in the Clubs, Unions and Federations are elected for a period of two years, on a voluntary, unpaid basis, by women who intend to create projects in favour of other women. both Federations and Unions of different countries are represented at the highest levels. Thus, the European Soroptimist Federation, of which Portugal is a member, makes its voice heard with a status of participation in ECOSEC, United Nations Economic and Social Council (www.un.org/ecosoc/en/home), as well as in the Council of Europe (www.coe. int) and is also member of the largest European network of women’s Associations, the Eurpean Women’s Lobby (www.womenlobby.org). In Portugal, Soroptimism is represented on the Advisory Board of the CIG, Committee for Citizenship and Gender Equality (www.cig.gov.pt), body of the Presidency of the Council of Ministers, responsible for implementing public policies in the field of citizenship and the promotion and defense of gender equality, under the supervision of the Secretary of State for Citizenship and Equality, follower of the Commission on the Feminine Condition founded by Maria de Lourdes Pintassilgo, in 1975. There are many appeals from the European Federation in which Portugal collaborates, such as the uncompromising defense of the Council of Europe Convention for the Prevention and Combat of Violence Against Women and Domestic

Violence, adopted in Istambul, on May 11, 2011. (www.youtube.com/ watch?v=JkNaZi4VqnU), and voted by Portugal, January 21, 2013. (www.youtube.com/ watch?v=XHWJBRfcDbO) And many others issues, such as the International Day of Zero Tolerance to

Female Genital Mutilation, February 6th, marked by social networks. And still other activities like the “Peace Marathon” organized by the Soroptimist Club of Kigali since 2005, to promote harmony in Rwanda. The Union of Portugal publicized this event, having been the subject of a report published in the weekly “Visão” of May 24th, 2007. SETÚBAL REVISTA 13


CAPÍTULO 3

O Soroptimismo em Portugal Soroptimism in Portugal

14 SETÚBAL REVISTA


A Maria de Lourdes Bettencourt

A

nível dos países é criada uma União, desde que haja um número significativo de Clubes,o que permite uma maior representatividade nas instâncias superiores e uma melhor ligação e diálogo entre os Clubes. Em Portugal, a União foi criada em 1996. Muito embora, a maioria dos projetos dos Clubes se destinem a apoiar mulheres e jovens portuguesas, situações dramáticas vividas em outros países,também são objeto da sua atenção, originando parcerias e apoios a outras instituições como por exemplo, os Médicos do Mundo no projeto: “Embondeiro por Moçambique” (lançado em 2019). A decana das Soroptimistas portuguesas é Maria de Lourdes Bettencourt que festejou o seu centenário em 2019. No decurso da sua longa vida profissional dedicada à psicologia, teve o privilégio de, ainda muito jovem, poder trabalhar com o Prof. Egas Moniz, Prémio Nobel da Medicina. (www. dn.pt/edicao-do-dia/23-fev-2019/a-mulher-que-ajudou-egas-moniz-a-

-ganhar-o-nobel-10610062.html) (www.youtube.com/ watch?v=NSBVTdq0roc). Fundadora do primeiro Clube Soroptimista em Portugal foi, também a sua Primeira Presidente. Há mais de três décadas que se tem dedicado ao desenvolvimento e divulgação do Soroptimismo e no apoio dos inúmeros projetos desenvolvidos desde a sua implementação no nosso país. Os Clubes Soroptimistas são a base do movimento, criadores e impulsionadores de projetos e ações no âmbito dos princípios estabelecidos. Em Portugal existem, atualmente nove Clubes. O primeiro a ser fundado foi o SI Lisboa Fundador em 1985, seguindo-se por ordem cronológica o SI Clube Sete Colinas, também em Lisboa, em 1990, o ano de 1994 viu nascer dois Clubes, SI Porto Invicta e SI Setúbal. A terminar o milénio, surgiu o SI Clube Estoril/Cascais em 1996. Já neste século, apareceram os SI Clube de Évora, SI Caldas da Rainha, SI Lisboa Caravela, este em 2012 e finalmente o SI Clube de Tavira em 2015.

