Issuu on Google+

Encontro de Ideias da Educação Continuada do SESI/SC A educação que faz crescer


“A EDUCAÇÃO É UMA DAS BASES PARA A LONGEVIDADE DE PESSOAS E EMPRESAS”. Hermes Tomedi, Superintendente do SESI/SC


SUMÁRIO Apresentação.....................................................................4 Objetivos...........................................................................7 Estratégias e soluções...............................................................................9 Ação 1 – Identificação de Demanda..................................................12 Ação 2 – Operacionalização..............................................................12 Carga horária..............................................................................13 Competências a serem desenvolvidas por meio dos cursos..........14 Características das turmas...........................................................15 Capacitação de profissionais.......................................................17 Personalização dos cursos...........................................................17 Ação 3 – Avaliação............................................................................17 Ação 4 – Ações de visibilidade...........................................................18 Resultados..............................................................................................20 Depoimentos..........................................................................................22 Anexos...................................................................................................24


APRESENTAÇÃO SESI/SC − ESSENCIAL COMO AS PESSOAS O Serviço Social da Indústria (SESI) é uma entidade do Sistema Federação das Indústrias de Santa Catarina (FIESC) responsável pela prestação de serviços voltados à qualidade de vida e ao bem-estar dos trabalhadores e seus dependentes. O SESI/SC é um dos 27 Departamentos Regionais (DR) vinculados ao Departamento Nacional do SESI (SESI/DN). Cada DR tem jurisdição na respectiva base territorial estadual e possui autonomia técnica, financeira e administrativa. Com 61 anos de experiência, o SESI/SC conta atualmente com 5,4 mil colaboradores. Sua estrutura é dividida em Unidades Regionais que cobrem cerca de mil pontos no Estado, prestando diariamente 300 mil atendimentos nos mais diversos setores industriais.

A atuação do SESI/SC foca na melhoria da qualidade de vida das pessoas e no aumento da competitividade das indústrias por meio de soluções nas áreas de Educação, Estilo de Vida, Segurança e Saúde e Responsabilidade Corporativa. O SESI/SC desenvolveu um modelo próprio

de atendimento formado por um produto ou conjunto de produtos que, quando articulados, se constituem em programas que visam atender os problemas que impactam a capacidade laboral do trabalhador e a produtividade das empresas. Estes programas foram criados com base em pesquisas e tecnologias exclusivas, visando à melhoria do ambiente, dos relacionamentos e dos processos de trabalho. Com serviços customizados para cada indústria, os programas atendem os trabalhadores e seus dependentes na própria empresa, ou em estruturas próprias. Quanto mais saudáveis forem os trabalhadores e o ambiente onde desempenham suas funções, maior também será o desenvolvimento das indústrias e da comunidade em que atuam. Nestas décadas de trabalho, o SESI/SC conquistou mercado com sua eficiência e conseguiu evoluir, superando as expectativas das indústrias. Por isso, hoje é destaque no país como exemplo de inovação.

TOP DE MARKETING 2012

4


APRESENTAÇÃO

SESI EDUCAÇÃO CONTINUADA A EDUCAÇÃO COMO BASE PARA A COMPETITIVIDADE. A indústria brasileira vem realizando um notável esforço para a melhoria de sua competitividade global apoiada na agregação de valor e na inovação. Neste contexto, é imprescindível prover um ambiente de geração e disseminação de conhecimentos em grande escala, com base no acesso amplo às tecnologias, no desenvolvimento de competências profissionais adequadas às necessidades do setor produtivo e no fomento ao empreendedorismo e à criatividade. Em tempos de economia globalizada e crises mundiais, a indústria brasileira tem a seu favor a capacidade de qualificar seus trabalhadores para uma atuação sistêmica em termos de produtividade, uma vez que tal trabahador precisa interagir com o meio em que vive. Desde a década de 1990 vem se acentuando a tendência de contratação de trabalhadores com mais qualificação. Por isso, o SESI criou em 2009 o SESI Educação Continuada, um serviço da área de Educação da entidade que se aplica a todas as pessoas, em qualquer período da vida. A implantação deste produto deriva de diversos objetivos e motivações, como ampliar ou aperfeiçoar conhecimentos, inclusive aqueles relacionados à educação básica, aperfeiçoar formações ligadas à vida profissional, ampliar o senso ético e estético, e desenvolver competências relacionadas à vida familiar e pessoal.

A Educação Continuada está organizada para atender os interesses e as necessidades da indústria por meio da oferta de cursos que contribuam para o desenvolvimento do trabalhador catarinense nas suas competências pessoais, sociais, produtivas e cognitivas. Os cursos são organizados nos espaços do SESI ou das

empresas, que disponibilizam um período da jornada de trabalho para que os colaboradores possam participar, podendo ser realizados também no contraturno. Os cursos da Educação Continuada são gratuitos tanto para a empresa quanto para o trabalhador.

TOP DE MARKETING 2012

5


APRESENTAÇÃO

Embora a força de trabalho ainda apresente um baixo nível de escolaridade, a contínua mudança nos processos produtivos gera progressivas e significativas variações nas competências requeridas para o trabalho, com impacto no perfil exigido pela indústria. Neste contexto se define o perfil do público-alvo da Educação Continuada: Cliente: indústrias de pequeno, médio e grande porte cujos processos produtivos requeiram a formação contínua dos seus trabalhadores para a devida adequação às mudanças ocorridas. Consumidor: trabalhadores da área de produção e da área administrativa das indústrias e seus dependentes legais. Logo, os cursos são direcionados, prioritariamente, aos trabalhadores da área de produção e da área administrativa das indústrias de pequeno, médio e grande porte da área de abrangência das Unidades Regionais do SESI/SC. As aulas são ministradas por profissionais especialistas nas áreas de abordagem de cada curso. Os materiais didáticos dos cursos são disponibilizados de acordo com o conteúdo, abrangendo uma gama diversa de ferramentas pedagógicas. Apresentações em PowerPoint, cadernos educativos, kits de estudante e jogos interativos são diferenciais dos cursos, pois permitem a criação de ambientes pedagógicos que valorizam o diálogo entre estudantes e instrutores. A utilização de LEGO como material didático é mais um atrativo usado no ensino de noções de robótica, pois proporciona a interação entre alunos, trabalhando paralelamente o conceito de trabalho em equipe. Alguns dos cursos também são realizados em laboratório digital, com o uso de computadores, visando desenvolver a competência tecnológica dos trabalhadores para a busca de soluções inovadoras na resolução de problemas do dia a dia do trabalho.

