Issuu on Google+

Novembro | Dezembro | 2011

epaarta ro Ouvir


Colocar o texto dramático em primeiro plano e os atores da cidade como personagem principal. O projeto Teatro para Ouvir, mais que reunir uma série de apresentações, destaca a importância do texto no teatro e, principalmente, o processo para que este ganhe contornos dramáticos. Para isso, convidou oito grupos de teatro da cidade, que durante um mês desenvolveram a leitura dramática de textos autorais ou já consagrados. Apenas uma dialética sensível: saber escutar o querer dos indivíduos e estimular sua expressão. Assim o SESC São José Campos, há 20 anos, apresentava ao público o projeto A Palavra em Cena, que reuniu artistas profissionais e amadores também em torno da leitura dramática, motivados por um mesmo objetivo: o prazer individual e coletivo da criação. O sucesso de público e o envolvimento dos participantes levaram à realização de várias edições do projeto, que para muitos dos hoje artistas profissionais de São José dos Campos foi o primeiro contato com as artes cênicas. Mais uma vez o SESC se coloca como lugar de encontro, para artistas e público, que além de poder apreciar trabalhos inéditos, irá conhecer um pouco mais a cena teatral de São José dos Campos. Auditório. 126 lugares. Grátis. Retirada de convites com 1h de antecedência.

3


Fragmentos Müller De Heiner Müller Com Cia do Trailler - Teatro em Movimento Direção da leitura: André Ravasco Provocador: Marcelo Denny Elenco: Marcelo Denny, Rodrigo Roman, Marina Aguiar, Caren Ruaro, Diogo Cábuli, Emanuelle Costa, Robson Jacqué, Tamara Maria Cardoso

Dia 22 de novembro, terça, às 20h. A leitura - Tomando como ponto de partida os textos do dramaturgo Heiner Müller – Medeamaterial, Margem Abandonada, Paisagem com Argonautas – e outros fragmentos e as provocações do sociólogo Zygmunt Bauman a respeito do que denomina como a “sociedade líquida”, foi criada uma dramaturgia de encenação em processo coletivo no qual atores apresentam e refletem suas próprias inquietações a respeito da mercantilização, coisificação e fragilidade das relações humanas, buscando dialogar com uma dramaturgia contemporânea e fragmentada. A Cia do Trailler - A Cia foi criada em 2002 com objetivo de pesquisar o teatro pós-dramático e seu cruzamento com a performance, pesquisa que deu origem a espetáculos e performances como: Yulunga - Poema para um deus morto e Santos da terra / O visível e invisível. Em 2008, a Cia produziu, em parceria com SESC SJC, FESTIVALE e REPESP (Rede Estadual de Performance), o 2º Fórum Estadual de Performance - Cartografia da Performance.

5


Um Lugar Chamado Dropsie Adaptação de Wallace Puosso e Thais Lopes, a partir de Novelas Gráficas de Will Eisner Com Cia Cubo Cênico Direção da leitura: Wallace Puosso Elenco: Conceição Castro, Evandro Valentim, Marcio Santamaria, Marianna Mar, Paulo Barja, Thais Lopes, Wallace Puosso

Dia 23 de novembro, quarta, às 20h. A leitura - Toda cidade grande tem um lugar como Dropsie, com seus personagens típicos, suas narrativas que ultrapassam o tempo, contadas em cada esquina, prédio, arquitetura, histórias peculiares de pessoas deslocadas socialmente, que habitam esse lugar. Dropsie pode ser aqui. É todo lugar que tem gente vivendo para sobreviver. O grupo transpôs para estrutura narrativa algumas histórias das graphic novels Avenida Dropsie, Pequenos Milagres e Um Contrato com Deus, de Will Eisner. Para leitura foram feitas correções em trechos das narrativas e apontadas algumas sensações sonoras antes apenas indicadas nos quadrinhos. Depois, o grupo foi descobrindo novos posicionamentos para a cena, a partir da relação luz/sombra e exercícios para criação de histórias em quadrinhos. O Cubo Cênico - É a partir da palavra que o grupo estabelece seu território de pesquisa, acerca de esboços sociológicos e antropológicos do cotidiano, pequenos universos marginais, solidão, incomunicabilidade e estrangeirismo. Criado em 2007, se configura como um grupo artístico de formação flexível, com equipe (direção, atores e técnicos) se modificando a cada processo, a partir da investigação de diversas linguagens e formas de produção, estabelecendo um livre-território para pesquisa e experimentação.