t country level, a Union is created, as long as there is a significant number of Clubs, which allows for greater representation at higher levels and a better connection and dialogue in the Clubs. In Portugal, the Union was created in 1996. Although most of the Clubs' projects are intended to support Portuguese women and young people, dramatic situations experienced in other countries are also the object of their attention, giving rise to partnerships and support for other institutions such as Médicos do Mundo in the project: “Embondeiro por Moçambique” (launched in 2019). The dean of the Portuguese Soroptimists is Maria de Lourdes Bettencourt, who celebrated her centenary in 2019. During her long professional life dedicated to psychology, she had the privilege (still very young) of working with Prof. Egas Moniz, Nobel Prize for Medicine. (www. dn.pt/edicao-do-dia/23-fev-2019/ a-mulher-que-ajudou-egas-moniza-ganhar-o-nobel-10610062.html) (www.youtube.com/ watch?v=NSBVTdq0roc). Founder of the first Soroptimist Club in Portugal, she was also its First President. For more than three decades she has been devoted to the development and spread of Soroptimism and to supporting the numerous projects developed since its implementation in our country. Soroptimist Clubs are the foundation of the movement, creators and drivers of projects and actions within the framework of established principles. In Portugal there are currently nine Clubs. The first to be founded was SI Lisboa Fundador Club, in 1985, followed in chronological order by the SI Sete Colinas Club, also in Lisbon, in 1990. 1994 saw the birth of two clubs, SI Porto Invicta and SI Setúbal. At the end of the millennium, the SI Estoril/Cascais Club appeared (www. facebook.com/siecportugal), in 1996. In this century, more clubs were founded: SI Évora and SI Caldas da Rainha. SI Lisboa Caravela Club was founded in 2012 and finally the SI Tavira Club, in 2015. SETÚBAL REVISTA 15


CAPÍTULO 4

Atividades e projetos Desenvolvidos em Portugal Activities and projects developed in Portugal 16 SETÚBAL REVISTA


Muitos foram os projetos desenvolvidos pelos nove clubes do Soroptimismo Internacional de Portugal. Neste capítulo apresentaremos algumas das atividades desenvolvidas no nosso país, nas seguintes áreas:

a) Prevenção de Incêndios b) Educação c) Sustentabilidade d) Saúde e Segurança e) Violência contra as Mulheres f) Empoderamento de Mulheres

Pag. 18 Pag. 22 Pag. 26 Pag. 30 Pag. 34 Pag. 40

Many were the projects developed by the nine clubs of Soroptimism Internacional de Portugal. In this chapter, we will present some of the activities developed in our country, in the following areas:

a) Fire Prevention b) Education c) Sustainability d) Health and Safety e) Violence against Women f) Women's Empowerment

Page 18 Page 22 Page 26 Page 30 Page 34 Page 40 SETÚBAL REVISTA 17


ATIVIDADES E PROJETOS DESENVOLVIDOS EM PORTUGAL

Prevenção dos incêndios Soroptimist Fire Prevention Project

18 SETÚBAL REVISTA


SETÚBAL REVISTA 19


CAPÍTULO 4

E

m finais de 2017, após os gravíssimos incêndios que assolaram o país, a União de Portugal lançou o desafio aos Clubes de congregar esforços para tentar ajudar populações das regiões mais afetadas. Esse apelo resultou num projeto nacional que recebeu um subsídio monetário e apoio da Federação Europeia assim como o prémio outorgado anualmente para o melhor projeto soroptimista europeu. Simultaneamente, dois Clubes destacaram-se pelo esforço e realização de projetos. O SI Clube Lisboa Fundador apoiou a aldeia de Real, no concelho de Penalva do Castelo, na aquisição de equipamento na prevenção de incêndios, kit móvel de primeira intervenção, entre outras ações, sob o lema: “Aldeia Precavida, Aldeia Protegida”. Por seu lado, o SI Clube Estoril/Cascais empenhou-se na angariação de fundos com uma Festa Solidária no Instituto Superior de Agronomia da Universidade de Lisboa em vista apoiar as aldeias de Cerdeira e Moura da Serra do concelho de Arganil na compra de equipamento de prevenção, entre outros projetos e ações.