TOP DE MARKETING 2012

6


OBJETIVOS O Departamento Nacional do SESI realizou pesquisas, no ano de 2008, em oito segmentos industriais (alimentação, construção civil, têxtil e vestuário, metalúrgica, madeira e do mobiliário, químico, petrolífero, e calçados) para identificar demandas por competências básicas e específicas nesses setores. Os resultados indicaram que: Os setores industriais, de um modo geral, exigem Ensino Fundamental completo na seleção e admissão de novos trabalhadores. Embora os setores exijam apenas o Ensino Fundamental completo, a maioria das empresas pesquisadas exige Ensino Médio completo dos novos trabalhadores. Há grande demanda por cursos técnicos (habilitação profissional de nível médio). Há grande demanda por cursos de qualificação profissional de curta duração para os trabalhadores das empresas. Entre outras competências importantes para os trabalhadores dos diversos níveis funcionais, é exigido o conhecimento básico em: segurança e saúde no trabalho, controle de qualidade, meio ambiente e informática. Estes dados serviram de subsídio para a implantação da Educação Continuada, em 2009. Naquele ano, Santa Catarina oferecia um portfólio reduzido de cursos, voltados ao desenvolvimentos e à ampliação de conhecimentos básicos dos trabalhadores, e apresentar noções de robótica e automação para jovens, conforme a tabela a seguir.

TOP DE MARKETING 2012

7


OBJETIVOS

CURSOS DE EDUCAÇÃO CONTINUADA - 2009 CURSOS

DURAÇÃO

Série Educação num Clique – Inglês I

30 horas

Série Educação num Clique – Inglês II

60 horas

Série Educação num Clique – Inglês III

30 horas

Série Educação num Clique – Espanhol I

30 horas

Série Educação num Clique – Espanhol II

60 horas

Série Educação num Clique – Espanhol III

30 horas

Série Educação num Clique – Aprenda a Clicar (Informática Básica)

30 horas

Série Educação num Clique – Produção Textual

90 horas

Série Educação num Clique – Matemática Aplicada

45 horas

Jornada de Educação Tecnológica 1

60 horas

Jornada de Educação Tecnológica 2

60 horas

Jornada de Educação Tecnológica 3

60 horas

Ainda que o SESI se esforçasse para a implantação e disseminação da Educação Continuada em Santa Catarina, os resultados ficavam aquém das metas determinadas no primeiro semestre de 2009. Apenas no mês de junho de 2009 é que o saldo de matrículas mostrou-se positivo diante da meta estipulada. Ficava cada vez mais claro que, apesar da crescente demanda, o SESI/SC precisaria identificar quais necessidades específicas de cursos que deveriam ser, prioritariamente, atendidas pelo portfólio da Educação Continuada.

TOP DE MARKETING 2012

8


ESTRATÉGIAS E SOLUÇÕES A identificação das necessidades específicas da indústria ocorreu por meio de um evento denominado Encontro de Ideias, realizado no Departamento Regional do SESI em Florianópolis, no dia 27 de outubro de 2009. Tal evento teria como objetivos principais: Mapear as competências pessoais, sociais, produtivas e cognitivas essenciais para a busca da competitividade da indústria com foco no desenvolvimento sustentável. Identificar as lacunas de competências apresentadas pelos trabalhadores da indústria nas diferentes regiões do Estado e nas diversas áreas de atuação da indústria. Realizar levantamento de necessidades de treinamento dos trabalhadores na visão da indústria. Contribuir para a ampliação do portfólio de Educação Continuada do SESI, de maneira a deixá-lo alinhado às necessidades educativas dos trabalhadores e conectado às estratégias corporativas das indústrias.

Banner Encontro de Ideias

TOP DE MARKETING 2012

9


ESTRATÉGIAS E SOLUÇÕES

Cerca de 120 profissionais de Recursos Humanos de indústrias de

todo o Estado foram convidados para avaliação das necessidades de treinamento por segmento industrial. Lá foi apresentado à

indústria o que o SESI/SC estava desenvolvendo para a Educação Continuada, além de haver um espaço para que as empresas relatassem os benefícios dos cursos já realizados aos seus trabalhadores. Para identificar as necessidades específicas de cada ramo industrial, as equipes de trabalho compostas pelos representantes das empresas (anexo 1) foram separadas por setores. Essa segmentação daria subsídios ao SESI/SC para desenvolver um plano de ação personalizado para cada ramo. SETOR ALIMENTÍCIO

SETOR CERÂMICO

SETOR PLÁSTICO

SETOR MOBILIÁRIO

SETOR TÊXTIL

SETOR METAL-MECÂNICO

SETOR DE PAPEL E CELULOSE

TOP DE MARKETING 2012

10


ESTRATÉGIAS E SOLUÇÕES

O evento contou com a apresentação de cases de algumas indústrias que já haviam realizado cursos do portfólio, bem como a distribuição de materiais informativos sobre a Educação Continuada como DVDs, folders e flyers de cada curso. Os participantes também preencheram uma Ficha de Levantamento de Necessidade de Treinamento (anexo 2), que foi essencial para o desenvolvimento de cursos que comporiam o novo portfólio. Após a realização do evento e a obtenção do diagnóstico dos resultados, o SESI/SC desenvolveu uma metodologia que consistia em quatro passos para a execução de ações estratégicas para a estruturação de uma nova etapa da Educação Continuada. 1 - Identificação da demanda 2 - Operacionalização 3 - Avaliação 4 - Ações de visibilidade IDENTIFICAÇÃO DA DEMANDA

Rotina de abordagem do Cliente

Encontro de Ideias

OPERACIONALIZAÇÃO

AVALIAÇÃO

Caracteristica da ação educativa

Avaliação de impacto

Caracteristica da turma

Indicadores de Resolutividade

Material didáticopedagógico

Levantamentos de demanda

Processo de inscrição Acompanhamento do estudante

Avaliação do curso Tempo de armazenamento documentos

AÇÕES DE VISIBILIDADE

Marketing direto

Mídia de massa

Eventos e feiras

Material de vendas

TOP DE MARKETING 2012

11


ESTRATÉGIAS E SOLUÇÕES

AÇÃO 1 – IDENTIFICAÇÃO DA DEMANDA O SESI/SC ampliou os esforços de identificação da demanda, por meio da realização de diversos Encontros de Ideias em suas Unidades Regionais, e a partir do processo de abordagem de gerentes e gestores regionais nas indústrias.

