Issuu on Google+

[OPINIÃO]

A nova fase de Miley Cyrus “As pessoas exageram nessa vibe louca da Miley, assim como ela. A fama de Hannah Montana ainda é muito forte na cabeça das pessoas por isso elas acabam vendo com outros olhos as coisas que ela faz, e ela por outro lado tenta agir como a Lady Gaga misturada com a Rihanna. Ela não é mais uma criança e já deixou isso bem claro pra todo mundo.” –

Isadora

Bastiani,

18

anos,

estudante

de

Publicidade.

O sucesso de Lana Del Rey “Acredito que a Lana faça música de uma forma diferente a qual estamos, infelizmente, nos acostumando. Por mais que ela tenha sido produzida por grandes nomes do cenário pop, é ela quem escreve todas as músicas que canta desde o começo da carreira. A criatividade dela não tem limites, e mesmo que parte de uma música hoje industrializada, o mérito dela é grande por tamanha inspiração e originalidade.” – Mariana Soletti, 19 anos, estudante de Jornalismo. “Já tem um ano que acompanho o trabalho da Lana e, desde então, só consigo ver progresso nos seus trabalhos. Com uma voz melancólica e músicas inspiradas em divas dos anos sessenta, ela conseguiu inovar totalmente o modo de criar da indústria Hollywoodiana. Creio que a receita do sucesso explosivo foi a combinação da sua voz única e a personalidade humilde, que a diferenciaram dos padrões dos ícones de Hollywood.” – Bárbara Dahlem, 18 anos, estudante de Publicidade.

A morte de Lou Reed “A morte do Lou Reed foi uma perda até pra quem não é fã direto do trabalho dele. Praticamente qualquer coisa feita hoje em dia em termos de rock tem influência direta ou indireta de Lou. O Rock nunca mais foi o mesmo depois do primeiro disco do Velvet Underground, em 1964. Nenhuma "quebra de barreiras" dentro da musica seria tão potente como a que a banda liderada por Lou Reed deu início durante a década de 60, que anos depois resultaria na criação do Punk.” – Eduardo Guimarães, 18 anos, estudante de Publicidade.


Am4