A

t the end of 2017, after the very serious fires that ravaged the country, the Union of Portugal challenged the Clubs to join forces to try to help populations in the most affected regions. This appeal resulted in a national project that received a monetary grant and support from the European Federation as well as the award given annually for 20 SETÚBAL REVISTA

the best European Soroptimist project. Simultaneously, two Clubs stood out for their efforts and projects. SI Lisboa Fundador Club supported the village of Real, in the municipality of Penalva do Castelo, in the acquisition of fire prevention equipment, a mobile first intervention kit, among other actions, under the motto: “Aldeia Precavida, Aldeia Protegida”. ( Warned Village,

Protected Village) With regard to the SI Estoril/Cascais Club, it committed to fundraising with a Solidarity Party at the Instituto Superior de Agronomia of the University of Lisbon to support the villages of Cerdeira and Moura da Serra in the municipality of Arganil in the purchase of prevention equipment, among other projects and actions.


Notícia na imprensa regional Report in the local press

SETÚBAL REVISTA 21


ATIVIDADES E PROJETOS DESENVOLVIDOS EM PORTUGAL

22 SETÚBAL REVISTA


Educação Education

SETÚBAL REVISTA 23


CAPÍTULO 4

N

o que diz respeito à educação das mulheres, múltiplos são os projetos Soroptimistas que visam esse objetivo. designadamente, na entrega de Bolsas de Estudou ou organização de colóquios e workshops. A própria SIE, Federação Europeia, promove anualmente entrega de bolsas propostas pelos diferentes Clubes, as quais têm beneficiado regularmente jovens portuguesas. www.youtube.com/ watch?v=53yo1VxL2gA Em Portugal, os Clubes têm sido particularmente sensíveis a este apoio, oferecendo bolsas de estudo a jovens, como o SI Clube Lisboa Caravela que desenvolveu um projeto denominado “ClimbTogether”, com o objetivo de apoiar jovens mulheres que desejam iniciar uma carreira universitária Porém, a Educação não se resumiu somente à concessão de bolsas por parte dos Clubes Soroptimistas. SI Clube de Tavira, o último a ser fundado em Portugal, editou um livro em português e inglês sob a problemática infantil após a realização de o Colóquio “Crianças em Risco” e que pode ser consultado em www.soroptimisttavira. pt, e ainda outras ações de apoio educativo com a Fundação Irene Rolo com a qual mantém uma parceria ativa. Também o SI Clube Sete Colinas, procurou pela doação e edição de livros apoiar a educação e editou um livro do

24 SETÚBAL REVISTA

poeta timorense, Celso Oliveira, intitulado “Timor-Leste: Chegou a Liberdade”, em edição bilingue (português/ inglês), lançado em 2003 e cujo lucro da venda foi destinado a uma bolsa de estudo para uma criança de Timor. Este clube contribuiu ainda com a tradução para alemão de dois livros sob a temática “Crianças com Cancro” em parceria com a instituição “Acreditar” No âmbito da Educação, também o SI Clube Estoril/Cascais apresentouo projeto “Caminhar” que recebeu o prémio de melhor projeto do mês por parte da Federação Europeia (www. soroptimisteurope.org/what-we-do/ caminhar-empowerment-for-elderly-immigrant-women) e visou contrariar o que é uma realidade no nosso país: “Em Portugal, o fenómeno do envelhecimento da população é crescente, dando lugar a respostas sociais que consistem principalmente na institucionalização dos idosos... Mas, para além desta realidade, as mulheres idosas imigrantes estão também sujeitas ao risco de exclusão: o isolamento, a desvalorização e a inexistência de atividades…”


W

hen it comes to educating women, there are multiple Soroptimist projects that pursue this goal, namely, in the delivery of Scholarships or in the organization of colloquia and workshops. The SIE itself, the European Federation, annually supports the granting of scholarships proposed by the different clubs, which have regularly benefited portuguese women. www.youtube.com/ watch?v=53yo1VxL2gA In Portugal, Clubs have been particularly sensitive to this support, offering scholarships to young people, such as SI Lisboa Caravela Club, which developed a project called “ClimbTogether”, with the purpose of supporting young women who wish to start a university career. However, education was not just about granting scholarships by Soroptimist clubs. “Crianças em Risco”/ Children at risk The SI Tavira Club, the last to be founded in Portugal, has published a book in Portuguese and English on children's issues after the “Children at Risk” Colloquium, which can be consulted at www.soroptimisttavira. pt, and has also been devoted to other educational support actions with the Irene Rolo Foundation, with which it maintains an active partnership. SI Lisboa Sete Colinas Club has always been active in education by publishing and donating books and also editing a book written by the Timorese poet, Celso Oliveira, entitled “Timor-Leste: Chegou a Liberdade”, in a bilingual edition (Portuguese/English), released in 2003, whose profits from the sale were allocated to a scholarship for a child from Timor. This club also contributed with the translation into German of two books under the theme "Children with Cancer" in partnership with the institution "Acreditar". It has also offered books to schools and libraries, always thinking of the benefits of reading and improving intellectual performance. Still referring to education, SI Estoril / Cascais Club also presented the “Caminhar” project, which received the award for best project of the month