Indústrias de Região

Departamento Regional SESI/SC

Gerentes e Gestores Regionais Unidades Regionais pelo Estado

RHs das Indústrias

Com a realização de tais ações, o SESI/SC verificou que a demanda por cursos era semelhante à identificada pelo Departamento Nacional do SESI e entre os distintos setores produtivos, com foco em temas como Segurança e Saúde, Formação Pessoal e Social, Indústria Sustentável e Saúde e Qualidade de Vida

AÇÃO 2 – OPERACIONALIZAÇÃO As ações de operacionalização foram ao encontro dos resultados apresentados pela identificação da demanda em relação ao conteúdo dos cursos e carga horária. Tais dados foram essenciais para o desenvolvimento de uma Matriz de Competências para a Educação Continuada (anexo 3). Este esforço do SESI/SC no sentido de conhecer a realidade, captá-la e entendê-la apontou limites e possibilidades e ajudou a definir quais competências precisariam ser desenvolvidas para atender às necessidades da indústria no contexto do mundo globalizado e da sociedade do conhecimento. Estes dados também contribuíram para a definição dos objetivos e de padrões para a elaboração de cursos de Educação Continuada que possibilitassem o efetivo desenvolvimento de competências e a incorporação de práticas pelos trabalhadores e pelas indústrias. Com base nesta Matriz, definiram-se algumas diretrizes em relação aos cursos ofertados e aos novos cursos que seriam criados.

TOP DE MARKETING 2012

12


ESTRATÉGIAS E SOLUÇÕES

Diretriz 1 – Carga horária Os dados coletados demonstravam a preferência das empresas por cursos de curta duração, entre 4 a 7 horas, ao contrário dos de média e longa duração oferecidos inicialmente. Dessa forma, foi possível identificar uma oportunidade de melhoria. Uma nova configuração de carga horária foi determinada: minicursos e cursos de curta, média e longa duração. TIPO

DURAÇÃO

Mini

4 a 7 horas

Curto

8 a 16 horas

Médio

17 a 32 horas

Longo

Mais de 33 horas

TOP DE MARKETING 2012

13


ESTRATÉGIAS E SOLUÇÕES

Diretriz 2 – Competências a serem adquiridas por meio dos cursos Com base na Matriz de Competências e nas necessidades das empresas, novas séries foram criadas. SÉRIE

TIPO DE CURSO

COMPETENCIAS EVIDENCIADAS

Mini

Ressignificar conhecimentos; Apropriar-se de novos conhecimentos; Compreender fenômenos; Ser éticos; Avaliar e autoavaliar-se; Cuidar da saúde e da qualidade de vida.

Mini

Ressignificar conhecimentos; Apropriar-se de novos conhecimentos; Compreender fenômenos; Enfrentar situa��ões-problemas; Ser ético; Trabalhar em equipe.

Série Indústria Sustentável

Mini

Ressignificar conhecimentos; Apropriar-se de novos conhecimentos; Compreender fenômenos; Enfrentar situações-problemas; Ser socioambientalmente responsável; Trabalhar em equipe.

Cozinha Brasil

Curto

Ressignificar conhecimentos; Apropriar-se de novos conhecimentos; Ser socioambientalmente responsável; Cuidar da saúde e da qualidade de vida.

Série Saúde e Qualidade de Vida

Curto

Ressignificar conhecimentos; Apropriar-se de novos conhecimentos; Compreender fenômenos; Trabalhar em equipe; Avaliar e autoavaliar-se; Construir argumentação; Cuidar da saúde e da qualidade de vida.

Série Trabalho e Cidadania

Médio

Série Solução SST

Série Formação Pessoal e Profissional

Série Educação num Clique

Série Educação e Tecnologia

Ressignificar conhecimentos; Apropriar-se de novos conhecimentos; Ser empreendedor; Ser ético; Ser socioambientalmente responsável.

Médio e Longo

Ressignificar conhecimentos; Apropriar-se de novos conhecimentos; Apropriar-se das mudanças conceituais e evolução tecnológica; Ser capaz de comunicar e compreender ideias orais e escritas; Compreender fenômenos; Enfrentar situações-problemas; Construir argumentação; Ser empreendedor; Ser ético; Ser socioambientalmente responsável; Trabalhar em equipe; Cuidar da saúde e da qualidade de vida.

Longo

Apropriar-se das mudanças conceituais e evolução tecnológica; Ser empreendedor; Trabalhar em equipe; Enfrentar situações-problemas; Construir argumentação.

TOP DE MARKETING 2012

14


ESTRATÉGIAS E SOLUÇÕES

Diretriz 3 – Características das turmas A) Número de participantes: Com base nos números proporcionados pelas empresas, definiu-se o número de participantes por cursos. Cursos da Série Educação num Clique: 24 estudantes. Cozinha Brasil: mínimo 30 estudantes, máximo 35 estudantes. Demais cursos do portfólio da Educação Continuada da área de Educação: mínimo 24 estudantes, máximo 35 estudantes. B) Modalidade de ensino Determinou-se que os cursos de Educação Continuada da área de Educação do SESI/SC seriam apresentados na modalidade presencial. Os encontros deveriam ocorrer, no mínimo, duas vezes por semana. A duração de cada encontro seria de, no mínimo, duas horas. C) Requisitos mínimos do estudante Os requisitos mínimos do estudante definidos para cada série do portfólio de Educação Continuada, são uma referência para a composição das turmas e, principalmente, funcionam como parâmetro para determinar o nível de aprofundamento dos conteúdos trabalhados em cada curso. SÉRIE

PÚBLICO-ALVO

PRÉ-REQUISITO

Série Segurança e Saúde no Trabalho

Área de Produção

Não há

Série Formação Pessoal e Profissional

Área de Produção e Administrativa

Ensino Fundamental completo

Série Indústria Sustentável

Área de Produção e Administrativa

Cozinha Brasil

Qualquer área da empresa

Ensino Fundamental completo

Série Saúde e Qualidade de Vida

Área de Produção e Administrativa

Ensino Fundamental completo

Série Trabalho e Cidadania

Área de Produção e Administrativa

Ensino Fundamental completo

Série Educação num Clique

Área de Produção e Administrativa

Ensino Fundamental completo

Série Educação e Tecnologia – Jornada de Educação Tecnológica

Infanto-juvenil (filhos de trabalhadores da indústria)

Ensino Fundamental a partir do 8º ano

Série Educação e Tecnologia

Inovação – Área de Produção

Ensino Fundamental Completo

Ensino Fundamental completo

TOP DE MARKETING 2012

15


ESTRATÉGIAS E SOLUÇÕES

D) Material didático-pedagógico O material didático-pedagógico de cada curso do portfólio de Educação Continuada está descrito de acordo com a série a que pertence. SÉRIE

TIPO DE CURSO

MATERIAL DIDÁTICO-PEDAGÓGICO

Série Solução SST

Mini

Apresentação em PowerPoint.