7


...E o céu uniu dois corações De Antenor Pimenta Com La Cascata Cia Cômica Direção da leitura: Marcio Douglas Elenco: Marcio Douglas, Glauce Carvalho, Karina Müller, Orlando Sales, Carlos Rosa, Eva Sielawa, João Fernandes, Paulo Barja, Wallace Puosso

Dia 25 de novembro, sexta, às 21h. A leitura - Emocionante história de amor de Neli e Alberto, que enfrentam muitos infortúnios e injustiças em busca da felicidade; obra literária que completará 70 anos e apresenta a sociedade de um Brasil pré-televisivo. A proposta da leitura tem base no teatro de origem circense, popular e que proporcione momentos de risos e lágrimas ao público. O La Cascata Cia Cômica - O caminho trilhado pelo grupo é a busca de expressões artísticas nas quais o palhaço se manifeste. Para tanto, utiliza elementos concernentes a esta linguagem e sua pesquisa que nasce no teatro de rua, se encontra na linguagem do circo e revela uma maneira particular de ver o mundo, com os olhos de quem acredita que o riso diminui a distância entre as pessoas. É tendo o ofício do riso como caminho e o palhaço como caminhante que surge La Cascata Cia Cômica.

9


Quarteto De Heiner Müller Com Teatro Químico Direção da leitura: Fernando Rodrigues Elenco: Milena Siqueira, Paola Gonçalves, Natália Bastos, Raphael Carlos

Dia 26 de novembro, sábado, às 20h. A leitura - Adaptação do romance As Relações Perigosas, do escritor francês Chordelos de Laclos, Quarteto é a visão do dramaturgo alemão Heiner Müller para a história de Visconde Valmont e da Marquesa de Merteuil. Dois nobres decadentes que nada têm a fazer, a não ser passar o tempo com os seus jogos de poder, sedução e violência psicológica. Em uma espécie de teatro próprio, eles se divertem seduzindo e abandonando seus amantes. A leitura faz parte do Projeto Amores em Liquidação, que usará como referência o texto de Müller. Como estímulo para a criação de cenas é usado o texto Amor Líquido do sociólogo Zygmunt Bauman, por fazer importante crítica à forma como as relações afetivas do homem contemporâneo se tornaram frágeis: o amor e as relações afetivas são tratados como produtos que devem ser consumidos e descartados em uma lógica narcísica de satisfação sempre pronta a se acabar e recomeçar, em um círculo sem fim. O Teatro Químico - Teatro Químico é um desejo. Desejo de um espaço de pesquisa, de um laboratório para o estudo da arte e do humano. Teatro Químico é o ambiente no qual se usa a linguagem teatral como um microscópio para revelar os entrelaçamentos da realidade subjetiva e da realidade social. É o local de onde se pretende observar e apreender as ações humanas em suas esferas íntimas e subjetivas, frequentemente invisíveis a olho nu. É o espaço de exercício da ironia e da crítica aos aspectos superficiais e cruéis de nossa vida social.

11


Merlin De Luís Alberto de Abreu Com Grupo Avoarte Direção da leitura: Cláudio Mendel Elenco: Fernando Bezerra e Marcela Puppio

Dia 29 de novembro, terça, às 20h. A leitura - Com Arthur no trono, criou-se uma paz aparente e Merlin acreditou haver construído uma verdadeira nação. Mas descobre que fracassou, porque as pessoas estão nascendo sem alma. Ele quer consertar sua obra, porém Mordred, filho de Arthur, avança com um exército contra o pai. É preciso detê-lo para ganhar o tempo necessário à reconstrução. Merlin viaja ao seu encontro, mas no caminho encontra uma mulher, o que modifica completamente seus planos. A leitura é pautada nas descobertas a respeito de questões colocadas pelo texto, para que de alguma forma os ouvintes também façam parte dessas experiências, a fim de contribuir na construção de seu país, sua obra, que não é “onde”, mas “o que”. O Grupo Avoarte - Uma continuidade do movimento Hora do Conto, que desde 1991 vem desenvolvendo uma pesquisa em torno da narrativa e sua importância na formação de um povo. A nova denominação “Avoarte” vem em função do investimento em projetos dramatúrgicos aos quais passa a dedicar-se, marcando uma nova fase do grupo.