The Timorese poet Celso Oliveira on the day of the book's release by the European Federation (www. soroptimisteurope.org/what-we-do/ caminhar-empowerment-for-elderly -immigrant-women) and aimed at counteracting, what is a reality in our country: “In Portugal, the phenomenon of population aging is growing, giving

rise to social responses that consist mainly in the institutionalization of the elderly... But beyond this reality, elderly immigrant women are also subject to the risk of exclusion: isolation, devaluation and lack of activities...” SETÚBAL REVISTA 25


ATIVIDADES E PROJETOS DESENVOLVIDOS EM PORTUGAL

Sustentabilidade Sustainability

26 SETÚBAL REVISTA


SETÚBAL REVISTA 27


CAPÍTULO 4

A

Sustentabilidade não tem sido esquecida nos projetos Soroptimistas e é um tema recorrente nos apelos lançados pelas Presidentes do Soroptimismo Internacional. Em 2019, após os incêndios de 2017, a União Soroptimist de Portugal organizou um colóquio em 2019 aberto ao público com a presença de especialistas portugueses e estrangeiros sob o tema “Sustentabilidade, Mudanças Climáticas e o Papel da Água – nas Mãos das Mulheres” seguindo o lema que a Presidente Mundial do Soroptimismo tinha lançado para o seu biénio. Por seu lado, o primeiro Clube Soroptimista em Portugal, SI Clube Lisboa Fundador, desde os seus primeiros anos de atividade concebeu e desenvolveu o projeto: “Forno Solar para os Palop” no intuito de gerir os recursos terrestres evitando a desflorestação, a desertificação e a consequente seca. Em simultâneo começou desde cedo a celebrar o Dia da Terra a 22 de abril, plantando simbolicamente uma árvore em diversos pontos do país. Desenvolveu, igualmente, um apoio ao “Moinho da Juventude”, na Cova da Moura, no concelho da Amadora, no âmbito da educação ambiental. Para celebrar o centenário soroptimista, os Clubes e Uniões foram convidados a plantar uma árvore, como um símbolo mas também como um alerta para a luta contra as mudanças climáticas. Outros Clubes optaram pela instituição de prémios, como o SI Clube das Caldas da Rainha que premiou um trabalho de uma jovem estudante com o Prémio de Artes Visuais Maria Isabel (Bé) de Sousa e Castro sob o tema “A Mulher e a Água” e organizando colóquios e visitas de estudo sobre este tema. 28 SETÚBAL REVISTA


S

ustainability has not been overlooked in Soroptimist projects and is a recurring theme in the appeals launched by Soroptimism International Presidents. In 2019, after the 2017 fires, the Soroptimist Union of Portugal organized a colloquium open to the public with the presence of Portuguese and foreign experts under the theme “Sustainability, Climate Change and the Role of Water – in the Hands of Women” following the motto that the Soroptimism World President had launched for her biennium. In turn, the first Soroptimist Club in Portugal, SI Lisboa Fundador Club, since its first years of activity, conceived and developed the project: “Solar Oven for Palop” in order to manage land resources avoiding deforestation, desertification and consequent drought. Simultaneously, it began to celebrate Earth Day on April 22nd, symbolically planting a tree in different parts of the country. It also supported the “Moinho da Juventude”, in Cova da Moura in the municipality of Amadora, in the context of environmental education. To celebrate the Soroptimist centenary, Clubs and Unions were invited to plant a tree, not only as a symbol, but also as an alert to the fight against climate change. Other Clubs opted for the institution of awards, such as SI Caldas da Rainha Club, which awarded a work by a young student with the Maria Isabel (Bé) de Sousa e Castro Visual Arts Award under the theme “A Mulher e a Água” and organizing colloquia and study visits on this topic.