Série Formação Pessoal e Profissional

Mini

Caderno do Instrutor; jogo pedagógico; apresentação em PowerPoint; ficha do Estudante.

Série Indústria Sustentável

Mini

Caderno do Instrutor; jogo pedagógico; apresentação em PowerPoint; ficha do Estudante.

Cozinha Brasil

Curto

Unidade Móvel (Caminhão); Kit estudante: livro de receita, caderno, lápis, pasta, touca descartável e avental.

Série Saúde e Qualidade de Vida

Curto

Caderno do Instrutor; jogo pedagógico; apresentação em PowerPoint; ficha do Estudante.

Série Trabalho e Cidadania

Médio

Caderno do Estudante.

Série Educação num Clique

Médio e Longo

Laboratório digital; conteúdo dos cursos em formato digital; Caderno do Instrutor; Caderno do Estudante; Banco de Questões.

Série Educação e Tecnologia - Jornada de Educação Tecnológica

Longo

Laboratório digital; material Lego Dacta; site e blog.

Série Educação e Tecnologia - Inovação

Longo

Laboratório digital; Caderno do Instrutor; Caderno do Estudante; recursos didáticos: material Lego Dacta e acessórios, bases em vinil para atividades, etc.

TOP DE MARKETING 2012

16


ESTRATÉGIAS E SOLUÇÕES

Diretriz 4 – Capacitação de profissionais

O SESI/SC precisou ampliar o quadro de profissionais em suas Unidades Regionais para a aplicação dos cursos. Os profissionais que compõem a equipe de trabalho da Educação Continuada nas Unidades Regionais são: Gestor de Serviços de Educação Mobilizador Auxiliar Pedagógico Supervisor de Educação Instrutor O recrutamento destes profissionais se deu por meio de inscrições no site do SESI/SC, e os inscritos posteriormente passaram por processo seletivo compreendendo provas e entrevistas. A capacitação foi realizada de acordo com a função desenvolvida por cada profissional, com conteúdos específicos da Educação Continuada. Diretriz 5 – Personalização dos cursos Levando em consideração os dados do Encontro de Ideias, percebeu-se a necessidade da personalização dos conteúdos. Antes da execução dos

cursos é feita, por parte dos supervisores e instrutores, uma pesquisa sobre a indústria que será atendida. Dessa forma, ocorre a contextualização dos temas abordados, aliada ao conteúdo programático.

AÇÃO 3 – AVALIAÇÃO O SESI/SC também notou a necessidade de avaliação de desempenho do produto. Isso oferece subsídios para a análise do ciclo de vida de cada curso e para a tomada de decisão tanto sobre as ações a serem realizadas nos cursos já existentes quanto para a inserção de novos cursos. Ou seja, é por meio dessa análise que são formulados novos cursos. Essa avaliação é realizada por meio de: A) Indicadores de resolutividade Número de cursos na mesma empresa/ano Número de empresas atendidas/ano Números de estudantes/ano Cursos mais frequentes/ano TOP DE MARKETING 2012

17


ESTRATÉGIAS E SOLUÇÕES

B) Avaliação de Impacto e Reação A Avaliação de Impacto diz respeito à satisfação da empresa, enquanto a Avaliação de Reação refere-se à satisfação do estudante com o curso aplicado. Ambas as avaliações são feitas por meio de questionários que são respondidos ao final dos cursos e encaminhados à área de Educação do SESI/SC para tomada de providências.

AÇÃO 4 – AÇÕES DE VISIBILIDADE As ações de comunicação aconteceram concomitantemente às ações de reformulação do portfólio de cursos. Em 2010 houve uma intensificação do trabalho de divulgação da Educação Continuada por meio de ações de marketing e vendas. O trabalho de vendas via gestores e gerentes nas Unidades Regionais, por meio de reuniões e eventos de apresentação dos cursos, se intensificavam à medida que novos cursos eram criados. Também neste ano, o SESI/SC deu início a ações de marketing direto ao enviar e-mails marketing para profissionais do setor de RH, apresentando os cursos e os benefícios dos serviços. Esses

e-mails atingiram 1.239 clientes cadastrados e possibilitaram avaliação

de resultados de visualização e cliques. E-mails Marketing

Em maio de 2010, a entidade participou do Congresso Catarinense de Recursos Humanos, que ocorreu em Florianópolis e da Expogestão, em Joinville, onde foi apresentado aos participantes o novo portfólio da Educação Continuada, além de haver distribuição de brindes.

Cerca de 11 mil empresários e profissionais do setor de RH foram impactados com a participação do SESI nos dois eventos.

Estande na Expogestão

Brinde

TOP DE MARKETING 2012

18


ESTRATÉGIAS E SOLUÇÕES

Banner site

Em julho de 2010 iniciou-se a divulgação por meio do site do SESI/SC, com banners indicando o novo portfólio e dados para contatos com os gerentes e gestores regionais. Essa ferramenta permitiu que se identificasse a quantidade de acessos à mensagem.

Ainda em julho, a Coordenadoria de Marketing deu início à campanha de lançamento do novo portfólio na mídia de massa para atingir clientes potenciais em todas as áreas do Estado. Uma cinta no jornal Diário Catarinense chamava a atenção para o portfólio de cursos e um informativo da Educação Continuada encartado dentro do jornal apresentava cases das empresas que já tinham participado do programa e os benefícios de contratar o serviço. Tais encartes também foram veiculados no jornal A Notícia e Jornal de Santa Catarina, os dois jornais de maior circulação estadual, dando mais visibilidade aos cursos nas regiões do interior do Estado. Em agosto de 2010 foi confeccionado o material de vendas da Educação Continuada, que consistia em uma pasta contendo informações sobre as séries dos cursos, como apresentação, carga horária, objetivo e conteúdo programático. Estas pastas foram enviadas para todas as Unidades Regionais do SESI no Estado, sendo utilizadas nas reuniões e nos encontros dos gerentes e gestores regionais com as empresas.