13


A Flor Enlutada De Carlos Rosa Com Teatro do Rinoceronte Direção da leitura: Carlos Rosa Elenco: Angélica Maurer, Carlos Rosa, Lucilene Dias, Paty Beghetto, Ralf Stanley, Idiane Dias, Adriano Alves, Kardec Gonzaga e Denílson de Paula

Dia 01 de dezembro, quinta, às 20h. A leitura - Um grupo de atores transmite a radionovela que é um melodrama cômico de fazer inveja aos piores do gênero e, para piorar, alguns incidentes ocorrem no estúdio, levando o locutor à loucura. A intenção da leitura é que o público se sinta em um estúdio de rádio da década de 1940, no qual os personagens vão se alternando ao microfone.

Natacha Maurer

O Teatro do Rinoceronte - O grupo surgiu em 2004 e desde sua origem estuda a comédia, montando os vaudevilles O pedido de casamento, no mesmo ano, e O jubileu, em 2008, ambos de Anton Tchekhov. Em 2010 o grupo estreou o Cabaret del Rinoceronte, que aprofunda os estudos do grupo na linguagem do vaudeville.

15


Insulto ao público De Peter Handke Com GTI - Grupo Teatro do Imprevisto Direção da leitura: coletiva do grupo Elenco: Flávia Dávila, Lukas Lima, Leo Silva, Mateus Rosa, Ricardo Verissimo

Dia 02 de dezembro, sexta, às 21h. A leitura - O texto de 1970 propõe uma situação conflituosa entre atores e espectadores, em que o espaço cênico é o principal personagem. À medida que a leitura descortina os mecanismos responsáveis pela passividade da plateia e o caráter ilusório da representação teatral, a dimensão coercitiva presente na relação espacial entre atores e espectadores é evidenciada. Um aspecto peculiar desta encenação está no fato de se questionar a estrutura do teatro tradicional dentro de seu próprio templo: o palco italiano. O papel do espectador passa a ser desestabilizado pelo questionamento entre o espaço do palco e o da plateia e pelo uso do tempo real dos espectadores em vez de um tempo ficcional. O Grupo Teatro do Imprevisto - Grupo independente criado em 2003, acredita na importância de tornar a arte acessível a pessoas de todas as idades e classes sociais. Por esta razão o GTI opta por se apresentar na rua e em espaços não convencionais, entendendo que a plateia é formada pela diversidade e que a arte é um meio de construir a cidadania.

17


A Gaivota De Anton Tchekhov Com Cia Teatro da Cidade Direção da leitura: Cláudio Mendel Codireção: Atul Trivedi Elenco: Adriana Barja, Ana Cristina Freitas, Andréia Barros, Izildinha Costa, Vander Palma, Wallace Puosso, Diego Fonjac, Jean de Oliveira, Jonas di Paula, Levi Noronha

Dia 04 de dezembro, domingo, às 18h. A leitura - A história narra os conflitos de um jovem escritor. Os conflitos dos personagens criam uma ligação direta com o espectador ao mesmo tempo em que apresenta uma visão profunda de uma sociedade cada vez mais vulnerável aos males existenciais. A leitura irá compor a produção teatral Almas Abaixo de Zero, na qual a harmonia estética natural cênica é algo incompatível com a frustração encarada pelo personagem central da trama. A poesia é um dos recursos mais utilizados. A Cia Teatro da Cidade - Grupo de pesquisa em teatro há 21 anos e que já produziu 18 espetáculos. Desde 2000 administra o CAC Walmor Chagas no bairro Jardim da Granja, em São José dos Campos, espaço aberto à comunidade e comprometido com a pesquisa e a difusão cultural. Em 2009 representou o Brasil nos Festivais de Escénica (La Paz) e Festival Internacional de Santa Cruz De La Sierra (Santa Cruz De La Sierra) na Bolívia. Sua última produção, Um Dia Ouvi a Lua, de Luís Alberto de Abreu, ganhou o Prêmio CPT 2010 de Melhor Espetáculo do Interior do Estado de São Paulo, além de receber indicação ao Prêmio Shell de melhor Direção Musical, indicação de Melhor Texto pela APCA e de Melhor Tratamento Musical pelo Prêmio CPT.

19


sxc.hu

SESC São José dos Campos Av. Dr. Adhemar de Barros, 999 CEP 12245-010 TEL.: (12) 3904.2000 email@sjcampos.sescsp.org.br sescsp.org.br facebook.com/sescsjcampos twitter.com/sescsjcampos


Projeto Teatro para Ouvir