SETÚBAL REVISTA 29


ATIVIDADES E PROJETOS DESENVOLVIDOS EM PORTUGAL

30 SETÚBAL REVISTA


Saúde e Segurança Alimentar Health and Food Safety SETÚBAL REVISTA 31


CAPÍTULO 4

N

o ano de 2012, a União Soroptimist de Portugal quis alertar para as más práticas alimentares existentes no seio da população portuguesa.Devido à crise económica que o país atravessava, organizou com a ajuda do SI Clube Lisboa Fundador um Colóquio aberto ao público sob a denominação“Saúde na Crise” com vários especialistas da área da medicina e da nutrição, lançando ao mesmo tempo o slogan “Coma Sopa” e “Beba Água, Sou Feliz”. Num outro âmbito, um dos primeiros projetos do SI Clube das Caldas da Rainha foi oferecer ao hospital local alcofas protetoras para os bebés prematuros. www.gazetacaldas.com/25917/soroptimist-das-caldas-oferece-alcofas-protectoras-para-bebes-prematuros/ Recentemente, o Clube criou parcerias com empresas têxteis e com ateliers de costura para oferecer lenços a mulheres com doença oncológica. Com o mesmo propósito, o SI Clube Caravela organizou também uma parceria para desenvolver um projeto de criação de almofadas para mulheres mastectomizadas. O SI Clube Sete Colinas apoia a Associação Social Os Francisquinhos de Lisboa, que tem lutado por apoiar e viabilizar a integração social de crianças em situação de risco e pela preparação para a parentalidade e ofereceram um dispositivo especial para detecção de problemas auditivos e visuais em crianças de 24 meses a 6 anos. E, em Évora, o Clube local organizou uma assistência a jovens mães carenciadas proporcionando um enxoval completo para o bebé reunindo o patrocínio de várias marcas de puericultura. Mas a Saúde e Segurança Alimentar também se podem enquadrar no apoio a projetos que visem oferecer refeições condignas a populações mais carenciadas. É o caso do SI Clube de Setúbal que desde há vários anos apoia diretamente o projeto do Centro Social Paroquial de D. Manuel Martins liderado por D. Constantino Alves, na freguesia de S. Sebastião na cidade de Setúbal.

32 SETÚBAL REVISTA


I

n 2012, the Soroptimist Union of Portugal wanted to draw attention to the bad eating practices existing among the Portuguese population. Due to the economic crisis that the country was going through, it organized, with the help of SI Lisboa Fundador Club, a Colloquium, open to the public, under the name “Health in the Crisis” with several experts in the field of medicine and nutrition, launching at the same time the slogan “Eat Soup” and “Drink Water, I'm Happy”. In another context, one of the first projects of the SI Caldas da Rainha Club was to offer to the local hospital protective cots for premature babies. www.gazetacaldas.com/25917/soroptimist-das-caldas-oferece-alcofas-protectoras-para-bebes-prematuros/ Recently, the Club established partnerships with textile companies and sewing workshops to offer scarves to women suffering from cancer. With the same purpose, SI Caravela Club also organized a partnership to develop a project to create pillows for women with mastectomies. SI Sete Colinas Club has supported the Social Association Os Francisquinhos in Lisbon, which has been struggling to aid and enable the social integration of children at risk and to prepare for parenthood. This club also offered a special device for detecting hearing and visual problems in children from 24 months to 6 years. And, in Évora, the local Club organized assistance to needy young mothers, providing a complete outfit for babies, bringing together the sponsorship of various childcare brands. But Health and Food Safety can also be part of supporting projects aimed at offering decent meals to the most needy populations. This is the case of SI Setúbal Club, which for several years has directly supported D. Manuel Martins Social Parish Center project, led by D. Constantino Alves, in the parish of S. Sebastião in the city of Setúbal.