Este material posteriormente se tornou Anúncio indispensável às empresas que contratam frequentemente os cursos. As próprias empresas verificavam a pasta, sem a necessidade da presença de um gerente ou gestor regional, e entravam em contato com o SESI para a contratação do serviço.

Outro subsídio para venda dos cursos foi um vídeo de apresentação do portfólio da Educação Continuada, que era apresentado aos trabalhadores no início dos cursos, sendo também distribuído em DVD para as partes interessadas.

Material de vendas

TOP DE MARKETING 2012

19


RESULTADOS Após o Encontro de Ideias da Educação Continuada e dos esforços de ampliação do portfólio de cursos, houve uma clara mudança no número de matrículas no Programa e quantidade de cursos ofertados. Ao final de 2009, o SESI/SC contabilizou 3.567 matrículas.

O salto de crescimento veio no ano de 2010, quando o SESI/SC

formalizou o portfólio de cursos de Educação Continuada, lançou a campanha de marketing e iniciou as ações de visibilidade. Naquele ano, foram

realizadas 79.698 matrículas. O crescimento também se confirmou em 2011, quando foram realizadas 95.399 matrículas nos cursos de Educação Continuada. Progressão anual de matrículas 100000 95.399

80000

79.698

60000 40000 20000 0

3.567

2009 2010

2011

Este número expressivo refletiu em outra grande conquista do SESI/SC. Ao final de 2010, o Departamento Nacional disseminou os cursos desenvolvidos pelo Departamento de Santa Catarina no país, o que atesta a qualidade de execução e planejamento do programa.

TOP DE MARKETING 2012

20


RESULTADOS

O crescimento da Educação Continuada também foi consequência da ampliação do portfólio. Enquanto que em 2009 eram ofertados

apenas 12 cursos, em maio de 2010 o portfólio já contava com 84 cursos (anexo 4). Cursos da Educação Continuada 100 80

84

60 40 20 0

12

2009

2010

Os esforços do SESI/SC naqueles 30 meses de mudança e implantação do novo portfólio da Educação Continuada são refletidos nos resultados do número de matrículas, e também na opinião dos clientes. Estes demonstram que a Educação Continuada contribuiu efetivamente para o atendimento às exigências do mercado, seja pelo aumento da produtividade do trabalho, ou pelo aumento da empregabilidade e pela melhoria da saúde e qualidade de vida do trabalhador. O SESI/SC sabe da importância do papel da educação na construção de uma sociedade mais justa e igualitária, bem como no aumento da competitividade da indústria catarinense. É por isso que investiu e continua investindo em soluções como a Educação Continuada. Para poder mudar não somente os dados de crescimento, mas sim, a vida das pessoas.

TOP DE MARKETING 2012

21


DEPOIMENTOS “Estamos muito satisfeitos com a participação do SESI em nossa unidade. Os funcionários solicitam cada vez mais os cursos, principalmente pela metodologia e pelo domínio dos instrutores”. Juliane Piacentini Messaggi – Analista de RH da empresa Seara Alimentos “Como sempre mencionei, acredito que os cursos são bons e os instrutores qualificados. A metodologia utilizada está sendo bem proveitosa, fazendo uma ótima interação com o colaborador”. Daniela Gesing – Analista de RH da empresa Canguru “Os cursos realizados pelo SESI atendem muito bem às necessidades de nossa empresa. A assimilação de informações é percebida pela grande maioria dos participantes. A utilização de vários recursos e ferramentas auxilia muito no entendimento do assunto abordado. Os instrutores são muito capacitados e conseguem transmitir as informações de forma simples e clara”. Tatiane de Oliveira Machado – Gestão da Qualidade da empresa Milano “A empresa está satisfeita com os cursos realizados pela movimentação que ocorreu dentro da própria empresa e o entendimento do que nós gostaríamos que eles entendessem”. Anderson Candido – Gerente de Qualidade da empresa METASUL “A parceria firmada entre SESI e Cecrisa tem sido muito importante, pois, está sendo possível trazer cursos diferentes de treinamentos técnicos, e isso tem ajudado no desenvolvimento dos nossos profissionais. Conseguimos medir a satisfação na entrega dos certificados. Todos vieram nos procurar para levar o certificado, coisa que não acontecia com outros cursos. Nós da Cecrisa só temos a agradecer ao SESI pela parceria firmada. Parabéns pelo excelente trabalho desenvolvido”. Douglas Campos Rosso – Analista de Qualidade da empresa Cecrisa “Os cursos do SESI ajudam as empresas na educação dos colaboradores nas condições de saúde, educação e qualidade de vida. As educadoras são qualificadas, atenciosas e prestam um bom atendimento”. Taíse Mariani de Souza – Responsável pela Administração e pelo RH da empresa Casan

TOP DE MARKETING 2012

22


DEPOIMENTOS

“Podemos dizer que os cursos do SESI Educação Continuada que estamos realizando aqui na empresa têm realmente provocado e estimulado nossos colaboradores a um processo de desenvolvimento. Além de contribuírem para o desenvolvimento profissional, os cursos também contribuem para a formação de cidadãos mais conscientes, pois vão além dos muros da empresa. Aqui no Laboratório Catarinense S.A. envolvemos 100% dos colaboradores nos cursos, pois entendemos que a uniformidade do conhecimento traz melhores resultados. Os cursos do SESI têm facilitado uma melhor integração entre as pessoas e as diversas áreas da empresa, resultando em melhoria no processo de comunicação e maior envolvimento e motivação das pessoas”. Valcir Cambruzzi – Coord. de Treinamento - Laboratório Catarinense S.A. “A expectativa da Gruber é desenvolver de forma organizada e sistemática o processo educacional em curto prazo dentro da empresa. Por meio desse processo, as pessoas aprendem e adquirem conhecimentos e desenvolvem atitudes positivas diante dos objetivos da organização, das tarefas e do ambiente de trabalho”. Gerson Luis Baron – Gestor Administrativo da Gruber, de São Bento do Sul “Sempre tive vontade de conhecer mais sobre as técnicas de primeiros socorros, quando recebi o e-mail com a divulgação do curso que o SESI estaria realizando fiquei bastante animado, pois era o curso que eu estava procurando, sendo totalmente gratuito. Retornei o e-mail com o cadastro para o curso o mais rápido possível para garantir minha vaga. Iniciado o treinamento, fiquei ainda mais contente, além de a instrutora ser altamente qualificada, o ambiente era apropriado e todos os materiais necessários estavam disponíveis. No início do treinamento fomos informados que temos à disposição vários outros treinamentos, como curso de inglês, totalmente gratuito. Claro que já iniciei meu curso de inglês com o SESI”. Jeyson L. Pimentel – Técnico em Informática da WB Informática

TOP DE MARKETING 2012

23


ANEXOS ANEXO 1 - EMPRESAS PARTICIPANTES DO ENCONTRO DE IDEIAS Parati Vonpar Portobello SINDUSCON Blumenau Sulcatarinense Eliane SINDUSCON Florianópolis Zen S.A. Indústria Metalúrgica Embraco Tupy Trapp WEG FRAME Mad. Especiais Ltda. SIM - Sindicato do Mobiliário Indústria de Compensados GUARARAPES SINCOL S.A. Ind. e Com. ADAMI S.A. PRIMO TEDESCO S.A Sopasta Ind. Com. TROMBINI Ind. S.A. VALPASA Ind. de Papel Ltda. SIGRAF HCR ZM/S.A Irmãos Fischer S.A. Indústria e Comercio Olsen Intersindical Librelato GDC Alimentos S.A. Leardini SINDPESCA Duas Rodas

TOP DE MARKETING 2012

24


ANEXOS

Celulose Irani IPEL Klabin S.A. Kimberly Clark Brasil Cajovil Grupo Empresarial Jorge Zanatta VIDEPLAST Ind de Embalagens Ltda Inplac Plasc C-Pack R. C. Conti Ind. e Com. de Confecções Ltda. Companhia Industrial Schlösser S.A. Industria e Comércio de Malhas RVB Ltda. Buettner S.A. Ind. Com. Hering Coteminas Latina Marisol Multicolor Têxtil

TOP DE MARKETING 2012

25


ANEXOS

ANEXO 2 - FICHA DE DEMANDA DE TREINAMENTO

TOP DE MARKETING 2012

26


ANEXOS

ANEXO 3 - MATRIZ DE COMPETÊNCIAS SESI Matriz de Competências SESI/SC - Educação Continuada Competências 1. Ressignificar conhecimentos

Conhecimentos C1.1 – Fazer uso de conhecimentos tácitos, apropriados na experiência pessoal ou profissional. (sejam em processos de escolarização ou não).

Habilidades

Atitudes

H1.1 – Realizar leituras compreensivas de textos que expressem diferentes estilos de comunicação (charges, manuais, recados, entre outros).

A1.1 – Atribuir significado aos conhecimentos já apropriados.

H1.2 – Relacionar conhecimentos adquiridos na experiência pessoal ou profissional com as novas informações e/ou conteúdos a serem apropriados.

A1.2 – Estar aberto para novas aprendizagens.

H1.3 – Identificar aspectos pessoais e profissionais que qualificam (ou não) para a saúde e a vida. H1.4 - Comunicar-se, oralmente ou por escrito, nas diversas situações cotidianas ou profissionais.

2. Apropriar-se de novos conhecimentos

H1.5 - Situar historicamente fatos e acontecimentos relacionados à vida pessoal e profissional.

A1.3 – Reconhecer mudanças na vida pessoal e profissional ao longo da vida.

C2.1 – Construir conceitos a partir de novas informações ou conteúdos que estão sendo aprendidos;

H2.1 – Relacionar e Interpretar novos dados e informações;

A2.1 - Aprender continuamente, tanto na sua formação, quanto na sua prática;

C2.2 – Dominar técnicas e processos de criação.

H2.2 – Fazer uso de novas técnicas e/ou conteúdos em situações-problemas;

A2.2 – Reconhecer a importância da aprendizagem de novos conteúdos para qualificar a vida pessoal e profissional em todos os aspectos (saúde, social,

TOP DE MARKETING 2012

27


ANEXOS

ambiental, profissional, entre outros). 3.

Ser capaz de comunicar e compreender ideias orais e escritas.

C3.1 – Dominar conhecimentos para comunicar -se oralmente e por escrito de maneira clara e objetiva.

H3.1 – Transmitir ideias orais de forma clara e objetiva

C3.2 – Fazer uso de conhecimentos que possibilitem a interpretação de textos orais e escritos nas diversas situações do cotidiano pessoal e profissional.

H3.3 – Demonstrar compreensão diante de instruções orais ou escritas.

H3.2 – Comunicar -se por escrito de maneira clara e eficaz;

A3.1 – Estar aberto ao diálogo e às aprendizagens nas diversas situações pessoais e profissionais.

H3.4 – Interpretar corretamente ideias, notícias e informações presentes no cotidiano. H3.5 – Reconhecer diferentes tipos de textos, sabendo usá los em cada contexto.

4.

Apropriar -se das mudanças conceituais e evolução tecnológica .

C4.1 – Reconhecer a importância de novas tecnologias no ambiente profissional e pessoal;

H4.1 – Utilizar novos instrumentos e/ou mecanismos tecnológicos que facilitem as atividades pessoais e profissionais;

A4.1 – Dominar novas formas de comunicação e informação;

C4.2 – Aprender formas e usos das tecnologias presentes na vida cotidiana e na área de atuação profissional;

H4.2 – Identificar novos conceitos, métodos e instrumentos presentes nas atividades profissionais e pessoais.

A4.2 – Demonstrar aprendizagem de novas tecnologias, utilizando -as cotidianamente na vida pessoal e profissional.

H4.3 – Fazer uso de tecnologias para construir/inovar ideias e projetos. H4.4 – Avaliar riscos e benefícios das tecnologias para a solução de problemas.

TOP DE MARKETING 2012

22 28


ANEXOS

5.

Compreender fenômenos.

C5.1 – Observar e interpretar fenômenos sociais, econômicos, políticos, naturais, ecológicos, culturais, etc.

H5.1 – Emitir opiniões e posicionamentos sobre fenômenos sociais, econômicos, políticos, naturais, ecológicos, etc.

A5.1 – Ser crítico e consciente.