SETÚBAL REVISTA 33


ATIVIDADES E PROJETOS DESENVOLVIDOS EM PORTUGAL

Violência contra as Mulheres Violence against Women

34 SETÚBAL REVISTA


SETÚBAL REVISTA 35


CAPÍTULO 4

A

Violência contra as Mulheres mereceu, desde cedo, uma profunda atenção por parte de Clubes Soroptimistas. As Nações Unidas pela voz do então Secretário Geral Ban Ki Moon instituíram o dia 25 de novembro como “Dia Internacional para a Eliminação da Violência contra as Mulheres” incentivando o uso da cor laranja nesse dia (www.un.org/en/observances/ending-violence-against-women-day). Desde o primeiro momento o Soroptimismo Internacional apoiou esse apelo. “Essa violência, o sinal mais visível do patriarcado e do chauvinismo generalizados, impacta diretamente a saúde física e psicológica das mulheres. Enquanto isso continuar, não alcançaremos a Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável”, referiu o engenheiro António Guterres. Em Portugal, o Soroptimismo tem divulgado o apelo feito pelas Nações Unidas, difundido e celebrando nas redes sociais este dia. Em 2020, a Presidência da República sensível ao pedido iluminou a fachada do Palácio de Belém de laranja publicando uma nota no site da Presidência. “Os símbolos nem sempre são invisíveis, e por ocasião do Dia Internacional para a Eliminação da Violência Contra as Mulheres, que hoje se assinala, as Nações Unidas desafiam-nos a dar visibilidade a esta causa, iluminando edifícios por todo o mundo. A iniciativa “Orange Day”, a que o Presidente da República se associa, recorda-nos que o problema da violência de género é um problema global com consequências principalmente nas vidas de milhões de mulheres. É um persistente problema de Direitos Humanos que nenhuma sociedade deve negligenciar e que também os Portugueses devem reconhecer e combater. A violência contra as mulheres não atinge apenas as suas vítimas, atinge as famílias, as comunidades, a sociedade enquanto um todo, porque é um obstáculo na promoção da igualdade e ao pleno desenvolvimento e maior participação social e cívica de todos. O Palácio de Belém ilumina-se assim neste 25 de novembro, de cor laranja, para tornar visível a causa da Eliminação da Violência Contra as Mulheres”. www.presidencia.pt

36 SETÚBAL REVISTA


A Câmara Municipal de Lisboa, por seu lado, iluminou o pedestal da estátua de D. José I na Praça do Comércio. O SI Clube Porto Invicta, pela mão da sua primeira presidente, Teresa Rosmaninho, criou um refúgio para mulheres sob a denominação “Porto de Abrigo”. Projeto que ainda se mantém vivo. Após o seu falecimento, a União Soroptimist de Portugal decidiu criar o Prémio Teresa Rosmaninho que premeia uma jovem líder em actividades associativas e/ou projectos sociais em Portugal. O prémio que já vai na sua 5ª edição tem premiado jovens mulheres de vários pontos do país (Porto, Caldas da Rainha, Lisboa e Setúbal) que se tem destacado pela atitude de líder em prol do apoio e da defesa dos direitos das mulheres. Desde a sua criação em 1985 que o SI Clube Lisboa Fundador pela mão da sua madrinha e impulsionadora do soroptimismo em Portugal, tem vindo a ajudar a IPSS Casa de Sant’Ana que se destinou, num primeiro momento, a abrigar jovens mães e que desde 2001 também trabalha no âmbito do acolhimento de mulheres vítimas de violência doméstica. A pandemia de Covid conjugada com a Luta contra a Violência contra as Mulheres levou o SI Clube Caravela a mostrar na sua página de facebook

uma campanha para celebrar o dia da mulher, 8 de março. Em paralelo organiza webinars sobre

este tema disponíveis no youtube (www.youtube.com/channel/UC1WoeqplBQWm4xoZ3A_nZ_A)

SETÚBAL REVISTA 37


CAPÍTULO 4

V

ery early, Violence against Women has received deep attention from Soroptimist Clubs . The United Nations, through the voice of the Secretary General Ban Ki Moon, instituted the 25th November as the “International Day for the Elimination of Violence against Women” encouraging the use of orange colour on that day (www.un.org/en/observances/ ending-violence-against-women-day). From the very beginning, Soroptimism International supported this call. www.un.org/en/observances/ending-violence-against-women-day According to Engenheiro António Guterres said in one of his speeches: “This violence, the most visible sign of widespread patriarchy and chauvinism, directly impacts women's physical and psychological health. As long as this continues, we will not achieve the 2030 Agenda for Sustainable Development.” In Portugal, Soroptimism has publicized the appeal made by the United Nations, promoting and celebrating this day on social media. In 2020, the Presidency of the Republic, sensitive to the request, illuminated the façade of the Belém Palace in orange, publishing a note on the Presidency's website. “Symbols are not always invisible, and on the occasion of the International Day for the Elimination of Violence Against Women, which is marked today, the United Nations challenge us to give visibility to this cause, illuminating buildings around the world. The “Orange Day” initiative, to which the President of the Republic is associated, reminds us that the problem of gender violence is a global problem with consequences mainly in the lives of millions of women. It is a persistent human rights problem that no society should neglect and that the Portuguese should recognize and fight, too.