H5.2 – Formular hipóteses ou ideias sobre relações causais que determinam os fenômenos. C5.2 – Identificar a saúde como bem pessoal que deve ser promovido e qualificado

H5.3 – Examinar os riscos à saúde individual e coletiva presentes na vida cotidiana pessoal e profissional. H5.4 – Relacionar hábitos da vida pessoal e profissional que são causa de doenças e consequente absenteísmo.

6.

7.

Enfrentar situações problemas.

Construir argumentação.

C6.1 – Intervir em situações diversas relacionadas à vida cotidiana – pessoal e profissional – aplicando conhecimentos apropriados (gerais ou específicos).

C7.1 – Distinguir diferentes abordagens ou perspectivas em aspectos

H6.1 – Identificar causas e consequências de problemas pessoais e profissionais.

A5.2 – Valorizar a saúde desenvolvendo hábitos saudáveis nos diversos aspectos da vida pessoal e profissional.

A6.1 – Ter iniciativa diante de situações problemas da vida pessoal e profissional.

H6.2 – Reconhecer e definir problemas – seja no âmbito pessoal ou profissional – propondo soluções para equacioná -los. H6.3 – Propor soluções inovadoras no desenvolvimento de projetos e produtos e/ou na resolução de problemas pessoais e profissionais.

A6.2 - Ter raciocínio dinâmico e preciso na solução de problemas.

H7.1 – Identificar características de diferentes posicionamentos e saberes.

A7.1 – Confrontar opiniões e pontos de vista;

TOP DE MARKETING 2012

29


ANEXOS

relacionados às atividades cotidianas e profissionais;

H7.2 – Debater aspectos polêmicos que envolvam diferentes saberes relacionados à vida pessoal e profissional H7.3 – Identificar e caracterizar os próprios pontos de vista H7. 4 – Reconhecer o uso social de diferentes saberes (ex. medicina popular – chás e remédios).

8.

Ser empreendedor

C8. 1 – Construir conceitos relacionados ao empreendedorismo.

H8.1 – Identificar variáveis relevantes para a criação/elaboração de novos projetos (produtos, serviços, etc.).

A7.2 – Respeitar diferentes crenças e saberes, reconhecendo seus usos sociais em prol de um objetivo comum.

A8.1 – Planejar, executar e avaliar soluções e/ou implementações para as atividades do âmbito pessoal ou profissional.

H8.2 – Elaborar projetos e/ou ações que apresentem novas possibilidades para problemas vivenciados no âmbito pessoal ou profissional. H8.3 – Empregar novos métodos e técnicas para aperfeiçoar atividades pessoais ou profissionais. H8.4 – Implementar propostas ou soluções inovadoras nas atividades pessoais ou profissionais. 9.

Ser socioambiental mente responsável

C9.1 – Conhecer conceitos como responsabilidade, respeito, cidadania, diversidade, sustentabilidade e engajamento.

H9.1 – Reconhecer princípios de cidadania e convivência em sociedade presentes no cotidiano.

A9.1 – Ter atitudes e hábitos de consumo que causem o menor impacto socioambiental possível.

TOP DE MARKETING 2012

30


ANEXOS

10. Trabalhar em equipe

C9. 2 – Compreender as relações de dependência da vida humana com o ambiente natural e com os demais processos que interagem. neste cenário, como sociais, culturais, políticos, econômicos e ecológicos.

H9.2 – Reconhecer que o modo de vida adotado pela sociedade atual causa impactos negativos nos ambientes naturais.

A9.2 – Ser solidário e cidadão envolvendo -se criticamente com os problemas sociais e ambientais.

C9.3 – Compreender que a forma como vivemos e a maneira com que usamos os recursos naturais hoje afeta diretamente a qualidade de vida das gerações atual e futura.

H9.4 – Reconhecer os limites do uso dos recursos naturais e a influência direta disso sobre a vida humana.

C9.4 – Reconhecer o papel das organizações sociais, culturais, políticas e econômicas e os princípios que regulam a convivência em sociedade.

H9.6 - Envolver -se em campanhas na comunidade e na empresa que promovam a preservação ambiental e a equidade social.

A94 – Posicionar se, pessoal e profissional mente, pela busca da qualidade de vidas das gerações atual e futura.

C10.1 – Compreender o comportamento humano e os fatores socioculturais e éticos intervenientes nas relações interpessoais e profissionais.

H10.1 – Identificar situações que dificultem/limitem o trabalho em equipe.

A10.1 – Respeitar diferentes formas de pensar e agir das pessoas com as quais convive cotidianamente.

H9.3 – Participar ativamente em projetos e ações ambientais e sociais relacionadas ao cotidiano.

H9.5 – Utilizar conhecimentos apropriados quanto à necessidade do melhor uso dos recursos naturais.

H10.2 – Identificar características pessoais e potencialidades para o trabalho em equipe.

A9.3 – Ser um agente de transformação, estimulando que o maior número de pessoas seja socioambiental mente responsável.

H10.3 – Identificar o seu papel na equipe de trabalho e como membro da família/comunidade, bem como a importância dos colegas de trabalho

TOP DE MARKETING 2012

31


ANEXOS

ou outros membros da família/comunidade.

H10.4 – Facilitar a comunicação interpessoal nas atividades desenvolvidas em equipe. H10.5 – Cooperar nas atividades profissionais e cotidianas, demonstrando empatia e responsabilidade. H10.6 – Enfrentar situações problemas no trabalho em equipe demonstrando empatia e flexibilidade.

A10.2 – Ser flexível no desenvolvimento de atividades coletivas.

H10.7 - Manter a confidencialidade das informações a eles confiadas, na interação com outros profissionais. 11. Avaliar e autoavaliar -se

C11.1 – Reconhecer as aprendizagens ao longo da história de vida, contextualizando e problematizando -as.

H11.1 – Reconhecer as próprias potencialidades e limitações no exercício profissional e na convivência pessoal.

A11.1 – Reconhecer -se protagonista da própria vida, apropriando -se de seus potenciais e limites.

H11.2 - Reconhecer as principais conquistas e insucessos pessoais e profissionais ao longo da vida. H11.3 – Participar com espírito crítico e aberto das atividades de avaliação pessoal e profissional. H11.4 – Desenvolver ações que minimizem limites e potencializem

TOP DE MARKETING 2012

32


ANEXOS

capacidades nas atividades cotidianas pessoais e profissionais. C11.2 – Analisar dados e informações estatísticas referentes às avaliações pessoais e de produção.

H11.5 – Relacionar dados e informações avaliativas com as atividades desenvolvidas cotidianamente

A11.2 – Responder com senso crítico as informações (feedback ) oferecidas.

H11.6 – Participar das atividades de planejamento e execução de atividades que permitam superar limites encontrados em processos avaliativos. 12. Ser ético

C12.1 – Explicitar os princípios éticos inerentes ao convívio pessoal e ao exercício profissional.

H12.1 – Diferenciar condutas éticas e condutas morais de uma determinada comunidade.

A12.1 – Agir de forma ética em todas as situações pessoais e profissionais.

H12.2 – Reconhecer os princípios que organizam o código de ética da atividade profissional. H12.3 – Analisar diferentes situações da vida que exijam condutas éticas. H12.4 – Auxiliar as pessoas de sua convivência na manutenção de atitudes éticas. H12.5 – Posicionar -se pessoal e profissionalmente diante de problemas éticos pessoais e sociais. 13. Cuidar da saúde e da qualidade de vida

C13. 1 – Compreender em linhas gerais o funcionamento do organismo e sua saúde física e mental, associados à

H13.1 – Sumarizar ações de saúde pessoal presentes no cotidiano pessoal e profissional.

A13.1 – Ser cuidadoso consigo mesmo, adotando e/ou modificando hábitos promotores de saúde e

H13.2 – Identificar

TOP DE MARKETING 2012

34


ANEXOS

qualidade de vida.

elementos nocivos a saúde e qualidade de vida presentes na vida pessoal e profissional.

qualidade de vida.

H13.3 – Envolver em atividades e campanhas que permitam qualificar o cotidiano e melhorar a saúde física e mental. H13.4 – Apresentar sugestões para superar problemas que impliquem na saúde ou a qualidade de vida. H13.5 – Planejar e executar ações que promovam a saúde e qualidade de vida no cotidiano pessoal e profissional.

TOP DE MARKETING 2012

35


ANEXOS

Série Saúde e Qualidade de Vida * Alimentação Saudável Ambiente e Saúde Comportamento Saudável Gerenciamento do Estresse Higiene Pessoal e no Ambiente de Trabalho Prevenção ao Uso de Álcool, Cigarro e outras Drogas Saúde Bucal Saúde do Trabalhador Saúde, Longevidade e Envelhecimento

08 hs

Cozinha Brasil

10 hs

* Cursos em desenvolvimento Julho/2010

Cursos de Curta Duração

ANEXO 4 – PORTFÓLIO DA EDUCAÇÃO CONTINUADA

Série Educação num Clique

Cursos de Média Duração

Conhecendo o Negócio e os Valores da Empresa Desenvolvimento de Competências Pessoais e Sociais para o Mundo do Trabalho O Significado do Trabalho * Segurança e Saúde no Trabalho na Indústria Têxtil e do Vestuário Segurança e Saúde no Trabalho na Indústria da Alimentação Aprenda a Clicar Artes Educação Orçamentária Espanhol I Espanhol III Inglês I Inglês III Promoção de Saúde e Qualidade de Vida Segurança e Saúde no Trabalho Vida Digital Clicando no Trabalho

20 hs

30 hs

Série Trabalho e Cidadania

Cursos de Longa Duração

Consumo Sustentável Ética e Cidadania Segurança e Saúde no Trabalho Trabalho e Empreendedorismo

Série Educação num Clique Matemática Aplicada Espanhol II Inglês II Produção Textual

45 hs 60 hs 90 hs

Série Educação e Tecnologia Jornada de Educação Técnológica I Jornada de Educação Técnológica II Jornada de Educação Técnológica III InovAÇÃO

60 hs

64 hs

TOP DE MARKETING 2012

36


ANEXOS

Portfólio de Cursos SESI Educação Continuada

Agentes Químicos Animais Peçonhentos na Indústria da Madeira e do Mobiliário Defensivos Agrícolas na Indústria da Madeira e do Mobiliário Equipamentos de Proteção Individual Equipamentos de Proteção Individual na Indústria Alimentícia Ergonomia Ergonomia na Indústria Alimentícia Ergonomia na Indústria Metalúrgica Gerenciamento do Estresse Higiene Pessoal Higiene e Manipulação de Alimentos na Indústria de Pescado Prevenção a Doenças Crônicas Não Transmissíveis Prevenção a Doenças Osteomusculares Relacionadas ao Trabalho Prevenção a Doenças Sexualmente Transmissíveis Prevenção ao Uso do Álcool e Drogas Prevenção do Câncer Proteção Auditiva Proteção Respiratória Proteção Respiratória na Indústria Alimentícia Proteção Respiratória na Indústria Cerâmica Proteção Respiratória na Indústria da Madeira e do Mobiliário Proteção Respiratória na Indústria de Plásticos Ruído Ambiental Risco Cardiovascular Saúde Bucal Saúde Vocal Segurança das Mãos Segurança no Trânsito Socorros de Urgência Trabalho em Ambientes Frios e Úmidos na Indústria Alimentícia Trabalho em Alturas na Indústria da Construção Civil

04 horas

Minicursos

Série Solução SST

Série Formação Pessoal e Profissional Administre seu Dinheiro de Forma Consciente Aprendendo a Conviver e Respeitar as Diferenças Capacidade de Empreender e Inovar Comprometimento e Foco em Resultados Comunicação no Ambiente de Trabalho Disciplina, Organização e Planejamento Ética e Conduta no Trabalho Etiqueta Profissional Feedback como Oportunidade de Crescimento e Aprendizagem O Significado do Trabalho: Visão Sistêmica e Motivação Otimização do Tempo Relacionamento Interpessoal: Ambiente de Trabalho Relacionamento Interpessoal: Eu e Meus Pares Nova Ortografia da Língua Portuguesa

12 hs

TOP DE MARKETING 2012

37


ANEXOS

ANEXO 5 – CLIPAGEM

Jornal Município Dia-a-Dia

Jornal da Manhã

TOP DE MARKETING 2012

36


ANEXOS

Folha do Alto Vale / Rio do Sul

TOP DE MARKETING 2012

36


ANEXO 6 – ANÚNCIO

TOP DE MARKETING 2012

36



Case SESI/SC - Top de Marketing ADVB/SC 2012