38 SETÚBAL REVISTA


Violence against women does not only affect its victims, it affects families, communities, society as a whole, because it is an obstacle to the promotion of equality and the full development and greater social and civic participation of all. The Palace of Belém thus lights up on this 25th of November, in orange, to make visible the cause of the Elimination of Violence Against Women” www.presidencia.pt And the Lisboa City Council Iluminated the pedestal of the statue of D. José I, in Praça do Comércio. SI Club Porto Invicta, thanks to its first president, Teresa Rosmaninho, created a shelter for women, under the name “Porto de Abrigo”, a project that is still alive. After her death, the Soroptimist Union of Portugal decided to create the Teresa Rosmaninho Award, which rewards a young leader in associative activities and/or social projects in Portugal. The award, which is now in its 5th edition, has awarded young women from various parts of the country (Porto, Caldas da Rainha, Lisboa and Setúbal) who have stood out for their leadership attitude towards supporting and defending women's rights. Since its creation in 1985, Club Lisboa Fundador,supported by its godmother and promoter of Soroptimism in Portugal, has been helping IPSS Casa de Sant'Ana, which was initially intended to shelter young mothers and since 2001 it has also worked in the context of welcoming women, victims of domestic violence. The Covid pandemic, combined with the Fight against Violence against Women, led Clube Caravela to show on its facebook page a campaign to celebrate Women's Day, 8 March. In parallel, it organizes webinars on this topic available on youtube (www. youtube.com/channel/UC1WoeqplBQWm4xoZ3A_nZ_A)

SETÚBAL REVISTA 39


ATIVIDADES E PROJETOS DESENVOLVIDOS EM PORTUGAL

Empoderamento das Mulheres Women's Empowerment

40 SETÚBAL REVISTA


SETÚBAL REVISTA 41


CAPÍTULO 4

O

tema do Empoderamento das Mulheres é caro às Soroptimistas e transversal em todos os seus projetos. “Este é o tempo da tua primeira vez. Mulheres exercem os seus direitos, e vão votar” Esta preocupação pode resultar em múltiplas facetas como, por exemplo, nas últimas eleições europeias. A Federação Soroptimista lançou um apelo à participação cívica das jovens que pela primeira vez tinham a possibilidade de exercer o seu direito de voto. Mas existem também outros projetos para o empoderamento das mulheres: “Uma espécie de “SharkTank” promovido pelo Clube Soroptimist Caldas, como referia o Jornal Oeste Online em maio de 2016… decorreu no passado dia 14 na Escola de Hotelaria e Turismo do Oeste, organizado pelo Clube Soroptimist Caldas da Rainha, com o objetivo de de dar visibilidade e oportunidade a mulheres empreendedoras em diferentes estádios do ciclo de vida dos seus projetos. O Clube Soroptimist convidou cinco empresários e consultores de diferentes áreas para ouvirem, avaliarem e orientarem os dez projetos apresentados. Já em anos anteriores e em parceria com instituições estrangeiras, o SI Clube das Caldas da Rainha tinha apoiado mulheres na ilha do Pico (Açores) na “Rota das Rendeiras” e “As Capuchinhas” no concelho de Castro Daire a desenvolver os seus projetos, enquadrando-os financeiramente. Outros Clubes optam por organizar cursos e workshops, como o de Setúbal sob a designação de “Profissões de Mar no Feminino”, realizado em abril 2017, na Casa da Baía, em Setúbal, e no qual Mulheres de reconhecido sucesso profissional, partilharam a sua experiência, tendo contribuído para uma reflexão conjunta sobre dificuldades e oportunidades inerentes a estas profissões nos dias de hoje. A sessão teve por objetivo divulgar oportunidades de formação e emprego tradicionalmente masculinas, integradas em atividades da economia do mar. Evento que foi amplamente divulgado pela imprensa especializada (www.revistacargo.pt/workshop-profissoes-mar-no-feminino, www. nauticapress.com/profissoes-de-mar-no-feminino, www.jornaldaeconomiadomar. com/14921-2.

42 SETÚBAL REVISTA


T

he theme of Women's Empowerment is crucial to Soroptimists and to all their projects. This concern can result in multiple facets as, for example, in the last European elections. The Soroptimist Federation launched an appeal for the civic participation of young women who for the first time had the possibility to exercise their rights to vote. “This is your first time. Women exercise their rights, and will vote" But there are also other projects for the empowerment of women: “A kind of “SharkTank” promoted by Club Soroptimist Caldas, as reported by Jornal Oeste Online… took place on the past 14th at the Oeste Hotel and Tourism School, organized by Club Soroptimist Caldas da Rainha, aiming at giving visibility and opportunity to women, entrepreneurs at different stages of the life cycle of their projects. The Soroptimist Club invited five entrepreneurs and consultants from different areas to listen, evaluate and guide the ten projects presented. In previous years, and in partnership with foreign institutions, the Caldas da Rainha Club had supported women on

the island of Pico (Azores) on the “Rota das Rendeiras” and “As Capuchinhas” in the municipality of Castro Daire, in order to develop their projects, framing them, financially. Other Clubs choose to organize courses and workshops, such as the one in Setúbal under the designation of “Sea Professions in the Female”, held in April 2017, at Casa da Baía, in Setúbal, and in which women of recognized professional success shared their experiences, having contributed

to a joint reflection on difficulties and opportunities inherent to these professions today. The session aimed to publicize traditionally male training and employment opportunities, integrated into activities related to the economy of the sea. An event that was widely publicized by the specialized press (www.revistacargo.pt/workshop-profissoes-mar-no-feminino, www. nauticapress.com/profissoes-de-mar-no-feminino, www.jornaldaeconomiadomar.com/14921-2. SETÚBAL REVISTA 43


CONCLUSÃO

E

mbora não tão grande, não tão forte e não tão poderoso como todas as soroptimistas desejariam, o soroptimismo cumpre este ano o seu primeiro centenário. Para trás ficam décadas de ajuda a mulheres e jovens mulheres que em algum momento precisaram de apoio e solidariedade. Os projetos dos Clubes ajudaram a concretizar sonhos e dese-

44 SETÚBAL REVISTA

jos, a proporcionar melhor qualidade de vida e a lutar pela sustentabilidade. Em Portugal, presente desde 1985, o Soroptimismo soube expandir-se e criar de norte a sul, clubes que idealizam para o futuro um desejo de uma melhor vida para todas as mulheres. De mulheres para mulheres, integradas numa rede internacional, as soroptimistas criam e desenvolvem diariamente projetos.

www.soroptimistinternational.org www.soroptimisteurope.org www.soroptimistapt.blogspot.com www.facebook.com/Soroptimist-International-de-Caldas-da-Rainha www.facebook.com/Soroptimist-Internacional-Clube-de-Tavira www.facebook.com/Soroptimist-Internacional-Setúbal-Portugal www.facebook.com/clubesoroptimistlisboacaravela www.facebook.com/siecportugal www.facebook.com/soroptimisteva www.facebook.com/Clube-Soroptimist-International-Lisboa-7-Colinas www.facebook.com/Porto-Invicta


A

lthough not so big, strong, and powerful as all Soroptimists would like, Soroptimism celebrates its first centenary this year. Gone are decades of help for women and young women who, at some point, needed support and solidarity. The Clubs' projects helped to make dreams and wishes come true, to

provide a better quality of life and to fight for sustainability. In Portugal, present since 1985, Soroptimism knew how to expand and create, from north to south, clubs that idealize for the future a desire for a better life for all women. From women to women, part of an international network, Soroptimists create and develop projects on a daily basis.

www.soroptimistinternational.org www.soroptimisteurope.org www.soroptimistapt.blogspot.com www.facebook.com/Soroptimist-International-de-Caldas-da-Rainha www.facebook.com/Soroptimist-Internacional-Clube-de-Tavira www.facebook.com/Soroptimist-Internacional-Setúbal-Portugal www.facebook.com/clubesoroptimistlisboacaravela www.facebook.com/siecportugal www.facebook.com/soroptimisteva www.facebook.com/Clube-Soroptimist-International-Lisboa-7-Colinas www.facebook.com/Porto-Invicta

SETÚBAL REVISTA 45